SlideShare uma empresa Scribd logo
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E
TECNOLOGIA DO PIAUÍ
CURSO TÉCNICO CONCOMITANTE /SUBSEQUENTE EM
AGRONEGÓCIO
CAMPUS – CORRENTE - PI
Engº. Agrº. M.Sc. Sebastião P. do Nascimento
LOGÍSTICA APLICADA AO
AGRONEGÓCIO
Corrente, 16 de março de 2010
 Poucas são as áreas de estudo que apresentam
impactos significativos no padrão de vida das
pessoas – A LOGÍSTICA é uma dessas áreas.
 Todas as áreas da atividade humana são
afetadas, direta e indiretamente pelo processo
logístico.
Como seria comprar uma camisa de seda feita na China em
uma loja em São Paulo?
Porque um Kg. de tomate, é tão barato no campo e custa
tão caro no supermercado?
Qual deve ser a embalagem ideal para um iogurte?
Jóias...?
Porque o transporte de carga aérea é muito mais caro que os
outros modais, está tendo um crescimento tão grande no
Brasil e no mundo?
Muitas são as versões para a origem da palavra
logística:
 Originada do Francês: LOGER - que significa:
ACOMODAR, ALOJAR.
 Originada do Grego: LOGOS (Razão) que significa ARTE DE
CALCULAR ou MANUTENÇÃO DE DETALHES DE UMA
OPERAÇÃO
Muitas são as versões para a origem da palavra
logística:
 Sobre a origem MILITAR significa:
POSICIONAMENTO DE TROPAS, AGILIDADE NOS
DESLOCAMENTOS, PROVISÕES E MUNIÇÕES,
ENTREGA DE CORRESPONDÊNCIAS...
Na área COMERCIAL: é usada para exprimir: O
PLANEJAMENTO E A GESTÃO DOS SERVIÇOS RELATIVOS À
DOCUMENTAÇÃO, MANUSEIO, ARMAZENAGEM E
TRANSFERÊNCIA DOS BENS DE UMA OPERAÇÃO DE
COMÉRCIO.
O Comércio e a Literatura dos Negócios deram a
Logística uma grande variedade de nomes:
• Distribuição Física
• Logística Empresarial
• Logística de Distribuição
• Logística de Marketing
• Gerenciamento de Materiais
• Gerenciamento de Cadeia de Distribuição
• Logística Industrial
• Logística de Transporte
• ...
Todos os nomes significam a mesma coisa:
Gerenciamento do fluxo de materiais do ponto
de origem ao ponto de consumo
"LOGÍSTICA é processo de PLANEJAR, IMPLEMENTAR e
CONTROLAR de maneira EFICIENTE e EFICAZ o fluxo de
ARMAZENAGEM de Produtos, bem com os SERVIÇOS e
INFORMAÇÕES associados, cobrindo desde o PONTO DE
ORIGEM até o PONTO DE CONSUMO, com o objetivo de
atender os requisitos do CONSUMIDOR."
Council of Logistics Management, 1991
EFICIÊNCIA - É a relação entre o resultado alcançado e os recursos
utilizados; BATALAS (2001).
EFICÁCIA - É a extensão na qual as atividades planejadas são
realizadas e os resultados planejados são alcançados.
EFICIÊNCIA - É fazer bem as coisas, referindo-se a processos;
EFICÁCIA – É fazer a coisa certa, referindo-se a resultados.
Sou eficaz por que sou eficiente...
– Foi desenvolvida com o intuito de
abastecer, transportar e alojar tropas
propiciando que os recursos certos
estivessem no local certo e na hora
certa.
– O primeiro general a utilizar esse
termo, foi o general Von Claussen de
Frederico da Prússia, e foi desenvolvido
mais adiante pela Inteligência Americana
– CIA, juntamente com os professores
de Harvard, para a Segunda Guerra
Mundial.
• Logo depois, em meados de 1950, a logística,
surge como matéria na Universidade de Harvard,
nas cadeiras de Engenharia e Administração de
Empresas.
• O Termo mais Utilizado até a
Década de 80 era:
– Distribuição Física.
Segundo Figueiredo e Arkader (2001) a logística teve cinco
eras, do século XX até os dias atuais:
1.Início do Século XX – Fase do “Campo ao Mercado”
• Preocupação com o escoamento da produção agrícola.
2. De 1940 até o início da década de 1960 – Fase das
“Funções Segmentadas”
• Continuou com grande influência militar;
• Preocupação com a movimentação de materiais,
principalmente armazenagem e transporte de bens
3. Início da década da década de 70 - Fase das “Funções
Integradas”:
• Incluiu custo total e abordagem de sistemas;
• Fluxo mais amplo: transporte, distribuição, armazenagem,
estoque e manuseio de materiais;
4. A partir de 1970 até meados dos anos 80 - Fase do “Foco
no Cliente”:
• Ressaltando produtividade e custos de estoques;
• Incluída nos cursos de Administração de Empresas.
5. Atualmente – “Fase Logística como elemento diferenciador”
• Destaca-se a tecnologia de Informação, a responsabilidade
Social e a ecologia
 Levar a quantidade exata do produto certo ao lugar
adequado na hora correta pelo preço justo;
 Diminuir o hiato entre produção e demanda de modo
que os consumidores tenham bens e serviços quando e
onde quiserem, e na condição que desejarem;
 Elevar o Nivel de Serviços;
 Reduzir Custos.
1. Suprimentos, que gerencia a matéria-prima e os
componentes: o pedido ao fornecedor, o transporte, a
armazenagem e a distribuição (de matérias-primas e
insumos);
2. Produção, que administra o estoque do produto semi-
acabado no processo de fabricação: o fluxo de materiais
dentro da fábrica, os armazéns intermediários, o
abastecimento do posto de trabalho e a expedição do
produto acabado;
3. Distribuição, que administra a demanda do cliente e os
canais de distribuição: o estoque do produto acabado, a
armazenagem, a programação de entrega, o transporte e
a entrega ao cliente.
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E
TECNOLOGIA DO PIAUÍ
CURSO TÉCNICO CONCOMITANTE /SUBSEQUENTE EM
AGRONEGÓCIO
CAMPUS – CORRENTE - PI
Engº. Agrº. M.Sc. Sebastião P. do Nascimento
LOGÍSTICA APLICADA AO
AGRONEGÓCIO
Corrente, 15 de abril de 2010
LOGÍSTICA INTEGRADA
 Visão estratégica destaca a integração das
áreas de: abastecimento, produção e distribuição;
 Visão tática destaca o comprometimento entre
as gerências da logística e de marketing/vendas;
 Visão operacional destaca as operações
logísticas, seu relacionamento com a cadeia de
suprimentos, o inter-relacionamento entre as áreas
operacionais.
Na guerra da competitividade a logística
representa vantagem competitiva entre
empresas concorrentes
LOGÍSTICA INTEGRADA- OBJETIVOS
 Reduzir custos operacionais;
 Atender as necessidades dos consumidores
com maior eficácia;
 Melhorar a qualidade a um menor custo ao
cliente;
I - Colocar o produto certo, na hora certa, no local
certo e ao menor custo possível
II - É necessário aumentar o fluxo de informações
entre seus integrantes e maior precisão nos
resultados.
LOGÍSTICA INTEGRADA
Planejamento
Compras
Interação com
a Produção
Armazenagem
de Produto
Acabado
Expedição
Armazenagem de
Materias-primas e
Insumos
Programação
da Produção
Recebimento
de Materiais
CLIENTE
PRODUÇÃO
COMERCIAL
PCP
Programação
de Entrega
Transporte
F
O
R
N
E
C
E
D
O
R
E
S
- A cadeia logística é o canal de movimento do
produto ao longo do processo industrial até os
clientes.
- Pode-se dizer simplesmente que é a sucessão
de manuseios, movimentações e armazenagens
pelas quais o produto passa desde que é matéria-
prima, conjuntos semi-elaborados, até chegar ao
cliente final.
CADEIA DE SUPRIMENTOS
Fornecedor Fabricante
Varejista
Consumidor
