SlideShare uma empresa Scribd logo
ALZHEIMER
A doença de Alzheimer é uma doença do cérebro (morte das células cerebrais e consequente atrofia do cérebro), progressiva, irreversível e com causas e tratamento ainda desconhecidos. Começa por atingir a memória e, progressivamente, as outras funções mentais, acabando por determinar a completa ausência de autonomia dos doentes. 
Os doentes de Alzheimer tornam-se incapazes de realizar a mais pequena tarefa, deixam de reconhecer os rostos familiares, ficam incontinentes e acabam, quase sempre, acamados. É uma doença muito relacionada com a idade, afectando as pessoas com mais de 50 anos. A estimativa de vida para os pacientes situa-se entre os 2 e os 15 anos
A causa da doença de Alzheimer ainda não está determinada. No entanto, é aceite pela comunidade científica que se trata de uma doença geneticamente determinada, embora não seja necessariamente hereditária. Isto é, não implica que se transmita entre familiares, nomeadamente de pais para filhos.
Não há nenhum exame que permita diagnosticar, de modo inquestionável, a doença. A única forma de o fazer é examinando o tecido cerebral obtido por uma biopsia ou necrópsia. Assim, o diagnóstico da doença de Alzheimer faz-se pela exclusão de outras causas de demência, pela análise do historial do paciente, por análises ao sangue, tomografia ou ressonância, entre outros exames.
Existem também alguns marcadores, identificados a partir de exame ao sangue, cujos resultados podem indicar probabilidades de o paciente vir a ter a doença de Alzheimer.
Ao princípio observam-se pequenos esquecimentos, perdas de memória, normalmente aceites pelos familiares como parte do processo normal de envelhecimento, que se vão agravando gradualmente. Os pacientes tornam-se confusos e, por vezes, agressivos, passando a apresentar alterações da personalidade, com distúrbios de conduta. Acabam por não reconhecer os próprios familiares e até a si mesmos quando colocados frente a um espelho.
À medida que a doença evolui, tornam-se cada vez mais dependentes de terceiros, iniciam-se as dificuldades de locomoção, a comunicação inviabiliza-se e passam a necessitar de cuidados e supervisão integral, até mesmo para as actividades elementares do quotidiano, como alimentação, higiene, vestuário, etc.
A doença de Alzheimer não tem cura e, no seu tratamento, há que atender a duas variáveis:Ao tratamento dos aspectos comportamentais. Nesta vertente, além da medicação, convém também contar com orientação de diferentes profissionais de saúde;
Ao tratamento dos desequilíbrios quídesequilíbrios e que é mais eficaz na fase inicial da doença, mas, infelizmente, tem micosque ocorrem no cérebro. Há medicação que ajuda a corrigir esses efeito temporário. Por enquanto, não há ainda medicação que impeça a doença de continuar a progredir.
TRABALHO ELABORADO:Ana Emília, Mª José Valente, Maria Queirós ,Serafim

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 1 alzheimer
Aula 1   alzheimerAula 1   alzheimer
Aula 1 alzheimer
Daniel Ribeiro
 
Demências alzheimer vs demencia vascular
Demências   alzheimer vs demencia vascularDemências   alzheimer vs demencia vascular
Demências alzheimer vs demencia vascular
Rose Viviane Bezerra
 
Seminário alzheimer.
Seminário alzheimer.Seminário alzheimer.
Seminário alzheimer.
Solange Leite
 
Alzheimer atualizado
Alzheimer atualizadoAlzheimer atualizado
Alzheimer atualizado
Misterios10
 
1193433844 alzheimer
1193433844 alzheimer1193433844 alzheimer
1193433844 alzheimer
Pelo Siro
 
Alzheimer terapias complementares
Alzheimer terapias complementaresAlzheimer terapias complementares
Alzheimer terapias complementares
Luciana Mateus
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de alzheimer
Doença de alzheimerDoença de alzheimer
Doença de alzheimer
Anderson Santana
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
Andressa Macena
 
Mal de alzheimer
Mal de alzheimerMal de alzheimer
Mal de alzheimer
Bruna M
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
Mariana Graboski Dias
 
Alzheimer
AlzheimerAlzheimer
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
Eryco Azevedo
 
Ng3-Doença de Alzheimer
Ng3-Doença de AlzheimerNg3-Doença de Alzheimer
Ng3-Doença de Alzheimer
AT
 
12647998 alzheimer
12647998 alzheimer12647998 alzheimer
12647998 alzheimer
Pelo Siro
 
Alzheimer - Uma Abordagem Humanizada
Alzheimer - Uma Abordagem HumanizadaAlzheimer - Uma Abordagem Humanizada
Alzheimer - Uma Abordagem Humanizada
Enfº Ícaro Araújo
 
