SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 46
Baixar para ler offline
Regras, História e
Fundamentos
Histórico
• Afirma-se que o basquete foi criado em
1891 por James Naismith, um pastor
presbiteriano que era professor de
Educação Física na Associação Cristã de
Moços (ACM) de Springfield,
Massachusetts, nos Estados Unidos
Histórico
• Alternativa de
esporte no
inverno
• Cesta de frutas
a 3,05 metros
Histórico
• As regras foram oficializadas, primeiro
no próprio clube, no boletim da ACM
em 1892, e mais tarde em 1932, com a
fundação da Federação Internacional
de Basquete Amador (FIBA).
Histórico
• O Brasil foi o primeiro país da
América do Sul e o quinto do
mundo a conhecer o
Basquetebol.
• Em 1896 o Professor
americano Auguste Farnham
Shaw (1865-1939) introduziu
este esporte no Mackenzie
College, na cidade de São
Paulo
Drible
• É o ato de quicar a bola, utilizado para
que o jogador possa se locomover;
• Deve-se acompanhar o movimento de
subida e descida da bola em vez de
bater nela
• Drible baixo (proteção)
• Drible alto (velocidade)
Passe
• O Passe no Basquete é
o ato de lançar a bola
para uma jogador da
mesma equipe. É um
fundamento de ataque
usado para
deslocamento da
equipe.
Tipos de Passe
• Passe de peito:
• É o tipo de Passe mais
comum no Basquete, é
uma passe para curtas e
médias distâncias, é uma
passe rápido e a bola
segue uma trajetória
reta
Tipos de Passe
• Passe quicado:
• É utilizado em curtas
distancias. Nesse tipo de
passe a bola toca o solo
antes de alcançar o
companheiro
Tipos de Passe
• Passe por cima:
• O Passe por cima da
cabeça no Basquete é
realizado em curtas
distancias, lançando a
bola por cima do
marcador
Tipos de Passe
• Passe de ombro:
• É utilizado para alcançar
longas distancias, muito
utilizado em jogadas de
contra-ataque, quando se
quer realizar um passe
longo para pegar a defesa
adversária desarrumada
Arremesso
• O Arremesso no
Basquete é uma ação
de ataque que tem
como objetivo realizar
uma cesta (pontos)
Tipos de Arremesso
• Com uma das mãos:
• É um arremesso simples,
geralmente utilizados nos
lances livres
Tipos de Arremesso
• Arremesso Jump:
• Dá mais impulsão para a bola,
melhor para distâncias maiores
ou para jogar por cima dos
defensores
Tipos de Arremesso
• Arremesso de Bandeja:
• Quando o jogador da equipe
atacante consegue chegar
muito próximo da cesta. É um
arremesso de grande eficiência
Rebote
• O Rebote no Basquete
é o ato de pegar a bola
após um Arremesso
não convertido
QuadradeJogo
Quadra de Jogo
• As linhas limítrofes não fazem parte da quadra
Quadra de Jogo
• Cesta e Tabela
Equipe
• Máximo 21 pessoas:
• 5 titulares
• 7 reservas
• 1 técnico
• 8 membros
Uniformes
• Não podem ter mangas
compridas
• A numeração pode ser de 0 a 99
• A equipe da casa joga com uma
cor clara e a visitante com uma
cor escura
Duração
• 4 quartos de 10 minutos
• Intervalos: 2min, 15min,
2mim
• Empate: Prorrogações de
5 minutos
Início dos Quartos
• 1º quarto inicia quando a bola
deixar a mão do árbitro
• Todos os outros (incluindo
prorrogações) iniciam quando
a bola estiver com o jogador
que irá realizar a reposição
lateral
• As equipes trocam de lado
apenas ao final do segundo
quarto
Manejo da Bola
• Durante a partida, a bola é jogada
somente com a(s) mão(s) e pode
ser passada, lançada, tapeada,
