SlideShare uma empresa Scribd logo
Fundamentos Pedagógicos em Enfermagem 
CONTAGEM, 2014
Disciplina: Fundamentos Pedagógicos em Enfermagem 
Discentes: Gabriella Regina Tomé Bruno 
Paulo Leonardo Queiroz 
Orientador: Profº Vilmar de Carvalho Vilaça 
CONTAGEM, 2014
Não há saber mais ou saber menos. 
Há saberes diferentes. 
(Paulo Freire)
No início as práticas de saúde eram realizadas 
de forma instintivas prática do cuidar nos 
grupos nômades primitivos, consistiam em 
ações que garantiam ao homem a manutenção 
da sobrevivência.

Recomendado para você

Atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde: foco no vínculo e na visita do...
Atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde: foco no vínculo e na visita do...Atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde: foco no vínculo e na visita do...
Atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde: foco no vínculo e na visita do...

Material elaborado para Agentes Comunitários de Saúde e equipes de saúde e de equipes de atenção Básica, a partir da portaria 2436 de 21 de setembro de 2017 (Nova Política Nacional de Atenção Básica)

acsagente comunitário de saúdevisita domiciliar
Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher (PNAISM)
Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher (PNAISM)Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher (PNAISM)
Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher (PNAISM)

O documento discute a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher no Brasil, apresentando sua história desde 1983, seus objetivos gerais e específicos de fornecer atenção humanizada às mulheres em diferentes situações relacionadas à saúde, e a situação atual dos esforços para implementar a política.

pnaismepidemiologiasaude
SUS - Aula
SUS - AulaSUS - Aula
SUS - Aula

O documento resume os principais conceitos do Sistema Único de Saúde brasileiro (SUS), incluindo sua criação pela Lei 8080/90 para prover assistência pública e gratuita a todos os cidadãos. Ele também discute os princípios do SUS como universalidade, equidade e integralidade, assim como suas doutrinas de regionalização, hierarquização e resolubilidade. Por fim, explica as ações de promoção, proteção, recuperação e reabilitação da saúde realizadas pelo SUS.

sussussus
Década de 1990: 
Surge a necessidade de especialização da 
enfermagem para responder às expectativas 
hospitalares , resgatando a saúde pública no 
Brasil. 
Lei 7498/86: Consulta de enfermagem; A 
educação em saúde com ênfase no auto-cuidado; 
Incentivo à inter e 
multidisciplinaridade.
Educação em saúde
Educação em saúde
Educação em saúde

Recomendado para você

Saúde do Idoso - Disciplina Processo Saúde Doença e Educação em Saúde.
Saúde do Idoso - Disciplina Processo Saúde Doença e Educação em Saúde.Saúde do Idoso - Disciplina Processo Saúde Doença e Educação em Saúde.
Saúde do Idoso - Disciplina Processo Saúde Doença e Educação em Saúde.

O documento discute vários tópicos relacionados ao envelhecimento saudável e à atuação do enfermeiro com idosos, incluindo osteoporose, quedas, depressão, sexualidade na terceira idade e cuidados para promover o envelhecimento ativo. O enfermeiro deve orientar idosos e famílias sobre estilos de vida saudáveis, prevenir agravos comuns na velhice e auxiliar os idosos a manter qualidade de vida e autonomia.

Historia Da Enfermagem
Historia Da EnfermagemHistoria Da Enfermagem
Historia Da Enfermagem

O documento descreve a história da enfermagem desde suas origens como profissão exercida por prostitutas e freiras até seu desenvolvimento moderno. Destaca a pioneira Ana Néri, primeira enfermeira brasileira que prestou serviços voluntários nos hospitais militares durante a Guerra do Paraguai, e Florence Nightingale, que inaugurou a primeira escola de enfermagem na Inglaterra.

quimioterapia enfermagem anti-neoplasicos medicame
SISTEMA UNICO DE SAUDE - RESUMAO
SISTEMA UNICO DE SAUDE - RESUMAOSISTEMA UNICO DE SAUDE - RESUMAO
SISTEMA UNICO DE SAUDE - RESUMAO

O documento descreve a história e os princípios do Sistema Único de Saúde brasileiro (SUS). O SUS foi criado pela Constituição de 1988 para garantir o direito universal à saúde no Brasil de forma gratuita e igualitária. Ele é financiado por impostos e gerido em conjunto pelos governos federal, estaduais e municipais. O documento também discute alguns avanços do SUS, como maior acesso a serviços e melhorias na qualidade do atendimento, apesar de desafios como filas e falta de recursos.

