SlideShare uma empresa Scribd logo
BUROCRACIA
 Trio: Renato Araujo Medeiros
Thales Jorge Gomes Campelo
Tiago Leandro De Moura
Turma MD4 – Sala 807 Direito UNICAP
ORIGEM DA BUROCRACIA
 A um negociante e funcionário
do governo francês do século
XVIII, Jacques Claude Marie Vincent,
Seigneur de Gournay (1712-
1759, economista), atribui-se a criação do
termo bureaucratie, por volta de 1740. O
termo se aplicava a todas as repartições
públicas e tinha um sentido bem crítico e
irônico.
 Assim, "burocracia" é um termo híbrido,
composto pelo francês, bureau (escritório)
e pelo grego, krátos (poder ou regra),
significando uma forma de dominação
exercida por funcionários de escritórios.
 Burocracia também faz parte dos estudos
de Max Weber, que cuja obra serve de
orientação para muitos autores que o
sucederam, criou a Teoria da Burocracia,
para explicar a forma que as empresas se
organizam.
Inicio da teoria da burocracia
A teoria da burocracia desenvolveu-se na
administração ao redor da década de 1940
em função dos seguintes aspectos:
 Fragilidade e parcialidade da teoria clássica
e das relações humanas
 Necessidade de um modelo de
organização racional
 Crescente tamanho e complexidade das
empresas
 Ressurgimento da sociologia da burocracia
 CONCEITO COMUM
 Quando se pensa em burocracia, temos em mente
a ideia de todo um sistema travado, cheio de
documentos e papéis desnecessários que
dificultam o andamento de processos que poderiam
ser resolvidos de maneiras muito mais simples,
prejudicando a relação de estado e indivíduo
 CONCEITO DE WEBER
 A Burocracia, segundo a definição Weberiana, é uma tentativa de
formalizar e coordenar o comportamento humano por meio do
exercício da autoridade racional legal, para atingir objetivos
organizacionais gerais e prima pela total eficiência da organização
e, para que se alcance a eficiência, todos os detalhes formais
devem ser vistos com antecedência, a fim de que não existam
interferências pessoais que acabem por atrapalhar o processo
Algumas características do
sistema burocrático de Weber:
Impessoalidade nas relações: A
distribuição das atividades e cargos, e até
mesmo de autoridade é feita sem considerar
as pessoas como pessoas, mas como
ocupantes de cargos e funções.
Divisão do trabalho: Tarefas simples para
qualquer pessoa se especializar em tempo
mínimo
Regras e padrões: Decisões guiadas por
regras, disciplinas e controles
Outras características do
sistema burocrático de Weber:
Caráter formal das comunicações:
Todas as ações e procedimentos são
feitos para proporcionar comprovações e
documentações adequadas.
Hierarquia da Autoridade: A burocracia
é uma organização que estabelece os
cargos segundo o princípio da hierarquia.
Cada carga inferior tem que estar sob o
controle e supervisão de um cargo
superior.
Outras características do
sistema burocrático de Weber:
Caráter legal das normas e
regulamentos: Essas normas e
regulamentos são escritos e também
são exaustivos porque cobrem todas
as áreas da organização, prevêm
todas as ocorrências e as enquadram
dentro de um esquema definido capaz
re regular tudo o que ocorra dentro da
organização
Dimensões da Burocracia
 A burocracia significa o tipo de
organização humana onde a
racionalidade atinge seu mais
elevado grau
 O tipo ideal de burocracia segundo
Weber visa atingir certas
consequências desejadas e
antecipadamente previstas
Vantagens da Burocracia
 Racionalidade: alcance dos objetivos
da organização
 Precisão: definição de cargo e operação
 Uniformidade de rotinas e
procedimentos: favorece a
padronização e a redução de custos
 Redução do atrito entre as pessoas:
limites e responsabilidades conhecidas
 Confiabilidade: condução através de
regras conhecidas
Críticas à Burocracia
 As dimensões da burocracia:
Hierarquização, Formalização,
Centralização e Impessoalidade
 Mecanismos e as limitações da
teoria da máquina: Padronização do
desempenho da função,
Uniformidades de práticas
institucionalizadas e não-duplicação
da função, exagerado apelo aos
regulamentos, excesso de formalismo
(papelada)
A burocracia no Estado
moderno
>Foi no Estado moderno que a burocracia atingiu
seu mais alto grau de racionalidade.
>Segundo Weber, as principais
características de um aparato burocrático
moderno são:
