SlideShare uma empresa Scribd logo
Política Nacional de Mobilidade Urbana ePolítica Nacional de Mobilidade Urbana e
o Transporte Ativoo Transporte Ativo
Brasília - DF
23 de Setembro de 2016
Ministério das Cidades
SeMOB - Secretaria Nacional de Transportes e da Mobilidade Urbana
Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012
Lei nº 12.587, em 3 de janeiro de 2012, instituiu princípios,
diretrizes e objetivos da Política Nacional de Mobilidade Urbana.
Orienta e traz instrumentos para melhorar as condições
de mobilidade nas cidades brasileiras.
Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012
A Lei prioriza:A Lei prioriza:
 Transporte público coletivo sobre individual motorizado;
 Não-motorizados sobre motorizados.
Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012
Hierarquia segundo a Política Nacional de Mobilidade Urbana:Hierarquia segundo a Política Nacional de Mobilidade Urbana:
1. Pedestres
2. Ciclistas
3. Transporte público coletivo
4. Transporte de carga
5. Automóveis particulares
Fonte: ITDP (modificada)
– Congestionamentos;
– Problemas ambientais;
– Acidentes, muitas vezes fatais.
Transporte individual motorizadoTransporte individual motorizado
– Grande ocupação dos espaços
públicos, entre vias e
estacionamentos;
– Diminuição da qualidade de
vida nas cidades.
Brasília - EPTG
Brasília – Via S2
Esses problemas acontecem apenas no Brasil?
Jacarta - Indonésia
Fonte: Ministry of Urban Development da Índia
Nova Déli - Índia
Fonte: Ministry of Urban Development da Índia
Como incentivar o transporte ativo?
Tóquio - Japão
Santos - SP Barcelona - Espanha
AcessibilidadeAcessibilidade
Infraestrutura para pedestresInfraestrutura para pedestres
• Calçadas
• Iluminação
• Travessias
• Áreas verdes
Tóquio - Japão
Praça Mauá – Rio de Janeiro
• Infraestrutura:
Ciclovias, ciclofaixas, bicicletários;
• Serviços: Bicicletas públicas;
• Sinalização.
Infraestrutura para bicicletasInfraestrutura para bicicletas
Brasília - DF
Brasília - DF Rio de Janeiro - RJ São Paulo - SP
Integração entre os modos de transporteIntegração entre os modos de transporte
Planejamento e visão de futuroPlanejamento e visão de futuro
Planejar a mobilidade urbana sustentável é planejar o futuro
da cidade colocando as pessoas no centro das atenções
Nova York – Estados Unidos
Fonte: A bicicleta e as cidades. 2ª Ed. São Paulo: IEMA, 2010.
O Plano de Mobilidade Urbana deve ter foco no transporte coletivo e no
planejamento da infraestrutura urbana destinada aos deslocamentos a
pé e por bicicleta.
Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012
Planos de Mobilidade UrbanaPlanos de Mobilidade Urbana
Levantamento conduzido pela SNTMU identificou que 171 municípios (8% dos
respondentes) declararam possuir o Plano de Mobilidade Urbana elaborado,
correspondentes a 23% da população brasileira.
A pesquisa também mostra que 650 municípios (31% dos respondentes)
declararam possuir Plano de Mobilidade Urbana ou estar em processo de
elaboração do mesmo. Esses municípios representam 54% da população de
todo o país.
Cadernos de ReferênciaCadernos de Referência
Elaboração, publicação e distribuição de materiais didático pedagógicos e de cunho
técnico-científico voltados à capacitação de agentes públicos e de conscientização social
sobre a Política Nacional de Mobilidade Urbana e desenvolvimento sustentável.
PublicaçõesPublicações
Caderno de Referência para Elaboração dos
Planos de Mobilidade Urbana (2015)
Disponível em:
http://www.cidades.gov.br/images/stories/ArquivosSE/planmob.pdf
Caderno de Referência para Elaboração de Plano
de Mobilidade por Bicicleta nas Cidades (2007)
Disponível em:
http://www.cidades.gov.br/images/stories/Arqu
ivosSEMOB/Biblioteca/LivroBicicletaBrasil.pdf
Cartilha do Ciclista (2015)
Disponível em:
http://www.cidades.gov.br/images/stories/Arq
uivosCidades/ArquivosPDF/Publicacoes/cartilh
aciclista.pdf
PublicaçõesPublicações
• Manual Cicloviário – DENATRAN/CONTRAN
• No Programa “Mobilidade Urbana de Baixo Carbono”:
- Caderno Técnico de Referência para Mobilidade a pé
- Caderno Técnico de Referência para Mobilidade por bicicleta
Publicações (em desenvolvimento)Publicações (em desenvolvimento)
• Implantação de Ciclovia de Referência, em Fortaleza/CE
• Estratégia de mobilidade a pé, em Brasília/DF
Estratégias (em desenvolvimento)Estratégias (em desenvolvimento)
Obrigado
(61) 2108 -1589
mobilidadeurbana@cidades.gov.br
Ministério das Cidades
SeMOB - Secretaria Nacional de Transportes e da Mobilidade Urbana

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Penjelasan Teknis Penajaman Dokumen SIAP (SLUM IMPROVEMENT ACTION PLAN)
Penjelasan Teknis Penajaman Dokumen SIAP (SLUM IMPROVEMENT ACTION PLAN)Penjelasan Teknis Penajaman Dokumen SIAP (SLUM IMPROVEMENT ACTION PLAN)
Penjelasan Teknis Penajaman Dokumen SIAP (SLUM IMPROVEMENT ACTION PLAN)
Bagus ardian
 
Iskandar malaysia
Iskandar malaysiaIskandar malaysia
Iskandar malaysia
CP Ong Steve
 
National Urban Transport Policy
National Urban Transport PolicyNational Urban Transport Policy
National Urban Transport Policy
MeenuSajeev
 
Model Perda Pengendalian Kawasan Kumuh
Model Perda Pengendalian Kawasan KumuhModel Perda Pengendalian Kawasan Kumuh
Model Perda Pengendalian Kawasan Kumuh
Bagus ardian
 
Mobility and City Streets: Bus Karo by Amit Bhatt
Mobility and City Streets: Bus Karo by Amit BhattMobility and City Streets: Bus Karo by Amit Bhatt
Mobility and City Streets: Bus Karo by Amit Bhatt
WRI Ross Center for Sustainable Cities
 
Kota-Kota Berkelanjutan
Kota-Kota BerkelanjutanKota-Kota Berkelanjutan
Kota-Kota Berkelanjutan
ushfia
 
Urban transport - Kolkata
Urban transport - KolkataUrban transport - Kolkata
Urban transport - Kolkata
Surajit Bhattacharya
 
Study on Paratransit in Chennai
Study on Paratransit in ChennaiStudy on Paratransit in Chennai
Study on Paratransit in Chennai
Centre for Public Policy Research
 
Critical review insights debate about urban decline urban regeneration
Critical review insights debate about urban decline  urban regenerationCritical review insights debate about urban decline  urban regeneration
Critical review insights debate about urban decline urban regeneration
bramantiyo marjuki
 
Presentasi RTBL dalam rangka penanganan kumuh permukiman
Presentasi RTBL dalam rangka penanganan kumuh permukimanPresentasi RTBL dalam rangka penanganan kumuh permukiman
Presentasi RTBL dalam rangka penanganan kumuh permukiman
Bagus ardian
 
