SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Baixar para ler offline
Gêneros textuais
O que são?
• São textos que circulam no mundo, que têm
uma função específica. Possuem estruturas
socialmente reconhecidas, pois se mantêm
sempre muito parecidas, com características
comuns, procuram atingir intenções
comunicativas semelhantes e ocorrem em
situações específicas.
Aspectos a serem considerados
• Em que contexto, ou seja, em que situação foi
escrito determinado texto?
• Para quem ele foi escrito, isto é, quem serão
as pessoas mais interessadas em lê-lo?
• Quem o escreveu?
• Quais as intenções, os objetivos, que levaram
o autor a produzi-lo?
Exemplos de gêneros
Conto de fadas Relato de viagem
Fábulas Diário
Lendas Curriculum vitae
Crônica Notícia
Narrativa de aventura Carta/e-mail
Romance Discurso
Biografia/autobiografia Resenha crítica
Piada Editorial
Mapa Gráfico
Exemplos de gêneros
Verbete Letra de música
Artigo enciclopédico Poema
Relatório Anúncio
Manual de instruções Convite
Receita (culinária/médica) Bula
Regras de jogo Discurso
Horóscopo Blog
Previsão do tempo Entrevista
Contrato Cardápio
Analisando alguns gêneros
• Receita:
 Objetivo: ensinar a preparar um prato
 Características:
 normalmente apresenta uma estrutura constituída de título,
ingredientes e modo de fazer;
 no modo de fazer, os verbos geralmente são empregados no
imperativo;
 pode conter indicação de calorias por porção, rendimento,
dicas de preparo ou de como decorar e servir;
 a linguagem é direta, clara e objetiva;
 emprega o padrão culto da língua.
Analisando alguns gêneros
• Biografia:
 Objetivo: contar a vida de uma pessoa
 Características:
 apresenta informações pessoais sobre alguém;
 obedece a uma ordem (cronológica ou de
importância);
 os verbos costumam estar no passado;
 a linguagem é direta, clara e objetiva;
 emprega o padrão culto da língua.
Analisando alguns gêneros
• Notícia:
 Objetivo: informar sobre algum acontecimento
 Características:
 imparcialidade;
 apresenta título (manchete);
 presença dos elementos essenciais de um texto narrativo:
fato, pessoas envolvidas, tempo em que ocorreu o fato, o
lugar onde ocorreu, como e por que ocorreu o fato;
 a linguagem é direta, clara, objetiva e precisa;
 emprega o padrão culto da língua.
Analisando alguns gêneros
• Piada:
 Objetivo: provocar risos em quem ouve ou lê
 Características:
 texto curto;
 apresenta elementos de humor;
 geralmente é dividida em “antecedente” e
“consequente”;
 a linguagem é simples e mais informal;
 é mais próxima da oralidade.
Desafio
Será que você consegue identificar os gêneros
textuais a seguir?
CORY MONTEITH
EARLY LIFE
Born on May 11, 1982, in Calgary, Canada, actor Cory Monteith
rose to fame as a cast member of the hit television musical Glee. His
parents split up when he was seven, and he and his older brother were
raised by their mother in Victoria. Monteith, a bright student early on,
lost his way by his early teens. He started missing school to get drunk and
do drugs.
At 16, Monteith officially gave up on his education after attending
12 different schools. He worked a number of odd jobs while performing in
different bands as a drummer. By age 19, Monteith's substance abuse
problem had gotten so out of hand that his family staged an intervention.
He went into rehab for treatment, but he fell back into his old habits after
leaving the facility. It was only after getting caught stealing money from a
family member that Monteith decided to turn his life around.
(…)
Respostas
1) Receita culinária
2) Carta
3) Anúncio
4) Convite
5) Verbete
6) Receita/prescrição médica
7) Biografia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Polissemia
PolissemiaPolissemia
Polissemiawhybells
 
Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos Professor Rômulo Viana
 
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aulaOralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aulaDenise Oliveira
 
Interpretação de texto vidas secas
Interpretação de texto   vidas secasInterpretação de texto   vidas secas
Interpretação de texto vidas secasdpport
 
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMAAULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMAMarcelo Cordeiro Souza
 
