SlideShare uma empresa Scribd logo

Estudo social e parecer social

1 de 17
Baixar para ler offline
SUBJETIVIDADE NA
ELABORAÇÃO DOS
INSTRUMENTOS TÉCNICOS DO
SERVIÇO SOCIAL: ESTUDO
SOCIAL E PARECER SOCIAL.
MARIA DE FATIMA SILVA DE OLIVEIRA.
1- Navegar e construir o barco ao mesmo tempo.
Carlos Sluzki
2 - Não há nada fora de nossas mentes: TUDO SÃO
INTERPRETAÇÕES.
Humberto Maturana.
GERÊNCIA SOCIAL: FERRAMENTAS DE
INTERVENÇÃO
HELOISA PRIMAVERA.
I - Habilidades PROCESSUAIS do Gerente Social:
• Administrar a incerteza;
• Articular os recursos existentes em rede de
ajuda;
• Exercitar permanentemente a capacidade de
conciliação;
• Utilizar a tecnologia apropriada para cada contexto;
• Agir para o compromisso com os resultados
desejados.
 II – Habilidades RELACIONAIS do Gerente
Social:
 Estabelecer relações;
 Escutar o outro como legítimo;
 Construir consenso para definir a ação; e
 Acompanhar, sustentada e
responsavelmente, os processos
acordados.
 III – Habilidades ATITUDINAIS do Gerente
Social:
 Mudanças no Paradigma:
Tradicional: Novo:
Conflitos............................ Diferenças
Culpa, justificativas ........... A pergunta sobre
minha
responsabilidade
Jogo de “ter razão”.............Jogo “ter
resultados”
Problemas ......................... Projetos.
CURIOSIDADE CONSTRUTIVA:O QUÊ
DEVEMOS PESQUISAR?
 Quem é o educando? O paciente? O Usuário?
 Sua história de vida esta pautada em que contexto
social, familiar e econômico?
 Quais suas principais demandas psicológicas, sociais e
físicas?
 Qual a sua capacidade de cumprir uma medida sócio
educativa, uma terapia, um tratamento de saúde...?
 Como esta sendo elaborado seu projeto de vida? Seu
projeto terapeutico?
 Quais os recursos necessários para execução de seu
Projeto de vida? A família está contribuindo material e
afetivamente? Como contribuir nesta construção?
COMO PESQUISAR INFORMAÇÕES
RELEVANTES?
 Entrevistas diretivas (Ferramenta – Relação de
Ajuda);
 Estudo do prontuário, que deverá estar
organizado. Os registros dos profissionais deverá
obedecer ordem cronológica;
 Visita domiciliar;
 Visita e/ou contato Institucional;
 Reunião de Equipe multiprofissional (estudo de
caso);
 Pesquisa de arquivos (eletrônico e ou “morto”)
Anúncio

Recomendados

COMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOSCOMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOSDaiane Daine
 
Suas 13 estudos de caso para debate
Suas  13 estudos de caso para debateSuas  13 estudos de caso para debate
Suas 13 estudos de caso para debateRosane Domingues
 
Oficina de serviço social elaboração de relatórios e laudos.
Oficina de serviço social   elaboração de relatórios e laudos.Oficina de serviço social   elaboração de relatórios e laudos.
Oficina de serviço social elaboração de relatórios e laudos.Rosane Domingues
 
OS INSTRUMENTAIS TÉCNICO-OPERATIVOS NA PRÁTICA PROFISSIONAL DO SERVIÇO SOCIAL
OS INSTRUMENTAIS TÉCNICO-OPERATIVOS NA PRÁTICA PROFISSIONAL DO SERVIÇO SOCIALOS INSTRUMENTAIS TÉCNICO-OPERATIVOS NA PRÁTICA PROFISSIONAL DO SERVIÇO SOCIAL
OS INSTRUMENTAIS TÉCNICO-OPERATIVOS NA PRÁTICA PROFISSIONAL DO SERVIÇO SOCIALConceição Amorim
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

08 plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
08   plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos08   plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
08 plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplosJanaina Anjos
 
Serviço Social e Educação:
Serviço Social e Educação: Serviço Social e Educação:
Serviço Social e Educação: profadnilson
 
