SlideShare uma empresa Scribd logo
Língua Portuguesa
Prof.ª Verônica Carvalho
Por meio da linguagem, realizamos diferentes ações:
 transmitimos informações
 tentamos convencer o outro a fazer (ou dizer) algo
 assumimos compromissos
 ordenamos, pedimos
 demonstramos sentimentos
 construímos representações mentais sobre nosso
mundo
Qual o objetivo de um texto?
 Diferenciar que objetivo predomina em cada
situação de comunicação auxilia a compreender
melhor o que foi dito.
 As funções da linguagem estão centradas nos
elementos da comunicação.
Lembre-se:
 Emissor - emite, codifica a mensagem
 Receptor - recebe, decodifica a mensagem
 Mensagem - conteúdo transmitido pelo emissor
 Referente - contexto relacionado a emissor e
receptor; é o assunto tratado
 Código - conjunto de signos usado na transmissão
e recepção da mensagem
 Canal - meio pelo qual circula a mensagem
Elementos da comunicação
 Toda comunicação apresenta uma variedade
de funções, mas elas se apresentam
hierarquizadas, sendo uma dominante, de
acordo com o enfoque que o destinador quer
dar ou do efeito que quer causar no recebedor.
 As funções da linguagem são as seguintes:
Qual o objetivo de um texto?
Função emotiva (ou expressiva)
 Centralizada no emissor, revela sua opinião, sua
emoção.
 Nela prevalece a 1ª pessoa do singular, interjeições
e exclamações.
 É a linguagem das biografias, memórias, poesias
líricas e cartas de amor.
Ex.: “Estou tendo agora uma vertigem. Tenho um
pouco de medo. A que me levará minha liberdade?
O que é isto que estou te escrevendo? Isto me deixa
solitária”.
Funções da Linguagem
Função Emotiva
Função Emotiva
Observe que este texto está centrado na
expressão dos sentimentos, emoções e
opiniões de um eu-lírico. É um texto subjetivo,
pessoal. Perceba que o destaque dado ao
emissor é reforçado pela presença de verbos e
pronomes na primeira pessoa: “Às vezes me
pinto nuvem”. Os textos líricos que expressam
o estado de alma do emissor exemplificam a
função emotiva da linguagem.
Função referencial (ou denotativa)
 Centralizada no referente, quando o emissor procura
oferecer informações da realidade.
 Objetiva, direta, denotativa, prevalecendo a 3ª
pessoa do singular.
 Usada nas notícias de jornal e livros científicos,
descrições de fatos.
Ex.: Em 1665¸ Londres foi assolada pela peste negra
(peste bubônica) que dizimou grande parte de sua
população, provocando a quase total paralisação da
cidade e acarretando o fechamento de repartições
públicas.
Funções da Linguagem
Função Referencial
Função Referencial
Observe que o objetivo do texto é simplesmente
o de informar ao leitor, com o máximo de
clareza, o que é o cravo da pele e como ele se
constitui.
A ênfase, portanto, é dada ao conteúdo, às
informações. Os textos cuja linguagem têm
função referencial são dotados de objetividade,
uma vez que visam informar, traduzir ou explicar
fatos da realidade.
Função apelativa (ou conativa)
 Centraliza-se no receptor; o emissor procura
influenciar o comportamento do receptor.
 Como o emissor se dirige ao receptor, é comum o
uso de “tu” e “você”, além de verbos no imperativo.
 Usada nos discursos, sermões e propagandas que
se dirigem diretamente ao consumidor.
Ex.: Meu estimado povo. Que as bênçãos de Deus,
senhor todo-onipotente, desçam sobre vocês.
Funções da Linguagem
Função Apelativa
Função Apelativa
Função fática
 Centralizada no canal da comunicação.
 Testa a sua eficiência, a fim de observar se o
receptor entendeu o emissor.
 Linguagem das falas telefônicas, saudações e
similares.
Ex.: Alô, Pedro! Tô passando aí pra te pegar, ok? Tá
me ouvindo? Alô!!
Funções da Linguagem
Função Fática
Função Fática
Observe que a preocupação do emissor é manter
contato com o destinatário, testando o canal de
comunicação. As falas do professor têm uma
função fática, para saber se Beto está atento. O
mesmo ocorre com o famoso “plim! plim!” da
Rede Globo, que tem a função de chamar a
atenção do espectador (que se “distraiu” durante
o intervalo comercial) para o canal, no caso, a
televisão.
Função poética
 Centralizada na mensagem, revelando recursos
imaginativos criados pelo emissor.
 Valorizam-se as palavras e suas combinações.
 É a linguagem figurada apresentada em obras
literárias, letras de música e em algumas
propagandas.
Ex.: Moça do corpo dourado/ Do sol de lpanema/ O
seu balançado é mais que um poema/ É a coisa mais
linda que eu já vi passar...
Funções da Linguagem
Função Poética
Função Poética
Função metalinguística
 Centralizada no código, usa a linguagem para falar
dela mesma.
 A poesia que fala da poesia, um texto que comenta
outro texto, palavras que explicam o significado de
outra palavra, escrever sobre o ato de escrever, falar
sobre o ato de falar.
Ex.: protuberância s.f   do  Lat. *protuberantia, de
protuberare, fazer bojo; saliência; parte saliente;
elevação. excrescência, bossa; apófise.
Funções da Linguagem
Função metalinguística
Função metalinguística
Funções da linguagem
As funções da linguagem não existem isoladas
em cada texto. Embora uma delas acabe
predominando, elas convivem, mesclam-se,
entrecruzam-se o tempo todo, obtendo-se de
suas combinações os mais diferentes efeitos. O
importante é saber qual a função predominante
no texto, para então defini-lo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Elementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagemElementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagem
julilp10
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
CrisBiagio
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Roberta Scheibe
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Andriane Cursino
 
