SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 52
Transformational
Design Thinking
Aula 10 - Validar
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Pesquisa &
descoberta
Insights e
definições
Ideação Protótipos e
entregas
Vamos agora prototipar!
Aula 10
Validate
Testes com usuários e
pitch.
Construímos
para testar
Prototipamos
para:
1. Comunicar
2. Inspirar
3. Aprender
4. Validar
5. Evoluir
Vale a pena ver de novo:
5 dicas de ouro para uma
boa pesquisa
1. Evite os
vieses
É impossível a
imparcialidade total,
mas tente minimizar
ao máximo.
2. Seja
criterioso
com a
amostra
A pesquisa precisa
ser feita com
pessoas que de fato
tem relação com o
assunto.
3. Uma
pesquisa só
nunca será
suficiente
A pesquisa precisa
ser iterativa, porque
ela não irá descobrir
tudo de uma vez.
4. Não estamos
aqui para
comprovar
nossas
opiniões
Esteja aberto,
inclusive para
descobrir que estava
errado.
5. E por fim,
nunca
pergunte o
que o usuário
quer
Na maior parte das
vezes, as
oportunidades não são
conscientes (e é nosso
trabalho descobri-las).
Tipos de pesquisa
adequados para a
etapa
● Entrevistas
● Focus groups
● Shadowing
● Diário de uso
continuado
Pesquisas
● Testes de uso
Pesquisas
● Analytics
● Testes A/B
● Heatmaps
Pesquisas
O pesquisador
O Jornalista
Entrevistar, perguntar,
conversar, exercitar a
curiosidade.
O cientista
Faz com que os clientes
e usuários participem de
experimentos.
Super Trunfo do Pesquisador
O personificador
“Ser o cliente” e usar os
produtos e serviços.
O antropólogo
Pratica a observação.
Super Trunfo do Pesquisador
O detetive
Investiga dados,
números, informações
secundárias, tudo!
O cocriador
Trabalha e constrói
com seus usuários.
Super Trunfo do Pesquisador
1. Tenha mente de iniciante
2. Ouça mais do que fala
3. Atenha-se mais a fatos que opiniões
4. Pergunte “por que” para saber as
verdadeiras motivações
5. A meta é aprender (e não convencer)
6. Não mencione soluções antes do
tempo
Dicas para os
testes
● 5 costuma ser um número mágico
Após 5 entrevistas, é normal os padrões começarem a
aparecer. Planeje-se para fazer pelo menos 5 entrevistas.
Dicas...
https://www.nngroup.com/articles/why-you-only-need-to-test-with-5-users/
● Testar juntos, aprender juntos
Quanto mais pessoas do time puderem participar dos
testes, melhor. Maior o aprendizado!
● Um vencedor a cada rodada de testes
Após a sessão de testes, o ideal é que seu protótipo seja
um eficiente fracasso ou um sucesso! O importante é o
aprendizado.
Dicas...
1. Planeje-se para as entrevistas e testes
Prepare o local onde as anotações serão reunidas (um quadro
branco com colunas e nomes dos entrevistados, uma planilha,
etc - lembrando que quanto mais visual melhor).
2. Faça anotações durante a entrevista
Pode ser inclusive já em post-its, vai facilitar o trabalho depois.
3. Depois da entrevista, organize as anotações de acordo com
os entrevistados. Se possível, já revise com sua equipe.
Organizando os inputs
1. Um olá amigável
Dê boas vindas amigáveis e explique que estamos procurando por
comentários e sugestões.
2. Perguntas de contexto
Comece a conversa com perguntas simples para quebrar o gelo (pode até
não ter a ver com o assunto) e na sequência comece perguntas sobre o
assunto em teste.
3. Mostre o protótipo
Lembre para a pessoa que nem tudo está funcionando, e que não é a
pessoa que está sendo testada. Peça para a pessoa "pensar alto".
4. Tarefas
Primeiro, observe a pessoa explorando o protótipo por conta própria.
Aponte algo que você quer que ela explore e faça perguntas para
incentivá-la a falar.
5. Fechamento
Faça algumas perguntas para que a pessoa sintetize sua experiência com
o protótipo (o que achou, o que gostou ou não, etc).
Duranteostestes...
● Seja um anfitrião legal!
Durante a entrevista ou teste, lembre-se do conforto do
entrevistado. Use sua linguagem corporal para transmitir uma
mensagem amigável. Sorria!
● Faça perguntas abertas
Pergunte por que, o que, aonde, quando, quem, como. Evite
perguntas com respostas que sejam sim e não ou de múltiplas
alternativas (a intenção é incentivar a pessoa a falar).
● Faça perguntas inacabadas
Não termine suas perguntas, deixe-as sem finalizar, para que a
pessoa se sinta estimulada a falar, como "Esse botão aqui
parece...".
Mantenha-se curioso para ouvir as pessoas!
Duranteostestes...
● O roteiro-guia tem as
atividades e tarefas que
queremos testar.
● Lembrando que ele é um
guia para lembrar dos
pontos importantes e não
uma camisa-de-força.
Prepare o roteiro guia
● Aonde foi o teste
● Com quem foi feito
● O que foi testado
Grave pelo menos o áudio
de todas as seções (se
