SlideShare uma empresa Scribd logo
NúcleoNúcleo
ee
divisãodivisão
celularcelular
Profª Esp. Mª José Queiroz
NÚCLEO
 Presente nas células eucarióticas;
 Forma e a quantidade: depende da célula em que se encontra;
 Função: Regular as reações químicas dentro das células;
Armazenar o material genético.
COMPONENTES DO NÚCLEO
Carioteca (envelope nuclear);
Cromatina;
Nucléolo;
Nucleoplasma (cariolinfa)
Envelope nuclearEnvelope nuclear
• Delimita o espaço intra-extracelular;
• Estrutura Complexa: 2 MP justapostas + Lâmina
Nuclear + Poro
CARIOTECACARIOTECA
Do grego chromatoschromatos (cor), pois coram-se facilmente e se
destacam das outras partes da célula;
 Formado por um conjunto de filamentos
(cromonemas);
Divide-se de acordo com a intensidade do corante:
• Heterocromatina => Coloração mais intensa (+
condensada)
• Eucromatina => Coloração menos intensa (-
condensada)
CROMATINACROMATINA
Massas densas e arredondadas presentes dentro do
núcleo;
• NÃO tem Membrana Plasmática;
NUCLÉOLOS
Cariolinfa
• Solução aquosa que envolve a cromatina e os
nucléolos;
• Colóide formado por H20 + Íons, moléculas de ATP,
nucleotídeos e enzimas;
NUCLEOPLASMA
GENES
Nos gametas (n) o número de cromossomos
se reduz na metade.
ARQUITETURA DO CROMOSSOMO
As HISTONAS são proteínas
que estabilizam o DNA e
participam na regulação gêni
ca por poderem ser acetila
das e desacetiladas.
NUCLEOSSOMO: Unidade
estrutural que se repete ao
longo do filamento
cromossômico
Nucleossomo
ESTRUTURA DO
CROMOSSOMOCROMÁTIDE é cada um dos dois
filamentos de DNA formados pela
duplicação de um cromossomo durante a
fase S da divisão celular.
 Metacêntrico: Apresenta um
centrômero mais ou menos central e
braços de comprimentos
aproximadamente iguais.
 Submetacêntrico: O centrômero é
excêntrico e apresenta braços de
comprimento nitidamente diferentes.
 Acrocêntrico: Apresenta centrômero
próximo a uma extremidade.Os
cromossomos acrocêntricos humanos
(13, 14, 15, 21, 22) têm pequenas
massas de cromatina conhecidas como
satélites fixadas aos seus braços
curtos por pedículos estreitos ou
constrições secundárias.
 Telocêntrico: Apresenta o centrômero
na extremidade, de modo que ocorre
uma única cromátide. Não ocorre na
espécie humana
CROMOSSOMOS
Cromossomos
eucarióticos
 GENOMA: conjunto de genes da espécie
que pode ser encontrado no conjunto
diploide.
CROMOSSOMOS HOMÓLOGOS: têm
mesma posição, mesmo tamanho e mesma
sequência de genes do centrômero.
 Autossomos são os tipos de cromossomos
presentes igualmente em células de ambos
os sexos.
 Cromossomo sexuais são os que variam
entre os sexos e diferenciam células
masculinas e femininas.
Cromossomos
eucarióticos
 Células diploides (2n): pares de cromossomos
homólogos, temos o zigoto e as células somáticas.
 Células haploides (n): apenas um representante de
cada par (um lote cromossômico)
Células HAPLÓIDES (N)
Células DIPLÓIDES (2N)
CITOGENÉTICA HUMANA
Ramo da biologia que estuda os cromossomos humanos.
CARIÓTIPO HUMANO
Cariótipo conjunto de cromossomos de uma célula
ALTERAÇÕES
CROMOSSÔMICAS
Em várias espécies, podem nascer indivíduos com alterações
cromossômicas em relação ao cariótipo normal, que causam
geralmente transtornos no funcionamento celular, levando a
doenças graves ou mesmo à morte.
Alterações estruturais
 Deleção perda de um pedaço do cromossomo;
Translocação troca de pedaços de cromossomos homólogos.
Alterações numéricas erros no processo da divisão celular que
afetam o número de cromossomos da célula
ALTERAÇÕES
CROMOSSÔMICAS
Características físicas
O que causa?
CICLO CELULAR
É o período que vai de surgimento de uma célula por divisão até a
própria célula dividir-se em duas.
Período que antecede uma divisão celular.
