SlideShare uma empresa Scribd logo
Transporte nas Plantas 
-Vasos Condutores- 
Fisiologia das Plantas 
Biologia 12º Classe
Transporte numa Planta Vascular 
 Seiva bruta 
o constituída por água (99,5%) e sais 
minerais (0,5%); 
o ligeiramente ácida (pH 5,4-6,5); 
o circula da raiz para os órgãos 
aéreos da planta, através do 
xilema. 
 Seiva elaborada 
o constituída por água (80%) e 
compostos orgânicos (20%); 
o ligeiramente alcalina (pH 7,5-8,5); 
o circula das folhas para os outros 
órgãos da planta, através do 
floema. 
Transporte de seiva bruta e de seiva elaborada 
Fonte: Manual “Biologia 10º ano”, Areal Editores
Localização dos tecidos condutores 
na raiz, caule e folha 
Folha: 
• Epiderme superior e inferior; 
• Feixes condutores duplos e 
colaterais. 
Caule: 
• Tecidos de suporte sobretudo 
na periferia; 
• Feixes condutores duplos e 
colaterais. 
Raiz: 
• Tecidos de suporte sobretudo 
no cilindro central; 
• Feixes condutores simples e 
alternos. 
http://www.chaosscience.org.uk/node/178 (adaptado)
Xilema, lenho ou tecido traqueano 
Imagem do xilema da folha de uma planta, obtida em microscopia 
electrónica. Deposição de lenhina a castanho escuro. 
Fonte: http://fineartamerica.com/featured/xylem-plant-cells-sem-dr-david-furness-keele-university.html
Constituição do Xilema 
 Elementos de vaso (células mortas) 
 Traqueídos ou tracóides (células 
mortas) 
 Fibras lenhosas (células mortas) 
 Parênquima lenhoso (células vivas) 
Xilema 
Fonte: http://wikiciencias.casadasciencias.org 
Xilema 
Fonte: http://terragiratg.blogspot.pt
Xilema 
Fonte: http://terragiratg.blogspot.pt 
Xilema 
Fonte: http://wikiciencias.casadasciencias.org 
Constituição do Xilema
Constituição do Xilema 
• Traqueídos 
Células longas e de extremidades afiladas, que 
contactam entre si, formando tubos que permitem a 
passagem de água e de sais minerais. 
Traqueídos do xilema 
Fonte: http://www.gettyimages.pt/
Constituição do Xilema 
• Elementos de vasos 
Células vasculares com um diâmetro superior ao dos 
traqueídos. Resultam de células mortas, que 
perderam as paredes celulares transversais e cujas 
paredes laterais apresentam espessamento de 
lenhina (substância que confere rigidez). 
Elementos de vasos do xilema 
http://www.gettyimages.pt/
Constituição do Xilema 
• Parênquima lenhoso 
Tecido formado por células vivas, pouco diferenciadas, que 
desempenha importantes actividades metabólicas, tais como 
fotossíntese, armazenamento ou secreção de substâncias. As 
células deste parênquima são as únicas células vivas do xilema 
e desempenham essencialmente funções de reserva. 
Parênquima lenhoso (a verde) do xilema 
Fonte: http://cronodon.com/BioTech/Plant_Bodies_Wood.html
Constituição do Xilema 
• Fibras lenhosas 
Constituídas por células mortas cujas paredes são 
espessas devido à deposição de lenhina, com 
funções de suporte. 
Fibras lenhosas do xilema 
http://www.biologia.edu.ar/botanica/tema15/15-3xilema1.htm (adaptado)
O transporte no xilema é facilitado: 
 pela ausência de conteúdo celular, o que não cria 
resistência ao fluxo. 
 pela presença de células dispostas topo a topo sem 
septos transversais formando longos tubos; 
 por paredes espessadas com lenhina que impedem o 
seu colapso, assim como a presença de fibras que 
dão resistência aos vasos e permitem suportar a 
pressão; 
 pelo seu diâmetro reduzido, o facilita a adesão entre 
as moléculas de água e as dos vasos.
Floema ou líber 
Imagem do floema, obtida em microscopia electrónica. 
Fonte: http://biology-igcse.weebly.com/functions-of-xylem-and-phloem.html
Constituição do Floema 
 Células dos tubos crivosos (células 
vivas) 
 Células de companhia (células 
vivas) 
 Fibras liberinas (células mortas) 
 Parênquima liberino (células vivas) 
Floema 
http://www.colegiovascodagama.pt/ciencias3c/ 
decimo/unidade201.html (adaptado)
Constituição do Floema 
o Células dos tubos crivosos 
Células muito especializadas, ligadas entre si pelos topos e cujas 
paredes de contacto possuem orifícios, que se assemelham a um 
crivo. São células vivas, embora tenham perdido a maior parte dos 
organitos. 
o Células de companhia 
Situam-se junto das células dos tubos crivosos, com as quais 
mantêm numerosas ligações citoplasmáticas, ajudando-as no seu 
funcionamento. São células vivas, possuindo núcleo e restantes 
organitos.
Constituição do Floema 
Célula do tubo crivoso e célula de companhia, do floema 
Fonte: http://www.colegiovascodagama.pt/ciencias3c/decimo/unidade201.html
Constituição do Floema 
o Fibras liberinas 
Desempenham funções de suporte. 
o Parênquima liberino 
Formado por células vivas, pouco 
diferenciadas, com função de 
reserva. 
Fibras liberinas e parênquima liberino do floema 
http://pixgood.com/phloem-tissue-diagram. 
html(adaptado)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Transporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas pptTransporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas ppt
margaridabt
 
