SlideShare uma empresa Scribd logo
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
O que é o tempo?
“O que é o tempo, afinal? Se
ninguém me pergunta, eu sei;
mas, se me perguntam e eu
quero explicar, já não sei.”
“Confissões”, XI, 14 – Agostinho.
“O tempo é a sucessão das
coisas; é ligado à eternidade
da mesma maneira que essas
coisas são ligadas ao infinito.”
(Espírito Galileu)
“A Gênese”, Cap. VI – Allan Kardec.
“É uma evidência e um mistério: ele
só se revela ocultando-se; só se
entrega em sua perda; só se impõe a
todos no próprio movimento pelo
qual de todos escapa. Todos o
conhecem, ou o reconhecem; ninguém
o vê cara a cara.”
“O Ser-Tempo”, André Conte-Sponville.
O tempo da consciência
“O tempo parece indefinidamente
divisível; todo o lapso do tempo,
portanto, seria composto apenas de
passado e futuro, que já não são ou ainda
não são. “Agora”? É o que nos separa e
nos une, (...).”
“O Ser-Tempo”, André Conte-Sponville.
“O que agora claramente transparece é que
nem há tempos futuros nem pretéritos. É
impróprio afirmar que os tempos são três:
pretérito, presente e futuro. Mas talvez fosse
próprio dizer: que os tempos são três:
presente das coisas passadas, presente das
presentes, presente das futuras.”
“Confissões”, XXI, 26 – Agostinho.
(Espírito Galileu)
“A Gênese”, Cap. VI – Allan Kardec.
“O tempo é apenas uma medida
relativa da sucessão das coisas
transitórias; a eternidade não é
susceptível de medida alguma, do
ponto de vista da duração; para ela
não há começo, nem fim: tudo lhe é
presente.”
“(...) quando Gurdjieff introduzira a
ideia de que o tempo é respiração.
Pensava então que a respiração
talvez fosse a unidade do tempo,
isto é, que para a sensação direta,
o tempo da respiração era sentido
como o presente.”
“Fragmentos de um ensinamento...”, P.D. Ouspensky)
“Portanto, não vos preocupeis com o
dia de amanhã, pois o amanhã trará
suas próprias preocupações. É
suficiente o mal que cada dia traz em
si mesmo.”
(Jesus)
“Mateus, 6:34)
“Não te prendas ao passado por
aquilo que o passado te apresente de
cadeias e sombras e nem te
transtornes pelo futuro por aquilo
que o futuro encerre de fantasia ou
de incerteza.”
“Estude e Viva, F. C. Xavier/Waldo Vieira.
Aproveitamento do tempo
(Alegoria do tempo governado pela
prudência, de Vecellio Tiziano)
Passado
75%
Presente
5%
Futuro
20%
Passado Presente Futuro
“O Poder do Entusiasmo”, Luiz Marins.
“Se, por um instante, pudésseis refletir sobre a perda
de tempo, mas refletir muito seriamente e calcular o
imenso erro que cometeis, veríeis quanto esta hora,
este minuto escoado inutilmente que não podeis
recuperar, poderia ser necessário ao vosso bem
futuro.(...) E se usastes mal, um dia sereis obrigados
a repará-lo pela expiação, e, talvez, de maneira
terrível.”! O que não daríeis , então, para recuperar o
tempo perdido!
Espírito Massilon
“Revista Espírita” – Nov/1860 – Allan Kardec.
“O tempo concedido ao Espírito para
uma reencarnação, por mais longo, é
sempre curto, comparado com o serviço
que somos chamados a realizar.
Importante, assim o aproveitamento
das horas.”
“Estude e Viva, F. C. Xavier/Waldo Vieira.
o que os outros
pensam
o que os outros
falam
o que os outros
fazem
“Estude e Viva, F. C. Xavier/Waldo Vieira.
O tempo é o devir
“(...) sem o tempo, haveria mudança,
movimento, devir? O tempo nem pode
existir absolutamente, nem não existir
absolutamente: ele só existe
relativamente. Relativamente a quê: À
mudança: (...).”
“O Ser-Tempo”, André Conte-Sponville.
