SlideShare uma empresa Scribd logo
CONCEITOS
ESCATOLÓGICOS
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
INTRODUÇÃO
Jesus irá descer e vir do Céu ao som de um grande brado
de Deus. Nesta passagem bíblica não está claro quem dá
o brado, ou a palavra de ordem ou de comando. Este
brado provavelmente virá do Pai e também do Filho.
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
Geralmente Deus repreende Seus inimigos ou os poderes
opositores da natureza (Sl 29:3- 9; Is 17:13; 50:2) com um
grande brado (algumas traduções dizem ‘palavra de
ordem’ – keleusma). Deus repreende as águas hostis (Sl
104:6-7; 106:9).
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
DESENVOLVIMENTO
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
PALAVRA DE ORDEM
Em 2 Ts 4:16, o Pai dá a palavra de ordem divina.
25 ... os que nos desviamos daquele que dos céus nos
adverte, 26 aquele, cuja voz abalou, então, a terra; agora,
porém, ele promete, dizendo: Ainda uma vez por todas,
farei abalar não só a terra, mas também o céu. (Hb 12:25-
26)
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
O Pai zomba das nações (Sl 2:1-3) que se atrevam a opor-
se de Sua escolha de fazer Jesus o Rei sobre todas as
nações.
“Ri-se aquele que habita nos céus; o Senhor zomba deles.
5 Na sua ira, a seu tempo, lhes há de falar e no seu furor
os confundirá. 6 Eu, porém, constituí o meu Rei (Jesus)
sobre o meu santo monte Sião (Jerusalém depois da
Segunda Vinda)”. (Sl 2:4-6)
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
Jesus irá governar as nações intercedendo ao Pai. Isto se
chama nas Escrituras a ‘vara de ferro de Sua boca’ (Ap
19:15; 12:5; Sl 2:7, 9; 110:2; Is 11:4), o instrumento que
Jesus irá usar para ferir a terra. É a mesma vara que Ele
usou quando criou os céus e a terra ao dizer a palavra
“Haja”, em Gênesis 1.
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
A VOZ DO ARCANJO
Ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os
mortos em Cristo ressuscitarão primeiro (1 Ts 4:16).
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
Neste versículo, Paulo descreveu a atividade de um
arcanjo. Os arcanjos também são chamados de “anjos
poderosos”, possuindo uma alta posição hierárquica na
estrutura autoritária celestial.
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
Este poderoso arcanjo provavelmente colocará em ação a
dimensão da estratégia de batalha. Outros anjos
poderosos também virão com Jesus para tomar vingança
sobre os inimigos de Deus.
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
A TROMBETA DE DEUS
16 Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de
ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta
de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo
ressuscitarão primeiro; (1 Ts 4:16)
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
O soar desta trombeta indica que se iniciará uma guerra
santa entre Jesus e o Anticristo e seu exército. As
trombetas foram usadas para sinalizar o ajuntamento e a
movimentação de tropas de guerra (Jz 3:27; 6:34; 1 Sm
13:3).
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
Em Apocalipse, os anjos soam trombetas liberando os
juízos de Deus (Ap 8: 2, 6, 7, 8, 10, 12).
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
JESUS RECUSSITARÁ OS MORTOS
“Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de
ordem... e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro;
depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos
arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o
encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para
sempre com o Senhor”. (1 Ts 4:16-17)
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
Alguns santos da Igreja de Tessalônica estavam afligidos,
porque acreditavam que a morte dos seus entes e amigos
queridos tinha impedido sua participação na glória da
Segunda Vinda de Jesus. Neste texto, Paulo assegura aos
tessalonicenses que os vivos não terão maiores
privilégios que os falecidos em Cristo na vinda do Senhor.
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