>Funcionários que ocupam cargos burocráticos são considerados
servidores públicos;
>Funcionários são contratados em virtude de competência
técnica e qualificações específicas;
>Funcionários cumprem tarefas que são determinadas por
normas e regulamentos escritos;
>A remuneração é baseada em salários estipulados em dinheiro;
>Funcionários estão sujeitos a regras hierárquicas e códigos
disciplinares que estabelecem as relações de autoridade
Trabalho de TPE - Burocracia
As disfunções da
Burocracia para Merton
 Internalização das regras e apego aos
regulamentos – As normas e regulamentos
passam a se transformar de meios em
objetivos. Os regulamentos, de meios,
passam a ser os principais objetivos da
burocracia.
 Excesso de formalismo e de papelório – A
necessidade de documentar e de formalizar
todas as comunicações dentro da burocracia
a fim de que possa ser devidamente
testemunhado por escrito pode conduzir à
tendência ao excesso de formalismo, de
documentação e de papelório.
As disfunções da
Burocracia para Merton
 Resistência Mudanças – Como tudo dentro da
burocracia é rotinizado, padronizado, previsto
com antecipação, o funcionário geralmente se
acostuma a uma completa estabilidade e
repetição daquilo que faz, o que passa a lhe
proporcionar uma completa segurança a respeito
de seu futuro na burocracia.
 Despersonalização do Relacionamento – A
burocracia tem como uma de suas
características a impessoalidade no
relacionamento entre funcionários. Daí o seu
caráter impessoal, pois ela enfatiza os cargos e
não as pessoas que os ocupam. Isto leva a uma
diminuição das relações personalizadas entre os
membros da organização.
Sistema Eficiente
 A divisão e distribuição de funções, a seleção de
pessoal especializado, os regulamentos e a
disciplina hierárquica são fatores que fazem da
burocracia moderna o modo mais eficiente de
administração, tanto na esfera privada (numa
empresa capitalista) quanto na administração
pública.
 A crescente racionalidade do sistema burocrático
tende a gerar efeitos negativos, que podem
diminuir drasticamente a eficiência de uma
organização ou sociedade. Em contrapartida,
novos modelos de estruturas burocráticas,
alternativos ao modelo weberiano, têm sido
experimentados.
Dominação legítima
 Para Weber, a burocracia moderna não é
apenas uma forma avançada de
organização administrativa, com base no
método racional e científico, mas também
uma forma de dominação legítima.
 Além disso para ele, a burocracia e a
burocratização são processos inevitáveis e
crescentes, presentes em qualquer tipo de
organização, seja ela de natureza pública
ou privada
BUROCRACIA NO
SOCIALISMO
Após a criação da União Soviética, a burocracia
apareceu como uma crítica à rigidez do Estado e aos
partidos políticos que a oprimiam, além disso, o Partido
Comunista monopolizou o poder, articulando as
burocracias em organizações hospitalares, escolares e
militares, e acabou tomando a forma de uma
burocracia coletiva.
BUROCRACIA DE HEGEL
 Hegel foi um dos primeiros estudiosos da
burocracia, ele procurava sintetizar na
corporação(que chamava de burocracia
privada)as varias determinações que levam
á tensão entre o interesse particular e
universal do estado.
 Ele formulou o seguinte conceito: Onde o
estado aparece como organização
acabada,considerado em si e por si que se
realiza pela união intima do universal e do
individual
Taylor e Fayol
 O Taylorismo incide diretamente na
lógica da luta de classes, na medida em
que a fixação de ritmos de trabalho e o
reconhecimento da qualificação
profissional atuam como elementos
condicionantes da situação operária na
fábrica e da rentabilidade do capital
 Fayol continua a tradição de Taylor:
monocracia, hierarquia burocrática
formal e a incontestável unidade de
comando realizada de forma acabada,
por incrível que pareça, na empresa
industrial soviética
Bibliografia
 http://isisqueiroz.jusbrasil.com.br/arti
gos/112105696
 http://www.manuelgrilo.com/rui/compl
exidade/ii1.html
 Livros
 Burocracia e Ideologia - Mauricio
Tragtenberg
 O que é Burocracia - Fernando C.
Prestes
 Sociologia da Burocracia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fundamentos De Burocracia
Fundamentos De BurocraciaFundamentos De Burocracia
Fundamentos De Burocracia
Marcos Mendes
 
