SlideShare uma empresa Scribd logo
Origem da Agricultura e sua
importância
Prof. Dra. Darlene Maria Silva
Curso: EngenhariaAgronômica
Disciplina: Introdução aAgronomia
Bloco I
2022.2
Afinal o que é Agricultura?
 É o cultivo do solo, por meio
de procedimentos, métodos e
técnicas próprias, que
buscam produzir alimentos
para o consumo humano,
como legumes, cereais,
frutas e verduras, ou para
serem usados como
matérias-primas na indústria.
 É atividade econômica
primária que está diretamente
ligada a terra.
Origem da Agricultura
 Uma das mais antigas
atividade humanas. Surgiu
no período Neolítico.
 Povos caçadores coletores
antigos começaram a
observar que determinados
grãos ao serem enterrados
poderiam produzir iguais ás
que os originaram.
Imagem: robertobrumat.wordpress.com
■ Coletor
■ Caçador
Com o surgimento da Agricultura
 Possibilitou mudanças
positivas,
 Condicionou a seleção de
sementes,
 Sedentarização do homem,
 Surgiu de uma forma
independente em diferentes
espaços do mundo (
provavelmente em vales e
várzeas)
 As que completam seu ciclo dentro de
um ano provavelmente hortaliças e
cereais foram as primeiras a serem
domesticadas.
 As plantas perenes, das quais se
colhem frutos, foram por muito mais
tempo exploradas na forma
extrativista, incluindo a Amazônia
brasileira, de onde se extraem frutos
silvestres, como açaí, cupuaçu,
guaraná, e onde se exploram as
seringueiras e palmeiras como o
babaçu e a piaçava.
- A origem das plantas cultivadas
que impulsionaram as primeiras
civilizações no Crescente Fértil.
- Berço das primeiras civilizações
- Atual Iraque ate o Egito
- Grandes rios (Tigre, Eufrates,
Jordão e Nilo)
- Terras férteis; cevada, trigo, lentilha, grão-de
bico e ervilhaca, além do linho, planta produtora
de fibras.
Tecnologias
primitivas
Ferramentas do período
quaternário, há 12.000 anos.
Fonte:
www.almanaquedocampo.co
Domesticação
Entende-se a série de
modificações físicas e
fisiológicas que as plantas
apresentam como resposta à
intervenção humana e que
são fixadas geneticamente.
Semear, capinar e colher são
intervenções humanas
criadoras do ambiente
artificial que leva à
domesticação.
.
 O arroz teria começado a ser cultivado na China,
 Nos Andes, o início da cultura da batata data de 5
500 anos
 Na Região Amazônica a cultura da mandioca.
 O milho teria sido domesticado há 9 000 an os, no
México, e a abóbora, há l O000 anos, também nas
Americas
Domesticação das Plantas
O Planeta
Terra
■ Quais os aspectos
diferenciadores ?
As
plantas
A
população
Sem o ser
humano? Sem
as plantas?
Oxigênio
Alimentos
Roupa
s
Corantes
Ceras e Resinas
Remédios
Controle do ambiente
Países em desenvolvimento
■ Ineficiente na
produção e
distribuição de
alimentos
Produção vegetal
■ Base da nossa
civilização
Biodiversidade
■ 350 mil espécies
vegetais
■ 200 espécies
economicamente
importantes
Espécies mais importantes
agronomicamente
■ Arroz
■ Milho
■ Cevada
■ Beterraba
■ Batata-doce
■ Feijão
■ Amendoim
■ Banana
■ Trigo
■ Sorgo
■ Cana
■ Batata
Base da
civilização
■ Fogo
■ Agricultura
Agricultur
a
■ Atividade recente – história da humanidade
■ Homem – coletor de alimentos
■ 1ª. Produção de alimentos – 7 mil a 10 mil
anos
Agricultura – desenvolvimento
independente
Desenvolvimento da
agricultura
■ Liberação de mão-de-obra
■ Outras habilidades
❑ Ferramentas
Origem da
civilização
■ Associada à produção
suficiente de comida
(plantio de sementes
ou partes da planta)
❑ Plantas de crescimento
rápido
❑ Plantas de crescimento
lento - coleta
Cultura
s
■ Pré-história
■ Domesticação
■ Seleção
■ Ancient centres of origin of plant and animal domestication — the nine homelands of food production — are
indicated by the orange-shaded areas on the map. The most agriculturally productive areas of the modern world,
as judged by cereals and major staples, are indicated by the yellow-shaded areas. Note that there is almost no
overlap between the areas highlighted, except that China appears on both distributions, and that the most
productive areas of the central United States today approach areas of the eastern United States where
domestication originated. The reason why the two distributions are so different is that agriculture arose in areas to
which the wild ancestors of the most valuable domesticable crops and animals were native, but other areas proved
much more productive when those valuable domesticates reached them. (Jared Diamond, Nature 418, 700-707,
August 2002)
Domesticação
■ Seleção artificial conduzido pelo homem para
produzir plantas que tenham poucos
caracteres indesejaveis das plantas
silvestres, o que gera uma dependencia para
que essas plantas continuem existindo.
■ Estima-se que tenha iniciado: 9000-11000
anos.
Mandioca x ácido
cianídrico
