SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
Baixar para ler offline
Handebol na escola
EDUCAÇÃO FÍSICA E A CULTURA CORPORAL
Profº. Evandro Spironello de Miranda
O que é o Handebol?
É um esporte coletivo, jogado por
duas equipes de sete jogadores, tendo
como objetivo arremessar a bola com
as mãos em direção ao gol.
Origem
• O handebol é um esporte
coletivo de origem alemã,
tendo como criador o professor
Karl Schelenz, por volta de
1914.
• Nesta fase inicial, as partidas
de handebol eram realizadas
em campos gramados
parecidos com de futebol.
Assim como no futebol de
campo, cada equipe de
handebol era composta por
onze jogadores.
Regras
A quadra
Regras básicas
• A duração da partida são dois tempos de 30
minutos;
• a equipe é composta por 7 jogadores: 6 na linha
e 1 no gol;
• durante o jogo cada equipe pode fazer cinco
substituições;
• as substituições são feitas na área de
substituições e sem a interrupção do jogo.
Regras básicas
ÁREA DO GOL
•Fica entre a linha de fundo e a linha dos 6
metros;
•somente o goleiro pode permanecer na área de
gol;
•o jogador (defensor) que penetrar nesta área
será punido com um tiro livre;
•o jogador que tiver invadido esta área depois de
ter arremessado em gol, não sofrerá punição,
desde que esta ação não resulte em prejuízo para
o adversário.
Regras básicas
ÁREA DO GOL
GOLEIRO: O goleiro é o único jogador que pode
se deslocar em qualquer local da quadra; é o
único que pode utilizar os pés, desde que dentro
de sua área, para a defesa da bola. Fora da sua
área deve jogar como qualquer jogador de quadra.
GOL: Somente será considerado gol quando a
bola for lançada para o gol e ultrapassar
totalmente a linha de gol, por dentro da baliza.
Regras básicas
CONTROLE DE BOLA
•É permitido no manejo da bola: lançar, bater,
empurrar, socar, parar e pegar a bola de qualquer
maneira, desde que com a ajuda das mãos,
braços, tronco, cabeça, coxas e joelhos;
•segurar a bola por no máximo três segundos,
mesmo ela estando no chão;
•fazer o máximo de três passos com a bola na
mão;
•é proibido utilizar os pés na bola.
Regras básicas
TIRO DE META
•É ordenado quando, antes de ultrapassar a linha de
fundo a bola tenha tocado por último em um jogador
da equipe atacante ou no goleiro da equipe
defensora, estando este dentro de sua área de gol;
•deverá ser cobrado dentro da área do goleiro, e
somente ele poderá colocar a bola em jogo.
Regras básicas
ESCANTEIO
•É ordenado quando a bola ultrapassar a linha de
fundo tendo tocado por último em um jogador da
defesa (sem que o goleiro desta tenha tocado na
bola);
•o lance é cobrado no ponto de inserção da linha de
fundo e linha lateral, do lado em que saiu a bola.
Regras básicas
TIRO LATERAL
•O tiro de lateral é ordenado quando a bola
ultrapassa totalmente a linha lateral;
•a cobrança deve ser realizada pela equipe
contrária a que tocou por último na bola com um
dos pés em cima da linha lateral e o outro fora da
quadra; caso isso seja desrespeitado o árbitro
pode mandar repetir a cobrança ou aplicar a
reversão, dando o direito de cobrança a equipe
adversária.
Regras básicas
TIRO DE 7 METROS
•Este tiro é ordenado em caso de faltas graves sobre o
adversário;
•no momento da cobrança os jogadores da defesa e do
ataque deverão se posicionar atrás da linha dos 9
metros (tiro livre);
•o jogador que for cobrar deverá manter um pé fixo na
