SlideShare uma empresa Scribd logo
A FORMA E A ESTRUTURA

 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

 FORMA               e            ESTRUTURA




         Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

                 COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS

- Identificar FORMAS

- Identificar ESTRUTURAS

- Distinguir as FORMAS NATURAIS das FORMAS ARTIFICIAIS

- Distinguir as ESTRUTURAS NATURAIS das ESTRUTURAS ARTIFICIAIS

- Distinguir as FORMAS e as ESTRUTURAS

- Compreender a relação entre a ESTRUTURA e FORMA


                           Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

       OBSERVAR não é só olhar. É VER e COMPREENDER.




→ Observar é ver o todo das coisas que nos rodeiam e os seus pormenores.
→ Observando os pormenores compreendemos o porquê da FORMA das coisas.
→ Às coisas que nos rodeiam chamamos-lhe FORMAS.
                             Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

 → Na Natureza existe uma diversidade de FORMAS.




→ As FORMAS variam no tamanho e estão adaptadas ao seu ambiente natural.

                            Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
     Observa !




                       Forma Artificial             Forma Natural
   Forma Natural                                                        Forma Artificial




   Forma Artificial     Forma Natural                Forma Artificial   Forma Natural

→ Umas FORMAS são NATURAIS e outras ARTIFICIAIS (criadas pelo Homem).
                             Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

                   Classificação das FORMAS

As FORMAS podem ser:

 → FORMAS NATURAIS - Quando já existem na Natureza.
      Por exemplo: Árvore; Ser Humano; Folhas de árvore; Ave; Peixe;…

                                        e
 → FORMAS ARTIFICIAIS - São os objectos que o Homem cria.
                  Por exemplo: Avião; robot; telemóveis;…




                           Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

   Observa !




                            FORMA                           ESTRUTURA

→ A laranja é uma FORMA.
→ A metade da laranja mostra-nos a sua ESTRUTURA.
→ Todas as FORMAS têm uma ESTRUTURA.

                            Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
→ Na Natureza existe também uma diversidade de ESTRUTURAS.




→ As ESTRUTURAS são o suporte das FORMAS.
                      Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
      Observa !




                    Estrutura Artificial           Estrutura Artificial




Estrutura Natural                 Estrutura Artificial                    Estrutura Natural


→ Umas ESTRUTURAS são NATURAIS e outras ARTIFICIAIS (criadas pelo Homem).
                                    Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

                   Classificação das ESTRUTURAS


As ESTRUTURAS podem ser:

→ ESTRUTURAS NATURAIS - Quando já existem na Natureza.
Por exemplo: Esqueleto Humano; interior da laranja; nervuras das folhas de árvore;
           tronco de árvore e ramos; ninho de pássaro; teia de aranha;…
                           e
→ ESTRUTURAS ARTIFICIAIS – São criadas pelo Homem.
                Por exemplo: Bicicleta; cadeira; ponte metálica;…


                               Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
        Distinção entre FORMAS e ESTRUTURAS




                                                    Estrutura
Forma

            Forma
                                                                  Estrutura



Forma
                                                      Estrutura

                    FORMA e ESTRUTURA
          Forma                                                     Estrutura
                    Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
  Distinção entre FORMAS e ESTRUTURAS NATURAIS



                     Forma Natural



Forma Natural
                                                 Estrutura Natural




Forma Natural      Estrutura Natural             Estrutura Natural
                 Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
      Distinção entre FORMAS e ESTRUTURAS ARTIFICIAIS




 Forma Artificial       Estrutura Artificial
                                                       Forma Artificial




Estrutura Artificial      Forma Artificial             Estrutura Artificial
                       Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

            Relação entre a ESTRUTURA e a FORMA

         ESTRUTURA NATURAL                            FORMA NATURAL




→ A ESTRUTURA de uma FORMA permite que essa FORMA se mantenha firme.
→ Uma ESTRUTURA resistente mantém organizados os seus elementos!
                           Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
Observa !