Transporte Nas Plantas
Transporte Nas PlantasTransporte Nas Plantas
Transporte Nas Plantas
Tânia Reis
 
Transporte no xilema
Transporte no xilemaTransporte no xilema
Transporte no xilema
Rita Pereira
 
Aula citologia
Aula citologiaAula citologia
Aula citologia
Adrianne Mendonça
 
Mutações
Mutações Mutações
Mutações
Isabel Lopes
 
Ciclo Celular
Ciclo CelularCiclo Celular
Ciclo Celular
Mariana Cordeiro
 
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
InesTeixeiraDuarte
 
Fotossintese
FotossinteseFotossintese
Fotossintese
emanuel
 
Biologia 11 sistemas de classificação
Biologia 11   sistemas de classificaçãoBiologia 11   sistemas de classificação
Biologia 11 sistemas de classificação
Nuno Correia
 
(5) sistemática dos seres vivos
(5) sistemática dos seres vivos(5) sistemática dos seres vivos
(5) sistemática dos seres vivos
Hugo Martins
 
Anatomia vegetal
Anatomia vegetalAnatomia vegetal
Aula completa reino protista
Aula completa reino protistaAula completa reino protista
Aula completa reino protista
Nelson Costa
 
Fotossíntese e quimiossíntese
Fotossíntese e quimiossínteseFotossíntese e quimiossíntese
Fotossíntese e quimiossíntese
margaridabt
 
Transporte nos animais
Transporte nos animaisTransporte nos animais
Transporte nos animais
margaridabt
 
V.3 Gimnospermas
V.3 GimnospermasV.3 Gimnospermas
V.3 Gimnospermas
Rebeca Vale
 
Evolução das plantas
Evolução das plantasEvolução das plantas
Evolução das plantas
Jaqueline Sarges
 
10ºano: A célula
10ºano: A célula10ºano: A célula
10ºano: A célula
RicardoNascimento0035
 
Aula respiração celular
Aula respiração celularAula respiração celular
Aula respiração celular
Tércio De Santana
 
Digestão
DigestãoDigestão
Digestão
margaridabt
 
Movimentos transmembranares
Movimentos transmembranaresMovimentos transmembranares
Movimentos transmembranares
margaridabt
 

Mais procurados (20)

Transporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas pptTransporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas ppt
 
Transporte Nas Plantas
Transporte Nas PlantasTransporte Nas Plantas
Transporte Nas Plantas
 
Transporte no xilema
Transporte no xilemaTransporte no xilema
Transporte no xilema
 
Aula citologia
Aula citologiaAula citologia
Aula citologia
 
Mutações
Mutações Mutações
Mutações
 
Ciclo Celular
Ciclo CelularCiclo Celular
Ciclo Celular
 
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
 
Fotossintese
FotossinteseFotossintese
Fotossintese
 
Biologia 11 sistemas de classificação
Biologia 11   sistemas de classificaçãoBiologia 11   sistemas de classificação
Biologia 11 sistemas de classificação
 
