SlideShare uma empresa Scribd logo
Desenho do rosto
Expressão gráfica
e desenho
Desenho do rosto
O rosto humano na Arte
O rosto humano na Arte
O nosso rosto é, sem dúvida, a
parte do corpo que melhor
conhecemos. É através do rosto
que nos identificamos uns aos
outros. É também através dele
que exprimimos as nossas
emoções de alegria ou tristeza,
de ânimo ou medo. O rosto
humano consegue exprimir uma
“infinidade” de expressões.
Ao longo da História, foram muitos
os artistas que representaram o
rosto através do retrato.
São exemplo disso Leonardo da
Vinci, Vermeer, Van Gogh, Picasso e
muitos outros.
O rosto humano na Arte
Leonardo da Vinci.
O rosto humano na Arte
Johannes Vermeer. Vincent van Gogh.
O rosto humano na Arte
Pablo Picasso. Lucian Freud.
Antes da fotografia, a pintura de
retrato foi usada quase sempre
pelas classes abastadas como
forma de mostrar prestígio.
Desde o século XVI que a pintura
de retrato teve uma forte
projeção na Europa.
O rosto humano na Arte
Rafael.
O rosto humano na Arte
Leonardo da Vinci. Rembrandt.
O rosto humano na Arte
Frans Hals. Frans Hals.
Com a invenção da fotografia, a
pintura e o desenho de retratos
caiu em desuso. No entanto,
saber desenhar ou pintar um
retrato continua a ser uma tarefa
apreciada por muitos, devido ao
virtuosismo necessário por parte
do artista.
O rosto humano na Arte
Abraham Lincoln.
O rosto humano na Arte
Salvador Dalí. Marilyn Monroe.
Durante o século XX, a pintura de retrato sofreu uma grande
mudança. Deixou-se de pintar de forma realista: isso passou a ser
feito pela fotografia.
Na pintura, os artistas deram azo à imaginação. As pinturas de Van
Gogh, Picasso, Francis Bacon ou Lucian Freud são exemplo disso.
O rosto humano na Arte
O expressionismo de Van Gogh.
O rosto humano na Arte
O cubismo inventado por Pablo Picasso.
O rosto humano na Arte
Os retratos grotescos de Francis Bacon.
O rosto humano na Arte
O surrealismo e expressionismo de Lucian Freud.
O rosto humano na Arte
Desenho do rosto
Estudo do rosto humano
Estudo do rosto humano
A cabeça humana tem, na maioria
dos casos, uma proporção de 2:3.
Ou seja, duas partes de largura por
três de altura.
Observa a imagem.
Estudo do rosto humano
Se olhares atentamente para o rosto,
irás reparar que existem três
elementos principais: os olhos, o nariz
e a boca.
Estudo do rosto humano
Estes três elementos da fisionomia
vão estruturar a composição do
rosto, de acordo com regras de
proporção ao nível da cabeça.
É fundamental o correto
posicionamento dos olhos, do nariz
e da boca para que o rosto fique
corretamente equilibrado.
Desenho do rosto
O volume global do rosto é estruturado
por três partes identificadoras:
– a parte superior, comportando a
testa e o cabelo;
– a parte central, contendo a zona
ocular, o nariz e os ouvidos;
– a parte inferior, com a boca e o
queixo.
Para desenhar o rosto é
fundamental
entender as principais linhas que
estruturam e possibilitam a sua
construção.
São estas linhas que permitem
localizar correctamente os
diferentes
elementos que o compõem na sua
devida proporção e colocação.
1. A partir de uma forma oval, que é
a forma geralmente utilizada para
representar esquematicamente o volume
da cabeça, pode traçar-se uma vertical
mediana que representa o eixo
central da cabeça.
2. Depois, traçando-se uma perpendicular
ao eixo, situada a meio da oval,
obtém-se a linha dos olhos.
3. Traçando-se sucessivamente, conforme
as gravuras indicam, perpendiculares
ao eixo e subdividindo-as, vão-se
obtendo linhas estruturantes do rosto
(do cabelo, da boca).
4. Do mesmo modo, se se dividir a
linha mediana horizontal a meio, e se por
ela se desenharem duas novas verticais,
obtemos, respectivamente, a linha central
dos olhos e os cantos exteriores do
nariz e da boca.
Estas regras possibilitam um
desenho mais rigoroso.
Contudo não devem ser impeditivas
da exploração livre e criativa de outras
formas de representação do rosto e
das suas expressões.
Experimenta desenhar o teu rosto, a
partir da tua fotografia.
O rosto e as suas transformações
Caricatura e máscara
O rosto e as suas transformações
A caricatura está relacionada com o
exagero das formas que
caracterizam uma pessoa. Quando
uma pessoa tem algum aspeto mais
pronunciado no seu rosto, isso
acaba por ser determinante no
desenho de caricatura dessa pessoa.
A caricatura
O rosto e as suas transformações
Se o nariz é maior que o normal, a
caricatura vai exagerar o tamanho
do nariz como forma de dar ênfase
a esse aspeto físico. Se forem os
olhos, exagera-se o tamanho dos
olhos e assim sucessivamente.
© Luís Gustavo Barbosa.
A caricatura
O rosto e as suas transformações
© Daniel Teixeira.© André Carrilho.
A caricatura
O rosto e as suas transformações
Ao longo das várias épocas, a forma
de representação do rosto ou a
maneira de retratar uma pessoa teve
múltiplas abordagens. Trata-se
sobretudo de recriação, já que a ideia
de máscara está intimamente ligada à
transformação, à ocultação da
identidade e ao ressurgimento de uma
nova forma.
Salvador Dalí.
A máscara
Como se faz?
Vídeo e link de internet
(em inglês)
Desenho do rosto e pintura a
pastel de óleo - básico
Site com animação que ensina a desenhar um rosto
http://media.academyart.edu/freeclass/
Atividade
Exemplos
Desenho do rosto
Desenho do rosto
Desenho do rosto
Desenho do rosto
Desenho do rosto
Desenho do rosto
Desenho do rosto

