SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
NOVOS PARADÍGMAS NA PRÁTICA DO PSICÓLOGO
               ESCOLAR
CÁSSIA FREITAS
                                                 CHEFE DO SETOR DE GESTÃO EDUCACIONAL
                                                             (EM EXERCÍCIO)



                                       Profª Ms. Aparecida de Cássia Mendes de
                                       Freitas, Psicóloga, Psicopedagoga e
                                       professora Universitária.
Psicólogo Clínico: Formação em Terapia Email – cassiafreitas@hotmail.com
de Regressão de memória, Master
                  memória
Practitioner em Programação
Neurolinguistica. Curso de Hipnose
Orientador Profissional
Email – joaoarnaldo@geo.com.br
OBJETIVO:

SOCIALIZAR E INTEGRAR EXPERIÊNCIAS PRÁTICAS       EM
PSICOLOGIA EXISTENTES NO SISTEMA DE ENSINO GEO.
DINÂMICA DE APRESENTAÇÃO
PARTILHANDO EXPERIÊNCIAS
Como tudo surge....
SEGUNDA METADE DA DÉCADA DE 1970 DO SÉCULO PASSADO:

• Movimento de reflexão e crítica a respeito das relações entre a
Psicologia e a Educação buscando compreender os determinantes
históricos e sociais da formação e da atuação do Psicólogo escolar;

• A Psicologia escolar em geral aparecia como descontextualizada
não-critíca e produzindo-se principalmente na Educação Especial;

•As críticas centravam-se na formação acadêmica cuja prioridade
era a intervenção clínica remediativa e as avaliações psicométricas
descontextualizadas acarretando a patologização dos fenômenos
escolares;

•Muitos questionamentos acerca da universalização das teorias
psicológicas e das técnicas de avaliação;
NOVA CONTEXTUALIZAÇÃO:

A Psicologia Escolar no Brasil está entrando em uma nova
fase, na qual se multiplicam ações afirmativas que dão
respostas a vigorosas e pertinentes críticas formuladas
sobretudo na década de 1980.
UM NOVO OLHAR SOBRE A PSICOLOGIA ESCOLAR:

• Paradigma emergente - multifacetado, porém caracterizada por expressões
comuns que a identificam;

• Pode ser reconhecida mais pelas ações dos profissionais do que pelo discurso;

• O discurso da crítica permitiu identificar práticas de psicólogos mal
orientados,vítimas de um ensino apoiado em concepções hoje reconhecidamente
equivocadas e claramente inapropriadas para nossa realidade social;

• Tal ensino produziu práticas que abusaram da psicometria, que geraram
diagnósticos e prognósticos mal fundamentados, que transformaram indivíduos
em problemas;

• Nessas práticas, fenômenos psicológicos dinâmicos e complexos foram
coisificados e tratados á revelia dos contextos socioculturais que os produziram.
A NOVA PSICOLOGIA ESCOLAR ESTÁ SE FAZENDO
PRESENTE MAIS NA PRÁTICA DO QUE NO DISCURSO:
Na elaboração de políticas educacionais;
Na instituição escolar;
No planejamento e avaliação de programas de ensino;
Na capacitação de docentes;
Nas relações da escola com as famílias e comunidades;
No enfretamento dos problemas de aprendizagem e de ensino;
No atendimento educacional a portadores de necessidades especiais;
Na supervisão de estágios em cursos de Psicologia;
Em postos de saúde;
Em consultórios particulares;
Na docência no ensino superior.
O CONHECIMENTO PLURAL

A prática precisa ser interdisciplinar:
Noções de psicologias que tem reflexo na Educação –
Psicologia geral, Psicologia social, Psicologia do
desenvolvimento, Psicologia da educação. Inclui ainda
noções de Pedagogia, Didática, Filosofia da educação.
(ciências educacionais).
OS NOVOS PSICÓLOGOS DESENVOLVEM PRÁTICAS
COM UM DENOMINADOR COMUM, A SABER, A MAIOR
ADEQUAÇÃO ÀS NECESSIDADES DA REALIDADE
SOCIAL BRASILEIRA.
REFLETINDO EM GRUPO SOBRE O ANTES E O AGORA
Em equipe cada grupo discutirá as principais características
 de como o psicólogo atuava antes e hoje como isso se dá.
Psicólogo escolar; outros profissionais;
interação.
1.Visão distorcida dos outros profissionais da educação;

2.Quais as principais características do papel do psicólogo
escolar;

3. Partilhar métodos e estratégias utilizadas no seu dia-dia.
1 - Visão distorcida dos outros
profissionais de educação:
     Baseando-se em pesquisa estatística (1977). Obteve-se
 dados indicativos do desconhecimento do papel do psicólogo
    escolar, confundido com o papel do psicólogo clínico.
•Diagnosticar e acompanhar clinicamente;
•Dar soluções imediatas aos problemas comportamentais.
O QUE ISSO VEM GERAR?

