SlideShare uma empresa Scribd logo
HIPERTENSÃO ARTERIAL
U.S. Department of  Health and Human Services National Institutes  of Health National Heart, Lung, and Blood Institute The Seventh Report of the  Joint National Committee on Prevention, Detection,  Evaluation, and Treatment of High Blood Pressure (JNC 7) National Heart, Lung, and Blood Institute National High Blood Pressure Education Program www.nhlbi.nih.gov
O QUE É PRESSÃO SANGÜÍNEA? Pressão Sanguínea é a força do sangue contra a parede das artérias
O QUE É PRESSÃO SANGÜÍNEA? Pressão Sanguínea é a força do sangue contra a parede das artérias Tensão Arterial refere-se à tensão provocada pela pressão do sangue na parede arterial
O QUE É PRESSÃO SANGÜÍNEA? Pressão Sanguínea é a força do sangue contra a parede das artérias Tensão Arterial refere-se à tensão provocada pela pressão do sangue na parede arterial A Pressão sangüínea é registrada em dois números: Pressão Sistólica Pressão Diastólica
O QUE É PRESSÃO SANGÜÍNEA? Pressão Sanguínea é a força do sangue contra a parede das artérias Tensão Arterial refere-se à tensão provocada pela pressão do sangue na parede arterial A Pressão sangüínea é registrada em dois números: Pressão Sistólica:  é a pressão que o sangue exerce sobre os vasos  quando o coração bate Pressão Diastólica
O QUE É PRESSÃO SANGÜÍNEA? Pressão Sanguínea é a força do sangue contra a parede das artérias Tensão Arterial refere-se à tensão provocada pela pressão do sangue na parede arterial A Pressão sangüínea é registrada em dois números: Pressão Sistólica:  é a pressão que o sangue exerce sobre os vasos  quando o coração bate Pressão Diastólica:  é a pressão que o sangue exerce sobre os vasos quando o coração relaxa entre as batidas
O QUE É PRESSÃO SANGÜÍNEA ALTA? A Pressão Sanguínea aumenta e diminui durante o dia Quando ela se mantem aumentada, é chamada de pressão sangüínea alta  ou HIPERTENSÃO ARTERIAL
CLASSIFICAÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL Normal <120 e <80 Pré-hipertensão 120–139 ou 80–89 Hipertensão Estágio 1 140–159 ou 90–99 Hipertensão Estágio 2  > 160 ou > 100 Classificação PS mmHg PD mmHg
ALGUNS CUIDADOS NA MEDIDA DA PRESSÃO ARTERIAL  Não beber café ou fumar cigarro 30 minutos antes de ter a pressão medida
ALGUNS CUIDADOS NA MEDIDA DA PRESSÃO ARTERIAL  Não beber café ou fumar cigarro 30 minutos antes de ter a pressão medida Ir ao banheiro antes da verificação. Uma bexiga cheia pode alterar a leitura da pressão arterial
ALGUNS CUIDADOS NA MEDIDA DA PRESSÃO ARTERIAL  Não beber café ou fumar cigarro 30 minutos antes de ter a pressão medida Ir ao banheiro antes da verificação. Uma bexiga cheia pode alterar a leitura da pressão arterial Antes do teste, ficar sentado por, pelo menos, 5 minutos, com as costas encostadas confortavelmente na cadeira, pés soltos no chão e braço estendido sobre uma mesa
ALGUNS CUIDADOS NA MEDIDA DA PRESSÃO ARTERIAL  Não beber café ou fumar cigarro 30 minutos antes de ter a pressão medida Ir ao banheiro antes da verificação. Uma bexiga cheia pode alterar a leitura da pressão arterial Antes do teste, ficar sentado por, pelo menos, 5 minutos, com as costas encostadas confortavelmente na cadeira, pés soltos no chão e braço estendido sobre uma mesa Vestir algo com mangas curtas de maneira que o braço fique descoberto
ALGUNS CUIDADOS NA MEDIDA DA PRESSÃO ARTERIAL  Não beber café ou fumar cigarro 30 minutos antes de ter a pressão medida Ir ao banheiro antes da verificação. Uma bexiga cheia pode alterar a leitura da pressão arterial Antes do teste, ficar sentado por, pelo menos, 5 minutos, com as costas encostadas confortavelmente na cadeira, pés soltos no chão e braço estendido sobre uma mesa Vestir algo com mangas curtas de maneira que o braço fique descoberto Fazer, pelo menos duas leituras, com intervalo de dois minutos ou mais e considere a média dos resultados
Não beber café ou fumar cigarro 30 minutos antes de ter a pressão medida Ir ao banheiro antes da verificação. Uma bexiga cheia pode alterar a leitura de sua pressão arterial Antes do teste, ficar sentado por, pelo menos, 5 minutos, com as costas encostadas confortavelmente na cadeira, pés soltos no chão e braço estendido sobre uma mesa Vestir algo com mangas curtas de maneira que o braço fique descoberto Fazer, pelo menos duas leituras, com intervalo de dois minutos ou mais e considere a média dos resultados Fornecer o resultado da medida da pressão em números ALGUNS CUIDADOS NA MEDIDA DA PRESSÃO ARTERIAL
MANGUITO RELÓGIO VÁLVULA ESTETOSCÓPIO PÊRA
Índice de Controle da PA Tendências na compreensão, tratamento e controle da Pressão Arterial alta em adultos entre 18–74 anos de idade National Health and Nutrition Examination Survey, Percentual II 1976–80 II (Fase 1) 1988–91 II (Fase 2) 1991–94 1999–2000 Compreensão 51 73 68 70 Tratamento 31 55 54 59 Controle 10 29 27 34 Sources: Unpublished data for 1999–2000 computed by M. Wolz, National Heart, Lung, and Blood Institute; JNC 6.
Porcentagem de tratamento e controle da doença entre hipertensos Estudo Multicêntrico com Idosos Residentes na Comunidade São Paulo - 1989 - PROJETO EPIDOSO  46% 36% 18% não tratados tratados sem controle controlados
PORQUE A HIPERTENSÃO ARTERIAL É PERIGOSA? Porque sobrecarrega o trabalho cardíaco e arterial, contribuindo para a  ateroesclerose Isto aumenta o risco de doença cardíaca coronariana e acidente vascular cerebral Também pode resultar em outras condições como: Insuficiência cardíaca congestiva; Doença renal; e Cegueira Ela é especialmente perigosa porque freqüentemente não apresenta signais ou sintomas de alarme Estima-se que ela afete um entre quatro indivíduos adultos
INFARTO AGUDO DE MIOCÁRDIO (IAM) e ANGINA PECTORIS A Hipertensão Arterial é um dos principais fatores de risco para um IAM As artérias levam sangue oxigenado ao músculo cardíaco Se o coração não recebe oxigênio suficiente, pode ocorrer uma dor torácica, também conhecida como &quot;angina&quot;  Se o fluxo de sangue é bloqueado, resulta num infarto de miocárdio
INFARTO AGUDO DE MIOCÁRDIO (IAM) e ANGINA PECTORIS A Hipertensão Arterial é um dos principais fatores de risco para um IAM As artérias levam sangue oxigenado ao músculo cardíaco Se o coração não recebe oxigênio suficiente, pode ocorrer uma dor torácica, também conhecida como &quot;angina&quot;  Se o fluxo de sangue é bloqueado, resulta num infarto de miocárdio INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA (ICC) A Hipertensão é o fator de risco número um para Insuficiência cardíaca  congestiva (ICC) A ICC é uma condição grave, aonde o coração se torna incapaz de bombear  sangue suficiente para suprir as necessidades de nosso corpo
ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL (AVC) A Hipertensão é o mais importante fator de risco para AVC Uma Hipertensão muito alta pode causar o rompimento de  um vaso sangüíneo enfraquecido, o qual pode sangrar, causando um AVC hemorrágico Se um coágulo de sangue bloquear uma artéria estreitada,  isto também pode causar um AVC
DOENÇA RENAL   Os rins atuam como filtros eliminando detritos do corpo Com o tempo, a hipertensão pode estreitar e engrossar os vasos sangüíneos dos rins. Os rins filtrarão menos fluído, acumulando detritos em  nosso corpo Os dois rins podem falhar concomitantemente Quando isto ocorre, podem ser necessárias:  hemodiálise ou um transplante renal
ARTÉRIAS O envelhecimento está associado frequentemente com  o enrijecimento das artérias, especialmente as cardíacas, cerebrais e renais A Hipertensão está associada com estas artérias “endurecidas”  Isto, por seu turno, acarreta uma sobrecarga de trabalho ao  coração e rins
ENFRAQUECIMENTO VISUAL A Hipertensão Arterial pode, eventualmente, causar rompimento nos vasos sangüíneos dos olhos e, conseqüente sangramento A visão pode tornar-se borrada e, outras vezes pode resultar em cegueira
FATORES DE RISCO PARA DOENÇA CARDÍACA São condições ou comportamentos que aumentam as chances de desenvolvimento de uma doença cardíaca. Para quem possui mais de um destes fatores, a possibilidade de ter uma cardiopatia aumenta muito. FATORES DE RISCO INATOS IDADE (55 anos ou mais para homens e 65 ou mais para mulheres) HISTÓRIA FAMILIAR DE DOENÇA CARDÍACA: ter o pai ou um irmão com cardiopatia diagnosticada antes da idade de 55anos ou ter a mãe ou uma irmã diagnosticada antes da idade de 65 anos
FATORES DE RISCO PARA DOENÇA CARDÍACA FATORES DE RISCO QUE VOCÊ PODE CONTROLAR HIPERTENSÃO ARTERIAL COLESTEROL ALTO TABAGISMO DIABETE SOBREPESO INATIVIDADE FÍSICA  São condições ou comportamentos que aumentam as chances de desenvolvimento de uma doença cardíaca. Se você possui mais de um destes fatores, a possibilidade de ter uma cardiopatia aumenta muito.
 