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ficha nº 6 estudo dos arcos
Ficha nº 6 estudo dos arcosFicha nº 6 estudo dos arcos
Ficha nº 6 estudo dos arcos
ruiseixas
 
Estudo do rosto humano
Estudo do rosto humanoEstudo do rosto humano
Estudo do rosto humano
Cristiana Gomes
 
O Desenho do Rosto EV
O Desenho do Rosto EVO Desenho do Rosto EV
O Desenho do Rosto EV
Catarina'a Silva
 
EVT - Elementos Visuais Da Forma
EVT - Elementos Visuais Da FormaEVT - Elementos Visuais Da Forma
EVT - Elementos Visuais Da Forma
Agostinho NSilva
 
A LINHA
A LINHAA LINHA
Elementos básicos do desenho
Elementos básicos do desenhoElementos básicos do desenho
Elementos básicos do desenho
Sandro Bottene
 
Conceito de Ponto, Linha e Plano
Conceito de Ponto, Linha e PlanoConceito de Ponto, Linha e Plano
Conceito de Ponto, Linha e Plano
Débora Cseri
 
Metodo Resolução de Problemas
Metodo Resolução de  Problemas Metodo Resolução de  Problemas
Metodo Resolução de Problemas
Agostinho NSilva
 
Ficha de trabalho óvulo e oval
Ficha de trabalho   óvulo e ovalFicha de trabalho   óvulo e oval
Ficha de trabalho óvulo e oval
ruiseixas
 
Escala - Técnica da quadrícula
Escala - Técnica da quadrícula Escala - Técnica da quadrícula
Escala - Técnica da quadrícula
Artes Real
 
Ficha de trabalho figura - fundo
Ficha de trabalho   figura - fundoFicha de trabalho   figura - fundo
Ficha de trabalho figura - fundo
ruiseixas
 
Módulo padrão
Módulo padrãoMódulo padrão
Detalhes do rosto com luz e sombra
Detalhes do rosto com luz e sombraDetalhes do rosto com luz e sombra
Detalhes do rosto com luz e sombra
escola 2/3 Bernardino Machado
 
Desenho de figura humana.pdf
Desenho de figura humana.pdfDesenho de figura humana.pdf
Desenho de figura humana.pdf
Sónia Gonçalves
 
