SlideShare uma empresa Scribd logo
CUIDAR DO CORPO E DO ESPÍRITO
CUIDAR DO CORPO E DO ESPÍRITO Em uma de suas lições de O Evangelho               Segundo o Espiritismo, vemos que: "A vida é difícil, bem o sei, constituindo-se de mil bagatelas que são como alfinetadas e acabam por nos ferir.  Mas é necessário olhar para os deveres que nos são impostos, e para as consolações e compensações que obtemos, pois então veremos que as bênçãos são mais numerosas que as dores.  O fardo parece mais leve quando olhamos para o alto, do que quando curvamos a fronte para a terra.”
EXEMPLO DE UM ESPÍRITO SUICIDA Dizem-nos os médicos espirituais que o Evangelho é um manancial de saúde e profilaxia para o Espírito e que não há no mundo melhor cartilha para a saúde espiritual que, invariavelmente reflete-se sobre o corpo que está sujeito ao primeiro. Brevemente voltarei à escola terrena em breve experiência para aliviar minha alma enferma, visto que comprometi sérios campos do corpo espiritual. Em um corpo com limitação encontrará minha alma o repouso necessário e reconquista espirituais. Muita paz!” Moacyr Menezes (espírito) Mensagem psicografada por J. G. Argel-“Casa de Eurípedes”, Taubaté-SP em 18/09/05.
Muito bem.... Sabemos que estamos em um mundo de provas e expiações e que pelas características deste planeta, em razão do seu atual estágio evolutivo, ele mais se assemelha a uma combinação de uma escola e a um hospital,  aonde Deus vai ministrando seus ensinamentos e medicamentos a cada um de seus filhos, doentes ainda, no Egoísmo e no Orgulho e de acordo com o nível de gravidade da doença.   
E um lugar assim não é um local de delícias...  Mas fico pensando aqui comigo, o quanto pequeninas ações que poderíamos tomar em nosso dia a dia não tornariam essa estada terrena, pelo menos, menos desagradável a nós mesmos e aos nossos semelhantes?
Vejamos alguns exemplos de ações que nos ajudariam muito nesse processo de nos "suportarmos" mutuamente:   . Ética e responsabilidade nos negócios.  Existe coisa mais desagradável e revoltante do que sentir-se "roubado", enganado nos negócios?  Do que um fornecedor de um produto ou serviço não cumprir com suas responsabilidades?  Esquecem-se esses das leis imutáveis de ação e reação?  Na hora de vender oferece-se o paraíso; na entrega recebemos o inferno!
. Educação e paciência no trânsito.  Atrás do volante o ser humano demonstra toda a sua origem animal e irracional.  É constrangedor e deprimente ver o que algumas pessoas fazem aos seus semelhantes, atrás do volante de um carro, ônibus, caminhão e similares ou guiando suas motos.  O som do seu carro é para você ouvir e não o mundo, que não necessariamente compartilha de seu "gosto" musical.
Ouvi certa vez uma frase que, por alguma razão ficou gravada na minha mente, que dizia mais ou menos o seguinte: Para que as pessoas querem tanto possuir uma casa, se quando a tem ficam nos bares bebendo, ao invés de compartilhar do convívio familiar?  
Do ponto de vista não das emoções e sensações, mas das coisas materiais que também são muitas vezes importantes, enquanto instrumento de demonstração de amor, de carinho e de atenção; comer "aquela comidinha" que você sabe que foi feita especialmente para você, porque você gosta.    E quem mais senão nós mesmos para nos preocuparmos com o outro (esposa, marido, filho, pai, mãe, avós etc.)?  E quem mais senão nós mesmos para estarmos atentos a essas ações que trazem mais prazer à vida cotidiana e que, embora pequeninas, nos trazem tanto alívio e reconforto para enfrentarmos as dificuldades diárias?
Aconselha-nos André Luiz em Conduta Espírita, que devemos: “Cultivar a higiene pessoal, sustentando o instrumento físico qual se ele fosse viver eternamente, preservando-se, assim, contra o suicídio indireto”.  
Mais adiante, ele assevera: “Precatar-se contra tóxicos, narcóticos, alcoólicos, e contra o uso demasiado de drogas que viciem a composição fisiológica natural do organismo”.  Todos esses vícios por ele elencados trazem profundas perturbações ao corpo físico e manifestações deletérias no corpo perispiritual. Todos devemos evitá-los. Além do correto equilíbrio na alimentação, no uso das energias sexuais, nas emoções e pensamentos por nós emitidos.   Por fim, ele aconselha: “Sempre que lhe seja possível, respirar o ar livre, tomar banhos de água pura e receber o sol farto, vestindo-se com decência e limpeza, sem, contudo, prender-se à adoração do próprio corpo. Critério e moderação garantem o equilíbrio e o bem-estar. (...) Na Terra, cada Espírito recebe o corpo de que precisa”.  
No Capítulo II, no. 5 do ESE:  “O verdadeiro sábio deve, portanto, de algum modo, isolar a alma do corpo, para ver com os olhos do espírito. É isso o que ensina o Espiritismo.” Sem um comportamento saudável, o indivíduo pode ter entrado no espiritismo, porém o espiritismo ainda não entrou nele. É um adepto e não um Espírita. Divaldo  FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A familia na visao espirita
A familia na visao espiritaA familia na visao espirita
A familia na visao espirita
Henrique Vieira
 