Introdução a adm burocracia
Introdução a adm burocraciaIntrodução a adm burocracia
Introdução a adm burocracia
Leonardo Santos
 
Teoria geral da burocracia burocracia
Teoria geral da burocracia burocraciaTeoria geral da burocracia burocracia
Teoria geral da burocracia burocracia
Esdras Arthur Lopes Pessoa
 
Max weber admnstração burrocrática
Max weber admnstração burrocráticaMax weber admnstração burrocrática
Max weber admnstração burrocrática
Fabio Lucio
 
Max weber
Max weberMax weber
Max weber
vanderléia
 
Aula 7 teoria da burocracia
Aula 7   teoria da burocraciaAula 7   teoria da burocracia
Aula 7 teoria da burocracia
PMY TECNOLOGIA LTDA
 
Burocracia em Max Weber
Burocracia em Max WeberBurocracia em Max Weber
Burocracia em Max Weber
Arare Carvalho Júnior
 
Modelo burocrático de organização final
Modelo burocrático de organização finalModelo burocrático de organização final
Modelo burocrático de organização final
Cyta-uf
 
06. Teoria da Burocracia
06. Teoria da Burocracia06. Teoria da Burocracia
06. Teoria da Burocracia
Debora Miceli
 
Teoria Da Burocracia
Teoria Da BurocraciaTeoria Da Burocracia
Teoria Da Burocracia
UEM
 
Max Weber
Max WeberMax Weber
Max Weber
Marcelo Machado
 
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
Edlee Brito
 
Burocracia weber
Burocracia weberBurocracia weber
Burocracia weber
Leonardo Seabra
 
Teoria Comportamental
Teoria ComportamentalTeoria Comportamental
Teoria Comportamental
admetz01
 
Evolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias AdministrativasEvolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias Administrativas
William Costa
 
2º tópico teoria da contingência - abordagem contingencial
2º tópico   teoria da contingência - abordagem contingencial2º tópico   teoria da contingência - abordagem contingencial
2º tópico teoria da contingência - abordagem contingencial
Taty Bahia
 
Tipos de autoridade
Tipos de autoridadeTipos de autoridade
Tipos de autoridade
Orlando Lima Treinamentos
 
TEORIA DA CONTINGÊNCIA .pptx
TEORIA DA CONTINGÊNCIA .pptxTEORIA DA CONTINGÊNCIA .pptx
TEORIA DA CONTINGÊNCIA .pptx
layraSOARESMACHADO
 
Teoria da Contingência
Teoria da ContingênciaTeoria da Contingência
Teoria da Contingência
Izaura Nogueira
 
Teoria Estruturalista
Teoria EstruturalistaTeoria Estruturalista
Teoria Estruturalista
Rafael Gomes
 

Mais procurados (20)

Fundamentos De Burocracia
Fundamentos De BurocraciaFundamentos De Burocracia
Fundamentos De Burocracia
 
Introdução a adm burocracia
Introdução a adm burocraciaIntrodução a adm burocracia
Introdução a adm burocracia
 
Teoria geral da burocracia burocracia
Teoria geral da burocracia burocraciaTeoria geral da burocracia burocracia
Teoria geral da burocracia burocracia
 
Max weber admnstração burrocrática
Max weber admnstração burrocráticaMax weber admnstração burrocrática
Max weber admnstração burrocrática
 
