SlideShare uma empresa Scribd logo
Heterogêneas e Homogêneas
Separação Magnética
 (Misturas Heterogêneas)

Trata-se de um método de separação
específico das misturas com um
componente ferromagnético como o
cobalto, o níquel e, principalmente, o
ferro.



Estes materiais são extraídos pelos
ímanes, fenómeno que se pode aplicar
para reter as suas partículas ou para
desviar a sua queda.
Separação por Sublimação
  (Misturas Heterogêneas)


A sublimação é a passagem direta de sólido a gás que sofrem
algumas substâncias como o iodo, em determinadas condições
de pressão e temperatura.




A sublimação pode-se aplicar às soluções sólidas e às
misturas, sempre que uma das substâncias possa sofrer este
fenômeno.



Basta aquecer a mistura ou solução à temperatura adequada e
recolher os vapores que, quando arrefecem, se vêem
submetidos a uma sublimação regressiva, ou seja, passam
diretamente de gás a sólido.
Separação por Solução
 (Misturas Heterogêneas)



Para separar uma mistura sólida, pode
recorrer-se a um solvente selectivo e,
portanto, à separação por solução.


Às vezes é possível encontrar um bom
solvente para um dos componentes da
mistura que, no entanto, não dissolve o
outro ou os outros componentes,
obtendo-se uma suspensão.
Separação por Filtragem
  (Misturas Heterogêneas)


Quando uma suspensão passa através de um papel de
filtro, as suas partículas ficam retidas se o diâmetro da
malha que forma o papel for suficientemente pequeno.




No caso das partículas sólidas serem muito pequenas pode
recorrer-se a um filtro de porcelana porosa.



O mais corrente é o filtro de papel, que se dobra em quatro
partes, formando-se um cone que se adapta à forma do
funil. Existem também filtro de areia, argila e carvão.
Decantação
 (Misturas Heterogêneas)


Trata-se da separação de dois líquidos ou de um líquido e de um sólido, aproveitando a sua
                                 diferença de densidade.



 Para separar um líquido de um sólido de maior densidade deixa-se repousar durante certo
               tempo, para que o sólido se deposite no fundo do recipiente.


A partir do momento em que se depositou totalmente, inclina-se o recipiente com cuidado até
se verter o líquido sem que o sólido seja arrastado. Para a obtenção de melhores resultados
            pode também ser utilizada uma vareta de vidro como material auxiliar.
Decantação por funil
   (Misturas Heterogêneas)



A decantação é muito utilizada para separar líquidos imiscíveis, ou seja,
líquidos que não se misturam.




Para isso, coloca-se a mistura a ser separada num funil de separação (ou
funil de decantação ou funil de bromo).



Quando a superfície de separação das camadas líquidas estiver bem
nítida, abre-se a torneira e deixa-se escoar o líquido da camada inferior.
Centrifugação
  (Misturas Heterogêneas)



Quando numa mistura de sólidos e líquidos, os sólidos possuem
uma dimensão muito pequena, não são úteis nem a filtragem nem
a decantação.




Neste caso, introduz-se a mistura em tubos de ensaio que,
colocados numa centrifugadora, giram em posição quase
horizontal a grande velocidade, aumentando assim a rapidez com
que se deposita o sólido compactado no fundo do tubo. Verte-se o
líquido que sobrenada e fica completa a separação.
Centrifugação manual
 (Misturas Heterogêneas)



Existem centrifugadoras industriais de grande valia e eficácia que giram a
mais de 20.000 rotações por minuto.

Mas, nos laboratórios continuam a utilizar-se pequenas centrifugadoras que,
pelo seu baixo preço e fácil manejo, servem para trabalhos simples que não
necessitam de altas velocidades nem de muitos minutos de centrifugação.
Dessecação
(Misturas Heterogêneas)


Produz-se aquecendo a amostra
diretamente à chama, com um
aquecedor eléctrico ou numa
estufa adequada, com o fim de
evaporar o líquido volátil que
empapa ou dissolve o sólido.

Este permanece no recipiente. A
dessecação termina quando se
pesa o recipiente com pequenos
intervalos de tempo e o seu peso
não se altera.
Levigação
 (Misturas Heterogêneas)


Levigação é um método de separação
de misturas heterogêneas de sólidos.
Quando uma mistura se forma por
substâncias sólidas de densidades
diferentes, pode-se utilizar uma
corrente de água para separá-las.