O Dever
O DeverO Dever
O Dever
CEENA_SS
 
Capítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e lei
Capítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e leiCapítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e lei
Capítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e lei
Eduardo Ottonelli Pithan
 
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTEVISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
Jorge Luiz dos Santos
 
Educação espírita para a infância
Educação espírita para a infânciaEducação espírita para a infância
Educação espírita para a infância
Dalila Melo
 
Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
O espiritismo e a família contemporânea , desafios
O espiritismo e a família contemporânea , desafiosO espiritismo e a família contemporânea , desafios
O espiritismo e a família contemporânea , desafios
Izabel Cristina Fonseca
 
Aquele que se eleva será rebaixado
Aquele que se eleva será rebaixado Aquele que se eleva será rebaixado
Aquele que se eleva será rebaixado
Izabel Cristina Fonseca
 
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vidaSuicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Ricardo Azevedo
 
Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira).
Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira). Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira).
Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira).
Leonardo Pereira
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
Jorge Luiz dos Santos
 
O Homem de Bem
O Homem de BemO Homem de Bem
O Homem de Bem
igmateus
 
A vida futura
A vida futuraA vida futura
A vida futura
Marcos Accioly
 
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Grupo Espírita Cristão
 
Indulgencia
IndulgenciaIndulgencia
Desencarne na visão espírita
Desencarne na visão espíritaDesencarne na visão espírita
Desencarne na visão espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Senhor, Senhor
Senhor, SenhorSenhor, Senhor
Senhor, Senhor
igmateus
 
Relações afetivas e o casamento na visão espírita!
Relações afetivas e o casamento na visão espírita!Relações afetivas e o casamento na visão espírita!
Relações afetivas e o casamento na visão espírita!
Leonardo Pereira
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
Eduardo Ottonelli Pithan
 
A felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundoA felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundo
Izabel Cristina Fonseca
 

Mais procurados (20)

A familia na visao espirita
A familia na visao espiritaA familia na visao espirita
A familia na visao espirita
 
O Dever
O DeverO Dever
O Dever
 
Capítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e lei
Capítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e leiCapítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e lei
Capítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e lei
 
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTEVISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
 
Educação espírita para a infância
Educação espírita para a infânciaEducação espírita para a infância
Educação espírita para a infância
 
Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
 
O espiritismo e a família contemporânea , desafios
O espiritismo e a família contemporânea , desafiosO espiritismo e a família contemporânea , desafios
O espiritismo e a família contemporânea , desafios
 
Aquele que se eleva será rebaixado
Aquele que se eleva será rebaixado Aquele que se eleva será rebaixado
Aquele que se eleva será rebaixado
 
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vidaSuicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
 
Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira).
Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira). Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira).
Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira).
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
 
O Homem de Bem
O Homem de BemO Homem de Bem
O Homem de Bem
 
A vida futura
A vida futuraA vida futura
A vida futura
 
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
 
Indulgencia
IndulgenciaIndulgencia
Indulgencia
 
Desencarne na visão espírita
Desencarne na visão espíritaDesencarne na visão espírita
Desencarne na visão espírita
 