Atacadista
ORGANIZAÇÕES QUE INTERAGEM NA
LOGÍSTICA
Fonte: BERTAGLIA “Logística e
gerenciamento da cadeia de abastecimento”
Ed. Saraiva
Fornecedor Fabricante
Varejista
Consumidor
Atacadista
 Excesso de capacidade e de oferta;
 Fornecimento em escala global;
 Fornecimento de sistemas, módulos e
soluções;
 Fornecimento com preços decrescentes e
exigências crescentes;
 Ruptura em processos.
OS DESAFIOS DAS CADEIAS PRODUTIVAS
Centro de
Distribuição
Consumidor
Falta de Informação
Planejamento
Ineficiente
 Transporte
Ineficiente
 Espera para
Descarga
 Níveis elevados
de Estoque
 Custo Alto
 Serviços
Ruins:
– Tempo
– Qualidade
Cadeia de Abastecimento
Fabricante
Transporte
Loja do
Varejo
CD do varejo
Transporte
Transporte
Função na Cadeia Decisões de Planejamento
Produção
Empacotamento
Armazenagem
Recebimento
Armazenagem
Separação
Armazenagem
Separação
Transporte
Lojas
Estoque Pulmão
Gôndola&Prateleira
Produção
Empacotamento
Armazenagem
Níveis de Estoque
Planejamento
Programação de
Recursos
Planejamento e
Roteirização de
Veículos
Portfolio de Produtos
Técnicas de
Acondicionamento em
Gôndolas
Consumo
INEFICIÊNCIA DA CADEIA DE
SUPRIMENTOS
“SCM é a integração dos processos industriais
e comerciais, partindo do consumidor final e
indo até os fornecedores iniciais, gerando
produtos, serviços e informações que agreguem
valor para o cliente”.
SUPPLY CHAIN MANAGEMENT
Fórum de SCM ( Ohio State University, 2000)
Fornecedores
Matéria Prima
Serviços
Logísticos FornecedoresFabricantes
Consumidor/
Cliente
Efficient, High Velocity Material Flow
Varejo/
Atacado
Serviços
Logísticos
Serviços
Logísticos
Fluxo da cadeia
Ótica do Cliente
Fonte: BERTAGLIA “Logística e gerenciamento
da cadeia de abastecimento” Ed. Saraiva
Objetivos da SCM
 Melhorar o atendimento ao cliente com o
menor custo total possível;
 Desenvolver e utilizar tecnologias de
informações;
 Promover a tomada de decisões com baixa
margem de risco;
 Operar com maiores níveis de eficiência;
 Melhorar a comunicação com clientes e
fornecedores da melhor maneira possível
 Redes de cooperação;
 Competição entre as cadeias de suprimentos;
 Unidades virtuais de negócio;
 O processo de vender, produzir e atender ao
cliente na fábrica do futuro.
O que caracteriza a SCM
A implementação da SCM
 Adoção de práticas de global sourcing;
 Parcerias com fornecedores/cliente (redes);
 Sincronização da produção;
 Redução de estoques em toda a cadeia;
 Revisão dos processos;
 Melhoria dos sistemas de comunicação e
informação;
 Gestão da demanda.
TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO E
INFORMAÇÃO
A importância das tecnologias de comunicação e
informação são essenciais para o sucesso das
operações logísticas. Entre elas:
 Transferência eletrônica de dados (EDI);
 Sistemas de codificação standard (cód. de barras);
 Sistemas de identificação automática (estoques);
 RFID – Radio Frequency IDentification;
 Soluções baseadas na Internet;
 Comunicação GSM;
 Sistemas de posicionamento (GPS).
CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO
DECISÕES
Que mix de canais até ao cliente final deve uma
empresa utilizar. Poucos, muitos, de que tipo e que
combinação?
Por exemplo:
 Para materiais de construção qual o mix mais
correto entre cadeias de varejo especializado,
armazenistas e direto ao cliente;
 Nas bebidas, qual o mix mais correto entre grande
distribuição, armazenistas, lojas especializadas,
pequeno comércio tradicional, restaurantes e bares,
direto aos clientes finais.
CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO
DECISÕES
 Qual a configuração mais adequada da cadeia
logística? Canais distintos exigem configurações
distintas dos sistemas logísticos?
 Qual a estratégia de produção mais adequada para
o mix de canais?
 Que tipo de relacionamento deve ser implementado
com os parceiros de um dado canal? Cansas distintos
exigem formas de relacionamento distintos.
 Segmentação por marcas vx. por canais vs. por
clientes.
CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO
ANÁLISE E SELEÇÃO DE CANAIS
Como é que uma dada empresa deve distribuir os
seus produtos através de múltiplos canais/cadeias
de abstecimento?
A seleção dos canais depende de:
• Características do mercado (ex: urbano vs rural);
• Características do produto (ex: valor,
complexidade, tempo de vida);
• Características competitivas (commodity vc.
exclusividade);
• Recursos da empresa.
CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO
ANÁLISE E SELEÇÃO DE CANAIS
A análise econômica dos canais deve incluir uma
avaliação dos proveitos e custos associados a cada
canal, por ex:
 Vendas;
 Custos de distribuição;
 Custos de vendas;
 Custos de marketing (publicidade, promoções,
decontos, etc.)
Naturalmente alguns destes custos mesmo quando os
seus drivers são perfeitamente identificados não são
independentes do mix de canais utilizados devidos às
economias de escala atingidas
Manufatura Distribuidores e
Consumidores
Manufatura
Era Industrial
Empurrar
Puxar
Era da Informação
Presente
Passado
Distribuidores e
Consumidores
EVOLUÇÃO DA LOGÍSTICA
FASES DE EVOLUÇÃO DA LOGÍSTICA
O objetivo principal do ECR é otimizar a cadeia de valor.
Trata-se de uma iniciativa conjunta entre varejo e produção com o propósito de
otimizar e sincronizar a Cadeia de Valor, desde o produtor até o consumidor.
As estratégias logísticas estão evoluindo com
grande rapidez. São vários os fatores que
facilitam e contribuem a esta mudança:
Profissionalização e Especialização: a gestão
logística se considera como uma fonte
importante de oportunidades competitivas e se
destinam recursos a ela. A visão tradicional da
mera gestão burocrática de estoques, armazéns
e transporte está em vias de extinção.
Mudanças na LOGÍSTICA
Empresas Especializadas: fruto
da profissionalização da logística moderna,
tem aparecido no mercado empresas que
oferecem serviços logísticos integrais:
análise, projeto, implementação e
gerenciamento das necessidades logísticas
da empresa.
Com ela se abriu a possibilidade da sub-
contratação de toda ou parte da cadeia
logística.
Mudanças na LOGÍSTICA
Mudanças na LOGÍSTICA
Novos Modelos de Organização: há tempos
tem se introduzido uma mudança substancial
nos conceitos logísticos a partir da teoria de
que o estoque é sempre sinal de problemas a
serem resolvidos.
As novas estratégias logísticas são muitas e
variadas, e dependem em grande parte, do
setor industrial.
"A memória é o sentinela do cérebro."
(William Shakespeare - dramaturgo e poeta)
“Não há investimento mais rentável do
que o do conhecimento."
(Benjamin Franklin – filósofo, político e cientista)
matoeiro@hotmail.com
Eng. Agr. M.Sc. Sebastião Nascimento
The End!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História da Logística
História da LogísticaHistória da Logística
História da Logística
Robson Costa
 
