SlideShare uma empresa Scribd logo
O basquete foi criado em 1891
nos EUA, por um professor de
Educação Física, chamado
James Naisith. Este jogo foi
desenvolvido para ser praticado
em lugares fechados durante o
inverno, e também em lugares
abertos no verão.
A primeira partida de basquete foi disputada
na escola, onde o professor usou cestas de
pêssegos para que os alunos
arremessassem a bola, mas toda vez que
acertavam a bola na cesta alguém tinha que
subir retirar a bola da cesta e dar
continuidade ao jogo, depois de algum tempo
tiveram a ideia de cortar o fundo da cesta.
Somente no ano de 1893, foram criados os
aros de metal, e com isso a bola foi adaptada
para o esporte.
No ano de 1936, o Basquete já estava nos
Jogos Olímpicos de Berlim. O objetivo do
jogo é acertar a bola no cesto do campo do
basquete. O jogo é disputado por duas
equipes de 5 jogadores.
O primeiro jogo de basquete que temos
conhecimento e registro foi realizado no
dia 20 de janeiro de 1892. Foram formadas
duas equipes da Associação Cristã de
Moços de Springfield. Este jogo foi interno
e não foi presenciado por público.
Somente no dia 11 de março deste mesmo
ano uma partida pôde ser assistida por
público de fora da Associação. Nesta
ocasião, os alunos da associação
venceram o time dos professores pelo
placar de 5 a 1. Aproximadamente
duzentas pessoas assistiram ao jogo.
Após a aprovação da diretoria do Springfield College, a primeira partida
oficial do esporte recém-criado foi realizada no ginásio Armory Hill, no dia
11 de março de 1892, em que os alunos venceram os professores pelo
placar de 5 a 1, na presença de cerca de 200 pessoas.
A primeira bola de basquete foi feita pela A. C. Spalding & Brothers, de
Chicopee Falls (Massachussets) ainda em 1891, e seu diâmetro era
ligeiramente maior que o de uma bola de futebol.
- Um jogador com posse da bola só pode movimentar-se com a mesma
driblando, não podendo andar com a bola na mão, nem mesmo conduzi-
la durante o drible. Aliás, se um jogador estiver a driblar parar e segurar a
bola, ele não poderá voltar a driblar a bola, tendo como opções passar a
bola para um companheiro ou fazer um lançamento para o cesto.
- A única situação na qual um jogador pode dar dois passos com a bola
na mão é no lançamento na passada.
Após a aprovação da diretoria do Springfield College, a primeira partida
oficial do esporte recém-criado foi realizada no ginásio Armory Hill, no dia 11
de março de 1892, em que os alunos venceram os professores pelo placar
de 5 a 1, na presença de cerca de 200 pessoas.
A primeira bola de basquete foi feita pela A. C. Spalding & Brothers, de
Chicopee Falls (Massachussets) ainda em 1891, e seu diâmetro era
ligeiramente maior que o de uma bola de futebol.
- Um jogador com posse da bola só pode movimentar-se com a mesma
driblando, não podendo andar com a bola na mão, nem mesmo conduzi-la
durante o drible. Aliás, se um jogador estiver a driblar parar e segurar a bola,
ele não poderá voltar a driblar a bola, tendo como opções passar a bola para
um companheiro ou fazer um lançamento para o cesto.
- A única situação na qual um jogador pode dar dois passos com a bola na
mão é no lançamento na passada.
- No basquetebol, a linha é fora; portanto,
se a bola ou o jogador passar pelas linhas
laterais ou de fundo, a posse de bola será
do adversário.
As primeiras cestas sem fundo foram desenhadas por Lew Allen, de
Connecticut, em 1892, e consistiam em cilindros de madeira com borda de
metal. No ano seguinte, a Narraganset Machine & Co. teve a ideia de fazer
um anel metálico com uma rede nele pendurada, que tinha o fundo
amarrado com uma corda mas poderia ser aberta simplesmente puxando
esta última. Logo depois, tal corda foi abolida e a bola passou a cair
livremente após a conversão dos arremessos. Em 1895, as tabelas foram
oficialmente introduzidas.
Naismith não poderia imaginar a extensão do sucesso alcançado pelo
esporte que inventara. Seu momento de glória veio quando o basquete foi
incluído nos Jogos Olímpicos de Berlim, em 1936, e ele lançou ao alto a
bola que iniciou o primeiro jogo de basquete nas Olimpíadas.