conseguir vídeo, melhor);
Não esquecer de anotar
● O que as pessoas mais
valorizaram?
● O que deixou as pessoas
mais animadas?
● O que as convenceu sobre
as ideias?
O que deu certo?
● O que falhou?
● Há sugestões de
melhorias?
● O que precisa de
mais investigação?
O que deu errado?
● Aconteceu
algo
inesperado?
O que foi inesperado?
Experience
mapping (ou
mapeando a
experiência)
Momento:
Resumo:
Mapear a
experiência pode
ser uma forma
prática de anotar e
já organizar as
anotações de
campo
Momento:
Resumo:
Momento:
Resumo:
descoberta uso do fogão
1º vista: estranhou ter
apenas uma boca, mas
achou prático para lugares
pequenos
Achou meio perigoso para
frituras!
Procure padrões
No final das entrevistas, analise suas anotações
buscando padrões. Tente identificar o que foi
positivo, negativo, neutro ou inesperado!
No final dos testes...
Analise a relevância
Reveja seus objetivos e hipóteses e compare com
o que você viu nas entrevistas. Em conjunto,
decidir os próximos passos do projeto (o que
precisa ser alterado, o que está correto, o que
precisa de mais investigação, etc).
No final dos testes...
Priorize os feedbacks
O time escolhe os feedbacks que tem maior
relação com os objetivos e escolhem trabalhar
em cima do que pode trazer maior resultado para
o projeto.
No final dos testes...
Uma pesquisa só
não faz verão
Nosso objetivo não é montar um relatório de 50 páginas
sobre o que descobrimos. Nosso objetivo é aprender o
mais rápido possível e voltar para o rascunho.
Incorpore os feedbacks de maior valor ao seu conceito.
Faça mudanças onde as pessoas viram barreiras e
tiveram dificuldades. Enfatize o que foi bem recebido. E
se possível, teste a nova versão. Quanto mais feedbacks
for possível coletar, melhor!
O mais importante é o insight, não o teste em si.
Planeje-se para iterar
Pitch!
Imagine que você entrou
em um elevador com o
Elon Musk e quer vender
sua ideia para ele. Você só
tem alguns segundos
antes de chegar no andar!
A ideia do elevator pitch é
exatamente essa: você
tem pouquíssimo tempo
para vender seu projeto e
precisa usar esse tempo
da melhor forma possível!
● É rápido (menos de 10 min!)
● Consegue transmitir uma boa história (o
storytelling ajuda a vender)
● É focado e preciso: deixa claro objetivos,
explica claramente o que é o produto ou
serviço, o que ele tem de único, quem é o
público, como pretende chegar até ele.
● Tem um plano de negócios.
Um bom elevator pitch
As pesquisas e testes são
argumentos poderosos. Um
vídeo que sintetize, fotos que
comunicam, frases ditas pelas
pessoas, são armas poderosas
para a construção de empatia .
Transforme suas
pesquisas em histórias
Todo o trabalho de
pesquisa, ideação,
prototipação e validação,
pode ser sintetizado em
um elevator pitch que
envolve a perspectiva do
usuário, a visão de
mercado, as ideias com
melhor performance.
Para o (a) _____________________________
que tem _____________________________,
o (a) __________________________________
é um (a) ________________________________
que ___________________________________.
ao contrário do (a) ________________________,
o serviço/produto __________________________.
público-alvo
necessidade do público-alvo
nome do produto
categoria de mercado
benefício principal
concorrente(s)
diferencial oferecido
Discurso de venda
Plano de negócios
Hora de colocar a mão
na massa
Seja
visual
Construa
sobre as
ideias dos
outros
uma
conversa
por vez
Não
julgue
Quantidadeimporta
Encorage
as ideias
malucas
Faça
perguntas,
mesmo as
mais tolas
Mantenha
o foco
Regras de trabalho em grupo
1
Como vamos
validar?
● Que tipo de teste ou
pesquisa queremos usar?
● Com quem vamos testar?
onde vamos encontrar as
pessoas?
10 minutos
2
Preparando o
roteiro
● Vamos construir o roteiro e
fazer os pré-testes.
40 minutos
3
Consolidando
todo o projeto
● Vamos reunir todo o material
trabalhado e consolidar em
uma apresentação que tenha:
○ Persona,
○ Jornada,
○ Canvas de proposta de valor
○ Prototipação
○ Validação
○ Pitch
Pode ser fotos,
vídeos, etc, num ppt
ou prezi, o que a
equipe escolher.
4
Até o próximo
encontro
Vamos à campo testar!
Vamos testar nossas ideias,
anotar os inputs e ver o que
deveríamos fazer: estamos no
caminho certo? Mudanças?
Durante a semana vamos
conversando!
Obrigada!
Produção do material: Luciana Hamamoto Terceiro
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Oficina Design Thinking para Educadores - por Davi Moreno
Oficina Design Thinking para Educadores - por Davi MorenoOficina Design Thinking para Educadores - por Davi Moreno
Oficina Design Thinking para Educadores - por Davi MorenoDavi Moreno
 