(5) sistemática dos seres vivos
(5) sistemática dos seres vivos(5) sistemática dos seres vivos
(5) sistemática dos seres vivos
 
Anatomia vegetal
Anatomia vegetalAnatomia vegetal
Anatomia vegetal
 
Aula completa reino protista
Aula completa reino protistaAula completa reino protista
Aula completa reino protista
 
Fotossíntese e quimiossíntese
Fotossíntese e quimiossínteseFotossíntese e quimiossíntese
Fotossíntese e quimiossíntese
 
Transporte nos animais
Transporte nos animaisTransporte nos animais
Transporte nos animais
 
V.3 Gimnospermas
V.3 GimnospermasV.3 Gimnospermas
V.3 Gimnospermas
 
Evolução das plantas
Evolução das plantasEvolução das plantas
Evolução das plantas
 
10ºano: A célula
10ºano: A célula10ºano: A célula
10ºano: A célula
 
Aula respiração celular
Aula respiração celularAula respiração celular
Aula respiração celular
 
Digestão
DigestãoDigestão
Digestão
 
Movimentos transmembranares
Movimentos transmembranaresMovimentos transmembranares
Movimentos transmembranares
 

Destaque

TIPOS DE CAULES/Morfologia
TIPOS DE CAULES/MorfologiaTIPOS DE CAULES/Morfologia
TIPOS DE CAULES/Morfologia
Andreza Campos
 
O Caule
O CauleO Caule
Sais Minerais
Sais MineraisSais Minerais
Sais Minerais
MyenaF
 
Caule
CauleCaule
Caule
CauleCaule
Transpiracao vegetal
Transpiracao vegetal Transpiracao vegetal
Transpiracao vegetal
Alexandre Pusaudse
 
Transpiração vegetal
Transpiração vegetalTranspiração vegetal
Transpiração vegetal
Andreas Hoskens
 

Destaque (7)

TIPOS DE CAULES/Morfologia
TIPOS DE CAULES/MorfologiaTIPOS DE CAULES/Morfologia
TIPOS DE CAULES/Morfologia
 
O Caule
O CauleO Caule
O Caule
 
Sais Minerais
Sais MineraisSais Minerais
Sais Minerais
 
Caule
CauleCaule
Caule
 
Caule
CauleCaule
Caule
 
Transpiracao vegetal
Transpiracao vegetal Transpiracao vegetal
Transpiracao vegetal
 
Transpiração vegetal
Transpiração vegetalTranspiração vegetal
Transpiração vegetal
 

Semelhante a Xilema e floema

Ppt transporte plantas
Ppt transporte plantasPpt transporte plantas
Ppt transporte plantas
Helena Alves
 
Histologia vegetal
Histologia vegetal  Histologia vegetal
Histologia vegetal
Faculdade Guaraí
 
Mod.a3.1.transporte nas plantas
Mod.a3.1.transporte nas plantasMod.a3.1.transporte nas plantas
Mod.a3.1.transporte nas plantas
Leonor Vaz Pereira
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Histologia Vegetal
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Histologia VegetalSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Histologia Vegetal
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Histologia Vegetal
Turma Olímpica
 
Transporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas pptTransporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas ppt
margaridabt
 
Transporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas pptTransporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas ppt
margaridabt
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
margaridabt
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
margaridabt
 
2016 Frente 3 módulo 9b transporte seiva bruta
2016 Frente 3 módulo 9b transporte seiva bruta2016 Frente 3 módulo 9b transporte seiva bruta
2016 Frente 3 módulo 9b transporte seiva bruta
Colégio Batista de Mantena
 
Frente 3 módulo 11 Transporte de Seiva Bruta e Elaborada
Frente 3 módulo 11 Transporte de Seiva Bruta e ElaboradaFrente 3 módulo 11 Transporte de Seiva Bruta e Elaborada
Frente 3 módulo 11 Transporte de Seiva Bruta e Elaborada
Colégio Batista de Mantena
 
Tecidos de condução
Tecidos de condução Tecidos de condução
Tecidos de condução
Mara Dalila Ribeiro
 
Tecidos vegetais
Tecidos vegetaisTecidos vegetais
Tecidos vegetais
Marcos Albuquerque
 
Fisiologia vegetal
Fisiologia vegetalFisiologia vegetal
Fisiologia vegetal
aulasdotubao
 