0 100 200 300 400 500 600 RISCO DE DOENÇA CARDIOVASCULAR, SEGUNDO NÍVEL DE OUTROS FATORES DE RISCO, EM HOMENS DE 40anos DE IDADE COM NÍVEL DE P.A. SISTÓLICA DE 165mmHg POSSIBILIDADE  DE DOENÇA CARDIOVASCULAR POR 1.000 COLESTEROL 185 335 335 335 335mg INTOLERÂNCIA À GLICOSE 0 0 + + + TABAGISMO 0 0 0 + + HVE no ECG 0 0 0 0 + Fonte: Kannel WB, 1975
COMO PREVENIR OU CONTROLAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL? Pergunte ao seu médico, se ele não disser, os valores de sua pressão arterial e o nível que se pretende atingir
COMO PREVENIR OU CONTROLAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL? Pergunte ao seu médico, se ele não disser, os valores de sua pressão arterial e o nível que se pretende atingir  Participe ativamente na elaboração de uma agenda para atingir o objetivo proposto
COMO PREVENIR OU CONTROLAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL? Pergunte ao seu médico, se ele não disser, os valores de sua pressão arterial e o nível que se pretende atingir  Participe ativamente na elaboração de uma agenda para atingir o objetivo proposto Monitore sua pressão em casa entre as consultas médicas, se possível. Isto pode ser de muita útilidade
COMO PREVENIR OU CONTROLAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL? Pergunte ao seu médico, se ele não disser, os valores de sua pressão arterial e o nível que se pretende atingir  Participe ativamente na elaboração de uma agenda para atingir o objetivo proposto Monitore sua pressão em casa entre as consultas médicas, se possível. Isto pode ser de muita útilidade Também pode trazer um familiar nas consultas. Ele poderá ajudar, tornando mais fácil as mudanças no estilo de vida
COMO PREVENIR OU CONTROLAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL? Pergunte ao seu médico, se ele não disser, os valores de sua pressão arterial e o nível que se pretende atingir  Participe ativamente na elaboração de uma agenda para atingir o objetivo proposto Monitore sua pressão em casa entre as consultas médicas, se possível. Isto pode ser de muita útilidade Também pode trazer um familiar nas consultas. Ele poderá ajudar, tornando mais fácil as mudanças no estilo de vida Os passos colocados a seguir ajudarão na redução da pressão arterial e controle da mesma
COMO PREVENIR OU CONTROLAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL? Pergunte ao seu médico, se ele não disser, os valores de sua pressão arterial e o nível que se pretende atingir  Participe ativamente na elaboração de uma agenda para atingir o objetivo proposto Monitore sua pressão em casa entre as consultas médicas, se possível. Isto pode ser de muita útilidade Também pode trazer um familiar nas consultas. Ele poderá ajudar, tornando mais fácil as mudanças no estilo de vida Os passos colocados a seguir ajudarão na redução da pressão arterial e controle da mesma Se você tem a pressão normal, seguindo estes passos eles ajudarão na prevenção da Hipertensão Arterial
COMO PREVENIR OU CONTROLAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL A Hipertensão arterial pode, na  maioria das vezes  ser prevenida, de modo que os passos a seguir são de muita importância, mesmo que você não seja hipertenso Mantenha um peso saudável Seja físicamente ativo Siga um programa alimentar saudável Ingira alimentos com menos sódio (sal) Beba somente com moderação Tome somente os medicamentos prescritos Não fume
ENCONTRANDO O PESO IDEAL O excesso de peso aumenta o risco de desenvolvimento de hipertensão De fato, sua pressão cresce com o aumento de seu peso A perda de 5Kg pode reduzir sua pressão sangüínea A perda de peso tem maior efeito nos que já estão com sobrepeso e  hipertensão
ENCONTRANDO O PESO IDEAL O excesso de peso aumenta o risco de desenvolvimento de hipertensão De fato, sua pressão cresce com o aumento de seu peso A perda de 5Kg pode reduzir sua pressão sangüínea A perda de peso tem maior efeito nos que já estão com sobrepeso e  hipertensão O excesso de peso e a obesidade aumentam as chances para o  aumento do colesterol e o desenvolvimento de diabete
ENCONTRANDO O PESO IDEAL O excesso de peso aumenta o risco de desenvolvimento de hipertensão De fato, sua pressão cresce com o aumento de seu peso A perda de 5Kg pode reduzir sua pressão sangüínea A perda de peso tem maior efeito nos que já estão com sobrepeso e  hipertensão O excesso de peso e a obesidade aumentam as chances para o  desenvolvimento de aumento do colesterol e diabete Duas medidas para determinar a condição do peso são o Índice de  Massa Corporal (IMC: divide-se o peso em Kg pelo quadrado da altura em metros) e a Circuferência da Cintura
ENCONTRANDO O PESO IDEAL O excesso de peso aumenta o risco de desenvolvimento de hipertensão De fato, a pressão cresce com o aumento de seu peso A perda de 5Kg pode reduzir a pressão sangüínea A perda de peso tem maior efeito nos que já estão com sobrepeso e  hipertensão O excesso de peso e a obesidade aumentam as chances para o  desenvolvimento de aumento do colesterol e diabete Duas medidas para determinar a condição do peso são o Índice de  Massa Corporal (IMC: divide-se o peso em Kg pelo quadrado da altura em metros) e a Circuferência da Cintura IMC 10 – 20 = Abaixo do peso 20 – 25 = Saudável 25 – 30 = Sobrepeso 30 – 40 = Obeso 40 – 70 = Muito obeso
ENCONTRANDO O PESO IDEAL O IMC sozinho não determina risco. Alguem com muita massa muscular ou edema tem seu peso aumentado O IMC pode subestimar um corpo com excesso de gordura e que perdeu músculo Medidas de circunferência altas são: mais que 90cm para mulheres mais que 100cm para homens
PERDENDO PESO Se você necessita perder peso, é necessário que o faça lentamente Perca não mais que 250 a 1.000g por semana Inicie com o objetivo de perder 10% de seu peso atual Esta é o mais saudável meio de perder peso e oferece a melhor chance de sucesso a longo prazo
PERDENDO PESO Se você necessita perder peso, é necessário que o faça lentamente Perca não mais que 250 a 1.000g por semana Inicie com o objetivo de perder 10% de seu peso atual Esta é o mais saudável meio de perder peso e oferece a melhor chance de sucesso a longo prazo Não há formula mágica para a perda de peso Tem-se que ingerir menos calorias que as utilizadas na vida diária O quanto de calorias seu corpo queima por dia depende de fatores  como o tamanho de seu corpo e de quanto físicamente ativo você é
PERDENDO PESO Se você necessita perder peso, é necessário que o faça lentamente Perca não mais que 250 a 1.000g por semana Inicie com o objetivo de perder 10% de seu peso atual Esta é o mais saudável meio de perder peso e oferece a melhor chance de sucesso a longo prazo Não há formula mágica para a perda de peso Tem-se que ingerir menos calorias que as utilizadas na vida diária O quanto de calorias seu corpo queima por dia depende de fatores  como o tamanho de seu corpo e de quanto físicamente ativo você é   Meio quilo equivale, mais ou menos, à 3.500 calorias  Para perder 1/2Kg por semana, você necessita por dia, comer 500 calorias a menos ou queimar 500 a mais O melhor é utilizar uma combinação de comer menos e ser mais  físicamente ativo
