SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
CLASSIFICAÇÃO DOS
SERES VIVOS
Biólogo Leandro Machado de Moura
email: lammoura@uol.com.br
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
Todos os seres vivos são:
• formados por células,
• necessitam de algum tipo de alimento,
• precisam respirar, e
• são capazes de se reproduzir e evoluir.
Juntos compõem a Biota: reunião de todos os seres vivos do Planeta
Biodiversidade ou Diversidade Biológica é a diversidade da
natureza viva de um determinado local.
A importância da classificação é reunir em grupos os seres que
apresentam características semelhantes, facilitando a identificação
de espécies em uma linguagem universal.
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
Célula Eucarionte
Possui carioteca
(material genético dentro de um núcleo definido)
Célula Procarionte
Não possui carioteca
(material genético solto no cioplasma)
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
Seres Autótrofos Seres Heterótrofos
São os seres vivos que realizam a
sua nutrição por meio da
fotossíntese: plantas e as algas
São os seres vivos que buscam energia
se alimentando de outros seres vivos
pois são incapazes de produzir energia
sozinhos (através da fotossíntese).
CADEIA ALIMENTAR
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
Ciência chamada de TAXONOMIA (Carolus Linnaeus = Carlos Lineu)
REINO MONERA
REINO PROTISTA
REINO FUNGI
REINO PLANTAE
REINO ANIMALIA
5 Reinos
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
REINO MONERA
Bactérias
Cianofíceas
• Organismos unicelulares (formados por
uma única célula);
• Procariontes (células que não possuem um
núcleo organizado);
• Fazem parte deste reino: as bactérias e
algas azuis ou cianobactérias (antigamente
eram consideradas como vegetais
inferiores).
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
REINO PROTISTA
Protozoários
Algas unicelulares
• Formado por seres uni ou pluricelulares,
• Eucariontes (com núcleo organizado);
• Autótrofos ou heterótrofos;
• Representados por protozoários, como a
ameba, o tripanossomo (causador do mal
de Chagas), o plasmódio (agente da
malária) e as algas.
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
REINO FUNGI
Fungos
• Seres eucariontes uni e pluricelulares.
• São heterótrofos (não produzem seu
próprio alimento), por não possuírem
clorofila.
• Têm como representantes as leveduras, o
mofo e os cogumelos.
• Importância econômica na produção de
pão, álcool, cerveja; e como alimento:
champignon, shitake, shimeji etc..
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
REINO PLANTAE
Plantas
Algas Pluricelulares
• Seres com célula eucariótica;
• Autotrófos (produzem seu próprio
alimento);
• São pluricelulares;
• Representados por briófitas, pteridófitas,
gimnospermas e angiospermas;
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
REINO ANIMALIA
Animais
• Organismos pluricelulares e
heterótrofos (não são capazes de
produzir sua própria energia).
• Fazem parte deste grupo: animais
invertebrados e vertebrados: crustáceos
insetos, peixes, aves, anfíbios, répteis e
mamíferos (inclusive o homem) etc..
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
VÍRUS
Os vírus não se classificam de acordo
com os princípios de classificação
científica utilizados para plantas e
animais, seguindo antes regras
próprias.
Cerca de 3.600 espécies (mas se
estima que haja mais ou menos
500.000 espécies, e podem, no
futuro ser mais, porque são
mutagênicos, se transformam).
REINO
FILO
CLASSE
ORDEM
FAMÍLIA
GÊNERO
ESPÉCIE
Animalia
Chordata
Mammalia
Carnívora
Canídea
Canis
Canis Familiares
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
Árvore da Vida
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
O que é uma espécie?
Grupo de seres vivos compostos por indivíduos que têm características em comum,
pelos quais se assemelham entre si e se distinguem das demais espécies.
