SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 55
Baixar para ler offline
Gerenciamento e Execução de
Projetos de Inovação Tecnológica
em Empresas - GEPIT
AULA PRESENCIAL NO. 3

1 FEVEREIRO DE 2014

JOSÉ ANTONIO LEROSA DE SIQUEIRA, PROF. DR. EPUSP
Programação da aula 3
• 9h30 - Orientações sobre todos os trabalhos que os
participantes do curso deverão preparar e entregar , pelos
professores Siqueira e Perussi - estas orientações serão dadas
novamente às 14h.
• 10h00 - Leonardo Cordeiro, Gerente de Patentes da Clarke,
Modet & Co (Brazil) - Gestão da propriedade intelectual no
Brasil - sistema de patente - inovação e proteção fazem a
diferença!
• 11h30 - Prof. Siqueira - uma aula prática sobre Design
Thinking
• 14h00 - Repetição das orientações sobre os trabalhos, pelos
professores Siqueira e Perussi.
• 14h30 - Encerramento.
Orientações sobre os trabalhos
• Trabalhos com entregas parciais e avaliações
parciais
• Datas definidas com antecedência
• Primeiro trabalho entregue: a capa da
biografia
• 2 provas com testes, presenciais de 30
minutos – uma na aula 5 (15 de março); outra
na aula 8 (31 de maio)
• Aula 9 – exposição de posters dos planos de
inovação
• Trabalho no. 1: Execução e Gerenciamento de
um pequeno projeto de inovação
• Tema geral: realizar um empreendimento
social que aproveite os recursos sociais desta
sala e procure gerar algum serviço que
instigue os participantes a colaborar na
produção de algo: um evento, um documento,
um aprendizado validado
Empreendimento Social
• Definir objetivo do projeto - que efeito conseguimos
atingir se criarmos o empreendimento social X?
• Planejar todas os experimentos de definição, definir
índices de desempenho
• Executar os experimentos de definição,
monitorarando a execução e acompanhando os
índices de desempenho
• Registrar aprendizados
• Replanejar à medida que se aprende
• Submeter um relato da experiência
Exemplos de ações de
empreendedorismo social
• Criar a Corrente GEPIT, página no Facebook para a
organização de atividades adicionais entre os participantes do
curso
• Organizar e fazer acontecer a cerimônia de formatura da
turma
• Criar grupos de discussão interessantes no AVA com o
objetivo de criar sites, que por exemplo busquem divulgar
boas práticas em uma determinada área
• Organizar e realizar um evento de meio de curso no dia 22 de
fevereiro e outro de fim de curso no dia 7 de junho
Submissão da proposta do empreendimento
– até aula 4 (22 fev)
Exemplo:
Proposta de Empreendimento Social
Título: Site de Bons Hábitos Mentais
Fazer um site que cadastre bons hábitos mentais para o
desenvolvimento de uma pessoa.
INFORMAÇÃO IMPORTANTE: é mais relevante a
capacidade de executar do que a criatividade; podem
existir diversos sites de bons hábitos mentais, competindo
entre si
Submissão do plano do empreendimento
– até aula 5 (15 de março) – este será o tema da prova
escrita 1.
Exemplo de estrutura de plano de empreendimento
social:
• Hipóteses a serem validadas
• Experimentos para validar as hipóteses
• Resultados esperados
• Períodos de realização de cada experimento
planejado
• Responsabilidades
Relatório do Primeiro Passo
- até 15 de março
O primeiro passo é o início do processo de execução e
gerenciamento da execução.
Estrutura do relatório
Objetivo secundário a ser atingido
Ação planejada
Resultado esperado
Registro da realização da ação
Resultado obtido
Relatório Final
– até aula 7 (10 de maio)
Relatório de resultados obtidos: hipóteses validadas,
hipóteses abandonadas, lições aprendidas, sugestões
para continuidade.
Relatórios individuais de cada membro da equipe
relatando as atividades e produtos que realizou, as
dificuldades encontradas, as surpresas positivas, as
lições que aprendeu, durante a execução do projeto de
empreendimento social
Término da fase de execução do projeto

- até 31 de maio de 2014
- Mas nada impede a sua continuidade
Keynote

Leonardo Cordeiro, Gerente de Patentes da
Clarke, Modet & Co (Brazil)
• Design thinking – fazendo as perguntas certas

• Início: 12:20
Métodos para resolução de
problemas
Método analítico: entenda o problema em
detalhes, procure a solução ótima
Método sintético: entenda uma solução
existente para o problema e tente
melhorá-la
Resolva o seguinte problema
Preencha células do
quadriculado de 9 por 9.
Não há número mínimo
nem número máximo de
células a serem
preenchidas. O objetivo é
preencher o maior
número possível de
células que sejam aceitas
pelas regras secretas, que
eliminam algumas, ou até
todas, as células que
foram preenchidas.
Abordagem analítica: método científico de
resolução de problemas
• Divida o problema em partes menores, de acordo
com algum critério rigoroso.
• Tente descobrir quais são as regras do jogo, isto é,
que condições as células precisam obedecer para
que sejam aceitas.
• Para tanto, monte experimentos que possam
mostrar que determinadas regras sejam as
válidas.
Abordagem sintética:
• Parta de uma solução possível e
procure melhorá-la gradualmente.
O que é Design?
Design
d = design como processo
Design thinking: partir de uma
solução existente e procure
criar uma solução melhor
Nosso Desafio de Design
Como podemos construir
competências colaborativas
interdisciplinares e criatividade para
apoio no gerenciamento e execução de
projetos de inovação.
• Problem-based learning
• É necessário trabalhar no contexto de
organização de parcerias
• É preciso trabalhar em equipes
O processo de design thinking
O processo de design thinking
passo 1 – entenda o problema
•
•
•
•
•

