SlideShare uma empresa Scribd logo
Sobre
Prof: Jessé Lopes
D. L. Moody
D. L. moody
“De cem homens, um
lerá a Bíblia; 99 lerão o
cristão”
INTRODUÇÃO
Dwight Lyman Moody passou de um
começou humilde e sem educação para um vida
poderosamente usada por Deus. Ele prova que
Deus pode realmente usar qualquer um de
qualquer lugar. Você não precisa ser um perito
para Bíblia para ser bem-sucedido no Senhor.
D.L. Moody, cujo nome completo é Dwight
Lyman Moody, é um famoso evangelista do
século XIX. Moody veio de origens humildes na
fortuna e na fé. Quando ele veio ao Senhor pela
primeira vez, não tinha nenhum conhecimento
sobre a Bíblia, nem sobre Deus. Moody passou
de pouco ou nenhum conhecimento sobre Deus
para evangelizar para centenas de milhares de
vidas.
Moody nasceu em Massachusetts em
1837. Com a tenra idade de 5 anos, seu pai
faleceu. Moody foi deixado para ser criado
junto com seus oito irmãos, por sua mãe
sozinha. Sobrecarregado por ser uma mãe
solteira, a mão de Moody não o encorajou
em sua educação, nem o incentivou a ler a
Bíblia. Consequentemente, a educação de
Moody sofreu e ele nunca passou na quinta
série. A espiritualidade de Moody e o
conhecimento da Bíblia também sofreram
devido à dificuldade de sua infância. Deus
usaria mais tarde Moody para ministrar a
pessoas com vidas semelhantes, menos
afortunadas.
Aos 18 anos, D.L. Moody sentiu o
chamado do Senhor. Um professor da
escola dominical persuadiu Moody a
responder ao chamado e arrepender-se de
seus pecados. D.L. Moody foi convertido!
Apensar de não conhecer a Bíblia, ele
reconheceu a mão do Senhor e procurou se
tornar um membro da igreja. Infelizmente,
devido à sua falta de educação e
conhecimento bíblico, Moody não passou
em um teste administrado para aqueles que
querem se tornar membros oficiais. Ele
nunca receberia nenhum treinamento
formal, mas ainda assim realizaria muito
para Deus.
Após seu encontro com Deus e sua conversão ao
Cristianismo, D.L. Moody mudou-separa Chicago para
seguir uma carreira vendendosapatosna esperança de
ganhardinheiro.A fé de Moody em Deus logo ficou mais
forte do que seu desejo por riquezas. Embora ele não
parasse de trabalharem seus negócios, ele decidiu buscar
uma obra para o Senhor. Em 1958, Moody decidiu começar
uma escola dominicalmissionária no gueto de Chicago. Esta
escola virou uma igreja, a Igreja Independentede Illinois, e
apenas seis anos depois que Moody fundou a escola. A
Igreja Independentede Illinoias mais tarde se tornou a tual
Moody Memorial Church. Moody acabou deixandoseu
negóciode sapatos para se concentrarcompletamente em
seu trabalho social e evangelísticopara o Senhor. D.L.Moody
amou genuinamente sua comunidade e trabalhou duro para
alcançar seus membros
Ele realizou atividades especiais para
crianças, como passeis de pônei. Moody
também ofereceu e conduziu aulas de
inglês para imigrantes alemães e
escandinavos. Moody realizou reuniões
de oração à noite, além de aulas de inglês.
Ele mostrou a esses membros da
comunidade o amor de Senhor por meio
de seu próprio amor, gentileza e
assistência.
Moody casou-mecom Emma C. Revell,
professora de escola dominical.Ele e Ema tiveram 3
filhos.Durante esse tempo em sua vida, D.L. Moodu
tornou-seo presidente da YMCA em Chicago.A vida de
Moody foi grandementeimpactadapor um fogo natural
que provocouum fogo espiritualdentro de sua alma. O
Grande Incêndioem Chicagoem outubrode 1871
destruiunão apenas sua ACM, mas sua igreja e seu lar.
Enquantoem Nova York arrecadavam-sefundos para o
YMCA e sua igreja,ele sentiua presençade Deus como
se nuncao tivesse sentidoantes, e uma chama se
acendeu em sua alma. Este momento na presençade
Deus mudou D.L. Moody para sempre. Ele retornou
para Chicagodeterminado a pregar o Reino de Deus
em ver de continuarseu própriotrabalhosocial.
MOODY E O EVANGELISMO
D.L. Moody foi convidado para
evangelizar nas Ilhas Britânicas em 1873. As
cruzadas nas quais Moody estava envolvido
resultaram em muitos convertidos. Após
sua viagem de dois anos na Inglaterra,
Escócia e Irlanda, Moody retornou aos
Estados Unidos como um famoso
revivalista. Ele pregou para mais de 100
milhões de pessoas durante sua vida
trabalhando para Deus. Moody trabalhou
duro para o Senhor pregando até seis
sermões por dia.
FACULDADE BÍBLICA MOODY E O SEU LEGADO
Em 1889, D.L. Moody fundou e estabeleceu
o Instituto de Trabalho Bíblico da Sociedade de
Evangelização de Chicago, que acabou sendo
renomeado pelo nome de Moody Bible Institute e
permanece aberto e disponível até hoje. A vida
de Moody prova que não é a maneira como se
começa que importa, mas como se termina.
D.L.Moody não tinha educação sofisticada nem
treinamento formal da Bíblia. Contudo, Deus
usou-o e sua vida poderosamente. O legado de
Moody continua vivo até hoje através de sua
igreja e da faculdade bíblica, bem como das
mutias vidas tocadas em todo o seu ministério.
FRASES
“Deixe Deus usar sua vida;
Ele pode fazer mais com ela
do que você”
"O cristão de joelhos vê
mais do que um filósofo nas
pontas dos pés."
"Os homens que movem o
mundo são os que não se
deixam serem movidos pelo
mundo"
"Se eu pudesse reviver minha
vida, escolheria gastar todo o
meu ministério alcançando
crianças para Deus."
“Reputação é o que as
pessoas pensam ao meu
respeito. Caráter é o que eu
sou quando ninguém está
me olhando.”
"A Bíblia não nos foi dada para
aumentar nosso conhecimento,
mas para mudar nossas vidas."
“Nosso grande problema é o
trafico de verdades não
vividas. Tentamos comunicar o
que nunca experimentamos
em nossa vida.”
”Se um homem não trata bem
a sua esposa, então não quero
ouvi-lo falar sobre Cristo.”
Prof: Jessé Lopes

