SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 72
Juventude
e
a
É toda e qualquer substância, que quando em contato
com o organismo, provoca alterações no mesmo.
Podendo ser PSIQUICA (mente) ou SOMÁTICA (corpo).
• O comércio é permitido
• ex: remédios, bebidas alcoólicas e
cigarros.
Drogas
Licitas
• O comércio não é permitido
• ex: Cocaína, Crack, Maconha e
quaisquer outros entorpecentes.
Drogas
Ilícitas
Definição de
DROGA
As drogas podem ser naturais ou sintéticas.
Seu uso constante traz sérias consequências, podendo em
alguns casos, causar a morte do usuário.
Cigarro e álcool também
são considerados pelos
especialistas, como
DROGA.
É o que se chama “overdose”.
Definição de
DROGA
Vício
Dependência química
Três condições que caracterizam o vicio:
• Compulsão
• (vontade de usar sempre)
• Tolerância
(doses maiores para ter o mesmo efeito)
• Síndrome de abstinência
(o corpo sente a falta da droga)
Tanto as drogas de uso
farmacológico, como as de
uso recreativo
(álcool cigarros e outras drogas)
podem levar ao vicio.
Classificação das Drogas
Recreativas
EFEITO MISTO:
Ecstasy
ESTIMULANTES:
Cocaína – Crack - Oxi
Anfetaminas
ALUCINÓGENOS:
Maconha
L.S.D.
Benzina (cola de sapateiro)
DEPRESSORES:
Álcool
Heroína
Nicotina (cigarro)
ANOREXÍGENOS
e
ANABOLIZANTES
Aumentam a atividade cerebral, deixando os
estímulos nervosos mais rápidos.
Excitam especialmente as áreas
sensorial e motora.
Nesse grupo estão a Cocaína
produzida das folhas da planta
da Erytroxylum Coca e seus
derivados, como o Crack e o
Oxi.
E também as Anfetaminas,
Tipos de droga:
ESTIMULANTES
Aceleração ou diminuição do
ritmo cardíaco, dilatação da
pupila, elevação ou diminuição
da pressão sanguínea, calafrios,
náuseas, vômitos, perda de peso
e apetite são alguns dos efeitos
biológicos da cocaína.
A Cocaína é uma droga psicoativa que estimula e
vicia, promovendo alterações cerebrais bastante
significativas e diversos outros problemas de saúde.
Tipos de droga:
ESTIMULANTES
O Crack é ‘fumado’. Depois de passar pelos pulmões cai na
circulação sanguínea e atinge o cérebro.
No sistema nervoso central, a droga age diretamente sobre os
neurônios.
O Crack bloqueia a recaptura do neurotransmissor Dopamina,
mantendo a substância química por mais tempo nos espaços
sinápticos. Com isso as atividades motoras e
sensoriais são superestimadas.
A droga aumenta a pressão arterial
e a frequência cardíaca.
Há risco de convulsão, infarto e
derrame cerebral.
Tipos de droga:
ESTIMULANTES
Todas essas drogas são produzidas a partir do cloridrato de
cocaína (pasta base), extraída da planta de coca
Composição de:
Cocaína / Crack / Oxi
Bicarbonato de Sódio
Querosene
Epinefrina
Xilocaína
Pó de Mármore ou Pó de Vidro
Ácido Sulfúrico
E... entre outras coisinhas...
Entram na sua “receita” vários ingredientes:
No
Sistema
Nervoso
Central
No Sistema
Digestivo,
hormonal e
imunológico
Sistema
Pulmonar
Coração,
sistema
vascular e
Câncer
• AVC (derrame)
• Psicose.
• Paranoia.
• Agressividade.
• Coma.
• Demência.
• Convulsão.
• Atrofia cerebral
• Destruição das
sinapses.
• Hepatites.
• AIDS.
• D. S. T. (s)
• Diarreia.
• Descalcificação
(perda dos dentes
e ossos fracos).
• Alterações do
ciclo menstrual.
• Aborto.
• Mal formação do
feto.
• Rinite.
• Sinusite crônica.
• Enfisema.
• Sangramento
nasal/pulmonar.
• Destruição dos
alvéolos (falta de ar
crônica).
• Embolia.
• Necrose das vias
aéreas (perfuração de
septo)
• Tromboses.
• Pressão alta.
• Taquicardia.
• Aneurisma de
aorta.
• Perda de Peso.
• Câncer:
cerebral,
pulmonar e vias
aéreas.
Consequências do uso contínuo de:
Cocaína / Crack / Oxi
perfuração de septo
Consequências do uso contínuo de:
Cocaína / Crack / Oxi
Consequências do uso contínuo de:
Cocaína / Crack / Oxi
Barbitúricos
e
Anfetaminas
Recomendado para o tratamento da
ansiedade e agitação de pacientes,
principalmente por indivíduos com
problemas psiquiátricos.
As anfetaminas são drogas estimulantes, ou
seja, estimulam o sistema nervoso central,
provocando aumento das capacidades físicas
e psíquicas.
Combinam dois ou mais efeitos. A droga mais
conhecida desse grupo é o Ecstasy.
Tipos de droga:
EFEITO MISTO
Também conhecida como
M.D.M.A.
Metileno
Dioxi-Metanfetamina,
que produz uma sensação
ao mesmo tempo
estimulante e alucinógena.
Os principais efeitos do Ecstasy, são uma euforia e um bem-
estar intensos, que chegam a durar 10 horas.
A droga age no cérebro aumentando a
concentração de duas substâncias: a Dopamina, que
alivia as dores, e a Serotonina, que está ligada a
sensações amorosas.
Por isso, a pessoa sob efeito de Ecstasy fica muito
sociável, com uma vontade incontrolável de
conversar e até de ter contato físico com as
pessoas. O Ecstasy provoca também alucinações.
Tipos de droga:
EFEITO MISTO
 Ansiedade
 Confusão mental
 Paranóia,
alucinações
 Ilusões Visuais
 Perda de
coordenação
motora
 Desidratação
 Músculos da
Mandíbula
enrijecem
 Dentes Rangem
 Náuseas e
Vômitos
 Infarto Agudo
do Miocárdio
Consequências do uso contínuo de:
ECSTASY
No Sistema
Nervoso
Central
No Sistema
Digestivo
Coração
São substâncias que fazem o cérebro funcionar de uma maneira
diferente, muitas vezes com efeito de alucinações.
Incluem-se nesta categoria, a MACONHA, HAXIXE, MERLA e
SKANK. Produzidos a partir da planta Cannabis Sativa.
Não alteram a velocidade dos estímulos cerebrais, mas causam
perturbações na mente do usuário.
Tipos de droga:
ALUCINÓGENOS
E também os solventes orgânicos, como
a cola de sapateiro (BENZINA) e o
LSD25 Dietalamida do Ácido Lisérgico
ou Lysergsäurediethylamid.
A MACONHA é a droga ilegal mais usada no mundo.
Um ”baseado” possui mais
alcatrão que o tabaco.
Tem o mesmo poder
cancerígeno que cinco
cigarros.
O uso inicia-se em
média aos 13 anos.
Tipos de droga:
ALUCINÓGENOS
No Sistema
Nervoso
Central
No Sistema
Digestivo,
hormonal
e imunológico
Pulmão e vias
aéreas
Coração e
Câncer
 Distorção da
personalidade.
 Desmotivação.
 Agressividade.
 Perda da memória.
 Diminuição da cognição.
 Paranoia, esquizofrenia.
 Depressão, pânico.
 Ansiedade.
 Os danos do S. N. C. são
irrecuperáveis.
 Pele seca.
 Diminui a imunidade.
 Os mesmos
malefícios do
cigarro.
 Diminui a produção
de hormônios
sexuais (impotência
sexual, infertilidade,
risco de mal
formação do bebê).
 Iguais aos do
tabaco.
 Iguais aos do
tabaco. (os
riscos de câncer
são 05 vezes
maiores)
Consequências do uso contínuo de:
MACANHA / HAXIXE /
SKANK
Cigarro, charuto, cachimbo, rapé. A segunda droga mais
consumida no mundo.
Organização Mundial de Saúde – 2007
“Tabaco” ou
CIGARRO