Escute
Não tente bancar o sabichão
Não tente adivinhar respostas
Não sugira respostas
Não se precipite em tirar conclusões; ainda é
cedo demais
O processo de design thinking
passo 2 – observe o problema
acontecendo
O processo de design thinking
passo 3 – defina o(s) ponto(s) de vista
importantes
O processo de design thinking
passo 4 – gere ideias
O processo de design thinking
passo 5 – produza um protótipo
O processo de design thinking
passo 6 – teste o protótipo
Veja um exemplo de aplicação de
design thinking
Video de apresentação
• The Deep Dive (1999) ABC News
Exercício prático de design
thinking
Em duplas
Reinvente a experiência de fazer um curso... para o seu parceiro.
EMPATIZE Comece ganhando empatia.
Sua missão:

1 Entrevista

2 Vá mais fundo

8 min. (2 sessões x 4 minutos cada)

8 min. (2 sessões x 4 minutos cada)

Anotações de sua primeira entrevista

Anotações de sua segunda entrevista

Troque os papéis e repita a entrevista
GEPIT – DESIGN THINKING

Troque os papéis e repita a entrevista
A entrevista B
4 minutos
B entrevista A
4 minutos
A entrevista B de novo
4 minutos
B entrevista A de novo
4 minutos
DEFINE Reformule o problema.
3 Registre descobertas 3 min

4 Defina a declaração do problema 3 min

Necessidades: coisas que estão tentando fazer*

* use verbos

nome

Insights: novos aprendizados sobre os sentimentos do seu parceiro/ visão
do mundo para levar em conta em seu design*
* faça inferências a partir do que escutou

precisa achar um jeito de________________________________________.
Necessidade do usuário

Inesperadamente, em seu mundo,

____________________________________________________________.
insights

Troque os papéis e repita a entrevista
GEPIT – DESIGN THINKING

Troque os papéis e repita a entrevista
Reformule o problema
Registre descobertas
3 min
Defina a declaração do problema
3 min
IDEATE: gere ideias a serem testadas.
5 Rascunhe 3-5 formas radicais de atender as necessidades do usuário. 5 min
_________________________________________________________________________________________________________________________.
Escreva acima a sua declaração do problema.

6 Compartilhe suas soluções e capture feedback.

GEPIT – DESIGN THINKING
Esboce 5 soluções
5 min
B fornece feedback para A
4 min
A fornece feedback para B
4 min
Itere com base no feedback.
7 Reflita e gere uma nova solução. 3 min
Esboce sua grande ideia, faça anotações de detalhes se necessário!

Troque os papéis e repita a entrevista
GEPIT – DESIGN THINKING
Revise o seu esboço.
3 min
Construa e teste.
8 Construa sua solução.

9 Compartilhe sua solução e obtenha feedback.

Faça algo com que o seu parceiro
possa interagir!

+ o que funcionou...

- o que pode ser aprimorado...

? perguntas...

! ideias...

(não aqui)

10 min
GEPIT – AULA 3 – DESIGN THINKING

8 min (duas sessões x 4 min cada)
Prototipe: construa sua solução.
10 min
B dá a A um feedback a respeito do protótipo.
4min
A dá a B um feedback a respeito do protótipo.
4 min
LIÇÕES APRENDIDAS – DIGESTÃO
Aceitar um desafio
Atuar de forma centrada no aspecto humano
(human-centered action)
Prototipar tudo, o que funciona e o que não
funciona
• Ser mais colaborativo
• Inovação é um esporte de equipe
• Ter um viés para a ação
•
•
•
•
Reflexões
• Você dialogou com uma pessoa real, testou
um protótipo junto a ela. Como isto mudou a
direção que o seu protótipo tomou em
seguida?
Reflexões
• Como você se sentiu mostrando um trabalho
ainda inacabado, em progresso, para uma
outra pessoa?
Reflexões
• O que você achou do ritmo do trabalho?
• Foi um ritmo rápido, iterativo, cíclico.
• O que se pode observar quando comparamos
o ritmo do trabalho feito com o ritmo do
trabalho usual?
Reflexões
• Aprenda, sinta pessoalmente quais áreas precisam de mais
explorações, itere.
• No seu trabalho de hoje, você voltaria à etapa de empatia
com o seu parceiro?
• Você redefiniria a sua declaração do problema?
• Você buscaria idear mais soluções?
• Você tentaria montar um protótipo a mais?
• Pense por um momento qual seria o próximo passo se você
tivesse que iterar tudo de novo desde o início.
• Qual seria a atividade que você gostaria de testar amanhã?

