SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 40
Baixar para ler offline
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:47 Página 1
ENEM/20132 –
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:47 Página 2
1 EE
O post acima, retirado do Facebook, diz respeito às re-
centes manifestações (2013) pela redução das tarifas de
transportes públicos. Mas também faz referência a um
importante fato que deu um novo rumo à história mun-
dial. Estamos nos referindo
a) ao Período do Terror, caracterizado pela intensa perse-
guição aos “inimigos da Revolução”, identificados
como tais pelo governo jacobino.
b) ao Grande Medo, revolta dos camponeses contra a
aristocracia francesa, que ainda os submetia ao regime
de servidão herdado do feudalismo.
c) ao final do processo revolucionário em que a burguesia,
a despeito da oposição popular, eliminou os privilégios
da nobreza e do clero.
d) ao Período Napoleônico, marcado pela legitimação, no
Código Civil, das reivindicações do campesinato refe-
rentes à reforma agrária.
e) à Tomada da Bastilha, marco da adesão popular ao
movimento revolucionário iniciado pelo Terceiro Estado
na Assembleia Nacional Constituinte.
Resolução
O post combina reivindicações do movimento de
2013 com a Tomada da Bastilha (identificada no
desenho como uma construção medieval, para a qual
converge a multidão), que consagrou a adesão do
povo parisiense ao processo revolucionário desen-
cadeado pelos deputados do Terceiro Estado na
Assembleia Nacional Constituinte de 1789. Trata-se
contudo de uma comparação absolutamente despro-
porcional entre os dois eventos – como aliás é
reconhecido pelo próprio enunciado, ao enfatizar a
relevância histórica da Revolução Francesa.
2 DD
Os excertos a seguir foram extraídos da coletânea de 100
Textos de História Antiga, organizada por Jaime Pinsky
(1980).
“Eu sou o rei que transcende entre os reis.
Minhas palavras são escolhidas,
Minha inteligência não tem rival.”
(Hamurábi, 1792-1750 a.C., Autopanegírico)
“O fundamento do regime democrático é a liberdade.
Uma característica da liberdade é governar e ser
governado por turno. Outra é viver como se quer, pois
dizem que isto é resultado da liberdade, já que é próprio
do escravo viver como não quer.”
(Aristóteles, 384-322 a.C., Política)
A leitura dos textos permite-nos afirmar que
a) os fundamentos do poder político eram os mesmos
para Hamurábi e Aristóteles.
b) a democracia, segundo Aristóteles, impunha o
abandono do sistema escravista.
c) Hamurábi considerava que o governante deveria ser
escolhido entre os mais sábios.
d) expressam diferentes concepções sobre as relações
entre governantes e governados.
e) a dinastia esclarecida, com doses de despotismo e
liberdade, era defendida por ambos.
Resolução
O texto de Hamurábi, rei do I Império Babilônico,
evidencia uma monarquia teocrática absoluta, na qual
a vontade do governante deve sempre prevalecer. Já
o texto de Aristóteles associa a prática da democracia
ao exercício da liberdade, contrastando-o com a
condição dos escravos.
ENEM/2013 – 3
Ciências Humanas e suas Tecnologias
Questões de 1 a 45
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 3
3 BB
“As mães, as filhas, as irmãs dos representantes da
Nação pedem para ser constituídas em Assembleia
Nacional. Considerando que a ignorância, o esquecimento
ou o menosprezo dos direitos da mulher são as únicas
causas das desgraças públicas e da corrupção do
governo, resolvemos expor, em uma declaração solene,
os direitos naturais, inalteráveis e sagrados da mulher. Em
consequência, o sexo superior em beleza, como em
coragem nos sofrimentos maternais, reconhece e de-
clara, em presença e sob os auspícios do Ser Supremo, os
seguintes direitos da mulher e da cidadã:
Art. 1.o – A mulher nasce livre e permanece igual ao
homem em direitos. As distinções sociais não podem ser
fundadas senão sobre a utilidade comum.
Art. 2.o – A finalidade de toda associação política é a
conservação dos direitos naturais e imprescritíveis da
mulher e do homem. Estes direitos são: a liberdade, a
prosperidade, a segurança e, sobretudo, a resistência à
opressão.”
(Declaração dos Direitos da Mulher e da Cidadã. 1791. Adaptado.)
Este documento foi encaminhado à Assembleia Nacional,
durante a Revolução Francesa, pela escritora Olympe de
Gouges. A autora sugeria uma Declaração de Direitos da
Mulher e da Cidadã que se igualasse à Declaração dos
Direitos do Homem e do Cidadão, aprovada em 1789. A
proposta expressava
a) o reconhecimento da fragilidade feminina, devendo a
Constituição Francesa garantir ações legais e afir-
mativas que visassem reparar séculos de opressão
sobre a mulher.
b) a participação das mulheres no processo revolucionário
e a reivindicação de ampliação de seus direitos de cida-
dania, com o intuito de abolir as diferenças de gênero
na França.
c) a disputa política entre jacobinos e girondinos, uma vez
que os últimos defendiam uma radicalização cada vez
maior das conquistas sociais no processo revolucio-
nário.
d) o descontentamento das mulheres francesas com a
desigualdade de gênero que as leis de então asse-
guravam tanto ao Terceiro Estado como à aristocracia.
e) uma tendência recorrente no século XVIII, fortemente
influenciada pelo liberalismo dos pensadores ilumi-
nistas, acerca do direito das mulheres à igualdade em
relação aos homens.
Resolução
Embora seja inegável a importância da Revolução
Francesa para o progresso dos direitos e liberdades
individuais, a modernização que ela veio proporcionar
manteve a tradicional supremacia do homem sobre a
mulher.
4 BB
I'm a Good Old Rebel
“Oh, eu sou um bom e velho rebelde,
Agora isso é só o que eu sou.
Não dou a mínima
Para esta terra justa da liberdade.
Estou contente por ter lutado contra ela,
Eu só gostaria que tivéssemos vencido.
E eu não quero nenhum perdão
Para qualquer coisa que eu fiz.
Eu odeio a nação ianque
E tudo o que fazem.
Eu também odeio a Declaração da Independência,
Eu odeio a União Gloriosa.
E eu odeio sua bandeira listrada,
Pingando com o nosso sangue.
Eu não vou ser reconstruído;
Estou melhor agora do que eles estão.”
(Major James Innes Randolph)
Este poema foi composto por um veterano de uma
importante guerra do século XIX, a qual deu novos rumos
ao país onde foi travada. Estamos nos referindo à
a) Guerra Mexicano-Americana, na qual os Estados
Unidos, em sua “Marcha para Oeste”, tomaram do
México um imenso território, o que gerou entre os
vencidos enorme ressentimento.
b) Guerra de Secessão, ocorrida nos Estados Unidos, a
qual envolveu, de um lado, o Norte industrial, abolicio-
nista e protecionista e, de outro, o Sul agrário,
escravista e livre-cambista.
c) Guerra Hispano-Americana, ao término da qual os
Estados Unidos se apoderaram de Cuba; irrompeu
então na Ilha um levante contra os norte-americanos, o
qual resultou na saída dos ocupantes.
d) Guerra de Independência dos Estados Unidos, na qual
os sulistas apoiaram a continuidade da dominação
britânica sobre as Treze Colônias, o que os indispôs
irremediavelmente com os nortistas.
e) Guerra Civil Norte-Americana, travada de forma intermi-
tente durante todo o século XIX, a qual se concluiu com
a derrota dos nativos que defendiam suas terras contra
os brancos.
ENEM/20134 –
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 4
Resolução
Embora a causa principal da Guerra de Secessão
(1861-65) tenha sido a questão escravista, diversos
outros fatores contribuíram para o antagonismo entre
os estados do Norte e os do Sul. Entre eles, podemos
citar a economia industrial e protecionista dos nortis-
tas, oposta à estrutura agroexportadora e livre-cambista
do Sul. A derrota no conflito gerou grande amargura
entre muitos sulistas, como bem expressam os
versos transcritos.
5 BB
“A motivação mais profunda do naturalismo foi a
experiência política da geração de 1848: o fracasso da
revolução, a repressão e a ascensão de Luís Napoleão
constituíram uma torva experiência que obrigou os
escritores à concentração nos fatos, ao enfrentamento da
realidade, à rigorosa objetividade no plano artístico e, no
plano ético, à solidariedade social e ao ativismo político.”
(Franklin de Oliveira, Literatura e civilização.
Rio de Janeiro: Difel/INL, 1978, p. 74.)
O século XIX, no qual está inserida a geração a que o texto
se refere, teve como um de seus eixos a
a) luta pela abolição de resquícios feudais e pelo
fortalecimento do capitalismo em formação.
b) luta pela igualdade, pela ampliação dos direitos de
cidadania e pela sociedade democrática.
c) descoberta da liberdade como valor fundamental da
sociedade liberal e dos ideais absolutistas.
d) transformação do Estado em importante agente
econômico, com prática da política mercantilista.
e) vitória das revoluções socialistas e a ampliação do
confronto entre o capitalismo e o comunismo.
Resolução
A questão apresenta uma interpretação esquerdista
acerca das tendências sociopolíticas dominantes no
século XIX, pois atribui esse papel às ideias socia-
listas. Embora seja inegável a importância do socia-
lismo no contexto do século XIX, devemos lembrar
que essa ideologia não conseguiu derrubar a hege-
monia do liberalismo burguês capitalista, o qual
somente seria posto em xeque pela Revolução Russa
e pelas consequências da Primeira Guerra Mundial, já
no século XX.
6 AA
A Primeira Guerra Mundial (1914-18) foi responsável por
várias mudanças sociopolíticas que redefiniram o mundo
de então. Sobre esse contexto, assinale a alternativa
correta.
a) A Rússia, potência diretamente envolvida no conflito,
passou por um processo revolucionário que a levou à
adoção do socialismo.
b) O Império Austro-Húngaro, apesar de derrotado e de
perder muitos territórios, conseguiu preservar sua
tradicional monarquia dual.
c) O Tratado de Versalhes, imposto pelos vencedores à
principal potência vencida, respeitou a integridade
territorial da Alemanha.
d) O Império Otomano, que combateu ao lado dos Impé-
rios Centrais, perdeu seus territórios na Europa, mas
conservou os países árabes.
e) A Grã-Bretanha, como principal vencedora, emergiu do
conflito na condição de maior potência econômica e
militar do planeta.
Resolução
Embora já existisse na Rússia os fatores potenciais
para a eclosão de uma revolução – não necessaria-
mente socialista –, o envolvimento do país na
Primeira Guerra Mundial e as gravíssimas derrotas
sofridas atuaram como catalisador do processo, cujo
desfecho seria a implantação do primeiro Estado
socialista da História.
7 EE
“Os judeus eram obrigados a usar uma estrela amarela,
tinham que entregar suas bicicletas, ficavam proibidos de
andar de bonde e de dirigir automóveis. Podiam fazer
compras apenas das três às cinco horas, e em casas que
tivessem placa dizendo ‘casa israelita’. Os judeus deviam
recolher-se às oito da noite, estando proibidos de ir a
teatros, cinemas e outros lugares de diversão.”
(Anne Frank, Diário de uma jovem. São Paulo: Editora Mérito S. A.,
1958, p. 14, 3 .a
edição.)
Esse trecho, extraído do diário de uma adolescente judia
na Holanda ocupada pelos nazistas, a qual morreria no
campo de Auschwitz em 1945, revela
a) aspectos secundários da Segunda Guerra Mundial, que
se tornam irrelevantes quando confrontados com as
dimensões daquela conflagração.
b) situações recorrentes em todos os países da Europa
que contavam com uma minoria judaica significativa
nos planos econômico, social e cultural.
c) a preocupação dos alemães com a possibilidade de os
judeus virem a assumir o controle da vida política,
econômica e cultural, em detrimento dos arianos.
d) elementos importantes para o entendimento do que
foi a política do apartheid, praticada contra os judeus
após a Segunda Guerra Mundial.
e) a importância desse registro para se compreenderem
as práticas antissemitas adotadas pelos nazistas nos
países ocupados por eles.
ENEM/2013 – 5
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 5
Resolução
Quando a Holanda foi ocupada pelo alemães na
Segunda Guerra Mundial, em 1940, a família de Anne
Frank permaneceu escondida na residência de amigos
não judeus, onde ficou até 1944 – período em que
Anne escreveu seu diário. Denunciados e presos, os
Frank foram deportados para o campo de extermínio
de Auschwitz, onde Anne morreu de tifo. O trecho
transcrito descreve as medidas antissemitas postas
em prática pelos nazistas no início da ocupação da
Holanda, antes que começasse o Holocausto, e sua
descrição constitui um importante registro sobre um
aspecto significativo do conflito de 1939-45.
8 CC
Desembarque na Normandia – Barsa Consultoria Editorial Ltda.
A foto mostra o desembarque de tropas nas praias da
Normandia (França), em 6 de junho de 1944 – o “Dia D”.
Sobre esse episódio da Segunda Guerra Mundial, assinale
a alternativa correta.
a) O desembarque na Normandia foi malsucedido, pois
os aliados não conseguiram evitar que a França caísse
em poder das forças nazistas.
b) O desembarque na Normandia foi uma operação militar
desencadeada pelos alemães dentro da tática
conhecida como Blitzkrieg.
c) O objetivo das forças anglo-americanas que desembar-
caram na Normandia era iniciar a libertação da França,
então ocupada pelos alemães.
d) Ao desembarcarem na Normandia os anglo-ameri-
canos esperavam chegar a Berlim antes dos soviéticos,
que avançavam a partir do leste.
e) O “Dia D” foi a primeira operação anfíbia bem-sucedida
da Segunda Guerra Mundial, servindo de modelo para
ações semelhantes dos americanos no Pacífico.
Resolução
O “Dia D”, que envolveu forças norte-americanas,
britânicas, canadenses e uma unidade francesa, tinha
como objetivos libertar a França da dominação
nazista e abrir uma nova frente de batalha contra os
alemães (já empenhados em combater na Itália e no
Leste Europeu), de modo a acelerar a conclusão da
guerra na Europa.
9 DD
(Quino)
A charge está relacionada com
a) a prática dos regimes totalitários em reprimir quaisquer
manifestações oposicionistas, o que não acontece em
outras estruturas políticas.
b) a utilização da repressão policial, nos regimes demo-
cráticos atuais, contra qualquer tipo de manifestação
de massa.
c) uma referência ao passado ditatorial dos países
latino-americanos, sem relação com a realidade atual,
baseada na democracia.
d) o emprego da força pelo Estado como meio de reprimir
formulações políticas que se oponham ao
establishment.
e) a redemocratização da América Latina, num contexto
em que a repressão do Estado se volta para o combate
ao crime organizado.
Resolução
De forma geral, o Estado, enquanto instituição,
independentemente de sua ideologia, utiliza suas
forças repressivas com o objetivo de controlar e
mesmo calar a oposição às suas políticas.
10 EE
Quando foi criada, a expressão “Terceiro Mundo”
vinculava-se à
a) situação dos países africanos após a independência,
envolvidos em graves problemas estruturais e
conjunturais.
ENEM/20136 –
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 6
b) divisão internacional do trabalho, surgida com a Revo-
lução Industrial, entre áreas periféricas e centros dinâ-
micos do capitalismo.
c) descolonização que antecedeu a Segunda Guerra
Mundial, dando origem, na ONU, a um bloco neu-
tralista.
d) política financeira do FMI, voltada para propiciar ajuda
financeira aos países subdesenvolvidos ou em
desenvolvimento.
e) Guerra Fria, pois designava os países não alinhados
com nenhuma das duas superpotências então em
confronto.
Resolução
A expressão “Terceiro Mundo” surgiu em 1955, com
a realização da Conferência de Bandug (Indonésia),
que reuniu países afro-asiáticos recém-descoloniza-
dos. Adotando uma posição neutralista ou “não
alinhada”, os participantes decidiram manter-se equi-
distantes do Primeiro Mundo (bloco de países ca-
pitalistas liderados pelos Estados Unidos) e do
Segundo (bloco de países socialistas liderados pela
URSS). Esse conceito de Terceiro Mundo, eminen-
temente político, passou mais tarde a ter conotação
socioeconômica, aplicando-se aos Estados capitalis-
tas subdesenvolvidos ou em vias de desenvol-
vimento.
11 EE
(Letícia Oliveira, Alexandre Alves. Conexões com a História.
São Paulo: Moderna, 2010. Vol. 3, p. 311.)
Com base na tira e na análise do impacto das novas
