SlideShare uma empresa Scribd logo
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
TIPOS TEXTUAIS
Construção definida pela natureza
linguística de sua composição {aspectos
lexicais, sintáticos, tempos verbais,
relações lógicas, estilo}.
Caracterizam-se mais como sequências
linguísticas do que como textos
materializados.
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
NARRATIVO
DESCRITIVO
EXPOSITIVO/
DISSERTAÇÃO
ARGUMENTATIVO
INJUNTIVO/
INSTRUTIVO
TIPOS TEXTUAIS (TIPOLOLOGIA TEXTUAL)
fornece informações sobre tempo
e espaço do fato e acontecimento
narrado, reais ou imaginários.
Sequências de localização, riqueza
de detalhes, uso de adjetivos.
Analítico, limita-se a apresentar e
expor determinada situação.
Defende um ponto de vista e tenta
convencer e persuadir o receptor.
Sequências imperativas. Sugere
ações, faz imposições, exigências.
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
DESCRIÇÃO
INJUNÇÃO
EXPOSIÇÃO
EXPOSIÇÃO
ARGUMENTAÇÃO
EXPOSIÇÃO
INJUNÇÃO
EXPOSIÇÃO
EXPOSIÇÃO
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS
Textos materializados em situações
comunicativas recorrentes.
Os gêneros textuais são os textos que
encontramos em nossa vida diária e que
apresentam padrões sociocomunicativos
característicos definidos por composições
funcionais, objetivos e estilos.
Bilhete, bate-papo, e-mail, romance, capa de livro, telefonema, cardápio, horóscopo,
receita, bula....
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
Produção e
Recepção do
texto
Para quem escrevo?
O que quero dizer?
Qual o objetivo da escrita?
PARA REFLETIR:
Há gêneros para ler e gêneros para escrever,
para ouvir, para falar.
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
“Paulo, te amo, me ligue o mais rápido que puder.
Te espero no fone 55 44 33 22. Verônica .”
GÊNERO E SUPORTE
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
“Paulo, te amo,
me ligue o mais
rápido que puder.
Te espero no fone
55 44 33 22.
Verônica .”
“Paulo, te amo, me ligue o
mais rápido que puder. Te
espero no fone 55 44 33 22.
Verônica .”
“Paulo, te amo, me
ligue o mais rápido que
puder. Te espero no fone
55 44 33 22.
Verônica .”
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
PUBLICIDADE
ANÚNCIOS PUBLICITÁRIOS
PROPAGANDA
CLASSIFICADOS
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
ARTIGO DE OPINIÃO
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
Desordem e progresso
É condenável a atitude que grande parte da
sociedade desempenha no que diz respeito à preservação
do meio ambiente. Apesar dos inúmeros desastres
ecológicos que ocorrem com demasiada frequência, a
população continua “cega” e o pior é que essa cegueira é
por opção.
Não sou especialista no assunto, mas não é preciso
que o seja para perceber que o Planeta não anda bem.
Tsunamis, terremotos, derretimento de geleiras, entre
outros fenômenos, assustam a população terrestre,
principalmente nos países desenvolvidos – maiores
poluidores do Planeta – seria isso mera coincidência? Ou
talvez a mais clara resposta da natureza contra o descaso
com o futuro da Terra? Acredito na segunda opção.
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
CRÔNICA
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
Fragmento da crônica “Em algum lugar do
Paraíso” de Luís Fernando Veríssimo
Nada a ver — ou tudo a ver, sei lá — mas feliz
era Adão, o primeiro homem. Não porque estava
no jardim do Paraíso, com tudo em volta para
saciar sua fome e sua sede, mas porque não
sabia do tempo e da morte. Vivia num eterno
presente, num eterno domingo. O que vinha
depois da passagem da sombra da noite não era
o dia seguinte, era o mesmo dia, ou até o dia
anterior, quem se importava?
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
Adão, sozinho no Paraíso, era um homem feliz
porque era um homem sem datas. Mas quando
Deus colocou Eva ao lado de Adão, a primeira
coisa que ela perguntou, ainda úmida da criação,
só para puxar assunto, foi: “Que dia é hoje?”, e
ele sentiu que sua paz terminara. Ele era um
homem no tempo. Um homem com um ontem e
um amanhã, e um futuro estendido à sua frente
como um imenso pergaminho, esperando para
ser preenchido. O tempo não foi a única novidade
trazida por Eva ao jardim do Paraíso. Foi ela que,
dias depois, colheu o fruto proibido, que os
tornou, de uma só mordida, sexuais e mortais.