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Curso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey Malphurs
Curso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey MalphursCurso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey Malphurs
Curso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey Malphurs
Robson Santana
 
Ano Vocacional 2023.pptx
Ano Vocacional 2023.pptxAno Vocacional 2023.pptx
Ano Vocacional 2023.pptx
DELSOCORREIA
 
Curso de-ministros
Curso de-ministrosCurso de-ministros
Curso de-ministros
Wesley Mallbross
 
RELATÓRIO SEMESTRAL | JAN / JUN - 18 | Ministério MISSÕES IDE
RELATÓRIO SEMESTRAL | JAN / JUN - 18 | Ministério MISSÕES IDERELATÓRIO SEMESTRAL | JAN / JUN - 18 | Ministério MISSÕES IDE
RELATÓRIO SEMESTRAL | JAN / JUN - 18 | Ministério MISSÕES IDE
Jessé Lopes
 
É MISSÃO DE TODOS BATIZADOS!
É MISSÃO DE TODOS BATIZADOS!É MISSÃO DE TODOS BATIZADOS!
É MISSÃO DE TODOS BATIZADOS!
José Vieira Dos Santos
 
Maria no Vaticano II: Esquema do capítulo 8 da lumen gentium.
Maria no Vaticano II: Esquema do capítulo 8 da lumen gentium.Maria no Vaticano II: Esquema do capítulo 8 da lumen gentium.
Maria no Vaticano II: Esquema do capítulo 8 da lumen gentium.
Angela Cabrera
 
Alegria do evangelho
Alegria do evangelhoAlegria do evangelho
Alegria do evangelho
Luiz Vicente Gargiulo
 
A função de discipulado da igreja
A função de discipulado da igrejaA função de discipulado da igreja
A função de discipulado da igreja
Pr. Carlos Magno Ramos
 
Conhecimento de si e do outro e diálogo
Conhecimento de si e do outro e diálogoConhecimento de si e do outro e diálogo
Conhecimento de si e do outro e diálogo
familiaregsul4
 
10 motivos
10 motivos10 motivos
10 motivos
jouvacy
 
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASEAPOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
jonasecj
 