Sendo, os indivíduos de espécies diferentes não se cruzam por falta de condições
anatómicas ou por desinteresse sexual.
Quando se cruzam, ou não geram descendentes, porque os seus cromossomos não
formam pares, ou, quando os geram, produzem híbridos estéreis.
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
Exemplo de Híbridos - Animais
Zebrasno
Zebra X Asno (Burro)
Dzu
Vaca X Iaque
Mula
Cavalo X Asno (Burro)
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
Exemplo de Híbridos - Plantas
Tricale
Trigo X Centéio
Sinesislaranja
Citrus X Pomêlo
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
Quando surge uma subespécie?
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
familiares
NOMENCLATURA BINÁRIA
Primeiro nome + segundo nome (latim)
Letra maiúscula + letra minúscula
Gênero + outro nome
Sempre em itálico ou sublinhado
Canis
ESPÉCIE
catusFelis
sapiensHomo
albaTabebuia
Sempre que houverem 3 nomes, estamos falando de uma subespécie
Primeiro nome + segundo nome + terceiro nome
nigraPinus nigra
nigraPinus caramanica
nigraPinus pallasiana
Pinheiro-negro-austríaco
Pinheiro-negro-turco
Pinheiro-negro-da-crimeia
CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
ESPÉCIE
ABREVIATURAS
Tabebuia alba
Tabebuia hepytafilla
Tabeuia roseoalba
T. alba
T. hepytafilla
T. roseoalba
Tabebuia spec. (Botânica)
________sp. (Zoologia)
Pinus nigra nigra
Pinus nigra caramanica
Pinus nigra pallasiana
P. n. nigra
P. n. caramanica
P. n. pallasiana
Pinus subsp. (Botânica)
_____ ssp. (Zoologia)
SUBESPÉCIE
(specie)
(sub specie)
A abreviatura "cf.”: espécie que requer confirmação por ser incerta.
Ex.: Corvus cf. corax - indica "um pássaro similar ao corvo-comum, mas não identificado
com segurança como sendo esta espécie.
O ipê-amarelo-da-serra, Tabebuia alba (Sandwith, 1948) é uma árvore brasileira,
secundária inicial, nativa da Mata Atlântica (floresta ombrófila densa e floresta
estacional semidecidual), considerada a árvore símbolo do Brasil. O nome alba se
deve à coloração branca das folhas e ramos novos, devida aos pelos que as
recobrem (WIKIPÉDIA, 2013).
A T. alba possui tronco reto ou levemente tortuoso, casca externa grossa, cinza-
rosa, com fissuras longitudinais esparsas e profundas.
Outras espécies de ipês (Tabebuia spec.), também possuem estas mesmas
características, distinguindo-se pela coloração das flores.
EXEMPLO:
VÍRUS: As regras da nomenclatura binominal de Lineu não são aplicadas aos
vírus. Eles não possuem, na verdade, um nome científico, porém nomes que
são usados em todo mundo (há palavras em latim, português, inglês, grego,
etc.), como se fosse um nome científico (também há uma sigla e um código
numérico que é usado em todo o mundo - Ex: H1N1).
CADEIA ALIMENTAR OU TRÓFICA
É uma sequência de seres vivos que dependem uns dos outros para se alimentar.
• Produtores: Plantas e algas
• Consumidores: Animais herbívoros e carnívoros
• Decompositores: Fungos e bactérias
PIRÂMIDE ALIMENTAR OU TRÓFICA
D E C O M P O S I T O R E S
CICLAGEM DE NUTRIENTES: Os seres decompositores realizam o fechamento da
cadeia alimentar ao possibilitarem a decomposição da matéria orgânica em seus
elementos originais de forma que eles possam novamente ser usados pelas plantas
na geração de mais energia e matéria orgânica dando continuidade a ciclagem de
nutrientes e energia na cadeia alimentar.
CADEIA ALIMENTAR OU TRÓFICA
A única fonte de energia num ecossistema são os seres autotróficos (plantas e
algas) e, simultaneamente, todos os seres vivos dependem dessa energia para
realizar as suas funções vitais.
CADEIA ALIMENTAR OU TRÓFICA
Produtor
Consumidor
1a Ordem
Consumidor
2a Ordem
Consumidor
3a Ordem
Consumidor
4a Ordem
TEIA ALIMENTAR OU TRÓFICA - TERRESTRE
TEIA ALIMENTAR OU TRÓFICA – AQUÁTICA
TEIA ALIMENTAR OU TRÓFICA - INSETOS
TEIA ALIMENTAR OU TRÓFICA
FIM
OBRIGADO!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
Juliana Mendes
 