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Oitava aula presencial
Oitava aula presencialOitava aula presencial
Oitava aula presencialauspin
 
Mvi8.2 fatores críticos de sucesso
Mvi8.2   fatores críticos de sucessoMvi8.2   fatores críticos de sucesso
Mvi8.2 fatores críticos de sucessoauspin
 
Mvs 7.2 diagnóstico da inovação
Mvs 7.2   diagnóstico da inovaçãoMvs 7.2   diagnóstico da inovação
Mvs 7.2 diagnóstico da inovaçãoauspin
 
Programaçao quinta aula presencial
Programaçao quinta aula presencialProgramaçao quinta aula presencial
Programaçao quinta aula presencialauspin
 
Mvi8.3 técnicas e orientações para a elaboração do plano de inovação
Mvi8.3   técnicas e orientações para a elaboração do plano de inovaçãoMvi8.3   técnicas e orientações para a elaboração do plano de inovação
Mvi8.3 técnicas e orientações para a elaboração do plano de inovaçãoauspin
 
Programação Terceira Aula Presencial
Programação Terceira Aula PresencialProgramação Terceira Aula Presencial
Programação Terceira Aula Presencialauspin
 
Inovação - Gepit - Aula 6
Inovação - Gepit - Aula 6Inovação - Gepit - Aula 6
Inovação - Gepit - Aula 6auspin
 
Apresentação guilherme palestra gepit
Apresentação guilherme   palestra gepitApresentação guilherme   palestra gepit
Apresentação guilherme palestra gepitauspin
 
Me1.2 A prática do design thinking
Me1.2 A prática do design thinkingMe1.2 A prática do design thinking
Me1.2 A prática do design thinkingauspin
 
Me7.3 realização do diagnóstico de pd&i
Me7.3  realização do diagnóstico de pd&iMe7.3  realização do diagnóstico de pd&i
Me7.3 realização do diagnóstico de pd&iauspin
 
Mvs7.3 planejamento do diagnóstico
Mvs7.3  planejamento do diagnósticoMvs7.3  planejamento do diagnóstico
Mvs7.3 planejamento do diagnósticoauspin
 
Setima aula presencial
Setima aula presencialSetima aula presencial
Setima aula presencialauspin
 
Gepit04 aspectos do projeto de ação inovadora
Gepit04 aspectos do projeto de ação inovadoraGepit04 aspectos do projeto de ação inovadora
Gepit04 aspectos do projeto de ação inovadoraauspin
 
Programaçao sexta aula presencial
Programaçao sexta aula presencialProgramaçao sexta aula presencial
Programaçao sexta aula presencialauspin
 
ME 1.4 Geração de ideias
ME 1.4 Geração de ideiasME 1.4 Geração de ideias
ME 1.4 Geração de ideiasauspin
 
Gepit05 financiamento para a inovação
Gepit05 financiamento para a inovaçãoGepit05 financiamento para a inovação
Gepit05 financiamento para a inovaçãoauspin
 
Gepit09 quer inovar_aprendaantesa_fazerprojetosdisciplinados
Gepit09 quer inovar_aprendaantesa_fazerprojetosdisciplinadosGepit09 quer inovar_aprendaantesa_fazerprojetosdisciplinados
Gepit09 quer inovar_aprendaantesa_fazerprojetosdisciplinadosauspin
 
Orientações para a elaboração do poster
Orientações para a elaboração do posterOrientações para a elaboração do poster
Orientações para a elaboração do posterauspin
 
Linhas de fomento para empresas inovadoras 2014
Linhas de fomento para empresas inovadoras 2014Linhas de fomento para empresas inovadoras 2014
Linhas de fomento para empresas inovadoras 2014auspin
 

Destaque (20)

Oitava aula presencial
Oitava aula presencialOitava aula presencial
Oitava aula presencial
 
Mvi8.2 fatores críticos de sucesso
Mvi8.2   fatores críticos de sucessoMvi8.2   fatores críticos de sucesso
Mvi8.2 fatores críticos de sucesso
 
Mvs 7.2 diagnóstico da inovação
Mvs 7.2   diagnóstico da inovaçãoMvs 7.2   diagnóstico da inovação
Mvs 7.2 diagnóstico da inovação
 
Programaçao quinta aula presencial
Programaçao quinta aula presencialProgramaçao quinta aula presencial
Programaçao quinta aula presencial
 
Mvi8.3 técnicas e orientações para a elaboração do plano de inovação
Mvi8.3   técnicas e orientações para a elaboração do plano de inovaçãoMvi8.3   técnicas e orientações para a elaboração do plano de inovação
Mvi8.3 técnicas e orientações para a elaboração do plano de inovação
 
Programação Terceira Aula Presencial
Programação Terceira Aula PresencialProgramação Terceira Aula Presencial
Programação Terceira Aula Presencial
 
