SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 54
UNIFENAS Profa. Vera Ângelo 2010   2006 Hemograma
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Hemograma
Hemograma
 
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Eritrograma inclui: ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
Eritrograma : ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Eritrograma inclui: A  HEMOGLOBINA  (Hb) é uma metaloproteína que contém ferro e que permite o transporte de O 2.   ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
CHCM ( Concentração de Hemoglobina Corpuscular média) é a concentração média de hemoglobina. CHCM baixo (< 32): Anemia  hipocrômicas. CHCM alto (> 36): Anemia  hipercrômicas (???) CHCM no intervalo de normalidade.   As hemácias  são consideradas   normocrômicas .  .  Eritrograma inclui:
VCM  (Volume Corpuscular Médio):  índice que orienta na observação do tamanho das hemácias e no diagnóstico da anemia. VCM baixo: anemia  microcítica  (< 80fl, para adultos).  EX: anemia ferropriva e as síndromes talassêmicas. VCM alto:   macrocíticas   (> 96fl, para adultos).  Ex: anemia megaloblásticas e perniciosa..  VCM normal. (80 - 96fl, para adultos). Não há anemia. Hemácias  normocíticas Eritrograma inclui:
Esfregaço sanguíneo : corado por May-Grünwald-Giemsa
ANÁLISE DO ESFREGAÇO: Alterações da cor das hemácias Diminuição da concentração de hemoglobina e conseqüente redução da cor: hemácias  hipocrômicas ; Presença de hemácias com diferentes concentrações de hemoglobina chamada de  anisocromia ; Presença de grande número de reticulócitos, que caracteristicamente têm uma cor azulada,  e que junto com a cor normal, produz a chamada  policromasia .
Hipocromia
Policromasia :  hemácias jovens. (reticulócitos)
ESFREGAÇO: Alterações no tamanho das hemácias Hemácias de pequeno tamanho: hemácias  microcíticas ; Aumento do tamanho das hemácias: hemácias   macrocíticas ; ou megaloblásticas. Hemácias de diferentes tamanhos:  anisocitose ;
MICROCITOSE Alterações no tamanho das hemácias
MACROCITOSE Alterações no tamanho das hemácias
MEGALOCITOSE Alterações no tamanho das hemácias
Anemia microcitica e hipocromica
POIQUILOCITOSE :    é a denominação da variação das formas das hemácias.  Exemplos: Drepanócitos Esferócitos   Eliptócitos Hemácias em alvo   Esquisócitos   Acantócitos   Crenadas Etc. ESFREGAÇO:  Alteração na morfologia das hemácias
Tipos: 1-  Drepanócitos : . ,[object Object],[object Object]
2 - Esferócitos ,[object Object],[object Object],                            
[object Object],[object Object],3- Eliptócitosvalócitos                             
4- Esquisócitos ,[object Object],[object Object],                            
5- Dacriócitos ,[object Object],[object Object],                            
5- Estomatócitos    ,[object Object],[object Object]
6- Hemácias em alvo (codócitos) ,[object Object]
[object Object],[object Object],7- Acantócitos
 
rouleaux
Caso clínico 1
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],LEUCOGRAMA
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],LEUCOGRAMA
LEUCOGRAMA: ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],NEUTRÓFILOS
LEUCOGRAMA: ,[object Object],[object Object],[object Object],EOSINÓFILOS
LEUCOGRAMA: ,[object Object],[object Object],[object Object],BASÓFILOS
LEUCOGRAMA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],MONÓCITOS
LEUCOGRAMA: ,[object Object],[object Object],[object Object],LINFOCITOS
 
 
 
 
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Plaquetas   A avaliação das plaquetas pode ser feita de forma quantitativa, expressa em mm 3 , e de modo qualitativo, pela avaliação das características analisadas no esfregaço corado. As alterações quantitativas podem ser tanto o aumento da quantidade de plaquetas, chamada  trombocitose , quanto a diminuição, denominada  plaquetopenia .
 