Marialis cultus
Marialis cultusMarialis cultus
Marialis cultus
Afonso Murad (FAJE)
 
O Grupo de Discipulado na Prática
O Grupo de Discipulado na PráticaO Grupo de Discipulado na Prática
O Grupo de Discipulado na Prática
Joary Jossué Carlesso
 
Lição 10 - Precisamos de Vigilância Espiritual
Lição 10 - Precisamos de Vigilância EspiritualLição 10 - Precisamos de Vigilância Espiritual
Lição 10 - Precisamos de Vigilância Espiritual
Éder Tomé
 
1 porque algumas igrejas crescem
1    porque algumas igrejas crescem1    porque algumas igrejas crescem
1 porque algumas igrejas crescem
José Santos
 
O Desafio da Harmonia Conjugal
O Desafio da Harmonia ConjugalO Desafio da Harmonia Conjugal
O Desafio da Harmonia Conjugal
JOAO PURIN JR
 
Quaresma
QuaresmaQuaresma
Quaresma
cacaesteves
 
Dietrich bonhoeffer
Dietrich bonhoefferDietrich bonhoeffer
Dietrich bonhoeffer
Preletor Claudemir Correa
 
O que eu posso fazer por missões
O que eu posso fazer por missõesO que eu posso fazer por missões
O que eu posso fazer por missões
Eid Marques
 
Evangelho Quadrangular
Evangelho Quadrangular Evangelho Quadrangular
Evangelho Quadrangular
Thatiane Machado da Silva
 

Mais procurados (20)

Curso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey Malphurs
Curso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey MalphursCurso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey Malphurs
Curso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey Malphurs
 
Ano Vocacional 2023.pptx
Ano Vocacional 2023.pptxAno Vocacional 2023.pptx
Ano Vocacional 2023.pptx
 
Curso de-ministros
Curso de-ministrosCurso de-ministros
Curso de-ministros
 
RELATÓRIO SEMESTRAL | JAN / JUN - 18 | Ministério MISSÕES IDE
RELATÓRIO SEMESTRAL | JAN / JUN - 18 | Ministério MISSÕES IDERELATÓRIO SEMESTRAL | JAN / JUN - 18 | Ministério MISSÕES IDE
RELATÓRIO SEMESTRAL | JAN / JUN - 18 | Ministério MISSÕES IDE
 
É MISSÃO DE TODOS BATIZADOS!
É MISSÃO DE TODOS BATIZADOS!É MISSÃO DE TODOS BATIZADOS!
É MISSÃO DE TODOS BATIZADOS!
 
Maria no Vaticano II: Esquema do capítulo 8 da lumen gentium.
Maria no Vaticano II: Esquema do capítulo 8 da lumen gentium.Maria no Vaticano II: Esquema do capítulo 8 da lumen gentium.
Maria no Vaticano II: Esquema do capítulo 8 da lumen gentium.
 
Alegria do evangelho
Alegria do evangelhoAlegria do evangelho
Alegria do evangelho
 
A função de discipulado da igreja
A função de discipulado da igrejaA função de discipulado da igreja
A função de discipulado da igreja
 
Conhecimento de si e do outro e diálogo
Conhecimento de si e do outro e diálogoConhecimento de si e do outro e diálogo
Conhecimento de si e do outro e diálogo
 
10 motivos
10 motivos10 motivos
10 motivos
 
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASEAPOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
 
Marialis cultus
Marialis cultusMarialis cultus
Marialis cultus
 
O Grupo de Discipulado na Prática
O Grupo de Discipulado na PráticaO Grupo de Discipulado na Prática
O Grupo de Discipulado na Prática
 
Lição 10 - Precisamos de Vigilância Espiritual
Lição 10 - Precisamos de Vigilância EspiritualLição 10 - Precisamos de Vigilância Espiritual
Lição 10 - Precisamos de Vigilância Espiritual
 
1 porque algumas igrejas crescem
1    porque algumas igrejas crescem1    porque algumas igrejas crescem
1 porque algumas igrejas crescem
 
O Desafio da Harmonia Conjugal
O Desafio da Harmonia ConjugalO Desafio da Harmonia Conjugal
O Desafio da Harmonia Conjugal
 
