SlideShare uma empresa Scribd logo
BALANÇO PATRIMONIAL LEI 6404/76 – ART. 178 “ NO BALANÇO, AS CONTAS SERÃO CLASSIFICADAS SEGUNDO OS ELEMENTOS QUE REGISTREM E AGRUPADAS DE MODO A FACILITAR O CONHECIMENTO E A ANÁLISE DA SITUAÇÃO FINANCEIRA DA COMPANHIA”
BALANÇO PATRIMONIAL O  BP  EVIDENCIA DE FORMA QUALITATIVA E QUANTITATIVA, A SITUAÇÃO PATRIMONIAL E FINANCEIRA DA EMPRESA E DOS ATOS REGISTRADOS NA ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL. DEVE SER ESTRUTURADA DE ACORDO COM A LEI 6404/76 E OS P F C.
BALANÇO PATRIMONIAL O  BP  É UMA DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL OBRIGATÓRIA QUE APRESENTA, SINTÉTICA E ORDENADAMENTE O SALDO MONETÁRIO DE TODOS OS VALORES INTEGRANTES DO PATRIMÔNIO DA COMPANHIA, EM DETERMINADA DATA, NUM SENTIDO ESTÁTICO
BALANÇO PATRIMONIAL NO  BP  SÃO APRESENTADOS OS ELEMENTOS QUE COMPÕEM O PATRIMÔNIO DE UMA COMPANHIA EM DETERMINADO MOMENTO COM SEUS VALORES, PERMITINDO A ANÁLISE DA SITUAÇÃO PATRIMONIAL E FINANCEIRA DA MESMA.

Recomendado para você

Analise das Demonstrações Financeiras
Analise das Demonstrações FinanceirasAnalise das Demonstrações Financeiras
Analise das Demonstrações Financeiras

Trabalho apresentado a FALC - Faculdade da Aldeia de Carapicuíba, como atividade complementar da carga horária do sexta semestre de ciências contábeis para o professor Flávio

Slides Introdução à Contabilidade
Slides  Introdução à ContabilidadeSlides  Introdução à Contabilidade
Slides Introdução à Contabilidade

O documento fornece uma introdução aos conceitos básicos da contabilidade, incluindo: (1) a definição de contabilidade como a ciência que estuda os fenômenos patrimoniais; (2) os objetivos da contabilidade de medir os recursos, direitos e interesses de uma entidade; (3) os principais usuários das informações contábeis como investidores, credores e governo.

financeeconomy
Contabilidade geral ppt
Contabilidade geral   pptContabilidade geral   ppt
Contabilidade geral ppt

O documento fornece um resumo sobre os principais conceitos e técnicas contábeis, incluindo escrituração, balanço patrimonial, demonstrações contábeis, métodos de avaliação de estoques, contabilização de compras e vendas, entre outros.

BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO ART. 178, § 1º “ NO ATIVO AS CONTAS SERÃO DISPOSTAS EM ORDEM DECRESCENTE DE GRAU DE LIQUIDEZ DOS ELEMENTOS NELAS REGISTRADOS, NOS SEGUINTES GRUPOS: ATIVO CIRCULANTE ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO, e ATIVO PERMANENTE, SUBDIVIDIDO EM INVESTIMENTOS, ATIVO IMOBILIZADO E ATIVO DIFERIDO.”
BALANÇO PATRIMONIAL “ATIVO” RECURSOS DA EMPRESA CAPAZES DE GERAR FLUXOS DE FUTUROS DE CAIXA E SÃO REPRESENTADOS POR BENS E DIREITOS. OS COMPONENTES DO ATIVO SÃO CLASSIFICADOS DE ACORDO COM A DESTINAÇÃO ESPECÍFICA, QUE VARIA SEGUNDO OS FINS DA ENTIDADE
BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO ATIVO CIRCULANTE DISPONÍVEL : RECURSOS FINANCEIROS QUE SE ENCONTRAM À DISPOSIÇÃO IMEDIATA DA ENTIDADE, COMPREENDENDO OS MEIOS DE PAGAMENTO EM MOEDA E EM OUTRAS ESPÉCIES, OS DEPÓSITOS BANCÁRIOS À VISTA E OS TÍTULOS DE LIQUIDEZ IMEDIATA
BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CIRCULANTE CRÉDITOS TÍTULOS DE CRÉDITO, VALORES MOBILIÁRIOS E OUTROS DIREITOS VENCÍVEIS NO EXERCÍCIO SOCIAL SUBSEQÜENTE ESTOQUES VLRS. REF. A PRODUTOS ACABADOS, EM ELABORAÇÃO, MATÉRIAS-PRIMAS, MERCADORIAS e  MATERIAL DE CONSUMO

Recomendado para você

Introdução à Contabilidade
Introdução à ContabilidadeIntrodução à Contabilidade
Introdução à Contabilidade

1) O documento discute conceitos fundamentais da contabilidade como patrimônio, pessoa física, pessoa jurídica e empresa. 2) Apresenta os elementos que compõem o patrimônio como bens, direitos e obrigações e explica como são representados no balanço patrimonial. 3) Explica o método das partidas dobradas que é fundamental para a escrituração contábil.

lançamentos contábeiscontabilidadebalancete de verificação
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas EmpresasA Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas

Objetivos Apresentar a importância do assunto e momento atual econômico; Objetivo das finanças corporativas e seus benefícios; O que é um diagnóstico econômico e financeiro. Palestrante: Adm. Liandro Fabri Graduação em Administração de Empresas - Centro Universitário de Bauru - ITE; MBA - Finanças Controladoria e Auditoria - FGV; Atualmente é sócio diretor da Adriano Fabri Consultoria e Desenvolvimento Empresarial; Atua com consultoria empresarial na área financeira; Docente em cursos de graduação e pós-graduação em Instituições de Bauru e região.

gestaocraspcustos
Aula 1 Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Aula 1   Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011Aula 1   Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Aula 1 Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011

O documento introduz os conceitos de finanças e gestão financeira, destacando sua importância para o sucesso empresarial. Apresenta as principais funções da gestão financeira, como análise de investimentos, controle de caixa e relacionamentos com outras áreas. Também discute o papel do gestor financeiro e a necessidade de ética nessa função.

financeiraaulagesto
BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CIRCULANTE DESPESAS DO EXERCÍCIO SEGUINTE APLICAÇÕES EM GASTOS QUE TENHAM REALIZAÇÃO NO CURSO DO EXERCÍCIO SOCIAL SUBSEQÜENTE
BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CIRCULANTE EXCEÇÕES  CICLO OPERACIONAL OPERAÇÕES COM COLIGADAS, CONTROLADAS, ACIONISTAS, DIRETORES, ETC., SEM CORRELAÇÃO COM O OBJETO SOCIAL DA EMPRESA
BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO DIREITOS REALIZÁVEIS APÓS O ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO SOCIAL SUBSEQÜENTE
BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO INVESTIMENTOS LEI 6404/76 – ART. 179 / III – “EM INVESTIMENTOS: AS PARTICIPAÇÕES PERMANENTES EM OUTRAS SOCIEDADES E OS DIREITOS DE QUALQUER NATUREZA NÃO CLASSIFICÁVEIS NO ATIVO CIRCULANTE, E QUE NÃO SE DESTINEM À MANUTENÇÃO DA ATIVIDADE DA COMPANHIA OU DA EMPRESA

Recomendado para você

Introdução à Gestão Financeira
Introdução à Gestão FinanceiraIntrodução à Gestão Financeira
Introdução à Gestão Financeira

O documento resume conceitos básicos de contabilidade, incluindo termos como patrimônio, bens, direitos e obrigações. Também discute conceitos como regime de caixa e competência, ativo circulante e não circulante, passivo circulante e não circulante e patrimônio líquido. Explora ainda contas patrimoniais, contas de resultados, depreciação, amortização e exaustão.

gestão do capital de giroprincípios de micro e macroeconomia.gestão financeira
Aula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Aula 01Senac Contas a Pagar, ReceberAula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Aula 01Senac Contas a Pagar, Receber

O documento descreve um curso de Administração de Contas a Pagar, Receber e Tesouraria oferecido pelo Senac de Guarulhos entre 04 de fevereiro e 31 de março. O curso abordará tópicos como gestão financeira, fluxo de caixa, contas a pagar e receber, tesouraria e matemática financeira ao longo de oito encontros semanais. As aulas serão ministradas por meio de exposições dialogadas, discussões em grupo, exercícios práticos e casos reais.