Educação em saúde
A se movimentar... A esclarecer dúvidas...
Educação em saúde
Educação em saúde

Recomendado para você

Saúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagemSaúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagem

O trabalho da Equipe de Saúde da Família tem diversas características e atribuições. O trabalho com uma população adscrita ao longo do tempo são estratégias para favorecer o desenvolvimento de vínculo, longitudinalidade, coordenação do cuidado e integralidade nas ações realizadas.

enfermagemsaude do adulto
Estrategia de Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NA...
Estrategia de Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NA...Estrategia de Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NA...
Estrategia de Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NA...

A Estratégia Saúde da Família visa reorganizar a atenção básica no Brasil de acordo com os princípios do SUS, promovendo equipes multidisciplinares mínimas compostas por médico, enfermeiro, agente comunitário e auxiliar para atender famílias, realizar atividades de prevenção e garantir continuidade do tratamento. O NASF foi criado para ampliar a assistência na atenção primária por meio de parcerias entre a ESF e profissionais de diferentes áreas.

medicinafisioterapiaestratégia
História da enfermagem
História da enfermagemHistória da enfermagem
História da enfermagem

retrospectiva do desenvolvimento das práticas de saúde e, em particular da Enfermagem, no mundo primitivo, medieval e moderno.

história enfermagem
 O enfermeiro tem a função 
de orientar a população 
dentro do contexto em que 
vive. Respeitando suas 
crenças e saberes, afim de 
tornar íntima e confiável a 
relação da equipe de saúde 
e o público atendido.
Saúde e educação são 
fatores fundamentais 
para o crescimento 
intelectual e 
conscientização coletiva, 
a fim de que a população 
possa promover a sua 
própria defesa sanitária. 
(GAZZINELLI et al., 2005; VILLA et 
al., 2009)
O profissional de saúde deve ser 
sensível a realidade de cada 
população abrindo espaço para o 
dialogo, desta forma pode alcançar 
resultados muito mais efetivos. 
O Trabalho de Educação em saúde 
não pode ser pautado apenas no 
conhecimento cientifico dos 
profissionais, sob pena de perder a 
relação de proximidade com a 
clientela. Deve-se manter uma relação 
respeitosa diante do saber popular, 
afim de não perder o vínculo tão 
necessário numa relação de parceria 
com a população. Estabelecido esse 
vínculo deve aos poucos e com 
cautela introduzir as mudanças nos 
hábitos populares.
As campanhas e ações de divulgação da saúde são de fundamental 
importância para que se façam conhecer os riscos, formas de 
prevenção e contágio. Educar para prevenir agravos.

Recomendado para você

Atenção Primária à Saúde
Atenção Primária à SaúdeAtenção Primária à Saúde
Atenção Primária à Saúde

O documento discute os principais aspectos da Atenção Primária à Saúde (APS) no Brasil. Apresenta os atributos essenciais da APS segundo Starfield, como primeiro contato, longitudinalidade, integralidade, coordenação, orientação familiar e comunitária. Também destaca a importância da APS para o Sistema Único de Saúde brasileiro e sua organização por meio da Estratégia Saúde da Família.

sussaúde mental da criança e do adolescentesaude
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...

O documento discute a organização da Rede de Atenção Psicossocial no Sistema Único de Saúde brasileiro. Ele descreve os três momentos da Reforma Psiquiátrica no país desde 1978, os pressupostos históricos que levaram a essa reforma, as leis e políticas implementadas, como a Lei 10.216 de 2001, e os componentes e diretrizes da rede de serviços de saúde mental.

atenção psicossocial; enfermagem; politicas de s
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE  POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE

O documento discute as políticas públicas de saúde no Brasil. Ele define políticas públicas como conjuntos de programas e ações implementadas pelo governo para garantir direitos dos cidadãos. Apresenta o Sistema Único de Saúde como uma política pública que visa garantir o direito à saúde para todos os brasileiros. Também discute outros exemplos de políticas públicas de saúde no país como a Saúde da Família e campanhas de vacinação.