Serviço social no contexto educativo
Serviço social no  contexto educativoServiço social no  contexto educativo
Serviço social no contexto educativoLisandra Rego
 
O trabalho do assistente social na educação
O trabalho do assistente social na educaçãoO trabalho do assistente social na educação
O trabalho do assistente social na educaçãoEmmanuelle Feitosa
 
12. PROJETO DE INTERVENÇÃO - ESTAGIO SERVIÇO SOCIAL- UNIP.docx
12. PROJETO DE INTERVENÇÃO - ESTAGIO SERVIÇO SOCIAL- UNIP.docx12. PROJETO DE INTERVENÇÃO - ESTAGIO SERVIÇO SOCIAL- UNIP.docx
12. PROJETO DE INTERVENÇÃO - ESTAGIO SERVIÇO SOCIAL- UNIP.docxDENISSONLIMA1
 
Apresentação serviço social.
Apresentação serviço social.Apresentação serviço social.
Apresentação serviço social.Felipe Marques
 
CRAS e CREAS- Quem faz o que.
CRAS e CREAS- Quem faz o que.CRAS e CREAS- Quem faz o que.
CRAS e CREAS- Quem faz o que.Rosane Domingues
 
Relatorio das Ações realizadas na Assistência Social no mês de Abril de 2018
Relatorio das Ações realizadas na Assistência Social no mês de Abril de 2018Relatorio das Ações realizadas na Assistência Social no mês de Abril de 2018
Relatorio das Ações realizadas na Assistência Social no mês de Abril de 2018Geraldina Braga
 
06 ficha de evolução de atendimento
06   ficha de evolução de atendimento06   ficha de evolução de atendimento
06 ficha de evolução de atendimentoJanaina Anjos
 
Apresentação politica de assistencia social 2
Apresentação politica de assistencia social 2Apresentação politica de assistencia social 2
Apresentação politica de assistencia social 2Alinebrauna Brauna
 
Guia para Elaboração do Relatório Social - Portal SeloSocial.com
Guia para Elaboração do Relatório Social - Portal SeloSocial.comGuia para Elaboração do Relatório Social - Portal SeloSocial.com
Guia para Elaboração do Relatório Social - Portal SeloSocial.comInstituto Abaçaí
 
O trabalho do assistente social no SUAS
O trabalho do assistente social no SUASO trabalho do assistente social no SUAS
O trabalho do assistente social no SUASRosane Domingues
 
O papel do assistente social na saúde pública
O papel do assistente social na saúde públicaO papel do assistente social na saúde pública
O papel do assistente social na saúde públicaRosane Domingues
 
Serviço Social Perguntas e Respostas - para iniciante
Serviço Social   Perguntas e Respostas - para inicianteServiço Social   Perguntas e Respostas - para iniciante
Serviço Social Perguntas e Respostas - para inicianteRosane Domingues
 
Instrumentais tecnico operativos no servico social
Instrumentais tecnico operativos no servico socialInstrumentais tecnico operativos no servico social
Instrumentais tecnico operativos no servico socialAna santos
 

Mais procurados (20)

08 plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
08   plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos08   plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
08 plano de acompanhamento familiar - folha de acoes - exemplos
 
Serviço Social e Educação:
Serviço Social e Educação: Serviço Social e Educação:
Serviço Social e Educação:
 
Serviço social no contexto educativo
Serviço social no  contexto educativoServiço social no  contexto educativo
Serviço social no contexto educativo
 
Serviço Social e Educação
Serviço Social e EducaçãoServiço Social e Educação
Serviço Social e Educação
 
O trabalho do assistente social na educação
O trabalho do assistente social na educaçãoO trabalho do assistente social na educação
O trabalho do assistente social na educação
 
12. PROJETO DE INTERVENÇÃO - ESTAGIO SERVIÇO SOCIAL- UNIP.docx
12. PROJETO DE INTERVENÇÃO - ESTAGIO SERVIÇO SOCIAL- UNIP.docx12. PROJETO DE INTERVENÇÃO - ESTAGIO SERVIÇO SOCIAL- UNIP.docx
12. PROJETO DE INTERVENÇÃO - ESTAGIO SERVIÇO SOCIAL- UNIP.docx
 
Cras
CrasCras
Cras
 
Apresentação serviço social.
Apresentação serviço social.Apresentação serviço social.
Apresentação serviço social.
 