Fluxo de caixa
Fluxo de caixaFluxo de caixa
Fluxo de caixa

O documento discute a importância de administrar o fluxo de caixa para a sobrevivência de pequenas empresas. Ele explica que apenas 2 em cada 10 pequenas empresas sobrevivem até o quinto ano devido a fatores como alta carga tributária, falta de acesso ao crédito e mudanças no cenário econômico. O fluxo de caixa é definido como uma ferramenta para planejar entradas e saídas de dinheiro e tomar decisões antecipadas sobre a situação financeira da empresa. O documento fornece dicas sobre como elaborar e monitorar

finanascontbilmargem de contribuio
BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO PERMANENTE INVESTIMENTOS PARTICIPAÇÕES EM AÇÕES OU QUOTAS, COM OBJETIVO DE PERMANÊNCIA EM OUTRAS SOCIEDADES DIREITOS DE QUALQUER NATUREZA, NÃO CLASSIFICÁVEIS NO CIRCULANTE, NO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO,  NO IMOBILIZADO E NO DIFERIDO
BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO IMOBILIZADO LEI 6404 – ART. 179 / IV: “ NO ATIVO IMOBILIZADO:  OS DIREITOS QUE TENHAM POR OBJETO BENS DESTINADOS À MANUTENÇÃO DAS ATIVIDADES DA COMPANHIA E DA EMPRESA, OU EXERCIDOS COM ESTA FINALIDADE, INCLUSIVE OS DIREITOS DE PROPRIEDADE INDUSTRIAL OU COMERCIAL.”
BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO IMOBILIZADO BENS CORPÓREOS, MÓVEIS OU IMÓVEIS BENS INCORPÓREOS: GOODWILL, DIREITO DE EXPLORAÇÃO DE PROCESSO DE INDÚSTRIA OU MARCA DE COMÉRCIO, ETC CULTURAS PERMANENTES ANIMAIS DE TRAÇÃO E DE REPRODUÇÃO
BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CULTURAS PERMANENTES PRAZO DE MATURAÇÃO E PRODUÇÃO SUPERIOR A UM ANO PRODUZ + DE UMA VEZ EM SUA VIDA ÚTIL ECONÔMICA, ou AINDA QUE PRODUZA UMA ÚNICA VEZ, TENHA PRAZO DE MATURAÇÃO E PRODUÇÃO SUPERIOR A, PELO MENOS, DOIS ANOS

Recomendado para você

Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresMercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires

O documento fornece uma introdução sobre o mercado financeiro, descrevendo suas principais características e componentes. Resume que o mercado financeiro conecta investidores e tomadores de recursos, cobrando taxas por esse serviço de intermediação. Também define os principais tipos de instituições financeiras e mercados, incluindo o mercado de capitais, monetário, de crédito e cambial.

administração financeirafinancasmercado financeiro
Fluxo de caixa
Fluxo de caixaFluxo de caixa
Fluxo de caixa

O documento descreve o fluxo de caixa como a previsão de entradas e saídas de recursos monetários de uma empresa. Ele explica que o objetivo da previsão é fornecer informações para tomada de decisões e que deve considerar dados como contas a receber, empréstimos, contas a pagar e despesas.

Noções Básicas de Contabilidade
Noções Básicas de ContabilidadeNoções Básicas de Contabilidade
Noções Básicas de Contabilidade

O documento discute os conceitos básicos da contabilidade, incluindo seu objetivo de registrar a situação patrimonial das entidades e proporcionar planejamento e controle. Aborda técnicas como escrituração contábil, demonstrações contábeis, auditoria e análise de balanço, além de princípios como entidade, competências e realização.

ciência contábilescrituraçãodemonstrativos
BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO DIFERIDO LEI 6404 – ART. 179 / V : “NO ATIVO DIFERIDO: AS APLICAÇÕES QUE CONTRIBUIRÃO PARA A FORMAÇÃO DO RESULTADO DE MAIS DE UM EXERCÍCIO SOCIAL, INCLUSIVE JUROS PAGOS OU CREDITADOS A ACIONISTAS DURANTE O PERÍODO
BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO LEI 6404/76, ART 178 - § 2º “ NO PASSIVO AS CONTAS SERÃO CLASSIFICADAS NOS SEGUINTES GRUPOS: a) PASSIVO CIRCULANTE b) PASSIVO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO c) RESULTADO DE EXERCÍCIOS FUTUROS d) PATRIMÔNIO LÍQUIDO DIVIDIDO EM: CAPITAL SOCIAL, RESERVAS DE REAVALIAÇÃO, RESERVAS DE LUCROS E LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS”
BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO PASSIVO = ORIGEM DOS RECURSOS, REPRESENTADO PELAS OBRIGAÇÕES DA CIA, TANTO PARA COM TERCEIROS COMO PARA OS PROPRIETÁRIOS CONFORME A LEI 6404, O PASSIVO ENGLOBA , INCLUSIVE O PATRIMÔNIO LÍQUIDO.
BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO PASSIVO EXIGÍVEL  LEI 6404/76 – ART. 180: “ AS OBRIGAÇÕES DA COMPANHIA, INCLUSIVE FINANCIAMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE DIREITOS  DO ATIVO PERMANENTE, SERÃO CLASSIFICADAS NO PASSIVO CIRCULANTE, QUANDO SE VENCEREM NO EXERCÍCIO SEGUINTE....

Recomendado para você

Contabilidade Básica
Contabilidade BásicaContabilidade Básica
Contabilidade Básica

O documento fornece uma introdução sobre os principais conceitos e princípios da contabilidade, incluindo: (1) os tipos de contabilidade (financeira, gerencial e fiscal); (2) as diferentes estruturas de empresas (propriedade individual, sociedade e corporação); (3) os regimes tributários (Simples Nacional, lucro presumido e lucro real); e (4) os princípios e normas contábeis internacionais e brasileiras.

contabilidade
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira

O documento discute a importância da gestão financeira para o controle e planejamento das finanças de uma empresa, mencionando tópicos como orçamento, fluxo de caixa, DRE e indicadores financeiros.