linha de 7 metros, não podendo invadi-la ou mover este
pé.
Regras básicas
TIRO LIVRE
É ordenado tiro livre nos seguintes casos:
•Entrada ou saída irregular de um jogador;
•mau comportamento;
•faltas cometidas na área do gol;
•lançamento intencional para a sua área do gol;
•execução ou conduta irregular nos tiros de lateral,
escanteio, livre, tiro de meta e 7 metros;
•conduta antidesportiva.
Regras básicas
COMPORTAMENTO COM O OPONENTE
É permitido:
• Utilizar os braços ou as mãos para se apoderar da bola;
• tirar a bola das mãos do adversário com as mãos
abertas, não importando de que lado;
• bloquear o caminho do adversário com o corpo.
É proibido:
• Arrancar a bola do adversário com uma ou duas mãos;
• bater com o punho na bola que o mesmo tenha nas
mãos.
Regras básicas
PRINCIPAIS FALTAS
•Agarrar, segurar o adversário ou empurrar;
•socar a bola com o intuito de desviá-la do
adversário;
•invasão na área do goleiro;
•usar os pés para defender-se ou apossar-se da
bola;
•ficar por mais de três segundos com a bola;
•der mais de 3 passos sem bater ou então passar
a bola;
•jogar-se sobre a bola que está no jogo rolando na
área.
Regras básicas
PUNIÇÕES
As punições são bastante rígidas e variam desde a
advertência com cartão amarelo até a desqualificação do
jogador com o cartão vermelho.
•Advertência verbal: recomendação verbal em caso
inadequado as regras do jogo;
•Cartão amarelo: serve como advertência ao jogador, em
geral é usado em reclamações e algumas faltas;
•Dois minutos (exclusão): esta punição é dada a faltas
violentas, o jogador que receber esta punição tem que ficar
fora do jogo por dois minutos, e o time fica este tempo com
um jogador a menos;
•Cartão vermelho (desqualificação): esta punição é dada
sob atitudes antidesportivas, o jogador deve abandonar
imediatamente a quadra e da área de substituição.
Fundamentos Técnicos
• Finta: ação de
ludibriar o oponente,
sem a posse de bola;
• Drible: ação de
enganar com a posse
de bola;
• Arremesso: ação de
enviar a bola ao gol,
de preferência com
uma mão.
• Empunhadura: forma
de segurar a bola;
• Condução: ação de
se locomover sob
posse de bola;
• Passe: enviar a bola
ao colega.
Fundamentos Técnicos
Armador central;
Meias Armadores;
Pontas;
Pivô.
Fundamentos Táticos
Armador Central
• É a locomotiva do time no ataque. Este
jogador está no centro e comanda o time,
deve ter um grande repertório de passes.
Meias Armadores
• O combustível do ataque, possuem os
mais fortes arremessos e geralmente são
os mais altos.
Os Pontas
• Os pontas são velozes e ágeis e devem
possuir a capacidade de arremessar em
ângulos fechados. A força não é
importante e sim a pontaria.
Pivô
• O grande arremessador, seu objetivo é
abrir espaço na defesa adversária, deve
ser forte e ágil para deslocar-se dentro da
defesa adversária.
Sistema 5x1- DEFESA
No Sistema tático 5 x 1, cinco jogadores da equipe que
se defende distribuem-se na frente da área de goleiro,
dando combate aos adversários que transitam por suas
zonas.
Sistema 5x1 - ATAQUE
• O sistema 5 x 1, quando uma equipe ataca, cinco jogadores
permanecem fora da área de tiro livre, e o pivô permanece dentro
da área atrapalhando o sistema defensivo do adversário.
E aí, vamos jogar?!
evandrolhp@hotmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escolaevandrolhp
 
