SlideShare uma empresa Scribd logo
Teologia
PorMoisésSampaiodePaula
Pr. Moisés Sampaio de Paula 1
O que é Teologia Sistemática?
Por que os cristãos devem estudá-la?
Como devemos estudá-la?
Introdução – Perguntas Normativas
Pr. Moisés Sampaio de Paula 2
 O que você entende por teologia?
 O que é TEOLOGIA = THEOS + LOGIA
 “Teologia é a explanação e explicação
consciente e metodológica da Revelação
divina, recebida e aprendida na fé. (Karl
Rahner).
Pr. Moisés Sampaio de Paula 3
Conceituação
 Teologia é a fé de olhos abertos. É a fé
lúcida, inteligente e crítica.
 Deus é o seu objeto. Um Deus que se
revela e se faz conhecer na História.
 Um Deus que vem a nós. Um ser
humano que se abre a manifestação de
Deus.
Pr. Moisés Sampaio de Paula 4
Conceituação
Definição de Doutrina
Uma doutrina é o
que a Bíblia como
um todo nos ensina
hoje acerca de
algum tópico
específico.
Wayne Grudem
Pr. Moisés Sampaio de Paula 5
Doutrina
Teologia
Sistemática
É o que a Bíblia
como um todo nos
ensina hoje
acerca de algum
tópico específico.
Sistematização
das doutrinas.
A Relação Entre Doutrina e Teologia
Sistemática
Pr. Moisés Sampaio de Paula 6
Três razões pelas quais os cristãos devem estudar Teologia Sistemática
I Ajuda-nos a vencer as idéias erradas.
II
Torna-nos capazes de tomar decisões
melhores mais tarde em novas questões
de doutrina que possam surgir
III Ajuda-nos a crescer como cristãos.
Por que os Cristãos Devem Estudá-la?
“Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e
do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que
estou convosco todos os dias até a consumação do século.” Mt 28.19-20
Pr. Moisés Sampaio de Paula 7
10 Doutrinas principais
Part
e
Conteúdo
I A Doutrina da Palavra De Deus
II A Doutrina de Deus
III A Doutrina de Cristo
IV A doutrina do Espírito Santo
V A doutrina dos anjos
VI A Doutrina do Homem
VII A doutrina do Pecado
VIII A Doutrina da Salvação
IX A Doutrina da Igreja
X A Doutrina do Futuro
Pr. Moisés Sampaio de Paula 8
 No princípio, criou Deus os céus e a terra. Gn 1.1
Pr. Moisés Sampaio de Paula 9
Deus
A existência de Deus
A Bíblia não se preocupa em tentar provar que Deus existe. Uma
pessoa de sã consciência, não negará a existência do Ser criador, e
que a criação é um testemunho incontestável dEle (Gn. 1:1; Sl. 19: 1-
2; 14:1; Rm. 1: 18-20).
Os argumentos mais conhecidos são:
Argumento Cosmológico
Argumento Teleológico
Argumento Ontológico
Argumento Moral
Argumento Histórico
As provas tradicionais da existência de
Deus.
I
Cosmológico
Considera o fato de que toda coisa conhecida do
universo tem uma causa. Portanto, arrazoa o
argumento, o próprio universo deve também
necessariamente ter uma causa, e a causa de
universo tão grandioso só pode ser Deus.
II
Teleológico
Concentra-se na evidência da harmonia, da
ordem e do planejamento no universo. Como o
universo parece ter sido planejado com um
propósito, deve necessariamente existir um Deus
inteligente e determinado que o criou para
funcionar assim.
Os Cinco Argumentos Filosóficos da Existência de Deus
Os Cinco Argumentos Filosóficos da Existência de Deus
III
Ontológico
Parte da idéia de Deus, definido como um ser
“maior do que qualquer coisa que se possa
imaginar”. Depois arrazoa que a característica da
existência deve pertencer a tal ser, pois maior é
existir que não existir.
IV
Moral
Parte do senso humano do certo e do errado, e da
necessidade da imposição da justiça, e raciocina
que deve necessariamente existir um Deus que
seja a fonte do certo e do errado e que vá algum
dia impor a justiça a todas as pessoas.
Os Cinco Argumentos Filosóficos da Existência de Deus
V
Histórico
Este argumento diz que em todas as tribos e
povos do mundo se encontra um sentimento do
divino, uma forma de culto, e isto deve pertencer
a natureza própria do homem. E se a natureza
humana tem essa inclinação para a adoração
religiosa, isto só se explica com a existência de um
ser superior que deu ao ser humano uma
natureza religiosa.
por que conhecer
Deus?
 OS céus manifestam a glória de Deus e o
firmamento anuncia a obra das suas mãos. Sl 19.1
 Porquanto, o que de Deus se pode conhecer,
neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.
Hb 1.19
Pr. Moisés Sampaio de Paula 16
Quem é Deus?
Deus é Espírito…
Jo 4.24
Pr. Moisés Sampaio de Paula 17
Quem é Deus?
Existência de Deus nas Escrituras
A Bíblia declara que Deus existe.
A Bíblia declara que através das
“coisas criadas” podemos saber que
Deus existe.
A Bíblia declara que nossa
subsistência na terra declara que
Deus existe.
Como podemos
identificar uma
pessoa e distingui-
la de outra?
Uma Pergunta
Pr. Moisés Sampaio de Paula 19
Pr. Moisés Sampaio de Paula 20
As Características
Definição – Os Atributos de Deus
Os atributos da Pessoa de Deus
-O que são atributos?
- “Cada uma das qualidades ou propriedades de um
