SlideShare uma empresa Scribd logo
{
ATRIBUTOS DE
PROF: JESSÉ LOPES
DEFINIÇÃO DE DEUS
Deus não pode ser definido por uma
palavra ou por uma frase. Portanto, é
necessário que tentemos, mesmo que
de forma limitada, descrever as
“qualidades de Deus”, ou seus
“atributos”.
Essa descrição é limitada, pois Deus é
incompreensível a nós. Por isso, o
descrevemos com base apenas no que
Ele nos revelou a seu respeito. Tais
descrições apontam igualmente para o
Pai, o Filho e o Espírito Santo.
O QUE SÃO
ATRIBUTOS ?
O QUE SÃO ATRIBUTOS:
Atributos são as particularidades,
qualidades e características que são
próprias de alguém ou algo. Por
norma, os atributos estão
relacionados com aspectos
positivos.
Os atributos costumam ser
características exclusivas de
determinada pessoa, grupo ou coisa.
Exemplo: “A comunicação escrita é
um atributo dos seres humanos”.
CATEGORIAS DOS
ATRIBUTOS
DIVINOS
A) ATRIBUTOS NATURAIS E MORAIS
De modo apenas didático, os atributos naturais
de Deus envolvem sua essência (ex.: eternidade,
imutabilidade) e os atributos morais, sua vontade
(ex.: santidade, justiça).
B) ATRIBUTOS INCOMUNICÁVEIS E COMUNICÁVEIS
Os atributos incomunicáveis são aqueles
exclusivos de Deus, como a eternidade e a
onipotência. Apenas Ele tem essas qualidades e elas
não foram transmitidas (comunicadas) a nenhum ser
criado. Deus não compartilhou tais atributos com o
homem. Os atributos comunicáveis, por sua vez,
foram impressos na humanidade na criação: são a
inteligência, a vontade e a moralidade, entre outros.
LISTA DOS
ATRIBUTOS DE
DEUS
A) AMOR
O amor envolve afeição, mas também envolve
atitude de entrega, cuidado e correção. O amor
busca o bem do ser amado e paga o preço pela
promoção desse bem.
A Bíblia declara que “Deus é amor” (1Jo 4.8). Em
relação ao homem, esse amor se revela no fato de
Deus se permitir amar os pecadores. Isso é graça (Ef
2.4-8). O amor foi derramado no coração do cristão
(Rm 5.5) e quando Deus corrige, demonstra amor
pelos seus filhos (Hb 12.6,7).
Algumas características ligadas intimamente ao
amor, até mesmo fazendo parte dele, são: bondade,
misericórdia, longanimidade e graça.
1. A bondade divina pode ser definida
como a preocupação benevolente com
suas criaturas (At 14.17).
2. · A misericórdia é o aspecto da bondade
que faz Deus demonstrar piedade e
compaixão (Ef 2.4,5).
3. · A longanimidade fala sobre o controle
diante das provocações (1Pe 3.20).
4. · Graça é o favor imerecido de Deus
demonstrado primariamente pela pessoa
e obra de Jesus Cristo (2Tm 1.9).
“O fato de Deus ser amor não é
base para o “universalismo”, ou
seja, que, no final, ele acabará
salvando todas as pessoas. O amor
não anula outros atributos de Deus
como santidade e justiça. Tal
heresia é totalmente contraditória
ao ensino bíblico (Mc 9.45-48)”.
B) ETERNIDADE
O atributo da eternidade significa que Deus
não tem começo nem fim. Sua existência é
eterna, tanto no passado como no futuro, sem
interrupções ou limitações causadas por uma
sucessão de eventos.
A autoexistência de Deus está intimamente
ligada com sua eternidade, pois, por não ter
começo, ele não foi criado por outro, existindo
por si só.
A Bíblia fala da eternidade de Deus (Sl 90.2;
Gn 21.33).
Uma das implicações da eternidade de Deus
é que ela nos dá muito conforto, visto que ele
nunca deixará de existir e que seu controle
sustentador e providencial de todas as coisas e
eventos está assegurado.
C) IMUTABILIDADE
Significa que Deus não muda. Não quer dizer que ele
esteja imóvel ou inativo, mas que não se altera, cresce
ou se desenvolve. (Hb 13.8)
A Bíblia ensina sobre a imutabilidade de Deus (Ml 3.6; Tg
1.17).
Um problema levantado dentro desse assunto é: “Deus
se arrepende?” (Gn 6.6). Na verdade, tal linguagem não
corresponde ao que, como homens, vivenciamos no
arrependimento. Tanto a imutabilidade como a
sabedoria e onisciência de Deus tornam vazias as ideias
de que ele muda seus planos eternos ou que se
arrepende de algo que fez. Nesse caso, o
arrependimento é mais uma linguagem antropomórfica
(ver Gn 6.6 no que fala do “coração” de Deus).
D) LIBERDADE
Deus independe das suas criaturas e da sua
criação. Não há qualquer criatura que impeça
Deus ou que o obrigue a algo.
Isaías expõe a liberdade e a independência de
Deus com uma pergunta retórica (Is 40.13,14).
Jesus mostrou que Deus exerce sua liberdade ao
executar livremente sua vontade (Mt 11.26).
Isso significa que Deus é livre para tudo? Na
verdade, Ele é limitado apenas pela sua própria
natureza. Assim, a santidade dele o impede de
pecar e a eternidade dele o impede de morrer.
E) SANTIDADE
Significa que Deus é separado de tudo
que é indigno ou impuro e que, ao mesmo
tempo, é completamente puro e distinto de
todos os outros.
A santidade foi muito enfatizada por
Deus no tempo do AT (Lv 11.44; Is 40.25; Hc
1.12). No NT, a santidade é uma qualidade
marcante de Deus (Jo 17.11; 1Pe 1.15,16;
Ap 4.8).
A santidade divina deve fazer o cristão
ser sensível ao seu pecado (Is 6.3,5; Lc 5.8).
A santidade dele o torna padrão para nossa
vida e conduta (1Jo 1.7).
{
PROF: JESSÉ LOPES