CRAS e CREAS- Quem faz o que.
CRAS e CREAS- Quem faz o que.CRAS e CREAS- Quem faz o que.
CRAS e CREAS- Quem faz o que.
 
Relatorio das Ações realizadas na Assistência Social no mês de Abril de 2018
Relatorio das Ações realizadas na Assistência Social no mês de Abril de 2018Relatorio das Ações realizadas na Assistência Social no mês de Abril de 2018
Relatorio das Ações realizadas na Assistência Social no mês de Abril de 2018
 
06 ficha de evolução de atendimento
06   ficha de evolução de atendimento06   ficha de evolução de atendimento
06 ficha de evolução de atendimento
 
Apresentação politica de assistencia social 2
Apresentação politica de assistencia social 2Apresentação politica de assistencia social 2
Apresentação politica de assistencia social 2
 
Guia para Elaboração do Relatório Social - Portal SeloSocial.com
Guia para Elaboração do Relatório Social - Portal SeloSocial.comGuia para Elaboração do Relatório Social - Portal SeloSocial.com
Guia para Elaboração do Relatório Social - Portal SeloSocial.com
 
O trabalho do assistente social no SUAS
O trabalho do assistente social no SUASO trabalho do assistente social no SUAS
O trabalho do assistente social no SUAS
 
O papel do assistente social na saúde pública
O papel do assistente social na saúde públicaO papel do assistente social na saúde pública
O papel do assistente social na saúde pública
 
VISITA DOMICILIAR
VISITA DOMICILIARVISITA DOMICILIAR
VISITA DOMICILIAR
 
A Visita Domiciliar no Serviço Social
A Visita Domiciliar no Serviço SocialA Visita Domiciliar no Serviço Social
A Visita Domiciliar no Serviço Social
 
Serviço Social Perguntas e Respostas - para iniciante
Serviço Social   Perguntas e Respostas - para inicianteServiço Social   Perguntas e Respostas - para iniciante
Serviço Social Perguntas e Respostas - para iniciante
 
Instrumentais tecnico operativos no servico social
Instrumentais tecnico operativos no servico socialInstrumentais tecnico operativos no servico social
Instrumentais tecnico operativos no servico social
 
Cras paif
Cras paifCras paif
Cras paif
 

Semelhante a Estudo social e parecer social

Livro itb etica_cidadania_web_v3_sg
Livro itb etica_cidadania_web_v3_sgLivro itb etica_cidadania_web_v3_sg
Livro itb etica_cidadania_web_v3_sgAninhada12
 
Postura ética
Postura éticaPostura ética
Postura éticaleojusto
 
COMPETÊNCIAS: I - Compreender, identificar e aplicar normas legais atribuídas...
COMPETÊNCIAS: I - Compreender, identificar e aplicar normas legais atribuídas...COMPETÊNCIAS: I - Compreender, identificar e aplicar normas legais atribuídas...
COMPETÊNCIAS: I - Compreender, identificar e aplicar normas legais atribuídas...Colaborar Educacional
 
PROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇOS JURÍDICOS, CARTORÁRIOS E NOTARIAIS
PROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇOS JURÍDICOS, CARTORÁRIOS E NOTARIAISPROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇOS JURÍDICOS, CARTORÁRIOS E NOTARIAIS
PROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇOS JURÍDICOS, CARTORÁRIOS E NOTARIAISColaborar Educacional
 
permitindo ao egresso um maior envolvimento junto às ações culturais e sociai...
permitindo ao egresso um maior envolvimento junto às ações culturais e sociai...permitindo ao egresso um maior envolvimento junto às ações culturais e sociai...
permitindo ao egresso um maior envolvimento junto às ações culturais e sociai...Colaborar Educacional
 