Caixa de ferramentas para oficinas de Design Thinking (protótipo - v.0.5) - ANAC
Caixa de ferramentas para oficinas de Design Thinking (protótipo - v.0.5) - ANACCaixa de ferramentas para oficinas de Design Thinking (protótipo - v.0.5) - ANAC
Caixa de ferramentas para oficinas de Design Thinking (protótipo - v.0.5) - ANACRodrigo Narcizo
 
Running Lean em alguns slides
Running Lean em alguns slidesRunning Lean em alguns slides
Running Lean em alguns slidesThiago Paiva
 
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]Alessandro Almeida
 
Lean Startup - Como Validar Ideias de Negocios
Lean Startup - Como Validar Ideias de NegociosLean Startup - Como Validar Ideias de Negocios
Lean Startup - Como Validar Ideias de NegociosUFPA
 
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...Laboratorium
 
Design Sprint - GBG Sorocaba 2017
Design Sprint - GBG Sorocaba 2017Design Sprint - GBG Sorocaba 2017
Design Sprint - GBG Sorocaba 2017Hudson Augusto
 
Como o Design pode mudar a estratégia e o desenvolvimento de produtos
Como o Design pode mudar a estratégia e o desenvolvimento de produtosComo o Design pode mudar a estratégia e o desenvolvimento de produtos
Como o Design pode mudar a estratégia e o desenvolvimento de produtosDEXCONF
 
[palestra] Definindo a estratégia com Design Thinking e Canvas
[palestra] Definindo a estratégia com Design Thinking e Canvas[palestra] Definindo a estratégia com Design Thinking e Canvas
[palestra] Definindo a estratégia com Design Thinking e CanvasAlessandro Almeida
 
Empathy as a way to build a success product
Empathy as a way to build a success product Empathy as a way to build a success product
Empathy as a way to build a success product Jacqueline Yumi Asano
 
Google Design Sprint
Google Design SprintGoogle Design Sprint
Google Design SprintPedro Prá
 
Quebrando o Gelo por Rodrigo Narcizo
Quebrando o Gelo por Rodrigo NarcizoQuebrando o Gelo por Rodrigo Narcizo
Quebrando o Gelo por Rodrigo NarcizoRodrigo Narcizo
 
Lean Startup + Customer Development + Bootstrapping = Desenvolvimento de prod...
Lean Startup + Customer Development + Bootstrapping = Desenvolvimento de prod...Lean Startup + Customer Development + Bootstrapping = Desenvolvimento de prod...
Lean Startup + Customer Development + Bootstrapping = Desenvolvimento de prod...Thiago Faria de Andrade
 
UX Design, Services Design & Design Thinking
UX Design, Services Design & Design ThinkingUX Design, Services Design & Design Thinking
UX Design, Services Design & Design ThinkingMarcelo Negrini
 
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design ThinkingProcesso de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design ThinkingColetivo Mola
 
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para expansão nac...
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para expansão nac...BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para expansão nac...
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para expansão nac...Laboratorium
 

Mais procurados (20)

Oficina Design Thinking para Educadores - por Davi Moreno
Oficina Design Thinking para Educadores - por Davi MorenoOficina Design Thinking para Educadores - por Davi Moreno
Oficina Design Thinking para Educadores - por Davi Moreno
 
Caixa de ferramentas para oficinas de Design Thinking (protótipo - v.0.5) - ANAC
Caixa de ferramentas para oficinas de Design Thinking (protótipo - v.0.5) - ANACCaixa de ferramentas para oficinas de Design Thinking (protótipo - v.0.5) - ANAC
Caixa de ferramentas para oficinas de Design Thinking (protótipo - v.0.5) - ANAC
 
Guia modelagem-negocios
Guia modelagem-negociosGuia modelagem-negocios
Guia modelagem-negocios
 
Running Lean em alguns slides
Running Lean em alguns slidesRunning Lean em alguns slides
Running Lean em alguns slides
 
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]
 
Lean Startup - Como Validar Ideias de Negocios
Lean Startup - Como Validar Ideias de NegociosLean Startup - Como Validar Ideias de Negocios
Lean Startup - Como Validar Ideias de Negocios
 
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para criação de ...
 
