SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO 1º BIMESTRE 7º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL II
DISCIPLINA: Ciências DATA: ____ / ____ / 2015
PROFESSOR: Shirley Correia
NOME: ........................................................................................................................................................
Leia o texto a seguir para responder às questões 1 e 2.
Vera tem muito medo de baratas. Veja o que ela diz sobre esses insetos.
– Parece perseguição, mas, toda vez que chego em um local escuro, acendo a luz e, para meu
desespero, as baratas saem correndo! Acho que elas não gostam de mim e por isso correm. Eu
vejo essa cena e corro de medo delas também!
1- Qual característica dos seres vivos pode ser percebida quando as baratas saem correndo?
a) Ter organização celular. c) Ser capaz de se reproduzir.
b) Alimentar-se, nutrir-se. d) Capacidade de responder a estímulos.
2- Vera acha que as baratas não gostam dela, mas, analisando essa situação, qual seria o estímulo para
essa resposta nesses insetos?
a) O perfume de Vera. c) A luminosidade.
b) A imagem de Vera. d) A temperatura do ambiente.
3- Os princípios a seguir relacionados referem-se à teoria da evolução das espécies:
I- Adaptação ao meio
II- Seleção natural
III- Mutação
IV- Lei do uso e desuso
V- Herança dos caracteres adquiridos
Lamarck, em sua teoria, considerou:
a) I, II e III. b) II, III e IV. c) I, IV e V. d) II, IV e V.
4- Na classificação dos seres vivos, a nomenclatura binária ou binominal (difundida por Lineu) é
empregada quando se quer escrever o nome de:
a) Uma espécie. b) Um gênero. c) Uma família. d) Uma ordem.
5- “Todo ser vivo se origina por reprodução de outro ser vivo da mesma espécie”. Esse texto está de
acordo com a:
a) Teoria da geração espontânea. c) Teoria do criacionismo.
b) Teoria da biogênese. d) Teoria autotrófica da origem da vida.
6- Num balão de vidro com gargalo recurvado e aberto, Pasteur ferveu um caldo nutritivo, deixando esfriar
lentamente. O caldo permaneceu inalterado por muitos dias. A seguir o gargalo foi removido e, 48 horas
depois, era evidente a presença de bactérias e fungos no caldo. Assinale a alternativa correta, referente ao
experimento descrito.
a) As bactérias e fungos do ar foram incapazes de passar ao longo do gargalo e atingir o caldo nutritivo
após seu resfriamento.
b) O aquecimento não matou as bactérias e fungos primitivamente existentes no caldo.
c) As bactérias e fungos que apareceram no caldo eram de espécies diferentes daqueles que ocorrem no
ar.
d) Os sinais evidentes da presença de bactérias e fungos no caldo nutritivo foram consequência da
multiplicação rápida desses microrganismos.
7- O nome científico do elefante africano é Loxodonta africana. Essa espécie de ser vivo pertence ao
gênero Loxodonta, à família dos elefantídeos e à ordem dos proboscídeos. Qual dessas categorias
taxonômicas possui maior quantidade de indivíduos?
a) Espécie. c) Família.
b) Ordem. d) Gênero.
8- “Mandacaru, umbuzeiro, juazeiro, angico, baraúna. Teiú, tatupeba, cotia, preá, asa-branca, carcará.
Espalhados por aproximadamente 800 quilômetros quadrados do território brasileiro, os personagens da
flora e fauna catingueira lhe impingem beleza própria. Mas não são só eles. O povo da Caatinga também
contribui com sua bravura, resistência e, principalmente, com o orgulho que sente de ser sertanejo (nome
típico de seus habitantes) para que ela seja única. [...]
Chamada pelos índios de ‘mata branca’, a vegetação retorcida, o solo pedregoso, árido, e o baixo
índice pluviométrico da Caatinga não são para qualquer um. A natureza e toda a gente do sertão tiveram
de se adaptar. Na ausência das chuvas, que pode se estender por meses a fio, plantas, bichos e gente
desenvolveram estratégias para se manterem vivos. [Uma espécie de] peixes anuais, por exemplo,
enquanto aguardam a chegada das primeiras águas, enterram seus ovos na areia do leito de lagoas,
poças e rios intermitentes (aqueles que desaparecem na estiagem e reaparecem após as ‘cheias’). E,
assim que a chuva cai, os ovos eclodem, dando início ao ciclo vital novamente. [...]”
(Disponível em: www.revistaecologico.com.br/materia.php - Acesso em: out. 2012.)
Sobre esse ecossistema, baseando-se em conceitos ecológicos, assinale o que for correto.
a) As plantas de baraúna, pertencentes à mesma espécie, constituem uma população.
b) As populações de plantas e de animais catingueiros fazem parte de uma comunidade.
c) A cotia e a asa-branca pertencem à mesma população.
d) As espécies vegetais presentes na Caatinga ocupam o mesmo bioma.
e) O angico e o juazeiro são organismos sem órgãos, e os peixes anuais são organismos que possuem
sistemas.
f) Vários fatores do ambiente, como a luz, a umidade e a temperatura, denominados fatores abióticos,
interagem com os animais e os vegetais.
g) Considerando que o índice pluviométrico (chuvas) é baixo, verifica-se, na Caatinga, a sobrevivência
apenas dos animais e plantas que desenvolveram adaptações para tais dificuldades.
h) Nesse texto, são descritas 12 espécies de animais e plantas.
9- A teoria celular foi formulada no século XIX, como resultado da observação de tecidos animais e