GEOMETRIA - Educação Tecnológica.6ºano
GEOMETRIA - Educação Tecnológica.6ºanoGEOMETRIA - Educação Tecnológica.6ºano
GEOMETRIA - Educação Tecnológica.6ºano
Agostinho NSilva
 
Ebook aprendaadesenhardozero
Ebook aprendaadesenhardozeroEbook aprendaadesenhardozero
Ebook aprendaadesenhardozero
Lux Ana Lopes
 
Lettering 2
Lettering 2Lettering 2
Lettering 2
Agostinho NSilva
 
TEXTURAS ed. visual
TEXTURAS   ed. visualTEXTURAS   ed. visual
TEXTURAS ed. visual
Agostinho NSilva
 
power point - introdução a perspectiva
power point - introdução a perspectiva power point - introdução a perspectiva
power point - introdução a perspectiva
Ronaldo Otero
 
O Ponto
O PontoO Ponto

Mais procurados (20)

Ficha nº 6 estudo dos arcos
Ficha nº 6 estudo dos arcosFicha nº 6 estudo dos arcos
Ficha nº 6 estudo dos arcos
 
Estudo do rosto humano
Estudo do rosto humanoEstudo do rosto humano
Estudo do rosto humano
 
O Desenho do Rosto EV
O Desenho do Rosto EVO Desenho do Rosto EV
O Desenho do Rosto EV
 
EVT - Elementos Visuais Da Forma
EVT - Elementos Visuais Da FormaEVT - Elementos Visuais Da Forma
EVT - Elementos Visuais Da Forma
 
A LINHA
A LINHAA LINHA
A LINHA
 
Elementos básicos do desenho
Elementos básicos do desenhoElementos básicos do desenho
Elementos básicos do desenho
 
Conceito de Ponto, Linha e Plano
Conceito de Ponto, Linha e PlanoConceito de Ponto, Linha e Plano
Conceito de Ponto, Linha e Plano
 
Metodo Resolução de Problemas
Metodo Resolução de  Problemas Metodo Resolução de  Problemas
Metodo Resolução de Problemas
 
Ficha de trabalho óvulo e oval
Ficha de trabalho   óvulo e ovalFicha de trabalho   óvulo e oval
Ficha de trabalho óvulo e oval
 
Escala - Técnica da quadrícula
Escala - Técnica da quadrícula Escala - Técnica da quadrícula
Escala - Técnica da quadrícula
 
Ficha de trabalho figura - fundo
Ficha de trabalho   figura - fundoFicha de trabalho   figura - fundo
Ficha de trabalho figura - fundo
 
Módulo padrão
Módulo padrãoMódulo padrão
Módulo padrão
 
Detalhes do rosto com luz e sombra
Detalhes do rosto com luz e sombraDetalhes do rosto com luz e sombra
Detalhes do rosto com luz e sombra
 
Desenho de figura humana.pdf
Desenho de figura humana.pdfDesenho de figura humana.pdf
Desenho de figura humana.pdf
 
GEOMETRIA - Educação Tecnológica.6ºano
GEOMETRIA - Educação Tecnológica.6ºanoGEOMETRIA - Educação Tecnológica.6ºano
GEOMETRIA - Educação Tecnológica.6ºano
 
Ebook aprendaadesenhardozero
Ebook aprendaadesenhardozeroEbook aprendaadesenhardozero
Ebook aprendaadesenhardozero
 
Lettering 2
Lettering 2Lettering 2
Lettering 2
 
TEXTURAS ed. visual
TEXTURAS   ed. visualTEXTURAS   ed. visual
TEXTURAS ed. visual
 
power point - introdução a perspectiva
power point - introdução a perspectiva power point - introdução a perspectiva
power point - introdução a perspectiva
 
O Ponto
O PontoO Ponto
O Ponto
 

Destaque

Rosto Humano
Rosto HumanoRosto Humano
Rosto Humano
ricreis
 
O corpo humano
O corpo humanoO corpo humano
Visagismo E Maquiagem
Visagismo E MaquiagemVisagismo E Maquiagem
Visagismo E Maquiagem
karolstahr
 