rolada ou driblada em qualquer
direção
• Um jogador não poderá correr
com a bola, deliberadamente
chutá-la ou bloqueá-la com
qualquer parte das pernas ou
golpeá-la com o punho
Manejo da Bola
• Ao segurar a bola um pé deve
ficar fixo no chão (pé de pivô) e o
outro pode se movimentar
livremente
• É permitido dar até 2 passos
segurando a bola
• Após o 2º passo é obrigatório o
drible
Cestas e Pontos
• Cesta convertida de um Lance
Livre vale 01 ponto
• Cesta convertida na região
delimitada pela linha de 3
pontos vale 02 pontos
• Cesta convertida fora da região
delimitada pela linha de 3
pontos vale 03 pontos
Cestas e Pontos
Existe “cesta contra”
no Basquete?
Substituições
• Ilimitadas
• Devem ser feitas durante a
“oportunidade de
substituição”
• O substituto faz a solicitação
Bola fora
• A bola está fora da quadra quando
ela toca:
• Um jogador ou qualquer outra pessoa
que está fora da quadra.
• O piso ou qualquer outro objeto em
cima, sobre ou fora da linha limítrofe.
• O suporte da tabela, a parte posterior
da tabela ou qualquer objeto acima da
quadra de jogo.
Reposição
• O jogador que está fazendo a
reposição não poderá:
• Levar mais que 5 segundos para soltar
a bola.
• Pisar na quadra de jogo enquanto tiver
a bola em sua(s) mão(s).
• Fazer com que a bola toque fora da
quadra de jogo após ela ter sido
lançada na reposição.
• Tocar a bola na quadra de jogo antes
que ela tenha tocado outro jogador.
• Fazer a bola entrar na cesta
diretamente.
3 segundos
• Um jogador não deverá
permanecer na área restritiva dos
oponentes por mais de 3 segundos
consecutivos, enquanto sua
equipe está com o controle de
uma bola viva
5 segundos
• Um jogador pode ficar em contato
com a bola por no máximo 5
segundos
8 segundos
• Uma equipe tem até 8 segundos
para passar da zona de defesa
para a zona de ataque
• Após chegar à zona de ataque
não pode voltar para a zona de
defesa
24 segundos
• Uma equipe tem até 24
segundos para lançar a bola na
cesta
Lance livre
• A partir da 5ª falta de equipe: 2
lances livres
• Falta no momento do
arremesso: 1, 2 ou 3 lances
livres
Tipos de Falta
• Falta pessoal
• Falta técnica
• Falta antidesportiva
• Falta desqualificante
Falta Pessoal
• Uma falta pessoal é um
contato ilegal com um
oponente
• Se a falta for cometida em
um jogador que não está no
ato do arremesso o jogo
será reiniciado com uma
reposição pela equipe não
infratora, no local mais
próximo da infração
Falta Pessoal
Falta Técnica
• Uma falta técnica é uma falta
de jogador que não envolve
contato e de natureza
comportamental
• A equipe infratora será
penalizada com 1 lance livre
Falta Antidesportiva
• Claro objetivo de marcar falta
• Lance(s) livre(s) serão
concedidos ao jogador que
sofreu a falta
Um jogador deverá ser desqualificado
pelo restante do jogo quando ele for
sancionado com 2 faltas técnicas, ou 2
faltas antidesportivas, ou 1 falta
antidesportiva e 1 falta técnica
Falta Desqualificante
• Uma falta desqualificante é
qualquer ação antidesportiva
flagrante
• Lances livres:
• A quem sofreu a falta
• A outro jogador
Falta de Equipe
• Uma falta de equipe é uma falta
pessoal, técnica, antidesportiva
ou desqualificante cometida
por um jogador.
• Uma equipe está em situação
de penalidade de falta de
equipe depois que tiver
cometido 4 faltas de equipe em
um quarto
www.saulobezerra.tk