Aulão a origem da vida
Aulão a origem da vidaAulão a origem da vida
Aulão a origem da vida
César Milani
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivos
César Milani
 
Biotecnologia
Biotecnologia Biotecnologia

Mais procurados (20)

Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
 
I.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivosI.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivos
 
Metabolismo Energético
Metabolismo EnergéticoMetabolismo Energético
Metabolismo Energético
 
Ecologia 3º ano
Ecologia 3º anoEcologia 3º ano
Ecologia 3º ano
 
Teorias de evolução
Teorias de evoluçãoTeorias de evolução
Teorias de evolução
 
Aulão a origem da vida
Aulão a origem da vidaAulão a origem da vida
Aulão a origem da vida
 
Doenças causadas por protozoários
Doenças causadas por protozoáriosDoenças causadas por protozoários
Doenças causadas por protozoários
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivos
 
I.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivosI.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivos
 
Introdução a genetica
Introdução a geneticaIntrodução a genetica
Introdução a genetica
 
Propriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - QuímicaPropriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - Química
 
Cadeia e teia alimentar
Cadeia e teia alimentarCadeia e teia alimentar
Cadeia e teia alimentar
 
Reino Monera
Reino MoneraReino Monera
Reino Monera
 
Bactérias e Vírus
Bactérias e VírusBactérias e Vírus
Bactérias e Vírus
 
Neodarwinismo
NeodarwinismoNeodarwinismo
Neodarwinismo
 
Biotecnologia
Biotecnologia Biotecnologia
Biotecnologia
 
Dinâmica de Populações
Dinâmica de PopulaçõesDinâmica de Populações
Dinâmica de Populações
 
Ciclo da matéria e fluxo energia
Ciclo da matéria e fluxo energiaCiclo da matéria e fluxo energia
Ciclo da matéria e fluxo energia
 
Aula relações ecológicas
Aula relações ecológicasAula relações ecológicas
Aula relações ecológicas
 
Evolução humana
Evolução humanaEvolução humana
Evolução humana
 

Destaque

Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
LarissaVian
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
shaleny
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
silfig
 
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
Teresa Monteiro
 
Classificação de animais
Classificação de animaisClassificação de animais
Classificação de animais
Daniela Menezes
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
Paulo_Jorge
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
Tânia Reis
 
1° bimestre classificação dos seres vivos
1° bimestre   classificação dos seres vivos1° bimestre   classificação dos seres vivos
1° bimestre classificação dos seres vivos
santhdalcin
 

Destaque (20)

Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
 
Classificando os seres vivos 2014
Classificando os seres vivos 2014Classificando os seres vivos 2014
Classificando os seres vivos 2014
 
Introdução á Ecologia
Introdução á EcologiaIntrodução á Ecologia
Introdução á Ecologia
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia - Classificação dos seres vivos.
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Classificação dos seres vivos.www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Classificação dos seres vivos.
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia - Classificação dos seres vivos.
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
 
Trabalho de Biologia: Classificação dos seres vivos
Trabalho de Biologia: Classificação dos seres vivos Trabalho de Biologia: Classificação dos seres vivos
Trabalho de Biologia: Classificação dos seres vivos
 
Taxonomia E Reinos
Taxonomia E ReinosTaxonomia E Reinos
Taxonomia E Reinos
 
Classificação de animais
Classificação de animaisClassificação de animais
Classificação de animais
 
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos. Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
 
Relações Ecológicas
Relações EcológicasRelações Ecológicas
Relações Ecológicas
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
1 organização e diversidade dos seres vivos (cap01
1 organização e diversidade dos seres vivos  (cap011 organização e diversidade dos seres vivos  (cap01
1 organização e diversidade dos seres vivos (cap01
 