Inovação - Gepit - Aula 6
Inovação - Gepit - Aula 6Inovação - Gepit - Aula 6
Inovação - Gepit - Aula 6
 
Apresentação guilherme palestra gepit
Apresentação guilherme   palestra gepitApresentação guilherme   palestra gepit
Apresentação guilherme palestra gepit
 
Me1.2 A prática do design thinking
Me1.2 A prática do design thinkingMe1.2 A prática do design thinking
Me1.2 A prática do design thinking
 
Me7.3 realização do diagnóstico de pd&i
Me7.3  realização do diagnóstico de pd&iMe7.3  realização do diagnóstico de pd&i
Me7.3 realização do diagnóstico de pd&i
 
Mvs7.3 planejamento do diagnóstico
Mvs7.3  planejamento do diagnósticoMvs7.3  planejamento do diagnóstico
Mvs7.3 planejamento do diagnóstico
 
Setima aula presencial
Setima aula presencialSetima aula presencial
Setima aula presencial
 
Gepit04 aspectos do projeto de ação inovadora
Gepit04 aspectos do projeto de ação inovadoraGepit04 aspectos do projeto de ação inovadora
Gepit04 aspectos do projeto de ação inovadora
 
Programaçao sexta aula presencial
Programaçao sexta aula presencialProgramaçao sexta aula presencial
Programaçao sexta aula presencial
 
ME 1.4 Geração de ideias
ME 1.4 Geração de ideiasME 1.4 Geração de ideias
ME 1.4 Geração de ideias
 
Gepit05 financiamento para a inovação
Gepit05 financiamento para a inovaçãoGepit05 financiamento para a inovação
Gepit05 financiamento para a inovação
 
Aula4
Aula4Aula4
Aula4
 
Gepit09 quer inovar_aprendaantesa_fazerprojetosdisciplinados
Gepit09 quer inovar_aprendaantesa_fazerprojetosdisciplinadosGepit09 quer inovar_aprendaantesa_fazerprojetosdisciplinados
Gepit09 quer inovar_aprendaantesa_fazerprojetosdisciplinados
 
Orientações para a elaboração do poster
Orientações para a elaboração do posterOrientações para a elaboração do poster
Orientações para a elaboração do poster
 
Linhas de fomento para empresas inovadoras 2014
Linhas de fomento para empresas inovadoras 2014Linhas de fomento para empresas inovadoras 2014
Linhas de fomento para empresas inovadoras 2014
 

Semelhante a A prática do Design Thinking

A pratica do design thinking v2
A pratica do design thinking v2A pratica do design thinking v2
A pratica do design thinking v2auspin
 
Transformational Design Thinking - Aula 9
Transformational Design Thinking - Aula 9Transformational Design Thinking - Aula 9
Transformational Design Thinking - Aula 9Lu Terceiro
 
Jundevelopers - Design Sprint
Jundevelopers - Design SprintJundevelopers - Design Sprint
Jundevelopers - Design SprintFernando Barbieri
 
Transformational Design Thinking - Aula 10
Transformational Design Thinking - Aula 10Transformational Design Thinking - Aula 10
Transformational Design Thinking - Aula 10Lu Terceiro
 
Design sprint workshop techleap
Design sprint workshop techleapDesign sprint workshop techleap
Design sprint workshop techleapNelson Vasconcelos
 
Workshop Design Sprint - desafio: museus
Workshop Design Sprint - desafio: museusWorkshop Design Sprint - desafio: museus
Workshop Design Sprint - desafio: museusDTStartups
 
Design Thinking Workshop
Design Thinking WorkshopDesign Thinking Workshop
Design Thinking WorkshopÂndlei Lisboa
 
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...Laboratorium
 
Design Sprint: Uma semana para sair do outro lado!
Design Sprint: Uma semana para sair do outro lado!Design Sprint: Uma semana para sair do outro lado!
Design Sprint: Uma semana para sair do outro lado!DevCamp Campinas
 
Negociação e Estratégia Tantrix
Negociação e Estratégia TantrixNegociação e Estratégia Tantrix
Negociação e Estratégia TantrixVicenteTino
 
Hack2B - Design Sprint Workshop
Hack2B - Design Sprint WorkshopHack2B - Design Sprint Workshop
Hack2B - Design Sprint WorkshopAna Paula Batista
 
sensedia - Design Sprint
sensedia - Design Sprint sensedia - Design Sprint
sensedia - Design Sprint melidevelopers
 
Manual do professor empreendedorismo
Manual do professor empreendedorismoManual do professor empreendedorismo
Manual do professor empreendedorismojosedornelas
 
210513apresentacaodt 130718220307-phpapp02d
210513apresentacaodt 130718220307-phpapp02d210513apresentacaodt 130718220307-phpapp02d
210513apresentacaodt 130718220307-phpapp02dNelida Affonso
 

Semelhante a A prática do Design Thinking (18)

A pratica do design thinking v2
A pratica do design thinking v2A pratica do design thinking v2
A pratica do design thinking v2
 
