SlideShare uma empresa Scribd logo
Amy Winehouse
Fabio Assunção
Tão diferentes....
e ao mesmo tempo
com tanto em comum
Diferentes por que ...?
• Nível sócio-econômico
• Contexto familiar
• Tipo de substância utilizada
• Sintomas de abstinência
• Gravidade da dependência
• Comorbidades clínicas e psiquiátricas
• Processo de recuperação
• Notoriedade = fama
Com tanto em comum...
São todos dependentes químicos...
pessoas que além e apesar das drogas, têm famílias
que adoecem juntos, têm projetos perdidos ou
potenciais esquecidos....
Vivenciam dor e sofrimento, por vezes preconceitos
e incompreensões, mas têm os direitos de cidadãos,
e desfrutar de vidas felizes.
Indivíduo
Substância
Meio
Visão
Integral
O que é droga?
Toda substância natural ou sintética capaz
de provocar modificações ao serem
introduzidas no organismo humano, seja no
comportamento, na estrutura e/ou no
funcionamento.
NÚCLEO ACCUMBENS
CLASSIFICAÇÕES
Drogas lícitas: são aquelas que por lei não é crime
produzir, usar nem comercializar. Ex:
café, cigarro, álcool, inalantes, coca-cola, chá-mate,
Gardenal, Ropinol, Artane, Rivotril, Neosaldina, AAS,
Paracetamol, etc
Drogas ilícitas: são aquelas que por lei não podem
ser produzidas, usadas nem comercializadas
Ex: maconha, crack, cocaína, Ecstasy, mesclado, etc
Informação
importante:
As drogas mais utilizadas no
mundo são as lícitas.
Depressorasção
Deprimem o funcionamento do SNC;
• Diminuem as atividades intelectuais,
motoras e sensitivas;
• Causam sonolência, depressão respiratória;
tendência à diminuição da reatividade à dor
e da ansiedade; efeito euforizante inicial e
depois, aumento da sonolência.
* Exemplos: álcool, soníferos, heroína.
Perturbadoras
Perturbadoras
Produzem alterações nas funções mentais;
• Promovem fenômenos psíquicos anormais
como delírios e alucinações;
• Raciocínio, aprendizagem, memória,
percepção;
* Exemplos: maconha, LSD, Ecstasy, cogumelo,
chá de zabumba
Estimulantes
Aumentam a atividade do cérebro;
• Estimulam o funcionamento do SNC;
• Aumento da atividade motora, insônia,
euforia, estado de alerta exagerado,etc;
* Exemplos: cocaína, anfetaminas e tabaco.
USO
 O uso pode ser ocasional, recreacional ou
experimental;
 Nem todo usuário de droga é dependente
ABUSO / USO NOCIVO
 Abuso é o uso acima dos limites.
Uso nocivo: o que traz prejuízos sociais,
biológicos e/ou psicológicos ao indivíduo.
DEPENDÊNCIA QUÍMICA:
 Consumo incontrolável, geralmente associado
a prejuízos sérios para o indivíduo, e depois
para os que o rodeiam
sentimento de perda de controle
(comportamento obssessivo-compulsivo)
síndrome de abstinência
tolerância
 É o conjunto de sintomas e
sinais que ocorrem quando uma
substância usada cronicamente é
retirada rapidamente.
 Variam de acordo com a
substância, comprometimento
(impregnação) e demais
condições físicas e psíquicas.
SÍNDROME DE ABSTINÊNCIA
Drogas
Drogas
Drogas
Drogas
Drogas
Drogas
Drogas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Drogas
DrogasDrogas
O perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointO perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power point
marretti
 
Drogas - Liberte-se delas !
Drogas - Liberte-se delas !Drogas - Liberte-se delas !
Drogas - Liberte-se delas !
luizaoandrade2010
 
Drogas
DrogasDrogas
Apresentação drogas escola
Apresentação drogas escolaApresentação drogas escola
Apresentação drogas escola
Alinebrauna Brauna
 
Palestra sobre drogas atual 2010
Palestra sobre drogas atual 2010Palestra sobre drogas atual 2010
Palestra sobre drogas atual 2010
Alinebrauna Brauna
 
Palestra drogas escolas
Palestra drogas   escolasPalestra drogas   escolas
Palestra drogas escolas
Edson Demarch
 
Drogas e alcool
Drogas e alcool Drogas e alcool
Drogas e alcool
Dr.Marcelinho Correia
 
Aula 8 Principais drogas e seus efeitos
Aula 8 Principais drogas e seus efeitosAula 8 Principais drogas e seus efeitos
Aula 8 Principais drogas e seus efeitos
Ana Filadelfi
 
