SlideShare uma empresa Scribd logo
Ciclo Celular
Professora Isabel Henriques
Ciclo Celular
Da divisão celular depende a
manutenção e a continuidade da
vida.
A este processo está sempre
associado a replicação da
informação genética.
2Professora Isabel Henriques
Ciclo Celular
3Professora Isabel Henriques
Estrutura dos Cromossomas
4Professora Isabel Henriques
Estrutura dos Cromossomas
 O material genético está distribuído
por varias moléculas de DNA.
 Cada molécula de DNA, associada a
histonas, constitui um filamento de
cromatina dispersa que, quando se
enrola, origina um cromossoma
(cromatina condensada).
 Quando o DNA duplica o cromossoma
passa a ser constituído por dois
cromatídios ligados pelo centrómero.
5Professora Isabel Henriques
Ciclo Celular
6Professora Isabel Henriques
Conjunto de transformações que
decorre entre a formação de uma
célula e a sua própria divisão em
duas células-filhas.
A auto-replicação do DNA permite
que, sempre que uma célula se
divide, cada célula-filha herde uma
cópia do seu material genético,
perpetuando as características da
espécie.
Ciclo Celular
7Professora Isabel Henriques
Ciclo Celular
8Professora Isabel Henriques
Fases do Ciclo Celular
Interfase – Ocorre a duplicação
do material genético.
Fase Mitótica – o núcleo divide-se
(mitose) e, a seguir, divide-se o
citoplasma (citocinese).
Interfase
9Professora Isabel Henriques
Interfase
10Professora Isabel Henriques
Interfase
Período que decorre entre o fim de uma
divisão celular e o início da divisão
seguinte.
Corresponde aos períodos G1, S e G2.
 Intervalo G1 – biossíntese de RNA e
proteínas; formação de organitos:
crescimento celular.
 Intervalo S – replicação do DNA e síntese
de histonas; filamentos de cromatina
com estrutura dupla.
 Intervalo G2 – biossíntese de RNA e
proteínas; crescimento celular.
11Professora Isabel Henriques
Fase Mitótica
12Professora Isabel Henriques
Mitose
Processo que decorre na divisão das
células eucarióticas, pelo que se formam
núcleos com o mesmo número de
cromossomas do núcleo inicial.
Embora a mitose seja um processo
contínuo, costumam distinguir-se quatro
subfases – profase, metafase, anafase e
telofase.
Fase Mitótica
13Professora Isabel Henriques
Fase Mitótica
14Professora Isabel Henriques
Fase Mitótica
15Professora Isabel Henriques
Fase Mitótica
16Professora Isabel Henriques
17Professora Isabel Henriques
Fase Mitótica
Profase
 Etapa mais longa.
 Individualização dos cromossomas.
 Desaparecimento dos nucléolos e
da membrana nuclear.
 Afastamento dos centríolos e
formação do fuso acromático.
 Fase Mitótica
18Professora Isabel Henriques
Fase Mitótica
19Professora Isabel Henriques
Fase Mitótica
20Professora Isabel Henriques
Metafase
 Máxima condensação dos
cromossomas.
 Disposição dos cromossomas no
plano equatorial da célula com
os centrómeros orientados para o
centro.
 Formação da placa equatorial.
Fase Mitótica
21Professora Isabel Henriques
Fase Mitótica
22Professora Isabel Henriques
Fase Mitótica
23Professora Isabel Henriques
Anafase
 Rompimento dos centrómeros e
separação dos cromatídeos.
 Ascenção polar dos
cromossomas-filhos.
Fase Mitótica
24Professora Isabel Henriques
Fase Mitótica
25Professora Isabel Henriques
Fase Mitótica
26Professora Isabel Henriques
Telofase
 Dissolução do fuso acromático.
 Reorganização da membrana
nuclear em cada núcleo-filho.
 Descondensação dos
cromossomas.
 Reaparecimento dos nucléolos.
Fase Mitótica
27Professora Isabel Henriques
Fase Mitótica
28Professora Isabel Henriques
Fase Mitótica
29Professora Isabel Henriques
Professora Isabel Henriques 30
Fase Mitótica
http://web.mac.com/dorivalfilho/CHONPS/
Professora Isabel Henriques 31
CITOCINESE
INTERFASE
ANAFASE
METAFASE
PROFASE
TELOFASE
4Q -- 2n
2Q -- 2n
2Q 4Q -- 2n
Placa
EquatorialAscensão polar
Professora Isabel Henriques 32
Estabilidade Genética
33Professora Isabel Henriques
4Q
2Q
Variação da Quantidade de DNA
34Professora Isabel Henriques
Estabilidade Genética
35Professora Isabel Henriques
Variação da Quantidade de DNA
36Professora Isabel Henriques
1 – G1
2 – S
3 – G2
4 – Mitose
5 – Citocinese
4Q
2Q
Citocinese
37Professora Isabel Henriques
Citocinese
 Divisão do citoplasma pelas
células filhas no fim da divisão
celular.
 Citocinese nas células animais -
ocorre por estrangulamento do
citoplasma.
 Citocinese nas células vegetais –