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A doutrina do pecado
A doutrina do pecadoA doutrina do pecado
A doutrina do pecado
Marcianno Teofilo
 
hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.
RODRIGO FERREIRA
 
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de FéLição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Éder Tomé
 
Ecap reino de deus
Ecap  reino de deusEcap  reino de deus
Ecap reino de deus
Pedro Quintanilha
 
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humanaLição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
Éder Tomé
 
Teontologia - AULA 01
Teontologia - AULA 01Teontologia - AULA 01
Teontologia - AULA 01
Pastor W. Costa
 
HERESIOLOGIA (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
HERESIOLOGIA (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)HERESIOLOGIA (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
HERESIOLOGIA (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Éder Tomé
 
Aula de pneumatologia
Aula de pneumatologiaAula de pneumatologia
Aula de pneumatologia
Alberto Nery
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Éder Tomé
 
sLição 5 jesus e a implantação do reino de deus
sLição 5   jesus e a implantação do reino de deussLição 5   jesus e a implantação do reino de deus
sLição 5 jesus e a implantação do reino de deus
Nayara Mayla Brito Damasceno
 
Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado
Geversom Sousa
 
Teontologia - AULA 02
Teontologia - AULA 02Teontologia - AULA 02
Teontologia - AULA 02
Pastor W. Costa
 
Palestra maturidade cristã
Palestra   maturidade cristãPalestra   maturidade cristã
Palestra maturidade cristã
Junior Cesar Santiago
 
Doutrina do homem
Doutrina do homemDoutrina do homem
Doutrina do homem
Gcom digital factory
 
Dons espirituais
Dons espirituaisDons espirituais
Dons espirituais
Dagmar Wendt
 
Cristologia aula01
Cristologia aula01Cristologia aula01
Cristologia aula01
Pastor W. Costa
 
Lição 1 - A Doutrina da Trindade
Lição 1 - A Doutrina da TrindadeLição 1 - A Doutrina da Trindade
Lição 1 - A Doutrina da Trindade
Éder Tomé
 
Lição 18 Apostasia da Fé
Lição 18   Apostasia da FéLição 18   Apostasia da Fé
Lição 18 Apostasia da Fé
Wander Sousa
 
Evangelismo
EvangelismoEvangelismo
Evangelismo
guestf8ed39
 

Mais procurados (20)

A doutrina do pecado
A doutrina do pecadoA doutrina do pecado
A doutrina do pecado
 
hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.
 