tecnologias nas sociedades contemporâneas, é possível
inferir que
a) o censo de urgência do homem contemporâneo, insti-
gado pelo progresso da tecnologia, tem contribuído
para formar sociedades mais solidárias.
b) a diminuição das horas de trabalho, propiciada por uma
tecnologia avançada, tem induzido os trabalhadores a
se aperfeiçoarem intelectualmente.
c) os espaços urbanos evoluíram, permitindo à sociedade
que neles habita conviver harmoniosamente com os
ritmos do corpo e da Natureza.
d) o consumismo, decorrente da oferta crescente de
produtos tecnologicamente avançados, tornou o ser
humano mais introspectivo.
e) o tempo histórico acelerou-se em função de mudanças
econômicas, sociais e culturais que se sucedem de
forma cada vez mais rápida.
Resolução
A tira aponta os efeitos da tecnologia na vida das
pessoas, mostrando que as urgências e exigências se
ampliaram, requerendo o desenvolvimento de novas
habilidades e elevando o nível de estresse. Pela óptica
do cartunista, a melhoria da qualidade de vida pro-
porcionada pelas novas técnicas não passa de uma
falácia.
12 CC
As guerras continuam presentes e frequentes no mundo
contemporâneo. O etnocentrismo resiste e o fanatismo
separa comunidades e culturas, provocando tensões. A
partir de 2011, em certos países do Oriente Médio,
a) ditaduras tradicionais foram derrubadas e substituídas
por práticas democráticas, atualmente em vias de
consolidação.
b) a intervenção militar da União Europeia levou à rápida
queda de ditaduras aparentemente inabaláveis, na Líbia
e no Egito.
c) acirrou-se a luta contra o autoritarismo dos governos,
dando origem a sonhos de liberdade ainda não
concretizados.
d) o fundamentalismo islâmico, principal sustentáculo das
ditaduras da região, perdeu influência quando elas
foram depostas.
e) o esgotamento das ditaduras locais fez com que elas
caíssem sem resistência diante das forças oposicionistas.
Resolução
A questão faz referência ao que se convencionou
chamar de “Primavera Árabe” – movimentos contrá-
rios a ditaduras enraizadas na região e aparentemen-
te direcionados para a busca de liberdade política.
Ocorridos na Tunísia, Egito, Iêmen, Líbia e atualmente
em curso na Síria, tais movimentos ainda não con-
ENEM/2013 – 7
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 14:16 Página 7
firmaram as expectativas de que os regimes depostos
seriam substituídos por estruturas verdadeiramente
democráticas.
13 AA
“A Pré-História do Brasil compreende uma crescente
diversificação linguística, cultural e étnica, que acom-
panhou o crescimento demográfico dos primeiros grupos
chegados à região, constituídos de poucas pessoas, mas
que dariam origem aos milhões de habitantes existentes
na época da chegada da frota de Cabral. Esse processo
não foi único, mas incluiu muitos outros, distintos em
suas continuidades e descontinuidades, tantas quantas
foram as etnias formadas nesses longos milhares de anos
de presença humana nas Américas.”
(Pedro Paulo Funari; Francisco Silva Noeli. Pré-História do Brasil, 2002.
Adaptado)
Considerando o texto, é correto afirmar que
a) as populações indígenas brasileiras, pela perspectiva
linguística, étnica e cultural, diversificaram-se
formando sociedades distintas.
b) uma única leva migratória humana chegou à América há
milhares de anos e dela descendem as populações
indígenas brasileiras atuais.
c) a concepção dos autores em relação à Pré-História do
Brasil sustenta-se na ideia da construção de uma
experiência evolutiva linear.
d) os autores descrevem o processo pré-histórico dos
indígenas brasileiros como uma trajetória fundada na
ideia de progresso cultural crescente.
e) as populações indígenas, na época da chegada de
Cabral, encontravam-se em um estágio evolutivo
comparável à Pré-História Europeia.
Resolução
De acordo com os autores, a diversidade linguística,
étnica e cultural das populações indígenas brasileiras,
à época do Descobrimento, resultou de um processo
desenvolvido a partir da chegada dos primeiros
grupos humanos à região.
14 EE
“Desde os primórdios da colonização portuguesa, o
desenvolvimento da escravidão indígena, entendida como
instituição minimamente estável, foi limitado por diversos
obstáculos.”
(J. Monteiro, Negros da terra: índios e bandeirantes nas origens de
São Paulo. São Paulo: Companhia das Letras,1994. p. 130. Adaptado.)
Assinale a alternativa que apresenta um desses
obstáculos enfrentados pelos portugueses para implantar
a escravidão indígena na colônia.
a) A baixa produtividade do trabalho indígena.
b) A não adaptação dos índios ao sedentarismo da agri-
cultura.
c) A preguiça do índio, que o incapacitava para o trabalho.
d) A proteção dispensada aos índios pelos bandeirantes.
e) A resistência dos próprios índios à escravização.
Resolução
A resistência dos índios à escravização que os
colonos tentavam lhes impor foi maior entre os
“bugres” (silvícolas ainda em estado de selvageria)
do que entre os nativos já catequizados, embora
estes últimos tenham resistido aos bandeirantes na
região dos Sete Povos das Missões.
15 CC
“Na primeira carta, disse a V. Revma. a grande perse-
guição que padecem os índios, pela cobiça dos portugue-
ses em os cativarem. Nada há de dizer de novo, senão
que ainda continua a mesma cobiça e perseguição, a qual
cresceu ainda mais. No ano de 1649, partiram os mora-
dores de São Paulo para o sertão, em demanda de uma
nação de índios distantes daquela capitania muitas léguas
pela terra adentro, com a intenção de os arrancarem de
suas terras e os trazerem às de São Paulo, e aí se
servirem deles como costumam.”
(Pe. Antônio Vieira, Carta ao padre provincial, 1653. Maranhão.)
Esse documento do Padre Antônio Vieira revela
a) que tanto o Padre Vieira como os demais jesuítas eram
contrários à escravização dos indígenas e dos
africanos, posição que provocou conflitos constantes
com o governo português.
b) um dos momentos cruciais da crise entre o governo
português e a Companhia de Jesus, que culminou com
a expulsão dos jesuítas de Portugal e de todas as suas
colônias.
c) que o ponto fundamental dos confrontos entre os
padres jesuítas e os colonos referia-se à escravização
dos indígenas e, em especial, à forma de atuar dos
bandeirantes.
d) um episódio isolado da ação do Padre Vieira na luta
contra a escravização indígena no estado do Maranhão,
no qual se recorria à atuação dos bandeirantes para
capturar os nativos.
e) que os padres jesuítas, em sua oposição à ação dos
colonos paulistas, contavam com o apoio do governo
português na luta contra a escravização dos
indígenas.
ENEM/20138 –
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 8
Resolução
Os jesuítas não se opuseram à escravização de
africanos, embora criticassem a forma como os
cativos eram tratados; mas sempre foram contrários
à utilização de índios como escravos, o que gerou
numerosos atritos entre a Companhia de Jesus e os
colonos.
16 CC
“Os africanos não escravizavam africanos, nem se
reconheciam então como africanos. Eles se viam como
membros de uma aldeia, de um conjunto de aldeias, de
um reino e de um grupo que falava a mesma língua, tinha
os mesmos costumes e adorava os mesmos deuses.
Quando um chefe entregava a um navio europeu um
grupo de cativos, não estava vendendo africanos nem
negros, mas uma gente que, por ser considerada por ele
inimiga e bárbara, podia ser escravizada. (…) O comércio
transoceânico fazia parte de um processo de integração
econômica do Atlântico, que envolvia a produção e a
comercialização, em grande escala, de açúcar, algodão,
tabaco, café e outros bens tropicais, um processo no qual
a Europa entrava com o capital, as Américas com a terra
e a África com o trabalho, isto é, com a mão de obra
cativa.”
(Alberto da Costa e Silva, A África explicada aos meus filhos, 2008.
Adaptado.)
Ao caracterizar a escravidão na África e a venda de
escravos por africanos para europeus, nos séculos XVI a
XIX, o texto
a) reconhece que a escravidão era uma instituição
presente em todo o planeta e que a diferenciação entre
homens livres e escravos era definida pelas caracte-
rísticas raciais dos indivíduos.
b) critica a interferência europeia nas disputas internas do
continente africano e evidencia a rejeição do comércio
escravagista pelos líderes dos reinos e aldeias então
existentes na África.
c) analisa o tráfico negreiro a partir da constatação da
heterogeneidade do continente africano e de suas
populações, tornando a escravização de nativos por
outros nativos culturalmente explicável.
d) afirma que a presença europeia na África e na América
provocou profundas mudanças nas relações entre os
povos nativos desses continentes, permitindo maior
integração e colaboração entre eles.
e) considera que os únicos responsáveis pela escravi-
zação de africanos foram os próprios africanos, que
aproveitaram as disputas tribais para obter ganhos,
vendendo seus compatriotas.
Resolução
O autor demonstra que as diferenças etnoculturais
entre os africanos constituíam grandes barreiras à
integração entre eles, o que tornava a escravização
de uns pelos outros uma prática culturalmente
aceitável, já que não havia identificação entre
captores e capturados.
17 AA
“Praticada em 150 países por, como arriscam alguns,
mais de 10 milhões de pessoas, a forma de luta
desenvolvida pelos escravos brasileiros vai, enfim,
receber do Estado uma ‘reparação histórica’, segundo o
Ministério da Cultura. O governo já iniciou as conversa-
ções para montar um projeto de resgate, estudo e
dimensionamento da capoeira, iniciativa que pode cul-
minar em um pedido para que a luta seja considerada
‘patrimônio cultural da Humanidade’.”
(Revista Nossa História, out. 2004, n.o 12, p. 08. Adaptado.)
A partir das informações acima sobre a capoeira,
podemos afirmar que
a) constitui uma manifestação cultural do passado que
ganha reconhecimento no presente.
b) há muito deixou de ser praticada, apesar do seu valor
como patrimônio histórico.
c) já foi uma forma de resistência dos escravos, atual-
mente olvidada pelas autoridades.
d) atualmente é pouco valorizada pela população, pois
está associada à ideia de marginalidade.
e) a capoeira permanece ainda hoje restrita ao nicho
cultural dos afrodescendentes.
Resolução
A capoeira, desenvolvida pelos escravos como uma
forma de luta sem armas, veio a constituir um
importante elemento de resistência contra a
escravidão. Após a Abolição, a prática da capoeira foi
criminalizada, o que contribuiu para sua marginali-
zação. Nas últimas décadas, porém, foi resgatada
como significativa manifestação cultural afro-bra-
sileira.
18 DD
“Próximo da igreja dedicada a São Gonçalo, nos
deparamos com uma impressionante multidão que
dançava ao som de suas violas. Tão logo viram o vice-rei,
cercaram-no e o obrigaram a dançar e pular, exercício
violento e pouco apropriado tanto para sua idade quanto
posição. Tivemos nós mesmos que entrar na dança, por
bem ou por mal, e não deixou de ser interessante ver
ENEM/2013 – 9
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 9
numa igreja padres, mulheres, frades, cavalheiros e
escravos a dançar e pular misturados, e a gritar a plenos
pulmões ‘Viva São Gonçalo do Amarante!’.”
(Le Gentil Barbinais, Noveau voyage autour du monde.
Apud J. R Tinhorão, As festas no Brasil Colonial. São Paulo: Ed. 34,
2000. Adaptado.)
O viajante francês, ao descrever suas impressões sobre
uma festa ocorrida em Salvador, em 1717, demonstra
dificuldade em entendê-la, porque, como outras
manifestações religiosas do Período Colonial, ela
a) obedecia aos preceitos advindos da hierarquia católica
romana.
b) mostrava a submissão do povo à autoridade
constituída.
c) denotava o pertencimento dos padres às camadas
populares.
d) evidenciava um sentido comunitário de partilha da
devoção.
e) acentuava as diferenças sociais entre escravos e
senhores.
Resolução
O texto demonstra que as distinções sociais, muito
presentes na sociedade escravista colonial, podiam
diluir-se em situações específicas, como as festivida-
des religiosas.
19 CC
“São verdades incontestáveis para nós que todos os
homens nascem iguais; que o Criador lhes conferiu certos
direitos inalienáveis, entre os quais o direito à vida, à
liberdade e à busca da felicidade; que, para assegurar
esses direitos, se constituíram entre os homens governos
cujos poderes emanam do consentimento dos governa-
dos; que, sempre que qualquer forma de governo tenda
a destruir esses fins, assiste ao povo o direito de mudá-la
ou aboli-la, instituindo um novo governo cujos princípios
básicos e organização de poderes obedeçam às normas
que lhes pareçam mais próprias para promover a
segurança e a felicidade gerais.”
(Declaração de Independência dos Estados Unidos da América, 1776.)
De acordo com o texto,
a) a forma de governo estabelecida pelo povo deve ser
preservada a qualquer preço, inclusive pela força.
b) o reconhecimento dos direitos naturais independe da
forma, dos princípios e da organização do governo.
c) cabe ao povo determinar as regras sob as quais será
governado, podendo derrubar quem as desres-
peitarem.
d) todos os homens têm direitos e deveres, os quais
podem variar de acordo com a origem social de cada um.
e) os governantes eleitos pelo povo podem modificar as
regras sob as quais ele deva ser dirigido.
Resolução
A Declaração de Independência dos Estados Unidos,
redigida por Thomas Jefferson, consagrou princípios
políticos defendidos pelos filósofos iluministas. O
trecho transcrito destaca a igualdade jurídica entre os
homens, a ideia de contrato entre o Estado (governo)
e os cidadãos, a representatividade dos governantes
eleitos pelos cidadãos e o direito de rebelião contra
um governo opressor.
20 BB
“Todo o trabalho é realizado pelos pretos; toda a riqueza
é adquirida por mãos negras, porque o brasileiro não
trabalha e, quando é pobre, prefere viver como parasita
em casa dos parentes ou de amigos ricos, em vez de
procurar ocupação honesta.”
(Ina von Binzer, Alegrias e tristezas de uma
educadora alemã no Brasil, 1887.)
Segundo a visão da educadora alemã, a sociedade
brasileira, no final do século XIX, caracterizava-se pela
a) grande generosidade dos brasileiros brancos ricos, que
protegiam os mais pobres de sua própria raça.
b) desqualificação das atividades manuais e braçais,
consideradas contrárias ao próprio conceito de liberdade.
c) desigualdade social e econômica, ainda que houvesse
mecanismos institucionais de distribuição de renda.
d) predominância de famílias com poucos membros,
ainda que procurassem conservar seu caráter patriarcal.
e) presença do trabalho assalariado ao lado do escra-
vismo, o que favorecia a redução das distinções
sociais.
Resolução
A autora viveu no Brasil de 1881 a 1884, como
preceptora dos filhos de um fazendeiro de café
fluminense, quando a escravidão já estava declinante
na maior parte do País, mas não no Rio de Janeiro.
Suas observações destacam traços culturais da
sociedade brasileira que se prolongariam para além
da abolição da escravatura.
ENEM/201310 –
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 14:16 Página 10
ENEM/2013 – 11
21 BB
“A cafeicultura alcançou a província de São Paulo,
adentrando a região do Vale do Paraíba paulista. Cidades
como Bananal e Areias tornaram-se, após a década de
1850, as mais ricas vilas da província. Na Fazenda Resgate
(em Bananal), cuja sede está preservada ainda hoje, havia
21 quartos, dos quais 5 eram alcovas onde as moças
dormiam vigiadas pelos pais. Sua sala de visitas era
adornada em estilo rococó. Pertencente ao barão de
Aguiar Vallim, a Resgate chegou a colher 1% do café
produzido no País.”
(Angela Pimenta, “Pá na memória”. Revista Veja, 24/04/1996, edição
1441, p. 122-125. Adaptado.)
Com base no texto e em outros conhecimentos sobre o
assunto, analise as afirmações a seguir.
I. A Fazenda Resgate é um patrimônio histórico
representativo do período em que a cafeicultura
constituía a grande riqueza da região.
II. A decadência da Fazenda Resgate relaciona-se com
o descaso do poder público com o patrimônio cultural
nacional.
III. Localizada no Vale do Paraíba, a Fazenda Resgate e
seu proprietário podem ser considerados símbolos
da elite agrária do Brasil Império.