DEVAGAR COM O ÁLCOOL Bebidas alcoólicas em demasia podem aumentar a pressão arterial
DEVAGAR COM O ÁLCOOL Bebidas alcoólicas em demasia podem aumentar a pressão arterial Podem também lesar o fígado, cérebro e coração
DEVAGAR COM O ÁLCOOL Bebidas alcoólicas em demasia podem aumentar a pressão arterial Podem também lesar o fígado, cérebro e coração Lembre-se que as bebidas alcoólicas também possuem calorias
DEVAGAR COM O ÁLCOOL Bebidas alcoólicas em demasia podem aumentar a pressão arterial Podem também lesar o fígado, cérebro e coração Lembre-se que as bebidas alcoólicas também possuem calorias Se você faz uso de bebidas álcólicas, beba somente uma pequena  quantidade (um drinque para mulher e dois para homens)
DEVAGAR COM O ÁLCOOL Bebidas alcoólicas em demasia podem aumentar a pressão arterial Podem também lesar o fígado, cérebro e coração Lembre-se que as bebidas alcoólicas também possuem calorias Se você faz uso de bebidas álcólicas, beba somente uma pequena  quantidade (um drinque para mulher e dois para homens) O que representa um drinque? 330 ml de cerveja (regular ou ligth) (150 calorias) 150 ml de vinho (100 calorias) 30 ml de whisky (ou equivalente) (100 calorias)
Benefícios da Redução da PA Média Percentual de Redução Incidência de AVC 35–40%  Infarto de Miocárdio 20–25%  Insuficiência Cardíaca 50%
Modificação do Estilo de Vida Modificação Redução Aproximada da PA  (média) Redução do Pêso 5–20 mmHg/10 kg de perda Adoção de um plano alimentar  8–14 mmHg Redução do sódio na dieta 2–8 mmHg Atividade Física 4–9 mmHg Moderado consumo  de álcool  2–4 mmHg
Algoritmo para Tratamento da Hipertensão Não atingiu uma adequada PA (<140/90 mmHg)  (<130/80 mmHg para aqueles com diabete ou doença renal crônica Escolha Initial do Fármaco Fármaco(s) para as indicações restritivas  Outros fármacos antihipertensivos (diuréticos, IECA, BRA, BB, BCC)  conforme a necessidade.  Com Indicações Restritivas Modificações no Estilo de Vida Stage 2 Hypertension   (PS  > 160 ou PD  > 100 mmHg)  Combinação de 2 fármacos para a maioria (usualmente um diurético tiazídico e  IECA, BRA, BB ou BCC) Stage 1 da Hipertensão (PS 140–159 ou PD 90–99 mmHg) Diuréticos Tiazídicos para a maioria.  Pode-se considerar IECA, BRA, BB, BCC,  ou combinação. Sem Indicações Restritivas  Não se atingiu o objetivo em relação à PA Otimize a dosagem ou adicione outros fármacos  até que a PA adequada ser conseguida. Considere avaliação por um especialista em hipertensão.
Classificação e Manejo da PA em adultos Classificação da PA  PS* mmHg  PA* mmHg  Modificação no estilo de vida Farmacoterapêutica Inicial Sem indicações restritivas Com indicações restritivas Normal  <120  e <80  Encorajar  Prehipertensão  120–139  ou 80–89  Sim  Não indicado farmacoterapia antihipertensiva.  Fármaco(s) para as indicações restritivas. ‡  Hipertensão Estágio 1  140–159  ou 90–99  Sim  Diuréticos tiazídicos para a maioria. Pode-se considerar IECA, BRA, BB, BCC, ou combinação.  Fármaco(s) para as indicações restritivas.‡ Fármaco(s) antihipertensivos (diureticos, ACEI, BRA, BB, BCC) conforme necessidade.  Hipertensão Estágio 2  > 160  ou  > 100  Sim  Combinação de duas drogas para a maioria† (usualmente diurético tiazídico e IECA ou BRA ou BB ou BCC).  *Tratamento determinado pela categoria de PA que estiver mais alta. †  A terapêutica Inicial combinada deve ser usada com cautela naqueles em risco para hipotensão ortostática. ‡ Tratamento de pacientes com doença renal crônica ou diabete para se alcançar uma PA de <130/80 mmHg.
Reavaliações e Monitoramento Os pacientes devem retornar para reavaliações e ajustes das medicações até que o controle adequado da PA seja atingido.  Para o hipertenso em estágio 2 ou com condições de comorbidade que levem a um aumento do risco de complicações devem ser programadas visitas mais freqüentes Potassio e creatinina séricos devem ser monitorados 1–2 vezes ao ano.
Após o controle da PA e a estabilidade do mesmo, as reavaliações podem ser realizadas a intervalos de 3- a 6-meses.  Comorbidades, como uma insuficiência cardíaca, como diabete, além da necessidade para testes laboratoriais deve   influenciar na freqüência das visitas.   Reavaliações e Monitoramento (continuação)
Demência A demência e o enfraquecimento cognitivo ocorre mais frequentemente em pessoas com HA.  A redução da progressão do enfraquecimento cognitivo ocorre com a terapêutica antihipertensiva efetiva.
Urgências e Emergências Hipertensivas Pacientes com elevações importantes da PA e LOA (lesão de órgão alvo) aguda (ex.: encefalopatia, infarto miocárdico, angina instável, edema pulmonar, eclâmpsia, AVC, trauma craneano, sangramento arterial grave ou dissecação da aórtia) requer hospitalização e farmacoterapia parenteral. Pacientes com marcada elevação da PA mas sem LOA aguda, usualmente não requer hospitalização. No entanto, deve receber uma imediata combinação de terapia antihipertensiva oral.
Considerações Adicionais na Escolha do Fármaco Antihipertensivo Efeitos potencialmente favoráveis Os diuréticos tiazídicos são úteis na lentificação da desmineralização que ocorre na osteoporose. BBs são úteis no tratamento das taquiarritimias e fibrilação atriais, enxaqueca, tireotoxicose (curto prazo), tremor essencial, e na HA pericirúrgica. BCCs são úteis na síndrome de Raynaud e algumas arritmias. Os alfa-bloqueadores são úteis no prostatismo.
Considerações Adicionais na Escolha do Fármaco Antihipertensivo Efeitos potencialmente desfavoráveis Os diuréticos tiazídicos devem ser utilizados com precaução em caso de gota ou uma história significante de hiponatremia. BBs devem ser geralmente evitados em pacientes com asma, doença reativa de vias aéreas, ou bloqueio cardíaco de segundo ou terceiro grau. ACEIs e ARBs são contraindicados em mulheres grávidas e nas que estão em condições de engravidar. ACEIs não devem ser utilizados em indivíduos com história de angioedema.  Antagonistas da aldosterona e diuréticos poupadores de potássio podem causar hiperpotassemia.
Causas de  Hipertensão Refratária Mensuração inadequada da PA Excesso de ingesta de sódio Terapêutica diurética inadequada  Medicação Doses inadequadas Ações e interações do(s) fármaco(s) (ex.: fármacos anti-inflamatórios  não esteróides, drogas ilícitas, smpaticomimeticos, contraceptivos orais) Fármacos sem prescrição médica e “suplementos alimentares” Excesso de ingesta alcoólica Causes Identificadas de HA
42 27 31 40 26 34 34 20 46 34 17 49 38 24 38 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 65-69 anos 70-74 anos 75-79 anos 80 anos ou mais Total  PREVALÊNCIA DE HIPERTENSÃO ARTERIAL EM IDOSOS Projeto EPIDOSO - São Paulo 1991/92 HSl HA normal (idade)
Web site www.nhlbi.nih.gov/
fonte Prof. Jorge Alexandre Silvestre - 2005