Na interfase o núcleo das células apresenta: carioteca,
nucleoplasma, nucléolo e cromatina, característicos.
Ocorre intensa atividade celular e síntese de RNA.
Ocorre a duplicação dos cromossomos, antes de iniciar
a divisão.
Apresenta três fases:
G1 = precede a duplicação do DNA; Crescimento
celular, transcrição e tradução
S = ocorre a duplicação do DNA
G2 = sucede a duplicação do DNA. As cromátides
irmãs estão unidas pelo centrômero.
- Crescimento celular, transcrição e tradução.
- Duplicação dos centrossomos e dos centríolos
INTERFASE
Representação
esquemática da relação
entre DNA e
cromossomos nas
diversas fases do ciclo
celular. Em G1 há apenas
uma molécula de DNA;
em S ocorre a duplicação
do DNA; em G2, o
cromossomo está
constituído por duas
cromátides-irmãs; as
cromátides-irmãs se
separam na mitose (M).
Reinicia-se o ciclo.
Fases do ciclo celular
 Processo equacional
de divisão celular;
Compreende:
• prófase
• metáfase
• anáfase
• telófase
CICLO CELULAR
E MITOSE
Ligado a
crescimento e
regeneração dos
seres vivos nos
seres pluricelulares
 Nos vegetais,
responsável pela
produção de
gametas.
Na interfase, embora a célula não esteja em processo de divisão celular,
ela se encontra em intensa atividade. Esse período é o que tem maior
duração quando comparado à mitose propriamente dita.
Tipo de divisão celular onde uma célula mãe origina duas
células filhas idênticas à célula mãe
Se divide em 4 fases: Prófase, Metáfase, Anáfase e
Telófase.
Mitose
PRÓFASE
É a fase mais longa da
mitose
• Os filamentos de cromatina
começam a se condensar;
• O nucléolo desaparece;
• Cada par de centríolos se
dirigem para um dos pólos da
célula;
• Formam-se as fibras do
fuso mitótico;
• A carioteca fragmenta-se;
• Os cromossomos prendem-
se às fibras do fuso.
Mitose
METÁFASE
Os cromossomos atingem o
grau máximo de condesação;
Os cromossomos
encontram-se alinhados em
um mesmo plano, na região
equatorial da célula,
denominado placa
metafásica ou equatorial;
As cromátides irmãs ainda
estão unidas pelo
cêntromero.
ANÁFASE
•O centrômero de cada
cromossomo duplicado divide-se
longitudinalmente, separando as
Cromátides-irmãs.
•Passam a ser chamados
cromossomos-irmãos e são
puxados para os pólos opostos
da célula, orientados pela fibra
do fuso.
•Quando os cromossomos-
irmãos atingem os pólos das
células, termina a anáfase.
•Cada pólo recebe o mesmo
material cromossômico, uma vez
que cada cromossomo-filho
possui a mesma informação
genética.
TELÓFASE: fase final da
mitose
Desaparecimento do
fuso mitótico;
Reorganização da
membrana nuclear;
Descondensação dos
cromossomas;
Reaparecimento dos
nucléolos.
Célula vegetal
Citocinese centrífuga a divisão do citoplasma ocorre do centro para
a periferia.
Célula animal
Citocinese centrífuga a divisão do citoplasma ocorre da periferia da
célula para o centro.
CITOCINESE
 Processo reducional
 Prófase I (fase geralmente mais longa da
meiose) subdivide-se em:
• leptóteno
• zigóteno
• paquíteno (crossing-over)
• diplóteno (quiasmas)
• diacinese
 Nos animais, formam-se gametas; nos
vegetais, esporos.
Meiose
 PRÓFASE I
Estágios: leptóteno, zigóteno, paquíteno,
diplóteno e diacinese.
• Leptóteno: Os cromossomos condensam-se e
tornam-se visíveis.
• Zigóteno:Ocorre a sinapse (pareamento dos
• cromossomos homólogos).
• Paquíteno: Ocorre o crossing-over – troca de
segmentos homólogos entre cromátides
homólogas (não-irmãs) de um par de
cromossomos homólogos.
MEIOSE I
 Crossing-over
Tétrada cromatídica
(um par de
cromossomas
homólogos) formada
durante a Profase I
Forma-se um quiasma
entre os cromátides
adjacentes dos
cromossomas
homólogos.
Ocorre quebra e troca
de segmentos entre os
cromátides.