Resistência às soluções propostas pelo psicólogo
escolar

Na estrutura das relações já está definida, onde os
profissionais já adaptaram seus procedimentos às condições
existentes.
2 - CARACTERÍSTICAS DO PAPEL DO
PSICÓLOGO ESCOLAR

Agente de mudanças: Busca a mobilização da comunidade
   escolar com a finalidade de pensar juntos sua realidade.

       Participar da elaboração de currículos e programas
      educacionais: visando a qualidade de ensino, tanto em
relação a satisfação dos profissionais da educação quanto do
           rendimento e satisfação do aluno, podendo reduzir
    repetência e evasão escolares, pela motivação adequada.
2 - CARACTERÍSTICAS DO PAPEL DO
PSICÓLOGO ESCOLAR

  Participar da elaboração de currículos e programas educacionais:
     Questionar juntamente com a equipe técnica pedagógica os fatores
  culturais, sociais e econômicos de sua comunidade escolar, visando a
 qualidade de ensino, tanto em relação a satisfação dos profissionais da
                   educação quanto do rendimento e satisfação do aluno.

          Supervisionar e acompanhar a execução de programas de
         reeducação psicopedagógicas: Ao psicólogo escolar cabe a
   elucidação das causas, dinâmica e conseqüência psicológica de tais
                    processos, de cunho emocional ou maturacional.
COMPARTILHANDO MODELOS DE PRÁTICAS NO DIA-DIA
                     ESCOLAR:


• Acolhimentoe boas vindas de alunos novatos;
•Orientação Profissional ;
•Trabalhando o baixo rendimento escolar;
•Assessorando pais e professores

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Psicologia educacional
Psicologia educacionalPsicologia educacional
Psicologia educacional
flamarandr
 
02.psicologia escolar e educacional
02.psicologia escolar e educacional02.psicologia escolar e educacional
02.psicologia escolar e educacional
Rosenira Dantas II
 
11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...
11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...
11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...
GLEYDSON ROCHA
 
Psicologia educacional
Psicologia educacionalPsicologia educacional
Psicologia educacional
Ana Pereira
 
Psicopedagoga rj.com.br Psicopedagogia Institucional
Psicopedagoga rj.com.br   Psicopedagogia InstitucionalPsicopedagoga rj.com.br   Psicopedagogia Institucional
Psicopedagoga rj.com.br Psicopedagogia Institucional
PsicopedagogaRJ
 
Artigo a importância da psicologia da educação na práxis da pedagogia
Artigo a importância da psicologia da educação na práxis da pedagogiaArtigo a importância da psicologia da educação na práxis da pedagogia
Artigo a importância da psicologia da educação na práxis da pedagogia
SimoneHelenDrumond
 
O que é a psicologia educacional
O que é a psicologia educacionalO que é a psicologia educacional
O que é a psicologia educacional
patpeixoto
 
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e ClínicaFundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
Instituto Consciência GO
 

Mais procurados (20)

04 histórias, tendências e possibilidades.
04 histórias, tendências e possibilidades.04 histórias, tendências e possibilidades.
04 histórias, tendências e possibilidades.
 
Psicologia educacional
Psicologia educacionalPsicologia educacional
Psicologia educacional
 
02.psicologia escolar e educacional
02.psicologia escolar e educacional02.psicologia escolar e educacional
02.psicologia escolar e educacional
 
Psicologia Em Parceria Projeto
Psicologia Em Parceria ProjetoPsicologia Em Parceria Projeto
Psicologia Em Parceria Projeto
 
01 psicologia da educação
01 psicologia da educação01 psicologia da educação
01 psicologia da educação
 
11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...
11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...
11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...
 