 
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Definições
Linfocitose: aumento do número de linfócitos.  Linfopenia: diminuição do número de linfócitos.  Neutrofilia: aumento do número de neutrófilos.  Neutropenia: diminuição do número de neutrófilos.  Eosinofilia: aumento do número de eosinófilos.  Monocitose: aumento do número de monócitos.  Desvio à esquerda: aumento do número de bastões acima de 5/mm³, ou presença de formas mais imaturas como mielócitos e metamielócitos.  Definições
neutrofilia
Valores de referência  (Checar valores com o laboratório de referência). ( Diagnósticos Clínicos e tratamento por Métodos laboratoriais . Henry JB, 19ª ed Manole LTDA, 1999. pg1459-1460).   Hemácias: 4,5-5,1 x 10 6  L(mulheres), 4,5-5,9 x 10 6  L (homens). Hemoglobina: 12,0-15,6 g/dl (mulheres), 13,5-17,5 g/dl (homens). Hematócrito: 35,9-44,6%(mulheres), 41,5-50,4% (homens). VCM= 80 a 96    m 3  HCM= 27,5 a 33,2 pg CHCM= 33,4 a 35,5 g/dl   Plaquetas: 150 000 a 450 000/ mm 3 Leucócitos totais: 4,4-11,0 x 10 3  L. Diferencial de leucócitos (valores médios): neutrófilos segmentados (56% de 1800 a 7800), bastonestes (3% de 0 a 700), eosinófilos (2,7% de 0 a 450), basófilos (0,3 de 0 a 200) linfócitos (34% de 1000 a 4800) e monócitos (4% de 0 a 800). LUC(Large unstained cell, que podem representar linfócitos reativos, blastos, precursores linfáticos): 0-5%
Considerações finais

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exames laboratoriais
Exames laboratoriaisExames laboratoriais
Exames laboratoriaisresenfe2013
 
Hemograma em idosos (pacientes geriátricos)
Hemograma em idosos (pacientes geriátricos)Hemograma em idosos (pacientes geriátricos)
Hemograma em idosos (pacientes geriátricos)João Marcos
 
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.Maxwell Castro
 
Anemia hemolitica
Anemia hemoliticaAnemia hemolitica
Anemia hemoliticadapab
 
Introdução a análises clínicas
Introdução a análises clínicasIntrodução a análises clínicas
Introdução a análises clínicasStephany Strombeck
 
Estudo da velocidade de hemossedimentação (vhs)
Estudo da velocidade de hemossedimentação (vhs)Estudo da velocidade de hemossedimentação (vhs)
Estudo da velocidade de hemossedimentação (vhs)Julai1991
 
Exames de Laboratório
Exames de LaboratórioExames de Laboratório
Exames de LaboratórioSheyla Amorim
 
Bioquimica clinica 2015
Bioquimica clinica 2015Bioquimica clinica 2015
Bioquimica clinica 2015ReginaReiniger
 
Atlas de alterações e doenças hematológicas Alberto Galdino
Atlas de alterações e doenças hematológicas   Alberto GaldinoAtlas de alterações e doenças hematológicas   Alberto Galdino
Atlas de alterações e doenças hematológicas Alberto GaldinoLívia Galvão
 
Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21
Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21
Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21Marília Gomes
 
Interpretação do hemograma
Interpretação do hemogramaInterpretação do hemograma
Interpretação do hemogramaMessias Miranda
 

Mais procurados (20)

2 Anemias - Visão Geral
2  Anemias - Visão Geral2  Anemias - Visão Geral
2 Anemias - Visão Geral
 
Exames laboratoriais
Exames laboratoriaisExames laboratoriais
Exames laboratoriais
 
Hemograma em idosos (pacientes geriátricos)
Hemograma em idosos (pacientes geriátricos)Hemograma em idosos (pacientes geriátricos)
Hemograma em idosos (pacientes geriátricos)
 
2 anemias - visão geral
2  anemias - visão geral2  anemias - visão geral
2 anemias - visão geral
 
Aula 5 - B
Aula 5 - BAula 5 - B
Aula 5 - B
 
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.
 
Anemia hemolitica
Anemia hemoliticaAnemia hemolitica
Anemia hemolitica
 
01.hemograma med
01.hemograma med01.hemograma med
01.hemograma med
 
Introdução a análises clínicas
Introdução a análises clínicasIntrodução a análises clínicas
Introdução a análises clínicas
 
3 Anemias Carenciais
3  Anemias Carenciais3  Anemias Carenciais
3 Anemias Carenciais
 
Estudo da velocidade de hemossedimentação (vhs)
Estudo da velocidade de hemossedimentação (vhs)Estudo da velocidade de hemossedimentação (vhs)
Estudo da velocidade de hemossedimentação (vhs)
 
Exames de Laboratório
Exames de LaboratórioExames de Laboratório
Exames de Laboratório
 
1 c
1  c1  c
1 c
 
Bioquimica clinica 2015
Bioquimica clinica 2015Bioquimica clinica 2015
Bioquimica clinica 2015
 
