SlideShare uma empresa Scribd logo
Tempos verbais
O que são tempos verbais?
• Conceito
Presente
Pretério perfeito
Pretério imperfeito
Pretério mais-que-perfeito
Futuro do presente
Futuro do pretério
Presente
Pretério imperfeito
Futuro
Afirmativo
Negativo
Tempos no modo Indicativo
Expressa certezas
 Presente - Expressa um fato atual.
Ex
• Eu estudo todos os dias.
 Pretérito perfeito – Ação ocorrida no passado.
Ex:
• Felipe estudou para a prova.
Tempos no modo Indicativo
 Préterito imperfeito – Ação que ocorreu no passado, mas que
não foi completamente terminada.
Ex:
• Nós estudavamos juntos.
 Préterito mais-que-perfeito: Expressa um fato ocorrido antes de
outro fato já terminado.
Ex:
• Quando ele chegou, eu já estudara o suficiente.
• Quando ligamos a televisão, o jogo já terminara.
Tempos no modo Indicativo
 Futuro do presente – Indica um fato que ocorrerá mais tarde.
Ex:
• Nas férias, viajarei.
• Estudaremos em uma boa universidade.
 Futuro do pretérito – Adverte um fato que gostaria que
ocorresse, mas não aconteceu.
Ex:
• Compraria um carro zero se tivesse dinheiro.
• Eu estudaria agora se não estivesse com sono.
Tempos no modo Subjuntivo
Expressa possibilidades e hipóteses
• Condição: Se eu for à festa, eu dançarei.
• Dúvida: Talvez eu fale.
• Desejo: O meu desejo é que eu estude no SESI ainda.
 Presente – Indica desejo atual, dúvida que ocorre no
momento da fala.
Ex:
• Espero que eu caminhe bastante no ano que vem.
• Duvido que eu confie nele novamente.
• É conveniente que estudes para o exame.
Tempos no modo Subjuntivo
 Pretérito imperfeito – Indica condição, hipótese; é
estruturado com a desinência –sse-.
Ex:
• Eu caminharia todos os dias, se não trabalhasse tanto.
• Estudaria no Maxi, se não morasse em Campo Mourão.
 Futuro – Indica hipótese futura.
Ex:
• Quando eu estudar no Maxi, aprenderei mais coisas.
• Quando ele me prometeu que não me trairá mais, voltarei
a confiar nele.
Tempos no modo Imperativo
Expressa ordens, pedidos e conselhos. Afirmativo / Negativo
Presente do Indicativo Presente do Subjuntivo
1ª Eu Eu
2ª Tu cantas (tu) Tu cantes (tu)
3ª Ele canta (você) Ele cante (você)
1ª Nós cantamos (nós) Nós cantemos (nós)
2ª Vós cantais (vós) Vós canteis (vós)
3ª Eles cantam (vocês) Eles cantem (vocês)
Afirmativo Negativo
Tu canta (tu) Tu cantes (tu)
Ele cante (você) Ele cante (você)
Nós cantemos (nós) Nós cantemos (nós)
Vós cantai (vós) Vós canteis (vós)
Eles cantem (vocês) Eles cantem (vocês)
Exercício 1
Admirável Chip Novo – Pitty
[...]
Pane no sistema, alguém me desconfigurou
Aonde estão meus olhos de robô?
Eu não sabia, eu não tinha percebido
Eu sempre achei que era vivo
Parafuso e fluído em lugar de articulação
Até achava que aqui batia um coração
Nada é orgânico, é tudo programado
E eu achando que tinha me libertado
Mas lá vem eles novamente
E eu sei o que vão fazer:
Reinstalar o sistema
Pense, fale, compre, beba
Leia, vote, não se esqueça
Use, seja, ouça, diga
Tenha, more, gaste e viva
[...]
Se eu não te amasse tanto assim - Ivete
Sangalo
[...]
Se eu não te amasse tanto assim
Talvez perdesse os sonhos
Dentro de mim
E vivesse na escuridão
Se eu não te amasse tanto assim
Talvez não visse flores
Por onde eu vim
Dentro do meu coração
Hoje eu sei