Estruturar o desenho do rosto - Prof. Carina Lopes
Estruturar o desenho do rosto - Prof. Carina LopesEstruturar o desenho do rosto - Prof. Carina Lopes
Estruturar o desenho do rosto - Prof. Carina Lopes
Carina Lopes
 
Fisiognomonia e Diagnóstico Ayurveda do Rosto e Lábios
Fisiognomonia e Diagnóstico Ayurveda do Rosto e LábiosFisiognomonia e Diagnóstico Ayurveda do Rosto e Lábios
Fisiognomonia e Diagnóstico Ayurveda do Rosto e Lábios
Michele Pó
 
Teoria da Cor
Teoria da CorTeoria da Cor
Teoria da Cor
Artes Real
 
Forma e Estrutura
Forma e EstruturaForma e Estrutura
Forma e Estrutura
Artes Real
 
Aula de Desenho - Esboço, Forma e Composição Artística (+ tarefa)
Aula de Desenho - Esboço, Forma e Composição Artística (+ tarefa)Aula de Desenho - Esboço, Forma e Composição Artística (+ tarefa)
Aula de Desenho - Esboço, Forma e Composição Artística (+ tarefa)
Gabriel Ferraciolli
 
6º ano diferenciação figurativo e abstrato
6º ano diferenciação figurativo e abstrato6º ano diferenciação figurativo e abstrato
6º ano diferenciação figurativo e abstrato
Fabiola Oliveira
 
Desenho de observação
Desenho de observaçãoDesenho de observação
Desenho de observação
Cristiana Gomes
 
Desenho.
Desenho.Desenho.
Desenho.
Ipsun
 
Balanço da vida
Balanço da vidaBalanço da vida
Balanço da vida
Maria Dos Santos Louça
 
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres
12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres
Professores História
 
TeoriaCor_Aula01
TeoriaCor_Aula01TeoriaCor_Aula01
TeoriaCor_Aula01
Alessandro Dias
 
Apontamentos evt
Apontamentos evtApontamentos evt
Apontamentos evt
p337
 
Posiçao anatomica up
Posiçao anatomica upPosiçao anatomica up
Posiçao anatomica up
Frederico Brandão
 
Arte Pré-Histórica
Arte Pré-HistóricaArte Pré-Histórica
Arte Pré-Histórica
carollynha
 
NBR 6492
NBR 6492NBR 6492
NBR13994
NBR13994NBR13994
Importâncias das energias renováveis
Importâncias das energias renováveisImportâncias das energias renováveis
Importâncias das energias renováveis
Dg Guimarães
 

Destaque (20)

Rosto Humano
Rosto HumanoRosto Humano
Rosto Humano
 
O corpo humano
O corpo humanoO corpo humano
O corpo humano
 
Visagismo E Maquiagem
Visagismo E MaquiagemVisagismo E Maquiagem
Visagismo E Maquiagem
 
Estruturar o desenho do rosto - Prof. Carina Lopes
Estruturar o desenho do rosto - Prof. Carina LopesEstruturar o desenho do rosto - Prof. Carina Lopes
Estruturar o desenho do rosto - Prof. Carina Lopes
 
Fisiognomonia e Diagnóstico Ayurveda do Rosto e Lábios
Fisiognomonia e Diagnóstico Ayurveda do Rosto e LábiosFisiognomonia e Diagnóstico Ayurveda do Rosto e Lábios
Fisiognomonia e Diagnóstico Ayurveda do Rosto e Lábios
 
Teoria da Cor
Teoria da CorTeoria da Cor
Teoria da Cor
 
Forma e Estrutura
Forma e EstruturaForma e Estrutura
Forma e Estrutura
 
Aula de Desenho - Esboço, Forma e Composição Artística (+ tarefa)
Aula de Desenho - Esboço, Forma e Composição Artística (+ tarefa)Aula de Desenho - Esboço, Forma e Composição Artística (+ tarefa)
Aula de Desenho - Esboço, Forma e Composição Artística (+ tarefa)
 
6º ano diferenciação figurativo e abstrato
6º ano diferenciação figurativo e abstrato6º ano diferenciação figurativo e abstrato
6º ano diferenciação figurativo e abstrato
 
Desenho de observação
Desenho de observaçãoDesenho de observação
Desenho de observação
 
Desenho.
Desenho.Desenho.
Desenho.
 