ser”
- Sinônimo de: Condição, predicado, propriedade,
qualidade, característica, acessório, adventício (que
vem de fora), extrínseco (que pé externo).
Pr. Moisés Sampaio de Paula 21
Deus é uma pessoa
E como tal, Deus
tem personalidade.
Pr. Moisés Sampaio de Paula 22
 E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água e
eis que se lhe abriram os céus e viu o Espírito
de Deus descendo como pomba e vindo sobre
ele.
 E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu
Filho amado, em quem me comprazo. Mt
3.16,17
Pr. Moisés Sampaio de Paula 23
Três pessoas, Um Deus
Pr. Moisés Sampaio de Paula 24
Deus
PAI
ESPÍRITO SANTO
FILHO
 A Existência de Deus e suas provas racionais.
 A personalidade de Deus
 Sua natureza
 A trindade divina
Pr. Moisés Sampaio de Paula 25
Doutrina de Deus
[Teologia]
“Deus é espírito...” (Jo 4:28)
Pr. Moisés Sampaio de Paula 26
Deus
PAI
ESPÍRITO SANTO
FILHO
 Sua humanidade
 Sua divindade
 Seu caráter
 Suas obras
Pr. Moisés Sampaio de Paula 27
Doutrina de Cristo
[Cristologia]
“E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus
discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem?
E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias,
ou um dos profetas. Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu
sou? E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do
Deus vivo. (Mt 16.13:16)
Pr. Moisés Sampaio de Paula 28
Deus
PAI
ESPÍRITO SANTO
FILHO
 Sua natureza, deidade, personalidade, nome e
simbolos.
 Sua obra na criação, AT e NT, em Cristo e no Crente
 Batismo, dons e frutos
 Seu relacionamento com a igreja
Pr. Moisés Sampaio de Paula 29
Doutrina do Espírito Santo
[Pneumatologia]
“Mas recebereis poder ao descer sobre vós o
Espírito Santo...” (At 1:8)
Deus
Anjos
Homens
Criou
Pr. Moisés Sampaio de Paula 30
Anjos
Eleitos
Caídos
Satanás
Demônios
Pr. Moisés Sampaio de Paula 31
 A natureza dos anjos
 Anjos como agentes de Deus
 Origem, rebeldia e queda de Lúcifer.
 O reino das trevas e seu destino final
Pr. Moisés Sampaio de Paula 32
Doutrina dos Anjos
[Angelologia]
“Assim Ele se tornou tanto mais excelente que os
anjos...” (Hb 1:4;14)
Deus
PAI ESPÍRITO SANTOFILHO
Anjos
Homens
Eleitos
Caídos
Satanás
Demônios
Pr. Moisés Sampaio de Paula 33
 A origem e criação do homem
 A natureza do homem, corpo, alma e espírito.
 A imagem e semelhança de Deus.
 Provação e queda do homem
 O destino do homem.
Pr. Moisés Sampaio de Paula 34
Doutrina dos homens
[Antropologia]
“disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem,
conforme a nossa semelhança” (Gn 1:26 e 2.7)
Homem Satanás
Pr. Moisés Sampaio de Paula 35
Relacionamento
Pecado
 A origem do pecado
 O caráter do 1º pedado do homem
 A idéia bíblica do pecado
 O pecado original e o praticado
 O pecado e o crente.Pr. Moisés Sampaio de Paula 36
Doutrina do Pecado
[Harmatiologia]
“mais cada um é tentado, quando atraído e
engodado pela sua própria concupiscência.
Depois, havendo ela concebido, dá à luz o
pecado, e este consumado, gera a morte” (Tg
1:14-15)
Cristo - o Filho Homem pecador
Pr. Moisés Sampaio de Paula 37
Relacionamento
Salvação
 Em natureza, a salvação procede de Deus.
 Somente Jesus pode salvar o homem.
 A salvação vem através da graça.
 Elementos operantes na salvação, arrependimento, fé,
conversão, justificação, regeneração, adoção, santificação e
redenção.
 Predestinação.
 A salvação e o crente
Pr. Moisés Sampaio de Paula 38
Doutrina da Salvação
[Soteriologia]
“pois pela graça sois salvos, por meio da fé...”
(Ef 2:8)
Homem salvação
Pr. Moisés Sampaio de Paula 39
Relacionamento
igreja
 A origem da igreja, profética e historicamente.
 O que é igreja
 Seu fundamento
 Formação e administração
 Sua missão
Pr. Moisés Sampaio de Paula 40
Doutrina da Igreja
[Eclesiologia]
“grande é este mistério, mas me refiro a Cristo e a
Igreja“ (Ef 5:32)
Anjos HomensSatanás Demônios igreja Pecado
Qual o destino final
?
Escatologia
Pr. Moisés Sampaio de Paula 41
 O arrebatamento da igreja
 O tribunal de Cristo
 A grande tribulação
 O milênio
 O juízo final
 O eterno e perfeito estado
Pr. Moisés Sampaio de Paula 42
Doutrina das últimas coisas
[Escatologia]
“revelação de Jesus Cristo, que Deus deu, para
mostrar aos seus servos as coisas que
brevemente devem acontecer“ (Ap 1:1)
DEUS
ESPÍRITO SANTO
FILHO
Anjos
Homens
Pecado
Salvação
igreja
Últimas coisas
BÍBLIA
Pr. Moisés Sampaio de Paula 43
 A revelação divina ao pecador
 Jesus como tema central
 Sua inspiração
 Seu conteúdo de progressiva completação
 A ratificação por Jesus Cristo
 Sua Estrutura, formação, línguas, versões,
cronologia, geografia e etc.
Pr. Moisés Sampaio de Paula 44
Doutrina da Bíblia
[Bibliologia]
“Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter
nelas a vida eterna, e são elas que de mim
testificam; “ (JO 5:39)
Pr. Moisés Sampaio de Paula 45