vegetais, além de microrganismos como bactérias. Porém, os vírus são a única exceção a essa teoria.
Que equipamento seria necessário para que Schwann e Schleiden pudessem conhecer os vírus e incluí-
los em seus estudos?
a) Microscópio óptico. c) Lupa.
b) Microscópio eletrônico. d) Não é necessário o uso de equipamentos.
10- Utilizando microscópios ópticos, cientistas do século XIX observaram que, ao espetar uma célula com
uma agulha bem fina, seu conteúdo vazava. Eles não podiam ver o que tinham feito, mas concluíram que
haviam destruído alguma estrutura. Quando analisaram o conteúdo que vazou da célula, perceberam que
não era quimicamente igual ao meio que cercava a célula. Qual estrutura celular foi destruída?
a) O núcleo. c) O citoplasma.
b) O material genético. d) A membrana plasmática
GABARITO COMENTADO
1- d.
A característica dos seres vivos observada nessa situação é que eles são capazes de responder a
estímulos.
2- c.
O estímulo para as baratas terem saído foi Vera ter acendido a luz.
3- c.
De acordo com a teoria de Lamarck, os princípios que se referem à teoria da evolução das espécies são:
I- Adaptação ao meio: Capacidade de sobrevivência (alimentação, abrigo) e reprodução (perpetuação da
espécie, gerando descendentes férteis); IV- Lei do uso e desuso: Os órgãos surgem em função de
necessidades impostas pelo ambiente, podendo se desenvolver em função do uso ou se atrofiar pelo
desuso; V- Herança dos caracteres adquiridos: Capacidade de transmitir os caracteres adquiridos
impostos pelo ambiente aos seus descendentes.
4- a.
Lineu desenvolveu um sistema para classificação os seres vivos, chamado sistema natural, que é usado
até hoje. Esse sistema baseia-se em agrupamentos de espécies de organismos que apresentam
características em comum, que ao se cruzarem, produzem descendentes férteis.
5- b.
De acordo com a teoria da biogênese, todo ser vivo se origina por reprodução de outro ser vivo da mesma
espécie.
6- a.
Em seu experimento, Pasteur ferve o caldo nutritivo para matar os microrganismos que podem existir no
balão. Ao esfriar, o vapor de água que saiu pelo gargalo se condensa, formando pequenas gotículas nas
paredes do gargalo, impedindo assim, que os microrganismos do ar consigam chegar ao caldo e
contaminá-lo.
7- b.
As categorias propostas por Lineu foram, na ordem de abrangência (do menor para o maior), as seguintes:
ESPÉCIE GÊNERO FAMÍLIA ORDEM CLASSE FILO REINO
A categoria com o menor quantidade de seres vivos é a espécie. Assim, um conjunto de espécies com
características em comum chama-se gênero. Um conjunto de gêneros com características em comum
chama-se família. Um conjunto de famílias com características em comum chama-se ordem, que neste
exercício representa a categoria com maior quantidade de seres vivos.
8- a, b, d, f, g.
a- População é o conjunto de indivíduos da mesma espécie que habitam determinado ambiente, por isso
as plantas de baraúna constituem uma população.
b- Comunidade é o conjunto de populações de diferentes espécies que habitam uma região, por isso as
populações de plantas e de animais catingueiros fazem parte de uma comunidade.
d- Bioma é o agrupamento de diferentes ecossistemas, com características semelhantes e que ocupam
extensas áreas, portanto, as espécies vegetais presentes na Caatinga ocupam o mesmo bioma.
f) O ecossistema é formado pela comunidade e pelos fatores abióticos da região, por isso os vários fatores
do ambiente, como a luz, a umidade e a temperatura, denominados fatores abióticos, interagem com os
animais e os vegetais, que representam uma comunidade.
g) Dizemos que os organismos estão adaptados em uma região quando são capazes de sobreviver e se
reproduzir e para isso é preciso que suas características sejam favoráveis ao meio, por isso, verifica-se, na
Caatinga, a sobrevivência apenas dos animais e plantas que desenvolveram adaptações para suportar a
baixa quantidade de chuva.
Erradas:
c- A cotia e a asa-branca não pertencem à mesma população porque são duas espécies diferentes.
e- As plantas possuem órgãos como: raízes, caules e folhas, portanto, o angico e o juazeiro são
organismos com órgãos, e os peixes anuais são organismos que possuem sistemas.
h- Nesse texto, são descritas 13 espécies de animais e plantas e não 12: Mandacaru, umbuzeiro, juazeiro,
angico, baraúna, teiú, tatupeba, cotia, preá, asa-branca, carcará, peixes anuais e o homem (povo da
Caatinga).
9- b.
O microscópio óptico é capaz de ampliar cerca de mil vezes uma imagem, o que permite visualizar, por
exemplo, o citoplasma e o núcleo em células animais. Como os vírus são bem menores que uma célula
animal, não era possível visualizá-los com o microscópio óptico. Com o desenvolvimento do microscópio
eletrônico, capaz de aumentar até um milhão de vezes a imagem, foi possível visualizar um organismo tão
pequeno como o vírus.
10- d.
A estrutura celular destruída foi a membrana plasmática, pois é uma estrutura muito fina que envolve e
protege a célula. Portanto, ao ser destruída, permite o vazamento do conteúdo presente no interior da
célula.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivoscrisbassanimedeiros
 