PRÓFASE I
 Diplóteno: melhor visualização dos quiasmas ( pontos
de contato entre as cromátides)
 Diacinese: terminalização dos quiasmas (os quiasmas
deslizam para as extremidades dos cromossomos).
Desaparecimento do nucléolo e desintegração da
carioteca.
PRÓFASE I
Final da Prófase I
Tétrada cromatídica
PRÓFASE I
 Diplóteno: melhor visualização dos quiasmas ( pontos de contato
entre as cromátides);
 Diacinese: terminalização dos quiasmas (os quiasmas deslizam
para as extremidades dos cromossomos). Desaparecimento do
nucléolo e desintegração da carioteca.
Os cromossomos já bastante condensados (com grau
máximo de condensação) se posicionam na zona
equatorial da célula
Há formação da placa metafásica dupla.
METÁFASE I
Separação dos cromossomos homólogos e
migração dos cromossomos para os pólos da
célula.
Não ocorre a divisão dos centrômeros.
ANÁFASE I
Reaparecimento da carioteca e do nucléolo
Descondensação dos cromossomos
Ocorre a citocinese
TELÓFASE I
MEIOSE II
PRÓFASE II
- Desaparecimento da carioteca e do nucléolo;
- Inicia a condensação dos cromossomos
Duplicação e migração dos centríolos
METÁFASE II
Os cromossomos se posicionam na zona central
(equatorial) da célula;
Há formação da placa metafásica simples
Meiose II
ANÁFASE II
Ocorre a divisão dos centrômeros com
separação das cromátides irmãs.
Migração dos cromossomos irmãos para os
pólos da célula.
Meiose II
TELÓFASE II
 Reaparecimento da carioteca e do nucléolo
 Descondensação cromossômica
Após ou ao mesmo tempo que a telófase ocorre a
CITOCINESE (divisão do citoplasma).
 Formação de quatro células haplóides e geneticamen
te diferentes
Meiose II
Ao final da meiose I temos duas células diplóides
MEIOSE I
Ao final da meiose II temos 4 células haplóides
MEIOSE II
Não disjunção cromossômica na meiose
 É a separação incorreta dos cromossomos.
Quando ocorre na:
• meiose I, todos os gametas ficam anormais.
• meiose II, só metade dos gametas fica
comprometida.
 Esses gametas anormais podem participar da
fecundação, originando:
• síndrome de Down (trissomia do cromossomo 21);
• síndrome de Turner (perda de um cromossomo
sexual – X0);
• síndrome de Klinefelter (ganho de um cromossomo
sexual – XXY).
 Assexuada: não envolve mistura de material
genético. Ex.: divisão binária (bipartição ou
cissiparidade), brotamento, estaquia.
 Sexuada: envolve a mistura de material genético,
com fusão de gametas. Gera variabilidade genética.
• Autofecundação: gametas provenientes de um
mesmo indivíduo.
• Fecundação cruzada: gametas produzidos por
organismos diferentes.
 Partenogênese: o óvulo, sem fecundação, origina um
novo indivíduo. Para muitos é uma forma assexuada de
reprodução. Ocorre, por exemplo, em plantas, peixes,
insetos e répteis.
Tipos de reprodução
Bibliografia
• Amabis, José Mariano & Martho, Gilberto Rodrigues. Biologia
Vol. 1. Biologia das Células, 3ª Ed. – São Paulo : Moderna, 2010.
• Biologia : ensino médio, 1º ano/ Organizadores Fernando
Santiago dos Santos, João Batista Vicentin Aguilar, Maria
Martha Argel de Oliveira. – 1. Ed. – São Paulo : Edições SM,
2010. – (Coleção ser protagonista)
• Silva Junior, Cézar da. Biologia 1 : as características da vida :
Biologia celular, vírus : entre moléculas e células : a origem da
vida : histologia animal / César da Silva Júnior, Sezar Sasson,
Nelson Caldini Júnior. – 10. Ed. – São Paulo : Saraiva, 2010.
• Projetos. Disponível em: http://projetosii.blogspot.com.br /
2014_01_01_archive.html Acesso em: 12 de mar. 2014.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tecido epitelial
Tecido epitelialTecido epitelial
Tecido epitelial
Caio Maximino
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
Marcia Regina
 