“Não se pode descer duas vezes no
mesmo rio e não se pode tocar duas
vezes uma substância mortal no mesmo
estado, pois, por causa da
impetuosidade e da velocidade da
mudança, ela se dispersa e se reúne,
vem e vai. (...) Nós descemos e não
descemos pelo mesmo rio, nós próprio
somos e não somos.”
(Heráclito de Éfeso (sécs. VI-V a.C)
“Históra da Filosofia, Vol. I – Giovanni Reale-Dario Antiseri.
“Mas a vida é interminável, o que quer dizer que
nunca morremos; na realidade, também nunca
chegamos a nascer. Apenas nos limitamos a
passar por fases diferentes. Não tem fim. Os
seres humanos têm muitas dimensões. Mas o
tempo não é como o vemos, trata-se em vez disso
de um conjunto de lições que são aprendidas.”
(grifos nossos).
“Muitas Vidas, Muitos Mestres”, Brian L. Weiss.
Sono
Estado de
Vigília
Lembrança de
Si
Consciência
Objetiva
Estados de
Consciência
“Fragmentos de um ensinamento...”, P.D. Ouspensky)
Os espíritas perante o Tempo
“Em nenhuma condição, malbaratar o
tempo com polêmicas e conversações
estéreis, ocupações fantasistas e
demasiado divertimento.”
Desperdiçar tempo é esbanjar
patrimônio divino.”
(Espírito André Luiz)
“Conduta Espírita”, Waldo Vieira.
“Ainda que assoberbado de
realizações e tarefas, jamais
descurar o bem que possa fazer
em favor dos outros.
Quando procuramos o bem, o
próprio bem nos ensina a
encontrar o “tempo de auxiliar.”
“Conduta Espírita”, Waldo Vieira.
“O tempo, tão pesado para vós, que o
medis por vossos temores pueris ou
vossas frívolas esperanças, não faz
sentir sua marcha aos que não estão
sujeitos nem às agitações da alma,
nem às necessidades do corpo.”
(Espírito Marcillac)
“Revista Espírita, junho de 1861 – Allan Kardec.
“Os vossos anos são como um só dia, e
o vosso dia não se repete de modo que
se possa chamar-se de cotidiano, mas é
um perpétuo “hoje”, porque este vosso
“hoje” não se afasta do “amanhã”, nem
sucede ao “ontem”. O vosso “hoje” é a
eternidade.”
Santo Agostinho
“Confissões”, XXI, 13 – Agostinho.
Presente do Eterno
“(...) espiritualidade da imanência em vez de
espiritualidade da transcendência, que vive o ênstase do
presente em vez do êxtase da temporalidade, a tensão da
ação, em vez da distensão da esperança, a alegria do amor
em vez da insatisfação da carência, a paz do presente em
vez da angústia do futuro, enfim a atenção e a acolhida
em vez da espera ou da preocupação... A fè? A
esperança? Para quê, já que tudo é presente? Somos em
Deus, e é por isso que não há Deus. Estamos no eterno, é
por isso que é inútil esperá-lo.”
“O Ser-Tempo”, André Conte-Sponville.
“Comparemos a Providência Divina a
estabelecimento bancário, operando com
reservas ilimitadas, em todos os domínios do
mundo. Pela Bolsa de Causa e Efeito, cada
criatura retém depósito particular, com
especificação de débitos e haveres,
nitidamente diversos, mas, pela Carteira do
Tempo, todas as concessões são iguais para
todos.”
“Estude e Viva, F. C. Xavier/Waldo Vieira.
“Por dádiva de sustentação e misericórdia
para felizes e infelizes, sábios e ignorantes,
justos e injustos, Deus entrega o Sol por
atacado, mas por dom inefável, capaz de
conduzir as criaturas com harmonia e
discernimento, no rumo das perfeições
divinas, Deus dá o tempo, trocado em miúdo,
através das migalhas dos minutos, iguais
para todos.”
“Estude e Viva, F. C. Xavier/Waldo Vieira.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRiosReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
Grupo Espírita Cristão
 
SEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOSSEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOS
Isnande Mota Barros
 
Não se pode servir a deus e a mamon ppt
Não se pode servir a deus e a mamon pptNão se pode servir a deus e a mamon ppt
Não se pode servir a deus e a mamon ppt
Silvânio Barcelos
 
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direitaQue sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
O DUELO
O DUELOO DUELO
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
Jorge Luiz dos Santos
 
Provas voluntárias
Provas voluntáriasProvas voluntárias
Provas voluntárias
Izabel Cristina Fonseca
 
Indulgencia
IndulgenciaIndulgencia
Laços familia
Laços familiaLaços familia
Laços familia
Marilice Passos
 
O Livre Arbitrio
O Livre ArbitrioO Livre Arbitrio
O Livre Arbitrio
Rivaldo Guedes Corrêa. Jr
 
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
Francisco de Assis Alencar
 
O bem e mal sofrer
O bem e  mal sofrerO bem e  mal sofrer
O bem e mal sofrer
Henrique Vieira
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
Jorge Luiz dos Santos
 
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vidaSuicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Ricardo Azevedo
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
Izabel Cristina Fonseca
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
Izabel Cristina Fonseca
 
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Izabel Cristina Fonseca
 
Missão do ser humano inteligente na terra
Missão do ser humano inteligente na terraMissão do ser humano inteligente na terra
Missão do ser humano inteligente na terra
Eduardo Ottonelli Pithan
 
A felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundoA felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundo
Ponte de Luz ASEC
 
A caridade segundo São Paulo
A caridade segundo São PauloA caridade segundo São Paulo
A caridade segundo São Paulo
Izabel Cristina Fonseca
 

Mais procurados (20)

ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRiosReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
 
SEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOSSEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOS
 
Não se pode servir a deus e a mamon ppt
Não se pode servir a deus e a mamon pptNão se pode servir a deus e a mamon ppt
Não se pode servir a deus e a mamon ppt
 
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direitaQue sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
 
O DUELO
O DUELOO DUELO
O DUELO
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
 
Provas voluntárias
Provas voluntáriasProvas voluntárias
Provas voluntárias
 
Indulgencia
IndulgenciaIndulgencia
Indulgencia
 
Laços familia
Laços familiaLaços familia
Laços familia
 
O Livre Arbitrio
O Livre ArbitrioO Livre Arbitrio
O Livre Arbitrio
 
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
 
O bem e mal sofrer
O bem e  mal sofrerO bem e  mal sofrer
O bem e mal sofrer
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
 
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vidaSuicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
 
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
 
Missão do ser humano inteligente na terra
Missão do ser humano inteligente na terraMissão do ser humano inteligente na terra
Missão do ser humano inteligente na terra
 
A felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundoA felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundo
 
A caridade segundo São Paulo
A caridade segundo São PauloA caridade segundo São Paulo
A caridade segundo São Paulo
 

Destaque

O valor do tempo
O valor do tempoO valor do tempo
O valor do tempo
grupodepaisceb
 
O ESPÍRITO E O TEMPO
O ESPÍRITO E O TEMPOO ESPÍRITO E O TEMPO
O ESPÍRITO E O TEMPO
Jorge Luiz dos Santos
 
10º Simpovidro Abravidro - Palestra profº Luiz Marins - "Os desafios da execu...
10º Simpovidro Abravidro - Palestra profº Luiz Marins - "Os desafios da execu...10º Simpovidro Abravidro - Palestra profº Luiz Marins - "Os desafios da execu...
10º Simpovidro Abravidro - Palestra profº Luiz Marins - "Os desafios da execu...
Abravidro
 
O significado espiritual das uniões humanas à luz do Espriritismo
O significado espiritual das uniões humanas à luz do EspriritismoO significado espiritual das uniões humanas à luz do Espriritismo
O significado espiritual das uniões humanas à luz do Espriritismo
grupodepaisceb
 
Palestra boa nova o bom servo 20160820 v2
Palestra boa nova   o bom servo 20160820 v2Palestra boa nova   o bom servo 20160820 v2
Palestra boa nova o bom servo 20160820 v2
Tiburcio Santos
 
QUEM SÃO OS MÉDIUNS?
QUEM SÃO OS MÉDIUNS?QUEM SÃO OS MÉDIUNS?
QUEM SÃO OS MÉDIUNS?
Jorge Luiz dos Santos
 
PERISPÍRITO - MODELO ORGANIZADOR BIOLÓGICO (MOB)
PERISPÍRITO - MODELO ORGANIZADOR BIOLÓGICO (MOB)PERISPÍRITO - MODELO ORGANIZADOR BIOLÓGICO (MOB)
PERISPÍRITO - MODELO ORGANIZADOR BIOLÓGICO (MOB)
Jorge Luiz dos Santos
 
Caminho, verdade e vida chico emmanuel
Caminho, verdade e vida  chico emmanuelCaminho, verdade e vida  chico emmanuel
Caminho, verdade e vida chico emmanuel
Tarcillo Armindo Schmaedecke
 
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
Rosana De Rosa
 
A Imortalidade Da Alma
A Imortalidade Da AlmaA Imortalidade Da Alma
A Imortalidade Da Alma
Emilia Maria Araujo Rios
 
A IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMAA IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMA
Vi Meirim
 
Imortalidade da alma
Imortalidade da almaImortalidade da alma
Imortalidade da alma
Ceile Bernardo
 
A alma é imortal
A alma é imortalA alma é imortal
A alma é imortal
Leonardo Pereira
 
Corpo, alma e espírito!
Corpo, alma e espírito!Corpo, alma e espírito!
Corpo, alma e espírito!
Leonardo Pereira
 

Destaque (14)

O valor do tempo
O valor do tempoO valor do tempo
O valor do tempo
 
O ESPÍRITO E O TEMPO
O ESPÍRITO E O TEMPOO ESPÍRITO E O TEMPO
O ESPÍRITO E O TEMPO
 
10º Simpovidro Abravidro - Palestra profº Luiz Marins - "Os desafios da execu...
10º Simpovidro Abravidro - Palestra profº Luiz Marins - "Os desafios da execu...10º Simpovidro Abravidro - Palestra profº Luiz Marins - "Os desafios da execu...
10º Simpovidro Abravidro - Palestra profº Luiz Marins - "Os desafios da execu...
 