Logística Empresarial
Logística EmpresarialLogística Empresarial
Logística Empresarial
Adeildo Caboclo
 
Introdução logistica
Introdução logisticaIntrodução logistica
Introdução logistica
JAILTONBORGES
 
Logística - Fundamentos
Logística - FundamentosLogística - Fundamentos
Logística 2 fundamentos
Logística 2 fundamentosLogística 2 fundamentos
Logística 2 fundamentos
Andrey Martins
 
Cadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentosCadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentos
Felippi Perez
 
Aula 1 conceitos básicos
Aula 1   conceitos básicosAula 1   conceitos básicos
Aula 1 conceitos básicos
Adilson Paradella
 
Apresentação sobre Logística
Apresentação sobre LogísticaApresentação sobre Logística
Apresentação sobre Logística
Isabella Menezes
 
LogíStica
LogíSticaLogíStica
LogíStica
JARDILENE PINHEIRO
 
Gestão Estratégica de Transportes
Gestão Estratégica de Transportes Gestão Estratégica de Transportes
Gestão Estratégica de Transportes
Adeildo Caboclo
 
Logística Reversa
Logística ReversaLogística Reversa
Logística Reversa
Jocelenilton Gomes
 
Logística de armazenagem e distribuicao
Logística de armazenagem e distribuicaoLogística de armazenagem e distribuicao
Logística de armazenagem e distribuicao
Elvis Bruno
 
Logística Empresarial - Introdução
Logística Empresarial - IntroduçãoLogística Empresarial - Introdução
Logística Empresarial - Introdução
WeNova Consulting
 
Aula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoqueAula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoque
RicardoSilva562385
 
A História da Logística.
A História da Logística.A História da Logística.
A História da Logística.
SOBRINHO, Samuel Rodrigues Lopes
 