Aula sobre histologia
Aula sobre   histologiaAula sobre   histologia
Aula sobre histologia
Marcionedes De Souza
 
Aula 1 citologia - introdução
Aula 1 citologia - introduçãoAula 1 citologia - introdução
Aula 1 citologia - introdução
Amarildo César
 
Núcleo celular
Núcleo celularNúcleo celular
Núcleo celular
César Milani
 
Citoplasma e organelas
Citoplasma e organelasCitoplasma e organelas
Citoplasma e organelas
profatatiana
 
Aula de gametogenese
Aula de gametogeneseAula de gametogenese
Aula de gametogenese
Fatima Comiotto
 
Núcleo cromossomos
Núcleo cromossomosNúcleo cromossomos
Núcleo cromossomos
César Milani
 
Organelas Celulares I
Organelas Celulares IOrganelas Celulares I
Núcleo celular
Núcleo celularNúcleo celular
Núcleo celular
Silvana Sanches
 
Membrana plasmática slides COMPLETO
Membrana plasmática slides COMPLETOMembrana plasmática slides COMPLETO
Membrana plasmática slides COMPLETO
Sheila Cassenotte
 
Protozoarios
ProtozoariosProtozoarios
Divisão celular
Divisão celularDivisão celular
Divisão celular
Gabriel Mendes de Almeida
 
Introdução a embriologia aula oficial
Introdução a embriologia aula  oficialIntrodução a embriologia aula  oficial
Introdução a embriologia aula oficial
Daiane Costa
 
AULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptx
AULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptxAULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptx
AULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptx
carla Lêdo
 
Genética Introdução
Genética   IntroduçãoGenética   Introdução
Genética Introdução
Mateus Domingos
 
Células
CélulasCélulas
Células
Cláudia Moura
 
Tecido nervoso
Tecido nervosoTecido nervoso
Tecido nervoso
Andreza Campos
 
Aula 07 núcleo e cromossomos
Aula 07   núcleo e cromossomosAula 07   núcleo e cromossomos
Aula 07 núcleo e cromossomos
Hamilton Nobrega
 
Transcrição e tradução
Transcrição e traduçãoTranscrição e tradução

Mais procurados (20)

Tecido epitelial
Tecido epitelialTecido epitelial
Tecido epitelial
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Aula sobre histologia
Aula sobre   histologiaAula sobre   histologia
Aula sobre histologia
 
Aula 1 citologia - introdução
Aula 1 citologia - introduçãoAula 1 citologia - introdução
Aula 1 citologia - introdução
 
Núcleo celular
Núcleo celularNúcleo celular
Núcleo celular
 
Citoplasma e organelas
Citoplasma e organelasCitoplasma e organelas
Citoplasma e organelas
 
Aula de gametogenese
Aula de gametogeneseAula de gametogenese
Aula de gametogenese
 
Núcleo cromossomos
Núcleo cromossomosNúcleo cromossomos
Núcleo cromossomos
 
Organelas Celulares I
Organelas Celulares IOrganelas Celulares I
Organelas Celulares I
 
Núcleo celular
Núcleo celularNúcleo celular
Núcleo celular
 
Membrana plasmática slides COMPLETO
Membrana plasmática slides COMPLETOMembrana plasmática slides COMPLETO
Membrana plasmática slides COMPLETO
 
Protozoarios
ProtozoariosProtozoarios
Protozoarios
 
Divisão celular
Divisão celularDivisão celular
Divisão celular
 
Introdução a embriologia aula oficial
Introdução a embriologia aula  oficialIntrodução a embriologia aula  oficial
Introdução a embriologia aula oficial
 
AULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptx
AULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptxAULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptx
AULA 1 - Introdução a Biotecnologia (1).pptx
 
Genética Introdução
Genética   IntroduçãoGenética   Introdução
Genética Introdução
 
Células
CélulasCélulas
Células
 
Tecido nervoso
Tecido nervosoTecido nervoso
Tecido nervoso
 
Aula 07 núcleo e cromossomos
Aula 07   núcleo e cromossomosAula 07   núcleo e cromossomos
Aula 07 núcleo e cromossomos
 
Transcrição e tradução
Transcrição e traduçãoTranscrição e tradução
Transcrição e tradução
 

Semelhante a Núcleo e divisão celular

2ª Aula Núcleo
2ª Aula Núcleo2ª Aula Núcleo
2ª Aula Núcleo
Flávia Albuquerque
 
Divisão celular
Divisão celularDivisão celular
Divisão celular
Gabriel de Oliveira
 
Divisão celular - Mitose e Meiose
Divisão celular - Mitose e MeioseDivisão celular - Mitose e Meiose
Divisão celular - Mitose e Meiose
Victor Hugo
 
Núcleo FIJ
Núcleo FIJNúcleo FIJ
Núcleo FIJ
Dalu Barreto
 
Núcleo e rep celular
Núcleo e rep celularNúcleo e rep celular
Núcleo e rep celular
paulogrillo
 