Os mortos não poderão ser arrebatados até que antes
voltem à vida. Paulo afirmou que a ressurreição virá
antes do Arrebatamento. Em outras palavras, eles
voltarão a viver para participar do Arrebatamento.
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
Primeiro, eles ressuscitarão, e depois serão levados à
presença de Jesus durante o Arrebatamento. Paulo
respondeu à aflição dos tessalonicenses, e explicou que
os falecidos não serão impedidos de participar da
Segunda Vinda de Jesus.
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
Paulo assegurou-os que antes que os vivos sejam
arrebatados, os mortos em Cristo ressurgirão para a vida
a fim de serem posicionados para participar da glória dos
eventos da Segunda Vinda.
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
SOBRE AS NUVENS CELESTIAIS SOBRENATURAIS
“... depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos
arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o
encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para
sempre com o Senhor”. (1 Ts 4:17)
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
As nuvens do Céu não são nuvens naturais, mas nuvens
celestiais sobrenaturais. Estas nuvens são o meio de
transporte entre o Céu e a terra. São usadas também
para esconder a presença majestosa de Deus (Lc 9:34-35;
Ex 14:20; 20:21; Dt 4:11; 5:22-23;
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
O ESPLENDOR DA VINDA DE JESUS: GLÓRIA E FOGO
(COMO RELÂMPAGO)
“Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se
mostra até no ocidente, assim há de ser a vinda do Filho
do Homem”. (Mt 24:27)
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
TERREMOTOS E TODA A TERRA SERÁ SACUDIDA
“Pois assim diz o SENHOR dos Exércitos: Ainda uma vez,
dentro em pouco, farei abalar o céu, a terra, o mar e a
terra seca; 7 farei abalar todas as nações...”. (Ag 2:6-7)
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
O SILÊNCIO COBRIRÁ A FACE DA TERRA NA SEGUNDA
VINDA DE JESUS
“O SENHOR, porém, está no seu santo templo; cale-se
diante dele toda a terra”. (Hc 2:20)
“Cale-se toda carne diante do SENHOR, porque ele se
levantou da sua santa morada”. (Zc 2:13)
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
OS SANTOS IRÃO SE MARAVILHAR COM JESUS
“quando vier para ser glorificado nos seus santos e ser
admirado (maravilhado) em todos os que creram”. (2 Ts
1:10)
“O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso
espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e
irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”. (1
Ts 5:23)
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
A SÉTIMA TROMBETA
O Apóstolo João descreveu em Ap 11:14-19 os
acontecimentos do momento do soar da Sétima
Trombeta, na Segunda Vinda de Jesus. A este momento,
Deus exerce o Seu poder soberano sobre as nações da
terra para possuí-las, enquanto que inicia o Seu Reino
Milenar.
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
É o tempo do derramamento da ira de Deus sobre as
nações, da proclamação do julgamento aos mortos
(incrédulos), do galardão dado aos santos e da destruição
das pessoas que destroem a terra. Em outras palavras,
nestes versículos, João enfatizou os impactos
consequentes da Sétima Trombeta, sem detalhar os
juízos terríveis que ele mesmo descreveu depois nos
capítulos 15 e 16 de Apocalipse.
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
CONCLUSÃO
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
Deus brada palavras de ordem para liberar o Seu poder
para destruir os Seus inimigos e libertar o Seu povo. As
palavras de ordens são usadas por Deus para direcionar o
Seu exército e aterrorizar os Seus inimigos (Ap 2:16;
19:15-16).
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
A palavra de ordem de Deus libera o fogo e a espada, à
disposição de Jesus. A voz de Jesus abalará os céus e a
terra (Hb 12:26).
CONCEITOS ESCATOLÓGICOS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução Bíblica
Introdução BíblicaIntrodução Bíblica
Introdução Bíblica
Viva a Igreja
 