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robsonFluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
Professor Robson
 
Trabalho hipertensão arterial 1
Trabalho   hipertensão arterial 1Trabalho   hipertensão arterial 1
Trabalho hipertensão arterial 1
R.C.T
 
APRENDA COMO FUNCIONA A PRESSÃO ALTA (HIPERTENSÃO)
APRENDA COMO FUNCIONA A PRESSÃO ALTA (HIPERTENSÃO)APRENDA COMO FUNCIONA A PRESSÃO ALTA (HIPERTENSÃO)
APRENDA COMO FUNCIONA A PRESSÃO ALTA (HIPERTENSÃO)
Profissional Liberal
 
Pressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor RobsonPressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor Robson
Professor Robson
 
Urgência e emergências cardiovasculares
Urgência e emergências cardiovascularesUrgência e emergências cardiovasculares
Urgência e emergências cardiovasculares
judicleia silva
 
Epidemiologia da-hipertensao-arterial
Epidemiologia da-hipertensao-arterialEpidemiologia da-hipertensao-arterial
Epidemiologia da-hipertensao-arterial
Elizabeth Medeiros
 
Caderno Atenção Básica Nº 15 Hipertensão Arterial Sistêmica
Caderno Atenção Básica  Nº 15 Hipertensão Arterial SistêmicaCaderno Atenção Básica  Nº 15 Hipertensão Arterial Sistêmica
Caderno Atenção Básica Nº 15 Hipertensão Arterial Sistêmica
Professor Robson
 
Cuidados com Pacientes com agravos cardiovascular
Cuidados com Pacientes com agravos cardiovascularCuidados com Pacientes com agravos cardiovascular
Cuidados com Pacientes com agravos cardiovascular
Willian Ximenes
 
Revisão sobre Hipertensão Arterial
Revisão sobre Hipertensão ArterialRevisão sobre Hipertensão Arterial
Revisão sobre Hipertensão Arterial
Cassyano Correr
 
Hipertensão Arterial manual completo
Hipertensão Arterial manual completoHipertensão Arterial manual completo
Hipertensão Arterial manual completo
Tookmed
 
Hipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmica Hipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmica
Laboratório Sérgio Franco
 
Doenças cardiovasculares
Doenças cardiovascularesDoenças cardiovasculares
Doenças cardiovasculares
Cesinha Silva
 
Pressão arterial
Pressão arterialPressão arterial
Pressão arterial
VIPFISIOPERSONAL
 
Hipertensão arterial ou pressão alta
Hipertensão arterial ou pressão altaHipertensão arterial ou pressão alta
Hipertensão arterial ou pressão alta
karol_ribeiro
 
Hipertensão Arterial
Hipertensão ArterialHipertensão Arterial
Hipertensão Arterial
Walquiria Dutra
 
Hipertensao arterial2
Hipertensao arterial2Hipertensao arterial2
Hipertensao arterial2
catianelameida
 
Hipertensao leigos 28_06_07
Hipertensao leigos 28_06_07Hipertensao leigos 28_06_07
Hipertensao leigos 28_06_07
Vera Nunes
 
COMPREENDA A HIPERTENSÃO DE FORMA SIMPLES E EFICAZ
COMPREENDA A HIPERTENSÃO DE FORMA SIMPLES E EFICAZCOMPREENDA A HIPERTENSÃO DE FORMA SIMPLES E EFICAZ
COMPREENDA A HIPERTENSÃO DE FORMA SIMPLES E EFICAZ
Fernando Vieira Filho
 
Clinica medica cardio
Clinica medica cardioClinica medica cardio
Clinica medica cardio
Tereza Prado
 
SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR
SEMIOLOGIA CARDIOVASCULARSEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR
SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR
Janderson Physios
 

Mais procurados (20)

Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robsonFluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
 
Trabalho hipertensão arterial 1
Trabalho   hipertensão arterial 1Trabalho   hipertensão arterial 1
Trabalho hipertensão arterial 1
 
APRENDA COMO FUNCIONA A PRESSÃO ALTA (HIPERTENSÃO)
APRENDA COMO FUNCIONA A PRESSÃO ALTA (HIPERTENSÃO)APRENDA COMO FUNCIONA A PRESSÃO ALTA (HIPERTENSÃO)
APRENDA COMO FUNCIONA A PRESSÃO ALTA (HIPERTENSÃO)
 
Pressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor RobsonPressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor Robson
 
Urgência e emergências cardiovasculares
Urgência e emergências cardiovascularesUrgência e emergências cardiovasculares
Urgência e emergências cardiovasculares
 
Epidemiologia da-hipertensao-arterial
Epidemiologia da-hipertensao-arterialEpidemiologia da-hipertensao-arterial
Epidemiologia da-hipertensao-arterial
 
Caderno Atenção Básica Nº 15 Hipertensão Arterial Sistêmica
Caderno Atenção Básica  Nº 15 Hipertensão Arterial SistêmicaCaderno Atenção Básica  Nº 15 Hipertensão Arterial Sistêmica
Caderno Atenção Básica Nº 15 Hipertensão Arterial Sistêmica
 
Cuidados com Pacientes com agravos cardiovascular
Cuidados com Pacientes com agravos cardiovascularCuidados com Pacientes com agravos cardiovascular
Cuidados com Pacientes com agravos cardiovascular
 
Revisão sobre Hipertensão Arterial
Revisão sobre Hipertensão ArterialRevisão sobre Hipertensão Arterial
Revisão sobre Hipertensão Arterial
 
Hipertensão Arterial manual completo
Hipertensão Arterial manual completoHipertensão Arterial manual completo
Hipertensão Arterial manual completo
 
Hipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmica Hipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmica
 
Doenças cardiovasculares
Doenças cardiovascularesDoenças cardiovasculares
Doenças cardiovasculares
 
Pressão arterial
Pressão arterialPressão arterial
Pressão arterial
 
Hipertensão arterial ou pressão alta
Hipertensão arterial ou pressão altaHipertensão arterial ou pressão alta
Hipertensão arterial ou pressão alta
 
Hipertensão Arterial
Hipertensão ArterialHipertensão Arterial
Hipertensão Arterial
 
Hipertensao arterial2
Hipertensao arterial2Hipertensao arterial2
Hipertensao arterial2
 
Hipertensao leigos 28_06_07
Hipertensao leigos 28_06_07Hipertensao leigos 28_06_07
Hipertensao leigos 28_06_07
 
COMPREENDA A HIPERTENSÃO DE FORMA SIMPLES E EFICAZ
COMPREENDA A HIPERTENSÃO DE FORMA SIMPLES E EFICAZCOMPREENDA A HIPERTENSÃO DE FORMA SIMPLES E EFICAZ
COMPREENDA A HIPERTENSÃO DE FORMA SIMPLES E EFICAZ
 
Clinica medica cardio
Clinica medica cardioClinica medica cardio
Clinica medica cardio
 
SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR
SEMIOLOGIA CARDIOVASCULARSEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR
SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR
 

Destaque

Diodo
DiodoDiodo
Africa black and-white1-1
Africa black and-white1-1Africa black and-white1-1
Africa black and-white1-1
Pelo Siro
 
A CULTURA ALFACOMP - 2011
A CULTURA ALFACOMP - 2011A CULTURA ALFACOMP - 2011
A CULTURA ALFACOMP - 2011
Alfacomp Automação Industrial Ltda.
 