Pedoman Penyusunan Rencana Detail Tata Ruang dan Peraturan Zonasi Kabupaten/K...
Pedoman Penyusunan Rencana Detail Tata Ruang dan Peraturan Zonasi Kabupaten/K...Pedoman Penyusunan Rencana Detail Tata Ruang dan Peraturan Zonasi Kabupaten/K...
Pedoman Penyusunan Rencana Detail Tata Ruang dan Peraturan Zonasi Kabupaten/K...
Penataan Ruang
 
Déplacements sur les écoquartiers : enjeux et exemples
Déplacements sur les écoquartiers : enjeux et exemplesDéplacements sur les écoquartiers : enjeux et exemples
Déplacements sur les écoquartiers : enjeux et exemples
idealconnaissances
 
#Bpd dan kelembagaan andyka
#Bpd dan kelembagaan andyka#Bpd dan kelembagaan andyka
#Bpd dan kelembagaan andyka
Adelfios Andyka Fatra
 
Zona Protectora de Maracaibo
Zona Protectora de MaracaiboZona Protectora de Maracaibo
Zona Protectora de Maracaibo
Ricardo Cuberos Mejía
 
India Smart Cities and Urban Transport
India Smart Cities and Urban TransportIndia Smart Cities and Urban Transport
India Smart Cities and Urban Transport
WRI Ross Center for Sustainable Cities
 
Cours n 05: la planification urbaine durable
Cours n 05: la planification urbaine durableCours n 05: la planification urbaine durable
Cours n 05: la planification urbaine durable
Archi Guelma
 
Perkembangan Penyediaan Prasarana dan Sarana Dasar Permukiman dan Penanganan ...
Perkembangan Penyediaan Prasarana dan Sarana Dasar Permukiman dan Penanganan ...Perkembangan Penyediaan Prasarana dan Sarana Dasar Permukiman dan Penanganan ...
Perkembangan Penyediaan Prasarana dan Sarana Dasar Permukiman dan Penanganan ...
Oswar Mungkasa
 
Posisi rencana induk dan rencana detail kspn
Posisi rencana induk dan rencana detail kspnPosisi rencana induk dan rencana detail kspn
Posisi rencana induk dan rencana detail kspn
Fitri Indra Wardhono
 
Forum PKP.pptx
Forum PKP.pptxForum PKP.pptx
Forum PKP.pptx
Amuhammadirvanperkim1
 
Bahan Sosialisasi PMK Pengelolaan Dana Desa Tahun 2023-share (1).pdf
Bahan Sosialisasi PMK Pengelolaan Dana Desa Tahun 2023-share (1).pdfBahan Sosialisasi PMK Pengelolaan Dana Desa Tahun 2023-share (1).pdf
Bahan Sosialisasi PMK Pengelolaan Dana Desa Tahun 2023-share (1).pdf
desakulonprogo
 

Mais procurados (20)

Penjelasan Teknis Penajaman Dokumen SIAP (SLUM IMPROVEMENT ACTION PLAN)
Penjelasan Teknis Penajaman Dokumen SIAP (SLUM IMPROVEMENT ACTION PLAN)Penjelasan Teknis Penajaman Dokumen SIAP (SLUM IMPROVEMENT ACTION PLAN)
Penjelasan Teknis Penajaman Dokumen SIAP (SLUM IMPROVEMENT ACTION PLAN)
 
Iskandar malaysia
Iskandar malaysiaIskandar malaysia
Iskandar malaysia
 
National Urban Transport Policy
National Urban Transport PolicyNational Urban Transport Policy
National Urban Transport Policy
 
Model Perda Pengendalian Kawasan Kumuh
Model Perda Pengendalian Kawasan KumuhModel Perda Pengendalian Kawasan Kumuh
Model Perda Pengendalian Kawasan Kumuh
 
Mobility and City Streets: Bus Karo by Amit Bhatt
Mobility and City Streets: Bus Karo by Amit BhattMobility and City Streets: Bus Karo by Amit Bhatt
Mobility and City Streets: Bus Karo by Amit Bhatt
 
Kota-Kota Berkelanjutan
Kota-Kota BerkelanjutanKota-Kota Berkelanjutan
Kota-Kota Berkelanjutan
 
Urban transport - Kolkata
Urban transport - KolkataUrban transport - Kolkata
Urban transport - Kolkata
 
Study on Paratransit in Chennai
Study on Paratransit in ChennaiStudy on Paratransit in Chennai
Study on Paratransit in Chennai
 
Critical review insights debate about urban decline urban regeneration
Critical review insights debate about urban decline  urban regenerationCritical review insights debate about urban decline  urban regeneration
Critical review insights debate about urban decline urban regeneration
 
Presentasi RTBL dalam rangka penanganan kumuh permukiman
Presentasi RTBL dalam rangka penanganan kumuh permukimanPresentasi RTBL dalam rangka penanganan kumuh permukiman
Presentasi RTBL dalam rangka penanganan kumuh permukiman
 
Pedoman Penyusunan Rencana Detail Tata Ruang dan Peraturan Zonasi Kabupaten/K...
Pedoman Penyusunan Rencana Detail Tata Ruang dan Peraturan Zonasi Kabupaten/K...Pedoman Penyusunan Rencana Detail Tata Ruang dan Peraturan Zonasi Kabupaten/K...
Pedoman Penyusunan Rencana Detail Tata Ruang dan Peraturan Zonasi Kabupaten/K...
 
Déplacements sur les écoquartiers : enjeux et exemples
Déplacements sur les écoquartiers : enjeux et exemplesDéplacements sur les écoquartiers : enjeux et exemples
Déplacements sur les écoquartiers : enjeux et exemples
 
#Bpd dan kelembagaan andyka
#Bpd dan kelembagaan andyka#Bpd dan kelembagaan andyka
#Bpd dan kelembagaan andyka
 
Zona Protectora de Maracaibo
Zona Protectora de MaracaiboZona Protectora de Maracaibo
Zona Protectora de Maracaibo
 
India Smart Cities and Urban Transport
India Smart Cities and Urban TransportIndia Smart Cities and Urban Transport
India Smart Cities and Urban Transport
 
Cours n 05: la planification urbaine durable
Cours n 05: la planification urbaine durableCours n 05: la planification urbaine durable
Cours n 05: la planification urbaine durable
 
Perkembangan Penyediaan Prasarana dan Sarana Dasar Permukiman dan Penanganan ...
Perkembangan Penyediaan Prasarana dan Sarana Dasar Permukiman dan Penanganan ...Perkembangan Penyediaan Prasarana dan Sarana Dasar Permukiman dan Penanganan ...
Perkembangan Penyediaan Prasarana dan Sarana Dasar Permukiman dan Penanganan ...
 