O significado espiritual das uniões humanas à luz do Espriritismo
O significado espiritual das uniões humanas à luz do EspriritismoO significado espiritual das uniões humanas à luz do Espriritismo
O significado espiritual das uniões humanas à luz do Espriritismo
 
Palestra boa nova o bom servo 20160820 v2
Palestra boa nova   o bom servo 20160820 v2Palestra boa nova   o bom servo 20160820 v2
Palestra boa nova o bom servo 20160820 v2
 
QUEM SÃO OS MÉDIUNS?
QUEM SÃO OS MÉDIUNS?QUEM SÃO OS MÉDIUNS?
QUEM SÃO OS MÉDIUNS?
 
PERISPÍRITO - MODELO ORGANIZADOR BIOLÓGICO (MOB)
PERISPÍRITO - MODELO ORGANIZADOR BIOLÓGICO (MOB)PERISPÍRITO - MODELO ORGANIZADOR BIOLÓGICO (MOB)
PERISPÍRITO - MODELO ORGANIZADOR BIOLÓGICO (MOB)
 
Caminho, verdade e vida chico emmanuel
Caminho, verdade e vida  chico emmanuelCaminho, verdade e vida  chico emmanuel
Caminho, verdade e vida chico emmanuel
 
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
 
A Imortalidade Da Alma
A Imortalidade Da AlmaA Imortalidade Da Alma
A Imortalidade Da Alma
 
A IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMAA IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMA
 
Imortalidade da alma
Imortalidade da almaImortalidade da alma
Imortalidade da alma
 
A alma é imortal
A alma é imortalA alma é imortal
A alma é imortal
 
Corpo, alma e espírito!
Corpo, alma e espírito!Corpo, alma e espírito!
Corpo, alma e espírito!
 

Semelhante a O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO

000 capa a 022 final aka om lind mundo
000 capa a 022 final aka om lind mundo000 capa a 022 final aka om lind mundo
000 capa a 022 final aka om lind mundo
Nuno Quaresma
 
COMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULO
COMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULOCOMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULO
COMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULO
Jorge Luiz dos Santos
 
Universo Em Movimento
Universo Em MovimentoUniverso Em Movimento
Universo Em Movimento
jmeirelles
 
Universo Em Movimento
Universo Em MovimentoUniverso Em Movimento
Universo Em Movimento
jmeirelles
 
Além da Morte
Além da MorteAlém da Morte
Além da Morte
Antonino Silva
 
Livro dos Espírios Q.306 ESE26
Livro dos Espírios Q.306 ESE26Livro dos Espírios Q.306 ESE26
Livro dos Espírios Q.306 ESE26
Patricia Farias
 
O ser humano e seu enigma-Adolphe Gesché
O ser humano e seu enigma-Adolphe GeschéO ser humano e seu enigma-Adolphe Gesché
O ser humano e seu enigma-Adolphe Gesché
Marcos Ribeiro
 
Portfólio cláudia lopes 2013
Portfólio cláudia lopes 2013Portfólio cláudia lopes 2013
Portfólio cláudia lopes 2013
cláudia lopes
 
imortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdfimortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdf
AndrPlez1
 
Desapego familiar (hammed)
Desapego familiar (hammed)Desapego familiar (hammed)
Desapego familiar (hammed)
Orlei Almeida
 
Desapego familiar (Hammed)
Desapego familiar (Hammed) Desapego familiar (Hammed)
Desapego familiar (Hammed)
Irene Aguiar
 
YESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdf
YESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdfYESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdf
YESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdf
GarantiaCorujonda
 
Estudos do evangelho 14
Estudos do evangelho 14Estudos do evangelho 14
Estudos do evangelho 14
Leonardo Pereira
 
Destino, livre arbítrio e fatalidade c es-b 09 04 2011
Destino, livre arbítrio e fatalidade   c es-b 09 04 2011Destino, livre arbítrio e fatalidade   c es-b 09 04 2011
Destino, livre arbítrio e fatalidade c es-b 09 04 2011
grupodepaisceb
 
Jiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdf
Jiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdfJiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdf
Jiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdf
HubertoRohden2
 
Tempo - Filosofia (Medieval)
Tempo - Filosofia (Medieval)Tempo - Filosofia (Medieval)
Tempo - Filosofia (Medieval)
Guacira Quirino Miranda
 
