SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
TRABALHO EM EQUIPE 
Eficácia no comportamento interpessoal 
Está ligada diretamente ao princípio de mesmo nome, que norteia o 
serviço público, a administração pública e demais atividades em que o 
interesse público é alvo ou cliente. Significa que o servidor não pode se 
interpor, em atitude de cunho pessoal, ante os interesses coletivos, sem risco 
de comprometer a eficácia, a segurança da realização do serviço do 
atendimento, da prestação pública. 
Os funcionários públicos são treinados para atuarem segundo o que 
hoje se chama etiqueta profissional, uma espécie de código de conduta 
convencional, nascido no próprio mercado, das relações modernas do mundo 
dos negócios e que permeou para a qualidade de atendimento e inter-relacionamentos 
no setor público. 
O saber se comportar e a aparência são questões cada vez mais exigidas 
para o funcionário público. As administrações desenvolvem cursos e 
treinamento para prepararem seus funcionários. 
Quem faz o curso aprende ainda: 
a) A criticar com resultados positivos; 
b) Transformar reclamações em sepultadas e lidar com colegas de 
temperamento difícil; 
c) Apresentar ideias e projetos com eficiência; 
d) Conduzir reuniões e até mesmo contornar situações mais graves, 
como o assédio sexual, por exemplo- dentro de uma dinâmica atual, 
no setor público, estas seriam as práticas mais procuradas:
TABELA DE EFICÁCIA NO COMPORTAMENTO INTER-PESSOAL 
Tratar com pessoas socialmente 
carentes 
Segundo os estudiosos, alguns critérios servem de orientação ao cliente na 
hora de avaliar a qualidade do serviço ou produto. Embora o nível de 
importância de cada critério varie de acordo com as características de cada 
serviço, podem-se listar os principais critérios de avaliação da qualidade do 
serviço utilizados pelo cliente: 
 Aspectos tangíveis – refere-se à qualidade de qualquer evidência física 
do serviço, bens facilitadores, equipamentos, instalações. 
 Consistência – é a ausência da variabilidade no resultado ou no 
processo. 
Ser bem-educado exige algumas atitudes fundamentais. 
Esmerar-se nas boas maneiras quando tiver que: 
Expressar-se verbalmente 
Jamais fale palavrões 
Redigir documentos, memorandos 
ou ofícios 
Dê sempre um cunho elegante e 
positivo nos textos 
Manter amizades 
Lembre-se de sempre ser gentil com 
os atendidos 
Respeitar os ausentes Pessoas elegantes não perdem seu 
tempo com fofocas e comentários 
sobre a vida alheia 
Tratar a todos com respeito 
Ser sempre ético e essencialmente profissional 
Agir dentro da ética profissional 
Ética, honestidade nas relações com 
todos 
Pensar sempre primeiro nos outros Idosos, gestantes ou deficientes 
Agir com urbanidade Cumprimentar e agradecer a todos 
Cuidar da linguagem corporal 
Estar atento aos gestos, expressão facial, postura quando em pé ou 
sentado; 
Saber sentar, levantar-se, comer, apresentar corretamente as pessoas, usar 
cartões de visita, cumprimentar, presentear e ser presenteado, pedir 
licença, agradecer, dizer não, criticar sem ofender, ser pontual, conversar 
de forma agradável, ser um bom ouvinte e, principalmente, ter autocrítica 
e perceber quando deve desculpar-se.
 Competência – refere-se à habilidade e ao conhecimento para executar 
o serviço. 
 Velocidade de atendimento – critério importante para maioria dos 
consumidores de serviços; 
 Atendimento – refere-se à experiência que o cliente tem durante o 
processo de atendimento a capacidade de agradar as expectativas, a 
capacidade de reconhecimento, o grau de cortesia criando o prazer da 
participação do cliente no processo de produção do serviço.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacional
Resenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacionalResenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacional
Resenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacional
Willian Fellipe
 