Posisi rencana induk dan rencana detail kspn
Posisi rencana induk dan rencana detail kspnPosisi rencana induk dan rencana detail kspn
Posisi rencana induk dan rencana detail kspn
 
Forum PKP.pptx
Forum PKP.pptxForum PKP.pptx
Forum PKP.pptx
 
Bahan Sosialisasi PMK Pengelolaan Dana Desa Tahun 2023-share (1).pdf
Bahan Sosialisasi PMK Pengelolaan Dana Desa Tahun 2023-share (1).pdfBahan Sosialisasi PMK Pengelolaan Dana Desa Tahun 2023-share (1).pdf
Bahan Sosialisasi PMK Pengelolaan Dana Desa Tahun 2023-share (1).pdf
 

Destaque

Banco Mundial e Mobilidade Urbana
Banco Mundial e Mobilidade UrbanaBanco Mundial e Mobilidade Urbana
Banco Mundial e Mobilidade Urbana
Gabriella Ribeiro
 
O Papel do Transporte Privado na Mobilidade Urbana
O Papel do Transporte Privado na Mobilidade Urbana O Papel do Transporte Privado na Mobilidade Urbana
O Papel do Transporte Privado na Mobilidade Urbana
Gabriella Ribeiro
 
Projetos de Transporte de Massa
Projetos de Transporte de MassaProjetos de Transporte de Massa
Projetos de Transporte de Massa
Gabriella Ribeiro
 
Mobilidade, cidade, metrópole e custeio
Mobilidade, cidade, metrópole e custeioMobilidade, cidade, metrópole e custeio
Mobilidade, cidade, metrópole e custeio
Gabriella Ribeiro
 
CICLOMOBILIDADE: A EXPERIÊNCIA HOLANDESA; IDEIAS SUSTENTÁVEIS E INOVADORAS
CICLOMOBILIDADE: A EXPERIÊNCIA HOLANDESA; IDEIAS SUSTENTÁVEIS E INOVADORASCICLOMOBILIDADE: A EXPERIÊNCIA HOLANDESA; IDEIAS SUSTENTÁVEIS E INOVADORAS
CICLOMOBILIDADE: A EXPERIÊNCIA HOLANDESA; IDEIAS SUSTENTÁVEIS E INOVADORAS
Gabriella Ribeiro
 
A VISÃO DA UNIVERSIDADE SOBRE A MOBILIDADE
A VISÃO DA UNIVERSIDADE SOBRE A MOBILIDADE A VISÃO DA UNIVERSIDADE SOBRE A MOBILIDADE
A VISÃO DA UNIVERSIDADE SOBRE A MOBILIDADE
Gabriella Ribeiro
 
Experiências e Inovações Implantadas e seus Impactos na Sociedade
Experiências e Inovações Implantadas e seus Impactos na SociedadeExperiências e Inovações Implantadas e seus Impactos na Sociedade
Experiências e Inovações Implantadas e seus Impactos na Sociedade
Gabriella Ribeiro
 
Caracterização, Tendências e Custos para a Sociedade
Caracterização, Tendências e Custos para a SociedadeCaracterização, Tendências e Custos para a Sociedade
Caracterização, Tendências e Custos para a Sociedade
Gabriella Ribeiro
 
Técnicas de Restauração de Pavimentos Rígidos
Técnicas de Restauração de Pavimentos RígidosTécnicas de Restauração de Pavimentos Rígidos
Técnicas de Restauração de Pavimentos Rígidos
Gabriella Ribeiro
 
REALIZING THE TRANSPORT WE WANT – WHAT WILL IT TAKE?
REALIZING THE TRANSPORT WE WANT – WHAT WILL IT TAKE? REALIZING THE TRANSPORT WE WANT – WHAT WILL IT TAKE?
REALIZING THE TRANSPORT WE WANT – WHAT WILL IT TAKE?
Gabriella Ribeiro
 
DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...
DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...
DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...
Gabriella Ribeiro
 
Orientações quanto a aplicação da receita arrecadada com a cobrança das multa...
Orientações quanto a aplicação da receita arrecadada com a cobrança das multa...Orientações quanto a aplicação da receita arrecadada com a cobrança das multa...
Orientações quanto a aplicação da receita arrecadada com a cobrança das multa...
Gabriella Ribeiro
 
Investigation into the Effects of Variable Row Spacing in Bolted Timber Conne...
Investigation into the Effects of Variable Row Spacing in Bolted Timber Conne...Investigation into the Effects of Variable Row Spacing in Bolted Timber Conne...
Investigation into the Effects of Variable Row Spacing in Bolted Timber Conne...
Caleb Knudson
 
Configuracion secciones y estilos
Configuracion secciones  y  estilosConfiguracion secciones  y  estilos
Configuracion secciones y estilos
Dayanna96nena
 
DEL DESCONTROL DE LA PRODUCCIÓN NORMATIVA EN MATERIA DE CONTRATACIÓN PÚBLICA ...
DEL DESCONTROL DE LA PRODUCCIÓN NORMATIVA EN MATERIA DE CONTRATACIÓN PÚBLICA ...DEL DESCONTROL DE LA PRODUCCIÓN NORMATIVA EN MATERIA DE CONTRATACIÓN PÚBLICA ...
DEL DESCONTROL DE LA PRODUCCIÓN NORMATIVA EN MATERIA DE CONTRATACIÓN PÚBLICA ...
Manuel Bedoya D
 
Informatica practica
Informatica practicaInformatica practica
Informatica practica
Jefferson Cabezas
 
Planning segments
Planning segmentsPlanning segments
Planning segments
jmiels
 
Dye sensitised solar cells
Dye sensitised solar cellsDye sensitised solar cells
Dye sensitised solar cells
Jeff Joseph
 
Tecnologia no Manejo Florestal Helveta Ronaldo Weigand
Tecnologia no Manejo Florestal   Helveta   Ronaldo WeigandTecnologia no Manejo Florestal   Helveta   Ronaldo Weigand
Tecnologia no Manejo Florestal Helveta Ronaldo Weigand
Ronaldo Weigand Jr
 
Mh7 eu um v.02
Mh7 eu um v.02Mh7 eu um v.02
Mh7 eu um v.02
Domotica daVinci
 

Destaque (20)

Banco Mundial e Mobilidade Urbana
Banco Mundial e Mobilidade UrbanaBanco Mundial e Mobilidade Urbana
Banco Mundial e Mobilidade Urbana
 
O Papel do Transporte Privado na Mobilidade Urbana
O Papel do Transporte Privado na Mobilidade Urbana O Papel do Transporte Privado na Mobilidade Urbana
O Papel do Transporte Privado na Mobilidade Urbana
 
Projetos de Transporte de Massa
Projetos de Transporte de MassaProjetos de Transporte de Massa
Projetos de Transporte de Massa
 
Mobilidade, cidade, metrópole e custeio
Mobilidade, cidade, metrópole e custeioMobilidade, cidade, metrópole e custeio
Mobilidade, cidade, metrópole e custeio
 
CICLOMOBILIDADE: A EXPERIÊNCIA HOLANDESA; IDEIAS SUSTENTÁVEIS E INOVADORAS
CICLOMOBILIDADE: A EXPERIÊNCIA HOLANDESA; IDEIAS SUSTENTÁVEIS E INOVADORASCICLOMOBILIDADE: A EXPERIÊNCIA HOLANDESA; IDEIAS SUSTENTÁVEIS E INOVADORAS
CICLOMOBILIDADE: A EXPERIÊNCIA HOLANDESA; IDEIAS SUSTENTÁVEIS E INOVADORAS
 
