SlideShare uma empresa Scribd logo
LINGUAGEM
• O que é linguagem ?O que é linguagem ?
• Quais os diferentes tipos deQuais os diferentes tipos de
linguagem de que o homem dispõelinguagem de que o homem dispõe
para se comunicar?para se comunicar?
• A linguagem é própria do ser humano ?A linguagem é própria do ser humano ?
LINGUAGENS: GESTOSLINGUAGENS: GESTOS
O CORPO FALA.
LINGUAGENS: GESTOS
O CORPO FALA.
GESTOS E CULTURA
EU JURO! ELE ESTÁ
BÊBADO!
DESCULPA!
ACABOU! PERFEITO! NADA!
LINGUAGENS: DANÇA
DÉBORA COLKER
EM “CASA” (1999)
O CORPO FALA.
COREOGRAFIA VASOS DO
ESPETÁCULO “4 POR 4” (2002)
LINGUAGENS: ESCULTURA
“Guiado pela minha primeira
inspiração (Dante), imaginei um
outro pensador, um homem nu,
sentando em uma rocha, os pés
encolhidos, ele sonha.
O pensamento fértil devagar se
desenvolve em seu cérebro. Ele
não é mais um pensador, ele é
criador.”
Auguste Rodin
“O Pensador” (Auguste Rodin)
A ESCULTURA TATEIA.
LINGUAGENS: LITERATURA
Oh! Alto e baixoOh! Alto e baixo
em círculos e retasem círculos e retas
acima de nós, em redoracima de nós, em redor
[de nós[de nós
as palavras voam.as palavras voam.
E às vezes pousam.E às vezes pousam.
(Cecília Meireles)(Cecília Meireles)
A POESIA SURPREENDE.
VôoVôo
Alheias e nossasAlheias e nossas
as palavras voam.as palavras voam.
Bando de borboletasBando de borboletas
[multicolores,[multicolores,
as palavras voam.as palavras voam.
Voam as palavrasVoam as palavras
como águias imensas.como águias imensas.
Como escurosComo escuros
morcegosmorcegos
como negros abutres,como negros abutres,
as palavras voam.as palavras voam.
LINGUAGENS: LITERATURA
Paulo Leminski - 1982
"Para o zen budismo, a lua na água
é um símbolo da impermanência de todas as coisas.“
Paulo Leminski
LINGUAGENS: MÚSICA
ADRIANA
CALCANHOTO
JOTA QUEST
A MÚSICA
IRRADIA.
LINGUAGENS: TEATRO
Fernanda Montenegro ao lado de Fernando
Torres, em cena da peça "Dias Felizes" (1985/6).
O TEATRO ENCENA O
VERBAL, O VISUAL E O
SONORO.
LINGUAGENS: CINEMA
“O AUTO DA COMPADECIDA”
“TEMPOS MODERNOS”
O CINEMA MOVIMENTA.
LINGUAGENS: PINTURA
"Passeava pela estrada com
dois amigos, olhando o pôr-do-
sol, quando o céu de repente se
tornou vermelho como sangue.
Parei, recostei-me na cerca,
extremamente cansado - sobre
o fiorde preto azulado e a
cidade estendiam-se sangue e
línguas de fogo. Meus amigos
foram andando e eu fiquei,
tremendo de medo - podia
sentir um grito infinito
atravessando a paisagem."
(Edvard Munch – “O Grito)
A PINTURA IMPRIME.
LINGUAGENS: FOTOGRAFIA E
DESENHO
CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
A FOTOGRAFIA
FLAGRA.
LINGUAGENS: CHARGE
“Rio Balavilha”
LINGUAGENS:
QUADRINHOS
LINGUAGENS: TRÂNSITO
LÍNGUA E CÓDIGO
CÓDIGO: sistemas de sinais ou símbolos
preestabelecidos entre os interlocutores para
comunicar suas ideias.
LÍNGUALÍNGUA: sistema de representação: sistema de representação
socialmente construído, constituído porsocialmente construído, constituído por
signos (sinais que significam)signos (sinais que significam)
linguísticos.linguísticos.
TODA LÍNGUA É UM CÓDIGO,TODA LÍNGUA É UM CÓDIGO,
MAS NEM TODO CÓDIGO É UMAMAS NEM TODO CÓDIGO É UMA
LÍNGUA.LÍNGUA.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
fabrinnem
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
Jaicinha
 
Generos textuais
Generos textuaisGeneros textuais
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
leticiararek
 