ocorre por alinhamento e fusão
de vesículas do Complexo de
Golgi na região equatorial, com
posterior deposição de celulose.
38Professora Isabel Henriques
Ciclos Celulares – Em diferentes células
Professora Isabel Henriques 39
Ciclo Celular - Resumo
Professora Isabel Henriques 40
90 a 95% 5 a 10%
Go
Importância da Divisão Celular
41Professora Isabel Henriques
 Assegura a estabilidade genética ao
longo das gerações.
 Crescimento dos organismos
pluricelulares.
 Regeneração de estruturas e
renovação de tecidos.
42Professora Isabel Henriques
Importância da Divisão Celular
Especialização Celular
43Professora Isabel Henriques
Regulação do Ciclo Celular
 As células possuem mecanismos que
lhes permitem assegurar que em
certas condições foram garantidas
para passar à fase seguinte da
divisão celular.
 Existem proteínas, organizadas em
sistemas, responsáveis pela
progressão do ciclo celular através
da sua activação e da sua
inactivação sucessivas.
Professora Isabel Henriques 44
Regulação do Ciclo Celular
Pontos de Controlo:
 Nos mamíferos os pontos de
controlo são de extrema
importância. Se a célula não
receber nenhum estímulo ficara
sem se dividir, ficando num estado
Go.
 Muitas células do organismo humano
estão em Go - ex.: células do
fígado, fibras musculares,
neurónios do sistema nervoso…
Professora Isabel Henriques 45
Regulação do Ciclo Celular
Pontos de Controlo:
 Final da fase G1 que determina se a
célula fica nessa fase ou passa para
a fase S.
 No final de G2, ocorre se a fase S
ocorrer correctamente e se a célula
está em condições de realizar
mitose.
 Transição metáfase - anáfase
atrasando-a no caso de alguns
cromossomas não estarem
correctamente ligados ao fuso
acromático.
Professora Isabel Henriques 46
47Professora Isabel Henriques
Regulação do Ciclo Celular
Pontos de Controlo
48Professora Isabel Henriques
Controlo G1
Neste ponto de controlo a célula
pode entrar em Go ou então
desencadear-se-á apoptose ou
morte celular, se o DNA se
apresentar danificado e não
puder ser reparado.
Controlo M
Neste ponto a mitose é
interrompida se os cromossomas
não se alinharem de forma
adequada ou não se distribuírem
de forma adequada.
Controlo G2
Neste ponto de controlo o ciclo
celular prossegue se o DNA se
auto-replicou de forma
apropriada. Caso contrário, ocorre
apoptose celular.
Regulação do Ciclo Celular
Professora Isabel Henriques 49
Regulação do Ciclo Celular
 Quando os mecanismos de controlo se
encontram comprometidos, a célula
perde a capacidade de regular o seu
próprio ciclo de divisões.
 Nestes casos podem formar-se massas
anormais de células (tumores) que
podem ser benignos ou malignos.
 As células dos tumores malignos
podem sair dos tecidos habituais e
entrar na circulação sanguínea ou
linfática, podendo mais tarde se
instalar noutros tecidos, invadindo-os
iniciando novos tumores - metastases
Regulação do Ciclo Celular
Certos agentes físicos e químicos são capazes de inibir a
mitose.
Alguns desses inibidores são usados no tratamento do cancro,
pois inibem a proliferação de células cancerosas.
Há dois tipos de inibidores da mitose:
 inibidores da síntese de DNA
 inibidores do fuso acromático.
Entre as substâncias químicas capazes de inibir a síntese de
DNA, podem ser citados o gás mostarda e o 5-fluoracilo.
Os raios X são agentes físicos que inibem a síntese de DNA.
Professora Isabel Henriques 50
Regulação do Ciclo Celular
 A inibição da formação do fuso é feita por uma substância
química denominada colchicina. Ela, ao ser adicionada a
uma célula em início da divisão, permita que esta progrida
somente até a metafase.
 Os inibidores mitóticos podem paralisar a mitose na
metafase, devido à sua acção sobre a proteína tubulina,
formadora dos microtúbulos que constituem o fuso
acromático, pelo qual migram os cromossomas.
 As radiações são capazes de destruir as ligações entre os
cromossomas e o centrómero. Com isso, os cromossomas
não migram para os pólos, sendo bloqueada a divisão.
Professora Isabel Henriques 51
Regulação do Ciclo Celular - Cancro
52Professora Isabel Henriques
Regulação do Ciclo Celular - Cancro
53Professora Isabel Henriques
Regulação do Ciclo Celular - Cancro
54Professora Isabel Henriques
Isabel Henriques
Curso Profissional de
Técnico Auxiliar de Saúde
Nesta apresentação foram utilizadas textos e
imagens do CIENTIC
Professora Isabel Henriques 55

