SlideShare uma empresa Scribd logo
Processos de comunicação
Conceitos de Linguagem e Língua;
Elementos da Comunicação;
Intencionalidade Discursiva;
Funções da Linguagem.
O QUE É LINGUAGEM?
PARA QUE SERVE A LINGUAGEM?
QUAL A DIFERENÇA ENTRE LÍNGUA E LINGUAGEM?
Não aprendemos a linguagem através do mundo.
Aprendemos o mundo através da linguagem.
Nosso mente foi moldada para pensar linguisticamente.
A linguagem é a capacidade que os seres humanos
têm para produzir, desenvolver e compreender a língua e
outras manifestações, como a pintura, o gesto, a música a
língua e a dança.
Língua é um conjunto organizado de elementos
(sons e gestos) que possibilitam a comunicação que surge
em sociedade. As línguas podem se manifestar de forma
oral ou gestual, como a Língua Brasileira de Sinais (Libras).
As várias linguagens podem ser organizadas em
dois grupos:
linguagem verbal: signos que são formados por
palavras, formada por signos visuais e sonoros: a letra e o
fonema.
linguagem não verbal: signos sonoros e visuais como
cores (semáforo), formas (placas), movimentos (imagens e
vídeos).
O homem é um ser social; daí sua necessidade de
comunicação, como emissor ou como receptor de
mensagens. Para que haja comunicação, é necessário que
ele utilize um sistema qualquer de sinais - os signos -
devidamente organizado.
Desde o "bom-dia" até o "boa-noite", o homem
comum emite e recebe uma série de mensagens, ora
gestuais, ora sonoras ou escritas e até mesmo visuais.
Os elementos da
Comunicação
Funções da linguagem
A comunicação está associada à linguagem e
interação, de forma que representa a transmissão de
mensagens entre um emissor e um receptor. Comunicação
é derivado do latim (“communicare”) e significa “partilhar,
participar de algo, tornar comum”, sendo, portanto, um
elemento essencial da interação social humana.
Sendo assim, os elementos que compõem a
comunicação são: Emissor, Receptor, Mensagem,
Código, Canal e Referente (Contexto).
Chamado também de locutor ou falante, o emissor
é aquele que emite a mensagem para um ou mais
receptores (uma pessoa, um grupo de indivíduos, uma
empresa ...).
Denominado de interlocutor ou ouvinte, o receptor é
quem recebe a mensagem emitida pelo emissor.
A mensagem é o objeto utilizado na comunicação,
representa o conteúdo, o conjunto de informações
transmitidas pelo locutor.
O canal corresponde ao local (meio físico) onde a
mensagem será transmitida. Por exemplo: jornal, livro,
revista, televisão, telefone, dentre outros.
O código é o sistema que é utilizado pelos falantes,
ou seja, representa o conjunto de signos que serão
utilizados na mensagem. Um conjunto de signos
convencionais e das regras que determinam sua
organização.
O contexto chamado de referente, trata-se da
situação comunicativa em que estão inseridos o emissor e
receptor, ou seja, o conteúdo e assunto da mensagem.
Esquema do processo de comunicação
Ruído: é  qualquer  elemento  que  interfira  no 
processo  da  transmissão  de  uma  mensagem  de  um 
emissor  para  um  receptor.  Podem  ser  resultados  de 
elementos internos e externos. 
Ex.: fotos  fora  de  foco;  dados  imprecisos  de  um 