Introdução à finanças corporativas
Introdução à finanças corporativasIntrodução à finanças corporativas
Introdução à finanças corporativas

Este documento introduz conceitos básicos de finanças corporativas, discutindo três áreas de finanças, funções financeiras, fontes de recursos e riscos. Explica formas jurídicas de organizações, objetivos da firma, governança corporativa e ética empresarial.

financefinançasintrodução à finanças
BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO PASSIVO EXIGÍVEL LEI 6404/76 – ART. 180 “..... E NO PASSIVO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO, SE TIVEREM VENCIMENTO EM PRAZO MAIOR, OBSERVADO O DISPOSTO NO PARÁGRAFO ÚNICO DO ART. 179.” ( CICLO OPERACIONAL )
BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO CIRCULANTE OBRIGAÇÕES VENCÍVEIS NO DECORRER DO EXERCÍCIO SOCIAL SUBSEQÜENTE, ALÉM DAS JÁ VENCIDAS. EXIGÍVEL A LONGO PRAZO OBRIGAÇÕES VENCÍVEIS APÓS O ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO SOCIAL SUBSEQÜENTE
BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO NO PASSIVO DEVEM SER REGISTRADAS, TANTO AS OBRIGAÇÕES FORMALIZADAS, COMO AS NÃO FORMALIZADAS.  DEVEM SER REGISTRADAS POR MEIO DE PROVISÕES  COM BASE EM VALORES CONHECIDOS OU ESTIMADOS
BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO AS CONTAS DEVEM SER REGISTRADAS EM ORDEM DECRESCENTE DE EXIGIBILIDADE OS PRAZOS PREVISTOS PARA SEPARAR EXIGIBILIDADES DE CURTO E LONGO PRAZO DEVE SER O MESMO DAS REALIZABILIDADES

Recomendado para você

Aula gestão financeira - Aula 01
Aula gestão financeira - Aula 01Aula gestão financeira - Aula 01
Aula gestão financeira - Aula 01

O documento discute conceitos de gestão financeira e tributária, destacando que a gestão financeira cuida da rentabilidade e liquidez dos recursos da empresa. A gestão tributária gerencia os aspectos tributários de uma empresa. Também apresenta decisões que impactam positiva e negativamente a liquidez e descreve controles financeiros básicos como controle de caixa, vendas, contas a receber e pagar e fluxo de caixa.

Introdução à contabilidade aula 6
Introdução à contabilidade   aula 6Introdução à contabilidade   aula 6
Introdução à contabilidade aula 6

O documento discute conceitos básicos de contabilidade, incluindo: (1) contabilidade como ciência que controla as variações no patrimônio de entidades; (2) patrimônio é formado por bens, direitos e obrigações; (3) objetivo da contabilidade é fornecer informações sobre o patrimônio para auxiliar na tomada de decisões.

Apostila escrita fiscal 02
Apostila escrita fiscal 02Apostila escrita fiscal 02
Apostila escrita fiscal 02

O documento discute a importância da contabilidade simplificada para micro e pequenas empresas optantes pelo Simples Nacional. Ele explica que essas empresas podem adotar registros contábeis simplificados, como lançamentos mensais no diário, desde que mantenham registros auxiliares. Também descreve os principais requisitos da contabilidade simplificada como a adoção do regime de competência e a elaboração anual de balanço patrimonial e demonstração de resultado.

BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO RESULTADOS DE EXERCÍCIOS FUTUROS –  LEI 6404/76  – ART. 181: “SERÃO CLASSIFICADOS COMO RESULTADOS DE EXERCÍCIOS FUTUROS AS RECEITAS DE EXERCÍCIOS FUTUROS, DIMINUÍDAS DOS CUSTOS E DESPESAS A ELAS CORRESPONDENTES.”
BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO RESULTADO EXERCÍCIOS FUTUROS RECEITAS RECEBIDAS ANTECIPADAMENTE, JÁ DEDUZIDAS DAS DESPESAS A ELAS CORRESPONDENTES. CONTRATOS DE LONGO PRAZO ANTEPROJETO   DESAPARECE, INDO PARA DIREITOS E OBRIGAÇÕES
BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO REPRESENTA A DIFERENÇA ENTRE O ATIVO E O PASSIVO VALOR CONTÁBIL PERTENCENTE AOS SÓCIOS , DO PONTO DE VISTA DA TEORIA DO PROPRIETÁRIO. CAPITAL PRÓPRIO DA ENTIDADE, SOB O ENFOQUE DAS ORIGENS DOS RECURSOS
BALANÇO PATRIMONIAL  PATRIMÔNIO LÍQUIDO ESTRUTURA CAPITAL SOCIAL RESERVAS DE CAPITAL RESERVAS DE REAVALIAÇÃO RESERVAS DE LUCRO LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS

Recomendado para você

Contabilidade geral exerc 7
Contabilidade geral exerc 7Contabilidade geral exerc 7
Contabilidade geral exerc 7

Este documento discute a classificação de contas no Balanço Patrimonial de acordo com a Lei no 6.404/76. Ele explica que os ativos e direitos compõem o Ativo, enquanto as obrigações compõem o Passivo. Dentro do Patrimônio Líquido estão as obrigações da empresa para com os sócios. A lei define regras para classificar contas no Ativo, Passivo e Patrimônio Líquido.

 
por J M
Ibet planejanento trib.2012
Ibet planejanento trib.2012Ibet planejanento trib.2012
Ibet planejanento trib.2012

Este documento discute conceitos de planejamento tributário, ágio e reorganização societária no contexto de operações com ágio. Apresenta definições legais e jurisprudenciais destes conceitos e discute seu tratamento contábil e tributário.

Apresentação Alderir Zanatha Contabilidade
Apresentação Alderir Zanatha ContabilidadeApresentação Alderir Zanatha Contabilidade
Apresentação Alderir Zanatha Contabilidade

O documento discute a contabilidade aplicada aos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) municipais. Ele explica os fundamentos da contabilidade pública, as origens dos recursos e despesas do RPPS, e os anexos e demonstrativos exigidos pelo Ministério da Previdência Social para a prestação de contas.

BALANÇO PATRIMONIAL  PATRIMÔNIO LÍQUIDO CAPITAL A REALIZAR :  A LEI COMERCIAL ENTENDE QUE O CAPITAL A REALIZAR NÃO CONSTITUI ATIVO, MAS O SALDO DA PARCELA DO CAPITAL SOCIAL COM QUE O ACIONISTA SE OBRIGOU A CONTRIBUIR, QUANDO DA SUBSCRIÇÃO
BALANÇO PATRIMONIAL  PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE CAPITAL : LEI 6404-ART 182. § 1º: “SERÃO CLASSIFICADAS COMO RESERVAS DE CAPITAL AS CONTAS QUE REGISTRAREM: A) A CONTRIBUIÇÃO DO SUBSCRITOR DE AÇÕES QUE ULTRAPASSAR O VALOR NOMINAL E A PARTE DO PREÇO DAS AÇÕES SEM VALOR NOMINAL QUE ULTRAPASSAR A IMPORTÂNCIA DESTINADA À FORMAÇÃO DO CAPITAL SOCIAL, INCLUSIVE NOS CASOS DE CONVERSÃO DE AÇÕES EM DEBÊNTURES  OU PARTES BENEFICIÁRIAS ;
BALANÇO PATRIMONIAL   PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE CAPITAL B) O PRODUTO DE ALIENAÇÃO DE PARTES BENEFICIÁRIAS C) O PRÊMIO RECEBIDO PELA EMISSÃO DE DEBÊNTURES D) AS DOAÇÕES E AS SUBVENÇÕES PARA INVESTIMENTOS § 2º - C.M. DO CAPITAL REALIZADO (até 1995).....
BALANÇO PATRIMONIAL   PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE CAPITAL VALORES RECEBIDOS PELA ENTIDADE, QUE NÃO TRANSITAM PELO RESULTADO DA COMPANHIA COMO RECEITAS OU GANHOS, OU SEJA NÃO FORAM OBTIDAS POR MEIO DE OPERAÇÕES NORMAIS DA EMPRESA.