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Síntese proteica
Síntese proteicaSíntese proteica
Síntese proteica
Ana Arsénio
 
Reprodução sexuada e meiose
Reprodução sexuada e meioseReprodução sexuada e meiose
Reprodução sexuada e meiose
margaridabt
 
Biologia 11 ciclos de vida
Biologia 11   ciclos de vidaBiologia 11   ciclos de vida
Biologia 11 ciclos de vida
Nuno Correia
 
Bg 11 síntese proteica (exercícios)
Bg 11   síntese proteica (exercícios)Bg 11   síntese proteica (exercícios)
Bg 11 síntese proteica (exercícios)
Nuno Correia
 
Divisão Celular (Power Point)
Divisão Celular (Power Point)Divisão Celular (Power Point)
Divisão Celular (Power Point)
Bio
 
Engenharia GenéTica
Engenharia GenéTicaEngenharia GenéTica
Engenharia GenéTica
Isabel Lopes
 
Clonagem
ClonagemClonagem
Clonagem
TinaCriis
 
DNA
DNADNA
Fermentação e respiração
Fermentação e respiraçãoFermentação e respiração
Fermentação e respiração
margaridabt
 
Biologia 11 reprodução sexuada
Biologia 11   reprodução sexuadaBiologia 11   reprodução sexuada
Biologia 11 reprodução sexuada
Nuno Correia
 
áCidos nucleicos e síntese proteínas power point(2)
áCidos nucleicos e síntese proteínas   power point(2)áCidos nucleicos e síntese proteínas   power point(2)
áCidos nucleicos e síntese proteínas power point(2)
margaridabt
 
ENGENHARIA GENÉTICA
ENGENHARIA GENÉTICAENGENHARIA GENÉTICA
ENGENHARIA GENÉTICA
Vitor Manuel de Carvalho
 
(8) biologia e geologia 10º ano - obtenção de energia
(8) biologia e geologia   10º ano - obtenção de energia(8) biologia e geologia   10º ano - obtenção de energia
(8) biologia e geologia 10º ano - obtenção de energia
Hugo Martins
 
Biologia 11 reprodução assexuada
Biologia 11   reprodução assexuadaBiologia 11   reprodução assexuada
Biologia 11 reprodução assexuada
Nuno Correia
 
Mutações
Mutações Mutações
Mutações
Isabel Lopes
 
EvoluçãO BiolóGica
EvoluçãO BiolóGicaEvoluçãO BiolóGica
EvoluçãO BiolóGica
anabernardes
 
BioGeo11-argumentos evolucao
BioGeo11-argumentos evolucaoBioGeo11-argumentos evolucao
BioGeo11-argumentos evolucao
Rita Rainho
 
Bio12-Mutações
Bio12-MutaçõesBio12-Mutações
Bio12-Mutações
Rita Rainho
 
Divisão celular mitose e meiose
Divisão celular  mitose e meioseDivisão celular  mitose e meiose
Divisão celular mitose e meiose
César Milani
 
(2) Divisão celular
(2) Divisão celular(2) Divisão celular
(2) Divisão celular
Hugo Martins
 

Mais procurados (20)

Síntese proteica
Síntese proteicaSíntese proteica
Síntese proteica
 
Reprodução sexuada e meiose
Reprodução sexuada e meioseReprodução sexuada e meiose
Reprodução sexuada e meiose
 
Biologia 11 ciclos de vida
Biologia 11   ciclos de vidaBiologia 11   ciclos de vida
Biologia 11 ciclos de vida
 
Bg 11 síntese proteica (exercícios)
Bg 11   síntese proteica (exercícios)Bg 11   síntese proteica (exercícios)
Bg 11 síntese proteica (exercícios)
 
Divisão Celular (Power Point)
Divisão Celular (Power Point)Divisão Celular (Power Point)
Divisão Celular (Power Point)
 
Engenharia GenéTica
Engenharia GenéTicaEngenharia GenéTica
Engenharia GenéTica
 
Clonagem
ClonagemClonagem
Clonagem
 
DNA
DNADNA
DNA
 
Fermentação e respiração
Fermentação e respiraçãoFermentação e respiração
Fermentação e respiração
 
Biologia 11 reprodução sexuada
Biologia 11   reprodução sexuadaBiologia 11   reprodução sexuada
Biologia 11 reprodução sexuada
 
