SlideShare uma empresa Scribd logo
Professor Marcos Suendel
                 Química
                  1° Ano
Os    materiais encontrados na
 natureza são, em geral, misturas de
 várias substâncias. Mesmo em
 laboratório, quando         tentamos
 preparar uma só substância,
 acabamos, normalmente, chegando a
 uma mistura de substâncias.
Torna-se   então um        desafio, nos
 laboratórios e indústrias químicas,
 separar os componentes das misturas
 até que cada substância pura fique
 totalmente isolada das demais.
Essa         separação         chama-se
 desdobramento ou fracionamento da
 mistura. É interessante lembrar que, no
 cotidiano, são usados vários métodos de
 separação de misturas:
ÁGUA
DESDOBRAMENTO




ÁGUA + SAL

                  SAL
FORMAS DE SEPARAR
PRINCIPAIS FORMA DE SEPARAÇÃO UTILIZADA NO
   DIA-A-DIA, LABORATÓRIOS E INDÚSTRIAS.
   FILTRAÇÃO




Filtração é um processo mecânico que serve
para desdobrar misturas heterogêneas de um
sólido disperso em um líquido ou em um gás.
 Há   casos em que a filtração é muito
 democrata. Para apresá-la, usa-se a
 filtração a “vácuo” ou, melhor dizendo, a
 filtração à pressão reduzida:
Filtro - prensas
 Decantação:   é o processo usado para
 separar misturas heterogêneas formadas
 por um sólido e um líquido ou por
 líquidos imiscíveis (não se misturam).
A água que fica tempo a
Depois de algum na parte
A água é aspirada por um
superior desce para
areia Água com areia. outro
       fica concentrada no
sifão.
recipiente. A areia fica.
fundo do recipiente.



        Sedimentação




                 Sifonação
DESAFIO   A
          R
          E
          I
          A
CENTRIFUGAÇÃO
CENTRIFUGAÇÃO
  DO SANGUE
 Em certas indústrias químicas, existem
 “Câmaras de Poeira”; em um circuito em
 ziguezague, as partículas sólidas perdem
 velocidade e se depositam.
CÂMARA DE POEIRA


                           GÁS + POEIRA




GÁS LIMPO
Funis de separação
(Ou de decantação,
ou de bromo) para
separar líquidos
incessíveis de
densidades diferentes,
após a separação
espontânea, abre-se a
torneira e ecoa-se
apenas o líquidos mais
denso.
A  destilação é o modo de separação
baseado no fenômeno de equilíbrio
líquido-vapor de misturas. Em termos
práticos, quando temos duas ou mais
substâncias formando uma mistura
líquida, a destilação pode ser um método
para separá-las. Basta apenas que tenham
volatilidades razoavelmente diferentes
entre si.
A   cristalização fracionada é um processo
  de separação de misturas, onde as
  substâncias da mistura são sólidos.
 Dissolvendo todos os componentes da
  mistura em líquido que logo em seguida
  sofre evaporação, ele provoca a
  cristalização        das       substâncias
  separadamente.
 Este processo é utilizado nas salinas, por
  exemplo, para obtenção de sais da água
  do mar, onde a água evapora e os
  diferentes tipos de sais cristalizam-se
  separadamente.
 Quando se quer obter substâncias muito
  puras utiliza-se este método também.
Experiência:
Coloque o maximo de sal que você
consegue em um pouco de água no pires e
espere um ou dois dias.
APRENDENDO SOBRE O
LABORATÓRIO DE QUÍMICA


            BICO DE BUNSEN.
 Bico   de Bunsen é um dispositivo
 amplamente usado em laboratórios
 científicos para aquecer substâncias. É
 utilizado na esterilização de pequenos
 objetos, para aquecer produtos químicos,
 polir a fogo vidros quebrados e para
 muitas outras finalidades. Basicamente,
 um bico de Bunsen é um queimador de
 gás de pequeno porte.