Leitura e produção de textos aplicados à educação física
Leitura e produção de textos aplicados à educação físicaLeitura e produção de textos aplicados à educação física
Leitura e produção de textos aplicados à educação física
Adriana Dalla Vecchia
 
PNAIC CADERNO 1 Organização do trabalho pedagógico
PNAIC CADERNO 1 Organização do trabalho pedagógicoPNAIC CADERNO 1 Organização do trabalho pedagógico
PNAIC CADERNO 1 Organização do trabalho pedagógico
Amanda Nolasco
 
Plano de aula musicalização e gameficação para trabalhar as partes do corpo ...
Plano de aula  musicalização e gameficação para trabalhar as partes do corpo ...Plano de aula  musicalização e gameficação para trabalhar as partes do corpo ...
Plano de aula musicalização e gameficação para trabalhar as partes do corpo ...
Franciela Araújo
 
Modelo para elaboração de memorial descritivo
Modelo para elaboração de memorial descritivoModelo para elaboração de memorial descritivo
Modelo para elaboração de memorial descritivo
Elicio Lima
 

Mais procurados (20)

Quadro rotina 3º ano
Quadro rotina 3º anoQuadro rotina 3º ano
Quadro rotina 3º ano
 
O pedagogo e a educação não-formal
O pedagogo e a educação não-formalO pedagogo e a educação não-formal
O pedagogo e a educação não-formal
 
Resenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacional
Resenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacionalResenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacional
Resenha crítica sobre o artigo liderança, poder e comportamento organizacional
 
EJA AULA 3: Quem são os jovens e adultos da EJA? Relação entre pobreza, escol...
EJA AULA 3: Quem são os jovens e adultos da EJA? Relação entre pobreza, escol...EJA AULA 3: Quem são os jovens e adultos da EJA? Relação entre pobreza, escol...
EJA AULA 3: Quem são os jovens e adultos da EJA? Relação entre pobreza, escol...
 
Leitura e produção de textos aplicados à educação física
Leitura e produção de textos aplicados à educação físicaLeitura e produção de textos aplicados à educação física
Leitura e produção de textos aplicados à educação física
 
PNAIC CADERNO 1 Organização do trabalho pedagógico
PNAIC CADERNO 1 Organização do trabalho pedagógicoPNAIC CADERNO 1 Organização do trabalho pedagógico
PNAIC CADERNO 1 Organização do trabalho pedagógico
 
eBook Metodologia ativa na educação
eBook Metodologia ativa na educaçãoeBook Metodologia ativa na educação
eBook Metodologia ativa na educação
 
Boas atitudes uma cultura de paz
Boas atitudes uma cultura de pazBoas atitudes uma cultura de paz
Boas atitudes uma cultura de paz
 
Projeto de externsão a comunidade
Projeto de externsão a comunidadeProjeto de externsão a comunidade
Projeto de externsão a comunidade
 
Normas abnt apresentação - referências
Normas abnt   apresentação - referênciasNormas abnt   apresentação - referências
Normas abnt apresentação - referências
 
A reescrita-de-fabulas-no-ensino-fundamental-uma-proposta-de-letramento
A reescrita-de-fabulas-no-ensino-fundamental-uma-proposta-de-letramentoA reescrita-de-fabulas-no-ensino-fundamental-uma-proposta-de-letramento
A reescrita-de-fabulas-no-ensino-fundamental-uma-proposta-de-letramento
 
Plano de aula musicalização e gameficação para trabalhar as partes do corpo ...
Plano de aula  musicalização e gameficação para trabalhar as partes do corpo ...Plano de aula  musicalização e gameficação para trabalhar as partes do corpo ...
Plano de aula musicalização e gameficação para trabalhar as partes do corpo ...
 