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
RODRIGO FERREIRA
 
Aula 6 eclesiologia
Aula 6   eclesiologiaAula 6   eclesiologia
Aula 6 eclesiologia
magnao2
 
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Coop. Fabio Silva
 
Bibliologia - Introdução - Aula 01
Bibliologia - Introdução - Aula 01Bibliologia - Introdução - Aula 01
Bibliologia - Introdução - Aula 01
Erivelton Rodrigues Nunes
 
CURSO EETAD -
CURSO EETAD - CURSO EETAD -
4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
O Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaO Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da Igreja
Márcio Martins
 
Introdução ao estudo da teologia
Introdução ao estudo da teologiaIntrodução ao estudo da teologia
Introdução ao estudo da teologia
Francelia Carvalho Oliveira
 
Carta à Igreja de Laodiceia no Apocalipse
Carta à Igreja de Laodiceia no ApocalipseCarta à Igreja de Laodiceia no Apocalipse
Carta à Igreja de Laodiceia no Apocalipse
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Márcio Martins
 
Slide Teologia
Slide TeologiaSlide Teologia
Slide Teologia
valmarques
 
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de CristoLição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Éder Tomé
 
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministérioCETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
Ednilson do Valle
 
Lição 10 - As manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As manifestações do Espírito SantoLição 10 - As manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As manifestações do Espírito Santo
Éder Tomé
 
A obra do espirito santo na igreja
A obra do espirito santo na igrejaA obra do espirito santo na igreja
A obra do espirito santo na igreja
Marconi Pacheco
 
O que e Igreja
O que e IgrejaO que e Igreja
O que e Igreja
Pastor Wanderley
 
Eclesiologia
EclesiologiaEclesiologia
Eclesiologia
Romulo Roosemberg
 
Lição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no Egito
Lição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no EgitoLição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no Egito
Lição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no Egito
Éder Tomé
 
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma ProtestanteLição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
Éder Tomé
 
A NATUREZA DA IGREJA DE JESUS
A NATUREZA DA IGREJA DE JESUSA NATUREZA DA IGREJA DE JESUS
A NATUREZA DA IGREJA DE JESUS
Sandra Dias
 

Mais procurados (20)

Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
 
Aula 6 eclesiologia
Aula 6   eclesiologiaAula 6   eclesiologia
Aula 6 eclesiologia
 
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
 
Bibliologia - Introdução - Aula 01
Bibliologia - Introdução - Aula 01Bibliologia - Introdução - Aula 01
Bibliologia - Introdução - Aula 01
 
CURSO EETAD -
CURSO EETAD - CURSO EETAD -
CURSO EETAD -
 
4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos
 
O Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaO Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da Igreja
 
Introdução ao estudo da teologia
Introdução ao estudo da teologiaIntrodução ao estudo da teologia
Introdução ao estudo da teologia
 
Carta à Igreja de Laodiceia no Apocalipse
Carta à Igreja de Laodiceia no ApocalipseCarta à Igreja de Laodiceia no Apocalipse
Carta à Igreja de Laodiceia no Apocalipse
 
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
 
Slide Teologia
Slide TeologiaSlide Teologia
Slide Teologia
 
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de CristoLição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
 
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministérioCETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério
 
Lição 10 - As manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As manifestações do Espírito SantoLição 10 - As manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As manifestações do Espírito Santo
 
A obra do espirito santo na igreja
A obra do espirito santo na igrejaA obra do espirito santo na igreja
A obra do espirito santo na igreja
 
O que e Igreja
O que e IgrejaO que e Igreja
O que e Igreja
 
Eclesiologia
EclesiologiaEclesiologia
Eclesiologia
 
Lição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no Egito
Lição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no EgitoLição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no Egito
Lição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no Egito
 
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma ProtestanteLição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
 
A NATUREZA DA IGREJA DE JESUS
A NATUREZA DA IGREJA DE JESUSA NATUREZA DA IGREJA DE JESUS
A NATUREZA DA IGREJA DE JESUS
 

Destaque

O Deus que intervém na história
O Deus que intervém na históriaO Deus que intervém na história
O Deus que intervém na história
Moisés Sampaio
 
O cuidado ao falar e a religião pura
O cuidado ao falar e a religião puraO cuidado ao falar e a religião pura
O cuidado ao falar e a religião pura
Moisés Sampaio
 
Historia da igreja I aula 2
Historia da igreja I  aula 2Historia da igreja I  aula 2
Historia da igreja I aula 2
Moisés Sampaio
 