 Robert   Wilhelm Bunsen.
APRENDENDO SOBRE O
LABORATÓRIO DE QUÍMICA


            TUBO DE ENSAIO
APRENDENDO SOBRE O
LABORATÓRIO DE QUÍMICA




 ERLENMEYER
O balão de Erlenmeyer é um frasco de
vidro ou plástico que leva o nome do
químico alemão, Emil Erlenmeyer. Sua
utilização é vasta, podendo ser usado
para misturas e soluções, mas a sua
utilização mais comum é para a titulação,
processo que determina a quantidade de
uma determinada substância em uma
solução.
APRENDENDO SOBRE O
   LABORATÓRIO DE QUÍMICA




BALÃO DE FUNDO   BALÃO DE FUNDO
   REDONDO           CHATO
APRENDENDO SOBRE O
   LABORATÓRIO DE QUÍMICA




PROVETA OU CILINDRO
    GRADUADO
APRENDENDO SOBRE O
   LABORATÓRIO DE QUÍMICA




1 PIPETA GRADUADA
2 PIPETA VOLUMÉTRICA
A SEGURANÇA NOS LABORATÓRIOS
         DE QUÍMICA




 CORROSIVO       TÓXICO
A SEGURANÇA NOS LABORATÓRIOS
         DE QUÍMICA




 ALTAMENTE      MATERIAL
INFLAMÁVEL     RADIOATIVO
Conhecer as saídas de emergência.
 Saber utilizar extintores de incêndio e
 primeiros-socorros.
  Usar material de proteção, tais como
 óculos, bata (de manga comprida e até ao
 joelhos), luvas e máscara.
 Efetuar o trabalho na posição vertical e
 no caso de cabelos compridos atá-los ou
 usar touca.
 Nunca    fumar, comer ou beber em
  laboratório.
 Rotular com sua informação todos os
  frascos com substâncias.
 Conhecer as propriedades físicas e
  químicas das substâncias.
 Não deixar o material desarrumado nem
  os frascos com substâncias abertos.
 Nunca deixar substâncias inflamáveis
  perto de uma chama.
   Não aquecer um recipiente fechado.
 Não cheirar, tocar nem provar uma
 substância.
Capitulo 02   processo de separação de misturas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Leis newton
Leis newtonLeis newton
Leis newton
Adrianne Mendonça
 
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.comSeparação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
Karoline dos Santos Tarnowski
 
Estruturas das plantas
Estruturas das plantasEstruturas das plantas
Estruturas das plantas
Grazi Grazi
 
Aula lançameto vertical e queda livre
Aula lançameto vertical e queda livreAula lançameto vertical e queda livre
Aula lançameto vertical e queda livre
Sergio Luis
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
I.2 O sistema solar
I.2 O sistema solarI.2 O sistema solar
I.2 O sistema solar
Rebeca Vale
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
matheusrl98
 
Reprodução desenvolvimento direto e indireto
Reprodução desenvolvimento direto e indiretoReprodução desenvolvimento direto e indireto
Reprodução desenvolvimento direto e indireto
David_Costa_30
 
aula 4 CELULA 6 ANO.pptx
aula 4 CELULA 6 ANO.pptxaula 4 CELULA 6 ANO.pptx
aula 4 CELULA 6 ANO.pptx
GabrielGomes556466
 
9 ano leis de newton
9 ano leis de newton9 ano leis de newton
9 ano leis de newton
crisbassanimedeiros
 
Movimento Retilineo Uniforme
Movimento Retilineo UniformeMovimento Retilineo Uniforme
Movimento Retilineo Uniforme
Cristiane Tavolaro
 
Terra Lua Sol
Terra   Lua  SolTerra   Lua  Sol
Terra Lua Sol
João França
 
1. dispersões
1. dispersões1. dispersões
1. dispersões
stair735alcino
 
Plano básico de disciplina (Biologia Evolutiva).
Plano básico de disciplina (Biologia Evolutiva).Plano básico de disciplina (Biologia Evolutiva).
Plano básico de disciplina (Biologia Evolutiva).
Thiago Ávila Medeiros
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
samuelr81
 