Tecidos vegetais
Tecidos vegetaisTecidos vegetais
Tecidos vegetais
Marcos Albuquerque
 
Histologia vegetal
Histologia vegetalHistologia vegetal
Histologia vegetal
Eldon Clayton
 
Morfologia das angiospermas
Morfologia das angiospermasMorfologia das angiospermas
Morfologia das angiospermas
alinesantana1422
 
Apostila fisiologia vegetal
Apostila fisiologia vegetalApostila fisiologia vegetal
Apostila fisiologia vegetal
Rafael Soapprice
 
Translocacao de solutos
Translocacao de solutosTranslocacao de solutos
Translocacao de solutos
Raimundo Filho
 
TRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMA
TRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMATRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMA
TRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMA
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
A célula
A célulaA célula
A célula
Andreia Maria
 

Semelhante a Xilema e floema (20)

Ppt transporte plantas
Ppt transporte plantasPpt transporte plantas
Ppt transporte plantas
 
Histologia vegetal
Histologia vegetal  Histologia vegetal
Histologia vegetal
 
Mod.a3.1.transporte nas plantas
Mod.a3.1.transporte nas plantasMod.a3.1.transporte nas plantas
Mod.a3.1.transporte nas plantas
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Histologia Vegetal
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Histologia VegetalSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Histologia Vegetal
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Histologia Vegetal
 
Transporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas pptTransporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas ppt
 
Transporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas pptTransporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas ppt
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
 
2016 Frente 3 módulo 9b transporte seiva bruta
2016 Frente 3 módulo 9b transporte seiva bruta2016 Frente 3 módulo 9b transporte seiva bruta
2016 Frente 3 módulo 9b transporte seiva bruta
 
Frente 3 módulo 11 Transporte de Seiva Bruta e Elaborada
Frente 3 módulo 11 Transporte de Seiva Bruta e ElaboradaFrente 3 módulo 11 Transporte de Seiva Bruta e Elaborada
Frente 3 módulo 11 Transporte de Seiva Bruta e Elaborada
 
Tecidos de condução
Tecidos de condução Tecidos de condução
Tecidos de condução
 
Tecidos vegetais
Tecidos vegetaisTecidos vegetais
Tecidos vegetais
 
Fisiologia vegetal
Fisiologia vegetalFisiologia vegetal
Fisiologia vegetal
 
Tecidos vegetais
Tecidos vegetaisTecidos vegetais
Tecidos vegetais
 
Histologia vegetal
Histologia vegetalHistologia vegetal
Histologia vegetal
 
Morfologia das angiospermas
Morfologia das angiospermasMorfologia das angiospermas
Morfologia das angiospermas
 
Apostila fisiologia vegetal
Apostila fisiologia vegetalApostila fisiologia vegetal
Apostila fisiologia vegetal
 
Translocacao de solutos
Translocacao de solutosTranslocacao de solutos
Translocacao de solutos
 
TRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMA
TRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMATRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMA
TRANSLOCAÇÃO DE SOLUTOS PELO FLOEMA
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 

Mais de 00367p

Sistema reprodutor de uma ave
Sistema reprodutor de uma aveSistema reprodutor de uma ave
Sistema reprodutor de uma ave
00367p
 
Revestimento do corpo das aves
Revestimento do corpo das avesRevestimento do corpo das aves
Revestimento do corpo das aves
00367p
 
Morfologia interna de uma ave
Morfologia interna de uma aveMorfologia interna de uma ave
Morfologia interna de uma ave
00367p
 
Reprodução dos Animais
Reprodução dos AnimaisReprodução dos Animais
Reprodução dos Animais
00367p
 
Sistemas circulatórios dos animais: uma comparação
Sistemas circulatórios dos animais: uma comparaçãoSistemas circulatórios dos animais: uma comparação
Sistemas circulatórios dos animais: uma comparação
00367p
 
O sangue
O sangueO sangue
O sangue
00367p
 
Revestimento dos animais invertebrados
Revestimento dos animais invertebradosRevestimento dos animais invertebrados
Revestimento dos animais invertebrados
00367p
 
Formas dos animais
Formas dos animaisFormas dos animais
Formas dos animais
00367p
 
Classificação das folhas
Classificação das folhasClassificação das folhas
Classificação das folhas
00367p
 
