O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

210513apresentacaodt 130718220307-phpapp02d

198 visualizações

Publicada em

Sobre DesignThinking

Publicada em: Design
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

210513apresentacaodt 130718220307-phpapp02d

  1. 1. Introdução Design Thinking in a nutshell Inspiração Criação Implementação Fim
  2. 2. Introdução Design Thinking in a nutshell Inspiração Criação Implementação Fim
  3. 3. IxDA é uma rede global dedicada à prática profissional do Design de Interação. Desde 2003 50,000 membros +140 capítulos ao redor do mundo 19 capítulos no Brasil Joinville (+/- 1 ano) • Disseminar conhecimento técnico de Design de Interação • Compartilhar experiências • Promover palestras, workshops e encontros • Fortalecer metodologias e práticas inovadoras • Servir de ponte academia-mercado • Educar • Gerar novos negócios
  4. 4. IxDA é uma rede global dedicada à prática profissional do Design de Interação. Desde 2003 50,000 membros +140 capítulos ao redor do mundo 19 capítulos no Brasil Joinville (+/- 1 ano) • Disseminar conhecimento técnico de Design de Interação • Compartilhar experiências • Promover palestras, workshops e encontros • Fortalecer metodologias e práticas inovadoras • Servir de ponte academia-mercado • Educar • Gerar novos negócios
  5. 5. Introdução Design Thinking in a nutshell Inspiração Criação Implementação Fim
  6. 6. Fuck yeah Post its!
  7. 7. Fuck yeah Fluxogramas!
  8. 8. Fuck yeah bagunça!
  9. 9. Fuck yeah métodos!
  10. 10. Isso é Design Thinking?
  11. 11. Pelo menos não é só isso
  12. 12. O Design Thinking propõe que um novo olhar seja adotado ao se endereçar problemas complexos, um ponto de vista mais empático que permita colocar as pessoas no centro do desenvolvimento de um projeto e gerar resultados que são mais desejáveis para elas, mas que ao mesmo tempo financeiramente interessantes e tecnicamente possíveis de serem transformados em realidade. FONTE: WIKIPEDIA
  13. 13. Rentável para o negócio Tecnicamente possível Desejável para as pessoas FONTE: LIVRO DESIGN THINKING BRASIL
  14. 14. Rentável para o negócio Tecnicamente possível Desejável para as pessoas FUCK YEAH DESIGN THINKING!
  15. 15. Rentável para o negócio Tecnicamente possível
  16. 16. Desejável para as pessoas
  17. 17. 129.864.880 De livros no mundo (2010) FONTE: http://mashable.com/2010/08/05/number-of-books-in-the-world/
  18. 18. 4.500.000 Fotos postadas no flickr todos os dias FONTE: http://bit.ly/10OM0XK
  19. 19. 40.000.000 Fotos postadas no instagram todos os dias FONTE: http://instagram.com/press/
  20. 20. 300.000.000 Fotos postadas no facebook todos os dias FONTE: http://bit.ly/10OM0XK
  21. 21. 72 horas De vídeo postadas a cada minuto no youtube FONTE: http://bit.ly/13A9Jvu
  22. 22. 144,8 bilhões Emails enviados todos os dias FONTE: http://on.mash.to/11Q96DP
  23. 23. 822.240 Sites criados todos os dias FONTE: http://on.mash.to/14GZ18Q
  24. 24. 500.000.000 Tweets por dia FONTE: http://cnet.co/16BXnKB
  25. 25. 4 trilhões De compartilhamentos no facebook por dia FONTE: http://cnet.co/16BXnKB
  26. 26. Existiram cerca de 5 exabites de informação criada desde o ínicio da civilização até 2003. Essa mesma quantidade de informação é criada agora a cada 2 dias. FONTE: http://techcrunch.com/2010/08/04/schmidt-data/ Eric Schimidt
  27. 27. FONTE: http://en.wikipedia.org/wiki/Sturgeon's_Law 90% de tudo é merda! - Sturgeon’s law
  28. 28. Desejável para 7 bilhões de pessoas que tem coisas muito mais legais pra fazer do que clicar no seu banner
  29. 29. É mais fácil você sobreviver a queda de um avião do que clicar em um banner na internet! FONTEhttp://www.digiday.com/publishers/15-alarming-stats-about-banner-ads/ Solve Media