Funções da linguagem
Funções da linguagem Funções da linguagem
Funções da linguagem
Karen Olivan
 
Teoria geral da comunicação
Teoria geral da comunicaçãoTeoria geral da comunicação
Teoria geral da comunicação
Seduc/AM
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Faculdade Flamingo
 
Funções da linguagem - professor Jason Lima
Funções da linguagem - professor Jason LimaFunções da linguagem - professor Jason Lima
Funções da linguagem - professor Jason Lima
jasonrplima
 
Revisão sobre funções da linguagem para Enem
Revisão sobre funções da linguagem para EnemRevisão sobre funções da linguagem para Enem
Revisão sobre funções da linguagem para Enem
Rogério Souza
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Valeria Nunes
 
Funções da Linguagem
Funções da LinguagemFunções da Linguagem
Funções da Linguagem
José Ferreira
 
Função de linguagem
Função de linguagemFunção de linguagem
Função de linguagem
Elaine Blogger
 
Funções da linguagem slides
Funções da linguagem slidesFunções da linguagem slides
Funções da linguagem slides
nunesmaril
 
Funções da linguagem - Professor Jason lima
Funções da linguagem - Professor Jason limaFunções da linguagem - Professor Jason lima
Funções da linguagem - Professor Jason lima
jasonrplima
 
Funções linguísticas
Funções linguísticasFunções linguísticas
Funções linguísticas
paulozac2012
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Saide Hassan
 
Funções de linguagem
Funções de linguagemFunções de linguagem
Funções de linguagem
Fernanda Hellen
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
vandacrivillari
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
nixsonmachado
 
Funcões da linguagem
Funcões da linguagemFuncões da linguagem
Funcões da linguagem
Aguinaldo Do Carmo
 

Mais procurados (20)

Elementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagemElementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagem Funções da linguagem
Funções da linguagem
 
Teoria geral da comunicação
Teoria geral da comunicaçãoTeoria geral da comunicação
Teoria geral da comunicação
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções da linguagem - professor Jason Lima
Funções da linguagem - professor Jason LimaFunções da linguagem - professor Jason Lima
Funções da linguagem - professor Jason Lima
 
Revisão sobre funções da linguagem para Enem
Revisão sobre funções da linguagem para EnemRevisão sobre funções da linguagem para Enem
Revisão sobre funções da linguagem para Enem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções da Linguagem
Funções da LinguagemFunções da Linguagem
Funções da Linguagem
 
Função de linguagem
Função de linguagemFunção de linguagem
Função de linguagem
 
Funções da linguagem slides
Funções da linguagem slidesFunções da linguagem slides
Funções da linguagem slides
 
Funções da linguagem - Professor Jason lima
Funções da linguagem - Professor Jason limaFunções da linguagem - Professor Jason lima
Funções da linguagem - Professor Jason lima
 
Funções linguísticas
Funções linguísticasFunções linguísticas
Funções linguísticas
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções de linguagem
Funções de linguagemFunções de linguagem
Funções de linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funcões da linguagem
Funcões da linguagemFuncões da linguagem
Funcões da linguagem
 

Destaque

Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
CrisBiagio
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Hirtis Carvalho Nogueira
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Lissandro Jonas
 
Vanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e Surrealismo
Vanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e SurrealismoVanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e Surrealismo
Vanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e Surrealismo
Colégio Santa Luzia
 
Vanguardas europeias slides
Vanguardas europeias slidesVanguardas europeias slides
Vanguardas europeias slides
Eline Lima
 
Semana de arte moderna
Semana de arte modernaSemana de arte moderna
Semana de arte moderna
Francisvaldo Cândido de Brito
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Andrezza Cameski
 
Vanguardas Europeias
Vanguardas EuropeiasVanguardas Europeias
Vanguardas Europeias
martinsramon
 
Tecnologia e educação
Tecnologia e educaçãoTecnologia e educação
Tecnologia e educação
Ana da Costa
 
Trabalhos realizados nas aulas de português na e
Trabalhos realizados nas aulas de português na eTrabalhos realizados nas aulas de português na e
Trabalhos realizados nas aulas de português na e
Escola Estadual Joaquim Abarca -
 
Vanguardas Europeias
Vanguardas EuropeiasVanguardas Europeias
Vanguardas Europeias
MGLAUCIA /LÍNGUA PORTUGUESA
 
Vanguardas e Modernismo
Vanguardas e ModernismoVanguardas e Modernismo
Arte tendências literárias pergunta resposta
Arte tendências literárias pergunta respostaArte tendências literárias pergunta resposta
Arte tendências literárias pergunta resposta
Tina Lima
 
Arte Moderna 6º Anos
Arte Moderna 6º AnosArte Moderna 6º Anos
Arte Moderna 6º Anos
JMGMarthins
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Reno Torquato
 
Antrop. contêmp
Antrop. contêmpAntrop. contêmp
Antrop. contêmp
roberto mosca junior
 
Você tem valor
Você tem valorVocê tem valor
Você tem valor
Fer Nanda
 
Análise do Ambiente de Marketing
Análise do Ambiente de MarketingAnálise do Ambiente de Marketing
Análise do Ambiente de Marketing
Rafael Gomes
 
Gestão da Marca pdf6
Gestão da Marca pdf6Gestão da Marca pdf6
Gestão da Marca pdf6
Bruno Mastrocolla
 
Educação e tecnologia
Educação e tecnologiaEducação e tecnologia
Educação e tecnologia
Verônica Carvalho
 

Destaque (20)

Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Vanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e Surrealismo
Vanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e SurrealismoVanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e Surrealismo
Vanguardas europeias: Futurismo, Cubismo, Expressionismo, Dadaísmo e Surrealismo
 
Vanguardas europeias slides
Vanguardas europeias slidesVanguardas europeias slides
Vanguardas europeias slides
 
Semana de arte moderna
Semana de arte modernaSemana de arte moderna
Semana de arte moderna
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Vanguardas Europeias
Vanguardas EuropeiasVanguardas Europeias
Vanguardas Europeias
 
Tecnologia e educação
Tecnologia e educaçãoTecnologia e educação
Tecnologia e educação
 
Trabalhos realizados nas aulas de português na e
Trabalhos realizados nas aulas de português na eTrabalhos realizados nas aulas de português na e
Trabalhos realizados nas aulas de português na e
 
Vanguardas Europeias
Vanguardas EuropeiasVanguardas Europeias
Vanguardas Europeias
 
Vanguardas e Modernismo
Vanguardas e ModernismoVanguardas e Modernismo
Vanguardas e Modernismo
 
Arte tendências literárias pergunta resposta
Arte tendências literárias pergunta respostaArte tendências literárias pergunta resposta
Arte tendências literárias pergunta resposta
 
Arte Moderna 6º Anos
Arte Moderna 6º AnosArte Moderna 6º Anos
Arte Moderna 6º Anos
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Antrop. contêmp
Antrop. contêmpAntrop. contêmp
Antrop. contêmp
 
Você tem valor
Você tem valorVocê tem valor
Você tem valor
 
Análise do Ambiente de Marketing
Análise do Ambiente de MarketingAnálise do Ambiente de Marketing
Análise do Ambiente de Marketing
 
Gestão da Marca pdf6
Gestão da Marca pdf6Gestão da Marca pdf6
Gestão da Marca pdf6
 
Educação e tecnologia
Educação e tecnologiaEducação e tecnologia
Educação e tecnologia
 

Semelhante a Vanguardas europeias

Funções da linguagem 1º.pptx
Funções da linguagem 1º.pptxFunções da linguagem 1º.pptx
Funções da linguagem 1º.pptx
Luana Lopes Martins
 