Jesus e o dinheiro
Jesus e o dinheiroJesus e o dinheiro
Jesus e o dinheiro
Moisés Sampaio
 
Livros históricos aula 3
Livros  históricos aula 3Livros  históricos aula 3
Livros históricos aula 3
Moisés Sampaio
 
Daniel nosso contemporaneo
Daniel nosso contemporaneoDaniel nosso contemporaneo
Daniel nosso contemporaneo
Moisés Sampaio
 
Historia da igreja i aula 3
Historia da igreja i  aula 3Historia da igreja i  aula 3
Historia da igreja i aula 3
Moisés Sampaio
 
1. introducao
1. introducao1. introducao
1. introducao
Moisés Sampaio
 
Epístolas gerais aula 2
Epístolas gerais aula 2Epístolas gerais aula 2
Epístolas gerais aula 2
Moisés Sampaio
 
A peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
A peregrinação de Israel no deserto até o SinaiA peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
A peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
Moisés Sampaio
 
As limitações dos discípulos
As limitações dos discípulosAs limitações dos discípulos
As limitações dos discípulos
Moisés Sampaio
 
O evangelho segundo Lucas
O evangelho segundo LucasO evangelho segundo Lucas
O evangelho segundo Lucas
Moisés Sampaio
 
O divórcio
O divórcioO divórcio
O divórcio
Moisés Sampaio
 
Lança o teu pão sobre as águas
Lança o teu pão sobre as águasLança o teu pão sobre as águas
Lança o teu pão sobre as águas
Moisés Sampaio
 
Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1
Moisés Sampaio
 
Como baixar os estudo no slideshare
Como baixar os estudo no slideshareComo baixar os estudo no slideshare
Como baixar os estudo no slideshare
Moisés Sampaio
 
Tiago – fé que se mostra pelas obras
Tiago – fé que se mostra pelas obrasTiago – fé que se mostra pelas obras
Tiago – fé que se mostra pelas obras
Moisés Sampaio
 

Destaque (17)

O Deus que intervém na história
O Deus que intervém na históriaO Deus que intervém na história
O Deus que intervém na história
 
O cuidado ao falar e a religião pura
O cuidado ao falar e a religião puraO cuidado ao falar e a religião pura
O cuidado ao falar e a religião pura
 
Historia da igreja I aula 2
Historia da igreja I  aula 2Historia da igreja I  aula 2
Historia da igreja I aula 2
 
Jesus e o dinheiro
Jesus e o dinheiroJesus e o dinheiro
Jesus e o dinheiro
 
Livros históricos aula 3
Livros  históricos aula 3Livros  históricos aula 3
Livros históricos aula 3
 
Daniel nosso contemporaneo
Daniel nosso contemporaneoDaniel nosso contemporaneo
Daniel nosso contemporaneo
 
Historia da igreja i aula 3
Historia da igreja i  aula 3Historia da igreja i  aula 3
Historia da igreja i aula 3
 
1. introducao
1. introducao1. introducao
1. introducao
 
Epístolas gerais aula 2
Epístolas gerais aula 2Epístolas gerais aula 2
Epístolas gerais aula 2
 
A peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
A peregrinação de Israel no deserto até o SinaiA peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
A peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
 
As limitações dos discípulos
As limitações dos discípulosAs limitações dos discípulos
As limitações dos discípulos
 
O evangelho segundo Lucas
O evangelho segundo LucasO evangelho segundo Lucas
O evangelho segundo Lucas
 
O divórcio
O divórcioO divórcio
O divórcio
 
Lança o teu pão sobre as águas
Lança o teu pão sobre as águasLança o teu pão sobre as águas
Lança o teu pão sobre as águas
 
Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1
 
Como baixar os estudo no slideshare
Como baixar os estudo no slideshareComo baixar os estudo no slideshare
Como baixar os estudo no slideshare
 
Tiago – fé que se mostra pelas obras
Tiago – fé que se mostra pelas obrasTiago – fé que se mostra pelas obras
Tiago – fé que se mostra pelas obras
 

Semelhante a Curso de teologia IBADEP

Curso de teologia gratis
Curso de teologia gratisCurso de teologia gratis
Curso de teologia gratis
Rodrigo Cantanhede
 
A bíblia e a fé cristã (1)
A bíblia e a fé cristã (1)A bíblia e a fé cristã (1)
A bíblia e a fé cristã (1)
Recife Metro
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
joseciceroroberto197
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdfSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
joseciceroroberto197
 
AULA_01_TEONTOLOGIA_-_PADRAO.pdf
AULA_01_TEONTOLOGIA_-_PADRAO.pdfAULA_01_TEONTOLOGIA_-_PADRAO.pdf
AULA_01_TEONTOLOGIA_-_PADRAO.pdf
AMILTON gomes Gomes
 
4- A igreja primitiva.pptx
4- A igreja primitiva.pptx4- A igreja primitiva.pptx
4- A igreja primitiva.pptx
PIB Penha - SP
 
doutrinas bíblicas
doutrinas bíblicasdoutrinas bíblicas
doutrinas bíblicas
faculdadeteologica
 
Disciplina de Doutrinas Bíblicas
Disciplina de Doutrinas BíblicasDisciplina de Doutrinas Bíblicas
Disciplina de Doutrinas Bíblicas
faculdadeteologica
 