Planta: folha
Planta: folhaPlanta: folha
Planta: folha
00367p
 
Plantas caules2
Plantas caules2Plantas caules2
Plantas caules2
00367p
 
Plantas: Caule
Plantas: CaulePlantas: Caule
Plantas: Caule
00367p
 
Plantas: Raiz
Plantas: RaizPlantas: Raiz
Plantas: Raiz
00367p
 
Reino das Plantas
Reino das PlantasReino das Plantas
Reino das Plantas
00367p
 
Classificação das raízes, quanto à forma
Classificação das raízes, quanto à formaClassificação das raízes, quanto à forma
Classificação das raízes, quanto à forma
00367p
 
Reino dos Animais
Reino dos AnimaisReino dos Animais
Reino dos Animais
00367p
 
Categorias taxonómicas
Categorias taxonómicasCategorias taxonómicas
Categorias taxonómicas
00367p
 
Classificação seres vivos
Classificação seres vivosClassificação seres vivos
Classificação seres vivos
00367p
 
Célula animal e vegetal
Célula animal e vegetalCélula animal e vegetal
Célula animal e vegetal
00367p
 
Como utilizar o microscópio
Como utilizar o microscópioComo utilizar o microscópio
Como utilizar o microscópio
00367p
 

Mais de 00367p (20)

Sistema reprodutor de uma ave
Sistema reprodutor de uma aveSistema reprodutor de uma ave
Sistema reprodutor de uma ave
 
Revestimento do corpo das aves
Revestimento do corpo das avesRevestimento do corpo das aves
Revestimento do corpo das aves
 
Morfologia interna de uma ave
Morfologia interna de uma aveMorfologia interna de uma ave
Morfologia interna de uma ave
 
Reprodução dos Animais
Reprodução dos AnimaisReprodução dos Animais
Reprodução dos Animais
 
Sistemas circulatórios dos animais: uma comparação
Sistemas circulatórios dos animais: uma comparaçãoSistemas circulatórios dos animais: uma comparação
Sistemas circulatórios dos animais: uma comparação
 
O sangue
O sangueO sangue
O sangue
 
Revestimento dos animais invertebrados
Revestimento dos animais invertebradosRevestimento dos animais invertebrados
Revestimento dos animais invertebrados
 
Formas dos animais
Formas dos animaisFormas dos animais
Formas dos animais
 
Classificação das folhas
Classificação das folhasClassificação das folhas
Classificação das folhas
 
Planta: folha
Planta: folhaPlanta: folha
Planta: folha
 
Plantas caules2
Plantas caules2Plantas caules2
Plantas caules2
 
Plantas: Caule
Plantas: CaulePlantas: Caule
Plantas: Caule
 
Plantas: Raiz
Plantas: RaizPlantas: Raiz
Plantas: Raiz
 
Reino das Plantas
Reino das PlantasReino das Plantas
Reino das Plantas
 
Classificação das raízes, quanto à forma
Classificação das raízes, quanto à formaClassificação das raízes, quanto à forma
Classificação das raízes, quanto à forma
 
Reino dos Animais
Reino dos AnimaisReino dos Animais
Reino dos Animais
 
Categorias taxonómicas
Categorias taxonómicasCategorias taxonómicas
Categorias taxonómicas
 
Classificação seres vivos
Classificação seres vivosClassificação seres vivos
Classificação seres vivos
 
Célula animal e vegetal
Célula animal e vegetalCélula animal e vegetal
Célula animal e vegetal
 
Como utilizar o microscópio
Como utilizar o microscópioComo utilizar o microscópio
Como utilizar o microscópio
 