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
E foi depois de comer o fruto proibido, quando a
Terra entrou na sombra da noite e os dois se
deitaram lado a lado, que Adão sentiu seu
membro, que ele pensara que fosse só para fazer
xixi, se mexer. E avisou a Eva:
— É melhor chegar para trás porque eu não sei
até onde este negócio cresce.
Depois de ganhar uma mulher e descobrir o
tempo e sua mortalidade, Adão descobriu seu
próprio corpo. Que semana!
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
ANEDOTA - PIADA
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
Um homem de 89 anos estava fazendo seu check-up anual.
O médico perguntou como ele estava se sentindo:
- Nunca me senti tão bem - respondeu o velho. Minha nova
esposa tem 18 anos e está grávida, esperando um filho meu. Qual
a sua opinião a respeito doutor?
O Médico refletiu por um momento e disse:
- Deixe-me contar-lhe uma estória: eu conheço um cara que
era um caçador fanático, nunca perdeu uma estação de caça. Mas,
um dia, por engano, colocou seu guarda-chuva na mochila em
vez da arma. Quando estava na floresta, um urso repentinamente
apareceu na sua frente. Ele sacou o guarda-chuva da mochila
apontou para o urso e... BANG................ o urso caiu morto.
- HA! HA! HA! Isto é impossível - disse o velhinho - algum
outro caçador deve ter atirado no urso.
- Exatamente!!!
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
Desconfiado das atitudes do filho, o pai leva o garoto ao
psicólogo para descobrir se seu filho é homossexual.
O Dr. pergunta ao garoto:
- Qual o vegetal de que você mais gosta?
- Meu Deus, ele vai dizer cenoura ou pepino - pensa o pai
- Chuchu - responde o garoto. (Ufa! - pensa o pai).
- Qual seu número preferido? - pergunta o Doutor.
- 24! - pensa o pai.
- 11 - responde o filho. (Ufa! - pensa o pai).
- Qual o animalzinho que você gostaria de criar?
- Corderinho, carneirinho, viadinho, ai meu Deus, o que
esse moleque vai responder? - pensa o pai.
- Jacaré! - diz o filho. (Ufa! - aliviado fica o pai).
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
- O que você quer ser quando crescer? - pergunta o
Doutor.
- Cabeleireiro, decorador, estilista - pensa o pai.
- Juiz - responde o filho.
O moleque deixa a sala e o pai aliviado, pergunta para o
médico:
- Meu filho não é gay, não é doutor?
O Doutor responde:
- Seu filho é gay assumido – e explica:
Chuchu, dá o ano inteiro.
11 é um atrás do outro.
Jacaré se defende dando o rabo.
E, Juiz vive na vara.
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
CHARGES – CARTUNS - TIRINHAS
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
(UFSJ 2002) Depois de um treinamento efetuado
na base da força aérea, perguntei ao nosso
comandante por que tínhamos usados os
uniformes de camuflagem de floresta em vez dos
de camuflagem de deserto, uma vez que podíamos
vir a ser enviados para a Arábia Saudita.
- Porque, se a gente for - respondeu ele,
pensando rápido -, ficamos todos em pé juntinhos
no deserto e fingimos que somos um oásis.
(Major Ângela Birdsong, reservista da força aérea norte-americana.
Piadas de Caserna. In: Seleções Reader´s Digest. Fev. 1992)
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
De acordo com as informações do texto acima, é
CORRETO afirmar que a resposta do comandante
a) significa que os EUA são o refúgio de paz para
os países em constantes conflitos políticos.
b) Procura menosprezar a capacidade de
discernimento do inimigo.
c) Pretende mostrar que, mesmo num deserto, a
farda de camuflagem de floresta é um bom
disfarce.
d) Está relacionada com o efeito visual da farda de
camuflagem de floresta.
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
De acordo com as informações do texto acima, é CORRETO afirmar
que a resposta do comandante
a) significa que os EUA são o refúgio de paz para os países em
constantes conflitos políticos.
b) Procura menosprezar a capacidade de discernimento do inimigo.
c) Pretende mostrar que, mesmo num deserto, a farda de
camuflagem de floresta é um bom disfarce.
d) Está relacionada com o efeito visual da farda de camuflagem de
floresta.
(...)podíamos vir a ser enviados para a Arábia Saudita.
- Porque, se a gente for - respondeu ele, pensando rápido -,
ficamos todos em pé juntinhos no deserto e fingimos que somos
um oásis.
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