■ Seleção – tipos mais
eficientes e diferentes
dos ancestrais
As
descobertas
■ Introdução de
espécies em novos
habitats
Centro de produção e centros de
origem
Classificação das
culturas
■ Grandes culturas
■ Horticultura
■ Florestais
■ Declínio do feudalismo
■ Crescimento das
cidades
■ Aumento da população
■ Novas invenções e
novos métodos na
agricultura
❑ Rotação de culturas
Descoberta do Novo
Mundo
■ Plantas estranhas e
maravilhosas
Culturas Azteca, Maia e
Inca
■ Os Aztecas
■ Os Maias
Plantas da cultura
Maia
Estudos fundamentais em
botânica
■ Séculos XVII e XVIII
■ Robert Hooke (descrição das células de
cortiça)
■ Descrição de protozoários e bactérias
■ Comprovação da reprodução sexual em
plantas
■ Mendel – estudo da herança dos caracteres
■ Linnaeus – sistema de classificação de
plantas e animais
Revolução
Agrícola
■ Transição de práticas medievais para
modernas
❑ Novas culturas
❑ Nova economia
❑ Avanços na tecnologia
❑ Aumento do preço das fazendas
❑ Aumento da produtividade
❑ Aumento da população urbana
■ Revolução Industrial
Práticas agrícolas afetadas
pelos novos alimentos
■ Batata
❑ Introduzida na Espanha (1570)
❑ Irlanda: requeima e fome
■ Milho
■ Demanda por chá e café – aumento da importância
do açúcar
■ Confinamento do gado e aproveitamento do esterco
■ Rotação de culturas
■ Início da mecanização (1850)
Agricultura como
ciência
■ Século XIX
■ Nutrição de plantas
❑ Obtenção de nutrientes
❑ Indústria de fertilizantes
■ Natureza biológica das doenças
❑ Fungos como causadores de doença
❑ Doenças causadas por microrganismos específicos
❑ Ação fungicida do sulfato de cobre
■ Surgimento de publicações
❑ Sociedades de agricultura
❑ Agricultura como profissão
Século XX
■ 1910: cada fazendeiro produzia para oito
■ 1967 – 1:50
■ Aumento da eficiência – uso da tecnologia
■ Leis de Mendel – redescoberta da genética
❑ Produção de novas cultivares
❑ Milho híbrido
■ Uso de fertilizantes inorgânicos
■ Herbicidas
■ Fungicidas / Inseticidas
Mecanizaç
ão
Irrigaçã
o
Anos
60
■ Explosão populacional nos trópicos
■ Poluição – conseqüência da tecnologia
■ Recursos naturais renováveis e não
renováveis
■ Tecnologias geradas para solução à curto
prazo – implicações
■ Conseqüência social: movimento ecológico
❑ Conquistas
http://www.portalbrasil.net/images/mapabrasil_agricultura.gif
■ Como reverter este processo e atingir uma
agricultura ecologicamente viável?
❑ Transgênicos?
❑ Orgânicos
ASPECTOS DE
HISTÓRIA DA
AGRICULTURA
Deusa Ceres da mitologia romana, a deusa das
plantas que brotam (dos grãos) e do amor maternal.
1800
0 1900 1950 2000
R. INDUSTRIAL SÉCULO XXI
H. PRIMITIVO I. MEDIEVAL
1400
10.000 a.C.
0 1400 180019001950 2000
10.000 a.C.
Evolução daAgricultura
SURGIMENTO DAAGRICULTURA
FONTE: MAZOYER, 2001
América Central (Méso-Amérique): milho, feijão,
abacate, tomate, baunilha, cacau
América do Sul (Amérique du sud): tabaco,
amendoim, batata, algodão, tomate, abacaxi, pimenta,
mandioca, seringueira
Médio Oriente (Croissant Fertile): cevada, trigo,
ervilhas, lentilhas, Linho, Oliva, uva, figo, tâmara
África Central (Afrique): milheto, sorgo, inhame, café,
óleo de palma
Norte da China(Chine): painço, soja, chá
Sul da Ásia e Oceania ( Asie du sud – Océnie):
arroz, banana, cana de açúcar, laranja, beringela, coco,
pimenta
Fonte: Mazoyer,
Agricultura Subsistência
Técnicas Primárias
1200 180019001950 2000
10.000 a.C.
Evolução daAgricultura
0
1000
Agricultura “natural”
Insumos Básicos Naturais
Implementos artesanais
Aprimoramento lento das
técnicas
1800
Desenvolvimento lento da
Produção,
Comércio e Mercado
Evolução daAgricultura
1800 1900
0 1400 180019001950 2000
10.000 a.C.
Desenvolvimento da Manufatura
Revolução Industrial
Tecnologia Máquinas – tratores
implementos, agro químicos, adubos sintéticos, entre outros
Produção agrícola em escala
Agroindústria
Competitividade no mercado agrícola
Evolução daAgricultura
EVOLUÇÃO DAMECANIZAÇÃO E DOS
TRANSPORTES
http://tractorsandtrucks.blogspot.com/2008_06_0
1_archive.html
http://jornaloexpresso.wordpress.com/page/47/?arch
ives-list&archives-type=months
1900 1950
Evolução daAgricultura
1900 1950
0 1400 180019001950 2000
10.000 a.C.
Aprimoramento da tecnologia
Agro química, máquinas e implementos
1959 – Primeira fábrica de tratores no Brasil – CBT
Desenvolvimento do sistema de produção em escala
Surgimento de grandes agroindústrias
Evolução daAgricultura
1950
60
2010
Comida industrial
Carros
Rev.
Verde
1960 10 Fast Food
1970 20
1990 40 Computador, Celular,
comida prontas
1980 30 Eletrodomésticos
Qualidade de Vida,
Segurança, alimentos
Diferenciados (orgânicos,
Veganos, gourmets)
Evolução dos mercados
1970 1980
1960 1990
1950 2018
BMFs
CAIs
Bancos Agromercantis
Holdings
Mercado Globalizado
Nova Revolução Industrial
2000 50