Max weber
Max weberMax weber
Max weber
 
Aula 7 teoria da burocracia
Aula 7   teoria da burocraciaAula 7   teoria da burocracia
Aula 7 teoria da burocracia
 
Burocracia em Max Weber
Burocracia em Max WeberBurocracia em Max Weber
Burocracia em Max Weber
 
Modelo burocrático de organização final
Modelo burocrático de organização finalModelo burocrático de organização final
Modelo burocrático de organização final
 
06. Teoria da Burocracia
06. Teoria da Burocracia06. Teoria da Burocracia
06. Teoria da Burocracia
 
Teoria Da Burocracia
Teoria Da BurocraciaTeoria Da Burocracia
Teoria Da Burocracia
 
Max Weber
Max WeberMax Weber
Max Weber
 
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
 
Burocracia weber
Burocracia weberBurocracia weber
Burocracia weber
 
Teoria Comportamental
Teoria ComportamentalTeoria Comportamental
Teoria Comportamental
 
Evolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias AdministrativasEvolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias Administrativas
 
2º tópico teoria da contingência - abordagem contingencial
2º tópico   teoria da contingência - abordagem contingencial2º tópico   teoria da contingência - abordagem contingencial
2º tópico teoria da contingência - abordagem contingencial
 
Tipos de autoridade
Tipos de autoridadeTipos de autoridade
Tipos de autoridade
 
TEORIA DA CONTINGÊNCIA .pptx
TEORIA DA CONTINGÊNCIA .pptxTEORIA DA CONTINGÊNCIA .pptx
TEORIA DA CONTINGÊNCIA .pptx
 
Teoria da Contingência
Teoria da ContingênciaTeoria da Contingência
Teoria da Contingência
 
Teoria Estruturalista
Teoria EstruturalistaTeoria Estruturalista
Teoria Estruturalista
 

Semelhante a Trabalho de TPE - Burocracia

Apostila teoria da burocracia
Apostila teoria da burocraciaApostila teoria da burocracia
Apostila teoria da burocracia
Adriana Carvalho
 
BUROCRACIA.pptx
BUROCRACIA.pptxBUROCRACIA.pptx
BUROCRACIA.pptx
AmarildoJosMorett
 
Aula - Teoria da Burocracia 19_08.pptx
Aula - Teoria da Burocracia 19_08.pptxAula - Teoria da Burocracia 19_08.pptx
Aula - Teoria da Burocracia 19_08.pptx
AndersonCouto33
 
Abordagem Estruturalista
Abordagem EstruturalistaAbordagem Estruturalista
Abordagem Estruturalista
César de Souza
 
Max Weber
Max Weber Max Weber
Livro burocracia diagramacao_final
Livro burocracia diagramacao_finalLivro burocracia diagramacao_final
Livro burocracia diagramacao_final
SSSSSS SSSSSSS
 
Maxweber 091017135600-phpapp01
Maxweber 091017135600-phpapp01Maxweber 091017135600-phpapp01
Maxweber 091017135600-phpapp01
klebem
 
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
Ivanildo Rodrigues
 
ABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.ppt
ABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.pptABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.ppt
ABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.ppt
YenneferBeck
 
Aulas de tga 30 10-13
Aulas de tga 30 10-13Aulas de tga 30 10-13
Aulas de tga 30 10-13
Jazon Pereira
 
Aula 4 ucam 2014.1- epa - weber
Aula 4   ucam 2014.1- epa - weberAula 4   ucam 2014.1- epa - weber
Aula 4 ucam 2014.1- epa - weber
Angelo Peres
 