81 slids planejamento e projeto do processo logístico 02 jul 2013
81 slids  planejamento e  projeto do processo  logístico  02 jul 201381 slids  planejamento e  projeto do processo  logístico  02 jul 2013
81 slids planejamento e projeto do processo logístico 02 jul 2013
delano chaves gurgel do amaral
 
Supply Chain
Supply ChainSupply Chain
Supply Chain
stanleyeduardo
 
002.logistica cadeia de suprimentos
002.logistica cadeia de suprimentos002.logistica cadeia de suprimentos
002.logistica cadeia de suprimentos
Lucas Andrade Ferreira
 
Cadeia de Suprimentos
Cadeia de SuprimentosCadeia de Suprimentos
Cadeia de Suprimentos
Willian dos Santos Abreu
 
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística. Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Lucas Matheus
 

Mais procurados (20)

História da Logística
História da LogísticaHistória da Logística
História da Logística
 
Logística Empresarial
Logística EmpresarialLogística Empresarial
Logística Empresarial
 
Introdução logistica
Introdução logisticaIntrodução logistica
Introdução logistica
 
Logística - Fundamentos
Logística - FundamentosLogística - Fundamentos
Logística - Fundamentos
 
Logística 2 fundamentos
Logística 2 fundamentosLogística 2 fundamentos
Logística 2 fundamentos
 
Cadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentosCadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentos
 
Aula 1 conceitos básicos
Aula 1   conceitos básicosAula 1   conceitos básicos
Aula 1 conceitos básicos
 
Apresentação sobre Logística
Apresentação sobre LogísticaApresentação sobre Logística
Apresentação sobre Logística
 
LogíStica
LogíSticaLogíStica
LogíStica
 
Gestão Estratégica de Transportes
Gestão Estratégica de Transportes Gestão Estratégica de Transportes
Gestão Estratégica de Transportes
 
Logística Reversa
Logística ReversaLogística Reversa
Logística Reversa
 
Logística de armazenagem e distribuicao
Logística de armazenagem e distribuicaoLogística de armazenagem e distribuicao
Logística de armazenagem e distribuicao
 
Logística Empresarial - Introdução
Logística Empresarial - IntroduçãoLogística Empresarial - Introdução
Logística Empresarial - Introdução
 
Aula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoqueAula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoque
 
A História da Logística.
A História da Logística.A História da Logística.
A História da Logística.
 
81 slids planejamento e projeto do processo logístico 02 jul 2013
81 slids  planejamento e  projeto do processo  logístico  02 jul 201381 slids  planejamento e  projeto do processo  logístico  02 jul 2013
81 slids planejamento e projeto do processo logístico 02 jul 2013
 
Supply Chain
Supply ChainSupply Chain
Supply Chain
 
002.logistica cadeia de suprimentos
002.logistica cadeia de suprimentos002.logistica cadeia de suprimentos
002.logistica cadeia de suprimentos
 
Cadeia de Suprimentos
Cadeia de SuprimentosCadeia de Suprimentos
Cadeia de Suprimentos
 
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística. Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
 

Destaque

Logística - princípios básicos
Logística - princípios básicosLogística - princípios básicos
Logística - princípios básicos
Nara Oliveira
 
01 _fundamentos_de_logistica___introducao (1)
01  _fundamentos_de_logistica___introducao (1)01  _fundamentos_de_logistica___introducao (1)
01 _fundamentos_de_logistica___introducao (1)
Aline Trevisol
 
Logistica
LogisticaLogistica
Logistica
Studiesfree
 
Aula 2 - Curso introdução logística - Deleon
Aula 2 - Curso introdução logística - DeleonAula 2 - Curso introdução logística - Deleon
Aula 2 - Curso introdução logística - Deleon
Logistica21
 
Logistica
LogisticaLogistica
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
Daniel Camargos Frade
 
Livro logistica-reversa
Livro logistica-reversaLivro logistica-reversa
Livro logistica-reversa
Patricia Guarnieri
 
Fundamentos da logistica
Fundamentos da logisticaFundamentos da logistica
Fundamentos da logistica
lopes22
 
Logistica slide
Logistica slideLogistica slide
Logistica slide
Jonatas Costa
 
Custos logísticos
Custos logísticosCustos logísticos
Custos logísticos
Denis Carlos Sodré
 
Logística Empresarial - Módulo I
Logística Empresarial - Módulo ILogística Empresarial - Módulo I
Logística Empresarial - Módulo I
Rafael Marser
 
04 cadeia de suprimentos
04 cadeia de suprimentos04 cadeia de suprimentos
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de EstoqueApresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Adélia Aparecida Da Silva Cossoniche
 
Armazenagem de Materiais
Armazenagem de MateriaisArmazenagem de Materiais
Armazenagem de Materiais
Robson Costa
 
Fundamentos da logistica[1]
Fundamentos da logistica[1]Fundamentos da logistica[1]
Fundamentos da logistica[1]
JAILTONBORGES
 
Logística Empresarial
Logística  EmpresarialLogística  Empresarial
Logística Empresarial
Romilson Cesar
 
eco aula 2 - A administracão rural e o agronegócio
eco aula 2 - A administracão rural e o agronegócioeco aula 2 - A administracão rural e o agronegócio
eco aula 2 - A administracão rural e o agronegócio
Carol Castro
 
Logistica de Transportes - Slides
Logistica de Transportes - SlidesLogistica de Transportes - Slides
Logistica de Transportes - Slides
Willian dos Santos Abreu
 
SUPPLY CHAIN MANAGEMENT * P R Bertaglia
SUPPLY CHAIN MANAGEMENT * P R BertagliaSUPPLY CHAIN MANAGEMENT * P R Bertaglia
SUPPLY CHAIN MANAGEMENT * P R Bertaglia
Paulo Roberto Bertaglia
 