política pública de saúdecontrole socialpacto pela vida
A nova proposta governamental de Educar para a 
saúde abre um novo horizonte para o modelo 
assistencial no Brasil. Exige cada vez maior 
empenho e dedicação dos profissionais de saúde, 
sobre tudo na atenção Básica, onde o profissional 
tem contato direto com a população. Torna-os 
praticamente parte da família pois a eles são 
abertas as portas dos lares e confidenciados 
segredos e intimidades. Nosso grande desafio 
enquanto Enfermeiros educadores e 
coordenadores de equipes de saúde é manter este 
pacto de confiança no qual a grande recompensa 
é o ganho de saúde e qualidade de vida da 
população.
Educação em saúde
 Artigos: 
Da educação sanitária para a educação em saúde(1980-1992): 
discursos e práticas: Rogério Dias Renovato, Maria Helena 
Salgado Bagnato. Disponível em: 
http://www.fen.ufg.br/fen_revista/v14/n1/pdf/v14n1a09.pdf 
A emergência da educação e ensino da saúde; Ricardo Burg 
Ceccim; Disponível em: 
http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faenfi/article/viewF 
ile/3859/2936 
Imagens: http://portalsaude.saude.gov.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula saúde do idoso - turma regular
Aula saúde do idoso - turma regularAula saúde do idoso - turma regular
Aula saúde do idoso - turma regular
Ismael Costa
 
Modelos assistenciais de saúde
Modelos assistenciais de saúdeModelos assistenciais de saúde
Modelos assistenciais de saúde
Leticia Passos
 
Estratégia saúde da família
Estratégia saúde da famíliaEstratégia saúde da família
Estratégia saúde da família
Ruth Milhomem
 
Atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde: foco no vínculo e na visita do...
Atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde: foco no vínculo e na visita do...Atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde: foco no vínculo e na visita do...
Atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde: foco no vínculo e na visita do...
Jamessonjr Leite Junior
 
Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher (PNAISM)
Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher (PNAISM)Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher (PNAISM)
Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher (PNAISM)
Sanny Pereira
 
SUS - Aula
SUS - AulaSUS - Aula
SUS - Aula
Janaína Lassala
 
Saúde do Idoso - Disciplina Processo Saúde Doença e Educação em Saúde.
Saúde do Idoso - Disciplina Processo Saúde Doença e Educação em Saúde.Saúde do Idoso - Disciplina Processo Saúde Doença e Educação em Saúde.
Saúde do Idoso - Disciplina Processo Saúde Doença e Educação em Saúde.
luzienne moraes
 
Historia Da Enfermagem
Historia Da EnfermagemHistoria Da Enfermagem
Historia Da Enfermagem
Fernando Dias
 
SISTEMA UNICO DE SAUDE - RESUMAO
SISTEMA UNICO DE SAUDE - RESUMAOSISTEMA UNICO DE SAUDE - RESUMAO
SISTEMA UNICO DE SAUDE - RESUMAO
Jorge Samuel Lima
 
Saúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagemSaúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagem
Centro Universitário Ages
 
Estrategia de Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NA...
Estrategia de Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NA...Estrategia de Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NA...
Estrategia de Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NA...
Mateus Clemente
 
História da enfermagem
História da enfermagemHistória da enfermagem
História da enfermagem
Fernanda Marinho
 
Atenção Primária à Saúde
Atenção Primária à SaúdeAtenção Primária à Saúde
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
Aroldo Gavioli
 
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE  POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE
Valdirene1977
 
Aula 1 o ..
Aula 1 o ..Aula 1 o ..
Aula 1 o ..
Vanessa Farias
 
Saúde da Mulher
Saúde da MulherSaúde da Mulher
Saúde da Mulher
Neto Pontes
 
Níveis de atenção a saúde
Níveis de atenção a saúdeNíveis de atenção a saúde
Níveis de atenção a saúde
CleitonAlves54
 
Política nacional de humanização
Política nacional de humanizaçãoPolítica nacional de humanização
Política nacional de humanização
Priscila Tenório
 
Saude da familia
Saude da familiaSaude da familia
Saude da familia
karensuelen
 

Mais procurados (20)

Aula saúde do idoso - turma regular
Aula saúde do idoso - turma regularAula saúde do idoso - turma regular
Aula saúde do idoso - turma regular
 
Modelos assistenciais de saúde
Modelos assistenciais de saúdeModelos assistenciais de saúde
Modelos assistenciais de saúde
 
Estratégia saúde da família
Estratégia saúde da famíliaEstratégia saúde da família
Estratégia saúde da família
 
Atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde: foco no vínculo e na visita do...
Atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde: foco no vínculo e na visita do...Atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde: foco no vínculo e na visita do...
Atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde: foco no vínculo e na visita do...
 
Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher (PNAISM)
Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher (PNAISM)Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher (PNAISM)
Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher (PNAISM)
 
SUS - Aula
SUS - AulaSUS - Aula
SUS - Aula
 
Saúde do Idoso - Disciplina Processo Saúde Doença e Educação em Saúde.
Saúde do Idoso - Disciplina Processo Saúde Doença e Educação em Saúde.Saúde do Idoso - Disciplina Processo Saúde Doença e Educação em Saúde.
Saúde do Idoso - Disciplina Processo Saúde Doença e Educação em Saúde.
 
Historia Da Enfermagem
Historia Da EnfermagemHistoria Da Enfermagem
Historia Da Enfermagem
 
SISTEMA UNICO DE SAUDE - RESUMAO
SISTEMA UNICO DE SAUDE - RESUMAOSISTEMA UNICO DE SAUDE - RESUMAO
SISTEMA UNICO DE SAUDE - RESUMAO
 
Saúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagemSaúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagem
 
Estrategia de Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NA...
Estrategia de Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NA...Estrategia de Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NA...
Estrategia de Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NA...
 
História da enfermagem
História da enfermagemHistória da enfermagem
História da enfermagem
 
Atenção Primária à Saúde
Atenção Primária à SaúdeAtenção Primária à Saúde
Atenção Primária à Saúde
 
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
Politicas de saúde mental: organização da rede de assistência psicossocial no...
 
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE  POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE
 
Aula 1 o ..
Aula 1 o ..Aula 1 o ..
Aula 1 o ..
 
Saúde da Mulher
Saúde da MulherSaúde da Mulher
Saúde da Mulher
 
Níveis de atenção a saúde
Níveis de atenção a saúdeNíveis de atenção a saúde
Níveis de atenção a saúde
 
Política nacional de humanização
Política nacional de humanizaçãoPolítica nacional de humanização
Política nacional de humanização
 
Saude da familia
Saude da familiaSaude da familia
Saude da familia
 

Semelhante a Educação em saúde

Diretrizes aconselhamento
Diretrizes aconselhamentoDiretrizes aconselhamento
Diretrizes aconselhamento
Tânia Souza
 
Humanização na Saúde
Humanização na SaúdeHumanização na Saúde
Humanização na Saúde
Ylla Cohim
 
ATENDIMENTO AO IDOSO NA ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE E AS COMPETÊNCIAS DO ENFERMEIRO
ATENDIMENTO AO IDOSO NA ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE E AS COMPETÊNCIAS DO ENFERMEIROATENDIMENTO AO IDOSO NA ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE E AS COMPETÊNCIAS DO ENFERMEIRO
ATENDIMENTO AO IDOSO NA ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE E AS COMPETÊNCIAS DO ENFERMEIRO
Centro Universitário Ages
 
AULA 2 SAÚDE PÚBLICA saude coletiva.pptx
AULA 2 SAÚDE PÚBLICA saude coletiva.pptxAULA 2 SAÚDE PÚBLICA saude coletiva.pptx
AULA 2 SAÚDE PÚBLICA saude coletiva.pptx
EnfaVivianeCampos
 
0200
02000200
5933_TM_01_P.pdf
5933_TM_01_P.pdf5933_TM_01_P.pdf
5933_TM_01_P.pdf
estrelacadente5
 
Relatório final praticas assistenciais
Relatório final praticas assistenciais Relatório final praticas assistenciais
Relatório final praticas assistenciais
Dessa Reis
 
FamíLia E Equipe De SaúDe
FamíLia E Equipe De SaúDeFamíLia E Equipe De SaúDe
FamíLia E Equipe De SaúDe
Luiza Farias
 
Seminário saúde coletiva enfermagem 8º período
Seminário saúde coletiva enfermagem 8º períodoSeminário saúde coletiva enfermagem 8º período
Seminário saúde coletiva enfermagem 8º período
Laíz Coutinho
 
Sessão de Educação para a saúde - Idade escolar
Sessão de Educação para a saúde - Idade escolarSessão de Educação para a saúde - Idade escolar
Sessão de Educação para a saúde - Idade escolar
Literacia em Saúde
 
1369-L - Manual de educação em saúde - Autocuidado na doença falciforme
1369-L - Manual de educação em saúde - Autocuidado na doença falciforme1369-L - Manual de educação em saúde - Autocuidado na doença falciforme
1369-L - Manual de educação em saúde - Autocuidado na doença falciforme
bibliotecasaude
 