A finalidade do projeto de extensão no Programa de Ação e Difusão Cultural do...
A finalidade do projeto de extensão no Programa de Ação e Difusão Cultural do...A finalidade do projeto de extensão no Programa de Ação e Difusão Cultural do...
A finalidade do projeto de extensão no Programa de Ação e Difusão Cultural do...Colaborar Educacional
 
II - Realizar a preparação e a organização de documentos e procedimentos rela...
II - Realizar a preparação e a organização de documentos e procedimentos rela...II - Realizar a preparação e a organização de documentos e procedimentos rela...
II - Realizar a preparação e a organização de documentos e procedimentos rela...Colaborar Educacional
 
III - Atuar na orientação e elaboração de documentos à sociedade para o exerc...
III - Atuar na orientação e elaboração de documentos à sociedade para o exerc...III - Atuar na orientação e elaboração de documentos à sociedade para o exerc...
III - Atuar na orientação e elaboração de documentos à sociedade para o exerc...Colaborar Educacional
 
O perfil do egresso do curso de CST em Serviços Jurídicos, Cartorários e Nota...
O perfil do egresso do curso de CST em Serviços Jurídicos, Cartorários e Nota...O perfil do egresso do curso de CST em Serviços Jurídicos, Cartorários e Nota...
O perfil do egresso do curso de CST em Serviços Jurídicos, Cartorários e Nota...Colaborar Educacional
 
Manual de capacitação para psicólogos e assistentes sociais do poder judiciário
Manual de capacitação para psicólogos e assistentes sociais do poder judiciárioManual de capacitação para psicólogos e assistentes sociais do poder judiciário
Manual de capacitação para psicólogos e assistentes sociais do poder judiciárioRosane Domingues
 
PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL I - OBSERVAÇÃO
PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL I - OBSERVAÇÃOPLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL I - OBSERVAÇÃO
PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL I - OBSERVAÇÃOLOCIMAR MASSALAI
 
Apostila de assistente de administração2012
Apostila de assistente de administração2012Apostila de assistente de administração2012
Apostila de assistente de administração2012Clayton de Almeida Souza
 
Apostila de assistente de administração2012
Apostila de assistente de administração2012Apostila de assistente de administração2012
Apostila de assistente de administração2012Clayton de Almeida Souza
 
Apostila de Comunicação empresarial
Apostila de Comunicação empresarialApostila de Comunicação empresarial
Apostila de Comunicação empresarialdaanielrox
 
Proposição de realização da Desconferência sobre Dados Abertos nos Tribunais ...
Proposição de realização da Desconferência sobre Dados Abertos nos Tribunais ...Proposição de realização da Desconferência sobre Dados Abertos nos Tribunais ...
Proposição de realização da Desconferência sobre Dados Abertos nos Tribunais ...Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais
 

Semelhante a Estudo social e parecer social (20)

Livro itb etica_cidadania_web_v3_sg
Livro itb etica_cidadania_web_v3_sgLivro itb etica_cidadania_web_v3_sg
Livro itb etica_cidadania_web_v3_sg
 
Postura ética
Postura éticaPostura ética
Postura ética
 
COMPETÊNCIAS: I - Compreender, identificar e aplicar normas legais atribuídas...
COMPETÊNCIAS: I - Compreender, identificar e aplicar normas legais atribuídas...COMPETÊNCIAS: I - Compreender, identificar e aplicar normas legais atribuídas...
COMPETÊNCIAS: I - Compreender, identificar e aplicar normas legais atribuídas...
 
PROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇOS JURÍDICOS, CARTORÁRIOS E NOTARIAIS
PROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇOS JURÍDICOS, CARTORÁRIOS E NOTARIAISPROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇOS JURÍDICOS, CARTORÁRIOS E NOTARIAIS
PROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇOS JURÍDICOS, CARTORÁRIOS E NOTARIAIS
 
permitindo ao egresso um maior envolvimento junto às ações culturais e sociai...
permitindo ao egresso um maior envolvimento junto às ações culturais e sociai...permitindo ao egresso um maior envolvimento junto às ações culturais e sociai...
permitindo ao egresso um maior envolvimento junto às ações culturais e sociai...
 