É o caso do ouro, que nos garimpos
normalmente é encontrado junto a uma
porção de terra ou areia.Usa-se uma
rampa de madeira ou uma bacia em
que se passa uma corrente de água
que serve para separar essas
substâncias.
Catação
 (Misturas Heterogêneas)


A catação é um tipo de separação de
misturas do tipo "sólido-sólido". As
substâncias são separadas
manualmente e pode utilizar uma pinça,
colher, ou outro objeto auxiliador para a
separação.

É utilizada na separação de grãos bons
de feijão dos carunchos e pedrinhas.
Também é utilizada na separação dos
diferentes tipos de materiais que
compõem o lixo. Um dos solidos é
retirado com pinças ou com as mãos.
Fusão Fracionada
(Misturas Heterogêneas)


  Essa técnica de Separação de Misturas
  consiste nos diferentes pontos de fusão das
  matérias. Ou seja, a mistura é aquecida até
  que um de seus componentes passe para o
  estado Líquido, podendo assim ser
  separado do resto da mistura.



  Esse procedimento é repetido várias vezes,
  até que todas as substâncias da mistura
  estejam separadas. As ligas metálicas são
  formadas pela mistura de vários elementos.
  Como cada elemento tem um ponto de
  fusão diferente, quando a liga é aquecida
  cada um irá derreter e se separar em um
  momento diferente.
Solidificação Fracionada
(Misturas Heterogêneas)



 Consiste na separação por aquecimento da
 mistura até a fusão do componente de
 menor P.F. (ponto de fusão).




 A solidificação fracionada pode, por
 exemplo, ser usada para separar a parafina
 dos outros resíduos do petróleo. Nesse
 caso, a mistura é resfriada até o ponto de
 solidificação da parafina. Assim, endurecida,
 a parafina é retirada da mistura.
Ventilação
(Misturas Heterogêneas)


  Ventilação é um processo
  de separação de substâncias sólidas
  heterôgeneas através de vento.O sólido
  menos denso é separado por uma
  corrente de ar.



  Também conhecido como tamisação,
  este método é também usado na
  separação de sistemas sólido-sólido,
  onde um dos dois componentes
  apresente granulometria que permita
  que o mesmo fique preso nas malhas
  de uma peneira.
Destilação simples
(Misturas Homogêneas)

 Para separar a mistura de água e sal e
 recuperar também a água, emprega-se a
 destilação simples. A mistura é aquecida e a
 água entra em ebulição, mas o sal não.
 O vapor de água passa pelo interior de um
 condensador, que é resfriado por água
 corrente. Com esse resfriamento, o vapor
 condensa-se.




 É um método rápido de destilação, e deve ser
 usado sempre que possível - é uma técnica
 rápida, fácil e, se respeitado seus limites,
 eficaz.
Destilação fracionada
(Misturas Homogêneas)

As misturas homogêneas formadas por dois ou
mais líquidos oferecem uma razoável
dificuldade para sua separação.
A destilação fracionada é um aprimoramento da
destilação simples, na qual uma coluna de
vidro cheia de obstáculos é colocada entre o
condensador e o balão na qual a mistura é
aquecida.



Os obstáculos permitem que o componente de
menor ponto de ebulição chegue mais
rapidamente ao condensador e destile primeiro.
Assim que ele destilar totalmente, destilará o
próximo componente liquido da mistura, que é
recolhido em outro frasco. E assim por diante.
Liquefação fracionada
(Misturas Homogêneas)

A Liquefação fracionada é um processo de
separação feita para separar gases em uma mistura
homogênea.
A mistura é resfriada, fazendo com que os gases
passem para o estado liquido. Em seguida, a mistura
é submetida à um processo de destilação fracionada,
no qual as substâncias irão retornar ao estado gasoso
de acordo com seus pontos de ebulição, possibilitando
assim a separação da mistura.



Um exemplo é a separação de uma mistura formada
por Nitrogênio e Oxigênio. Essa mistura é resfriada até
-200 graus celsius, quando passa para o estado
líquido. Depois os gases em estado liquido são
separados por destilação fracionada, de acordo com
seus pontos de ebulição, o do Nitrogênio é -195ºC e o
do Oxigênio é -183ºC.
Aquecimento simples
(Misturas Homogêneas)

Para separação de misturas
contendo gás e líquido
Por aquecimento abaixo do PE do
líquido, o gás dissolvido é expulso.
Ex.: água com CO2
Atividade
 O que os métodos de separação de misturas têm de
  relação com as propriedades da matéria que nós
  vimos anteriormente?
 Quais equipamentos de laboratório você percebeu
  que são usados nesses métodos?
 Se você tiver que separar água e óleo usaria qual
  método? E se você tiver que separar dois líquidos
  que se misturam mas possuem PE diferentes?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e BasesAula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Soluções e Solubilidade
Soluções e SolubilidadeSoluções e Solubilidade
Soluções e Solubilidade
Luana Salgueiro
 
