SlideShare uma empresa Scribd logo
LITERACIAS DA INFORMAÇÃO COMO ANALISAR UMA IMAGEM Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe
Como analisar uma imagem 1º passo: a interpretação Perante uma imagem (documento iconográfico), os elementos mais relevantes são: 1º - O título ou legenda da imagem. 2º - Se representa uma pintura ou escultura. 3º - O autor. 4º - A sua origem a e data em que foi produzida. 5º - Se for um monumento arquitectónico, quem foi o arquitecto e quem a mandou construir. 6º - Os materiais utilizadosna sua construção. 2 Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe
Deves ter em atenção: 1º Observar com atenção todos os pormenores, elementos da paisagem, pessoas e animais, objectos, atitudes, actividades realizadas, vestuário, tipo de construções, etc. Madona no prado, Rafael (pintor do Renascimento) Como analisar uma imagem 3 Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe
2º Voltar a apreciar a imagem no seu todo. Compreende-se agora que todos os elementos que foram analisados, em separado, se harmonizam e produzem o efeito de conjunto. 3º Retirar o significado geral da imagem. Poder-se-á então descrevê-la, oralmente ou por escrito, primeiro tendo em conta o seu significado geral e depois os pormenores. Como analisar uma imagem 4 Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe
2º passo: a contextualização Se o documento iconográfico (imagem) representar uma obra de arte (monumento, pintura, escultura), é importante: Identificar o estilo ou corrente artística em que se insere; Identificar as características do respectivo estilo ou corrente artística; Caracterizar a época e o contexto em que foi encomendada e realizada (onde e quando, quem, por quê, para quê, para quem). Como analisar uma imagem 5 Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe
Como analisar uma imagem Para praticar… Segue as orientações dadas e analisa um dos documentos iconográficos à tua escolha. Doc. 1- Madona no prado, Rafael 6 Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe
Como analisar uma imagem Doc. 2- Igreja românica de Arões, Fafe 7 Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe
Como analisar uma imagem Doc. 3- O Êxtase de Santa Teresa, escultura de Bernini (1598-1680) 8 Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Coesão textual
Coesão textualCoesão textual
Coesão textualgracacruz
 
Primeira metade do século XX
Primeira metade do século XXPrimeira metade do século XX
Primeira metade do século XXCEF16
 
Módulo 1 – a cultura da ágora
Módulo 1 – a cultura da ágoraMódulo 1 – a cultura da ágora
Módulo 1 – a cultura da ágoraTLopes
 
A arquitetura do ferro e do vidro
A arquitetura do ferro e do vidroA arquitetura do ferro e do vidro
A arquitetura do ferro e do vidroCarlos Pinheiro
 
Leitura obra "O Grito"
Leitura obra "O Grito"Leitura obra "O Grito"
Leitura obra "O Grito"mila braga
 
Resumos gramática inglês
Resumos gramática inglêsResumos gramática inglês
Resumos gramática inglêsLuciana Viter
 
Evolução do Cinema
Evolução do CinemaEvolução do Cinema
Evolução do CinemaMichele Pó
 

Mais procurados (20)

Pop Art
Pop ArtPop Art
Pop Art
 
Coesão textual
Coesão textualCoesão textual
Coesão textual
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
 
Primeira metade do século XX
Primeira metade do século XXPrimeira metade do século XX
Primeira metade do século XX
 
Arte paleocristã
Arte paleocristãArte paleocristã
Arte paleocristã
 
Actos Ilocutórios
Actos IlocutóriosActos Ilocutórios
Actos Ilocutórios
 
Arte Barroca
Arte BarrocaArte Barroca
Arte Barroca
 
Escultura grega
Escultura gregaEscultura grega
Escultura grega
 
Módulo 1 – a cultura da ágora
Módulo 1 – a cultura da ágoraMódulo 1 – a cultura da ágora
Módulo 1 – a cultura da ágora
 
A arquitetura do ferro e do vidro
A arquitetura do ferro e do vidroA arquitetura do ferro e do vidro
A arquitetura do ferro e do vidro
 
Leitura obra "O Grito"
Leitura obra "O Grito"Leitura obra "O Grito"
Leitura obra "O Grito"
 
História da Arte: Realismo
História da Arte: RealismoHistória da Arte: Realismo
História da Arte: Realismo
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
 
Arte - Romantismo
Arte - RomantismoArte - Romantismo
Arte - Romantismo
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
Resumos gramática inglês
Resumos gramática inglêsResumos gramática inglês
Resumos gramática inglês
 
Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
 
Evolução do Cinema
Evolução do CinemaEvolução do Cinema
Evolução do Cinema
 
Artes Visuais
Artes VisuaisArtes Visuais
Artes Visuais
 

Destaque

Análise de Imagem
Análise de ImagemAnálise de Imagem
Análise de Imagemmarianarits
 