1° bimestre classificação dos seres vivos
1° bimestre   classificação dos seres vivos1° bimestre   classificação dos seres vivos
1° bimestre classificação dos seres vivossanthdalcin
 
2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistas2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistasAna Castro
 
Aula relações ecológicas
Aula relações ecológicasAula relações ecológicas
Aula relações ecológicasGabriela de Lima
 
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)Bio
 
Plano de aula 1º bimestre biologia - 2º ano matutino - 2022
Plano de aula 1º bimestre   biologia - 2º ano matutino - 2022Plano de aula 1º bimestre   biologia - 2º ano matutino - 2022
Plano de aula 1º bimestre biologia - 2º ano matutino - 2022dibugiu
 
Exercícios sobre células
Exercícios sobre célulasExercícios sobre células
Exercícios sobre célulasMINEDU
 
Exercícios de Hereditariedade e Genética
Exercícios de Hereditariedade e GenéticaExercícios de Hereditariedade e Genética
Exercícios de Hereditariedade e GenéticaLuis Silva
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosJuliana Mendes
 
I.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivosI.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivosRebeca Vale
 
Aula 7º ano - Evolução
Aula 7º ano - EvoluçãoAula 7º ano - Evolução
Aula 7º ano - EvoluçãoLeonardo Kaplan
 
7ano exercicio anelideos_e_moluscos
7ano exercicio anelideos_e_moluscos7ano exercicio anelideos_e_moluscos
7ano exercicio anelideos_e_moluscosDomiciano514
 
Aula 7º ano - Reino Animalia (Vertebrados)
Aula 7º ano - Reino Animalia (Vertebrados)Aula 7º ano - Reino Animalia (Vertebrados)
Aula 7º ano - Reino Animalia (Vertebrados)Leonardo Kaplan
 
Exercícios taxonomia
Exercícios taxonomiaExercícios taxonomia
Exercícios taxonomiaSheila Vieira
 
Aval 7 ano(invertebrados)
Aval 7 ano(invertebrados)Aval 7 ano(invertebrados)
Aval 7 ano(invertebrados)Ercio Novaes
 

Mais procurados (20)

7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos
 
1° bimestre classificação dos seres vivos
1° bimestre   classificação dos seres vivos1° bimestre   classificação dos seres vivos
1° bimestre classificação dos seres vivos
 
Avaliação diagnóstica ciencias 9 ano
Avaliação diagnóstica ciencias 9 anoAvaliação diagnóstica ciencias 9 ano
Avaliação diagnóstica ciencias 9 ano
 
2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistas2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistas
 
Avaliação bimestral de biologia 1º ano
Avaliação bimestral de biologia 1º anoAvaliação bimestral de biologia 1º ano
Avaliação bimestral de biologia 1º ano
 
Aula relações ecológicas
Aula relações ecológicasAula relações ecológicas
Aula relações ecológicas
 
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
 
Plano de aula 1º bimestre biologia - 2º ano matutino - 2022
Plano de aula 1º bimestre   biologia - 2º ano matutino - 2022Plano de aula 1º bimestre   biologia - 2º ano matutino - 2022
Plano de aula 1º bimestre biologia - 2º ano matutino - 2022
 
Exercícios sobre células
Exercícios sobre célulasExercícios sobre células
Exercícios sobre células
 
Plano de ensino ciências 7º ano
Plano de ensino ciências 7º anoPlano de ensino ciências 7º ano
Plano de ensino ciências 7º ano
 
Exercícios de Hereditariedade e Genética
Exercícios de Hereditariedade e GenéticaExercícios de Hereditariedade e Genética
Exercícios de Hereditariedade e Genética
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
 
I.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivosI.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivos
 
Aula 7º ano - Evolução
Aula 7º ano - EvoluçãoAula 7º ano - Evolução
Aula 7º ano - Evolução
 
7ano exercicio anelideos_e_moluscos
7ano exercicio anelideos_e_moluscos7ano exercicio anelideos_e_moluscos
7ano exercicio anelideos_e_moluscos
 