Quaresma
QuaresmaQuaresma
Quaresma
 
Dietrich bonhoeffer
Dietrich bonhoefferDietrich bonhoeffer
Dietrich bonhoeffer
 
O que eu posso fazer por missões
O que eu posso fazer por missõesO que eu posso fazer por missões
O que eu posso fazer por missões
 
Evangelho Quadrangular
Evangelho Quadrangular Evangelho Quadrangular
Evangelho Quadrangular
 

Semelhante a D. L. moody

Advertência de Deus para o mundo livro 2
Advertência de Deus para o mundo livro 2Advertência de Deus para o mundo livro 2
Advertência de Deus para o mundo livro 2
Hideumi Sekiguchi
 
Metodismo a origem
Metodismo   a origemMetodismo   a origem
Metodismo a origem
Paulo Dias Nogueira
 
Apresentação historia da ebd
Apresentação historia da ebdApresentação historia da ebd
Apresentação historia da ebd
Igreja Evangélica Assembleia de Deus
 
Servindo a deus_em_troca_de_que
Servindo a deus_em_troca_de_queServindo a deus_em_troca_de_que
Servindo a deus_em_troca_de_que
Enaldo Ribeiro
 
Instituições Religiosas de Bom Jardim - MA
Instituições Religiosas de Bom Jardim - MAInstituições Religiosas de Bom Jardim - MA
Instituições Religiosas de Bom Jardim - MA
Adilson P Motta Motta
 
A ebd e a sua influência na sociedade
A ebd e a sua influência na sociedade A ebd e a sua influência na sociedade
A ebd e a sua influência na sociedade
Kleber Maia
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipulado
Jessé Lopes
 
Evangélico dwight lyman moody - pensamentos para horas tranquilas cpad
Evangélico   dwight lyman moody - pensamentos para horas tranquilas cpadEvangélico   dwight lyman moody - pensamentos para horas tranquilas cpad
Evangélico dwight lyman moody - pensamentos para horas tranquilas cpad
manoel ramos de oliveira
 
Pensamentos para horas tranquilas steve gallagher
Pensamentos para horas tranquilas   steve gallagherPensamentos para horas tranquilas   steve gallagher
Pensamentos para horas tranquilas steve gallagher
Angela Pereira
 
Pensamentos para horas tranquilas
Pensamentos para horas tranquilasPensamentos para horas tranquilas
Pensamentos para horas tranquilas
Jesse Nascimento
 
Clássico devocional moody
Clássico devocional   moodyClássico devocional   moody
Clássico devocional moody
pvieira1956
 
Os fundadores-do-metodismo
Os fundadores-do-metodismoOs fundadores-do-metodismo
Os fundadores-do-metodismo
Paulo Dias Nogueira
 
2013 2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical
2013   2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical2013   2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical
2013 2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical
Natalino das Neves Neves
 
13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
antonio ferreira
 
oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
antonio ferreira
 
Pais discipuladores, filhos felizes jz 2.10
Pais discipuladores, filhos felizes jz 2.10Pais discipuladores, filhos felizes jz 2.10
Pais discipuladores, filhos felizes jz 2.10
Natalino das Neves Neves
 
Livro história da abu
Livro   história da abuLivro   história da abu
Livro história da abu
Eduardo Carneiro
 
Pensamientos Para Horas Tranquilas
Pensamientos Para Horas TranquilasPensamientos Para Horas Tranquilas
Pensamientos Para Horas Tranquilas
evangeliocompletohn
 
Que somos nós - Watchman Nee.pdf
Que somos nós - Watchman Nee.pdfQue somos nós - Watchman Nee.pdf
Que somos nós - Watchman Nee.pdf
KarinaPeregrina
 

Semelhante a D. L. moody (19)

Advertência de Deus para o mundo livro 2
Advertência de Deus para o mundo livro 2Advertência de Deus para o mundo livro 2
Advertência de Deus para o mundo livro 2
 
Metodismo a origem
Metodismo   a origemMetodismo   a origem
Metodismo a origem
 
Apresentação historia da ebd
Apresentação historia da ebdApresentação historia da ebd
Apresentação historia da ebd
 
Servindo a deus_em_troca_de_que
Servindo a deus_em_troca_de_queServindo a deus_em_troca_de_que
Servindo a deus_em_troca_de_que
 
Instituições Religiosas de Bom Jardim - MA
Instituições Religiosas de Bom Jardim - MAInstituições Religiosas de Bom Jardim - MA
Instituições Religiosas de Bom Jardim - MA
 