Balanço da vida
Balanço da vidaBalanço da vida
Balanço da vida
 
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres
12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres
 
TeoriaCor_Aula01
TeoriaCor_Aula01TeoriaCor_Aula01
TeoriaCor_Aula01
 
Apontamentos evt
Apontamentos evtApontamentos evt
Apontamentos evt
 
Posiçao anatomica up
Posiçao anatomica upPosiçao anatomica up
Posiçao anatomica up
 
Arte Pré-Histórica
Arte Pré-HistóricaArte Pré-Histórica
Arte Pré-Histórica
 
NBR 6492
NBR 6492NBR 6492
NBR 6492
 
NBR13994
NBR13994NBR13994
NBR13994
 
Importâncias das energias renováveis
Importâncias das energias renováveisImportâncias das energias renováveis
Importâncias das energias renováveis
 

Semelhante a Desenho do rosto

Odesenhodorosto
OdesenhodorostoOdesenhodorosto
Odesenhodorosto
Jackeline Guimaraes
 
Odesenho micropigmentaçao, estética, sobrancelha
Odesenho micropigmentaçao, estética, sobrancelhaOdesenho micropigmentaçao, estética, sobrancelha
Odesenho micropigmentaçao, estética, sobrancelha
Jackeline Guimaraes
 
Apostila Curso de Desenho
Apostila Curso de DesenhoApostila Curso de Desenho
Apostila Curso de Desenho
temtudobangu
 
Visagismo - Cortes de Cabelo - Silvia Soares
Visagismo - Cortes de Cabelo - Silvia SoaresVisagismo - Cortes de Cabelo - Silvia Soares
Visagismo - Cortes de Cabelo - Silvia Soares
Silvia Soares
 
evi56_canone_do_desenho_do_rosto_humano.pptx
evi56_canone_do_desenho_do_rosto_humano.pptxevi56_canone_do_desenho_do_rosto_humano.pptx
evi56_canone_do_desenho_do_rosto_humano.pptx
Diana Mendes
 
Ocorpohumano
OcorpohumanoOcorpohumano
Ocorpohumano
Ana Figueiredo
 
Os elementos ARTES VISUAIS
Os elementos ARTES VISUAIS Os elementos ARTES VISUAIS
Os elementos ARTES VISUAIS
Ana Valeria Silva
 
Grafismo Infantil - Marita Redin
Grafismo Infantil - Marita RedinGrafismo Infantil - Marita Redin
Grafismo Infantil - Marita Redin
Paulo Fochi
 
Grafismo Infantil - Marita Redin
Grafismo Infantil - Marita RedinGrafismo Infantil - Marita Redin
Grafismo Infantil - Marita Redin
guest6aa638a
 
a-evolucao-do-desenho-infantil-slides44-130701172621-phpapp02.pdf
a-evolucao-do-desenho-infantil-slides44-130701172621-phpapp02.pdfa-evolucao-do-desenho-infantil-slides44-130701172621-phpapp02.pdf
a-evolucao-do-desenho-infantil-slides44-130701172621-phpapp02.pdf
MarinaSantos580780
 
Corpo
CorpoCorpo
Corpo
LelaUdesc
 
A evolucao-do-desenho-infantil-slides44
A evolucao-do-desenho-infantil-slides44A evolucao-do-desenho-infantil-slides44
A evolucao-do-desenho-infantil-slides44
Lucia Barbosa
 
Expressionismo
ExpressionismoExpressionismo
Expressionismo
Andressa Brossi
 
Elementos Formais Da Pintura
Elementos Formais Da PinturaElementos Formais Da Pintura
Elementos Formais Da Pintura
urupespc
 
Auto Representação
Auto RepresentaçãoAuto Representação
Auto Representação
lialamarao
 
Psicopedagogia e Educação Infantil
Psicopedagogia e Educação InfantilPsicopedagogia e Educação Infantil
Psicopedagogia e Educação Infantil
Tel Ma
 