Principio ativo viciante: Nicotina.
Possui na sua composição mais de 4.720 substâncias tóxicas e
durante a queima ocorre a formação de compostos radioativos
(metais pesados).
Morrem a cada ano, 4 milhões de pessoas no mundo, por
doenças decorrentes do seu uso.
Fumante passivo: incidência de 30% a mais de câncer de
pulmão, nas pessoas que convivem com fumantes.
Idade média do inicio do consumo é aos 12 anos.
No Sistema
Nervoso
Central
No Sistema
Digestivo
Pulmão e
vias aéreas
Coração e
Câncer
 Ansiedade.
 Irritabilidade.
 Dificuldade de
concentração.
 AVC (derrame)
 Insônia
 tremores
 Gengivite
 Dentes amarelos
 Esofagite.
 Gastrite.
 Diabetes
 Doença Pulmonar
Obstrutiva Crônica
 Asma
 Bronquite
 Enfisema
 Sinusite
 Rinite
 Faringite
 Fraqueza
 Infarto Agudo do
Miocárdio
 Taquicardia
 Arteriosclerose
 Aumento da
Pressão.
 Impotência sexual
 Câncer: boca,
laringe, faringe,
esôfago, fígado,
pâncreas,
intestinos e
pulmões, ( 8 )
Consequências do uso contínuo de:
TABACO / CIGARRO
Resultado do consumo contínuo de
MACONHA ou CIGARROS
Com o uso contínuo, alguns órgãos, como o pulmão,
passam a ser afetados. Devido à contínua exposição com
a fumaça tóxica da droga, o sistema respiratório do
usuário começa a apresentar problemas como bronquite
e perda da capacidade respiratória.
Além disso, por absorver uma quantidade
considerável de alcatrão presente na fumaça de
maconha, os usuários da droga estão mais
sujeitos a desenvolver o câncer de pulmão.
Resultado do consumo contínuo de
MACONHA ou CIGARROS
Fotos de Câncer
Resultado do consumo contínuo de
MACONHA ou CIGARROS
Fumantes e
Não Fumantes
Tipos de droga
Depressoras
Substâncias que diminuem a atividade cerebral,
deixando os estímulos nervosos mais lentos.
Fazem parte desse
grupo os tranquilizantes,
o Álcool, o Ópio extraído
da planta Papoula
somníferum e seus
derivados, como a
Morfina e a Heroína.
Tipos de droga
Depressoras
Álcool
A droga mais consumida em todo o mundo.
É a segunda maior causa
de morte entre jovens
(acidentes e violência).
11% da população das grandes
cidades é dependente de álcool.
65% dos estudantes do ensino
médio bebe frequentemente.
No Sistema
Nervoso
Central
No Sistema
Digestivo
Fígado,
Pâncreas e
pulmão
Coração e
Câncer
• Demência.
• Perda de
memória.
• Impotência
sexual
• Coma
• Esofagite.
• Refluxo.
• Gastrite.
• Diarréias
• Vômitos.
• Sangramentos.
• Desnutrição.
• Cirrose.
• Hepatite.
• Diabetes II
• Hipertensão
pulmonar
• Miocardite.
• Taquicardia.
• Aumento da Pressão.
• CÂNCER: boca,
laringe, faringe,
esôfago, fígado,
pâncreas,
intestinos e
pulmões. ( 8 )
Consequências do uso contínuo de:
Álcool
Consequências do uso contínuo de:
Álcool
Amy Winehouse
14-09-1983 – 23-07-2011 (28 anos)
remédios para
Emagrecer
Anorexígenos
Utilizadas em grande escala como agente redutor de peso.
Seus efeitos duram de oito a dez horas.
Vermelhidão,
Sudorese
taquicardia
diarreia
hipertensão
arritmia que pode levar a
morte
hemorragia cerebral
convulsões e overdose
remédios para
Emagrecer
Esteroides e
Anabolizantes
Esteroides e
Anabolizantes
Esteroides e
Anabolizantes
Romário dos Santos Alves (25 anos)
Esteroides e
Anabolizantes
Romário dos Santos Alves (25 anos)
“Brasileiro quase
teve que amputar
os braços, após
aplicar “bomba”
para ter
músculos do
Incrível Huck.”
“Eu quero que outras pessoas vejam os
perigos que passei, eu poderia ter
morrido só porque eu queria músculos
maiores.
Eu decidi que a única coisa que eu
podia fazer era comprar agulhas usadas
em touros, pois não há agulhas mais
fortes que essas. Sei que parece
estúpido, mas eu estava viciado”
Meus músculos começaram a solidificar
e eu não conseguia nem injetar em
meus braços, eles pareciam rochas.
Esteroides e
Anabolizantes
Romário dos Santos Alves (25 anos)
Esteroides e
Anabolizantes
Esteroides e
Anabolizantes
Tipos de Usuários
Ocasional
Utiliza um ou vários produtos,
de vez em quando, se o
ambiente for favorável e se a
droga estiver disponível; não
rompe suas relações afetivas,
profissionais e sociais.
Experimentador
Limita-se a experimentar a
droga por curiosidade, desejo
de novas experiências, pressão
do grupo.
Dependente
Vive exclusivamente pela droga, para
droga e com a droga; rompe todos os
vínculos, provocando a
marginalização.
Tipos de Usuários
Habitual
Faz uso frequente da droga observam-
se sinais de ruptura em nível afetivo,
profissional e social.
Mudança de amigos.
Sintomas do
Dependente Químico
Tendência a negar ou
minimizar o consumo da
droga.
Passatempos e
interesses.
Deterioração física e
mental.
Sintomas do
Dependente Químico
As drogas possuem um poder mágico de suprir todas as suas necessidades.
Sua vigência do tempo é premente, está sempre sob um sentimento de urgência e
imediatismo.
Sintomas do
Dependente Químico
Substituição da reflexão
pela ação impulsiva, atua
para evitar o desprazer.
Perda de confiança nas
instituições e nos valores
tradicionais.
Falta de ambição, de
combate e de
competição.
Não suporta a dor.
Insegurança.
Situações de espera,
mesmo que de alguns
minutos, lhe resultam
insuportáveis, como se
fosse uma tortura.
Sintomas do
Dependente Químico
Baixíssima
autoestima.
Intolerância.
Provocação.
Frustração.
Irritabilidade.
Mudança
de humor.
Sintomas do
Dependente Químico
Abandono progressivo de
prazeres e outros interesses
na vida para dedicar atenção
quase exclusiva para a droga.
Sintomas do
dependente Químico
Persistência no uso da droga,
apesar das consequências
claramente nocivas.
O que leva os jovens a se
drogarem ?
Jovens são mais propensos a usar drogas em situações nas quais se
sentem inseguros, com necessidade de autoafirmação ou quando
julgam que seu consumo é um processo natural, necessário para
obter prazer ou aceitação.
O que leva os jovens a se
drogarem ?
O que leva os jovens a se
drogarem ?
As drogas estão cada vez mais disponíveis,
Todo mundo aki usa.
Pq vc naum?
e fazem parte,
dos rituais de sociabilidade de alguns grupos de adolescentes,
que se veem sujeitos à pressão que ocorre nos grupos.
O que leva os jovens a se
drogarem ?
Os adolescentes estão
entre os principais usuários
de drogas.
Calcula-se que 13% dos
jovens brasileiros entre 13
e 18 anos consomem
Maconha.
Nos últimos tempos
cresceu o uso de Crack e
drogas sintéticas, como o
Ecstasy.
O que leva os jovens a se
drogarem ?
Narguilé
O que leva os jovens a se
drogarem ?
É nesta fase da vida que os jovens começam a descobrir seu próprio corpo e
passam a sentir os desejos provocados pelo “coquetel” de hormônios que age
dentro deles.
Abortos.