Doutrinas bíblicas
Doutrinas bíblicasDoutrinas bíblicas
Doutrinas bíblicas
CursosTeologicos
 
doutrinasbblicas-140512160139-phpapp02 (1).pdf
doutrinasbblicas-140512160139-phpapp02 (1).pdfdoutrinasbblicas-140512160139-phpapp02 (1).pdf
doutrinasbblicas-140512160139-phpapp02 (1).pdf
Tiago Silva
 
INTRODUÇÃO A TEOLOGIA.pdf-Copy.pdf
INTRODUÇÃO A TEOLOGIA.pdf-Copy.pdfINTRODUÇÃO A TEOLOGIA.pdf-Copy.pdf
INTRODUÇÃO A TEOLOGIA.pdf-Copy.pdf
jeffersonrodriguesal1
 
A Divindade de Cristo.pptx
A Divindade de Cristo.pptxA Divindade de Cristo.pptx
A Divindade de Cristo.pptx
DavidMacedo36
 
Apostila de Teontologia.pdf
Apostila de Teontologia.pdfApostila de Teontologia.pdf
Apostila de Teontologia.pdf
silvioresplandes1
 
A trindade e a divindade de jesus
A trindade e a divindade de jesusA trindade e a divindade de jesus
A trindade e a divindade de jesus
Reginaldo Oliveira
 
Batismo.......pptx
Batismo.......pptxBatismo.......pptx
Batismo.......pptx
CqueSabeAaiFondue
 
A santissima trindade um so deus em tres pessoas
A santissima trindade um so deus em tres pessoasA santissima trindade um so deus em tres pessoas
A santissima trindade um so deus em tres pessoas
Hamilton Souza
 
Deus Triuno - A doutrina da Trindade
Deus Triuno - A doutrina da TrindadeDeus Triuno - A doutrina da Trindade
Deus Triuno - A doutrina da Trindade
Geversom Sousa
 
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoasLição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Éder Tomé
 
Mormonismo (IJCSUD) - Seitas e Heresias
Mormonismo (IJCSUD) - Seitas e HeresiasMormonismo (IJCSUD) - Seitas e Heresias
Mormonismo (IJCSUD) - Seitas e Heresias
Luan Almeida
 
Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02
Paulinho Silva
 

Semelhante a Curso de teologia IBADEP (20)

Curso de teologia gratis
Curso de teologia gratisCurso de teologia gratis
Curso de teologia gratis
 
A bíblia e a fé cristã (1)
A bíblia e a fé cristã (1)A bíblia e a fé cristã (1)
A bíblia e a fé cristã (1)
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdfSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
 
AULA_01_TEONTOLOGIA_-_PADRAO.pdf
AULA_01_TEONTOLOGIA_-_PADRAO.pdfAULA_01_TEONTOLOGIA_-_PADRAO.pdf
AULA_01_TEONTOLOGIA_-_PADRAO.pdf
 
4- A igreja primitiva.pptx
4- A igreja primitiva.pptx4- A igreja primitiva.pptx
4- A igreja primitiva.pptx
 
doutrinas bíblicas
doutrinas bíblicasdoutrinas bíblicas
doutrinas bíblicas
 
Disciplina de Doutrinas Bíblicas
Disciplina de Doutrinas BíblicasDisciplina de Doutrinas Bíblicas
Disciplina de Doutrinas Bíblicas
 
Doutrinas bíblicas
Doutrinas bíblicasDoutrinas bíblicas
Doutrinas bíblicas
 
doutrinasbblicas-140512160139-phpapp02 (1).pdf
doutrinasbblicas-140512160139-phpapp02 (1).pdfdoutrinasbblicas-140512160139-phpapp02 (1).pdf
doutrinasbblicas-140512160139-phpapp02 (1).pdf
 
INTRODUÇÃO A TEOLOGIA.pdf-Copy.pdf
INTRODUÇÃO A TEOLOGIA.pdf-Copy.pdfINTRODUÇÃO A TEOLOGIA.pdf-Copy.pdf
INTRODUÇÃO A TEOLOGIA.pdf-Copy.pdf
 
A Divindade de Cristo.pptx
A Divindade de Cristo.pptxA Divindade de Cristo.pptx
A Divindade de Cristo.pptx
 
Apostila de Teontologia.pdf
Apostila de Teontologia.pdfApostila de Teontologia.pdf
Apostila de Teontologia.pdf
 
A trindade e a divindade de jesus
A trindade e a divindade de jesusA trindade e a divindade de jesus
A trindade e a divindade de jesus
 
Batismo.......pptx
Batismo.......pptxBatismo.......pptx
Batismo.......pptx
 
A santissima trindade um so deus em tres pessoas
A santissima trindade um so deus em tres pessoasA santissima trindade um so deus em tres pessoas
A santissima trindade um so deus em tres pessoas
 
Deus Triuno - A doutrina da Trindade
Deus Triuno - A doutrina da TrindadeDeus Triuno - A doutrina da Trindade
Deus Triuno - A doutrina da Trindade
 
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoasLição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
 
Mormonismo (IJCSUD) - Seitas e Heresias
Mormonismo (IJCSUD) - Seitas e HeresiasMormonismo (IJCSUD) - Seitas e Heresias
Mormonismo (IJCSUD) - Seitas e Heresias
 
Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02
 

Mais de Moisés Sampaio

O poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
O poder de Jesus sobre a natureza e os demôniosO poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
O poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
Moisés Sampaio
 
Poder sobre as doenças e morte
Poder sobre as doenças e mortePoder sobre as doenças e morte
Poder sobre as doenças e morte
Moisés Sampaio
 
Mulheres que ajudaram Jesus
Mulheres que ajudaram JesusMulheres que ajudaram Jesus
Mulheres que ajudaram Jesus
Moisés Sampaio
 
Jesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulosJesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulos
Moisés Sampaio
 
A tentação de Jesus
A tentação de JesusA tentação de Jesus
A tentação de Jesus
Moisés Sampaio
 
A infância de Jesus
A infância de JesusA infância de Jesus
A infância de Jesus
Moisés Sampaio
 
O nascimento de Jesus
O nascimento de JesusO nascimento de Jesus
O nascimento de Jesus
Moisés Sampaio
 
A igreja e a lei de Deus
A igreja e a lei de DeusA igreja e a lei de Deus
A igreja e a lei de Deus
Moisés Sampaio
 
9 - Cafarnaum
9 - Cafarnaum9 - Cafarnaum
9 - Cafarnaum
Moisés Sampaio
 
8 - Mar da Galiléia
8 - Mar da Galiléia8 - Mar da Galiléia
8 - Mar da Galiléia
Moisés Sampaio
 
Não cobiçarás
Não cobiçarásNão cobiçarás
Não cobiçarás
Moisés Sampaio
 
7- Tiberíades
7- Tiberíades7- Tiberíades
7- Tiberíades
Moisés Sampaio
 
6 meggido
6   meggido6   meggido
6 meggido
Moisés Sampaio
 
Não darás falso testemunho
Não darás falso testemunhoNão darás falso testemunho
Não darás falso testemunho
Moisés Sampaio
 
5 - Monte Carmelo
5 - Monte Carmelo5 - Monte Carmelo
5 - Monte Carmelo
Moisés Sampaio
 
4 - Haifa
4 - Haifa4 - Haifa
4 - Haifa
Moisés Sampaio
 
3 - Cesaréia Marítima
3 - Cesaréia Marítima3 - Cesaréia Marítima
3 - Cesaréia Marítima
Moisés Sampaio
 
2-Jaffa
2-Jaffa2-Jaffa
1 - Tel Aviv
1 - Tel Aviv1 - Tel Aviv
1 - Tel Aviv
Moisés Sampaio
 
Não furtarás
Não furtarásNão furtarás
Não furtarás
Moisés Sampaio
 

Mais de Moisés Sampaio (20)

O poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
O poder de Jesus sobre a natureza e os demôniosO poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
O poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
 
Poder sobre as doenças e morte
Poder sobre as doenças e mortePoder sobre as doenças e morte
Poder sobre as doenças e morte
 
Mulheres que ajudaram Jesus
Mulheres que ajudaram JesusMulheres que ajudaram Jesus
Mulheres que ajudaram Jesus
 
Jesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulosJesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulos
 
A tentação de Jesus
A tentação de JesusA tentação de Jesus
A tentação de Jesus
 
A infância de Jesus
A infância de JesusA infância de Jesus
A infância de Jesus
 
O nascimento de Jesus
O nascimento de JesusO nascimento de Jesus
O nascimento de Jesus
 
A igreja e a lei de Deus
A igreja e a lei de DeusA igreja e a lei de Deus
A igreja e a lei de Deus
 
9 - Cafarnaum
9 - Cafarnaum9 - Cafarnaum
9 - Cafarnaum
 
8 - Mar da Galiléia
8 - Mar da Galiléia8 - Mar da Galiléia
8 - Mar da Galiléia
 
Não cobiçarás
Não cobiçarásNão cobiçarás
Não cobiçarás
 
7- Tiberíades
7- Tiberíades7- Tiberíades
7- Tiberíades
 
6 meggido
6   meggido6   meggido
6 meggido
 
Não darás falso testemunho
Não darás falso testemunhoNão darás falso testemunho
Não darás falso testemunho
 
5 - Monte Carmelo
5 - Monte Carmelo5 - Monte Carmelo
5 - Monte Carmelo
 
4 - Haifa
4 - Haifa4 - Haifa
4 - Haifa
 
3 - Cesaréia Marítima
3 - Cesaréia Marítima3 - Cesaréia Marítima
3 - Cesaréia Marítima
 
2-Jaffa
2-Jaffa2-Jaffa
2-Jaffa
 
1 - Tel Aviv
1 - Tel Aviv1 - Tel Aviv
1 - Tel Aviv
 
Não furtarás
Não furtarásNão furtarás
Não furtarás
 

Último

O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 

Último (16)