03 psicologia e educação nossa historia nossa realidade
03 psicologia e educação nossa historia nossa realidade03 psicologia e educação nossa historia nossa realidade
03 psicologia e educação nossa historia nossa realidade
 
Psicologia escolar e Educacional
Psicologia escolar e EducacionalPsicologia escolar e Educacional
Psicologia escolar e Educacional
 
Psicologia educacional
Psicologia educacionalPsicologia educacional
Psicologia educacional
 
Psicologia educacionall
Psicologia educacionallPsicologia educacionall
Psicologia educacionall
 
Psicopedagoga rj.com.br Psicopedagogia Institucional
Psicopedagoga rj.com.br   Psicopedagogia InstitucionalPsicopedagoga rj.com.br   Psicopedagogia Institucional
Psicopedagoga rj.com.br Psicopedagogia Institucional
 
PSICOLOGIA ESCOLAR
PSICOLOGIA ESCOLARPSICOLOGIA ESCOLAR
PSICOLOGIA ESCOLAR
 
Artigo a importância da psicologia da educação na práxis da pedagogia
Artigo a importância da psicologia da educação na práxis da pedagogiaArtigo a importância da psicologia da educação na práxis da pedagogia
Artigo a importância da psicologia da educação na práxis da pedagogia
 
O que é a psicologia educacional
O que é a psicologia educacionalO que é a psicologia educacional
O que é a psicologia educacional
 
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e ClínicaFundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
 
Aula10 08-claudia
Aula10 08-claudiaAula10 08-claudia
Aula10 08-claudia
 
Traços Históricos da Psicopedagogia
Traços Históricos da PsicopedagogiaTraços Históricos da Psicopedagogia
Traços Históricos da Psicopedagogia
 
Fundamentos da Psicopedagogia
Fundamentos da PsicopedagogiaFundamentos da Psicopedagogia
Fundamentos da Psicopedagogia
 
psicopedagogia : sua historia, origem e campo de atuação
psicopedagogia : sua historia, origem e campo de atuaçãopsicopedagogia : sua historia, origem e campo de atuação
psicopedagogia : sua historia, origem e campo de atuação
 
Psicologia da educação
Psicologia da educaçãoPsicologia da educação
Psicologia da educação
 

Destaque

06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade
06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade
06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade
GLEYDSON ROCHA
 
Parecer de um aluno inteligênte mas agitado
Parecer de um aluno inteligênte mas agitadoParecer de um aluno inteligênte mas agitado
Parecer de um aluno inteligênte mas agitado
SimoneHelenDrumond
 
Psicologia Escolar
Psicologia EscolarPsicologia Escolar
Psicologia Escolar
Ester Oyola
 
Slide lara relação família escola
Slide lara relação família escolaSlide lara relação família escola
Slide lara relação família escola
Rosana Leite
 
Deveres dos pais em relação á educação dos
Deveres dos pais em relação á educação dosDeveres dos pais em relação á educação dos
Deveres dos pais em relação á educação dos
Leonarda Macedo
 

Destaque (11)

06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade
06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade
06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade
 
Parecer de um aluno inteligênte mas agitado
Parecer de um aluno inteligênte mas agitadoParecer de um aluno inteligênte mas agitado
Parecer de um aluno inteligênte mas agitado
 
Psicologia Escolar
Psicologia EscolarPsicologia Escolar
Psicologia Escolar
 
Slide lara relação família escola
Slide lara relação família escolaSlide lara relação família escola
Slide lara relação família escola
 
Psicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacionalPsicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacional
 
O relatório psicológico deve conter, modelo de laudo
O relatório psicológico deve conter, modelo de laudoO relatório psicológico deve conter, modelo de laudo
O relatório psicológico deve conter, modelo de laudo
 
Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...
Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...
Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...
 
Deveres dos pais em relação á educação dos
Deveres dos pais em relação á educação dosDeveres dos pais em relação á educação dos
Deveres dos pais em relação á educação dos
 
Psicologia da Educação
Psicologia da Educação Psicologia da Educação
Psicologia da Educação
 
COMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOSCOMO FAZER RELATÓRIOS
COMO FAZER RELATÓRIOS
 
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumond
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumondModelos de relatórios de alunos simone helen drumond
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumond
 

Semelhante a 83 cge 2010 novos paradigmas do psicologo escolar

Fundamentos da psicopedagogia
Fundamentos da psicopedagogiaFundamentos da psicopedagogia
Fundamentos da psicopedagogia
UNICEP
 
Histório e contextualização da Psicopedagogia
Histório e contextualização da PsicopedagogiaHistório e contextualização da Psicopedagogia
Histório e contextualização da Psicopedagogia
janpsicoped
 