Xilema e floema

  • 1. Transporte nas Plantas -Vasos Condutores- Fisiologia das Plantas Biologia 12º Classe
  • 2. Transporte numa Planta Vascular  Seiva bruta o constituída por água (99,5%) e sais minerais (0,5%); o ligeiramente ácida (pH 5,4-6,5); o circula da raiz para os órgãos aéreos da planta, através do xilema.  Seiva elaborada o constituída por água (80%) e compostos orgânicos (20%); o ligeiramente alcalina (pH 7,5-8,5); o circula das folhas para os outros órgãos da planta, através do floema. Transporte de seiva bruta e de seiva elaborada Fonte: Manual “Biologia 10º ano”, Areal Editores
  • 3. Localização dos tecidos condutores na raiz, caule e folha Folha: • Epiderme superior e inferior; • Feixes condutores duplos e colaterais. Caule: • Tecidos de suporte sobretudo na periferia; • Feixes condutores duplos e colaterais. Raiz: • Tecidos de suporte sobretudo no cilindro central; • Feixes condutores simples e alternos. http://www.chaosscience.org.uk/node/178 (adaptado)
  • 4. Xilema, lenho ou tecido traqueano Imagem do xilema da folha de uma planta, obtida em microscopia electrónica. Deposição de lenhina a castanho escuro. Fonte: http://fineartamerica.com/featured/xylem-plant-cells-sem-dr-david-furness-keele-university.html
  • 5. Constituição do Xilema  Elementos de vaso (células mortas)  Traqueídos ou tracóides (células mortas)  Fibras lenhosas (células mortas)  Parênquima lenhoso (células vivas) Xilema Fonte: http://wikiciencias.casadasciencias.org Xilema Fonte: http://terragiratg.blogspot.pt
  • 6. Xilema Fonte: http://terragiratg.blogspot.pt Xilema Fonte: http://wikiciencias.casadasciencias.org Constituição do Xilema
  • 7. Constituição do Xilema • Traqueídos Células longas e de extremidades afiladas, que contactam entre si, formando tubos que permitem a passagem de água e de sais minerais. Traqueídos do xilema Fonte: http://www.gettyimages.pt/
  • 8. Constituição do Xilema • Elementos de vasos Células vasculares com um diâmetro superior ao dos traqueídos. Resultam de células mortas, que perderam as paredes celulares transversais e cujas paredes laterais apresentam espessamento de lenhina (substância que confere rigidez). Elementos de vasos do xilema http://www.gettyimages.pt/
  • 9. Constituição do Xilema • Parênquima lenhoso Tecido formado por células vivas, pouco diferenciadas, que desempenha importantes actividades metabólicas, tais como fotossíntese, armazenamento ou secreção de substâncias. As células deste parênquima são as únicas células vivas do xilema e desempenham essencialmente funções de reserva. Parênquima lenhoso (a verde) do xilema Fonte: http://cronodon.com/BioTech/Plant_Bodies_Wood.html
  • 10. Constituição do Xilema • Fibras lenhosas Constituídas por células mortas cujas paredes são espessas devido à deposição de lenhina, com funções de suporte. Fibras lenhosas do xilema http://www.biologia.edu.ar/botanica/tema15/15-3xilema1.htm (adaptado)
  • 11. O transporte no xilema é facilitado:  pela ausência de conteúdo celular, o que não cria resistência ao fluxo.  pela presença de células dispostas topo a topo sem septos transversais formando longos tubos;  por paredes espessadas com lenhina que impedem o seu colapso, assim como a presença de fibras que dão resistência aos vasos e permitem suportar a pressão;  pelo seu diâmetro reduzido, o facilita a adesão entre as moléculas de água e as dos vasos.
  • 12. Floema ou líber Imagem do floema, obtida em microscopia electrónica. Fonte: http://biology-igcse.weebly.com/functions-of-xylem-and-phloem.html
  • 13. Constituição do Floema  Células dos tubos crivosos (células vivas)  Células de companhia (células vivas)  Fibras liberinas (células mortas)  Parênquima liberino (células vivas) Floema http://www.colegiovascodagama.pt/ciencias3c/ decimo/unidade201.html (adaptado)
  • 14. Constituição do Floema o Células dos tubos crivosos Células muito especializadas, ligadas entre si pelos topos e cujas paredes de contacto possuem orifícios, que se assemelham a um crivo. São células vivas, embora tenham perdido a maior parte dos organitos. o Células de companhia Situam-se junto das células dos tubos crivosos, com as quais mantêm numerosas ligações citoplasmáticas, ajudando-as no seu funcionamento. São células vivas, possuindo núcleo e restantes organitos.
  • 15. Constituição do Floema Célula do tubo crivoso e célula de companhia, do floema Fonte: http://www.colegiovascodagama.pt/ciencias3c/decimo/unidade201.html
  • 16. Constituição do Floema o Fibras liberinas Desempenham funções de suporte. o Parênquima liberino Formado por células vivas, pouco diferenciadas, com função de reserva. Fibras liberinas e parênquima liberino do floema http://pixgood.com/phloem-tissue-diagram. html(adaptado)