Ficha de leitura 9.º ano
Ficha de leitura 9.º ano Ficha de leitura 9.º ano
Ficha de leitura 9.º ano Salomé Raposo
 
Literaturas Africanas de Língua Portuguesa
Literaturas Africanas de Língua PortuguesaLiteraturas Africanas de Língua Portuguesa
Literaturas Africanas de Língua PortuguesaJirede Abisai
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavrascolveromachado
 
Procedimentos de leitura - ppt
Procedimentos de leitura - pptProcedimentos de leitura - ppt
Procedimentos de leitura - pptJane Pereira
 
Elaboração de biografia
Elaboração de biografia Elaboração de biografia
Elaboração de biografia Edson Alves
 
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdfFICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdfNatália Moura
 

Mais procurados (20)

Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
Diferença entre fato e opinião
Diferença entre fato e opiniãoDiferença entre fato e opinião
Diferença entre fato e opinião
 
O que é Literatura?
O que é Literatura?O que é Literatura?
O que é Literatura?
 
Polissemia
PolissemiaPolissemia
Polissemia
 
Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos
 
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aulaOralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
 
Coesão Textual
Coesão TextualCoesão Textual
Coesão Textual
 
Slides sobre reportagem
Slides sobre reportagemSlides sobre reportagem
Slides sobre reportagem
 
Emprego de há e a
Emprego de há e aEmprego de há e a
Emprego de há e a
 
Interpretação de texto vidas secas
Interpretação de texto   vidas secasInterpretação de texto   vidas secas
Interpretação de texto vidas secas
 
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMAAULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
 
Ficha de leitura 9.º ano
Ficha de leitura 9.º ano Ficha de leitura 9.º ano
Ficha de leitura 9.º ano
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
 
Literaturas Africanas de Língua Portuguesa
Literaturas Africanas de Língua PortuguesaLiteraturas Africanas de Língua Portuguesa
Literaturas Africanas de Língua Portuguesa
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavras
 
Procedimentos de leitura - ppt
Procedimentos de leitura - pptProcedimentos de leitura - ppt
Procedimentos de leitura - ppt
 
Elaboração de biografia
Elaboração de biografia Elaboração de biografia
Elaboração de biografia
 
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdfFICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
 
A crônica
A crônicaA crônica
A crônica
 
Romance
RomanceRomance
Romance
 

Destaque

Tipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuaisTipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuaisVera Pinho
 
Levantamento de características de gêneros textuais
Levantamento de características de gêneros textuaisLevantamento de características de gêneros textuais
Levantamento de características de gêneros textuaisAna Paula
 
Produção de-texto-7-ano-narrativa-de-viagem
Produção de-texto-7-ano-narrativa-de-viagemProdução de-texto-7-ano-narrativa-de-viagem
Produção de-texto-7-ano-narrativa-de-viagemJulia Nogueira
 
Produtoras
ProdutorasProdutoras
ProdutorasSabrina
 
Língua portuguesa_Gêneros Textuais
Língua portuguesa_Gêneros TextuaisLíngua portuguesa_Gêneros Textuais
Língua portuguesa_Gêneros TextuaisBarbara Ferraz
 
Rv generos textuais revisados
Rv generos textuais  revisadosRv generos textuais  revisados
Rv generos textuais revisadosananeirymoura
 
Gêneros textuais e o ensino da língua
Gêneros textuais e o ensino da línguaGêneros textuais e o ensino da língua
Gêneros textuais e o ensino da línguaHilda Cordeiro
 
FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDAFORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDAweleslima
 
Gêneros no ensino de línguas Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas   MarcuschiGêneros no ensino de línguas   Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas MarcuschiMauro Toniolo Silva
 
Gêneros textuais e tipos textuais
Gêneros textuais e tipos textuaisGêneros textuais e tipos textuais
Gêneros textuais e tipos textuaisMirna Carvalho
 
Lançamento do primeiro livro do POEIMA
Lançamento do primeiro livro do POEIMALançamento do primeiro livro do POEIMA
Lançamento do primeiro livro do POEIMAJamille Rabelo
 
Realismo trágico x Realismo Cômico
Realismo trágico x Realismo CômicoRealismo trágico x Realismo Cômico
Realismo trágico x Realismo CômicoJamille Rabelo
 