Eu te amei
No vento de um temporal
Mas fui mais
Muito além
Do tempo do vendaval
Nos desejos
Num beijo
Que eu jamais provei igual
E as estrelas dão um sinal
[...]
Encontra-se em evidência fragmentos de duas letras musicais.
Analise-as, e em seguida responda ao que se pede:
Exercício 1
A) Em relação à música da cantora Pitty , qual a conclusão a que
chegamos em relação aos verbos identificados no refrão?
B) Feita uma análise quanto à mensagem (discurso), há uma
crítica social presente na mesma? Justifique.
C) Idem à questão referente à letra “a”, estabeleça uma
comparação entre as duas estrofes pertencentes à música de
Ivete Sangalo e aponte a diferença em relação aos verbos,
levando em consideração o tempo por eles representado.
Exercício 2
01) A frase “É possível que ela compareça às aulas amanhã” está no
presente do modo subjuntivo, expressando um fato ainda não
realizado. Enquanto a frase “Haverá uma passeata de protesto
amanhã” está no futuro do presente do modo imperativo.
02) As frases “Se tivesse bom coração, satisfarias meus anseios” e
“Era provável que ninguém viesse à reunião” se encontram no
pretérito imperfeito do modo subjuntivo, porém a primeira expressa
condição e a segunda probabilidade.
04) Os verbos abri, percebi e remexera, localizados na frase “Quando
abri a porta, percebi que alguém invadira o quarto e remexera tudo”
pertencem ao pretérito mais que perfeito do modo subjuntivo.
Observe as alternativas abaixo e assinale apenas as corretas:
Exercício 2
08) As frases “Embora tenha estudado bastante, não passou no
teste.” e “Eu caminharia todos os dias, se não trabalhasse tanto”
pertencem ao modo subjuntivo, porém no primeiro caso o verbo está
no pretérito perfeito, expressando um fato totalmente terminado num
momento passado; enquanto a segunda está no pretérito imperfeito,
indicando uma condição.
16)Nas frases “ Não ______________ (descer) por aí!” e “Tu não
_______________ (falar) alto, que me estás a irritar”, os verbos entre
parênteses estão no presente do imperativo, portanto ficariam corretos
se escritos como “desça” e “fale” respectivamente.
Exercício 3
Observe as seguintes frases no modo indicativo:
• Eu nunca faria isso se eu fosse você.
• Ela fazia exercícios todos os dias.
• João acordou cedo.
As frases á cima estão nos tempos:
a) Futuro do presente, Pretérito perfeito e Pretérito imperfeito.
b) Presente, Pretérito perfeito e Pretérito-mais-que-perfeito.
c) Futuro do pretérito, pretérito imperfeito e Pretérito perfeito.
d) Futuro do pretérito, Futuro do presente e Pretérito imperfeito,
e) Presente, Futuro do pretérito e Pretérito-mais-que-perfeito.
Gabarito
1- a) Todos encontram-se expressos no modo imperativo.
b) Sim, pois a cantora Pitty expõe-nos na condição de vítimas
inconscientes em relação ao sistema imposto pela própria sociedade.
c – A primeira estofe é retratada pelos verbos no pretérito imperfeito do
modo subjuntivo, ou seja, os mesmos expressam uma condição entre os
fatos. Já a segunda, contrapondo-se às ideias da primeira, os verbos
encontram-se no pretérito perfeito do modo indicativo e no presente, isto
é, revelam uma certeza em relação aos fatos ocorridos.
2) 26
3) C
Equipe 1 
Afrodite
Gabriel
GabrielaLucas
Mônica