Leis De Newton
Leis De NewtonLeis De Newton
Leis De Newton
Miky Mine
 
Estados físicos da matéria
Estados físicos da matériaEstados físicos da matéria
Estados físicos da matéria
Isadora Girio
 
3.1 dinâmica forças peso,normal, tração, elástica e atrito
3.1 dinâmica forças peso,normal, tração, elástica e atrito3.1 dinâmica forças peso,normal, tração, elástica e atrito
3.1 dinâmica forças peso,normal, tração, elástica e atrito
WALTER ALENCAR DE SOUSA
 
9 ano propriedades da matéria
9 ano propriedades da matéria9 ano propriedades da matéria
9 ano propriedades da matéria
crisbassanimedeiros
 
Movimento - Física
Movimento - FísicaMovimento - Física

Mais procurados (20)

Leis newton
Leis newtonLeis newton
Leis newton
 
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.comSeparação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
 
Estruturas das plantas
Estruturas das plantasEstruturas das plantas
Estruturas das plantas
 
Aula lançameto vertical e queda livre
Aula lançameto vertical e queda livreAula lançameto vertical e queda livre
Aula lançameto vertical e queda livre
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
 
I.2 O sistema solar
I.2 O sistema solarI.2 O sistema solar
I.2 O sistema solar
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
Reprodução desenvolvimento direto e indireto
Reprodução desenvolvimento direto e indiretoReprodução desenvolvimento direto e indireto
Reprodução desenvolvimento direto e indireto
 
aula 4 CELULA 6 ANO.pptx
aula 4 CELULA 6 ANO.pptxaula 4 CELULA 6 ANO.pptx
aula 4 CELULA 6 ANO.pptx
 
9 ano leis de newton
9 ano leis de newton9 ano leis de newton
9 ano leis de newton
 
Movimento Retilineo Uniforme
Movimento Retilineo UniformeMovimento Retilineo Uniforme
Movimento Retilineo Uniforme
 
Terra Lua Sol
Terra   Lua  SolTerra   Lua  Sol
Terra Lua Sol
 
1. dispersões
1. dispersões1. dispersões
1. dispersões
 
Plano básico de disciplina (Biologia Evolutiva).
Plano básico de disciplina (Biologia Evolutiva).Plano básico de disciplina (Biologia Evolutiva).
Plano básico de disciplina (Biologia Evolutiva).
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
Leis De Newton
Leis De NewtonLeis De Newton
Leis De Newton
 
Estados físicos da matéria
Estados físicos da matériaEstados físicos da matéria
Estados físicos da matéria
 
3.1 dinâmica forças peso,normal, tração, elástica e atrito
3.1 dinâmica forças peso,normal, tração, elástica e atrito3.1 dinâmica forças peso,normal, tração, elástica e atrito
3.1 dinâmica forças peso,normal, tração, elástica e atrito
 
9 ano propriedades da matéria
9 ano propriedades da matéria9 ano propriedades da matéria
9 ano propriedades da matéria
 
Movimento - Física
Movimento - FísicaMovimento - Física
Movimento - Física
 

Destaque

Traalho de quimica
Traalho de quimicaTraalho de quimica
Traalho de quimica
EEB Francisco Mazzola
 
Métodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturasMétodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturas
acessoriaem21ma
 
Processo de separação de misturas.
Processo de separação de misturas.Processo de separação de misturas.
Processo de separação de misturas.
Polo UAB de Alagoinhas
 
Separacao de misturas
Separacao de misturasSeparacao de misturas
Separacao de misturas
Hugo Dias
 
Processos de separação misturas (1) quimica gabi
Processos de separação misturas (1) quimica gabiProcessos de separação misturas (1) quimica gabi
Processos de separação misturas (1) quimica gabi
prenoiteaprovado
 