Transformational Design Thinking - Aula 9
Transformational Design Thinking - Aula 9Transformational Design Thinking - Aula 9
Transformational Design Thinking - Aula 9
 
Design Centrado no Ser Humano
Design Centrado no Ser HumanoDesign Centrado no Ser Humano
Design Centrado no Ser Humano
 
Jundevelopers - Design Sprint
Jundevelopers - Design SprintJundevelopers - Design Sprint
Jundevelopers - Design Sprint
 
Transformational Design Thinking - Aula 10
Transformational Design Thinking - Aula 10Transformational Design Thinking - Aula 10
Transformational Design Thinking - Aula 10
 
Design sprint workshop techleap
Design sprint workshop techleapDesign sprint workshop techleap
Design sprint workshop techleap
 
Workshop Design Sprint - desafio: museus
Workshop Design Sprint - desafio: museusWorkshop Design Sprint - desafio: museus
Workshop Design Sprint - desafio: museus
 
Design Thinking Workshop
Design Thinking WorkshopDesign Thinking Workshop
Design Thinking Workshop
 
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...
 
Design Sprint: Uma semana para sair do outro lado!
Design Sprint: Uma semana para sair do outro lado!Design Sprint: Uma semana para sair do outro lado!
Design Sprint: Uma semana para sair do outro lado!
 
Design thinking (2)
Design thinking (2)Design thinking (2)
Design thinking (2)
 
Negociação e Estratégia Tantrix
Negociação e Estratégia TantrixNegociação e Estratégia Tantrix
Negociação e Estratégia Tantrix
 
Hack2B - Design Sprint Workshop
Hack2B - Design Sprint WorkshopHack2B - Design Sprint Workshop
Hack2B - Design Sprint Workshop
 
sensedia - Design Sprint
sensedia - Design Sprint sensedia - Design Sprint
sensedia - Design Sprint
 
Design thinking: inovação de presente
Design thinking: inovação de presenteDesign thinking: inovação de presente
Design thinking: inovação de presente
 
Manual do professor empreendedorismo
Manual do professor empreendedorismoManual do professor empreendedorismo
Manual do professor empreendedorismo
 
210513apresentacaodt 130718220307-phpapp02d
210513apresentacaodt 130718220307-phpapp02d210513apresentacaodt 130718220307-phpapp02d
210513apresentacaodt 130718220307-phpapp02d
 
Cesar.Edu Turma S2I
Cesar.Edu Turma S2ICesar.Edu Turma S2I
Cesar.Edu Turma S2I
 

Mais de auspin

Gepit09 orientações e sugestões para a preparação do poster
Gepit09 orientações e sugestões para a preparação do posterGepit09 orientações e sugestões para a preparação do poster
Gepit09 orientações e sugestões para a preparação do posterauspin
 
Quer inovar aprenda a fazer projetos
Quer inovar aprenda a fazer projetosQuer inovar aprenda a fazer projetos
Quer inovar aprenda a fazer projetosauspin
 
Exemplos da Técnica Business Model Generation
Exemplos da Técnica Business Model GenerationExemplos da Técnica Business Model Generation
Exemplos da Técnica Business Model Generationauspin
 
Fundamentos da Técnica Business Model Generation
Fundamentos da Técnica Business Model GenerationFundamentos da Técnica Business Model Generation
Fundamentos da Técnica Business Model Generationauspin
 
Roadmapping Tecnológico - Fundamentos da Técnica
Roadmapping Tecnológico - Fundamentos da TécnicaRoadmapping Tecnológico - Fundamentos da Técnica
Roadmapping Tecnológico - Fundamentos da Técnicaauspin
 
Project Model Canvas
Project Model CanvasProject Model Canvas
Project Model Canvasauspin
 
Palestra mitos e verdades
Palestra mitos e verdadesPalestra mitos e verdades
Palestra mitos e verdadesauspin
 
Aula 4 prof vanderlei
Aula 4 prof vanderleiAula 4 prof vanderlei
Aula 4 prof vanderleiauspin
 
Trabalho1
Trabalho1Trabalho1
Trabalho1auspin
 
Palestra PI
Palestra PIPalestra PI
Palestra PIauspin
 
Mvi1.3 testemunho de um empresário
Mvi1.3 testemunho de um empresárioMvi1.3 testemunho de um empresário
Mvi1.3 testemunho de um empresárioauspin
 
MI10 - A Prática na EBTs
MI10 - A Prática na EBTsMI10 - A Prática na EBTs
MI10 - A Prática na EBTsauspin
 
MI09 Apresentação do plano de negócios
MI09 Apresentação do plano de negóciosMI09 Apresentação do plano de negócios
MI09 Apresentação do plano de negóciosauspin
 
MS10 Laboratório Empreendedor
MS10 Laboratório EmpreendedorMS10 Laboratório Empreendedor
MS10 Laboratório Empreendedorauspin
 
Me07 levantamento de requisitos para instalação de ebt em incubadora
Me07 levantamento de requisitos para instalação de ebt em incubadoraMe07 levantamento de requisitos para instalação de ebt em incubadora
Me07 levantamento de requisitos para instalação de ebt em incubadoraauspin
 