Design Sprint - GBG Sorocaba 2017
Design Sprint - GBG Sorocaba 2017Design Sprint - GBG Sorocaba 2017
Design Sprint - GBG Sorocaba 2017
 
Como o Design pode mudar a estratégia e o desenvolvimento de produtos
Como o Design pode mudar a estratégia e o desenvolvimento de produtosComo o Design pode mudar a estratégia e o desenvolvimento de produtos
Como o Design pode mudar a estratégia e o desenvolvimento de produtos
 
[palestra] Definindo a estratégia com Design Thinking e Canvas
[palestra] Definindo a estratégia com Design Thinking e Canvas[palestra] Definindo a estratégia com Design Thinking e Canvas
[palestra] Definindo a estratégia com Design Thinking e Canvas
 
Validação na prática
Validação na práticaValidação na prática
Validação na prática
 
Workshop Design Thinking in Action
Workshop Design Thinking in ActionWorkshop Design Thinking in Action
Workshop Design Thinking in Action
 
Empathy as a way to build a success product
Empathy as a way to build a success product Empathy as a way to build a success product
Empathy as a way to build a success product
 
Google Design Sprint
Google Design SprintGoogle Design Sprint
Google Design Sprint
 
Uxpa out 2016
Uxpa   out 2016Uxpa   out 2016
Uxpa out 2016
 
Quebrando o Gelo por Rodrigo Narcizo
Quebrando o Gelo por Rodrigo NarcizoQuebrando o Gelo por Rodrigo Narcizo
Quebrando o Gelo por Rodrigo Narcizo
 
Lean Startup + Customer Development + Bootstrapping = Desenvolvimento de prod...
Lean Startup + Customer Development + Bootstrapping = Desenvolvimento de prod...Lean Startup + Customer Development + Bootstrapping = Desenvolvimento de prod...
Lean Startup + Customer Development + Bootstrapping = Desenvolvimento de prod...
 
UX Design, Services Design & Design Thinking
UX Design, Services Design & Design ThinkingUX Design, Services Design & Design Thinking
UX Design, Services Design & Design Thinking
 
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design ThinkingProcesso de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
 
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para expansão nac...
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para expansão nac...BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para expansão nac...
BootCamp Design Thinking - Como criar estratégias criativas para expansão nac...
 

Semelhante a Transformational Design Thinking - Aula 10

UI Lab Experience - Como Utilizar a Metodologia Google Design Sprint
UI Lab Experience - Como Utilizar a Metodologia Google Design SprintUI Lab Experience - Como Utilizar a Metodologia Google Design Sprint
UI Lab Experience - Como Utilizar a Metodologia Google Design SprintUI Lab
 
Jundevelopers - Design Sprint
Jundevelopers - Design SprintJundevelopers - Design Sprint
Jundevelopers - Design SprintFernando Barbieri
 
Palestra: Pesquisa com Usuários para Startups
Palestra: Pesquisa com Usuários para StartupsPalestra: Pesquisa com Usuários para Startups
Palestra: Pesquisa com Usuários para StartupsElisa Volpato
 
Hack2B - Design Sprint Workshop
Hack2B - Design Sprint WorkshopHack2B - Design Sprint Workshop
Hack2B - Design Sprint WorkshopAna Paula Batista
 
Empreendedorismo UFMG - Design Sprint
Empreendedorismo UFMG - Design SprintEmpreendedorismo UFMG - Design Sprint
Empreendedorismo UFMG - Design SprintAna Paula Batista
 
O que é e como fazer um Teste de Usabilidade
O que é e como fazer um Teste de UsabilidadeO que é e como fazer um Teste de Usabilidade
O que é e como fazer um Teste de UsabilidadeGustavo Silveira
 
Design sprint workshop techleap
Design sprint workshop techleapDesign sprint workshop techleap
Design sprint workshop techleapNelson Vasconcelos
 
Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências - SEC
Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências  - SEC Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências  - SEC
Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências - SEC Natalia Lion
 
CAPÍTULO 12 - Handbook of Usability Testing” de Rubin e Chsinell
CAPÍTULO 12 - Handbook of Usability Testing” de Rubin e ChsinellCAPÍTULO 12 - Handbook of Usability Testing” de Rubin e Chsinell
CAPÍTULO 12 - Handbook of Usability Testing” de Rubin e ChsinellFernanda Sarmento
 
Workshop - Personas
Workshop - PersonasWorkshop - Personas
Workshop - PersonasVoël
 
Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)
Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)
Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)Mayra de Souza
 
A prática do Design Thinking
A prática do Design ThinkingA prática do Design Thinking
A prática do Design Thinkingauspin
 
Workshop de FacilitAção (Duração 8h)
Workshop de FacilitAção (Duração 8h)Workshop de FacilitAção (Duração 8h)
Workshop de FacilitAção (Duração 8h)Mayra de Souza
 
Entrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvo
Entrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvoEntrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvo
Entrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvoPriscila Machado
 
Cap. 10 debriefing
Cap. 10   debriefingCap. 10   debriefing
Cap. 10 debriefingLuiz Agner
 
Design Thinking Workshop
Design Thinking WorkshopDesign Thinking Workshop
Design Thinking WorkshopÂndlei Lisboa
 
Design Thinking para Inovação (Criativa)_rev.pdf
Design Thinking para Inovação (Criativa)_rev.pdfDesign Thinking para Inovação (Criativa)_rev.pdf
Design Thinking para Inovação (Criativa)_rev.pdfMarioMinami3
 
sensedia - Design Sprint
sensedia - Design Sprint sensedia - Design Sprint
sensedia - Design Sprint melidevelopers
 

Semelhante a Transformational Design Thinking - Aula 10 (20)