Destaque (20)

Tipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuaisTipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuais
 
Apostila gêneros textuais 4º ano
Apostila gêneros textuais  4º anoApostila gêneros textuais  4º ano
Apostila gêneros textuais 4º ano
 
Levantamento de características de gêneros textuais
Levantamento de características de gêneros textuaisLevantamento de características de gêneros textuais
Levantamento de características de gêneros textuais
 
Produção de-texto-7-ano-narrativa-de-viagem
Produção de-texto-7-ano-narrativa-de-viagemProdução de-texto-7-ano-narrativa-de-viagem
Produção de-texto-7-ano-narrativa-de-viagem
 
Produtoras
ProdutorasProdutoras
Produtoras
 
Autobiografia 5ª E
Autobiografia 5ª EAutobiografia 5ª E
Autobiografia 5ª E
 
Língua portuguesa_Gêneros Textuais
Língua portuguesa_Gêneros TextuaisLíngua portuguesa_Gêneros Textuais
Língua portuguesa_Gêneros Textuais
 
Estructuras narrativas
Estructuras narrativasEstructuras narrativas
Estructuras narrativas
 
Generos Textuais
Generos TextuaisGeneros Textuais
Generos Textuais
 
Proposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesa
Proposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesaProposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesa
Proposta o-ensino-da-gramatica-em-lingua-portuguesa
 
Rv generos textuais revisados
Rv generos textuais  revisadosRv generos textuais  revisados
Rv generos textuais revisados
 
Gêneros textuais e o ensino da língua
Gêneros textuais e o ensino da línguaGêneros textuais e o ensino da língua
Gêneros textuais e o ensino da língua
 
Poesia e Imaginário
Poesia e ImaginárioPoesia e Imaginário
Poesia e Imaginário
 
FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDAFORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
 
Gêneros no ensino de línguas Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas   MarcuschiGêneros no ensino de línguas   Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas Marcuschi
 
Gêneros textuais e tipos textuais
Gêneros textuais e tipos textuaisGêneros textuais e tipos textuais
Gêneros textuais e tipos textuais
 
Gêneros Textuais: teoria e prática
Gêneros Textuais: teoria e práticaGêneros Textuais: teoria e prática
Gêneros Textuais: teoria e prática
 
1840 8
1840 81840 8
1840 8
 
Lançamento do primeiro livro do POEIMA
Lançamento do primeiro livro do POEIMALançamento do primeiro livro do POEIMA
Lançamento do primeiro livro do POEIMA
 
Realismo trágico x Realismo Cômico
Realismo trágico x Realismo CômicoRealismo trágico x Realismo Cômico
Realismo trágico x Realismo Cômico
 

Semelhante a Gêneros textuais

Literatura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenilLiteratura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenilSusanne Messias
 
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?António Pires
 
tipologiatextual-230317235329-fb91fd71 (1).pptx
tipologiatextual-230317235329-fb91fd71 (1).pptxtipologiatextual-230317235329-fb91fd71 (1).pptx
tipologiatextual-230317235329-fb91fd71 (1).pptxEdilmaBrando1
 
Unidade 5 - PNAIC - Gêneros Textuais
Unidade 5 - PNAIC - Gêneros TextuaisUnidade 5 - PNAIC - Gêneros Textuais
Unidade 5 - PNAIC - Gêneros TextuaisElaine Cruz
 
A tribo do Emocore: Análise de Jovens que se denominam EMO
A tribo do Emocore: Análise de Jovens que se denominam EMOA tribo do Emocore: Análise de Jovens que se denominam EMO
A tribo do Emocore: Análise de Jovens que se denominam EMOThalita Monegaglia
 
Gêneros textuais.1doc
Gêneros textuais.1docGêneros textuais.1doc
Gêneros textuais.1docelannialins
 
TIPOLOIA TEXTUAL.ppt
TIPOLOIA TEXTUAL.pptTIPOLOIA TEXTUAL.ppt
TIPOLOIA TEXTUAL.pptJaymeTavares2
 
GENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptx
GENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptxGENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptx
GENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptxMoneliseVilela
 