4 fundamentos bíblicos escatológicos ii
4 fundamentos bíblicos escatológicos ii4 fundamentos bíblicos escatológicos ii
4 fundamentos bíblicos escatológicos ii
faculdadeteologica
 
Lição 13 - As Orações dos Santos no Altar de Ouro
Lição 13 - As Orações dos Santos no Altar de OuroLição 13 - As Orações dos Santos no Altar de Ouro
Lição 13 - As Orações dos Santos no Altar de Ouro
Éder Tomé
 
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de DeusLição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Éder Tomé
 
7. arrebatamento
7. arrebatamento7. arrebatamento
7. arrebatamento
Moisés Sampaio
 
Escatologia_Parte1_IBADEP
Escatologia_Parte1_IBADEPEscatologia_Parte1_IBADEP
Escatologia_Parte1_IBADEP
Natalino das Neves Neves
 
Princípios do culto a Deus
Princípios do culto a DeusPrincípios do culto a Deus
Princípios do culto a Deus
Meire Soares Magalhães
 
Escatologia, o estudo das últimas coisas
Escatologia, o estudo das últimas coisas Escatologia, o estudo das últimas coisas
Escatologia, o estudo das últimas coisas
ANTONIO CORDEIRO DA SILVA - ADORADOR
 
Evangelismo pessoal
Evangelismo pessoalEvangelismo pessoal
Evangelismo pessoal
Antonio Filho
 
ESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOS
ESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOSESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOS
ESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOS
EVANGELISTA SOARES
 
Slides panorama do velho testamento 2
Slides   panorama do velho testamento 2Slides   panorama do velho testamento 2
Slides panorama do velho testamento 2
Rosana Eugenio Dos Santos
 
21. o livro de neemias
21. o livro de neemias21. o livro de neemias
21. o livro de neemias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Márcio Martins
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.
Márcio Martins
 
Escatologia
EscatologiaEscatologia
Escatologia
WALKYRIA1965
 
Escatologia - um estudo introdutório
Escatologia - um estudo introdutórioEscatologia - um estudo introdutório
Escatologia - um estudo introdutório
Viva a Igreja
 
10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii
faculdadeteologica
 
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de PurificaçãoLição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
Éder Tomé
 
Os Quatro Evangelhos
Os Quatro EvangelhosOs Quatro Evangelhos
Os Quatro Evangelhos
Michele L D Pain
 

Mais procurados (20)

Introdução Bíblica
Introdução BíblicaIntrodução Bíblica
Introdução Bíblica
 
4 fundamentos bíblicos escatológicos ii
4 fundamentos bíblicos escatológicos ii4 fundamentos bíblicos escatológicos ii
4 fundamentos bíblicos escatológicos ii
 
Lição 13 - As Orações dos Santos no Altar de Ouro
Lição 13 - As Orações dos Santos no Altar de OuroLição 13 - As Orações dos Santos no Altar de Ouro
Lição 13 - As Orações dos Santos no Altar de Ouro
 
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de DeusLição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
 
7. arrebatamento
7. arrebatamento7. arrebatamento
7. arrebatamento
 
Escatologia_Parte1_IBADEP
Escatologia_Parte1_IBADEPEscatologia_Parte1_IBADEP
Escatologia_Parte1_IBADEP
 
Princípios do culto a Deus
Princípios do culto a DeusPrincípios do culto a Deus
Princípios do culto a Deus
 
Escatologia, o estudo das últimas coisas
Escatologia, o estudo das últimas coisas Escatologia, o estudo das últimas coisas
Escatologia, o estudo das últimas coisas
 
Evangelismo pessoal
Evangelismo pessoalEvangelismo pessoal
Evangelismo pessoal
 
ESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOS
ESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOSESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOS
ESCATOLOGIA: VISÃO GERAL PANORÂMICA FINAIS DOS TEMPOS
 
Slides panorama do velho testamento 2
Slides   panorama do velho testamento 2Slides   panorama do velho testamento 2
Slides panorama do velho testamento 2
 
21. o livro de neemias
21. o livro de neemias21. o livro de neemias
21. o livro de neemias
 
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
 
A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.
 