Formatação De Trabalhos
Formatação De TrabalhosFormatação De Trabalhos
Formatação De Trabalhos
 
Modelo para elaboração de memorial descritivo
Modelo para elaboração de memorial descritivoModelo para elaboração de memorial descritivo
Modelo para elaboração de memorial descritivo
 
problematização
problematizaçãoproblematização
problematização
 
Ética e o profissional da educação
Ética e o profissional da educaçãoÉtica e o profissional da educação
Ética e o profissional da educação
 
Elaboração de provas estilo ENADE
Elaboração de provas estilo ENADEElaboração de provas estilo ENADE
Elaboração de provas estilo ENADE
 
Atividade de auditorio
Atividade de auditorioAtividade de auditorio
Atividade de auditorio
 
Estratégias de leitura e escrita
Estratégias de leitura e escritaEstratégias de leitura e escrita
Estratégias de leitura e escrita
 
Modelo relatorio estagio
Modelo relatorio estagioModelo relatorio estagio
Modelo relatorio estagio
 

Destaque

DMT Palestras - Semana Do Servidor
DMT Palestras - Semana Do ServidorDMT Palestras - Semana Do Servidor
DMT Palestras - Semana Do Servidor
DMT Palestras
 
Aula 01 ÉTICA DO SERVIDOR PÚBLICO
Aula 01 ÉTICA DO SERVIDOR PÚBLICOAula 01 ÉTICA DO SERVIDOR PÚBLICO
Aula 01 ÉTICA DO SERVIDOR PÚBLICO
charlessousa192
 
Cartilha de direitos e deveres do servidor
Cartilha de direitos e deveres do servidorCartilha de direitos e deveres do servidor
Cartilha de direitos e deveres do servidor
Aparecido Matias
 
Caderno de questoes-lei-8112-90-
Caderno de questoes-lei-8112-90-Caderno de questoes-lei-8112-90-
Caderno de questoes-lei-8112-90-
Fernando Beltrao
 
Gestao de conflitos.ppt
Gestao de conflitos.pptGestao de conflitos.ppt
Gestao de conflitos.ppt
Ftfmatta
 
Conflito organizacional
Conflito organizacional Conflito organizacional
Conflito organizacional
Lukas Oliveira
 
éTica no ambiente profissional
éTica no ambiente profissionaléTica no ambiente profissional
éTica no ambiente profissional
leojusto
 
Gestão de conflitos gerenciamento de conflitos -gestão de pessoas
Gestão de conflitos gerenciamento de conflitos  -gestão de pessoasGestão de conflitos gerenciamento de conflitos  -gestão de pessoas
Gestão de conflitos gerenciamento de conflitos -gestão de pessoas
Antonio Bezerra ON
 
Trabalho em equipe e ética no trabalho
Trabalho em equipe e ética no trabalhoTrabalho em equipe e ética no trabalho
Trabalho em equipe e ética no trabalho
Leonardo Melo Santos
 

Destaque (20)

Projeto Brasil 2030: da colaboração para o desenvolvimento
Projeto Brasil 2030: da colaboração para o desenvolvimentoProjeto Brasil 2030: da colaboração para o desenvolvimento
Projeto Brasil 2030: da colaboração para o desenvolvimento
 
DMT Palestras - Semana Do Servidor
DMT Palestras - Semana Do ServidorDMT Palestras - Semana Do Servidor
DMT Palestras - Semana Do Servidor
 
Estatuto dos servidores públicos
Estatuto dos servidores públicosEstatuto dos servidores públicos
Estatuto dos servidores públicos
 
Adm2 - Aula 01 - servidor publico
Adm2 - Aula 01 - servidor publicoAdm2 - Aula 01 - servidor publico
Adm2 - Aula 01 - servidor publico
 
Aula 01 ÉTICA DO SERVIDOR PÚBLICO
Aula 01 ÉTICA DO SERVIDOR PÚBLICOAula 01 ÉTICA DO SERVIDOR PÚBLICO
Aula 01 ÉTICA DO SERVIDOR PÚBLICO
 