Custos Logísticos - Conceitos
Custos Logísticos - ConceitosCustos Logísticos - Conceitos
Custos Logísticos - Conceitos
Willian dos Santos Abreu
 

Destaque (20)

Logística - princípios básicos
Logística - princípios básicosLogística - princípios básicos
Logística - princípios básicos
 
01 _fundamentos_de_logistica___introducao (1)
01  _fundamentos_de_logistica___introducao (1)01  _fundamentos_de_logistica___introducao (1)
01 _fundamentos_de_logistica___introducao (1)
 
Logistica
LogisticaLogistica
Logistica
 
Aula 2 - Curso introdução logística - Deleon
Aula 2 - Curso introdução logística - DeleonAula 2 - Curso introdução logística - Deleon
Aula 2 - Curso introdução logística - Deleon
 
Logistica
LogisticaLogistica
Logistica
 
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
 
Livro logistica-reversa
Livro logistica-reversaLivro logistica-reversa
Livro logistica-reversa
 
Fundamentos da logistica
Fundamentos da logisticaFundamentos da logistica
Fundamentos da logistica
 
Logistica slide
Logistica slideLogistica slide
Logistica slide
 
Custos logísticos
Custos logísticosCustos logísticos
Custos logísticos
 
Logística Empresarial - Módulo I
Logística Empresarial - Módulo ILogística Empresarial - Módulo I
Logística Empresarial - Módulo I
 
04 cadeia de suprimentos
04 cadeia de suprimentos04 cadeia de suprimentos
04 cadeia de suprimentos
 
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de EstoqueApresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
 
Armazenagem de Materiais
Armazenagem de MateriaisArmazenagem de Materiais
Armazenagem de Materiais
 
Fundamentos da logistica[1]
Fundamentos da logistica[1]Fundamentos da logistica[1]
Fundamentos da logistica[1]
 
Logística Empresarial
Logística  EmpresarialLogística  Empresarial
Logística Empresarial
 
eco aula 2 - A administracão rural e o agronegócio
eco aula 2 - A administracão rural e o agronegócioeco aula 2 - A administracão rural e o agronegócio
eco aula 2 - A administracão rural e o agronegócio
 
Logistica de Transportes - Slides
Logistica de Transportes - SlidesLogistica de Transportes - Slides
Logistica de Transportes - Slides
 
SUPPLY CHAIN MANAGEMENT * P R Bertaglia
SUPPLY CHAIN MANAGEMENT * P R BertagliaSUPPLY CHAIN MANAGEMENT * P R Bertaglia
SUPPLY CHAIN MANAGEMENT * P R Bertaglia
 
Custos Logísticos - Conceitos
Custos Logísticos - ConceitosCustos Logísticos - Conceitos
Custos Logísticos - Conceitos
 

Semelhante a Aulas logística 1

Logística
LogísticaLogística
Logística
Liziane Souza
 
Logística trabalho. bibliografias
Logística trabalho. bibliografiasLogística trabalho. bibliografias
Logística trabalho. bibliografias
Liziane Souza
 
LOGÍSTICA
LOGÍSTICALOGÍSTICA
Logística empresarial i apostila
Logística empresarial i   apostilaLogística empresarial i   apostila
Logística empresarial i apostila
Davi Ribeiro
 
JSA_Logística Suprimentos
JSA_Logística SuprimentosJSA_Logística Suprimentos
JSA_Logística Suprimentos
Salvador Abreu
 
Profissional de logistica
Profissional de logisticaProfissional de logistica
Profissional de logistica
Fábio Colognesi
 
Apostila aux. logistica portuária 2009
Apostila aux. logistica portuária 2009Apostila aux. logistica portuária 2009
Apostila aux. logistica portuária 2009
Leandro Rocha
 
Logística Empresarial - Aspectos Teóricos e Tributários
Logística Empresarial - Aspectos Teóricos e TributáriosLogística Empresarial - Aspectos Teóricos e Tributários
Logística Empresarial - Aspectos Teóricos e Tributários
IOB News
 
Logística de suprimentos
Logística de suprimentosLogística de suprimentos
Logística de suprimentos
Igor Onofre
 
Logística integrada apostila
Logística integrada   apostilaLogística integrada   apostila
Logística integrada apostila
Taís Faria
 
Aula de logística empresarial
Aula de logística empresarialAula de logística empresarial
Aula de logística empresarial
Ranieri Araújo
 
82 slids processo logístico sc supplychain unifor 2014
82 slids  processo logístico  sc   supplychain  unifor  201482 slids  processo logístico  sc   supplychain  unifor  2014
82 slids processo logístico sc supplychain unifor 2014
delano chaves gurgel do amaral
 
Aula00 intrudução
Aula00 intruduçãoAula00 intrudução
Aula00 intrudução
prof_david_araujo
 
450 artigo seget 2010 estudo viabilidade armazenagem identif
450 artigo seget 2010 estudo viabilidade armazenagem identif450 artigo seget 2010 estudo viabilidade armazenagem identif
450 artigo seget 2010 estudo viabilidade armazenagem identif
evieira2011
 
Supply chain management
Supply chain managementSupply chain management
Supply chain management
nellvercinne
 
Logística prova 1
Logística prova 1Logística prova 1
Logística prova 1
Rony Peterson
 
Aula_14_CI_2011.ppt
Aula_14_CI_2011.pptAula_14_CI_2011.ppt
Aula_14_CI_2011.ppt
Daniel Pimentel Campos
 
Logistica empresarial
Logistica empresarialLogistica empresarial
Logistica empresarial
Denis Carlos Sodré
 
Logistica album virtual1
Logistica album virtual1Logistica album virtual1
Logistica album virtual1
jjrfonseca
 
Scm
ScmScm

Semelhante a Aulas logística 1 (20)

Logística
LogísticaLogística
Logística
 
Logística trabalho. bibliografias
Logística trabalho. bibliografiasLogística trabalho. bibliografias
Logística trabalho. bibliografias
 