Cmc expressão gênica
Cmc   expressão gênicaCmc   expressão gênica
Cmc expressão gênica
Als Mötta
 
Aula 4 divisao celular pot
Aula 4 divisao celular   potAula 4 divisao celular   pot
Aula 4 divisao celular pot
tatyannat
 
Divisao celular
Divisao celular Divisao celular
Divisao celular
paula aragao
 
04 divisão celular mitose e meiose
04 divisão celular   mitose e meiose04 divisão celular   mitose e meiose
04 divisão celular mitose e meiose
ManuhSilva
 
Mitose e Meiose
Mitose e MeioseMitose e Meiose
Mitose e Meiose
Gisele A. Barbosa
 
mitoseemeios23181419-phpapp01.pdf
mitoseemeios23181419-phpapp01.pdfmitoseemeios23181419-phpapp01.pdf
mitoseemeios23181419-phpapp01.pdf
ProfYasminBlanco
 
Divisão celular
Divisão celularDivisão celular
Conceitos basicos de Genetica - aula 3a.ppt
Conceitos basicos de Genetica - aula 3a.pptConceitos basicos de Genetica - aula 3a.ppt
Conceitos basicos de Genetica - aula 3a.ppt
ElizangelaDeSouzaAra
 
Divisão celular mitose e meiose
Divisão celular  mitose e meioseDivisão celular  mitose e meiose
Divisão celular mitose e meiose
César Milani
 
Divisão Celular- Mitose e Meiose ... Recapitulando
Divisão Celular- Mitose e Meiose ... RecapitulandoDivisão Celular- Mitose e Meiose ... Recapitulando
Divisão Celular- Mitose e Meiose ... Recapitulando
LizKazmirczakPereira
 
Biologia, núcleo e divisão celular.
Biologia, núcleo e divisão celular.Biologia, núcleo e divisão celular.
Biologia, núcleo e divisão celular.
Henrique Felipe Lima
 
Divisão celular
Divisão celularDivisão celular
Divisão celular
Alessandra Firmino
 
mitose e meiose
mitose e meiosemitose e meiose
mitose e meiose
Ana Paula
 
mitoseemeiose-1323181419-phpapp01.pptx
mitoseemeiose-1323181419-phpapp01.pptxmitoseemeiose-1323181419-phpapp01.pptx
mitoseemeiose-1323181419-phpapp01.pptx
ProfYasminBlanco
 
mitoseemeiose130523181419-phpapp01.pptx
mitoseemeiose130523181419-phpapp01.pptxmitoseemeiose130523181419-phpapp01.pptx
mitoseemeiose130523181419-phpapp01.pptx
ProfYasminBlanco
 

Semelhante a Núcleo e divisão celular (20)

2ª Aula Núcleo
2ª Aula Núcleo2ª Aula Núcleo
2ª Aula Núcleo
 
Divisão celular
Divisão celularDivisão celular
Divisão celular
 
Divisão celular - Mitose e Meiose
Divisão celular - Mitose e MeioseDivisão celular - Mitose e Meiose
Divisão celular - Mitose e Meiose
 
Núcleo FIJ
Núcleo FIJNúcleo FIJ
Núcleo FIJ
 
Núcleo e rep celular
Núcleo e rep celularNúcleo e rep celular
Núcleo e rep celular
 
Cmc expressão gênica
Cmc   expressão gênicaCmc   expressão gênica
Cmc expressão gênica
 
Aula 4 divisao celular pot
Aula 4 divisao celular   potAula 4 divisao celular   pot
Aula 4 divisao celular pot
 
Divisao celular
Divisao celular Divisao celular
Divisao celular
 
04 divisão celular mitose e meiose
04 divisão celular   mitose e meiose04 divisão celular   mitose e meiose
04 divisão celular mitose e meiose
 
Mitose e Meiose
Mitose e MeioseMitose e Meiose
Mitose e Meiose
 
mitoseemeios23181419-phpapp01.pdf
mitoseemeios23181419-phpapp01.pdfmitoseemeios23181419-phpapp01.pdf
mitoseemeios23181419-phpapp01.pdf
 
Divisão celular
Divisão celularDivisão celular
Divisão celular
 
Conceitos basicos de Genetica - aula 3a.ppt
Conceitos basicos de Genetica - aula 3a.pptConceitos basicos de Genetica - aula 3a.ppt
Conceitos basicos de Genetica - aula 3a.ppt
 
Divisão celular mitose e meiose
Divisão celular  mitose e meioseDivisão celular  mitose e meiose
Divisão celular mitose e meiose
 
Divisão Celular- Mitose e Meiose ... Recapitulando
Divisão Celular- Mitose e Meiose ... RecapitulandoDivisão Celular- Mitose e Meiose ... Recapitulando
Divisão Celular- Mitose e Meiose ... Recapitulando
 
Biologia, núcleo e divisão celular.
Biologia, núcleo e divisão celular.Biologia, núcleo e divisão celular.
Biologia, núcleo e divisão celular.
 