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de FéLição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
 
Ecap reino de deus
Ecap  reino de deusEcap  reino de deus
Ecap reino de deus
 
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humanaLição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
 
Teontologia - AULA 01
Teontologia - AULA 01Teontologia - AULA 01
Teontologia - AULA 01
 
HERESIOLOGIA (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
HERESIOLOGIA (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)HERESIOLOGIA (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
HERESIOLOGIA (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
 
Aula de pneumatologia
Aula de pneumatologiaAula de pneumatologia
Aula de pneumatologia
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
 
sLição 5 jesus e a implantação do reino de deus
sLição 5   jesus e a implantação do reino de deussLição 5   jesus e a implantação do reino de deus
sLição 5 jesus e a implantação do reino de deus
 
Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado
 
Teontologia - AULA 02
Teontologia - AULA 02Teontologia - AULA 02
Teontologia - AULA 02
 
Palestra maturidade cristã
Palestra   maturidade cristãPalestra   maturidade cristã
Palestra maturidade cristã
 
Doutrina do homem
Doutrina do homemDoutrina do homem
Doutrina do homem
 
Dons espirituais
Dons espirituaisDons espirituais
Dons espirituais
 
Cristologia aula01
Cristologia aula01Cristologia aula01
Cristologia aula01
 
Lição 1 - A Doutrina da Trindade
Lição 1 - A Doutrina da TrindadeLição 1 - A Doutrina da Trindade
Lição 1 - A Doutrina da Trindade
 
Lição 18 Apostasia da Fé
Lição 18   Apostasia da FéLição 18   Apostasia da Fé
Lição 18 Apostasia da Fé
 
Evangelismo
EvangelismoEvangelismo
Evangelismo
 

Semelhante a Atributos de deus

Os Atributos de Deus.pdf
Os Atributos de Deus.pdfOs Atributos de Deus.pdf
Os Atributos de Deus.pdf
AureoSilva2
 
A formação do caráter cristão - Lição 1 - 2º Trimestre 2017
A formação do caráter cristão - Lição 1 - 2º Trimestre 2017A formação do caráter cristão - Lição 1 - 2º Trimestre 2017
A formação do caráter cristão - Lição 1 - 2º Trimestre 2017
Pr. Andre Luiz
 
Disciplina Introdução a Teologia - Completo.ppt
Disciplina Introdução a Teologia - Completo.pptDisciplina Introdução a Teologia - Completo.ppt
Disciplina Introdução a Teologia - Completo.ppt
TatianeHernandes3
 
teologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptx
teologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptxteologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptx
teologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptx
vinicius252017
 
teologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptx
teologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptxteologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptx
teologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptx
vinicius252017
 
Princípios Doutrinários
Princípios DoutrináriosPrincípios Doutrinários
Princípios Doutrinários
Jessé Lopes
 
Teologia de deus
Teologia de deusTeologia de deus
Teologia de deus
Gabriel Carvalho
 
A doutrina da trindade
A doutrina da trindadeA doutrina da trindade
A doutrina da trindade
antonio ferreira
 
Escola Missionaria V.N.D
Escola Missionaria V.N.DEscola Missionaria V.N.D
Escola Missionaria V.N.D
Diego Roberto
 
LIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
LIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃOLIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
LIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
Lourinaldo Serafim
 
Teologia de Deus aula 2
Teologia de Deus aula 2Teologia de Deus aula 2
Teologia de Deus aula 2
Moisés Sampaio
 
Fruto Do EspíRito Modulo 3
Fruto Do EspíRito Modulo 3Fruto Do EspíRito Modulo 3
Fruto Do EspíRito Modulo 3
fogotv
 
Estudos doutrinários no metodismo
Estudos doutrinários no metodismoEstudos doutrinários no metodismo
Estudos doutrinários no metodismo
Paulo Dias Nogueira
 
08 ist - dutrina de deus
08  ist - dutrina de deus08  ist - dutrina de deus
08 ist - dutrina de deus
Léo Mendonça
 
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Erberson Pinheiro
 
A manifestação do Espirito Santo através de DONS, MISNITÉRIOS ou OPERAÇÕES.
A manifestação do Espirito Santo através de DONS, MISNITÉRIOS ou OPERAÇÕES.A manifestação do Espirito Santo através de DONS, MISNITÉRIOS ou OPERAÇÕES.
A manifestação do Espirito Santo através de DONS, MISNITÉRIOS ou OPERAÇÕES.
Amauri Rodrigues Ferreira
 
TEONTOLIGIA 2 AULA.pptx
TEONTOLIGIA 2 AULA.pptxTEONTOLIGIA 2 AULA.pptx
TEONTOLIGIA 2 AULA.pptx
LucianoMachado52
 
Trabalho professor reginaldo
Trabalho   professor reginaldoTrabalho   professor reginaldo
Trabalho professor reginaldo
27101992
 