LOGÍSTICA
LOGÍSTICALOGÍSTICA
LOGÍSTICA
 
Logística empresarial i apostila
Logística empresarial i   apostilaLogística empresarial i   apostila
Logística empresarial i apostila
 
JSA_Logística Suprimentos
JSA_Logística SuprimentosJSA_Logística Suprimentos
JSA_Logística Suprimentos
 
Profissional de logistica
Profissional de logisticaProfissional de logistica
Profissional de logistica
 
Apostila aux. logistica portuária 2009
Apostila aux. logistica portuária 2009Apostila aux. logistica portuária 2009
Apostila aux. logistica portuária 2009
 
Logística Empresarial - Aspectos Teóricos e Tributários
Logística Empresarial - Aspectos Teóricos e TributáriosLogística Empresarial - Aspectos Teóricos e Tributários
Logística Empresarial - Aspectos Teóricos e Tributários
 
Logística de suprimentos
Logística de suprimentosLogística de suprimentos
Logística de suprimentos
 
Logística integrada apostila
Logística integrada   apostilaLogística integrada   apostila
Logística integrada apostila
 
Aula de logística empresarial
Aula de logística empresarialAula de logística empresarial
Aula de logística empresarial
 
82 slids processo logístico sc supplychain unifor 2014
82 slids  processo logístico  sc   supplychain  unifor  201482 slids  processo logístico  sc   supplychain  unifor  2014
82 slids processo logístico sc supplychain unifor 2014
 
Aula00 intrudução
Aula00 intruduçãoAula00 intrudução
Aula00 intrudução
 
450 artigo seget 2010 estudo viabilidade armazenagem identif
450 artigo seget 2010 estudo viabilidade armazenagem identif450 artigo seget 2010 estudo viabilidade armazenagem identif
450 artigo seget 2010 estudo viabilidade armazenagem identif
 
Supply chain management
Supply chain managementSupply chain management
Supply chain management
 
Logística prova 1
Logística prova 1Logística prova 1
Logística prova 1
 
Aula_14_CI_2011.ppt
Aula_14_CI_2011.pptAula_14_CI_2011.ppt
Aula_14_CI_2011.ppt
 
Logistica empresarial
Logistica empresarialLogistica empresarial
Logistica empresarial
 
Logistica album virtual1
Logistica album virtual1Logistica album virtual1
Logistica album virtual1
 
Scm
ScmScm
Scm
 

Último

Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
AntonioVieira539017
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Danielle Fernandes Amaro dos Santos
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 

Último (20)

Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 

Aulas logística 1

  • 1. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ CURSO TÉCNICO CONCOMITANTE /SUBSEQUENTE EM AGRONEGÓCIO CAMPUS – CORRENTE - PI Engº. Agrº. M.Sc. Sebastião P. do Nascimento LOGÍSTICA APLICADA AO AGRONEGÓCIO Corrente, 16 de março de 2010
  • 2.  Poucas são as áreas de estudo que apresentam impactos significativos no padrão de vida das pessoas – A LOGÍSTICA é uma dessas áreas.  Todas as áreas da atividade humana são afetadas, direta e indiretamente pelo processo logístico.
  • 3. Como seria comprar uma camisa de seda feita na China em uma loja em São Paulo? Porque um Kg. de tomate, é tão barato no campo e custa tão caro no supermercado? Qual deve ser a embalagem ideal para um iogurte? Jóias...? Porque o transporte de carga aérea é muito mais caro que os outros modais, está tendo um crescimento tão grande no Brasil e no mundo?
  • 4. Muitas são as versões para a origem da palavra logística:  Originada do Francês: LOGER - que significa: ACOMODAR, ALOJAR.  Originada do Grego: LOGOS (Razão) que significa ARTE DE CALCULAR ou MANUTENÇÃO DE DETALHES DE UMA OPERAÇÃO
  • 5. Muitas são as versões para a origem da palavra logística:  Sobre a origem MILITAR significa: POSICIONAMENTO DE TROPAS, AGILIDADE NOS DESLOCAMENTOS, PROVISÕES E MUNIÇÕES, ENTREGA DE CORRESPONDÊNCIAS... Na área COMERCIAL: é usada para exprimir: O PLANEJAMENTO E A GESTÃO DOS SERVIÇOS RELATIVOS À DOCUMENTAÇÃO, MANUSEIO, ARMAZENAGEM E TRANSFERÊNCIA DOS BENS DE UMA OPERAÇÃO DE COMÉRCIO.
  • 6. O Comércio e a Literatura dos Negócios deram a Logística uma grande variedade de nomes: • Distribuição Física • Logística Empresarial • Logística de Distribuição • Logística de Marketing • Gerenciamento de Materiais • Gerenciamento de Cadeia de Distribuição • Logística Industrial • Logística de Transporte • ... Todos os nomes significam a mesma coisa: Gerenciamento do fluxo de materiais do ponto de origem ao ponto de consumo
  • 7. "LOGÍSTICA é processo de PLANEJAR, IMPLEMENTAR e CONTROLAR de maneira EFICIENTE e EFICAZ o fluxo de ARMAZENAGEM de Produtos, bem com os SERVIÇOS e INFORMAÇÕES associados, cobrindo desde o PONTO DE ORIGEM até o PONTO DE CONSUMO, com o objetivo de atender os requisitos do CONSUMIDOR." Council of Logistics Management, 1991
  • 8. EFICIÊNCIA - É a relação entre o resultado alcançado e os recursos utilizados; BATALAS (2001). EFICÁCIA - É a extensão na qual as atividades planejadas são realizadas e os resultados planejados são alcançados. EFICIÊNCIA - É fazer bem as coisas, referindo-se a processos; EFICÁCIA – É fazer a coisa certa, referindo-se a resultados. Sou eficaz por que sou eficiente...
  • 9. – Foi desenvolvida com o intuito de abastecer, transportar e alojar tropas propiciando que os recursos certos estivessem no local certo e na hora certa. – O primeiro general a utilizar esse termo, foi o general Von Claussen de Frederico da Prússia, e foi desenvolvido mais adiante pela Inteligência Americana – CIA, juntamente com os professores de Harvard, para a Segunda Guerra Mundial.
  • 10. • Logo depois, em meados de 1950, a logística, surge como matéria na Universidade de Harvard, nas cadeiras de Engenharia e Administração de Empresas. • O Termo mais Utilizado até a Década de 80 era: – Distribuição Física.
  • 11. Segundo Figueiredo e Arkader (2001) a logística teve cinco eras, do século XX até os dias atuais: 1.Início do Século XX – Fase do “Campo ao Mercado” • Preocupação com o escoamento da produção agrícola. 2. De 1940 até o início da década de 1960 – Fase das “Funções Segmentadas” • Continuou com grande influência militar; • Preocupação com a movimentação de materiais, principalmente armazenagem e transporte de bens
  • 12. 3. Início da década da década de 70 - Fase das “Funções Integradas”: • Incluiu custo total e abordagem de sistemas; • Fluxo mais amplo: transporte, distribuição, armazenagem, estoque e manuseio de materiais; 4. A partir de 1970 até meados dos anos 80 - Fase do “Foco no Cliente”: • Ressaltando produtividade e custos de estoques; • Incluída nos cursos de Administração de Empresas. 5. Atualmente – “Fase Logística como elemento diferenciador” • Destaca-se a tecnologia de Informação, a responsabilidade Social e a ecologia
  • 13.  Levar a quantidade exata do produto certo ao lugar adequado na hora correta pelo preço justo;  Diminuir o hiato entre produção e demanda de modo que os consumidores tenham bens e serviços quando e onde quiserem, e na condição que desejarem;  Elevar o Nivel de Serviços;  Reduzir Custos.
  • 14. 1. Suprimentos, que gerencia a matéria-prima e os componentes: o pedido ao fornecedor, o transporte, a armazenagem e a distribuição (de matérias-primas e insumos); 2. Produção, que administra o estoque do produto semi- acabado no processo de fabricação: o fluxo de materiais dentro da fábrica, os armazéns intermediários, o abastecimento do posto de trabalho e a expedição do produto acabado; 3. Distribuição, que administra a demanda do cliente e os canais de distribuição: o estoque do produto acabado, a armazenagem, a programação de entrega, o transporte e a entrega ao cliente.
  • 15. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ CURSO TÉCNICO CONCOMITANTE /SUBSEQUENTE EM AGRONEGÓCIO CAMPUS – CORRENTE - PI Engº. Agrº. M.Sc. Sebastião P. do Nascimento LOGÍSTICA APLICADA AO AGRONEGÓCIO Corrente, 15 de abril de 2010
  • 16. LOGÍSTICA INTEGRADA  Visão estratégica destaca a integração das áreas de: abastecimento, produção e distribuição;  Visão tática destaca o comprometimento entre as gerências da logística e de marketing/vendas;  Visão operacional destaca as operações logísticas, seu relacionamento com a cadeia de suprimentos, o inter-relacionamento entre as áreas operacionais. Na guerra da competitividade a logística representa vantagem competitiva entre empresas concorrentes
  • 17. LOGÍSTICA INTEGRADA- OBJETIVOS  Reduzir custos operacionais;  Atender as necessidades dos consumidores com maior eficácia;  Melhorar a qualidade a um menor custo ao cliente; I - Colocar o produto certo, na hora certa, no local certo e ao menor custo possível II - É necessário aumentar o fluxo de informações entre seus integrantes e maior precisão nos resultados.
  • 18. LOGÍSTICA INTEGRADA Planejamento Compras Interação com a Produção Armazenagem de Produto Acabado Expedição Armazenagem de Materias-primas e Insumos Programação da Produção Recebimento de Materiais CLIENTE PRODUÇÃO COMERCIAL PCP Programação de Entrega Transporte F O R N E C E D O R E S
  • 19. - A cadeia logística é o canal de movimento do produto ao longo do processo industrial até os clientes. - Pode-se dizer simplesmente que é a sucessão de manuseios, movimentações e armazenagens pelas quais o produto passa desde que é matéria- prima, conjuntos semi-elaborados, até chegar ao cliente final. CADEIA DE SUPRIMENTOS
