SlideShare uma empresa Scribd logo

CRAS - Centro de Referencia de Assistência Social

Uma breve apresentação sobre o CRAS.

1 de 14
Baixar para ler offline
MDS – Ministério do Desenvolvimento Social e
Combate a Fome
Oque é o CRAS?
SUAS – Sistema único de assistência social
CRAS – Centro de Referencia de Assistência Social
• A unidade publica estatal responsável
pela oferta de serviços continuados de
proteção social básica de assistência
social.
• A porta de entrada dos usuários à rede
de proteção social básica do SUAS.
• A unidade que organiza a vigilância
social em sua área de abrangência.
Funções
• Uma unidade publica que concretiza o
direito socioassistencial quanto à
garantia de acessos a serviços de
proteção social básica.
• Articular e fortalecer a rede de Proteção
Social Básica local.
• Prevenir as situações de risco em seu
território de abrangência, fortalecendo
vínculos familiares e comunitários e
garantindo direitos.
Funções
• Elaboração de diagnósticos
socioterritorial e identificação de
necessidades de serviço.
• Planejamento com outras instâncias
sociais a implantação da unidade.
• Implantação das condições físicas,
institucionais e materiais.
• Seleção, admissão e capacitação da
equipe de referencia.
Implantação
Pequeno Porte I – mínimo de 1 CRAS para até 2.500
famílias referenciadas
Pequeno Porte II – mínimo de 2 CRAS para até 3.500
famílias referenciadas.
Implantação
Médio Porte – mínimo de 2 CRAS, cada um para até 5.000 famílias
referenciadas.
Grande Porte – mínimo de 4 CRAS, cada um para até 5.000 famílias
referenciadas
Metrópoles – mínimo de 8 CRAS, cada um para até 5.000 famílias
referenciadas.
Recepção
Estrutura
Identificação
Orientação e Acompanhamento dos beneficiários do BPC e dos
Benefícios Eventuais.
Encaminhamento
Com equipe profissional composta por, no mínimo, um (01)
profissional de serviço social.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

08 plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
08   plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos08   plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
08 plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplosJanaina Anjos
 
CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL – CREAS GU...
CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA  ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA  SOCIAL – CREAS  GU...CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA  ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA  SOCIAL – CREAS  GU...
CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL – CREAS GU...Rosane Domingues
 
COMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOSCOMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOSDaiane Daine
 
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)Joelson Honoratto
 
CRAS e CREAS- Quem faz o que.
CRAS e CREAS- Quem faz o que.CRAS e CREAS- Quem faz o que.
CRAS e CREAS- Quem faz o que.Rosane Domingues
 
O trabalho do assistente social no SUAS
O trabalho do assistente social no SUASO trabalho do assistente social no SUAS
O trabalho do assistente social no SUASRosane Domingues
 
06 ficha de evolução de atendimento
06   ficha de evolução de atendimento06   ficha de evolução de atendimento
06 ficha de evolução de atendimentoJanaina Anjos
 
Suas 13 estudos de caso para debate
Suas  13 estudos de caso para debateSuas  13 estudos de caso para debate
Suas 13 estudos de caso para debateRosane Domingues
 
Apresentação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) UNOPAR
Apresentação do Sistema Único  de Assistência Social (SUAS)  UNOPARApresentação do Sistema Único  de Assistência Social (SUAS)  UNOPAR
Apresentação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) UNOPARAna Patricia Fernandes Oliveira
 
"A importancia do SUAS como Política Pública como garantia de Direitos do Cid...
"A importancia do SUAS como Política Pública como garantia de Direitos do Cid..."A importancia do SUAS como Política Pública como garantia de Direitos do Cid...
"A importancia do SUAS como Política Pública como garantia de Direitos do Cid...Edson De Souza
 
Oficina de serviço social elaboração de relatórios e laudos.
Oficina de serviço social   elaboração de relatórios e laudos.Oficina de serviço social   elaboração de relatórios e laudos.
Oficina de serviço social elaboração de relatórios e laudos.Rosane Domingues
 
Rede de atenção em saude mental
Rede de atenção em saude mentalRede de atenção em saude mental
Rede de atenção em saude mentalAroldo Gavioli
 

Mais procurados (20)

Relatorio social adoção
Relatorio social adoçãoRelatorio social adoção
Relatorio social adoção
 
08 plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
08   plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos08   plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
08 plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
 
Suas, cras, creas
Suas, cras, creasSuas, cras, creas
Suas, cras, creas
 
CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL – CREAS GU...
CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA  ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA  SOCIAL – CREAS  GU...CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA  ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA  SOCIAL – CREAS  GU...
CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL – CREAS GU...
 
COMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOSCOMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOS
 
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
 
Modelo parecer social
Modelo  parecer socialModelo  parecer social
Modelo parecer social
 
CRAS e CREAS- Quem faz o que.
CRAS e CREAS- Quem faz o que.CRAS e CREAS- Quem faz o que.
CRAS e CREAS- Quem faz o que.
 
O trabalho do assistente social no SUAS
O trabalho do assistente social no SUASO trabalho do assistente social no SUAS
O trabalho do assistente social no SUAS
 
06 ficha de evolução de atendimento
06   ficha de evolução de atendimento06   ficha de evolução de atendimento
06 ficha de evolução de atendimento
 
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...
Informação, acolhimento e fortalecimento dos vínculos familiares - Maria do S...
 
Suas 13 estudos de caso para debate
Suas  13 estudos de caso para debateSuas  13 estudos de caso para debate
Suas 13 estudos de caso para debate
 
Apresentação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) UNOPAR
Apresentação do Sistema Único  de Assistência Social (SUAS)  UNOPARApresentação do Sistema Único  de Assistência Social (SUAS)  UNOPAR
Apresentação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) UNOPAR
 
Perguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
Perguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de VínculosPerguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
Perguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
 
"A importancia do SUAS como Política Pública como garantia de Direitos do Cid...
"A importancia do SUAS como Política Pública como garantia de Direitos do Cid..."A importancia do SUAS como Política Pública como garantia de Direitos do Cid...
"A importancia do SUAS como Política Pública como garantia de Direitos do Cid...
 
Scfv para idosos
Scfv para idososScfv para idosos
Scfv para idosos
 
VISITA DOMICILIAR
VISITA DOMICILIARVISITA DOMICILIAR
VISITA DOMICILIAR
 
Oficina de serviço social elaboração de relatórios e laudos.
Oficina de serviço social   elaboração de relatórios e laudos.Oficina de serviço social   elaboração de relatórios e laudos.
Oficina de serviço social elaboração de relatórios e laudos.
 
Rede de atenção em saude mental
Rede de atenção em saude mentalRede de atenção em saude mental
Rede de atenção em saude mental
 
Creas serviços
Creas  serviçosCreas  serviços
Creas serviços
 

Destaque

Cartilha paif 2016- articulação necessária na proteção social básica
Cartilha paif   2016- articulação necessária na proteção social básicaCartilha paif   2016- articulação necessária na proteção social básica
Cartilha paif 2016- articulação necessária na proteção social básicaRosane Domingues
 
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...Educação
 
Jornalzinho
JornalzinhoJornalzinho
Jornalzinhofunsag
 
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...Rosane Domingues
 
Caderno Do Cras Internet[1][1]
Caderno Do Cras Internet[1][1]Caderno Do Cras Internet[1][1]
Caderno Do Cras Internet[1][1]Maria Gold
 
A atuação do pedagogo nos programas sociais cras em jequié
A atuação do pedagogo nos programas sociais   cras em jequiéA atuação do pedagogo nos programas sociais   cras em jequié
A atuação do pedagogo nos programas sociais cras em jequiéUBIRAJARA COUTO LIMA
 
Como fazer fichamento de texto ou livro
Como fazer fichamento de texto ou livro Como fazer fichamento de texto ou livro
Como fazer fichamento de texto ou livro Rosane Domingues
 
11 cras orientações técnicas (1)
11  cras orientações técnicas (1)11  cras orientações técnicas (1)
11 cras orientações técnicas (1)Alinebrauna Brauna
 
Apresentação reordenamento SCFV CRAS Nioaque-MS 11 11-2013
Apresentação reordenamento SCFV  CRAS Nioaque-MS 11 11-2013Apresentação reordenamento SCFV  CRAS Nioaque-MS 11 11-2013
Apresentação reordenamento SCFV CRAS Nioaque-MS 11 11-2013Cristina de Souza
 
Apresentação serviços do creas
Apresentação serviços do creasApresentação serviços do creas
Apresentação serviços do creasOrlei Almeida
 
Slide Saúde Coletiva - Cras
Slide Saúde Coletiva  - CrasSlide Saúde Coletiva  - Cras
Slide Saúde Coletiva - CrasHelena Damasceno
 
Utilizando Georreferenciamento no monitoramento do censo SUAS - MDS
Utilizando Georreferenciamento no monitoramento do censo SUAS - MDSUtilizando Georreferenciamento no monitoramento do censo SUAS - MDS
Utilizando Georreferenciamento no monitoramento do censo SUAS - MDSGeoLivre Conference
 