  FORMA                                FORMA e ESTRUTURA

→ A ESTRUTURA das coisas define a sua FORMA.
→ Há FORMAS que têm visível a sua ESTRUTURA.
                      Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

      ESTRUTURA                                   FORMA




→ A ESTRUTURA condiciona a FORMA!
                  Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

      Estrutura Natural                            Forma Natural




→ A ESTRUTURA permite a estabilidade e a resistência da FORMA.
→ A ESTRUTURA suporta o seu próprio peso e equilibra a FORMA.

                        Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA
 COMPLETA …
- Às COISAS que existem na Natureza e no mundo que nos rodeia chamamos…
    FORMAS
- As FORMAS podem ser…
     NATURAIS - Quando já existem na Natureza
     ARTIFICIAIS – São as Formas criadas pelo Homem
- Todas as FORMAS têm uma…
    ESTRUTURA
- As ESTRUTURAS podem ser…
    NATURAIS – Quando já existem na Natureza
    ARTIFICIAIS – São as ESTRUTURAS criadas pelo Homem
 As ESTRUTURAS :
    - Definem a FORMA das coisas (Formas)
   - Dão ESTABILIDADE e RESISTÊNCIA às Formas
   - Suportam o seu próprio peso e equilibram as Formas
                               Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA

QUESTÕES ?




             Educação Visual e Tecnológica
A FORMA E A ESTRUTURA




Fontes de Informação

* Acesso Google - Imagens

* Cativo, Helena (2004). Educação Visual e Tecnológica – 5º e 6º Anos. Areal Editores.
                                  Educação Visual e Tecnológica

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Escala - Técnica da quadrícula
Escala - Técnica da quadrícula Escala - Técnica da quadrícula
Escala - Técnica da quadrícula
Artes Real
 
Elementos Visuais da Forma
Elementos Visuais da FormaElementos Visuais da Forma
Elementos Visuais da Forma
Sara Veludo
 
Aula 2 composição visual
Aula  2 composição visualAula  2 composição visual
Aula 2 composição visual
Artedoiscmb Cmb
 
Texturas
TexturasTexturas
Geometria
GeometriaGeometria
Geometria
Agostinho NSilva
 
Sistema de Projeção Axonométrica
Sistema de Projeção AxonométricaSistema de Projeção Axonométrica
Sistema de Projeção Axonométrica
Artes Real
 
Comunicação em Tecnologia - Educacão Tecnológica
Comunicação em Tecnologia - Educacão TecnológicaComunicação em Tecnologia - Educacão Tecnológica
Comunicação em Tecnologia - Educacão Tecnológica
Agostinho NSilva
 
Aula 05 linguagem visual
Aula 05   linguagem visualAula 05   linguagem visual
Aula 05 linguagem visual
Elizeu Nascimento Silva
 
Modulo E Padrao
Modulo E PadraoModulo E Padrao
Modulo E Padrao
Susana Vieira
 
Elementos visuais
Elementos visuaisElementos visuais
Elementos visuais
Keyla Dias
 
Expressão e composição da forma
Expressão e composição da formaExpressão e composição da forma
Expressão e composição da forma
Fernando Mendes
 
Perspectiva
PerspectivaPerspectiva
Perspectiva
Fernanda Bastos
 
Rosto Humano
Rosto HumanoRosto Humano
Rosto Humano
sergiolemos
 
Educação visual e tecnológica ( o ponto e a linha)
Educação visual e tecnológica ( o ponto e a linha)Educação visual e tecnológica ( o ponto e a linha)
Educação visual e tecnológica ( o ponto e a linha)
Rita Godinho
 
ESTRUTURAS
ESTRUTURASESTRUTURAS
ESTRUTURAS
Agostinho NSilva
 
Conceito de Ponto, Linha e Plano
Conceito de Ponto, Linha e PlanoConceito de Ponto, Linha e Plano
Conceito de Ponto, Linha e Plano
Débora Cseri
 
teoria da cor, em educação visual e tecnológica
teoria da cor, em educação visual e tecnológicateoria da cor, em educação visual e tecnológica
teoria da cor, em educação visual e tecnológica
agrupamento de escolas de carcavelos at DRE de lisboa e vale do tejo
 