  30. 30. Design como Estética Gráfico Produto Moda Interiores Cabelo Sobrancelha ...
  31. 31. Design Como abordagem Experiências Sistemas Estratégias Intervenções Visões de futuro Serviços Negócios …
  32. 32. Breve linha do tempo 1992 – Wicked Problems in Design Thinking (Richard Buchanan) 1995 – Koln International School of Design. 1º curso de design thinking 1999 – IDEO (Palm V e mouse) afirma a utilização do design thinking como abordagem em seus projetos 2005 – D.School em Stanford 2008 – Havard Business Review publica artigo Design Thinking de Tim Brown 2009 – Change by Design (livro) 2009 – Fast Company, HSM (artigos e matérias) ...
  33. 33. EMPATIAPsicologia. Ação de identificação de um sujeito com outro; quando alguém, através de suas próprias especulações ou sensações, se coloca no lugar de outra pessoa e tenta entendê-la http://www.dicio.com.br/empatia/
  34. 34. Não existe Design Thinking sem um grande esforço de observar, conhecer, entrevistar e compreender as pessoas que você quer servir.
  35. 35. Pesquisa Qualitativa Pesquisa Quantitativa Mostra dados, características, hábitos, etc. de um determinada parcela de um universo para ser projetada estatísticamente para o todo. Busca aprofundar-se em motivações e necessidades não atendidas de um grupo pequeno e heterogêneo afim de ter-se insights sobre determinado assunto
  36. 36. Pesquisa Qualitativa Pesquisa Quantitativa Pouca coisa de muita gente Muita coisa de pouca gente
  37. 37. A pesquisa, o bêbado e o poste
  38. 38. Rentável para o negócio Tecnicamente possível Desejável para as pessoas FUCK YEAH DESIGN THINKING!
  39. 39. Introdução Design Thinking in a nutshell Inspiração Criação Implementação Fim
  40. 40. 1 Inspiration 2 Ideation 3 Implementation IDEO Design Thinking Process
  41. 41. D.School Design Thinking Process Empathize Define Ideate Prototype Test
  42. 42. O Briefing do cliente O Dono da loja enlouqueceu! Sentiu que é hora de inovar no negócio e quer ser referência mundial quando o assunto for: presentear de uma forma única
  43. 43. A sua missão, caso você decida aceitá-la, é: Transformar o briefing do cliente em um desafio estratégico Gerar o maior número de ideias possíveis (e impossíveis) e testar com o público Chegar ao final da missão com 1 Big Idea financeiramente possível, conectada com o negócio e desejável para as pessoas. 1 2 3
  44. 44. A sua missão, caso você decida aceitá-la, é: Transformar o briefing do cliente em um desafio estratégico de design Gerar o maior número de ideias possíveis (e impossíveis) e testar com o público Chegar ao final da missão com 1 Big Idea financeiramente possível, conectada com o negócio e desejável para as pessoas. 1 2 3
  45. 45. Um desafio estratégico: • Frases que tragam um senso de possibilidades • Centrado no público na qual a ação tomará parte. Um desafio humano. • Possibilita encontrar valores escondidos • Faça sentido para todos Let’s get our hands dirty! Exercício em grupo 40 minutos
  46. 46. 1.1 Qual foi o último presente que você deu? Entender parte da experiência que o outro teve ao presentear alguém Método Entrevista empática • Pergunte por quê? • Encorage histórias • Procure pistas não-verbais • Não sugira respostas • Procure inconsistências Exercício em duplas 8 minutos (2 sessões de 4 min) Tome notas Let’s get our hands dirty!
  47. 47. 1.2 Aprofunde-se! Procure sentimentos, histórias, emoções, motivações, etc. Objetivo: Adquirir empatia. Exercício em duplas 8 minutos (2 sessões de 4 min) Tome notas Let’s get our hands dirty!