Manual de Guerrilha do Servidor Público
Manual de Guerrilha do Servidor PúblicoManual de Guerrilha do Servidor Público
Manual de Guerrilha do Servidor Público
 
Crimes funcionais
Crimes funcionaisCrimes funcionais
Crimes funcionais
 
Gestão do Conflito - Formação
Gestão do Conflito - FormaçãoGestão do Conflito - Formação
Gestão do Conflito - Formação
 
CRIMES FUNCIONAIS
CRIMES FUNCIONAISCRIMES FUNCIONAIS
CRIMES FUNCIONAIS
 
Cartilha de direitos e deveres do servidor
Cartilha de direitos e deveres do servidorCartilha de direitos e deveres do servidor
Cartilha de direitos e deveres do servidor
 
Caderno de questoes-lei-8112-90-
Caderno de questoes-lei-8112-90-Caderno de questoes-lei-8112-90-
Caderno de questoes-lei-8112-90-
 
Decreto 1171 resumo
Decreto 1171   resumoDecreto 1171   resumo
Decreto 1171 resumo
 
Saúde mental e trabalho: prazer, sofrimento e adoecimento
Saúde mental e trabalho: prazer, sofrimento e adoecimentoSaúde mental e trabalho: prazer, sofrimento e adoecimento
Saúde mental e trabalho: prazer, sofrimento e adoecimento
 
Saúde mental e trabalho
Saúde mental e trabalhoSaúde mental e trabalho
Saúde mental e trabalho
 
Conflito
ConflitoConflito
Conflito
 
Gestao de conflitos.ppt
Gestao de conflitos.pptGestao de conflitos.ppt
Gestao de conflitos.ppt
 
Conflito organizacional
Conflito organizacional Conflito organizacional
Conflito organizacional
 
éTica no ambiente profissional
éTica no ambiente profissionaléTica no ambiente profissional
éTica no ambiente profissional
 
Gestão de conflitos gerenciamento de conflitos -gestão de pessoas
Gestão de conflitos gerenciamento de conflitos  -gestão de pessoasGestão de conflitos gerenciamento de conflitos  -gestão de pessoas
Gestão de conflitos gerenciamento de conflitos -gestão de pessoas
 
Trabalho em equipe e ética no trabalho
Trabalho em equipe e ética no trabalhoTrabalho em equipe e ética no trabalho
Trabalho em equipe e ética no trabalho
 

Semelhante a Eficacia no-comportamento-ok-interpessoal ok

Cv8 atendimento e venda
Cv8 atendimento e vendaCv8 atendimento e venda
Cv8 atendimento e venda
Pedro Martins
 
Oab Ma Curso Basico Lara Selem 09032010
Oab Ma   Curso Basico   Lara Selem   09032010Oab Ma   Curso Basico   Lara Selem   09032010
Oab Ma Curso Basico Lara Selem 09032010
Lara Selem
 
etica no trabalho
 etica no trabalho etica no trabalho
etica no trabalho
Mila Rosa
 
1º Encontro - Comunicação Eficaz no Atendimento-16 hs
1º Encontro - Comunicação Eficaz no Atendimento-16 hs1º Encontro - Comunicação Eficaz no Atendimento-16 hs
1º Encontro - Comunicação Eficaz no Atendimento-16 hs
Falarte
 
Aula Boas práticas ao Atendimento ao público e Humanização..pptx
Aula Boas práticas ao Atendimento ao público e Humanização..pptxAula Boas práticas ao Atendimento ao público e Humanização..pptx
Aula Boas práticas ao Atendimento ao público e Humanização..pptx
BrunoBinLaden1
 

Semelhante a Eficacia no-comportamento-ok-interpessoal ok (20)

Aula 1 - Atendimento ao cliente.pptx
Aula 1 - Atendimento ao cliente.pptxAula 1 - Atendimento ao cliente.pptx
Aula 1 - Atendimento ao cliente.pptx
 
QUALIDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO
QUALIDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOQUALIDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO
QUALIDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO
 
Atendimento ao cliente
Atendimento ao clienteAtendimento ao cliente
Atendimento ao cliente
 
Qualidade no Atendimento Ouvidori
Qualidade no Atendimento OuvidoriQualidade no Atendimento Ouvidori
Qualidade no Atendimento Ouvidori
 
Qualidade no Atendimento Ouvidoria.ppt
Qualidade no Atendimento Ouvidoria.pptQualidade no Atendimento Ouvidoria.ppt
Qualidade no Atendimento Ouvidoria.ppt
 
Cv8 atendimento e venda
Cv8 atendimento e vendaCv8 atendimento e venda
Cv8 atendimento e venda
 
Oab Ma Curso Basico Lara Selem 09032010
Oab Ma   Curso Basico   Lara Selem   09032010Oab Ma   Curso Basico   Lara Selem   09032010
Oab Ma Curso Basico Lara Selem 09032010
 
humanização
humanizaçãohumanização
humanização
 
etica no trabalho
 etica no trabalho etica no trabalho
etica no trabalho
 
Feedback - Folheto de apresentacao do programa
Feedback - Folheto de apresentacao do programaFeedback - Folheto de apresentacao do programa
Feedback - Folheto de apresentacao do programa
 
Groupe SEB - MCM
Groupe SEB - MCMGroupe SEB - MCM
Groupe SEB - MCM
 
1º Encontro - Comunicação Eficaz no Atendimento-16 hs
1º Encontro - Comunicação Eficaz no Atendimento-16 hs1º Encontro - Comunicação Eficaz no Atendimento-16 hs
1º Encontro - Comunicação Eficaz no Atendimento-16 hs
 
Curso habilidades gerenciais
Curso habilidades gerenciaisCurso habilidades gerenciais
Curso habilidades gerenciais
 
Curso Habilidades Gerenciais
Curso Habilidades GerenciaisCurso Habilidades Gerenciais
Curso Habilidades Gerenciais
 
Aula Boas práticas ao Atendimento ao público e Humanização..pptx
Aula Boas práticas ao Atendimento ao público e Humanização..pptxAula Boas práticas ao Atendimento ao público e Humanização..pptx
Aula Boas práticas ao Atendimento ao público e Humanização..pptx
 
4
44
4
 
Apresentação pessoal andrey xavier
Apresentação pessoal andrey xavierApresentação pessoal andrey xavier
Apresentação pessoal andrey xavier
 
Slides aula 1_-_etica_profissional_e_excelencia_no_atendimento_ao_publico
Slides aula 1_-_etica_profissional_e_excelencia_no_atendimento_ao_publicoSlides aula 1_-_etica_profissional_e_excelencia_no_atendimento_ao_publico
Slides aula 1_-_etica_profissional_e_excelencia_no_atendimento_ao_publico
 
Apostila atendimento-ao-cliente
Apostila atendimento-ao-clienteApostila atendimento-ao-cliente
Apostila atendimento-ao-cliente
 
Qualidade no Trabalho: atendiemento, ética e motivação
Qualidade no Trabalho: atendiemento, ética e motivaçãoQualidade no Trabalho: atendiemento, ética e motivação
Qualidade no Trabalho: atendiemento, ética e motivação
 

Mais de John Paul John Paul

Habeas corpus é o ( ok )remédio constitucional que tem a finalidade evitar ou...
Habeas corpus é o ( ok )remédio constitucional que tem a finalidade evitar ou...Habeas corpus é o ( ok )remédio constitucional que tem a finalidade evitar ou...
Habeas corpus é o ( ok )remédio constitucional que tem a finalidade evitar ou...
John Paul John Paul
 
Os direitos humanos na ( ok ) constituição federal de 1988 (artigos 5.º ao 15.º
Os direitos humanos na ( ok ) constituição federal de 1988 (artigos 5.º ao 15.ºOs direitos humanos na ( ok ) constituição federal de 1988 (artigos 5.º ao 15.º
Os direitos humanos na ( ok ) constituição federal de 1988 (artigos 5.º ao 15.º
John Paul John Paul
 