Cras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentação
Cras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentaçãoCras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentação
Cras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentaçãoMarley Marques
 

Destaque (17)

Cartilha paif 2016- articulação necessária na proteção social básica
Cartilha paif   2016- articulação necessária na proteção social básicaCartilha paif   2016- articulação necessária na proteção social básica
Cartilha paif 2016- articulação necessária na proteção social básica
 
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
 
Eixos norteadores do scfv
Eixos norteadores do scfvEixos norteadores do scfv
Eixos norteadores do scfv
 
Jornalzinho
JornalzinhoJornalzinho
Jornalzinho
 
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
 
Caderno Do Cras Internet[1][1]
Caderno Do Cras Internet[1][1]Caderno Do Cras Internet[1][1]
Caderno Do Cras Internet[1][1]
 
A atuação do pedagogo nos programas sociais cras em jequié
A atuação do pedagogo nos programas sociais   cras em jequiéA atuação do pedagogo nos programas sociais   cras em jequié
A atuação do pedagogo nos programas sociais cras em jequié
 
Como fazer fichamento de texto ou livro
Como fazer fichamento de texto ou livro Como fazer fichamento de texto ou livro
Como fazer fichamento de texto ou livro
 
11 cras orientações técnicas (1)
11  cras orientações técnicas (1)11  cras orientações técnicas (1)
11 cras orientações técnicas (1)
 
Apresentação reordenamento SCFV CRAS Nioaque-MS 11 11-2013
Apresentação reordenamento SCFV  CRAS Nioaque-MS 11 11-2013Apresentação reordenamento SCFV  CRAS Nioaque-MS 11 11-2013
Apresentação reordenamento SCFV CRAS Nioaque-MS 11 11-2013
 
Cras 2014 Apresentação
Cras 2014 ApresentaçãoCras 2014 Apresentação
Cras 2014 Apresentação
 
Acolhimento no SCFV
Acolhimento no SCFVAcolhimento no SCFV
Acolhimento no SCFV
 
Apresentação serviços do creas
Apresentação serviços do creasApresentação serviços do creas
Apresentação serviços do creas
 
BPC - Benefício de Prestação Continuada
BPC - Benefício de Prestação ContinuadaBPC - Benefício de Prestação Continuada
BPC - Benefício de Prestação Continuada
 
Slide Saúde Coletiva - Cras
Slide Saúde Coletiva  - CrasSlide Saúde Coletiva  - Cras
Slide Saúde Coletiva - Cras
 
Utilizando Georreferenciamento no monitoramento do censo SUAS - MDS
Utilizando Georreferenciamento no monitoramento do censo SUAS - MDSUtilizando Georreferenciamento no monitoramento do censo SUAS - MDS
Utilizando Georreferenciamento no monitoramento do censo SUAS - MDS
 
Cras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentação
Cras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentaçãoCras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentação
Cras Nordeste - Divinópolis/MG 2011 apresentação
 

Semelhante a CRAS - Centro de Referencia de Assistência Social

Relatório de gestão 2012 do serviço de proteção e atendimento integral à fam...
Relatório de gestão 2012 do  serviço de proteção e atendimento integral à fam...Relatório de gestão 2012 do  serviço de proteção e atendimento integral à fam...
Relatório de gestão 2012 do serviço de proteção e atendimento integral à fam...NandaTome
 
Cras, Atenção Integral à Família e Projovem Adolescente
Cras, Atenção Integral à Família  e Projovem AdolescenteCras, Atenção Integral à Família  e Projovem Adolescente
Cras, Atenção Integral à Família e Projovem AdolescenteAdilson P Motta Motta
 
WEBNARIO-SUPAS-2021-CPSB-ATUAL.pptx
WEBNARIO-SUPAS-2021-CPSB-ATUAL.pptxWEBNARIO-SUPAS-2021-CPSB-ATUAL.pptx
WEBNARIO-SUPAS-2021-CPSB-ATUAL.pptxAdrianoGPaulo
 
Incluir programa capixaba de redução da pobreza
Incluir programa capixaba de redução da pobrezaIncluir programa capixaba de redução da pobreza
Incluir programa capixaba de redução da pobrezaEliane Cabrini
 