  48. 48. 1.3 Suas descobertas Autorreflexão sobre as respostas do parceiro. Método POV (pessoa, necessidade, insight) Ex.: FULANO precisa FAZER ALGO para CUMPRIR DETERMINADA TAREFA Exercício individual 3 minutos Utilize verbos para formular sua sentença Let’s get our hands dirty!
  49. 49. 1.4 Qual é o desafio estratégico na sua opinião? Formule uma frase instigante iniciando com verbos (ex. Criar, Definir, Revolucionar, etc) ou com uma pergunta (ex. Como poderíamos...) Exercício individual 4 minutos Let’s get our hands dirty!
  50. 50. 3 GRUPOS Organização
  51. 51. 1.5 Qual é o desafio estratégico eleito pelo grupo Exercício em grupo 10 minutos Let’s get our hands dirty!
  52. 52. A sua missão, caso você decida aceitá-la, é: Transformar o briefing do cliente em um desafio estratégico Gerar o maior número de ideias possíveis (e impossíveis) e testar com o público Chegar ao final da missão com 1 Big Idea financeiramente possível, conectada com o negócio e desejável para as pessoas. 1 2 3
  53. 53. Ideação (Geração de Possibilidades) • Compartilhar em post it com o grupo as histórias mais interessantes extraídas das entrevistas • Organizar as histórias no Método POINT • Geração livre de ideias (Brainstorming) a partir Problemas, Necessidades, Insights e Oportunidades • Iterar 5 ideias com o público Let’s get our hands dirty! Exercício em grupo 50 minutos
  54. 54. 2.1 Compartilhamento de histórias Experiências pessoais também são bem- vindas Exercício em grupo 20 minutos Let’s get our hands dirty!
  55. 55. 2.2 Sessão de Brainstorming POINT Divida as histórias no quadro e começe a gerar possibilidades para cada uma delas. Exercício em grupo 30 minutos Let’s get our hands dirty!
  56. 56. Regras de ouro de um brainstorming 1 Adie o julgamento (NÃO EXISTE IDEIA RUIM!) 2 Estimule idéias radicais 3 Construa sobre as idéias dos outros 4 Mantenha o foco no tópico do brainstorm 5 Seja visual 6 Somente uma conversa por vez 7 Almeje quantidade (+20) Quick tip
  57. 57. 2.3 Iteração Explique as ideias e preste atenção no feedback Método I Like, I Wish, What If Exercício em grupo 10 minutos Let’s get our hands dirty!
  58. 58. A sua missão, caso você decida aceitá-la, é: Transformar o briefing do cliente em um desafio estratégico Gerar o maior número de ideias possíveis (e impossíveis) e testar com o público Chegar ao final da missão com 1 Big Idea financeiramente possível, conectada com o negócio e desejável para as pessoas. 1 2 3
  59. 59. Big Idea • Estruture sua ideia relembrando sempre o desafio estratégico do grupo • Conecte as pontas soltas • Desenhe, seja visual • Pense em um plano de ação Let’s get our hands dirty! Exercício em grupo 10 minutos 5 minutos para cada grupo
  60. 60. Big Idea • Quais são os componentes táticos da experiência proposta (Framework POEMS) • O que será necessário desenvolver para entregar a experiência desenhada? • Que capacidades atuais da empresa poderiam ser aproveitadas? • Quais são os requisitos e custos para desenvolver isto? • Quais são as expertises externas e potenciais parcerias • Qual é a estrategia para desenvolver ou acessar novos recursos Let’s get our hands dirty! Exercício em grupo 10 minutos 5 minutos para cada grupo
  61. 61. Apresentações finais Let’s get our hands dirty! Exercício em grupo 5 minutos para cada grupo
  62. 62. Para saber mais um pouco Livros Change by Design – Tim Brown Design Emocional – Don Norman Design Thinking Brasil – Luis Alt e Tennyson Pinheiro Design Works – Heather Fraser Alguns links www.facebook.com/groups/ixdajlle www.ideo.com http://www.ideo.com/work/human-centered-design-toolkit/ http://www.designthinkingforeducators.com/ http://dschool.stanford.edu/use-our-methods/
  63. 63. Obrigado :) Bruno Duarte Bruno.duarte@d360.cc João Menezes Jmenezes.n@gmail.com Monica Possel mposseldesign@gmail.com

×