(UFSJ 2005) Leia o trecho abaixo, retirado de uma bula de
remédio:
VIOXX (Rofecoxib, MSD) é um medicamento indicado para
o tratamento agudo e crônico dos sinais e sintomas da
osteoartrite (OA) e da artrite reumatóide (AR), para o alívio
da dor e para o tratamento da disminorréia primária.
Mantenha o medicamento em temperaturas entre 15ºC e
30ºC. Ao adquirir o medicamento, confira sempre o prazo
de validade impresso na parte externa da embalagem.
Nunca use medicamento com prazo de validade vencido –
além de não obter o efeito desejado, pode prejudicar a sua
saúde. Informe a seu médico a ocorrência de gravidez na
vigência do tratamento ou após o seu término. Informar ao
médico se está amamentando. Siga a orientação do seu
médico e respeite sempre os horários, as doses e a
duração do tratamento.
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
Com base no texto, é CORRETO afirmar que
A) mulheres que estão amamentando não devem se
submeter ao tratamento com VIOXX sem conversar com o
médico.
B) é recomendável que se mantenham os remédios em
temperaturas entre 15ºC e 30ºC.
C) o uso de remédios vencidos é prejudicial, pois vai
causar danos à saúde da pessoa.
D) o tratamento com VIOXX deve ser interrompido caso
haja a ocorrência de gravidez.
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
Com base no texto, é CORRETO afirmar que
A) o tratamento com VIOXX deve ser interrompido caso haja a
ocorrência de gravidez.
Informe a seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do
tratamento ou após o seu término. (...) Siga a orientação do seu médico
e respeite sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
B) é recomendável que se mantenham os remédios em temperaturas
entre 15ºC e 30ºC.
Mantenha o medicamento em temperaturas entre 15ºC e 30ºC.
C) o uso de remédios vencidos é prejudicial, pois vai causar danos à
saúde da pessoa.
Nunca use medicamento com prazo de validade vencido – além de não
obter o efeito desejado, pode prejudicar a sua saúde.
D) mulheres que estão amamentando não devem se submeter ao
tratamento com VIOXX sem conversar com o médico.
Informe a seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do
tratamento ou após o seu término.
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
DORMIR EMAGRECE
Só para dormir são gastas 63 calorias por hora. Durante oito
horas de sono, um homem queima o mesmo número de calorias
que uma caminhada de quase duas horas ou numa corrida de
pouco mais de uma hora em ritmo acelerado. O corpo queima
calorias mais rápido quando se faz exercícios três horas depois
de uma refeição. (Almanaque Fontoura, 2003, p.28)
Segundo o texto, é CORRETO afirmar que
A) o homem queima 63 calorias numa caminhada de quase duas
horas.
B) exercícios três horas após uma refeição queima o mesmo
número de calorias que no sono.
C) caminhar e correr no mesmo dia queima tantas calorias
quanto dormir.
D) queimam-se mais de 500 calorias numa corrida acelerada, de
pouco mais de uma hora.
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
Segundo o texto, é CORRETO afirmar que
A) o homem queima 63 calorias numa caminhada de quase duas horas.
Só para dormir são gastas 63 calorias por hora. Durante oito horas de
sono, um homem queima o mesmo número de calorias que uma
caminhada de quase duas horas...
B) exercícios três horas após uma refeição queima o mesmo número
de calorias que no sono.
O corpo queima calorias mais rápido quando se faz exercícios três
horas depois de uma refeição.
C) caminhar e correr no mesmo dia queima tantas calorias quanto
dormir.
uma caminhada de quase duas horas ou numa corrida de pouco mais
de uma hora
D) queimam-se mais de 500 calorias numa corrida acelerada, de pouco
mais de uma hora.
Durante oito horas de sono, um homem queima o mesmo número de
calorias que uma caminhada de quase duas horas...
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
ENEM 2010
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
A)
B)
C)
D)
E)
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
A)
B)
C)
D)
E)
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS
Prof. Roginei Paiva
A)
B)
C)
D)
E)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resumo - gênero textual
Resumo - gênero textualResumo - gênero textual
Resumo - gênero textual
Ana Lúcia Moura Neves
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
Andriane Cursino
 