Relatório de Cromatografia
Relatório de CromatografiaRelatório de Cromatografia
Relatório de Cromatografia
Mario Monteiro
 
Métodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturasMétodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturas
Karol Maia
 
Aula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódicaAula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódica
Augusto Sérgio Costa Souza
 
Teste de Chama
Teste de ChamaTeste de Chama
Teste de Chama
Ezequias Guimaraes
 
1. dispersões
1. dispersões1. dispersões
1. dispersões
stair735alcino
 
Quimica SoluçõEs
Quimica SoluçõEsQuimica SoluçõEs
Quimica SoluçõEs
Thiago
 
Equilibrio acido base
Equilibrio acido baseEquilibrio acido base
Equilibrio acido base
Vicente Soella Neto
 
Manual de atividades lúdicas
Manual de atividades lúdicasManual de atividades lúdicas
Manual de atividades lúdicas
Jéssica Rodrigues'
 
Matéria e energia 9º ano Prof. Jucicleia
Matéria e energia 9º ano Prof. JucicleiaMatéria e energia 9º ano Prof. Jucicleia
Matéria e energia 9º ano Prof. Jucicleia
Jucicleia Mariano
 
Ondas
OndasOndas
Separação de misturas.
Separação de misturas.Separação de misturas.
Separação de misturas.
Lara Lídia
 
Estados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
Estados físicos da matéria prof Ivanise MeyerEstados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
Estados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
Ivanise Meyer
 
Força de atrito
Força de atritoForça de atrito
Força de atrito
Marco Antonio Sanches
 
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Karol Maia
 
Relatório - Volumetria de Precipitação
Relatório - Volumetria de PrecipitaçãoRelatório - Volumetria de Precipitação
Relatório - Volumetria de Precipitação
Dhion Meyg Fernandes
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
taisy goncalves
 
Processos de transmissão de calor
Processos de transmissão de calorProcessos de transmissão de calor
Processos de transmissão de calor
O mundo da FÍSICA
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
Escola Modelo de Iguatu
 

Mais procurados (20)

Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e BasesAula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
 
Soluções e Solubilidade
Soluções e SolubilidadeSoluções e Solubilidade
Soluções e Solubilidade
 
Relatório de Cromatografia
Relatório de CromatografiaRelatório de Cromatografia
Relatório de Cromatografia
 
Métodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturasMétodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturas
 
Aula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódicaAula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódica
 
Teste de Chama
Teste de ChamaTeste de Chama
Teste de Chama
 
1. dispersões
1. dispersões1. dispersões
1. dispersões
 
Quimica SoluçõEs
Quimica SoluçõEsQuimica SoluçõEs
Quimica SoluçõEs
 
Equilibrio acido base
Equilibrio acido baseEquilibrio acido base
Equilibrio acido base
 
Manual de atividades lúdicas
Manual de atividades lúdicasManual de atividades lúdicas
Manual de atividades lúdicas
 
Matéria e energia 9º ano Prof. Jucicleia
Matéria e energia 9º ano Prof. JucicleiaMatéria e energia 9º ano Prof. Jucicleia
Matéria e energia 9º ano Prof. Jucicleia
 
Ondas
OndasOndas
Ondas
 
Separação de misturas.
Separação de misturas.Separação de misturas.
Separação de misturas.
 
Estados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
Estados físicos da matéria prof Ivanise MeyerEstados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
Estados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
 
Força de atrito
Força de atritoForça de atrito
Força de atrito
 
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
 
Relatório - Volumetria de Precipitação
Relatório - Volumetria de PrecipitaçãoRelatório - Volumetria de Precipitação
Relatório - Volumetria de Precipitação
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Processos de transmissão de calor
Processos de transmissão de calorProcessos de transmissão de calor
Processos de transmissão de calor
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
 

Destaque

Capitulo 02 processo de separação de misturas
Capitulo 02   processo de separação de misturasCapitulo 02   processo de separação de misturas
Capitulo 02 processo de separação de misturas
Marcos França
 
3º ano (P) - A tabela periódica
3º ano (P) - A tabela periódica3º ano (P) - A tabela periódica
3º ano (P) - A tabela periódica
Analynne Almeida
 
Processos de separação misturas (1) quimica gabi
Processos de separação misturas (1) quimica gabiProcessos de separação misturas (1) quimica gabi
Processos de separação misturas (1) quimica gabi
prenoiteaprovado
 