Caderno-de-Orientações-Técnicas-do-SCFV-para-Crianças-de-0-a-6-Anos-1.pdf
Caderno-de-Orientações-Técnicas-do-SCFV-para-Crianças-de-0-a-6-Anos-1.pdfCaderno-de-Orientações-Técnicas-do-SCFV-para-Crianças-de-0-a-6-Anos-1.pdf
Caderno-de-Orientações-Técnicas-do-SCFV-para-Crianças-de-0-a-6-Anos-1.pdfEloinaSoares1
 
A politica de_assistencia_social_e_o_suas
A politica de_assistencia_social_e_o_suasA politica de_assistencia_social_e_o_suas
A politica de_assistencia_social_e_o_suaspatriciakvg
 
A politica de_assistencia_social_e_o_suas
A politica de_assistencia_social_e_o_suasA politica de_assistencia_social_e_o_suas
A politica de_assistencia_social_e_o_suaspatriciakvg
 
Balanço do programa "Crack, é possível vencer"
Balanço do programa "Crack, é possível vencer"Balanço do programa "Crack, é possível vencer"
Balanço do programa "Crack, é possível vencer"Casa Civil
 
SOBRE A ASSISTÊNCIA SOCIAL
SOBRE A ASSISTÊNCIA SOCIALSOBRE A ASSISTÊNCIA SOCIAL
SOBRE A ASSISTÊNCIA SOCIALMaíra B. Melo
 
Apresentação Institucional da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social SP
Apresentação Institucional da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social SPApresentação Institucional da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social SP
Apresentação Institucional da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social SPSecretaria de Assistência
 
16 secretaria municipal de inclusão social
16 secretaria municipal de inclusão social16 secretaria municipal de inclusão social
16 secretaria municipal de inclusão socialEdinho Silva
 
Seminário Mais Infância: Josbertini Clementino
Seminário Mais Infância: Josbertini Clementino Seminário Mais Infância: Josbertini Clementino
Seminário Mais Infância: Josbertini Clementino Governo do Estado do Ceará
 

Semelhante a CRAS - Centro de Referencia de Assistência Social (20)

Relatório de gestão 2012 do serviço de proteção e atendimento integral à fam...
Relatório de gestão 2012 do  serviço de proteção e atendimento integral à fam...Relatório de gestão 2012 do  serviço de proteção e atendimento integral à fam...
Relatório de gestão 2012 do serviço de proteção e atendimento integral à fam...
 
Cras, Atenção Integral à Família e Projovem Adolescente
Cras, Atenção Integral à Família  e Projovem AdolescenteCras, Atenção Integral à Família  e Projovem Adolescente
Cras, Atenção Integral à Família e Projovem Adolescente
 
WEBNARIO-SUPAS-2021-CPSB-ATUAL.pptx
WEBNARIO-SUPAS-2021-CPSB-ATUAL.pptxWEBNARIO-SUPAS-2021-CPSB-ATUAL.pptx
WEBNARIO-SUPAS-2021-CPSB-ATUAL.pptx
 
Apresentação Ações Seasdh
Apresentação Ações SeasdhApresentação Ações Seasdh
Apresentação Ações Seasdh
 
Trabalho cras
Trabalho crasTrabalho cras
Trabalho cras
 
Cras instituição
Cras  instituiçãoCras  instituição
Cras instituição
 
Incluir programa capixaba de redução da pobreza
Incluir programa capixaba de redução da pobrezaIncluir programa capixaba de redução da pobreza
Incluir programa capixaba de redução da pobreza
 
Caderno-de-Orientações-Técnicas-do-SCFV-para-Crianças-de-0-a-6-Anos-1.pdf
Caderno-de-Orientações-Técnicas-do-SCFV-para-Crianças-de-0-a-6-Anos-1.pdfCaderno-de-Orientações-Técnicas-do-SCFV-para-Crianças-de-0-a-6-Anos-1.pdf
Caderno-de-Orientações-Técnicas-do-SCFV-para-Crianças-de-0-a-6-Anos-1.pdf
 
A politica de_assistencia_social_e_o_suas
A politica de_assistencia_social_e_o_suasA politica de_assistencia_social_e_o_suas
A politica de_assistencia_social_e_o_suas
 
A politica de_assistencia_social_e_o_suas
A politica de_assistencia_social_e_o_suasA politica de_assistencia_social_e_o_suas
A politica de_assistencia_social_e_o_suas
 
Balanço do programa "Crack, é possível vencer"
Balanço do programa "Crack, é possível vencer"Balanço do programa "Crack, é possível vencer"
Balanço do programa "Crack, é possível vencer"
 
13 suas case vermelho
13  suas case vermelho13  suas case vermelho
13 suas case vermelho
 