1° bimestre classificação dos seres vivos
1° bimestre   classificação dos seres vivos1° bimestre   classificação dos seres vivos
1° bimestre classificação dos seres vivos
 
Notas de Aula - Classificação dos Seres vivos
Notas de Aula - Classificação dos Seres vivosNotas de Aula - Classificação dos Seres vivos
Notas de Aula - Classificação dos Seres vivos
 

Semelhante a Classificação dos Seres Vivos

Cassificacao dos seres vivos pdf
Cassificacao dos seres vivos pdfCassificacao dos seres vivos pdf
Cassificacao dos seres vivos pdf
Juliana Gomes
 
Cassificacao dos seres vivos 2
Cassificacao dos seres vivos 2Cassificacao dos seres vivos 2
Cassificacao dos seres vivos 2
Juliana Gomes
 
Coleguiumclassificacao2012
Coleguiumclassificacao2012Coleguiumclassificacao2012
Coleguiumclassificacao2012
rnogueira
 

Semelhante a Classificação dos Seres Vivos (20)

Cassificacao dos seres vivos pdf
Cassificacao dos seres vivos pdfCassificacao dos seres vivos pdf
Cassificacao dos seres vivos pdf
 
Cassificacao dos seres vivos 2
Cassificacao dos seres vivos 2Cassificacao dos seres vivos 2
Cassificacao dos seres vivos 2
 
Coleguiumclassificacao2012
Coleguiumclassificacao2012Coleguiumclassificacao2012
Coleguiumclassificacao2012
 
Microbiologia
MicrobiologiaMicrobiologia
Microbiologia
 
Taxonomia animal
Taxonomia animalTaxonomia animal
Taxonomia animal
 
Aula1 classificacaodosseresvivos
Aula1 classificacaodosseresvivosAula1 classificacaodosseresvivos
Aula1 classificacaodosseresvivos
 
Resumo - Biologia II
Resumo - Biologia IIResumo - Biologia II
Resumo - Biologia II
 
Resumo - Biologia II
Resumo - Biologia IIResumo - Biologia II
Resumo - Biologia II
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
Taxonomia
TaxonomiaTaxonomia
Taxonomia
 
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Classificação dos Seres Vivos
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia -  Classificação dos Seres Vivoswww.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia -  Classificação dos Seres Vivos
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Classificação dos Seres Vivos
 
Taxonomia
TaxonomiaTaxonomia
Taxonomia
 
Biologia modulo iii
Biologia modulo iiiBiologia modulo iii
Biologia modulo iii
 
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Biologia - Classificação dos Seres Vivos
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Biologia -  Classificação dos Seres Vivoswww.AulasParticularesApoio.Com.Br - Biologia -  Classificação dos Seres Vivos
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Biologia - Classificação dos Seres Vivos
 
www.aulasapoio.com - Biologia - Classificação dos Seres Vivos
www.aulasapoio.com  - Biologia -  Classificação dos Seres Vivoswww.aulasapoio.com  - Biologia -  Classificação dos Seres Vivos
www.aulasapoio.com - Biologia - Classificação dos Seres Vivos
 
www.TutoresReforcoEscolar.Com.Br - Biologia - Classificação dos Seres Vivos
www.TutoresReforcoEscolar.Com.Br - Biologia -  Classificação dos Seres Vivoswww.TutoresReforcoEscolar.Com.Br - Biologia -  Classificação dos Seres Vivos
www.TutoresReforcoEscolar.Com.Br - Biologia - Classificação dos Seres Vivos
 
aula inicial sobre oque é Microbiologia
aula inicial sobre oque é  Microbiologiaaula inicial sobre oque é  Microbiologia
aula inicial sobre oque é Microbiologia
 
Biologia 2º EM (parte 1)
Biologia 2º EM (parte 1)Biologia 2º EM (parte 1)
Biologia 2º EM (parte 1)
 