Elementos visuais
Elementos visuaisElementos visuais
Elementos visuais
Viviane Marques
 
Perspetiva cónica
Perspetiva cónicaPerspetiva cónica
Perspetiva cónica
madalena Madalena Moura
 
O Cartaz
O CartazO Cartaz
O Cartaz
Artes Real
 

Mais procurados (20)

Escala - Técnica da quadrícula
Escala - Técnica da quadrícula Escala - Técnica da quadrícula
Escala - Técnica da quadrícula
 
Elementos Visuais da Forma
Elementos Visuais da FormaElementos Visuais da Forma
Elementos Visuais da Forma
 
Aula 2 composição visual
Aula  2 composição visualAula  2 composição visual
Aula 2 composição visual
 
Texturas
TexturasTexturas
Texturas
 
Geometria
GeometriaGeometria
Geometria
 
Sistema de Projeção Axonométrica
Sistema de Projeção AxonométricaSistema de Projeção Axonométrica
Sistema de Projeção Axonométrica
 
Comunicação em Tecnologia - Educacão Tecnológica
Comunicação em Tecnologia - Educacão TecnológicaComunicação em Tecnologia - Educacão Tecnológica
Comunicação em Tecnologia - Educacão Tecnológica
 
Aula 05 linguagem visual
Aula 05   linguagem visualAula 05   linguagem visual
Aula 05 linguagem visual
 
Modulo E Padrao
Modulo E PadraoModulo E Padrao
Modulo E Padrao
 
Elementos visuais
Elementos visuaisElementos visuais
Elementos visuais
 
Expressão e composição da forma
Expressão e composição da formaExpressão e composição da forma
Expressão e composição da forma
 
Perspectiva
PerspectivaPerspectiva
Perspectiva
 
Rosto Humano
Rosto HumanoRosto Humano
Rosto Humano
 
Educação visual e tecnológica ( o ponto e a linha)
Educação visual e tecnológica ( o ponto e a linha)Educação visual e tecnológica ( o ponto e a linha)
Educação visual e tecnológica ( o ponto e a linha)
 
ESTRUTURAS
ESTRUTURASESTRUTURAS
ESTRUTURAS
 
Conceito de Ponto, Linha e Plano
Conceito de Ponto, Linha e PlanoConceito de Ponto, Linha e Plano
Conceito de Ponto, Linha e Plano
 
teoria da cor, em educação visual e tecnológica
teoria da cor, em educação visual e tecnológicateoria da cor, em educação visual e tecnológica
teoria da cor, em educação visual e tecnológica
 
Elementos visuais
Elementos visuaisElementos visuais
Elementos visuais
 
Perspetiva cónica
Perspetiva cónicaPerspetiva cónica
Perspetiva cónica
 
O Cartaz
O CartazO Cartaz
O Cartaz
 

Destaque

Estudo da Letra
Estudo da LetraEstudo da Letra
Estudo da Letra
Artes Real
 
Como realizar um autocolante no Publisher
Como realizar um autocolante no PublisherComo realizar um autocolante no Publisher
Como realizar um autocolante no Publisher
Artes Real
 
Módulo Padrão
Módulo PadrãoMódulo Padrão
Módulo Padrão
Artes Real
 
Cores Secundárias
Cores SecundáriasCores Secundárias
Cores Secundárias
Artes Real
 
Técnica = Maneira de Fazer
Técnica = Maneira de FazerTécnica = Maneira de Fazer
Técnica = Maneira de Fazer
Artes Real
 
Espirais - Espiral Tricêntrica
Espirais - Espiral TricêntricaEspirais - Espiral Tricêntrica
Espirais - Espiral Tricêntrica
Artes Real
 
Teoria da Cor
Teoria da CorTeoria da Cor
Teoria da Cor
Artes Real
 
PowerPoint - origami
PowerPoint - origamiPowerPoint - origami
PowerPoint - origami
Artes Real
 
Ficha de trabalho método europeu
Ficha de trabalho   método europeuFicha de trabalho   método europeu
Ficha de trabalho método europeu
ruiseixas
 