Atualmente, o esporte é praticado por mais de 300 milhões de pessoas no
mundo inteiro, nos mais de 170 países filiados à FIBA.
* Regra dos 5 segundos - Um jogador que está sendo marcado não pode
ter a bola em sua posse (sem driblar) por mais de 5 segundos.
* Regra dos 3 segundos - Um jogador não pode permanecer mais de 3
segundos dentro da área restritiva (garrafão) do adversário, enquanto a
sua equipa esteja na posse da bola.
* Regra dos 8 segundos - Quando uma equipa ganha a posse da bola na
sua zona de defesa, deve, dentro de 8 segundos, fazer com que a bola
chegue à zona de ataque.
* Regra dos 24 segundos - Quando uma equipe está de posse da bola,
dispõe de 24 segundos para a lançar ao cesto do adversário.
- Oficialmente, o basquetebol é jogado em 4 tempos de 10
minutos cada.
- A equipa que tem a posse da bola tem 8 segundos para
passar do meio campo da defesa para o meio campo do
ataque e um total de 24 segundos para concluir um ataque.
- Um jogador pode ficar 5 segundos com a posse de bola, sem
driblar, sendo também 5 segundos o tempo para realizar um
lateral ou lance-livre. O tempo máximo para um atacante
permanecer na área restritiva (garrafão) é de 3 segundos.
- Após passar para o campo de ataque, a equipa atacante não
pode regressar à área de defesa.
- Existem 5 tipos de faltas:
PESSOAL: contato ilegal fora do lançamento ou durante o lançamento.
TÉCNICA: atitude antidesportiva de um atleta em jogo ou membro do
banco.
ANTIDESPORTIVA: falta pessoal grave cometida por um jogador em jogo.
DESQUALIFICANTE: falta agressiva física ou moralmente.
DUPLA: quando dois adversários cometem a falta ao mesmo tempo
Falta pessoal:
Falta técnica:
Falta
antiesportiva:
Falta DESQUALIFICANTE: Falta DUPLA:
•Passe de peito - Trazendo já a bola junto ao peito, com o peso do corpo na perna
coordenando movimento dos braços com os pulso, a bola à frente do corpo, lançá-la
com as mãos na direção do movimento.
•Passe picado - É idêntico ao passe de peito, com a diferença de que a bola toque no
chão antes de chegar às mãos do jogador que vai recebê-la. Variação: Passe por cima
da cabeça - Elevando a bola acima da cabeça com ambos os braços, lançá-la com um
forte movimento dos pulsos, sem baixar os braços.
•Passe de gancho - A bola é segura pela mão que vai lançá-la bem junto ao punho,
dedos espalhados na bola. Com um passo atrás ou para o lado, dar um solto com um
giro no ar simultâneo ao lançamento da bola através de um movimento circundante do
braço.
•Passe de ombro - A bola é segura com ambas as mãos, com os dedos apontados para
cima. Os cotovelos devem ser flexionados, a bola se manterá junto ao corpo com o
ombro alto e a execução do passe deverá ser feita pela extensão do braço, cotovelo e
punho.
•Corpo abaixado, cabeça elevada, joelhos flexionadas, impulsionar a
bola com a flexão do pulso, evite ao máximo olhar para a bola enquanto
estiver driblando, isso dará mais velocidade ao seu drible, mas para isso
é necessário muita prática.
•Bandeja - É um arremesso em movimento que pode ser feito com passe ou
driblando. Em ambos, o jogador tem direito a dois tempos rítmicos, ou seja, ao
receber a bola ou interromper o drible o jogador define o pé de apoio (1º tempo
rítmico), tendo direito ao segundo tempo rítmico com mais um passo. No
entanto, a bola deverá ser lançada à cesta antes que o jogador toque o solo.
•Com uma das mãos - Partindo da posição fundamental, com o peso do corpo
na perna da frente, bola na altura do peito, o jogador flexionará as pernas
simultaneamente à elevação da bola acima da cabeça. O arremesso termina
com a extensão completa do braço, pulso flexionado e com o último contato da
bola através das pontas dos três dedos médios da mão.
Jump, com drible e parada - Driblando em direção à cesta, parando numa
posição de equilíbrio, flexionara as pernas, saltar elevando a bola acima e à
frente da cabeça com ambas as mãos, executar o arremesso apenas com
uma das mãos.
•Gancho - O jogador de posse da bola, dribla em direção à cesta mantendo
seu corpo entre a bola e o adversário. Para, olha para a cesta, salta girando o
corpo no ar com o lançamento da bola em movimento circundante do braço,