relatório; erros de português de um e-mail, são fatores que 
podem atrapalhar a comunicação.
Feedback: Palavra  inglesa  que  significa 
realimentação,  isto  é,  o  retorno  da  comunicação.  Um  dos 
principais  empecilhos  é  a  falta  de  retorno  da  mensagem 
enviada.  Trata-se  de  um  elemento  determinante  do 
“sucesso”  da  comunicação.  Sem  feedback  não  há 
comunicação, mas apenas um comunicado.
Intencionalidade
Discursiva
01) Uma pessoa pergunta: “Como está o frango?”.
Explique o sentido desse enunciado, levando em conta
a intencionalidade subjacente nele quando produzido
nas seguintes situações comunicativas:
a) Uma dona de casa que se dirige a um comerciante que 
vende o frango na feira:  
b)  Um  casal  que  se dirige  a  um garçom  num  finíssimo 
restaurante:
d) Uma mãe a seus filhos, à mesa, depois de ter feito uma 
nova receita de frango:
02) Um adolescente chega da escola com os tênis
cheios de barro. Sem descalçar os tênis, vai direto para
a sala. Lá encontra sua mãe, que havia acabado de
limpar o chão. Ela lhe diz:- Menino, eu acabei de limpar
o chão da sala!
a) Qual é a intencionalidade subjacente nesse enunciado? 
b) De que outra forma a mãe poderia falar, explicitando sua 
intenção?
c)  Imagine  outra  situação,  em  que  o  mesmo  enunciado 
pudesse ter um sentido diferente:
INTENCIONALIDADE DISCURSIVA
As piadas que seguem são de Jô Soares. Cada uma 
delas  constitui  uma  situação  comunicativa  entre  duas 
pessoas. Leia-as:
- Por favor! Me joga uma corda que eu estou me
afogando!
- E, além disso, ainda quer se enforcar?
- Eu nunca tive relações sexuais com a minha
mulher antes de casar. E você?
- Não sei. Como é o nome dela?
Nas duas piadas, o humor é extraído do fato de as 
personagens  não  levarem  em  conta  um  princípio  básico 
das interações verbais: a intencionalidade discursiva de 
seus interlocutores. 
Na  interação,  sempre  há  em  nossa  fala  uma  intenção  de 
modificar  o  pensamento  ou  o  comportamento  de  nossos 
interlocutores. 
Assim:  Intencionalidade discursiva  são  as  intenções, 
explícitas  ou  implícitas,  existentes  na  linguagem  dos 
interlocutores  que  participam  de  uma  situação 
comunicativa.
Por  meio  da  intencionalidade  podemos,  por 
exemplo,  impressionarimpressionar,  ofenderofender,  persuadirpersuadir  ou  informarinformar 
nosso  interlocutor;  podemos  também  pedirpedir,  solicitarsolicitar, 
implorarimplorar, reivindicarreivindicar, etc.
A  intencionalidade  discursiva  não  se  restringe  ao 
enunciado  propriamente  dito;  ela  se  define  também  em 
outros  componentes  que  participam  da  situação 
comunicativa, como quem fala, para quem se fala e em que
contexto sócio histórico é produzido o enunciado.
FUNÇÕES DA
LINGUAGEM
Funções da linguagem são as formas como cada
indivíduo organiza sua fala dependendo da mensagem
que se quer transmitir. A linguagem pode ser usada para 
expressar  sentimentos,  para  informar,  para  influenciar 
outras pessoas etc. 
Funções da linguagem
Função referencial ou
denotativa
OBJETIVOS:
∗Transmite uma informação objetiva;