Divisão celular
Divisão celularDivisão celular
Divisão celular
 
mitose e meiose
mitose e meiosemitose e meiose
mitose e meiose
 
mitoseemeiose-1323181419-phpapp01.pptx
mitoseemeiose-1323181419-phpapp01.pptxmitoseemeiose-1323181419-phpapp01.pptx
mitoseemeiose-1323181419-phpapp01.pptx
 
mitoseemeiose130523181419-phpapp01.pptx
mitoseemeiose130523181419-phpapp01.pptxmitoseemeiose130523181419-phpapp01.pptx
mitoseemeiose130523181419-phpapp01.pptx
 

Último

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 

Último (20)

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 

Núcleo e divisão celular

  • 2. NÚCLEO  Presente nas células eucarióticas;  Forma e a quantidade: depende da célula em que se encontra;  Função: Regular as reações químicas dentro das células; Armazenar o material genético.
  • 3. COMPONENTES DO NÚCLEO Carioteca (envelope nuclear); Cromatina; Nucléolo; Nucleoplasma (cariolinfa)
  • 4. Envelope nuclearEnvelope nuclear • Delimita o espaço intra-extracelular; • Estrutura Complexa: 2 MP justapostas + Lâmina Nuclear + Poro CARIOTECACARIOTECA
  • 5. Do grego chromatoschromatos (cor), pois coram-se facilmente e se destacam das outras partes da célula;  Formado por um conjunto de filamentos (cromonemas); Divide-se de acordo com a intensidade do corante: • Heterocromatina => Coloração mais intensa (+ condensada) • Eucromatina => Coloração menos intensa (- condensada) CROMATINACROMATINA
  • 6. Massas densas e arredondadas presentes dentro do núcleo; • NÃO tem Membrana Plasmática; NUCLÉOLOS
  • 7. Cariolinfa • Solução aquosa que envolve a cromatina e os nucléolos; • Colóide formado por H20 + Íons, moléculas de ATP, nucleotídeos e enzimas; NUCLEOPLASMA
  • 8.
  • 10. Nos gametas (n) o número de cromossomos se reduz na metade.
  • 11. ARQUITETURA DO CROMOSSOMO As HISTONAS são proteínas que estabilizam o DNA e participam na regulação gêni ca por poderem ser acetila das e desacetiladas. NUCLEOSSOMO: Unidade estrutural que se repete ao longo do filamento cromossômico Nucleossomo
  • 12. ESTRUTURA DO CROMOSSOMOCROMÁTIDE é cada um dos dois filamentos de DNA formados pela duplicação de um cromossomo durante a fase S da divisão celular.
  • 13.  Metacêntrico: Apresenta um centrômero mais ou menos central e braços de comprimentos aproximadamente iguais.  Submetacêntrico: O centrômero é excêntrico e apresenta braços de comprimento nitidamente diferentes.  Acrocêntrico: Apresenta centrômero próximo a uma extremidade.Os cromossomos acrocêntricos humanos (13, 14, 15, 21, 22) têm pequenas massas de cromatina conhecidas como satélites fixadas aos seus braços curtos por pedículos estreitos ou constrições secundárias.  Telocêntrico: Apresenta o centrômero na extremidade, de modo que ocorre uma única cromátide. Não ocorre na espécie humana CROMOSSOMOS
  • 14. Cromossomos eucarióticos  GENOMA: conjunto de genes da espécie que pode ser encontrado no conjunto diploide. CROMOSSOMOS HOMÓLOGOS: têm mesma posição, mesmo tamanho e mesma sequência de genes do centrômero.  Autossomos são os tipos de cromossomos presentes igualmente em células de ambos os sexos.  Cromossomo sexuais são os que variam entre os sexos e diferenciam células masculinas e femininas.
  • 15. Cromossomos eucarióticos  Células diploides (2n): pares de cromossomos homólogos, temos o zigoto e as células somáticas.  Células haploides (n): apenas um representante de cada par (um lote cromossômico) Células HAPLÓIDES (N) Células DIPLÓIDES (2N)
  • 16. CITOGENÉTICA HUMANA Ramo da biologia que estuda os cromossomos humanos.
  • 17. CARIÓTIPO HUMANO Cariótipo conjunto de cromossomos de uma célula
  • 19. Em várias espécies, podem nascer indivíduos com alterações cromossômicas em relação ao cariótipo normal, que causam geralmente transtornos no funcionamento celular, levando a doenças graves ou mesmo à morte. Alterações estruturais  Deleção perda de um pedaço do cromossomo; Translocação troca de pedaços de cromossomos homólogos. Alterações numéricas erros no processo da divisão celular que afetam o número de cromossomos da célula ALTERAÇÕES CROMOSSÔMICAS