Coesão
CoesãoCoesão
Coesão
Heydy Silva
 
Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.
Keu Oliveira
 
Elementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoElementos da comunicação
Elementos da comunicação
Elizabeth Vicente da Silva
 
Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2
Flávio Ferreira
 
1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo
Luciene Gomes
 
4. generos textuais aula 3
4. generos textuais   aula 34. generos textuais   aula 3
4. generos textuais aula 3
Nastrilhas da lingua portuguesa
 
Introdução à literatura
Introdução à literaturaIntrodução à literatura
Introdução à literatura
Ademir Teixeira de Freitas
 
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
Luciene Gomes
 
Denotação e Conotação - Resumo.pptx
Denotação e Conotação - Resumo.pptxDenotação e Conotação - Resumo.pptx
Denotação e Conotação - Resumo.pptx
Rafael Moraes
 
Introdução à literatura
Introdução à literaturaIntrodução à literatura
Introdução à literatura
Seduc/AM
 
Texto e textualidade
Texto e textualidadeTexto e textualidade
Texto e textualidade
Orlando Vsilva Estudio
 
Passos para a redação do enem
Passos para a redação do enemPassos para a redação do enem
Passos para a redação do enem
Luciene Gomes
 
Variedades linguisticas
Variedades linguisticasVariedades linguisticas
Variedades linguisticas
Marcia Oliveira
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíStica
Elza Silveira
 
Gênero Textual: Conto
Gênero Textual: ContoGênero Textual: Conto
Gênero Textual: Conto
Myllenne Abreu
 
Slides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentaçãoSlides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentação
blogdoalunocefa
 

Mais procurados (20)

Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
 
Generos textuais
Generos textuaisGeneros textuais
Generos textuais
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Coesão
CoesãoCoesão
Coesão
 
Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.
 
Elementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoElementos da comunicação
Elementos da comunicação
 
Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2
 
1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo
 
4. generos textuais aula 3
4. generos textuais   aula 34. generos textuais   aula 3
4. generos textuais aula 3
 
Introdução à literatura
Introdução à literaturaIntrodução à literatura
Introdução à literatura
 
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
 
Denotação e Conotação - Resumo.pptx
Denotação e Conotação - Resumo.pptxDenotação e Conotação - Resumo.pptx
Denotação e Conotação - Resumo.pptx
 
Introdução à literatura
Introdução à literaturaIntrodução à literatura
Introdução à literatura
 
Texto e textualidade
Texto e textualidadeTexto e textualidade
Texto e textualidade
 
Passos para a redação do enem
Passos para a redação do enemPassos para a redação do enem
Passos para a redação do enem
 
Variedades linguisticas
Variedades linguisticasVariedades linguisticas
Variedades linguisticas
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíStica
 
Gênero Textual: Conto
Gênero Textual: ContoGênero Textual: Conto
Gênero Textual: Conto
 
Slides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentaçãoSlides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentação
 

Semelhante a Tipos de linguagem (verbal e não verbal)

Linguagem
LinguagemLinguagem
1 linguagem[1]
1  linguagem[1]1  linguagem[1]
1 linguagem[1]
Sadrak Silva
 
291 arquivo
291 arquivo291 arquivo
291 arquivo
Amelia Barros
 
291 arquivo
291 arquivo291 arquivo
291 arquivo
Elaine Naves
 
1 1 arte e literatura
1 1 arte e literatura1 1 arte e literatura
1 1 arte e literatura
Luan02
 
Linguagem lingua e código
Linguagem lingua  e códigoLinguagem lingua  e código
Linguagem lingua e código
Paulinha Iacks
 
291 arquivo
291 arquivo291 arquivo
291 arquivo
Milton Kichese
 
A forma artística e alguns conceitos de literatura
A forma artística e alguns conceitos de literaturaA forma artística e alguns conceitos de literatura
A forma artística e alguns conceitos de literatura
Márcio Hilário
 
Procedimentos de leitura
Procedimentos de leituraProcedimentos de leitura
Marly de Oliveira: A Suave Pantera
Marly de Oliveira: A Suave PanteraMarly de Oliveira: A Suave Pantera
Marly de Oliveira: A Suave Pantera
Renata Bomfim
 
Palavras do mundo
Palavras do mundoPalavras do mundo
Palavras do mundo
Maria Paredes
 
Poetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo Paes
Poetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo PaesPoetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo Paes
Poetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo Paes
Paula Back
 