Educação Física - Voleibol
Educação Física - VoleibolEducação Física - Voleibol
Educação Física - Voleibolantoniavieira
 
Basquete: História, Regras e Fundamentos
Basquete: História, Regras e FundamentosBasquete: História, Regras e Fundamentos
Basquete: História, Regras e FundamentosProf. Saulo Bezerra
 
Slide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. físicaSlide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. físicaLisleia Macedo
 
Voleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentosVoleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentosProf. Saulo Bezerra
 
Slide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. físicaSlide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. físicaadnete
 
Handebol apresentação
Handebol apresentaçãoHandebol apresentação
Handebol apresentaçãojoaovitorufjf
 
Futebol apresentação
Futebol apresentaçãoFutebol apresentação
Futebol apresentaçãoDany Lopes
 
Futebol
FutebolFutebol
FutebolLuis
 
Futsal jogadores e sistemas táticos
Futsal  jogadores e sistemas táticosFutsal  jogadores e sistemas táticos
Futsal jogadores e sistemas táticosAna Carolina
 
Tênis de mesa na escola
Tênis de mesa na escolaTênis de mesa na escola
Tênis de mesa na escolaevandrolhp
 

Mais procurados (20)

Basquete, regras e fundamentos
Basquete, regras e fundamentosBasquete, regras e fundamentos
Basquete, regras e fundamentos
 
A Historia do Voleibol
A Historia do Voleibol A Historia do Voleibol
A Historia do Voleibol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
 
Educação Física - Voleibol
Educação Física - VoleibolEducação Física - Voleibol
Educação Física - Voleibol
 
Basquete: História, Regras e Fundamentos
Basquete: História, Regras e FundamentosBasquete: História, Regras e Fundamentos
Basquete: História, Regras e Fundamentos
 
Futsal
Futsal Futsal
Futsal
 
Slide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. físicaSlide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. física
 
Voleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentosVoleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentos
 
Slide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. físicaSlide de futsal para aula de ed. física
Slide de futsal para aula de ed. física
 
Voleibol, regras e fundamentos
Voleibol, regras e fundamentosVoleibol, regras e fundamentos
Voleibol, regras e fundamentos
 
Handebol apresentação
Handebol apresentaçãoHandebol apresentação
Handebol apresentação
 
Futebol apresentação
Futebol apresentaçãoFutebol apresentação
Futebol apresentação
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Aula sobre futsal
Aula sobre futsal Aula sobre futsal
Aula sobre futsal
 
Fundamentos do Futsal
Fundamentos do FutsalFundamentos do Futsal
Fundamentos do Futsal
 
Futsal jogadores e sistemas táticos
Futsal  jogadores e sistemas táticosFutsal  jogadores e sistemas táticos
Futsal jogadores e sistemas táticos
 
Tênis de mesa na escola
Tênis de mesa na escolaTênis de mesa na escola
Tênis de mesa na escola
 

Destaque

Regras básicas de handebol
Regras básicas de handebolRegras básicas de handebol
Regras básicas de handebolDeise Gomes
 
Regras básicas do handebol
Regras básicas do handebolRegras básicas do handebol
Regras básicas do handebolharoldo57
 
Regras simplificadas do handebol
Regras simplificadas do handebolRegras simplificadas do handebol
Regras simplificadas do handebolCassio Trevisan
 
Handebol teórica
Handebol   teóricaHandebol   teórica
Handebol teóricaNetKids
 
Andebol educação física
Andebol educação físicaAndebol educação física
Andebol educação físicaDaniela Aguiar
 
Jogos pre desportivos na escola
Jogos pre desportivos na escolaJogos pre desportivos na escola
Jogos pre desportivos na escolaevandrolhp
 
Apresentação andebol
Apresentação andebol Apresentação andebol
Apresentação andebol Debora Tavares
 
Processos de iniciação do handebol
Processos de iniciação do handebolProcessos de iniciação do handebol
Processos de iniciação do handebolcoordenadoria02
 
O andebol
O andebolO andebol
O andebolbamp
 
Planejamento anual da Educação Física
Planejamento anual da Educação FísicaPlanejamento anual da Educação Física
Planejamento anual da Educação FísicaKain2014
 

Destaque (20)

Regras básicas de handebol
Regras básicas de handebolRegras básicas de handebol
Regras básicas de handebol
 
Regras básicas do handebol
Regras básicas do handebolRegras básicas do handebol
Regras básicas do handebol
 
Handebol Aula
Handebol  AulaHandebol  Aula
Handebol Aula
 
Regras simplificadas do handebol
Regras simplificadas do handebolRegras simplificadas do handebol
Regras simplificadas do handebol
 