8a SéRie SeparaçãO De Misturas
8a SéRie   SeparaçãO De Misturas8a SéRie   SeparaçãO De Misturas
8a SéRie SeparaçãO De Misturas
SESI 422 - Americana
 
Química trabalho sobre separação de misturas
Química  trabalho sobre separação de misturasQuímica  trabalho sobre separação de misturas
Química trabalho sobre separação de misturas
ytamara_g22
 
Processos de separação de misturas
Processos de separação de misturasProcessos de separação de misturas
Processos de separação de misturas
Rafael Vieira de Araújo
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
Bio Sem Limites
 
Processo de Separação de Misturas
Processo de Separação de MisturasProcesso de Separação de Misturas
Processo de Separação de Misturas
Marcia Regina
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
Cláudio Santos
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
charleslucas
 
Aula biomedicina unip 1 semestre
Aula biomedicina unip 1 semestreAula biomedicina unip 1 semestre
Aula biomedicina unip 1 semestre
Simone Belorte de Andrade
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
EEB Francisco Mazzola
 
Trabalho - Apresentações
Trabalho -   ApresentaçõesTrabalho -   Apresentações
Trabalho - Apresentações
EEB Francisco Mazzola
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
Isadora Girio
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
paolazeroum
 
Filtracao - 1a Serie 1 - eq 1
Filtracao - 1a Serie 1 - eq 1Filtracao - 1a Serie 1 - eq 1
Filtracao - 1a Serie 1 - eq 1
EEB Francisco Mazzola
 
Aula misturas
Aula misturasAula misturas
Aula misturas
Adrianne Mendonça
 
Profº Rodrigo | Aulas 08, 09 e 10 separação de misturas - 1º ano
Profº Rodrigo | Aulas 08, 09 e 10   separação de misturas - 1º anoProfº Rodrigo | Aulas 08, 09 e 10   separação de misturas - 1º ano
Profº Rodrigo | Aulas 08, 09 e 10 separação de misturas - 1º ano
Alpha Colégio e Vestibulares
 

Destaque (20)

Traalho de quimica
Traalho de quimicaTraalho de quimica
Traalho de quimica
 
Métodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturasMétodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturas
 
Processo de separação de misturas.
Processo de separação de misturas.Processo de separação de misturas.
Processo de separação de misturas.
 
Separacao de misturas
Separacao de misturasSeparacao de misturas
Separacao de misturas
 
Processos de separação misturas (1) quimica gabi
Processos de separação misturas (1) quimica gabiProcessos de separação misturas (1) quimica gabi
Processos de separação misturas (1) quimica gabi
 
8a SéRie SeparaçãO De Misturas
8a SéRie   SeparaçãO De Misturas8a SéRie   SeparaçãO De Misturas
8a SéRie SeparaçãO De Misturas
 
Química trabalho sobre separação de misturas
Química  trabalho sobre separação de misturasQuímica  trabalho sobre separação de misturas
Química trabalho sobre separação de misturas
 
Processos de separação de misturas
Processos de separação de misturasProcessos de separação de misturas
Processos de separação de misturas
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
Processo de Separação de Misturas
Processo de Separação de MisturasProcesso de Separação de Misturas
Processo de Separação de Misturas
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
Aula biomedicina unip 1 semestre
Aula biomedicina unip 1 semestreAula biomedicina unip 1 semestre
Aula biomedicina unip 1 semestre
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Trabalho - Apresentações
Trabalho -   ApresentaçõesTrabalho -   Apresentações
Trabalho - Apresentações
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
Filtracao - 1a Serie 1 - eq 1
Filtracao - 1a Serie 1 - eq 1Filtracao - 1a Serie 1 - eq 1
Filtracao - 1a Serie 1 - eq 1
 