Passos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoPassos para uma boa redação
Passos para uma boa redação
Sinara Lustosa
 
Editorial
EditorialEditorial
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
marlospg
 
Redação ENEM
Redação ENEMRedação ENEM
Redação ENEM
Cynthia Funchal
 
Slide implicito e explicito
Slide implicito e explicitoSlide implicito e explicito
Slide implicito e explicito
Vera Moreira Matos
 
O que é texto
O que é textoO que é texto
O que é texto
Patrícia Rabelo Goulart
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no Brasil
CrisBiagio
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
Edna Brito
 
Texto Verbal e Não-Verbal
Texto Verbal e Não-VerbalTexto Verbal e Não-Verbal
Texto Verbal e Não-Verbal
Denise
 
Modalizadores
ModalizadoresModalizadores
Modalizadores
Fernanda Câmara
 
Genero textual charge
Genero textual chargeGenero textual charge
Genero textual charge
Fabio Junior Sarti
 
Figuras de Linguagem - Ironia
Figuras de Linguagem - IroniaFiguras de Linguagem - Ironia
Figuras de Linguagem - Ironia
Figuras de Linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Verônica Carvalho
 
Gênero textual crônica (narrativa)
Gênero textual crônica (narrativa)Gênero textual crônica (narrativa)
Gênero textual crônica (narrativa)
Mariany Dutra
 
Tipologia Textual
Tipologia TextualTipologia Textual
Tipologia Textual
Mayara Mônica
 
Resumo
ResumoResumo
Conjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativasConjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativas
Lidiane Rodrigues
 
Texto literário e não literário
Texto literário e não literárioTexto literário e não literário
Texto literário e não literário
Fábio Guimarães
 

Mais procurados (20)

Resumo - gênero textual
Resumo - gênero textualResumo - gênero textual
Resumo - gênero textual
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
Passos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoPassos para uma boa redação
Passos para uma boa redação
 
Editorial
EditorialEditorial
Editorial
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
 
Redação ENEM
Redação ENEMRedação ENEM
Redação ENEM
 
Slide implicito e explicito
Slide implicito e explicitoSlide implicito e explicito
Slide implicito e explicito
 
O que é texto
O que é textoO que é texto
O que é texto
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no Brasil
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
 
Texto Verbal e Não-Verbal
Texto Verbal e Não-VerbalTexto Verbal e Não-Verbal
Texto Verbal e Não-Verbal
 
Modalizadores
ModalizadoresModalizadores
Modalizadores
 
Genero textual charge
Genero textual chargeGenero textual charge
Genero textual charge
 
Figuras de Linguagem - Ironia
Figuras de Linguagem - IroniaFiguras de Linguagem - Ironia
Figuras de Linguagem - Ironia
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Gênero textual crônica (narrativa)
Gênero textual crônica (narrativa)Gênero textual crônica (narrativa)
Gênero textual crônica (narrativa)
 
Tipologia Textual
Tipologia TextualTipologia Textual
Tipologia Textual
 
Resumo
ResumoResumo
Resumo
 
Conjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativasConjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativas
 
Texto literário e não literário
Texto literário e não literárioTexto literário e não literário
Texto literário e não literário
 

Destaque

Tipos e gêneros textuais na aocp
Tipos e gêneros textuais na aocpTipos e gêneros textuais na aocp
Tipos e gêneros textuais na aocp
ma.no.el.ne.ves
 
Generos e tipos textuais considerações necessárias marcushi
Generos e tipos textuais considerações necessárias marcushiGeneros e tipos textuais considerações necessárias marcushi
Generos e tipos textuais considerações necessárias marcushi
ofpedagogica
 
Gêneros e Tipos Textuais 2
Gêneros e Tipos Textuais 2Gêneros e Tipos Textuais 2
Gêneros e Tipos Textuais 2
nixsonmachado
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
Cynthia Funchal
 
Generos e tipos textuais
Generos e tipos textuaisGeneros e tipos textuais
Generos e tipos textuais
ofpedagogica
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais ppt
pnaicdertsis
 

Destaque (6)

Tipos e gêneros textuais na aocp
Tipos e gêneros textuais na aocpTipos e gêneros textuais na aocp
Tipos e gêneros textuais na aocp
 
Generos e tipos textuais considerações necessárias marcushi
Generos e tipos textuais considerações necessárias marcushiGeneros e tipos textuais considerações necessárias marcushi
Generos e tipos textuais considerações necessárias marcushi
 
Gêneros e Tipos Textuais 2
Gêneros e Tipos Textuais 2Gêneros e Tipos Textuais 2
Gêneros e Tipos Textuais 2
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
 
Generos e tipos textuais
Generos e tipos textuaisGeneros e tipos textuais
Generos e tipos textuais
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais ppt
 

Semelhante a Gêneros textuais e tipos textuais

Prof daniel loureiro
Prof daniel loureiroProf daniel loureiro
Prof daniel loureiro
maria do socorro dos santos
 
Curiosidades Lingüísticas I e II
Curiosidades Lingüísticas I e IICuriosidades Lingüísticas I e II
Curiosidades Lingüísticas I e II
Grupo VAHALI
 
Ler para crianças
Ler para criançasLer para crianças
Ler para crianças
Eliete Esturari
 
BANCO QUESTOES EF SAEB 2021 FINAL.pptx
BANCO QUESTOES EF SAEB 2021 FINAL.pptxBANCO QUESTOES EF SAEB 2021 FINAL.pptx
BANCO QUESTOES EF SAEB 2021 FINAL.pptx
ssuser10b7ad
 
Situação de aprendizadem_grupo 8
Situação  de  aprendizadem_grupo 8Situação  de  aprendizadem_grupo 8
Situação de aprendizadem_grupo 8
monicasli
 