Ilustração
IlustraçãoIlustração
Ilustração
Ana Barrelas
 
6º ANO APOSTILA DE ARTE 1º BIMESTRE 2022 (1).pdf
6º ANO APOSTILA DE ARTE 1º BIMESTRE 2022 (1).pdf6º ANO APOSTILA DE ARTE 1º BIMESTRE 2022 (1).pdf
6º ANO APOSTILA DE ARTE 1º BIMESTRE 2022 (1).pdf
ssuser80ae40
 
Arte e natureza
Arte e naturezaArte e natureza
Arte e natureza
Ângela Ataíde
 
Juarez, um artista do Bairro.
Juarez, um artista do Bairro.Juarez, um artista do Bairro.
Juarez, um artista do Bairro.
dicasdubr
 

Semelhante a Desenho do rosto (20)

Odesenhodorosto
OdesenhodorostoOdesenhodorosto
Odesenhodorosto
 
Odesenho micropigmentaçao, estética, sobrancelha
Odesenho micropigmentaçao, estética, sobrancelhaOdesenho micropigmentaçao, estética, sobrancelha
Odesenho micropigmentaçao, estética, sobrancelha
 
Apostila Curso de Desenho
Apostila Curso de DesenhoApostila Curso de Desenho
Apostila Curso de Desenho
 
Visagismo - Cortes de Cabelo - Silvia Soares
Visagismo - Cortes de Cabelo - Silvia SoaresVisagismo - Cortes de Cabelo - Silvia Soares
Visagismo - Cortes de Cabelo - Silvia Soares
 
evi56_canone_do_desenho_do_rosto_humano.pptx
evi56_canone_do_desenho_do_rosto_humano.pptxevi56_canone_do_desenho_do_rosto_humano.pptx
evi56_canone_do_desenho_do_rosto_humano.pptx
 
Ocorpohumano
OcorpohumanoOcorpohumano
Ocorpohumano
 
Os elementos ARTES VISUAIS
Os elementos ARTES VISUAIS Os elementos ARTES VISUAIS
Os elementos ARTES VISUAIS
 
Grafismo Infantil - Marita Redin
Grafismo Infantil - Marita RedinGrafismo Infantil - Marita Redin
Grafismo Infantil - Marita Redin
 
Grafismo Infantil - Marita Redin
Grafismo Infantil - Marita RedinGrafismo Infantil - Marita Redin
Grafismo Infantil - Marita Redin
 
a-evolucao-do-desenho-infantil-slides44-130701172621-phpapp02.pdf
a-evolucao-do-desenho-infantil-slides44-130701172621-phpapp02.pdfa-evolucao-do-desenho-infantil-slides44-130701172621-phpapp02.pdf
a-evolucao-do-desenho-infantil-slides44-130701172621-phpapp02.pdf
 
Corpo
CorpoCorpo
Corpo
 
A evolucao-do-desenho-infantil-slides44
A evolucao-do-desenho-infantil-slides44A evolucao-do-desenho-infantil-slides44
A evolucao-do-desenho-infantil-slides44
 
Expressionismo
ExpressionismoExpressionismo
Expressionismo
 
Elementos Formais Da Pintura
Elementos Formais Da PinturaElementos Formais Da Pintura
Elementos Formais Da Pintura
 
Auto Representação
Auto RepresentaçãoAuto Representação
Auto Representação
 
Psicopedagogia e Educação Infantil
Psicopedagogia e Educação InfantilPsicopedagogia e Educação Infantil
Psicopedagogia e Educação Infantil
 
Ilustração
IlustraçãoIlustração
Ilustração
 
6º ANO APOSTILA DE ARTE 1º BIMESTRE 2022 (1).pdf
6º ANO APOSTILA DE ARTE 1º BIMESTRE 2022 (1).pdf6º ANO APOSTILA DE ARTE 1º BIMESTRE 2022 (1).pdf
6º ANO APOSTILA DE ARTE 1º BIMESTRE 2022 (1).pdf
 
Arte e natureza
Arte e naturezaArte e natureza
Arte e natureza
 
Juarez, um artista do Bairro.
Juarez, um artista do Bairro.Juarez, um artista do Bairro.
Juarez, um artista do Bairro.
 