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 02 cultura do maracujá.
Aula 02  cultura do maracujá.Aula 02  cultura do maracujá.
Aula 02 cultura do maracujá.
CETEP, FTC, FASA..
 
Manejo Integrado de Pragas
Manejo Integrado de PragasManejo Integrado de Pragas
Manejo Integrado de Pragas
AgriculturaSustentavel
 
Tratamento de sementes
Tratamento de sementesTratamento de sementes
Tratamento de sementes
Rural Pecuária
 
Apresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCA
Apresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCAApresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCA
Apresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCA
Marcos Fontes
 
Aula 01 solos-funções
Aula 01 solos-funçõesAula 01 solos-funções
Aula 01 solos-funções
Romulo Vinicius Tio Rominho
 
Agroecologia - Plantas Medicinais
Agroecologia - Plantas MedicinaisAgroecologia - Plantas Medicinais
Agroecologia - Plantas Medicinais
Bruno Anacleto
 
Aula extensão rural planejamento
Aula extensão rural planejamentoAula extensão rural planejamento
Aula extensão rural planejamento
fabio schwab
 
Agroecologia e Agricultura Orgânica
Agroecologia e Agricultura OrgânicaAgroecologia e Agricultura Orgânica
Agroecologia e Agricultura Orgânica
Milena Loures
 
Preparação do Solo e Aplicação
Preparação do Solo e AplicaçãoPreparação do Solo e Aplicação
Preparação do Solo e Aplicação
Geagra UFG
 
Aula 2 introdução floricultura
Aula 2   introdução floriculturaAula 2   introdução floricultura
Aula 2 introdução floricultura
siterra
 
Aula 02 propagação e implantação de plantas ornamentais
Aula 02   propagação e implantação de plantas ornamentaisAula 02   propagação e implantação de plantas ornamentais
Aula 02 propagação e implantação de plantas ornamentais
CETEP, FTC, FASA..
 
apostila-de-olericultura-nad-pdf
apostila-de-olericultura-nad-pdfapostila-de-olericultura-nad-pdf
apostila-de-olericultura-nad-pdf
Saul Ramos
 