IV. Sem a produção cafeeira da Fazenda Resgate, a
economia brasileira do Segundo Reinado teria
entrado em colapso.
Assinale a alternativa correta.
a) Apenas as afirmações I e II são corretas.
b) Apenas as afirmações I e III são corretas.
c) Apenas as afirmações I e IV são corretas.
d) Apenas as afirmações II e III são corretas.
e) Apenas as afirmações III e IV são corretas.
Resolução
A afirmação II é falsa porque a Fazenda Resgate
encontra-se preservada, se bem que tal resultado se
deva aos cuidados de seus proprietários, e não à
intervenção do Estado. A afirmação IV é falsa por ser
obviamente exagerada.
22 DD
(Angelo Agostini. In: Carlos Eugênio Marcondes de Moura, A travessia
da Calunga Grande. São Paulo: Edusp, 2000, p. 596.)
O dia 7 de setembro é uma das datas mais importantes
da História Brasileira, pois comemora a Independência do
Brasil. Na charge publicada pelo ilustrador e jornalista
Angelo Agostini, no século XIX, em alusão à celebração da
Independência, o autor
a) exalta a fraternidade racial dos brasileiros durante o
Império.
b) ressalta a proteção dispensada pelo Estado Imperial a
indígenas e africanos.
c) menospreza o papel de indígenas e africanos na forma-
ção da Nação.
d) refere-se aos limites dessa libertação para escravos e
indígenas.
e) exalta a proteção dada pelo governo imperial aos
indígenas e negros.
Resolução
O ilustrador e jornalista italiano Angelo Agostini
(1843-1910) fixou-se no Brasil, onde fundou e dirigiu a
Revista Ilustrada (1873-98), no Rio de Janeiro.
Ideologicamente ligado à vanguarda progressista da
época, combateu a escravidão e a Monarquia,
apontando as mazelas da sociedade brasileira. Na
charge apresentada, Agostini critica a marginalização
imposta pelo regime brasileiro aos indígenas e aos
negros, ainda que libertos.
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 11
ENEM/201312 –
23 CC
A transposição do Rio São Francisco, uma das obras de
grande porte que mais tem criado polêmica no Brasil nos
últimos anos, abrange a área identificada abaixo:
A seguir apresenta-se o pluviograma da cidade de Pe-
trolina, nas proximidades da área da captação, identificada
no mapa com o número (1).
(Climatologia, Ed. Oficina de Textos.)
Entre as polêmicas que podem ser discutidas, a partir do
mapa e do pluviograma, estão corretas:
I. A região por onde corre o Rio São Francisco é superúmida,
o que permite a retirada de água de seu leito sem
maiores prejuízos ao meio ambiente.
II. Mesmo com o clima superúmido, a retirada de volu-
mes consideráveis do Rio São Francisco pode pre-
judicar a pesca, a navegabilidade e a produção de
energia elétrica.
III. Devido ao reduzido volume de chuvas que se precipi-
ta na região, autoridades federais acreditam que a reti-
rada de água do rio é possível, permitindo a
transposição.
IV. Os eixos para retirada de águas do Rio São Francisco
permitirão a irrigação de quatro estados da porção
setentrional do Nordeste, mitigando o impacto das
secas.
a) I e II, apenas. b) II e III, apenas.
c) III e IV, apenas. d) I e III, apenas.
e) II e IV, apenas.
Resolução
Em I, a análise do gráfico de Petrolina, que fica próxi-
ma ao local de retirada de água para a transposição,
apresenta a cidade com o clima tropical semiárido, o
que torna preocupante o procedimento; em II, da mes-
ma forma, o clima da região se apresenta semiárido.
24 DD
Notícias de maio de 2013 davam conta que, mais uma
vez, grupos indígenas haviam invadido as obras da usina
de Belo Monte, interrompendo as obras. Tal fato já havia
ocorrido em outras ocasiões. A grande polêmica envolvida
nessas invasões diz respeito
a) à luta dos grupos indígenas para que a obra seja rapi-
damente concluída, pois a energia beneficiaria suas
habitações.
b) à tentativa de os índios chamarem a atenção para suas
más condições de vida.
c) à tentativa dos índios em fazer com que a companhia
construtora ressarça-os pela ocupação de suas terras.
d) ao protesto indígena, pois a construção da barragem
inundará áreas contíguas às suas aldeias, alagando
florestas, deslocando a tribo e prejudicando a caça.
e) à conclusão, por parte dos índios, de que o uso da
energia termoelétrica à base de óleo diesel é mais
atraente do ponto de vista ambiental.
Resolução
Geralmente, usinas de grande porte, construídas na
Amazônia, causam grandes transtornos ambientais,
inundando vastas áreas, alagando florestas, matando
animais, deslocando grupos populacionais que aí habi-
tam. No caso, a construção da usina de Belo Monte, no
Rio Xingu, deslocou várias tribos indígenas que, até
hoje, não satisfeitas com as soluções dadas para seus
problemas, protestam através de invasões da obra.
25 BB
A respeito da segunda formação vegetal mais extensa do
Brasil, assinale a alternativa correta:
a) A Mata Tropical Atlântica foi destruída pela expansão
cafeeira durante o século XIX.
b) O Cerrado vem sendo alterado, primeiramente pela
criação de gado e, posteriormente, pela agricultura me-
canizada de grãos, como a soja.
c) A Caatinga foi destruída pela seca que se vem per-
petuando desde 2007 e que não cederá até o fim do
aquecimento global.
J F M A M J J A S O N D
Petrolina (PE)
36
32
28
24
20
16
12
8
4
0
Temperatura(°C)
0
50
100
150
200
250
300
350
Precipitação(mm)
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 12
ENEM/2013 – 13
d) A Mata dos Pinhais foi totalmente destruída quando da
ocupação da Região Sul pelos imigrantes europeus não
portugueses, que retiraram as araucárias para a expor-
tação.
e) Os Campos do Sul foram totalmente consumidos pela
intensa criação de gado que se estabeleceu a partir do
século XVII.
Resolução
Antes ocupado com gado, o Cerrado passou a inte-
ressar aos grandes produtores de grãos devido aos
solos planos que seriam facilmente mecanizados.
Assim, o gado foi empurrado para o Norte e o Cerrado
foi retirado para o plantio de soja.
26 AA
Seguem abaixo dois pluviogramas:
Sua comparação leva a concluir que
a) o volume total de chuvas de Aracaju e Boa Vista são
bastante próximos.
b) o verão das duas localidades acontece no começo/fim
de ano.
c) o volume total de chuvas de Boa Vista é a metade do
observado em Aracaju.
d) as temperaturas médias de Aracaju são 4°C mais
elevadas que as observadas em Boa Vista.
e) os dois climas possuem estações de chuvas seme-
lhantes durante o inverno.
Resolução
O volume de chuvas de Boa Vista soma um total
anual de 1.507,8 mm e o de Aracaju, 1.519,7 mm, por-
tanto bastante parecidos. Convém recordar que a ci-
dade de Boa Vista se encontra no Hemisfério Norte, o
que significa que suas chuvas se concentram no verão
boreal (meio de ano) – as temperaturas decrescem em
função das chuvas; já Aracaju, no Hemisfério Sul,
concentra suas chuvas no inverno austral (meio de
ano). O comportamento das temperaturas das duas
cidades é bastante próximo, variando, ao longo do
ano, entre 26°C e 28°C.
27 EE
Segue abaixo um gráfico que deve ser analisado com
cuidado:
Variação da temperatura no Hemisfério Norte no último milênio. A
variação ano a ano (linha cinza-escuro) e de 50 anos (linha preta) da
temperatura média da superfície no Hemisfério Norte para os últimos
1 000 anos foi construída a partir de dados históricos e registros de
temperatura. A região cinza representa 95% de intervalo de confiança.
É provável que a década de 1990 e o ano de 1998 tenham sido o
período mais quente do milênio.
(Climatologia, Ed. Oficina de Textos.)
Sua análise permite concluir que:
a) A variação de temperatura permaneceu inalterada ao
longo do período analisado, em função da estabilidade
inerente ao clima da Terra no período Eoceno.
b) Para fins de análise, o período de maior confiabilidade
está contido entre os anos 1000 e 1400.
c) As análises sempre se basearam em dados obtidos a
partir de registros históricos, em termômetros.
d) Ao longo do período, os valores de diferença de
temperatura em relação às médias sempre foram
negativas.
e) Nos últimos 200 anos, fatores como o aquecimento
global parecem exercer interferência no comportamen-
to da temperatura.
Aracaju (SE)
4
8
12
16
20
24
28
J F M A M J J A S O N D
Temperatura(°C)
400
350
300
200
100
0
Precipitação(mm)
0
250
150
50
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 13
ENEM/201314 –
Resolução
Em a, observam-se alterações nas médias de tempe-
ratura ao longo do milênio analisado; em b, a confia-
bilidade dos dados é menor nos primeiros 600 anos,
pois o espaço cinza-claro é mais largo; em c, nos
primeiros 600 anos de análise, os valores de tem-
peratura eram obtidos de forma indireta, com base
na análise da evolução de anéis de árvores, corais e
núcleos de gelo; em d, próximo do fim do milênio (de
1900 em diante) as diferenças de temperatura em
relação às médias se tornam positivas, indicando um
processo de aquecimento.
28 EE
Quanto ao fenômeno esquematizado abaixo, é possível
afirmar:
(Climatologia, Ed. De Textos.)
a) Não ocorre no Brasil devido ao clima tropical
constantemente quente.
b) É bastante observável na Amazônia oriental, pois o
calor causa a formação de correntes de ar ascen-
dentes.
c) É uma das explicações para as secas do Sertão do
Nordeste.
d) É o responsável pela atuação do vento Minuano no Sul
do País.
e) Pode provocar nebulosidade e chuvas; muito comum
na Região Sudeste do Brasil no verão.
Resolução
O fenômeno em questão é uma cunha da frente
quente, quando o ar quente se introduz entre massas
de ar frio, fazendo aumentar a nebulosidade, podendo
provocar chuvas frontais.
29 CC
O gráfico a seguir mostra a evolução de alguns dos
índices socioeconômicos da cidade de Porto Velho, capital
de Rondônia:
(Folha de S.Paulo, 3/3/2013.)
Analise as assertivas:
I. O crescimento dos índices de Porto Velho é perma-
nentemente contínuo, o que torna essa capital a de
maior melhoria socioeconômica do País.
II. Um dos indicadores positivos de Rondônia é o PIB per
capita, o maior do País.
III. Obras de infraestrutura, como as usinas de Santo
Antônio e Jirau, também colaboram, indiretamente,
para a geração de emprego em Porto Velho.
IV. Apesar dos visíveis benefícios que as usinas de Santo
Antônio e Jirau podem trazer para a região, sobre elas
repousam críticas relacionadas a possíveis prejuízos
ambientais.
A análise dos índices e os seus conhecimentos sobre a
situação socioeconômica do Brasil permitem afirmar que
estão corretas apenas as assertivas:
a) I e II. b) II e III. c) III e IV.
d) I e IV. e) II e IV.
Resolução
Em I, percebe-se que entre 2009 e 2010 houve uma
diminuição de valores no índice de emprego e renda
e no índice geral; em II, os maiores PIB per capita
estão na porção Centro-Sul do País, como em Brasília,
São Paulo e Rio de Janeiro.
Frente fria
Ar quente Ar frescoAr frio
Frente quente
Cunha
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 14
ENEM/2013 – 15
30 AA
A taxa de alfabetização e a taxa de mortalidade infantil são
alguns dos dados estatísticos mais utilizados para analisar
os indicadores sociais de uma região. Seguem abaixo es-
ses dados para o Brasil:
(O Estado de S. Paulo, 24/2/2013.)
A análise geral dos dados permite concluir que:
a) A situação do analfabetismo vem melhorando no Brasil,
com destaque para sua diminuição na Região Nordeste.
b) A taxa de mortalidade infantil mantém-se inalterada no
Brasil, constituindo o único índice a não apresentar
melhorias, comprometendo o futuro do País.
c) A Região Sul já eliminou completamente o analfabe-
tismo.
d) Com o envelhecimento da população, elimina-se a ne-
cessidade de matricular novos alunos nos sistemas de
ensino.
e) As reduções dos índices referidos ocorrem através de um
processo natural, o envelhecimento da população, tor-
nando desnecessária a aplicação de políticas afirmativas.
Resolução
As taxas se reduziram nesse período de dez anos, mos-
trando uma melhoria generalizada das condições de
vida no País. Estão aí envolvidas políticas que apoiam
os sistemas educacionais, bem como melhorias na
distribuição de renda, permitindo o acesso da popu-
lação a condições de vida mais razoáveis.
31 DD
As secas constituem uma situação climática recorrente
no Nordeste do Brasil. O mapa abaixo mostra a situação
em maio de 2013 dos estados mais atingidos pela seca:
(Folha de S.Paulo, 5/5/2013.)
Pode-se concluir que
a) alguns estados da Região Nordeste não são atingidos
pela seca, como é o caso do Maranhão, por causa de
sua posição próxima à Amazônia úmida.
b) o Polígono das Secas é um espaço geográfico que se
limita apenas à Região Nordeste do Brasil.
c) a seca atinge principalmente os estados meridionais da
Região Nordeste, aqueles atravessados pelo vale médio
do Rio São Francisco, a área mais seca do Sertão.
d) a seca é um fenômeno que atinge principalmente a
sub-região do Sertão, mas pode também se estender
ao Agreste e ao Meio Norte.
e) os estados setentrionais da Região Nordeste são os
menos atingidos pela seca, devido à ação da massa
equatorial atlântica, úmida, que banha a costa norte
desses estados.
Resolução
Em a, na presente seca, até mesmo o Maranhão teve
parte de seus municípios atingidos; em b, o Polígono
das Secas abrange também Minas Gerais, na Região
Sudeste; em c, o mapa mostra que os estados mais
atingidos do Nordeste estão na sua porção seten-
trional; em e, a ação da massa equatorial atlântica
não consegue atenuar as secas dos estados seten-
trionais da região.
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 15
32 BB
Assunto sempre discutido dentro da federação brasileira,
a representatividade dos estados sempre causa polêmica.
Recentemente passou por mudanças, que podem ser
observadas no quadro abaixo:
(O Estado de S. Paulo, 10/4/2013.)
Pelo que se conhece a respeito da representatividade no
Brasil e também com base nas informações divulgadas, é
possível afirmar:
a) O estado do Pará estará super-representado no Con-
gresso Nacional, constituindo uma das maiores banca-
das de deputados.
b) O estado de São Paulo, que não ganhou nem perdeu
vagas, ainda possui a maior bancada de deputados do
Brasil.
c) Por ser a região de maior espaço territorial do País, a
Região Norte é aquela que possui o maior número de
deputados, o que justifica o aumento de seu número
de representantes.
d) Devido ao contínuo processo emigratório, a Região
Nordeste tende a reduzir constantemente seu número
de deputados.
e) Em função de sua importância econômica, a Região
Sudeste viu acrescido seu número de representantes.
Resolução
Em a, devido à sua pequena população, o estado do
Pará possui uma bancada pequena; em c, o número
total de deputados da Região Norte é pequeno em
relação aos estados do Nordeste e Centro-Sul em
razão de sua população pequena; em d, alguns esta-
dos do Nordeste ganharam novos representantes,
como foi o caso do Ceará; em e, no Sudeste, o Rio de
Janeiro e o Espírito Santo perderam representantes.
33 AA
Leia o texto abaixo:
Quem diria que a São Paulo árida e cinza tem uma
grande história sobre um rio. Uma não, 300 histórias de
rio, segundo o geólogo Luiz de Campos Jr., 51, que
coordena o projeto Rios e Ruas.
Segundo ele, esses cursos de água têm 3.500 km de
extensão. “Não se anda mais de 200 metros na cidade
sem passar por um desses cursos”, diz Campos.
Vamos contar a história de um rio que tem nome de
pássaro: o Saracura. Ele nasce escondido, atrás da
avenida Paulista, e escorre pela avenida Nove de Julho,
depois segue pelo Vale do Anhangabaú, até chegar ao
Rio Tamanduateí, ao lado do Mercado Municipal.
Para vê-lo, somente seguindo as pistas que restaram
sob prédios e rodovias. São as galerias pluviais, os
bueiros e os fundos de vale que trazem essas evidências.
Na pequena rua sem saída Garcia Fernandes, atrás do
hotel Maksoud, impera outro clima. Menos luz, umidade
latente e temperatura amena indicam que ali nasce o
Saracura.
A água é conduzida até uma galeria pluvial e segue
assim até chegar ao Tamanduateí. É o que acontece com
99% desses cursos de água.
(Folha de S.Paulo, 17/3/2013.)
Refletindo a respeito do texto, conclui-se que
a) a impermeabilização das cidades altera profundamente
a paisagem urbana.
b) a canalização de córregos pode evitar as enchentes
urbanas.
c) uma rede fluvial saudável, ou seja, água sem poluição,
só é viável nas áreas rurais.