A finalidade do projeto de extensão no Programa de Ação e Difusão Cultural do...
A finalidade do projeto de extensão no Programa de Ação e Difusão Cultural do...A finalidade do projeto de extensão no Programa de Ação e Difusão Cultural do...
A finalidade do projeto de extensão no Programa de Ação e Difusão Cultural do...
 
II - Realizar a preparação e a organização de documentos e procedimentos rela...
II - Realizar a preparação e a organização de documentos e procedimentos rela...II - Realizar a preparação e a organização de documentos e procedimentos rela...
II - Realizar a preparação e a organização de documentos e procedimentos rela...
 
III - Atuar na orientação e elaboração de documentos à sociedade para o exerc...
III - Atuar na orientação e elaboração de documentos à sociedade para o exerc...III - Atuar na orientação e elaboração de documentos à sociedade para o exerc...
III - Atuar na orientação e elaboração de documentos à sociedade para o exerc...
 
O perfil do egresso do curso de CST em Serviços Jurídicos, Cartorários e Nota...
O perfil do egresso do curso de CST em Serviços Jurídicos, Cartorários e Nota...O perfil do egresso do curso de CST em Serviços Jurídicos, Cartorários e Nota...
O perfil do egresso do curso de CST em Serviços Jurídicos, Cartorários e Nota...
 
Manual de capacitação para psicólogos e assistentes sociais do poder judiciário
Manual de capacitação para psicólogos e assistentes sociais do poder judiciárioManual de capacitação para psicólogos e assistentes sociais do poder judiciário
Manual de capacitação para psicólogos e assistentes sociais do poder judiciário
 
Curso de Ouvidoria para o TRE-MG
Curso de Ouvidoria para o TRE-MG  Curso de Ouvidoria para o TRE-MG
Curso de Ouvidoria para o TRE-MG
 
Relatorio - Pernambuco
Relatorio - PernambucoRelatorio - Pernambuco
Relatorio - Pernambuco
 
PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL I - OBSERVAÇÃO
PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL I - OBSERVAÇÃOPLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL I - OBSERVAÇÃO
PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL I - OBSERVAÇÃO
 
Cesar rss 02_09_ppt
Cesar rss 02_09_pptCesar rss 02_09_ppt
Cesar rss 02_09_ppt
 
Apostila de assistente de administração2012
Apostila de assistente de administração2012Apostila de assistente de administração2012
Apostila de assistente de administração2012
 
Apostila de assistente de administração2012
Apostila de assistente de administração2012Apostila de assistente de administração2012
Apostila de assistente de administração2012
 
Apostila de Comunicação empresarial
Apostila de Comunicação empresarialApostila de Comunicação empresarial
Apostila de Comunicação empresarial
 
Proposição de realização da Desconferência sobre Dados Abertos nos Tribunais ...
Proposição de realização da Desconferência sobre Dados Abertos nos Tribunais ...Proposição de realização da Desconferência sobre Dados Abertos nos Tribunais ...
Proposição de realização da Desconferência sobre Dados Abertos nos Tribunais ...
 
Trabalhando com redes sociais
Trabalhando com redes sociaisTrabalhando com redes sociais
Trabalhando com redes sociais
 
Código de ética na informática
Código de ética na informáticaCódigo de ética na informática
Código de ética na informática
 

Mais de Guillermo Alberto López (14)

R0907 pa dosect_pr
R0907 pa dosect_prR0907 pa dosect_pr
R0907 pa dosect_pr
 
Produção de raios x em ampolas radiográicas, estudo em tomografo
Produção de raios x em ampolas radiográicas, estudo em tomografoProdução de raios x em ampolas radiográicas, estudo em tomografo
Produção de raios x em ampolas radiográicas, estudo em tomografo
 
Manual radio
Manual radioManual radio
Manual radio
 
Manual de fracturas
Manual de fracturasManual de fracturas
Manual de fracturas
 
Tomografia computadorizada power point (1) [reparado]
Tomografia computadorizada power point (1) [reparado]Tomografia computadorizada power point (1) [reparado]
Tomografia computadorizada power point (1) [reparado]
 
Como fazer trabalhos acadêmicos
Como fazer trabalhos acadêmicosComo fazer trabalhos acadêmicos
Como fazer trabalhos acadêmicos
 