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
Andriane Cursino
 
Classes de palavras
Classes de palavrasClasses de palavras
Classes de palavras
Julianne Rodrigues Pita
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
Marcelo Cordeiro Souza
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
Angela Santos
 
Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos
Professor Rômulo Viana
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
Cláudia Heloísa
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
Rita Tramonte
 
Tipos de sujeito
Tipos de sujeitoTipos de sujeito
Tipos de sujeito
IedaSantana
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavras
colveromachado
 
Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto
Cláudia Heloísa
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
Péricles Penuel
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
Alice Silva
 
Crase
CraseCrase
Aula intertextualidade
Aula intertextualidadeAula intertextualidade
Aula intertextualidade
Abrahão Costa de Freitas
 
Orações adjetivas
Orações adjetivasOrações adjetivas
Orações adjetivas
Cassandra Cruz
 
Atividade anaf cataf 9 ano dinarte
Atividade anaf cataf 9 ano dinarteAtividade anaf cataf 9 ano dinarte
Atividade anaf cataf 9 ano dinarte
erirobson dantas de lima
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacao
bubble13
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Verônica Carvalho
 
Figuras de linguagem completo
Figuras de linguagem completoFiguras de linguagem completo
Figuras de linguagem completo
CDIM Daniel
 
Regência nominal e verbal
Regência nominal e verbalRegência nominal e verbal
Regência nominal e verbal
Sadrak Silva
 

Mais procurados (20)

Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Classes de palavras
Classes de palavrasClasses de palavras
Classes de palavras
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 
Tipos de sujeito
Tipos de sujeitoTipos de sujeito
Tipos de sujeito
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavras
 
Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Aula intertextualidade
Aula intertextualidadeAula intertextualidade
Aula intertextualidade
 
Orações adjetivas
Orações adjetivasOrações adjetivas
Orações adjetivas
 
Atividade anaf cataf 9 ano dinarte
Atividade anaf cataf 9 ano dinarteAtividade anaf cataf 9 ano dinarte
Atividade anaf cataf 9 ano dinarte
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacao
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Figuras de linguagem completo
Figuras de linguagem completoFiguras de linguagem completo
Figuras de linguagem completo
 
Regência nominal e verbal
Regência nominal e verbalRegência nominal e verbal
Regência nominal e verbal
 

Destaque

Tempos verbais
Tempos verbaisTempos verbais
Tempos verbais
Ana Castro
 
Verbo
VerboVerbo
Os verbos
Os verbosOs verbos
Os verbos
Uratinai Ketlis
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
LaranjaDiana
 
Morfologia verbal
Morfologia verbalMorfologia verbal
Morfologia verbal
Walace Cestari
 
Verbos formacao dos tempos verbais
Verbos formacao dos tempos verbaisVerbos formacao dos tempos verbais
Verbos formacao dos tempos verbais
whybells
 
Verbo www.professorpalmito.com.br
Verbo www.professorpalmito.com.brVerbo www.professorpalmito.com.br
Verbo www.professorpalmito.com.br
Prof Palmito Rocha
 
tempos verbais
tempos verbaistempos verbais
tempos verbais
Cida Silva
 
Verbo
VerboVerbo
Tempos do verbo
Tempos do verboTempos do verbo
Tempos do verbo
dricamendes
 
Verbo
VerboVerbo
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
whybells
 
Tempo e modo verbais
Tempo e modo verbaisTempo e modo verbais
Tempo e modo verbais
Fabricio Souza
 
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVASORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
Angela Santos
 
Avaliação adaptada de língua portuguesa para o sexto ano.
Avaliação adaptada de língua portuguesa para o sexto ano.Avaliação adaptada de língua portuguesa para o sexto ano.
Avaliação adaptada de língua portuguesa para o sexto ano.
Ritchelly Ramos
 
Predicado verbo nominal(matheus marcol 2º)
Predicado verbo nominal(matheus marcol 2º)Predicado verbo nominal(matheus marcol 2º)
Predicado verbo nominal(matheus marcol 2º)
ESCOLA BANDEIRANTES E ESCOLA MARIA JACIRA FEITOSA DE CARVALHO
 
Aula de inglês 12 substantivos no singular
Aula de inglês 12   substantivos no singularAula de inglês 12   substantivos no singular
Aula de inglês 12 substantivos no singular
pytheasenglish
 
Femenism Assembly
Femenism AssemblyFemenism Assembly
Femenism Assembly
Emily Moss
 
Women empowerment
Women empowermentWomen empowerment
Women empowerment
TiaMalik
 

Destaque (20)

Tempos verbais
Tempos verbaisTempos verbais
Tempos verbais
 
Verbo
VerboVerbo
Verbo
 
Os verbos
Os verbosOs verbos
Os verbos
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Morfologia verbal
Morfologia verbalMorfologia verbal
Morfologia verbal
 