A VISÃO DA UNIVERSIDADE SOBRE A MOBILIDADE
A VISÃO DA UNIVERSIDADE SOBRE A MOBILIDADE A VISÃO DA UNIVERSIDADE SOBRE A MOBILIDADE
A VISÃO DA UNIVERSIDADE SOBRE A MOBILIDADE
 
Experiências e Inovações Implantadas e seus Impactos na Sociedade
Experiências e Inovações Implantadas e seus Impactos na SociedadeExperiências e Inovações Implantadas e seus Impactos na Sociedade
Experiências e Inovações Implantadas e seus Impactos na Sociedade
 
Caracterização, Tendências e Custos para a Sociedade
Caracterização, Tendências e Custos para a SociedadeCaracterização, Tendências e Custos para a Sociedade
Caracterização, Tendências e Custos para a Sociedade
 
Técnicas de Restauração de Pavimentos Rígidos
Técnicas de Restauração de Pavimentos RígidosTécnicas de Restauração de Pavimentos Rígidos
Técnicas de Restauração de Pavimentos Rígidos
 
REALIZING THE TRANSPORT WE WANT – WHAT WILL IT TAKE?
REALIZING THE TRANSPORT WE WANT – WHAT WILL IT TAKE? REALIZING THE TRANSPORT WE WANT – WHAT WILL IT TAKE?
REALIZING THE TRANSPORT WE WANT – WHAT WILL IT TAKE?
 
DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...
DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...
DIÁLOGO SOBRE MOBILIDADE OU EXPERIÊNCIAS E INOVAÇÕES IMPLANTADAS E SEUS IMPAC...
 
Orientações quanto a aplicação da receita arrecadada com a cobrança das multa...
Orientações quanto a aplicação da receita arrecadada com a cobrança das multa...Orientações quanto a aplicação da receita arrecadada com a cobrança das multa...
Orientações quanto a aplicação da receita arrecadada com a cobrança das multa...
 
Investigation into the Effects of Variable Row Spacing in Bolted Timber Conne...
Investigation into the Effects of Variable Row Spacing in Bolted Timber Conne...Investigation into the Effects of Variable Row Spacing in Bolted Timber Conne...
Investigation into the Effects of Variable Row Spacing in Bolted Timber Conne...
 
Configuracion secciones y estilos
Configuracion secciones  y  estilosConfiguracion secciones  y  estilos
Configuracion secciones y estilos
 
DEL DESCONTROL DE LA PRODUCCIÓN NORMATIVA EN MATERIA DE CONTRATACIÓN PÚBLICA ...
DEL DESCONTROL DE LA PRODUCCIÓN NORMATIVA EN MATERIA DE CONTRATACIÓN PÚBLICA ...DEL DESCONTROL DE LA PRODUCCIÓN NORMATIVA EN MATERIA DE CONTRATACIÓN PÚBLICA ...
DEL DESCONTROL DE LA PRODUCCIÓN NORMATIVA EN MATERIA DE CONTRATACIÓN PÚBLICA ...
 
Informatica practica
Informatica practicaInformatica practica
Informatica practica
 
Planning segments
Planning segmentsPlanning segments
Planning segments
 
Dye sensitised solar cells
Dye sensitised solar cellsDye sensitised solar cells
Dye sensitised solar cells
 
Tecnologia no Manejo Florestal Helveta Ronaldo Weigand
Tecnologia no Manejo Florestal   Helveta   Ronaldo WeigandTecnologia no Manejo Florestal   Helveta   Ronaldo Weigand
Tecnologia no Manejo Florestal Helveta Ronaldo Weigand
 
Mh7 eu um v.02
Mh7 eu um v.02Mh7 eu um v.02
Mh7 eu um v.02
 

Semelhante a A Política Nacional de Mobilidade Urbana e o Transporte Ativo

Política nacional de mobilidade 6489
Política nacional de mobilidade   6489Política nacional de mobilidade   6489
Política nacional de mobilidade 6489
Campinas Que Queremos
 
Eixo mobilidade urbana_pcs
Eixo mobilidade urbana_pcsEixo mobilidade urbana_pcs
Eixo mobilidade urbana_pcs
matheus gabriel barbosa
 
Pesquisa Perfil Mobilidade NTU/CNT
Pesquisa Perfil Mobilidade NTU/CNTPesquisa Perfil Mobilidade NTU/CNT
Pesquisa Perfil Mobilidade NTU/CNT
Roberta Soares
 
Unidade 04
Unidade 04Unidade 04
Unidade 04
Raimunda Sampaio
 
União Ciclistas do Brasil - Yuriê Baptista César, Bicicleta nos Planos
União Ciclistas do Brasil - Yuriê Baptista César, Bicicleta nos PlanosUnião Ciclistas do Brasil - Yuriê Baptista César, Bicicleta nos Planos
União Ciclistas do Brasil - Yuriê Baptista César, Bicicleta nos Planos
Plataforma Tecnológica da Bicicleta e Mobilidade Suave
 
Debate Automóvel e Consumo - Renato Boareto
Debate Automóvel e Consumo - Renato Boareto Debate Automóvel e Consumo - Renato Boareto
Debate Automóvel e Consumo - Renato Boareto
IDEC - Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor
 
Mobilidade  Urbana Sustentável - Unipalmares
Mobilidade  Urbana Sustentável - UnipalmaresMobilidade  Urbana Sustentável - Unipalmares
Mobilidade  Urbana Sustentável - Unipalmares
Chico Macena
 
Mobilidade Urbana e Informação Pública - intersecções e desafios
Mobilidade Urbana e Informação Pública - intersecções e desafiosMobilidade Urbana e Informação Pública - intersecções e desafios
Mobilidade Urbana e Informação Pública - intersecções e desafios
Haydee Svab
 
Debate Automóvel e Consumo - João Alencar
Debate Automóvel e Consumo - João AlencarDebate Automóvel e Consumo - João Alencar
Debate Automóvel e Consumo - João Alencar
IDEC - Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor
 
Apresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBA
Apresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBAApresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBA
Apresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBA
Coletivo Mobicidade
 
Lei de Diretrizes de Política Nacional de Mobilidade Urbana
Lei de Diretrizes de Política Nacional de Mobilidade UrbanaLei de Diretrizes de Política Nacional de Mobilidade Urbana
Lei de Diretrizes de Política Nacional de Mobilidade Urbana
deputadamarina
 
Estudo para a Aplicação de Práticas Sustentáveis na Mobilidade Urbana do Muni...
Estudo para a Aplicação de Práticas Sustentáveis na Mobilidade Urbana do Muni...Estudo para a Aplicação de Práticas Sustentáveis na Mobilidade Urbana do Muni...
Estudo para a Aplicação de Práticas Sustentáveis na Mobilidade Urbana do Muni...
Elias Galvan
 
Pesquisa NTU/Transporte
Pesquisa NTU/TransportePesquisa NTU/Transporte
Pesquisa NTU/Transporte
Roberta Soares
 
12. Imtt Isabel Seabra V2
12. Imtt Isabel Seabra V212. Imtt Isabel Seabra V2
12. Imtt Isabel Seabra V2
Projecto CicloRia
 
Educacao para transito e mobilidade urbana 2011
Educacao para transito e mobilidade urbana 2011Educacao para transito e mobilidade urbana 2011
Educacao para transito e mobilidade urbana 2011
Roger Lange
 