A Cultura do Arroz
A Cultura do ArrozA Cultura do Arroz
A Cultura do Arroz
Geagra UFG
 
Manejo e Conservação do Solo
Manejo e Conservação do SoloManejo e Conservação do Solo
Histórico sobre o início da agricultura
Histórico sobre o início da agriculturaHistórico sobre o início da agricultura
Histórico sobre o início da agricultura
Alex Samuel Rodrigues
 
Sistemas agroflorestais
Sistemas agroflorestaisSistemas agroflorestais
Fertilidade do solo
Fertilidade do soloFertilidade do solo
Fertilidade do solo
Alfredo Cossa
 
Agricultura sustentável
Agricultura sustentável Agricultura sustentável
Agricultura sustentável
Samanta Lacerda
 
Origem, evolução e domesticação das plantas
Origem, evolução e domesticação das plantasOrigem, evolução e domesticação das plantas
Origem, evolução e domesticação das plantas
UERGS
 
Agroecologia hoje
Agroecologia hojeAgroecologia hoje
Agroecologia hoje
igor-oliveira
 

Mais procurados (20)

Aula 02 cultura do maracujá.
Aula 02  cultura do maracujá.Aula 02  cultura do maracujá.
Aula 02 cultura do maracujá.
 
Manejo Integrado de Pragas
Manejo Integrado de PragasManejo Integrado de Pragas
Manejo Integrado de Pragas
 
Tratamento de sementes
Tratamento de sementesTratamento de sementes
Tratamento de sementes
 
Apresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCA
Apresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCAApresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCA
Apresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCA
 
Aula 01 solos-funções
Aula 01 solos-funçõesAula 01 solos-funções
Aula 01 solos-funções
 
Agroecologia - Plantas Medicinais
Agroecologia - Plantas MedicinaisAgroecologia - Plantas Medicinais
Agroecologia - Plantas Medicinais
 
Aula extensão rural planejamento
Aula extensão rural planejamentoAula extensão rural planejamento
Aula extensão rural planejamento
 
Agroecologia e Agricultura Orgânica
Agroecologia e Agricultura OrgânicaAgroecologia e Agricultura Orgânica
Agroecologia e Agricultura Orgânica
 
Preparação do Solo e Aplicação
Preparação do Solo e AplicaçãoPreparação do Solo e Aplicação
Preparação do Solo e Aplicação
 
Aula 2 introdução floricultura
Aula 2   introdução floriculturaAula 2   introdução floricultura
Aula 2 introdução floricultura
 
Aula 02 propagação e implantação de plantas ornamentais
Aula 02   propagação e implantação de plantas ornamentaisAula 02   propagação e implantação de plantas ornamentais
Aula 02 propagação e implantação de plantas ornamentais
 
apostila-de-olericultura-nad-pdf
apostila-de-olericultura-nad-pdfapostila-de-olericultura-nad-pdf
apostila-de-olericultura-nad-pdf
 
A Cultura do Arroz
A Cultura do ArrozA Cultura do Arroz
A Cultura do Arroz
 
Manejo e Conservação do Solo
Manejo e Conservação do SoloManejo e Conservação do Solo
Manejo e Conservação do Solo
 
Histórico sobre o início da agricultura
Histórico sobre o início da agriculturaHistórico sobre o início da agricultura
Histórico sobre o início da agricultura
 
Sistemas agroflorestais
Sistemas agroflorestaisSistemas agroflorestais
Sistemas agroflorestais
 
Fertilidade do solo
Fertilidade do soloFertilidade do solo
Fertilidade do solo
 
Agricultura sustentável
Agricultura sustentável Agricultura sustentável
Agricultura sustentável
 
Origem, evolução e domesticação das plantas
Origem, evolução e domesticação das plantasOrigem, evolução e domesticação das plantas
Origem, evolução e domesticação das plantas
 
Agroecologia hoje
Agroecologia hojeAgroecologia hoje
Agroecologia hoje
 

Semelhante a AULA 02 ORIGEM DA AGRICULTURA.pptx

Agricultura
AgriculturaAgricultura
Agricultura
maria_aal_costa
 
6a série tecnologia - agricultura
6a série   tecnologia - agricultura6a série   tecnologia - agricultura
6a série tecnologia - agricultura
SESI 422 - Americana
 
Guia do milho_cib
Guia do milho_cibGuia do milho_cib
Guia do milho_cib
Erivaldo Laurindo Gomes
 
RELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptx
RELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptxRELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptx
RELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptx
CarladeOliveira25
 
Agricultura no Brasil.
Agricultura no Brasil.Agricultura no Brasil.
Agricultura no Brasil.
Camila Brito
 
Ficha de trabalho_stc_-_ng6-dr2_-_15-03-2010[1]
Ficha de trabalho_stc_-_ng6-dr2_-_15-03-2010[1]Ficha de trabalho_stc_-_ng6-dr2_-_15-03-2010[1]
Ficha de trabalho_stc_-_ng6-dr2_-_15-03-2010[1]
Maria
 
6a série tecnologias
6a série   tecnologias6a série   tecnologias
6a série tecnologias
SESI 422 - Americana
 
Caps. 10 e 13 - Espaço rural e urbano
Caps. 10 e 13 - Espaço rural e urbanoCaps. 10 e 13 - Espaço rural e urbano
Caps. 10 e 13 - Espaço rural e urbano
Acácio Netto
 
Portfólio horta orgânica
Portfólio horta orgânicaPortfólio horta orgânica
Portfólio horta orgânica
franciele souza
 
Tipos de produção agrícola - extensiva e intensiva
Tipos de produção agrícola - extensiva e intensivaTipos de produção agrícola - extensiva e intensiva
Tipos de produção agrícola - extensiva e intensiva
LusRobertoCavalcanti
 
Agricultura
AgriculturaAgricultura
Agricultura
Dell Andrade
 
Agricultura 2012
Agricultura 2012Agricultura 2012
Agricultura 2012
aroudus
 
AULA-01-Relação campo cidad-GEO-IV UNIDADE-ETECS.pptx
AULA-01-Relação campo cidad-GEO-IV UNIDADE-ETECS.pptxAULA-01-Relação campo cidad-GEO-IV UNIDADE-ETECS.pptx
AULA-01-Relação campo cidad-GEO-IV UNIDADE-ETECS.pptx
ProfessorAlamyVerssi
 
Origem, evolução e domesticação das plantas aula 2
Origem, evolução e domesticação das plantas aula 2Origem, evolução e domesticação das plantas aula 2
Origem, evolução e domesticação das plantas aula 2
UERGS
 
Projeto Pesquisa TRANSIÇÃO DA AGRICULTURA CONVENCIONAL PARA AGROECOLÓGICA
Projeto  Pesquisa TRANSIÇÃO DA AGRICULTURA CONVENCIONAL PARA AGROECOLÓGICAProjeto  Pesquisa TRANSIÇÃO DA AGRICULTURA CONVENCIONAL PARA AGROECOLÓGICA
Projeto Pesquisa TRANSIÇÃO DA AGRICULTURA CONVENCIONAL PARA AGROECOLÓGICA
Sirleitr
 
O espaço agrario mundial
O espaço agrario mundialO espaço agrario mundial
O espaço agrario mundial
Artur Lara
 
Introduo agroecologia
Introduo agroecologiaIntroduo agroecologia
Introduo agroecologia
Adalto Silva
 
Unidade 01 importância das sementes para a agricultura
Unidade 01 importância das sementes para a agriculturaUnidade 01 importância das sementes para a agricultura
Unidade 01 importância das sementes para a agricultura
Bruno Rodrigues
 
Revolução Verde
Revolução VerdeRevolução Verde
Revolução Verde
Zeca B.
 
Agricultura mundial e do brasil
Agricultura mundial e do brasilAgricultura mundial e do brasil
Agricultura mundial e do brasil
profleofonseca
 

Semelhante a AULA 02 ORIGEM DA AGRICULTURA.pptx (20)

Agricultura
AgriculturaAgricultura
Agricultura
 
6a série tecnologia - agricultura
6a série   tecnologia - agricultura6a série   tecnologia - agricultura
6a série tecnologia - agricultura
 
Guia do milho_cib
Guia do milho_cibGuia do milho_cib
Guia do milho_cib
 
RELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptx
RELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptxRELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptx
RELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptx
 
Agricultura no Brasil.
Agricultura no Brasil.Agricultura no Brasil.
Agricultura no Brasil.
 