∗Expõe dados da realidade de modo objetivo;
∗Não faz comentários nem avaliação; 
∗O referente (assunto) em evidências. 
CARACTERÍSTICAS:
∗Apresenta-se na 3ª pessoa do singular ou plural;
∗Valorização do objeto da situação;
∗Transmite impessoalidade;
∗Linguagem denotativa.
EXEMPLOS:
∗Placas de sinalização;
∗Notícias.
∗Correspondências comerciais;
∗Livros técnicos e didáticos;
∗Manuais de Instrução.
Funções da linguagem
Funções da linguagem
Funções da linguagem
Função Emotiva ou
Expressiva
OBJETIVOS:
∗Transmitir emoções e anseios;
∗Ponto de vista do emissor;
∗Subjetividade (atitude pessoal);
∗Emissão de opiniões.
CARACTERÍSTICAS:
∗Apresenta-se na 1ª pessoa do singular ou plural (verbos e
pronomes);
∗Marcas fortes dos sinais de pontuação (interrogação,
exclamação, reticências).
EXEMPLOS:
∗Resenhas Crítica;
∗Canções Sentimentais;
∗Poemas Confessionais;
∗Testemunhos;
∗Cartas Pessoais.
Funções da linguagem
Funções da linguagem
Função Conativa ou
Apelativa
OBJETIVOS:
∗Influenciar o receptor (destinatário);
∗Convencimento e Persuasão;
∗Indução através da linguagem;
∗Mudança de Comportamento.
CARACTERÍSTICAS:
∗Apresenta, geralmente, pronomes de 2ª pessoa (TU e
VOCÊ);
∗Uso de Vocativos e Verbos no Imperativo (2ª e 3ª pessoa).
EXEMPLOS:
∗Propagandas;
∗Discursos políticos;
∗Livros de autoajuda;
∗Normas de estabelecimentos.
Funções da linguagem
Funções da linguagem
Função
Metalinguística
OBJETIVOS:
∗Explicação do código usando o próprio código;
∗A linguagem se volta para si mesma;
∗A comunicação em sua própria definição.
CARACTERÍSTICAS:
∗Ênfase no código;
∗A linguagem no foco da explicação.
EXEMPLOS:
∗Dicionários;
∗Poemas;
∗Gramáticas;
∗Aulas de Língua;
∗Palestras internas.
Funções da linguagem
O que é texto?
A palavra texto provém do latim textum, que significa
tecido, entrelaçamento. (...) O texto resulta de um trabalho
de tecer, de entrelaçar várias partes menores a fim de se
obter um todo inter-relacionado. Daí poder falar em textura
ou tessitura de um texto: é a rede de relações que
garantem sua coesão, sua unidade”.
(INFANTE, Ulisses. Do texto ao texto. Curso prático de leitura e redação.
Editora Scipione. São Paulo. 1991 cadê a página?)
Função fática
OBJETIVOS:
∗Estabelecer, prolongar ou interromper a comunicação;
∗Eficiência no canal de comunicação;
∗Relevância do ato comunicacional.
CARACTERÍSTICAS:
∗Frases curtas (Tudo bem! Como vai? Compreenderam?);
∗Saudações e Confirmações (Oi! Alô! Câmbio! Sim. Claro!);
∗Réplicas e tréplicas (Agora é a sua vez! Passo para
você!).
EXEMPLOS:
∗Diálogo;
∗Saudação telefônica;
∗Aulas interativas;
∗Debates;
∗Questionários.
Funções da linguagem
Funções da linguagem
Função poética
OBJETIVOS:
∗Evidenciar a forma da mensagem (ênfase);
∗Prazer estético do texto;
∗Valorização do texto em sua elaboração;
∗Linguagem inovadora.
CARACTERÍSTICAS:
∗Predominância de linguagem conotativa;
∗Ritmo, métrica e sonoridade;
∗Exploração de sentidos e sentimentos;
∗Figuras de Linguagem (Metáfora, Hipérbole, Antítese,
Aliteração ...)
EXEMPLOS:
∗Poemas;
∗Epopeias;
∗Músicas;
∗Jograis;
∗Monólogos.
Funções da linguagem
Funções da linguagem