Programa de atenção integral a familia
Programa de atenção integral a familiaPrograma de atenção integral a familia
Programa de atenção integral a familia
 
Aula s istema cardiovascular
Aula s istema cardiovascularAula s istema cardiovascular
Aula s istema cardiovascular
 
Heat chock proteins 1
Heat chock proteins 1Heat chock proteins 1
Heat chock proteins 1
 
02 doenca isquemica-cardiaca
02 doenca isquemica-cardiaca02 doenca isquemica-cardiaca
02 doenca isquemica-cardiaca
 
02 linfomas
02 linfomas02 linfomas
02 linfomas
 
Utilização de ferramentas de proteção radiologica
Utilização de ferramentas de proteção radiologicaUtilização de ferramentas de proteção radiologica
Utilização de ferramentas de proteção radiologica
 
Politrauma
PolitraumaPolitrauma
Politrauma
 
Risco de morte
Risco de morteRisco de morte
Risco de morte
 

Último

Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoPaula Meyer Piagentini
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIAHisrelBlog
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...manoelaarmani
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...manoelaarmani
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!Psyc company
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 

Último (20)

Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 

Estudo social e parecer social

  • 1. SUBJETIVIDADE NA ELABORAÇÃO DOS INSTRUMENTOS TÉCNICOS DO SERVIÇO SOCIAL: ESTUDO SOCIAL E PARECER SOCIAL. MARIA DE FATIMA SILVA DE OLIVEIRA. 1- Navegar e construir o barco ao mesmo tempo. Carlos Sluzki 2 - Não há nada fora de nossas mentes: TUDO SÃO INTERPRETAÇÕES. Humberto Maturana.
  • 2. GERÊNCIA SOCIAL: FERRAMENTAS DE INTERVENÇÃO HELOISA PRIMAVERA. I - Habilidades PROCESSUAIS do Gerente Social: • Administrar a incerteza; • Articular os recursos existentes em rede de ajuda; • Exercitar permanentemente a capacidade de conciliação; • Utilizar a tecnologia apropriada para cada contexto; • Agir para o compromisso com os resultados desejados.
  • 3.  II – Habilidades RELACIONAIS do Gerente Social:  Estabelecer relações;  Escutar o outro como legítimo;  Construir consenso para definir a ação; e  Acompanhar, sustentada e responsavelmente, os processos acordados.
  • 4.  III – Habilidades ATITUDINAIS do Gerente Social:  Mudanças no Paradigma: Tradicional: Novo: Conflitos............................ Diferenças Culpa, justificativas ........... A pergunta sobre minha responsabilidade Jogo de “ter razão”.............Jogo “ter resultados” Problemas ......................... Projetos.
  • 5. CURIOSIDADE CONSTRUTIVA:O QUÊ DEVEMOS PESQUISAR?  Quem é o educando? O paciente? O Usuário?  Sua história de vida esta pautada em que contexto social, familiar e econômico?  Quais suas principais demandas psicológicas, sociais e físicas?  Qual a sua capacidade de cumprir uma medida sócio educativa, uma terapia, um tratamento de saúde...?  Como esta sendo elaborado seu projeto de vida? Seu projeto terapeutico?  Quais os recursos necessários para execução de seu Projeto de vida? A família está contribuindo material e afetivamente? Como contribuir nesta construção?
  • 6. COMO PESQUISAR INFORMAÇÕES RELEVANTES?  Entrevistas diretivas (Ferramenta – Relação de Ajuda);  Estudo do prontuário, que deverá estar organizado. Os registros dos profissionais deverá obedecer ordem cronológica;  Visita domiciliar;  Visita e/ou contato Institucional;  Reunião de Equipe multiprofissional (estudo de caso);  Pesquisa de arquivos (eletrônico e ou “morto”)