Hemograma
HemogramaHemograma
Hemograma
 
Bioquímica
BioquímicaBioquímica
Bioquímica
 
Atlas de alterações e doenças hematológicas Alberto Galdino
Atlas de alterações e doenças hematológicas   Alberto GaldinoAtlas de alterações e doenças hematológicas   Alberto Galdino
Atlas de alterações e doenças hematológicas Alberto Galdino
 
Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21
Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21
Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21
 
Interpretação do hemograma
Interpretação do hemogramaInterpretação do hemograma
Interpretação do hemograma
 
Anemia
AnemiaAnemia
Anemia
 

Semelhante a Hematologia 2010

Sangue e hêmoderivâdos. Slideshare. Medi
Sangue e hêmoderivâdos. Slideshare. MediSangue e hêmoderivâdos. Slideshare. Medi
Sangue e hêmoderivâdos. Slideshare. MediIsaias Mavunice
 
Hematologia M.Z (1).pptx
Hematologia M.Z (1).pptxHematologia M.Z (1).pptx
Hematologia M.Z (1).pptxluiskiani
 
Exames complementares
Exames complementaresExames complementares
Exames complementaresRamon Mendes
 
Aula 03 hematologia - slides 2
Aula 03   hematologia - slides 2Aula 03   hematologia - slides 2
Aula 03 hematologia - slides 2Higina Aliice
 
Aula 2 - Clinica Médica -Exames laborátoriais.pdf
Aula 2 - Clinica Médica -Exames laborátoriais.pdfAula 2 - Clinica Médica -Exames laborátoriais.pdf
Aula 2 - Clinica Médica -Exames laborátoriais.pdfGiza Carla Nitz
 
Questionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptx
Questionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptxQuestionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptx
Questionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptxssuserf1aeac2
 
Slides de Aula - Unidade II.pdf
Slides de Aula - Unidade II.pdfSlides de Aula - Unidade II.pdf
Slides de Aula - Unidade II.pdfBrunoMatson1
 
Atlas hematologico alterações hematologicas
Atlas hematologico   alterações hematologicasAtlas hematologico   alterações hematologicas
Atlas hematologico alterações hematologicasValdecir Marques
 
Atlas de alterações e doenças hematológicas - Alberto Galdino
Atlas de alterações e doenças hematológicas  - Alberto GaldinoAtlas de alterações e doenças hematológicas  - Alberto Galdino
Atlas de alterações e doenças hematológicas - Alberto GaldinoLívia Galvão
 
As anemias aguda e cronica
As anemias aguda e cronica As anemias aguda e cronica
As anemias aguda e cronica dapab
 
Peculiaridades do hemograma - Inicial
Peculiaridades do hemograma  - InicialPeculiaridades do hemograma  - Inicial
Peculiaridades do hemograma - InicialJanderson Physios
 

Semelhante a Hematologia 2010 (20)

Hemograma2
Hemograma2Hemograma2
Hemograma2
 
Hemograma2
Hemograma2Hemograma2
Hemograma2
 
Hemograma2
Hemograma2Hemograma2
Hemograma2
 
Hemograma2
Hemograma2Hemograma2
Hemograma2
 
Sangue e hêmoderivâdos. Slideshare. Medi
Sangue e hêmoderivâdos. Slideshare. MediSangue e hêmoderivâdos. Slideshare. Medi
Sangue e hêmoderivâdos. Slideshare. Medi
 
Resumo hemato
Resumo hematoResumo hemato
Resumo hemato
 
Hemograma+ +31.07.10
Hemograma+ +31.07.10Hemograma+ +31.07.10
Hemograma+ +31.07.10
 
Hematologia M.Z (1).pptx
Hematologia M.Z (1).pptxHematologia M.Z (1).pptx
Hematologia M.Z (1).pptx
 
Exames complementares
Exames complementaresExames complementares
Exames complementares
 
Aula 03 hematologia - slides 2
Aula 03   hematologia - slides 2Aula 03   hematologia - slides 2
Aula 03 hematologia - slides 2
 
Sangue.pdf
Sangue.pdfSangue.pdf
Sangue.pdf
 
Aula 2 - Clinica Médica -Exames laborátoriais.pdf
Aula 2 - Clinica Médica -Exames laborátoriais.pdfAula 2 - Clinica Médica -Exames laborátoriais.pdf
Aula 2 - Clinica Médica -Exames laborátoriais.pdf
 
Questionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptx
Questionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptxQuestionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptx
Questionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptx
 
Slides de Aula - Unidade II.pdf
Slides de Aula - Unidade II.pdfSlides de Aula - Unidade II.pdf
Slides de Aula - Unidade II.pdf
 
Cirurgia Odontológica - apostila
Cirurgia Odontológica - apostilaCirurgia Odontológica - apostila
Cirurgia Odontológica - apostila
 
Atlas hematologico alterações hematologicas
Atlas hematologico   alterações hematologicasAtlas hematologico   alterações hematologicas
Atlas hematologico alterações hematologicas
 
Atlas de alterações e doenças hematológicas - Alberto Galdino
Atlas de alterações e doenças hematológicas  - Alberto GaldinoAtlas de alterações e doenças hematológicas  - Alberto Galdino
Atlas de alterações e doenças hematológicas - Alberto Galdino
 
As anemias aguda e cronica
As anemias aguda e cronica As anemias aguda e cronica
As anemias aguda e cronica
 
Peculiaridades do hemograma - Inicial
Peculiaridades do hemograma  - InicialPeculiaridades do hemograma  - Inicial
Peculiaridades do hemograma - Inicial
 
Anemias abordagem clínica
Anemias abordagem clínicaAnemias abordagem clínica
Anemias abordagem clínica
 

Mais de rdgomlk

Síndromes Digestórias
Síndromes DigestóriasSíndromes Digestórias
Síndromes Digestóriasrdgomlk
 
Síndromes Digestórias - 2010
Síndromes Digestórias - 2010Síndromes Digestórias - 2010
Síndromes Digestórias - 2010rdgomlk
 
Síndromes Digestórias - 2010
Síndromes Digestórias - 2010Síndromes Digestórias - 2010
Síndromes Digestórias - 2010rdgomlk
 
Síndromes Respiratórias PL 03
Síndromes Respiratórias PL 03Síndromes Respiratórias PL 03
Síndromes Respiratórias PL 03rdgomlk
 
Síndromes Respiratórias PL 02 - 2010
Síndromes Respiratórias PL 02 - 2010Síndromes Respiratórias PL 02 - 2010
Síndromes Respiratórias PL 02 - 2010rdgomlk
 
Síndromes Respiratórias PL-01
Síndromes Respiratórias PL-01Síndromes Respiratórias PL-01
Síndromes Respiratórias PL-01rdgomlk
 
Urinalise - 2010
Urinalise - 2010Urinalise - 2010
Urinalise - 2010rdgomlk
 
Exame Parasitológico de Fezes - 2010
Exame Parasitológico de Fezes - 2010Exame Parasitológico de Fezes - 2010
Exame Parasitológico de Fezes - 2010rdgomlk
 

Mais de rdgomlk (8)

Síndromes Digestórias
Síndromes DigestóriasSíndromes Digestórias
Síndromes Digestórias
 
Síndromes Digestórias - 2010
Síndromes Digestórias - 2010Síndromes Digestórias - 2010
Síndromes Digestórias - 2010
 
Síndromes Digestórias - 2010
Síndromes Digestórias - 2010Síndromes Digestórias - 2010
Síndromes Digestórias - 2010
 
Síndromes Respiratórias PL 03
Síndromes Respiratórias PL 03Síndromes Respiratórias PL 03
Síndromes Respiratórias PL 03
 
Síndromes Respiratórias PL 02 - 2010
Síndromes Respiratórias PL 02 - 2010Síndromes Respiratórias PL 02 - 2010
Síndromes Respiratórias PL 02 - 2010
 
Síndromes Respiratórias PL-01
Síndromes Respiratórias PL-01Síndromes Respiratórias PL-01
Síndromes Respiratórias PL-01
 
Urinalise - 2010
Urinalise - 2010Urinalise - 2010
Urinalise - 2010
 
Exame Parasitológico de Fezes - 2010
Exame Parasitológico de Fezes - 2010Exame Parasitológico de Fezes - 2010
Exame Parasitológico de Fezes - 2010
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxpatriciapedroso82
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024azulassessoria9
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfAntonio Barros
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxsfwsoficial
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 