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
lisiane23
 
Linguagem,+LíNgua+E+Fala
Linguagem,+LíNgua+E+FalaLinguagem,+LíNgua+E+Fala
Linguagem,+LíNgua+E+Fala
jayarruda
 
Linguagem, língua e fala
Linguagem, língua e falaLinguagem, língua e fala
Linguagem, língua e fala
Jirede Abisai
 
Paráfrase
ParáfraseParáfrase
Paráfrase
Raquel Benaion
 
Funcoes da-linguagem
Funcoes da-linguagemFuncoes da-linguagem
Funcoes da-linguagem
Jose Arnaldo Silva
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíStica
Elza Silveira
 
Generos textuais
Generos textuaisGeneros textuais
Linguagem e Comunicação
Linguagem e ComunicaçãoLinguagem e Comunicação
Linguagem e Comunicação
7 de Setembro
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
leticiararek
 
Anúncio publicitário (exercícios)
Anúncio publicitário (exercícios)Anúncio publicitário (exercícios)
Anúncio publicitário (exercícios)
IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
Ricardo Leandro Flores Ricalde
 
Variações linguísticas
Variações linguísticasVariações linguísticas
Variações linguísticas
profadrianacarrion
 
A crônica
A  crônicaA  crônica
A crônica
CamileBMoura
 
LINGUA PORTUGUESA- DESCRITORES
LINGUA PORTUGUESA- DESCRITORESLINGUA PORTUGUESA- DESCRITORES
LINGUA PORTUGUESA- DESCRITORES
PEDAGOGIADILA
 
Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
fabrinnem
 
Carta do leitor e carta ao leitor
Carta do leitor e carta ao leitorCarta do leitor e carta ao leitor
Carta do leitor e carta ao leitor
ma.no.el.ne.ves
 
Tirinhas aula 1- características gerais
Tirinhas  aula 1- características geraisTirinhas  aula 1- características gerais
Tirinhas aula 1- características gerais
Pibid Letras UEA
 
Redação: Artigo de Opinião
Redação: Artigo de OpiniãoRedação: Artigo de Opinião
Redação: Artigo de Opinião
7 de Setembro
 
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aulaOficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Josilene Borges
 
Gêneros textuais:Resenha,Resumo e Sinópse
Gêneros textuais:Resenha,Resumo e SinópseGêneros textuais:Resenha,Resumo e Sinópse
Gêneros textuais:Resenha,Resumo e Sinópse
Gislene Vidal
 

Mais procurados (20)

Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
Linguagem,+LíNgua+E+Fala
Linguagem,+LíNgua+E+FalaLinguagem,+LíNgua+E+Fala
Linguagem,+LíNgua+E+Fala
 
Linguagem, língua e fala
Linguagem, língua e falaLinguagem, língua e fala
Linguagem, língua e fala
 
Paráfrase
ParáfraseParáfrase
Paráfrase
 
Funcoes da-linguagem
Funcoes da-linguagemFuncoes da-linguagem
Funcoes da-linguagem
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíStica
 
Generos textuais
Generos textuaisGeneros textuais
Generos textuais
 
Linguagem e Comunicação
Linguagem e ComunicaçãoLinguagem e Comunicação
Linguagem e Comunicação
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Anúncio publicitário (exercícios)
Anúncio publicitário (exercícios)Anúncio publicitário (exercícios)
Anúncio publicitário (exercícios)
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
 
Variações linguísticas
Variações linguísticasVariações linguísticas
Variações linguísticas
 
A crônica
A  crônicaA  crônica
A crônica
 
LINGUA PORTUGUESA- DESCRITORES
LINGUA PORTUGUESA- DESCRITORESLINGUA PORTUGUESA- DESCRITORES
LINGUA PORTUGUESA- DESCRITORES
 
Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
 
Carta do leitor e carta ao leitor
Carta do leitor e carta ao leitorCarta do leitor e carta ao leitor
Carta do leitor e carta ao leitor
 
Tirinhas aula 1- características gerais
Tirinhas  aula 1- características geraisTirinhas  aula 1- características gerais
Tirinhas aula 1- características gerais
 
Redação: Artigo de Opinião
Redação: Artigo de OpiniãoRedação: Artigo de Opinião
Redação: Artigo de Opinião
 
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aulaOficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
 