Drogas e
Com isso é necessário muita atenção, pois
acaba sendo nessa época que a maioria dos
jovens
tem sua
iniciação sexual,
muitas vezes sem conhecimento pleno do que estão fazendo e
sem informação alguma, ocasionando em paternidades
Sofrimentos,
Precoces,
“Existe uma palavrinha que define
isto muito bem: LIMITE.
O jovem pode não ter nenhum
limite em casa, mas ele pede por isto
o tempo todo.
O que leva os jovens a se
drogarem ?
Segundo estudos, a falta de limites
dentro de casa e na própria escola
proporcionam essa violência.
‘A geração atual é marcada por um excesso de violência.’
O que leva os jovens a se
drogarem ?
“Os pais e os educadores tem a obrigação de colocar limites.
Mas o que acontece, quando os pais, sendo o exemplo a ser seguido, vão a uma reunião e não desligam
o celular?
“Não adianta tomar o celular do jovem e entregar aos pais.
É preciso explicar que durante a aula devem estar conscientes de que não o utilizarão.”
Que
modelo
esse
jovem
tem em
casa?
E se os
pais, em
vez de
conversar,
brigam?
Batem?
‘A geração atual é marcada por um excesso de violência.’
O que leva os jovens a se
drogarem ?
Se a família não impõe
limites, e nem a escola, o
que acontece?
O que escutamos sobre
agressões a professores?
De jovens contra outros
jovens?
Práticas de bullying? etc...?”
‘A geração atual é marcada por um excesso de violência.’
Os pais, além de educarem, devem participar da vida
escolar, em consonância com a escola, sempre visando a
melhor qualidade da educação.
Em contrapartida, a escola
deve ser a responsável por
criar meios de aproximação
com as famílias e a
comunidade.
O que NÃO leva os jovens a se
drogarem ?
O problema é quando a família falha
nessa parte e joga para cima das
escolas toda essa
responsabilidade.
O que leva os jovens a se
drogarem ?
O que leva os jovens a se
drogarem ?
O que NÃO leva os jovens a se
drogarem ?
O que leva os jovens a se
drogarem ?
A Família e a Escola são os
principais componentes na
formação sócio educacional de
todo jovem.
O primeiro lugar onde o jovem
deve ser educado é no seu lar.
É dever da família promover esse
ensinamento.
O que leva os jovens a
NÃO se drogarem ?
ENSINA EDUCA
Prevenção e tratamento
A MELHOR MODO DE COMBATER AS DROGAS, É A PREVENÇÃO.
Informação, educação e diálogo, são
apontados como o melhor caminho
para impedir que adolescentes se viciem.
Para usuários que ainda não estão viciados, os
tratamentos recomendados são a psicoterapia e a
participação em grupos de apoio.
Para combater o vício, além das terapias são usados
medicamentos que reduzem os sintomas da abstinência ou
que bloqueiam os efeitos das drogas.
Porem
SOLUÇÃO
nós temos a
nem tudo está perdido
Ivan de Albuquerque, Cântico da Juventude, p. 65‐66
Inúmeros padecem os dramas íntimos de neuroses
perturbadoras, a lhes provocar o anseio da fuga pelos
pântanos funestos da viciação.
Imenso grupo de desarvorados moços,
atuados por processos de grotescas obsessões,
acha-se sob o domínio das almas vingadoras, em
razão das ações pretéritas ou por ondas que se
afinam como comportamento rebelde e
doidivanas da atualidade, chafurdando‐se nesses
pauis das drogas.
Nem tudo está perdido
Emmanuel, Fonte viva, p.395,396
Não peças o afastamento de tua dor.
Roga forças para suportá‐la, com serenidade
e heroísmo, a fim de que lhe não percas as vantagens do
contrato.
Não solicites o desaparecimento das pedras de teu
caminho. Insiste na recepção de pensamentos que te
ajudem a aproveitá-las.
Não exijas a expulsão do adversário. Pede recursos para
a elevação de ti mesmo, a fim de que lhe transformes os
sentimentos.
Nada existe sem razão de ser. A sabedoria do senhor não
deixa margem à inutilidade.
Nem tudo está perdido
“Não sou feliz! A felicidade não foi feita para mim!”
Allan Kardec, O evangelho segundo o Espiritismo, p. 113‐114
Exclama geralmente o homem em todas as posições
sociais. Isso, meus caros filhos, prova, melhor do que
todos os raciocínios possíveis, a verdade desta máxima
do Eclesiastes: 'A felicidade não é deste mundo.' Com
efeito, nem a riqueza, nem o poder, nem mesmo a
juventude, são condições essenciais à felicidade.
Digo mais, nem mesmo reunidas essas três condições tão
desejadas, pois incessantemente se ouvem, no meio das
classes mais privilegiadas, pessoas de todas as idades, se
queixarem amargamente da situação em que se
encontram.
Nem tudo está perdido
Do fato de pertencer ao Espírito, a escolha do gênero de provas que deva
sofrer, seguir-se que todas as tribulações que experimentamos na vida, nós as
previmos e buscamos?
Allan Kardec, O livro dos espíritos, p. 259
Esses atos resultam do exercício da sua vontade, ou do seu LIVRE
ARBÍTRIO.
As particularidades correm por conta da posição em que vos
achais; são, muitas das vezes, consequências das vossas próprias
ações. Escolhendo, por exemplo, nascer entre malfeitores sabia o Espírito
a que arrastamentos se expunha; ignorava, porém, quais os atos
que viria a praticar.
Todas, não, porque não escolhestes e previstes tudo o que vos sucede no
mundo, até às mínimas coisas. Escolhestes apenas o gênero das provações.
Nem tudo está perdido
O desânimo é um erro. Deus só vos recusa as
consolações, quando vos falta a coragem.
Allan Kardec, O Evangelho Segundo o Espiritismo, p. 123‐124
A prece é um apoio para a alma; contudo, não basta. É
preciso tenha por base uma fé viva na bondade de Deus.
Ele já muitas vezes vos disse que não coloca fardos
pesados em ombros fracos. O fardo é proporcionado
às forças, como a recompensa, do que penosa a
aflição.
Cumpre, porém, merecê‐la, e é para isso que a vida se
apresenta cheia de tribulações.
Nem tudo está perdido
Todos os sofrimentos: misérias, decepções, dores físicas, perda de seres
amados; encontram consolação na fé no futuro, na confiança da justiça
de Deus, que Jesus, o Cristo, veio ensinar aos homens.
Allan Kardec, O evangelho segundo o Espiritismo, p. 123‐124 /
Sobre aquele que, ao contrário, nada espera após esta
vida, ou que simplesmente dúvida, as aflições caem com todo o seu peso e
nenhuma esperança lhe mitiga o amargor.
Foi por isto que Jesus disse:
Nem tudo está perdido
Mateus c - 11 v - 28-30
“Vinde a mim todos os que estais cansados, sob o
peso do vosso fardo e vos darei descanso. Tomai
sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou
manso e humilde de coração, e encontrareis
descanso para vossas almas, pois meu jugo é suave
e meu fardo é leve”
Nem tudo está perdido,
NÓS temos
Diga
SIM
a
JESUS,
e a tudo que o nosso querido
mestre nos ensinou