Handebol teórica
Handebol   teóricaHandebol   teórica
Handebol teórica
 
Andebol educação física
Andebol educação físicaAndebol educação física
Andebol educação física
 
Handebol 2010
Handebol 2010Handebol 2010
Handebol 2010
 
Jogos pre desportivos na escola
Jogos pre desportivos na escolaJogos pre desportivos na escola
Jogos pre desportivos na escola
 
Apresentação andebol
Apresentação andebol Apresentação andebol
Apresentação andebol
 
Processos de iniciação do handebol
Processos de iniciação do handebolProcessos de iniciação do handebol
Processos de iniciação do handebol
 
Regras oficiais andebol
Regras oficiais andebolRegras oficiais andebol
Regras oficiais andebol
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Apostila de handebol
Apostila de handebolApostila de handebol
Apostila de handebol
 
O andebol
O andebolO andebol
O andebol
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Andebol - Nível Introdução
Andebol - Nível IntroduçãoAndebol - Nível Introdução
Andebol - Nível Introdução
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol
 
andebol
andebolandebol
andebol
 
Planejamento anual da Educação Física
Planejamento anual da Educação FísicaPlanejamento anual da Educação Física
Planejamento anual da Educação Física
 

Semelhante a Handebol na escola

Semelhante a Handebol na escola (20)

Handebol Professor Stefano Atualizado.ppt
Handebol Professor Stefano Atualizado.pptHandebol Professor Stefano Atualizado.ppt
Handebol Professor Stefano Atualizado.ppt
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
 
HANDEBOL.ppt
HANDEBOL.pptHANDEBOL.ppt
HANDEBOL.ppt
 
Apresentação andebol.pdf
Apresentação andebol.pdfApresentação andebol.pdf
Apresentação andebol.pdf
 
Olimpíadas
OlimpíadasOlimpíadas
Olimpíadas
 
Andebol.ppt
Andebol.pptAndebol.ppt
Andebol.ppt
 
Handebol
Handebol Handebol
Handebol
 
Handebol Aula
Handebol  AulaHandebol  Aula
Handebol Aula
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
 
Apostila handebol
Apostila handebolApostila handebol
Apostila handebol
 
Andebol
Andebol Andebol
Andebol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Andebol - tudo
Andebol - tudoAndebol - tudo
Andebol - tudo
 
Apresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdfApresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdf
 
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto HeppHandebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
 
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptxSLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
 

Mais de evandrolhp

Xadrez na escola
Xadrez na escolaXadrez na escola
Xadrez na escolaevandrolhp
 
Corrida de orientação na escola
Corrida de orientação na escolaCorrida de orientação na escola
Corrida de orientação na escolaevandrolhp
 
Atletismo na escola
Atletismo na escolaAtletismo na escola
Atletismo na escolaevandrolhp
 
Ginástica rítmica na escola
Ginástica rítmica na escolaGinástica rítmica na escola
Ginástica rítmica na escolaevandrolhp
 
Tchoukbol na escola
Tchoukbol na escolaTchoukbol na escola
Tchoukbol na escolaevandrolhp
 
Basquetebol na escola
Basquetebol na escolaBasquetebol na escola
Basquetebol na escolaevandrolhp
 
Tchoukbol na escola
Tchoukbol na escolaTchoukbol na escola
Tchoukbol na escolaevandrolhp
 
Badminton na escola
Badminton na escolaBadminton na escola
Badminton na escolaevandrolhp
 
Quimbol na Escola
Quimbol na EscolaQuimbol na Escola
Quimbol na Escolaevandrolhp
 
Jogos cooperativos na escola
Jogos cooperativos na escolaJogos cooperativos na escola
Jogos cooperativos na escolaevandrolhp
 

Mais de evandrolhp (12)

Xadrez na escola
Xadrez na escolaXadrez na escola
Xadrez na escola
 
Catira
CatiraCatira
Catira
 
Corrida de orientação na escola
Corrida de orientação na escolaCorrida de orientação na escola
Corrida de orientação na escola
 