Slide
SlideSlide
Todos os pais são diferentes
Todos os pais são diferentesTodos os pais são diferentes
Todos os pais são diferentes
jferrinho
 
Design de informção
Design de informçãoDesign de informção
Design de informção
Patricia Prado
 
P
PP
Exito asegurado tdah
Exito asegurado tdahExito asegurado tdah
Exito asegurado tdah
Mamenpt
 
Comentario exercicios
Comentario exerciciosComentario exercicios
Comentario exercicios
xenevra
 
141120 tu pots
141120 tu pots141120 tu pots
141120 tu pots
Centre Obert Eixample
 
Mojo. The web in a box!
Mojo. The web in a box!Mojo. The web in a box!
Mojo. The web in a box!
Anatoly Sharifulin
 
Aporte al problema mediante crowdsourcing
Aporte al problema mediante crowdsourcingAporte al problema mediante crowdsourcing
Aporte al problema mediante crowdsourcing
eygalindob
 
Premonición: Juego interactivo
Premonición: Juego interactivoPremonición: Juego interactivo
Premonición: Juego interactivo
PaoPimi
 
Power pt hta
Power pt htaPower pt hta
Power pt hta
AleliDiaz
 
Redes sociales
Redes socialesRedes sociales
Redes sociales
Ajroa96
 
Normas intercambios 14 15
Normas intercambios 14 15Normas intercambios 14 15
Normas intercambios 14 15
Ifmsa Zaragoza
 
Qué es un blog eber
Qué es un blog eberQué es un blog eber
Qué es un blog eber
eberf16
 
Microsoft Technet - Microsoft Forefront
Microsoft Technet - Microsoft ForefrontMicrosoft Technet - Microsoft Forefront
Microsoft Technet - Microsoft Forefront
Chema Alonso
 

Destaque (20)

Diodo
DiodoDiodo
Diodo
 
Africa black and-white1-1
Africa black and-white1-1Africa black and-white1-1
Africa black and-white1-1
 
A CULTURA ALFACOMP - 2011
A CULTURA ALFACOMP - 2011A CULTURA ALFACOMP - 2011
A CULTURA ALFACOMP - 2011
 
Slide
SlideSlide
Slide
 
Todos os pais são diferentes
Todos os pais são diferentesTodos os pais são diferentes
Todos os pais são diferentes
 
Design de informção
Design de informçãoDesign de informção
Design de informção
 
P
PP
P
 
Exito asegurado tdah
Exito asegurado tdahExito asegurado tdah
Exito asegurado tdah
 
Comentario exercicios
Comentario exerciciosComentario exercicios
Comentario exercicios
 
141120 tu pots
141120 tu pots141120 tu pots
141120 tu pots
 
A vida
A vidaA vida
A vida
 
Mojo. The web in a box!
Mojo. The web in a box!Mojo. The web in a box!
Mojo. The web in a box!
 
Aporte al problema mediante crowdsourcing
Aporte al problema mediante crowdsourcingAporte al problema mediante crowdsourcing
Aporte al problema mediante crowdsourcing
 
Premonición: Juego interactivo
Premonición: Juego interactivoPremonición: Juego interactivo
Premonición: Juego interactivo
 
Power pt hta
Power pt htaPower pt hta
Power pt hta
 
Redes sociales
Redes socialesRedes sociales
Redes sociales
 
Normas intercambios 14 15
Normas intercambios 14 15Normas intercambios 14 15
Normas intercambios 14 15
 
Qué es un blog eber
Qué es un blog eberQué es un blog eber
Qué es un blog eber
 
Microsoft Technet - Microsoft Forefront
Microsoft Technet - Microsoft ForefrontMicrosoft Technet - Microsoft Forefront
Microsoft Technet - Microsoft Forefront
 
Ayo 2bc Barrio 08
Ayo 2bc Barrio 08Ayo 2bc Barrio 08
Ayo 2bc Barrio 08
 

Semelhante a 4674033

Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?
Professor Robson
 
Hipertensão - Professor Robson
Hipertensão - Professor RobsonHipertensão - Professor Robson
Hipertensão - Professor Robson
Professor Robson
 
Hipertensão arterial
Hipertensão arterialHipertensão arterial
Hipertensão arterial
fabriciofigueiredo
 
Hipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmicaHipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmica
j2012p
 
Exame físico cardiovascular- uso de técnicas propedêuticas
Exame físico cardiovascular- uso de técnicas propedêuticasExame físico cardiovascular- uso de técnicas propedêuticas
Exame físico cardiovascular- uso de técnicas propedêuticas
douglas870578
 
Hipertensao Arterial Caso Clínico Professor Robson
Hipertensao Arterial   Caso Clínico    Professor RobsonHipertensao Arterial   Caso Clínico    Professor Robson
Hipertensao Arterial Caso Clínico Professor Robson
Professor Robson
 
1 Hipertensão.ppt
1 Hipertensão.ppt1 Hipertensão.ppt
1 Hipertensão.ppt
tercio7
 
Aula sobre Hipertensão arterial sistêmica
Aula sobre Hipertensão arterial sistêmicaAula sobre Hipertensão arterial sistêmica
Aula sobre Hipertensão arterial sistêmica
DieslleyAmorim1
 
Infarto
InfartoInfarto
Infarto
Senac
 
Hipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial SistêmicaHipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial Sistêmica
Denise Selegato
 
E-book EuSaúde - Doenças Cardiovasculares
E-book EuSaúde - Doenças CardiovascularesE-book EuSaúde - Doenças Cardiovasculares
E-book EuSaúde - Doenças Cardiovasculares
EuSaúde
 
1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensão1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensão
Tony
 
Cardiopatias
 Cardiopatias Cardiopatias
Cardiopatias
Frederico Custodio
 
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
Thiago Paulino
 
Hipertensão
HipertensãoHipertensão
Hipertensão
naragirao
 
Hipertensão Arterial
Hipertensão ArterialHipertensão Arterial
Hipertensão Arterial
ivanaferraz
 
Aula 3 Hipertensão arterial.pptx
Aula 3 Hipertensão arterial.pptxAula 3 Hipertensão arterial.pptx
Aula 3 Hipertensão arterial.pptx
HamiltonDeOliveiraMi1
 
Apresentação hipertensão
Apresentação hipertensãoApresentação hipertensão
Apresentação hipertensão
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação hipertensão
Apresentação hipertensãoApresentação hipertensão
Apresentação hipertensão
Sérgio Franco - CDPI
 
Hipertensao Arterial
Hipertensao ArterialHipertensao Arterial
Hipertensao Arterial
andrezafranklin
 

Semelhante a 4674033 (20)

Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?
 
Hipertensão - Professor Robson
Hipertensão - Professor RobsonHipertensão - Professor Robson
Hipertensão - Professor Robson
 
Hipertensão arterial
Hipertensão arterialHipertensão arterial
Hipertensão arterial
 
Hipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmicaHipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmica
 
Exame físico cardiovascular- uso de técnicas propedêuticas
Exame físico cardiovascular- uso de técnicas propedêuticasExame físico cardiovascular- uso de técnicas propedêuticas
Exame físico cardiovascular- uso de técnicas propedêuticas
 
Hipertensao Arterial Caso Clínico Professor Robson
Hipertensao Arterial   Caso Clínico    Professor RobsonHipertensao Arterial   Caso Clínico    Professor Robson
Hipertensao Arterial Caso Clínico Professor Robson
 
1 Hipertensão.ppt
1 Hipertensão.ppt1 Hipertensão.ppt
1 Hipertensão.ppt
 
Aula sobre Hipertensão arterial sistêmica
Aula sobre Hipertensão arterial sistêmicaAula sobre Hipertensão arterial sistêmica
Aula sobre Hipertensão arterial sistêmica
 
Infarto
InfartoInfarto
Infarto
 
Hipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial SistêmicaHipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial Sistêmica
 
E-book EuSaúde - Doenças Cardiovasculares
E-book EuSaúde - Doenças CardiovascularesE-book EuSaúde - Doenças Cardiovasculares
E-book EuSaúde - Doenças Cardiovasculares
 
1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensão1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensão
 
Cardiopatias
 Cardiopatias Cardiopatias
Cardiopatias
 
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
 
Hipertensão
HipertensãoHipertensão
Hipertensão
 
Hipertensão Arterial
Hipertensão ArterialHipertensão Arterial
Hipertensão Arterial
 
Aula 3 Hipertensão arterial.pptx
Aula 3 Hipertensão arterial.pptxAula 3 Hipertensão arterial.pptx
Aula 3 Hipertensão arterial.pptx
 
Apresentação hipertensão
Apresentação hipertensãoApresentação hipertensão
Apresentação hipertensão
 
Apresentação hipertensão
Apresentação hipertensãoApresentação hipertensão
Apresentação hipertensão
 
Hipertensao Arterial
Hipertensao ArterialHipertensao Arterial
Hipertensao Arterial
 