ME08 Preparação de documentação -Incubadora
ME08 Preparação de documentação -IncubadoraME08 Preparação de documentação -Incubadora
ME08 Preparação de documentação -Incubadoraauspin
 
ME04 A técnica dos seis chapéus pensantes
ME04 A técnica dos seis chapéus pensantesME04 A técnica dos seis chapéus pensantes
ME04 A técnica dos seis chapéus pensantesauspin
 
MI04 Modelos de negócio
MI04 Modelos de negócioMI04 Modelos de negócio
MI04 Modelos de negócioauspin
 
MS05 Desenvolvimento do produto e do cliente
MS05 Desenvolvimento do produto e do clienteMS05 Desenvolvimento do produto e do cliente
MS05 Desenvolvimento do produto e do clienteauspin
 
ME05 Elaboração do Plano de Trabalho
ME05 Elaboração do Plano de TrabalhoME05 Elaboração do Plano de Trabalho
ME05 Elaboração do Plano de Trabalhoauspin
 

Mais de auspin (20)

Gepit09 orientações e sugestões para a preparação do poster
Gepit09 orientações e sugestões para a preparação do posterGepit09 orientações e sugestões para a preparação do poster
Gepit09 orientações e sugestões para a preparação do poster
 
Quer inovar aprenda a fazer projetos
Quer inovar aprenda a fazer projetosQuer inovar aprenda a fazer projetos
Quer inovar aprenda a fazer projetos
 
Exemplos da Técnica Business Model Generation
Exemplos da Técnica Business Model GenerationExemplos da Técnica Business Model Generation
Exemplos da Técnica Business Model Generation
 
Fundamentos da Técnica Business Model Generation
Fundamentos da Técnica Business Model GenerationFundamentos da Técnica Business Model Generation
Fundamentos da Técnica Business Model Generation
 
Roadmapping Tecnológico - Fundamentos da Técnica
Roadmapping Tecnológico - Fundamentos da TécnicaRoadmapping Tecnológico - Fundamentos da Técnica
Roadmapping Tecnológico - Fundamentos da Técnica
 
Project Model Canvas
Project Model CanvasProject Model Canvas
Project Model Canvas
 
Palestra mitos e verdades
Palestra mitos e verdadesPalestra mitos e verdades
Palestra mitos e verdades
 
Aula 4 prof vanderlei
Aula 4 prof vanderleiAula 4 prof vanderlei
Aula 4 prof vanderlei
 
Trabalho1
Trabalho1Trabalho1
Trabalho1
 
Palestra PI
Palestra PIPalestra PI
Palestra PI
 
Mvi1.3 testemunho de um empresário
Mvi1.3 testemunho de um empresárioMvi1.3 testemunho de um empresário
Mvi1.3 testemunho de um empresário
 
MI10 - A Prática na EBTs
MI10 - A Prática na EBTsMI10 - A Prática na EBTs
MI10 - A Prática na EBTs
 
MI09 Apresentação do plano de negócios
MI09 Apresentação do plano de negóciosMI09 Apresentação do plano de negócios
MI09 Apresentação do plano de negócios
 
MS10 Laboratório Empreendedor
MS10 Laboratório EmpreendedorMS10 Laboratório Empreendedor
MS10 Laboratório Empreendedor
 
Me07 levantamento de requisitos para instalação de ebt em incubadora
Me07 levantamento de requisitos para instalação de ebt em incubadoraMe07 levantamento de requisitos para instalação de ebt em incubadora
Me07 levantamento de requisitos para instalação de ebt em incubadora
 
ME08 Preparação de documentação -Incubadora
ME08 Preparação de documentação -IncubadoraME08 Preparação de documentação -Incubadora
ME08 Preparação de documentação -Incubadora
 
ME04 A técnica dos seis chapéus pensantes
ME04 A técnica dos seis chapéus pensantesME04 A técnica dos seis chapéus pensantes
ME04 A técnica dos seis chapéus pensantes
 
MI04 Modelos de negócio
MI04 Modelos de negócioMI04 Modelos de negócio
MI04 Modelos de negócio
 
MS05 Desenvolvimento do produto e do cliente
MS05 Desenvolvimento do produto e do clienteMS05 Desenvolvimento do produto e do cliente
MS05 Desenvolvimento do produto e do cliente
 
ME05 Elaboração do Plano de Trabalho
ME05 Elaboração do Plano de TrabalhoME05 Elaboração do Plano de Trabalho
ME05 Elaboração do Plano de Trabalho
 

Último

MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfprofesfrancleite
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxSão Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxMartin M Flynn
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)Centro Jacques Delors
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaCentro Jacques Delors
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivararambomarcos
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioWyngDaFelyzitahLamba
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 

Último (20)

MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxSão Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 