O argueiro e a trave no olho
O argueiro e a trave no olho O argueiro e a trave no olho
O argueiro e a trave no olho
Henrique Vieira
 
Caminhando no universo
Caminhando no universoCaminhando no universo
Caminhando no universo
Alexandre Franco de Faria
 
Ego ciência e serciência versus proposta do sagrado
Ego ciência e serciência versus proposta do sagradoEgo ciência e serciência versus proposta do sagrado
Ego ciência e serciência versus proposta do sagrado
Carlos Azeitona
 
Lavelle, louis a presença total
Lavelle, louis   a presença totalLavelle, louis   a presença total
Lavelle, louis a presença total
Noberto Cabral
 

Semelhante a O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO (20)

000 capa a 022 final aka om lind mundo
000 capa a 022 final aka om lind mundo000 capa a 022 final aka om lind mundo
000 capa a 022 final aka om lind mundo
 
COMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULO
COMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULOCOMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULO
COMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULO
 
Universo Em Movimento
Universo Em MovimentoUniverso Em Movimento
Universo Em Movimento
 
Universo Em Movimento
Universo Em MovimentoUniverso Em Movimento
Universo Em Movimento
 
Além da Morte
Além da MorteAlém da Morte
Além da Morte
 
Livro dos Espírios Q.306 ESE26
Livro dos Espírios Q.306 ESE26Livro dos Espírios Q.306 ESE26
Livro dos Espírios Q.306 ESE26
 
O ser humano e seu enigma-Adolphe Gesché
O ser humano e seu enigma-Adolphe GeschéO ser humano e seu enigma-Adolphe Gesché
O ser humano e seu enigma-Adolphe Gesché
 
Portfólio cláudia lopes 2013
Portfólio cláudia lopes 2013Portfólio cláudia lopes 2013
Portfólio cláudia lopes 2013
 
imortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdfimortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdf
 
Desapego familiar (hammed)
Desapego familiar (hammed)Desapego familiar (hammed)
Desapego familiar (hammed)
 
Desapego familiar (Hammed)
Desapego familiar (Hammed) Desapego familiar (Hammed)
Desapego familiar (Hammed)
 
YESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdf
YESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdfYESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdf
YESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdf
 
Estudos do evangelho 14
Estudos do evangelho 14Estudos do evangelho 14
Estudos do evangelho 14
 
Destino, livre arbítrio e fatalidade c es-b 09 04 2011
Destino, livre arbítrio e fatalidade   c es-b 09 04 2011Destino, livre arbítrio e fatalidade   c es-b 09 04 2011
Destino, livre arbítrio e fatalidade c es-b 09 04 2011
 
Jiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdf
Jiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdfJiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdf
Jiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdf
 
Tempo - Filosofia (Medieval)
Tempo - Filosofia (Medieval)Tempo - Filosofia (Medieval)
Tempo - Filosofia (Medieval)
 
O argueiro e a trave no olho
O argueiro e a trave no olho O argueiro e a trave no olho
O argueiro e a trave no olho
 
Caminhando no universo
Caminhando no universoCaminhando no universo
Caminhando no universo
 
Ego ciência e serciência versus proposta do sagrado
Ego ciência e serciência versus proposta do sagradoEgo ciência e serciência versus proposta do sagrado
Ego ciência e serciência versus proposta do sagrado
 
Lavelle, louis a presença total
Lavelle, louis   a presença totalLavelle, louis   a presença total
Lavelle, louis a presença total
 

Mais de Jorge Luiz dos Santos

O ESPIRITISMO E A NECESSIDADE DO TRABALHO
O ESPIRITISMO E A NECESSIDADE DO TRABALHOO ESPIRITISMO E A NECESSIDADE DO TRABALHO
O ESPIRITISMO E A NECESSIDADE DO TRABALHO
Jorge Luiz dos Santos
 
O ESPIRITISMO E AS DESIGUALDADES SOCIAIS
O ESPIRITISMO E AS DESIGUALDADES SOCIAISO ESPIRITISMO E AS DESIGUALDADES SOCIAIS
O ESPIRITISMO E AS DESIGUALDADES SOCIAIS
Jorge Luiz dos Santos
 
A VERDADE QUE LIBERTA
A VERDADE QUE LIBERTAA VERDADE QUE LIBERTA
A VERDADE QUE LIBERTA
Jorge Luiz dos Santos
 
A ALMA DA TERRA
A ALMA DA TERRAA ALMA DA TERRA
A ALMA DA TERRA
Jorge Luiz dos Santos
 
MILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMO
MILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMOMILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMO
MILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMO
Jorge Luiz dos Santos
 