Leitura de imagens
Leitura de imagensLeitura de imagens
Leitura de imagensOver Lane
 
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumondAtividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumondSimoneHelenDrumond
 
Aula 02 - Princípios da Gestalt
Aula 02 - Princípios da GestaltAula 02 - Princípios da Gestalt
Aula 02 - Princípios da GestaltDanilo Aroeira
 
Texto de Apreciação Crítica
Texto de Apreciação CríticaTexto de Apreciação Crítica
Texto de Apreciação CríticaVanda Sousa
 
Texto de Apreciação Crítica
Texto de Apreciação CríticaTexto de Apreciação Crítica
Texto de Apreciação CríticaVanda Sousa
 
O artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação críticaO artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação críticaFernanda Monteiro
 
Estrutura do Texto de Apreciação Crítica
Estrutura do Texto de Apreciação CríticaEstrutura do Texto de Apreciação Crítica
Estrutura do Texto de Apreciação CríticaVanda Sousa
 
Frei Luís de Sousa - Quadro Síntese
Frei Luís de Sousa - Quadro SínteseFrei Luís de Sousa - Quadro Síntese
Frei Luís de Sousa - Quadro SínteseJulianaOmendes
 

Destaque (12)

Análise de Imagem
Análise de ImagemAnálise de Imagem
Análise de Imagem
 
Leitura de imagens
Leitura de imagensLeitura de imagens
Leitura de imagens
 
tarea 2
tarea 2tarea 2
tarea 2
 
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumondAtividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumond
 
Aula 02 - Princípios da Gestalt
Aula 02 - Princípios da GestaltAula 02 - Princípios da Gestalt
Aula 02 - Princípios da Gestalt
 
Texto de Apreciação Crítica
Texto de Apreciação CríticaTexto de Apreciação Crítica
Texto de Apreciação Crítica
 
Texto de Apreciação Crítica
Texto de Apreciação CríticaTexto de Apreciação Crítica
Texto de Apreciação Crítica
 
Teoria da Gestalt
Teoria da GestaltTeoria da Gestalt
Teoria da Gestalt
 
O artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação críticaO artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação crítica
 
Estrutura do Texto de Apreciação Crítica
Estrutura do Texto de Apreciação CríticaEstrutura do Texto de Apreciação Crítica
Estrutura do Texto de Apreciação Crítica
 
Frei Luís de Sousa
Frei Luís de Sousa  Frei Luís de Sousa
Frei Luís de Sousa
 
Frei Luís de Sousa - Quadro Síntese
Frei Luís de Sousa - Quadro SínteseFrei Luís de Sousa - Quadro Síntese
Frei Luís de Sousa - Quadro Síntese
 

Mais de BibliotecaAroes

À (Re)descoberta da Biblioteca Escolar
À (Re)descoberta da Biblioteca EscolarÀ (Re)descoberta da Biblioteca Escolar
À (Re)descoberta da Biblioteca EscolarBibliotecaAroes
 
Dia Europeu das Línguas
Dia Europeu das LínguasDia Europeu das Línguas
Dia Europeu das LínguasBibliotecaAroes
 
Folheto recepção alunos
Folheto  recepção alunosFolheto  recepção alunos
Folheto recepção alunosBibliotecaAroes
 
Avaliação das actividades ler+pnl 2º e 3ºciclo
Avaliação das actividades ler+pnl 2º e 3ºcicloAvaliação das actividades ler+pnl 2º e 3ºciclo
Avaliação das actividades ler+pnl 2º e 3ºcicloBibliotecaAroes
 
Avaliação das actividades ler+pnl pré1
Avaliação das actividades ler+pnl pré1Avaliação das actividades ler+pnl pré1
Avaliação das actividades ler+pnl pré1BibliotecaAroes
 
Grelhas articulação-avaliacao be pct
Grelhas articulação-avaliacao be pctGrelhas articulação-avaliacao be pct
Grelhas articulação-avaliacao be pctBibliotecaAroes
 
Como pesquisar em jornais e revistas
Como pesquisar em jornais e revistasComo pesquisar em jornais e revistas
Como pesquisar em jornais e revistasBibliotecaAroes
 
Pesquisa e tratamento da informação o trabalho
Pesquisa e tratamento da informação o trabalhoPesquisa e tratamento da informação o trabalho
Pesquisa e tratamento da informação o trabalhoBibliotecaAroes
 
Como formatar um trabalho escrito
Como formatar um trabalho escritoComo formatar um trabalho escrito
Como formatar um trabalho escritoBibliotecaAroes
 
A 1ª república portuguesa
A 1ª república portuguesaA 1ª república portuguesa
A 1ª república portuguesaBibliotecaAroes
 

Mais de BibliotecaAroes (14)