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação de Palestra sobre Prevenção álcool ao uso de Álcool e Drogas
Apresentação de Palestra sobre Prevenção álcool ao uso de Álcool e DrogasApresentação de Palestra sobre Prevenção álcool ao uso de Álcool e Drogas
Apresentação de Palestra sobre Prevenção álcool ao uso de Álcool e DrogasPPAD
 
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1RASC EAD
 
trabalho sobre drogas
trabalho sobre drogastrabalho sobre drogas
trabalho sobre drogasfabio silva
 
Alcoolismo trabalho de português
Alcoolismo   trabalho de portuguêsAlcoolismo   trabalho de português
Alcoolismo trabalho de portuguêsCTFFM
 
Liberdade é viver sem drogas.
Liberdade é viver sem drogas.Liberdade é viver sem drogas.
Liberdade é viver sem drogas.Jocilaine Moreira
 
Drogas licitas e ilicitas
Drogas licitas e ilicitasDrogas licitas e ilicitas
Drogas licitas e ilicitasduartefran
 
Cartilha principais drogas e seus efeitos
Cartilha principais drogas e seus efeitosCartilha principais drogas e seus efeitos
Cartilha principais drogas e seus efeitosAna Filadelfi
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogascederj
 
O perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointO perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointmarretti
 
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às DrogasCartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às DrogasPaulo Negreiros
 
Drogas na Adolescência
Drogas na AdolescênciaDrogas na Adolescência
Drogas na AdolescênciaThais Andalaft
 

Mais procurados (20)

Apresentação de Palestra sobre Prevenção álcool ao uso de Álcool e Drogas
Apresentação de Palestra sobre Prevenção álcool ao uso de Álcool e DrogasApresentação de Palestra sobre Prevenção álcool ao uso de Álcool e Drogas
Apresentação de Palestra sobre Prevenção álcool ao uso de Álcool e Drogas
 
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
 
Slide sobre drogas
Slide sobre drogasSlide sobre drogas
Slide sobre drogas
 
trabalho sobre drogas
trabalho sobre drogastrabalho sobre drogas
trabalho sobre drogas
 
Alcoolismo trabalho de português
Alcoolismo   trabalho de portuguêsAlcoolismo   trabalho de português
Alcoolismo trabalho de português
 
Liberdade é viver sem drogas.
Liberdade é viver sem drogas.Liberdade é viver sem drogas.
Liberdade é viver sem drogas.
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
As drogas e seus efeitos
As drogas e seus efeitosAs drogas e seus efeitos
As drogas e seus efeitos
 
Drogas licitas e ilicitas
Drogas licitas e ilicitasDrogas licitas e ilicitas
Drogas licitas e ilicitas
 
Cartilha principais drogas e seus efeitos
Cartilha principais drogas e seus efeitosCartilha principais drogas e seus efeitos
Cartilha principais drogas e seus efeitos
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDEDROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
 
Apresentaçao fe
Apresentaçao feApresentaçao fe
Apresentaçao fe
 
Drogas e suas caracteristicas
Drogas e suas caracteristicasDrogas e suas caracteristicas
Drogas e suas caracteristicas
 
Drogas na Adolescência
Drogas na AdolescênciaDrogas na Adolescência
Drogas na Adolescência
 
Seminario Alcool e Drogas
Seminario Alcool e DrogasSeminario Alcool e Drogas
Seminario Alcool e Drogas
 
O perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointO perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power point
 
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às DrogasCartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
 
Drogas na Adolescência
Drogas na AdolescênciaDrogas na Adolescência
Drogas na Adolescência
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 

Destaque

Dst – doenças sexualmente transmissíveis
Dst – doenças sexualmente transmissíveisDst – doenças sexualmente transmissíveis
Dst – doenças sexualmente transmissíveisstcnsaidjv
 
Aula 03 - A história do rádio e da TV
Aula 03 - A história do rádio e da TVAula 03 - A história do rádio e da TV
Aula 03 - A história do rádio e da TVFernando
 
Drogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentes
Drogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentesDrogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentes
Drogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentesClécio Bubela
 
Drogas e seus efeitos
Drogas e seus efeitosDrogas e seus efeitos
Drogas e seus efeitosAline Costa
 
Thesis ni liz tsu format orig &edited
Thesis ni liz tsu format orig &editedThesis ni liz tsu format orig &edited
Thesis ni liz tsu format orig &editedAna Salas
 
Ang Pagbuo Ng Konseptong Papel
Ang Pagbuo Ng Konseptong PapelAng Pagbuo Ng Konseptong Papel
Ang Pagbuo Ng Konseptong Papelallan jake
 
THESIS (Pananaliksik) Tagalog
THESIS (Pananaliksik) TagalogTHESIS (Pananaliksik) Tagalog
THESIS (Pananaliksik) Tagaloghm alumia
 

Destaque (11)

manualevoo
manualevoomanualevoo
manualevoo
 
Mpb 1950 1957
Mpb 1950 1957Mpb 1950 1957
Mpb 1950 1957
 
Física no Avião
Física no AviãoFísica no Avião
Física no Avião
 
Dst – doenças sexualmente transmissíveis
Dst – doenças sexualmente transmissíveisDst – doenças sexualmente transmissíveis
Dst – doenças sexualmente transmissíveis
 
Aula 03 - A história do rádio e da TV
Aula 03 - A história do rádio e da TVAula 03 - A história do rádio e da TV
Aula 03 - A história do rádio e da TV
 
Drogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentes
Drogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentesDrogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentes
Drogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentes
 
Drogas e seus efeitos
Drogas e seus efeitosDrogas e seus efeitos
Drogas e seus efeitos
 
Aeronaves e Motores
Aeronaves e MotoresAeronaves e Motores
Aeronaves e Motores
 
Thesis ni liz tsu format orig &edited
Thesis ni liz tsu format orig &editedThesis ni liz tsu format orig &edited
Thesis ni liz tsu format orig &edited
 
Ang Pagbuo Ng Konseptong Papel
Ang Pagbuo Ng Konseptong PapelAng Pagbuo Ng Konseptong Papel
Ang Pagbuo Ng Konseptong Papel
 
THESIS (Pananaliksik) Tagalog
THESIS (Pananaliksik) TagalogTHESIS (Pananaliksik) Tagalog
THESIS (Pananaliksik) Tagalog
 