OS MÉDIUNS
OS MÉDIUNSOS MÉDIUNS
AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
AMAI OS VOSSOS INIMIGOSAMAI OS VOSSOS INIMIGOS
AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
Jorge Luiz dos Santos
 
MANIFESTAÇÕES FÍSICAS ESPONTÂNEAS
MANIFESTAÇÕES FÍSICAS ESPONTÂNEASMANIFESTAÇÕES FÍSICAS ESPONTÂNEAS
MANIFESTAÇÕES FÍSICAS ESPONTÂNEAS
Jorge Luiz dos Santos
 
LIVRE -ARBÍTRIO E DETERMINISMO
LIVRE -ARBÍTRIO E DETERMINISMOLIVRE -ARBÍTRIO E DETERMINISMO
LIVRE -ARBÍTRIO E DETERMINISMO
Jorge Luiz dos Santos
 
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
Jorge Luiz dos Santos
 
O CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDOO CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDO
Jorge Luiz dos Santos
 
REENCARNAÇÃO - ASPECTOS CIENTÍFICOS, FILOSÓFICOS E MORAIS
REENCARNAÇÃO - ASPECTOS CIENTÍFICOS, FILOSÓFICOS E MORAISREENCARNAÇÃO - ASPECTOS CIENTÍFICOS, FILOSÓFICOS E MORAIS
REENCARNAÇÃO - ASPECTOS CIENTÍFICOS, FILOSÓFICOS E MORAIS
Jorge Luiz dos Santos
 
A VIDA CONTRA O ABORTO
A VIDA CONTRA O ABORTOA VIDA CONTRA O ABORTO
A VIDA CONTRA O ABORTO
Jorge Luiz dos Santos
 
UM DESAFIO CHAMADO FAMIÍLIA
UM DESAFIO CHAMADO FAMIÍLIAUM DESAFIO CHAMADO FAMIÍLIA
UM DESAFIO CHAMADO FAMIÍLIA
Jorge Luiz dos Santos
 
Allan kardec, o homem, a missão
Allan kardec, o homem, a missãoAllan kardec, o homem, a missão
Allan kardec, o homem, a missão
Jorge Luiz dos Santos
 
150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"
150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"
150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"
Jorge Luiz dos Santos
 
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITASMISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
Jorge Luiz dos Santos
 
RESISTINDO À MUDANÇA
RESISTINDO À MUDANÇARESISTINDO À MUDANÇA
RESISTINDO À MUDANÇA
Jorge Luiz dos Santos
 
VIDA APÓS A MORTE
VIDA APÓS A MORTEVIDA APÓS A MORTE
VIDA APÓS A MORTE
Jorge Luiz dos Santos
 
ESQUECIMENTO DO PASSADO
ESQUECIMENTO DO PASSADOESQUECIMENTO DO PASSADO
ESQUECIMENTO DO PASSADO
Jorge Luiz dos Santos
 

Mais de Jorge Luiz dos Santos (20)

O ESPIRITISMO E A NECESSIDADE DO TRABALHO
O ESPIRITISMO E A NECESSIDADE DO TRABALHOO ESPIRITISMO E A NECESSIDADE DO TRABALHO
O ESPIRITISMO E A NECESSIDADE DO TRABALHO
 
O ESPIRITISMO E AS DESIGUALDADES SOCIAIS
O ESPIRITISMO E AS DESIGUALDADES SOCIAISO ESPIRITISMO E AS DESIGUALDADES SOCIAIS
O ESPIRITISMO E AS DESIGUALDADES SOCIAIS
 
A VERDADE QUE LIBERTA
A VERDADE QUE LIBERTAA VERDADE QUE LIBERTA
A VERDADE QUE LIBERTA
 
A ALMA DA TERRA
A ALMA DA TERRAA ALMA DA TERRA
A ALMA DA TERRA
 
MILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMO
MILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMOMILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMO
MILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMO
 
OS MÉDIUNS
OS MÉDIUNSOS MÉDIUNS
OS MÉDIUNS
 
AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
AMAI OS VOSSOS INIMIGOSAMAI OS VOSSOS INIMIGOS
AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
 
MANIFESTAÇÕES FÍSICAS ESPONTÂNEAS
MANIFESTAÇÕES FÍSICAS ESPONTÂNEASMANIFESTAÇÕES FÍSICAS ESPONTÂNEAS
MANIFESTAÇÕES FÍSICAS ESPONTÂNEAS
 
LIVRE -ARBÍTRIO E DETERMINISMO
LIVRE -ARBÍTRIO E DETERMINISMOLIVRE -ARBÍTRIO E DETERMINISMO
LIVRE -ARBÍTRIO E DETERMINISMO
 