Ficha nº 12 quadrado perspetiva obliqua 2 pontos de fuga
Ficha nº 12 quadrado  perspetiva obliqua 2 pontos de fugaFicha nº 12 quadrado  perspetiva obliqua 2 pontos de fuga
Ficha nº 12 quadrado perspetiva obliqua 2 pontos de fuga
ruiseixas
 
Ficha nº 17 planificação piramide triangular
Ficha nº 17 planificação piramide triangularFicha nº 17 planificação piramide triangular
Ficha nº 17 planificação piramide triangular
ruiseixas
 
Ficha nº 7 estudo dos triângulos
Ficha nº 7 estudo dos triângulosFicha nº 7 estudo dos triângulos
Ficha nº 7 estudo dos triângulos
ruiseixas
 
Ficha nº 27 sintetizações gráficas
Ficha nº 27 sintetizações gráficasFicha nº 27 sintetizações gráficas
Ficha nº 27 sintetizações gráficas
ruiseixas
 
Ficha nº 3 estudo dos círculos
Ficha nº 3 estudo dos círculosFicha nº 3 estudo dos círculos
Ficha nº 3 estudo dos círculos
ruiseixas
 
Ficha de trabalho escher simetria
Ficha de trabalho escher   simetriaFicha de trabalho escher   simetria
Ficha de trabalho escher simetria
ruiseixas
 
Ficha nº 5 espirais
Ficha nº 5 espiraisFicha nº 5 espirais
Ficha nº 5 espirais
ruiseixas
 
Ficha nº 14 perspetiva do círculo
Ficha nº 14 perspetiva do círculoFicha nº 14 perspetiva do círculo
Ficha nº 14 perspetiva do círculo
ruiseixas
 
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangular
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangularFicha nº 18 planificação piramide quadrangular
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangular
ruiseixas
 
Ficha nº 28 ilusões geométricas
Ficha nº 28 ilusões geométricasFicha nº 28 ilusões geométricas
Ficha nº 28 ilusões geométricas
ruiseixas
 
Ficha nº 13 cubo perspetiva oblíqua com 2 pontos de fuga
Ficha nº 13 cubo perspetiva oblíqua com 2 pontos de fugaFicha nº 13 cubo perspetiva oblíqua com 2 pontos de fuga
Ficha nº 13 cubo perspetiva oblíqua com 2 pontos de fugaruiseixas
 

Destaque (20)

Estudo da Letra
Estudo da LetraEstudo da Letra
Estudo da Letra
 
Como realizar um autocolante no Publisher
Como realizar um autocolante no PublisherComo realizar um autocolante no Publisher
Como realizar um autocolante no Publisher
 
Módulo Padrão
Módulo PadrãoMódulo Padrão
Módulo Padrão
 
Cores Secundárias
Cores SecundáriasCores Secundárias
Cores Secundárias
 
Técnica = Maneira de Fazer
Técnica = Maneira de FazerTécnica = Maneira de Fazer
Técnica = Maneira de Fazer
 
Espirais - Espiral Tricêntrica
Espirais - Espiral TricêntricaEspirais - Espiral Tricêntrica
Espirais - Espiral Tricêntrica
 
Teoria da Cor
Teoria da CorTeoria da Cor
Teoria da Cor
 
PowerPoint - origami
PowerPoint - origamiPowerPoint - origami
PowerPoint - origami
 
Ficha de trabalho método europeu
Ficha de trabalho   método europeuFicha de trabalho   método europeu
Ficha de trabalho método europeu
 
Ficha nº 12 quadrado perspetiva obliqua 2 pontos de fuga
Ficha nº 12 quadrado  perspetiva obliqua 2 pontos de fugaFicha nº 12 quadrado  perspetiva obliqua 2 pontos de fuga
Ficha nº 12 quadrado perspetiva obliqua 2 pontos de fuga
 
Ficha nº 17 planificação piramide triangular
Ficha nº 17 planificação piramide triangularFicha nº 17 planificação piramide triangular
Ficha nº 17 planificação piramide triangular
 