Semelhante a 6 - As Drogas e a Juventude (20)

Adolescentes e drogas
Adolescentes e drogasAdolescentes e drogas
Adolescentes e drogas
 
D 12 Vícios
D 12 VíciosD 12 Vícios
D 12 Vícios
 
3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas
3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas
3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas
 
Contra as drogas
Contra as drogas Contra as drogas
Contra as drogas
 
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
 
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Adolescentes e drogas
Adolescentes e drogas Adolescentes e drogas
Adolescentes e drogas
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Drogas de abuso
Drogas de abusoDrogas de abuso
Drogas de abuso
 
Diga não ás drogas (2)
Diga não ás drogas (2)Diga não ás drogas (2)
Diga não ás drogas (2)
 
Drogas revisado
Drogas revisadoDrogas revisado
Drogas revisado
 
Trabalho Gabriela 23/09/2009
Trabalho Gabriela 23/09/2009Trabalho Gabriela 23/09/2009
Trabalho Gabriela 23/09/2009
 
Drogas 2
Drogas 2Drogas 2
Drogas 2
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Adolescentesedrogas 110511064351-phpapp02 (1)
Adolescentesedrogas 110511064351-phpapp02 (1)Adolescentesedrogas 110511064351-phpapp02 (1)
Adolescentesedrogas 110511064351-phpapp02 (1)
 
Projeto crack
Projeto crackProjeto crack
Projeto crack
 
Drogas lícitas! leidiane trab quimica
Drogas lícitas!  leidiane trab quimicaDrogas lícitas!  leidiane trab quimica
Drogas lícitas! leidiane trab quimica
 
O efeito do uso das drogas no sistema nervoso.ppt
O efeito do uso das drogas no sistema nervoso.pptO efeito do uso das drogas no sistema nervoso.ppt
O efeito do uso das drogas no sistema nervoso.ppt
 

Mais de JPS Junior

D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10
D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10
D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10JPS Junior
 
D 13 Preçe e Culto
D 13  Preçe e CultoD 13  Preçe e Culto
D 13 Preçe e CultoJPS Junior
 
D 09 Obsessão
D 09 ObsessãoD 09 Obsessão
D 09 ObsessãoJPS Junior
 
D 14 Caridade e o Centro Espírita
D 14   Caridade e o Centro EspíritaD 14   Caridade e o Centro Espírita
D 14 Caridade e o Centro EspíritaJPS Junior
 
D 07 Pluralidade dos Mundos Habitados
D 07  Pluralidade dos Mundos HabitadosD 07  Pluralidade dos Mundos Habitados
D 07 Pluralidade dos Mundos HabitadosJPS Junior
 
D 03 Doutrina Espirita
D 03   Doutrina EspiritaD 03   Doutrina Espirita
D 03 Doutrina EspiritaJPS Junior
 
18 Dai Gratuitamente o que Gratuitamente Recebestes
18   Dai Gratuitamente o que Gratuitamente Recebestes18   Dai Gratuitamente o que Gratuitamente Recebestes
18 Dai Gratuitamente o que Gratuitamente RecebestesJPS Junior
 
17 Buscai e Achareis
17  Buscai e Achareis17  Buscai e Achareis
17 Buscai e AchareisJPS Junior
 
16 Doenças e Desequilíbrios no Lar
16 Doenças e Desequilíbrios no Lar16 Doenças e Desequilíbrios no Lar
16 Doenças e Desequilíbrios no LarJPS Junior
 
15 Estranha Moral
15 Estranha Moral15 Estranha Moral
15 Estranha MoralJPS Junior
 
14 A Missão dos Pais
14 A Missão dos Pais14 A Missão dos Pais
14 A Missão dos PaisJPS Junior
 
D 5 Reencarnação
D 5 ReencarnaçãoD 5 Reencarnação
D 5 ReencarnaçãoJPS Junior
 
D 7 Pluralidade dos Mundos Habitados
D 7 Pluralidade dos Mundos HabitadosD 7 Pluralidade dos Mundos Habitados
D 7 Pluralidade dos Mundos HabitadosJPS Junior
 
D 6 Desencarnação
D 6 DesencarnaçãoD 6 Desencarnação
D 6 DesencarnaçãoJPS Junior
 
D 8 - Mediunidade
D 8 - MediunidadeD 8 - Mediunidade
D 8 - MediunidadeJPS Junior
 
13 - Trabalhadores da Última Hora
13 - Trabalhadores da Última Hora13 - Trabalhadores da Última Hora
13 - Trabalhadores da Última HoraJPS Junior
 
12 - Mortes Prematuras
12 - Mortes Prematuras12 - Mortes Prematuras
12 - Mortes PrematurasJPS Junior
 

Mais de JPS Junior (20)

D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10
D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10
D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10
 
D 13 Preçe e Culto
D 13  Preçe e CultoD 13  Preçe e Culto
D 13 Preçe e Culto
 
D 09 Obsessão
D 09 ObsessãoD 09 Obsessão
D 09 Obsessão
 
D 14 Caridade e o Centro Espírita
D 14   Caridade e o Centro EspíritaD 14   Caridade e o Centro Espírita
D 14 Caridade e o Centro Espírita
 
D 11 Família
D 11  FamíliaD 11  Família
D 11 Família
 
D 07 Pluralidade dos Mundos Habitados
D 07  Pluralidade dos Mundos HabitadosD 07  Pluralidade dos Mundos Habitados
D 07 Pluralidade dos Mundos Habitados
 
D 03 Doutrina Espirita
D 03   Doutrina EspiritaD 03   Doutrina Espirita
D 03 Doutrina Espirita
 
D 02 Jesus
D 02   JesusD 02   Jesus
D 02 Jesus
 
D 01 Deus
D 01   DeusD 01   Deus
D 01 Deus
 
18 Dai Gratuitamente o que Gratuitamente Recebestes
18   Dai Gratuitamente o que Gratuitamente Recebestes18   Dai Gratuitamente o que Gratuitamente Recebestes
18 Dai Gratuitamente o que Gratuitamente Recebestes
 
17 Buscai e Achareis
17  Buscai e Achareis17  Buscai e Achareis
17 Buscai e Achareis
 
16 Doenças e Desequilíbrios no Lar
16 Doenças e Desequilíbrios no Lar16 Doenças e Desequilíbrios no Lar
16 Doenças e Desequilíbrios no Lar
 
15 Estranha Moral
15 Estranha Moral15 Estranha Moral
15 Estranha Moral
 
14 A Missão dos Pais
14 A Missão dos Pais14 A Missão dos Pais
14 A Missão dos Pais
 
D 5 Reencarnação
D 5 ReencarnaçãoD 5 Reencarnação
D 5 Reencarnação
 
D 7 Pluralidade dos Mundos Habitados
D 7 Pluralidade dos Mundos HabitadosD 7 Pluralidade dos Mundos Habitados
D 7 Pluralidade dos Mundos Habitados
 
D 6 Desencarnação
D 6 DesencarnaçãoD 6 Desencarnação
D 6 Desencarnação
 
D 8 - Mediunidade
D 8 - MediunidadeD 8 - Mediunidade
D 8 - Mediunidade
 
13 - Trabalhadores da Última Hora
13 - Trabalhadores da Última Hora13 - Trabalhadores da Última Hora
13 - Trabalhadores da Última Hora
 