IV.1 Peixes
IV.1 PeixesIV.1 Peixes
IV.1 Peixes
 
Aula 7º ano - Reino Animalia (Vertebrados)
Aula 7º ano - Reino Animalia (Vertebrados)Aula 7º ano - Reino Animalia (Vertebrados)
Aula 7º ano - Reino Animalia (Vertebrados)
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
Exercícios taxonomia
Exercícios taxonomiaExercícios taxonomia
Exercícios taxonomia
 
Aval 7 ano(invertebrados)
Aval 7 ano(invertebrados)Aval 7 ano(invertebrados)
Aval 7 ano(invertebrados)
 

Destaque

3S_ exercicios genetica com resposta
3S_ exercicios genetica  com resposta3S_ exercicios genetica  com resposta
3S_ exercicios genetica com respostaIonara Urrutia Moura
 
Ementas Corrigidas 7 ano 2º bim 2013
Ementas Corrigidas 7 ano 2º bim 2013Ementas Corrigidas 7 ano 2º bim 2013
Ementas Corrigidas 7 ano 2º bim 2013Sandro Araújo
 
Fisica exercicios gabarito 003
Fisica exercicios gabarito  003Fisica exercicios gabarito  003
Fisica exercicios gabarito 003comentada
 
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópiacristiana Leal
 
Atividades de fixaçao sobre protozoarios porifero e cnidários
Atividades de fixaçao sobre protozoarios porifero e cnidáriosAtividades de fixaçao sobre protozoarios porifero e cnidários
Atividades de fixaçao sobre protozoarios porifero e cnidáriosEleonora Centena
 
Revisao 9º ano fisica Prova Bimestral e Recuperação
Revisao 9º ano fisica Prova Bimestral e RecuperaçãoRevisao 9º ano fisica Prova Bimestral e Recuperação
Revisao 9º ano fisica Prova Bimestral e RecuperaçãoPaulo Souto
 
Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir Montenegro 2014
Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir  Montenegro 2014Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir  Montenegro 2014
Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir Montenegro 2014Waldir Montenegro
 
Prova sme 8º ano - 4º bim - 2010
Prova sme 8º ano - 4º bim - 2010Prova sme 8º ano - 4º bim - 2010
Prova sme 8º ano - 4º bim - 2010Leonardo Kaplan
 
Atividades de ciências avaliação com os descritores
Atividades de ciências avaliação com os descritoresAtividades de ciências avaliação com os descritores
Atividades de ciências avaliação com os descritoresNTE
 
110636565 prova-pb-ciencias-5ano-tarde-1bim
110636565 prova-pb-ciencias-5ano-tarde-1bim110636565 prova-pb-ciencias-5ano-tarde-1bim
110636565 prova-pb-ciencias-5ano-tarde-1bimNILDA Leite Leite
 

Destaque (15)

3S_ exercicios genetica com resposta
3S_ exercicios genetica  com resposta3S_ exercicios genetica  com resposta
3S_ exercicios genetica com resposta
 
Ementas Corrigidas 7 ano 2º bim 2013
Ementas Corrigidas 7 ano 2º bim 2013Ementas Corrigidas 7 ano 2º bim 2013
Ementas Corrigidas 7 ano 2º bim 2013
 
Ciências - 7º ano
Ciências - 7º anoCiências - 7º ano
Ciências - 7º ano
 
Fisica exercicios gabarito 003
Fisica exercicios gabarito  003Fisica exercicios gabarito  003
Fisica exercicios gabarito 003
 
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
 
Atividades de fixaçao sobre protozoarios porifero e cnidários
Atividades de fixaçao sobre protozoarios porifero e cnidáriosAtividades de fixaçao sobre protozoarios porifero e cnidários
Atividades de fixaçao sobre protozoarios porifero e cnidários
 
Exercícios 7 ano
Exercícios 7 anoExercícios 7 ano
Exercícios 7 ano
 
Lista de exercícios 9° ano
Lista de exercícios 9° anoLista de exercícios 9° ano
Lista de exercícios 9° ano
 
Revisao 9º ano fisica Prova Bimestral e Recuperação
Revisao 9º ano fisica Prova Bimestral e RecuperaçãoRevisao 9º ano fisica Prova Bimestral e Recuperação
Revisao 9º ano fisica Prova Bimestral e Recuperação
 
Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir Montenegro 2014
Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir  Montenegro 2014Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir  Montenegro 2014
Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir Montenegro 2014
 
Prova do 5 e 6 ano
Prova do 5 e 6 anoProva do 5 e 6 ano
Prova do 5 e 6 ano
 
Prova sme 8º ano - 4º bim - 2010
Prova sme 8º ano - 4º bim - 2010Prova sme 8º ano - 4º bim - 2010
Prova sme 8º ano - 4º bim - 2010
 
Avaliação de ciencias
Avaliação de cienciasAvaliação de ciencias
Avaliação de ciencias
 
Atividades de ciências avaliação com os descritores
Atividades de ciências avaliação com os descritoresAtividades de ciências avaliação com os descritores
Atividades de ciências avaliação com os descritores
 