caindo de frente para a cesta.
LANCE-LIVRE
•É igual ao arremesso com uma das mãos, efetuado da linha do lance-
livre, sem marcação e tendo cinco segundos para a execução. É
importante que o jogador mantenha o peso do corpo na perna da frente,
concentre-se e bloqueie a respiração antes do arremesso.
REBOTE
•Partindo da posição de guarda, o jogador da defesa procura através de
um trabalho de pernas evitar que o adversário tome a sua frente para o
rebote. É importante, durante o lançamento da bola, que o defensor não
olhe para a trajetória da bola, e sim o jogador que esteja marcando. 1º
caso: Quando o adversário correr para o rebote pelo lado da perna de trás
do defensor, basta a este fazer o giro na perna de trás. 2º caso: Quando o
movimento para a cesta for feito pelo lado da perna da frente, o defensor
efetuará dois movimentos de giro. O primeiro pela perna da frente e o
segundo igual ao 1º caso. Se você estiver embaixo do aro poderá, se for
experiente, prever caso dê rebote, onde a bola irá cair.
São jogados períodos adicionais de 5 minutos até haver um
desempate no final de jogo.
Uniforme do basquete:
É quando Se a falta for cometida sobre um jogador no ato de
lançamento, o cesto conta e deve, ainda, ser concedido um lance
livre. No caso do lançamento não tiver resultado cesto, o lançador
irá executar o(s) lance(s) livres correspondentes às penalidades (2
ou 3 lances livres, conforme se trate de uma tentativa de
lançamento de 2 ou 3 pontos).
A quadra de basquete deve ser retangular, plana, sólida e livre de obstáculos.
De acordo com as novas regras da FIBA, seu comprimento deve ser de 28m e a
largura de 15, sendo que as linhas limítrofes não fazem parte da quadra de jogo. Estas
dimensões são obrigatórias para campeonatos internacionais, para as outras
competições, a entidade responsável poderá autorizar jogos em quadras com a
medida antiga, de 26m por 14.
Todas as linhas da quadra deverão possuir 5cm de largura e todas de uma mesma cor,
preferencialmente branca.
Paralelo às linhas de fundo, exatamente no centro da quadra, deverá ser traçada a
linha central. A partir de seu centro deverá ser desenhado um círculo de 1,80m de raio.
O círculo pode ser de cor diferente da quadra, porém, se pintado, deve ser da mesma
cor dos “garrafões”. Para e delimitar a zona de cesta de três pontos deve-se fazer o
seguinte: Traçar uma linha imaginária, partindo do ponto central do aro e paralela a
linha de fundo, de 6,25m para cada lado. Perpendicularmente a linha de fundo, deve-se
traçar uma linha reta até a distancia desta linha imaginária. A partir daí a linha de três
pontos deve ser equidistante ao centro do aro, a uma distância de 6,25m.
Para desenhar o “garrafão”, deve-se fazer o seguinte: Achar o ponto médio da linha
final, marcar 3m para cada lado. Traçar uma linha imaginária, a partir do ponto médio,
até uma distância de 5,8m, este será o ponto central da linha de lance-livre, que deve
ter 3,6m de comprimento, deve-se ligar as bordas da linha de lance-livre até os pontos
a 3m do centro da linha final com uma linha diagonal. A circunferência ao redor da
linha de lance-livre tem 1,8m de raio, e a parte no interior do garrafão deve ser
pontilhada.
São usadas, geralmente, no basquete, três posições: alas, pivôs e
armador. Na maioria das equipes temos dois alas, dois pivôs e um
armador.
Armador ou base é como o cérebro dos jogadores. Planeja as jogadas
e geralmente começa com a bola. Em inglês essa posição é conhecida
como point guard ou simplesmente PG.
Ala e ala/armador ou extremos jogam pelos cantos. A função do ala
muda bastante. Ele pode ajudar o base, ou fazer muitas cestas.
Em inglês essas posições são conhecidas como small forward ou
simplesmente SF e shooting guard ou simplesmente SG.
Ala/pivô e Pivô ou postes são, na maioria das vezes, os mais altos e
mais fortes. Com a sua altura, pegam muitos rebotes, fazem muitos
afundaços (enterradas) e bandejas, e na defesa ajudam muito com os
tocos. Em inglês essas posições são conhecidas como power
forward ou simplesmente PF e center ou simplesmente C.
EDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETE

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Andebol - Nível Elementar
Andebol  - Nível ElementarAndebol  - Nível Elementar
Andebol - Nível Elementar
Maria João Vasconcelos
 
Badminton
BadmintonBadminton
Badminton
Inácio Júnior
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Hugo Ferreira
 
A Historia do Voleibol
A Historia do Voleibol A Historia do Voleibol
A Historia do Voleibol
Patricia Ferreira
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
ana pinho
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
evandrolhp
 
Basquete: História, Regras e Fundamentos
Basquete: História, Regras e FundamentosBasquete: História, Regras e Fundamentos
Basquete: História, Regras e Fundamentos
Prof. Saulo Bezerra
 
Educação Física - Voleibol
Educação Física - VoleibolEducação Física - Voleibol
Educação Física - Voleibol
antoniavieira
 
Trabalho de volei
Trabalho de voleiTrabalho de volei
Trabalho de volei
Harrison Sodre Melônio
 
O Basquete
O BasqueteO Basquete
O Basquete
Aandréa Rodrigues
 
Futebol
FutebolFutebol
Badminton
Badminton Badminton
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol na escola
Basquetebol na escolaBasquetebol na escola
Basquetebol na escola
evandrolhp
 
Andebol - Nível Introdução
Andebol - Nível IntroduçãoAndebol - Nível Introdução
Andebol - Nível Introdução
Maria João Vasconcelos
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Nicollas Villar
 
5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras
Felipe Mago
 
Aula sobre futsal
Aula sobre futsal Aula sobre futsal
Aula sobre futsal
Mateus Pacheco
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
Luis Duarte
 
Voleibol, regras e fundamentos
Voleibol, regras e fundamentosVoleibol, regras e fundamentos
Voleibol, regras e fundamentos
Prof. Saulo Bezerra
 

Mais procurados (20)

Andebol - Nível Elementar
Andebol  - Nível ElementarAndebol  - Nível Elementar
Andebol - Nível Elementar
 
Badminton
BadmintonBadminton
Badminton
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
A Historia do Voleibol
A Historia do Voleibol A Historia do Voleibol
A Historia do Voleibol
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
 
Basquete: História, Regras e Fundamentos
Basquete: História, Regras e FundamentosBasquete: História, Regras e Fundamentos
Basquete: História, Regras e Fundamentos
 
Educação Física - Voleibol
Educação Física - VoleibolEducação Física - Voleibol
Educação Física - Voleibol
 
Trabalho de volei
Trabalho de voleiTrabalho de volei
Trabalho de volei
 
O Basquete
O BasqueteO Basquete
O Basquete
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Badminton
Badminton Badminton
Badminton
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Basquetebol na escola
Basquetebol na escolaBasquetebol na escola
Basquetebol na escola
 
Andebol - Nível Introdução
Andebol - Nível IntroduçãoAndebol - Nível Introdução
Andebol - Nível Introdução
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras5ª aula de futebol regras
5ª aula de futebol regras
 
Aula sobre futsal
Aula sobre futsal Aula sobre futsal
Aula sobre futsal
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Voleibol, regras e fundamentos
Voleibol, regras e fundamentosVoleibol, regras e fundamentos
Voleibol, regras e fundamentos
 

Semelhante a EDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETE

Basquetebol material de basquetebol (1)
Basquetebol   material de basquetebol (1)Basquetebol   material de basquetebol (1)
Basquetebol material de basquetebol (1)
Andre Souza
 
Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valoresVoleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
Diogo Malafaia
 
A história oficial do basquete
A história oficial do basqueteA história oficial do basquete
A história oficial do basquete
Peri Emerson Silva Cunha
 
História oficial do basquetebol
História oficial do basquetebolHistória oficial do basquetebol
História oficial do basquetebol
Glauco Lacerda
 
O basquete
O basquete O basquete
O basquete
Anna Ramos
 
A História, Fundamentos do Voleibol, Etc
A História, Fundamentos do Voleibol, EtcA História, Fundamentos do Voleibol, Etc
A História, Fundamentos do Voleibol, Etc
Paulo Otávio Cardoso Borges
 
Basquete
BasqueteBasquete
Basquete 1
Basquete 1Basquete 1
Basquete 1
Nilceia Sc
 
Basquete.pptx
Basquete.pptxBasquete.pptx
Basquete.pptx
GlauberMenezes5
 
Apresentacao1
Apresentacao1Apresentacao1
Apresentacao1
elmachon
 
Andebol2
Andebol2Andebol2
Andebol2
Albino217
 
This is BASKETBALL!
This is BASKETBALL!This is BASKETBALL!
This is BASKETBALL!
Jocasta Luiza
 
Apresentação do basquetebol aula teste
Apresentação do basquetebol   aula testeApresentação do basquetebol   aula teste
Apresentação do basquetebol aula teste
CarlosAirtonMoraesSa
 
Handebol
Handebol Handebol
Handebol
Daniele Gomes
 
222
222222
213
213213
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
Helder Ribeiro
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
AMLDRP
 
Regras do Basquete
Regras do BasqueteRegras do Basquete
Regras do Basquete
tv2aetabua
 
Ed fisica
Ed fisicaEd fisica
Ed fisica
Vitória Neres
 

Semelhante a EDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETE (20)

Basquetebol material de basquetebol (1)
Basquetebol   material de basquetebol (1)Basquetebol   material de basquetebol (1)
Basquetebol material de basquetebol (1)
 
Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valoresVoleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
 
A história oficial do basquete
A história oficial do basqueteA história oficial do basquete
A história oficial do basquete
 
História oficial do basquetebol
História oficial do basquetebolHistória oficial do basquetebol
História oficial do basquetebol
 