O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 

Curso de teologia IBADEP

  • 2. O que é Teologia Sistemática? Por que os cristãos devem estudá-la? Como devemos estudá-la? Introdução – Perguntas Normativas Pr. Moisés Sampaio de Paula 2
  • 3.  O que você entende por teologia?  O que é TEOLOGIA = THEOS + LOGIA  “Teologia é a explanação e explicação consciente e metodológica da Revelação divina, recebida e aprendida na fé. (Karl Rahner). Pr. Moisés Sampaio de Paula 3 Conceituação
  • 4.  Teologia é a fé de olhos abertos. É a fé lúcida, inteligente e crítica.  Deus é o seu objeto. Um Deus que se revela e se faz conhecer na História.  Um Deus que vem a nós. Um ser humano que se abre a manifestação de Deus. Pr. Moisés Sampaio de Paula 4 Conceituação
  • 5. Definição de Doutrina Uma doutrina é o que a Bíblia como um todo nos ensina hoje acerca de algum tópico específico. Wayne Grudem Pr. Moisés Sampaio de Paula 5
  • 6. Doutrina Teologia Sistemática É o que a Bíblia como um todo nos ensina hoje acerca de algum tópico específico. Sistematização das doutrinas. A Relação Entre Doutrina e Teologia Sistemática Pr. Moisés Sampaio de Paula 6
  • 7. Três razões pelas quais os cristãos devem estudar Teologia Sistemática I Ajuda-nos a vencer as idéias erradas. II Torna-nos capazes de tomar decisões melhores mais tarde em novas questões de doutrina que possam surgir III Ajuda-nos a crescer como cristãos. Por que os Cristãos Devem Estudá-la? “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século.” Mt 28.19-20 Pr. Moisés Sampaio de Paula 7
  • 8. 10 Doutrinas principais Part e Conteúdo I A Doutrina da Palavra De Deus II A Doutrina de Deus III A Doutrina de Cristo IV A doutrina do Espírito Santo V A doutrina dos anjos VI A Doutrina do Homem VII A doutrina do Pecado VIII A Doutrina da Salvação IX A Doutrina da Igreja X A Doutrina do Futuro Pr. Moisés Sampaio de Paula 8
  • 9.  No princípio, criou Deus os céus e a terra. Gn 1.1 Pr. Moisés Sampaio de Paula 9 Deus
  • 10. A existência de Deus A Bíblia não se preocupa em tentar provar que Deus existe. Uma pessoa de sã consciência, não negará a existência do Ser criador, e que a criação é um testemunho incontestável dEle (Gn. 1:1; Sl. 19: 1- 2; 14:1; Rm. 1: 18-20).
  • 11. Os argumentos mais conhecidos são: Argumento Cosmológico Argumento Teleológico Argumento Ontológico Argumento Moral Argumento Histórico As provas tradicionais da existência de Deus.
  • 12. I Cosmológico Considera o fato de que toda coisa conhecida do universo tem uma causa. Portanto, arrazoa o argumento, o próprio universo deve também necessariamente ter uma causa, e a causa de universo tão grandioso só pode ser Deus. II Teleológico Concentra-se na evidência da harmonia, da ordem e do planejamento no universo. Como o universo parece ter sido planejado com um propósito, deve necessariamente existir um Deus inteligente e determinado que o criou para funcionar assim. Os Cinco Argumentos Filosóficos da Existência de Deus
  • 13. Os Cinco Argumentos Filosóficos da Existência de Deus III Ontológico Parte da idéia de Deus, definido como um ser “maior do que qualquer coisa que se possa imaginar”. Depois arrazoa que a característica da existência deve pertencer a tal ser, pois maior é existir que não existir. IV Moral Parte do senso humano do certo e do errado, e da necessidade da imposição da justiça, e raciocina que deve necessariamente existir um Deus que seja a fonte do certo e do errado e que vá algum dia impor a justiça a todas as pessoas.
  • 14. Os Cinco Argumentos Filosóficos da Existência de Deus V Histórico Este argumento diz que em todas as tribos e povos do mundo se encontra um sentimento do divino, uma forma de culto, e isto deve pertencer a natureza própria do homem. E se a natureza humana tem essa inclinação para a adoração religiosa, isto só se explica com a existência de um ser superior que deu ao ser humano uma natureza religiosa.
  • 16.  OS céus manifestam a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos. Sl 19.1  Porquanto, o que de Deus se pode conhecer, neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Hb 1.19 Pr. Moisés Sampaio de Paula 16 Quem é Deus?
  • 17. Deus é Espírito… Jo 4.24 Pr. Moisés Sampaio de Paula 17 Quem é Deus?
  • 18. Existência de Deus nas Escrituras A Bíblia declara que Deus existe. A Bíblia declara que através das “coisas criadas” podemos saber que Deus existe. A Bíblia declara que nossa subsistência na terra declara que Deus existe.
  • 19. Como podemos identificar uma pessoa e distingui- la de outra? Uma Pergunta Pr. Moisés Sampaio de Paula 19
  • 20. Pr. Moisés Sampaio de Paula 20 As Características
  • 21. Definição – Os Atributos de Deus Os atributos da Pessoa de Deus -O que são atributos? - “Cada uma das qualidades ou propriedades de um ser” - Sinônimo de: Condição, predicado, propriedade, qualidade, característica, acessório, adventício (que vem de fora), extrínseco (que pé externo). Pr. Moisés Sampaio de Paula 21