Ficha nº 7 estudo dos triângulos
Ficha nº 7 estudo dos triângulosFicha nº 7 estudo dos triângulos
Ficha nº 7 estudo dos triângulos
 
Ficha nº 27 sintetizações gráficas
Ficha nº 27 sintetizações gráficasFicha nº 27 sintetizações gráficas
Ficha nº 27 sintetizações gráficas
 
Ficha nº 3 estudo dos círculos
Ficha nº 3 estudo dos círculosFicha nº 3 estudo dos círculos
Ficha nº 3 estudo dos círculos
 
Ficha de trabalho escher simetria
Ficha de trabalho escher   simetriaFicha de trabalho escher   simetria
Ficha de trabalho escher simetria
 
Ficha nº 5 espirais
Ficha nº 5 espiraisFicha nº 5 espirais
Ficha nº 5 espirais
 
Ficha nº 14 perspetiva do círculo
Ficha nº 14 perspetiva do círculoFicha nº 14 perspetiva do círculo
Ficha nº 14 perspetiva do círculo
 
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangular
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangularFicha nº 18 planificação piramide quadrangular
Ficha nº 18 planificação piramide quadrangular
 
Ficha nº 28 ilusões geométricas
Ficha nº 28 ilusões geométricasFicha nº 28 ilusões geométricas
Ficha nº 28 ilusões geométricas
 
Ficha nº 13 cubo perspetiva oblíqua com 2 pontos de fuga
Ficha nº 13 cubo perspetiva oblíqua com 2 pontos de fugaFicha nº 13 cubo perspetiva oblíqua com 2 pontos de fuga
Ficha nº 13 cubo perspetiva oblíqua com 2 pontos de fuga
 

Último

347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
PatriciaZanoli
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 

Último (20)