Aula 3 ppt.pptx
Aula 3 ppt.pptxAula 3 ppt.pptx
Aula 3 ppt.pptx
FabianoSociologia
 
Aula 3 ppt.pptx
Aula 3 ppt.pptxAula 3 ppt.pptx
Aula 3 ppt.pptx
FabianoSociologia
 
T a_2_a04_e_5
T  a_2_a04_e_5T  a_2_a04_e_5
T a_2_a04_e_5
Angelo Yasui
 
Mouzelis3
Mouzelis3Mouzelis3
Mouzelis3
Ivania Alexandre
 
Aula5
Aula5Aula5
TEORIA DA BUROCRACIA.ppt
TEORIA DA BUROCRACIA.pptTEORIA DA BUROCRACIA.ppt
TEORIA DA BUROCRACIA.ppt
Silva Bernardo Cuinica
 
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
admetz01
 
O Nascimento da Chamada Teoria da Burocracia
O Nascimento da Chamada Teoria da BurocraciaO Nascimento da Chamada Teoria da Burocracia
O Nascimento da Chamada Teoria da Burocracia
LuisTioAlegria
 
slide gestao de empresas, no contexto agro.pptx
slide gestao de empresas, no contexto agro.pptxslide gestao de empresas, no contexto agro.pptx
slide gestao de empresas, no contexto agro.pptx
FaizaljumaAmade
 

Semelhante a Trabalho de TPE - Burocracia (20)

Apostila teoria da burocracia
Apostila teoria da burocraciaApostila teoria da burocracia
Apostila teoria da burocracia
 
BUROCRACIA.pptx
BUROCRACIA.pptxBUROCRACIA.pptx
BUROCRACIA.pptx
 
Aula - Teoria da Burocracia 19_08.pptx
Aula - Teoria da Burocracia 19_08.pptxAula - Teoria da Burocracia 19_08.pptx
Aula - Teoria da Burocracia 19_08.pptx
 
Abordagem Estruturalista
Abordagem EstruturalistaAbordagem Estruturalista
Abordagem Estruturalista
 
Max Weber
Max Weber Max Weber
Max Weber
 
Livro burocracia diagramacao_final
Livro burocracia diagramacao_finalLivro burocracia diagramacao_final
Livro burocracia diagramacao_final
 
Maxweber 091017135600-phpapp01
Maxweber 091017135600-phpapp01Maxweber 091017135600-phpapp01
Maxweber 091017135600-phpapp01
 
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
 
ABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.ppt
ABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.pptABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.ppt
ABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.ppt
 
Aulas de tga 30 10-13
Aulas de tga 30 10-13Aulas de tga 30 10-13
Aulas de tga 30 10-13
 
Aula 4 ucam 2014.1- epa - weber
Aula 4   ucam 2014.1- epa - weberAula 4   ucam 2014.1- epa - weber
Aula 4 ucam 2014.1- epa - weber
 
Aula 3 ppt.pptx
Aula 3 ppt.pptxAula 3 ppt.pptx
Aula 3 ppt.pptx
 
Aula 3 ppt.pptx
Aula 3 ppt.pptxAula 3 ppt.pptx
Aula 3 ppt.pptx
 
T a_2_a04_e_5
T  a_2_a04_e_5T  a_2_a04_e_5
T a_2_a04_e_5
 
Mouzelis3
Mouzelis3Mouzelis3
Mouzelis3
 
Aula5
Aula5Aula5
Aula5
 
TEORIA DA BUROCRACIA.ppt
TEORIA DA BUROCRACIA.pptTEORIA DA BUROCRACIA.ppt
TEORIA DA BUROCRACIA.ppt
 
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
 
O Nascimento da Chamada Teoria da Burocracia
O Nascimento da Chamada Teoria da BurocraciaO Nascimento da Chamada Teoria da Burocracia
O Nascimento da Chamada Teoria da Burocracia
 
slide gestao de empresas, no contexto agro.pptx
slide gestao de empresas, no contexto agro.pptxslide gestao de empresas, no contexto agro.pptx
slide gestao de empresas, no contexto agro.pptx
 

Último

oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
EduardoLealSilva
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 