áCidos nucleicos e síntese proteínas power point(2)
áCidos nucleicos e síntese proteínas   power point(2)áCidos nucleicos e síntese proteínas   power point(2)
áCidos nucleicos e síntese proteínas power point(2)
 
ENGENHARIA GENÉTICA
ENGENHARIA GENÉTICAENGENHARIA GENÉTICA
ENGENHARIA GENÉTICA
 
(8) biologia e geologia 10º ano - obtenção de energia
(8) biologia e geologia   10º ano - obtenção de energia(8) biologia e geologia   10º ano - obtenção de energia
(8) biologia e geologia 10º ano - obtenção de energia
 
Biologia 11 reprodução assexuada
Biologia 11   reprodução assexuadaBiologia 11   reprodução assexuada
Biologia 11 reprodução assexuada
 
Mutações
Mutações Mutações
Mutações
 
EvoluçãO BiolóGica
EvoluçãO BiolóGicaEvoluçãO BiolóGica
EvoluçãO BiolóGica
 
BioGeo11-argumentos evolucao
BioGeo11-argumentos evolucaoBioGeo11-argumentos evolucao
BioGeo11-argumentos evolucao
 
Bio12-Mutações
Bio12-MutaçõesBio12-Mutações
Bio12-Mutações
 
Divisão celular mitose e meiose
Divisão celular  mitose e meioseDivisão celular  mitose e meiose
Divisão celular mitose e meiose
 
(2) Divisão celular
(2) Divisão celular(2) Divisão celular
(2) Divisão celular
 

Semelhante a Ciclo celular

Núcleo FIJ
Núcleo FIJNúcleo FIJ
Núcleo FIJ
Dalu Barreto
 
Núcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitoseNúcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitose
Larissa Yamazaki
 
Núcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitoseNúcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitose
Larissa Yamazaki
 
Ciclo celular e mitose.pdf
Ciclo celular e mitose.pdfCiclo celular e mitose.pdf
Ciclo celular e mitose.pdf
Miguel Fernandes
 
aula 1 - estrutura e fisiologia celular, clonagem, celulas tronco e transgênicos
aula 1 - estrutura e fisiologia celular, clonagem, celulas tronco e transgênicosaula 1 - estrutura e fisiologia celular, clonagem, celulas tronco e transgênicos
aula 1 - estrutura e fisiologia celular, clonagem, celulas tronco e transgênicos
Joandro Pandilha Santos
 
Divisao celular
Divisao celular Divisao celular
Divisao celular
Renata de Castro
 
odis11_bio_ppt_cap2.pptx
odis11_bio_ppt_cap2.pptxodis11_bio_ppt_cap2.pptx
odis11_bio_ppt_cap2.pptx
mariagrave
 
Ciclo_Celular_Mitose.pptx
Ciclo_Celular_Mitose.pptxCiclo_Celular_Mitose.pptx
Ciclo_Celular_Mitose.pptx
JosJoaquimTeixeira1
 
2ª Aula Núcleo
2ª Aula Núcleo2ª Aula Núcleo
2ª Aula Núcleo
Flávia Albuquerque
 
04 divisão celular mitose e meiose
04 divisão celular   mitose e meiose04 divisão celular   mitose e meiose
04 divisão celular mitose e meiose
ManuhSilva
 
Ciclo Celular
Ciclo CelularCiclo Celular
Ciclo Celular
Maria Almeida
 
Aula mitose e meiose
Aula mitose e meioseAula mitose e meiose
Aula mitose e meiose
Thiago barreiros
 
Diversidade celular
Diversidade celularDiversidade celular
Diversidade celular
Altair Hoepers
 
Frente 1 módulo 4 ciclo e divisao celular mitose
Frente 1 módulo 4 ciclo e divisao celular mitoseFrente 1 módulo 4 ciclo e divisao celular mitose
Frente 1 módulo 4 ciclo e divisao celular mitose
Colégio Batista de Mantena
 
Núcleo e divisão celular
Núcleo e divisão celularNúcleo e divisão celular
Núcleo e divisão celular
Maria Jose Queiroz
 
Nucleo e divisao celular
Nucleo e divisao celularNucleo e divisao celular
Mitose
MitoseMitose
Divisão celular - Mitose e Meiose
Divisão celular - Mitose e MeioseDivisão celular - Mitose e Meiose
Divisão celular - Mitose e Meiose
Victor Hugo
 
Divisão celular
Divisão celularDivisão celular
Divisão celular
Gabriel de Oliveira
 
Divisao celular
Divisao celular Divisao celular
Divisao celular
paula aragao
 

Semelhante a Ciclo celular (20)

Núcleo FIJ
Núcleo FIJNúcleo FIJ
Núcleo FIJ
 
Núcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitoseNúcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitose
 
Núcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitoseNúcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitose
 