Noite Inquieta
Noite InquietaNoite Inquieta
Noite Inquieta
Carlos Neves
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
gsbq
 
prosas-seguidas-de-odes-mnimas_compress.pdf
prosas-seguidas-de-odes-mnimas_compress.pdfprosas-seguidas-de-odes-mnimas_compress.pdf
prosas-seguidas-de-odes-mnimas_compress.pdf
CarolinaDeCastroCerv1
 
Poesia e As Outras Artes
Poesia e As Outras ArtesPoesia e As Outras Artes
Poesia e As Outras Artes
Rodrigo Capella
 
Simbolismo teoria
Simbolismo teoriaSimbolismo teoria
Simbolismo teoria
VIVIAN TROMBINI
 
Arte e cultura contemporânea - Agência Khamai
Arte e cultura contemporânea - Agência KhamaiArte e cultura contemporânea - Agência Khamai
Arte e cultura contemporânea - Agência Khamai
Nadiene Araujo Oliveira
 
simbolismo-120918170412-phpapp02 (2).pdf
simbolismo-120918170412-phpapp02 (2).pdfsimbolismo-120918170412-phpapp02 (2).pdf
simbolismo-120918170412-phpapp02 (2).pdf
MnicaOliveira567571
 
Eugénio de Andrade e Augusto de Campos
Eugénio de Andrade e Augusto de CamposEugénio de Andrade e Augusto de Campos
Eugénio de Andrade e Augusto de Campos
Rosário Cunha
 

Semelhante a Tipos de linguagem (verbal e não verbal) (20)

Linguagem
LinguagemLinguagem
Linguagem
 
1 linguagem[1]
1  linguagem[1]1  linguagem[1]
1 linguagem[1]
 
291 arquivo
291 arquivo291 arquivo
291 arquivo
 
291 arquivo
291 arquivo291 arquivo
291 arquivo
 
1 1 arte e literatura
1 1 arte e literatura1 1 arte e literatura
1 1 arte e literatura
 
Linguagem lingua e código
Linguagem lingua  e códigoLinguagem lingua  e código
Linguagem lingua e código
 
291 arquivo
291 arquivo291 arquivo
291 arquivo
 
A forma artística e alguns conceitos de literatura
A forma artística e alguns conceitos de literaturaA forma artística e alguns conceitos de literatura
A forma artística e alguns conceitos de literatura
 
Procedimentos de leitura
Procedimentos de leituraProcedimentos de leitura
Procedimentos de leitura
 
Marly de Oliveira: A Suave Pantera
Marly de Oliveira: A Suave PanteraMarly de Oliveira: A Suave Pantera
Marly de Oliveira: A Suave Pantera
 
Palavras do mundo
Palavras do mundoPalavras do mundo
Palavras do mundo
 
Poetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo Paes
Poetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo PaesPoetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo Paes
Poetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo Paes
 
Noite Inquieta
Noite InquietaNoite Inquieta
Noite Inquieta
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
prosas-seguidas-de-odes-mnimas_compress.pdf
prosas-seguidas-de-odes-mnimas_compress.pdfprosas-seguidas-de-odes-mnimas_compress.pdf
prosas-seguidas-de-odes-mnimas_compress.pdf
 
Poesia e As Outras Artes
Poesia e As Outras ArtesPoesia e As Outras Artes
Poesia e As Outras Artes
 
Simbolismo teoria
Simbolismo teoriaSimbolismo teoria
Simbolismo teoria
 
Arte e cultura contemporânea - Agência Khamai
Arte e cultura contemporânea - Agência KhamaiArte e cultura contemporânea - Agência Khamai
Arte e cultura contemporânea - Agência Khamai
 
simbolismo-120918170412-phpapp02 (2).pdf
simbolismo-120918170412-phpapp02 (2).pdfsimbolismo-120918170412-phpapp02 (2).pdf
simbolismo-120918170412-phpapp02 (2).pdf
 
Eugénio de Andrade e Augusto de Campos
Eugénio de Andrade e Augusto de CamposEugénio de Andrade e Augusto de Campos
Eugénio de Andrade e Augusto de Campos
 

Mais de IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul

Anúncio publicitário (exercícios)
Anúncio publicitário (exercícios)Anúncio publicitário (exercícios)
Anúncio publicitário (exercícios)
IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
 
Características do anúncio publicitário
Características do anúncio publicitárioCaracterísticas do anúncio publicitário
Características do anúncio publicitário
IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
 