Alzheimer
AlzheimerAlzheimer
Alzheimer
Nicole Schneider
 
Nutrição X Doenças Neurodegenerativas
Nutrição X Doenças NeurodegenerativasNutrição X Doenças Neurodegenerativas
Nutrição X Doenças Neurodegenerativas
adonems
 
Síndromes Demenciais - Profa. Rilva Muñoz - GESME
Síndromes Demenciais - Profa. Rilva Muñoz - GESMESíndromes Demenciais - Profa. Rilva Muñoz - GESME
Síndromes Demenciais - Profa. Rilva Muñoz - GESME
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
sistema nervoso
sistema nervoso sistema nervoso
sistema nervoso
Renatinha moraes
 

Mais procurados (20)

Aula 1 alzheimer
Aula 1   alzheimerAula 1   alzheimer
Aula 1 alzheimer
 
Demências alzheimer vs demencia vascular
Demências   alzheimer vs demencia vascularDemências   alzheimer vs demencia vascular
Demências alzheimer vs demencia vascular
 
Seminário alzheimer.
Seminário alzheimer.Seminário alzheimer.
Seminário alzheimer.
 
Alzheimer atualizado
Alzheimer atualizadoAlzheimer atualizado
Alzheimer atualizado
 
1193433844 alzheimer
1193433844 alzheimer1193433844 alzheimer
1193433844 alzheimer
 
Alzheimer terapias complementares
Alzheimer terapias complementaresAlzheimer terapias complementares
Alzheimer terapias complementares
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
 
Doença de alzheimer
Doença de alzheimerDoença de alzheimer
Doença de alzheimer
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
 
Mal de alzheimer
Mal de alzheimerMal de alzheimer
Mal de alzheimer
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Alzheimer
AlzheimerAlzheimer
Alzheimer
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
 
Ng3-Doença de Alzheimer
Ng3-Doença de AlzheimerNg3-Doença de Alzheimer
Ng3-Doença de Alzheimer
 
12647998 alzheimer
12647998 alzheimer12647998 alzheimer
12647998 alzheimer
 
Alzheimer - Uma Abordagem Humanizada
Alzheimer - Uma Abordagem HumanizadaAlzheimer - Uma Abordagem Humanizada
Alzheimer - Uma Abordagem Humanizada
 
Alzheimer
AlzheimerAlzheimer
Alzheimer
 
Nutrição X Doenças Neurodegenerativas
Nutrição X Doenças NeurodegenerativasNutrição X Doenças Neurodegenerativas
Nutrição X Doenças Neurodegenerativas
 
Síndromes Demenciais - Profa. Rilva Muñoz - GESME
Síndromes Demenciais - Profa. Rilva Muñoz - GESMESíndromes Demenciais - Profa. Rilva Muñoz - GESME
Síndromes Demenciais - Profa. Rilva Muñoz - GESME
 
sistema nervoso
sistema nervoso sistema nervoso
sistema nervoso
 

Destaque

A IATROGENIA DA PALAVRA NA RELAÇÃO MÉDICO PACIENTE
A IATROGENIA DA PALAVRA NA RELAÇÃO MÉDICO PACIENTEA IATROGENIA DA PALAVRA NA RELAÇÃO MÉDICO PACIENTE
A IATROGENIA DA PALAVRA NA RELAÇÃO MÉDICO PACIENTE
Rubens De Fraga Junior
 
Cuidando do cuidador
Cuidando do cuidadorCuidando do cuidador
Cuidando do cuidador
pastorlinaldo
 
ASPECTOS PSICOLÓGICOS ENTRE A FAMÍLIA E O IDOSO INSTITUCIONALIZADO
ASPECTOS PSICOLÓGICOS ENTRE A FAMÍLIA E O IDOSO INSTITUCIONALIZADOASPECTOS PSICOLÓGICOS ENTRE A FAMÍLIA E O IDOSO INSTITUCIONALIZADO
ASPECTOS PSICOLÓGICOS ENTRE A FAMÍLIA E O IDOSO INSTITUCIONALIZADO
Márcio Borges
 
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociaisO papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
Alinebrauna Brauna
 
O idoso na família
O idoso na famíliaO idoso na família
O idoso na família
Arnilda
 
Idoso: relações familiares
Idoso: relações familiaresIdoso: relações familiares
Idoso: relações familiares
Douglas Tedesco
 
A família do idoso dependente
A família do idoso dependenteA família do idoso dependente
A família do idoso dependente
Cuidar de Idosos
 
Quem cuida do cuidador?
Quem cuida do cuidador?Quem cuida do cuidador?
Quem cuida do cuidador?
Juliana Calixto
 

Destaque (8)

A IATROGENIA DA PALAVRA NA RELAÇÃO MÉDICO PACIENTE
A IATROGENIA DA PALAVRA NA RELAÇÃO MÉDICO PACIENTEA IATROGENIA DA PALAVRA NA RELAÇÃO MÉDICO PACIENTE
A IATROGENIA DA PALAVRA NA RELAÇÃO MÉDICO PACIENTE
 