Senhor, Senhor
Senhor, SenhorSenhor, Senhor
Senhor, Senhor
 
Relações afetivas e o casamento na visão espírita!
Relações afetivas e o casamento na visão espírita!Relações afetivas e o casamento na visão espírita!
Relações afetivas e o casamento na visão espírita!
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
 
A felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundoA felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundo
 

Destaque

Corpo, alma e espírito!
Corpo, alma e espírito!Corpo, alma e espírito!
Corpo, alma e espírito!
Leonardo Pereira
 
A saúde na visão espirita
A saúde na visão espiritaA saúde na visão espirita
A saúde na visão espirita
carlos freire
 
Palestra espirita, Influência do organismo
Palestra espirita, Influência do organismoPalestra espirita, Influência do organismo
Palestra espirita, Influência do organismo
Edson Rodrigues
 
Livro dos Espíritos Q371 ESE cap.28 item38
Livro dos Espíritos Q371 ESE cap.28 item38Livro dos Espíritos Q371 ESE cap.28 item38
Livro dos Espíritos Q371 ESE cap.28 item38
Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos Q.367 ESE cap.28 item 28
Livro dos Espíritos Q.367 ESE cap.28 item 28Livro dos Espíritos Q.367 ESE cap.28 item 28
Livro dos Espíritos Q.367 ESE cap.28 item 28
Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos Q368 ESE cap.28 item30
Livro dos Espíritos Q368 ESE cap.28 item30Livro dos Espíritos Q368 ESE cap.28 item30
Livro dos Espíritos Q368 ESE cap.28 item30
Patricia Farias
 
exposição espirita influência do organismo
 exposição espirita influência do organismo exposição espirita influência do organismo
exposição espirita influência do organismo
Edson Rodrigues
 
Livro dos Espíritos Q369 e 370 ESE cap.28 item 34
Livro dos Espíritos Q369 e 370 ESE cap.28 item 34Livro dos Espíritos Q369 e 370 ESE cap.28 item 34
Livro dos Espíritos Q369 e 370 ESE cap.28 item 34
Patricia Farias
 

Destaque (8)

Corpo, alma e espírito!
Corpo, alma e espírito!Corpo, alma e espírito!
Corpo, alma e espírito!
 
A saúde na visão espirita
A saúde na visão espiritaA saúde na visão espirita
A saúde na visão espirita
 
Palestra espirita, Influência do organismo
Palestra espirita, Influência do organismoPalestra espirita, Influência do organismo
Palestra espirita, Influência do organismo
 
Livro dos Espíritos Q371 ESE cap.28 item38
Livro dos Espíritos Q371 ESE cap.28 item38Livro dos Espíritos Q371 ESE cap.28 item38
Livro dos Espíritos Q371 ESE cap.28 item38
 
Livro dos Espíritos Q.367 ESE cap.28 item 28
Livro dos Espíritos Q.367 ESE cap.28 item 28Livro dos Espíritos Q.367 ESE cap.28 item 28
Livro dos Espíritos Q.367 ESE cap.28 item 28
 
Livro dos Espíritos Q368 ESE cap.28 item30
Livro dos Espíritos Q368 ESE cap.28 item30Livro dos Espíritos Q368 ESE cap.28 item30
Livro dos Espíritos Q368 ESE cap.28 item30
 
exposição espirita influência do organismo
 exposição espirita influência do organismo exposição espirita influência do organismo
exposição espirita influência do organismo
 
Livro dos Espíritos Q369 e 370 ESE cap.28 item 34
Livro dos Espíritos Q369 e 370 ESE cap.28 item 34Livro dos Espíritos Q369 e 370 ESE cap.28 item 34
Livro dos Espíritos Q369 e 370 ESE cap.28 item 34
 

Semelhante a Cuidar do corpo e do espírito

O porque da dor!!!
O porque da dor!!!O porque da dor!!!
O porque da dor!!!
Izabel Cristina Fonseca
 