Texto Pausa - Moacys Siliar
Texto Pausa - Moacys SiliarTexto Pausa - Moacys Siliar
Texto Pausa - Moacys SiliarRosanaRavagnani
 
Tipos e Gêneros Textuais
Tipos e Gêneros TextuaisTipos e Gêneros Textuais
Tipos e Gêneros TextuaisNome Sobrenome
 
Textualidade e discursividade_(2)
Textualidade e discursividade_(2)Textualidade e discursividade_(2)
Textualidade e discursividade_(2)Lourdes Vinhal
 
_Class - READING STRATEGIES- inglês.pptx
_Class - READING STRATEGIES- inglês.pptx_Class - READING STRATEGIES- inglês.pptx
_Class - READING STRATEGIES- inglês.pptxcoisasescolaresparas
 
Sequência didática conto pausa
Sequência didática   conto pausaSequência didática   conto pausa
Sequência didática conto pausaluizakak
 

Semelhante a Gêneros textuais (20)

Gêneros Textuais.ppt
Gêneros Textuais.pptGêneros Textuais.ppt
Gêneros Textuais.ppt
 
Gêneros Textuais.ppt
Gêneros Textuais.pptGêneros Textuais.ppt
Gêneros Textuais.ppt
 
Slides unidade 5
Slides unidade 5Slides unidade 5
Slides unidade 5
 
Slides unidade 5
Slides unidade 5Slides unidade 5
Slides unidade 5
 
Literatura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenilLiteratura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenil
 
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
 
tipologiatextual-230317235329-fb91fd71 (1).pptx
tipologiatextual-230317235329-fb91fd71 (1).pptxtipologiatextual-230317235329-fb91fd71 (1).pptx
tipologiatextual-230317235329-fb91fd71 (1).pptx
 
Unidade 5 - PNAIC - Gêneros Textuais
Unidade 5 - PNAIC - Gêneros TextuaisUnidade 5 - PNAIC - Gêneros Textuais
Unidade 5 - PNAIC - Gêneros Textuais
 
A tribo do Emocore: Análise de Jovens que se denominam EMO
A tribo do Emocore: Análise de Jovens que se denominam EMOA tribo do Emocore: Análise de Jovens que se denominam EMO
A tribo do Emocore: Análise de Jovens que se denominam EMO
 
Gêneros textuais.1doc
Gêneros textuais.1docGêneros textuais.1doc
Gêneros textuais.1doc
 
TIPOLOIA TEXTUAL.ppt
TIPOLOIA TEXTUAL.pptTIPOLOIA TEXTUAL.ppt
TIPOLOIA TEXTUAL.ppt
 
TIPOLOIA TEXTUAL.ppt
TIPOLOIA TEXTUAL.pptTIPOLOIA TEXTUAL.ppt
TIPOLOIA TEXTUAL.ppt
 
GENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptx
GENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptxGENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptx
GENEROS E TIPOS TEXTUAIS PPT.pptx
 
Texto Pausa - Moacys Siliar
Texto Pausa - Moacys SiliarTexto Pausa - Moacys Siliar
Texto Pausa - Moacys Siliar
 
Grupo 6 10 05
Grupo 6 10   05Grupo 6 10   05
Grupo 6 10 05
 
Tipos e Gêneros Textuais
Tipos e Gêneros TextuaisTipos e Gêneros Textuais
Tipos e Gêneros Textuais
 
Textualidade e discursividade_(2)
Textualidade e discursividade_(2)Textualidade e discursividade_(2)
Textualidade e discursividade_(2)
 
_Class - READING STRATEGIES- inglês.pptx
_Class - READING STRATEGIES- inglês.pptx_Class - READING STRATEGIES- inglês.pptx
_Class - READING STRATEGIES- inglês.pptx
 
Sequência didática conto pausa
Sequência didática   conto pausaSequência didática   conto pausa
Sequência didática conto pausa
 
4. generos textuais aula 3
4. generos textuais   aula 34. generos textuais   aula 3
4. generos textuais aula 3
 

Mais de NAPNE

Literatura - Naturalismo
Literatura - NaturalismoLiteratura - Naturalismo
Literatura - NaturalismoNAPNE
 