A trajetória da psicopedagogia
A trajetória da psicopedagogiaA trajetória da psicopedagogia
A trajetória da psicopedagogia
Jamille Araújo
 
A atuação do psicólogo escolar multirreferencialidade, implicação e escuta ...
A atuação do psicólogo escolar   multirreferencialidade, implicação e escuta ...A atuação do psicólogo escolar   multirreferencialidade, implicação e escuta ...
A atuação do psicólogo escolar multirreferencialidade, implicação e escuta ...
Thiago Cardoso
 
Fundamentos epistemológicos da psicopedagogia
Fundamentos epistemológicos da psicopedagogiaFundamentos epistemológicos da psicopedagogia
Fundamentos epistemológicos da psicopedagogia
Vanessa Casaro
 
Fundamentos da Psicopedagogia
Fundamentos da PsicopedagogiaFundamentos da Psicopedagogia
Fundamentos da Psicopedagogia
psicologiainside
 
Pe como era e como deve ser
Pe como era e como deve serPe como era e como deve ser
Pe como era e como deve ser
mpsmarques
 
Psicopedagogia institucional
Psicopedagogia institucional Psicopedagogia institucional
Psicopedagogia institucional
Vanessa Casaro
 

Semelhante a 83 cge 2010 novos paradigmas do psicologo escolar (20)

Psi capítulo 4 slide
Psi capítulo 4 slidePsi capítulo 4 slide
Psi capítulo 4 slide
 
Fundamentos da psicopedagogia
Fundamentos da psicopedagogiaFundamentos da psicopedagogia
Fundamentos da psicopedagogia
 
Histório e contextualização da Psicopedagogia
Histório e contextualização da PsicopedagogiaHistório e contextualização da Psicopedagogia
Histório e contextualização da Psicopedagogia
 
Psicologia e Educação - Estágio Básico P
Psicologia e Educação - Estágio Básico PPsicologia e Educação - Estágio Básico P
Psicologia e Educação - Estágio Básico P
 
Trabalho de psicologia escolar ifrn
Trabalho de psicologia escolar ifrnTrabalho de psicologia escolar ifrn
Trabalho de psicologia escolar ifrn
 
A trajetória da psicopedagogia
A trajetória da psicopedagogiaA trajetória da psicopedagogia
A trajetória da psicopedagogia
 
A atuação do psicólogo escolar multirreferencialidade, implicação e escuta ...
A atuação do psicólogo escolar   multirreferencialidade, implicação e escuta ...A atuação do psicólogo escolar   multirreferencialidade, implicação e escuta ...
A atuação do psicólogo escolar multirreferencialidade, implicação e escuta ...
 
Fundamentos epistemológicos da psicopedagogia
Fundamentos epistemológicos da psicopedagogiaFundamentos epistemológicos da psicopedagogia
Fundamentos epistemológicos da psicopedagogia
 
Apresentação: Fundamentos da Psicopedagogia
Apresentação: Fundamentos da PsicopedagogiaApresentação: Fundamentos da Psicopedagogia
Apresentação: Fundamentos da Psicopedagogia
 
Fundamentos da Psicopedagogia Valdiana (1).ppt
Fundamentos da Psicopedagogia Valdiana (1).pptFundamentos da Psicopedagogia Valdiana (1).ppt
Fundamentos da Psicopedagogia Valdiana (1).ppt
 
Fundamentos da Psicopedagogia
Fundamentos da PsicopedagogiaFundamentos da Psicopedagogia
Fundamentos da Psicopedagogia
 
Pe como era e como deve ser
Pe como era e como deve serPe como era e como deve ser
Pe como era e como deve ser
 
Definiçao de conceito (salvo automaticamente)
Definiçao de conceito (salvo automaticamente)Definiçao de conceito (salvo automaticamente)
Definiçao de conceito (salvo automaticamente)
 
Artigo carolinakopschina
Artigo carolinakopschinaArtigo carolinakopschina
Artigo carolinakopschina
 
Introdução à psicologia capa
Introdução à psicologia capaIntrodução à psicologia capa
Introdução à psicologia capa
 
Psicopedagogia
Psicopedagogia Psicopedagogia
Psicopedagogia
 
Psicopedagogia, introodução, o que é como seguir
Psicopedagogia, introodução, o que é como seguirPsicopedagogia, introodução, o que é como seguir
Psicopedagogia, introodução, o que é como seguir
 