Verbos formacao dos tempos verbais
Verbos formacao dos tempos verbaisVerbos formacao dos tempos verbais
Verbos formacao dos tempos verbais
 
Verbo www.professorpalmito.com.br
Verbo www.professorpalmito.com.brVerbo www.professorpalmito.com.br
Verbo www.professorpalmito.com.br
 
tempos verbais
tempos verbaistempos verbais
tempos verbais
 
Verbo
VerboVerbo
Verbo
 
Tempos do verbo
Tempos do verboTempos do verbo
Tempos do verbo
 
Verbo
VerboVerbo
Verbo
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Tempo e modo verbais
Tempo e modo verbaisTempo e modo verbais
Tempo e modo verbais
 
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVASORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
 
Avaliação adaptada de língua portuguesa para o sexto ano.
Avaliação adaptada de língua portuguesa para o sexto ano.Avaliação adaptada de língua portuguesa para o sexto ano.
Avaliação adaptada de língua portuguesa para o sexto ano.
 
Predicado verbo nominal(matheus marcol 2º)
Predicado verbo nominal(matheus marcol 2º)Predicado verbo nominal(matheus marcol 2º)
Predicado verbo nominal(matheus marcol 2º)
 
Aula de inglês 12 substantivos no singular
Aula de inglês 12   substantivos no singularAula de inglês 12   substantivos no singular
Aula de inglês 12 substantivos no singular
 
Femenism Assembly
Femenism AssemblyFemenism Assembly
Femenism Assembly
 
Women empowerment
Women empowermentWomen empowerment
Women empowerment
 

Semelhante a Tempos verbais

verbos slide ajudaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.ppt
verbos slide ajudaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.pptverbos slide ajudaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.ppt
verbos slide ajudaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.ppt
saulolima1484
 
verbos.ppt
verbos.pptverbos.ppt
verbos.ppt
AliceSoares89
 
cleiton verbo.ppt
cleiton verbo.pptcleiton verbo.ppt
cleiton verbo.ppt
CleitonBarretoSilva
 
Tempos verbais dicas
Tempos verbais dicasTempos verbais dicas
Tempos verbais dicas
Fabiana Arthur
 
Verbos 2
Verbos 2Verbos 2
Verbos 2
Aportuguesando
 
Verbos - resumo
Verbos - resumoVerbos - resumo
Verbos - resumo
Cristina Porini
 
Aula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdfAula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdf
Ana Vaz
 
Verbo
VerboVerbo
4_Aula_Verbo.pptx
4_Aula_Verbo.pptx4_Aula_Verbo.pptx
4_Aula_Verbo.pptx
tatianesouza923757
 
Modo verba1
Modo verba1Modo verba1
Modo verba1
Ernesto Ananias
 
Verbo
VerboVerbo
O verbo
O verboO verbo
O verbo
JooLuisLatour
 
Tempos verbais
Tempos verbaisTempos verbais
Tempos verbais
Elisa Dias
 
1º ano - Verbos.ppt
1º ano - Verbos.ppt1º ano - Verbos.ppt
1º ano - Verbos.ppt
elaenyglaucia1
 
Aula 12 verbo i
Aula 12   verbo iAula 12   verbo i
Aula 12 verbo i
Jonatas Carlos
 
www.CentroApoio.com - Espanhol - Preterito
www.CentroApoio.com - Espanhol  - Preteritowww.CentroApoio.com - Espanhol  - Preterito
www.CentroApoio.com - Espanhol - Preterito
Vídeo Aulas Apoio
 
www.aulasdeespanholapoio.com - Pretérito Imperfeito do Indicativo
www.aulasdeespanholapoio.com - Pretérito Imperfeito do Indicativowww.aulasdeespanholapoio.com - Pretérito Imperfeito do Indicativo
www.aulasdeespanholapoio.com - Pretérito Imperfeito do Indicativo
AulasDeEspanholApoio
 
VERBO.pptx
VERBO.pptxVERBO.pptx
Portugues para concursos
Portugues para concursosPortugues para concursos
Portugues para concursos
Adail Silva
 
aspectualização do verbo.pptx
aspectualização do verbo.pptxaspectualização do verbo.pptx
aspectualização do verbo.pptx
ElmaNogueira5
 