Fisiologia Vegetal - Resumo
Fisiologia Vegetal - ResumoFisiologia Vegetal - Resumo
Fisiologia Vegetal - ResumoNAPNE
 
Sistema circulatório e excretor - Resumo
Sistema circulatório e excretor - ResumoSistema circulatório e excretor - Resumo
Sistema circulatório e excretor - ResumoNAPNE
 
Slide renascimento cultural
Slide   renascimento culturalSlide   renascimento cultural
Slide renascimento culturalNAPNE
 
Período composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - IntroduçãoPeríodo composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - IntroduçãoNAPNE
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasNAPNE
 
NAFTA
NAFTANAFTA
NAFTANAPNE
 
Imperialismo - EUA
Imperialismo - EUAImperialismo - EUA
Imperialismo - EUANAPNE
 
Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)
Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)
Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)NAPNE
 
Literatura - Realismo
Literatura - RealismoLiteratura - Realismo
Literatura - RealismoNAPNE
 
Romantismo - Exercícios
Romantismo - ExercíciosRomantismo - Exercícios
Romantismo - ExercíciosNAPNE
 
Resumo - Física
Resumo - FísicaResumo - Física
Resumo - FísicaNAPNE
 
Digestão em humanos
Digestão em humanosDigestão em humanos
Digestão em humanosNAPNE
 
Reino Monera (Arqueas e Bactérias)
Reino Monera (Arqueas e Bactérias)Reino Monera (Arqueas e Bactérias)
Reino Monera (Arqueas e Bactérias)NAPNE
 
Biologia - vírus e príon
Biologia - vírus e príonBiologia - vírus e príon
Biologia - vírus e príonNAPNE
 
Atividades - Pré-História
Atividades - Pré-HistóriaAtividades - Pré-História
Atividades - Pré-HistóriaNAPNE
 
Geografia - Paisagens
Geografia - PaisagensGeografia - Paisagens
Geografia - PaisagensNAPNE
 
Ciências - Atividade
Ciências - AtividadeCiências - Atividade
Ciências - AtividadeNAPNE
 
Cruzada - Arte e Cultura
Cruzada - Arte e CulturaCruzada - Arte e Cultura
Cruzada - Arte e CulturaNAPNE
 
Apostila - Grécia e Roma
Apostila - Grécia e RomaApostila - Grécia e Roma
Apostila - Grécia e RomaNAPNE
 

Mais de NAPNE (20)

Literatura - Naturalismo
Literatura - NaturalismoLiteratura - Naturalismo
Literatura - Naturalismo
 
Fisiologia Vegetal - Resumo
Fisiologia Vegetal - ResumoFisiologia Vegetal - Resumo
Fisiologia Vegetal - Resumo
 
Sistema circulatório e excretor - Resumo
Sistema circulatório e excretor - ResumoSistema circulatório e excretor - Resumo
Sistema circulatório e excretor - Resumo
 
Slide renascimento cultural
Slide   renascimento culturalSlide   renascimento cultural
Slide renascimento cultural
 
Período composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - IntroduçãoPeríodo composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - Introdução
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
 
NAFTA
NAFTANAFTA
NAFTA
 
Imperialismo - EUA
Imperialismo - EUAImperialismo - EUA
Imperialismo - EUA
 
Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)
Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)
Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)
 
Literatura - Realismo
Literatura - RealismoLiteratura - Realismo
Literatura - Realismo
 
Romantismo - Exercícios
Romantismo - ExercíciosRomantismo - Exercícios
Romantismo - Exercícios
 
Resumo - Física
Resumo - FísicaResumo - Física
Resumo - Física
 
Digestão em humanos
Digestão em humanosDigestão em humanos
Digestão em humanos
 
Reino Monera (Arqueas e Bactérias)
Reino Monera (Arqueas e Bactérias)Reino Monera (Arqueas e Bactérias)
Reino Monera (Arqueas e Bactérias)
 
Biologia - vírus e príon
Biologia - vírus e príonBiologia - vírus e príon
Biologia - vírus e príon
 
Atividades - Pré-História
Atividades - Pré-HistóriaAtividades - Pré-História
Atividades - Pré-História
 
Geografia - Paisagens
Geografia - PaisagensGeografia - Paisagens
Geografia - Paisagens
 