Das instruções para aplicação das provas objetiva1
Das instruções para aplicação das provas objetiva1Das instruções para aplicação das provas objetiva1
Das instruções para aplicação das provas objetiva1
John Paul John Paul
 
001 legislação especifica metro
001 legislação especifica metro001 legislação especifica metro
001 legislação especifica metro
John Paul John Paul
 
Lei orgânica do distrito federal
Lei orgânica do distrito federalLei orgânica do distrito federal
Lei orgânica do distrito federal
John Paul John Paul
 
Evolução histórica da organização do sistema de saúde no brasil e a construçã...
Evolução histórica da organização do sistema de saúde no brasil e a construçã...Evolução histórica da organização do sistema de saúde no brasil e a construçã...
Evolução histórica da organização do sistema de saúde no brasil e a construçã...
John Paul John Paul
 
Sistema de informação em saúde
Sistema de informação em saúdeSistema de informação em saúde
Sistema de informação em saúde
John Paul John Paul
 
Noções de administração de material
Noções de administração de materialNoções de administração de material
Noções de administração de material
John Paul John Paul
 

Mais de John Paul John Paul (20)

Habeas corpus é o ( ok )remédio constitucional que tem a finalidade evitar ou...
Habeas corpus é o ( ok )remédio constitucional que tem a finalidade evitar ou...Habeas corpus é o ( ok )remédio constitucional que tem a finalidade evitar ou...
Habeas corpus é o ( ok )remédio constitucional que tem a finalidade evitar ou...
 
Os direitos humanos na ( ok ) constituição federal de 1988 (artigos 5.º ao 15.º
Os direitos humanos na ( ok ) constituição federal de 1988 (artigos 5.º ao 15.ºOs direitos humanos na ( ok ) constituição federal de 1988 (artigos 5.º ao 15.º
Os direitos humanos na ( ok ) constituição federal de 1988 (artigos 5.º ao 15.º
 
Controle e avaliação
Controle e avaliaçãoControle e avaliação
Controle e avaliação
 
Das instruções para aplicação das provas objetiva1
Das instruções para aplicação das provas objetiva1Das instruções para aplicação das provas objetiva1
Das instruções para aplicação das provas objetiva1
 
Redes2 aula02
Redes2 aula02Redes2 aula02
Redes2 aula02
 
Agentes auxiliares do comercio
Agentes auxiliares do comercioAgentes auxiliares do comercio
Agentes auxiliares do comercio
 
Resumão
ResumãoResumão
Resumão
 
Simulado direito penal
Simulado direito penalSimulado direito penal
Simulado direito penal
 
Steel
SteelSteel
Steel
 
Inventário
InventárioInventário
Inventário
 
Excel 2003 ok
Excel 2003 okExcel 2003 ok
Excel 2003 ok
 
001 legislação especifica metro
001 legislação especifica metro001 legislação especifica metro
001 legislação especifica metro
 
Lei orgânica do distrito federal
Lei orgânica do distrito federalLei orgânica do distrito federal
Lei orgânica do distrito federal
 
Agentes auxiliares do comercio
Agentes auxiliares do comercioAgentes auxiliares do comercio
Agentes auxiliares do comercio
 
Evolução histórica da organização do sistema de saúde no brasil e a construçã...
Evolução histórica da organização do sistema de saúde no brasil e a construçã...Evolução histórica da organização do sistema de saúde no brasil e a construçã...
Evolução histórica da organização do sistema de saúde no brasil e a construçã...
 