  • 7. AO SE REALIZAR UM ESTUDO SOCIAL, QUAIS OS OBJETIVOS A ALCANÇAR E COM QUAIS FINALIDADES?  Em que os registros dos dados irão contribuir?  Quais os profissionais que terão acesso a esses dados? O que é relevante para cada um?  O que devo registrar para que minha sugestão seja acatada pelos demais profissionais, durante o processo de decisão?  Minhas sugestões são viáveis?Quem iria viabilizá-las? Com que recurso? Onde? Quando?  O que a rede social(Políticas Públicas), está oferecendo para que seja atendida as demandas do educando, do paciente ou usuário? 
  • 8. O QUE ENVIAR? O ESTUDO SOCIAL OU PARECER SOCIAL?  A Equipe de Profissionais deverá decidir, considerando a Missão, a Proposta de trabalho e a Demanda dos atendimentos da Instituição.  Observa-se que: Em todo Estudo Social há um Parecer do ou dos profissional(is) e para se fazer o Parecer Social é necessário a realização do Estudo Social. Estão amalgamados.  Exemplos: Processo de adoção – o ideal é o envio do Estudo Social com Pareceres dos Profissionais tecnicamente fundamentados. Processo de desligamento de um adolescente que já cumpre medida há 3 anos, o ideal é um Parecer da Equipe, atendendo os requisitos básicos exigidos pela Justiça.
  • 9. COMO RELATAR?  A escrita é um meio de comunicação, portanto irá ser interpretada, os termos deverão ser claros, contextualizados na linguagem técnica do profissional, de forma objetiva.  Os formulários padrões utilizados na Instituição deverão ser analisados, o profissional deverá compreender a razão de cada item e a importância de seu preenchimento.  Os itens que requerem relatos, deverão seguir as normas de uma redação, para que fique claro ao leitor: Introdução – Desenvolvimento – Conclusão (do assunto). Evitar parágrafos longos e confusos. Organizando as informações de forma lógica.  Relatos complexos, o resumo deverá ter uma seqüência temporal, fica mais fácil de se compreender.
  • 10. COMO RELATAR O PARECER DO PROFISSIONAL.  A escrita é dissertativa, o profissional irá expor seu parecer sobre o que pesquisou, fará uma exposição do que está concluindo, argumentando tecnicamente sua conclusão e sugestão.  Ao iniciar o Parecer, o profissional deverá definir com segurança o que pretende com o seu relato Exemplo – Liberar o adolescente da m.s.e.? Dar continuidade à medida e solicitar que as autoridades competentes tomem uma decisão mais efetiva?
  • 11. ROTEIRO BÁSICO PARA ESTUDO SOCIAL:  Identificação;  Situação jurídica / saúde ...(área de atuação);  Contexto Social e Familiar;  Aspectos da saúde física e mental;  Desenvolvimento Educativo;  Aspectos comportamentais;  Relacionamento Interpessoal;  Crescimento pessoal e auto-avaliação;  Proposta de atendimento realizados e a realizar;  Encaminhamentos (Incompletude Institucional) para rede social.  Conclusão (apresentar o Parecer da Equipe com Sugestões).
  • 12. ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
  • 13. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.
  • 14. SÍNTESE DO ECA: DOUTRINA DA SITUAÇÃO IRREGULAR PARA DOUTRINA DA PROTEÇÃO INTEGRAL
  • 15. TECENDO A REDE DE ATENDIMENTO: POLÍTICAS PÚBLICAS.
  • 16. BRASIS GILTON DELLA CELLA E ALEXANDRE MORENO  Nos somos um pais e dois brasis  Um que é a casa-grade e o outro da senzala  Brasil de senhores e plebeus  Um que sabe dize não outro que consente e cala  Brasil de poeta e seresteiro  Do aboio do vaqueiro  O que existe de mais belo  Brasil suas leis e utopias  Pois só prende e sentencia o ladrão pé de chinelo  Brasil de alphavilles e favelas  De obesos e magrelas  Da fome e da feijoada  Brasil que anda na contra mão  Onde o povo tem razão  Ma sem ter direito a nada
  • 17.  Brasil do batuque e do pandeiro  Repentista e violeiro  Do luar lá do sertão  Brasil de fanático e ateu  Te amar é problema meu  O resto é contradição  Tudo isso é o Brasil e sua gente  Tem que botar fé pra torná-lo diferente  Chega de tristeza, para de sofrer  Deus é brasileiro e a esperança não vai morrer.