Ciclo celular e mitose.pdf
Ciclo celular e mitose.pdfCiclo celular e mitose.pdf
Ciclo celular e mitose.pdf
 
aula 1 - estrutura e fisiologia celular, clonagem, celulas tronco e transgênicos
aula 1 - estrutura e fisiologia celular, clonagem, celulas tronco e transgênicosaula 1 - estrutura e fisiologia celular, clonagem, celulas tronco e transgênicos
aula 1 - estrutura e fisiologia celular, clonagem, celulas tronco e transgênicos
 
Divisao celular
Divisao celular Divisao celular
Divisao celular
 
odis11_bio_ppt_cap2.pptx
odis11_bio_ppt_cap2.pptxodis11_bio_ppt_cap2.pptx
odis11_bio_ppt_cap2.pptx
 
Ciclo_Celular_Mitose.pptx
Ciclo_Celular_Mitose.pptxCiclo_Celular_Mitose.pptx
Ciclo_Celular_Mitose.pptx
 
2ª Aula Núcleo
2ª Aula Núcleo2ª Aula Núcleo
2ª Aula Núcleo
 
04 divisão celular mitose e meiose
04 divisão celular   mitose e meiose04 divisão celular   mitose e meiose
04 divisão celular mitose e meiose
 
Ciclo Celular
Ciclo CelularCiclo Celular
Ciclo Celular
 
Aula mitose e meiose
Aula mitose e meioseAula mitose e meiose
Aula mitose e meiose
 
Diversidade celular
Diversidade celularDiversidade celular
Diversidade celular
 
Frente 1 módulo 4 ciclo e divisao celular mitose
Frente 1 módulo 4 ciclo e divisao celular mitoseFrente 1 módulo 4 ciclo e divisao celular mitose
Frente 1 módulo 4 ciclo e divisao celular mitose
 
Núcleo e divisão celular
Núcleo e divisão celularNúcleo e divisão celular
Núcleo e divisão celular
 
Nucleo e divisao celular
Nucleo e divisao celularNucleo e divisao celular
Nucleo e divisao celular
 
Mitose
MitoseMitose
Mitose
 
Divisão celular - Mitose e Meiose
Divisão celular - Mitose e MeioseDivisão celular - Mitose e Meiose
Divisão celular - Mitose e Meiose
 
Divisão celular
Divisão celularDivisão celular
Divisão celular
 
Divisao celular
Divisao celular Divisao celular
Divisao celular
 

Mais de Isabel Henriques

Ficha trabalho sistema gastrointestinal
Ficha trabalho sistema gastrointestinalFicha trabalho sistema gastrointestinal
Ficha trabalho sistema gastrointestinal
Isabel Henriques
 
Apresentação multimédia de transporte dos animais
Apresentação multimédia de transporte dos animaisApresentação multimédia de transporte dos animais
Apresentação multimédia de transporte dos animais
Isabel Henriques
 
PPT Transporte dos animais
PPT Transporte dos animaisPPT Transporte dos animais
PPT Transporte dos animais
Isabel Henriques
 
Anatofisiologia dos aparelhos reprodutores
Anatofisiologia dos aparelhos reprodutoresAnatofisiologia dos aparelhos reprodutores
Anatofisiologia dos aparelhos reprodutores
Isabel Henriques
 
Ppt ufcd 6558_atividade profissional do técnico auxiliar de saúde
Ppt ufcd 6558_atividade profissional do técnico auxiliar de saúdePpt ufcd 6558_atividade profissional do técnico auxiliar de saúde
Ppt ufcd 6558_atividade profissional do técnico auxiliar de saúde
Isabel Henriques
 
PPT UFCD 6558_Atividade Profissional do Técnico Auxiliar de Saúde
PPT UFCD 6558_Atividade Profissional do Técnico Auxiliar de SaúdePPT UFCD 6558_Atividade Profissional do Técnico Auxiliar de Saúde
PPT UFCD 6558_Atividade Profissional do Técnico Auxiliar de Saúde
Isabel Henriques
 
Ocupação antrópica
Ocupação antrópicaOcupação antrópica
Ocupação antrópica
Isabel Henriques
 
Rochas metamórficas viii
Rochas metamórficas  viiiRochas metamórficas  viii
Rochas metamórficas viii
Isabel Henriques
 
Minerais
MineraisMinerais
Biologia e geologia apresentação
Biologia e geologia apresentaçãoBiologia e geologia apresentação
Biologia e geologia apresentação
Isabel Henriques
 
PPT Dia do Não Fumador
PPT Dia do Não FumadorPPT Dia do Não Fumador
PPT Dia do Não Fumador
Isabel Henriques
 
Ppt Dia do Não Fumador
Ppt Dia do Não FumadorPpt Dia do Não Fumador
Ppt Dia do Não Fumador
Isabel Henriques
 