Teologia
Teologia Teologia
Teologia
Pensamentos
 
Introdução a teologia sistemática
Introdução a teologia sistemáticaIntrodução a teologia sistemática
Introdução a teologia sistemática
Aniel Wagner Cruz
 

Semelhante a Atributos de deus (20)

Os Atributos de Deus.pdf
Os Atributos de Deus.pdfOs Atributos de Deus.pdf
Os Atributos de Deus.pdf
 
A formação do caráter cristão - Lição 1 - 2º Trimestre 2017
A formação do caráter cristão - Lição 1 - 2º Trimestre 2017A formação do caráter cristão - Lição 1 - 2º Trimestre 2017
A formação do caráter cristão - Lição 1 - 2º Trimestre 2017
 
Disciplina Introdução a Teologia - Completo.ppt
Disciplina Introdução a Teologia - Completo.pptDisciplina Introdução a Teologia - Completo.ppt
Disciplina Introdução a Teologia - Completo.ppt
 
teologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptx
teologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptxteologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptx
teologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptx
 
teologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptx
teologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptxteologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptx
teologiadedeusaula2-130506175008-phpapp02.pptx
 
Princípios Doutrinários
Princípios DoutrináriosPrincípios Doutrinários
Princípios Doutrinários
 
Teologia de deus
Teologia de deusTeologia de deus
Teologia de deus
 
A doutrina da trindade
A doutrina da trindadeA doutrina da trindade
A doutrina da trindade
 
Escola Missionaria V.N.D
Escola Missionaria V.N.DEscola Missionaria V.N.D
Escola Missionaria V.N.D
 
LIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
LIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃOLIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
LIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
 
Teologia de Deus aula 2
Teologia de Deus aula 2Teologia de Deus aula 2
Teologia de Deus aula 2
 
Fruto Do EspíRito Modulo 3
Fruto Do EspíRito Modulo 3Fruto Do EspíRito Modulo 3
Fruto Do EspíRito Modulo 3
 
Estudos doutrinários no metodismo
Estudos doutrinários no metodismoEstudos doutrinários no metodismo
Estudos doutrinários no metodismo
 
08 ist - dutrina de deus
08  ist - dutrina de deus08  ist - dutrina de deus
08 ist - dutrina de deus
 
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
 
A manifestação do Espirito Santo através de DONS, MISNITÉRIOS ou OPERAÇÕES.
A manifestação do Espirito Santo através de DONS, MISNITÉRIOS ou OPERAÇÕES.A manifestação do Espirito Santo através de DONS, MISNITÉRIOS ou OPERAÇÕES.
A manifestação do Espirito Santo através de DONS, MISNITÉRIOS ou OPERAÇÕES.
 
TEONTOLIGIA 2 AULA.pptx
TEONTOLIGIA 2 AULA.pptxTEONTOLIGIA 2 AULA.pptx
TEONTOLIGIA 2 AULA.pptx
 
Trabalho professor reginaldo
Trabalho   professor reginaldoTrabalho   professor reginaldo
Trabalho professor reginaldo
 
Teologia
Teologia Teologia
Teologia
 
Introdução a teologia sistemática
Introdução a teologia sistemáticaIntrodução a teologia sistemática
Introdução a teologia sistemática
 

Mais de Jessé Lopes

Honrando minha Familia
Honrando minha FamiliaHonrando minha Familia
Honrando minha Familia
Jessé Lopes
 
Vencendo conflitos familiares
Vencendo conflitos familiaresVencendo conflitos familiares
Vencendo conflitos familiares
Jessé Lopes
 
Restauração em meio ao caos
Restauração em meio ao caosRestauração em meio ao caos
Restauração em meio ao caos
Jessé Lopes
 
John Wesley
John WesleyJohn Wesley
John Wesley
Jessé Lopes
 
D. L. moody
D. L. moodyD. L. moody
D. L. moody
Jessé Lopes
 
Billy Graham
Billy GrahamBilly Graham
Billy Graham
Jessé Lopes
 
A. W. Tozer
A. W. TozerA. W. Tozer
A. W. Tozer
Jessé Lopes
 
O exemplo de Timóteo
O exemplo de TimóteoO exemplo de Timóteo
O exemplo de Timóteo
Jessé Lopes
 
Quem foi jezabel
Quem foi jezabelQuem foi jezabel
Quem foi jezabel
Jessé Lopes
 
Musica góspel x louvor
Musica góspel x louvorMusica góspel x louvor
Musica góspel x louvor
Jessé Lopes
 