Sistema de informação em saúde
Sistema de informação em saúdeSistema de informação em saúde
Sistema de informação em saúde
 
Ok controle social no sus
Ok controle social no susOk controle social no sus
Ok controle social no sus
 
éTica no serviço público
éTica no serviço públicoéTica no serviço público
éTica no serviço público
 
Noções de administração de material
Noções de administração de materialNoções de administração de material
Noções de administração de material
 
1 ok decreto nº 6061_2007
1 ok decreto nº 6061_20071 ok decreto nº 6061_2007
1 ok decreto nº 6061_2007
 

Eficacia no-comportamento-ok-interpessoal ok

  • 1. TRABALHO EM EQUIPE Eficácia no comportamento interpessoal Está ligada diretamente ao princípio de mesmo nome, que norteia o serviço público, a administração pública e demais atividades em que o interesse público é alvo ou cliente. Significa que o servidor não pode se interpor, em atitude de cunho pessoal, ante os interesses coletivos, sem risco de comprometer a eficácia, a segurança da realização do serviço do atendimento, da prestação pública. Os funcionários públicos são treinados para atuarem segundo o que hoje se chama etiqueta profissional, uma espécie de código de conduta convencional, nascido no próprio mercado, das relações modernas do mundo dos negócios e que permeou para a qualidade de atendimento e inter-relacionamentos no setor público. O saber se comportar e a aparência são questões cada vez mais exigidas para o funcionário público. As administrações desenvolvem cursos e treinamento para prepararem seus funcionários. Quem faz o curso aprende ainda: a) A criticar com resultados positivos; b) Transformar reclamações em sepultadas e lidar com colegas de temperamento difícil; c) Apresentar ideias e projetos com eficiência; d) Conduzir reuniões e até mesmo contornar situações mais graves, como o assédio sexual, por exemplo- dentro de uma dinâmica atual, no setor público, estas seriam as práticas mais procuradas:
  • 2. TABELA DE EFICÁCIA NO COMPORTAMENTO INTER-PESSOAL Tratar com pessoas socialmente carentes Segundo os estudiosos, alguns critérios servem de orientação ao cliente na hora de avaliar a qualidade do serviço ou produto. Embora o nível de importância de cada critério varie de acordo com as características de cada serviço, podem-se listar os principais critérios de avaliação da qualidade do serviço utilizados pelo cliente:  Aspectos tangíveis – refere-se à qualidade de qualquer evidência física do serviço, bens facilitadores, equipamentos, instalações.  Consistência – é a ausência da variabilidade no resultado ou no processo. Ser bem-educado exige algumas atitudes fundamentais. Esmerar-se nas boas maneiras quando tiver que: Expressar-se verbalmente Jamais fale palavrões Redigir documentos, memorandos ou ofícios Dê sempre um cunho elegante e positivo nos textos Manter amizades Lembre-se de sempre ser gentil com os atendidos Respeitar os ausentes Pessoas elegantes não perdem seu tempo com fofocas e comentários sobre a vida alheia Tratar a todos com respeito Ser sempre ético e essencialmente profissional Agir dentro da ética profissional Ética, honestidade nas relações com todos Pensar sempre primeiro nos outros Idosos, gestantes ou deficientes Agir com urbanidade Cumprimentar e agradecer a todos Cuidar da linguagem corporal Estar atento aos gestos, expressão facial, postura quando em pé ou sentado; Saber sentar, levantar-se, comer, apresentar corretamente as pessoas, usar cartões de visita, cumprimentar, presentear e ser presenteado, pedir licença, agradecer, dizer não, criticar sem ofender, ser pontual, conversar de forma agradável, ser um bom ouvinte e, principalmente, ter autocrítica e perceber quando deve desculpar-se.
  • 3.  Competência – refere-se à habilidade e ao conhecimento para executar o serviço.  Velocidade de atendimento – critério importante para maioria dos consumidores de serviços;  Atendimento – refere-se à experiência que o cliente tem durante o processo de atendimento a capacidade de agradar as expectativas, a capacidade de reconhecimento, o grau de cortesia criando o prazer da participação do cliente no processo de produção do serviço.