A família do surdo
A família do surdoA família do surdo
A família do surdo
EDITORA ARARA AZUL
 
Gincana descritores SAEPI.pptx
Gincana descritores SAEPI.pptxGincana descritores SAEPI.pptx
Gincana descritores SAEPI.pptx
ElaineOliveira199465
 
Texto e textualidade
Texto e textualidadeTexto e textualidade
Texto e textualidade
Renato Oliveira
 
Locução profissional cistã
Locução profissional cistãLocução profissional cistã
Locução profissional cistã
WebExecutivo1
 
Situaã§ã£o de aprendizagem-avestruz_-_curso_mgme_-_cã³pia2_(2)
Situaã§ã£o de aprendizagem-avestruz_-_curso_mgme_-_cã³pia2_(2)Situaã§ã£o de aprendizagem-avestruz_-_curso_mgme_-_cã³pia2_(2)
Situaã§ã£o de aprendizagem-avestruz_-_curso_mgme_-_cã³pia2_(2)
marisacamargoorru
 
Situação de aprendizagem avestruz - curso mgme - cópia2
Situação de aprendizagem avestruz - curso mgme - cópia2Situação de aprendizagem avestruz - curso mgme - cópia2
Situação de aprendizagem avestruz - curso mgme - cópia2
Roberta Marcon
 
NANO - Aula 1
NANO - Aula 1NANO - Aula 1
NANO - Aula 1
tikcbrasil
 
Variação e preconceituos linguístico
Variação e preconceituos linguísticoVariação e preconceituos linguístico
Variação e preconceituos linguístico
Sadrak Silva
 
Situação de aprendizagem avestruz - cópia
Situação de aprendizagem avestruz - cópiaSituação de aprendizagem avestruz - cópia
Situação de aprendizagem avestruz - cópia
luassuani
 
Variação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
Variação lingüística e preconceito lingüístico..pptVariação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
Variação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
EdilmaBrando1
 
Variação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
Variação lingüística e preconceito lingüístico..pptVariação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
Variação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
lucasicm
 
Variação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
Variação lingüística e preconceito lingüístico..pptVariação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
Variação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
EdilmaBrando1
 
Dafniomania
DafniomaniaDafniomania
Dafniomania
Miguel Carrasco
 
Sujeito E Predicado
Sujeito E PredicadoSujeito E Predicado
Sujeito E Predicado
guest7174ad
 
Proalfa e sugestões para melhorar o desempenho nos descritores
Proalfa e sugestões para melhorar o desempenho nos descritoresProalfa e sugestões para melhorar o desempenho nos descritores
Proalfa e sugestões para melhorar o desempenho nos descritores
Ana Paula Ferreira
 

Semelhante a Gêneros textuais e tipos textuais (20)

Prof daniel loureiro
Prof daniel loureiroProf daniel loureiro
Prof daniel loureiro
 
Curiosidades Lingüísticas I e II
Curiosidades Lingüísticas I e IICuriosidades Lingüísticas I e II
Curiosidades Lingüísticas I e II
 
Ler para crianças
Ler para criançasLer para crianças
Ler para crianças
 
BANCO QUESTOES EF SAEB 2021 FINAL.pptx
BANCO QUESTOES EF SAEB 2021 FINAL.pptxBANCO QUESTOES EF SAEB 2021 FINAL.pptx
BANCO QUESTOES EF SAEB 2021 FINAL.pptx
 
Situação de aprendizadem_grupo 8
Situação  de  aprendizadem_grupo 8Situação  de  aprendizadem_grupo 8
Situação de aprendizadem_grupo 8
 
A família do surdo
A família do surdoA família do surdo
A família do surdo
 
Gincana descritores SAEPI.pptx
Gincana descritores SAEPI.pptxGincana descritores SAEPI.pptx
Gincana descritores SAEPI.pptx
 
Texto e textualidade
Texto e textualidadeTexto e textualidade
Texto e textualidade
 
Locução profissional cistã
Locução profissional cistãLocução profissional cistã
Locução profissional cistã
 
Situaã§ã£o de aprendizagem-avestruz_-_curso_mgme_-_cã³pia2_(2)
Situaã§ã£o de aprendizagem-avestruz_-_curso_mgme_-_cã³pia2_(2)Situaã§ã£o de aprendizagem-avestruz_-_curso_mgme_-_cã³pia2_(2)
Situaã§ã£o de aprendizagem-avestruz_-_curso_mgme_-_cã³pia2_(2)
 
Situação de aprendizagem avestruz - curso mgme - cópia2
Situação de aprendizagem avestruz - curso mgme - cópia2Situação de aprendizagem avestruz - curso mgme - cópia2
Situação de aprendizagem avestruz - curso mgme - cópia2
 