UI Lab Experience - Como Utilizar a Metodologia Google Design Sprint
UI Lab Experience - Como Utilizar a Metodologia Google Design SprintUI Lab Experience - Como Utilizar a Metodologia Google Design Sprint
UI Lab Experience - Como Utilizar a Metodologia Google Design Sprint
 
Jundevelopers - Design Sprint
Jundevelopers - Design SprintJundevelopers - Design Sprint
Jundevelopers - Design Sprint
 
Design Centrado no Ser Humano
Design Centrado no Ser HumanoDesign Centrado no Ser Humano
Design Centrado no Ser Humano
 
Palestra: Pesquisa com Usuários para Startups
Palestra: Pesquisa com Usuários para StartupsPalestra: Pesquisa com Usuários para Startups
Palestra: Pesquisa com Usuários para Startups
 
Hack2B - Design Sprint Workshop
Hack2B - Design Sprint WorkshopHack2B - Design Sprint Workshop
Hack2B - Design Sprint Workshop
 
Empreendedorismo UFMG - Design Sprint
Empreendedorismo UFMG - Design SprintEmpreendedorismo UFMG - Design Sprint
Empreendedorismo UFMG - Design Sprint
 
O que é e como fazer um Teste de Usabilidade
O que é e como fazer um Teste de UsabilidadeO que é e como fazer um Teste de Usabilidade
O que é e como fazer um Teste de Usabilidade
 
Design sprint workshop techleap
Design sprint workshop techleapDesign sprint workshop techleap
Design sprint workshop techleap
 
Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências - SEC
Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências  - SEC Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências  - SEC
Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências - SEC
 
CAPÍTULO 12 - Handbook of Usability Testing” de Rubin e Chsinell
CAPÍTULO 12 - Handbook of Usability Testing” de Rubin e ChsinellCAPÍTULO 12 - Handbook of Usability Testing” de Rubin e Chsinell
CAPÍTULO 12 - Handbook of Usability Testing” de Rubin e Chsinell
 
Workshop - Personas
Workshop - PersonasWorkshop - Personas
Workshop - Personas
 
Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)
Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)
Workshop FacilitAção (Adaptado para 4h)
 
A prática do Design Thinking
A prática do Design ThinkingA prática do Design Thinking
A prática do Design Thinking
 
Workshop de FacilitAção (Duração 8h)
Workshop de FacilitAção (Duração 8h)Workshop de FacilitAção (Duração 8h)
Workshop de FacilitAção (Duração 8h)
 
Workshop de Surveys
Workshop de SurveysWorkshop de Surveys
Workshop de Surveys
 
Entrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvo
Entrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvoEntrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvo
Entrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvo
 
Cap. 10 debriefing
Cap. 10   debriefingCap. 10   debriefing
Cap. 10 debriefing
 
Design Thinking Workshop
Design Thinking WorkshopDesign Thinking Workshop
Design Thinking Workshop
 
Design Thinking para Inovação (Criativa)_rev.pdf
Design Thinking para Inovação (Criativa)_rev.pdfDesign Thinking para Inovação (Criativa)_rev.pdf
Design Thinking para Inovação (Criativa)_rev.pdf
 
sensedia - Design Sprint
sensedia - Design Sprint sensedia - Design Sprint
sensedia - Design Sprint
 

Mais de Lu Terceiro

Lote - A friend for parents and children
Lote - A friend for parents and childrenLote - A friend for parents and children
Lote - A friend for parents and childrenLu Terceiro
 
UOL HOST: Diplomacy for a good experience
UOL HOST:  Diplomacy for a good experience UOL HOST:  Diplomacy for a good experience
UOL HOST: Diplomacy for a good experience Lu Terceiro
 
UP[W]IT - Projeto Deevas da Tecnologia - TDC4Women - The Developer's Conferen...
UP[W]IT - Projeto Deevas da Tecnologia - TDC4Women - The Developer's Conferen...UP[W]IT - Projeto Deevas da Tecnologia - TDC4Women - The Developer's Conferen...
UP[W]IT - Projeto Deevas da Tecnologia - TDC4Women - The Developer's Conferen...Lu Terceiro
 
Inspetor Bugiganga - pesquisas criativas para desenvolvimento ágil
Inspetor Bugiganga - pesquisas criativas para desenvolvimento ágilInspetor Bugiganga - pesquisas criativas para desenvolvimento ágil
Inspetor Bugiganga - pesquisas criativas para desenvolvimento ágilLu Terceiro
 
Design Thinking como potencializador do empreendedorismo
Design Thinking como potencializador do empreendedorismoDesign Thinking como potencializador do empreendedorismo
Design Thinking como potencializador do empreendedorismoLu Terceiro
 
Design como potencializar do empreendedorismo - WIAD 2016
Design como potencializar do empreendedorismo - WIAD 2016Design como potencializar do empreendedorismo - WIAD 2016
Design como potencializar do empreendedorismo - WIAD 2016Lu Terceiro
 
IxDA - Assembléia & Planejamento 2016
IxDA - Assembléia & Planejamento 2016IxDA - Assembléia & Planejamento 2016
IxDA - Assembléia & Planejamento 2016Lu Terceiro
 