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIADROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
Fernanda Marinho
 
Drogas
DrogasDrogas
Diga não as drogas
Diga não as drogasDiga não as drogas
Diga não as drogas
edivalbal
 
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
RASC EAD
 
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDEDROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
Zelton Alves Oliveira
 
Alcoolismo (4)
Alcoolismo (4)Alcoolismo (4)
Alcoolismo (4)
Alinebrauna Brauna
 
Cocaína
CocaínaCocaína
Cocaína
Gaabi0
 
Slides drogas-2
Slides   drogas-2Slides   drogas-2
Slides drogas-2
Dallyla Sohara
 
Drogas na Adolescência
Drogas na AdolescênciaDrogas na Adolescência
Drogas na Adolescência
Thais Andalaft
 
Apresentaçao fe
Apresentaçao feApresentaçao fe
Apresentaçao fe
Alex Eduardo Ribeiro
 
Drogas
DrogasDrogas

Mais procurados (20)

Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
O perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointO perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power point
 
Drogas - Liberte-se delas !
Drogas - Liberte-se delas !Drogas - Liberte-se delas !
Drogas - Liberte-se delas !
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Apresentação drogas escola
Apresentação drogas escolaApresentação drogas escola
Apresentação drogas escola
 
Palestra sobre drogas atual 2010
Palestra sobre drogas atual 2010Palestra sobre drogas atual 2010
Palestra sobre drogas atual 2010
 
Palestra drogas escolas
Palestra drogas   escolasPalestra drogas   escolas
Palestra drogas escolas
 
Drogas e alcool
Drogas e alcool Drogas e alcool
Drogas e alcool
 
Aula 8 Principais drogas e seus efeitos
Aula 8 Principais drogas e seus efeitosAula 8 Principais drogas e seus efeitos
Aula 8 Principais drogas e seus efeitos
 
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIADROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Diga não as drogas
Diga não as drogasDiga não as drogas
Diga não as drogas
 
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
 
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDEDROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
 
Alcoolismo (4)
Alcoolismo (4)Alcoolismo (4)
Alcoolismo (4)
 
Cocaína
CocaínaCocaína
Cocaína
 
Slides drogas-2
Slides   drogas-2Slides   drogas-2
Slides drogas-2
 
Drogas na Adolescência
Drogas na AdolescênciaDrogas na Adolescência
Drogas na Adolescência
 
Apresentaçao fe
Apresentaçao feApresentaçao fe
Apresentaçao fe
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 

Destaque

O que são conferências 21.05.2012
O que são conferências 21.05.2012O que são conferências 21.05.2012
O que são conferências 21.05.2012
Alinebrauna Brauna
 
Relaxa Cabeção - Neosaldina e o Público Jovem
Relaxa Cabeção - Neosaldina e o Público JovemRelaxa Cabeção - Neosaldina e o Público Jovem
Relaxa Cabeção - Neosaldina e o Público Jovem
Betinho_Dias
 
Livro completo senad5
Livro completo senad5Livro completo senad5
Livro completo senad5
Alinebrauna Brauna
 
Copia de radis_129_23maio2013
Copia de radis_129_23maio2013Copia de radis_129_23maio2013
Copia de radis_129_23maio2013
Alinebrauna Brauna
 
Pnab
PnabPnab
Orientacoes coleta analise_dados_antropometricos
Orientacoes coleta analise_dados_antropometricosOrientacoes coleta analise_dados_antropometricos
Orientacoes coleta analise_dados_antropometricos
Alinebrauna Brauna
 
Radis 131 web
Radis 131 webRadis 131 web
Radis 131 web
Alinebrauna Brauna
 
Slides prontos
Slides prontosSlides prontos
Slides prontos
niceoliveira
 
Educação Permanente em Enfermagem
Educação Permanente em EnfermagemEducação Permanente em Enfermagem
Educação Permanente em Enfermagem
José Carlos Nascimento
 

Destaque (9)

O que são conferências 21.05.2012
O que são conferências 21.05.2012O que são conferências 21.05.2012
O que são conferências 21.05.2012
 
Relaxa Cabeção - Neosaldina e o Público Jovem
Relaxa Cabeção - Neosaldina e o Público JovemRelaxa Cabeção - Neosaldina e o Público Jovem
Relaxa Cabeção - Neosaldina e o Público Jovem
 
Livro completo senad5
Livro completo senad5Livro completo senad5
Livro completo senad5
 
Copia de radis_129_23maio2013
Copia de radis_129_23maio2013Copia de radis_129_23maio2013
Copia de radis_129_23maio2013
 