Organização dos seres vivos
Organização dos seres vivosOrganização dos seres vivos
Organização dos seres vivos
 
2º bim (2) classificação dos seres vivos
2º bim (2)   classificação dos seres vivos2º bim (2)   classificação dos seres vivos
2º bim (2) classificação dos seres vivos
 

Mais de Leandro A. Machado de Moura

Recuperação de Áreas Degradadas por Mineração
Recuperação de Áreas Degradadas por MineraçãoRecuperação de Áreas Degradadas por Mineração
Recuperação de Áreas Degradadas por Mineração
Leandro A. Machado de Moura
 

Mais de Leandro A. Machado de Moura (20)

Conservação X Extinção
Conservação X  ExtinçãoConservação X  Extinção
Conservação X Extinção
 
Cadeia Trófica
Cadeia TróficaCadeia Trófica
Cadeia Trófica
 
Princípios da Evolução
Princípios da EvoluçãoPrincípios da Evolução
Princípios da Evolução
 
Medicina Veterinária da Conservação
Medicina Veterinária da ConservaçãoMedicina Veterinária da Conservação
Medicina Veterinária da Conservação
 
APP / REBIO de Mogi Guaçu
APP / REBIO de Mogi GuaçuAPP / REBIO de Mogi Guaçu
APP / REBIO de Mogi Guaçu
 
Recuperação de Áreas Degradadas por Mineração
Recuperação de Áreas Degradadas por MineraçãoRecuperação de Áreas Degradadas por Mineração
Recuperação de Áreas Degradadas por Mineração
 
REBIO Mogi Guaçu
REBIO Mogi GuaçuREBIO Mogi Guaçu
REBIO Mogi Guaçu
 
Solo - Pedogênese
Solo - PedogêneseSolo - Pedogênese
Solo - Pedogênese
 
UC's - Conservação de Espécies e Populações
UC's - Conservação de Espécies e Populações UC's - Conservação de Espécies e Populações
UC's - Conservação de Espécies e Populações
 
SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação
SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação
SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação
 
Unidades de Conservação - Conceituação e Classificação
Unidades de Conservação - Conceituação e Classificação Unidades de Conservação - Conceituação e Classificação
Unidades de Conservação - Conceituação e Classificação
 
Desenvolvimento, Conservação e Sustentabilidade
Desenvolvimento, Conservação e Sustentabilidade Desenvolvimento, Conservação e Sustentabilidade
Desenvolvimento, Conservação e Sustentabilidade
 
SNUC 2 - Pontos relevantes
SNUC 2 - Pontos relevantes SNUC 2 - Pontos relevantes
SNUC 2 - Pontos relevantes
 
Controle de Pragas na Jardinagem
Controle de Pragas na JardinagemControle de Pragas na Jardinagem
Controle de Pragas na Jardinagem
 
Adubação
AdubaçãoAdubação
Adubação
 
Classificação das Plantas
Classificação das PlantasClassificação das Plantas
Classificação das Plantas
 
Técnicas de Poda
Técnicas de PodaTécnicas de Poda
Técnicas de Poda
 
Biomas Brasileiros
Biomas Brasileiros Biomas Brasileiros
Biomas Brasileiros
 
Técnicas de Propagação Vegetativa
Técnicas de Propagação Vegetativa Técnicas de Propagação Vegetativa
Técnicas de Propagação Vegetativa
 
Solo, Contaminação, PNGRS
Solo, Contaminação, PNGRSSolo, Contaminação, PNGRS
Solo, Contaminação, PNGRS
 

Último

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
HELLEN CRISTINA
 
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
HELLEN CRISTINA
 

Último (13)

SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMPSEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
 
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
 
A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...
A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...
A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...
 