Cuidando do cuidador
Cuidando do cuidadorCuidando do cuidador
Cuidando do cuidador
 
ASPECTOS PSICOLÓGICOS ENTRE A FAMÍLIA E O IDOSO INSTITUCIONALIZADO
ASPECTOS PSICOLÓGICOS ENTRE A FAMÍLIA E O IDOSO INSTITUCIONALIZADOASPECTOS PSICOLÓGICOS ENTRE A FAMÍLIA E O IDOSO INSTITUCIONALIZADO
ASPECTOS PSICOLÓGICOS ENTRE A FAMÍLIA E O IDOSO INSTITUCIONALIZADO
 
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociaisO papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
 
O idoso na família
O idoso na famíliaO idoso na família
O idoso na família
 
Idoso: relações familiares
Idoso: relações familiaresIdoso: relações familiares
Idoso: relações familiares
 
A família do idoso dependente
A família do idoso dependenteA família do idoso dependente
A família do idoso dependente
 
Quem cuida do cuidador?
Quem cuida do cuidador?Quem cuida do cuidador?
Quem cuida do cuidador?
 

Semelhante a Alzheimer

Alzheimer grupo 1.docx
Alzheimer grupo 1.docxAlzheimer grupo 1.docx
Alzheimer grupo 1.docx
IsabelCristinaAlmeid5
 
doença de alzheimer.pptx
doença de alzheimer.pptxdoença de alzheimer.pptx
doença de alzheimer.pptx
SilviaLouro2
 
Demência: Alzheimer & Parkinson
Demência: Alzheimer & ParkinsonDemência: Alzheimer & Parkinson
Demência: Alzheimer & Parkinson
Helena13dias
 
Demência - Alzheimer
Demência - AlzheimerDemência - Alzheimer
Demência - Alzheimer
Helena13dias
 
Doenças do sistema nervoso
Doenças do sistema nervosoDoenças do sistema nervoso
Doenças do sistema nervoso
Pedui
 
demecia em idosos grupo 2.docx
demecia em idosos grupo 2.docxdemecia em idosos grupo 2.docx
demecia em idosos grupo 2.docx
IsabelCristinaAlmeid5
 
Dsnervooso 1232367792130399-3
Dsnervooso 1232367792130399-3Dsnervooso 1232367792130399-3
Dsnervooso 1232367792130399-3
Pelo Siro
 
Trab.Saúde mental do idoso usando escala de MEEM
Trab.Saúde mental do idoso usando escala de MEEMTrab.Saúde mental do idoso usando escala de MEEM
Trab.Saúde mental do idoso usando escala de MEEM
Luciane Santana
 
Apresentação Alzheimer
Apresentação AlzheimerApresentação Alzheimer
Apresentação Alzheimer
Sérgio Franco - CDPI
 
Apresentação alzheimer
Apresentação alzheimerApresentação alzheimer
Apresentação alzheimer
Laboratório Sérgio Franco
 
Alzheimer1
Alzheimer1Alzheimer1
Alzheimer1
Lisa de Sousa
 
Alzheimer
AlzheimerAlzheimer
Projeto famec criativa
Projeto famec criativaProjeto famec criativa
Projeto famec criativa
GraziSantos13
 
Alzheimer
AlzheimerAlzheimer
Alzheimer
Lisa de Sousa
 
Alzheimer
Alzheimer Alzheimer
Alzheimer
KarolaineSantos
 
Alzparkin
AlzparkinAlzparkin
Cuidador de idoso_26
Cuidador de idoso_26Cuidador de idoso_26
Cuidador de idoso_26
Liberty Ensino
 
Alzheimer
AlzheimerAlzheimer
Alzheimer
Andrea Paya
 
Aula 2 divulgação cientifica (1)
Aula 2  divulgação cientifica (1)Aula 2  divulgação cientifica (1)
Aula 2 divulgação cientifica (1)
Jéssica Tauane Fernandes de Souza
 
Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...
Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...
Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...
KarinaErthal
 

Semelhante a Alzheimer (20)

Alzheimer grupo 1.docx
Alzheimer grupo 1.docxAlzheimer grupo 1.docx
Alzheimer grupo 1.docx
 
doença de alzheimer.pptx
doença de alzheimer.pptxdoença de alzheimer.pptx
doença de alzheimer.pptx
 
Demência: Alzheimer & Parkinson
Demência: Alzheimer & ParkinsonDemência: Alzheimer & Parkinson
Demência: Alzheimer & Parkinson
 
Demência - Alzheimer
Demência - AlzheimerDemência - Alzheimer
Demência - Alzheimer
 