Boletim o pae julho 2018
Boletim o pae   julho 2018Boletim o pae   julho 2018
Boletim o pae julho 2018
O PAE PAE
 
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiososPalestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
Tiburcio Santos
 
A dor.pptx
A dor.pptxA dor.pptx
A dor.pptx
M.R.L
 
A cura e auto cura 2
A cura e auto cura 2A cura e auto cura 2
A cura e auto cura 2
Marcel Jefferson Gonçalves
 
Boletim informativo setembro 2013
Boletim informativo   setembro 2013Boletim informativo   setembro 2013
Boletim informativo setembro 2013
fespiritacrista
 
O que é qualidade de vida
O que é qualidade de vidaO que é qualidade de vida
O que é qualidade de vida
Fernanda Nascimento Nascimento
 
17. comece depressão na adolescência - 06.2013
17. comece   depressão na adolescência - 06.201317. comece   depressão na adolescência - 06.2013
17. comece depressão na adolescência - 06.2013
comece
 
Bem aventuradososquetemosolhosfechados
Bem aventuradososquetemosolhosfechadosBem aventuradososquetemosolhosfechados
Bem aventuradososquetemosolhosfechados
Magali ..
 
AUTOCONHECER-SE ATRAVÉS DA DOR
AUTOCONHECER-SE ATRAVÉS DA DORAUTOCONHECER-SE ATRAVÉS DA DOR
AUTOCONHECER-SE ATRAVÉS DA DOR
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Motivos de resignação
Motivos de resignaçãoMotivos de resignação
Motivos de resignação
Ponte de Luz ASEC
 
Doenças: Uma Visão Espírita
Doenças: Uma Visão EspíritaDoenças: Uma Visão Espírita
Doenças: Uma Visão Espírita
Rivaldo Guedes Corrêa. Jr
 
Boletim o pae dezembro 2019
Boletim o pae   dezembro 2019 Boletim o pae   dezembro 2019
Boletim o pae dezembro 2019
O PAE PAE
 
A Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.ppt
A Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.pptA Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.ppt
A Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.ppt
EdsonAguiar30
 
Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06
Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06
Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06
Patricia Farias
 
Eu sou por_jorge_adoum
Eu sou por_jorge_adoumEu sou por_jorge_adoum
Eu sou por_jorge_adoum
Daphne Guedes
 
Eu Sou - Jorge Adoum
Eu Sou - Jorge AdoumEu Sou - Jorge Adoum
Eu Sou - Jorge Adoum
Daniela Petito
 
Penas E Gozos Terrenos
Penas E  Gozos  TerrenosPenas E  Gozos  Terrenos
Penas E Gozos Terrenos
meebpeixotinho
 
64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez
64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez
64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Desequil%80%a0%a6%cdbrios %80%a0%a6%cdntimos x
Desequil%80%a0%a6%cdbrios %80%a0%a6%cdntimos  xDesequil%80%a0%a6%cdbrios %80%a0%a6%cdntimos  x
Desequil%80%a0%a6%cdbrios %80%a0%a6%cdntimos x
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 

Semelhante a Cuidar do corpo e do espírito (20)

O porque da dor!!!
O porque da dor!!!O porque da dor!!!
O porque da dor!!!
 
Boletim o pae julho 2018
Boletim o pae   julho 2018Boletim o pae   julho 2018
Boletim o pae julho 2018
 
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiososPalestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
 
A dor.pptx
A dor.pptxA dor.pptx
A dor.pptx
 
A cura e auto cura 2
A cura e auto cura 2A cura e auto cura 2
A cura e auto cura 2
 
Boletim informativo setembro 2013
Boletim informativo   setembro 2013Boletim informativo   setembro 2013
Boletim informativo setembro 2013
 
O que é qualidade de vida
O que é qualidade de vidaO que é qualidade de vida
O que é qualidade de vida
 
17. comece depressão na adolescência - 06.2013
17. comece   depressão na adolescência - 06.201317. comece   depressão na adolescência - 06.2013
17. comece depressão na adolescência - 06.2013
 
Bem aventuradososquetemosolhosfechados
Bem aventuradososquetemosolhosfechadosBem aventuradososquetemosolhosfechados
Bem aventuradososquetemosolhosfechados
 