Design Thinking para Startups #4
Design Thinking para Startups #4Design Thinking para Startups #4
Design Thinking para Startups #4Lu Terceiro
 
Iux para deficientes visuais - UX Day Itaú - Cubo
Iux para deficientes visuais - UX Day Itaú - CuboIux para deficientes visuais - UX Day Itaú - Cubo
Iux para deficientes visuais - UX Day Itaú - CuboLu Terceiro
 
Campus Party 2013 - Como mimar seus usuários (e fazer com que falem bem de você)
Campus Party 2013 - Como mimar seus usuários (e fazer com que falem bem de você)Campus Party 2013 - Como mimar seus usuários (e fazer com que falem bem de você)
Campus Party 2013 - Como mimar seus usuários (e fazer com que falem bem de você)Lu Terceiro
 
WIAD 2013 - De detetive a arquiteto da informação
WIAD 2013 - De detetive a arquiteto da informaçãoWIAD 2013 - De detetive a arquiteto da informação
WIAD 2013 - De detetive a arquiteto da informaçãoLu Terceiro
 
UOL Mackenzie Day 2013
UOL Mackenzie Day 2013UOL Mackenzie Day 2013
UOL Mackenzie Day 2013Lu Terceiro
 
Fiquei tanto tempo programando mas ninguém usa, e agora?
Fiquei tanto tempo programando mas ninguém usa, e agora?Fiquei tanto tempo programando mas ninguém usa, e agora?
Fiquei tanto tempo programando mas ninguém usa, e agora?Lu Terceiro
 
Além das telas: UX em dispositivos móveis
Além das telas: UX em dispositivos móveisAlém das telas: UX em dispositivos móveis
Além das telas: UX em dispositivos móveisLu Terceiro
 
Ferramentas Blogs
Ferramentas BlogsFerramentas Blogs
Ferramentas BlogsLu Terceiro
 

Mais de Lu Terceiro (15)

Lote - A friend for parents and children
Lote - A friend for parents and childrenLote - A friend for parents and children
Lote - A friend for parents and children
 
UOL HOST: Diplomacy for a good experience
UOL HOST:  Diplomacy for a good experience UOL HOST:  Diplomacy for a good experience
UOL HOST: Diplomacy for a good experience
 
UP[W]IT - Projeto Deevas da Tecnologia - TDC4Women - The Developer's Conferen...
UP[W]IT - Projeto Deevas da Tecnologia - TDC4Women - The Developer's Conferen...UP[W]IT - Projeto Deevas da Tecnologia - TDC4Women - The Developer's Conferen...
UP[W]IT - Projeto Deevas da Tecnologia - TDC4Women - The Developer's Conferen...
 
Inspetor Bugiganga - pesquisas criativas para desenvolvimento ágil
Inspetor Bugiganga - pesquisas criativas para desenvolvimento ágilInspetor Bugiganga - pesquisas criativas para desenvolvimento ágil
Inspetor Bugiganga - pesquisas criativas para desenvolvimento ágil
 
Design Thinking como potencializador do empreendedorismo
Design Thinking como potencializador do empreendedorismoDesign Thinking como potencializador do empreendedorismo
Design Thinking como potencializador do empreendedorismo
 
Design como potencializar do empreendedorismo - WIAD 2016
Design como potencializar do empreendedorismo - WIAD 2016Design como potencializar do empreendedorismo - WIAD 2016
Design como potencializar do empreendedorismo - WIAD 2016
 
IxDA - Assembléia & Planejamento 2016
IxDA - Assembléia & Planejamento 2016IxDA - Assembléia & Planejamento 2016
IxDA - Assembléia & Planejamento 2016
 
Design Thinking para Startups #4
Design Thinking para Startups #4Design Thinking para Startups #4
Design Thinking para Startups #4
 
Iux para deficientes visuais - UX Day Itaú - Cubo
Iux para deficientes visuais - UX Day Itaú - CuboIux para deficientes visuais - UX Day Itaú - Cubo
Iux para deficientes visuais - UX Day Itaú - Cubo
 
Campus Party 2013 - Como mimar seus usuários (e fazer com que falem bem de você)
Campus Party 2013 - Como mimar seus usuários (e fazer com que falem bem de você)Campus Party 2013 - Como mimar seus usuários (e fazer com que falem bem de você)
Campus Party 2013 - Como mimar seus usuários (e fazer com que falem bem de você)
 
WIAD 2013 - De detetive a arquiteto da informação
WIAD 2013 - De detetive a arquiteto da informaçãoWIAD 2013 - De detetive a arquiteto da informação
WIAD 2013 - De detetive a arquiteto da informação
 
UOL Mackenzie Day 2013
UOL Mackenzie Day 2013UOL Mackenzie Day 2013
UOL Mackenzie Day 2013
 
Fiquei tanto tempo programando mas ninguém usa, e agora?
Fiquei tanto tempo programando mas ninguém usa, e agora?Fiquei tanto tempo programando mas ninguém usa, e agora?
Fiquei tanto tempo programando mas ninguém usa, e agora?
 