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptxCEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
 
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdfApresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
 
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta RBMA.pdf
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta  RBMA.pdfAruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta  RBMA.pdf
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta RBMA.pdf
 
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdfFazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
 
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptxapresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
 
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMAÁrea de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
 
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
 
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
 
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline CastroMICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
 

Classificação dos Seres Vivos

  • 1. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS Biólogo Leandro Machado de Moura email: lammoura@uol.com.br
  • 2. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS Todos os seres vivos são: • formados por células, • necessitam de algum tipo de alimento, • precisam respirar, e • são capazes de se reproduzir e evoluir. Juntos compõem a Biota: reunião de todos os seres vivos do Planeta Biodiversidade ou Diversidade Biológica é a diversidade da natureza viva de um determinado local. A importância da classificação é reunir em grupos os seres que apresentam características semelhantes, facilitando a identificação de espécies em uma linguagem universal.
  • 3. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS Célula Eucarionte Possui carioteca (material genético dentro de um núcleo definido) Célula Procarionte Não possui carioteca (material genético solto no cioplasma)
  • 4. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS Seres Autótrofos Seres Heterótrofos São os seres vivos que realizam a sua nutrição por meio da fotossíntese: plantas e as algas São os seres vivos que buscam energia se alimentando de outros seres vivos pois são incapazes de produzir energia sozinhos (através da fotossíntese). CADEIA ALIMENTAR
  • 5. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS Ciência chamada de TAXONOMIA (Carolus Linnaeus = Carlos Lineu) REINO MONERA REINO PROTISTA REINO FUNGI REINO PLANTAE REINO ANIMALIA 5 Reinos
  • 6. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS REINO MONERA Bactérias Cianofíceas • Organismos unicelulares (formados por uma única célula); • Procariontes (células que não possuem um núcleo organizado); • Fazem parte deste reino: as bactérias e algas azuis ou cianobactérias (antigamente eram consideradas como vegetais inferiores).
  • 7. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS REINO PROTISTA Protozoários Algas unicelulares • Formado por seres uni ou pluricelulares, • Eucariontes (com núcleo organizado); • Autótrofos ou heterótrofos; • Representados por protozoários, como a ameba, o tripanossomo (causador do mal de Chagas), o plasmódio (agente da malária) e as algas.
  • 8. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS REINO FUNGI Fungos • Seres eucariontes uni e pluricelulares. • São heterótrofos (não produzem seu próprio alimento), por não possuírem clorofila. • Têm como representantes as leveduras, o mofo e os cogumelos. • Importância econômica na produção de pão, álcool, cerveja; e como alimento: champignon, shitake, shimeji etc..
  • 9. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS REINO PLANTAE Plantas Algas Pluricelulares • Seres com célula eucariótica; • Autotrófos (produzem seu próprio alimento); • São pluricelulares; • Representados por briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas;
  • 10. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS REINO ANIMALIA Animais • Organismos pluricelulares e heterótrofos (não são capazes de produzir sua própria energia). • Fazem parte deste grupo: animais invertebrados e vertebrados: crustáceos insetos, peixes, aves, anfíbios, répteis e mamíferos (inclusive o homem) etc..