O basquete
O basquete O basquete
O basquete
 
A História, Fundamentos do Voleibol, Etc
A História, Fundamentos do Voleibol, EtcA História, Fundamentos do Voleibol, Etc
A História, Fundamentos do Voleibol, Etc
 
Basquete
BasqueteBasquete
Basquete
 
Basquete 1
Basquete 1Basquete 1
Basquete 1
 
Basquete.pptx
Basquete.pptxBasquete.pptx
Basquete.pptx
 
Apresentacao1
Apresentacao1Apresentacao1
Apresentacao1
 
Andebol2
Andebol2Andebol2
Andebol2
 
This is BASKETBALL!
This is BASKETBALL!This is BASKETBALL!
This is BASKETBALL!
 
Apresentação do basquetebol aula teste
Apresentação do basquetebol   aula testeApresentação do basquetebol   aula teste
Apresentação do basquetebol aula teste
 
Handebol
Handebol Handebol
Handebol
 
222
222222
222
 
213
213213
213
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Regras do Basquete
Regras do BasqueteRegras do Basquete
Regras do Basquete
 
Ed fisica
Ed fisicaEd fisica
Ed fisica
 

Mais de Jaicinha

Espanhol
EspanholEspanhol
Espanhol
Jaicinha
 
Português- Artigo e Numeral
Português- Artigo e NumeralPortuguês- Artigo e Numeral
Português- Artigo e Numeral
Jaicinha
 
Geografia vegetação brasileira
Geografia  vegetação brasileiraGeografia  vegetação brasileira
Geografia vegetação brasileira
Jaicinha
 
4 fases para fazer um texto expositivo
4 fases para fazer um  texto expositivo4 fases para fazer um  texto expositivo
4 fases para fazer um texto expositivo
Jaicinha
 
Geografi- clima e vegetação
Geografi- clima e vegetaçãoGeografi- clima e vegetação
Geografi- clima e vegetação
Jaicinha
 
Ciências- O ar
Ciências- O arCiências- O ar
Ciências- O ar
Jaicinha
 
Português-Pronome
Português-PronomePortuguês-Pronome
Português-Pronome
Jaicinha
 
Português- Numeral
Português- NumeralPortuguês- Numeral
Português- Numeral
Jaicinha
 
Redação- texto expositivo
Redação- texto expositivoRedação- texto expositivo
Redação- texto expositivo
Jaicinha
 
Arte- A técnica mista
Arte- A técnica mistaArte- A técnica mista
Arte- A técnica mista
Jaicinha
 
Arte- Pontilhismo
Arte- PontilhismoArte- Pontilhismo
Arte- Pontilhismo
Jaicinha
 
Português- Artigo
Português- ArtigoPortuguês- Artigo
Português- Artigo
Jaicinha
 
Arte- a riqueza da cor
Arte- a riqueza da corArte- a riqueza da cor
Arte- a riqueza da cor
Jaicinha
 
Filosofia: Assunto= Mitologia
Filosofia:  Assunto= MitologiaFilosofia:  Assunto= Mitologia
Filosofia: Assunto= Mitologia
Jaicinha
 
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosão
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosãoCiêcias- A Erosão , tipos de erosão
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosão
Jaicinha
 
Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.
Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.
Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.
Jaicinha
 
Língua Portuguesa II
Língua Portuguesa IILíngua Portuguesa II
Língua Portuguesa II
Jaicinha
 
Geografia- os continentes
Geografia- os continentesGeografia- os continentes
Geografia- os continentes
Jaicinha
 
Substantivos e Adjetivos
Substantivos e AdjetivosSubstantivos e Adjetivos
Substantivos e Adjetivos
Jaicinha
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
Jaicinha
 

Mais de Jaicinha (20)

Espanhol
EspanholEspanhol
Espanhol
 
Português- Artigo e Numeral
Português- Artigo e NumeralPortuguês- Artigo e Numeral
Português- Artigo e Numeral
 
Geografia vegetação brasileira
Geografia  vegetação brasileiraGeografia  vegetação brasileira
Geografia vegetação brasileira
 
4 fases para fazer um texto expositivo
4 fases para fazer um  texto expositivo4 fases para fazer um  texto expositivo
4 fases para fazer um texto expositivo
 
Geografi- clima e vegetação
Geografi- clima e vegetaçãoGeografi- clima e vegetação
Geografi- clima e vegetação
 
Ciências- O ar
Ciências- O arCiências- O ar
Ciências- O ar
 
Português-Pronome
Português-PronomePortuguês-Pronome
Português-Pronome
 
Português- Numeral
Português- NumeralPortuguês- Numeral
Português- Numeral
 
Redação- texto expositivo
Redação- texto expositivoRedação- texto expositivo
Redação- texto expositivo
 