Além das telas: UX em dispositivos móveis
Além das telas: UX em dispositivos móveisAlém das telas: UX em dispositivos móveis
Além das telas: UX em dispositivos móveis
 
Ferramentas Blogs
Ferramentas BlogsFerramentas Blogs
Ferramentas Blogs
 

Transformational Design Thinking - Aula 10

  • 1. Transformational Design Thinking Aula 10 - Validar Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
  • 2. Pesquisa & descoberta Insights e definições Ideação Protótipos e entregas Vamos agora prototipar! Aula 10 Validate Testes com usuários e pitch.
  • 4. Prototipamos para: 1. Comunicar 2. Inspirar 3. Aprender 4. Validar 5. Evoluir
  • 5. Vale a pena ver de novo: 5 dicas de ouro para uma boa pesquisa
  • 6. 1. Evite os vieses É impossível a imparcialidade total, mas tente minimizar ao máximo.
  • 7. 2. Seja criterioso com a amostra A pesquisa precisa ser feita com pessoas que de fato tem relação com o assunto.
  • 8. 3. Uma pesquisa só nunca será suficiente A pesquisa precisa ser iterativa, porque ela não irá descobrir tudo de uma vez.
  • 9. 4. Não estamos aqui para comprovar nossas opiniões Esteja aberto, inclusive para descobrir que estava errado.
  • 10. 5. E por fim, nunca pergunte o que o usuário quer Na maior parte das vezes, as oportunidades não são conscientes (e é nosso trabalho descobri-las).
  • 12. ● Entrevistas ● Focus groups ● Shadowing ● Diário de uso continuado Pesquisas
  • 13. ● Testes de uso Pesquisas
  • 14. ● Analytics ● Testes A/B ● Heatmaps Pesquisas
  • 16. O Jornalista Entrevistar, perguntar, conversar, exercitar a curiosidade. O cientista Faz com que os clientes e usuários participem de experimentos. Super Trunfo do Pesquisador
  • 17. O personificador “Ser o cliente” e usar os produtos e serviços. O antropólogo Pratica a observação. Super Trunfo do Pesquisador
  • 18. O detetive Investiga dados, números, informações secundárias, tudo! O cocriador Trabalha e constrói com seus usuários. Super Trunfo do Pesquisador
  • 19. 1. Tenha mente de iniciante 2. Ouça mais do que fala 3. Atenha-se mais a fatos que opiniões 4. Pergunte “por que” para saber as verdadeiras motivações 5. A meta é aprender (e não convencer) 6. Não mencione soluções antes do tempo
  • 21. ● 5 costuma ser um número mágico Após 5 entrevistas, é normal os padrões começarem a aparecer. Planeje-se para fazer pelo menos 5 entrevistas. Dicas... https://www.nngroup.com/articles/why-you-only-need-to-test-with-5-users/
  • 22. ● Testar juntos, aprender juntos Quanto mais pessoas do time puderem participar dos testes, melhor. Maior o aprendizado! ● Um vencedor a cada rodada de testes Após a sessão de testes, o ideal é que seu protótipo seja um eficiente fracasso ou um sucesso! O importante é o aprendizado. Dicas...
  • 23. 1. Planeje-se para as entrevistas e testes Prepare o local onde as anotações serão reunidas (um quadro branco com colunas e nomes dos entrevistados, uma planilha, etc - lembrando que quanto mais visual melhor). 2. Faça anotações durante a entrevista Pode ser inclusive já em post-its, vai facilitar o trabalho depois. 3. Depois da entrevista, organize as anotações de acordo com os entrevistados. Se possível, já revise com sua equipe. Organizando os inputs
  • 24. 1. Um olá amigável Dê boas vindas amigáveis e explique que estamos procurando por comentários e sugestões. 2. Perguntas de contexto Comece a conversa com perguntas simples para quebrar o gelo (pode até não ter a ver com o assunto) e na sequência comece perguntas sobre o assunto em teste. 3. Mostre o protótipo Lembre para a pessoa que nem tudo está funcionando, e que não é a pessoa que está sendo testada. Peça para a pessoa "pensar alto". 4. Tarefas Primeiro, observe a pessoa explorando o protótipo por conta própria. Aponte algo que você quer que ela explore e faça perguntas para incentivá-la a falar. 5. Fechamento Faça algumas perguntas para que a pessoa sintetize sua experiência com o protótipo (o que achou, o que gostou ou não, etc). Duranteostestes...
  • 25. ● Seja um anfitrião legal! Durante a entrevista ou teste, lembre-se do conforto do entrevistado. Use sua linguagem corporal para transmitir uma mensagem amigável. Sorria! ● Faça perguntas abertas Pergunte por que, o que, aonde, quando, quem, como. Evite perguntas com respostas que sejam sim e não ou de múltiplas alternativas (a intenção é incentivar a pessoa a falar). ● Faça perguntas inacabadas Não termine suas perguntas, deixe-as sem finalizar, para que a pessoa se sinta estimulada a falar, como "Esse botão aqui parece...". Mantenha-se curioso para ouvir as pessoas! Duranteostestes...