Semelhante a Tempos verbais (20)

verbos slide ajudaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.ppt
verbos slide ajudaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.pptverbos slide ajudaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.ppt
verbos slide ajudaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.ppt
 
verbos.ppt
verbos.pptverbos.ppt
verbos.ppt
 
cleiton verbo.ppt
cleiton verbo.pptcleiton verbo.ppt
cleiton verbo.ppt
 
Tempos verbais dicas
Tempos verbais dicasTempos verbais dicas
Tempos verbais dicas
 
Verbos 2
Verbos 2Verbos 2
Verbos 2
 
Verbos - resumo
Verbos - resumoVerbos - resumo
Verbos - resumo
 
Aula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdfAula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdf
 
Verbo
VerboVerbo
Verbo
 
4_Aula_Verbo.pptx
4_Aula_Verbo.pptx4_Aula_Verbo.pptx
4_Aula_Verbo.pptx
 
Modo verba1
Modo verba1Modo verba1
Modo verba1
 
Verbo
VerboVerbo
Verbo
 
O verbo
O verboO verbo
O verbo
 
Tempos verbais
Tempos verbaisTempos verbais
Tempos verbais
 
1º ano - Verbos.ppt
1º ano - Verbos.ppt1º ano - Verbos.ppt
1º ano - Verbos.ppt
 
Aula 12 verbo i
Aula 12   verbo iAula 12   verbo i
Aula 12 verbo i
 
www.CentroApoio.com - Espanhol - Preterito
www.CentroApoio.com - Espanhol  - Preteritowww.CentroApoio.com - Espanhol  - Preterito
www.CentroApoio.com - Espanhol - Preterito
 
www.aulasdeespanholapoio.com - Pretérito Imperfeito do Indicativo
www.aulasdeespanholapoio.com - Pretérito Imperfeito do Indicativowww.aulasdeespanholapoio.com - Pretérito Imperfeito do Indicativo
www.aulasdeespanholapoio.com - Pretérito Imperfeito do Indicativo
 
VERBO.pptx
VERBO.pptxVERBO.pptx
VERBO.pptx
 
Portugues para concursos
Portugues para concursosPortugues para concursos
Portugues para concursos
 
aspectualização do verbo.pptx
aspectualização do verbo.pptxaspectualização do verbo.pptx
aspectualização do verbo.pptx
 

Mais de Mônica Abreu

Relative clauses
Relative clauses Relative clauses
Relative clauses
Mônica Abreu
 
Movimento dadaísta
Movimento dadaísta Movimento dadaísta
Movimento dadaísta
Mônica Abreu
 
arvores
arvoresarvores
arvores
Mônica Abreu
 
Crise ficticia
Crise ficticia Crise ficticia
Crise ficticia
Mônica Abreu
 
Sistema respi
Sistema respiSistema respi
Sistema respi
Mônica Abreu
 
Unrbanização
Unrbanização Unrbanização
Unrbanização
Mônica Abreu
 
Romantismo(Pintura)
Romantismo(Pintura)Romantismo(Pintura)
Romantismo(Pintura)
Mônica Abreu
 
Futurismo
FuturismoFuturismo
Futurismo
Mônica Abreu
 
História da vacina
História da vacinaHistória da vacina
História da vacina
Mônica Abreu
 
Adrenalina
AdrenalinaAdrenalina
Adrenalina
Mônica Abreu
 
Gorka Donrrosoro
Gorka Donrrosoro Gorka Donrrosoro
Gorka Donrrosoro
Mônica Abreu
 
Grécia antiga
Grécia antigaGrécia antiga
Grécia antiga
Mônica Abreu
 
Glândula tireoide e glândulas paratireoides
Glândula tireoide e glândulas paratireoides Glândula tireoide e glândulas paratireoides
Glândula tireoide e glândulas paratireoides
Mônica Abreu
 

Mais de Mônica Abreu (13)