Arte- A técnica mista
Arte- A técnica mistaArte- A técnica mista
Arte- A técnica mista
 
Arte- Pontilhismo
Arte- PontilhismoArte- Pontilhismo
Arte- Pontilhismo
 
Português- Artigo
Português- ArtigoPortuguês- Artigo
Português- Artigo
 
Arte- a riqueza da cor
Arte- a riqueza da corArte- a riqueza da cor
Arte- a riqueza da cor
 
Filosofia: Assunto= Mitologia
Filosofia:  Assunto= MitologiaFilosofia:  Assunto= Mitologia
Filosofia: Assunto= Mitologia
 
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosão
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosãoCiêcias- A Erosão , tipos de erosão
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosão
 
Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.
Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.
Geografia= os 10 países mais pobres da àfrica.
 
Língua Portuguesa II
Língua Portuguesa IILíngua Portuguesa II
Língua Portuguesa II
 
Geografia- os continentes
Geografia- os continentesGeografia- os continentes
Geografia- os continentes
 
Substantivos e Adjetivos
Substantivos e AdjetivosSubstantivos e Adjetivos
Substantivos e Adjetivos
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
 

Último

Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
IslanderAndrade
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
Manuais Formação
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 

EDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETE

  • 1.
  • 2.
  • 3. O basquete foi criado em 1891 nos EUA, por um professor de Educação Física, chamado James Naisith. Este jogo foi desenvolvido para ser praticado em lugares fechados durante o inverno, e também em lugares abertos no verão. A primeira partida de basquete foi disputada na escola, onde o professor usou cestas de pêssegos para que os alunos arremessassem a bola, mas toda vez que acertavam a bola na cesta alguém tinha que subir retirar a bola da cesta e dar continuidade ao jogo, depois de algum tempo tiveram a ideia de cortar o fundo da cesta. Somente no ano de 1893, foram criados os aros de metal, e com isso a bola foi adaptada para o esporte. No ano de 1936, o Basquete já estava nos Jogos Olímpicos de Berlim. O objetivo do jogo é acertar a bola no cesto do campo do basquete. O jogo é disputado por duas equipes de 5 jogadores.
  • 4.
  • 5. O primeiro jogo de basquete que temos conhecimento e registro foi realizado no dia 20 de janeiro de 1892. Foram formadas duas equipes da Associação Cristã de Moços de Springfield. Este jogo foi interno e não foi presenciado por público. Somente no dia 11 de março deste mesmo ano uma partida pôde ser assistida por público de fora da Associação. Nesta ocasião, os alunos da associação venceram o time dos professores pelo placar de 5 a 1. Aproximadamente duzentas pessoas assistiram ao jogo.
  • 6. Após a aprovação da diretoria do Springfield College, a primeira partida oficial do esporte recém-criado foi realizada no ginásio Armory Hill, no dia 11 de março de 1892, em que os alunos venceram os professores pelo placar de 5 a 1, na presença de cerca de 200 pessoas. A primeira bola de basquete foi feita pela A. C. Spalding & Brothers, de Chicopee Falls (Massachussets) ainda em 1891, e seu diâmetro era ligeiramente maior que o de uma bola de futebol. - Um jogador com posse da bola só pode movimentar-se com a mesma driblando, não podendo andar com a bola na mão, nem mesmo conduzi- la durante o drible. Aliás, se um jogador estiver a driblar parar e segurar a bola, ele não poderá voltar a driblar a bola, tendo como opções passar a bola para um companheiro ou fazer um lançamento para o cesto. - A única situação na qual um jogador pode dar dois passos com a bola na mão é no lançamento na passada.
  • 7. Após a aprovação da diretoria do Springfield College, a primeira partida oficial do esporte recém-criado foi realizada no ginásio Armory Hill, no dia 11 de março de 1892, em que os alunos venceram os professores pelo placar de 5 a 1, na presença de cerca de 200 pessoas. A primeira bola de basquete foi feita pela A. C. Spalding & Brothers, de Chicopee Falls (Massachussets) ainda em 1891, e seu diâmetro era ligeiramente maior que o de uma bola de futebol. - Um jogador com posse da bola só pode movimentar-se com a mesma driblando, não podendo andar com a bola na mão, nem mesmo conduzi-la durante o drible. Aliás, se um jogador estiver a driblar parar e segurar a bola, ele não poderá voltar a driblar a bola, tendo como opções passar a bola para um companheiro ou fazer um lançamento para o cesto. - A única situação na qual um jogador pode dar dois passos com a bola na mão é no lançamento na passada.