Substâncias e misturas | 9 ANO | Quimica
Substâncias e misturas | 9 ANO | QuimicaSubstâncias e misturas | 9 ANO | Quimica
Substâncias e misturas | 9 ANO | Quimica
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Substância e mistura
Substância e misturaSubstância e mistura
Substância e mistura
Paula Matos
 
Ft métodos de separação
Ft   métodos de separaçãoFt   métodos de separação
Ft métodos de separação
ct-esma
 
Química substâncias prof Ivanise Meyer
Química substâncias  prof Ivanise MeyerQuímica substâncias  prof Ivanise Meyer
Química substâncias prof Ivanise Meyer
Ivanise Meyer
 
Curso preparatório para concurso bombeiros mg 2016v3
Curso preparatório para concurso bombeiros mg 2016v3Curso preparatório para concurso bombeiros mg 2016v3
Curso preparatório para concurso bombeiros mg 2016v3
profNICODEMOS
 
Substâncias puras e misturas
Substâncias puras e misturasSubstâncias puras e misturas
Substâncias puras e misturas
Yamani Oliveira
 
Separacao de misturas - prof Laerte
Separacao de misturas - prof LaerteSeparacao de misturas - prof Laerte
Separacao de misturas - prof Laerte
Laerte Lima
 
Misturas & Solubilidade
Misturas  & SolubilidadeMisturas  & Solubilidade
Misturas & Solubilidade
Vínicius Gabriel
 
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.comSeparação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
Karoline dos Santos Tarnowski
 
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.comSeparação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
Karoline dos Santos Tarnowski
 
Slides da aula de Química (Lúcio) sobre Metodos de Separação de Misturas
Slides da aula de Química (Lúcio) sobre Metodos de Separação de MisturasSlides da aula de Química (Lúcio) sobre Metodos de Separação de Misturas
Slides da aula de Química (Lúcio) sobre Metodos de Separação de Misturas
Turma Olímpica
 
Trabalho - Apresentações
Trabalho -   ApresentaçõesTrabalho -   Apresentações
Trabalho - Apresentações
EEB Francisco Mazzola
 
Trabalho de química - 1a O2.
Trabalho de química - 1a O2.Trabalho de química - 1a O2.
Trabalho de química - 1a O2.
EEB Francisco Mazzola
 
Tecnicas separação misturas
Tecnicas separação misturasTecnicas separação misturas
Tecnicas separação misturas
cbaratinha
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
Bio Sem Limites
 
Tecnicas de separacao de misturas
Tecnicas de separacao de misturasTecnicas de separacao de misturas
Tecnicas de separacao de misturas
Maria Dias
 
9 ano | Profª Shirley | substâncias e misturas
9 ano  | Profª Shirley | substâncias e misturas9 ano  | Profª Shirley | substâncias e misturas
9 ano | Profª Shirley | substâncias e misturas
Alpha Colégio e Vestibulares
 

Destaque (20)

Capitulo 02 processo de separação de misturas
Capitulo 02   processo de separação de misturasCapitulo 02   processo de separação de misturas
Capitulo 02 processo de separação de misturas
 
3º ano (P) - A tabela periódica
3º ano (P) - A tabela periódica3º ano (P) - A tabela periódica
3º ano (P) - A tabela periódica
 
Processos de separação misturas (1) quimica gabi
Processos de separação misturas (1) quimica gabiProcessos de separação misturas (1) quimica gabi
Processos de separação misturas (1) quimica gabi
 
Substâncias e misturas | 9 ANO | Quimica
Substâncias e misturas | 9 ANO | QuimicaSubstâncias e misturas | 9 ANO | Quimica
Substâncias e misturas | 9 ANO | Quimica
 
Substância e mistura
Substância e misturaSubstância e mistura
Substância e mistura
 
Ft métodos de separação
Ft   métodos de separaçãoFt   métodos de separação
Ft métodos de separação
 
Química substâncias prof Ivanise Meyer
Química substâncias  prof Ivanise MeyerQuímica substâncias  prof Ivanise Meyer
Química substâncias prof Ivanise Meyer
 
Curso preparatório para concurso bombeiros mg 2016v3
Curso preparatório para concurso bombeiros mg 2016v3Curso preparatório para concurso bombeiros mg 2016v3
Curso preparatório para concurso bombeiros mg 2016v3
 
Substâncias puras e misturas
Substâncias puras e misturasSubstâncias puras e misturas
Substâncias puras e misturas
 