A ebd e a sua influência na sociedade
A ebd e a sua influência na sociedade A ebd e a sua influência na sociedade
A ebd e a sua influência na sociedade
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipulado
 
Evangélico dwight lyman moody - pensamentos para horas tranquilas cpad
Evangélico   dwight lyman moody - pensamentos para horas tranquilas cpadEvangélico   dwight lyman moody - pensamentos para horas tranquilas cpad
Evangélico dwight lyman moody - pensamentos para horas tranquilas cpad
 
Pensamentos para horas tranquilas steve gallagher
Pensamentos para horas tranquilas   steve gallagherPensamentos para horas tranquilas   steve gallagher
Pensamentos para horas tranquilas steve gallagher
 
Pensamentos para horas tranquilas
Pensamentos para horas tranquilasPensamentos para horas tranquilas
Pensamentos para horas tranquilas
 
Clássico devocional moody
Clássico devocional   moodyClássico devocional   moody
Clássico devocional moody
 
Os fundadores-do-metodismo
Os fundadores-do-metodismoOs fundadores-do-metodismo
Os fundadores-do-metodismo
 
2013 2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical
2013   2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical2013   2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical
2013 2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical
 
13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
 
oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
 
Pais discipuladores, filhos felizes jz 2.10
Pais discipuladores, filhos felizes jz 2.10Pais discipuladores, filhos felizes jz 2.10
Pais discipuladores, filhos felizes jz 2.10
 
Livro história da abu
Livro   história da abuLivro   história da abu
Livro história da abu
 
Pensamientos Para Horas Tranquilas
Pensamientos Para Horas TranquilasPensamientos Para Horas Tranquilas
Pensamientos Para Horas Tranquilas
 
Que somos nós - Watchman Nee.pdf
Que somos nós - Watchman Nee.pdfQue somos nós - Watchman Nee.pdf
Que somos nós - Watchman Nee.pdf
 

Mais de Jessé Lopes

Honrando minha Familia
Honrando minha FamiliaHonrando minha Familia
Honrando minha Familia
Jessé Lopes
 
Vencendo conflitos familiares
Vencendo conflitos familiaresVencendo conflitos familiares
Vencendo conflitos familiares
Jessé Lopes
 
Restauração em meio ao caos
Restauração em meio ao caosRestauração em meio ao caos
Restauração em meio ao caos
Jessé Lopes
 
John Wesley
John WesleyJohn Wesley
John Wesley
Jessé Lopes
 
Billy Graham
Billy GrahamBilly Graham
Billy Graham
Jessé Lopes
 
A. W. Tozer
A. W. TozerA. W. Tozer
A. W. Tozer
Jessé Lopes
 
O exemplo de Timóteo
O exemplo de TimóteoO exemplo de Timóteo
O exemplo de Timóteo
Jessé Lopes
 
Quem foi jezabel
Quem foi jezabelQuem foi jezabel
Quem foi jezabel
Jessé Lopes
 
Musica góspel x louvor
Musica góspel x louvorMusica góspel x louvor
Musica góspel x louvor
Jessé Lopes
 
Comunhão
ComunhãoComunhão
Comunhão
Jessé Lopes
 
Arrependimento e fe para salvacao
Arrependimento e fe para salvacaoArrependimento e fe para salvacao
Arrependimento e fe para salvacao
Jessé Lopes
 
Salvação x Galardão
Salvação x GalardãoSalvação x Galardão
Salvação x Galardão
Jessé Lopes
 
Sacerdócio x Levitas
Sacerdócio x LevitasSacerdócio x Levitas
Sacerdócio x Levitas
Jessé Lopes
 
Quem foi Dorcas ?
Quem foi Dorcas ?Quem foi Dorcas ?
Quem foi Dorcas ?
Jessé Lopes
 
Princípios Doutrinários
Princípios DoutrináriosPrincípios Doutrinários
Princípios Doutrinários
Jessé Lopes
 
Fogo estranho diante de Deus
Fogo estranho diante de DeusFogo estranho diante de Deus
Fogo estranho diante de Deus
Jessé Lopes
 
FéFé
EBD e sua IMPORTÂNCIA
EBD e sua IMPORTÂNCIAEBD e sua IMPORTÂNCIA
EBD e sua IMPORTÂNCIA
Jessé Lopes
 