Trabalho de TPE - Burocracia

  • 1. BUROCRACIA  Trio: Renato Araujo Medeiros Thales Jorge Gomes Campelo Tiago Leandro De Moura Turma MD4 – Sala 807 Direito UNICAP
  • 2. ORIGEM DA BUROCRACIA  A um negociante e funcionário do governo francês do século XVIII, Jacques Claude Marie Vincent, Seigneur de Gournay (1712- 1759, economista), atribui-se a criação do termo bureaucratie, por volta de 1740. O termo se aplicava a todas as repartições públicas e tinha um sentido bem crítico e irônico.  Assim, "burocracia" é um termo híbrido, composto pelo francês, bureau (escritório) e pelo grego, krátos (poder ou regra), significando uma forma de dominação exercida por funcionários de escritórios.
  • 3.  Burocracia também faz parte dos estudos de Max Weber, que cuja obra serve de orientação para muitos autores que o sucederam, criou a Teoria da Burocracia, para explicar a forma que as empresas se organizam.
  • 4. Inicio da teoria da burocracia A teoria da burocracia desenvolveu-se na administração ao redor da década de 1940 em função dos seguintes aspectos:  Fragilidade e parcialidade da teoria clássica e das relações humanas  Necessidade de um modelo de organização racional  Crescente tamanho e complexidade das empresas  Ressurgimento da sociologia da burocracia
  • 5.  CONCEITO COMUM  Quando se pensa em burocracia, temos em mente a ideia de todo um sistema travado, cheio de documentos e papéis desnecessários que dificultam o andamento de processos que poderiam ser resolvidos de maneiras muito mais simples, prejudicando a relação de estado e indivíduo
  • 6.  CONCEITO DE WEBER  A Burocracia, segundo a definição Weberiana, é uma tentativa de formalizar e coordenar o comportamento humano por meio do exercício da autoridade racional legal, para atingir objetivos organizacionais gerais e prima pela total eficiência da organização e, para que se alcance a eficiência, todos os detalhes formais devem ser vistos com antecedência, a fim de que não existam interferências pessoais que acabem por atrapalhar o processo
  • 7. Algumas características do sistema burocrático de Weber: Impessoalidade nas relações: A distribuição das atividades e cargos, e até mesmo de autoridade é feita sem considerar as pessoas como pessoas, mas como ocupantes de cargos e funções. Divisão do trabalho: Tarefas simples para qualquer pessoa se especializar em tempo mínimo Regras e padrões: Decisões guiadas por regras, disciplinas e controles
  • 8. Outras características do sistema burocrático de Weber: Caráter formal das comunicações: Todas as ações e procedimentos são feitos para proporcionar comprovações e documentações adequadas. Hierarquia da Autoridade: A burocracia é uma organização que estabelece os cargos segundo o princípio da hierarquia. Cada carga inferior tem que estar sob o controle e supervisão de um cargo superior.
  • 9. Outras características do sistema burocrático de Weber: Caráter legal das normas e regulamentos: Essas normas e regulamentos são escritos e também são exaustivos porque cobrem todas as áreas da organização, prevêm todas as ocorrências e as enquadram dentro de um esquema definido capaz re regular tudo o que ocorra dentro da organização
  • 10. Dimensões da Burocracia  A burocracia significa o tipo de organização humana onde a racionalidade atinge seu mais elevado grau  O tipo ideal de burocracia segundo Weber visa atingir certas consequências desejadas e antecipadamente previstas
  • 11. Vantagens da Burocracia  Racionalidade: alcance dos objetivos da organização  Precisão: definição de cargo e operação  Uniformidade de rotinas e procedimentos: favorece a padronização e a redução de custos  Redução do atrito entre as pessoas: limites e responsabilidades conhecidas  Confiabilidade: condução através de regras conhecidas
  • 12. Críticas à Burocracia  As dimensões da burocracia: Hierarquização, Formalização, Centralização e Impessoalidade  Mecanismos e as limitações da teoria da máquina: Padronização do desempenho da função, Uniformidades de práticas institucionalizadas e não-duplicação da função, exagerado apelo aos regulamentos, excesso de formalismo (papelada)