110636565 prova-pb-ciencias-5ano-tarde-1bim
110636565 prova-pb-ciencias-5ano-tarde-1bim110636565 prova-pb-ciencias-5ano-tarde-1bim
110636565 prova-pb-ciencias-5ano-tarde-1bim
 

Semelhante a Exercícios rec.com gabarito

Desafio biologia 4º bimestre - prof.james martins
Desafio biologia 4º bimestre - prof.james martinsDesafio biologia 4º bimestre - prof.james martins
Desafio biologia 4º bimestre - prof.james martinsJames Martins
 
Biologia - seres vivos e o meio ambiente.pptx
Biologia -  seres vivos e o meio ambiente.pptxBiologia -  seres vivos e o meio ambiente.pptx
Biologia - seres vivos e o meio ambiente.pptxAdrianaPiresVendas
 
Desafio biologia 4º bimestre prof.james martins - com respostas
Desafio biologia 4º bimestre  prof.james martins - com respostasDesafio biologia 4º bimestre  prof.james martins - com respostas
Desafio biologia 4º bimestre prof.james martins - com respostasJames Martins
 
Questoes abertas
Questoes abertasQuestoes abertas
Questoes abertasraahgma
 
Os mecanismos da evolução 1
Os mecanismos da evolução 1Os mecanismos da evolução 1
Os mecanismos da evolução 1Eduardo Freitas
 
A+origem+da+vida+e+a+evolução
A+origem+da+vida+e+a+evoluçãoA+origem+da+vida+e+a+evolução
A+origem+da+vida+e+a+evoluçãoRichele Soares
 
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SMEProva 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SMELeonardo Kaplan
 
Teste relações ecológicas
Teste relações ecológicasTeste relações ecológicas
Teste relações ecológicasCimá Ferreira
 
Cap 10 quer ser vivo é esse
Cap 10 quer ser vivo é esseCap 10 quer ser vivo é esse
Cap 10 quer ser vivo é esseSarah Lemes
 
Questoes de ciencias e introduçao a quimica e fisica
Questoes de ciencias e introduçao a quimica e fisicaQuestoes de ciencias e introduçao a quimica e fisica
Questoes de ciencias e introduçao a quimica e fisicaAtividades Diversas Cláudia
 
Simulado saresp 6ºano
Simulado saresp 6ºanoSimulado saresp 6ºano
Simulado saresp 6ºanoJuliana Gomes
 

Semelhante a Exercícios rec.com gabarito (20)

Questoes ciencias e
Questoes ciencias eQuestoes ciencias e
Questoes ciencias e
 
Desafio biologia 4º bimestre - prof.james martins
Desafio biologia 4º bimestre - prof.james martinsDesafio biologia 4º bimestre - prof.james martins
Desafio biologia 4º bimestre - prof.james martins
 
6ano atividade 01
6ano atividade 016ano atividade 01
6ano atividade 01
 
Biologia - seres vivos e o meio ambiente.pptx
Biologia -  seres vivos e o meio ambiente.pptxBiologia -  seres vivos e o meio ambiente.pptx
Biologia - seres vivos e o meio ambiente.pptx
 
Desafio biologia 4º bimestre prof.james martins - com respostas
Desafio biologia 4º bimestre  prof.james martins - com respostasDesafio biologia 4º bimestre  prof.james martins - com respostas
Desafio biologia 4º bimestre prof.james martins - com respostas
 
Questoes abertas
Questoes abertasQuestoes abertas
Questoes abertas
 
Os mecanismos da evolução 1
Os mecanismos da evolução 1Os mecanismos da evolução 1
Os mecanismos da evolução 1
 
Testes aval c-8-f
Testes aval c-8-fTestes aval c-8-f
Testes aval c-8-f
 
Apostila entomologia basica
Apostila entomologia basicaApostila entomologia basica
Apostila entomologia basica
 
Ap ent basica kç
Ap ent basica kçAp ent basica kç
Ap ent basica kç
 
A+origem+da+vida+e+a+evolução
A+origem+da+vida+e+a+evoluçãoA+origem+da+vida+e+a+evolução
A+origem+da+vida+e+a+evolução
 
Origemdavida
OrigemdavidaOrigemdavida
Origemdavida
 
Origemdavida
OrigemdavidaOrigemdavida
Origemdavida
 
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SMEProva 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME
 
Vida e Ambiente
Vida e AmbienteVida e Ambiente
Vida e Ambiente
 
Apostila Básica de Entomologia
Apostila Básica de Entomologia Apostila Básica de Entomologia
Apostila Básica de Entomologia
 
Teste relações ecológicas
Teste relações ecológicasTeste relações ecológicas
Teste relações ecológicas
 
Cap 10 quer ser vivo é esse
Cap 10 quer ser vivo é esseCap 10 quer ser vivo é esse
Cap 10 quer ser vivo é esse
 
Questoes de ciencias e introduçao a quimica e fisica
Questoes de ciencias e introduçao a quimica e fisicaQuestoes de ciencias e introduçao a quimica e fisica
Questoes de ciencias e introduçao a quimica e fisica
 