d) não pode haver rede fluvial nos grandes centros
urbanos.
e) a canalização dos córregos urbanos ajuda a reduzir os
volumes de chuva.
Perdas e ganhos
• Estados que deixarão de ter um deputado:
Alagoas. Bancada atual: 9
Espírito Santo. Bancada atual: 10
Pernambuco. Bancada atual: 25
Paraná. Bancada atual: 30
Rio de Janeiro. Bancada atual: 46
Rio Grande do Sul. Bancada atual: 31
• Estados que perdem duas vagas:
Paraíba. Bancada atual: 12
Piauí. Bancada atual: 10
• Estados que ganham uma vaga:
Amazonas. Bancada atual: 8
Santa Catarina. Bancada atual: 16
• Estados que ganham duas vagas:
Ceará. Bancada atual: 22
Minas Gerais. Bancada atual: 53
• Estado que ganha quatro vagas:
Pará. Bancada atual: 17
ENEM/201316 –
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 16
Resolução
Em b, a canalização não evita, necessariamente, as enchentes, é capaz até de exacerbá-las; em c, o tratamento
adequado da água e a coleta de esgotos poderiam limpar toda a rede fluvial urbana; em d, a rede fluvial existe,
apesar da impermeabilização; em e, as consequências da canalização dos córregos urbanos alteram a umidade
das cidades de maneira ainda pouco compreendida.
34 BB
Os meses de início de ano são aqueles mais problemáticos para a Região Sudeste. A região é atingida por elevados
volumes de chuva, que desencadeiam uma série de fatos. Observe o esquema abaixo:
(Folha de S.Paulo, 19/3/2013.)
A observação do diagrama mostra que:
a) O excessivo volume de chuvas apresenta apenas caráter local.
b) A dinâmica atmosférica continental está envolvida no processo.
c) As condições ambientais gerais mantêm-se estáveis mesmo no verão.
d) Durante o verão, apenas as massas de ar quentes participam do processo de precipitação.
e) A massa polar atlântica é a única responsável pelas chuvas de verão.
Resolução
A observação do diagrama mostra que as volumétricas chuvas de verão envolvem diversos fatores de caráter
até global, como o aquecimento das águas oceânicas, a ação da massa polar atlântica, os ventos úmidos
litorâneos e a ação das massas de ar úmidas que vêm da Amazônia.
35 AA
Atente para o texto sobre a questão do aquecimento atmosférico:
De acordo com o Centro Nacional de Dados Climáticos dos Estados Unidos (NCDC), o ano de 2012 foi o mais quente
já registrado naquele país. O recorde anterior era de 1998 e foi batido por pouco mais de 0,5°C, valor considerado
altíssimo pelos cientistas. Pesquisadores afirmaram que variações naturais provavelmente influíram no calor e na seca
que o país enfrentou no decorrer de 2012, mas apontam esses fatores também como consequências do aquecimento
global causado pelo lançamento na atmosfera de gases do efeito estufa.
(Revista Geografia, n.o 48, Ed. Escala Educacional.)
É possível dizer que
a) os EUA nunca haviam encarado um ano tão quente ao longo da sua história até 2012.
b) a diferença de apenas 0,5°C pode ser desprezada, já que, em termos de calorias, é uma quantidade de energia
consideravelmente pequena.
c) esse excessivo calor teria sido provocado apenas por fatores naturais.
d) apenas as atividades antrópicas são capazes de promover tais alterações.
e) a alteração climática observada nos EUA se limitou apenas ao aumento da temperatura.
ENEM/2013 – 17
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 17
Resolução
Meio grau Celsius a mais significa uma elevada adição
de calorias no ambiente, com consequências imprevi-
síveis: talvez uma delas seja a seca que os EUA en-
frentaram no ano de 2012. Percebe-se também que,
além dos aspectos naturais, a atividade humana teve
participação na subida da temperatura no território
estadunidense.
36 DD
No dia 22 de março de cada ano tem-se comemorado o
“Dia da Água”. Essa substância crucial para a vida tornou-se
um motivo de preocupação mundial. O Brasil possui cerca
de 12% da água doce disponível na superfície terrestre.
A respeito do desperdício da água no País, foi confec-
cionado o seguinte cartograma:
(Tabloide Metronews, 22/3/2013.)
Com relação ao desperdício de água no Brasil, julgue as
assertivas abaixo:
I. Devido ao elevado consumo, os estados do Centro-Sul
do País são aqueles que mais desperdiçam água.
II. O desperdício de água do Nordeste do Brasil é o me-
nor entre os estados do País, mostrando a valorização
que se dá à água numa região de carência da subs-
tância.
III. Por causa de sua rede de fornecimento pouco estru-
turada, os desperdícios e perdas de faturamento são
elevadíssimos na Amazônia brasileira.
IV. São Paulo é o estado com menor índice de des-
perdício e de perdas de faturamento, já que possui a
rede de fornecimento mais bem organizada.
Estão corretas apenas:
a) I e II.
b) II e III.
c) II e IV.
d) III.
e) III e IV.
Resolução
Em I, o desperdício dos estados do Centro-Sul, com
exceção do Rio de Janeiro, é relativamente pequeno;
em II, alguns estados do Nordeste apresentam gastos
elevados de água, como Maranhão, Pernambuco,
Alagoas e Sergipe; em IV, São Paulo apresenta um
razoável desperdício de água (de 30,1 a 40%), talvez
em razão do consumo exacerbado.
Figura para as questões de 37 a 39.
(Revista The Economist, 18 a 24 de maio de 2013.)
37 CC
A respeito dos elementos envolvidos na charge, analise
as assertivas:
I. A charge evidencia a boa atuação da União Europeia
frente à crise desencadeada a partir de 2011.
II. A charge deixa claro que a União Europeia é um
fracasso diante da necessidade de enfrentar qualquer
recessão.
III. A sequência de figuras mostra que os europeus apre-
sentam sérias dificuldades para enfrentar recessões (co-
mo a atual), enganados que foram, na visão do autor,
ENEM/201318 –
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 15:14 Página 18
pela criação de uma união econômica que não satisfaz
plenamente as necessidades dos países-membros.
IV. É impossível estabelecer uma aliança de países euro-
peus sob qualquer forma, dada à falta de união entre
eles, principalmente quando se deseja criar uma
moeda comum, como o Euro.
Estão corretas apenas:
a) I. b) I e II. c) III.
d) IV. e) III e IV.
Resolução
Em I, sabe-se da dificuldade da União Europeia em
resolver a contento os problemas deflagrados pela
crise econômica que se desencadeou a partir de 2008
e se tornou mais aguda a partir de 2010; em II, a União
enfrenta dificuldades para resolver a crise, mas seria
exagero dizer que sua existência seja um fracasso; em
IV, mesmo com dificuldades, o Euro tem funcionado
satisfatoriamente nos 17 países que o utilizam.
38 CC
Na charge, a fala “the light” poderia ser seguida por:
a) We ought to watch out for dark tunnels.
b) We shall never trespass strange territory.
c) The way out is right ahead of us.
d) We’d better go back to the light.
e) We’d rather stay right here.
Resolução
Observando as traduções de cada sentença, aquela
que faz mais sentido no contexto da charge é “a saída
está a nossa frente”.
a) Devemos tomar cuidado com túneis escuros.
b) Nunca devemos invadir território estranho.
c) A saída está a nossa frente.
d) É melhor voltar para a luz.
e) Nós preferimos ficar aqui.
39 EE
We may conclude from the comic strip that
a) recession and debt are part of the project.
b) a riot is being organized by the European countries.
c) only western European countries are allowed in the
group.
d) bowling fans may join the project.
e) debt and recession may jeopardize the European
project.
Resolução
Podemos concluir da charge que
a) recessão e dívida fazem parte do projeto.
b) um motim está sendo organizado pelos países
europeus.
c) apenas os países da Europa Ocidental são permi-
tidos no grupo.
d) os fãs de boliche podem participar do projeto.
e) dívida e recessão podem comprometer o projeto
europeu.
40 DD
A crise cipriota suscita preocupações principalmente na
Rússia. Leia a seguir parte do texto escrito pelo ex-minis-
tro das finanças da Rússia sobre o assunto:
Ainda nos idos de 1998, o governo russo declarou ser
necessário acabar com o paraíso fiscal do Chipre. A afir-
mação surpreendeu os líderes cipriotas, já que significava
a perda de metade do seu volume de negócios. Mas o
presidente do Chipre convenceu Boris Iéltsin a não proibir
seus cidadãos de enviar divisas ao país.
Então, o Chipre era considerado um aliado geopolítico da
Rússia, e os países mantinham fortes relações bilaterais.
Em 2004, no entanto, a ilha entrou para a União Europeia
e, quatro anos depois, para a zona do euro. Mesmo
assim, o Chipre ainda não conseguiu decidir seu destino.
(Gazeta Russa, 8/5/2013.)
Pode-se concluir que:
a) O Chipre chegou a pertencer à URSS.
b) O Chipre inscreveu-se na CEI, Comunidade dos Esta-
dos Independentes, permitindo a livre circulação de
dinheiro da Rússia, também membro da CEI.
c) Ao entrar na União Europeia, o Chipre abandonou a
CEI.
d) O Chipre tornou-se um “paraíso fiscal” para o dinheiro
russo.
e) Boris Iéltsin, ex-presidente da Rússia, cortou relações
diplomáticas com o Chipre.
Resolução
Na condição de “paraíso fiscal”, o Chipre passou a
receber capitais russos obtidos através de métodos
escusos, o que fragilizou sua relação com a União Eu-
ropeia a partir da sua entrada naquela organização.
Com a intensificação da crise europeia, o Chipre foi
obrigado a sobretaxar as retiradas de valores de seus
bancos, atingindo diretamente os depósitos russos.
ENEM/2013 – 19
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 19
41 EE
Notícias de 2013 dão conta de que o governo brasileiro
volta a encontrar dificuldades para controlar o processo
inflacionário. E um dos deflagradores da inflação tem sido
o aumento elevado do preço do tomate. Sua produção
caiu no Brasil, aumentando a procura, ao mesmo tempo
em que a oferta do produto era pequena. Curiosamente
descobriu-se que o Brasil importa o produto da... China!
Observe o diagrama informativo:
(Folha de S.Paulo, 9/4/2013.)
A questão do molho envolve
a) a importação do tomate in natura.
b) a compra do produto de um país próximo ao Brasil,
barateando o custo de transporte.
c) o cultivo do produto em uma região chinesa de climas
úmidos, bastante favoráveis à elevada produtividade.
d) a produção de molho na proximidade dos centros
consumidores de São Paulo e Rio de Janeiro.
e) o fato de que a China também é, surpreendentemente,
um exportador de produtos agrícolas.
Resolução
A China é um dos maiores importadores mundiais de
produtos agrícolas, comprando do Brasil, por exem-
plo, soja em grandes quantidades. Mas também se
converte num exportador de bens agrícolas, produ-
zindo o tomate nas regiões semiáridas do Sinkiang
(onde se localiza Urumqi). A polpa de tomate deman-
da grande período de tempo para deixar o interior da
China, chegar ao Brasil e ser industrializada em Goiás
para, finalmente, alcançar os consumidores dos gran-
des mercados de São Paulo e Rio de Janeiro.
42 BB
Dentro da visão global da economia mundial, analise a
charge abaixo e assinale a alternativa correta.
(Le Monde Diplomatique, maio de 2013.)
a) Chineses e estadunidenses mantêm segredos exclu-
sivos quando se trata do desenvolvimento tecnológico
de arsenais nucleares.
b) Muitas vezes os países compartilham tecnologia até
mesmo em setores sensíveis, como é o caso da
tecnologia militar nuclear.
c) Em razão de seu maior atraso tecnológico, a China
compra mísseis nucleares dos EUA.
d) A China é o maior fabricante mundial de armas nuclea-
res, tendo como cliente o setor militar dos EUA.
e) Os EUA estão vendendo para a China todo o seu ar-
mamento nuclear que é tecnologicamente ultrapassado.
Resolução
A integração econômica cada vez maior, deflagrada
pelo processo de globalização, muitas vezes faz com
que países rivais compartilhem, mesmo que invo-
luntariamente, tecnologia em setores críticos, como o
setor de armamentos. Assim, mísseis nucleares
estadunidenses podem conter tecnologia chinesa.
ENEM/201320 –
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 20
43 BB
Criada em 2012, a Aliança do Pacífico tem mostrado seu
crescimento, quando comparada com outros países da
América Latina:
Crescimento do PIB, em %
(Folha de S.Paulo, 27/5/2013.)
Estabelecendo comparações entre os membros da
Aliança do Pacífico e outras organizações americanas,
como o Mercosul, Nafta e Alba, conclui-se que:
a) O Mercosul é a organização mais rica, levando-se em
conta a somatória dos PIB, em relação à Aliança do
Pacífico e ao Nafta.
b) Estabelecendo-se uma média dos três anos apre-
sentados, nota-se um crescimento médio maior entre
os membros da Aliança do Pacífico do que entre os do
Mercosul.
c) A maior taxa de crescimento observada no período
cabe a um membro da Aliança do Pacífico.
d) A maior estabilidade média de crescimento no período
de três anos analisado pertence ao Peru.
e) A maior média de crescimento do período foi a do
Uruguai.
Resolução
Sem dúvida, a organização mais rica é o Nafta, que
conta com a economia dos EUA, a maior do mundo.
Os países-membros da Aliança do Pacífico apre-
sentaram, no período analisado, um crescimento mé-
dio de 5,5%, enquanto os membros do Mercosul
cresceram 4,5%. A maior taxa de crescimento no
período foi observada no Paraguai, membro do Mer-
cosul, com 13,1% em 2010. A média de crescimento
que manteve a maior estabilidade foi a do Chile, com
um crescimento variando em torno de 5,7%. A maior
média de crescimento foi a do Peru (7,3%).
44 AANNUULLAADDAA
No cartograma abaixo, o autor mostra a construção do
que ele denominou “Talude” soviético (que ele chama de
Rússia) durante a Guerra Fria na Europa.
(Atlas das Relações Internacionais, Ed. Plátano.)
ENEM/2013 – 21
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 27/08/13 13:15 Página 21
Com base nos seus conhecimentos e na análise do
cartograma, é possível concluir que
a) Letônia, Estônia e Lituânia não faziam parte da antiga
URSS.
b) a antiga Checoslováquia anexou territórios da Ucrânia.
c) a Iugoslávia e a Albânia faziam parte do Pacto de
Varsóvia.
d) a Alemanha manteve, ao final da Segunda Guerra Mun-
dial, seu espaço original.
e) todos os países do Pacto de Varsóvia foram aliados da
antiga URSS durante a Segunda Guerra Mundial.
Resolução
Foi a Ucrânia – membro da antiga URSS – que anexou
territórios da antiga Checoslováquia; a Iugoslávia não
entrou para o Pacto de Varsóvia; a Alemanha perdeu
territórios para a Polônia ao final da Guerra; Bulgária,
Romênia, Hungria e RDA (República Democrática da
Alemanha, socialista) – que, a partir de 1955, pas-
saram a fazer parte do Pacto de Varsóvia – eram alia-
das ou pertenciam à Alemanha nazista.
45 EE
Têm surgido no Reino Unido, nesses primeiros meses de
2013, declarações de líderes britânicos, incluindo o
primeiro ministro, de que o país pretende revisar a perma-
nência do país na União Europeia. A justificativa apre-
sentada pelos britânicos para adotar tal postura se
relaciona
a) ao fato de que o Reino Unido, por se localizar num
arquipélago, não pertence à Europa.
b) ao prejuízo econômico que o Reino Unido sofre por ter
de vender todos os seus produtos, obrigatoriamente,
aos membros da União.
c) ao destino que os britânicos darão às suas exporta-
ções: exclusivamente a China, país que mais comercia
com o Reino Unido.
d) ao desinteresse que o mercado da União demonstra
pelos produtos britânicos.
e) a problemas políticos que geraram certas incompa-
tibilidades de interesse. A União pretende regulamen-
tar o funcionamento da Bolsa de Valores de Londres, o
que não é visto com bons olhos pelos britânicos.
Resolução
O atual governo britânico tem interesse apenas nas
possibilidades de comércio com os membros da União,
mas não quer a regulação financeira de seu país.
ENEM/201322 –
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 22
ENEM/2013 – 23
46 DD
(USF-SP) – Muito se falou sobre o fato de, no ano de
2012, ter se completado 10 anos da queda das “torres
gêmeas” em New York, num ataque terrorista que nem
os mais criativos diretores da indústria do cinema seriam
capazes de imaginar. Foram dois aviões que colidiram
nos edifícios num intervalo de tempo de 15 minutos.
(Disponível em: <fotosimagens.net> Acesso em: 10 out. 2011)
O primeiro deles, um Boeing 767-223, que é capaz de
apresentar na decolagem uma massa de 180 toneladas,
apresentava uma velocidade escalar aproximada de