Doenças do sistema nervoso
Doenças do sistema nervosoDoenças do sistema nervoso
Doenças do sistema nervoso
 
demecia em idosos grupo 2.docx
demecia em idosos grupo 2.docxdemecia em idosos grupo 2.docx
demecia em idosos grupo 2.docx
 
Dsnervooso 1232367792130399-3
Dsnervooso 1232367792130399-3Dsnervooso 1232367792130399-3
Dsnervooso 1232367792130399-3
 
Trab.Saúde mental do idoso usando escala de MEEM
Trab.Saúde mental do idoso usando escala de MEEMTrab.Saúde mental do idoso usando escala de MEEM
Trab.Saúde mental do idoso usando escala de MEEM
 
Apresentação Alzheimer
Apresentação AlzheimerApresentação Alzheimer
Apresentação Alzheimer
 
Apresentação alzheimer
Apresentação alzheimerApresentação alzheimer
Apresentação alzheimer
 
Alzheimer1
Alzheimer1Alzheimer1
Alzheimer1
 
Alzheimer
AlzheimerAlzheimer
Alzheimer
 
Projeto famec criativa
Projeto famec criativaProjeto famec criativa
Projeto famec criativa
 
Alzheimer
AlzheimerAlzheimer
Alzheimer
 
Alzheimer
Alzheimer Alzheimer
Alzheimer
 
Alzparkin
AlzparkinAlzparkin
Alzparkin
 
Cuidador de idoso_26
Cuidador de idoso_26Cuidador de idoso_26
Cuidador de idoso_26
 
Alzheimer
AlzheimerAlzheimer
Alzheimer
 
Aula 2 divulgação cientifica (1)
Aula 2  divulgação cientifica (1)Aula 2  divulgação cientifica (1)
Aula 2 divulgação cientifica (1)
 
Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...
Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...
Demência.pptx O estudo sobre as diversas doenças que acometem o cérebro da pe...
 

Alzheimer

  • 2. A doença de Alzheimer é uma doença do cérebro (morte das células cerebrais e consequente atrofia do cérebro), progressiva, irreversível e com causas e tratamento ainda desconhecidos. Começa por atingir a memória e, progressivamente, as outras funções mentais, acabando por determinar a completa ausência de autonomia dos doentes. 
  • 3. Os doentes de Alzheimer tornam-se incapazes de realizar a mais pequena tarefa, deixam de reconhecer os rostos familiares, ficam incontinentes e acabam, quase sempre, acamados. É uma doença muito relacionada com a idade, afectando as pessoas com mais de 50 anos. A estimativa de vida para os pacientes situa-se entre os 2 e os 15 anos
  • 4. A causa da doença de Alzheimer ainda não está determinada. No entanto, é aceite pela comunidade científica que se trata de uma doença geneticamente determinada, embora não seja necessariamente hereditária. Isto é, não implica que se transmita entre familiares, nomeadamente de pais para filhos.
  • 5. Não há nenhum exame que permita diagnosticar, de modo inquestionável, a doença. A única forma de o fazer é examinando o tecido cerebral obtido por uma biopsia ou necrópsia. Assim, o diagnóstico da doença de Alzheimer faz-se pela exclusão de outras causas de demência, pela análise do historial do paciente, por análises ao sangue, tomografia ou ressonância, entre outros exames.
  • 6. Existem também alguns marcadores, identificados a partir de exame ao sangue, cujos resultados podem indicar probabilidades de o paciente vir a ter a doença de Alzheimer.
  • 7. Ao princípio observam-se pequenos esquecimentos, perdas de memória, normalmente aceites pelos familiares como parte do processo normal de envelhecimento, que se vão agravando gradualmente. Os pacientes tornam-se confusos e, por vezes, agressivos, passando a apresentar alterações da personalidade, com distúrbios de conduta. Acabam por não reconhecer os próprios familiares e até a si mesmos quando colocados frente a um espelho.
  • 8. À medida que a doença evolui, tornam-se cada vez mais dependentes de terceiros, iniciam-se as dificuldades de locomoção, a comunicação inviabiliza-se e passam a necessitar de cuidados e supervisão integral, até mesmo para as actividades elementares do quotidiano, como alimentação, higiene, vestuário, etc.
  • 9. A doença de Alzheimer não tem cura e, no seu tratamento, há que atender a duas variáveis:Ao tratamento dos aspectos comportamentais. Nesta vertente, além da medicação, convém também contar com orientação de diferentes profissionais de saúde;
  • 10. Ao tratamento dos desequilíbrios quídesequilíbrios e que é mais eficaz na fase inicial da doença, mas, infelizmente, tem micosque ocorrem no cérebro. Há medicação que ajuda a corrigir esses efeito temporário. Por enquanto, não há ainda medicação que impeça a doença de continuar a progredir.
  • 11. TRABALHO ELABORADO:Ana Emília, Mª José Valente, Maria Queirós ,Serafim