Simulado saresp 6ºano
Simulado saresp 6ºanoSimulado saresp 6ºano
Simulado saresp 6ºano
 

Mais de Alpha Colégio e Vestibulares

Bioenergética i respiração celular - aulas 31 e 32
Bioenergética i   respiração celular - aulas 31 e 32Bioenergética i   respiração celular - aulas 31 e 32
Bioenergética i respiração celular - aulas 31 e 32Alpha Colégio e Vestibulares
 
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianasBiologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianasAlpha Colégio e Vestibulares
 
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Reino monera
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Reino moneraBiologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Reino monera
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Reino moneraAlpha Colégio e Vestibulares
 
Vírus - Tipos e Doenças Virais - Biologia A - Profª Lara
Vírus  - Tipos e Doenças Virais -  Biologia A - Profª LaraVírus  - Tipos e Doenças Virais -  Biologia A - Profª Lara
Vírus - Tipos e Doenças Virais - Biologia A - Profª LaraAlpha Colégio e Vestibulares
 
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e Verminoses
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e VerminosesProfª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e Verminoses
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e VerminosesAlpha Colégio e Vestibulares
 
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminoses
 Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminoses Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminoses
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminosesAlpha Colégio e Vestibulares
 
Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese - Aulas 35 e 36
Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese  - Aulas 35 e 36Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese  - Aulas 35 e 36
Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese - Aulas 35 e 36Alpha Colégio e Vestibulares
 
Bioenergética II - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.
Bioenergética II  - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.Bioenergética II  - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.
Bioenergética II - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.Alpha Colégio e Vestibulares
 

Mais de Alpha Colégio e Vestibulares (20)

Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
Estudo da Química
Estudo da QuímicaEstudo da Química
Estudo da Química
 
Evolução
EvoluçãoEvolução
Evolução
 
Bioenergética i respiração celular - aulas 31 e 32
Bioenergética i   respiração celular - aulas 31 e 32Bioenergética i   respiração celular - aulas 31 e 32
Bioenergética i respiração celular - aulas 31 e 32
 
Bioenergética respiração celular - aulas 31 e 32
Bioenergética  respiração celular - aulas 31 e 32Bioenergética  respiração celular - aulas 31 e 32
Bioenergética respiração celular - aulas 31 e 32
 
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianasBiologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas
 
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Reino monera
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Reino moneraBiologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Reino monera
Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Reino monera
 
Vírus - Tipos e Doenças Virais - Biologia A - Profª Lara
Vírus  - Tipos e Doenças Virais -  Biologia A - Profª LaraVírus  - Tipos e Doenças Virais -  Biologia A - Profª Lara
Vírus - Tipos e Doenças Virais - Biologia A - Profª Lara
 
O Sistema Endócrino
O Sistema EndócrinoO Sistema Endócrino
O Sistema Endócrino
 
Diversidade da vida - Reinos e domínios
Diversidade da vida - Reinos e domíniosDiversidade da vida - Reinos e domínios
Diversidade da vida - Reinos e domínios
 
Os vírus - características e ação
Os vírus  - características e açãoOs vírus  - características e ação
Os vírus - características e ação
 
Gabarito caderno de exercícios 2
Gabarito caderno de exercícios 2Gabarito caderno de exercícios 2
Gabarito caderno de exercícios 2
 
Gabarito Caderno de Exercícios 2
Gabarito Caderno de Exercícios 2Gabarito Caderno de Exercícios 2
Gabarito Caderno de Exercícios 2
 
A origem da vida
A origem da vidaA origem da vida
A origem da vida
 
Sistemas de transporte
Sistemas de transporteSistemas de transporte
Sistemas de transporte
 
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e Verminoses
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e VerminosesProfª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e Verminoses
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Platelmintos e Verminoses
 
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminoses
 Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminoses Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminoses
Profª Quitéria | Biologia | 3ª série EM | Nematódeos e verminoses
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese - Aulas 35 e 36
Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese  - Aulas 35 e 36Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese  - Aulas 35 e 36
Bioenergética II - Fisiologia da Fotossíntese - Aulas 35 e 36
 
Bioenergética II - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.
Bioenergética II  - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.Bioenergética II  - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.
Bioenergética II - Fotossíntese e Quimiossíntese - Aulas 33 e 34.
 