Ppt Dia Não Fumador
Ppt Dia Não FumadorPpt Dia Não Fumador
Ppt Dia Não Fumador
Isabel Henriques
 
Comemorações do dia mundial da saúde dados estatísticos
Comemorações do dia mundial da saúde dados estatísticosComemorações do dia mundial da saúde dados estatísticos
Comemorações do dia mundial da saúde dados estatísticos
Isabel Henriques
 
Tema II - O tempo Geologico Tabela Croentratigráficas
Tema II - O tempo Geologico Tabela CroentratigráficasTema II - O tempo Geologico Tabela Croentratigráficas
Tema II - O tempo Geologico Tabela Croentratigráficas
Isabel Henriques
 
Tema III o homem como agente de mudanças ambientais
Tema III  o homem como agente de mudanças ambientaisTema III  o homem como agente de mudanças ambientais
Tema III o homem como agente de mudanças ambientais
Isabel Henriques
 
Tema III - Mudanças ambientais na história da terra e evolução do homem
Tema III - Mudanças ambientais na história da terra e evolução do homemTema III - Mudanças ambientais na história da terra e evolução do homem
Tema III - Mudanças ambientais na história da terra e evolução do homem
Isabel Henriques
 
Tema II - História Geológica de uma Região/Trabalhos Correcção
Tema II - História Geológica de uma Região/Trabalhos CorrecçãoTema II - História Geológica de uma Região/Trabalhos Correcção
Tema II - História Geológica de uma Região/Trabalhos Correcção
Isabel Henriques
 
Tema II - História Geológica de uma Região Cartografia
Tema II - História Geológica de uma Região  CartografiaTema II - História Geológica de uma Região  Cartografia
Tema II - História Geológica de uma Região Cartografia
Isabel Henriques
 
Tema II - Geo História da Terra
Tema II - Geo História da TerraTema II - Geo História da Terra
Tema II - Geo História da Terra
Isabel Henriques
 

Mais de Isabel Henriques (20)

Ficha trabalho sistema gastrointestinal
Ficha trabalho sistema gastrointestinalFicha trabalho sistema gastrointestinal
Ficha trabalho sistema gastrointestinal
 
Apresentação multimédia de transporte dos animais
Apresentação multimédia de transporte dos animaisApresentação multimédia de transporte dos animais
Apresentação multimédia de transporte dos animais
 
PPT Transporte dos animais
PPT Transporte dos animaisPPT Transporte dos animais
PPT Transporte dos animais
 
Anatofisiologia dos aparelhos reprodutores
Anatofisiologia dos aparelhos reprodutoresAnatofisiologia dos aparelhos reprodutores
Anatofisiologia dos aparelhos reprodutores
 
Ppt ufcd 6558_atividade profissional do técnico auxiliar de saúde
Ppt ufcd 6558_atividade profissional do técnico auxiliar de saúdePpt ufcd 6558_atividade profissional do técnico auxiliar de saúde
Ppt ufcd 6558_atividade profissional do técnico auxiliar de saúde
 
PPT UFCD 6558_Atividade Profissional do Técnico Auxiliar de Saúde
PPT UFCD 6558_Atividade Profissional do Técnico Auxiliar de SaúdePPT UFCD 6558_Atividade Profissional do Técnico Auxiliar de Saúde
PPT UFCD 6558_Atividade Profissional do Técnico Auxiliar de Saúde
 
Ocupação antrópica
Ocupação antrópicaOcupação antrópica
Ocupação antrópica
 
Rochas metamórficas viii
Rochas metamórficas  viiiRochas metamórficas  viii
Rochas metamórficas viii
 
Minerais
MineraisMinerais
Minerais
 
Biologia e geologia apresentação
Biologia e geologia apresentaçãoBiologia e geologia apresentação
Biologia e geologia apresentação
 
PPT Dia do Não Fumador
PPT Dia do Não FumadorPPT Dia do Não Fumador
PPT Dia do Não Fumador
 
Ppt Dia do Não Fumador
Ppt Dia do Não FumadorPpt Dia do Não Fumador
Ppt Dia do Não Fumador
 
Ppt Dia Não Fumador
Ppt Dia Não FumadorPpt Dia Não Fumador
Ppt Dia Não Fumador
 
Comemorações do dia mundial da saúde dados estatísticos
Comemorações do dia mundial da saúde dados estatísticosComemorações do dia mundial da saúde dados estatísticos
Comemorações do dia mundial da saúde dados estatísticos
 
Tema II - O tempo Geologico Tabela Croentratigráficas
Tema II - O tempo Geologico Tabela CroentratigráficasTema II - O tempo Geologico Tabela Croentratigráficas
Tema II - O tempo Geologico Tabela Croentratigráficas
 