  • 13. A burocracia no Estado moderno >Foi no Estado moderno que a burocracia atingiu seu mais alto grau de racionalidade. >Segundo Weber, as principais características de um aparato burocrático moderno são: >Funcionários que ocupam cargos burocráticos são considerados servidores públicos; >Funcionários são contratados em virtude de competência técnica e qualificações específicas; >Funcionários cumprem tarefas que são determinadas por normas e regulamentos escritos; >A remuneração é baseada em salários estipulados em dinheiro; >Funcionários estão sujeitos a regras hierárquicas e códigos disciplinares que estabelecem as relações de autoridade
  • 15. As disfunções da Burocracia para Merton  Internalização das regras e apego aos regulamentos – As normas e regulamentos passam a se transformar de meios em objetivos. Os regulamentos, de meios, passam a ser os principais objetivos da burocracia.  Excesso de formalismo e de papelório – A necessidade de documentar e de formalizar todas as comunicações dentro da burocracia a fim de que possa ser devidamente testemunhado por escrito pode conduzir à tendência ao excesso de formalismo, de documentação e de papelório.
  • 16. As disfunções da Burocracia para Merton  Resistência Mudanças – Como tudo dentro da burocracia é rotinizado, padronizado, previsto com antecipação, o funcionário geralmente se acostuma a uma completa estabilidade e repetição daquilo que faz, o que passa a lhe proporcionar uma completa segurança a respeito de seu futuro na burocracia.  Despersonalização do Relacionamento – A burocracia tem como uma de suas características a impessoalidade no relacionamento entre funcionários. Daí o seu caráter impessoal, pois ela enfatiza os cargos e não as pessoas que os ocupam. Isto leva a uma diminuição das relações personalizadas entre os membros da organização.
  • 17. Sistema Eficiente  A divisão e distribuição de funções, a seleção de pessoal especializado, os regulamentos e a disciplina hierárquica são fatores que fazem da burocracia moderna o modo mais eficiente de administração, tanto na esfera privada (numa empresa capitalista) quanto na administração pública.  A crescente racionalidade do sistema burocrático tende a gerar efeitos negativos, que podem diminuir drasticamente a eficiência de uma organização ou sociedade. Em contrapartida, novos modelos de estruturas burocráticas, alternativos ao modelo weberiano, têm sido experimentados.
  • 18. Dominação legítima  Para Weber, a burocracia moderna não é apenas uma forma avançada de organização administrativa, com base no método racional e científico, mas também uma forma de dominação legítima.  Além disso para ele, a burocracia e a burocratização são processos inevitáveis e crescentes, presentes em qualquer tipo de organização, seja ela de natureza pública ou privada
  • 19. BUROCRACIA NO SOCIALISMO Após a criação da União Soviética, a burocracia apareceu como uma crítica à rigidez do Estado e aos partidos políticos que a oprimiam, além disso, o Partido Comunista monopolizou o poder, articulando as burocracias em organizações hospitalares, escolares e militares, e acabou tomando a forma de uma burocracia coletiva.
  • 20. BUROCRACIA DE HEGEL  Hegel foi um dos primeiros estudiosos da burocracia, ele procurava sintetizar na corporação(que chamava de burocracia privada)as varias determinações que levam á tensão entre o interesse particular e universal do estado.  Ele formulou o seguinte conceito: Onde o estado aparece como organização acabada,considerado em si e por si que se realiza pela união intima do universal e do individual
  • 21. Taylor e Fayol  O Taylorismo incide diretamente na lógica da luta de classes, na medida em que a fixação de ritmos de trabalho e o reconhecimento da qualificação profissional atuam como elementos condicionantes da situação operária na fábrica e da rentabilidade do capital  Fayol continua a tradição de Taylor: monocracia, hierarquia burocrática formal e a incontestável unidade de comando realizada de forma acabada, por incrível que pareça, na empresa industrial soviética
  • 22. Bibliografia  http://isisqueiroz.jusbrasil.com.br/arti gos/112105696  http://www.manuelgrilo.com/rui/compl exidade/ii1.html  Livros  Burocracia e Ideologia - Mauricio Tragtenberg  O que é Burocracia - Fernando C. Prestes  Sociologia da Burocracia