  • 22. Deus é uma pessoa E como tal, Deus tem personalidade. Pr. Moisés Sampaio de Paula 22
  • 23.  E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água e eis que se lhe abriram os céus e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele.  E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo. Mt 3.16,17 Pr. Moisés Sampaio de Paula 23 Três pessoas, Um Deus
  • 24. Pr. Moisés Sampaio de Paula 24 Deus PAI ESPÍRITO SANTO FILHO
  • 25.  A Existência de Deus e suas provas racionais.  A personalidade de Deus  Sua natureza  A trindade divina Pr. Moisés Sampaio de Paula 25 Doutrina de Deus [Teologia] “Deus é espírito...” (Jo 4:28)
  • 26. Pr. Moisés Sampaio de Paula 26 Deus PAI ESPÍRITO SANTO FILHO
  • 27.  Sua humanidade  Sua divindade  Seu caráter  Suas obras Pr. Moisés Sampaio de Paula 27 Doutrina de Cristo [Cristologia] “E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem? E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas. Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. (Mt 16.13:16)
  • 28. Pr. Moisés Sampaio de Paula 28 Deus PAI ESPÍRITO SANTO FILHO
  • 29.  Sua natureza, deidade, personalidade, nome e simbolos.  Sua obra na criação, AT e NT, em Cristo e no Crente  Batismo, dons e frutos  Seu relacionamento com a igreja Pr. Moisés Sampaio de Paula 29 Doutrina do Espírito Santo [Pneumatologia] “Mas recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo...” (At 1:8)
  • 32.  A natureza dos anjos  Anjos como agentes de Deus  Origem, rebeldia e queda de Lúcifer.  O reino das trevas e seu destino final Pr. Moisés Sampaio de Paula 32 Doutrina dos Anjos [Angelologia] “Assim Ele se tornou tanto mais excelente que os anjos...” (Hb 1:4;14)
  • 34.  A origem e criação do homem  A natureza do homem, corpo, alma e espírito.  A imagem e semelhança de Deus.  Provação e queda do homem  O destino do homem. Pr. Moisés Sampaio de Paula 34 Doutrina dos homens [Antropologia] “disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança” (Gn 1:26 e 2.7)
  • 35. Homem Satanás Pr. Moisés Sampaio de Paula 35 Relacionamento Pecado
  • 36.  A origem do pecado  O caráter do 1º pedado do homem  A idéia bíblica do pecado  O pecado original e o praticado  O pecado e o crente.Pr. Moisés Sampaio de Paula 36 Doutrina do Pecado [Harmatiologia] “mais cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. Depois, havendo ela concebido, dá à luz o pecado, e este consumado, gera a morte” (Tg 1:14-15)
  • 37. Cristo - o Filho Homem pecador Pr. Moisés Sampaio de Paula 37 Relacionamento Salvação
  • 38.  Em natureza, a salvação procede de Deus.  Somente Jesus pode salvar o homem.  A salvação vem através da graça.  Elementos operantes na salvação, arrependimento, fé, conversão, justificação, regeneração, adoção, santificação e redenção.  Predestinação.  A salvação e o crente Pr. Moisés Sampaio de Paula 38 Doutrina da Salvação [Soteriologia] “pois pela graça sois salvos, por meio da fé...” (Ef 2:8)
  • 39. Homem salvação Pr. Moisés Sampaio de Paula 39 Relacionamento igreja
  • 40.  A origem da igreja, profética e historicamente.  O que é igreja  Seu fundamento  Formação e administração  Sua missão Pr. Moisés Sampaio de Paula 40 Doutrina da Igreja [Eclesiologia] “grande é este mistério, mas me refiro a Cristo e a Igreja“ (Ef 5:32)
  • 41. Anjos HomensSatanás Demônios igreja Pecado Qual o destino final ? Escatologia Pr. Moisés Sampaio de Paula 41
  • 42.  O arrebatamento da igreja  O tribunal de Cristo  A grande tribulação  O milênio  O juízo final  O eterno e perfeito estado Pr. Moisés Sampaio de Paula 42 Doutrina das últimas coisas [Escatologia] “revelação de Jesus Cristo, que Deus deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer“ (Ap 1:1)
  • 44.  A revelação divina ao pecador  Jesus como tema central  Sua inspiração  Seu conteúdo de progressiva completação  A ratificação por Jesus Cristo  Sua Estrutura, formação, línguas, versões, cronologia, geografia e etc. Pr. Moisés Sampaio de Paula 44 Doutrina da Bíblia [Bibliologia] “Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam; “ (JO 5:39)
  • 45. Pr. Moisés Sampaio de Paula 45

Notas do Editor

  1. Gn 1.1 Não nos diz quem é Deus, como Ele veio a existir, onde Ele mora, nada disso, simplesmente diz que Ele criou ou céus e a terra. A partir daí ela começa então a declarar quem é esse Deus através de Seus feitos. Podemos agora conhecer Sua natureza e Seus atos. Rm 1.20 – O que podemos tirar desse verso? Em certo sentido, tudo o que foi criado reflete ou evidencia uma parte do caráter de Deus; O Homem, a “coroa” da criação, é a Imagem e Semelhança de Deus, i.e., ele é o que dá maior testemunho da existência de Deus. Como cristãos, damos tanto testemunho da existência como da Sua Obra salvífica. Davi declara: Salmo 19.1-2 = a criação proclama a glória de Deus, anuncia as obras das Suas mãos. Atos 14.17 – Tudo o que temos para a continuidade da vida na terra declara o testemunho de Deus. O fato de termos chuvas, plantações, tudo.