SOBRE A ASSISTÊNCIA SOCIAL
SOBRE A ASSISTÊNCIA SOCIALSOBRE A ASSISTÊNCIA SOCIAL
SOBRE A ASSISTÊNCIA SOCIAL
 
Apresentação Institucional da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social SP
Apresentação Institucional da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social SPApresentação Institucional da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social SP
Apresentação Institucional da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social SP
 
16 secretaria municipal de inclusão social
16 secretaria municipal de inclusão social16 secretaria municipal de inclusão social
16 secretaria municipal de inclusão social
 
Slides CRAS.pptx
Slides CRAS.pptxSlides CRAS.pptx
Slides CRAS.pptx
 
Seminário Mais Infância: Josbertini Clementino
Seminário Mais Infância: Josbertini Clementino Seminário Mais Infância: Josbertini Clementino
Seminário Mais Infância: Josbertini Clementino
 
Atps para postagem vander
Atps para postagem vanderAtps para postagem vander
Atps para postagem vander
 
Pnab
PnabPnab
Pnab
 
Pnab
PnabPnab
Pnab
 

Último

1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...apoioacademicoead
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...azulassessoriaacadem3
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...apoioacademicoead
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...azulassessoriaacadem3
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...apoioacademicoead
 

Último (20)

1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 

CRAS - Centro de Referencia de Assistência Social

  • 1. MDS – Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome Oque é o CRAS? SUAS – Sistema único de assistência social CRAS – Centro de Referencia de Assistência Social
  • 2. • A unidade publica estatal responsável pela oferta de serviços continuados de proteção social básica de assistência social. • A porta de entrada dos usuários à rede de proteção social básica do SUAS. • A unidade que organiza a vigilância social em sua área de abrangência. Funções
  • 3. • Uma unidade publica que concretiza o direito socioassistencial quanto à garantia de acessos a serviços de proteção social básica. • Articular e fortalecer a rede de Proteção Social Básica local. • Prevenir as situações de risco em seu território de abrangência, fortalecendo vínculos familiares e comunitários e garantindo direitos. Funções
  • 4. • Elaboração de diagnósticos socioterritorial e identificação de necessidades de serviço. • Planejamento com outras instâncias sociais a implantação da unidade. • Implantação das condições físicas, institucionais e materiais. • Seleção, admissão e capacitação da equipe de referencia. Implantação
  • 5. Pequeno Porte I – mínimo de 1 CRAS para até 2.500 famílias referenciadas Pequeno Porte II – mínimo de 2 CRAS para até 3.500 famílias referenciadas. Implantação Médio Porte – mínimo de 2 CRAS, cada um para até 5.000 famílias referenciadas. Grande Porte – mínimo de 4 CRAS, cada um para até 5.000 famílias referenciadas Metrópoles – mínimo de 8 CRAS, cada um para até 5.000 famílias referenciadas.
  • 6. Recepção Estrutura Identificação Orientação e Acompanhamento dos beneficiários do BPC e dos Benefícios Eventuais. Encaminhamento Com equipe profissional composta por, no mínimo, um (01) profissional de serviço social.
  • 7. Quantitativo – 2007 a 2012 De acordo com o Censo SUAS 2012, desde o ano de 2007, houve aumento no numero de implantações de unidades CRAS.
  • 8. • Capacitação e promoção de inserção produtiva. • Promoção da inclusão produtiva para beneficiários do Programa Bolsa Família e no Beneficio de Prestação Continuada. • Projetos e programas de enfrentamento a pobreza. Programas e Projetos
  • 9. • Projetos e Programas de enfrentamento a Fome. • Projetos de produção e economia solidaria. • Geração de trabalho e renda. Programas e Projetos
  • 10. PAIF – Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família. PAIF É o principal programa de proteção social básica. • Fortalecimento de vínculos familiares e comunitários • Direito à proteção social básica e a ampliação da capacidade de proteção social e de prevenção de situações de risco no território de abrangência do CRAS.
  • 11. Ações CRAS/PAIF • Recepção e acolhida de famílias em situação de vulnerabilidade. • Oferta de procedimentos profissionais em defesa dos direitos humanos e sociais. • Vigilância Social. • Acompanhamento Familiar. • Encaminhamento.
  • 12. Ações CRAS/PAIF • Entrevistas • Visita Domiciliar • Palestras • Grupos socioeducativos para famílias ou seus representantes. • Oficinas. • Campanha socioeducativa.
  • 13. Ações CRAS/PAIF • Reunião e ações comunitárias. • Encaminhamento e acompanhamento. • Articulação e fortalecimento de Redes de Grupos Sociais.
  • 14. FIM