Contemporaneidade na Igreja
Contemporaneidade na IgrejaContemporaneidade na Igreja
Contemporaneidade na Igreja
Jessé Lopes
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
Jessé Lopes
 

Mais de Jessé Lopes (20)

Honrando minha Familia
Honrando minha FamiliaHonrando minha Familia
Honrando minha Familia
 
Vencendo conflitos familiares
Vencendo conflitos familiaresVencendo conflitos familiares
Vencendo conflitos familiares
 
Restauração em meio ao caos
Restauração em meio ao caosRestauração em meio ao caos
Restauração em meio ao caos
 
John Wesley
John WesleyJohn Wesley
John Wesley
 
Billy Graham
Billy GrahamBilly Graham
Billy Graham
 
A. W. Tozer
A. W. TozerA. W. Tozer
A. W. Tozer
 
O exemplo de Timóteo
O exemplo de TimóteoO exemplo de Timóteo
O exemplo de Timóteo
 
Quem foi jezabel
Quem foi jezabelQuem foi jezabel
Quem foi jezabel
 
Musica góspel x louvor
Musica góspel x louvorMusica góspel x louvor
Musica góspel x louvor
 
Comunhão
ComunhãoComunhão
Comunhão
 
Arrependimento e fe para salvacao
Arrependimento e fe para salvacaoArrependimento e fe para salvacao
Arrependimento e fe para salvacao
 
Salvação x Galardão
Salvação x GalardãoSalvação x Galardão
Salvação x Galardão
 
Sacerdócio x Levitas
Sacerdócio x LevitasSacerdócio x Levitas
Sacerdócio x Levitas
 
Quem foi Dorcas ?
Quem foi Dorcas ?Quem foi Dorcas ?
Quem foi Dorcas ?
 
Princípios Doutrinários
Princípios DoutrináriosPrincípios Doutrinários
Princípios Doutrinários
 
Fogo estranho diante de Deus
Fogo estranho diante de DeusFogo estranho diante de Deus
Fogo estranho diante de Deus
 
FéFé
 
EBD e sua IMPORTÂNCIA
EBD e sua IMPORTÂNCIAEBD e sua IMPORTÂNCIA
EBD e sua IMPORTÂNCIA
 
Contemporaneidade na Igreja
Contemporaneidade na IgrejaContemporaneidade na Igreja
Contemporaneidade na Igreja
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 

Último

A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 

Último (14)