Tema III o homem como agente de mudanças ambientais
Tema III  o homem como agente de mudanças ambientaisTema III  o homem como agente de mudanças ambientais
Tema III o homem como agente de mudanças ambientais
 
Tema III - Mudanças ambientais na história da terra e evolução do homem
Tema III - Mudanças ambientais na história da terra e evolução do homemTema III - Mudanças ambientais na história da terra e evolução do homem
Tema III - Mudanças ambientais na história da terra e evolução do homem
 
Tema II - História Geológica de uma Região/Trabalhos Correcção
Tema II - História Geológica de uma Região/Trabalhos CorrecçãoTema II - História Geológica de uma Região/Trabalhos Correcção
Tema II - História Geológica de uma Região/Trabalhos Correcção
 
Tema II - História Geológica de uma Região Cartografia
Tema II - História Geológica de uma Região  CartografiaTema II - História Geológica de uma Região  Cartografia
Tema II - História Geológica de uma Região Cartografia
 
Tema II - Geo História da Terra
Tema II - Geo História da TerraTema II - Geo História da Terra
Tema II - Geo História da Terra
 

Último

Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 

Ciclo celular

  • 2. Ciclo Celular Da divisão celular depende a manutenção e a continuidade da vida. A este processo está sempre associado a replicação da informação genética. 2Professora Isabel Henriques
  • 5. Estrutura dos Cromossomas  O material genético está distribuído por varias moléculas de DNA.  Cada molécula de DNA, associada a histonas, constitui um filamento de cromatina dispersa que, quando se enrola, origina um cromossoma (cromatina condensada).  Quando o DNA duplica o cromossoma passa a ser constituído por dois cromatídios ligados pelo centrómero. 5Professora Isabel Henriques
  • 6. Ciclo Celular 6Professora Isabel Henriques Conjunto de transformações que decorre entre a formação de uma célula e a sua própria divisão em duas células-filhas. A auto-replicação do DNA permite que, sempre que uma célula se divide, cada célula-filha herde uma cópia do seu material genético, perpetuando as características da espécie.
  • 8. Ciclo Celular 8Professora Isabel Henriques Fases do Ciclo Celular Interfase – Ocorre a duplicação do material genético. Fase Mitótica – o núcleo divide-se (mitose) e, a seguir, divide-se o citoplasma (citocinese).
  • 11. Interfase Período que decorre entre o fim de uma divisão celular e o início da divisão seguinte. Corresponde aos períodos G1, S e G2.  Intervalo G1 – biossíntese de RNA e proteínas; formação de organitos: crescimento celular.  Intervalo S – replicação do DNA e síntese de histonas; filamentos de cromatina com estrutura dupla.  Intervalo G2 – biossíntese de RNA e proteínas; crescimento celular. 11Professora Isabel Henriques
  • 12. Fase Mitótica 12Professora Isabel Henriques Mitose Processo que decorre na divisão das células eucarióticas, pelo que se formam núcleos com o mesmo número de cromossomas do núcleo inicial. Embora a mitose seja um processo contínuo, costumam distinguir-se quatro subfases – profase, metafase, anafase e telofase.
  • 17. 17Professora Isabel Henriques Fase Mitótica Profase  Etapa mais longa.  Individualização dos cromossomas.  Desaparecimento dos nucléolos e da membrana nuclear.  Afastamento dos centríolos e formação do fuso acromático.
  • 20. Fase Mitótica 20Professora Isabel Henriques Metafase  Máxima condensação dos cromossomas.  Disposição dos cromossomas no plano equatorial da célula com os centrómeros orientados para o centro.  Formação da placa equatorial.
  • 23. Fase Mitótica 23Professora Isabel Henriques Anafase  Rompimento dos centrómeros e separação dos cromatídeos.  Ascenção polar dos cromossomas-filhos.
  • 26. Fase Mitótica 26Professora Isabel Henriques Telofase  Dissolução do fuso acromático.  Reorganização da membrana nuclear em cada núcleo-filho.  Descondensação dos cromossomas.  Reaparecimento dos nucléolos.
  • 30. Professora Isabel Henriques 30 Fase Mitótica http://web.mac.com/dorivalfilho/CHONPS/
  • 31. Professora Isabel Henriques 31 CITOCINESE INTERFASE ANAFASE METAFASE PROFASE TELOFASE 4Q -- 2n 2Q -- 2n 2Q 4Q -- 2n Placa EquatorialAscensão polar
  • 34. Variação da Quantidade de DNA 34Professora Isabel Henriques
  • 36. Variação da Quantidade de DNA 36Professora Isabel Henriques 1 – G1 2 – S 3 – G2 4 – Mitose 5 – Citocinese 4Q 2Q