Comunhão
ComunhãoComunhão
Comunhão
Jessé Lopes
 
Arrependimento e fe para salvacao
Arrependimento e fe para salvacaoArrependimento e fe para salvacao
Arrependimento e fe para salvacao
Jessé Lopes
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipulado
Jessé Lopes
 
Salvação x Galardão
Salvação x GalardãoSalvação x Galardão
Salvação x Galardão
Jessé Lopes
 
Sacerdócio x Levitas
Sacerdócio x LevitasSacerdócio x Levitas
Sacerdócio x Levitas
Jessé Lopes
 
Quem foi Dorcas ?
Quem foi Dorcas ?Quem foi Dorcas ?
Quem foi Dorcas ?
Jessé Lopes
 
Fogo estranho diante de Deus
Fogo estranho diante de DeusFogo estranho diante de Deus
Fogo estranho diante de Deus
Jessé Lopes
 
FéFé
EBD e sua IMPORTÂNCIA
EBD e sua IMPORTÂNCIAEBD e sua IMPORTÂNCIA
EBD e sua IMPORTÂNCIA
Jessé Lopes
 
Contemporaneidade na Igreja
Contemporaneidade na IgrejaContemporaneidade na Igreja
Contemporaneidade na Igreja
Jessé Lopes
 

Mais de Jessé Lopes (20)

Honrando minha Familia
Honrando minha FamiliaHonrando minha Familia
Honrando minha Familia
 
Vencendo conflitos familiares
Vencendo conflitos familiaresVencendo conflitos familiares
Vencendo conflitos familiares
 
Restauração em meio ao caos
Restauração em meio ao caosRestauração em meio ao caos
Restauração em meio ao caos
 
John Wesley
John WesleyJohn Wesley
John Wesley
 
D. L. moody
D. L. moodyD. L. moody
D. L. moody
 
Billy Graham
Billy GrahamBilly Graham
Billy Graham
 
A. W. Tozer
A. W. TozerA. W. Tozer
A. W. Tozer
 
O exemplo de Timóteo
O exemplo de TimóteoO exemplo de Timóteo
O exemplo de Timóteo
 
Quem foi jezabel
Quem foi jezabelQuem foi jezabel
Quem foi jezabel
 
Musica góspel x louvor
Musica góspel x louvorMusica góspel x louvor
Musica góspel x louvor
 
Comunhão
ComunhãoComunhão
Comunhão
 
Arrependimento e fe para salvacao
Arrependimento e fe para salvacaoArrependimento e fe para salvacao
Arrependimento e fe para salvacao
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipulado
 
Salvação x Galardão
Salvação x GalardãoSalvação x Galardão
Salvação x Galardão
 
Sacerdócio x Levitas
Sacerdócio x LevitasSacerdócio x Levitas
Sacerdócio x Levitas
 
Quem foi Dorcas ?
Quem foi Dorcas ?Quem foi Dorcas ?
Quem foi Dorcas ?
 
Fogo estranho diante de Deus
Fogo estranho diante de DeusFogo estranho diante de Deus
Fogo estranho diante de Deus
 
FéFé
 
EBD e sua IMPORTÂNCIA
EBD e sua IMPORTÂNCIAEBD e sua IMPORTÂNCIA
EBD e sua IMPORTÂNCIA
 
Contemporaneidade na Igreja
Contemporaneidade na IgrejaContemporaneidade na Igreja
Contemporaneidade na Igreja
 

Último

O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 

Último (16)