Recomendado para você

Apropriação de Créditos na Aquisição de Bens do Ativo imobilizado. PIS/COFINS...
Apropriação de Créditos na Aquisição de Bens do Ativo imobilizado. PIS/COFINS...Apropriação de Créditos na Aquisição de Bens do Ativo imobilizado. PIS/COFINS...
Apropriação de Créditos na Aquisição de Bens do Ativo imobilizado. PIS/COFINS...

ATIVO IMOBILIZADO. CREDITAMENTO. Apropriação de Créditos na Aquisição de Bens do Ativo imobilizado. PIS/COFINS/ICMS (SÃO PAULO)

crÉditos icmsativo imobilizadopis
Encerramento das contas de resultado
Encerramento das contas de resultadoEncerramento das contas de resultado
Encerramento das contas de resultado

O documento descreve o processo de encerramento das contas de resultado no final do exercício, transferindo os saldos das contas de despesas e receitas para a conta de resultado do exercício. Explica também como elaborar as demonstrações financeiras obrigatórias, como o balanço patrimonial e a demonstração de resultado.

Apostila de Contabilidade Empresarial v 300
Apostila de Contabilidade Empresarial v 300Apostila de Contabilidade Empresarial v 300
Apostila de Contabilidade Empresarial v 300

O documento apresenta os principais conceitos e normas contábeis relacionadas ao balanço patrimonial, demonstrações financeiras e legislação societária. Inclui a classificação das contas no ativo, passivo e patrimônio líquido de acordo com a Lei das Sociedades por Ações e conceitos sobre as principais reservas patrimoniais.

empresarialcontabilidadedre
BALANÇO PATRIMONIAL   PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE CAPITAL SÃO FORMADAS: PELA CONTRIBUIÇÃO POR MEIO DA SUBSCRIÇÃO DE  VALORES MOBILIÁRIOS  DA COMPANHIA, QUANDO, OU ENQUANTO TAIS VALORES NÃO FOREM DESTINADOS A INTEGRAR O CAPITAL SOCIAL. POR DOAÇÕES OU SUBVENÇÕES PARA INVESTIMENTOS.
BALANÇO PATRIMONIAL   PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE REAVALIAÇÃO LEI 6404/74 – ART 182 - § 3º:  “SERÃO CLASSIFICADAS COMO RESERVAS DE REAVALIAÇÃO AS CONTRAPARTIDAS DE AUMENTOS DE VALOR ATRIBUÍDOS A ELEMENTOS DO ATIVO EM VIRTUDE DE NOVAS AVALIAÇÕES, COM BASE EM LAUDO NOS TERMOS DO ART. 8º, APROVADO PELA ASSEMBLÉIA GERAL.”
BALANÇO PATRIMONIAL   PATRIMÔNIO LÍQUIDO Art. 8º Lei 6404/76 “
BALANÇO PATRIMONIAL   PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE REAVALIAÇÃO ACRÉSCIMO DE VALOR  ATRIBUÍDO A ELEMENTOS DO ATIVO, ACIMA DE SEUS VALORES CONTÁBEIS LÍQUIDOS. EX.: RESERVA DE REAVALIAÇÃO DE ATIVOS PRÓPRIOS e RESERVA DE REAVALIAÇÃO DE ATIVOS DE CONTROLADAS E TRIBUTOS SOBRE A RESERVA DE REAVALIAÇÃO

Recomendado para você

Tc58 renato vila nova - contabilidade geral - aula 9 .:. www.tc58n.wordpres...
Tc58   renato vila nova - contabilidade geral - aula 9 .:. www.tc58n.wordpres...Tc58   renato vila nova - contabilidade geral - aula 9 .:. www.tc58n.wordpres...
Tc58 renato vila nova - contabilidade geral - aula 9 .:. www.tc58n.wordpres...

O documento discute conceitos contábeis como circulante e não circulante, regime de caixa e competência, e princípios como entidade, continuidade e oportunidade. Ele também apresenta exemplos e exercícios sobre esses tópicos.

www.tc58n.wordpress.com
Apresentacao alderir zanatha contabilidade macae
Apresentacao alderir zanatha contabilidade macaeApresentacao alderir zanatha contabilidade macae
Apresentacao alderir zanatha contabilidade macae

O documento discute a contabilidade aplicada aos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) municipais. Ele explica os fundamentos da contabilidade pública, as funções do Conselho Municipal de Previdência, a origem dos recursos e despesas do RPPS, e os anexos e demonstrativos contábeis exigidos pelo Ministério da Previdência Social.

Conceito contas contabeis lei 6404
Conceito contas contabeis lei 6404Conceito contas contabeis lei 6404
Conceito contas contabeis lei 6404

O documento descreve os requisitos para a estrutura e conteúdo do balanço patrimonial e outras demonstrações financeiras de acordo com a legislação brasileira. Ele especifica como as contas devem ser classificadas no ativo, passivo e patrimônio líquido, e quais informações devem ser fornecidas nas notas explicativas, demonstração de resultados e outros documentos.

BALANÇO PATRIMONIAL   PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE LUCRO CONTAS DE RESERVAS CONSTITUÍDAS PEAL APROPRIAÇÃO DE LUCROS DA COMPANHIA, CFE. PREVISTO NO § 4º DO ART. 182 DA LEI 6404/76
BALANÇO PATRIMONIAL   PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE LUCRO RESERVA LEGAL ART. 193 DA LEI 6404/76: “DO LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO, 5% SERÃO APLICADOS ANTES DE QUALQUER OUTRA DESTINAÇÃO, NA CONSTITUIÇÃO DA RESERVA LEGAL, QUE NÃO EXCEDERÁ 20% DO CAPITAL SOCIAL.” PODERÁ DEIXAR DE SER FORMADA QUANDO SOMADA ÀS RESERVAS DE CAPITAL ATINGIR 30% DO CAPITAL SOCIAL
BALANÇO PATRIMONIAL   PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVA PARA CONTINGÊNCIAS OBJETIVO : SEGREGAR PARCELA DE LUCROS, PRINCIPALMENTE EVITANDO A DISTRIBUIÇÃO DE DIVIDENDOS, CORRESPONDENTES A PROVÁVEIS PERDAS FUTURAS QUE ACARRETARÃO DIMINUIÇÃO DOS LUCROS DE EXERCÍCIOS FUTUROS, UNIFORMIZANDO A DISTRIBUIÇÃO DE RESULTADOS.
BALANÇO PATRIMONIAL   PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVA PARA CONTINGÊNCIAS EXEMPLOS DE PERDAS POTENCIAIS FUTURAS: CHEIAS SECAS GEADAS GRANIZOS PARALISAÇÃO TEMPORÁRIA

Recomendado para você

Balanço patrimonial passivo e pl vf lfg
Balanço patrimonial passivo e pl vf lfgBalanço patrimonial passivo e pl vf lfg
Balanço patrimonial passivo e pl vf lfg

1. O documento discute a classificação do passivo circulante e não circulante no balanço patrimonial de acordo com a lei societária brasileira. 2. O passivo circulante inclui obrigações que vencem no exercício seguinte, enquanto o passivo não circulante inclui obrigações com vencimento maior. 3. O patrimônio líquido é composto por capital social, reservas de capital, ajustes de avaliação patrimonial e reservas de lucros.

Balanco patrimonial
Balanco patrimonialBalanco patrimonial
Balanco patrimonial

O documento discute conceitos contábeis relacionados ao balanço patrimonial, como ativo, passivo e patrimônio líquido. Apresenta as contas que compõem esses grupos e explica termos como depreciação, amortização e exaustão.