720km/h no momento do impacto e num intervalo de
tempo de 1,5s foi desacelerado até parar completamente
e se alojar no edifício. Supondo-se que ele apresentasse
a massa acima mencionada, a intensidade da força média
no impacto do avião com o prédio é da ordem de:
a) 104N b) 105N c) 106N
d) 107N e) 108N
Resolução
Fm = mam = m
Fm = 180 . 103 . (N)
Fm = 24 . 106N = 2,4 . 107N
Ordem de grandeza: 107N
47 DD
(VUNESP – IFSP) – Para poder pintar o alto de uma parede,
um pintor apoia uma escada no chão e na parede como
mostra a figura. A escada é homogênea e tem sua massa
uniformemente distribuída ao longo de sua extensão.
Considerando-se que exista atrito entre a escada e o solo
e desprezando-se o atrito entre a escada e a parede, a
figura que melhor representa as forças Peso da escada,
Normais aplicadas pela parede e pelo piso e Atrito
aplicado pelo piso sobre a escada quando ela está em
repouso em relação ao piso na posição indicada na figura,
sem o pintor sobre ela, é a indicada pela alternativa:
͉ΔV͉
–––––
Δt
200
–––––
1,5
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
Questões de 46 a 90
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 23
Resolução
→
H: força normal aplicada pela parede
→
P: peso da escada aplicado pela Terra
→
N: força normal aplicada pelo piso
→
Fat: força de atrito aplicada pelo piso
48 BB
(FACID-PI) – Numa sala que pode ficar na completa
escuridão, lâmpadas 1, 2 e 3 com luzes de várias cores
podem ser acesas uma de cada vez ou simultanea-
mente. Neste ambiente existe um vaso com flores A, B
e C. As lâmpadas foram acesas, uma em seguida da
outra, observando-se flores com as seguintes cores:
Pode-se afirmar que as lâmpadas que foram acesas são:
a) amarela, verde e vermelha.
b) branca, verde e azul.
c) azul, vermelha e amarela.
d) branca, azul e verde.
e) branca, vermelha e amarela.
Resolução
1) Se a flor do vaso B se apresenta branca é porque
a luz utilizada pela lâmpada 1 foi branca e a flor do
vaso A só pode refletir luz vermelha e a flor do
vaso C só pode refletir a luz amarela.
2) A lâmpada 2 usou a luz verde, que foi absorvida
pelas flores dos vasos A e C e refletida pela flor
do vaso B.
3) A lâmpada 3 usou a luz azul, que foi absorvida
pelas flores dos vasos A e C e refletidos pela flor
do vaso B.
49 CC
(ETEC-SP – 2013) – Em ambulâncias e carros de bom-
beiros, a comunicação visual é fundamental, já que
precisam de rápido reconhecimento pelos motoristas que
trafegam à sua frente e que os verão pelo espelho
retrovisor plano de seu veículo.
Quem observar diretamente um veículo de bombeiros,
como indicado na foto, perceberá que a identificação
escrita assume um aspecto curioso.
(Disponível em:
carrosdebombeiro.blogspot.com.br/2009/12/bombeiros-da-
espanha.html. Acesso em: 01 set. 2012.)
Se o Centro Paula Souza desejar produzir o mesmo efeito,
deverá escrever na parte frontal dos veículos da
instituição:
Resolução
O objeto e a imagem são figuras enantiomorfas
(iguais, porém não superponíveis).
A B C
1 vermelha branca amarela
2 preta verde preta
3 preta azul preta
ENEM/201324 –
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 24
50 DD
O texto a seguir explica o funcionamento de uma
geladeira.
“No interior da geladeira existe uma serpentina oculta
(evaporizador), onde circula um gás muito frio (– 37°C). O
calor dos alimentos é transferido para esse gás, que vai
aquecendo à medida que percorre a serpentina. Para
transferir esse calor para o exterior, usa-se um compressor
que, ao aumentar a pressão do gás, aumenta-lhe a
temperatura. Esse gás aquecido segue para o condensador
(a serpentina visível na parte traseira do frigorífico), onde
troca calor com o ar exterior, resfriando o gás e
condensando-o. O líquido refrigerador passa então por uma
válvula de expansão, que provoca um abaixamento brusco
na pressão e consequente vaporização instantânea e
resfriamento. Esse gás frio entra na geladeira novamente
e completa-se o ciclo.”
A respeito do que foi descrito, assinale a alternativa cor-
reta.
a) Na geladeira, existe uma transferência espontânea de
calor de uma fonte fria (interior da geladeira) para uma
fonte quente (ambiente externo).
b) A geladeira é uma máquina térmica ideal que opera
com rendimento de 100%.
c) Na geladeira, existe uma transferência espontânea de
calor de uma fonte quente (ambiente externo) para
uma fonte fria (interior da geladeira).
d) Na geladeira, o calor se transfere de uma fonte fria
(interior da geladeira) para uma fonte quente (ambiente
externo) de modo não espontâneo, isto é, em virtude
de um trabalho realizado pelo compressor.
e) O compressor transfere energia para o gás na forma
de calor.
Resolução
a) Falsa.
A transferência de calor da fonte fria para a fonte
quente nunca é espontânea.
b) Falsa.
Nenhuma máquina térmica pode ter rendimento
de 100%.
c) Falsa.
O fluxo de calor é da fonte fria para a fonte quente
graças à realização de trabalho do dispositivo
chamado compressor.
d) Verdadeira.
e) Falsa.
A energia é transferida na forma de trabalho.
51 DD
(FATEC-SP – 2013) – A tecnologia dos raios laser é utili-
zada em inúmeras aplicações industriais, tais como o
corte de precisão, a soldagem e a medição de grandes
distâncias. Guardadas suas características especiais, o
laser pode sofrer absorção, reflexão e refração, como
qualquer outra onda do espectro luminoso.
Sobre esses fenômenos da luz, é correto afirmar que um
feixe de laser,
a) ao atravessar do ar para o outro meio, muda a direção
original de propagação, para qualquer que seja o ângulo
de incidência.
b) ao atravessar da água para o vácuo, propaga-se com
velocidade maior na água e, por esse motivo, a água é
considerada um meio menos refringente que o vácuo.
c) ao se propagar em direção à superfície refletora de um
espelho convexo, paralelamente ao seu eixo principal,
nas condições de Gauss, reflete-se passando pelo foco
desse espelho.
d) ao se propagar em direção à superfície refletora de um
espelho côncavo, paralelamente ao seu eixo principal,
nas condições de Gauss, reflete-se passando pelo foco
desse espelho.
e) ao se propagar em direção à superfície refletora de um
espelho côncavo, incidindo no centro de curvatura do
espelho, reflete-se passando pelo foco desse espelho.
Resolução
a) Falso.
Se a incidência for normal (i = 0°), não haverá
mudança na direção de propagação.
b) Falso.
A velocidade da luz é máxima no vácuo.
c) Falso.
Como o foco do espelho convexo é virtual, apenas
o prolongamento do feixe de laser passa pelo foco
imagem:
ENEM/2013 – 25
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 25
d) Verdadeiro.
e) Falso.
O raio que incide passando pelo centro de
curvatura volta sobre si mesmo.
52 AA
No quadro abaixo estão as contas de luz e água de uma
mesma residência para um dado mês. Além do valor a
pagar, cada conta mostra como calculá-lo, em função do
consumo de água (em m3) e de eletricidade (em kWh).
Observe que, na conta de luz, o valor a pagar é igual ao
consumo multiplicado por certo fator. Já na conta de água,
existe uma tarifa mínima e diferentes faixas de tarifação.
Admita que, no próximo mês, dobrem os consumos de
energia elétrica e de água.
Os novos valores cobrados para a energia elétrica e para
o consumo de água serão respectivamente:
a) R$ 197,34 e R$ 44,10
b) R$ 197,34 e R$ 22,90
c) R$ 98,67 e R$ 11,45
d) R$ 394,68 e R$ 22,90
e) R$ 98,67 e R$ 44,10
Resolução
1) A conta de energia elétrica dobra: R$ 197,34
2) O consumo de água no mês de referência foi de
17m3 (10m3 na faixa até 10 e mais 7m3 na faixa de
11 a 20).
Se o consumo duplicar, ele será de 34m3.
53 CC
(VUNESP) – A figura mostra, simplificadamente, o esque-
ma de funcionamento de um seletor de temperatura da
água de um chuveiro elétrico. Os dois resistores têm
resistências elétricas iguais e constantes, e a chave
seletora Ch e os fios de ligação são ideais.
Sabe-se que se a chave Ch for ligada na posição inverno,
o chuveiro dissipa uma potência de 8800W. Assim, se a
chave for ligada na posição verão, o amperímetro ideal da
figura indicará uma corrente elétrica, em A, igual a:
a) 5,0 b) 15 c) 20 d) 25 e) 30
Resolução
1) P =
Na posição verão, a resistência é o dobro e a
potência se reduz à metade.
PV = 4400W
2) PV = UIV
4400 = 220 IV
Companhia de Eletricidade
Fornecimento
401kWh x 0,24606
Valor – R$
98,67
Companhia de Saneamento
Tarifas de água / m3
Faixas de consumo Tarifa Consumo Valor – R$
até 10m3
de 11 a 20m3
de 21 a 30m3
de 31 a 50m3
acima de 50m3
5,50
0,85
2,13
2,20
2,36
tarifa mínima
7m3
5,50
5,95
Total 11,45
Faixa Tarifa
até 10
de 11 a 20
de 21 a 30
de 31 a 50
R$ 5,50
10 x R$ 0,85 = R$ 8,50
10 x R$ 2,13 = R$ 21,30
4 x R$ 2,20 = R$ 8,80
Total R$ 44,10
U2
––––
R
IV = 20A
ENEM/201326 –
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 26
54 EE
(UFPB) – Boa parte dos aparelhos eletrônicos modernos
conta com a praticidade do modo de espera denominado
stand-by. Nesse modo, os aparelhos ficam prontos para
serem usados e, embora ”desligados”, continuam con-
sumindo energia, sendo o stand-by responsável por um
razoável aumento no consumo de energia elétrica.
Para calcular o impacto na conta de energia elétrica,
devido à permanência de cinco aparelhos ininterrupta-
mente deixados no modo stand-by por 30 dias con-
secutivos, considere as seguintes informações:
• cada aparelho, operando no modo stand-by, consome
5J de energia por segundo;
• o preço da energia elétrica é de R$ 0,50 por kWh.
A partir dessas informações, conclui-se que, no final de
30 dias, o custo com a energia consumida por esses cinco
aparelhos, operando exclusivamente no modo stand-by,
será de:
a) R$ 17,00 b) R$ 15,00 c) R$ 13,00
d) R$ 11,00 e) R$ 9,00
Resolução
1) E = Pot . Δt
E = 25W . 24h . 30 = 18 . 103Wh = 18kWh
2) 1kWh ......... R$ 0,50
18kWh ...... C
55 DD
(VUNESP) – A figura representa uma bússola colocada
sobre um condutor retilíneo ligado a uma fonte de tensão
contínua, com a chave C desligada. Nota-se que, nessa
situação, a agulha da bússola mostra que a direção do
campo magnético da Terra,
→
BT, no local, coincide com a
direção da reta que contém o condutor.
Num determinado momento, a chave é ligada e uma cor-
rente contínua passa a percorrer esse condutor no mes-
mo sentido do campo magnético terrestre. Sabendo-se
que o módulo do campo magnético gerado por essa
corrente onde está colocada a bússola é igual ao módulo
do campo magnético terrestre no local, assinale a
alternativa que melhor representa a agulha da bússola,
vista de cima, depois da chave ligada.
Resolução
Vista de cima
56 AA
(VUNESP – 2013) – A polia dentada do motor de uma
motocicleta em movimento, também chamada de pinhão,
gira com frequência de 3600rpm. Ela tem um diâmetro
de 4,0cm e nela está acoplada uma corrente que
transmite esse giro para a coroa, solidária com a roda
traseira. O diâmetro da coroa é de 24,0cm e o diâmetro
externo da roda, incluindo o pneu, é de 50,0cm. A figura
a seguir ilustra as partes citadas.
C = R$ 9,00
ENEM/2013 – 27
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 27
Use π = 3, considere que a moto não derrapa e que a
transmissão do movimento de rotação seja integralmente
dirigida ao seu deslocamento linear.
O módulo da velocidade da moto, em relação ao solo e
em km/h, é de:
a) 54 b) 62 c) 66 d) 72 e) 90
Resolução
1) Vpinhão = Vcoroa
2π fPi . RPi = 2π fCO . RCO
= = ⇒ fCO = . Hz
2) froda = fCO = 10Hz
3) Vbicicleta = 2π froda Rroda
Vbicicleta = 6 . 10 . 0,25 (m/s)
57 CC
(UNESP) – O gol que Pelé não fez
Na copa de 1970, na partida entre Brasil e Tchecoslováquia,
Pelé pega a bola um pouco antes do meio de campo, vê
o goleiro tcheco adiantado e arrisca um chute que entrou
para a história do futebol brasileiro. No início do lance, a
bola parte do solo com velocidade de módulo de 108km/h
(30m/s) e três segundos depois toca novamente o solo
atrás da linha de fundo, depois de descrever uma
parábola no ar e passar rente à trave, para alívio do
assustado goleiro.
Na figura vemos uma simulação do chute de Pelé.
(http://omnis.if.ufrj.br/~carlos/futebol/textoCatalogoExpo.pdf. Adaptado.)
Considerando-se que o vetor velocidade inicial da bola
após o chute de Pelé fazia um ângulo de 30° com a
horizontal (sen 30° = 0,50 e cos 30° = 0,85) e desconsi-
derando-se a resistência do ar e a rotação da bola, pode-se
afirmar que a distância horizontal entre o ponto de onde
a bola partiu do solo depois do chute e o ponto onde ela
tocou o solo atrás da linha de fundo era, em metros, um
valor mais próximo de:
a) 52,0 b) 64,5 c) 76,5
d) 80,4 e) 86,6
Resolução
O alcance horizontal D é dado por:
D = sen 2θ = . 2 sen θ cos θ
D = . 2 . 0,50 . 0,85(m)
58 AA
(VUNESP – 2013) – A foto ilustra uma estrada de ferro
mal construída, na qual as juntas de dilatação não foram
devidamente previstas. Os engenheiros evitam acidentes
como esses ao prever as dilatações que os materiais vão
sofrer, deixando folgas nos trilhos das linhas de trem.
Na construção civil, as juntas são feitas com material que
permite a dilatação do concreto.
Um prédio de 60m com uma estrutura de aço tem um
vão de 6,0cm previsto pelo construtor. A variação de
temperatura que esse vão permite sem que haja risco
para essa estrutura é, em °C, aproximadamente:
a) 95 b) 100 c) 105 d) 110 e) 115
Dado: coeficiente de dilatação térmica volumétrica do
aço: 31,5 x 10–6 °C–1.
1
–––
6
3600
––––––
60
2,0
––––
12,0
RPi
––––
RCO
fCO
––––
fPi
fCO = 10Hz
Vbicicleta = 15m/s = 54km/h
V0
2
–––g
V0
2
–––g
(30)2
–––––
10
D = 76,5m
ENEM/201328 –
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 28
Resolução
ΔL = L0 α Δθ
6,0 . 10–2 = 60 . . 10–6 . Δθ
Δθ = °C
59 DD
(VUNESP) – Um dos mais belos trabalhos de joalheria é
talvez o mais simples deles, o colar de pérolas, em que o
joalheiro precisa apenas realizar, com perfeição, furos na
direção do diâmetro de cada pérola, atravessá-las por um
fino fio e, por fim, adicionar um belo fecho de ouro. Talvez
tenha sido nessa bela joia que se tenha engendrado um
antigo acelerador de partículas, o Peletron, que, à se-
melhança de um acelerador do tipo Van der Graaff, fazen-
do circular uma corrente de esferas eletrizadas (pelets),
gera uma grande diferença de concentração de cargas
elétricas, positivas, no topo da máquina, e negativas, à
sua base.
Produzidos próximo ao topo da máquina, íons positivos
se veem acelerados verticalmente para baixo, movendo-se
pelo interior de um duto que, próximo à base, encontra-se
mergulhado em um campo magnético que desvia o feixe
a 90°, tornando-o horizontal. Tendo como referência o es-
quema desenhado, os vetores campo elétrico, no interior
da máquina, e o campo magnético, no eletroímã, devem
ter os aspectos desenhados, respectivamente, em:
Resolução
1) Para acelerar os íons positivos para baixo, o
campo elétrico
→
E deve ter a mesma direção e o
mesmo sentido da força elétrica que acelera os
íons: vertical para baixo ↓
→
E.
2) Para desviar o feixe a 90°, o vetor indução mag-
nética é dado pela regra da mão esquerda:
60 AA
(VUNESP – UFTM) – Para testar a viabilidade da cons-
trução de casas antiterremotos, engenheiros construíram
um protótipo constituído de um único cômodo, capaz de
acomodar uma pessoa de 90kg. Sob o fundo do piso do
cômodo, inúmeros ímãs permanentes foram afixados e
igual número de ímãs foi afixado ao piso sobre o qual a
casa deveria flutuar.
O cômodo, muito leve, somava, com seu ocupante, uma
massa de 900kg e, devidamente ocupado, pairava sobre
o solo a 3,0cm de distância. Supondo-se que, devido à
31,5
––––
3
3000
––––––
31,5
Δθ = 95°C
ENEM/2013 – 29
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 15:14 Página 29
disposição dos ímãs, a intensidade da força magnética
dependa inversamente do quadrado da distância entre os
polos de mesmo nome, no momento em que a pessoa
dentro do cômodo o deixasse, a nova distância entre a
parte inferior da construção e o solo, em cm, tornar-se-ia,
aproximadamente:
a) 3,2 b) 4,3 c) 6,1 d) 6,2 e) 9,0
Dado: ͙ෆෆ90 Х 9,5
Resolução
Para o equilíbrio:
Fmag = P
F1 = P1 = 900g
F2 = P2 = (900 – 90)g = 810g
=
=
=
61 BB
Em um experimento, um pesquisador coletou certa
quantidade de água de um lago na qual havia vários
exemplares de Paramecium aurelia. Foi dividida em três
amostras de igual volume. Na amostra 1, acrescentou