Aula 20.08 - A integração das Tecnologias na Educação
Aula 20.08 - A integração das Tecnologias na EducaçãoAula 20.08 - A integração das Tecnologias na Educação
Aula 20.08 - A integração das Tecnologias na Educação
IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
 
O século xx
O século xx O século xx
Aula 06.08
Aula 06.08Aula 06.08
Evolução da tecnologia educacional aula 09.08
Evolução da tecnologia educacional   aula 09.08Evolução da tecnologia educacional   aula 09.08
Evolução da tecnologia educacional aula 09.08
IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
 
Aula 06.08 - A identidade cultural na pós-modernidade
Aula 06.08 - A identidade cultural na pós-modernidadeAula 06.08 - A identidade cultural na pós-modernidade
Aula 06.08 - A identidade cultural na pós-modernidade
IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
 
Proinfo e prouca
Proinfo e proucaProinfo e prouca
O uso do laptop na prática docente
O uso do laptop na prática docenteO uso do laptop na prática docente
O uso do laptop na prática docente
IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
 
Charles john huffam dickens
Charles john huffam dickensCharles john huffam dickens
Apresentação 04.05
Apresentação   04.05Apresentação   04.05
Jane eyre2
Jane eyre2Jane eyre2
Anne brontë iii
Anne brontë iiiAnne brontë iii
Emilly brontë ii
Emilly brontë iiEmilly brontë ii
Charlotte brontë ii
Charlotte brontë iiCharlotte brontë ii
Contexto historico das irmãs bronte
Contexto historico das irmãs bronteContexto historico das irmãs bronte
Contexto historico das irmãs bronte
IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
 
Charlotte brontë
Charlotte brontëCharlotte brontë
15.03 a era vitoriana introdução
15.03   a era vitoriana  introdução15.03   a era vitoriana  introdução
15.03 a era vitoriana introdução
IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
 
Evolução da tecnologia educacional - Estágio I - licenciatura em computação
Evolução da tecnologia educacional - Estágio I - licenciatura em computaçãoEvolução da tecnologia educacional - Estágio I - licenciatura em computação
Evolução da tecnologia educacional - Estágio I - licenciatura em computação
IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
 

Mais de IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (20)

Anúncio publicitário (exercícios)
Anúncio publicitário (exercícios)Anúncio publicitário (exercícios)
Anúncio publicitário (exercícios)
 
Características do anúncio publicitário
Características do anúncio publicitárioCaracterísticas do anúncio publicitário
Características do anúncio publicitário
 
Aula 20.08 - A integração das Tecnologias na Educação
Aula 20.08 - A integração das Tecnologias na EducaçãoAula 20.08 - A integração das Tecnologias na Educação
Aula 20.08 - A integração das Tecnologias na Educação
 
O século xx
O século xx O século xx
O século xx
 
Aula 06.08
Aula 06.08Aula 06.08
Aula 06.08
 
Evolução da tecnologia educacional aula 09.08
Evolução da tecnologia educacional   aula 09.08Evolução da tecnologia educacional   aula 09.08
Evolução da tecnologia educacional aula 09.08
 
Aula 06.08 - A identidade cultural na pós-modernidade
Aula 06.08 - A identidade cultural na pós-modernidadeAula 06.08 - A identidade cultural na pós-modernidade
Aula 06.08 - A identidade cultural na pós-modernidade
 
Aula 09.08 - O que é tecnologia e evolução da Tecnologia na Educacção
Aula 09.08 - O que é tecnologia e evolução da Tecnologia na EducacçãoAula 09.08 - O que é tecnologia e evolução da Tecnologia na Educacção
Aula 09.08 - O que é tecnologia e evolução da Tecnologia na Educacção
 
Proinfo e prouca
Proinfo e proucaProinfo e prouca
Proinfo e prouca
 
O uso do laptop na prática docente
O uso do laptop na prática docenteO uso do laptop na prática docente
O uso do laptop na prática docente
 
Charles john huffam dickens
Charles john huffam dickensCharles john huffam dickens
Charles john huffam dickens
 
Apresentação 04.05
Apresentação   04.05Apresentação   04.05
Apresentação 04.05
 
Jane eyre2
Jane eyre2Jane eyre2
Jane eyre2
 
Anne brontë iii
Anne brontë iiiAnne brontë iii
Anne brontë iii
 
Emilly brontë ii
Emilly brontë iiEmilly brontë ii
Emilly brontë ii
 
Charlotte brontë ii
Charlotte brontë iiCharlotte brontë ii
Charlotte brontë ii
 
Contexto historico das irmãs bronte
Contexto historico das irmãs bronteContexto historico das irmãs bronte
Contexto historico das irmãs bronte
 