Gêneros textuais:Resenha,Resumo e Sinópse
Gêneros textuais:Resenha,Resumo e SinópseGêneros textuais:Resenha,Resumo e Sinópse
Gêneros textuais:Resenha,Resumo e Sinópse
 

Destaque

Pozos petroleros
Pozos petroleros Pozos petroleros
Pozos petroleros
Pedro Ramirez
 
3Com 3C8227
3Com 3C82273Com 3C8227
3Com 3C8227
savomir
 
Ensayo FREDY ANIBAL ALVAREZ ALVAREZ
Ensayo FREDY ANIBAL ALVAREZ ALVAREZ Ensayo FREDY ANIBAL ALVAREZ ALVAREZ
Ensayo FREDY ANIBAL ALVAREZ ALVAREZ
yhosmaira mosquera
 
Seo report example digitaldirect
Seo report example digitaldirectSeo report example digitaldirect
Do we need to grow more
Do we need to grow moreDo we need to grow more
Do we need to grow more
Deepesh Shah
 
Godrej The suites
Godrej The suitesGodrej The suites
Godrej The suites
Ranveer Chaudhary
 
Epilog PreOp guideline
Epilog PreOp guidelineEpilog PreOp guideline
Epilog PreOp guideline
Epilog
 
El Banco Mundial y el FMI en el Perú
El Banco Mundial y el FMI en el PerúEl Banco Mundial y el FMI en el Perú
El Banco Mundial y el FMI en el Perú
Jim Andrew Uni - Político
 
Atos 2
Atos 2Atos 2
Voting Rights
Voting RightsVoting Rights
Voting Rights
sullymanstout
 
Change agents
Change agents Change agents
Change agents
Dawkevi4
 
TUTORÍA
TUTORÍATUTORÍA
Apreciacion de la prueba
Apreciacion de la prueba Apreciacion de la prueba
Apreciacion de la prueba
Layo Anibal Flor Garcia
 
1st.measurments summary
1st.measurments summary1st.measurments summary
1st.measurments summary
darinamitkova
 
1. 5 gener 2017 extraordinari
1. 5 gener 2017 extraordinari 1. 5 gener 2017 extraordinari
1. 5 gener 2017 extraordinari
Junts PER
 

Destaque (15)

Pozos petroleros
Pozos petroleros Pozos petroleros
Pozos petroleros
 
3Com 3C8227
3Com 3C82273Com 3C8227
3Com 3C8227
 
Ensayo FREDY ANIBAL ALVAREZ ALVAREZ
Ensayo FREDY ANIBAL ALVAREZ ALVAREZ Ensayo FREDY ANIBAL ALVAREZ ALVAREZ
Ensayo FREDY ANIBAL ALVAREZ ALVAREZ
 
Seo report example digitaldirect
Seo report example digitaldirectSeo report example digitaldirect
Seo report example digitaldirect
 
Do we need to grow more
Do we need to grow moreDo we need to grow more
Do we need to grow more
 
Godrej The suites
Godrej The suitesGodrej The suites
Godrej The suites
 
Epilog PreOp guideline
Epilog PreOp guidelineEpilog PreOp guideline
Epilog PreOp guideline
 
El Banco Mundial y el FMI en el Perú
El Banco Mundial y el FMI en el PerúEl Banco Mundial y el FMI en el Perú
El Banco Mundial y el FMI en el Perú
 
Atos 2
Atos 2Atos 2
Atos 2
 
Voting Rights
Voting RightsVoting Rights
Voting Rights
 
Change agents
Change agents Change agents
Change agents
 
TUTORÍA
TUTORÍATUTORÍA
TUTORÍA
 
Apreciacion de la prueba
Apreciacion de la prueba Apreciacion de la prueba
Apreciacion de la prueba
 
1st.measurments summary
1st.measurments summary1st.measurments summary
1st.measurments summary
 
1. 5 gener 2017 extraordinari
1. 5 gener 2017 extraordinari 1. 5 gener 2017 extraordinari
1. 5 gener 2017 extraordinari
 