Relative clauses
Relative clauses Relative clauses
Relative clauses
 
Movimento dadaísta
Movimento dadaísta Movimento dadaísta
Movimento dadaísta
 
arvores
arvoresarvores
arvores
 
Crise ficticia
Crise ficticia Crise ficticia
Crise ficticia
 
Sistema respi
Sistema respiSistema respi
Sistema respi
 
Unrbanização
Unrbanização Unrbanização
Unrbanização
 
Romantismo(Pintura)
Romantismo(Pintura)Romantismo(Pintura)
Romantismo(Pintura)
 
Futurismo
FuturismoFuturismo
Futurismo
 
História da vacina
História da vacinaHistória da vacina
História da vacina
 
Adrenalina
AdrenalinaAdrenalina
Adrenalina
 
Gorka Donrrosoro
Gorka Donrrosoro Gorka Donrrosoro
Gorka Donrrosoro
 
Grécia antiga
Grécia antigaGrécia antiga
Grécia antiga
 
Glândula tireoide e glândulas paratireoides
Glândula tireoide e glândulas paratireoides Glândula tireoide e glândulas paratireoides
Glândula tireoide e glândulas paratireoides
 

Último

Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
CamilaSouza544051
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 

Último (20)

Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 

Tempos verbais

  • 2. O que são tempos verbais? • Conceito Presente Pretério perfeito Pretério imperfeito Pretério mais-que-perfeito Futuro do presente Futuro do pretério Presente Pretério imperfeito Futuro Afirmativo Negativo
  • 3. Tempos no modo Indicativo Expressa certezas  Presente - Expressa um fato atual. Ex • Eu estudo todos os dias.  Pretérito perfeito – Ação ocorrida no passado. Ex: • Felipe estudou para a prova.
  • 4. Tempos no modo Indicativo  Préterito imperfeito – Ação que ocorreu no passado, mas que não foi completamente terminada. Ex: • Nós estudavamos juntos.  Préterito mais-que-perfeito: Expressa um fato ocorrido antes de outro fato já terminado. Ex: • Quando ele chegou, eu já estudara o suficiente. • Quando ligamos a televisão, o jogo já terminara.
  • 5. Tempos no modo Indicativo  Futuro do presente – Indica um fato que ocorrerá mais tarde. Ex: • Nas férias, viajarei. • Estudaremos em uma boa universidade.  Futuro do pretérito – Adverte um fato que gostaria que ocorresse, mas não aconteceu. Ex: • Compraria um carro zero se tivesse dinheiro. • Eu estudaria agora se não estivesse com sono.
  • 6. Tempos no modo Subjuntivo Expressa possibilidades e hipóteses • Condição: Se eu for à festa, eu dançarei. • Dúvida: Talvez eu fale. • Desejo: O meu desejo é que eu estude no SESI ainda.  Presente – Indica desejo atual, dúvida que ocorre no momento da fala. Ex: • Espero que eu caminhe bastante no ano que vem. • Duvido que eu confie nele novamente. • É conveniente que estudes para o exame.
  • 7. Tempos no modo Subjuntivo  Pretérito imperfeito – Indica condição, hipótese; é estruturado com a desinência –sse-. Ex: • Eu caminharia todos os dias, se não trabalhasse tanto. • Estudaria no Maxi, se não morasse em Campo Mourão.  Futuro – Indica hipótese futura. Ex: • Quando eu estudar no Maxi, aprenderei mais coisas. • Quando ele me prometeu que não me trairá mais, voltarei a confiar nele.
  • 8. Tempos no modo Imperativo Expressa ordens, pedidos e conselhos. Afirmativo / Negativo Presente do Indicativo Presente do Subjuntivo 1ª Eu Eu 2ª Tu cantas (tu) Tu cantes (tu) 3ª Ele canta (você) Ele cante (você) 1ª Nós cantamos (nós) Nós cantemos (nós) 2ª Vós cantais (vós) Vós canteis (vós) 3ª Eles cantam (vocês) Eles cantem (vocês) Afirmativo Negativo Tu canta (tu) Tu cantes (tu) Ele cante (você) Ele cante (você) Nós cantemos (nós) Nós cantemos (nós) Vós cantai (vós) Vós canteis (vós) Eles cantem (vocês) Eles cantem (vocês)