Cuidados Paliativos de Idosos no Contexto da Atenç_230919_172636.pdf
Cuidados Paliativos de Idosos no Contexto da Atenç_230919_172636.pdfCuidados Paliativos de Idosos no Contexto da Atenç_230919_172636.pdf
Cuidados Paliativos de Idosos no Contexto da Atenç_230919_172636.pdf
CaioReis52
 
Educação em saúde: conceitos e propósitos
Educação em saúde: conceitos e propósitosEducação em saúde: conceitos e propósitos
Educação em saúde: conceitos e propósitos
Gabriela Montargil
 
O sus e o ensino médico
O sus e o ensino médicoO sus e o ensino médico
O sus e o ensino médico
chirlei ferreira
 
Mural sus
Mural susMural sus
Mural sus
Palomapsi
 
HUMANIZAÇÃO.pptx
HUMANIZAÇÃO.pptxHUMANIZAÇÃO.pptx
HUMANIZAÇÃO.pptx
tuttitutti1
 
Os desafios da comunicação interpessoal na saúde pública brasileira.pdf
Os desafios da comunicação interpessoal na saúde pública brasileira.pdfOs desafios da comunicação interpessoal na saúde pública brasileira.pdf
Os desafios da comunicação interpessoal na saúde pública brasileira.pdf
AndersonMartins86281
 
Especialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUSEspecialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUS
Sebástian Freire
 
Ações educativas na ESF guia prático para profissionais.pdf
Ações educativas na ESF guia prático para profissionais.pdfAções educativas na ESF guia prático para profissionais.pdf
Ações educativas na ESF guia prático para profissionais.pdf
ClaudioPereiradaSilv3
 
educaçao em saude aula 01.pptx
educaçao em saude aula 01.pptxeducaçao em saude aula 01.pptx
educaçao em saude aula 01.pptx
ssuser51d27c1
 

Semelhante a Educação em saúde (20)

Diretrizes aconselhamento
Diretrizes aconselhamentoDiretrizes aconselhamento
Diretrizes aconselhamento
 
Humanização na Saúde
Humanização na SaúdeHumanização na Saúde
Humanização na Saúde
 
ATENDIMENTO AO IDOSO NA ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE E AS COMPETÊNCIAS DO ENFERMEIRO
ATENDIMENTO AO IDOSO NA ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE E AS COMPETÊNCIAS DO ENFERMEIROATENDIMENTO AO IDOSO NA ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE E AS COMPETÊNCIAS DO ENFERMEIRO
ATENDIMENTO AO IDOSO NA ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE E AS COMPETÊNCIAS DO ENFERMEIRO
 
AULA 2 SAÚDE PÚBLICA saude coletiva.pptx
AULA 2 SAÚDE PÚBLICA saude coletiva.pptxAULA 2 SAÚDE PÚBLICA saude coletiva.pptx
AULA 2 SAÚDE PÚBLICA saude coletiva.pptx
 
0200
02000200
0200
 
5933_TM_01_P.pdf
5933_TM_01_P.pdf5933_TM_01_P.pdf
5933_TM_01_P.pdf
 
Relatório final praticas assistenciais
Relatório final praticas assistenciais Relatório final praticas assistenciais
Relatório final praticas assistenciais
 
FamíLia E Equipe De SaúDe
FamíLia E Equipe De SaúDeFamíLia E Equipe De SaúDe
FamíLia E Equipe De SaúDe
 
Seminário saúde coletiva enfermagem 8º período
Seminário saúde coletiva enfermagem 8º períodoSeminário saúde coletiva enfermagem 8º período
Seminário saúde coletiva enfermagem 8º período
 
Sessão de Educação para a saúde - Idade escolar
Sessão de Educação para a saúde - Idade escolarSessão de Educação para a saúde - Idade escolar
Sessão de Educação para a saúde - Idade escolar
 
1369-L - Manual de educação em saúde - Autocuidado na doença falciforme
1369-L - Manual de educação em saúde - Autocuidado na doença falciforme1369-L - Manual de educação em saúde - Autocuidado na doença falciforme
1369-L - Manual de educação em saúde - Autocuidado na doença falciforme
 
Cuidados Paliativos de Idosos no Contexto da Atenç_230919_172636.pdf
Cuidados Paliativos de Idosos no Contexto da Atenç_230919_172636.pdfCuidados Paliativos de Idosos no Contexto da Atenç_230919_172636.pdf
Cuidados Paliativos de Idosos no Contexto da Atenç_230919_172636.pdf
 
Educação em saúde: conceitos e propósitos
Educação em saúde: conceitos e propósitosEducação em saúde: conceitos e propósitos
Educação em saúde: conceitos e propósitos
 