Pnab
PnabPnab
Pnab
 
Orientacoes coleta analise_dados_antropometricos
Orientacoes coleta analise_dados_antropometricosOrientacoes coleta analise_dados_antropometricos
Orientacoes coleta analise_dados_antropometricos
 
Radis 131 web
Radis 131 webRadis 131 web
Radis 131 web
 
Slides prontos
Slides prontosSlides prontos
Slides prontos
 
Educação Permanente em Enfermagem
Educação Permanente em EnfermagemEducação Permanente em Enfermagem
Educação Permanente em Enfermagem
 

Semelhante a Drogas

Drogas apresentação
Drogas   apresentaçãoDrogas   apresentação
Drogas apresentação
cinthyamaduro
 
Apresentaçao ciencias ( drogas )
Apresentaçao ciencias ( drogas )Apresentaçao ciencias ( drogas )
Apresentaçao ciencias ( drogas )
Joana Sousa
 
Drogas 2
Drogas 2Drogas 2
Drogas 2
Ivaneth Almeida
 
Substâncias Psicoactivas
Substâncias PsicoactivasSubstâncias Psicoactivas
Substâncias Psicoactivas
tocha_turma9a
 
VÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITA
VÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITAVÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITA
VÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITA
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Drogas - Profº Gilberto de Jesus
Drogas - Profº Gilberto de JesusDrogas - Profº Gilberto de Jesus
Drogas - Profº Gilberto de Jesus
Gilberto de Jesus
 
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticasAs drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
Francisca Santos
 
Drogas
DrogasDrogas
Problemas sociais
Problemas sociaisProblemas sociais
Problemas sociais
Joana Sousa
 
Potiguara drogas e adolescencia
Potiguara drogas e adolescenciaPotiguara drogas e adolescencia
Potiguara drogas e adolescencia
Fabio Spina
 
Drogas - Drogas Estimulantes
Drogas - Drogas EstimulantesDrogas - Drogas Estimulantes
Drogas - Drogas Estimulantes
biancavaleria
 
Treinamento DROGAS.pptx
Treinamento DROGAS.pptxTreinamento DROGAS.pptx
Treinamento DROGAS.pptx
FlvioSegredo
 
SPA e Padroes de Consumo.pptx
SPA e Padroes de Consumo.pptxSPA e Padroes de Consumo.pptx
SPA e Padroes de Consumo.pptx
AureaLopes7
 
drogas-slide bom.pdf
drogas-slide bom.pdfdrogas-slide bom.pdf
drogas-slide bom.pdf
RaimundaVniaNascimen1
 
Drogas e Seus Efeitos.pdf
Drogas e Seus Efeitos.pdfDrogas e Seus Efeitos.pdf
Drogas e Seus Efeitos.pdf
fOTÓGRAFO DE cASAMENTO sAMPA
 
Adolescentesedrogas 110511064351-phpapp02 (1)
Adolescentesedrogas 110511064351-phpapp02 (1)Adolescentesedrogas 110511064351-phpapp02 (1)
Adolescentesedrogas 110511064351-phpapp02 (1)
Ana Karla Vasconcelos
 
Palestradrogas escolas-101110174724-phpapp01 (1)
Palestradrogas escolas-101110174724-phpapp01 (1)Palestradrogas escolas-101110174724-phpapp01 (1)
Palestradrogas escolas-101110174724-phpapp01 (1)
MANOEL ACS
 
Drogas e seus efeitos
Drogas e seus efeitosDrogas e seus efeitos
Drogas e seus efeitos
Aline Costa
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
Pedui
 
dependencia-quimica-160217163618 (1).pptx
dependencia-quimica-160217163618 (1).pptxdependencia-quimica-160217163618 (1).pptx
dependencia-quimica-160217163618 (1).pptx
MillaCorreia1
 

Semelhante a Drogas (20)

Drogas apresentação
Drogas   apresentaçãoDrogas   apresentação
Drogas apresentação
 
Apresentaçao ciencias ( drogas )
Apresentaçao ciencias ( drogas )Apresentaçao ciencias ( drogas )
Apresentaçao ciencias ( drogas )
 
Drogas 2
Drogas 2Drogas 2
Drogas 2
 
Substâncias Psicoactivas
Substâncias PsicoactivasSubstâncias Psicoactivas
Substâncias Psicoactivas
 
VÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITA
VÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITAVÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITA
VÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITA
 
Drogas - Profº Gilberto de Jesus
Drogas - Profº Gilberto de JesusDrogas - Profº Gilberto de Jesus
Drogas - Profº Gilberto de Jesus
 