4674033

  • 2. U.S. Department of Health and Human Services National Institutes of Health National Heart, Lung, and Blood Institute The Seventh Report of the Joint National Committee on Prevention, Detection, Evaluation, and Treatment of High Blood Pressure (JNC 7) National Heart, Lung, and Blood Institute National High Blood Pressure Education Program www.nhlbi.nih.gov
  • 3. O QUE É PRESSÃO SANGÜÍNEA? Pressão Sanguínea é a força do sangue contra a parede das artérias
  • 4. O QUE É PRESSÃO SANGÜÍNEA? Pressão Sanguínea é a força do sangue contra a parede das artérias Tensão Arterial refere-se à tensão provocada pela pressão do sangue na parede arterial
  • 5. O QUE É PRESSÃO SANGÜÍNEA? Pressão Sanguínea é a força do sangue contra a parede das artérias Tensão Arterial refere-se à tensão provocada pela pressão do sangue na parede arterial A Pressão sangüínea é registrada em dois números: Pressão Sistólica Pressão Diastólica
  • 6. O QUE É PRESSÃO SANGÜÍNEA? Pressão Sanguínea é a força do sangue contra a parede das artérias Tensão Arterial refere-se à tensão provocada pela pressão do sangue na parede arterial A Pressão sangüínea é registrada em dois números: Pressão Sistólica: é a pressão que o sangue exerce sobre os vasos quando o coração bate Pressão Diastólica
  • 7. O QUE É PRESSÃO SANGÜÍNEA? Pressão Sanguínea é a força do sangue contra a parede das artérias Tensão Arterial refere-se à tensão provocada pela pressão do sangue na parede arterial A Pressão sangüínea é registrada em dois números: Pressão Sistólica: é a pressão que o sangue exerce sobre os vasos quando o coração bate Pressão Diastólica: é a pressão que o sangue exerce sobre os vasos quando o coração relaxa entre as batidas
  • 8. O QUE É PRESSÃO SANGÜÍNEA ALTA? A Pressão Sanguínea aumenta e diminui durante o dia Quando ela se mantem aumentada, é chamada de pressão sangüínea alta ou HIPERTENSÃO ARTERIAL
  • 9. CLASSIFICAÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL Normal <120 e <80 Pré-hipertensão 120–139 ou 80–89 Hipertensão Estágio 1 140–159 ou 90–99 Hipertensão Estágio 2 > 160 ou > 100 Classificação PS mmHg PD mmHg
  • 10. ALGUNS CUIDADOS NA MEDIDA DA PRESSÃO ARTERIAL Não beber café ou fumar cigarro 30 minutos antes de ter a pressão medida
  • 11. ALGUNS CUIDADOS NA MEDIDA DA PRESSÃO ARTERIAL Não beber café ou fumar cigarro 30 minutos antes de ter a pressão medida Ir ao banheiro antes da verificação. Uma bexiga cheia pode alterar a leitura da pressão arterial
  • 12. ALGUNS CUIDADOS NA MEDIDA DA PRESSÃO ARTERIAL Não beber café ou fumar cigarro 30 minutos antes de ter a pressão medida Ir ao banheiro antes da verificação. Uma bexiga cheia pode alterar a leitura da pressão arterial Antes do teste, ficar sentado por, pelo menos, 5 minutos, com as costas encostadas confortavelmente na cadeira, pés soltos no chão e braço estendido sobre uma mesa
  • 13. ALGUNS CUIDADOS NA MEDIDA DA PRESSÃO ARTERIAL Não beber café ou fumar cigarro 30 minutos antes de ter a pressão medida Ir ao banheiro antes da verificação. Uma bexiga cheia pode alterar a leitura da pressão arterial Antes do teste, ficar sentado por, pelo menos, 5 minutos, com as costas encostadas confortavelmente na cadeira, pés soltos no chão e braço estendido sobre uma mesa Vestir algo com mangas curtas de maneira que o braço fique descoberto
  • 14. ALGUNS CUIDADOS NA MEDIDA DA PRESSÃO ARTERIAL Não beber café ou fumar cigarro 30 minutos antes de ter a pressão medida Ir ao banheiro antes da verificação. Uma bexiga cheia pode alterar a leitura da pressão arterial Antes do teste, ficar sentado por, pelo menos, 5 minutos, com as costas encostadas confortavelmente na cadeira, pés soltos no chão e braço estendido sobre uma mesa Vestir algo com mangas curtas de maneira que o braço fique descoberto Fazer, pelo menos duas leituras, com intervalo de dois minutos ou mais e considere a média dos resultados
  • 15. Não beber café ou fumar cigarro 30 minutos antes de ter a pressão medida Ir ao banheiro antes da verificação. Uma bexiga cheia pode alterar a leitura de sua pressão arterial Antes do teste, ficar sentado por, pelo menos, 5 minutos, com as costas encostadas confortavelmente na cadeira, pés soltos no chão e braço estendido sobre uma mesa Vestir algo com mangas curtas de maneira que o braço fique descoberto Fazer, pelo menos duas leituras, com intervalo de dois minutos ou mais e considere a média dos resultados Fornecer o resultado da medida da pressão em números ALGUNS CUIDADOS NA MEDIDA DA PRESSÃO ARTERIAL
  • 16. MANGUITO RELÓGIO VÁLVULA ESTETOSCÓPIO PÊRA
  • 17. Índice de Controle da PA Tendências na compreensão, tratamento e controle da Pressão Arterial alta em adultos entre 18–74 anos de idade National Health and Nutrition Examination Survey, Percentual II 1976–80 II (Fase 1) 1988–91 II (Fase 2) 1991–94 1999–2000 Compreensão 51 73 68 70 Tratamento 31 55 54 59 Controle 10 29 27 34 Sources: Unpublished data for 1999–2000 computed by M. Wolz, National Heart, Lung, and Blood Institute; JNC 6.
  • 18. Porcentagem de tratamento e controle da doença entre hipertensos Estudo Multicêntrico com Idosos Residentes na Comunidade São Paulo - 1989 - PROJETO EPIDOSO 46% 36% 18% não tratados tratados sem controle controlados
  • 19. PORQUE A HIPERTENSÃO ARTERIAL É PERIGOSA? Porque sobrecarrega o trabalho cardíaco e arterial, contribuindo para a ateroesclerose Isto aumenta o risco de doença cardíaca coronariana e acidente vascular cerebral Também pode resultar em outras condições como: Insuficiência cardíaca congestiva; Doença renal; e Cegueira Ela é especialmente perigosa porque freqüentemente não apresenta signais ou sintomas de alarme Estima-se que ela afete um entre quatro indivíduos adultos
  • 20. INFARTO AGUDO DE MIOCÁRDIO (IAM) e ANGINA PECTORIS A Hipertensão Arterial é um dos principais fatores de risco para um IAM As artérias levam sangue oxigenado ao músculo cardíaco Se o coração não recebe oxigênio suficiente, pode ocorrer uma dor torácica, também conhecida como &quot;angina&quot; Se o fluxo de sangue é bloqueado, resulta num infarto de miocárdio
  • 21. INFARTO AGUDO DE MIOCÁRDIO (IAM) e ANGINA PECTORIS A Hipertensão Arterial é um dos principais fatores de risco para um IAM As artérias levam sangue oxigenado ao músculo cardíaco Se o coração não recebe oxigênio suficiente, pode ocorrer uma dor torácica, também conhecida como &quot;angina&quot; Se o fluxo de sangue é bloqueado, resulta num infarto de miocárdio INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA (ICC) A Hipertensão é o fator de risco número um para Insuficiência cardíaca congestiva (ICC) A ICC é uma condição grave, aonde o coração se torna incapaz de bombear sangue suficiente para suprir as necessidades de nosso corpo
  • 22. ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL (AVC) A Hipertensão é o mais importante fator de risco para AVC Uma Hipertensão muito alta pode causar o rompimento de um vaso sangüíneo enfraquecido, o qual pode sangrar, causando um AVC hemorrágico Se um coágulo de sangue bloquear uma artéria estreitada, isto também pode causar um AVC
  • 23. DOENÇA RENAL Os rins atuam como filtros eliminando detritos do corpo Com o tempo, a hipertensão pode estreitar e engrossar os vasos sangüíneos dos rins. Os rins filtrarão menos fluído, acumulando detritos em nosso corpo Os dois rins podem falhar concomitantemente Quando isto ocorre, podem ser necessárias: hemodiálise ou um transplante renal
  • 24. ARTÉRIAS O envelhecimento está associado frequentemente com o enrijecimento das artérias, especialmente as cardíacas, cerebrais e renais A Hipertensão está associada com estas artérias “endurecidas” Isto, por seu turno, acarreta uma sobrecarga de trabalho ao coração e rins