Apostila
ApostilaApostila
Apostila

O documento descreve o processo de encerramento das contas de resultado no final do exercício, transferindo os saldos das contas de despesas e receitas para a conta de resultado do exercício. As contas de despesas são creditadas e as contas de receitas são debitadas na conta de resultado, que por sua vez transfere o saldo para a conta de lucros ou prejuízos.

BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVA PARA CONTINGÊNCIAS REVERSÃO  §2º - ART 195, LEI 6304/76 “ A RESERVA SERÁ REVERTIDA NO EXERCÍCIO EM QUE DEIXAREM DE EXISTIR AS RAZÕES QUE JUSTIFICARAM A SUA CONSTITUIÇÃO OU EM QUE OCORRER A PERDA.”
BALANÇO PATRIMONIAL   PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVA DE LUCROS A REALIZAR É CONSTITUÍDA PARA EVITAR DISTRIBUIÇÃO DE DIVIDENDOS SOBRE A PARCELA DOS LUCROS AINDA NÃO REALIZADA FINANCEIRAMENTE. A LEI 10303/01 TIPIFICA COMO LUCROS A REALIZAR: GANHOS COM EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL LUCRO NAS VENDAS DE LONGO PRAZO
BALANÇO PATRIMONIAL   PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTAS RETIFICADORAS PREJUÍZOS ACUMULADOS AÇÕES EM TESOURARIA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fluxo de Caixa: teoria e prática
Fluxo de Caixa: teoria e práticaFluxo de Caixa: teoria e prática
Fluxo de Caixa: teoria e prática
Elmano Cavalcanti
 
Tesouraria
TesourariaTesouraria
Tesouraria
simuladocontabil
 
Contabilidade patrimônio 2
Contabilidade patrimônio 2Contabilidade patrimônio 2
Contabilidade patrimônio 2
Rita Lombarde Vilela Vitoriano
 
Analise das Demonstrações Financeiras
Analise das Demonstrações FinanceirasAnalise das Demonstrações Financeiras
Analise das Demonstrações Financeiras
Isabel Castilho
 
Slides Introdução à Contabilidade
Slides  Introdução à ContabilidadeSlides  Introdução à Contabilidade
Slides Introdução à Contabilidade
Ana Paula Bevilacqua
 
Contabilidade geral ppt
Contabilidade geral   pptContabilidade geral   ppt
Contabilidade geral ppt
simuladocontabil
 
Introdução à Contabilidade
Introdução à ContabilidadeIntrodução à Contabilidade
Introdução à Contabilidade
Eliseu Fortolan
 
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas EmpresasA Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Aula 1 Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Aula 1   Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011Aula 1   Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Aula 1 Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Rafael Gonçalves
 
Introdução à Gestão Financeira
Introdução à Gestão FinanceiraIntrodução à Gestão Financeira
Introdução à Gestão Financeira
Eliseu Fortolan
 
Aula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Aula 01Senac Contas a Pagar, ReceberAula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Aula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Fabiano Moura
 
Fluxo de caixa
Fluxo de caixaFluxo de caixa
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresMercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Fluxo de caixa
Fluxo de caixaFluxo de caixa
Fluxo de caixa
alunocontabil
 
Noções Básicas de Contabilidade
Noções Básicas de ContabilidadeNoções Básicas de Contabilidade
Contabilidade Básica
Contabilidade BásicaContabilidade Básica
Contabilidade Básica
André Faria Gomes
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
Francine Manhabosco
 
Introdução à finanças corporativas
Introdução à finanças corporativasIntrodução à finanças corporativas
Introdução à finanças corporativas
Luciano Pires
 
Aula gestão financeira - Aula 01
Aula gestão financeira - Aula 01Aula gestão financeira - Aula 01
Aula gestão financeira - Aula 01
Faculdade Inesul - Londrina
 
Introdução à contabilidade aula 6
Introdução à contabilidade   aula 6Introdução à contabilidade   aula 6
Introdução à contabilidade aula 6
Ester Costa Alencar
 

Mais procurados (20)

Fluxo de Caixa: teoria e prática
Fluxo de Caixa: teoria e práticaFluxo de Caixa: teoria e prática
Fluxo de Caixa: teoria e prática
 
Tesouraria
TesourariaTesouraria
Tesouraria
 
Contabilidade patrimônio 2
Contabilidade patrimônio 2Contabilidade patrimônio 2
Contabilidade patrimônio 2
 
Analise das Demonstrações Financeiras
Analise das Demonstrações FinanceirasAnalise das Demonstrações Financeiras
Analise das Demonstrações Financeiras
 
Slides Introdução à Contabilidade
Slides  Introdução à ContabilidadeSlides  Introdução à Contabilidade
Slides Introdução à Contabilidade
 
Contabilidade geral ppt
Contabilidade geral   pptContabilidade geral   ppt
Contabilidade geral ppt
 
Introdução à Contabilidade
Introdução à ContabilidadeIntrodução à Contabilidade
Introdução à Contabilidade
 
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas EmpresasA Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
 
Aula 1 Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Aula 1   Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011Aula 1   Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Aula 1 Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
 
Introdução à Gestão Financeira
Introdução à Gestão FinanceiraIntrodução à Gestão Financeira
Introdução à Gestão Financeira
 
Aula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Aula 01Senac Contas a Pagar, ReceberAula 01Senac Contas a Pagar, Receber
Aula 01Senac Contas a Pagar, Receber
 
Fluxo de caixa
Fluxo de caixaFluxo de caixa
Fluxo de caixa
 
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresMercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
 
Fluxo de caixa
Fluxo de caixaFluxo de caixa
Fluxo de caixa
 
Noções Básicas de Contabilidade
Noções Básicas de ContabilidadeNoções Básicas de Contabilidade
Noções Básicas de Contabilidade
 
Contabilidade Básica
Contabilidade BásicaContabilidade Básica
Contabilidade Básica
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
 
Introdução à finanças corporativas
Introdução à finanças corporativasIntrodução à finanças corporativas
Introdução à finanças corporativas
 
Aula gestão financeira - Aula 01
Aula gestão financeira - Aula 01Aula gestão financeira - Aula 01
Aula gestão financeira - Aula 01
 
Introdução à contabilidade aula 6
Introdução à contabilidade   aula 6Introdução à contabilidade   aula 6
Introdução à contabilidade aula 6
 

Semelhante a BalançO Patrimonial

Apostila escrita fiscal 02
Apostila escrita fiscal 02Apostila escrita fiscal 02
Apostila escrita fiscal 02
profcontabil
 
Contabilidade geral exerc 7
Contabilidade geral exerc 7Contabilidade geral exerc 7
Contabilidade geral exerc 7
J M
 
Ibet planejanento trib.2012
Ibet planejanento trib.2012Ibet planejanento trib.2012
Ibet planejanento trib.2012
Betânia Costa
 
Apresentação Alderir Zanatha Contabilidade
Apresentação Alderir Zanatha ContabilidadeApresentação Alderir Zanatha Contabilidade
Apresentação Alderir Zanatha Contabilidade
aepremerj
 
Apropriação de Créditos na Aquisição de Bens do Ativo imobilizado. PIS/COFINS...
Apropriação de Créditos na Aquisição de Bens do Ativo imobilizado. PIS/COFINS...Apropriação de Créditos na Aquisição de Bens do Ativo imobilizado. PIS/COFINS...
Apropriação de Créditos na Aquisição de Bens do Ativo imobilizado. PIS/COFINS...
ALEXANDRE PANTOJA
 