  • 20. Fornecedor Fabricante Varejista Consumidor Atacadista ORGANIZAÇÕES QUE INTERAGEM NA LOGÍSTICA Fonte: BERTAGLIA “Logística e gerenciamento da cadeia de abastecimento” Ed. Saraiva Fornecedor Fabricante Varejista Consumidor Atacadista
  • 21.  Excesso de capacidade e de oferta;  Fornecimento em escala global;  Fornecimento de sistemas, módulos e soluções;  Fornecimento com preços decrescentes e exigências crescentes;  Ruptura em processos. OS DESAFIOS DAS CADEIAS PRODUTIVAS
  • 22. Centro de Distribuição Consumidor Falta de Informação Planejamento Ineficiente  Transporte Ineficiente  Espera para Descarga  Níveis elevados de Estoque  Custo Alto  Serviços Ruins: – Tempo – Qualidade Cadeia de Abastecimento Fabricante Transporte Loja do Varejo CD do varejo Transporte Transporte Função na Cadeia Decisões de Planejamento Produção Empacotamento Armazenagem Recebimento Armazenagem Separação Armazenagem Separação Transporte Lojas Estoque Pulmão Gôndola&Prateleira Produção Empacotamento Armazenagem Níveis de Estoque Planejamento Programação de Recursos Planejamento e Roteirização de Veículos Portfolio de Produtos Técnicas de Acondicionamento em Gôndolas Consumo INEFICIÊNCIA DA CADEIA DE SUPRIMENTOS
  • 23. “SCM é a integração dos processos industriais e comerciais, partindo do consumidor final e indo até os fornecedores iniciais, gerando produtos, serviços e informações que agreguem valor para o cliente”. SUPPLY CHAIN MANAGEMENT Fórum de SCM ( Ohio State University, 2000) Fornecedores Matéria Prima Serviços Logísticos FornecedoresFabricantes Consumidor/ Cliente Efficient, High Velocity Material Flow Varejo/ Atacado Serviços Logísticos Serviços Logísticos Fluxo da cadeia Ótica do Cliente Fonte: BERTAGLIA “Logística e gerenciamento da cadeia de abastecimento” Ed. Saraiva
  • 24. Objetivos da SCM  Melhorar o atendimento ao cliente com o menor custo total possível;  Desenvolver e utilizar tecnologias de informações;  Promover a tomada de decisões com baixa margem de risco;  Operar com maiores níveis de eficiência;  Melhorar a comunicação com clientes e fornecedores da melhor maneira possível
  • 25.  Redes de cooperação;  Competição entre as cadeias de suprimentos;  Unidades virtuais de negócio;  O processo de vender, produzir e atender ao cliente na fábrica do futuro. O que caracteriza a SCM
  • 26. A implementação da SCM  Adoção de práticas de global sourcing;  Parcerias com fornecedores/cliente (redes);  Sincronização da produção;  Redução de estoques em toda a cadeia;  Revisão dos processos;  Melhoria dos sistemas de comunicação e informação;  Gestão da demanda.
  • 27. TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO A importância das tecnologias de comunicação e informação são essenciais para o sucesso das operações logísticas. Entre elas:  Transferência eletrônica de dados (EDI);  Sistemas de codificação standard (cód. de barras);  Sistemas de identificação automática (estoques);  RFID – Radio Frequency IDentification;  Soluções baseadas na Internet;  Comunicação GSM;  Sistemas de posicionamento (GPS).
  • 28. CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO DECISÕES Que mix de canais até ao cliente final deve uma empresa utilizar. Poucos, muitos, de que tipo e que combinação? Por exemplo:  Para materiais de construção qual o mix mais correto entre cadeias de varejo especializado, armazenistas e direto ao cliente;  Nas bebidas, qual o mix mais correto entre grande distribuição, armazenistas, lojas especializadas, pequeno comércio tradicional, restaurantes e bares, direto aos clientes finais.
  • 29. CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO DECISÕES  Qual a configuração mais adequada da cadeia logística? Canais distintos exigem configurações distintas dos sistemas logísticos?  Qual a estratégia de produção mais adequada para o mix de canais?  Que tipo de relacionamento deve ser implementado com os parceiros de um dado canal? Cansas distintos exigem formas de relacionamento distintos.  Segmentação por marcas vx. por canais vs. por clientes.
  • 30. CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO ANÁLISE E SELEÇÃO DE CANAIS Como é que uma dada empresa deve distribuir os seus produtos através de múltiplos canais/cadeias de abstecimento? A seleção dos canais depende de: • Características do mercado (ex: urbano vs rural); • Características do produto (ex: valor, complexidade, tempo de vida); • Características competitivas (commodity vc. exclusividade); • Recursos da empresa.
  • 31. CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO ANÁLISE E SELEÇÃO DE CANAIS A análise econômica dos canais deve incluir uma avaliação dos proveitos e custos associados a cada canal, por ex:  Vendas;  Custos de distribuição;  Custos de vendas;  Custos de marketing (publicidade, promoções, decontos, etc.) Naturalmente alguns destes custos mesmo quando os seus drivers são perfeitamente identificados não são independentes do mix de canais utilizados devidos às economias de escala atingidas
  • 32. Manufatura Distribuidores e Consumidores Manufatura Era Industrial Empurrar Puxar Era da Informação Presente Passado Distribuidores e Consumidores EVOLUÇÃO DA LOGÍSTICA
  • 33. FASES DE EVOLUÇÃO DA LOGÍSTICA O objetivo principal do ECR é otimizar a cadeia de valor. Trata-se de uma iniciativa conjunta entre varejo e produção com o propósito de otimizar e sincronizar a Cadeia de Valor, desde o produtor até o consumidor.
  • 34. As estratégias logísticas estão evoluindo com grande rapidez. São vários os fatores que facilitam e contribuem a esta mudança: Profissionalização e Especialização: a gestão logística se considera como uma fonte importante de oportunidades competitivas e se destinam recursos a ela. A visão tradicional da mera gestão burocrática de estoques, armazéns e transporte está em vias de extinção. Mudanças na LOGÍSTICA
  • 35. Empresas Especializadas: fruto da profissionalização da logística moderna, tem aparecido no mercado empresas que oferecem serviços logísticos integrais: análise, projeto, implementação e gerenciamento das necessidades logísticas da empresa. Com ela se abriu a possibilidade da sub- contratação de toda ou parte da cadeia logística. Mudanças na LOGÍSTICA
  • 36. Mudanças na LOGÍSTICA Novos Modelos de Organização: há tempos tem se introduzido uma mudança substancial nos conceitos logísticos a partir da teoria de que o estoque é sempre sinal de problemas a serem resolvidos. As novas estratégias logísticas são muitas e variadas, e dependem em grande parte, do setor industrial.
  • 37. "A memória é o sentinela do cérebro." (William Shakespeare - dramaturgo e poeta) “Não há investimento mais rentável do que o do conhecimento." (Benjamin Franklin – filósofo, político e cientista)
  • 38. matoeiro@hotmail.com Eng. Agr. M.Sc. Sebastião Nascimento The End!!!