Escatologia
EscatologiaEscatologia
Escatologia
 
Escatologia - um estudo introdutório
Escatologia - um estudo introdutórioEscatologia - um estudo introdutório
Escatologia - um estudo introdutório
 
10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii
 
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de PurificaçãoLição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
Lição 5 – A Pia de Bronze: Lugar de Purificação
 
Os Quatro Evangelhos
Os Quatro EvangelhosOs Quatro Evangelhos
Os Quatro Evangelhos
 

Destaque

6 escatologia em isaías
6 escatologia em isaías6 escatologia em isaías
6 escatologia em isaías
faculdadeteologica
 
8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i
faculdadeteologica
 
7 escatologia em daniel
7 escatologia em daniel7 escatologia em daniel
7 escatologia em daniel
faculdadeteologica
 
1 introdução à escatologia i
1 introdução à escatologia i1 introdução à escatologia i
1 introdução à escatologia i
faculdadeteologica
 
2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii
faculdadeteologica
 
3 fundamentos bíblicos escatológicos i
3 fundamentos bíblicos escatológicos i3 fundamentos bíblicos escatológicos i
3 fundamentos bíblicos escatológicos i
faculdadeteologica
 
ética cristã
ética cristãética cristã
ética cristã
faculdadeteologica
 
psicologia social
psicologia socialpsicologia social
psicologia social
faculdadeteologica
 
psicologia da religião
psicologia da religiãopsicologia da religião
psicologia da religião
faculdadeteologica
 
introdução á psicanálise
introdução á psicanáliseintrodução á psicanálise
introdução á psicanálise
faculdadeteologica
 
psicologia da educação
psicologia da educaçãopsicologia da educação
psicologia da educação
faculdadeteologica
 
introdução à psicologia
introdução à psicologiaintrodução à psicologia
introdução à psicologia
faculdadeteologica
 
psicologia pastoral
psicologia pastoralpsicologia pastoral
psicologia pastoral
faculdadeteologica
 
aconselhamento pastoral
aconselhamento pastoralaconselhamento pastoral
aconselhamento pastoral
faculdadeteologica
 
psicologia familiar
psicologia familiarpsicologia familiar
psicologia familiar
faculdadeteologica
 
psicologia e liderança
psicologia e liderançapsicologia e liderança
psicologia e liderança
faculdadeteologica
 

Destaque (16)

6 escatologia em isaías
6 escatologia em isaías6 escatologia em isaías
6 escatologia em isaías
 
8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i
 
7 escatologia em daniel
7 escatologia em daniel7 escatologia em daniel
7 escatologia em daniel
 
1 introdução à escatologia i
1 introdução à escatologia i1 introdução à escatologia i
1 introdução à escatologia i
 
2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii
 
3 fundamentos bíblicos escatológicos i
3 fundamentos bíblicos escatológicos i3 fundamentos bíblicos escatológicos i
3 fundamentos bíblicos escatológicos i
 
ética cristã
ética cristãética cristã
ética cristã
 
psicologia social
psicologia socialpsicologia social
psicologia social
 
psicologia da religião
psicologia da religiãopsicologia da religião
psicologia da religião
 
introdução á psicanálise
introdução á psicanáliseintrodução á psicanálise
introdução á psicanálise
 
psicologia da educação
psicologia da educaçãopsicologia da educação
psicologia da educação
 
introdução à psicologia
introdução à psicologiaintrodução à psicologia
introdução à psicologia
 
psicologia pastoral
psicologia pastoralpsicologia pastoral
psicologia pastoral
 
aconselhamento pastoral
aconselhamento pastoralaconselhamento pastoral
aconselhamento pastoral
 
psicologia familiar
psicologia familiarpsicologia familiar
psicologia familiar
 
psicologia e liderança
psicologia e liderançapsicologia e liderança
psicologia e liderança
 

Semelhante a 5 conceitos escatológicos

Parousia o arrebatamento da igreja
Parousia   o arrebatamento da igrejaParousia   o arrebatamento da igreja
Parousia o arrebatamento da igreja
jonasfreitasdejesus
 