Mais de Paula Caldeira

Natureza morta com frutos 8 ano
Natureza morta com frutos   8 anoNatureza morta com frutos   8 ano
Natureza morta com frutos 8 ano
Paula Caldeira
 
Modelo jornal 4
Modelo jornal 4Modelo jornal 4
Modelo jornal 4
Paula Caldeira
 
Modelo jornal 3
Modelo jornal 3Modelo jornal 3
Modelo jornal 3
Paula Caldeira
 
Modelo jornal 2
Modelo jornal 2Modelo jornal 2
Modelo jornal 2
Paula Caldeira
 
Modelo jornal1
Modelo jornal1Modelo jornal1
Modelo jornal1
Paula Caldeira
 
Composição gráfica de um jornal
Composição gráfica de um jornalComposição gráfica de um jornal
Composição gráfica de um jornal
Paula Caldeira
 
Jornal escolar
Jornal escolarJornal escolar
Jornal escolar
Paula Caldeira
 
Ctz rosto p006
Ctz rosto p006Ctz rosto p006
Ctz rosto p006
Paula Caldeira
 
Estudo da cor 8 ano
Estudo da cor 8 anoEstudo da cor 8 ano
Estudo da cor 8 ano
Paula Caldeira
 
Comunicação visual
Comunicação visualComunicação visual
Comunicação visual
Paula Caldeira
 
Cor
CorCor

Mais de Paula Caldeira (11)

Natureza morta com frutos 8 ano
Natureza morta com frutos   8 anoNatureza morta com frutos   8 ano
Natureza morta com frutos 8 ano
 
Modelo jornal 4
Modelo jornal 4Modelo jornal 4
Modelo jornal 4
 
Modelo jornal 3
Modelo jornal 3Modelo jornal 3
Modelo jornal 3
 
Modelo jornal 2
Modelo jornal 2Modelo jornal 2
Modelo jornal 2
 
Modelo jornal1
Modelo jornal1Modelo jornal1
Modelo jornal1
 
Composição gráfica de um jornal
Composição gráfica de um jornalComposição gráfica de um jornal
Composição gráfica de um jornal
 
Jornal escolar
Jornal escolarJornal escolar
Jornal escolar
 
Ctz rosto p006
Ctz rosto p006Ctz rosto p006
Ctz rosto p006
 
Estudo da cor 8 ano
Estudo da cor 8 anoEstudo da cor 8 ano
Estudo da cor 8 ano
 
Comunicação visual
Comunicação visualComunicação visual
Comunicação visual
 
Cor
CorCor
Cor
 

Último

Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 

Último (20)

Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 

Desenho do rosto

  • 3. O rosto humano na Arte
  • 4. O rosto humano na Arte O nosso rosto é, sem dúvida, a parte do corpo que melhor conhecemos. É através do rosto que nos identificamos uns aos outros. É também através dele que exprimimos as nossas emoções de alegria ou tristeza, de ânimo ou medo. O rosto humano consegue exprimir uma “infinidade” de expressões.
  • 5. Ao longo da História, foram muitos os artistas que representaram o rosto através do retrato. São exemplo disso Leonardo da Vinci, Vermeer, Van Gogh, Picasso e muitos outros. O rosto humano na Arte Leonardo da Vinci.
  • 6. O rosto humano na Arte Johannes Vermeer. Vincent van Gogh.
  • 7. O rosto humano na Arte Pablo Picasso. Lucian Freud.
  • 8. Antes da fotografia, a pintura de retrato foi usada quase sempre pelas classes abastadas como forma de mostrar prestígio. Desde o século XVI que a pintura de retrato teve uma forte projeção na Europa. O rosto humano na Arte Rafael.
  • 9. O rosto humano na Arte Leonardo da Vinci. Rembrandt.
  • 10. O rosto humano na Arte Frans Hals. Frans Hals.
  • 11. Com a invenção da fotografia, a pintura e o desenho de retratos caiu em desuso. No entanto, saber desenhar ou pintar um retrato continua a ser uma tarefa apreciada por muitos, devido ao virtuosismo necessário por parte do artista. O rosto humano na Arte Abraham Lincoln.
  • 12. O rosto humano na Arte Salvador Dalí. Marilyn Monroe.
  • 13. Durante o século XX, a pintura de retrato sofreu uma grande mudança. Deixou-se de pintar de forma realista: isso passou a ser feito pela fotografia. Na pintura, os artistas deram azo à imaginação. As pinturas de Van Gogh, Picasso, Francis Bacon ou Lucian Freud são exemplo disso. O rosto humano na Arte
  • 14. O expressionismo de Van Gogh. O rosto humano na Arte
  • 15. O cubismo inventado por Pablo Picasso. O rosto humano na Arte
  • 16. Os retratos grotescos de Francis Bacon. O rosto humano na Arte
  • 17. O surrealismo e expressionismo de Lucian Freud. O rosto humano na Arte
  • 19. Estudo do rosto humano
  • 20. Estudo do rosto humano A cabeça humana tem, na maioria dos casos, uma proporção de 2:3. Ou seja, duas partes de largura por três de altura. Observa a imagem.
  • 21. Estudo do rosto humano Se olhares atentamente para o rosto, irás reparar que existem três elementos principais: os olhos, o nariz e a boca.
  • 22. Estudo do rosto humano Estes três elementos da fisionomia vão estruturar a composição do rosto, de acordo com regras de proporção ao nível da cabeça. É fundamental o correto posicionamento dos olhos, do nariz e da boca para que o rosto fique corretamente equilibrado.
  • 24. O volume global do rosto é estruturado por três partes identificadoras: – a parte superior, comportando a testa e o cabelo; – a parte central, contendo a zona ocular, o nariz e os ouvidos; – a parte inferior, com a boca e o queixo.
  • 25. Para desenhar o rosto é fundamental entender as principais linhas que estruturam e possibilitam a sua construção. São estas linhas que permitem localizar correctamente os diferentes elementos que o compõem na sua devida proporção e colocação.
  • 26. 1. A partir de uma forma oval, que é a forma geralmente utilizada para representar esquematicamente o volume da cabeça, pode traçar-se uma vertical mediana que representa o eixo central da cabeça. 2. Depois, traçando-se uma perpendicular ao eixo, situada a meio da oval, obtém-se a linha dos olhos.
  • 27. 3. Traçando-se sucessivamente, conforme as gravuras indicam, perpendiculares ao eixo e subdividindo-as, vão-se obtendo linhas estruturantes do rosto (do cabelo, da boca).
  • 28. 4. Do mesmo modo, se se dividir a linha mediana horizontal a meio, e se por ela se desenharem duas novas verticais, obtemos, respectivamente, a linha central dos olhos e os cantos exteriores do nariz e da boca.
  • 29. Estas regras possibilitam um desenho mais rigoroso. Contudo não devem ser impeditivas da exploração livre e criativa de outras formas de representação do rosto e das suas expressões. Experimenta desenhar o teu rosto, a partir da tua fotografia.
  • 30. O rosto e as suas transformações Caricatura e máscara
  • 31. O rosto e as suas transformações A caricatura está relacionada com o exagero das formas que caracterizam uma pessoa. Quando uma pessoa tem algum aspeto mais pronunciado no seu rosto, isso acaba por ser determinante no desenho de caricatura dessa pessoa. A caricatura
  • 32. O rosto e as suas transformações Se o nariz é maior que o normal, a caricatura vai exagerar o tamanho do nariz como forma de dar ênfase a esse aspeto físico. Se forem os olhos, exagera-se o tamanho dos olhos e assim sucessivamente. © Luís Gustavo Barbosa. A caricatura
  • 33. O rosto e as suas transformações © Daniel Teixeira.© André Carrilho. A caricatura
  • 34. O rosto e as suas transformações Ao longo das várias épocas, a forma de representação do rosto ou a maneira de retratar uma pessoa teve múltiplas abordagens. Trata-se sobretudo de recriação, já que a ideia de máscara está intimamente ligada à transformação, à ocultação da identidade e ao ressurgimento de uma nova forma. Salvador Dalí. A máscara
  • 35. Como se faz? Vídeo e link de internet (em inglês)
  • 36. Desenho do rosto e pintura a pastel de óleo - básico
  • 37. Site com animação que ensina a desenhar um rosto http://media.academyart.edu/freeclass/