  • 25. ENFRAQUECIMENTO VISUAL A Hipertensão Arterial pode, eventualmente, causar rompimento nos vasos sangüíneos dos olhos e, conseqüente sangramento A visão pode tornar-se borrada e, outras vezes pode resultar em cegueira
  • 26. FATORES DE RISCO PARA DOENÇA CARDÍACA São condições ou comportamentos que aumentam as chances de desenvolvimento de uma doença cardíaca. Para quem possui mais de um destes fatores, a possibilidade de ter uma cardiopatia aumenta muito. FATORES DE RISCO INATOS IDADE (55 anos ou mais para homens e 65 ou mais para mulheres) HISTÓRIA FAMILIAR DE DOENÇA CARDÍACA: ter o pai ou um irmão com cardiopatia diagnosticada antes da idade de 55anos ou ter a mãe ou uma irmã diagnosticada antes da idade de 65 anos
  • 27. FATORES DE RISCO PARA DOENÇA CARDÍACA FATORES DE RISCO QUE VOCÊ PODE CONTROLAR HIPERTENSÃO ARTERIAL COLESTEROL ALTO TABAGISMO DIABETE SOBREPESO INATIVIDADE FÍSICA São condições ou comportamentos que aumentam as chances de desenvolvimento de uma doença cardíaca. Se você possui mais de um destes fatores, a possibilidade de ter uma cardiopatia aumenta muito.
  • 28.  
  • 29. 0 100 200 300 400 500 600 RISCO DE DOENÇA CARDIOVASCULAR, SEGUNDO NÍVEL DE OUTROS FATORES DE RISCO, EM HOMENS DE 40anos DE IDADE COM NÍVEL DE P.A. SISTÓLICA DE 165mmHg POSSIBILIDADE DE DOENÇA CARDIOVASCULAR POR 1.000 COLESTEROL 185 335 335 335 335mg INTOLERÂNCIA À GLICOSE 0 0 + + + TABAGISMO 0 0 0 + + HVE no ECG 0 0 0 0 + Fonte: Kannel WB, 1975
  • 30. COMO PREVENIR OU CONTROLAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL? Pergunte ao seu médico, se ele não disser, os valores de sua pressão arterial e o nível que se pretende atingir
  • 31. COMO PREVENIR OU CONTROLAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL? Pergunte ao seu médico, se ele não disser, os valores de sua pressão arterial e o nível que se pretende atingir Participe ativamente na elaboração de uma agenda para atingir o objetivo proposto
  • 32. COMO PREVENIR OU CONTROLAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL? Pergunte ao seu médico, se ele não disser, os valores de sua pressão arterial e o nível que se pretende atingir Participe ativamente na elaboração de uma agenda para atingir o objetivo proposto Monitore sua pressão em casa entre as consultas médicas, se possível. Isto pode ser de muita útilidade
  • 33. COMO PREVENIR OU CONTROLAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL? Pergunte ao seu médico, se ele não disser, os valores de sua pressão arterial e o nível que se pretende atingir Participe ativamente na elaboração de uma agenda para atingir o objetivo proposto Monitore sua pressão em casa entre as consultas médicas, se possível. Isto pode ser de muita útilidade Também pode trazer um familiar nas consultas. Ele poderá ajudar, tornando mais fácil as mudanças no estilo de vida
  • 34. COMO PREVENIR OU CONTROLAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL? Pergunte ao seu médico, se ele não disser, os valores de sua pressão arterial e o nível que se pretende atingir Participe ativamente na elaboração de uma agenda para atingir o objetivo proposto Monitore sua pressão em casa entre as consultas médicas, se possível. Isto pode ser de muita útilidade Também pode trazer um familiar nas consultas. Ele poderá ajudar, tornando mais fácil as mudanças no estilo de vida Os passos colocados a seguir ajudarão na redução da pressão arterial e controle da mesma
  • 35. COMO PREVENIR OU CONTROLAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL? Pergunte ao seu médico, se ele não disser, os valores de sua pressão arterial e o nível que se pretende atingir Participe ativamente na elaboração de uma agenda para atingir o objetivo proposto Monitore sua pressão em casa entre as consultas médicas, se possível. Isto pode ser de muita útilidade Também pode trazer um familiar nas consultas. Ele poderá ajudar, tornando mais fácil as mudanças no estilo de vida Os passos colocados a seguir ajudarão na redução da pressão arterial e controle da mesma Se você tem a pressão normal, seguindo estes passos eles ajudarão na prevenção da Hipertensão Arterial
  • 36. COMO PREVENIR OU CONTROLAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL A Hipertensão arterial pode, na maioria das vezes ser prevenida, de modo que os passos a seguir são de muita importância, mesmo que você não seja hipertenso Mantenha um peso saudável Seja físicamente ativo Siga um programa alimentar saudável Ingira alimentos com menos sódio (sal) Beba somente com moderação Tome somente os medicamentos prescritos Não fume
  • 37. ENCONTRANDO O PESO IDEAL O excesso de peso aumenta o risco de desenvolvimento de hipertensão De fato, sua pressão cresce com o aumento de seu peso A perda de 5Kg pode reduzir sua pressão sangüínea A perda de peso tem maior efeito nos que já estão com sobrepeso e hipertensão
  • 38. ENCONTRANDO O PESO IDEAL O excesso de peso aumenta o risco de desenvolvimento de hipertensão De fato, sua pressão cresce com o aumento de seu peso A perda de 5Kg pode reduzir sua pressão sangüínea A perda de peso tem maior efeito nos que já estão com sobrepeso e hipertensão O excesso de peso e a obesidade aumentam as chances para o aumento do colesterol e o desenvolvimento de diabete
  • 39. ENCONTRANDO O PESO IDEAL O excesso de peso aumenta o risco de desenvolvimento de hipertensão De fato, sua pressão cresce com o aumento de seu peso A perda de 5Kg pode reduzir sua pressão sangüínea A perda de peso tem maior efeito nos que já estão com sobrepeso e hipertensão O excesso de peso e a obesidade aumentam as chances para o desenvolvimento de aumento do colesterol e diabete Duas medidas para determinar a condição do peso são o Índice de Massa Corporal (IMC: divide-se o peso em Kg pelo quadrado da altura em metros) e a Circuferência da Cintura
  • 40. ENCONTRANDO O PESO IDEAL O excesso de peso aumenta o risco de desenvolvimento de hipertensão De fato, a pressão cresce com o aumento de seu peso A perda de 5Kg pode reduzir a pressão sangüínea A perda de peso tem maior efeito nos que já estão com sobrepeso e hipertensão O excesso de peso e a obesidade aumentam as chances para o desenvolvimento de aumento do colesterol e diabete Duas medidas para determinar a condição do peso são o Índice de Massa Corporal (IMC: divide-se o peso em Kg pelo quadrado da altura em metros) e a Circuferência da Cintura IMC 10 – 20 = Abaixo do peso 20 – 25 = Saudável 25 – 30 = Sobrepeso 30 – 40 = Obeso 40 – 70 = Muito obeso
  • 41. ENCONTRANDO O PESO IDEAL O IMC sozinho não determina risco. Alguem com muita massa muscular ou edema tem seu peso aumentado O IMC pode subestimar um corpo com excesso de gordura e que perdeu músculo Medidas de circunferência altas são: mais que 90cm para mulheres mais que 100cm para homens
  • 42. PERDENDO PESO Se você necessita perder peso, é necessário que o faça lentamente Perca não mais que 250 a 1.000g por semana Inicie com o objetivo de perder 10% de seu peso atual Esta é o mais saudável meio de perder peso e oferece a melhor chance de sucesso a longo prazo
  • 43. PERDENDO PESO Se você necessita perder peso, é necessário que o faça lentamente Perca não mais que 250 a 1.000g por semana Inicie com o objetivo de perder 10% de seu peso atual Esta é o mais saudável meio de perder peso e oferece a melhor chance de sucesso a longo prazo Não há formula mágica para a perda de peso Tem-se que ingerir menos calorias que as utilizadas na vida diária O quanto de calorias seu corpo queima por dia depende de fatores como o tamanho de seu corpo e de quanto físicamente ativo você é