A segunda vinda de cristo.
A segunda vinda de cristo.A segunda vinda de cristo.
A segunda vinda de cristo.
Hamilton Souza
 
Arrebatamento
ArrebatamentoArrebatamento
Arrebatamento
Nelson Pereira
 
A Plenitude do Reino de Deus - Aula EBD - Lição 13 | 25 de setembro de 2011
A Plenitude do Reino de Deus - Aula EBD - Lição 13 | 25 de setembro de 2011A Plenitude do Reino de Deus - Aula EBD - Lição 13 | 25 de setembro de 2011
A Plenitude do Reino de Deus - Aula EBD - Lição 13 | 25 de setembro de 2011
Frederico Fonseca
 
O arrebatamento da igreja de cristo
O arrebatamento da igreja de cristoO arrebatamento da igreja de cristo
O arrebatamento da igreja de cristo
Carlos Almeida
 
Arrebatamento de igreja
Arrebatamento de igreja Arrebatamento de igreja
Arrebatamento de igreja
Sandra Dias
 
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp027 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
Esdras Santana Soares
 
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPAD
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPADLição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPAD
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPAD
José Pereira
 
Palestra escatologia bíblica
Palestra escatologia bíblicaPalestra escatologia bíblica
Palestra escatologia bíblica
ADMILTON SOARES
 
Palestra Escatologia Bíblica.pdf
Palestra Escatologia Bíblica.pdfPalestra Escatologia Bíblica.pdf
Palestra Escatologia Bíblica.pdf
Lázaro Marks
 
ARREBATAMENTO.pdf escatologia professor Cícero
ARREBATAMENTO.pdf  escatologia professor CíceroARREBATAMENTO.pdf  escatologia professor Cícero
ARREBATAMENTO.pdf escatologia professor Cícero
Claudianemunk1
 
LIÇÃO 05 – O ARREBATAMENTO DA IGREJA
LIÇÃO 05 – O ARREBATAMENTO DA IGREJALIÇÃO 05 – O ARREBATAMENTO DA IGREJA
LIÇÃO 05 – O ARREBATAMENTO DA IGREJA
Lourinaldo Serafim
 
Licao7
Licao7Licao7
licao7.pps
licao7.ppslicao7.pps
A Plenitude do Reino de Deus
A Plenitude do Reino de DeusA Plenitude do Reino de Deus
A Plenitude do Reino de Deus
CONTATO Gráfica e Camisetas
 
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate027 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
uili santana
 
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoLição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Erberson Pinheiro
 
O Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaO Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da Igreja
Márcio Martins
 
Eventos escatolottt
Eventos escatolotttEventos escatolottt
Eventos escatolottt
Francisco Gil Morais Tomas
 
Escatologia
EscatologiaEscatologia
Escatologia
Jose Ventura
 

Semelhante a 5 conceitos escatológicos (20)

Parousia o arrebatamento da igreja
Parousia   o arrebatamento da igrejaParousia   o arrebatamento da igreja
Parousia o arrebatamento da igreja
 
A segunda vinda de cristo.
A segunda vinda de cristo.A segunda vinda de cristo.
A segunda vinda de cristo.
 
Arrebatamento
ArrebatamentoArrebatamento
Arrebatamento
 
A Plenitude do Reino de Deus - Aula EBD - Lição 13 | 25 de setembro de 2011
A Plenitude do Reino de Deus - Aula EBD - Lição 13 | 25 de setembro de 2011A Plenitude do Reino de Deus - Aula EBD - Lição 13 | 25 de setembro de 2011
A Plenitude do Reino de Deus - Aula EBD - Lição 13 | 25 de setembro de 2011
 
O arrebatamento da igreja de cristo
O arrebatamento da igreja de cristoO arrebatamento da igreja de cristo
O arrebatamento da igreja de cristo
 
Arrebatamento de igreja
Arrebatamento de igreja Arrebatamento de igreja
Arrebatamento de igreja
 