NANO - Aula 1
NANO - Aula 1NANO - Aula 1
NANO - Aula 1
 
Variação e preconceituos linguístico
Variação e preconceituos linguísticoVariação e preconceituos linguístico
Variação e preconceituos linguístico
 
Situação de aprendizagem avestruz - cópia
Situação de aprendizagem avestruz - cópiaSituação de aprendizagem avestruz - cópia
Situação de aprendizagem avestruz - cópia
 
Variação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
Variação lingüística e preconceito lingüístico..pptVariação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
Variação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
 
Variação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
Variação lingüística e preconceito lingüístico..pptVariação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
Variação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
 
Variação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
Variação lingüística e preconceito lingüístico..pptVariação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
Variação lingüística e preconceito lingüístico..ppt
 
Dafniomania
DafniomaniaDafniomania
Dafniomania
 
Sujeito E Predicado
Sujeito E PredicadoSujeito E Predicado
Sujeito E Predicado
 
Proalfa e sugestões para melhorar o desempenho nos descritores
Proalfa e sugestões para melhorar o desempenho nos descritoresProalfa e sugestões para melhorar o desempenho nos descritores
Proalfa e sugestões para melhorar o desempenho nos descritores
 

Último

Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
sesiomzezao
 

Último (20)

Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
 

Gêneros textuais e tipos textuais

  • 1. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 2. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva TIPOS TEXTUAIS Construção definida pela natureza linguística de sua composição {aspectos lexicais, sintáticos, tempos verbais, relações lógicas, estilo}. Caracterizam-se mais como sequências linguísticas do que como textos materializados.
  • 3. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva NARRATIVO DESCRITIVO EXPOSITIVO/ DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVO INJUNTIVO/ INSTRUTIVO TIPOS TEXTUAIS (TIPOLOLOGIA TEXTUAL) fornece informações sobre tempo e espaço do fato e acontecimento narrado, reais ou imaginários. Sequências de localização, riqueza de detalhes, uso de adjetivos. Analítico, limita-se a apresentar e expor determinada situação. Defende um ponto de vista e tenta convencer e persuadir o receptor. Sequências imperativas. Sugere ações, faz imposições, exigências.
  • 4. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva DESCRIÇÃO INJUNÇÃO EXPOSIÇÃO EXPOSIÇÃO ARGUMENTAÇÃO EXPOSIÇÃO INJUNÇÃO EXPOSIÇÃO EXPOSIÇÃO
  • 5. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva GÊNEROS TEXTUAIS Textos materializados em situações comunicativas recorrentes. Os gêneros textuais são os textos que encontramos em nossa vida diária e que apresentam padrões sociocomunicativos característicos definidos por composições funcionais, objetivos e estilos. Bilhete, bate-papo, e-mail, romance, capa de livro, telefonema, cardápio, horóscopo, receita, bula....
  • 6. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva Produção e Recepção do texto Para quem escrevo? O que quero dizer? Qual o objetivo da escrita? PARA REFLETIR: Há gêneros para ler e gêneros para escrever, para ouvir, para falar.
  • 7. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva “Paulo, te amo, me ligue o mais rápido que puder. Te espero no fone 55 44 33 22. Verônica .” GÊNERO E SUPORTE
  • 8. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva “Paulo, te amo, me ligue o mais rápido que puder. Te espero no fone 55 44 33 22. Verônica .” “Paulo, te amo, me ligue o mais rápido que puder. Te espero no fone 55 44 33 22. Verônica .” “Paulo, te amo, me ligue o mais rápido que puder. Te espero no fone 55 44 33 22. Verônica .”
  • 9. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 10. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva PUBLICIDADE ANÚNCIOS PUBLICITÁRIOS PROPAGANDA CLASSIFICADOS
  • 11. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 12. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 13. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 14. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 15. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 16. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva ARTIGO DE OPINIÃO
  • 17. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva Desordem e progresso É condenável a atitude que grande parte da sociedade desempenha no que diz respeito à preservação do meio ambiente. Apesar dos inúmeros desastres ecológicos que ocorrem com demasiada frequência, a população continua “cega” e o pior é que essa cegueira é por opção. Não sou especialista no assunto, mas não é preciso que o seja para perceber que o Planeta não anda bem. Tsunamis, terremotos, derretimento de geleiras, entre outros fenômenos, assustam a população terrestre, principalmente nos países desenvolvidos – maiores poluidores do Planeta – seria isso mera coincidência? Ou talvez a mais clara resposta da natureza contra o descaso com o futuro da Terra? Acredito na segunda opção.