A prática do Design Thinking

  • 1. Gerenciamento e Execução de Projetos de Inovação Tecnológica em Empresas - GEPIT AULA PRESENCIAL NO. 3 1 FEVEREIRO DE 2014 JOSÉ ANTONIO LEROSA DE SIQUEIRA, PROF. DR. EPUSP
  • 2. Programação da aula 3 • 9h30 - Orientações sobre todos os trabalhos que os participantes do curso deverão preparar e entregar , pelos professores Siqueira e Perussi - estas orientações serão dadas novamente às 14h. • 10h00 - Leonardo Cordeiro, Gerente de Patentes da Clarke, Modet & Co (Brazil) - Gestão da propriedade intelectual no Brasil - sistema de patente - inovação e proteção fazem a diferença! • 11h30 - Prof. Siqueira - uma aula prática sobre Design Thinking • 14h00 - Repetição das orientações sobre os trabalhos, pelos professores Siqueira e Perussi. • 14h30 - Encerramento.
  • 3. Orientações sobre os trabalhos • Trabalhos com entregas parciais e avaliações parciais • Datas definidas com antecedência • Primeiro trabalho entregue: a capa da biografia • 2 provas com testes, presenciais de 30 minutos – uma na aula 5 (15 de março); outra na aula 8 (31 de maio) • Aula 9 – exposição de posters dos planos de inovação
  • 4. • Trabalho no. 1: Execução e Gerenciamento de um pequeno projeto de inovação • Tema geral: realizar um empreendimento social que aproveite os recursos sociais desta sala e procure gerar algum serviço que instigue os participantes a colaborar na produção de algo: um evento, um documento, um aprendizado validado
  • 5. Empreendimento Social • Definir objetivo do projeto - que efeito conseguimos atingir se criarmos o empreendimento social X? • Planejar todas os experimentos de definição, definir índices de desempenho • Executar os experimentos de definição, monitorarando a execução e acompanhando os índices de desempenho • Registrar aprendizados • Replanejar à medida que se aprende • Submeter um relato da experiência
  • 6. Exemplos de ações de empreendedorismo social • Criar a Corrente GEPIT, página no Facebook para a organização de atividades adicionais entre os participantes do curso • Organizar e fazer acontecer a cerimônia de formatura da turma • Criar grupos de discussão interessantes no AVA com o objetivo de criar sites, que por exemplo busquem divulgar boas práticas em uma determinada área • Organizar e realizar um evento de meio de curso no dia 22 de fevereiro e outro de fim de curso no dia 7 de junho
  • 7. Submissão da proposta do empreendimento – até aula 4 (22 fev) Exemplo: Proposta de Empreendimento Social Título: Site de Bons Hábitos Mentais Fazer um site que cadastre bons hábitos mentais para o desenvolvimento de uma pessoa. INFORMAÇÃO IMPORTANTE: é mais relevante a capacidade de executar do que a criatividade; podem existir diversos sites de bons hábitos mentais, competindo entre si
  • 8. Submissão do plano do empreendimento – até aula 5 (15 de março) – este será o tema da prova escrita 1. Exemplo de estrutura de plano de empreendimento social: • Hipóteses a serem validadas • Experimentos para validar as hipóteses • Resultados esperados • Períodos de realização de cada experimento planejado • Responsabilidades
  • 9. Relatório do Primeiro Passo - até 15 de março O primeiro passo é o início do processo de execução e gerenciamento da execução. Estrutura do relatório Objetivo secundário a ser atingido Ação planejada Resultado esperado Registro da realização da ação Resultado obtido
  • 10. Relatório Final – até aula 7 (10 de maio) Relatório de resultados obtidos: hipóteses validadas, hipóteses abandonadas, lições aprendidas, sugestões para continuidade. Relatórios individuais de cada membro da equipe relatando as atividades e produtos que realizou, as dificuldades encontradas, as surpresas positivas, as lições que aprendeu, durante a execução do projeto de empreendimento social
  • 11. Término da fase de execução do projeto - até 31 de maio de 2014 - Mas nada impede a sua continuidade
  • 12. Keynote Leonardo Cordeiro, Gerente de Patentes da Clarke, Modet & Co (Brazil)
  • 13. • Design thinking – fazendo as perguntas certas • Início: 12:20
  • 14. Métodos para resolução de problemas Método analítico: entenda o problema em detalhes, procure a solução ótima Método sintético: entenda uma solução existente para o problema e tente melhorá-la
  • 15. Resolva o seguinte problema Preencha células do quadriculado de 9 por 9. Não há número mínimo nem número máximo de células a serem preenchidas. O objetivo é preencher o maior número possível de células que sejam aceitas pelas regras secretas, que eliminam algumas, ou até todas, as células que foram preenchidas.
  • 16. Abordagem analítica: método científico de resolução de problemas • Divida o problema em partes menores, de acordo com algum critério rigoroso. • Tente descobrir quais são as regras do jogo, isto é, que condições as células precisam obedecer para que sejam aceitas. • Para tanto, monte experimentos que possam mostrar que determinadas regras sejam as válidas.
  • 17. Abordagem sintética: • Parta de uma solução possível e procure melhorá-la gradualmente.