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp027 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
 
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPAD
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPADLição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPAD
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPAD
 
Palestra escatologia bíblica
Palestra escatologia bíblicaPalestra escatologia bíblica
Palestra escatologia bíblica
 
Palestra Escatologia Bíblica.pdf
Palestra Escatologia Bíblica.pdfPalestra Escatologia Bíblica.pdf
Palestra Escatologia Bíblica.pdf
 
ARREBATAMENTO.pdf escatologia professor Cícero
ARREBATAMENTO.pdf  escatologia professor CíceroARREBATAMENTO.pdf  escatologia professor Cícero
ARREBATAMENTO.pdf escatologia professor Cícero
 
LIÇÃO 05 – O ARREBATAMENTO DA IGREJA
LIÇÃO 05 – O ARREBATAMENTO DA IGREJALIÇÃO 05 – O ARREBATAMENTO DA IGREJA
LIÇÃO 05 – O ARREBATAMENTO DA IGREJA
 
Licao7
Licao7Licao7
Licao7
 
licao7.pps
licao7.ppslicao7.pps
licao7.pps
 
A Plenitude do Reino de Deus
A Plenitude do Reino de DeusA Plenitude do Reino de Deus
A Plenitude do Reino de Deus
 
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate027 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
 
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoLição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
 
O Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaO Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da Igreja
 
Eventos escatolottt
Eventos escatolotttEventos escatolottt
Eventos escatolottt
 
Escatologia
EscatologiaEscatologia
Escatologia
 

Mais de faculdadeteologica

8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i
faculdadeteologica
 
9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse ii9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse ii
faculdadeteologica
 
10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii
faculdadeteologica
 
8 natureza e missão da teologia
8 natureza e missão da teologia8 natureza e missão da teologia
8 natureza e missão da teologia
faculdadeteologica
 
10 mobilização missionária
10 mobilização missionária10 mobilização missionária
10 mobilização missionária
faculdadeteologica
 
9 missão urbana
9 missão urbana9 missão urbana
9 missão urbana
faculdadeteologica
 
7 teologia da missão
7 teologia da missão7 teologia da missão
7 teologia da missão
faculdadeteologica
 
6 a missão da igreja
6 a missão da igreja6 a missão da igreja
6 a missão da igreja
faculdadeteologica
 
5 missão integral das igrejas
5 missão integral das igrejas5 missão integral das igrejas
5 missão integral das igrejas
faculdadeteologica
 
4 antropologia missionária
4 antropologia missionária4 antropologia missionária
4 antropologia missionária
faculdadeteologica
 
3 fundamentos bíblicos da missão
3 fundamentos bíblicos da missão3 fundamentos bíblicos da missão
3 fundamentos bíblicos da missão
faculdadeteologica
 
2 teologia da m issão
2 teologia da m issão2 teologia da m issão
2 teologia da m issão
faculdadeteologica
 
1 introdução à missiologia
1 introdução à missiologia1 introdução à missiologia
1 introdução à missiologia
faculdadeteologica
 
02 doutrinas bíblicas
02 doutrinas bíblicas02 doutrinas bíblicas
02 doutrinas bíblicas
faculdadeteologica
 
doutrinas bíblicas
doutrinas bíblicasdoutrinas bíblicas
doutrinas bíblicas
faculdadeteologica
 

Mais de faculdadeteologica (15)

8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i
 
9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse ii9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse ii
 
10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii
 
8 natureza e missão da teologia
8 natureza e missão da teologia8 natureza e missão da teologia
8 natureza e missão da teologia
 
10 mobilização missionária
10 mobilização missionária10 mobilização missionária
10 mobilização missionária
 
9 missão urbana
9 missão urbana9 missão urbana
9 missão urbana
 
7 teologia da missão
7 teologia da missão7 teologia da missão
7 teologia da missão
 
6 a missão da igreja
6 a missão da igreja6 a missão da igreja
6 a missão da igreja
 