Encerramento das contas de resultado
Encerramento das contas de resultadoEncerramento das contas de resultado
Encerramento das contas de resultado
razonetecontabil
 
Apostila de Contabilidade Empresarial v 300
Apostila de Contabilidade Empresarial v 300Apostila de Contabilidade Empresarial v 300
Apostila de Contabilidade Empresarial v 300
Cesar Ventura
 
Tc58 renato vila nova - contabilidade geral - aula 9 .:. www.tc58n.wordpres...
Tc58   renato vila nova - contabilidade geral - aula 9 .:. www.tc58n.wordpres...Tc58   renato vila nova - contabilidade geral - aula 9 .:. www.tc58n.wordpres...
Tc58 renato vila nova - contabilidade geral - aula 9 .:. www.tc58n.wordpres...
Claudio Parra
 
Apresentacao alderir zanatha contabilidade macae
Apresentacao alderir zanatha contabilidade macaeApresentacao alderir zanatha contabilidade macae
Apresentacao alderir zanatha contabilidade macae
aepremerj
 
Conceito contas contabeis lei 6404
Conceito contas contabeis lei 6404Conceito contas contabeis lei 6404
Conceito contas contabeis lei 6404
apostilacontabil
 
Balanço patrimonial passivo e pl vf lfg
Balanço patrimonial passivo e pl vf lfgBalanço patrimonial passivo e pl vf lfg
Balanço patrimonial passivo e pl vf lfg
Lane78
 
Balanco patrimonial
Balanco patrimonialBalanco patrimonial
Balanco patrimonial
Claudia Marinho
 
Apostila
ApostilaApostila
Alteracoes.11.638 07
Alteracoes.11.638 07Alteracoes.11.638 07
Alteracoes.11.638 07
Marcelo Lemos
 
A Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadoras
A Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadorasA Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadoras
A Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadoras
ROIT Consultoria e Contabilidade
 
A Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadoras
A Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadorasA Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadoras
A Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadoras
ROIT Consultoria e Contabilidade
 
Contabilidade decifrada 21
Contabilidade decifrada 21Contabilidade decifrada 21
Contabilidade decifrada 21
simuladocontabil
 
Guia
GuiaGuia
Guia
GuiaGuia
Aula 06 contabilidade
Aula 06 contabilidadeAula 06 contabilidade
Aula 06 contabilidade
contacontabil
 

Semelhante a BalançO Patrimonial (20)

Apostila escrita fiscal 02
Apostila escrita fiscal 02Apostila escrita fiscal 02
Apostila escrita fiscal 02
 
Contabilidade geral exerc 7
Contabilidade geral exerc 7Contabilidade geral exerc 7
Contabilidade geral exerc 7
 
Ibet planejanento trib.2012
Ibet planejanento trib.2012Ibet planejanento trib.2012
Ibet planejanento trib.2012
 
Apresentação Alderir Zanatha Contabilidade
Apresentação Alderir Zanatha ContabilidadeApresentação Alderir Zanatha Contabilidade
Apresentação Alderir Zanatha Contabilidade
 
Apropriação de Créditos na Aquisição de Bens do Ativo imobilizado. PIS/COFINS...
Apropriação de Créditos na Aquisição de Bens do Ativo imobilizado. PIS/COFINS...Apropriação de Créditos na Aquisição de Bens do Ativo imobilizado. PIS/COFINS...
Apropriação de Créditos na Aquisição de Bens do Ativo imobilizado. PIS/COFINS...
 
Encerramento das contas de resultado
Encerramento das contas de resultadoEncerramento das contas de resultado
Encerramento das contas de resultado
 
Apostila de Contabilidade Empresarial v 300
Apostila de Contabilidade Empresarial v 300Apostila de Contabilidade Empresarial v 300
Apostila de Contabilidade Empresarial v 300
 
Tc58 renato vila nova - contabilidade geral - aula 9 .:. www.tc58n.wordpres...
Tc58   renato vila nova - contabilidade geral - aula 9 .:. www.tc58n.wordpres...Tc58   renato vila nova - contabilidade geral - aula 9 .:. www.tc58n.wordpres...
Tc58 renato vila nova - contabilidade geral - aula 9 .:. www.tc58n.wordpres...
 
Apresentacao alderir zanatha contabilidade macae
Apresentacao alderir zanatha contabilidade macaeApresentacao alderir zanatha contabilidade macae
Apresentacao alderir zanatha contabilidade macae
 
Conceito contas contabeis lei 6404
Conceito contas contabeis lei 6404Conceito contas contabeis lei 6404
Conceito contas contabeis lei 6404
 
Balanço patrimonial passivo e pl vf lfg
Balanço patrimonial passivo e pl vf lfgBalanço patrimonial passivo e pl vf lfg
Balanço patrimonial passivo e pl vf lfg
 
Balanco patrimonial
Balanco patrimonialBalanco patrimonial
Balanco patrimonial
 
Apostila
ApostilaApostila
Apostila
 
Alteracoes.11.638 07
Alteracoes.11.638 07Alteracoes.11.638 07
Alteracoes.11.638 07
 
A Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadoras
A Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadorasA Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadoras
A Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadoras
 
A Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadoras
A Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadorasA Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadoras
A Contabilidade e as principais dores para empresas importadoras e exportadoras
 
Contabilidade decifrada 21
Contabilidade decifrada 21Contabilidade decifrada 21
Contabilidade decifrada 21
 
Guia
GuiaGuia
Guia
 
Guia
GuiaGuia
Guia
 
Aula 06 contabilidade
Aula 06 contabilidadeAula 06 contabilidade
Aula 06 contabilidade
 