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
 
O CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDOO CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDO
 
REENCARNAÇÃO - ASPECTOS CIENTÍFICOS, FILOSÓFICOS E MORAIS
REENCARNAÇÃO - ASPECTOS CIENTÍFICOS, FILOSÓFICOS E MORAISREENCARNAÇÃO - ASPECTOS CIENTÍFICOS, FILOSÓFICOS E MORAIS
REENCARNAÇÃO - ASPECTOS CIENTÍFICOS, FILOSÓFICOS E MORAIS
 
A VIDA CONTRA O ABORTO
A VIDA CONTRA O ABORTOA VIDA CONTRA O ABORTO
A VIDA CONTRA O ABORTO
 
UM DESAFIO CHAMADO FAMIÍLIA
UM DESAFIO CHAMADO FAMIÍLIAUM DESAFIO CHAMADO FAMIÍLIA
UM DESAFIO CHAMADO FAMIÍLIA
 
Allan kardec, o homem, a missão
Allan kardec, o homem, a missãoAllan kardec, o homem, a missão
Allan kardec, o homem, a missão
 
150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"
150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"
150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"
 
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITASMISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
 
RESISTINDO À MUDANÇA
RESISTINDO À MUDANÇARESISTINDO À MUDANÇA
RESISTINDO À MUDANÇA
 
VIDA APÓS A MORTE
VIDA APÓS A MORTEVIDA APÓS A MORTE
VIDA APÓS A MORTE
 
ESQUECIMENTO DO PASSADO
ESQUECIMENTO DO PASSADOESQUECIMENTO DO PASSADO
ESQUECIMENTO DO PASSADO
 

Último

8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 

Último (20)