  • 38. Citocinese  Divisão do citoplasma pelas células filhas no fim da divisão celular.  Citocinese nas células animais - ocorre por estrangulamento do citoplasma.  Citocinese nas células vegetais – ocorre por alinhamento e fusão de vesículas do Complexo de Golgi na região equatorial, com posterior deposição de celulose. 38Professora Isabel Henriques
  • 39. Ciclos Celulares – Em diferentes células Professora Isabel Henriques 39
  • 40. Ciclo Celular - Resumo Professora Isabel Henriques 40 90 a 95% 5 a 10% Go
  • 41. Importância da Divisão Celular 41Professora Isabel Henriques
  • 42.  Assegura a estabilidade genética ao longo das gerações.  Crescimento dos organismos pluricelulares.  Regeneração de estruturas e renovação de tecidos. 42Professora Isabel Henriques Importância da Divisão Celular
  • 44. Regulação do Ciclo Celular  As células possuem mecanismos que lhes permitem assegurar que em certas condições foram garantidas para passar à fase seguinte da divisão celular.  Existem proteínas, organizadas em sistemas, responsáveis pela progressão do ciclo celular através da sua activação e da sua inactivação sucessivas. Professora Isabel Henriques 44
  • 45. Regulação do Ciclo Celular Pontos de Controlo:  Nos mamíferos os pontos de controlo são de extrema importância. Se a célula não receber nenhum estímulo ficara sem se dividir, ficando num estado Go.  Muitas células do organismo humano estão em Go - ex.: células do fígado, fibras musculares, neurónios do sistema nervoso… Professora Isabel Henriques 45
  • 46. Regulação do Ciclo Celular Pontos de Controlo:  Final da fase G1 que determina se a célula fica nessa fase ou passa para a fase S.  No final de G2, ocorre se a fase S ocorrer correctamente e se a célula está em condições de realizar mitose.  Transição metáfase - anáfase atrasando-a no caso de alguns cromossomas não estarem correctamente ligados ao fuso acromático. Professora Isabel Henriques 46
  • 47. 47Professora Isabel Henriques Regulação do Ciclo Celular Pontos de Controlo
  • 48. 48Professora Isabel Henriques Controlo G1 Neste ponto de controlo a célula pode entrar em Go ou então desencadear-se-á apoptose ou morte celular, se o DNA se apresentar danificado e não puder ser reparado. Controlo M Neste ponto a mitose é interrompida se os cromossomas não se alinharem de forma adequada ou não se distribuírem de forma adequada. Controlo G2 Neste ponto de controlo o ciclo celular prossegue se o DNA se auto-replicou de forma apropriada. Caso contrário, ocorre apoptose celular. Regulação do Ciclo Celular
  • 49. Professora Isabel Henriques 49 Regulação do Ciclo Celular  Quando os mecanismos de controlo se encontram comprometidos, a célula perde a capacidade de regular o seu próprio ciclo de divisões.  Nestes casos podem formar-se massas anormais de células (tumores) que podem ser benignos ou malignos.  As células dos tumores malignos podem sair dos tecidos habituais e entrar na circulação sanguínea ou linfática, podendo mais tarde se instalar noutros tecidos, invadindo-os iniciando novos tumores - metastases
  • 50. Regulação do Ciclo Celular Certos agentes físicos e químicos são capazes de inibir a mitose. Alguns desses inibidores são usados no tratamento do cancro, pois inibem a proliferação de células cancerosas. Há dois tipos de inibidores da mitose:  inibidores da síntese de DNA  inibidores do fuso acromático. Entre as substâncias químicas capazes de inibir a síntese de DNA, podem ser citados o gás mostarda e o 5-fluoracilo. Os raios X são agentes físicos que inibem a síntese de DNA. Professora Isabel Henriques 50
  • 51. Regulação do Ciclo Celular  A inibição da formação do fuso é feita por uma substância química denominada colchicina. Ela, ao ser adicionada a uma célula em início da divisão, permita que esta progrida somente até a metafase.  Os inibidores mitóticos podem paralisar a mitose na metafase, devido à sua acção sobre a proteína tubulina, formadora dos microtúbulos que constituem o fuso acromático, pelo qual migram os cromossomas.  As radiações são capazes de destruir as ligações entre os cromossomas e o centrómero. Com isso, os cromossomas não migram para os pólos, sendo bloqueada a divisão. Professora Isabel Henriques 51
  • 52. Regulação do Ciclo Celular - Cancro 52Professora Isabel Henriques
  • 53. Regulação do Ciclo Celular - Cancro 53Professora Isabel Henriques
  • 54. Regulação do Ciclo Celular - Cancro 54Professora Isabel Henriques
  • 55. Isabel Henriques Curso Profissional de Técnico Auxiliar de Saúde Nesta apresentação foram utilizadas textos e imagens do CIENTIC Professora Isabel Henriques 55