Atletismo na escola
Atletismo na escolaAtletismo na escola
Atletismo na escola
 
Ginástica rítmica na escola
Ginástica rítmica na escolaGinástica rítmica na escola
Ginástica rítmica na escola
 
Tchoukbol na escola
Tchoukbol na escolaTchoukbol na escola
Tchoukbol na escola
 
Basquetebol na escola
Basquetebol na escolaBasquetebol na escola
Basquetebol na escola
 
Tchoukbol na escola
Tchoukbol na escolaTchoukbol na escola
Tchoukbol na escola
 
Badminton na escola
Badminton na escolaBadminton na escola
Badminton na escola
 
Rugby
RugbyRugby
Rugby
 
Quimbol na Escola
Quimbol na EscolaQuimbol na Escola
Quimbol na Escola
 
Jogos cooperativos na escola
Jogos cooperativos na escolaJogos cooperativos na escola
Jogos cooperativos na escola
 

Último

Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 

Último (20)

Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 

Handebol na escola

  • 1. Handebol na escola EDUCAÇÃO FÍSICA E A CULTURA CORPORAL Profº. Evandro Spironello de Miranda
  • 2. O que é o Handebol? É um esporte coletivo, jogado por duas equipes de sete jogadores, tendo como objetivo arremessar a bola com as mãos em direção ao gol.
  • 3. Origem • O handebol é um esporte coletivo de origem alemã, tendo como criador o professor Karl Schelenz, por volta de 1914. • Nesta fase inicial, as partidas de handebol eram realizadas em campos gramados parecidos com de futebol. Assim como no futebol de campo, cada equipe de handebol era composta por onze jogadores.
  • 5. Regras básicas • A duração da partida são dois tempos de 30 minutos; • a equipe é composta por 7 jogadores: 6 na linha e 1 no gol; • durante o jogo cada equipe pode fazer cinco substituições; • as substituições são feitas na área de substituições e sem a interrupção do jogo.
  • 6. Regras básicas ÁREA DO GOL •Fica entre a linha de fundo e a linha dos 6 metros; •somente o goleiro pode permanecer na área de gol; •o jogador (defensor) que penetrar nesta área será punido com um tiro livre; •o jogador que tiver invadido esta área depois de ter arremessado em gol, não sofrerá punição, desde que esta ação não resulte em prejuízo para o adversário.
  • 7. Regras básicas ÁREA DO GOL GOLEIRO: O goleiro é o único jogador que pode se deslocar em qualquer local da quadra; é o único que pode utilizar os pés, desde que dentro de sua área, para a defesa da bola. Fora da sua área deve jogar como qualquer jogador de quadra. GOL: Somente será considerado gol quando a bola for lançada para o gol e ultrapassar totalmente a linha de gol, por dentro da baliza.
  • 8. Regras básicas CONTROLE DE BOLA •É permitido no manejo da bola: lançar, bater, empurrar, socar, parar e pegar a bola de qualquer maneira, desde que com a ajuda das mãos, braços, tronco, cabeça, coxas e joelhos; •segurar a bola por no máximo três segundos, mesmo ela estando no chão; •fazer o máximo de três passos com a bola na mão; •é proibido utilizar os pés na bola.
  • 9. Regras básicas TIRO DE META •É ordenado quando, antes de ultrapassar a linha de fundo a bola tenha tocado por último em um jogador da equipe atacante ou no goleiro da equipe defensora, estando este dentro de sua área de gol; •deverá ser cobrado dentro da área do goleiro, e somente ele poderá colocar a bola em jogo.
  • 10. Regras básicas ESCANTEIO •É ordenado quando a bola ultrapassar a linha de fundo tendo tocado por último em um jogador da defesa (sem que o goleiro desta tenha tocado na bola); •o lance é cobrado no ponto de inserção da linha de fundo e linha lateral, do lado em que saiu a bola.
  • 11. Regras básicas TIRO LATERAL •O tiro de lateral é ordenado quando a bola ultrapassa totalmente a linha lateral; •a cobrança deve ser realizada pela equipe contrária a que tocou por último na bola com um dos pés em cima da linha lateral e o outro fora da quadra; caso isso seja desrespeitado o árbitro pode mandar repetir a cobrança ou aplicar a reversão, dando o direito de cobrança a equipe adversária.