Política Nacional de Mobilidade Urbana - Desafios e Oportunidades
Política Nacional de Mobilidade Urbana - Desafios e OportunidadesPolítica Nacional de Mobilidade Urbana - Desafios e Oportunidades
Política Nacional de Mobilidade Urbana - Desafios e Oportunidades
Universidade Corporativa do Transporte
 
Brasil acessivel caderno 1
Brasil acessivel caderno 1Brasil acessivel caderno 1
Brasil acessivel caderno 1
Thais Santana Lelis
 
Plano de mobilidade urbana - passo a passo - novo prazo - lei 12.587
Plano de mobilidade urbana - passo a passo - novo prazo - lei 12.587Plano de mobilidade urbana - passo a passo - novo prazo - lei 12.587
Plano de mobilidade urbana - passo a passo - novo prazo - lei 12.587
Rafaela Ferreira Lage
 
Frederico Sá Gil Ribeiro Jorge Carvalho JCM
Frederico Sá Gil Ribeiro Jorge Carvalho JCMFrederico Sá Gil Ribeiro Jorge Carvalho JCM
Frederico Sá Gil Ribeiro Jorge Carvalho JCM
Plataforma Tecnológica da Bicicleta e Mobilidade Suave
 
1 politicanacionaldesenvolvimentourbano
1 politicanacionaldesenvolvimentourbano1 politicanacionaldesenvolvimentourbano
1 politicanacionaldesenvolvimentourbano
Renata Oliveira
 

Semelhante a A Política Nacional de Mobilidade Urbana e o Transporte Ativo (20)

Política nacional de mobilidade 6489
Política nacional de mobilidade   6489Política nacional de mobilidade   6489
Política nacional de mobilidade 6489
 
Eixo mobilidade urbana_pcs
Eixo mobilidade urbana_pcsEixo mobilidade urbana_pcs
Eixo mobilidade urbana_pcs
 
Pesquisa Perfil Mobilidade NTU/CNT
Pesquisa Perfil Mobilidade NTU/CNTPesquisa Perfil Mobilidade NTU/CNT
Pesquisa Perfil Mobilidade NTU/CNT
 
Unidade 04
Unidade 04Unidade 04
Unidade 04
 
União Ciclistas do Brasil - Yuriê Baptista César, Bicicleta nos Planos
União Ciclistas do Brasil - Yuriê Baptista César, Bicicleta nos PlanosUnião Ciclistas do Brasil - Yuriê Baptista César, Bicicleta nos Planos
União Ciclistas do Brasil - Yuriê Baptista César, Bicicleta nos Planos
 
Debate Automóvel e Consumo - Renato Boareto
Debate Automóvel e Consumo - Renato Boareto Debate Automóvel e Consumo - Renato Boareto
Debate Automóvel e Consumo - Renato Boareto
 
Mobilidade  Urbana Sustentável - Unipalmares
Mobilidade  Urbana Sustentável - UnipalmaresMobilidade  Urbana Sustentável - Unipalmares
Mobilidade  Urbana Sustentável - Unipalmares
 
Mobilidade Urbana e Informação Pública - intersecções e desafios
Mobilidade Urbana e Informação Pública - intersecções e desafiosMobilidade Urbana e Informação Pública - intersecções e desafios
Mobilidade Urbana e Informação Pública - intersecções e desafios
 
Debate Automóvel e Consumo - João Alencar
Debate Automóvel e Consumo - João AlencarDebate Automóvel e Consumo - João Alencar
Debate Automóvel e Consumo - João Alencar
 
Apresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBA
Apresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBAApresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBA
Apresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBA
 
Lei de Diretrizes de Política Nacional de Mobilidade Urbana
Lei de Diretrizes de Política Nacional de Mobilidade UrbanaLei de Diretrizes de Política Nacional de Mobilidade Urbana
Lei de Diretrizes de Política Nacional de Mobilidade Urbana
 
Estudo para a Aplicação de Práticas Sustentáveis na Mobilidade Urbana do Muni...
Estudo para a Aplicação de Práticas Sustentáveis na Mobilidade Urbana do Muni...Estudo para a Aplicação de Práticas Sustentáveis na Mobilidade Urbana do Muni...
Estudo para a Aplicação de Práticas Sustentáveis na Mobilidade Urbana do Muni...
 
Pesquisa NTU/Transporte
Pesquisa NTU/TransportePesquisa NTU/Transporte
Pesquisa NTU/Transporte
 
12. Imtt Isabel Seabra V2
12. Imtt Isabel Seabra V212. Imtt Isabel Seabra V2
12. Imtt Isabel Seabra V2
 
Educacao para transito e mobilidade urbana 2011
Educacao para transito e mobilidade urbana 2011Educacao para transito e mobilidade urbana 2011
Educacao para transito e mobilidade urbana 2011
 
Política Nacional de Mobilidade Urbana - Desafios e Oportunidades
Política Nacional de Mobilidade Urbana - Desafios e OportunidadesPolítica Nacional de Mobilidade Urbana - Desafios e Oportunidades
Política Nacional de Mobilidade Urbana - Desafios e Oportunidades
 
Brasil acessivel caderno 1
Brasil acessivel caderno 1Brasil acessivel caderno 1
Brasil acessivel caderno 1
 
Plano de mobilidade urbana - passo a passo - novo prazo - lei 12.587
Plano de mobilidade urbana - passo a passo - novo prazo - lei 12.587Plano de mobilidade urbana - passo a passo - novo prazo - lei 12.587
Plano de mobilidade urbana - passo a passo - novo prazo - lei 12.587
 
Frederico Sá Gil Ribeiro Jorge Carvalho JCM
Frederico Sá Gil Ribeiro Jorge Carvalho JCMFrederico Sá Gil Ribeiro Jorge Carvalho JCM
Frederico Sá Gil Ribeiro Jorge Carvalho JCM
 
1 politicanacionaldesenvolvimentourbano
1 politicanacionaldesenvolvimentourbano1 politicanacionaldesenvolvimentourbano
1 politicanacionaldesenvolvimentourbano
 

Mais de Gabriella Ribeiro

ANÁLISE SOBRE A IMPORTÂNCIA E OS CRITÉRIOS PARA O CONSENTIMENTO DE OUTORGA QU...
ANÁLISE SOBRE A IMPORTÂNCIA E OS CRITÉRIOS PARA O CONSENTIMENTO DE OUTORGA QU...ANÁLISE SOBRE A IMPORTÂNCIA E OS CRITÉRIOS PARA O CONSENTIMENTO DE OUTORGA QU...
ANÁLISE SOBRE A IMPORTÂNCIA E OS CRITÉRIOS PARA O CONSENTIMENTO DE OUTORGA QU...
Gabriella Ribeiro
 
“DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GER...
“DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GER...“DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GER...
“DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GER...
Gabriella Ribeiro
 
ANÁLISE DOS PONTOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NO MUNICÍPIO DE ARA...
ANÁLISE DOS PONTOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NO MUNICÍPIO DE ARA...ANÁLISE DOS PONTOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NO MUNICÍPIO DE ARA...
ANÁLISE DOS PONTOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NO MUNICÍPIO DE ARA...
Gabriella Ribeiro
 