5 missão integral das igrejas
5 missão integral das igrejas5 missão integral das igrejas
5 missão integral das igrejas
 
4 antropologia missionária
4 antropologia missionária4 antropologia missionária
4 antropologia missionária
 
3 fundamentos bíblicos da missão
3 fundamentos bíblicos da missão3 fundamentos bíblicos da missão
3 fundamentos bíblicos da missão
 
2 teologia da m issão
2 teologia da m issão2 teologia da m issão
2 teologia da m issão
 
1 introdução à missiologia
1 introdução à missiologia1 introdução à missiologia
1 introdução à missiologia
 
02 doutrinas bíblicas
02 doutrinas bíblicas02 doutrinas bíblicas
02 doutrinas bíblicas
 
doutrinas bíblicas
doutrinas bíblicasdoutrinas bíblicas
doutrinas bíblicas
 

Último

A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 

Último (15)

A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 

5 conceitos escatológicos

  • 3. Jesus irá descer e vir do Céu ao som de um grande brado de Deus. Nesta passagem bíblica não está claro quem dá o brado, ou a palavra de ordem ou de comando. Este brado provavelmente virá do Pai e também do Filho. CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 4. Geralmente Deus repreende Seus inimigos ou os poderes opositores da natureza (Sl 29:3- 9; Is 17:13; 50:2) com um grande brado (algumas traduções dizem ‘palavra de ordem’ – keleusma). Deus repreende as águas hostis (Sl 104:6-7; 106:9). CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 6. PALAVRA DE ORDEM Em 2 Ts 4:16, o Pai dá a palavra de ordem divina. 25 ... os que nos desviamos daquele que dos céus nos adverte, 26 aquele, cuja voz abalou, então, a terra; agora, porém, ele promete, dizendo: Ainda uma vez por todas, farei abalar não só a terra, mas também o céu. (Hb 12:25- 26) CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 7. O Pai zomba das nações (Sl 2:1-3) que se atrevam a opor- se de Sua escolha de fazer Jesus o Rei sobre todas as nações. “Ri-se aquele que habita nos céus; o Senhor zomba deles. 5 Na sua ira, a seu tempo, lhes há de falar e no seu furor os confundirá. 6 Eu, porém, constituí o meu Rei (Jesus) sobre o meu santo monte Sião (Jerusalém depois da Segunda Vinda)”. (Sl 2:4-6) CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 8. Jesus irá governar as nações intercedendo ao Pai. Isto se chama nas Escrituras a ‘vara de ferro de Sua boca’ (Ap 19:15; 12:5; Sl 2:7, 9; 110:2; Is 11:4), o instrumento que Jesus irá usar para ferir a terra. É a mesma vara que Ele usou quando criou os céus e a terra ao dizer a palavra “Haja”, em Gênesis 1. CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 9. A VOZ DO ARCANJO Ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro (1 Ts 4:16). CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 10. Neste versículo, Paulo descreveu a atividade de um arcanjo. Os arcanjos também são chamados de “anjos poderosos”, possuindo uma alta posição hierárquica na estrutura autoritária celestial. CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 11. Este poderoso arcanjo provavelmente colocará em ação a dimensão da estratégia de batalha. Outros anjos poderosos também virão com Jesus para tomar vingança sobre os inimigos de Deus. CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 12. A TROMBETA DE DEUS 16 Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; (1 Ts 4:16) CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 13. O soar desta trombeta indica que se iniciará uma guerra santa entre Jesus e o Anticristo e seu exército. As trombetas foram usadas para sinalizar o ajuntamento e a movimentação de tropas de guerra (Jz 3:27; 6:34; 1 Sm 13:3). CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 14. Em Apocalipse, os anjos soam trombetas liberando os juízos de Deus (Ap 8: 2, 6, 7, 8, 10, 12). CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 15. JESUS RECUSSITARÁ OS MORTOS “Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem... e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor”. (1 Ts 4:16-17) CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 