AUTOCONHECER-SE ATRAVÉS DA DOR
AUTOCONHECER-SE ATRAVÉS DA DORAUTOCONHECER-SE ATRAVÉS DA DOR
AUTOCONHECER-SE ATRAVÉS DA DOR
 
Motivos de resignação
Motivos de resignaçãoMotivos de resignação
Motivos de resignação
 
Doenças: Uma Visão Espírita
Doenças: Uma Visão EspíritaDoenças: Uma Visão Espírita
Doenças: Uma Visão Espírita
 
Boletim o pae dezembro 2019
Boletim o pae   dezembro 2019 Boletim o pae   dezembro 2019
Boletim o pae dezembro 2019
 
A Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.ppt
A Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.pptA Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.ppt
A Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.ppt
 
Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06
Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06
Os Mensageiros - A vida no Mundo espiritual Cap 06
 
Eu sou por_jorge_adoum
Eu sou por_jorge_adoumEu sou por_jorge_adoum
Eu sou por_jorge_adoum
 
Eu Sou - Jorge Adoum
Eu Sou - Jorge AdoumEu Sou - Jorge Adoum
Eu Sou - Jorge Adoum
 
Penas E Gozos Terrenos
Penas E  Gozos  TerrenosPenas E  Gozos  Terrenos
Penas E Gozos Terrenos
 
64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez
64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez
64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez
 
Desequil%80%a0%a6%cdbrios %80%a0%a6%cdntimos x
Desequil%80%a0%a6%cdbrios %80%a0%a6%cdntimos  xDesequil%80%a0%a6%cdbrios %80%a0%a6%cdntimos  x
Desequil%80%a0%a6%cdbrios %80%a0%a6%cdntimos x
 

Mais de Izabel Cristina Fonseca

O advento do cristo
O advento do cristoO advento do cristo
O advento do cristo
Izabel Cristina Fonseca
 
Misterios ocultos aos doutos e prudentes
Misterios ocultos aos doutos e prudentesMisterios ocultos aos doutos e prudentes
Misterios ocultos aos doutos e prudentes
Izabel Cristina Fonseca
 
Melodia natalina
Melodia natalinaMelodia natalina
Melodia natalina
Izabel Cristina Fonseca
 
Bem aventurados os que temos olhos fechados
Bem aventurados os que temos olhos fechadosBem aventurados os que temos olhos fechados
Bem aventurados os que temos olhos fechados
Izabel Cristina Fonseca
 
Misterios ocultos aos prudentes
Misterios ocultos aos prudentesMisterios ocultos aos prudentes
Misterios ocultos aos prudentes
Izabel Cristina Fonseca
 
Poemas
PoemasPoemas
Solidão fonte viva
Solidão   fonte vivaSolidão   fonte viva
Solidão fonte viva
Izabel Cristina Fonseca
 
Simpatia
SimpatiaSimpatia
Progressão e escala espírita
Progressão e escala espíritaProgressão e escala espírita
Progressão e escala espírita
Izabel Cristina Fonseca
 
Palestra lei destruição
Palestra lei destruiçãoPalestra lei destruição
Palestra lei destruição
Izabel Cristina Fonseca
 
Pal janfevmar 2017
Pal janfevmar 2017Pal janfevmar 2017
Pal janfevmar 2017
Izabel Cristina Fonseca
 
Oração nossa
Oração nossaOração nossa
Oração nossa
Izabel Cristina Fonseca
 
O mancebo rico
O mancebo ricoO mancebo rico
O mancebo rico
Izabel Cristina Fonseca
 
O bem e o mal esde - leis divinas
O bem e o mal  esde - leis divinasO bem e o mal  esde - leis divinas
O bem e o mal esde - leis divinas
Izabel Cristina Fonseca
 
Natal palestra
Natal palestraNatal palestra
Natal palestra
Izabel Cristina Fonseca
 
Não desanimar bezerra
Não desanimar   bezerraNão desanimar   bezerra
Não desanimar bezerra
Izabel Cristina Fonseca
 
Inteligência e instinto
Inteligência e instintoInteligência e instinto
Inteligência e instinto
Izabel Cristina Fonseca
 