  • 18. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva CRÔNICA
  • 19. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva Fragmento da crônica “Em algum lugar do Paraíso” de Luís Fernando Veríssimo Nada a ver — ou tudo a ver, sei lá — mas feliz era Adão, o primeiro homem. Não porque estava no jardim do Paraíso, com tudo em volta para saciar sua fome e sua sede, mas porque não sabia do tempo e da morte. Vivia num eterno presente, num eterno domingo. O que vinha depois da passagem da sombra da noite não era o dia seguinte, era o mesmo dia, ou até o dia anterior, quem se importava?
  • 20. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva Adão, sozinho no Paraíso, era um homem feliz porque era um homem sem datas. Mas quando Deus colocou Eva ao lado de Adão, a primeira coisa que ela perguntou, ainda úmida da criação, só para puxar assunto, foi: “Que dia é hoje?”, e ele sentiu que sua paz terminara. Ele era um homem no tempo. Um homem com um ontem e um amanhã, e um futuro estendido à sua frente como um imenso pergaminho, esperando para ser preenchido. O tempo não foi a única novidade trazida por Eva ao jardim do Paraíso. Foi ela que, dias depois, colheu o fruto proibido, que os tornou, de uma só mordida, sexuais e mortais.
  • 21. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva E foi depois de comer o fruto proibido, quando a Terra entrou na sombra da noite e os dois se deitaram lado a lado, que Adão sentiu seu membro, que ele pensara que fosse só para fazer xixi, se mexer. E avisou a Eva: — É melhor chegar para trás porque eu não sei até onde este negócio cresce. Depois de ganhar uma mulher e descobrir o tempo e sua mortalidade, Adão descobriu seu próprio corpo. Que semana!
  • 22. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva ANEDOTA - PIADA
  • 23. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva Um homem de 89 anos estava fazendo seu check-up anual. O médico perguntou como ele estava se sentindo: - Nunca me senti tão bem - respondeu o velho. Minha nova esposa tem 18 anos e está grávida, esperando um filho meu. Qual a sua opinião a respeito doutor? O Médico refletiu por um momento e disse: - Deixe-me contar-lhe uma estória: eu conheço um cara que era um caçador fanático, nunca perdeu uma estação de caça. Mas, um dia, por engano, colocou seu guarda-chuva na mochila em vez da arma. Quando estava na floresta, um urso repentinamente apareceu na sua frente. Ele sacou o guarda-chuva da mochila apontou para o urso e... BANG................ o urso caiu morto. - HA! HA! HA! Isto é impossível - disse o velhinho - algum outro caçador deve ter atirado no urso. - Exatamente!!!
  • 24. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva Desconfiado das atitudes do filho, o pai leva o garoto ao psicólogo para descobrir se seu filho é homossexual. O Dr. pergunta ao garoto: - Qual o vegetal de que você mais gosta? - Meu Deus, ele vai dizer cenoura ou pepino - pensa o pai - Chuchu - responde o garoto. (Ufa! - pensa o pai). - Qual seu número preferido? - pergunta o Doutor. - 24! - pensa o pai. - 11 - responde o filho. (Ufa! - pensa o pai). - Qual o animalzinho que você gostaria de criar? - Corderinho, carneirinho, viadinho, ai meu Deus, o que esse moleque vai responder? - pensa o pai. - Jacaré! - diz o filho. (Ufa! - aliviado fica o pai).
  • 25. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva - O que você quer ser quando crescer? - pergunta o Doutor. - Cabeleireiro, decorador, estilista - pensa o pai. - Juiz - responde o filho. O moleque deixa a sala e o pai aliviado, pergunta para o médico: - Meu filho não é gay, não é doutor? O Doutor responde: - Seu filho é gay assumido – e explica: Chuchu, dá o ano inteiro. 11 é um atrás do outro. Jacaré se defende dando o rabo. E, Juiz vive na vara.
  • 26. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva CHARGES – CARTUNS - TIRINHAS
  • 27. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 28. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 29. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 30. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 31. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 32. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 33. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 34. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva (UFSJ 2002) Depois de um treinamento efetuado na base da força aérea, perguntei ao nosso comandante por que tínhamos usados os uniformes de camuflagem de floresta em vez dos de camuflagem de deserto, uma vez que podíamos vir a ser enviados para a Arábia Saudita. - Porque, se a gente for - respondeu ele, pensando rápido -, ficamos todos em pé juntinhos no deserto e fingimos que somos um oásis. (Major Ângela Birdsong, reservista da força aérea norte-americana. Piadas de Caserna. In: Seleções Reader´s Digest. Fev. 1992)
  • 35. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva De acordo com as informações do texto acima, é CORRETO afirmar que a resposta do comandante a) significa que os EUA são o refúgio de paz para os países em constantes conflitos políticos. b) Procura menosprezar a capacidade de discernimento do inimigo. c) Pretende mostrar que, mesmo num deserto, a farda de camuflagem de floresta é um bom disfarce. d) Está relacionada com o efeito visual da farda de camuflagem de floresta.