Funções da Linguagem para alunos de ensino médio
Funções da Linguagem para alunos de ensino médioFunções da Linguagem para alunos de ensino médio
Funções da Linguagem para alunos de ensino médio
dasmargensaocentro
 
Funções de linguagem
Funções de linguagemFunções de linguagem
Funções de linguagem
Lilian Lima
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Maria De Lourdes Ramos
 
FUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).ppt
FUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).pptFUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).ppt
FUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).ppt
CAMILACRISTINASILVAB
 
Funções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercíciosFunções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercícios
Sônia Sochiarelli
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Nicolle Souza
 
funcoes da linguagem.pdf
funcoes da linguagem.pdffuncoes da linguagem.pdf
funcoes da linguagem.pdf
Rogério Martins
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
Ruddy's Santos
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
Cláudia Heloísa
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
Pedro Barros
 
funesdalinguagem-profbauru-140122181935-phpapp01.pdf
funesdalinguagem-profbauru-140122181935-phpapp01.pdffunesdalinguagem-profbauru-140122181935-phpapp01.pdf
funesdalinguagem-profbauru-140122181935-phpapp01.pdf
tatianesouza923757
 
O Processo de Comunicação
O Processo de ComunicaçãoO Processo de Comunicação
trabalho de português (1).pptx
trabalho de português (1).pptxtrabalho de português (1).pptx
trabalho de português (1).pptx
JONATHAZEMANN
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
Sadrak Silva
 
Portugues lucas
Portugues lucasPortugues lucas
Portugues lucas
Lukas Mello
 
ComunicaçãO
ComunicaçãOComunicaçãO
ComunicaçãO
Crys Bastos
 
C:\Fakepath\ComunicaçãO
C:\Fakepath\ComunicaçãOC:\Fakepath\ComunicaçãO
C:\Fakepath\ComunicaçãO
Crys Bastos
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
Bovary16
 
Profª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º Ano
Profª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º AnoProfª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º Ano
Profª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º Ano
Alpha Colégio e Vestibulares
 

Semelhante a Vanguardas europeias (20)

Funções da linguagem 1º.pptx
Funções da linguagem 1º.pptxFunções da linguagem 1º.pptx
Funções da linguagem 1º.pptx
 
Funções da Linguagem para alunos de ensino médio
Funções da Linguagem para alunos de ensino médioFunções da Linguagem para alunos de ensino médio
Funções da Linguagem para alunos de ensino médio
 
Funções de linguagem
Funções de linguagemFunções de linguagem
Funções de linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
FUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).ppt
FUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).pptFUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).ppt
FUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).ppt
 
Funções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercíciosFunções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercícios
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
funcoes da linguagem.pdf
funcoes da linguagem.pdffuncoes da linguagem.pdf
funcoes da linguagem.pdf
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
 
funesdalinguagem-profbauru-140122181935-phpapp01.pdf
funesdalinguagem-profbauru-140122181935-phpapp01.pdffunesdalinguagem-profbauru-140122181935-phpapp01.pdf
funesdalinguagem-profbauru-140122181935-phpapp01.pdf
 
O Processo de Comunicação
O Processo de ComunicaçãoO Processo de Comunicação
O Processo de Comunicação
 
trabalho de português (1).pptx
trabalho de português (1).pptxtrabalho de português (1).pptx
trabalho de português (1).pptx
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
 
Portugues lucas
Portugues lucasPortugues lucas
Portugues lucas
 
ComunicaçãO
ComunicaçãOComunicaçãO
ComunicaçãO
 
C:\Fakepath\ComunicaçãO
C:\Fakepath\ComunicaçãOC:\Fakepath\ComunicaçãO
C:\Fakepath\ComunicaçãO
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
 
Profª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º Ano
Profª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º AnoProfª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º Ano
Profª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º Ano
 

Último

Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 

Último (20)

Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 

Vanguardas europeias

  • 2. Por meio da linguagem, realizamos diferentes ações:  transmitimos informações  tentamos convencer o outro a fazer (ou dizer) algo  assumimos compromissos  ordenamos, pedimos  demonstramos sentimentos  construímos representações mentais sobre nosso mundo Qual o objetivo de um texto?
  • 3.  Diferenciar que objetivo predomina em cada situação de comunicação auxilia a compreender melhor o que foi dito.  As funções da linguagem estão centradas nos elementos da comunicação. Lembre-se:
  • 4.  Emissor - emite, codifica a mensagem  Receptor - recebe, decodifica a mensagem  Mensagem - conteúdo transmitido pelo emissor  Referente - contexto relacionado a emissor e receptor; é o assunto tratado  Código - conjunto de signos usado na transmissão e recepção da mensagem  Canal - meio pelo qual circula a mensagem Elementos da comunicação
  • 5.
  • 6.  Toda comunicação apresenta uma variedade de funções, mas elas se apresentam hierarquizadas, sendo uma dominante, de acordo com o enfoque que o destinador quer dar ou do efeito que quer causar no recebedor.  As funções da linguagem são as seguintes: Qual o objetivo de um texto?
  • 7. Função emotiva (ou expressiva)  Centralizada no emissor, revela sua opinião, sua emoção.  Nela prevalece a 1ª pessoa do singular, interjeições e exclamações.  É a linguagem das biografias, memórias, poesias líricas e cartas de amor. Ex.: “Estou tendo agora uma vertigem. Tenho um pouco de medo. A que me levará minha liberdade? O que é isto que estou te escrevendo? Isto me deixa solitária”. Funções da Linguagem
  • 9. Função Emotiva Observe que este texto está centrado na expressão dos sentimentos, emoções e opiniões de um eu-lírico. É um texto subjetivo, pessoal. Perceba que o destaque dado ao emissor é reforçado pela presença de verbos e pronomes na primeira pessoa: “Às vezes me pinto nuvem”. Os textos líricos que expressam o estado de alma do emissor exemplificam a função emotiva da linguagem.
  • 10. Função referencial (ou denotativa)  Centralizada no referente, quando o emissor procura oferecer informações da realidade.  Objetiva, direta, denotativa, prevalecendo a 3ª pessoa do singular.  Usada nas notícias de jornal e livros científicos, descrições de fatos. Ex.: Em 1665¸ Londres foi assolada pela peste negra (peste bubônica) que dizimou grande parte de sua população, provocando a quase total paralisação da cidade e acarretando o fechamento de repartições públicas. Funções da Linguagem
  • 12. Função Referencial Observe que o objetivo do texto é simplesmente o de informar ao leitor, com o máximo de clareza, o que é o cravo da pele e como ele se constitui. A ênfase, portanto, é dada ao conteúdo, às informações. Os textos cuja linguagem têm função referencial são dotados de objetividade, uma vez que visam informar, traduzir ou explicar fatos da realidade.
  • 13. Função apelativa (ou conativa)  Centraliza-se no receptor; o emissor procura influenciar o comportamento do receptor.  Como o emissor se dirige ao receptor, é comum o uso de “tu” e “você”, além de verbos no imperativo.  Usada nos discursos, sermões e propagandas que se dirigem diretamente ao consumidor. Ex.: Meu estimado povo. Que as bênçãos de Deus, senhor todo-onipotente, desçam sobre vocês. Funções da Linguagem
  • 16. Função fática  Centralizada no canal da comunicação.  Testa a sua eficiência, a fim de observar se o receptor entendeu o emissor.  Linguagem das falas telefônicas, saudações e similares. Ex.: Alô, Pedro! Tô passando aí pra te pegar, ok? Tá me ouvindo? Alô!! Funções da Linguagem
  • 18. Função Fática Observe que a preocupação do emissor é manter contato com o destinatário, testando o canal de comunicação. As falas do professor têm uma função fática, para saber se Beto está atento. O mesmo ocorre com o famoso “plim! plim!” da Rede Globo, que tem a função de chamar a atenção do espectador (que se “distraiu” durante o intervalo comercial) para o canal, no caso, a televisão.
  • 19. Função poética  Centralizada na mensagem, revelando recursos imaginativos criados pelo emissor.  Valorizam-se as palavras e suas combinações.  É a linguagem figurada apresentada em obras literárias, letras de música e em algumas propagandas. Ex.: Moça do corpo dourado/ Do sol de lpanema/ O seu balançado é mais que um poema/ É a coisa mais linda que eu já vi passar... Funções da Linguagem
  • 22. Função metalinguística  Centralizada no código, usa a linguagem para falar dela mesma.  A poesia que fala da poesia, um texto que comenta outro texto, palavras que explicam o significado de outra palavra, escrever sobre o ato de escrever, falar sobre o ato de falar. Ex.: protuberância s.f   do  Lat. *protuberantia, de protuberare, fazer bojo; saliência; parte saliente; elevação. excrescência, bossa; apófise. Funções da Linguagem
  • 25. Funções da linguagem As funções da linguagem não existem isoladas em cada texto. Embora uma delas acabe predominando, elas convivem, mesclam-se, entrecruzam-se o tempo todo, obtendo-se de suas combinações os mais diferentes efeitos. O importante é saber qual a função predominante no texto, para então defini-lo.