Separacao de misturas - prof Laerte
Separacao de misturas - prof LaerteSeparacao de misturas - prof Laerte
Separacao de misturas - prof Laerte
 
Misturas & Solubilidade
Misturas  & SolubilidadeMisturas  & Solubilidade
Misturas & Solubilidade
 
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.comSeparação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
 
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.comSeparação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
 
Slides da aula de Química (Lúcio) sobre Metodos de Separação de Misturas
Slides da aula de Química (Lúcio) sobre Metodos de Separação de MisturasSlides da aula de Química (Lúcio) sobre Metodos de Separação de Misturas
Slides da aula de Química (Lúcio) sobre Metodos de Separação de Misturas
 
Trabalho - Apresentações
Trabalho -   ApresentaçõesTrabalho -   Apresentações
Trabalho - Apresentações
 
Trabalho de química - 1a O2.
Trabalho de química - 1a O2.Trabalho de química - 1a O2.
Trabalho de química - 1a O2.
 
Tecnicas separação misturas
Tecnicas separação misturasTecnicas separação misturas
Tecnicas separação misturas
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
Tecnicas de separacao de misturas
Tecnicas de separacao de misturasTecnicas de separacao de misturas
Tecnicas de separacao de misturas
 
9 ano | Profª Shirley | substâncias e misturas
9 ano  | Profª Shirley | substâncias e misturas9 ano  | Profª Shirley | substâncias e misturas
9 ano | Profª Shirley | substâncias e misturas
 

Semelhante a 8a SéRie SeparaçãO De Misturas

Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
matheusrl98
 
Ciências físico químicas
Ciências físico químicasCiências físico químicas
Ciências físico químicas
Diogo Rodrigues
 
Química trabalho sobre separação de misturas
Química  trabalho sobre separação de misturasQuímica  trabalho sobre separação de misturas
Química trabalho sobre separação de misturas
ytamara_g22
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
charleslucas
 
1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx
1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx
1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx
ssuser9abcfe
 
Métodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturasMétodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturas
Karol Maia
 
Homogênea
HomogêneaHomogênea
Homogênea
Kacia Silva
 
Homogênea
HomogêneaHomogênea
Homogênea
Kacia Silva
 
Separação de misturas 2012
Separação de misturas 2012   Separação de misturas 2012
Separação de misturas 2012
José Marcelo Cangemi
 
Aula 1 parte 2
Aula 1 parte 2Aula 1 parte 2
Aula 1 parte 2
Andrea Marli Dos Santos
 
Trabalho1
Trabalho1Trabalho1
Trabalho1
guest0186741
 
Trabalhoda kamila :D
Trabalhoda kamila :DTrabalhoda kamila :D
Trabalhoda kamila :D
samarademonti
 
Processo de separação de misturas.
Processo de separação de misturas.Processo de separação de misturas.
Processo de separação de misturas.
Polo UAB de Alagoinhas
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
LEANDRA2
 
Pp quimica 10 08_12
Pp quimica 10 08_12Pp quimica 10 08_12
Pp quimica 10 08_12
samuelrgrg
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
lilliancosta
 
separação de mistura
separação de misturaseparação de mistura
separação de mistura
TALITACAVALCANTECOST
 
Substância e misturas -
Substância e misturas - Substância e misturas -
Substância e misturas -
Dahia Monteiro Carrino Suave
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
IsabellyViana
 
Misturas solucoes vc
Misturas solucoes vcMisturas solucoes vc
Misturas solucoes vc
Vanete Cruz
 

Semelhante a 8a SéRie SeparaçãO De Misturas (20)

Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
Ciências físico químicas
Ciências físico químicasCiências físico químicas
Ciências físico químicas
 
Química trabalho sobre separação de misturas
Química  trabalho sobre separação de misturasQuímica  trabalho sobre separação de misturas
Química trabalho sobre separação de misturas
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx
1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx
1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx
 
Métodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturasMétodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturas
 
Homogênea
HomogêneaHomogênea
Homogênea
 
Homogênea
HomogêneaHomogênea
Homogênea
 
Separação de misturas 2012
Separação de misturas 2012   Separação de misturas 2012
Separação de misturas 2012
 
Aula 1 parte 2
Aula 1 parte 2Aula 1 parte 2
Aula 1 parte 2
 
Trabalho1
Trabalho1Trabalho1
Trabalho1
 
Trabalhoda kamila :D
Trabalhoda kamila :DTrabalhoda kamila :D
Trabalhoda kamila :D
 