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

A Historia do Voleibol
A Historia do Voleibol A Historia do Voleibol
A Historia do Voleibol
 
Futsal
Futsal Futsal
Futsal
 
História do basquete
História do basqueteHistória do basquete
História do basquete
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
EDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETE
EDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETEEDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETE
EDUCAÇÃO FÍSICA- TUDO SOBRE O BASQUETE
 
Voleibol, regras e fundamentos
Voleibol, regras e fundamentosVoleibol, regras e fundamentos
Voleibol, regras e fundamentos
 
Tênis de mesa na escola
Tênis de mesa na escolaTênis de mesa na escola
Tênis de mesa na escola
 
Slide handebol
Slide handebolSlide handebol
Slide handebol
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Educação Física - Voleibol
Educação Física - VoleibolEducação Física - Voleibol
Educação Física - Voleibol
 
O Ensino do Futebol
O Ensino do FutebolO Ensino do Futebol
O Ensino do Futebol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
seminário sobre Voleibol
seminário sobre Voleibol seminário sobre Voleibol
seminário sobre Voleibol
 
Badminton
BadmintonBadminton
Badminton
 
Fundamentos tecnicos do basquetebol
Fundamentos tecnicos do basquetebolFundamentos tecnicos do basquetebol
Fundamentos tecnicos do basquetebol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 

Semelhante a Basquete: História, Regras e Fundamentos

Semelhante a Basquete: História, Regras e Fundamentos (20)

Olimpíadas
OlimpíadasOlimpíadas
Olimpíadas
 
Basquete.
Basquete.Basquete.
Basquete.
 
Basquetebol blog
Basquetebol blogBasquetebol blog
Basquetebol blog
 
Apresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdfApresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdf
 
Andebol - tudo
Andebol - tudoAndebol - tudo
Andebol - tudo
 
Andebol.ppt
Andebol.pptAndebol.ppt
Andebol.ppt
 
Basquetebol.pptx
Basquetebol.pptxBasquetebol.pptx
Basquetebol.pptx
 
This is BASKETBALL!
This is BASKETBALL!This is BASKETBALL!
This is BASKETBALL!
 
O Basquete
O BasqueteO Basquete
O Basquete
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Handebol Professor Stefano Atualizado.ppt
Handebol Professor Stefano Atualizado.pptHandebol Professor Stefano Atualizado.ppt
Handebol Professor Stefano Atualizado.ppt
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Voleibol Stefano112345675454443333222222222344
Voleibol Stefano112345675454443333222222222344Voleibol Stefano112345675454443333222222222344
Voleibol Stefano112345675454443333222222222344
 
213
213213
213
 
222
222222
222
 
Basquete
BasqueteBasquete
Basquete
 
Handebol na escola
Handebol na escolaHandebol na escola
Handebol na escola
 

Mais de Prof. Saulo Bezerra (20)

Capoeira.pptx
Capoeira.pptxCapoeira.pptx
Capoeira.pptx
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
 
Jiu-Jitsu
Jiu-JitsuJiu-Jitsu
Jiu-Jitsu
 
Lutas
LutasLutas
Lutas
 
Sistema Muscular.pdf
Sistema Muscular.pdfSistema Muscular.pdf
Sistema Muscular.pdf
 
Sistema Esquelético
Sistema EsqueléticoSistema Esquelético
Sistema Esquelético
 
Sistema Cardiorrespiratório
Sistema CardiorrespiratórioSistema Cardiorrespiratório
Sistema Cardiorrespiratório
 
Alimentação Saudável
Alimentação SaudávelAlimentação Saudável
Alimentação Saudável
 
Historia da Ed. Física no Brasil
Historia da Ed. Física no BrasilHistoria da Ed. Física no Brasil
Historia da Ed. Física no Brasil
 
Historia da Ed. Física
Historia da Ed. FísicaHistoria da Ed. Física
Historia da Ed. Física
 
Primeiros Socorros
Primeiros SocorrosPrimeiros Socorros
Primeiros Socorros
 
Xadrez
XadrezXadrez
Xadrez
 
Atletismo: História, Modalidades e Regras
Atletismo: História, Modalidades e RegrasAtletismo: História, Modalidades e Regras
Atletismo: História, Modalidades e Regras
 
Anabolizantes e suplementos
Anabolizantes e suplementosAnabolizantes e suplementos
Anabolizantes e suplementos
 
Esportes no Brasil
Esportes no BrasilEsportes no Brasil
Esportes no Brasil
 
Introdução ao estudo da fisiologia: parte 01
Introdução ao estudo da fisiologia: parte 01Introdução ao estudo da fisiologia: parte 01
Introdução ao estudo da fisiologia: parte 01
 