  • 18. O que é Design?
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 23. d = design como processo Design thinking: partir de uma solução existente e procure criar uma solução melhor
  • 24. Nosso Desafio de Design Como podemos construir competências colaborativas interdisciplinares e criatividade para apoio no gerenciamento e execução de projetos de inovação.
  • 25. • Problem-based learning • É necessário trabalhar no contexto de organização de parcerias • É preciso trabalhar em equipes
  • 26. O processo de design thinking
  • 27. O processo de design thinking passo 1 – entenda o problema
  • 28. • • • • • Escute Não tente bancar o sabichão Não tente adivinhar respostas Não sugira respostas Não se precipite em tirar conclusões; ainda é cedo demais
  • 29. O processo de design thinking passo 2 – observe o problema acontecendo
  • 30. O processo de design thinking passo 3 – defina o(s) ponto(s) de vista importantes
  • 31.
  • 32.
  • 33. O processo de design thinking passo 4 – gere ideias
  • 34. O processo de design thinking passo 5 – produza um protótipo
  • 35. O processo de design thinking passo 6 – teste o protótipo
  • 36. Veja um exemplo de aplicação de design thinking Video de apresentação • The Deep Dive (1999) ABC News
  • 37. Exercício prático de design thinking Em duplas
  • 38. Reinvente a experiência de fazer um curso... para o seu parceiro. EMPATIZE Comece ganhando empatia. Sua missão: 1 Entrevista 2 Vá mais fundo 8 min. (2 sessões x 4 minutos cada) 8 min. (2 sessões x 4 minutos cada) Anotações de sua primeira entrevista Anotações de sua segunda entrevista Troque os papéis e repita a entrevista GEPIT – DESIGN THINKING Troque os papéis e repita a entrevista
  • 39. A entrevista B 4 minutos
  • 40. B entrevista A 4 minutos
  • 41. A entrevista B de novo 4 minutos
  • 42. B entrevista A de novo 4 minutos
  • 43. DEFINE Reformule o problema. 3 Registre descobertas 3 min 4 Defina a declaração do problema 3 min Necessidades: coisas que estão tentando fazer* * use verbos nome Insights: novos aprendizados sobre os sentimentos do seu parceiro/ visão do mundo para levar em conta em seu design* * faça inferências a partir do que escutou precisa achar um jeito de________________________________________. Necessidade do usuário Inesperadamente, em seu mundo, ____________________________________________________________. insights Troque os papéis e repita a entrevista GEPIT – DESIGN THINKING Troque os papéis e repita a entrevista
  • 44. Reformule o problema Registre descobertas 3 min Defina a declaração do problema 3 min
  • 45. IDEATE: gere ideias a serem testadas. 5 Rascunhe 3-5 formas radicais de atender as necessidades do usuário. 5 min _________________________________________________________________________________________________________________________. Escreva acima a sua declaração do problema. 6 Compartilhe suas soluções e capture feedback. GEPIT – DESIGN THINKING
  • 46. Esboce 5 soluções 5 min B fornece feedback para A 4 min A fornece feedback para B 4 min
  • 47. Itere com base no feedback. 7 Reflita e gere uma nova solução. 3 min Esboce sua grande ideia, faça anotações de detalhes se necessário! Troque os papéis e repita a entrevista GEPIT – DESIGN THINKING
  • 48. Revise o seu esboço. 3 min
  • 49. Construa e teste. 8 Construa sua solução. 9 Compartilhe sua solução e obtenha feedback. Faça algo com que o seu parceiro possa interagir! + o que funcionou... - o que pode ser aprimorado... ? perguntas... ! ideias... (não aqui) 10 min GEPIT – AULA 3 – DESIGN THINKING 8 min (duas sessões x 4 min cada)
  • 50. Prototipe: construa sua solução. 10 min B dá a A um feedback a respeito do protótipo. 4min A dá a B um feedback a respeito do protótipo. 4 min
  • 51. LIÇÕES APRENDIDAS – DIGESTÃO Aceitar um desafio Atuar de forma centrada no aspecto humano (human-centered action) Prototipar tudo, o que funciona e o que não funciona • Ser mais colaborativo • Inovação é um esporte de equipe • Ter um viés para a ação • • • •
  • 52. Reflexões • Você dialogou com uma pessoa real, testou um protótipo junto a ela. Como isto mudou a direção que o seu protótipo tomou em seguida?
  • 53. Reflexões • Como você se sentiu mostrando um trabalho ainda inacabado, em progresso, para uma outra pessoa?
  • 54. Reflexões • O que você achou do ritmo do trabalho? • Foi um ritmo rápido, iterativo, cíclico. • O que se pode observar quando comparamos o ritmo do trabalho feito com o ritmo do trabalho usual?
  • 55. Reflexões • Aprenda, sinta pessoalmente quais áreas precisam de mais explorações, itere. • No seu trabalho de hoje, você voltaria à etapa de empatia com o seu parceiro? • Você redefiniria a sua declaração do problema? • Você buscaria idear mais soluções? • Você tentaria montar um protótipo a mais? • Pense por um momento qual seria o próximo passo se você tivesse que iterar tudo de novo desde o início. • Qual seria a atividade que você gostaria de testar amanhã?