Processo de separação de misturas.
Processo de separação de misturas.Processo de separação de misturas.
Processo de separação de misturas.
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
Pp quimica 10 08_12
Pp quimica 10 08_12Pp quimica 10 08_12
Pp quimica 10 08_12
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
 
separação de mistura
separação de misturaseparação de mistura
separação de mistura
 
Substância e misturas -
Substância e misturas - Substância e misturas -
Substância e misturas -
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
 
Misturas solucoes vc
Misturas solucoes vcMisturas solucoes vc
Misturas solucoes vc
 

Mais de SESI 422 - Americana

Origem da vida e Evolução
Origem da vida e EvoluçãoOrigem da vida e Evolução
Origem da vida e Evolução
SESI 422 - Americana
 
Genética de populações
Genética de populaçõesGenética de populações
Genética de populações
SESI 422 - Americana
 
Bioquímica básica
Bioquímica básicaBioquímica básica
Bioquímica básica
SESI 422 - Americana
 
Expressividade e penetrância
Expressividade e penetrânciaExpressividade e penetrância
Expressividade e penetrância
SESI 422 - Americana
 
Alelos múltiplos
Alelos múltiplosAlelos múltiplos
Alelos múltiplos
SESI 422 - Americana
 
Casos especiais de herança
Casos especiais de herançaCasos especiais de herança
Casos especiais de herança
SESI 422 - Americana
 
Exercícios 2
Exercícios 2Exercícios 2
Exercícios 2
SESI 422 - Americana
 
Probabilidades e heredogramas
Probabilidades e heredogramasProbabilidades e heredogramas
Probabilidades e heredogramas
SESI 422 - Americana
 
Textos novas espécies
Textos novas espéciesTextos novas espécies
Textos novas espécies
SESI 422 - Americana
 
Exercícios
ExercíciosExercícios
Taxonomia
TaxonomiaTaxonomia
Cromossomos, genes e alelos
Cromossomos, genes e alelosCromossomos, genes e alelos
Cromossomos, genes e alelos
SESI 422 - Americana
 
Genética mendeliana básica
Genética mendeliana básicaGenética mendeliana básica
Genética mendeliana básica
SESI 422 - Americana
 
Evidências da evolução
Evidências da evoluçãoEvidências da evolução
Evidências da evolução
SESI 422 - Americana
 
Projeto terrário
Projeto terrárioProjeto terrário
Projeto terrário
SESI 422 - Americana
 
Projeto paleontólogos
Projeto paleontólogosProjeto paleontólogos
Projeto paleontólogos
SESI 422 - Americana
 
Garça branca
Garça brancaGarça branca
Garça branca
SESI 422 - Americana
 
Reportagem jornalística – coalas
Reportagem jornalística – coalasReportagem jornalística – coalas
Reportagem jornalística – coalas
SESI 422 - Americana
 
Capivara o maior roedor do mundo
Capivara o maior roedor do mundoCapivara o maior roedor do mundo
Capivara o maior roedor do mundo
SESI 422 - Americana
 
Lírios
LíriosLírios

Mais de SESI 422 - Americana (20)

Origem da vida e Evolução
Origem da vida e EvoluçãoOrigem da vida e Evolução
Origem da vida e Evolução
 
Genética de populações
Genética de populaçõesGenética de populações
Genética de populações
 
Bioquímica básica
Bioquímica básicaBioquímica básica
Bioquímica básica
 
Expressividade e penetrância
Expressividade e penetrânciaExpressividade e penetrância
Expressividade e penetrância
 
Alelos múltiplos
Alelos múltiplosAlelos múltiplos
Alelos múltiplos
 
Casos especiais de herança
Casos especiais de herançaCasos especiais de herança
Casos especiais de herança
 
Exercícios 2
Exercícios 2Exercícios 2
Exercícios 2
 
Probabilidades e heredogramas
Probabilidades e heredogramasProbabilidades e heredogramas
Probabilidades e heredogramas
 
Textos novas espécies
Textos novas espéciesTextos novas espécies
Textos novas espécies
 
Exercícios
ExercíciosExercícios
Exercícios
 
Taxonomia
TaxonomiaTaxonomia
Taxonomia
 
Cromossomos, genes e alelos
Cromossomos, genes e alelosCromossomos, genes e alelos
Cromossomos, genes e alelos
 
Genética mendeliana básica
Genética mendeliana básicaGenética mendeliana básica
Genética mendeliana básica
 
Evidências da evolução
Evidências da evoluçãoEvidências da evolução
Evidências da evolução
 
Projeto terrário
Projeto terrárioProjeto terrário
Projeto terrário
 
Projeto paleontólogos
Projeto paleontólogosProjeto paleontólogos
Projeto paleontólogos
 