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticasAs drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Problemas sociais
Problemas sociaisProblemas sociais
Problemas sociais
 
Potiguara drogas e adolescencia
Potiguara drogas e adolescenciaPotiguara drogas e adolescencia
Potiguara drogas e adolescencia
 
Drogas - Drogas Estimulantes
Drogas - Drogas EstimulantesDrogas - Drogas Estimulantes
Drogas - Drogas Estimulantes
 
Treinamento DROGAS.pptx
Treinamento DROGAS.pptxTreinamento DROGAS.pptx
Treinamento DROGAS.pptx
 
SPA e Padroes de Consumo.pptx
SPA e Padroes de Consumo.pptxSPA e Padroes de Consumo.pptx
SPA e Padroes de Consumo.pptx
 
drogas-slide bom.pdf
drogas-slide bom.pdfdrogas-slide bom.pdf
drogas-slide bom.pdf
 
Drogas e Seus Efeitos.pdf
Drogas e Seus Efeitos.pdfDrogas e Seus Efeitos.pdf
Drogas e Seus Efeitos.pdf
 
Adolescentesedrogas 110511064351-phpapp02 (1)
Adolescentesedrogas 110511064351-phpapp02 (1)Adolescentesedrogas 110511064351-phpapp02 (1)
Adolescentesedrogas 110511064351-phpapp02 (1)
 
Palestradrogas escolas-101110174724-phpapp01 (1)
Palestradrogas escolas-101110174724-phpapp01 (1)Palestradrogas escolas-101110174724-phpapp01 (1)
Palestradrogas escolas-101110174724-phpapp01 (1)
 
Drogas e seus efeitos
Drogas e seus efeitosDrogas e seus efeitos
Drogas e seus efeitos
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
dependencia-quimica-160217163618 (1).pptx
dependencia-quimica-160217163618 (1).pptxdependencia-quimica-160217163618 (1).pptx
dependencia-quimica-160217163618 (1).pptx
 

Mais de Alinebrauna Brauna

Pmaq
PmaqPmaq
Pmaq
PmaqPmaq
Violência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentesViolência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentes
Alinebrauna Brauna
 
Todo sentimento
Todo sentimentoTodo sentimento
Todo sentimento
Alinebrauna Brauna
 
Suas os desafios da assistencia social
Suas   os desafios da assistencia socialSuas   os desafios da assistencia social
Suas os desafios da assistencia social
Alinebrauna Brauna
 
Slides infanto completo
Slides infanto completoSlides infanto completo
Slides infanto completo
Alinebrauna Brauna
 
Saúde mental
Saúde mentalSaúde mental
Saúde mental
Alinebrauna Brauna
 
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociaisO papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
Alinebrauna Brauna
 
Mpcda
MpcdaMpcda
Histórico sobre o eca
Histórico sobre o ecaHistórico sobre o eca
Histórico sobre o eca
Alinebrauna Brauna
 
Politica de ad
Politica de adPolitica de ad
Politica de ad
Alinebrauna Brauna
 
Perguntas e-respostas-crack
Perguntas e-respostas-crackPerguntas e-respostas-crack
Perguntas e-respostas-crack
Alinebrauna Brauna
 
Palestra álcool
Palestra álcoolPalestra álcool
Palestra álcool
Alinebrauna Brauna
 
O que é violência sexual
O que é violência sexualO que é violência sexual
O que é violência sexual
Alinebrauna Brauna
 
Manual prevencao suicidio_saude_mental
Manual prevencao suicidio_saude_mentalManual prevencao suicidio_saude_mental
Manual prevencao suicidio_saude_mental
Alinebrauna Brauna
 
Lei maria da penha
Lei maria da penhaLei maria da penha
Lei maria da penha
Alinebrauna Brauna
 
Idoso
IdosoIdoso
Glossario sobre drogas
Glossario sobre drogasGlossario sobre drogas
Glossario sobre drogas
Alinebrauna Brauna
 
Drogas i
Drogas iDrogas i
Dep.quím. p iv cips
Dep.quím. p iv cipsDep.quím. p iv cips
Dep.quím. p iv cips
Alinebrauna Brauna
 

Mais de Alinebrauna Brauna (20)

Pmaq
PmaqPmaq
Pmaq
 
Pmaq
PmaqPmaq
Pmaq
 
Violência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentesViolência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Todo sentimento
Todo sentimentoTodo sentimento
Todo sentimento
 
Suas os desafios da assistencia social
Suas   os desafios da assistencia socialSuas   os desafios da assistencia social
Suas os desafios da assistencia social
 
Slides infanto completo
Slides infanto completoSlides infanto completo
Slides infanto completo
 