  • 21.
  • 22.
  • 23. CICLO CELULAR É o período que vai de surgimento de uma célula por divisão até a própria célula dividir-se em duas.
  • 24. Período que antecede uma divisão celular. Na interfase o núcleo das células apresenta: carioteca, nucleoplasma, nucléolo e cromatina, característicos. Ocorre intensa atividade celular e síntese de RNA. Ocorre a duplicação dos cromossomos, antes de iniciar a divisão. Apresenta três fases: G1 = precede a duplicação do DNA; Crescimento celular, transcrição e tradução S = ocorre a duplicação do DNA G2 = sucede a duplicação do DNA. As cromátides irmãs estão unidas pelo centrômero. - Crescimento celular, transcrição e tradução. - Duplicação dos centrossomos e dos centríolos INTERFASE
  • 25. Representação esquemática da relação entre DNA e cromossomos nas diversas fases do ciclo celular. Em G1 há apenas uma molécula de DNA; em S ocorre a duplicação do DNA; em G2, o cromossomo está constituído por duas cromátides-irmãs; as cromátides-irmãs se separam na mitose (M). Reinicia-se o ciclo. Fases do ciclo celular
  • 26.  Processo equacional de divisão celular; Compreende: • prófase • metáfase • anáfase • telófase CICLO CELULAR E MITOSE Ligado a crescimento e regeneração dos seres vivos nos seres pluricelulares  Nos vegetais, responsável pela produção de gametas. Na interfase, embora a célula não esteja em processo de divisão celular, ela se encontra em intensa atividade. Esse período é o que tem maior duração quando comparado à mitose propriamente dita.
  • 27. Tipo de divisão celular onde uma célula mãe origina duas células filhas idênticas à célula mãe Se divide em 4 fases: Prófase, Metáfase, Anáfase e Telófase. Mitose
  • 28. PRÓFASE É a fase mais longa da mitose • Os filamentos de cromatina começam a se condensar; • O nucléolo desaparece; • Cada par de centríolos se dirigem para um dos pólos da célula; • Formam-se as fibras do fuso mitótico; • A carioteca fragmenta-se; • Os cromossomos prendem- se às fibras do fuso. Mitose
  • 29. METÁFASE Os cromossomos atingem o grau máximo de condesação; Os cromossomos encontram-se alinhados em um mesmo plano, na região equatorial da célula, denominado placa metafásica ou equatorial; As cromátides irmãs ainda estão unidas pelo cêntromero.
  • 30. ANÁFASE •O centrômero de cada cromossomo duplicado divide-se longitudinalmente, separando as Cromátides-irmãs. •Passam a ser chamados cromossomos-irmãos e são puxados para os pólos opostos da célula, orientados pela fibra do fuso. •Quando os cromossomos- irmãos atingem os pólos das células, termina a anáfase. •Cada pólo recebe o mesmo material cromossômico, uma vez que cada cromossomo-filho possui a mesma informação genética.
  • 31. TELÓFASE: fase final da mitose Desaparecimento do fuso mitótico; Reorganização da membrana nuclear; Descondensação dos cromossomas; Reaparecimento dos nucléolos.
  • 32. Célula vegetal Citocinese centrífuga a divisão do citoplasma ocorre do centro para a periferia. Célula animal Citocinese centrífuga a divisão do citoplasma ocorre da periferia da célula para o centro. CITOCINESE
  • 33.  Processo reducional  Prófase I (fase geralmente mais longa da meiose) subdivide-se em: • leptóteno • zigóteno • paquíteno (crossing-over) • diplóteno (quiasmas) • diacinese  Nos animais, formam-se gametas; nos vegetais, esporos. Meiose
  • 34.  PRÓFASE I Estágios: leptóteno, zigóteno, paquíteno, diplóteno e diacinese. • Leptóteno: Os cromossomos condensam-se e tornam-se visíveis. • Zigóteno:Ocorre a sinapse (pareamento dos • cromossomos homólogos). • Paquíteno: Ocorre o crossing-over – troca de segmentos homólogos entre cromátides homólogas (não-irmãs) de um par de cromossomos homólogos. MEIOSE I