  • 11. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS VÍRUS Os vírus não se classificam de acordo com os princípios de classificação científica utilizados para plantas e animais, seguindo antes regras próprias. Cerca de 3.600 espécies (mas se estima que haja mais ou menos 500.000 espécies, e podem, no futuro ser mais, porque são mutagênicos, se transformam).
  • 13. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS Árvore da Vida
  • 14. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS O que é uma espécie? Grupo de seres vivos compostos por indivíduos que têm características em comum, pelos quais se assemelham entre si e se distinguem das demais espécies. Sendo, os indivíduos de espécies diferentes não se cruzam por falta de condições anatómicas ou por desinteresse sexual. Quando se cruzam, ou não geram descendentes, porque os seus cromossomos não formam pares, ou, quando os geram, produzem híbridos estéreis.
  • 15. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS Exemplo de Híbridos - Animais Zebrasno Zebra X Asno (Burro) Dzu Vaca X Iaque Mula Cavalo X Asno (Burro)
  • 16. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS Exemplo de Híbridos - Plantas Tricale Trigo X Centéio Sinesislaranja Citrus X Pomêlo
  • 17. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS Quando surge uma subespécie?
  • 18. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS familiares NOMENCLATURA BINÁRIA Primeiro nome + segundo nome (latim) Letra maiúscula + letra minúscula Gênero + outro nome Sempre em itálico ou sublinhado Canis ESPÉCIE catusFelis sapiensHomo albaTabebuia Sempre que houverem 3 nomes, estamos falando de uma subespécie Primeiro nome + segundo nome + terceiro nome nigraPinus nigra nigraPinus caramanica nigraPinus pallasiana Pinheiro-negro-austríaco Pinheiro-negro-turco Pinheiro-negro-da-crimeia
  • 19. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS ESPÉCIE ABREVIATURAS Tabebuia alba Tabebuia hepytafilla Tabeuia roseoalba T. alba T. hepytafilla T. roseoalba Tabebuia spec. (Botânica) ________sp. (Zoologia) Pinus nigra nigra Pinus nigra caramanica Pinus nigra pallasiana P. n. nigra P. n. caramanica P. n. pallasiana Pinus subsp. (Botânica) _____ ssp. (Zoologia) SUBESPÉCIE (specie) (sub specie) A abreviatura "cf.”: espécie que requer confirmação por ser incerta. Ex.: Corvus cf. corax - indica "um pássaro similar ao corvo-comum, mas não identificado com segurança como sendo esta espécie.
  • 20. O ipê-amarelo-da-serra, Tabebuia alba (Sandwith, 1948) é uma árvore brasileira, secundária inicial, nativa da Mata Atlântica (floresta ombrófila densa e floresta estacional semidecidual), considerada a árvore símbolo do Brasil. O nome alba se deve à coloração branca das folhas e ramos novos, devida aos pelos que as recobrem (WIKIPÉDIA, 2013). A T. alba possui tronco reto ou levemente tortuoso, casca externa grossa, cinza- rosa, com fissuras longitudinais esparsas e profundas. Outras espécies de ipês (Tabebuia spec.), também possuem estas mesmas características, distinguindo-se pela coloração das flores. EXEMPLO: VÍRUS: As regras da nomenclatura binominal de Lineu não são aplicadas aos vírus. Eles não possuem, na verdade, um nome científico, porém nomes que são usados em todo mundo (há palavras em latim, português, inglês, grego, etc.), como se fosse um nome científico (também há uma sigla e um código numérico que é usado em todo o mundo - Ex: H1N1).
  • 21. CADEIA ALIMENTAR OU TRÓFICA É uma sequência de seres vivos que dependem uns dos outros para se alimentar. • Produtores: Plantas e algas • Consumidores: Animais herbívoros e carnívoros • Decompositores: Fungos e bactérias
  • 22. PIRÂMIDE ALIMENTAR OU TRÓFICA D E C O M P O S I T O R E S
  • 23. CICLAGEM DE NUTRIENTES: Os seres decompositores realizam o fechamento da cadeia alimentar ao possibilitarem a decomposição da matéria orgânica em seus elementos originais de forma que eles possam novamente ser usados pelas plantas na geração de mais energia e matéria orgânica dando continuidade a ciclagem de nutrientes e energia na cadeia alimentar. CADEIA ALIMENTAR OU TRÓFICA A única fonte de energia num ecossistema são os seres autotróficos (plantas e algas) e, simultaneamente, todos os seres vivos dependem dessa energia para realizar as suas funções vitais.
  • 24. CADEIA ALIMENTAR OU TRÓFICA Produtor Consumidor 1a Ordem Consumidor 2a Ordem Consumidor 3a Ordem Consumidor 4a Ordem
  • 25. TEIA ALIMENTAR OU TRÓFICA - TERRESTRE
  • 26. TEIA ALIMENTAR OU TRÓFICA – AQUÁTICA
  • 27. TEIA ALIMENTAR OU TRÓFICA - INSETOS
  • 28. TEIA ALIMENTAR OU TRÓFICA