Ficha de trabalho_stc_-_ng6-dr2_-_15-03-2010[1]
Ficha de trabalho_stc_-_ng6-dr2_-_15-03-2010[1]Ficha de trabalho_stc_-_ng6-dr2_-_15-03-2010[1]
Ficha de trabalho_stc_-_ng6-dr2_-_15-03-2010[1]
 
6a série tecnologias
6a série   tecnologias6a série   tecnologias
6a série tecnologias
 
Caps. 10 e 13 - Espaço rural e urbano
Caps. 10 e 13 - Espaço rural e urbanoCaps. 10 e 13 - Espaço rural e urbano
Caps. 10 e 13 - Espaço rural e urbano
 
Portfólio horta orgânica
Portfólio horta orgânicaPortfólio horta orgânica
Portfólio horta orgânica
 
Tipos de produção agrícola - extensiva e intensiva
Tipos de produção agrícola - extensiva e intensivaTipos de produção agrícola - extensiva e intensiva
Tipos de produção agrícola - extensiva e intensiva
 
Agricultura
AgriculturaAgricultura
Agricultura
 
Agricultura 2012
Agricultura 2012Agricultura 2012
Agricultura 2012
 
AULA-01-Relação campo cidad-GEO-IV UNIDADE-ETECS.pptx
AULA-01-Relação campo cidad-GEO-IV UNIDADE-ETECS.pptxAULA-01-Relação campo cidad-GEO-IV UNIDADE-ETECS.pptx
AULA-01-Relação campo cidad-GEO-IV UNIDADE-ETECS.pptx
 
Origem, evolução e domesticação das plantas aula 2
Origem, evolução e domesticação das plantas aula 2Origem, evolução e domesticação das plantas aula 2
Origem, evolução e domesticação das plantas aula 2
 
Projeto Pesquisa TRANSIÇÃO DA AGRICULTURA CONVENCIONAL PARA AGROECOLÓGICA
Projeto  Pesquisa TRANSIÇÃO DA AGRICULTURA CONVENCIONAL PARA AGROECOLÓGICAProjeto  Pesquisa TRANSIÇÃO DA AGRICULTURA CONVENCIONAL PARA AGROECOLÓGICA
Projeto Pesquisa TRANSIÇÃO DA AGRICULTURA CONVENCIONAL PARA AGROECOLÓGICA
 
O espaço agrario mundial
O espaço agrario mundialO espaço agrario mundial
O espaço agrario mundial
 
Introduo agroecologia
Introduo agroecologiaIntroduo agroecologia
Introduo agroecologia
 
Unidade 01 importância das sementes para a agricultura
Unidade 01 importância das sementes para a agriculturaUnidade 01 importância das sementes para a agricultura
Unidade 01 importância das sementes para a agricultura
 
Revolução Verde
Revolução VerdeRevolução Verde
Revolução Verde
 
Agricultura mundial e do brasil
Agricultura mundial e do brasilAgricultura mundial e do brasil
Agricultura mundial e do brasil
 

Último

Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
Ailton Barcelos
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FredFringeFringeDola
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
EdimaresSilvestre
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 