água destilada, na amostra 2, acrescentou alguns gramas
de cloreto de sódio e na amostra 3, um pouco mais de
água proveniente do mesmo lago. O pesquisador re-
gistrou a atividade dos vacúolos pulsáteis (ou contráteis)
dos Paramecium de cada uma das amostras, e obteve as
curvas representadas no gráfico:
Pode-se dizer que as curvas I, II e III correspondem,
respectivamente, às amostras
a) 1, 2 e 3. b) 1, 3 e 2. c) 2, 1 e 3.
d) 2, 3 e 1. e) 3, 1 e 2.
Resolução
Amostra 1 – meio hipotônico: vacúolo em grande
atividade (I).
Amostra 2 – meio hipertônico: vacúolo fica inativo
(III).
Amostra 3 – meio isotônico: vacúolo em atividade
normal (II).
62 BB
Em camundongos, o alelo dominante A determina a cor
da pelagem do tipo selvagem aguti (acinzentado), en-
quanto o genótipo homozigoto a define a cor preta.
Quando uma mutação recessiva em um locus separado
está em homozigose (bb), elimina totalmente a pigmen-
tação, resultando em camundongos albinos, independen-
te do locus a. Considerando o cruzamento entre dois
duplos heterozigotos AaBb, identifique os genótipos que
determinam a cor preta e o tipo de herança envolvida:
a) AABB e aabb (epistasia dominante).
b) aaBB e aaBb (epistasia recessiva).
c) aaBb e aabb (alelos múltiplos).
d) AABB, aaBB e aabb (dominância completa).
e) aaBb e aaBB (dominância incompleta).
Resolução
Um caso de epistasia recessiva com os seguintes
fenótipos e genótipos:
d1
΂–––΃
2
d2
F2
––––
F1
3,0
΂–––΃
2
d2
810
––––
900
9,0
––––
9,5
3,0
––––
d2
d2 = 3,2cm
Fenótipos Genótipos
Aguti AABB, AABb, AaBB e AaBb
Preto aaBB e aaBb
Albino AAbb, Aabb e aabb
ENEM/201330 –
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 30
63 DD
Algumas décadas atrás, para constatar gestação em mu-
lheres, era realizada a reação de Galli-Mainini, que utilizava
um sapo como indicador de gravidez. Injetava-se urina da
suposta gestante no abdome do anfíbio e, após algum
tempo, era verificada a presença de espermatozoides na
urina do animal, em decorrência da presença de um
determinado hormônio. Atualmente, o teste mais mo-
derno, adquirido em farmácias, também utiliza a urina das
mulheres para a constatação da gravidez, pois verifica a
a) ausência do hormônio estimulante do folículo (FSH),
relacionado à ovulação, indicando resultado negativo.
b) presença do hormônio luteinizante (LH), relacionado à
formação da placenta, indicando resultado positivo.
c) ausência de progesterona, relacionada ao término do
ciclo menstrual, indicando resultado positivo.
d) presença do hormônio gonadotrofina coriônica (HCG),
relacionado ao estímulo do corpo amarelo, indicando
resultado positivo.
e) presença de estrógeno, relacionado à formação do
endométrio, indicando resultado negativo.
Resolução
O teste verifica a presença do hormônio gonadotro-
fina coriônica na urina.
64 DD
Uma fibra muscular isolada obedece à “Lei do Tudo ou
Nada”. Qual gráfico, entre os abaixo apresentados,
melhor mostra o grau de contração (X) de uma fibra
individualizada em função da intensidade do estímulo (Y)
a ela aplicado?
Resolução
As fibras musculares obedecem à lei do tudo ou nada,
ou seja, em resposta a um estímulo elas se contraem
ou não, e quando o fazem, atigem máxima inten-
sidade. O gráfico da alternativa d representa essa lei.
65 EE
Na genealogia abaixo, a pessoa indicada pelo número 4 apre-
sentou a doença hemolítica do recém-nascido. Sabe-se que
a pessoa indicada pelo número 6 apresenta antígeno Rh
em suas hemácias e que as pessoas indicadas pelos
números 3 e 7 não apresentam esse antígeno em suas
hemácias.
A partir da análise desses dados, assinale a alternativa
incorreta:
a) A pessoa indicada pelo número 1 é Rh positivo.
b) A pessoa indicada pelo número 2 é Rh negativo.
c) A pessoa indicada pelo número 5 pode ser Rh
negativo.
d) As pessoas indicadas pelos números 3 e 7 são capazes
de produzir anticorpos anti-Rh, caso recebam sangue
Rh positivo.
e) A pessoa indicada pelo número 6 tem chance de ter
descendentes com a doença hemolítica do recém-nas-
cido.
Resolução
A doença hemolítica do recém-nascido só acontece
em crianças Rh positivas, filhas de mães Rh nega-
tivas.
ENEM/2013 – 31
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 31
66 EE
Um aluno, com diabete melito, aplicou insulina após a
refeição. A introdução dessa substância na circulação
permite
a) aumentar a glicemia por um determinado tempo.
b) aumentar a secreção de algumas enzimas proteolíticas.
c) facilitar a saída de glicose do fígado para regular a
glicemia.
d) reduzir a digestão de gorduras, com isso diminuindo o
risco de infarto.
e) facilitar a entrada de glicose nas células.
Resolução
A insulina facilita a entrada de glicose do sangue nas
células.
67 BB
Quanto mais próximos entre si estiverem dois pares de
alelos num mesmo cromossomo, mais díficil será a
permuta entre eles. É que fica menos provável o crossing
ocorrer pegando um dos pares, mas não envolvendo o
outro. Logo, a taxa de recombinação gênica no linkage é
inversamente proporcional à proximidade entre os pares
de genes. Quanto mais próximos os genes, menos
recombinações ocorrerão entre eles.
Os genes DPRS situam-se no mesmo cromossomo e
estão linearmente dispostos. Na tabela a seguir, obtida
por meio de uma série de cruzamentos-teste, aparecem
as frequências de permutação que ocorrem entre os
genes.
Analisando a tabela, concluímos que a disposição dos
genes no cromossomo é:
a) DRSP b) PDSR c) RDSP
d) SDPR e) DPRS
Resolução
As distâncias entre os genes são indicadas pelas fre-
quências de permutação, daí o seguinte mapa:
68 EE
Durante um ato-reflexo, a medula espinal pode fazer o
corpo responder a estímulos em uma velocidade sur-
preendente. Por exemplo, quando o médico testa os
reflexos do paciente realizando um teste patelar, ou seja,
batendo com um martelinho em seu joelho, é correto
afirmar que
1) a resposta ao estímulo ocorre de forma independente
do encéfalo;
2) um neurônio sensitivo e um neurônio motor participam
da elaboração da resposta motora;
3) um neurônio associativo faz a conexão entre o neu-
rônio sensitivo e o neurônio motor durante a resposta
motora.
Está (ão) correta (s) apenas:
a) 1 b) 3 c) 1 e 3
d) 2 e 3 e) 1 e 2
Resolução
A participação de um neurônio associativo ocorre no
arco-reflexo composto. O teste patelar envolve um
arco-reflexo simples com apenas dois neurônio:
sensitivo e motor.
Genes Frequências de permutação
S – D 2%
R – S 9%
P – S 8%
D – R 11%
D – P 6%
ENEM/201332 –
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 32
69 DD
Os esquemas a seguir representam o saco embrionário
com núcleos numerados de 1 a 8 e o tubo polínico com
núcleos 9, 10 e 11, ambos gametófitos das plantas an-
giospermas. O embrião da semente e o endosperma
originam-se das fecundações dos núcleos, respecti-
vamente:
a) 2 + 9 e 11 + 4, 6 e 8 b) 2 + 11 e 10 + 4 e 5
c) 7 + 10 e 9 + 2 e 7 d) 7 + 10 e 11 + 4 e 5
e) 7 + 9 e 10 + 4 e 5
Resolução
Considerando-se que os núcleos 6 e 7 são as
sinérgides do saco embrionário, temos:
7 é oosfera, 4 e 5, os núcleos polares e 1, 2 e 3, as
antípodas.
No tubo polínico, temos:
9 – núcleo vegetativo
10 – 1.o núcleo espermático
11 – 2.o núcleo espermático
Na dupla fecundação das angiospermas, o embrião
(2N) origina-se da fecundação do 1.o núcleo espermá-
tico (10) com a oosfera (7).
O endosperma triploide provém da união do 2.o nú-
cleo espermático (11) com os núcleos polares (4 e 5).
70 CC
Analise o texto a seguir.
Metade do CO2 produzido pela queima dos combustíveis
fósseis chega aos oceanos e pode reagir com a água,
aumentando a concentração de hidrogênio H+. Estes íons
tiram da água o carbonato, componente importante do
esqueleto de animais marinhos como moluscos, corais,
equinodermos e protozoários marinhos.
O carbonato é fundamentos na formação do
a) endoesqueleto de mariscos e caramujos.
b) endoesqueleto de ostras, siris e caranguejos.
c) endoesqueleto de ouriços e estrelas-do-mar.
d) exoesqueleto de lagostas, tubarões e robalos.
e) exoesqueleto de camarões, mariscos e aranhas.
Resolução
Equinodermos (ouriços, estrelas-do-mar, serpentes-do-
mar e bolachas-do-mar) têm constituição calcária no
seu endoesqueleto.
71 AA
Ao deixarem de ser nômades, caçadores e coletores, os
humanos se estabeleceram em áreas determinadas e
começaram a cultivar plantas. Nesse processo, as paisa-
gens naturais foram modificadas, sendo retirada a co-
bertura vegetal original para dar lugar às plantas
cultivadas. Ao mesmo tempo, começou-se a domesticar
animais, entre estes, os gatos. Estudos paleontológicos
recentes mostraram que os felinos se aproximavam
atraídos por roedores, entre estes, os ratos, que por sua
vez eram atraídos pelos grãos que eram colhidos e
armazenados.
Aponte o gráfico que melhor representa o fluxo de energia
da interação entre grãos, ratos e gatos.
Resolução
O fluxo energético é unidirecional, iniciando-se com os
produtores (plantas autótrofas) e daí passando para os
consumidores primários (ratos) e destes para os
consumidores secundários (gatos). A quantidade de
energia é sempre maior nos produtores e diminui
progressivamente para os consumidores.
ENEM/2013 – 33
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 33
72 DD
As plantas verdes são capazes de aproveitar o nitrogênio
inorgânico, ou seja, são autotróficas não só em relação ao
carbono, mas também em relação ao nitrogênio.
Quando se fala que as plantas são autotróficas em relação
ao nitrogênio inorgânico, pode-se dizer que no seu
metabolismo utilizam NO–
3 e NH4
+
para a biossíntese de:
a) carotenoides e vitamina A.
b) xantofilas e citocinina.
c) lipídios e fosfolipídios.
d) aminoácidos e proteínas.
e) aminas e celulose.
Resolução
O nitrogênio inorgânico é utilizado na síntese de ami-
noácidos e aminas, a partir dos quais produzem proteí-
nas, ácidos nucleicos e outros compostos nitrogenados.
73 DD
Francisco foi contratado para trabalhar como jardineiro em
uma residência na cidade de São Paulo. Os proprietários
do imóvel exigiram que ele mantivesse a grama sempre
irrigada e aparada a uma altura específica, o que,
dependendo da época do ano, exigiu podas mais ou
menos frequentes.
Considerando que o balanço entre taxa de fotossíntese e
taxa de respiração varia ao longo do ano em razão das
diferenças de temperatura, intensidade luminosa e
períodos de claro e escuro ao longo das 24 horas do dia,
pode-se afirmar corretamente que as podas foram
a) mais frequentes entre outubro e dezembro, período no
qual a luminosidade intensa determinou o aumento da
taxa de fotossíntese, mantendo o gramado no seu
ponto de compensação fótica.
b) mais frequentes entre dezembro e fevereiro, período
no qual o aumento da intensidade luminosa deter-
minou um aumento na taxa de respiração.
c) menos frequentes entre abril e junho, período no qual
as baixas temperaturas determinaram o aumento da
taxa de respiração e colocaram o gramado acima de
seu ponto de compensação fótica.
d) menos frequentes entre junho e agosto, período no
qual a diferença entre a taxa de fotossíntese e a taxa de
respiração tornou-se menor.
e) menos frequentes entre agosto e outubro, período no
qual os dias mais curtos em relação às noites levaram
a uma taxa de fotossíntese abaixo da taxa de res-
piração.
Resolução
As podas mais frequentes dos gramados deverão
acontecer nos períodos de maior crescimento das
plantas (primavera e verão) e serão menos frequentes
no outono e principalmente no inverno.
74 EE
Neste ano, na Região Sudeste o período chuvoso foi mui-
to intenso e muitas famílias foram vítimas das enchentes.
As chuvas provocaram erosões, desabamentos e uma
série de doenças direta ou indiretamente transmitidas pe-
las águas acumuladas em enchentes. Sobre essas
enfermidades, é correto afirmar que
a) a cólera é causada pela bactéria Vibrio cholerae
multiplicada no intestino delgado e produtora de uma
toxina que induz as células intestinais a liberarem água
e sais. Adquire-se a bactéria pela inalação de grandes
quantidades de esporos, geralmente presentes nos
solos alagados.
b) a dengue é provocada por uma bactéria que infecta o
mosquito Aedes aegypti na condição de hospedeiro
intermediário.
c) o botulismo é uma doença bastante comum na época
das chuvas em consequência da ingestão de água
contaminada. É causada por uma bactéria aeróbica que
libera esporos muito resistentes.
d) durante as chuvas, os casos de gripe aumentam muito,
pois, assim como o resfriado, a bactéria penetra pelas
vias respiratórias gerando coriza e tosse
e) a leptospirose é uma enfermidade gerada por uma
bactéria e transmitida pela urina do rato, com incidência
maior nas zonas de saneamento precário, vitimadas
por enchentes e alagamentos.
Resolução
Observemos as características das enfermidades cita-
das:
– Cólera: bactéria contida na água poluída com fezes
de indivíduos doentes.
– Dengue: provocada por vírus transmitido pelas
fêmeas do mosquito Aedes aegypti.
– Botulismo: bactéria que produz a toxina botulínica,
encontrada em alimentos contaminados.
– Gripe e resfriado: doenças viróticas.
– Leptospirose: bactéria encontrada na urina do rato.
ENEM/201334 –
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 34
75 CC
Hemácias de um animal foram colocadas em meio de
cultura em vários frascos com diferentes concentrações
das substâncias A e B, marcadas com isótopo de
hidrogênio. Dessa forma, os pesquisadores puderam
acompanhar a entrada dessas substâncias nas hemácias,
como mostra o gráfico apresentado a seguir.
Está correto o que se escreveu na alternativa:
a) As duas substâncias penetram na célula livremente,
por um mecanismo de difusão facilitada, porém a
entrada da substância A ocorre por transporte ativo,
como indica sua representação linear no gráfico.
b) A substância A entra na célula por transporte ativo,
enquanto a substância B difunde-se passivamente pela
membrana.
c) A substância A difunde-se livremente através da
membrana; já a substância B entra na célula por um
transportador que, ao se saturar, mantém constante a
velocidade de transporte através da membrana.
d) As substâncias A e B atravessam a membrana da
mesma forma, porém a substância B deixa de entrar
na célula a partir da concentração de 2 mg/mᐉ.
e) A quantidade da substância A que entra na célula é
diretamente proporcional a sua concentração no meio
extracelular, e a de B, inversamente proporcional.
Resolução
A substância A penetra livremente através da mem-
brana plasmática por simples difusão, enquanto B é
transportada por uma proteína de membrana.
As questões de números 76 a 78 baseiam-se no texto a
seguir.
A hidroxocobalamina, que faz parte do complexo B, é
usada em altas concentrações como antídoto para o
cianeto. O gás, o mesmo que já foi usado no extermínio
de judeus nos campos de concentração nazistas, é
subproduto da queima de diversos componentes usados
na indústria, como o plástico acrílico e a espuma de
poliuretano. Esta última, de acordo com os peritos que
investigam o incêndio em Santa Maria, foi usada no
isolamento acústico da boate.
Capaz de matar em poucos minutos, o cianeto bloqueia
a cadeia respiratória das células, impedindo que o oxi-
gênio chegue aos órgãos e tecidos. Quando usada logo
após a exposição, a hidroxocobalamina salva vidas.
Informações adicionais:
• O gás cianídrico é o cianeto de hidrogênio (HCN) no
estado gasoso.
• A fórmula estrutural da hidroxocobalamina é:
• A massa molar da hidroxocobalamina é aproximada-
mente igual a 1,3 x 103 g/mol e a massa molar do
cobalto é 59 g/mol.
76 CC
Entre as funções orgânicas presentes na hidroxocobala-
mina, encontram-se
a) álcool e ácido carboxílico.
b) álcool e fenol.
c) amida e álcool.
d) amida e ácido carboxílico.
e) amida e fenol.
ENEM/2013 – 35
ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 35
Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada.
Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada.
Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada.
Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada.
Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exercicio de sociologia e filosofia
Exercicio de sociologia e filosofiaExercicio de sociologia e filosofia
Exercicio de sociologia e filosofiaEstude Mais
 
Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415
Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415
Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415Laboratório de História
 
Comentarios simulado sas-enem-1o_dia_2013
Comentarios simulado sas-enem-1o_dia_2013Comentarios simulado sas-enem-1o_dia_2013
Comentarios simulado sas-enem-1o_dia_2013Isaquel Silva
 
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 09 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 09 do TomaziSlide livro Sociologia ensino médio capitulo 09 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 09 do Tomazipascoalnaib
 
Questões história simulado enem
Questões   história simulado enemQuestões   história simulado enem
Questões história simulado enemJosé Soares
 
Atividade de Reflexão 2 - Sociologia -
Atividade de Reflexão 2 - Sociologia - Atividade de Reflexão 2 - Sociologia -
Atividade de Reflexão 2 - Sociologia - Miro Santos
 
Transformações socioculturais dos inícios do século XX
Transformações socioculturais dos inícios do século XXTransformações socioculturais dos inícios do século XX
Transformações socioculturais dos inícios do século XXTeresa Maia
 
Projeto de novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Projeto de novo modelo de sociedade a ser edificado no futuroProjeto de novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Projeto de novo modelo de sociedade a ser edificado no futuroFernando Alcoforado
 
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuroNovo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuroFernando Alcoforado
 
História econômica do Brasil - historiografia BR colônia
História econômica do Brasil - historiografia BR colôniaHistória econômica do Brasil - historiografia BR colônia
História econômica do Brasil - historiografia BR colôniaFACULDADE ESPÍRITA
 
Resenha manifesto comunista
Resenha manifesto comunistaResenha manifesto comunista
Resenha manifesto comunistakapoars
 
Ciencias humanas-e-suas-tecnologias
Ciencias humanas-e-suas-tecnologiasCiencias humanas-e-suas-tecnologias
Ciencias humanas-e-suas-tecnologiasMagno Rodrigues
 
Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415
Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415
Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415Laboratório de História
 

Mais procurados (20)

Exercicio de sociologia e filosofia
Exercicio de sociologia e filosofiaExercicio de sociologia e filosofia
Exercicio de sociologia e filosofia
 
Gabarito 9º ano historia
Gabarito 9º ano historiaGabarito 9º ano historia
Gabarito 9º ano historia
 
Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415
Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415
Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415
 
Caderno diário a grande depressão 1314
Caderno diário a grande depressão 1314Caderno diário a grande depressão 1314
Caderno diário a grande depressão 1314
 
Pre seed-revisão do enem 12
Pre seed-revisão do enem 12Pre seed-revisão do enem 12
Pre seed-revisão do enem 12
 
2.4 gabarito
2.4 gabarito2.4 gabarito
2.4 gabarito
 
Comentarios simulado sas-enem-1o_dia_2013
Comentarios simulado sas-enem-1o_dia_2013Comentarios simulado sas-enem-1o_dia_2013
Comentarios simulado sas-enem-1o_dia_2013
 
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 09 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 09 do TomaziSlide livro Sociologia ensino médio capitulo 09 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 09 do Tomazi
 
Questões história simulado enem
Questões   história simulado enemQuestões   história simulado enem
Questões história simulado enem
 
é O capitalismo, estúpido
é O capitalismo, estúpidoé O capitalismo, estúpido
é O capitalismo, estúpido
 
Atividade de Reflexão 2 - Sociologia -
Atividade de Reflexão 2 - Sociologia - Atividade de Reflexão 2 - Sociologia -
Atividade de Reflexão 2 - Sociologia -
 
Transformações socioculturais dos inícios do século XX
Transformações socioculturais dos inícios do século XXTransformações socioculturais dos inícios do século XX
Transformações socioculturais dos inícios do século XX
 
Projeto de novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Projeto de novo modelo de sociedade a ser edificado no futuroProjeto de novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Projeto de novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
 
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuroNovo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
 
História econômica do Brasil - historiografia BR colônia
História econômica do Brasil - historiografia BR colôniaHistória econômica do Brasil - historiografia BR colônia
História econômica do Brasil - historiografia BR colônia
 
Resenha manifesto comunista
Resenha manifesto comunistaResenha manifesto comunista
Resenha manifesto comunista
 
Representação da multidão
Representação da multidãoRepresentação da multidão
Representação da multidão
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Ciencias humanas-e-suas-tecnologias
Ciencias humanas-e-suas-tecnologiasCiencias humanas-e-suas-tecnologias
Ciencias humanas-e-suas-tecnologias
 
Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415
Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415
Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415
 

Semelhante a Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada.

historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdfhistoria_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdfRAFAELASCARI1
 
Exercício Revolucao Francesa e Era Napoleânica.docx
Exercício Revolucao Francesa e Era Napoleânica.docxExercício Revolucao Francesa e Era Napoleânica.docx
Exercício Revolucao Francesa e Era Napoleânica.docxRAFAELASCARI1
 
Exercícios - história
Exercícios - históriaExercícios - história
Exercícios - históriaIsabella Silva
 
Grab is hist ria noturno - pronta
Grab is hist ria noturno - prontaGrab is hist ria noturno - pronta
Grab is hist ria noturno - prontacesec
 
O futuro precário do estado-nação - 2
O futuro precário do estado-nação - 2O futuro precário do estado-nação - 2
O futuro precário do estado-nação - 2GRAZIA TANTA
 
O caráter popular das Revoluções e o sentido da liberdade
O caráter popular das Revoluções e o sentido da liberdadeO caráter popular das Revoluções e o sentido da liberdade
O caráter popular das Revoluções e o sentido da liberdadeEmerson Mathias
 
atividades para 2 ano IV bimestre 3.docx
atividades para 2 ano IV bimestre 3.docxatividades para 2 ano IV bimestre 3.docx
atividades para 2 ano IV bimestre 3.docxWesley Santos
 
Questoes rev francesa
Questoes rev francesaQuestoes rev francesa
Questoes rev francesaCarolinaJusto
 
HISTÓRIA_EM_2ªSérie_slides_Aula_29.pptx
HISTÓRIA_EM_2ªSérie_slides_Aula_29.pptxHISTÓRIA_EM_2ªSérie_slides_Aula_29.pptx
HISTÓRIA_EM_2ªSérie_slides_Aula_29.pptxJosySilva868546
 
12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdf
12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdf12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdf
12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdfRAFAELASCARI1
 
Simulado Ciências Humanas Enem
Simulado Ciências Humanas EnemSimulado Ciências Humanas Enem
Simulado Ciências Humanas EnemMiro Santos
 
Historia exercicios idade_moderna_absolutismo
Historia exercicios idade_moderna_absolutismoHistoria exercicios idade_moderna_absolutismo
Historia exercicios idade_moderna_absolutismoCesar Silva
 

Semelhante a Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada. (20)

historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdfhistoria_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
 
Exercício Revolucao Francesa e Era Napoleânica.docx
Exercício Revolucao Francesa e Era Napoleânica.docxExercício Revolucao Francesa e Era Napoleânica.docx
Exercício Revolucao Francesa e Era Napoleânica.docx
 
Prova 8ºa 1º bi
Prova 8ºa   1º biProva 8ºa   1º bi
Prova 8ºa 1º bi
 
Charge capitalismo
Charge capitalismoCharge capitalismo
Charge capitalismo
 
Exercícios - história
Exercícios - históriaExercícios - história
Exercícios - história
 
Grab is hist ria noturno - pronta
Grab is hist ria noturno - prontaGrab is hist ria noturno - pronta
Grab is hist ria noturno - pronta
 
O futuro precário do estado-nação - 2
O futuro precário do estado-nação - 2O futuro precário do estado-nação - 2
O futuro precário do estado-nação - 2
 
O caráter popular das Revoluções e o sentido da liberdade
O caráter popular das Revoluções e o sentido da liberdadeO caráter popular das Revoluções e o sentido da liberdade
O caráter popular das Revoluções e o sentido da liberdade
 
Revisão 2º ano: 1ºbimestre
Revisão 2º ano: 1ºbimestreRevisão 2º ano: 1ºbimestre
Revisão 2º ano: 1ºbimestre
 
atividades para 2 ano IV bimestre 3.docx
atividades para 2 ano IV bimestre 3.docxatividades para 2 ano IV bimestre 3.docx
atividades para 2 ano IV bimestre 3.docx
 
2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito
 
Questoes rev francesa
Questoes rev francesaQuestoes rev francesa
Questoes rev francesa
 
HISTÓRIA_EM_2ªSérie_slides_Aula_29.pptx
HISTÓRIA_EM_2ªSérie_slides_Aula_29.pptxHISTÓRIA_EM_2ªSérie_slides_Aula_29.pptx
HISTÓRIA_EM_2ªSérie_slides_Aula_29.pptx
 
12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdf
12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdf12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdf
12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdf
 
Simulado Ciências Humanas Enem
Simulado Ciências Humanas EnemSimulado Ciências Humanas Enem
Simulado Ciências Humanas Enem
 
Simulado
SimuladoSimulado
Simulado
 
1ª fase UERJ - 97
1ª  fase UERJ - 971ª  fase UERJ - 97
1ª fase UERJ - 97
 
Historia volume-3
Historia volume-3Historia volume-3
Historia volume-3
 
Historia exercicios idade_moderna_absolutismo
Historia exercicios idade_moderna_absolutismoHistoria exercicios idade_moderna_absolutismo
Historia exercicios idade_moderna_absolutismo
 
Revolução francesa 2016
Revolução francesa 2016Revolução francesa 2016
Revolução francesa 2016
 

Último

Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docxSílvia Carneiro
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 

Último (20)

Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 

Simulado ENEM(2013) da Objetivo com resolução comentada.