  • 8.
  • 9. - No basquetebol, a linha é fora; portanto, se a bola ou o jogador passar pelas linhas laterais ou de fundo, a posse de bola será do adversário.
  • 10. As primeiras cestas sem fundo foram desenhadas por Lew Allen, de Connecticut, em 1892, e consistiam em cilindros de madeira com borda de metal. No ano seguinte, a Narraganset Machine & Co. teve a ideia de fazer um anel metálico com uma rede nele pendurada, que tinha o fundo amarrado com uma corda mas poderia ser aberta simplesmente puxando esta última. Logo depois, tal corda foi abolida e a bola passou a cair livremente após a conversão dos arremessos. Em 1895, as tabelas foram oficialmente introduzidas. Naismith não poderia imaginar a extensão do sucesso alcançado pelo esporte que inventara. Seu momento de glória veio quando o basquete foi incluído nos Jogos Olímpicos de Berlim, em 1936, e ele lançou ao alto a bola que iniciou o primeiro jogo de basquete nas Olimpíadas. Atualmente, o esporte é praticado por mais de 300 milhões de pessoas no mundo inteiro, nos mais de 170 países filiados à FIBA.
  • 11.
  • 12. * Regra dos 5 segundos - Um jogador que está sendo marcado não pode ter a bola em sua posse (sem driblar) por mais de 5 segundos. * Regra dos 3 segundos - Um jogador não pode permanecer mais de 3 segundos dentro da área restritiva (garrafão) do adversário, enquanto a sua equipa esteja na posse da bola. * Regra dos 8 segundos - Quando uma equipa ganha a posse da bola na sua zona de defesa, deve, dentro de 8 segundos, fazer com que a bola chegue à zona de ataque. * Regra dos 24 segundos - Quando uma equipe está de posse da bola, dispõe de 24 segundos para a lançar ao cesto do adversário.
  • 13.
  • 14. - Oficialmente, o basquetebol é jogado em 4 tempos de 10 minutos cada. - A equipa que tem a posse da bola tem 8 segundos para passar do meio campo da defesa para o meio campo do ataque e um total de 24 segundos para concluir um ataque. - Um jogador pode ficar 5 segundos com a posse de bola, sem driblar, sendo também 5 segundos o tempo para realizar um lateral ou lance-livre. O tempo máximo para um atacante permanecer na área restritiva (garrafão) é de 3 segundos. - Após passar para o campo de ataque, a equipa atacante não pode regressar à área de defesa.
  • 15.
  • 16. - Existem 5 tipos de faltas: PESSOAL: contato ilegal fora do lançamento ou durante o lançamento. TÉCNICA: atitude antidesportiva de um atleta em jogo ou membro do banco. ANTIDESPORTIVA: falta pessoal grave cometida por um jogador em jogo. DESQUALIFICANTE: falta agressiva física ou moralmente. DUPLA: quando dois adversários cometem a falta ao mesmo tempo
  • 19.
  • 20. •Passe de peito - Trazendo já a bola junto ao peito, com o peso do corpo na perna coordenando movimento dos braços com os pulso, a bola à frente do corpo, lançá-la com as mãos na direção do movimento. •Passe picado - É idêntico ao passe de peito, com a diferença de que a bola toque no chão antes de chegar às mãos do jogador que vai recebê-la. Variação: Passe por cima da cabeça - Elevando a bola acima da cabeça com ambos os braços, lançá-la com um forte movimento dos pulsos, sem baixar os braços. •Passe de gancho - A bola é segura pela mão que vai lançá-la bem junto ao punho, dedos espalhados na bola. Com um passo atrás ou para o lado, dar um solto com um giro no ar simultâneo ao lançamento da bola através de um movimento circundante do braço. •Passe de ombro - A bola é segura com ambas as mãos, com os dedos apontados para cima. Os cotovelos devem ser flexionados, a bola se manterá junto ao corpo com o ombro alto e a execução do passe deverá ser feita pela extensão do braço, cotovelo e punho.
  • 21.
  • 22. •Corpo abaixado, cabeça elevada, joelhos flexionadas, impulsionar a bola com a flexão do pulso, evite ao máximo olhar para a bola enquanto estiver driblando, isso dará mais velocidade ao seu drible, mas para isso é necessário muita prática.
  • 23. •Bandeja - É um arremesso em movimento que pode ser feito com passe ou driblando. Em ambos, o jogador tem direito a dois tempos rítmicos, ou seja, ao receber a bola ou interromper o drible o jogador define o pé de apoio (1º tempo rítmico), tendo direito ao segundo tempo rítmico com mais um passo. No entanto, a bola deverá ser lançada à cesta antes que o jogador toque o solo. •Com uma das mãos - Partindo da posição fundamental, com o peso do corpo na perna da frente, bola na altura do peito, o jogador flexionará as pernas simultaneamente à elevação da bola acima da cabeça. O arremesso termina com a extensão completa do braço, pulso flexionado e com o último contato da bola através das pontas dos três dedos médios da mão. Jump, com drible e parada - Driblando em direção à cesta, parando numa posição de equilíbrio, flexionara as pernas, saltar elevando a bola acima e à frente da cabeça com ambas as mãos, executar o arremesso apenas com uma das mãos. •Gancho - O jogador de posse da bola, dribla em direção à cesta mantendo seu corpo entre a bola e o adversário. Para, olha para a cesta, salta girando o corpo no ar com o lançamento da bola em movimento circundante do braço, caindo de frente para a cesta.