AQDEURIM: UMA FERRAMENTA COMPUTACIONAL DESENVOLVIDA PARA AUXILIAR NA DETERMIN...
AQDEURIM: UMA FERRAMENTA COMPUTACIONAL DESENVOLVIDA PARA AUXILIAR NA DETERMIN...AQDEURIM: UMA FERRAMENTA COMPUTACIONAL DESENVOLVIDA PARA AUXILIAR NA DETERMIN...
AQDEURIM: UMA FERRAMENTA COMPUTACIONAL DESENVOLVIDA PARA AUXILIAR NA DETERMIN...
Gabriella Ribeiro
 
ESTIMATIVA DA RECARGA PARA O SISTEMA AQUÍFERO BAURU NO MUNÍCIPIO DE ASSIS/SP
ESTIMATIVA DA RECARGA PARA O SISTEMA AQUÍFERO BAURU NO MUNÍCIPIO DE ASSIS/SPESTIMATIVA DA RECARGA PARA O SISTEMA AQUÍFERO BAURU NO MUNÍCIPIO DE ASSIS/SP
ESTIMATIVA DA RECARGA PARA O SISTEMA AQUÍFERO BAURU NO MUNÍCIPIO DE ASSIS/SP
Gabriella Ribeiro
 
Mapeamento da recarga de águas subterrâneas no Sistema Aquífero Bauru (SAB) e...
Mapeamento da recarga de águas subterrâneas no Sistema Aquífero Bauru (SAB) e...Mapeamento da recarga de águas subterrâneas no Sistema Aquífero Bauru (SAB) e...
Mapeamento da recarga de águas subterrâneas no Sistema Aquífero Bauru (SAB) e...
Gabriella Ribeiro
 
AVALIAÇÃO DA GESTÃO COMPARTILHADA DO AQUÍFERO JANDAÍRA , REGIÃO LIMÍTROFE DOS...
AVALIAÇÃO DA GESTÃO COMPARTILHADA DO AQUÍFERO JANDAÍRA , REGIÃO LIMÍTROFE DOS...AVALIAÇÃO DA GESTÃO COMPARTILHADA DO AQUÍFERO JANDAÍRA , REGIÃO LIMÍTROFE DOS...
AVALIAÇÃO DA GESTÃO COMPARTILHADA DO AQUÍFERO JANDAÍRA , REGIÃO LIMÍTROFE DOS...
Gabriella Ribeiro
 
DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GERE...
DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GERE...DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GERE...
DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GERE...
Gabriella Ribeiro
 
MÉTODO GEOELÉTRICO - POTENCIAL INSTRUMENTO PARA AUXILIO DA GESTÃO DO SOLO E D...
MÉTODO GEOELÉTRICO - POTENCIAL INSTRUMENTO PARA AUXILIO DA GESTÃO DO SOLO E D...MÉTODO GEOELÉTRICO - POTENCIAL INSTRUMENTO PARA AUXILIO DA GESTÃO DO SOLO E D...
MÉTODO GEOELÉTRICO - POTENCIAL INSTRUMENTO PARA AUXILIO DA GESTÃO DO SOLO E D...
Gabriella Ribeiro
 
EXPANSÃO DO AGROHIDRONEGÓCIO NO PONTAL DO PARANAPANEMA (UGRHI-22): OCUPAÇÃO D...
EXPANSÃO DO AGROHIDRONEGÓCIO NO PONTAL DO PARANAPANEMA (UGRHI-22): OCUPAÇÃO D...EXPANSÃO DO AGROHIDRONEGÓCIO NO PONTAL DO PARANAPANEMA (UGRHI-22): OCUPAÇÃO D...
EXPANSÃO DO AGROHIDRONEGÓCIO NO PONTAL DO PARANAPANEMA (UGRHI-22): OCUPAÇÃO D...
Gabriella Ribeiro
 
A RELAÇÃO ENTRE A HIDROGEOLOGIA E OS LINEAMENTOS ESTRUTURAIS DO PLANALTO SERR...
A RELAÇÃO ENTRE A HIDROGEOLOGIA E OS LINEAMENTOS ESTRUTURAIS DO PLANALTO SERR...A RELAÇÃO ENTRE A HIDROGEOLOGIA E OS LINEAMENTOS ESTRUTURAIS DO PLANALTO SERR...
A RELAÇÃO ENTRE A HIDROGEOLOGIA E OS LINEAMENTOS ESTRUTURAIS DO PLANALTO SERR...
Gabriella Ribeiro
 
ESTUDO DE ÁREA CONTAMINADA POR HIDROCARBONETOS POR APLICAÇÃO DO MÉTODO POLARI...
ESTUDO DE ÁREA CONTAMINADA POR HIDROCARBONETOS POR APLICAÇÃO DO MÉTODO POLARI...ESTUDO DE ÁREA CONTAMINADA POR HIDROCARBONETOS POR APLICAÇÃO DO MÉTODO POLARI...
ESTUDO DE ÁREA CONTAMINADA POR HIDROCARBONETOS POR APLICAÇÃO DO MÉTODO POLARI...
Gabriella Ribeiro
 
Hidroquímica das águas subterrâneas e superficiais na área de proteção ambien...
Hidroquímica das águas subterrâneas e superficiais na área de proteção ambien...Hidroquímica das águas subterrâneas e superficiais na área de proteção ambien...
Hidroquímica das águas subterrâneas e superficiais na área de proteção ambien...
Gabriella Ribeiro
 
ASSINATURA ISOTÓPICA DAS ÁGUAS PLUVIAIS E SUBTERRÂNEAS NA BACIA HIDROGRÁFICA ...
ASSINATURA ISOTÓPICA DAS ÁGUAS PLUVIAIS E SUBTERRÂNEAS NA BACIA HIDROGRÁFICA ...ASSINATURA ISOTÓPICA DAS ÁGUAS PLUVIAIS E SUBTERRÂNEAS NA BACIA HIDROGRÁFICA ...
ASSINATURA ISOTÓPICA DAS ÁGUAS PLUVIAIS E SUBTERRÂNEAS NA BACIA HIDROGRÁFICA ...
Gabriella Ribeiro
 
ÍNDICE GUS E GSI NA AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO EM ÁGUAS SUBTERRÂNEAS POR INSET...
ÍNDICE GUS E GSI NA AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO EM ÁGUAS SUBTERRÂNEAS POR INSET...ÍNDICE GUS E GSI NA AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO EM ÁGUAS SUBTERRÂNEAS POR INSET...
ÍNDICE GUS E GSI NA AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO EM ÁGUAS SUBTERRÂNEAS POR INSET...
Gabriella Ribeiro
 
MODELAGEM DA OSCILAÇÃO DO NÍVEL FREÁTICO PARA MENSURAR O VOLUME EXPLORÁVEL DA...
MODELAGEM DA OSCILAÇÃO DO NÍVEL FREÁTICO PARA MENSURAR O VOLUME EXPLORÁVEL DA...MODELAGEM DA OSCILAÇÃO DO NÍVEL FREÁTICO PARA MENSURAR O VOLUME EXPLORÁVEL DA...
MODELAGEM DA OSCILAÇÃO DO NÍVEL FREÁTICO PARA MENSURAR O VOLUME EXPLORÁVEL DA...
Gabriella Ribeiro
 