Aula misturas
Aula misturasAula misturas
Aula misturas
 
Profº Rodrigo | Aulas 08, 09 e 10 separação de misturas - 1º ano
Profº Rodrigo | Aulas 08, 09 e 10   separação de misturas - 1º anoProfº Rodrigo | Aulas 08, 09 e 10   separação de misturas - 1º ano
Profº Rodrigo | Aulas 08, 09 e 10 separação de misturas - 1º ano
 

Semelhante a Capitulo 02 processo de separação de misturas

Métodos de separação fab
Métodos de separação fabMétodos de separação fab
Métodos de separação fab
EEB Francisco Mazzola
 
Relatorio
RelatorioRelatorio
Relatorio
Mariana Quintas
 
Guia de aulas
Guia de aulasGuia de aulas
Guia de aulas
Rogério Zampieri
 
Guia de aulas
Guia de aulasGuia de aulas
Apostila de análise orgânica e análise qualitativa
Apostila de análise orgânica e análise qualitativaApostila de análise orgânica e análise qualitativa
Apostila de análise orgânica e análise qualitativa
♥Mischelle Santos
 
Manual de utilizador
Manual de utilizadorManual de utilizador
Manual de utilizador
andrepaiva7a
 
Materiais de laboratório.ppt
Materiais de laboratório.pptMateriais de laboratório.ppt
Materiais de laboratório.ppt
AuriciaFariasBezerra1
 
Método de separação de misturas
Método de separação de misturasMétodo de separação de misturas
Método de separação de misturas
V
 
Ft métodos de separação
Ft   métodos de separaçãoFt   métodos de separação
Ft métodos de separação
ct-esma
 
Relatório de Química Processo de Separação das Misturas 001
Relatório de Química Processo de Separação das Misturas 001Relatório de Química Processo de Separação das Misturas 001
Relatório de Química Processo de Separação das Misturas 001
Đean Moore
 
SCIENCE LAB - SEGURANÇA E MATERIAIS PARA LABORATÓRIO.pptx
SCIENCE LAB - SEGURANÇA E MATERIAIS PARA LABORATÓRIO.pptxSCIENCE LAB - SEGURANÇA E MATERIAIS PARA LABORATÓRIO.pptx
SCIENCE LAB - SEGURANÇA E MATERIAIS PARA LABORATÓRIO.pptx
EstefniaMirelly
 
MISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS
MISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS
MISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS
alessandraoliveira324
 
Vidrarias de laboratório
Vidrarias de laboratórioVidrarias de laboratório
Vidrarias de laboratório
evelizebarbosa
 
Extracao por solventes equipe 4
Extracao por solventes   equipe 4Extracao por solventes   equipe 4
Extracao por solventes equipe 4
EEB Francisco Mazzola
 
Substâncias e Suas Transformações.ppt
Substâncias e Suas Transformações.pptSubstâncias e Suas Transformações.ppt
Substâncias e Suas Transformações.ppt
Claysson Xavier
 
Aula 4 processos de separação de misturas, eta e petróleo
Aula 4   processos de separação de misturas, eta e petróleoAula 4   processos de separação de misturas, eta e petróleo
Aula 4 processos de separação de misturas, eta e petróleo
profNICODEMOS
 
Vidraria.
Vidraria.Vidraria.
Vidraria.
heitormonteiro
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
Perin98
 
Apostila experimentos
Apostila experimentosApostila experimentos
Apostila experimentos
Fabinho Silva
 
O laboratorio de_microbiologia
O laboratorio de_microbiologiaO laboratorio de_microbiologia
O laboratorio de_microbiologia
Erikamakely
 

Semelhante a Capitulo 02 processo de separação de misturas (20)

Métodos de separação fab
Métodos de separação fabMétodos de separação fab
Métodos de separação fab
 
Relatorio
RelatorioRelatorio
Relatorio
 
Guia de aulas
Guia de aulasGuia de aulas
Guia de aulas
 
Guia de aulas
Guia de aulasGuia de aulas
Guia de aulas
 
Apostila de análise orgânica e análise qualitativa
Apostila de análise orgânica e análise qualitativaApostila de análise orgânica e análise qualitativa
Apostila de análise orgânica e análise qualitativa
 