À (Re)descoberta da Biblioteca Escolar
À (Re)descoberta da Biblioteca EscolarÀ (Re)descoberta da Biblioteca Escolar
À (Re)descoberta da Biblioteca Escolar
 
Dia Europeu das Línguas
Dia Europeu das LínguasDia Europeu das Línguas
Dia Europeu das Línguas
 
Poster a ler + 2011
Poster a ler + 2011Poster a ler + 2011
Poster a ler + 2011
 
Folheto recepção alunos
Folheto  recepção alunosFolheto  recepção alunos
Folheto recepção alunos
 
Avaliação das actividades ler+pnl 2º e 3ºciclo
Avaliação das actividades ler+pnl 2º e 3ºcicloAvaliação das actividades ler+pnl 2º e 3ºciclo
Avaliação das actividades ler+pnl 2º e 3ºciclo
 
Avaliação das actividades ler+pnl pré1
Avaliação das actividades ler+pnl pré1Avaliação das actividades ler+pnl pré1
Avaliação das actividades ler+pnl pré1
 
Grelhas articulação-avaliacao be pct
Grelhas articulação-avaliacao be pctGrelhas articulação-avaliacao be pct
Grelhas articulação-avaliacao be pct
 
Folheto professores
Folheto professoresFolheto professores
Folheto professores
 
Pesquisar num CDRom
Pesquisar num CDRomPesquisar num CDRom
Pesquisar num CDRom
 
Como pesquisar em jornais e revistas
Como pesquisar em jornais e revistasComo pesquisar em jornais e revistas
Como pesquisar em jornais e revistas
 
Pesquisa e tratamento da informação o trabalho
Pesquisa e tratamento da informação o trabalhoPesquisa e tratamento da informação o trabalho
Pesquisa e tratamento da informação o trabalho
 
Como formatar um trabalho escrito
Como formatar um trabalho escritoComo formatar um trabalho escrito
Como formatar um trabalho escrito
 
Big Six
Big SixBig Six
Big Six
 
A 1ª república portuguesa
A 1ª república portuguesaA 1ª república portuguesa
A 1ª república portuguesa
 

Último

Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoPedroFerreira53928
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetos00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetosLeonardoHenrique931183
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkLisaneWerlang
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosbiancaborges0906
 
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdfmanual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdfLeandroTelesRocha2
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfrarakey779
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaaCarolineFrancielle
 
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptxATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptxmairaviani
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorCasa Ciências
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfRILTONNOGUEIRADOSSAN
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 

Último (20)

Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetos00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetos
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
 
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdfmanual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
 
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptxATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 

Como analisar uma imagem

  • 1. LITERACIAS DA INFORMAÇÃO COMO ANALISAR UMA IMAGEM Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe
  • 2. Como analisar uma imagem 1º passo: a interpretação Perante uma imagem (documento iconográfico), os elementos mais relevantes são: 1º - O título ou legenda da imagem. 2º - Se representa uma pintura ou escultura. 3º - O autor. 4º - A sua origem a e data em que foi produzida. 5º - Se for um monumento arquitectónico, quem foi o arquitecto e quem a mandou construir. 6º - Os materiais utilizadosna sua construção. 2 Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe
  • 3. Deves ter em atenção: 1º Observar com atenção todos os pormenores, elementos da paisagem, pessoas e animais, objectos, atitudes, actividades realizadas, vestuário, tipo de construções, etc. Madona no prado, Rafael (pintor do Renascimento) Como analisar uma imagem 3 Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe
  • 4. 2º Voltar a apreciar a imagem no seu todo. Compreende-se agora que todos os elementos que foram analisados, em separado, se harmonizam e produzem o efeito de conjunto. 3º Retirar o significado geral da imagem. Poder-se-á então descrevê-la, oralmente ou por escrito, primeiro tendo em conta o seu significado geral e depois os pormenores. Como analisar uma imagem 4 Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe
  • 5. 2º passo: a contextualização Se o documento iconográfico (imagem) representar uma obra de arte (monumento, pintura, escultura), é importante: Identificar o estilo ou corrente artística em que se insere; Identificar as características do respectivo estilo ou corrente artística; Caracterizar a época e o contexto em que foi encomendada e realizada (onde e quando, quem, por quê, para quê, para quem). Como analisar uma imagem 5 Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe
  • 6. Como analisar uma imagem Para praticar… Segue as orientações dadas e analisa um dos documentos iconográficos à tua escolha. Doc. 1- Madona no prado, Rafael 6 Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe
  • 7. Como analisar uma imagem Doc. 2- Igreja românica de Arões, Fafe 7 Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe
  • 8. Como analisar uma imagem Doc. 3- O Êxtase de Santa Teresa, escultura de Bernini (1598-1680) 8 Agrupamento de Escolas de Arões, Fafe