16. Alguns santos da Igreja de Tessalônica estavam afligidos, porque acreditavam que a morte dos seus entes e amigos queridos tinha impedido sua participação na glória da Segunda Vinda de Jesus. Neste texto, Paulo assegura aos tessalonicenses que os vivos não terão maiores privilégios que os falecidos em Cristo na vinda do Senhor. CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 17. Os mortos não poderão ser arrebatados até que antes voltem à vida. Paulo afirmou que a ressurreição virá antes do Arrebatamento. Em outras palavras, eles voltarão a viver para participar do Arrebatamento. CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 18. Primeiro, eles ressuscitarão, e depois serão levados à presença de Jesus durante o Arrebatamento. Paulo respondeu à aflição dos tessalonicenses, e explicou que os falecidos não serão impedidos de participar da Segunda Vinda de Jesus. CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 19. Paulo assegurou-os que antes que os vivos sejam arrebatados, os mortos em Cristo ressurgirão para a vida a fim de serem posicionados para participar da glória dos eventos da Segunda Vinda. CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 20. SOBRE AS NUVENS CELESTIAIS SOBRENATURAIS “... depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor”. (1 Ts 4:17) CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 21. As nuvens do Céu não são nuvens naturais, mas nuvens celestiais sobrenaturais. Estas nuvens são o meio de transporte entre o Céu e a terra. São usadas também para esconder a presença majestosa de Deus (Lc 9:34-35; Ex 14:20; 20:21; Dt 4:11; 5:22-23; CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 22. O ESPLENDOR DA VINDA DE JESUS: GLÓRIA E FOGO (COMO RELÂMPAGO) “Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até no ocidente, assim há de ser a vinda do Filho do Homem”. (Mt 24:27) CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 23. TERREMOTOS E TODA A TERRA SERÁ SACUDIDA “Pois assim diz o SENHOR dos Exércitos: Ainda uma vez, dentro em pouco, farei abalar o céu, a terra, o mar e a terra seca; 7 farei abalar todas as nações...”. (Ag 2:6-7) CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 24. O SILÊNCIO COBRIRÁ A FACE DA TERRA NA SEGUNDA VINDA DE JESUS “O SENHOR, porém, está no seu santo templo; cale-se diante dele toda a terra”. (Hc 2:20) “Cale-se toda carne diante do SENHOR, porque ele se levantou da sua santa morada”. (Zc 2:13) CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 25. OS SANTOS IRÃO SE MARAVILHAR COM JESUS “quando vier para ser glorificado nos seus santos e ser admirado (maravilhado) em todos os que creram”. (2 Ts 1:10) “O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”. (1 Ts 5:23) CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 26. A SÉTIMA TROMBETA O Apóstolo João descreveu em Ap 11:14-19 os acontecimentos do momento do soar da Sétima Trombeta, na Segunda Vinda de Jesus. A este momento, Deus exerce o Seu poder soberano sobre as nações da terra para possuí-las, enquanto que inicia o Seu Reino Milenar. CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 27. É o tempo do derramamento da ira de Deus sobre as nações, da proclamação do julgamento aos mortos (incrédulos), do galardão dado aos santos e da destruição das pessoas que destroem a terra. Em outras palavras, nestes versículos, João enfatizou os impactos consequentes da Sétima Trombeta, sem detalhar os juízos terríveis que ele mesmo descreveu depois nos capítulos 15 e 16 de Apocalipse. CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 29. Deus brada palavras de ordem para liberar o Seu poder para destruir os Seus inimigos e libertar o Seu povo. As palavras de ordens são usadas por Deus para direcionar o Seu exército e aterrorizar os Seus inimigos (Ap 2:16; 19:15-16). CONCEITOS ESCATOLÓGICOS
  • 30. A palavra de ordem de Deus libera o fogo e a espada, à disposição de Jesus. A voz de Jesus abalará os céus e a terra (Hb 12:26). CONCEITOS ESCATOLÓGICOS