Padrões de Beleza
Padrões de BelezaPadrões de Beleza
Padrões de Beleza
 
O que é Saúde
O que é SaúdeO que é Saúde
O que é Saúde
 
Princípios Básicos da Musculação
Princípios Básicos da MusculaçãoPrincípios Básicos da Musculação
Princípios Básicos da Musculação
 
Sistema Esquelético: questões comentadas
Sistema Esquelético: questões comentadasSistema Esquelético: questões comentadas
Sistema Esquelético: questões comentadas
 

Último

"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdflbgsouza
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxsfwsoficial
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarMODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarDouglasVasconcelosMa
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalDouglasVasconcelosMa
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 

Último (20)

"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarMODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 

Basquete: História, Regras e Fundamentos

  • 2.
  • 3. Histórico • Afirma-se que o basquete foi criado em 1891 por James Naismith, um pastor presbiteriano que era professor de Educação Física na Associação Cristã de Moços (ACM) de Springfield, Massachusetts, nos Estados Unidos
  • 4. Histórico • Alternativa de esporte no inverno • Cesta de frutas a 3,05 metros
  • 5. Histórico • As regras foram oficializadas, primeiro no próprio clube, no boletim da ACM em 1892, e mais tarde em 1932, com a fundação da Federação Internacional de Basquete Amador (FIBA).
  • 6. Histórico • O Brasil foi o primeiro país da América do Sul e o quinto do mundo a conhecer o Basquetebol. • Em 1896 o Professor americano Auguste Farnham Shaw (1865-1939) introduziu este esporte no Mackenzie College, na cidade de São Paulo
  • 7.
  • 8. Drible • É o ato de quicar a bola, utilizado para que o jogador possa se locomover; • Deve-se acompanhar o movimento de subida e descida da bola em vez de bater nela • Drible baixo (proteção) • Drible alto (velocidade)
  • 9. Passe • O Passe no Basquete é o ato de lançar a bola para uma jogador da mesma equipe. É um fundamento de ataque usado para deslocamento da equipe.
  • 10. Tipos de Passe • Passe de peito: • É o tipo de Passe mais comum no Basquete, é uma passe para curtas e médias distâncias, é uma passe rápido e a bola segue uma trajetória reta
  • 11. Tipos de Passe • Passe quicado: • É utilizado em curtas distancias. Nesse tipo de passe a bola toca o solo antes de alcançar o companheiro
  • 12. Tipos de Passe • Passe por cima: • O Passe por cima da cabeça no Basquete é realizado em curtas distancias, lançando a bola por cima do marcador
  • 13. Tipos de Passe • Passe de ombro: • É utilizado para alcançar longas distancias, muito utilizado em jogadas de contra-ataque, quando se quer realizar um passe longo para pegar a defesa adversária desarrumada
  • 14. Arremesso • O Arremesso no Basquete é uma ação de ataque que tem como objetivo realizar uma cesta (pontos)
  • 15. Tipos de Arremesso • Com uma das mãos: • É um arremesso simples, geralmente utilizados nos lances livres
  • 16. Tipos de Arremesso • Arremesso Jump: • Dá mais impulsão para a bola, melhor para distâncias maiores ou para jogar por cima dos defensores
  • 17. Tipos de Arremesso • Arremesso de Bandeja: • Quando o jogador da equipe atacante consegue chegar muito próximo da cesta. É um arremesso de grande eficiência
  • 18. Rebote • O Rebote no Basquete é o ato de pegar a bola após um Arremesso não convertido
  • 19.
  • 21. Quadra de Jogo • As linhas limítrofes não fazem parte da quadra
  • 22. Quadra de Jogo • Cesta e Tabela
  • 23. Equipe • Máximo 21 pessoas: • 5 titulares • 7 reservas • 1 técnico • 8 membros
  • 24. Uniformes • Não podem ter mangas compridas • A numeração pode ser de 0 a 99 • A equipe da casa joga com uma cor clara e a visitante com uma cor escura