AULA 02 ORIGEM DA AGRICULTURA.pptx

  • 1. Origem da Agricultura e sua importância Prof. Dra. Darlene Maria Silva Curso: EngenhariaAgronômica Disciplina: Introdução aAgronomia Bloco I 2022.2
  • 2. Afinal o que é Agricultura?  É o cultivo do solo, por meio de procedimentos, métodos e técnicas próprias, que buscam produzir alimentos para o consumo humano, como legumes, cereais, frutas e verduras, ou para serem usados como matérias-primas na indústria.  É atividade econômica primária que está diretamente ligada a terra.
  • 3. Origem da Agricultura  Uma das mais antigas atividade humanas. Surgiu no período Neolítico.  Povos caçadores coletores antigos começaram a observar que determinados grãos ao serem enterrados poderiam produzir iguais ás que os originaram. Imagem: robertobrumat.wordpress.com
  • 5. Com o surgimento da Agricultura  Possibilitou mudanças positivas,  Condicionou a seleção de sementes,  Sedentarização do homem,  Surgiu de uma forma independente em diferentes espaços do mundo ( provavelmente em vales e várzeas)
  • 6.  As que completam seu ciclo dentro de um ano provavelmente hortaliças e cereais foram as primeiras a serem domesticadas.  As plantas perenes, das quais se colhem frutos, foram por muito mais tempo exploradas na forma extrativista, incluindo a Amazônia brasileira, de onde se extraem frutos silvestres, como açaí, cupuaçu, guaraná, e onde se exploram as seringueiras e palmeiras como o babaçu e a piaçava.
  • 7. - A origem das plantas cultivadas que impulsionaram as primeiras civilizações no Crescente Fértil. - Berço das primeiras civilizações - Atual Iraque ate o Egito - Grandes rios (Tigre, Eufrates, Jordão e Nilo) - Terras férteis; cevada, trigo, lentilha, grão-de bico e ervilhaca, além do linho, planta produtora de fibras.
  • 8. Tecnologias primitivas Ferramentas do período quaternário, há 12.000 anos. Fonte: www.almanaquedocampo.co Domesticação Entende-se a série de modificações físicas e fisiológicas que as plantas apresentam como resposta à intervenção humana e que são fixadas geneticamente. Semear, capinar e colher são intervenções humanas criadoras do ambiente artificial que leva à domesticação. .
  • 9.  O arroz teria começado a ser cultivado na China,  Nos Andes, o início da cultura da batata data de 5 500 anos  Na Região Amazônica a cultura da mandioca.  O milho teria sido domesticado há 9 000 an os, no México, e a abóbora, há l O000 anos, também nas Americas Domesticação das Plantas
  • 10. O Planeta Terra ■ Quais os aspectos diferenciadores ?
  • 13. Sem o ser humano? Sem as plantas?
  • 21. Países em desenvolvimento ■ Ineficiente na produção e distribuição de alimentos
  • 22. Produção vegetal ■ Base da nossa civilização
  • 23. Biodiversidade ■ 350 mil espécies vegetais ■ 200 espécies economicamente importantes
  • 24. Espécies mais importantes agronomicamente ■ Arroz ■ Milho ■ Cevada ■ Beterraba ■ Batata-doce ■ Feijão ■ Amendoim ■ Banana ■ Trigo ■ Sorgo ■ Cana ■ Batata
  • 26. Agricultur a ■ Atividade recente – história da humanidade ■ Homem – coletor de alimentos ■ 1ª. Produção de alimentos – 7 mil a 10 mil anos
  • 28. Desenvolvimento da agricultura ■ Liberação de mão-de-obra ■ Outras habilidades ❑ Ferramentas
  • 29. Origem da civilização ■ Associada à produção suficiente de comida (plantio de sementes ou partes da planta) ❑ Plantas de crescimento rápido ❑ Plantas de crescimento lento - coleta
  • 31. ■ Ancient centres of origin of plant and animal domestication — the nine homelands of food production — are indicated by the orange-shaded areas on the map. The most agriculturally productive areas of the modern world, as judged by cereals and major staples, are indicated by the yellow-shaded areas. Note that there is almost no overlap between the areas highlighted, except that China appears on both distributions, and that the most productive areas of the central United States today approach areas of the eastern United States where domestication originated. The reason why the two distributions are so different is that agriculture arose in areas to which the wild ancestors of the most valuable domesticable crops and animals were native, but other areas proved much more productive when those valuable domesticates reached them. (Jared Diamond, Nature 418, 700-707, August 2002)
  • 32.
  • 33. Domesticação ■ Seleção artificial conduzido pelo homem para produzir plantas que tenham poucos caracteres indesejaveis das plantas silvestres, o que gera uma dependencia para que essas plantas continuem existindo. ■ Estima-se que tenha iniciado: 9000-11000 anos.
  • 34. Mandioca x ácido cianídrico ■ Seleção – tipos mais eficientes e diferentes dos ancestrais