Psicopedagogia institucional
Psicopedagogia institucional Psicopedagogia institucional
Psicopedagogia institucional
 
Psicopedagogia no brasil
Psicopedagogia no brasilPsicopedagogia no brasil
Psicopedagogia no brasil
 
A importância do conhecimento em psicomotricidade artigo
A importância do conhecimento em psicomotricidade   artigoA importância do conhecimento em psicomotricidade   artigo
A importância do conhecimento em psicomotricidade artigo
 

83 cge 2010 novos paradigmas do psicologo escolar

  • 1.
  • 2. NOVOS PARADÍGMAS NA PRÁTICA DO PSICÓLOGO ESCOLAR
  • 3. CÁSSIA FREITAS CHEFE DO SETOR DE GESTÃO EDUCACIONAL (EM EXERCÍCIO) Profª Ms. Aparecida de Cássia Mendes de Freitas, Psicóloga, Psicopedagoga e professora Universitária. Psicólogo Clínico: Formação em Terapia Email – cassiafreitas@hotmail.com de Regressão de memória, Master memória Practitioner em Programação Neurolinguistica. Curso de Hipnose Orientador Profissional Email – joaoarnaldo@geo.com.br
  • 4. OBJETIVO: SOCIALIZAR E INTEGRAR EXPERIÊNCIAS PRÁTICAS EM PSICOLOGIA EXISTENTES NO SISTEMA DE ENSINO GEO.
  • 7. Como tudo surge.... SEGUNDA METADE DA DÉCADA DE 1970 DO SÉCULO PASSADO: • Movimento de reflexão e crítica a respeito das relações entre a Psicologia e a Educação buscando compreender os determinantes históricos e sociais da formação e da atuação do Psicólogo escolar; • A Psicologia escolar em geral aparecia como descontextualizada não-critíca e produzindo-se principalmente na Educação Especial; •As críticas centravam-se na formação acadêmica cuja prioridade era a intervenção clínica remediativa e as avaliações psicométricas descontextualizadas acarretando a patologização dos fenômenos escolares; •Muitos questionamentos acerca da universalização das teorias psicológicas e das técnicas de avaliação;
  • 8. NOVA CONTEXTUALIZAÇÃO: A Psicologia Escolar no Brasil está entrando em uma nova fase, na qual se multiplicam ações afirmativas que dão respostas a vigorosas e pertinentes críticas formuladas sobretudo na década de 1980.
  • 9. UM NOVO OLHAR SOBRE A PSICOLOGIA ESCOLAR: • Paradigma emergente - multifacetado, porém caracterizada por expressões comuns que a identificam; • Pode ser reconhecida mais pelas ações dos profissionais do que pelo discurso; • O discurso da crítica permitiu identificar práticas de psicólogos mal orientados,vítimas de um ensino apoiado em concepções hoje reconhecidamente equivocadas e claramente inapropriadas para nossa realidade social; • Tal ensino produziu práticas que abusaram da psicometria, que geraram diagnósticos e prognósticos mal fundamentados, que transformaram indivíduos em problemas; • Nessas práticas, fenômenos psicológicos dinâmicos e complexos foram coisificados e tratados á revelia dos contextos socioculturais que os produziram.
  • 10. A NOVA PSICOLOGIA ESCOLAR ESTÁ SE FAZENDO PRESENTE MAIS NA PRÁTICA DO QUE NO DISCURSO: Na elaboração de políticas educacionais; Na instituição escolar; No planejamento e avaliação de programas de ensino; Na capacitação de docentes; Nas relações da escola com as famílias e comunidades; No enfretamento dos problemas de aprendizagem e de ensino; No atendimento educacional a portadores de necessidades especiais; Na supervisão de estágios em cursos de Psicologia; Em postos de saúde; Em consultórios particulares; Na docência no ensino superior.
  • 11. O CONHECIMENTO PLURAL A prática precisa ser interdisciplinar: Noções de psicologias que tem reflexo na Educação – Psicologia geral, Psicologia social, Psicologia do desenvolvimento, Psicologia da educação. Inclui ainda noções de Pedagogia, Didática, Filosofia da educação. (ciências educacionais).
  • 12. OS NOVOS PSICÓLOGOS DESENVOLVEM PRÁTICAS COM UM DENOMINADOR COMUM, A SABER, A MAIOR ADEQUAÇÃO ÀS NECESSIDADES DA REALIDADE SOCIAL BRASILEIRA.
  • 13. REFLETINDO EM GRUPO SOBRE O ANTES E O AGORA Em equipe cada grupo discutirá as principais características de como o psicólogo atuava antes e hoje como isso se dá.
  • 14. Psicólogo escolar; outros profissionais; interação. 1.Visão distorcida dos outros profissionais da educação; 2.Quais as principais características do papel do psicólogo escolar; 3. Partilhar métodos e estratégias utilizadas no seu dia-dia.
  • 15. 1 - Visão distorcida dos outros profissionais de educação: Baseando-se em pesquisa estatística (1977). Obteve-se dados indicativos do desconhecimento do papel do psicólogo escolar, confundido com o papel do psicólogo clínico. •Diagnosticar e acompanhar clinicamente; •Dar soluções imediatas aos problemas comportamentais.
  • 16. O QUE ISSO VEM GERAR? Resistência às soluções propostas pelo psicólogo escolar Na estrutura das relações já está definida, onde os profissionais já adaptaram seus procedimentos às condições existentes.
  • 17. 2 - CARACTERÍSTICAS DO PAPEL DO PSICÓLOGO ESCOLAR Agente de mudanças: Busca a mobilização da comunidade escolar com a finalidade de pensar juntos sua realidade. Participar da elaboração de currículos e programas educacionais: visando a qualidade de ensino, tanto em relação a satisfação dos profissionais da educação quanto do rendimento e satisfação do aluno, podendo reduzir repetência e evasão escolares, pela motivação adequada.
  • 18. 2 - CARACTERÍSTICAS DO PAPEL DO PSICÓLOGO ESCOLAR Participar da elaboração de currículos e programas educacionais: Questionar juntamente com a equipe técnica pedagógica os fatores culturais, sociais e econômicos de sua comunidade escolar, visando a qualidade de ensino, tanto em relação a satisfação dos profissionais da educação quanto do rendimento e satisfação do aluno. Supervisionar e acompanhar a execução de programas de reeducação psicopedagógicas: Ao psicólogo escolar cabe a elucidação das causas, dinâmica e conseqüência psicológica de tais processos, de cunho emocional ou maturacional.
  • 19. COMPARTILHANDO MODELOS DE PRÁTICAS NO DIA-DIA ESCOLAR: • Acolhimentoe boas vindas de alunos novatos; •Orientação Profissional ; •Trabalhando o baixo rendimento escolar; •Assessorando pais e professores