Hematologia 2010

  • 1. UNIFENAS Profa. Vera Ângelo 2010 2006 Hemograma
  • 2.
  • 3.
  • 5.  
  • 6.
  • 7.
  • 8.  
  • 9.
  • 10.
  • 11. CHCM ( Concentração de Hemoglobina Corpuscular média) é a concentração média de hemoglobina. CHCM baixo (< 32): Anemia hipocrômicas. CHCM alto (> 36): Anemia hipercrômicas (???) CHCM no intervalo de normalidade. As hemácias são consideradas normocrômicas . . Eritrograma inclui:
  • 12. VCM (Volume Corpuscular Médio): índice que orienta na observação do tamanho das hemácias e no diagnóstico da anemia. VCM baixo: anemia microcítica (< 80fl, para adultos). EX: anemia ferropriva e as síndromes talassêmicas. VCM alto: macrocíticas (> 96fl, para adultos). Ex: anemia megaloblásticas e perniciosa.. VCM normal. (80 - 96fl, para adultos). Não há anemia. Hemácias normocíticas Eritrograma inclui:
  • 13. Esfregaço sanguíneo : corado por May-Grünwald-Giemsa
  • 14. ANÁLISE DO ESFREGAÇO: Alterações da cor das hemácias Diminuição da concentração de hemoglobina e conseqüente redução da cor: hemácias hipocrômicas ; Presença de hemácias com diferentes concentrações de hemoglobina chamada de anisocromia ; Presença de grande número de reticulócitos, que caracteristicamente têm uma cor azulada, e que junto com a cor normal, produz a chamada policromasia .
  • 16. Policromasia : hemácias jovens. (reticulócitos)
  • 17. ESFREGAÇO: Alterações no tamanho das hemácias Hemácias de pequeno tamanho: hemácias microcíticas ; Aumento do tamanho das hemácias: hemácias macrocíticas ; ou megaloblásticas. Hemácias de diferentes tamanhos: anisocitose ;
  • 18. MICROCITOSE Alterações no tamanho das hemácias
  • 19. MACROCITOSE Alterações no tamanho das hemácias
  • 20. MEGALOCITOSE Alterações no tamanho das hemácias
  • 21. Anemia microcitica e hipocromica
  • 22. POIQUILOCITOSE :   é a denominação da variação das formas das hemácias. Exemplos: Drepanócitos Esferócitos Eliptócitos Hemácias em alvo Esquisócitos Acantócitos Crenadas Etc. ESFREGAÇO: Alteração na morfologia das hemácias
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.  
  • 34.
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38.
  • 39.
  • 40.
  • 41.
  • 42.  
  • 43.  
  • 44.  
  • 45.  
  • 46.
  • 47. Plaquetas A avaliação das plaquetas pode ser feita de forma quantitativa, expressa em mm 3 , e de modo qualitativo, pela avaliação das características analisadas no esfregaço corado. As alterações quantitativas podem ser tanto o aumento da quantidade de plaquetas, chamada trombocitose , quanto a diminuição, denominada plaquetopenia .
  • 48.  
  • 49.  
  • 50.
  • 51. Linfocitose: aumento do número de linfócitos. Linfopenia: diminuição do número de linfócitos. Neutrofilia: aumento do número de neutrófilos. Neutropenia: diminuição do número de neutrófilos. Eosinofilia: aumento do número de eosinófilos. Monocitose: aumento do número de monócitos. Desvio à esquerda: aumento do número de bastões acima de 5/mm³, ou presença de formas mais imaturas como mielócitos e metamielócitos. Definições
  • 53. Valores de referência (Checar valores com o laboratório de referência). ( Diagnósticos Clínicos e tratamento por Métodos laboratoriais . Henry JB, 19ª ed Manole LTDA, 1999. pg1459-1460).   Hemácias: 4,5-5,1 x 10 6  L(mulheres), 4,5-5,9 x 10 6  L (homens). Hemoglobina: 12,0-15,6 g/dl (mulheres), 13,5-17,5 g/dl (homens). Hematócrito: 35,9-44,6%(mulheres), 41,5-50,4% (homens). VCM= 80 a 96  m 3 HCM= 27,5 a 33,2 pg CHCM= 33,4 a 35,5 g/dl   Plaquetas: 150 000 a 450 000/ mm 3 Leucócitos totais: 4,4-11,0 x 10 3  L. Diferencial de leucócitos (valores médios): neutrófilos segmentados (56% de 1800 a 7800), bastonestes (3% de 0 a 700), eosinófilos (2,7% de 0 a 450), basófilos (0,3 de 0 a 200) linfócitos (34% de 1000 a 4800) e monócitos (4% de 0 a 800). LUC(Large unstained cell, que podem representar linfócitos reativos, blastos, precursores linfáticos): 0-5%