Espessuras do Grupo Serra Geral em Santa Catarina como resultado de um proces...
Espessuras do Grupo Serra Geral em Santa Catarina como resultado de um proces...Espessuras do Grupo Serra Geral em Santa Catarina como resultado de um proces...
Espessuras do Grupo Serra Geral em Santa Catarina como resultado de um proces...
Gabriella Ribeiro
 
Água Subterrânea e Petróleo,uma avaliação no município de Mossoró-RN
Água Subterrânea e Petróleo,uma avaliação no município de Mossoró-RNÁgua Subterrânea e Petróleo,uma avaliação no município de Mossoró-RN
Água Subterrânea e Petróleo,uma avaliação no município de Mossoró-RN
Gabriella Ribeiro
 

Mais de Gabriella Ribeiro (18)

ANÁLISE SOBRE A IMPORTÂNCIA E OS CRITÉRIOS PARA O CONSENTIMENTO DE OUTORGA QU...
ANÁLISE SOBRE A IMPORTÂNCIA E OS CRITÉRIOS PARA O CONSENTIMENTO DE OUTORGA QU...ANÁLISE SOBRE A IMPORTÂNCIA E OS CRITÉRIOS PARA O CONSENTIMENTO DE OUTORGA QU...
ANÁLISE SOBRE A IMPORTÂNCIA E OS CRITÉRIOS PARA O CONSENTIMENTO DE OUTORGA QU...
 
“DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GER...
“DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GER...“DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GER...
“DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GER...
 
ANÁLISE DOS PONTOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NO MUNICÍPIO DE ARA...
ANÁLISE DOS PONTOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NO MUNICÍPIO DE ARA...ANÁLISE DOS PONTOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NO MUNICÍPIO DE ARA...
ANÁLISE DOS PONTOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NO MUNICÍPIO DE ARA...
 
AQDEURIM: UMA FERRAMENTA COMPUTACIONAL DESENVOLVIDA PARA AUXILIAR NA DETERMIN...
AQDEURIM: UMA FERRAMENTA COMPUTACIONAL DESENVOLVIDA PARA AUXILIAR NA DETERMIN...AQDEURIM: UMA FERRAMENTA COMPUTACIONAL DESENVOLVIDA PARA AUXILIAR NA DETERMIN...
AQDEURIM: UMA FERRAMENTA COMPUTACIONAL DESENVOLVIDA PARA AUXILIAR NA DETERMIN...
 
ESTIMATIVA DA RECARGA PARA O SISTEMA AQUÍFERO BAURU NO MUNÍCIPIO DE ASSIS/SP
ESTIMATIVA DA RECARGA PARA O SISTEMA AQUÍFERO BAURU NO MUNÍCIPIO DE ASSIS/SPESTIMATIVA DA RECARGA PARA O SISTEMA AQUÍFERO BAURU NO MUNÍCIPIO DE ASSIS/SP
ESTIMATIVA DA RECARGA PARA O SISTEMA AQUÍFERO BAURU NO MUNÍCIPIO DE ASSIS/SP
 
Mapeamento da recarga de águas subterrâneas no Sistema Aquífero Bauru (SAB) e...
Mapeamento da recarga de águas subterrâneas no Sistema Aquífero Bauru (SAB) e...Mapeamento da recarga de águas subterrâneas no Sistema Aquífero Bauru (SAB) e...
Mapeamento da recarga de águas subterrâneas no Sistema Aquífero Bauru (SAB) e...
 
AVALIAÇÃO DA GESTÃO COMPARTILHADA DO AQUÍFERO JANDAÍRA , REGIÃO LIMÍTROFE DOS...
AVALIAÇÃO DA GESTÃO COMPARTILHADA DO AQUÍFERO JANDAÍRA , REGIÃO LIMÍTROFE DOS...AVALIAÇÃO DA GESTÃO COMPARTILHADA DO AQUÍFERO JANDAÍRA , REGIÃO LIMÍTROFE DOS...
AVALIAÇÃO DA GESTÃO COMPARTILHADA DO AQUÍFERO JANDAÍRA , REGIÃO LIMÍTROFE DOS...
 
DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GERE...
DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GERE...DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GERE...
DUPLA DOMINIALIDADE DAS ÁGUAS NO BRASIL: ENTRAVES LEGAIS PARA O ADEQUADO GERE...
 
MÉTODO GEOELÉTRICO - POTENCIAL INSTRUMENTO PARA AUXILIO DA GESTÃO DO SOLO E D...
MÉTODO GEOELÉTRICO - POTENCIAL INSTRUMENTO PARA AUXILIO DA GESTÃO DO SOLO E D...MÉTODO GEOELÉTRICO - POTENCIAL INSTRUMENTO PARA AUXILIO DA GESTÃO DO SOLO E D...
MÉTODO GEOELÉTRICO - POTENCIAL INSTRUMENTO PARA AUXILIO DA GESTÃO DO SOLO E D...
 
EXPANSÃO DO AGROHIDRONEGÓCIO NO PONTAL DO PARANAPANEMA (UGRHI-22): OCUPAÇÃO D...
EXPANSÃO DO AGROHIDRONEGÓCIO NO PONTAL DO PARANAPANEMA (UGRHI-22): OCUPAÇÃO D...EXPANSÃO DO AGROHIDRONEGÓCIO NO PONTAL DO PARANAPANEMA (UGRHI-22): OCUPAÇÃO D...
EXPANSÃO DO AGROHIDRONEGÓCIO NO PONTAL DO PARANAPANEMA (UGRHI-22): OCUPAÇÃO D...
 
A RELAÇÃO ENTRE A HIDROGEOLOGIA E OS LINEAMENTOS ESTRUTURAIS DO PLANALTO SERR...
A RELAÇÃO ENTRE A HIDROGEOLOGIA E OS LINEAMENTOS ESTRUTURAIS DO PLANALTO SERR...A RELAÇÃO ENTRE A HIDROGEOLOGIA E OS LINEAMENTOS ESTRUTURAIS DO PLANALTO SERR...
A RELAÇÃO ENTRE A HIDROGEOLOGIA E OS LINEAMENTOS ESTRUTURAIS DO PLANALTO SERR...
 
ESTUDO DE ÁREA CONTAMINADA POR HIDROCARBONETOS POR APLICAÇÃO DO MÉTODO POLARI...
ESTUDO DE ÁREA CONTAMINADA POR HIDROCARBONETOS POR APLICAÇÃO DO MÉTODO POLARI...ESTUDO DE ÁREA CONTAMINADA POR HIDROCARBONETOS POR APLICAÇÃO DO MÉTODO POLARI...
ESTUDO DE ÁREA CONTAMINADA POR HIDROCARBONETOS POR APLICAÇÃO DO MÉTODO POLARI...
 
Hidroquímica das águas subterrâneas e superficiais na área de proteção ambien...
Hidroquímica das águas subterrâneas e superficiais na área de proteção ambien...Hidroquímica das águas subterrâneas e superficiais na área de proteção ambien...
Hidroquímica das águas subterrâneas e superficiais na área de proteção ambien...
 