Semelhante a Funções da linguagem

português instrumental
  português instrumental  português instrumental
português instrumental
Jhosafá de Kastro
 
TEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.ppt
TEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.pptTEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.ppt
TEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.ppt
evandro163685
 
Pet português instrumental e e geraldino r cunha
Pet português instrumental e e geraldino r cunhaPet português instrumental e e geraldino r cunha
Pet português instrumental e e geraldino r cunha
MariaLusadeJesusRodo1
 
Trabalho LPL
Trabalho LPLTrabalho LPL
Trabalho LPL
Taissccp
 
TP5- Unidades 17 e 18
TP5- Unidades 17  e  18TP5- Unidades 17  e  18
TP5- Unidades 17 e 18
Tatiane Rauber Dedé
 
O Processo de Comunicação
O Processo de ComunicaçãoO Processo de Comunicação
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Roberta Scheibe
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Roberta Scheibe
 
Apostila português i
Apostila português iApostila português i
Apostila português i
Erick Naldimar Santos
 
COMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBAL
COMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBALCOMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBAL
COMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBAL
John Joseph
 
Elementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoElementos da comunicação
Elementos da comunicação
Hena Meira
 
O que é discurso helena brandão
O que é discurso helena brandãoO que é discurso helena brandão
O que é discurso helena brandão
Rose Moraes
 
Aula 24 abril concepção de língua e linguagem, signo e fala
Aula 24 abril concepção de língua e linguagem, signo e falaAula 24 abril concepção de língua e linguagem, signo e fala
Aula 24 abril concepção de língua e linguagem, signo e fala
Stela Cabral de Andrade
 
Parte 1 linguística geral apresentação
Parte 1   linguística geral apresentaçãoParte 1   linguística geral apresentação
Parte 1 linguística geral apresentação
Mariana Correia
 
Capitulo 1
Capitulo 1Capitulo 1
Capitulo 1
BrunaLuque
 
Comunicação e expressão
Comunicação e expressão Comunicação e expressão
Comunicação e expressão
Karen Costa
 
Disciplina comunicação aplicada 2a aula- 28/02/2011
Disciplina comunicação aplicada   2a aula- 28/02/2011Disciplina comunicação aplicada   2a aula- 28/02/2011
Disciplina comunicação aplicada 2a aula- 28/02/2011
Unip e Uniplan
 
Parte 1 linguística geral apresentação 2012
Parte 1   linguística geral  apresentação 2012Parte 1   linguística geral  apresentação 2012
Parte 1 linguística geral apresentação 2012
Mariana Correia
 
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e códigoLinguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
efcamargo1968
 
Slide de aula comunicação empresarial und 1
Slide de aula comunicação empresarial und  1Slide de aula comunicação empresarial und  1
Slide de aula comunicação empresarial und 1
Donizete Pereira de Almeida
 

Semelhante a Funções da linguagem (20)

português instrumental
  português instrumental  português instrumental
português instrumental
 
TEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.ppt
TEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.pptTEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.ppt
TEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.ppt
 
Pet português instrumental e e geraldino r cunha
Pet português instrumental e e geraldino r cunhaPet português instrumental e e geraldino r cunha
Pet português instrumental e e geraldino r cunha
 
Trabalho LPL
Trabalho LPLTrabalho LPL
Trabalho LPL
 
TP5- Unidades 17 e 18
TP5- Unidades 17  e  18TP5- Unidades 17  e  18
TP5- Unidades 17 e 18
 
O Processo de Comunicação
O Processo de ComunicaçãoO Processo de Comunicação
O Processo de Comunicação
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Apostila português i
Apostila português iApostila português i
Apostila português i
 
COMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBAL
COMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBALCOMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBAL
COMUNICACÃO VERBAL E NÃO VERBAL
 
Elementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoElementos da comunicação
Elementos da comunicação
 
O que é discurso helena brandão
O que é discurso helena brandãoO que é discurso helena brandão
O que é discurso helena brandão
 
Aula 24 abril concepção de língua e linguagem, signo e fala
Aula 24 abril concepção de língua e linguagem, signo e falaAula 24 abril concepção de língua e linguagem, signo e fala
Aula 24 abril concepção de língua e linguagem, signo e fala
 
Parte 1 linguística geral apresentação
Parte 1   linguística geral apresentaçãoParte 1   linguística geral apresentação
Parte 1 linguística geral apresentação
 
Capitulo 1
Capitulo 1Capitulo 1
Capitulo 1
 
Comunicação e expressão
Comunicação e expressão Comunicação e expressão
Comunicação e expressão
 
Disciplina comunicação aplicada 2a aula- 28/02/2011
Disciplina comunicação aplicada   2a aula- 28/02/2011Disciplina comunicação aplicada   2a aula- 28/02/2011
Disciplina comunicação aplicada 2a aula- 28/02/2011
 
Parte 1 linguística geral apresentação 2012
Parte 1   linguística geral  apresentação 2012Parte 1   linguística geral  apresentação 2012
Parte 1 linguística geral apresentação 2012
 
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e códigoLinguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
 
Slide de aula comunicação empresarial und 1
Slide de aula comunicação empresarial und  1Slide de aula comunicação empresarial und  1
Slide de aula comunicação empresarial und 1
 

Mais de John Joseph

Região centro oeste
Região centro oesteRegião centro oeste
Região centro oeste
John Joseph
 
Ondas eletromagnéticas
Ondas eletromagnéticasOndas eletromagnéticas
Ondas eletromagnéticas
John Joseph
 
principais doenças cardiovasculares
principais doenças cardiovascularesprincipais doenças cardiovasculares
principais doenças cardiovasculares
John Joseph
 
Reflexão da luz (italicio)
Reflexão da luz (italicio)Reflexão da luz (italicio)
Reflexão da luz (italicio)
John Joseph
 
Conceitos básicos da óptica
Conceitos básicos da ópticaConceitos básicos da óptica
Conceitos básicos da óptica
John Joseph
 
História da música
História da músicaHistória da música
História da música
John Joseph
 
História das artes visuais edite
História das artes visuais editeHistória das artes visuais edite
História das artes visuais edite
John Joseph
 
Pierre bourdieu
Pierre bourdieuPierre bourdieu
Pierre bourdieu
John Joseph
 
aquecimento global
aquecimento global aquecimento global
aquecimento global
John Joseph
 
Romantismo no brasil
Romantismo no brasilRomantismo no brasil
Romantismo no brasil
John Joseph
 

Mais de John Joseph (10)

Região centro oeste
Região centro oesteRegião centro oeste
Região centro oeste
 
Ondas eletromagnéticas
Ondas eletromagnéticasOndas eletromagnéticas
Ondas eletromagnéticas
 
principais doenças cardiovasculares
principais doenças cardiovascularesprincipais doenças cardiovasculares
principais doenças cardiovasculares
 
Reflexão da luz (italicio)
Reflexão da luz (italicio)Reflexão da luz (italicio)
Reflexão da luz (italicio)
 
Conceitos básicos da óptica
Conceitos básicos da ópticaConceitos básicos da óptica
Conceitos básicos da óptica
 
História da música
História da músicaHistória da música
História da música
 
História das artes visuais edite
História das artes visuais editeHistória das artes visuais edite
História das artes visuais edite
 
Pierre bourdieu
Pierre bourdieuPierre bourdieu
Pierre bourdieu
 
aquecimento global
aquecimento global aquecimento global
aquecimento global
 
Romantismo no brasil
Romantismo no brasilRomantismo no brasil
Romantismo no brasil
 

Último

Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Falcão Brasil
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 

Funções da linguagem