Notas do Editor

  1. APRESENTADO POR CASSIA
  2. CADA PESSOA TIRA UM ENVELOPE. SE APRESENTA DIZENDO DE ONDE VEIO, QUAL SUA EXPECTATIVA E SUA FUNCAO NA ESCOLA. APÓS ISSO ABRE O ENVELOPE E DIZ COMO USARIA ESSE RECURSO EM SUA REALIDADE. DINAMICA APRESENTADA POR ARNALDO
  3. CADA PESSOA TIRA UM ENVELOPE. SE APRESENTA DIZENDO DE ONDE VEIO, QUAL SUA EXPECTATIVA E SUA FUNCAO NA ESCOLA. APÓS ISSO ABRE O ENVELOPE E DIZ COMO USARIA ESSE RECURSO EM SUA REALIDADE. DINAMICA APRESENTADA POR ARNALDO
  4. APRESENTADO POR CASSIA
  5. APRESENTADO POR CASSIA
  6. APRESENTADO POR CASSIA
  7. APRESENTADO POR CASSIA
  8. APRESENTADO POR CASSIA
  9. APRESENTADO POR CASSIA
  10. APRESENTADO POR CASSIA - DIVIDIR EM 3 OU 4 GRUPOS PARA DISCUTIR ESSAS DIFERENCAS. DISTRIBUIR CARTOLINAS E PINCEL ALEM DE TESOURAS E REVISTAS PARA RECORTES DE ILUSTRACAO. TEMPO: 20MIN PARA MONAGEM E 15 PARA APRESENTACAO. ORIENTADO POR CASSIA
  11. APRESENTADO POR ARNALDO
  12. APRESENTADO POR ARNALDO
  13. APRESENTADO POR ARNALDO
  14. APRESENTADO POR ARNALDO
  15. APRESENTADO POR ARNALDO
  16. APRESENTADO POR ARNALDO. AQUI SERA ENTREGUE O KIT COM EXPLICACAO DE ALGUMAS ATIVIDADES REALIZADAS NO DIA-DIA.