O sus e o ensino médico
O sus e o ensino médicoO sus e o ensino médico
O sus e o ensino médico
 
Mural sus
Mural susMural sus
Mural sus
 
HUMANIZAÇÃO.pptx
HUMANIZAÇÃO.pptxHUMANIZAÇÃO.pptx
HUMANIZAÇÃO.pptx
 
Os desafios da comunicação interpessoal na saúde pública brasileira.pdf
Os desafios da comunicação interpessoal na saúde pública brasileira.pdfOs desafios da comunicação interpessoal na saúde pública brasileira.pdf
Os desafios da comunicação interpessoal na saúde pública brasileira.pdf
 
Especialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUSEspecialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUS
 
Ações educativas na ESF guia prático para profissionais.pdf
Ações educativas na ESF guia prático para profissionais.pdfAções educativas na ESF guia prático para profissionais.pdf
Ações educativas na ESF guia prático para profissionais.pdf
 
educaçao em saude aula 01.pptx
educaçao em saude aula 01.pptxeducaçao em saude aula 01.pptx
educaçao em saude aula 01.pptx
 

Último

Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
IsaiasJohaneSimango
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
Geagra UFG
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 

Último (20)

Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 

Educação em saúde

  • 1. Fundamentos Pedagógicos em Enfermagem CONTAGEM, 2014
  • 2. Disciplina: Fundamentos Pedagógicos em Enfermagem Discentes: Gabriella Regina Tomé Bruno Paulo Leonardo Queiroz Orientador: Profº Vilmar de Carvalho Vilaça CONTAGEM, 2014
  • 3. Não há saber mais ou saber menos. Há saberes diferentes. (Paulo Freire)
  • 4. No início as práticas de saúde eram realizadas de forma instintivas prática do cuidar nos grupos nômades primitivos, consistiam em ações que garantiam ao homem a manutenção da sobrevivência.
  • 5. Década de 1990: Surge a necessidade de especialização da enfermagem para responder às expectativas hospitalares , resgatando a saúde pública no Brasil. Lei 7498/86: Consulta de enfermagem; A educação em saúde com ênfase no auto-cuidado; Incentivo à inter e multidisciplinaridade.
  • 10. A se movimentar... A esclarecer dúvidas...
  • 13.  O enfermeiro tem a função de orientar a população dentro do contexto em que vive. Respeitando suas crenças e saberes, afim de tornar íntima e confiável a relação da equipe de saúde e o público atendido.
  • 14. Saúde e educação são fatores fundamentais para o crescimento intelectual e conscientização coletiva, a fim de que a população possa promover a sua própria defesa sanitária. (GAZZINELLI et al., 2005; VILLA et al., 2009)
  • 15. O profissional de saúde deve ser sensível a realidade de cada população abrindo espaço para o dialogo, desta forma pode alcançar resultados muito mais efetivos. O Trabalho de Educação em saúde não pode ser pautado apenas no conhecimento cientifico dos profissionais, sob pena de perder a relação de proximidade com a clientela. Deve-se manter uma relação respeitosa diante do saber popular, afim de não perder o vínculo tão necessário numa relação de parceria com a população. Estabelecido esse vínculo deve aos poucos e com cautela introduzir as mudanças nos hábitos populares.
  • 16. As campanhas e ações de divulgação da saúde são de fundamental importância para que se façam conhecer os riscos, formas de prevenção e contágio. Educar para prevenir agravos.
  • 17. A nova proposta governamental de Educar para a saúde abre um novo horizonte para o modelo assistencial no Brasil. Exige cada vez maior empenho e dedicação dos profissionais de saúde, sobre tudo na atenção Básica, onde o profissional tem contato direto com a população. Torna-os praticamente parte da família pois a eles são abertas as portas dos lares e confidenciados segredos e intimidades. Nosso grande desafio enquanto Enfermeiros educadores e coordenadores de equipes de saúde é manter este pacto de confiança no qual a grande recompensa é o ganho de saúde e qualidade de vida da população.
  • 19.  Artigos: Da educação sanitária para a educação em saúde(1980-1992): discursos e práticas: Rogério Dias Renovato, Maria Helena Salgado Bagnato. Disponível em: http://www.fen.ufg.br/fen_revista/v14/n1/pdf/v14n1a09.pdf A emergência da educação e ensino da saúde; Ricardo Burg Ceccim; Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faenfi/article/viewF ile/3859/2936 Imagens: http://portalsaude.saude.gov.br