Último

QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasBibliotecaViatodos
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdflbgsouza
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 

Último (20)

Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 

Exercícios rec.com gabarito

  • 1. EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO 1º BIMESTRE 7º ANO – ENSINO FUNDAMENTAL II DISCIPLINA: Ciências DATA: ____ / ____ / 2015 PROFESSOR: Shirley Correia NOME: ........................................................................................................................................................ Leia o texto a seguir para responder às questões 1 e 2. Vera tem muito medo de baratas. Veja o que ela diz sobre esses insetos. – Parece perseguição, mas, toda vez que chego em um local escuro, acendo a luz e, para meu desespero, as baratas saem correndo! Acho que elas não gostam de mim e por isso correm. Eu vejo essa cena e corro de medo delas também! 1- Qual característica dos seres vivos pode ser percebida quando as baratas saem correndo? a) Ter organização celular. c) Ser capaz de se reproduzir. b) Alimentar-se, nutrir-se. d) Capacidade de responder a estímulos. 2- Vera acha que as baratas não gostam dela, mas, analisando essa situação, qual seria o estímulo para essa resposta nesses insetos? a) O perfume de Vera. c) A luminosidade. b) A imagem de Vera. d) A temperatura do ambiente. 3- Os princípios a seguir relacionados referem-se à teoria da evolução das espécies: I- Adaptação ao meio II- Seleção natural III- Mutação IV- Lei do uso e desuso V- Herança dos caracteres adquiridos Lamarck, em sua teoria, considerou: a) I, II e III. b) II, III e IV. c) I, IV e V. d) II, IV e V. 4- Na classificação dos seres vivos, a nomenclatura binária ou binominal (difundida por Lineu) é empregada quando se quer escrever o nome de: a) Uma espécie. b) Um gênero. c) Uma família. d) Uma ordem. 5- “Todo ser vivo se origina por reprodução de outro ser vivo da mesma espécie”. Esse texto está de acordo com a: a) Teoria da geração espontânea. c) Teoria do criacionismo. b) Teoria da biogênese. d) Teoria autotrófica da origem da vida. 6- Num balão de vidro com gargalo recurvado e aberto, Pasteur ferveu um caldo nutritivo, deixando esfriar lentamente. O caldo permaneceu inalterado por muitos dias. A seguir o gargalo foi removido e, 48 horas depois, era evidente a presença de bactérias e fungos no caldo. Assinale a alternativa correta, referente ao experimento descrito. a) As bactérias e fungos do ar foram incapazes de passar ao longo do gargalo e atingir o caldo nutritivo após seu resfriamento. b) O aquecimento não matou as bactérias e fungos primitivamente existentes no caldo. c) As bactérias e fungos que apareceram no caldo eram de espécies diferentes daqueles que ocorrem no ar. d) Os sinais evidentes da presença de bactérias e fungos no caldo nutritivo foram consequência da multiplicação rápida desses microrganismos.
  • 2. 7- O nome científico do elefante africano é Loxodonta africana. Essa espécie de ser vivo pertence ao gênero Loxodonta, à família dos elefantídeos e à ordem dos proboscídeos. Qual dessas categorias taxonômicas possui maior quantidade de indivíduos? a) Espécie. c) Família. b) Ordem. d) Gênero. 8- “Mandacaru, umbuzeiro, juazeiro, angico, baraúna. Teiú, tatupeba, cotia, preá, asa-branca, carcará. Espalhados por aproximadamente 800 quilômetros quadrados do território brasileiro, os personagens da flora e fauna catingueira lhe impingem beleza própria. Mas não são só eles. O povo da Caatinga também contribui com sua bravura, resistência e, principalmente, com o orgulho que sente de ser sertanejo (nome típico de seus habitantes) para que ela seja única. [...] Chamada pelos índios de ‘mata branca’, a vegetação retorcida, o solo pedregoso, árido, e o baixo índice pluviométrico da Caatinga não são para qualquer um. A natureza e toda a gente do sertão tiveram de se adaptar. Na ausência das chuvas, que pode se estender por meses a fio, plantas, bichos e gente desenvolveram estratégias para se manterem vivos. [Uma espécie de] peixes anuais, por exemplo, enquanto aguardam a chegada das primeiras águas, enterram seus ovos na areia do leito de lagoas, poças e rios intermitentes (aqueles que desaparecem na estiagem e reaparecem após as ‘cheias’). E, assim que a chuva cai, os ovos eclodem, dando início ao ciclo vital novamente. [...]” (Disponível em: www.revistaecologico.com.br/materia.php - Acesso em: out. 2012.) Sobre esse ecossistema, baseando-se em conceitos ecológicos, assinale o que for correto. a) As plantas de baraúna, pertencentes à mesma espécie, constituem uma população. b) As populações de plantas e de animais catingueiros fazem parte de uma comunidade. c) A cotia e a asa-branca pertencem à mesma população. d) As espécies vegetais presentes na Caatinga ocupam o mesmo bioma. e) O angico e o juazeiro são organismos sem órgãos, e os peixes anuais são organismos que possuem sistemas. f) Vários fatores do ambiente, como a luz, a umidade e a temperatura, denominados fatores abióticos, interagem com os animais e os vegetais. g) Considerando que o índice pluviométrico (chuvas) é baixo, verifica-se, na Caatinga, a sobrevivência apenas dos animais e plantas que desenvolveram adaptações para tais dificuldades. h) Nesse texto, são descritas 12 espécies de animais e plantas. 