  • 26. ● O roteiro-guia tem as atividades e tarefas que queremos testar. ● Lembrando que ele é um guia para lembrar dos pontos importantes e não uma camisa-de-força. Prepare o roteiro guia
  • 27. ● Aonde foi o teste ● Com quem foi feito ● O que foi testado Grave pelo menos o áudio de todas as seções (se conseguir vídeo, melhor); Não esquecer de anotar
  • 28. ● O que as pessoas mais valorizaram? ● O que deixou as pessoas mais animadas? ● O que as convenceu sobre as ideias? O que deu certo?
  • 29. ● O que falhou? ● Há sugestões de melhorias? ● O que precisa de mais investigação? O que deu errado?
  • 32. Momento: Resumo: Mapear a experiência pode ser uma forma prática de anotar e já organizar as anotações de campo
  • 33. Momento: Resumo: Momento: Resumo: descoberta uso do fogão 1º vista: estranhou ter apenas uma boca, mas achou prático para lugares pequenos Achou meio perigoso para frituras!
  • 34. Procure padrões No final das entrevistas, analise suas anotações buscando padrões. Tente identificar o que foi positivo, negativo, neutro ou inesperado! No final dos testes...
  • 35. Analise a relevância Reveja seus objetivos e hipóteses e compare com o que você viu nas entrevistas. Em conjunto, decidir os próximos passos do projeto (o que precisa ser alterado, o que está correto, o que precisa de mais investigação, etc). No final dos testes...
  • 36. Priorize os feedbacks O time escolhe os feedbacks que tem maior relação com os objetivos e escolhem trabalhar em cima do que pode trazer maior resultado para o projeto. No final dos testes...
  • 37. Uma pesquisa só não faz verão
  • 38. Nosso objetivo não é montar um relatório de 50 páginas sobre o que descobrimos. Nosso objetivo é aprender o mais rápido possível e voltar para o rascunho. Incorpore os feedbacks de maior valor ao seu conceito. Faça mudanças onde as pessoas viram barreiras e tiveram dificuldades. Enfatize o que foi bem recebido. E se possível, teste a nova versão. Quanto mais feedbacks for possível coletar, melhor! O mais importante é o insight, não o teste em si. Planeje-se para iterar
  • 40. Imagine que você entrou em um elevador com o Elon Musk e quer vender sua ideia para ele. Você só tem alguns segundos antes de chegar no andar! A ideia do elevator pitch é exatamente essa: você tem pouquíssimo tempo para vender seu projeto e precisa usar esse tempo da melhor forma possível!
  • 41. ● É rápido (menos de 10 min!) ● Consegue transmitir uma boa história (o storytelling ajuda a vender) ● É focado e preciso: deixa claro objetivos, explica claramente o que é o produto ou serviço, o que ele tem de único, quem é o público, como pretende chegar até ele. ● Tem um plano de negócios. Um bom elevator pitch
  • 42. As pesquisas e testes são argumentos poderosos. Um vídeo que sintetize, fotos que comunicam, frases ditas pelas pessoas, são armas poderosas para a construção de empatia . Transforme suas pesquisas em histórias
  • 43. Todo o trabalho de pesquisa, ideação, prototipação e validação, pode ser sintetizado em um elevator pitch que envolve a perspectiva do usuário, a visão de mercado, as ideias com melhor performance.
  • 44. Para o (a) _____________________________ que tem _____________________________, o (a) __________________________________ é um (a) ________________________________ que ___________________________________. ao contrário do (a) ________________________, o serviço/produto __________________________. público-alvo necessidade do público-alvo nome do produto categoria de mercado benefício principal concorrente(s) diferencial oferecido Discurso de venda
  • 46. Hora de colocar a mão na massa
  • 47. Seja visual Construa sobre as ideias dos outros uma conversa por vez Não julgue Quantidadeimporta Encorage as ideias malucas Faça perguntas, mesmo as mais tolas Mantenha o foco Regras de trabalho em grupo
  • 48. 1 Como vamos validar? ● Que tipo de teste ou pesquisa queremos usar? ● Com quem vamos testar? onde vamos encontrar as pessoas? 10 minutos
  • 49. 2 Preparando o roteiro ● Vamos construir o roteiro e fazer os pré-testes. 40 minutos
  • 50. 3 Consolidando todo o projeto ● Vamos reunir todo o material trabalhado e consolidar em uma apresentação que tenha: ○ Persona, ○ Jornada, ○ Canvas de proposta de valor ○ Prototipação ○ Validação ○ Pitch Pode ser fotos, vídeos, etc, num ppt ou prezi, o que a equipe escolher.
  • 51. 4 Até o próximo encontro Vamos à campo testar! Vamos testar nossas ideias, anotar os inputs e ver o que deveríamos fazer: estamos no caminho certo? Mudanças? Durante a semana vamos conversando!
  • 52. Obrigada! Produção do material: Luciana Hamamoto Terceiro Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.