Garça branca
Garça brancaGarça branca
Garça branca
 
Reportagem jornalística – coalas
Reportagem jornalística – coalasReportagem jornalística – coalas
Reportagem jornalística – coalas
 
Capivara o maior roedor do mundo
Capivara o maior roedor do mundoCapivara o maior roedor do mundo
Capivara o maior roedor do mundo
 
Lírios
LíriosLírios
Lírios
 

8a SéRie SeparaçãO De Misturas

  • 2. Separação Magnética (Misturas Heterogêneas) Trata-se de um método de separação específico das misturas com um componente ferromagnético como o cobalto, o níquel e, principalmente, o ferro. Estes materiais são extraídos pelos ímanes, fenómeno que se pode aplicar para reter as suas partículas ou para desviar a sua queda.
  • 3. Separação por Sublimação (Misturas Heterogêneas) A sublimação é a passagem direta de sólido a gás que sofrem algumas substâncias como o iodo, em determinadas condições de pressão e temperatura. A sublimação pode-se aplicar às soluções sólidas e às misturas, sempre que uma das substâncias possa sofrer este fenômeno. Basta aquecer a mistura ou solução à temperatura adequada e recolher os vapores que, quando arrefecem, se vêem submetidos a uma sublimação regressiva, ou seja, passam diretamente de gás a sólido.
  • 4. Separação por Solução (Misturas Heterogêneas) Para separar uma mistura sólida, pode recorrer-se a um solvente selectivo e, portanto, à separação por solução. Às vezes é possível encontrar um bom solvente para um dos componentes da mistura que, no entanto, não dissolve o outro ou os outros componentes, obtendo-se uma suspensão.
  • 5. Separação por Filtragem (Misturas Heterogêneas) Quando uma suspensão passa através de um papel de filtro, as suas partículas ficam retidas se o diâmetro da malha que forma o papel for suficientemente pequeno. No caso das partículas sólidas serem muito pequenas pode recorrer-se a um filtro de porcelana porosa. O mais corrente é o filtro de papel, que se dobra em quatro partes, formando-se um cone que se adapta à forma do funil. Existem também filtro de areia, argila e carvão.
  • 6. Decantação (Misturas Heterogêneas) Trata-se da separação de dois líquidos ou de um líquido e de um sólido, aproveitando a sua diferença de densidade. Para separar um líquido de um sólido de maior densidade deixa-se repousar durante certo tempo, para que o sólido se deposite no fundo do recipiente. A partir do momento em que se depositou totalmente, inclina-se o recipiente com cuidado até se verter o líquido sem que o sólido seja arrastado. Para a obtenção de melhores resultados pode também ser utilizada uma vareta de vidro como material auxiliar.
  • 7. Decantação por funil (Misturas Heterogêneas) A decantação é muito utilizada para separar líquidos imiscíveis, ou seja, líquidos que não se misturam. Para isso, coloca-se a mistura a ser separada num funil de separação (ou funil de decantação ou funil de bromo). Quando a superfície de separação das camadas líquidas estiver bem nítida, abre-se a torneira e deixa-se escoar o líquido da camada inferior.
  • 8. Centrifugação (Misturas Heterogêneas) Quando numa mistura de sólidos e líquidos, os sólidos possuem uma dimensão muito pequena, não são úteis nem a filtragem nem a decantação. Neste caso, introduz-se a mistura em tubos de ensaio que, colocados numa centrifugadora, giram em posição quase horizontal a grande velocidade, aumentando assim a rapidez com que se deposita o sólido compactado no fundo do tubo. Verte-se o líquido que sobrenada e fica completa a separação.
  • 9. Centrifugação manual (Misturas Heterogêneas) Existem centrifugadoras industriais de grande valia e eficácia que giram a mais de 20.000 rotações por minuto. Mas, nos laboratórios continuam a utilizar-se pequenas centrifugadoras que, pelo seu baixo preço e fácil manejo, servem para trabalhos simples que não necessitam de altas velocidades nem de muitos minutos de centrifugação.
  • 10. Dessecação (Misturas Heterogêneas) Produz-se aquecendo a amostra diretamente à chama, com um aquecedor eléctrico ou numa estufa adequada, com o fim de evaporar o líquido volátil que empapa ou dissolve o sólido. Este permanece no recipiente. A dessecação termina quando se pesa o recipiente com pequenos intervalos de tempo e o seu peso não se altera.
  • 11. Levigação (Misturas Heterogêneas) Levigação é um método de separação de misturas heterogêneas de sólidos. Quando uma mistura se forma por substâncias sólidas de densidades diferentes, pode-se utilizar uma corrente de água para separá-las. É o caso do ouro, que nos garimpos normalmente é encontrado junto a uma porção de terra ou areia.Usa-se uma rampa de madeira ou uma bacia em que se passa uma corrente de água que serve para separar essas substâncias.