Incompreensão palestra 2016
Incompreensão   palestra 2016Incompreensão   palestra 2016
Incompreensão palestra 2016
Izabel Cristina Fonseca
 
Firmeza e constância
Firmeza e constânciaFirmeza e constância
Firmeza e constância
Izabel Cristina Fonseca
 
Fe e caridade gec 05 12-2015
Fe e caridade  gec 05 12-2015Fe e caridade  gec 05 12-2015
Fe e caridade gec 05 12-2015
Izabel Cristina Fonseca
 

Mais de Izabel Cristina Fonseca (20)

O advento do cristo
O advento do cristoO advento do cristo
O advento do cristo
 
Misterios ocultos aos doutos e prudentes
Misterios ocultos aos doutos e prudentesMisterios ocultos aos doutos e prudentes
Misterios ocultos aos doutos e prudentes
 
Melodia natalina
Melodia natalinaMelodia natalina
Melodia natalina
 
Bem aventurados os que temos olhos fechados
Bem aventurados os que temos olhos fechadosBem aventurados os que temos olhos fechados
Bem aventurados os que temos olhos fechados
 
Misterios ocultos aos prudentes
Misterios ocultos aos prudentesMisterios ocultos aos prudentes
Misterios ocultos aos prudentes
 
Poemas
PoemasPoemas
Poemas
 
Solidão fonte viva
Solidão   fonte vivaSolidão   fonte viva
Solidão fonte viva
 
Simpatia
SimpatiaSimpatia
Simpatia
 
Progressão e escala espírita
Progressão e escala espíritaProgressão e escala espírita
Progressão e escala espírita
 
Palestra lei destruição
Palestra lei destruiçãoPalestra lei destruição
Palestra lei destruição
 
Pal janfevmar 2017
Pal janfevmar 2017Pal janfevmar 2017
Pal janfevmar 2017
 
Oração nossa
Oração nossaOração nossa
Oração nossa
 
O mancebo rico
O mancebo ricoO mancebo rico
O mancebo rico
 
O bem e o mal esde - leis divinas
O bem e o mal  esde - leis divinasO bem e o mal  esde - leis divinas
O bem e o mal esde - leis divinas
 
Natal palestra
Natal palestraNatal palestra
Natal palestra
 
Não desanimar bezerra
Não desanimar   bezerraNão desanimar   bezerra
Não desanimar bezerra
 
Inteligência e instinto
Inteligência e instintoInteligência e instinto
Inteligência e instinto
 
Incompreensão palestra 2016
Incompreensão   palestra 2016Incompreensão   palestra 2016
Incompreensão palestra 2016
 
Firmeza e constância
Firmeza e constânciaFirmeza e constância
Firmeza e constância
 
Fe e caridade gec 05 12-2015
Fe e caridade  gec 05 12-2015Fe e caridade  gec 05 12-2015
Fe e caridade gec 05 12-2015
 

Último

Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
FernandoCavalcante48
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 

Último (10)

Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 

Cuidar do corpo e do espírito

  • 1. CUIDAR DO CORPO E DO ESPÍRITO
  • 2. CUIDAR DO CORPO E DO ESPÍRITO Em uma de suas lições de O Evangelho Segundo o Espiritismo, vemos que: "A vida é difícil, bem o sei, constituindo-se de mil bagatelas que são como alfinetadas e acabam por nos ferir. Mas é necessário olhar para os deveres que nos são impostos, e para as consolações e compensações que obtemos, pois então veremos que as bênçãos são mais numerosas que as dores. O fardo parece mais leve quando olhamos para o alto, do que quando curvamos a fronte para a terra.”
  • 3. EXEMPLO DE UM ESPÍRITO SUICIDA Dizem-nos os médicos espirituais que o Evangelho é um manancial de saúde e profilaxia para o Espírito e que não há no mundo melhor cartilha para a saúde espiritual que, invariavelmente reflete-se sobre o corpo que está sujeito ao primeiro. Brevemente voltarei à escola terrena em breve experiência para aliviar minha alma enferma, visto que comprometi sérios campos do corpo espiritual. Em um corpo com limitação encontrará minha alma o repouso necessário e reconquista espirituais. Muita paz!” Moacyr Menezes (espírito) Mensagem psicografada por J. G. Argel-“Casa de Eurípedes”, Taubaté-SP em 18/09/05.
  • 4. Muito bem.... Sabemos que estamos em um mundo de provas e expiações e que pelas características deste planeta, em razão do seu atual estágio evolutivo, ele mais se assemelha a uma combinação de uma escola e a um hospital, aonde Deus vai ministrando seus ensinamentos e medicamentos a cada um de seus filhos, doentes ainda, no Egoísmo e no Orgulho e de acordo com o nível de gravidade da doença.  
  • 5. E um lugar assim não é um local de delícias... Mas fico pensando aqui comigo, o quanto pequeninas ações que poderíamos tomar em nosso dia a dia não tornariam essa estada terrena, pelo menos, menos desagradável a nós mesmos e aos nossos semelhantes?
  • 6. Vejamos alguns exemplos de ações que nos ajudariam muito nesse processo de nos "suportarmos" mutuamente:   . Ética e responsabilidade nos negócios. Existe coisa mais desagradável e revoltante do que sentir-se "roubado", enganado nos negócios? Do que um fornecedor de um produto ou serviço não cumprir com suas responsabilidades? Esquecem-se esses das leis imutáveis de ação e reação? Na hora de vender oferece-se o paraíso; na entrega recebemos o inferno!
  • 7. . Educação e paciência no trânsito. Atrás do volante o ser humano demonstra toda a sua origem animal e irracional. É constrangedor e deprimente ver o que algumas pessoas fazem aos seus semelhantes, atrás do volante de um carro, ônibus, caminhão e similares ou guiando suas motos. O som do seu carro é para você ouvir e não o mundo, que não necessariamente compartilha de seu "gosto" musical.
  • 8. Ouvi certa vez uma frase que, por alguma razão ficou gravada na minha mente, que dizia mais ou menos o seguinte: Para que as pessoas querem tanto possuir uma casa, se quando a tem ficam nos bares bebendo, ao invés de compartilhar do convívio familiar?  
  • 9. Do ponto de vista não das emoções e sensações, mas das coisas materiais que também são muitas vezes importantes, enquanto instrumento de demonstração de amor, de carinho e de atenção; comer "aquela comidinha" que você sabe que foi feita especialmente para você, porque você gosta.   E quem mais senão nós mesmos para nos preocuparmos com o outro (esposa, marido, filho, pai, mãe, avós etc.)? E quem mais senão nós mesmos para estarmos atentos a essas ações que trazem mais prazer à vida cotidiana e que, embora pequeninas, nos trazem tanto alívio e reconforto para enfrentarmos as dificuldades diárias?
  • 10. Aconselha-nos André Luiz em Conduta Espírita, que devemos: “Cultivar a higiene pessoal, sustentando o instrumento físico qual se ele fosse viver eternamente, preservando-se, assim, contra o suicídio indireto”.  
  • 11. Mais adiante, ele assevera: “Precatar-se contra tóxicos, narcóticos, alcoólicos, e contra o uso demasiado de drogas que viciem a composição fisiológica natural do organismo”. Todos esses vícios por ele elencados trazem profundas perturbações ao corpo físico e manifestações deletérias no corpo perispiritual. Todos devemos evitá-los. Além do correto equilíbrio na alimentação, no uso das energias sexuais, nas emoções e pensamentos por nós emitidos.   Por fim, ele aconselha: “Sempre que lhe seja possível, respirar o ar livre, tomar banhos de água pura e receber o sol farto, vestindo-se com decência e limpeza, sem, contudo, prender-se à adoração do próprio corpo. Critério e moderação garantem o equilíbrio e o bem-estar. (...) Na Terra, cada Espírito recebe o corpo de que precisa”.  
  • 12. No Capítulo II, no. 5 do ESE: “O verdadeiro sábio deve, portanto, de algum modo, isolar a alma do corpo, para ver com os olhos do espírito. É isso o que ensina o Espiritismo.” Sem um comportamento saudável, o indivíduo pode ter entrado no espiritismo, porém o espiritismo ainda não entrou nele. É um adepto e não um Espírita. Divaldo  FIM