Saúde mental
Saúde mentalSaúde mental
Saúde mental
 
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociaisO papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
 
Mpcda
MpcdaMpcda
Mpcda
 
Histórico sobre o eca
Histórico sobre o ecaHistórico sobre o eca
Histórico sobre o eca
 
Politica de ad
Politica de adPolitica de ad
Politica de ad
 
Perguntas e-respostas-crack
Perguntas e-respostas-crackPerguntas e-respostas-crack
Perguntas e-respostas-crack
 
Palestra álcool
Palestra álcoolPalestra álcool
Palestra álcool
 
O que é violência sexual
O que é violência sexualO que é violência sexual
O que é violência sexual
 
Manual prevencao suicidio_saude_mental
Manual prevencao suicidio_saude_mentalManual prevencao suicidio_saude_mental
Manual prevencao suicidio_saude_mental
 
Lei maria da penha
Lei maria da penhaLei maria da penha
Lei maria da penha
 
Idoso
IdosoIdoso
Idoso
 
Glossario sobre drogas
Glossario sobre drogasGlossario sobre drogas
Glossario sobre drogas
 
Drogas i
Drogas iDrogas i
Drogas i
 
Dep.quím. p iv cips
Dep.quím. p iv cipsDep.quím. p iv cips
Dep.quím. p iv cips
 

Drogas

  • 1.
  • 2.
  • 4.
  • 5. Fabio Assunção Tão diferentes.... e ao mesmo tempo com tanto em comum
  • 6. Diferentes por que ...? • Nível sócio-econômico • Contexto familiar • Tipo de substância utilizada • Sintomas de abstinência • Gravidade da dependência • Comorbidades clínicas e psiquiátricas • Processo de recuperação • Notoriedade = fama
  • 7. Com tanto em comum... São todos dependentes químicos... pessoas que além e apesar das drogas, têm famílias que adoecem juntos, têm projetos perdidos ou potenciais esquecidos.... Vivenciam dor e sofrimento, por vezes preconceitos e incompreensões, mas têm os direitos de cidadãos, e desfrutar de vidas felizes.
  • 9. O que é droga? Toda substância natural ou sintética capaz de provocar modificações ao serem introduzidas no organismo humano, seja no comportamento, na estrutura e/ou no funcionamento.
  • 11. CLASSIFICAÇÕES Drogas lícitas: são aquelas que por lei não é crime produzir, usar nem comercializar. Ex: café, cigarro, álcool, inalantes, coca-cola, chá-mate, Gardenal, Ropinol, Artane, Rivotril, Neosaldina, AAS, Paracetamol, etc Drogas ilícitas: são aquelas que por lei não podem ser produzidas, usadas nem comercializadas Ex: maconha, crack, cocaína, Ecstasy, mesclado, etc
  • 12. Informação importante: As drogas mais utilizadas no mundo são as lícitas.
  • 13. Depressorasção Deprimem o funcionamento do SNC; • Diminuem as atividades intelectuais, motoras e sensitivas; • Causam sonolência, depressão respiratória; tendência à diminuição da reatividade à dor e da ansiedade; efeito euforizante inicial e depois, aumento da sonolência. * Exemplos: álcool, soníferos, heroína.
  • 14. Perturbadoras Perturbadoras Produzem alterações nas funções mentais; • Promovem fenômenos psíquicos anormais como delírios e alucinações; • Raciocínio, aprendizagem, memória, percepção; * Exemplos: maconha, LSD, Ecstasy, cogumelo, chá de zabumba
  • 15. Estimulantes Aumentam a atividade do cérebro; • Estimulam o funcionamento do SNC; • Aumento da atividade motora, insônia, euforia, estado de alerta exagerado,etc; * Exemplos: cocaína, anfetaminas e tabaco.
  • 16. USO  O uso pode ser ocasional, recreacional ou experimental;  Nem todo usuário de droga é dependente
  • 17. ABUSO / USO NOCIVO  Abuso é o uso acima dos limites. Uso nocivo: o que traz prejuízos sociais, biológicos e/ou psicológicos ao indivíduo.
  • 18. DEPENDÊNCIA QUÍMICA:  Consumo incontrolável, geralmente associado a prejuízos sérios para o indivíduo, e depois para os que o rodeiam sentimento de perda de controle (comportamento obssessivo-compulsivo) síndrome de abstinência tolerância
  • 19.  É o conjunto de sintomas e sinais que ocorrem quando uma substância usada cronicamente é retirada rapidamente.  Variam de acordo com a substância, comprometimento (impregnação) e demais condições físicas e psíquicas. SÍNDROME DE ABSTINÊNCIA