12 - Mortes Prematuras
12 - Mortes Prematuras12 - Mortes Prematuras
12 - Mortes Prematuras
 

Último

Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresAntonino Silva
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptxhenrygabrielsilvarib
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalAmaroJunior21
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JAhenrygabrielsilvarib
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoRicardo Azevedo
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 

Último (12)

Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 

6 - As Drogas e a Juventude

  • 2. É toda e qualquer substância, que quando em contato com o organismo, provoca alterações no mesmo. Podendo ser PSIQUICA (mente) ou SOMÁTICA (corpo). • O comércio é permitido • ex: remédios, bebidas alcoólicas e cigarros. Drogas Licitas • O comércio não é permitido • ex: Cocaína, Crack, Maconha e quaisquer outros entorpecentes. Drogas Ilícitas Definição de DROGA
  • 3. As drogas podem ser naturais ou sintéticas. Seu uso constante traz sérias consequências, podendo em alguns casos, causar a morte do usuário. Cigarro e álcool também são considerados pelos especialistas, como DROGA. É o que se chama “overdose”. Definição de DROGA
  • 4. Vício Dependência química Três condições que caracterizam o vicio: • Compulsão • (vontade de usar sempre) • Tolerância (doses maiores para ter o mesmo efeito) • Síndrome de abstinência (o corpo sente a falta da droga) Tanto as drogas de uso farmacológico, como as de uso recreativo (álcool cigarros e outras drogas) podem levar ao vicio.
  • 5. Classificação das Drogas Recreativas EFEITO MISTO: Ecstasy ESTIMULANTES: Cocaína – Crack - Oxi Anfetaminas ALUCINÓGENOS: Maconha L.S.D. Benzina (cola de sapateiro) DEPRESSORES: Álcool Heroína Nicotina (cigarro) ANOREXÍGENOS e ANABOLIZANTES
  • 6. Aumentam a atividade cerebral, deixando os estímulos nervosos mais rápidos. Excitam especialmente as áreas sensorial e motora. Nesse grupo estão a Cocaína produzida das folhas da planta da Erytroxylum Coca e seus derivados, como o Crack e o Oxi. E também as Anfetaminas, Tipos de droga: ESTIMULANTES
  • 7. Aceleração ou diminuição do ritmo cardíaco, dilatação da pupila, elevação ou diminuição da pressão sanguínea, calafrios, náuseas, vômitos, perda de peso e apetite são alguns dos efeitos biológicos da cocaína. A Cocaína é uma droga psicoativa que estimula e vicia, promovendo alterações cerebrais bastante significativas e diversos outros problemas de saúde. Tipos de droga: ESTIMULANTES
  • 8. O Crack é ‘fumado’. Depois de passar pelos pulmões cai na circulação sanguínea e atinge o cérebro. No sistema nervoso central, a droga age diretamente sobre os neurônios. O Crack bloqueia a recaptura do neurotransmissor Dopamina, mantendo a substância química por mais tempo nos espaços sinápticos. Com isso as atividades motoras e sensoriais são superestimadas. A droga aumenta a pressão arterial e a frequência cardíaca. Há risco de convulsão, infarto e derrame cerebral. Tipos de droga: ESTIMULANTES
  • 9. Todas essas drogas são produzidas a partir do cloridrato de cocaína (pasta base), extraída da planta de coca Composição de: Cocaína / Crack / Oxi Bicarbonato de Sódio Querosene Epinefrina Xilocaína Pó de Mármore ou Pó de Vidro Ácido Sulfúrico E... entre outras coisinhas... Entram na sua “receita” vários ingredientes:
  • 10. No Sistema Nervoso Central No Sistema Digestivo, hormonal e imunológico Sistema Pulmonar Coração, sistema vascular e Câncer • AVC (derrame) • Psicose. • Paranoia. • Agressividade. • Coma. • Demência. • Convulsão. • Atrofia cerebral • Destruição das sinapses. • Hepatites. • AIDS. • D. S. T. (s) • Diarreia. • Descalcificação (perda dos dentes e ossos fracos). • Alterações do ciclo menstrual. • Aborto. • Mal formação do feto. • Rinite. • Sinusite crônica. • Enfisema. • Sangramento nasal/pulmonar. • Destruição dos alvéolos (falta de ar crônica). • Embolia. • Necrose das vias aéreas (perfuração de septo) • Tromboses. • Pressão alta. • Taquicardia. • Aneurisma de aorta. • Perda de Peso. • Câncer: cerebral, pulmonar e vias aéreas. Consequências do uso contínuo de: Cocaína / Crack / Oxi
  • 11. perfuração de septo Consequências do uso contínuo de: Cocaína / Crack / Oxi
  • 12. Consequências do uso contínuo de: Cocaína / Crack / Oxi
  • 13. Barbitúricos e Anfetaminas Recomendado para o tratamento da ansiedade e agitação de pacientes, principalmente por indivíduos com problemas psiquiátricos. As anfetaminas são drogas estimulantes, ou seja, estimulam o sistema nervoso central, provocando aumento das capacidades físicas e psíquicas.
  • 14. Combinam dois ou mais efeitos. A droga mais conhecida desse grupo é o Ecstasy. Tipos de droga: EFEITO MISTO Também conhecida como M.D.M.A. Metileno Dioxi-Metanfetamina, que produz uma sensação ao mesmo tempo estimulante e alucinógena.
  • 15. Os principais efeitos do Ecstasy, são uma euforia e um bem- estar intensos, que chegam a durar 10 horas. A droga age no cérebro aumentando a concentração de duas substâncias: a Dopamina, que alivia as dores, e a Serotonina, que está ligada a sensações amorosas. Por isso, a pessoa sob efeito de Ecstasy fica muito sociável, com uma vontade incontrolável de conversar e até de ter contato físico com as pessoas. O Ecstasy provoca também alucinações. Tipos de droga: EFEITO MISTO
  • 16.  Ansiedade  Confusão mental  Paranóia, alucinações  Ilusões Visuais  Perda de coordenação motora  Desidratação  Músculos da Mandíbula enrijecem  Dentes Rangem  Náuseas e Vômitos  Infarto Agudo do Miocárdio Consequências do uso contínuo de: ECSTASY No Sistema Nervoso Central No Sistema Digestivo Coração
  • 17. São substâncias que fazem o cérebro funcionar de uma maneira diferente, muitas vezes com efeito de alucinações. Incluem-se nesta categoria, a MACONHA, HAXIXE, MERLA e SKANK. Produzidos a partir da planta Cannabis Sativa. Não alteram a velocidade dos estímulos cerebrais, mas causam perturbações na mente do usuário. Tipos de droga: ALUCINÓGENOS E também os solventes orgânicos, como a cola de sapateiro (BENZINA) e o LSD25 Dietalamida do Ácido Lisérgico ou Lysergsäurediethylamid.
  • 18. A MACONHA é a droga ilegal mais usada no mundo. Um ”baseado” possui mais alcatrão que o tabaco. Tem o mesmo poder cancerígeno que cinco cigarros. O uso inicia-se em média aos 13 anos. Tipos de droga: ALUCINÓGENOS
  • 19. No Sistema Nervoso Central No Sistema Digestivo, hormonal e imunológico Pulmão e vias aéreas Coração e Câncer  Distorção da personalidade.  Desmotivação.  Agressividade.  Perda da memória.  Diminuição da cognição.  Paranoia, esquizofrenia.  Depressão, pânico.  Ansiedade.  Os danos do S. N. C. são irrecuperáveis.  Pele seca.  Diminui a imunidade.  Os mesmos malefícios do cigarro.  Diminui a produção de hormônios sexuais (impotência sexual, infertilidade, risco de mal formação do bebê).  Iguais aos do tabaco.  Iguais aos do tabaco. (os riscos de câncer são 05 vezes maiores) Consequências do uso contínuo de: MACANHA / HAXIXE / SKANK