Manual de utilizador
Manual de utilizadorManual de utilizador
Manual de utilizador
 
Materiais de laboratório.ppt
Materiais de laboratório.pptMateriais de laboratório.ppt
Materiais de laboratório.ppt
 
Método de separação de misturas
Método de separação de misturasMétodo de separação de misturas
Método de separação de misturas
 
Ft métodos de separação
Ft   métodos de separaçãoFt   métodos de separação
Ft métodos de separação
 
Relatório de Química Processo de Separação das Misturas 001
Relatório de Química Processo de Separação das Misturas 001Relatório de Química Processo de Separação das Misturas 001
Relatório de Química Processo de Separação das Misturas 001
 
SCIENCE LAB - SEGURANÇA E MATERIAIS PARA LABORATÓRIO.pptx
SCIENCE LAB - SEGURANÇA E MATERIAIS PARA LABORATÓRIO.pptxSCIENCE LAB - SEGURANÇA E MATERIAIS PARA LABORATÓRIO.pptx
SCIENCE LAB - SEGURANÇA E MATERIAIS PARA LABORATÓRIO.pptx
 
MISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS
MISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS
MISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS
 
Vidrarias de laboratório
Vidrarias de laboratórioVidrarias de laboratório
Vidrarias de laboratório
 
Extracao por solventes equipe 4
Extracao por solventes   equipe 4Extracao por solventes   equipe 4
Extracao por solventes equipe 4
 
Substâncias e Suas Transformações.ppt
Substâncias e Suas Transformações.pptSubstâncias e Suas Transformações.ppt
Substâncias e Suas Transformações.ppt
 
Aula 4 processos de separação de misturas, eta e petróleo
Aula 4   processos de separação de misturas, eta e petróleoAula 4   processos de separação de misturas, eta e petróleo
Aula 4 processos de separação de misturas, eta e petróleo
 
Vidraria.
Vidraria.Vidraria.
Vidraria.
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
 
Apostila experimentos
Apostila experimentosApostila experimentos
Apostila experimentos
 
O laboratorio de_microbiologia
O laboratorio de_microbiologiaO laboratorio de_microbiologia
O laboratorio de_microbiologia
 