  • 9. Exercício 1 Admirável Chip Novo – Pitty [...] Pane no sistema, alguém me desconfigurou Aonde estão meus olhos de robô? Eu não sabia, eu não tinha percebido Eu sempre achei que era vivo Parafuso e fluído em lugar de articulação Até achava que aqui batia um coração Nada é orgânico, é tudo programado E eu achando que tinha me libertado Mas lá vem eles novamente E eu sei o que vão fazer: Reinstalar o sistema Pense, fale, compre, beba Leia, vote, não se esqueça Use, seja, ouça, diga Tenha, more, gaste e viva [...] Se eu não te amasse tanto assim - Ivete Sangalo [...] Se eu não te amasse tanto assim Talvez perdesse os sonhos Dentro de mim E vivesse na escuridão Se eu não te amasse tanto assim Talvez não visse flores Por onde eu vim Dentro do meu coração Hoje eu sei Eu te amei No vento de um temporal Mas fui mais Muito além Do tempo do vendaval Nos desejos Num beijo Que eu jamais provei igual E as estrelas dão um sinal [...] Encontra-se em evidência fragmentos de duas letras musicais. Analise-as, e em seguida responda ao que se pede:
  • 10. Exercício 1 A) Em relação à música da cantora Pitty , qual a conclusão a que chegamos em relação aos verbos identificados no refrão? B) Feita uma análise quanto à mensagem (discurso), há uma crítica social presente na mesma? Justifique. C) Idem à questão referente à letra “a”, estabeleça uma comparação entre as duas estrofes pertencentes à música de Ivete Sangalo e aponte a diferença em relação aos verbos, levando em consideração o tempo por eles representado.
  • 11. Exercício 2 01) A frase “É possível que ela compareça às aulas amanhã” está no presente do modo subjuntivo, expressando um fato ainda não realizado. Enquanto a frase “Haverá uma passeata de protesto amanhã” está no futuro do presente do modo imperativo. 02) As frases “Se tivesse bom coração, satisfarias meus anseios” e “Era provável que ninguém viesse à reunião” se encontram no pretérito imperfeito do modo subjuntivo, porém a primeira expressa condição e a segunda probabilidade. 04) Os verbos abri, percebi e remexera, localizados na frase “Quando abri a porta, percebi que alguém invadira o quarto e remexera tudo” pertencem ao pretérito mais que perfeito do modo subjuntivo. Observe as alternativas abaixo e assinale apenas as corretas:
  • 12. Exercício 2 08) As frases “Embora tenha estudado bastante, não passou no teste.” e “Eu caminharia todos os dias, se não trabalhasse tanto” pertencem ao modo subjuntivo, porém no primeiro caso o verbo está no pretérito perfeito, expressando um fato totalmente terminado num momento passado; enquanto a segunda está no pretérito imperfeito, indicando uma condição. 16)Nas frases “ Não ______________ (descer) por aí!” e “Tu não _______________ (falar) alto, que me estás a irritar”, os verbos entre parênteses estão no presente do imperativo, portanto ficariam corretos se escritos como “desça” e “fale” respectivamente.
  • 13. Exercício 3 Observe as seguintes frases no modo indicativo: • Eu nunca faria isso se eu fosse você. • Ela fazia exercícios todos os dias. • João acordou cedo. As frases á cima estão nos tempos: a) Futuro do presente, Pretérito perfeito e Pretérito imperfeito. b) Presente, Pretérito perfeito e Pretérito-mais-que-perfeito. c) Futuro do pretérito, pretérito imperfeito e Pretérito perfeito. d) Futuro do pretérito, Futuro do presente e Pretérito imperfeito, e) Presente, Futuro do pretérito e Pretérito-mais-que-perfeito.
  • 14. Gabarito 1- a) Todos encontram-se expressos no modo imperativo. b) Sim, pois a cantora Pitty expõe-nos na condição de vítimas inconscientes em relação ao sistema imposto pela própria sociedade. c – A primeira estofe é retratada pelos verbos no pretérito imperfeito do modo subjuntivo, ou seja, os mesmos expressam uma condição entre os fatos. Já a segunda, contrapondo-se às ideias da primeira, os verbos encontram-se no pretérito perfeito do modo indicativo e no presente, isto é, revelam uma certeza em relação aos fatos ocorridos. 2) 26 3) C