  • 20. Cigarro, charuto, cachimbo, rapé. A segunda droga mais consumida no mundo. Organização Mundial de Saúde – 2007 “Tabaco” ou CIGARRO Principio ativo viciante: Nicotina. Possui na sua composição mais de 4.720 substâncias tóxicas e durante a queima ocorre a formação de compostos radioativos (metais pesados). Morrem a cada ano, 4 milhões de pessoas no mundo, por doenças decorrentes do seu uso. Fumante passivo: incidência de 30% a mais de câncer de pulmão, nas pessoas que convivem com fumantes. Idade média do inicio do consumo é aos 12 anos.
  • 21. No Sistema Nervoso Central No Sistema Digestivo Pulmão e vias aéreas Coração e Câncer  Ansiedade.  Irritabilidade.  Dificuldade de concentração.  AVC (derrame)  Insônia  tremores  Gengivite  Dentes amarelos  Esofagite.  Gastrite.  Diabetes  Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica  Asma  Bronquite  Enfisema  Sinusite  Rinite  Faringite  Fraqueza  Infarto Agudo do Miocárdio  Taquicardia  Arteriosclerose  Aumento da Pressão.  Impotência sexual  Câncer: boca, laringe, faringe, esôfago, fígado, pâncreas, intestinos e pulmões, ( 8 ) Consequências do uso contínuo de: TABACO / CIGARRO
  • 22. Resultado do consumo contínuo de MACONHA ou CIGARROS Com o uso contínuo, alguns órgãos, como o pulmão, passam a ser afetados. Devido à contínua exposição com a fumaça tóxica da droga, o sistema respiratório do usuário começa a apresentar problemas como bronquite e perda da capacidade respiratória. Além disso, por absorver uma quantidade considerável de alcatrão presente na fumaça de maconha, os usuários da droga estão mais sujeitos a desenvolver o câncer de pulmão.
  • 23. Resultado do consumo contínuo de MACONHA ou CIGARROS Fotos de Câncer
  • 24. Resultado do consumo contínuo de MACONHA ou CIGARROS
  • 26. Tipos de droga Depressoras Substâncias que diminuem a atividade cerebral, deixando os estímulos nervosos mais lentos. Fazem parte desse grupo os tranquilizantes, o Álcool, o Ópio extraído da planta Papoula somníferum e seus derivados, como a Morfina e a Heroína.
  • 27. Tipos de droga Depressoras Álcool A droga mais consumida em todo o mundo. É a segunda maior causa de morte entre jovens (acidentes e violência). 11% da população das grandes cidades é dependente de álcool. 65% dos estudantes do ensino médio bebe frequentemente.
  • 28. No Sistema Nervoso Central No Sistema Digestivo Fígado, Pâncreas e pulmão Coração e Câncer • Demência. • Perda de memória. • Impotência sexual • Coma • Esofagite. • Refluxo. • Gastrite. • Diarréias • Vômitos. • Sangramentos. • Desnutrição. • Cirrose. • Hepatite. • Diabetes II • Hipertensão pulmonar • Miocardite. • Taquicardia. • Aumento da Pressão. • CÂNCER: boca, laringe, faringe, esôfago, fígado, pâncreas, intestinos e pulmões. ( 8 ) Consequências do uso contínuo de: Álcool
  • 29. Consequências do uso contínuo de: Álcool
  • 30. Amy Winehouse 14-09-1983 – 23-07-2011 (28 anos)
  • 32. Utilizadas em grande escala como agente redutor de peso. Seus efeitos duram de oito a dez horas. Vermelhidão, Sudorese taquicardia diarreia hipertensão arritmia que pode levar a morte hemorragia cerebral convulsões e overdose remédios para Emagrecer
  • 35. Esteroides e Anabolizantes Romário dos Santos Alves (25 anos)
  • 36. Esteroides e Anabolizantes Romário dos Santos Alves (25 anos) “Brasileiro quase teve que amputar os braços, após aplicar “bomba” para ter músculos do Incrível Huck.”
  • 37. “Eu quero que outras pessoas vejam os perigos que passei, eu poderia ter morrido só porque eu queria músculos maiores. Eu decidi que a única coisa que eu podia fazer era comprar agulhas usadas em touros, pois não há agulhas mais fortes que essas. Sei que parece estúpido, mas eu estava viciado” Meus músculos começaram a solidificar e eu não conseguia nem injetar em meus braços, eles pareciam rochas. Esteroides e Anabolizantes Romário dos Santos Alves (25 anos)
  • 40. Tipos de Usuários Ocasional Utiliza um ou vários produtos, de vez em quando, se o ambiente for favorável e se a droga estiver disponível; não rompe suas relações afetivas, profissionais e sociais. Experimentador Limita-se a experimentar a droga por curiosidade, desejo de novas experiências, pressão do grupo.
  • 41. Dependente Vive exclusivamente pela droga, para droga e com a droga; rompe todos os vínculos, provocando a marginalização. Tipos de Usuários Habitual Faz uso frequente da droga observam- se sinais de ruptura em nível afetivo, profissional e social.
  • 42. Mudança de amigos. Sintomas do Dependente Químico Tendência a negar ou minimizar o consumo da droga. Passatempos e interesses. Deterioração física e mental.
  • 43. Sintomas do Dependente Químico As drogas possuem um poder mágico de suprir todas as suas necessidades. Sua vigência do tempo é premente, está sempre sob um sentimento de urgência e imediatismo.
  • 44. Sintomas do Dependente Químico Substituição da reflexão pela ação impulsiva, atua para evitar o desprazer. Perda de confiança nas instituições e nos valores tradicionais. Falta de ambição, de combate e de competição.
  • 45. Não suporta a dor. Insegurança. Situações de espera, mesmo que de alguns minutos, lhe resultam insuportáveis, como se fosse uma tortura. Sintomas do Dependente Químico Baixíssima autoestima.
  • 47. Abandono progressivo de prazeres e outros interesses na vida para dedicar atenção quase exclusiva para a droga. Sintomas do dependente Químico Persistência no uso da droga, apesar das consequências claramente nocivas.
  • 48. O que leva os jovens a se drogarem ?
  • 49. Jovens são mais propensos a usar drogas em situações nas quais se sentem inseguros, com necessidade de autoafirmação ou quando julgam que seu consumo é um processo natural, necessário para obter prazer ou aceitação. O que leva os jovens a se drogarem ?
  • 50. O que leva os jovens a se drogarem ?
  • 51. As drogas estão cada vez mais disponíveis, Todo mundo aki usa. Pq vc naum? e fazem parte, dos rituais de sociabilidade de alguns grupos de adolescentes, que se veem sujeitos à pressão que ocorre nos grupos. O que leva os jovens a se drogarem ?
  • 52. Os adolescentes estão entre os principais usuários de drogas. Calcula-se que 13% dos jovens brasileiros entre 13 e 18 anos consomem Maconha. Nos últimos tempos cresceu o uso de Crack e drogas sintéticas, como o Ecstasy. O que leva os jovens a se drogarem ? Narguilé