A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 

D. L. moody

  • 3. “De cem homens, um lerá a Bíblia; 99 lerão o cristão”
  • 5. Dwight Lyman Moody passou de um começou humilde e sem educação para um vida poderosamente usada por Deus. Ele prova que Deus pode realmente usar qualquer um de qualquer lugar. Você não precisa ser um perito para Bíblia para ser bem-sucedido no Senhor. D.L. Moody, cujo nome completo é Dwight Lyman Moody, é um famoso evangelista do século XIX. Moody veio de origens humildes na fortuna e na fé. Quando ele veio ao Senhor pela primeira vez, não tinha nenhum conhecimento sobre a Bíblia, nem sobre Deus. Moody passou de pouco ou nenhum conhecimento sobre Deus para evangelizar para centenas de milhares de vidas.
  • 6. Moody nasceu em Massachusetts em 1837. Com a tenra idade de 5 anos, seu pai faleceu. Moody foi deixado para ser criado junto com seus oito irmãos, por sua mãe sozinha. Sobrecarregado por ser uma mãe solteira, a mão de Moody não o encorajou em sua educação, nem o incentivou a ler a Bíblia. Consequentemente, a educação de Moody sofreu e ele nunca passou na quinta série. A espiritualidade de Moody e o conhecimento da Bíblia também sofreram devido à dificuldade de sua infância. Deus usaria mais tarde Moody para ministrar a pessoas com vidas semelhantes, menos afortunadas.
  • 7. Aos 18 anos, D.L. Moody sentiu o chamado do Senhor. Um professor da escola dominical persuadiu Moody a responder ao chamado e arrepender-se de seus pecados. D.L. Moody foi convertido! Apensar de não conhecer a Bíblia, ele reconheceu a mão do Senhor e procurou se tornar um membro da igreja. Infelizmente, devido à sua falta de educação e conhecimento bíblico, Moody não passou em um teste administrado para aqueles que querem se tornar membros oficiais. Ele nunca receberia nenhum treinamento formal, mas ainda assim realizaria muito para Deus.
  • 8. Após seu encontro com Deus e sua conversão ao Cristianismo, D.L. Moody mudou-separa Chicago para seguir uma carreira vendendosapatosna esperança de ganhardinheiro.A fé de Moody em Deus logo ficou mais forte do que seu desejo por riquezas. Embora ele não parasse de trabalharem seus negócios, ele decidiu buscar uma obra para o Senhor. Em 1958, Moody decidiu começar uma escola dominicalmissionária no gueto de Chicago. Esta escola virou uma igreja, a Igreja Independentede Illinois, e apenas seis anos depois que Moody fundou a escola. A Igreja Independentede Illinoias mais tarde se tornou a tual Moody Memorial Church. Moody acabou deixandoseu negóciode sapatos para se concentrarcompletamente em seu trabalho social e evangelísticopara o Senhor. D.L.Moody amou genuinamente sua comunidade e trabalhou duro para alcançar seus membros
  • 9. Ele realizou atividades especiais para crianças, como passeis de pônei. Moody também ofereceu e conduziu aulas de inglês para imigrantes alemães e escandinavos. Moody realizou reuniões de oração à noite, além de aulas de inglês. Ele mostrou a esses membros da comunidade o amor de Senhor por meio de seu próprio amor, gentileza e assistência.
  • 10. Moody casou-mecom Emma C. Revell, professora de escola dominical.Ele e Ema tiveram 3 filhos.Durante esse tempo em sua vida, D.L. Moodu tornou-seo presidente da YMCA em Chicago.A vida de Moody foi grandementeimpactadapor um fogo natural que provocouum fogo espiritualdentro de sua alma. O Grande Incêndioem Chicagoem outubrode 1871 destruiunão apenas sua ACM, mas sua igreja e seu lar. Enquantoem Nova York arrecadavam-sefundos para o YMCA e sua igreja,ele sentiua presençade Deus como se nuncao tivesse sentidoantes, e uma chama se acendeu em sua alma. Este momento na presençade Deus mudou D.L. Moody para sempre. Ele retornou para Chicagodeterminado a pregar o Reino de Deus em ver de continuarseu própriotrabalhosocial.
  • 11. MOODY E O EVANGELISMO D.L. Moody foi convidado para evangelizar nas Ilhas Britânicas em 1873. As cruzadas nas quais Moody estava envolvido resultaram em muitos convertidos. Após sua viagem de dois anos na Inglaterra, Escócia e Irlanda, Moody retornou aos Estados Unidos como um famoso revivalista. Ele pregou para mais de 100 milhões de pessoas durante sua vida trabalhando para Deus. Moody trabalhou duro para o Senhor pregando até seis sermões por dia.
  • 12. FACULDADE BÍBLICA MOODY E O SEU LEGADO Em 1889, D.L. Moody fundou e estabeleceu o Instituto de Trabalho Bíblico da Sociedade de Evangelização de Chicago, que acabou sendo renomeado pelo nome de Moody Bible Institute e permanece aberto e disponível até hoje. A vida de Moody prova que não é a maneira como se começa que importa, mas como se termina. D.L.Moody não tinha educação sofisticada nem treinamento formal da Bíblia. Contudo, Deus usou-o e sua vida poderosamente. O legado de Moody continua vivo até hoje através de sua igreja e da faculdade bíblica, bem como das mutias vidas tocadas em todo o seu ministério.
  • 14. “Deixe Deus usar sua vida; Ele pode fazer mais com ela do que você” "O cristão de joelhos vê mais do que um filósofo nas pontas dos pés."
  • 15. "Os homens que movem o mundo são os que não se deixam serem movidos pelo mundo" "Se eu pudesse reviver minha vida, escolheria gastar todo o meu ministério alcançando crianças para Deus."
  • 16. “Reputação é o que as pessoas pensam ao meu respeito. Caráter é o que eu sou quando ninguém está me olhando.” "A Bíblia não nos foi dada para aumentar nosso conhecimento, mas para mudar nossas vidas."
  • 17. “Nosso grande problema é o trafico de verdades não vividas. Tentamos comunicar o que nunca experimentamos em nossa vida.” ”Se um homem não trata bem a sua esposa, então não quero ouvi-lo falar sobre Cristo.”