  • 25. Duração • 4 quartos de 10 minutos • Intervalos: 2min, 15min, 2mim • Empate: Prorrogações de 5 minutos
  • 26. Início dos Quartos • 1º quarto inicia quando a bola deixar a mão do árbitro • Todos os outros (incluindo prorrogações) iniciam quando a bola estiver com o jogador que irá realizar a reposição lateral • As equipes trocam de lado apenas ao final do segundo quarto
  • 27. Manejo da Bola • Durante a partida, a bola é jogada somente com a(s) mão(s) e pode ser passada, lançada, tapeada, rolada ou driblada em qualquer direção • Um jogador não poderá correr com a bola, deliberadamente chutá-la ou bloqueá-la com qualquer parte das pernas ou golpeá-la com o punho
  • 28. Manejo da Bola • Ao segurar a bola um pé deve ficar fixo no chão (pé de pivô) e o outro pode se movimentar livremente • É permitido dar até 2 passos segurando a bola • Após o 2º passo é obrigatório o drible
  • 29. Cestas e Pontos • Cesta convertida de um Lance Livre vale 01 ponto • Cesta convertida na região delimitada pela linha de 3 pontos vale 02 pontos • Cesta convertida fora da região delimitada pela linha de 3 pontos vale 03 pontos
  • 30. Cestas e Pontos Existe “cesta contra” no Basquete?
  • 31. Substituições • Ilimitadas • Devem ser feitas durante a “oportunidade de substituição” • O substituto faz a solicitação
  • 32. Bola fora • A bola está fora da quadra quando ela toca: • Um jogador ou qualquer outra pessoa que está fora da quadra. • O piso ou qualquer outro objeto em cima, sobre ou fora da linha limítrofe. • O suporte da tabela, a parte posterior da tabela ou qualquer objeto acima da quadra de jogo.
  • 33. Reposição • O jogador que está fazendo a reposição não poderá: • Levar mais que 5 segundos para soltar a bola. • Pisar na quadra de jogo enquanto tiver a bola em sua(s) mão(s). • Fazer com que a bola toque fora da quadra de jogo após ela ter sido lançada na reposição. • Tocar a bola na quadra de jogo antes que ela tenha tocado outro jogador. • Fazer a bola entrar na cesta diretamente.
  • 34. 3 segundos • Um jogador não deverá permanecer na área restritiva dos oponentes por mais de 3 segundos consecutivos, enquanto sua equipe está com o controle de uma bola viva
  • 35. 5 segundos • Um jogador pode ficar em contato com a bola por no máximo 5 segundos
  • 36. 8 segundos • Uma equipe tem até 8 segundos para passar da zona de defesa para a zona de ataque • Após chegar à zona de ataque não pode voltar para a zona de defesa
  • 37. 24 segundos • Uma equipe tem até 24 segundos para lançar a bola na cesta
  • 38. Lance livre • A partir da 5ª falta de equipe: 2 lances livres • Falta no momento do arremesso: 1, 2 ou 3 lances livres
  • 39. Tipos de Falta • Falta pessoal • Falta técnica • Falta antidesportiva • Falta desqualificante
  • 40. Falta Pessoal • Uma falta pessoal é um contato ilegal com um oponente • Se a falta for cometida em um jogador que não está no ato do arremesso o jogo será reiniciado com uma reposição pela equipe não infratora, no local mais próximo da infração
  • 42. Falta Técnica • Uma falta técnica é uma falta de jogador que não envolve contato e de natureza comportamental • A equipe infratora será penalizada com 1 lance livre
  • 43. Falta Antidesportiva • Claro objetivo de marcar falta • Lance(s) livre(s) serão concedidos ao jogador que sofreu a falta Um jogador deverá ser desqualificado pelo restante do jogo quando ele for sancionado com 2 faltas técnicas, ou 2 faltas antidesportivas, ou 1 falta antidesportiva e 1 falta técnica
  • 44. Falta Desqualificante • Uma falta desqualificante é qualquer ação antidesportiva flagrante • Lances livres: • A quem sofreu a falta • A outro jogador
  • 45. Falta de Equipe • Uma falta de equipe é uma falta pessoal, técnica, antidesportiva ou desqualificante cometida por um jogador. • Uma equipe está em situação de penalidade de falta de equipe depois que tiver cometido 4 faltas de equipe em um quarto