347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 

Forma e Estrutura

  • 1. A FORMA E A ESTRUTURA CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS FORMA e ESTRUTURA Educação Visual e Tecnológica
  • 2. A FORMA E A ESTRUTURA COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS - Identificar FORMAS - Identificar ESTRUTURAS - Distinguir as FORMAS NATURAIS das FORMAS ARTIFICIAIS - Distinguir as ESTRUTURAS NATURAIS das ESTRUTURAS ARTIFICIAIS - Distinguir as FORMAS e as ESTRUTURAS - Compreender a relação entre a ESTRUTURA e FORMA Educação Visual e Tecnológica
  • 3. A FORMA E A ESTRUTURA OBSERVAR não é só olhar. É VER e COMPREENDER. → Observar é ver o todo das coisas que nos rodeiam e os seus pormenores. → Observando os pormenores compreendemos o porquê da FORMA das coisas. → Às coisas que nos rodeiam chamamos-lhe FORMAS. Educação Visual e Tecnológica
  • 4. A FORMA E A ESTRUTURA → Na Natureza existe uma diversidade de FORMAS. → As FORMAS variam no tamanho e estão adaptadas ao seu ambiente natural. Educação Visual e Tecnológica
  • 5. A FORMA E A ESTRUTURA Observa ! Forma Artificial Forma Natural Forma Natural Forma Artificial Forma Artificial Forma Natural Forma Artificial Forma Natural → Umas FORMAS são NATURAIS e outras ARTIFICIAIS (criadas pelo Homem). Educação Visual e Tecnológica
  • 6. A FORMA E A ESTRUTURA Classificação das FORMAS As FORMAS podem ser: → FORMAS NATURAIS - Quando já existem na Natureza. Por exemplo: Árvore; Ser Humano; Folhas de árvore; Ave; Peixe;… e → FORMAS ARTIFICIAIS - São os objectos que o Homem cria. Por exemplo: Avião; robot; telemóveis;… Educação Visual e Tecnológica
  • 7. A FORMA E A ESTRUTURA Observa ! FORMA ESTRUTURA → A laranja é uma FORMA. → A metade da laranja mostra-nos a sua ESTRUTURA. → Todas as FORMAS têm uma ESTRUTURA. Educação Visual e Tecnológica
  • 8. A FORMA E A ESTRUTURA → Na Natureza existe também uma diversidade de ESTRUTURAS. → As ESTRUTURAS são o suporte das FORMAS. Educação Visual e Tecnológica
  • 9. A FORMA E A ESTRUTURA Observa ! Estrutura Artificial Estrutura Artificial Estrutura Natural Estrutura Artificial Estrutura Natural → Umas ESTRUTURAS são NATURAIS e outras ARTIFICIAIS (criadas pelo Homem). Educação Visual e Tecnológica
  • 10. A FORMA E A ESTRUTURA Classificação das ESTRUTURAS As ESTRUTURAS podem ser: → ESTRUTURAS NATURAIS - Quando já existem na Natureza. Por exemplo: Esqueleto Humano; interior da laranja; nervuras das folhas de árvore; tronco de árvore e ramos; ninho de pássaro; teia de aranha;… e → ESTRUTURAS ARTIFICIAIS – São criadas pelo Homem. Por exemplo: Bicicleta; cadeira; ponte metálica;… Educação Visual e Tecnológica
  • 11. A FORMA E A ESTRUTURA Distinção entre FORMAS e ESTRUTURAS Estrutura Forma Forma Estrutura Forma Estrutura FORMA e ESTRUTURA Forma Estrutura Educação Visual e Tecnológica
  • 12. A FORMA E A ESTRUTURA Distinção entre FORMAS e ESTRUTURAS NATURAIS Forma Natural Forma Natural Estrutura Natural Forma Natural Estrutura Natural Estrutura Natural Educação Visual e Tecnológica
  • 13. A FORMA E A ESTRUTURA Distinção entre FORMAS e ESTRUTURAS ARTIFICIAIS Forma Artificial Estrutura Artificial Forma Artificial Estrutura Artificial Forma Artificial Estrutura Artificial Educação Visual e Tecnológica
  • 14. A FORMA E A ESTRUTURA Relação entre a ESTRUTURA e a FORMA ESTRUTURA NATURAL FORMA NATURAL → A ESTRUTURA de uma FORMA permite que essa FORMA se mantenha firme. → Uma ESTRUTURA resistente mantém organizados os seus elementos! Educação Visual e Tecnológica
  • 15. A FORMA E A ESTRUTURA Observa ! FORMA FORMA e ESTRUTURA → A ESTRUTURA das coisas define a sua FORMA. → Há FORMAS que têm visível a sua ESTRUTURA. Educação Visual e Tecnológica
  • 16. A FORMA E A ESTRUTURA ESTRUTURA FORMA → A ESTRUTURA condiciona a FORMA! Educação Visual e Tecnológica
  • 17. A FORMA E A ESTRUTURA Estrutura Natural Forma Natural → A ESTRUTURA permite a estabilidade e a resistência da FORMA. → A ESTRUTURA suporta o seu próprio peso e equilibra a FORMA. Educação Visual e Tecnológica
  • 18. A FORMA E A ESTRUTURA COMPLETA … - Às COISAS que existem na Natureza e no mundo que nos rodeia chamamos… FORMAS - As FORMAS podem ser… NATURAIS - Quando já existem na Natureza ARTIFICIAIS – São as Formas criadas pelo Homem - Todas as FORMAS têm uma… ESTRUTURA - As ESTRUTURAS podem ser… NATURAIS – Quando já existem na Natureza ARTIFICIAIS – São as ESTRUTURAS criadas pelo Homem As ESTRUTURAS : - Definem a FORMA das coisas (Formas) - Dão ESTABILIDADE e RESISTÊNCIA às Formas - Suportam o seu próprio peso e equilibram as Formas Educação Visual e Tecnológica
  • 19. A FORMA E A ESTRUTURA QUESTÕES ? Educação Visual e Tecnológica
  • 20. A FORMA E A ESTRUTURA Fontes de Informação * Acesso Google - Imagens * Cativo, Helena (2004). Educação Visual e Tecnológica – 5º e 6º Anos. Areal Editores. Educação Visual e Tecnológica