Capitulo 02 processo de separação de misturas

  • 1. Professor Marcos Suendel Química 1° Ano
  • 2. Os materiais encontrados na natureza são, em geral, misturas de várias substâncias. Mesmo em laboratório, quando tentamos preparar uma só substância, acabamos, normalmente, chegando a uma mistura de substâncias.
  • 3. Torna-se então um desafio, nos laboratórios e indústrias químicas, separar os componentes das misturas até que cada substância pura fique totalmente isolada das demais. Essa separação chama-se desdobramento ou fracionamento da mistura. É interessante lembrar que, no cotidiano, são usados vários métodos de separação de misturas:
  • 6. PRINCIPAIS FORMA DE SEPARAÇÃO UTILIZADA NO DIA-A-DIA, LABORATÓRIOS E INDÚSTRIAS. FILTRAÇÃO Filtração é um processo mecânico que serve para desdobrar misturas heterogêneas de um sólido disperso em um líquido ou em um gás.
  • 7.
  • 8.  Há casos em que a filtração é muito democrata. Para apresá-la, usa-se a filtração a “vácuo” ou, melhor dizendo, a filtração à pressão reduzida:
  • 10.  Decantação: é o processo usado para separar misturas heterogêneas formadas por um sólido e um líquido ou por líquidos imiscíveis (não se misturam).
  • 11. A água que fica tempo a Depois de algum na parte A água é aspirada por um superior desce para areia Água com areia. outro fica concentrada no sifão. recipiente. A areia fica. fundo do recipiente. Sedimentação Sifonação
  • 12. DESAFIO A R E I A
  • 15.  Em certas indústrias químicas, existem “Câmaras de Poeira”; em um circuito em ziguezague, as partículas sólidas perdem velocidade e se depositam.
  • 16. CÂMARA DE POEIRA GÁS + POEIRA GÁS LIMPO
  • 17. Funis de separação (Ou de decantação, ou de bromo) para separar líquidos incessíveis de densidades diferentes, após a separação espontânea, abre-se a torneira e ecoa-se apenas o líquidos mais denso.
  • 18. A destilação é o modo de separação baseado no fenômeno de equilíbrio líquido-vapor de misturas. Em termos práticos, quando temos duas ou mais substâncias formando uma mistura líquida, a destilação pode ser um método para separá-las. Basta apenas que tenham volatilidades razoavelmente diferentes entre si.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23. A cristalização fracionada é um processo de separação de misturas, onde as substâncias da mistura são sólidos.  Dissolvendo todos os componentes da mistura em líquido que logo em seguida sofre evaporação, ele provoca a cristalização das substâncias separadamente.
  • 24.  Este processo é utilizado nas salinas, por exemplo, para obtenção de sais da água do mar, onde a água evapora e os diferentes tipos de sais cristalizam-se separadamente.  Quando se quer obter substâncias muito puras utiliza-se este método também.
  • 25. Experiência: Coloque o maximo de sal que você consegue em um pouco de água no pires e espere um ou dois dias.
  • 26. APRENDENDO SOBRE O LABORATÓRIO DE QUÍMICA BICO DE BUNSEN.
  • 27.  Bico de Bunsen é um dispositivo amplamente usado em laboratórios científicos para aquecer substâncias. É utilizado na esterilização de pequenos objetos, para aquecer produtos químicos, polir a fogo vidros quebrados e para muitas outras finalidades. Basicamente, um bico de Bunsen é um queimador de gás de pequeno porte.  Robert Wilhelm Bunsen.
  • 28. APRENDENDO SOBRE O LABORATÓRIO DE QUÍMICA TUBO DE ENSAIO
  • 29. APRENDENDO SOBRE O LABORATÓRIO DE QUÍMICA ERLENMEYER
  • 30. O balão de Erlenmeyer é um frasco de vidro ou plástico que leva o nome do químico alemão, Emil Erlenmeyer. Sua utilização é vasta, podendo ser usado para misturas e soluções, mas a sua utilização mais comum é para a titulação, processo que determina a quantidade de uma determinada substância em uma solução.
  • 31. APRENDENDO SOBRE O LABORATÓRIO DE QUÍMICA BALÃO DE FUNDO BALÃO DE FUNDO REDONDO CHATO
  • 32. APRENDENDO SOBRE O LABORATÓRIO DE QUÍMICA PROVETA OU CILINDRO GRADUADO
  • 33. APRENDENDO SOBRE O LABORATÓRIO DE QUÍMICA 1 PIPETA GRADUADA 2 PIPETA VOLUMÉTRICA
  • 34. A SEGURANÇA NOS LABORATÓRIOS DE QUÍMICA CORROSIVO TÓXICO
  • 35. A SEGURANÇA NOS LABORATÓRIOS DE QUÍMICA ALTAMENTE MATERIAL INFLAMÁVEL RADIOATIVO
  • 36. Conhecer as saídas de emergência.  Saber utilizar extintores de incêndio e primeiros-socorros.  Usar material de proteção, tais como óculos, bata (de manga comprida e até ao joelhos), luvas e máscara.  Efetuar o trabalho na posição vertical e no caso de cabelos compridos atá-los ou usar touca.
  • 37.  Nunca fumar, comer ou beber em laboratório.  Rotular com sua informação todos os frascos com substâncias.  Conhecer as propriedades físicas e químicas das substâncias.  Não deixar o material desarrumado nem os frascos com substâncias abertos.  Nunca deixar substâncias inflamáveis perto de uma chama.
  • 38. Não aquecer um recipiente fechado.  Não cheirar, tocar nem provar uma substância.