  • 24. LANCE-LIVRE •É igual ao arremesso com uma das mãos, efetuado da linha do lance- livre, sem marcação e tendo cinco segundos para a execução. É importante que o jogador mantenha o peso do corpo na perna da frente, concentre-se e bloqueie a respiração antes do arremesso. REBOTE •Partindo da posição de guarda, o jogador da defesa procura através de um trabalho de pernas evitar que o adversário tome a sua frente para o rebote. É importante, durante o lançamento da bola, que o defensor não olhe para a trajetória da bola, e sim o jogador que esteja marcando. 1º caso: Quando o adversário correr para o rebote pelo lado da perna de trás do defensor, basta a este fazer o giro na perna de trás. 2º caso: Quando o movimento para a cesta for feito pelo lado da perna da frente, o defensor efetuará dois movimentos de giro. O primeiro pela perna da frente e o segundo igual ao 1º caso. Se você estiver embaixo do aro poderá, se for experiente, prever caso dê rebote, onde a bola irá cair.
  • 25.
  • 26.
  • 27. São jogados períodos adicionais de 5 minutos até haver um desempate no final de jogo.
  • 29. É quando Se a falta for cometida sobre um jogador no ato de lançamento, o cesto conta e deve, ainda, ser concedido um lance livre. No caso do lançamento não tiver resultado cesto, o lançador irá executar o(s) lance(s) livres correspondentes às penalidades (2 ou 3 lances livres, conforme se trate de uma tentativa de lançamento de 2 ou 3 pontos).
  • 30. A quadra de basquete deve ser retangular, plana, sólida e livre de obstáculos. De acordo com as novas regras da FIBA, seu comprimento deve ser de 28m e a largura de 15, sendo que as linhas limítrofes não fazem parte da quadra de jogo. Estas dimensões são obrigatórias para campeonatos internacionais, para as outras competições, a entidade responsável poderá autorizar jogos em quadras com a medida antiga, de 26m por 14. Todas as linhas da quadra deverão possuir 5cm de largura e todas de uma mesma cor, preferencialmente branca. Paralelo às linhas de fundo, exatamente no centro da quadra, deverá ser traçada a linha central. A partir de seu centro deverá ser desenhado um círculo de 1,80m de raio. O círculo pode ser de cor diferente da quadra, porém, se pintado, deve ser da mesma cor dos “garrafões”. Para e delimitar a zona de cesta de três pontos deve-se fazer o seguinte: Traçar uma linha imaginária, partindo do ponto central do aro e paralela a linha de fundo, de 6,25m para cada lado. Perpendicularmente a linha de fundo, deve-se traçar uma linha reta até a distancia desta linha imaginária. A partir daí a linha de três pontos deve ser equidistante ao centro do aro, a uma distância de 6,25m. Para desenhar o “garrafão”, deve-se fazer o seguinte: Achar o ponto médio da linha final, marcar 3m para cada lado. Traçar uma linha imaginária, a partir do ponto médio, até uma distância de 5,8m, este será o ponto central da linha de lance-livre, que deve ter 3,6m de comprimento, deve-se ligar as bordas da linha de lance-livre até os pontos a 3m do centro da linha final com uma linha diagonal. A circunferência ao redor da linha de lance-livre tem 1,8m de raio, e a parte no interior do garrafão deve ser pontilhada.
  • 31.
  • 32. São usadas, geralmente, no basquete, três posições: alas, pivôs e armador. Na maioria das equipes temos dois alas, dois pivôs e um armador. Armador ou base é como o cérebro dos jogadores. Planeja as jogadas e geralmente começa com a bola. Em inglês essa posição é conhecida como point guard ou simplesmente PG. Ala e ala/armador ou extremos jogam pelos cantos. A função do ala muda bastante. Ele pode ajudar o base, ou fazer muitas cestas. Em inglês essas posições são conhecidas como small forward ou simplesmente SF e shooting guard ou simplesmente SG. Ala/pivô e Pivô ou postes são, na maioria das vezes, os mais altos e mais fortes. Com a sua altura, pegam muitos rebotes, fazem muitos afundaços (enterradas) e bandejas, e na defesa ajudam muito com os tocos. Em inglês essas posições são conhecidas como power forward ou simplesmente PF e center ou simplesmente C.