BalançO Patrimonial

  • 1. BALANÇO PATRIMONIAL LEI 6404/76 – ART. 178 “ NO BALANÇO, AS CONTAS SERÃO CLASSIFICADAS SEGUNDO OS ELEMENTOS QUE REGISTREM E AGRUPADAS DE MODO A FACILITAR O CONHECIMENTO E A ANÁLISE DA SITUAÇÃO FINANCEIRA DA COMPANHIA”
  • 2. BALANÇO PATRIMONIAL O BP EVIDENCIA DE FORMA QUALITATIVA E QUANTITATIVA, A SITUAÇÃO PATRIMONIAL E FINANCEIRA DA EMPRESA E DOS ATOS REGISTRADOS NA ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL. DEVE SER ESTRUTURADA DE ACORDO COM A LEI 6404/76 E OS P F C.
  • 3. BALANÇO PATRIMONIAL O BP É UMA DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL OBRIGATÓRIA QUE APRESENTA, SINTÉTICA E ORDENADAMENTE O SALDO MONETÁRIO DE TODOS OS VALORES INTEGRANTES DO PATRIMÔNIO DA COMPANHIA, EM DETERMINADA DATA, NUM SENTIDO ESTÁTICO
  • 4. BALANÇO PATRIMONIAL NO BP SÃO APRESENTADOS OS ELEMENTOS QUE COMPÕEM O PATRIMÔNIO DE UMA COMPANHIA EM DETERMINADO MOMENTO COM SEUS VALORES, PERMITINDO A ANÁLISE DA SITUAÇÃO PATRIMONIAL E FINANCEIRA DA MESMA.
  • 5. BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO ART. 178, § 1º “ NO ATIVO AS CONTAS SERÃO DISPOSTAS EM ORDEM DECRESCENTE DE GRAU DE LIQUIDEZ DOS ELEMENTOS NELAS REGISTRADOS, NOS SEGUINTES GRUPOS: ATIVO CIRCULANTE ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO, e ATIVO PERMANENTE, SUBDIVIDIDO EM INVESTIMENTOS, ATIVO IMOBILIZADO E ATIVO DIFERIDO.”
  • 6. BALANÇO PATRIMONIAL “ATIVO” RECURSOS DA EMPRESA CAPAZES DE GERAR FLUXOS DE FUTUROS DE CAIXA E SÃO REPRESENTADOS POR BENS E DIREITOS. OS COMPONENTES DO ATIVO SÃO CLASSIFICADOS DE ACORDO COM A DESTINAÇÃO ESPECÍFICA, QUE VARIA SEGUNDO OS FINS DA ENTIDADE
  • 7. BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO ATIVO CIRCULANTE DISPONÍVEL : RECURSOS FINANCEIROS QUE SE ENCONTRAM À DISPOSIÇÃO IMEDIATA DA ENTIDADE, COMPREENDENDO OS MEIOS DE PAGAMENTO EM MOEDA E EM OUTRAS ESPÉCIES, OS DEPÓSITOS BANCÁRIOS À VISTA E OS TÍTULOS DE LIQUIDEZ IMEDIATA
  • 8. BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CIRCULANTE CRÉDITOS TÍTULOS DE CRÉDITO, VALORES MOBILIÁRIOS E OUTROS DIREITOS VENCÍVEIS NO EXERCÍCIO SOCIAL SUBSEQÜENTE ESTOQUES VLRS. REF. A PRODUTOS ACABADOS, EM ELABORAÇÃO, MATÉRIAS-PRIMAS, MERCADORIAS e MATERIAL DE CONSUMO
  • 9. BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CIRCULANTE DESPESAS DO EXERCÍCIO SEGUINTE APLICAÇÕES EM GASTOS QUE TENHAM REALIZAÇÃO NO CURSO DO EXERCÍCIO SOCIAL SUBSEQÜENTE
  • 10. BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CIRCULANTE EXCEÇÕES CICLO OPERACIONAL OPERAÇÕES COM COLIGADAS, CONTROLADAS, ACIONISTAS, DIRETORES, ETC., SEM CORRELAÇÃO COM O OBJETO SOCIAL DA EMPRESA
  • 11. BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO DIREITOS REALIZÁVEIS APÓS O ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO SOCIAL SUBSEQÜENTE
  • 12. BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO INVESTIMENTOS LEI 6404/76 – ART. 179 / III – “EM INVESTIMENTOS: AS PARTICIPAÇÕES PERMANENTES EM OUTRAS SOCIEDADES E OS DIREITOS DE QUALQUER NATUREZA NÃO CLASSIFICÁVEIS NO ATIVO CIRCULANTE, E QUE NÃO SE DESTINEM À MANUTENÇÃO DA ATIVIDADE DA COMPANHIA OU DA EMPRESA
  • 13. BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO PERMANENTE INVESTIMENTOS PARTICIPAÇÕES EM AÇÕES OU QUOTAS, COM OBJETIVO DE PERMANÊNCIA EM OUTRAS SOCIEDADES DIREITOS DE QUALQUER NATUREZA, NÃO CLASSIFICÁVEIS NO CIRCULANTE, NO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO, NO IMOBILIZADO E NO DIFERIDO
  • 14. BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO IMOBILIZADO LEI 6404 – ART. 179 / IV: “ NO ATIVO IMOBILIZADO: OS DIREITOS QUE TENHAM POR OBJETO BENS DESTINADOS À MANUTENÇÃO DAS ATIVIDADES DA COMPANHIA E DA EMPRESA, OU EXERCIDOS COM ESTA FINALIDADE, INCLUSIVE OS DIREITOS DE PROPRIEDADE INDUSTRIAL OU COMERCIAL.”
  • 15. BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO IMOBILIZADO BENS CORPÓREOS, MÓVEIS OU IMÓVEIS BENS INCORPÓREOS: GOODWILL, DIREITO DE EXPLORAÇÃO DE PROCESSO DE INDÚSTRIA OU MARCA DE COMÉRCIO, ETC CULTURAS PERMANENTES ANIMAIS DE TRAÇÃO E DE REPRODUÇÃO
  • 16. BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CULTURAS PERMANENTES PRAZO DE MATURAÇÃO E PRODUÇÃO SUPERIOR A UM ANO PRODUZ + DE UMA VEZ EM SUA VIDA ÚTIL ECONÔMICA, ou AINDA QUE PRODUZA UMA ÚNICA VEZ, TENHA PRAZO DE MATURAÇÃO E PRODUÇÃO SUPERIOR A, PELO MENOS, DOIS ANOS
  • 17. BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO DIFERIDO LEI 6404 – ART. 179 / V : “NO ATIVO DIFERIDO: AS APLICAÇÕES QUE CONTRIBUIRÃO PARA A FORMAÇÃO DO RESULTADO DE MAIS DE UM EXERCÍCIO SOCIAL, INCLUSIVE JUROS PAGOS OU CREDITADOS A ACIONISTAS DURANTE O PERÍODO
  • 18. BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO LEI 6404/76, ART 178 - § 2º “ NO PASSIVO AS CONTAS SERÃO CLASSIFICADAS NOS SEGUINTES GRUPOS: a) PASSIVO CIRCULANTE b) PASSIVO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO c) RESULTADO DE EXERCÍCIOS FUTUROS d) PATRIMÔNIO LÍQUIDO DIVIDIDO EM: CAPITAL SOCIAL, RESERVAS DE REAVALIAÇÃO, RESERVAS DE LUCROS E LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS”
  • 19. BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO PASSIVO = ORIGEM DOS RECURSOS, REPRESENTADO PELAS OBRIGAÇÕES DA CIA, TANTO PARA COM TERCEIROS COMO PARA OS PROPRIETÁRIOS CONFORME A LEI 6404, O PASSIVO ENGLOBA , INCLUSIVE O PATRIMÔNIO LÍQUIDO.
  • 20. BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO PASSIVO EXIGÍVEL LEI 6404/76 – ART. 180: “ AS OBRIGAÇÕES DA COMPANHIA, INCLUSIVE FINANCIAMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE DIREITOS DO ATIVO PERMANENTE, SERÃO CLASSIFICADAS NO PASSIVO CIRCULANTE, QUANDO SE VENCEREM NO EXERCÍCIO SEGUINTE....
  • 21. BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO PASSIVO EXIGÍVEL LEI 6404/76 – ART. 180 “..... E NO PASSIVO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO, SE TIVEREM VENCIMENTO EM PRAZO MAIOR, OBSERVADO O DISPOSTO NO PARÁGRAFO ÚNICO DO ART. 179.” ( CICLO OPERACIONAL )