Charlotte brontë
Charlotte brontëCharlotte brontë
Charlotte brontë
 
15.03 a era vitoriana introdução
15.03   a era vitoriana  introdução15.03   a era vitoriana  introdução
15.03 a era vitoriana introdução
 
Evolução da tecnologia educacional - Estágio I - licenciatura em computação
Evolução da tecnologia educacional - Estágio I - licenciatura em computaçãoEvolução da tecnologia educacional - Estágio I - licenciatura em computação
Evolução da tecnologia educacional - Estágio I - licenciatura em computação
 

Tipos de linguagem (verbal e não verbal)

  • 1.
  • 2. LINGUAGEM • O que é linguagem ?O que é linguagem ? • Quais os diferentes tipos deQuais os diferentes tipos de linguagem de que o homem dispõelinguagem de que o homem dispõe para se comunicar?para se comunicar? • A linguagem é própria do ser humano ?A linguagem é própria do ser humano ?
  • 5. GESTOS E CULTURA EU JURO! ELE ESTÁ BÊBADO! DESCULPA! ACABOU! PERFEITO! NADA!
  • 6. LINGUAGENS: DANÇA DÉBORA COLKER EM “CASA” (1999) O CORPO FALA. COREOGRAFIA VASOS DO ESPETÁCULO “4 POR 4” (2002)
  • 7. LINGUAGENS: ESCULTURA “Guiado pela minha primeira inspiração (Dante), imaginei um outro pensador, um homem nu, sentando em uma rocha, os pés encolhidos, ele sonha. O pensamento fértil devagar se desenvolve em seu cérebro. Ele não é mais um pensador, ele é criador.” Auguste Rodin “O Pensador” (Auguste Rodin) A ESCULTURA TATEIA.
  • 8. LINGUAGENS: LITERATURA Oh! Alto e baixoOh! Alto e baixo em círculos e retasem círculos e retas acima de nós, em redoracima de nós, em redor [de nós[de nós as palavras voam.as palavras voam. E às vezes pousam.E às vezes pousam. (Cecília Meireles)(Cecília Meireles) A POESIA SURPREENDE. VôoVôo Alheias e nossasAlheias e nossas as palavras voam.as palavras voam. Bando de borboletasBando de borboletas [multicolores,[multicolores, as palavras voam.as palavras voam. Voam as palavrasVoam as palavras como águias imensas.como águias imensas. Como escurosComo escuros morcegosmorcegos como negros abutres,como negros abutres, as palavras voam.as palavras voam.
  • 9. LINGUAGENS: LITERATURA Paulo Leminski - 1982 "Para o zen budismo, a lua na água é um símbolo da impermanência de todas as coisas.“ Paulo Leminski
  • 11. LINGUAGENS: TEATRO Fernanda Montenegro ao lado de Fernando Torres, em cena da peça "Dias Felizes" (1985/6). O TEATRO ENCENA O VERBAL, O VISUAL E O SONORO.
  • 12. LINGUAGENS: CINEMA “O AUTO DA COMPADECIDA” “TEMPOS MODERNOS” O CINEMA MOVIMENTA.
  • 13. LINGUAGENS: PINTURA "Passeava pela estrada com dois amigos, olhando o pôr-do- sol, quando o céu de repente se tornou vermelho como sangue. Parei, recostei-me na cerca, extremamente cansado - sobre o fiorde preto azulado e a cidade estendiam-se sangue e línguas de fogo. Meus amigos foram andando e eu fiquei, tremendo de medo - podia sentir um grito infinito atravessando a paisagem." (Edvard Munch – “O Grito) A PINTURA IMPRIME.
  • 14. LINGUAGENS: FOTOGRAFIA E DESENHO CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE A FOTOGRAFIA FLAGRA.
  • 18. LÍNGUA E CÓDIGO CÓDIGO: sistemas de sinais ou símbolos preestabelecidos entre os interlocutores para comunicar suas ideias. LÍNGUALÍNGUA: sistema de representação: sistema de representação socialmente construído, constituído porsocialmente construído, constituído por signos (sinais que significam)signos (sinais que significam) linguísticos.linguísticos. TODA LÍNGUA É UM CÓDIGO,TODA LÍNGUA É UM CÓDIGO, MAS NEM TODO CÓDIGO É UMAMAS NEM TODO CÓDIGO É UMA LÍNGUA.LÍNGUA.