8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 

O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO

  • 2. O que é o tempo? “O que é o tempo, afinal? Se ninguém me pergunta, eu sei; mas, se me perguntam e eu quero explicar, já não sei.” “Confissões”, XI, 14 – Agostinho.
  • 3. “O tempo é a sucessão das coisas; é ligado à eternidade da mesma maneira que essas coisas são ligadas ao infinito.” (Espírito Galileu) “A Gênese”, Cap. VI – Allan Kardec.
  • 4. “É uma evidência e um mistério: ele só se revela ocultando-se; só se entrega em sua perda; só se impõe a todos no próprio movimento pelo qual de todos escapa. Todos o conhecem, ou o reconhecem; ninguém o vê cara a cara.” “O Ser-Tempo”, André Conte-Sponville.
  • 5. O tempo da consciência “O tempo parece indefinidamente divisível; todo o lapso do tempo, portanto, seria composto apenas de passado e futuro, que já não são ou ainda não são. “Agora”? É o que nos separa e nos une, (...).” “O Ser-Tempo”, André Conte-Sponville.
  • 6. “O que agora claramente transparece é que nem há tempos futuros nem pretéritos. É impróprio afirmar que os tempos são três: pretérito, presente e futuro. Mas talvez fosse próprio dizer: que os tempos são três: presente das coisas passadas, presente das presentes, presente das futuras.” “Confissões”, XXI, 26 – Agostinho.
  • 7. (Espírito Galileu) “A Gênese”, Cap. VI – Allan Kardec. “O tempo é apenas uma medida relativa da sucessão das coisas transitórias; a eternidade não é susceptível de medida alguma, do ponto de vista da duração; para ela não há começo, nem fim: tudo lhe é presente.”
  • 8. “(...) quando Gurdjieff introduzira a ideia de que o tempo é respiração. Pensava então que a respiração talvez fosse a unidade do tempo, isto é, que para a sensação direta, o tempo da respiração era sentido como o presente.” “Fragmentos de um ensinamento...”, P.D. Ouspensky)
  • 9. “Portanto, não vos preocupeis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará suas próprias preocupações. É suficiente o mal que cada dia traz em si mesmo.” (Jesus) “Mateus, 6:34)
  • 10. “Não te prendas ao passado por aquilo que o passado te apresente de cadeias e sombras e nem te transtornes pelo futuro por aquilo que o futuro encerre de fantasia ou de incerteza.” “Estude e Viva, F. C. Xavier/Waldo Vieira. Aproveitamento do tempo
  • 11. (Alegoria do tempo governado pela prudência, de Vecellio Tiziano)
  • 13. “Se, por um instante, pudésseis refletir sobre a perda de tempo, mas refletir muito seriamente e calcular o imenso erro que cometeis, veríeis quanto esta hora, este minuto escoado inutilmente que não podeis recuperar, poderia ser necessário ao vosso bem futuro.(...) E se usastes mal, um dia sereis obrigados a repará-lo pela expiação, e, talvez, de maneira terrível.”! O que não daríeis , então, para recuperar o tempo perdido! Espírito Massilon “Revista Espírita” – Nov/1860 – Allan Kardec.
  • 14. “O tempo concedido ao Espírito para uma reencarnação, por mais longo, é sempre curto, comparado com o serviço que somos chamados a realizar. Importante, assim o aproveitamento das horas.” “Estude e Viva, F. C. Xavier/Waldo Vieira.
  • 15. o que os outros pensam o que os outros falam o que os outros fazem “Estude e Viva, F. C. Xavier/Waldo Vieira.
  • 16. O tempo é o devir “(...) sem o tempo, haveria mudança, movimento, devir? O tempo nem pode existir absolutamente, nem não existir absolutamente: ele só existe relativamente. Relativamente a quê: À mudança: (...).” “O Ser-Tempo”, André Conte-Sponville.
  • 17. “Não se pode descer duas vezes no mesmo rio e não se pode tocar duas vezes uma substância mortal no mesmo estado, pois, por causa da impetuosidade e da velocidade da mudança, ela se dispersa e se reúne, vem e vai. (...) Nós descemos e não descemos pelo mesmo rio, nós próprio somos e não somos.” (Heráclito de Éfeso (sécs. VI-V a.C) “Históra da Filosofia, Vol. I – Giovanni Reale-Dario Antiseri.
  • 18. “Mas a vida é interminável, o que quer dizer que nunca morremos; na realidade, também nunca chegamos a nascer. Apenas nos limitamos a passar por fases diferentes. Não tem fim. Os seres humanos têm muitas dimensões. Mas o tempo não é como o vemos, trata-se em vez disso de um conjunto de lições que são aprendidas.” (grifos nossos). “Muitas Vidas, Muitos Mestres”, Brian L. Weiss.
  • 19. Sono Estado de Vigília Lembrança de Si Consciência Objetiva Estados de Consciência “Fragmentos de um ensinamento...”, P.D. Ouspensky)
  • 20. Os espíritas perante o Tempo “Em nenhuma condição, malbaratar o tempo com polêmicas e conversações estéreis, ocupações fantasistas e demasiado divertimento.” Desperdiçar tempo é esbanjar patrimônio divino.” (Espírito André Luiz) “Conduta Espírita”, Waldo Vieira.
  • 21. “Ainda que assoberbado de realizações e tarefas, jamais descurar o bem que possa fazer em favor dos outros. Quando procuramos o bem, o próprio bem nos ensina a encontrar o “tempo de auxiliar.” “Conduta Espírita”, Waldo Vieira.
  • 22. “O tempo, tão pesado para vós, que o medis por vossos temores pueris ou vossas frívolas esperanças, não faz sentir sua marcha aos que não estão sujeitos nem às agitações da alma, nem às necessidades do corpo.” (Espírito Marcillac) “Revista Espírita, junho de 1861 – Allan Kardec.
  • 23. “Os vossos anos são como um só dia, e o vosso dia não se repete de modo que se possa chamar-se de cotidiano, mas é um perpétuo “hoje”, porque este vosso “hoje” não se afasta do “amanhã”, nem sucede ao “ontem”. O vosso “hoje” é a eternidade.” Santo Agostinho “Confissões”, XXI, 13 – Agostinho. Presente do Eterno
  • 24. “(...) espiritualidade da imanência em vez de espiritualidade da transcendência, que vive o ênstase do presente em vez do êxtase da temporalidade, a tensão da ação, em vez da distensão da esperança, a alegria do amor em vez da insatisfação da carência, a paz do presente em vez da angústia do futuro, enfim a atenção e a acolhida em vez da espera ou da preocupação... A fè? A esperança? Para quê, já que tudo é presente? Somos em Deus, e é por isso que não há Deus. Estamos no eterno, é por isso que é inútil esperá-lo.” “O Ser-Tempo”, André Conte-Sponville.
  • 25. “Comparemos a Providência Divina a estabelecimento bancário, operando com reservas ilimitadas, em todos os domínios do mundo. Pela Bolsa de Causa e Efeito, cada criatura retém depósito particular, com especificação de débitos e haveres, nitidamente diversos, mas, pela Carteira do Tempo, todas as concessões são iguais para todos.” “Estude e Viva, F. C. Xavier/Waldo Vieira.
  • 26. “Por dádiva de sustentação e misericórdia para felizes e infelizes, sábios e ignorantes, justos e injustos, Deus entrega o Sol por atacado, mas por dom inefável, capaz de conduzir as criaturas com harmonia e discernimento, no rumo das perfeições divinas, Deus dá o tempo, trocado em miúdo, através das migalhas dos minutos, iguais para todos.” “Estude e Viva, F. C. Xavier/Waldo Vieira.