9- A teoria celular foi formulada no século XIX, como resultado da observação de tecidos animais e vegetais, além de microrganismos como bactérias. Porém, os vírus são a única exceção a essa teoria. Que equipamento seria necessário para que Schwann e Schleiden pudessem conhecer os vírus e incluí- los em seus estudos? a) Microscópio óptico. c) Lupa. b) Microscópio eletrônico. d) Não é necessário o uso de equipamentos. 10- Utilizando microscópios ópticos, cientistas do século XIX observaram que, ao espetar uma célula com uma agulha bem fina, seu conteúdo vazava. Eles não podiam ver o que tinham feito, mas concluíram que haviam destruído alguma estrutura. Quando analisaram o conteúdo que vazou da célula, perceberam que não era quimicamente igual ao meio que cercava a célula. Qual estrutura celular foi destruída? a) O núcleo. c) O citoplasma. b) O material genético. d) A membrana plasmática GABARITO COMENTADO
  • 3. 1- d. A característica dos seres vivos observada nessa situação é que eles são capazes de responder a estímulos. 2- c. O estímulo para as baratas terem saído foi Vera ter acendido a luz. 3- c. De acordo com a teoria de Lamarck, os princípios que se referem à teoria da evolução das espécies são: I- Adaptação ao meio: Capacidade de sobrevivência (alimentação, abrigo) e reprodução (perpetuação da espécie, gerando descendentes férteis); IV- Lei do uso e desuso: Os órgãos surgem em função de necessidades impostas pelo ambiente, podendo se desenvolver em função do uso ou se atrofiar pelo desuso; V- Herança dos caracteres adquiridos: Capacidade de transmitir os caracteres adquiridos impostos pelo ambiente aos seus descendentes. 4- a. Lineu desenvolveu um sistema para classificação os seres vivos, chamado sistema natural, que é usado até hoje. Esse sistema baseia-se em agrupamentos de espécies de organismos que apresentam características em comum, que ao se cruzarem, produzem descendentes férteis. 5- b. De acordo com a teoria da biogênese, todo ser vivo se origina por reprodução de outro ser vivo da mesma espécie. 6- a. Em seu experimento, Pasteur ferve o caldo nutritivo para matar os microrganismos que podem existir no balão. Ao esfriar, o vapor de água que saiu pelo gargalo se condensa, formando pequenas gotículas nas paredes do gargalo, impedindo assim, que os microrganismos do ar consigam chegar ao caldo e contaminá-lo. 7- b. As categorias propostas por Lineu foram, na ordem de abrangência (do menor para o maior), as seguintes: ESPÉCIE GÊNERO FAMÍLIA ORDEM CLASSE FILO REINO A categoria com o menor quantidade de seres vivos é a espécie. Assim, um conjunto de espécies com características em comum chama-se gênero. Um conjunto de gêneros com características em comum chama-se família. Um conjunto de famílias com características em comum chama-se ordem, que neste exercício representa a categoria com maior quantidade de seres vivos. 8- a, b, d, f, g.
  • 4. a- População é o conjunto de indivíduos da mesma espécie que habitam determinado ambiente, por isso as plantas de baraúna constituem uma população. b- Comunidade é o conjunto de populações de diferentes espécies que habitam uma região, por isso as populações de plantas e de animais catingueiros fazem parte de uma comunidade. d- Bioma é o agrupamento de diferentes ecossistemas, com características semelhantes e que ocupam extensas áreas, portanto, as espécies vegetais presentes na Caatinga ocupam o mesmo bioma. f) O ecossistema é formado pela comunidade e pelos fatores abióticos da região, por isso os vários fatores do ambiente, como a luz, a umidade e a temperatura, denominados fatores abióticos, interagem com os animais e os vegetais, que representam uma comunidade. g) Dizemos que os organismos estão adaptados em uma região quando são capazes de sobreviver e se reproduzir e para isso é preciso que suas características sejam favoráveis ao meio, por isso, verifica-se, na Caatinga, a sobrevivência apenas dos animais e plantas que desenvolveram adaptações para suportar a baixa quantidade de chuva. Erradas: c- A cotia e a asa-branca não pertencem à mesma população porque são duas espécies diferentes. e- As plantas possuem órgãos como: raízes, caules e folhas, portanto, o angico e o juazeiro são organismos com órgãos, e os peixes anuais são organismos que possuem sistemas. h- Nesse texto, são descritas 13 espécies de animais e plantas e não 12: Mandacaru, umbuzeiro, juazeiro, angico, baraúna, teiú, tatupeba, cotia, preá, asa-branca, carcará, peixes anuais e o homem (povo da Caatinga). 9- b. O microscópio óptico é capaz de ampliar cerca de mil vezes uma imagem, o que permite visualizar, por exemplo, o citoplasma e o núcleo em células animais. Como os vírus são bem menores que uma célula animal, não era possível visualizá-los com o microscópio óptico. Com o desenvolvimento do microscópio eletrônico, capaz de aumentar até um milhão de vezes a imagem, foi possível visualizar um organismo tão pequeno como o vírus. 10- d. A estrutura celular destruída foi a membrana plasmática, pois é uma estrutura muito fina que envolve e protege a célula. Portanto, ao ser destruída, permite o vazamento do conteúdo presente no interior da célula.