  • 22. BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO CIRCULANTE OBRIGAÇÕES VENCÍVEIS NO DECORRER DO EXERCÍCIO SOCIAL SUBSEQÜENTE, ALÉM DAS JÁ VENCIDAS. EXIGÍVEL A LONGO PRAZO OBRIGAÇÕES VENCÍVEIS APÓS O ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO SOCIAL SUBSEQÜENTE
  • 23. BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO NO PASSIVO DEVEM SER REGISTRADAS, TANTO AS OBRIGAÇÕES FORMALIZADAS, COMO AS NÃO FORMALIZADAS. DEVEM SER REGISTRADAS POR MEIO DE PROVISÕES COM BASE EM VALORES CONHECIDOS OU ESTIMADOS
  • 24. BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO AS CONTAS DEVEM SER REGISTRADAS EM ORDEM DECRESCENTE DE EXIGIBILIDADE OS PRAZOS PREVISTOS PARA SEPARAR EXIGIBILIDADES DE CURTO E LONGO PRAZO DEVE SER O MESMO DAS REALIZABILIDADES
  • 25. BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO RESULTADOS DE EXERCÍCIOS FUTUROS – LEI 6404/76 – ART. 181: “SERÃO CLASSIFICADOS COMO RESULTADOS DE EXERCÍCIOS FUTUROS AS RECEITAS DE EXERCÍCIOS FUTUROS, DIMINUÍDAS DOS CUSTOS E DESPESAS A ELAS CORRESPONDENTES.”
  • 26. BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO RESULTADO EXERCÍCIOS FUTUROS RECEITAS RECEBIDAS ANTECIPADAMENTE, JÁ DEDUZIDAS DAS DESPESAS A ELAS CORRESPONDENTES. CONTRATOS DE LONGO PRAZO ANTEPROJETO DESAPARECE, INDO PARA DIREITOS E OBRIGAÇÕES
  • 27. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO REPRESENTA A DIFERENÇA ENTRE O ATIVO E O PASSIVO VALOR CONTÁBIL PERTENCENTE AOS SÓCIOS , DO PONTO DE VISTA DA TEORIA DO PROPRIETÁRIO. CAPITAL PRÓPRIO DA ENTIDADE, SOB O ENFOQUE DAS ORIGENS DOS RECURSOS
  • 28. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO ESTRUTURA CAPITAL SOCIAL RESERVAS DE CAPITAL RESERVAS DE REAVALIAÇÃO RESERVAS DE LUCRO LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS
  • 29. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO CAPITAL A REALIZAR : A LEI COMERCIAL ENTENDE QUE O CAPITAL A REALIZAR NÃO CONSTITUI ATIVO, MAS O SALDO DA PARCELA DO CAPITAL SOCIAL COM QUE O ACIONISTA SE OBRIGOU A CONTRIBUIR, QUANDO DA SUBSCRIÇÃO
  • 30. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE CAPITAL : LEI 6404-ART 182. § 1º: “SERÃO CLASSIFICADAS COMO RESERVAS DE CAPITAL AS CONTAS QUE REGISTRAREM: A) A CONTRIBUIÇÃO DO SUBSCRITOR DE AÇÕES QUE ULTRAPASSAR O VALOR NOMINAL E A PARTE DO PREÇO DAS AÇÕES SEM VALOR NOMINAL QUE ULTRAPASSAR A IMPORTÂNCIA DESTINADA À FORMAÇÃO DO CAPITAL SOCIAL, INCLUSIVE NOS CASOS DE CONVERSÃO DE AÇÕES EM DEBÊNTURES OU PARTES BENEFICIÁRIAS ;
  • 31. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE CAPITAL B) O PRODUTO DE ALIENAÇÃO DE PARTES BENEFICIÁRIAS C) O PRÊMIO RECEBIDO PELA EMISSÃO DE DEBÊNTURES D) AS DOAÇÕES E AS SUBVENÇÕES PARA INVESTIMENTOS § 2º - C.M. DO CAPITAL REALIZADO (até 1995).....
  • 32. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE CAPITAL VALORES RECEBIDOS PELA ENTIDADE, QUE NÃO TRANSITAM PELO RESULTADO DA COMPANHIA COMO RECEITAS OU GANHOS, OU SEJA NÃO FORAM OBTIDAS POR MEIO DE OPERAÇÕES NORMAIS DA EMPRESA.
  • 33. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE CAPITAL SÃO FORMADAS: PELA CONTRIBUIÇÃO POR MEIO DA SUBSCRIÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DA COMPANHIA, QUANDO, OU ENQUANTO TAIS VALORES NÃO FOREM DESTINADOS A INTEGRAR O CAPITAL SOCIAL. POR DOAÇÕES OU SUBVENÇÕES PARA INVESTIMENTOS.
  • 34. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE REAVALIAÇÃO LEI 6404/74 – ART 182 - § 3º: “SERÃO CLASSIFICADAS COMO RESERVAS DE REAVALIAÇÃO AS CONTRAPARTIDAS DE AUMENTOS DE VALOR ATRIBUÍDOS A ELEMENTOS DO ATIVO EM VIRTUDE DE NOVAS AVALIAÇÕES, COM BASE EM LAUDO NOS TERMOS DO ART. 8º, APROVADO PELA ASSEMBLÉIA GERAL.”
  • 35. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO Art. 8º Lei 6404/76 “
  • 36. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE REAVALIAÇÃO ACRÉSCIMO DE VALOR ATRIBUÍDO A ELEMENTOS DO ATIVO, ACIMA DE SEUS VALORES CONTÁBEIS LÍQUIDOS. EX.: RESERVA DE REAVALIAÇÃO DE ATIVOS PRÓPRIOS e RESERVA DE REAVALIAÇÃO DE ATIVOS DE CONTROLADAS E TRIBUTOS SOBRE A RESERVA DE REAVALIAÇÃO
  • 37. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE LUCRO CONTAS DE RESERVAS CONSTITUÍDAS PEAL APROPRIAÇÃO DE LUCROS DA COMPANHIA, CFE. PREVISTO NO § 4º DO ART. 182 DA LEI 6404/76
  • 38. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVAS DE LUCRO RESERVA LEGAL ART. 193 DA LEI 6404/76: “DO LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO, 5% SERÃO APLICADOS ANTES DE QUALQUER OUTRA DESTINAÇÃO, NA CONSTITUIÇÃO DA RESERVA LEGAL, QUE NÃO EXCEDERÁ 20% DO CAPITAL SOCIAL.” PODERÁ DEIXAR DE SER FORMADA QUANDO SOMADA ÀS RESERVAS DE CAPITAL ATINGIR 30% DO CAPITAL SOCIAL
  • 39. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVA PARA CONTINGÊNCIAS OBJETIVO : SEGREGAR PARCELA DE LUCROS, PRINCIPALMENTE EVITANDO A DISTRIBUIÇÃO DE DIVIDENDOS, CORRESPONDENTES A PROVÁVEIS PERDAS FUTURAS QUE ACARRETARÃO DIMINUIÇÃO DOS LUCROS DE EXERCÍCIOS FUTUROS, UNIFORMIZANDO A DISTRIBUIÇÃO DE RESULTADOS.
  • 40. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVA PARA CONTINGÊNCIAS EXEMPLOS DE PERDAS POTENCIAIS FUTURAS: CHEIAS SECAS GEADAS GRANIZOS PARALISAÇÃO TEMPORÁRIA
  • 41. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVA PARA CONTINGÊNCIAS REVERSÃO §2º - ART 195, LEI 6304/76 “ A RESERVA SERÁ REVERTIDA NO EXERCÍCIO EM QUE DEIXAREM DE EXISTIR AS RAZÕES QUE JUSTIFICARAM A SUA CONSTITUIÇÃO OU EM QUE OCORRER A PERDA.”
  • 42. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO RESERVA DE LUCROS A REALIZAR É CONSTITUÍDA PARA EVITAR DISTRIBUIÇÃO DE DIVIDENDOS SOBRE A PARCELA DOS LUCROS AINDA NÃO REALIZADA FINANCEIRAMENTE. A LEI 10303/01 TIPIFICA COMO LUCROS A REALIZAR: GANHOS COM EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL LUCRO NAS VENDAS DE LONGO PRAZO
  • 43. BALANÇO PATRIMONIAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTAS RETIFICADORAS PREJUÍZOS ACUMULADOS AÇÕES EM TESOURARIA