  • 12. Catação (Misturas Heterogêneas) A catação é um tipo de separação de misturas do tipo "sólido-sólido". As substâncias são separadas manualmente e pode utilizar uma pinça, colher, ou outro objeto auxiliador para a separação. É utilizada na separação de grãos bons de feijão dos carunchos e pedrinhas. Também é utilizada na separação dos diferentes tipos de materiais que compõem o lixo. Um dos solidos é retirado com pinças ou com as mãos.
  • 13. Fusão Fracionada (Misturas Heterogêneas) Essa técnica de Separação de Misturas consiste nos diferentes pontos de fusão das matérias. Ou seja, a mistura é aquecida até que um de seus componentes passe para o estado Líquido, podendo assim ser separado do resto da mistura. Esse procedimento é repetido várias vezes, até que todas as substâncias da mistura estejam separadas. As ligas metálicas são formadas pela mistura de vários elementos. Como cada elemento tem um ponto de fusão diferente, quando a liga é aquecida cada um irá derreter e se separar em um momento diferente.
  • 14. Solidificação Fracionada (Misturas Heterogêneas) Consiste na separação por aquecimento da mistura até a fusão do componente de menor P.F. (ponto de fusão). A solidificação fracionada pode, por exemplo, ser usada para separar a parafina dos outros resíduos do petróleo. Nesse caso, a mistura é resfriada até o ponto de solidificação da parafina. Assim, endurecida, a parafina é retirada da mistura.
  • 15. Ventilação (Misturas Heterogêneas) Ventilação é um processo de separação de substâncias sólidas heterôgeneas através de vento.O sólido menos denso é separado por uma corrente de ar. Também conhecido como tamisação, este método é também usado na separação de sistemas sólido-sólido, onde um dos dois componentes apresente granulometria que permita que o mesmo fique preso nas malhas de uma peneira.
  • 16. Destilação simples (Misturas Homogêneas) Para separar a mistura de água e sal e recuperar também a água, emprega-se a destilação simples. A mistura é aquecida e a água entra em ebulição, mas o sal não. O vapor de água passa pelo interior de um condensador, que é resfriado por água corrente. Com esse resfriamento, o vapor condensa-se. É um método rápido de destilação, e deve ser usado sempre que possível - é uma técnica rápida, fácil e, se respeitado seus limites, eficaz.
  • 17. Destilação fracionada (Misturas Homogêneas) As misturas homogêneas formadas por dois ou mais líquidos oferecem uma razoável dificuldade para sua separação. A destilação fracionada é um aprimoramento da destilação simples, na qual uma coluna de vidro cheia de obstáculos é colocada entre o condensador e o balão na qual a mistura é aquecida. Os obstáculos permitem que o componente de menor ponto de ebulição chegue mais rapidamente ao condensador e destile primeiro. Assim que ele destilar totalmente, destilará o próximo componente liquido da mistura, que é recolhido em outro frasco. E assim por diante.
  • 18. Liquefação fracionada (Misturas Homogêneas) A Liquefação fracionada é um processo de separação feita para separar gases em uma mistura homogênea. A mistura é resfriada, fazendo com que os gases passem para o estado liquido. Em seguida, a mistura é submetida à um processo de destilação fracionada, no qual as substâncias irão retornar ao estado gasoso de acordo com seus pontos de ebulição, possibilitando assim a separação da mistura. Um exemplo é a separação de uma mistura formada por Nitrogênio e Oxigênio. Essa mistura é resfriada até -200 graus celsius, quando passa para o estado líquido. Depois os gases em estado liquido são separados por destilação fracionada, de acordo com seus pontos de ebulição, o do Nitrogênio é -195ºC e o do Oxigênio é -183ºC.
  • 19. Aquecimento simples (Misturas Homogêneas) Para separação de misturas contendo gás e líquido Por aquecimento abaixo do PE do líquido, o gás dissolvido é expulso. Ex.: água com CO2
  • 20. Atividade  O que os métodos de separação de misturas têm de relação com as propriedades da matéria que nós vimos anteriormente?  Quais equipamentos de laboratório você percebeu que são usados nesses métodos?  Se você tiver que separar água e óleo usaria qual método? E se você tiver que separar dois líquidos que se misturam mas possuem PE diferentes?