Ciências - Atividade
Ciências - AtividadeCiências - Atividade
Ciências - Atividade
 
Cruzada - Arte e Cultura
Cruzada - Arte e CulturaCruzada - Arte e Cultura
Cruzada - Arte e Cultura
 
Apostila - Grécia e Roma
Apostila - Grécia e RomaApostila - Grécia e Roma
Apostila - Grécia e Roma
 

Último

Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxLuisCarlosAlves10
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonRosiniaGonalves
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 

Último (20)

Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 

Gêneros textuais

  • 2. O que são? • São textos que circulam no mundo, que têm uma função específica. Possuem estruturas socialmente reconhecidas, pois se mantêm sempre muito parecidas, com características comuns, procuram atingir intenções comunicativas semelhantes e ocorrem em situações específicas.
  • 3. Aspectos a serem considerados • Em que contexto, ou seja, em que situação foi escrito determinado texto? • Para quem ele foi escrito, isto é, quem serão as pessoas mais interessadas em lê-lo? • Quem o escreveu? • Quais as intenções, os objetivos, que levaram o autor a produzi-lo?
  • 4. Exemplos de gêneros Conto de fadas Relato de viagem Fábulas Diário Lendas Curriculum vitae Crônica Notícia Narrativa de aventura Carta/e-mail Romance Discurso Biografia/autobiografia Resenha crítica Piada Editorial Mapa Gráfico
  • 5. Exemplos de gêneros Verbete Letra de música Artigo enciclopédico Poema Relatório Anúncio Manual de instruções Convite Receita (culinária/médica) Bula Regras de jogo Discurso Horóscopo Blog Previsão do tempo Entrevista Contrato Cardápio
  • 6. Analisando alguns gêneros • Receita:  Objetivo: ensinar a preparar um prato  Características:  normalmente apresenta uma estrutura constituída de título, ingredientes e modo de fazer;  no modo de fazer, os verbos geralmente são empregados no imperativo;  pode conter indicação de calorias por porção, rendimento, dicas de preparo ou de como decorar e servir;  a linguagem é direta, clara e objetiva;  emprega o padrão culto da língua.
  • 7. Analisando alguns gêneros • Biografia:  Objetivo: contar a vida de uma pessoa  Características:  apresenta informações pessoais sobre alguém;  obedece a uma ordem (cronológica ou de importância);  os verbos costumam estar no passado;  a linguagem é direta, clara e objetiva;  emprega o padrão culto da língua.
  • 8. Analisando alguns gêneros • Notícia:  Objetivo: informar sobre algum acontecimento  Características:  imparcialidade;  apresenta título (manchete);  presença dos elementos essenciais de um texto narrativo: fato, pessoas envolvidas, tempo em que ocorreu o fato, o lugar onde ocorreu, como e por que ocorreu o fato;  a linguagem é direta, clara, objetiva e precisa;  emprega o padrão culto da língua.
  • 9. Analisando alguns gêneros • Piada:  Objetivo: provocar risos em quem ouve ou lê  Características:  texto curto;  apresenta elementos de humor;  geralmente é dividida em “antecedente” e “consequente”;  a linguagem é simples e mais informal;  é mais próxima da oralidade.
  • 10. Desafio Será que você consegue identificar os gêneros textuais a seguir?
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17. CORY MONTEITH EARLY LIFE Born on May 11, 1982, in Calgary, Canada, actor Cory Monteith rose to fame as a cast member of the hit television musical Glee. His parents split up when he was seven, and he and his older brother were raised by their mother in Victoria. Monteith, a bright student early on, lost his way by his early teens. He started missing school to get drunk and do drugs. At 16, Monteith officially gave up on his education after attending 12 different schools. He worked a number of odd jobs while performing in different bands as a drummer. By age 19, Monteith's substance abuse problem had gotten so out of hand that his family staged an intervention. He went into rehab for treatment, but he fell back into his old habits after leaving the facility. It was only after getting caught stealing money from a family member that Monteith decided to turn his life around. (…)
  • 18. Respostas 1) Receita culinária 2) Carta 3) Anúncio 4) Convite 5) Verbete 6) Receita/prescrição médica 7) Biografia