  • 12. Regras básicas TIRO DE 7 METROS •Este tiro é ordenado em caso de faltas graves sobre o adversário; •no momento da cobrança os jogadores da defesa e do ataque deverão se posicionar atrás da linha dos 9 metros (tiro livre); •o jogador que for cobrar deverá manter um pé fixo na linha de 7 metros, não podendo invadi-la ou mover este pé.
  • 13. Regras básicas TIRO LIVRE É ordenado tiro livre nos seguintes casos: •Entrada ou saída irregular de um jogador; •mau comportamento; •faltas cometidas na área do gol; •lançamento intencional para a sua área do gol; •execução ou conduta irregular nos tiros de lateral, escanteio, livre, tiro de meta e 7 metros; •conduta antidesportiva.
  • 14. Regras básicas COMPORTAMENTO COM O OPONENTE É permitido: • Utilizar os braços ou as mãos para se apoderar da bola; • tirar a bola das mãos do adversário com as mãos abertas, não importando de que lado; • bloquear o caminho do adversário com o corpo. É proibido: • Arrancar a bola do adversário com uma ou duas mãos; • bater com o punho na bola que o mesmo tenha nas mãos.
  • 15. Regras básicas PRINCIPAIS FALTAS •Agarrar, segurar o adversário ou empurrar; •socar a bola com o intuito de desviá-la do adversário; •invasão na área do goleiro; •usar os pés para defender-se ou apossar-se da bola; •ficar por mais de três segundos com a bola; •der mais de 3 passos sem bater ou então passar a bola; •jogar-se sobre a bola que está no jogo rolando na área.
  • 16. Regras básicas PUNIÇÕES As punições são bastante rígidas e variam desde a advertência com cartão amarelo até a desqualificação do jogador com o cartão vermelho. •Advertência verbal: recomendação verbal em caso inadequado as regras do jogo; •Cartão amarelo: serve como advertência ao jogador, em geral é usado em reclamações e algumas faltas; •Dois minutos (exclusão): esta punição é dada a faltas violentas, o jogador que receber esta punição tem que ficar fora do jogo por dois minutos, e o time fica este tempo com um jogador a menos; •Cartão vermelho (desqualificação): esta punição é dada sob atitudes antidesportivas, o jogador deve abandonar imediatamente a quadra e da área de substituição.
  • 17. Fundamentos Técnicos • Finta: ação de ludibriar o oponente, sem a posse de bola; • Drible: ação de enganar com a posse de bola; • Arremesso: ação de enviar a bola ao gol, de preferência com uma mão.
  • 18. • Empunhadura: forma de segurar a bola; • Condução: ação de se locomover sob posse de bola; • Passe: enviar a bola ao colega. Fundamentos Técnicos
  • 20. Armador Central • É a locomotiva do time no ataque. Este jogador está no centro e comanda o time, deve ter um grande repertório de passes.
  • 21. Meias Armadores • O combustível do ataque, possuem os mais fortes arremessos e geralmente são os mais altos.
  • 22. Os Pontas • Os pontas são velozes e ágeis e devem possuir a capacidade de arremessar em ângulos fechados. A força não é importante e sim a pontaria.
  • 23. Pivô • O grande arremessador, seu objetivo é abrir espaço na defesa adversária, deve ser forte e ágil para deslocar-se dentro da defesa adversária.
  • 24. Sistema 5x1- DEFESA No Sistema tático 5 x 1, cinco jogadores da equipe que se defende distribuem-se na frente da área de goleiro, dando combate aos adversários que transitam por suas zonas.
  • 25. Sistema 5x1 - ATAQUE • O sistema 5 x 1, quando uma equipe ataca, cinco jogadores permanecem fora da área de tiro livre, e o pivô permanece dentro da área atrapalhando o sistema defensivo do adversário.
  • 26. E aí, vamos jogar?! evandrolhp@hotmail.com