O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 

Atributos de deus

  • 2. DEFINIÇÃO DE DEUS Deus não pode ser definido por uma palavra ou por uma frase. Portanto, é necessário que tentemos, mesmo que de forma limitada, descrever as “qualidades de Deus”, ou seus “atributos”. Essa descrição é limitada, pois Deus é incompreensível a nós. Por isso, o descrevemos com base apenas no que Ele nos revelou a seu respeito. Tais descrições apontam igualmente para o Pai, o Filho e o Espírito Santo.
  • 4. O QUE SÃO ATRIBUTOS: Atributos são as particularidades, qualidades e características que são próprias de alguém ou algo. Por norma, os atributos estão relacionados com aspectos positivos. Os atributos costumam ser características exclusivas de determinada pessoa, grupo ou coisa. Exemplo: “A comunicação escrita é um atributo dos seres humanos”.
  • 6. A) ATRIBUTOS NATURAIS E MORAIS De modo apenas didático, os atributos naturais de Deus envolvem sua essência (ex.: eternidade, imutabilidade) e os atributos morais, sua vontade (ex.: santidade, justiça). B) ATRIBUTOS INCOMUNICÁVEIS E COMUNICÁVEIS Os atributos incomunicáveis são aqueles exclusivos de Deus, como a eternidade e a onipotência. Apenas Ele tem essas qualidades e elas não foram transmitidas (comunicadas) a nenhum ser criado. Deus não compartilhou tais atributos com o homem. Os atributos comunicáveis, por sua vez, foram impressos na humanidade na criação: são a inteligência, a vontade e a moralidade, entre outros.
  • 8. A) AMOR O amor envolve afeição, mas também envolve atitude de entrega, cuidado e correção. O amor busca o bem do ser amado e paga o preço pela promoção desse bem. A Bíblia declara que “Deus é amor” (1Jo 4.8). Em relação ao homem, esse amor se revela no fato de Deus se permitir amar os pecadores. Isso é graça (Ef 2.4-8). O amor foi derramado no coração do cristão (Rm 5.5) e quando Deus corrige, demonstra amor pelos seus filhos (Hb 12.6,7). Algumas características ligadas intimamente ao amor, até mesmo fazendo parte dele, são: bondade, misericórdia, longanimidade e graça.
  • 9. 1. A bondade divina pode ser definida como a preocupação benevolente com suas criaturas (At 14.17). 2. · A misericórdia é o aspecto da bondade que faz Deus demonstrar piedade e compaixão (Ef 2.4,5). 3. · A longanimidade fala sobre o controle diante das provocações (1Pe 3.20). 4. · Graça é o favor imerecido de Deus demonstrado primariamente pela pessoa e obra de Jesus Cristo (2Tm 1.9).
  • 10. “O fato de Deus ser amor não é base para o “universalismo”, ou seja, que, no final, ele acabará salvando todas as pessoas. O amor não anula outros atributos de Deus como santidade e justiça. Tal heresia é totalmente contraditória ao ensino bíblico (Mc 9.45-48)”.
  • 11. B) ETERNIDADE O atributo da eternidade significa que Deus não tem começo nem fim. Sua existência é eterna, tanto no passado como no futuro, sem interrupções ou limitações causadas por uma sucessão de eventos. A autoexistência de Deus está intimamente ligada com sua eternidade, pois, por não ter começo, ele não foi criado por outro, existindo por si só. A Bíblia fala da eternidade de Deus (Sl 90.2; Gn 21.33). Uma das implicações da eternidade de Deus é que ela nos dá muito conforto, visto que ele nunca deixará de existir e que seu controle sustentador e providencial de todas as coisas e eventos está assegurado.
  • 12. C) IMUTABILIDADE Significa que Deus não muda. Não quer dizer que ele esteja imóvel ou inativo, mas que não se altera, cresce ou se desenvolve. (Hb 13.8) A Bíblia ensina sobre a imutabilidade de Deus (Ml 3.6; Tg 1.17). Um problema levantado dentro desse assunto é: “Deus se arrepende?” (Gn 6.6). Na verdade, tal linguagem não corresponde ao que, como homens, vivenciamos no arrependimento. Tanto a imutabilidade como a sabedoria e onisciência de Deus tornam vazias as ideias de que ele muda seus planos eternos ou que se arrepende de algo que fez. Nesse caso, o arrependimento é mais uma linguagem antropomórfica (ver Gn 6.6 no que fala do “coração” de Deus).
  • 13. D) LIBERDADE Deus independe das suas criaturas e da sua criação. Não há qualquer criatura que impeça Deus ou que o obrigue a algo. Isaías expõe a liberdade e a independência de Deus com uma pergunta retórica (Is 40.13,14). Jesus mostrou que Deus exerce sua liberdade ao executar livremente sua vontade (Mt 11.26). Isso significa que Deus é livre para tudo? Na verdade, Ele é limitado apenas pela sua própria natureza. Assim, a santidade dele o impede de pecar e a eternidade dele o impede de morrer.
  • 14. E) SANTIDADE Significa que Deus é separado de tudo que é indigno ou impuro e que, ao mesmo tempo, é completamente puro e distinto de todos os outros. A santidade foi muito enfatizada por Deus no tempo do AT (Lv 11.44; Is 40.25; Hc 1.12). No NT, a santidade é uma qualidade marcante de Deus (Jo 17.11; 1Pe 1.15,16; Ap 4.8). A santidade divina deve fazer o cristão ser sensível ao seu pecado (Is 6.3,5; Lc 5.8). A santidade dele o torna padrão para nossa vida e conduta (1Jo 1.7).