  • 44. PERDENDO PESO Se você necessita perder peso, é necessário que o faça lentamente Perca não mais que 250 a 1.000g por semana Inicie com o objetivo de perder 10% de seu peso atual Esta é o mais saudável meio de perder peso e oferece a melhor chance de sucesso a longo prazo Não há formula mágica para a perda de peso Tem-se que ingerir menos calorias que as utilizadas na vida diária O quanto de calorias seu corpo queima por dia depende de fatores como o tamanho de seu corpo e de quanto físicamente ativo você é Meio quilo equivale, mais ou menos, à 3.500 calorias Para perder 1/2Kg por semana, você necessita por dia, comer 500 calorias a menos ou queimar 500 a mais O melhor é utilizar uma combinação de comer menos e ser mais físicamente ativo
  • 45. DEVAGAR COM O ÁLCOOL Bebidas alcoólicas em demasia podem aumentar a pressão arterial
  • 46. DEVAGAR COM O ÁLCOOL Bebidas alcoólicas em demasia podem aumentar a pressão arterial Podem também lesar o fígado, cérebro e coração
  • 47. DEVAGAR COM O ÁLCOOL Bebidas alcoólicas em demasia podem aumentar a pressão arterial Podem também lesar o fígado, cérebro e coração Lembre-se que as bebidas alcoólicas também possuem calorias
  • 48. DEVAGAR COM O ÁLCOOL Bebidas alcoólicas em demasia podem aumentar a pressão arterial Podem também lesar o fígado, cérebro e coração Lembre-se que as bebidas alcoólicas também possuem calorias Se você faz uso de bebidas álcólicas, beba somente uma pequena quantidade (um drinque para mulher e dois para homens)
  • 49. DEVAGAR COM O ÁLCOOL Bebidas alcoólicas em demasia podem aumentar a pressão arterial Podem também lesar o fígado, cérebro e coração Lembre-se que as bebidas alcoólicas também possuem calorias Se você faz uso de bebidas álcólicas, beba somente uma pequena quantidade (um drinque para mulher e dois para homens) O que representa um drinque? 330 ml de cerveja (regular ou ligth) (150 calorias) 150 ml de vinho (100 calorias) 30 ml de whisky (ou equivalente) (100 calorias)
  • 50. Benefícios da Redução da PA Média Percentual de Redução Incidência de AVC 35–40% Infarto de Miocárdio 20–25% Insuficiência Cardíaca 50%
  • 51. Modificação do Estilo de Vida Modificação Redução Aproximada da PA (média) Redução do Pêso 5–20 mmHg/10 kg de perda Adoção de um plano alimentar 8–14 mmHg Redução do sódio na dieta 2–8 mmHg Atividade Física 4–9 mmHg Moderado consumo de álcool 2–4 mmHg
  • 52. Algoritmo para Tratamento da Hipertensão Não atingiu uma adequada PA (<140/90 mmHg) (<130/80 mmHg para aqueles com diabete ou doença renal crônica Escolha Initial do Fármaco Fármaco(s) para as indicações restritivas Outros fármacos antihipertensivos (diuréticos, IECA, BRA, BB, BCC) conforme a necessidade. Com Indicações Restritivas Modificações no Estilo de Vida Stage 2 Hypertension (PS > 160 ou PD > 100 mmHg) Combinação de 2 fármacos para a maioria (usualmente um diurético tiazídico e IECA, BRA, BB ou BCC) Stage 1 da Hipertensão (PS 140–159 ou PD 90–99 mmHg) Diuréticos Tiazídicos para a maioria. Pode-se considerar IECA, BRA, BB, BCC, ou combinação. Sem Indicações Restritivas Não se atingiu o objetivo em relação à PA Otimize a dosagem ou adicione outros fármacos até que a PA adequada ser conseguida. Considere avaliação por um especialista em hipertensão.
  • 53. Classificação e Manejo da PA em adultos Classificação da PA PS* mmHg PA* mmHg Modificação no estilo de vida Farmacoterapêutica Inicial Sem indicações restritivas Com indicações restritivas Normal <120 e <80 Encorajar Prehipertensão 120–139 ou 80–89 Sim Não indicado farmacoterapia antihipertensiva. Fármaco(s) para as indicações restritivas. ‡ Hipertensão Estágio 1 140–159 ou 90–99 Sim Diuréticos tiazídicos para a maioria. Pode-se considerar IECA, BRA, BB, BCC, ou combinação. Fármaco(s) para as indicações restritivas.‡ Fármaco(s) antihipertensivos (diureticos, ACEI, BRA, BB, BCC) conforme necessidade. Hipertensão Estágio 2 > 160 ou > 100 Sim Combinação de duas drogas para a maioria† (usualmente diurético tiazídico e IECA ou BRA ou BB ou BCC). *Tratamento determinado pela categoria de PA que estiver mais alta. † A terapêutica Inicial combinada deve ser usada com cautela naqueles em risco para hipotensão ortostática. ‡ Tratamento de pacientes com doença renal crônica ou diabete para se alcançar uma PA de <130/80 mmHg.
  • 54. Reavaliações e Monitoramento Os pacientes devem retornar para reavaliações e ajustes das medicações até que o controle adequado da PA seja atingido. Para o hipertenso em estágio 2 ou com condições de comorbidade que levem a um aumento do risco de complicações devem ser programadas visitas mais freqüentes Potassio e creatinina séricos devem ser monitorados 1–2 vezes ao ano.
  • 55. Após o controle da PA e a estabilidade do mesmo, as reavaliações podem ser realizadas a intervalos de 3- a 6-meses. Comorbidades, como uma insuficiência cardíaca, como diabete, além da necessidade para testes laboratoriais deve influenciar na freqüência das visitas. Reavaliações e Monitoramento (continuação)
  • 56. Demência A demência e o enfraquecimento cognitivo ocorre mais frequentemente em pessoas com HA. A redução da progressão do enfraquecimento cognitivo ocorre com a terapêutica antihipertensiva efetiva.
  • 57. Urgências e Emergências Hipertensivas Pacientes com elevações importantes da PA e LOA (lesão de órgão alvo) aguda (ex.: encefalopatia, infarto miocárdico, angina instável, edema pulmonar, eclâmpsia, AVC, trauma craneano, sangramento arterial grave ou dissecação da aórtia) requer hospitalização e farmacoterapia parenteral. Pacientes com marcada elevação da PA mas sem LOA aguda, usualmente não requer hospitalização. No entanto, deve receber uma imediata combinação de terapia antihipertensiva oral.
  • 58. Considerações Adicionais na Escolha do Fármaco Antihipertensivo Efeitos potencialmente favoráveis Os diuréticos tiazídicos são úteis na lentificação da desmineralização que ocorre na osteoporose. BBs são úteis no tratamento das taquiarritimias e fibrilação atriais, enxaqueca, tireotoxicose (curto prazo), tremor essencial, e na HA pericirúrgica. BCCs são úteis na síndrome de Raynaud e algumas arritmias. Os alfa-bloqueadores são úteis no prostatismo.
  • 59. Considerações Adicionais na Escolha do Fármaco Antihipertensivo Efeitos potencialmente desfavoráveis Os diuréticos tiazídicos devem ser utilizados com precaução em caso de gota ou uma história significante de hiponatremia. BBs devem ser geralmente evitados em pacientes com asma, doença reativa de vias aéreas, ou bloqueio cardíaco de segundo ou terceiro grau. ACEIs e ARBs são contraindicados em mulheres grávidas e nas que estão em condições de engravidar. ACEIs não devem ser utilizados em indivíduos com história de angioedema. Antagonistas da aldosterona e diuréticos poupadores de potássio podem causar hiperpotassemia.
  • 60. Causas de Hipertensão Refratária Mensuração inadequada da PA Excesso de ingesta de sódio Terapêutica diurética inadequada Medicação Doses inadequadas Ações e interações do(s) fármaco(s) (ex.: fármacos anti-inflamatórios não esteróides, drogas ilícitas, smpaticomimeticos, contraceptivos orais) Fármacos sem prescrição médica e “suplementos alimentares” Excesso de ingesta alcoólica Causes Identificadas de HA
  • 61. 42 27 31 40 26 34 34 20 46 34 17 49 38 24 38 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 65-69 anos 70-74 anos 75-79 anos 80 anos ou mais Total PREVALÊNCIA DE HIPERTENSÃO ARTERIAL EM IDOSOS Projeto EPIDOSO - São Paulo 1991/92 HSl HA normal (idade)
  • 63. fonte Prof. Jorge Alexandre Silvestre - 2005