  • 53. O que leva os jovens a se drogarem ? É nesta fase da vida que os jovens começam a descobrir seu próprio corpo e passam a sentir os desejos provocados pelo “coquetel” de hormônios que age dentro deles. Abortos. Drogas e Com isso é necessário muita atenção, pois acaba sendo nessa época que a maioria dos jovens tem sua iniciação sexual, muitas vezes sem conhecimento pleno do que estão fazendo e sem informação alguma, ocasionando em paternidades Sofrimentos, Precoces,
  • 54. “Existe uma palavrinha que define isto muito bem: LIMITE. O jovem pode não ter nenhum limite em casa, mas ele pede por isto o tempo todo. O que leva os jovens a se drogarem ? Segundo estudos, a falta de limites dentro de casa e na própria escola proporcionam essa violência. ‘A geração atual é marcada por um excesso de violência.’
  • 55. O que leva os jovens a se drogarem ? “Os pais e os educadores tem a obrigação de colocar limites. Mas o que acontece, quando os pais, sendo o exemplo a ser seguido, vão a uma reunião e não desligam o celular? “Não adianta tomar o celular do jovem e entregar aos pais. É preciso explicar que durante a aula devem estar conscientes de que não o utilizarão.” Que modelo esse jovem tem em casa? E se os pais, em vez de conversar, brigam? Batem? ‘A geração atual é marcada por um excesso de violência.’
  • 56. O que leva os jovens a se drogarem ? Se a família não impõe limites, e nem a escola, o que acontece? O que escutamos sobre agressões a professores? De jovens contra outros jovens? Práticas de bullying? etc...?” ‘A geração atual é marcada por um excesso de violência.’
  • 57. Os pais, além de educarem, devem participar da vida escolar, em consonância com a escola, sempre visando a melhor qualidade da educação. Em contrapartida, a escola deve ser a responsável por criar meios de aproximação com as famílias e a comunidade. O que NÃO leva os jovens a se drogarem ?
  • 58. O problema é quando a família falha nessa parte e joga para cima das escolas toda essa responsabilidade. O que leva os jovens a se drogarem ?
  • 59. O que leva os jovens a se drogarem ?
  • 60. O que NÃO leva os jovens a se drogarem ? O que leva os jovens a se drogarem ?
  • 61. A Família e a Escola são os principais componentes na formação sócio educacional de todo jovem. O primeiro lugar onde o jovem deve ser educado é no seu lar. É dever da família promover esse ensinamento. O que leva os jovens a NÃO se drogarem ? ENSINA EDUCA
  • 62. Prevenção e tratamento A MELHOR MODO DE COMBATER AS DROGAS, É A PREVENÇÃO. Informação, educação e diálogo, são apontados como o melhor caminho para impedir que adolescentes se viciem. Para usuários que ainda não estão viciados, os tratamentos recomendados são a psicoterapia e a participação em grupos de apoio. Para combater o vício, além das terapias são usados medicamentos que reduzem os sintomas da abstinência ou que bloqueiam os efeitos das drogas.
  • 63. Porem SOLUÇÃO nós temos a nem tudo está perdido
  • 64. Ivan de Albuquerque, Cântico da Juventude, p. 65‐66 Inúmeros padecem os dramas íntimos de neuroses perturbadoras, a lhes provocar o anseio da fuga pelos pântanos funestos da viciação. Imenso grupo de desarvorados moços, atuados por processos de grotescas obsessões, acha-se sob o domínio das almas vingadoras, em razão das ações pretéritas ou por ondas que se afinam como comportamento rebelde e doidivanas da atualidade, chafurdando‐se nesses pauis das drogas. Nem tudo está perdido
  • 65. Emmanuel, Fonte viva, p.395,396 Não peças o afastamento de tua dor. Roga forças para suportá‐la, com serenidade e heroísmo, a fim de que lhe não percas as vantagens do contrato. Não solicites o desaparecimento das pedras de teu caminho. Insiste na recepção de pensamentos que te ajudem a aproveitá-las. Não exijas a expulsão do adversário. Pede recursos para a elevação de ti mesmo, a fim de que lhe transformes os sentimentos. Nada existe sem razão de ser. A sabedoria do senhor não deixa margem à inutilidade. Nem tudo está perdido
  • 66. “Não sou feliz! A felicidade não foi feita para mim!” Allan Kardec, O evangelho segundo o Espiritismo, p. 113‐114 Exclama geralmente o homem em todas as posições sociais. Isso, meus caros filhos, prova, melhor do que todos os raciocínios possíveis, a verdade desta máxima do Eclesiastes: 'A felicidade não é deste mundo.' Com efeito, nem a riqueza, nem o poder, nem mesmo a juventude, são condições essenciais à felicidade. Digo mais, nem mesmo reunidas essas três condições tão desejadas, pois incessantemente se ouvem, no meio das classes mais privilegiadas, pessoas de todas as idades, se queixarem amargamente da situação em que se encontram. Nem tudo está perdido
  • 67. Do fato de pertencer ao Espírito, a escolha do gênero de provas que deva sofrer, seguir-se que todas as tribulações que experimentamos na vida, nós as previmos e buscamos? Allan Kardec, O livro dos espíritos, p. 259 Esses atos resultam do exercício da sua vontade, ou do seu LIVRE ARBÍTRIO. As particularidades correm por conta da posição em que vos achais; são, muitas das vezes, consequências das vossas próprias ações. Escolhendo, por exemplo, nascer entre malfeitores sabia o Espírito a que arrastamentos se expunha; ignorava, porém, quais os atos que viria a praticar. Todas, não, porque não escolhestes e previstes tudo o que vos sucede no mundo, até às mínimas coisas. Escolhestes apenas o gênero das provações. Nem tudo está perdido
  • 68. O desânimo é um erro. Deus só vos recusa as consolações, quando vos falta a coragem. Allan Kardec, O Evangelho Segundo o Espiritismo, p. 123‐124 A prece é um apoio para a alma; contudo, não basta. É preciso tenha por base uma fé viva na bondade de Deus. Ele já muitas vezes vos disse que não coloca fardos pesados em ombros fracos. O fardo é proporcionado às forças, como a recompensa, do que penosa a aflição. Cumpre, porém, merecê‐la, e é para isso que a vida se apresenta cheia de tribulações. Nem tudo está perdido
  • 69. Todos os sofrimentos: misérias, decepções, dores físicas, perda de seres amados; encontram consolação na fé no futuro, na confiança da justiça de Deus, que Jesus, o Cristo, veio ensinar aos homens. Allan Kardec, O evangelho segundo o Espiritismo, p. 123‐124 / Sobre aquele que, ao contrário, nada espera após esta vida, ou que simplesmente dúvida, as aflições caem com todo o seu peso e nenhuma esperança lhe mitiga o amargor. Foi por isto que Jesus disse: Nem tudo está perdido Mateus c - 11 v - 28-30 “Vinde a mim todos os que estais cansados, sob o peso do vosso fardo e vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para vossas almas, pois meu jugo é suave e meu fardo é leve”
  • 70. Nem tudo está perdido, NÓS temos
  • 71.
  • 72. Diga SIM a JESUS, e a tudo que o nosso querido mestre nos ensinou