  • 36. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva De acordo com as informações do texto acima, é CORRETO afirmar que a resposta do comandante a) significa que os EUA são o refúgio de paz para os países em constantes conflitos políticos. b) Procura menosprezar a capacidade de discernimento do inimigo. c) Pretende mostrar que, mesmo num deserto, a farda de camuflagem de floresta é um bom disfarce. d) Está relacionada com o efeito visual da farda de camuflagem de floresta. (...)podíamos vir a ser enviados para a Arábia Saudita. - Porque, se a gente for - respondeu ele, pensando rápido -, ficamos todos em pé juntinhos no deserto e fingimos que somos um oásis.
  • 37. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva (UFSJ 2005) Leia o trecho abaixo, retirado de uma bula de remédio: VIOXX (Rofecoxib, MSD) é um medicamento indicado para o tratamento agudo e crônico dos sinais e sintomas da osteoartrite (OA) e da artrite reumatóide (AR), para o alívio da dor e para o tratamento da disminorréia primária. Mantenha o medicamento em temperaturas entre 15ºC e 30ºC. Ao adquirir o medicamento, confira sempre o prazo de validade impresso na parte externa da embalagem. Nunca use medicamento com prazo de validade vencido – além de não obter o efeito desejado, pode prejudicar a sua saúde. Informe a seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informar ao médico se está amamentando. Siga a orientação do seu médico e respeite sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
  • 38. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva Com base no texto, é CORRETO afirmar que A) mulheres que estão amamentando não devem se submeter ao tratamento com VIOXX sem conversar com o médico. B) é recomendável que se mantenham os remédios em temperaturas entre 15ºC e 30ºC. C) o uso de remédios vencidos é prejudicial, pois vai causar danos à saúde da pessoa. D) o tratamento com VIOXX deve ser interrompido caso haja a ocorrência de gravidez.
  • 39. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva Com base no texto, é CORRETO afirmar que A) o tratamento com VIOXX deve ser interrompido caso haja a ocorrência de gravidez. Informe a seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. (...) Siga a orientação do seu médico e respeite sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. B) é recomendável que se mantenham os remédios em temperaturas entre 15ºC e 30ºC. Mantenha o medicamento em temperaturas entre 15ºC e 30ºC. C) o uso de remédios vencidos é prejudicial, pois vai causar danos à saúde da pessoa. Nunca use medicamento com prazo de validade vencido – além de não obter o efeito desejado, pode prejudicar a sua saúde. D) mulheres que estão amamentando não devem se submeter ao tratamento com VIOXX sem conversar com o médico. Informe a seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término.
  • 40. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva DORMIR EMAGRECE Só para dormir são gastas 63 calorias por hora. Durante oito horas de sono, um homem queima o mesmo número de calorias que uma caminhada de quase duas horas ou numa corrida de pouco mais de uma hora em ritmo acelerado. O corpo queima calorias mais rápido quando se faz exercícios três horas depois de uma refeição. (Almanaque Fontoura, 2003, p.28) Segundo o texto, é CORRETO afirmar que A) o homem queima 63 calorias numa caminhada de quase duas horas. B) exercícios três horas após uma refeição queima o mesmo número de calorias que no sono. C) caminhar e correr no mesmo dia queima tantas calorias quanto dormir. D) queimam-se mais de 500 calorias numa corrida acelerada, de pouco mais de uma hora.
  • 41. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva Segundo o texto, é CORRETO afirmar que A) o homem queima 63 calorias numa caminhada de quase duas horas. Só para dormir são gastas 63 calorias por hora. Durante oito horas de sono, um homem queima o mesmo número de calorias que uma caminhada de quase duas horas... B) exercícios três horas após uma refeição queima o mesmo número de calorias que no sono. O corpo queima calorias mais rápido quando se faz exercícios três horas depois de uma refeição. C) caminhar e correr no mesmo dia queima tantas calorias quanto dormir. uma caminhada de quase duas horas ou numa corrida de pouco mais de uma hora D) queimam-se mais de 500 calorias numa corrida acelerada, de pouco mais de uma hora. Durante oito horas de sono, um homem queima o mesmo número de calorias que uma caminhada de quase duas horas...
  • 42. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva ENEM 2010
  • 43. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva A) B) C) D) E)
  • 44. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 45. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 46. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 47. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva A) B) C) D) E)
  • 48. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 49. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva
  • 50. GÊNEROS TEXTUAIS E TIPOS TEXTUAIS Prof. Roginei Paiva A) B) C) D) E)