  • 35.  Crossing-over Tétrada cromatídica (um par de cromossomas homólogos) formada durante a Profase I Forma-se um quiasma entre os cromátides adjacentes dos cromossomas homólogos. Ocorre quebra e troca de segmentos entre os cromátides. PRÓFASE I
  • 36.  Diplóteno: melhor visualização dos quiasmas ( pontos de contato entre as cromátides)  Diacinese: terminalização dos quiasmas (os quiasmas deslizam para as extremidades dos cromossomos). Desaparecimento do nucléolo e desintegração da carioteca. PRÓFASE I Final da Prófase I
  • 37. Tétrada cromatídica PRÓFASE I  Diplóteno: melhor visualização dos quiasmas ( pontos de contato entre as cromátides);  Diacinese: terminalização dos quiasmas (os quiasmas deslizam para as extremidades dos cromossomos). Desaparecimento do nucléolo e desintegração da carioteca.
  • 38. Os cromossomos já bastante condensados (com grau máximo de condensação) se posicionam na zona equatorial da célula Há formação da placa metafásica dupla. METÁFASE I
  • 39. Separação dos cromossomos homólogos e migração dos cromossomos para os pólos da célula. Não ocorre a divisão dos centrômeros. ANÁFASE I
  • 40. Reaparecimento da carioteca e do nucléolo Descondensação dos cromossomos Ocorre a citocinese TELÓFASE I
  • 41. MEIOSE II PRÓFASE II - Desaparecimento da carioteca e do nucléolo; - Inicia a condensação dos cromossomos Duplicação e migração dos centríolos
  • 42. METÁFASE II Os cromossomos se posicionam na zona central (equatorial) da célula; Há formação da placa metafásica simples Meiose II
  • 43. ANÁFASE II Ocorre a divisão dos centrômeros com separação das cromátides irmãs. Migração dos cromossomos irmãos para os pólos da célula. Meiose II
  • 44. TELÓFASE II  Reaparecimento da carioteca e do nucléolo  Descondensação cromossômica Após ou ao mesmo tempo que a telófase ocorre a CITOCINESE (divisão do citoplasma).  Formação de quatro células haplóides e geneticamen te diferentes Meiose II
  • 45. Ao final da meiose I temos duas células diplóides MEIOSE I
  • 46. Ao final da meiose II temos 4 células haplóides MEIOSE II
  • 47. Não disjunção cromossômica na meiose  É a separação incorreta dos cromossomos. Quando ocorre na: • meiose I, todos os gametas ficam anormais. • meiose II, só metade dos gametas fica comprometida.  Esses gametas anormais podem participar da fecundação, originando: • síndrome de Down (trissomia do cromossomo 21); • síndrome de Turner (perda de um cromossomo sexual – X0); • síndrome de Klinefelter (ganho de um cromossomo sexual – XXY).
  • 48.  Assexuada: não envolve mistura de material genético. Ex.: divisão binária (bipartição ou cissiparidade), brotamento, estaquia.  Sexuada: envolve a mistura de material genético, com fusão de gametas. Gera variabilidade genética. • Autofecundação: gametas provenientes de um mesmo indivíduo. • Fecundação cruzada: gametas produzidos por organismos diferentes.  Partenogênese: o óvulo, sem fecundação, origina um novo indivíduo. Para muitos é uma forma assexuada de reprodução. Ocorre, por exemplo, em plantas, peixes, insetos e répteis. Tipos de reprodução
  • 49. Bibliografia • Amabis, José Mariano & Martho, Gilberto Rodrigues. Biologia Vol. 1. Biologia das Células, 3ª Ed. – São Paulo : Moderna, 2010. • Biologia : ensino médio, 1º ano/ Organizadores Fernando Santiago dos Santos, João Batista Vicentin Aguilar, Maria Martha Argel de Oliveira. – 1. Ed. – São Paulo : Edições SM, 2010. – (Coleção ser protagonista) • Silva Junior, Cézar da. Biologia 1 : as características da vida : Biologia celular, vírus : entre moléculas e células : a origem da vida : histologia animal / César da Silva Júnior, Sezar Sasson, Nelson Caldini Júnior. – 10. Ed. – São Paulo : Saraiva, 2010. • Projetos. Disponível em: http://projetosii.blogspot.com.br / 2014_01_01_archive.html Acesso em: 12 de mar. 2014.