  • 36. Centro de produção e centros de origem
  • 37. Classificação das culturas ■ Grandes culturas ■ Horticultura ■ Florestais
  • 38. ■ Declínio do feudalismo ■ Crescimento das cidades ■ Aumento da população ■ Novas invenções e novos métodos na agricultura ❑ Rotação de culturas
  • 39. Descoberta do Novo Mundo ■ Plantas estranhas e maravilhosas
  • 40. Culturas Azteca, Maia e Inca ■ Os Aztecas
  • 43. Estudos fundamentais em botânica ■ Séculos XVII e XVIII ■ Robert Hooke (descrição das células de cortiça) ■ Descrição de protozoários e bactérias
  • 44. ■ Comprovação da reprodução sexual em plantas ■ Mendel – estudo da herança dos caracteres ■ Linnaeus – sistema de classificação de plantas e animais
  • 45.
  • 46. Revolução Agrícola ■ Transição de práticas medievais para modernas ❑ Novas culturas ❑ Nova economia ❑ Avanços na tecnologia ❑ Aumento do preço das fazendas ❑ Aumento da produtividade ❑ Aumento da população urbana ■ Revolução Industrial
  • 47. Práticas agrícolas afetadas pelos novos alimentos ■ Batata ❑ Introduzida na Espanha (1570) ❑ Irlanda: requeima e fome ■ Milho ■ Demanda por chá e café – aumento da importância do açúcar ■ Confinamento do gado e aproveitamento do esterco ■ Rotação de culturas ■ Início da mecanização (1850)
  • 48. Agricultura como ciência ■ Século XIX ■ Nutrição de plantas ❑ Obtenção de nutrientes ❑ Indústria de fertilizantes ■ Natureza biológica das doenças ❑ Fungos como causadores de doença ❑ Doenças causadas por microrganismos específicos ❑ Ação fungicida do sulfato de cobre ■ Surgimento de publicações ❑ Sociedades de agricultura ❑ Agricultura como profissão
  • 49. Século XX ■ 1910: cada fazendeiro produzia para oito ■ 1967 – 1:50 ■ Aumento da eficiência – uso da tecnologia ■ Leis de Mendel – redescoberta da genética ❑ Produção de novas cultivares ❑ Milho híbrido ■ Uso de fertilizantes inorgânicos ■ Herbicidas ■ Fungicidas / Inseticidas
  • 52. Anos 60 ■ Explosão populacional nos trópicos ■ Poluição – conseqüência da tecnologia ■ Recursos naturais renováveis e não renováveis
  • 53. ■ Tecnologias geradas para solução à curto prazo – implicações ■ Conseqüência social: movimento ecológico ❑ Conquistas
  • 55.
  • 56. ■ Como reverter este processo e atingir uma agricultura ecologicamente viável? ❑ Transgênicos? ❑ Orgânicos
  • 57. ASPECTOS DE HISTÓRIA DA AGRICULTURA Deusa Ceres da mitologia romana, a deusa das plantas que brotam (dos grãos) e do amor maternal.
  • 58. 1800 0 1900 1950 2000 R. INDUSTRIAL SÉCULO XXI H. PRIMITIVO I. MEDIEVAL 1400 10.000 a.C. 0 1400 180019001950 2000 10.000 a.C. Evolução daAgricultura
  • 60. América Central (Méso-Amérique): milho, feijão, abacate, tomate, baunilha, cacau América do Sul (Amérique du sud): tabaco, amendoim, batata, algodão, tomate, abacaxi, pimenta, mandioca, seringueira Médio Oriente (Croissant Fertile): cevada, trigo, ervilhas, lentilhas, Linho, Oliva, uva, figo, tâmara África Central (Afrique): milheto, sorgo, inhame, café, óleo de palma Norte da China(Chine): painço, soja, chá Sul da Ásia e Oceania ( Asie du sud – Océnie): arroz, banana, cana de açúcar, laranja, beringela, coco, pimenta
  • 62. Agricultura Subsistência Técnicas Primárias 1200 180019001950 2000 10.000 a.C. Evolução daAgricultura
  • 63. 0 1000 Agricultura “natural” Insumos Básicos Naturais Implementos artesanais Aprimoramento lento das técnicas 1800 Desenvolvimento lento da Produção, Comércio e Mercado Evolução daAgricultura
  • 64. 1800 1900 0 1400 180019001950 2000 10.000 a.C. Desenvolvimento da Manufatura Revolução Industrial Tecnologia Máquinas – tratores implementos, agro químicos, adubos sintéticos, entre outros Produção agrícola em escala Agroindústria Competitividade no mercado agrícola Evolução daAgricultura
  • 65. EVOLUÇÃO DAMECANIZAÇÃO E DOS TRANSPORTES http://tractorsandtrucks.blogspot.com/2008_06_0 1_archive.html http://jornaloexpresso.wordpress.com/page/47/?arch ives-list&archives-type=months
  • 67. 1900 1950 0 1400 180019001950 2000 10.000 a.C. Aprimoramento da tecnologia Agro química, máquinas e implementos 1959 – Primeira fábrica de tratores no Brasil – CBT Desenvolvimento do sistema de produção em escala Surgimento de grandes agroindústrias Evolução daAgricultura
  • 68. 1950 60 2010 Comida industrial Carros Rev. Verde 1960 10 Fast Food 1970 20 1990 40 Computador, Celular, comida prontas 1980 30 Eletrodomésticos Qualidade de Vida, Segurança, alimentos Diferenciados (orgânicos, Veganos, gourmets) Evolução dos mercados 1970 1980 1960 1990 1950 2018 BMFs CAIs Bancos Agromercantis Holdings Mercado Globalizado Nova Revolução Industrial 2000 50