ASSINATURA ISOTÓPICA DAS ÁGUAS PLUVIAIS E SUBTERRÂNEAS NA BACIA HIDROGRÁFICA ...
ASSINATURA ISOTÓPICA DAS ÁGUAS PLUVIAIS E SUBTERRÂNEAS NA BACIA HIDROGRÁFICA ...ASSINATURA ISOTÓPICA DAS ÁGUAS PLUVIAIS E SUBTERRÂNEAS NA BACIA HIDROGRÁFICA ...
ASSINATURA ISOTÓPICA DAS ÁGUAS PLUVIAIS E SUBTERRÂNEAS NA BACIA HIDROGRÁFICA ...
 
ÍNDICE GUS E GSI NA AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO EM ÁGUAS SUBTERRÂNEAS POR INSET...
ÍNDICE GUS E GSI NA AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO EM ÁGUAS SUBTERRÂNEAS POR INSET...ÍNDICE GUS E GSI NA AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO EM ÁGUAS SUBTERRÂNEAS POR INSET...
ÍNDICE GUS E GSI NA AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO EM ÁGUAS SUBTERRÂNEAS POR INSET...
 
MODELAGEM DA OSCILAÇÃO DO NÍVEL FREÁTICO PARA MENSURAR O VOLUME EXPLORÁVEL DA...
MODELAGEM DA OSCILAÇÃO DO NÍVEL FREÁTICO PARA MENSURAR O VOLUME EXPLORÁVEL DA...MODELAGEM DA OSCILAÇÃO DO NÍVEL FREÁTICO PARA MENSURAR O VOLUME EXPLORÁVEL DA...
MODELAGEM DA OSCILAÇÃO DO NÍVEL FREÁTICO PARA MENSURAR O VOLUME EXPLORÁVEL DA...
 
Espessuras do Grupo Serra Geral em Santa Catarina como resultado de um proces...
Espessuras do Grupo Serra Geral em Santa Catarina como resultado de um proces...Espessuras do Grupo Serra Geral em Santa Catarina como resultado de um proces...
Espessuras do Grupo Serra Geral em Santa Catarina como resultado de um proces...
 
Água Subterrânea e Petróleo,uma avaliação no município de Mossoró-RN
Água Subterrânea e Petróleo,uma avaliação no município de Mossoró-RNÁgua Subterrânea e Petróleo,uma avaliação no município de Mossoró-RN
Água Subterrânea e Petróleo,uma avaliação no município de Mossoró-RN
 

A Política Nacional de Mobilidade Urbana e o Transporte Ativo

  • 1. Política Nacional de Mobilidade Urbana ePolítica Nacional de Mobilidade Urbana e o Transporte Ativoo Transporte Ativo Brasília - DF 23 de Setembro de 2016 Ministério das Cidades SeMOB - Secretaria Nacional de Transportes e da Mobilidade Urbana
  • 2. Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012 Lei nº 12.587, em 3 de janeiro de 2012, instituiu princípios, diretrizes e objetivos da Política Nacional de Mobilidade Urbana. Orienta e traz instrumentos para melhorar as condições de mobilidade nas cidades brasileiras.
  • 3. Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012 A Lei prioriza:A Lei prioriza:  Transporte público coletivo sobre individual motorizado;  Não-motorizados sobre motorizados.
  • 4. Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012 Hierarquia segundo a Política Nacional de Mobilidade Urbana:Hierarquia segundo a Política Nacional de Mobilidade Urbana: 1. Pedestres 2. Ciclistas 3. Transporte público coletivo 4. Transporte de carga 5. Automóveis particulares Fonte: ITDP (modificada)
  • 5. – Congestionamentos; – Problemas ambientais; – Acidentes, muitas vezes fatais. Transporte individual motorizadoTransporte individual motorizado – Grande ocupação dos espaços públicos, entre vias e estacionamentos; – Diminuição da qualidade de vida nas cidades. Brasília - EPTG Brasília – Via S2
  • 6. Esses problemas acontecem apenas no Brasil? Jacarta - Indonésia Fonte: Ministry of Urban Development da Índia Nova Déli - Índia Fonte: Ministry of Urban Development da Índia
  • 7. Como incentivar o transporte ativo? Tóquio - Japão Santos - SP Barcelona - Espanha
  • 9. Infraestrutura para pedestresInfraestrutura para pedestres • Calçadas • Iluminação • Travessias • Áreas verdes Tóquio - Japão Praça Mauá – Rio de Janeiro
  • 10. • Infraestrutura: Ciclovias, ciclofaixas, bicicletários; • Serviços: Bicicletas públicas; • Sinalização. Infraestrutura para bicicletasInfraestrutura para bicicletas Brasília - DF Brasília - DF Rio de Janeiro - RJ São Paulo - SP
  • 11. Integração entre os modos de transporteIntegração entre os modos de transporte
  • 12. Planejamento e visão de futuroPlanejamento e visão de futuro Planejar a mobilidade urbana sustentável é planejar o futuro da cidade colocando as pessoas no centro das atenções Nova York – Estados Unidos
  • 13. Fonte: A bicicleta e as cidades. 2ª Ed. São Paulo: IEMA, 2010. O Plano de Mobilidade Urbana deve ter foco no transporte coletivo e no planejamento da infraestrutura urbana destinada aos deslocamentos a pé e por bicicleta. Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012Política Nacional de Mobilidade Urbana – Lei 12.587/2012
  • 14. Planos de Mobilidade UrbanaPlanos de Mobilidade Urbana Levantamento conduzido pela SNTMU identificou que 171 municípios (8% dos respondentes) declararam possuir o Plano de Mobilidade Urbana elaborado, correspondentes a 23% da população brasileira. A pesquisa também mostra que 650 municípios (31% dos respondentes) declararam possuir Plano de Mobilidade Urbana ou estar em processo de elaboração do mesmo. Esses municípios representam 54% da população de todo o país.
  • 15. Cadernos de ReferênciaCadernos de Referência Elaboração, publicação e distribuição de materiais didático pedagógicos e de cunho técnico-científico voltados à capacitação de agentes públicos e de conscientização social sobre a Política Nacional de Mobilidade Urbana e desenvolvimento sustentável. PublicaçõesPublicações Caderno de Referência para Elaboração dos Planos de Mobilidade Urbana (2015) Disponível em: http://www.cidades.gov.br/images/stories/ArquivosSE/planmob.pdf
  • 16. Caderno de Referência para Elaboração de Plano de Mobilidade por Bicicleta nas Cidades (2007) Disponível em: http://www.cidades.gov.br/images/stories/Arqu ivosSEMOB/Biblioteca/LivroBicicletaBrasil.pdf Cartilha do Ciclista (2015) Disponível em: http://www.cidades.gov.br/images/stories/Arq uivosCidades/ArquivosPDF/Publicacoes/cartilh aciclista.pdf PublicaçõesPublicações
  • 17. • Manual Cicloviário – DENATRAN/CONTRAN • No Programa “Mobilidade Urbana de Baixo Carbono”: - Caderno Técnico de Referência para Mobilidade a pé - Caderno Técnico de Referência para Mobilidade por bicicleta Publicações (em desenvolvimento)Publicações (em desenvolvimento)
  • 18. • Implantação de Ciclovia de Referência, em Fortaleza/CE • Estratégia de mobilidade a pé, em Brasília/DF Estratégias (em desenvolvimento)Estratégias (em desenvolvimento)
  • 19. Obrigado (61) 2108 -1589 mobilidadeurbana@cidades.gov.br Ministério das Cidades SeMOB - Secretaria Nacional de Transportes e da Mobilidade Urbana