  • 3. 1 EE O post acima, retirado do Facebook, diz respeito às re- centes manifestações (2013) pela redução das tarifas de transportes públicos. Mas também faz referência a um importante fato que deu um novo rumo à história mun- dial. Estamos nos referindo a) ao Período do Terror, caracterizado pela intensa perse- guição aos “inimigos da Revolução”, identificados como tais pelo governo jacobino. b) ao Grande Medo, revolta dos camponeses contra a aristocracia francesa, que ainda os submetia ao regime de servidão herdado do feudalismo. c) ao final do processo revolucionário em que a burguesia, a despeito da oposição popular, eliminou os privilégios da nobreza e do clero. d) ao Período Napoleônico, marcado pela legitimação, no Código Civil, das reivindicações do campesinato refe- rentes à reforma agrária. e) à Tomada da Bastilha, marco da adesão popular ao movimento revolucionário iniciado pelo Terceiro Estado na Assembleia Nacional Constituinte. Resolução O post combina reivindicações do movimento de 2013 com a Tomada da Bastilha (identificada no desenho como uma construção medieval, para a qual converge a multidão), que consagrou a adesão do povo parisiense ao processo revolucionário desen- cadeado pelos deputados do Terceiro Estado na Assembleia Nacional Constituinte de 1789. Trata-se contudo de uma comparação absolutamente despro- porcional entre os dois eventos – como aliás é reconhecido pelo próprio enunciado, ao enfatizar a relevância histórica da Revolução Francesa. 2 DD Os excertos a seguir foram extraídos da coletânea de 100 Textos de História Antiga, organizada por Jaime Pinsky (1980). “Eu sou o rei que transcende entre os reis. Minhas palavras são escolhidas, Minha inteligência não tem rival.” (Hamurábi, 1792-1750 a.C., Autopanegírico) “O fundamento do regime democrático é a liberdade. Uma característica da liberdade é governar e ser governado por turno. Outra é viver como se quer, pois dizem que isto é resultado da liberdade, já que é próprio do escravo viver como não quer.” (Aristóteles, 384-322 a.C., Política) A leitura dos textos permite-nos afirmar que a) os fundamentos do poder político eram os mesmos para Hamurábi e Aristóteles. b) a democracia, segundo Aristóteles, impunha o abandono do sistema escravista. c) Hamurábi considerava que o governante deveria ser escolhido entre os mais sábios. d) expressam diferentes concepções sobre as relações entre governantes e governados. e) a dinastia esclarecida, com doses de despotismo e liberdade, era defendida por ambos. Resolução O texto de Hamurábi, rei do I Império Babilônico, evidencia uma monarquia teocrática absoluta, na qual a vontade do governante deve sempre prevalecer. Já o texto de Aristóteles associa a prática da democracia ao exercício da liberdade, contrastando-o com a condição dos escravos. ENEM/2013 – 3 Ciências Humanas e suas Tecnologias Questões de 1 a 45 ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 3
  • 4. 3 BB “As mães, as filhas, as irmãs dos representantes da Nação pedem para ser constituídas em Assembleia Nacional. Considerando que a ignorância, o esquecimento ou o menosprezo dos direitos da mulher são as únicas causas das desgraças públicas e da corrupção do governo, resolvemos expor, em uma declaração solene, os direitos naturais, inalteráveis e sagrados da mulher. Em consequência, o sexo superior em beleza, como em coragem nos sofrimentos maternais, reconhece e de- clara, em presença e sob os auspícios do Ser Supremo, os seguintes direitos da mulher e da cidadã: Art. 1.o – A mulher nasce livre e permanece igual ao homem em direitos. As distinções sociais não podem ser fundadas senão sobre a utilidade comum. Art. 2.o – A finalidade de toda associação política é a conservação dos direitos naturais e imprescritíveis da mulher e do homem. Estes direitos são: a liberdade, a prosperidade, a segurança e, sobretudo, a resistência à opressão.” (Declaração dos Direitos da Mulher e da Cidadã. 1791. Adaptado.) Este documento foi encaminhado à Assembleia Nacional, durante a Revolução Francesa, pela escritora Olympe de Gouges. A autora sugeria uma Declaração de Direitos da Mulher e da Cidadã que se igualasse à Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, aprovada em 1789. A proposta expressava a) o reconhecimento da fragilidade feminina, devendo a Constituição Francesa garantir ações legais e afir- mativas que visassem reparar séculos de opressão sobre a mulher. b) a participação das mulheres no processo revolucionário e a reivindicação de ampliação de seus direitos de cida- dania, com o intuito de abolir as diferenças de gênero na França. c) a disputa política entre jacobinos e girondinos, uma vez que os últimos defendiam uma radicalização cada vez maior das conquistas sociais no processo revolucio- nário. d) o descontentamento das mulheres francesas com a desigualdade de gênero que as leis de então asse- guravam tanto ao Terceiro Estado como à aristocracia. e) uma tendência recorrente no século XVIII, fortemente influenciada pelo liberalismo dos pensadores ilumi- nistas, acerca do direito das mulheres à igualdade em relação aos homens. Resolução Embora seja inegável a importância da Revolução Francesa para o progresso dos direitos e liberdades individuais, a modernização que ela veio proporcionar manteve a tradicional supremacia do homem sobre a mulher. 4 BB I'm a Good Old Rebel “Oh, eu sou um bom e velho rebelde, Agora isso é só o que eu sou. Não dou a mínima Para esta terra justa da liberdade. Estou contente por ter lutado contra ela, Eu só gostaria que tivéssemos vencido. E eu não quero nenhum perdão Para qualquer coisa que eu fiz. Eu odeio a nação ianque E tudo o que fazem. Eu também odeio a Declaração da Independência, Eu odeio a União Gloriosa. E eu odeio sua bandeira listrada, Pingando com o nosso sangue. Eu não vou ser reconstruído; Estou melhor agora do que eles estão.” (Major James Innes Randolph) Este poema foi composto por um veterano de uma importante guerra do século XIX, a qual deu novos rumos ao país onde foi travada. Estamos nos referindo à a) Guerra Mexicano-Americana, na qual os Estados Unidos, em sua “Marcha para Oeste”, tomaram do México um imenso território, o que gerou entre os vencidos enorme ressentimento. b) Guerra de Secessão, ocorrida nos Estados Unidos, a qual envolveu, de um lado, o Norte industrial, abolicio- nista e protecionista e, de outro, o Sul agrário, escravista e livre-cambista. c) Guerra Hispano-Americana, ao término da qual os Estados Unidos se apoderaram de Cuba; irrompeu então na Ilha um levante contra os norte-americanos, o qual resultou na saída dos ocupantes. d) Guerra de Independência dos Estados Unidos, na qual os sulistas apoiaram a continuidade da dominação britânica sobre as Treze Colônias, o que os indispôs irremediavelmente com os nortistas. e) Guerra Civil Norte-Americana, travada de forma intermi- tente durante todo o século XIX, a qual se concluiu com a derrota dos nativos que defendiam suas terras contra os brancos. ENEM/20134 – ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 4
  • 5. Resolução Embora a causa principal da Guerra de Secessão (1861-65) tenha sido a questão escravista, diversos outros fatores contribuíram para o antagonismo entre os estados do Norte e os do Sul. Entre eles, podemos citar a economia industrial e protecionista dos nortis- tas, oposta à estrutura agroexportadora e livre-cambista do Sul. A derrota no conflito gerou grande amargura entre muitos sulistas, como bem expressam os versos transcritos. 5 BB “A motivação mais profunda do naturalismo foi a experiência política da geração de 1848: o fracasso da revolução, a repressão e a ascensão de Luís Napoleão constituíram uma torva experiência que obrigou os escritores à concentração nos fatos, ao enfrentamento da realidade, à rigorosa objetividade no plano artístico e, no plano ético, à solidariedade social e ao ativismo político.” (Franklin de Oliveira, Literatura e civilização. Rio de Janeiro: Difel/INL, 1978, p. 74.) O século XIX, no qual está inserida a geração a que o texto se refere, teve como um de seus eixos a a) luta pela abolição de resquícios feudais e pelo fortalecimento do capitalismo em formação. b) luta pela igualdade, pela ampliação dos direitos de cidadania e pela sociedade democrática. c) descoberta da liberdade como valor fundamental da sociedade liberal e dos ideais absolutistas. d) transformação do Estado em importante agente econômico, com prática da política mercantilista. e) vitória das revoluções socialistas e a ampliação do confronto entre o capitalismo e o comunismo. Resolução A questão apresenta uma interpretação esquerdista acerca das tendências sociopolíticas dominantes no século XIX, pois atribui esse papel às ideias socia- listas. Embora seja inegável a importância do socia- lismo no contexto do século XIX, devemos lembrar que essa ideologia não conseguiu derrubar a hege- monia do liberalismo burguês capitalista, o qual somente seria posto em xeque pela Revolução Russa e pelas consequências da Primeira Guerra Mundial, já no século XX. 6 AA A Primeira Guerra Mundial (1914-18) foi responsável por várias mudanças sociopolíticas que redefiniram o mundo de então. Sobre esse contexto, assinale a alternativa correta. a) A Rússia, potência diretamente envolvida no conflito, passou por um processo revolucionário que a levou à adoção do socialismo. b) O Império Austro-Húngaro, apesar de derrotado e de perder muitos territórios, conseguiu preservar sua tradicional monarquia dual. c) O Tratado de Versalhes, imposto pelos vencedores à principal potência vencida, respeitou a integridade territorial da Alemanha. d) O Império Otomano, que combateu ao lado dos Impé- rios Centrais, perdeu seus territórios na Europa, mas conservou os países árabes. e) A Grã-Bretanha, como principal vencedora, emergiu do conflito na condição de maior potência econômica e militar do planeta. Resolução Embora já existisse na Rússia os fatores potenciais para a eclosão de uma revolução – não necessaria- mente socialista –, o envolvimento do país na Primeira Guerra Mundial e as gravíssimas derrotas sofridas atuaram como catalisador do processo, cujo desfecho seria a implantação do primeiro Estado socialista da História. 7 EE “Os judeus eram obrigados a usar uma estrela amarela, tinham que entregar suas bicicletas, ficavam proibidos de andar de bonde e de dirigir automóveis. Podiam fazer compras apenas das três às cinco horas, e em casas que tivessem placa dizendo ‘casa israelita’. Os judeus deviam recolher-se às oito da noite, estando proibidos de ir a teatros, cinemas e outros lugares de diversão.” (Anne Frank, Diário de uma jovem. São Paulo: Editora Mérito S. A., 1958, p. 14, 3 .a edição.) Esse trecho, extraído do diário de uma adolescente judia na Holanda ocupada pelos nazistas, a qual morreria no campo de Auschwitz em 1945, revela a) aspectos secundários da Segunda Guerra Mundial, que se tornam irrelevantes quando confrontados com as dimensões daquela conflagração. b) situações recorrentes em todos os países da Europa que contavam com uma minoria judaica significativa nos planos econômico, social e cultural. c) a preocupação dos alemães com a possibilidade de os judeus virem a assumir o controle da vida política, econômica e cultural, em detrimento dos arianos. d) elementos importantes para o entendimento do que foi a política do apartheid, praticada contra os judeus após a Segunda Guerra Mundial. e) a importância desse registro para se compreenderem as práticas antissemitas adotadas pelos nazistas nos países ocupados por eles. ENEM/2013 – 5 ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 5
  • 6. Resolução Quando a Holanda foi ocupada pelo alemães na Segunda Guerra Mundial, em 1940, a família de Anne Frank permaneceu escondida na residência de amigos não judeus, onde ficou até 1944 – período em que Anne escreveu seu diário. Denunciados e presos, os Frank foram deportados para o campo de extermínio de Auschwitz, onde Anne morreu de tifo. O trecho transcrito descreve as medidas antissemitas postas em prática pelos nazistas no início da ocupação da Holanda, antes que começasse o Holocausto, e sua descrição constitui um importante registro sobre um aspecto significativo do conflito de 1939-45. 8 CC Desembarque na Normandia – Barsa Consultoria Editorial Ltda. A foto mostra o desembarque de tropas nas praias da Normandia (França), em 6 de junho de 1944 – o “Dia D”. Sobre esse episódio da Segunda Guerra Mundial, assinale a alternativa correta. a) O desembarque na Normandia foi malsucedido, pois os aliados não conseguiram evitar que a França caísse em poder das forças nazistas. b) O desembarque na Normandia foi uma operação militar desencadeada pelos alemães dentro da tática conhecida como Blitzkrieg. c) O objetivo das forças anglo-americanas que desembar- caram na Normandia era iniciar a libertação da França, então ocupada pelos alemães. d) Ao desembarcarem na Normandia os anglo-ameri- canos esperavam chegar a Berlim antes dos soviéticos, que avançavam a partir do leste. e) O “Dia D” foi a primeira operação anfíbia bem-sucedida da Segunda Guerra Mundial, servindo de modelo para ações semelhantes dos americanos no Pacífico. Resolução O “Dia D”, que envolveu forças norte-americanas, britânicas, canadenses e uma unidade francesa, tinha como objetivos libertar a França da dominação nazista e abrir uma nova frente de batalha contra os alemães (já empenhados em combater na Itália e no Leste Europeu), de modo a acelerar a conclusão da guerra na Europa. 9 DD (Quino) A charge está relacionada com a) a prática dos regimes totalitários em reprimir quaisquer manifestações oposicionistas, o que não acontece em outras estruturas políticas. b) a utilização da repressão policial, nos regimes demo- cráticos atuais, contra qualquer tipo de manifestação de massa. c) uma referência ao passado ditatorial dos países latino-americanos, sem relação com a realidade atual, baseada na democracia. d) o emprego da força pelo Estado como meio de reprimir formulações políticas que se oponham ao establishment. e) a redemocratização da América Latina, num contexto em que a repressão do Estado se volta para o combate ao crime organizado. Resolução De forma geral, o Estado, enquanto instituição, independentemente de sua ideologia, utiliza suas forças repressivas com o objetivo de controlar e mesmo calar a oposição às suas políticas. 10 EE Quando foi criada, a expressão “Terceiro Mundo” vinculava-se à a) situação dos países africanos após a independência, envolvidos em graves problemas estruturais e conjunturais. ENEM/20136 – ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 6
  • 7. b) divisão internacional do trabalho, surgida com a Revo- lução Industrial, entre áreas periféricas e centros dinâ- micos do capitalismo. c) descolonização que antecedeu a Segunda Guerra Mundial, dando origem, na ONU, a um bloco neu- tralista. d) política financeira do FMI, voltada para propiciar ajuda financeira aos países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento. e) Guerra Fria, pois designava os países não alinhados com nenhuma das duas superpotências então em confronto. Resolução A expressão “Terceiro Mundo” surgiu em 1955, com a realização da Conferência de Bandug (Indonésia), que reuniu países afro-asiáticos recém-descoloniza- dos. Adotando uma posição neutralista ou “não alinhada”, os participantes decidiram manter-se equi- distantes do Primeiro Mundo (bloco de países ca- pitalistas liderados pelos Estados Unidos) e do Segundo (bloco de países socialistas liderados pela URSS). Esse conceito de Terceiro Mundo, eminen- temente político, passou mais tarde a ter conotação socioeconômica, aplicando-se aos Estados capitalis- tas subdesenvolvidos ou em vias de desenvol- vimento. 11 EE (Letícia Oliveira, Alexandre Alves. Conexões com a História. São Paulo: Moderna, 2010. Vol. 3, p. 311.) Com base na tira e na análise do impacto das novas tecnologias nas sociedades contemporâneas, é possível inferir que a) o censo de urgência do homem contemporâneo, insti- gado pelo progresso da tecnologia, tem contribuído para formar sociedades mais solidárias. b) a diminuição das horas de trabalho, propiciada por uma tecnologia avançada, tem induzido os trabalhadores a se aperfeiçoarem intelectualmente. c) os espaços urbanos evoluíram, permitindo à sociedade que neles habita conviver harmoniosamente com os ritmos do corpo e da Natureza. d) o consumismo, decorrente da oferta crescente de produtos tecnologicamente avançados, tornou o ser humano mais introspectivo. e) o tempo histórico acelerou-se em função de mudanças econômicas, sociais e culturais que se sucedem de forma cada vez mais rápida. Resolução A tira aponta os efeitos da tecnologia na vida das pessoas, mostrando que as urgências e exigências se ampliaram, requerendo o desenvolvimento de novas habilidades e elevando o nível de estresse. Pela óptica do cartunista, a melhoria da qualidade de vida pro- porcionada pelas novas técnicas não passa de uma falácia. 12 CC As guerras continuam presentes e frequentes no mundo contemporâneo. O etnocentrismo resiste e o fanatismo separa comunidades e culturas, provocando tensões. A partir de 2011, em certos países do Oriente Médio, a) ditaduras tradicionais foram derrubadas e substituídas por práticas democráticas, atualmente em vias de consolidação. b) a intervenção militar da União Europeia levou à rápida queda de ditaduras aparentemente inabaláveis, na Líbia e no Egito. c) acirrou-se a luta contra o autoritarismo dos governos, dando origem a sonhos de liberdade ainda não concretizados. d) o fundamentalismo islâmico, principal sustentáculo das ditaduras da região, perdeu influência quando elas foram depostas. e) o esgotamento das ditaduras locais fez com que elas caíssem sem resistência diante das forças oposicionistas. Resolução A questão faz referência ao que se convencionou chamar de “Primavera Árabe” – movimentos contrá- rios a ditaduras enraizadas na região e aparentemen- te direcionados para a busca de liberdade política. Ocorridos na Tunísia, Egito, Iêmen, Líbia e atualmente em curso na Síria, tais movimentos ainda não con- ENEM/2013 – 7 ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 14:16 Página 7
  • 8. firmaram as expectativas de que os regimes depostos seriam substituídos por estruturas verdadeiramente democráticas. 13 AA “A Pré-História do Brasil compreende uma crescente diversificação linguística, cultural e étnica, que acom- panhou o crescimento demográfico dos primeiros grupos chegados à região, constituídos de poucas pessoas, mas que dariam origem aos milhões de habitantes existentes na época da chegada da frota de Cabral. Esse processo não foi único, mas incluiu muitos outros, distintos em suas continuidades e descontinuidades, tantas quantas foram as etnias formadas nesses longos milhares de anos de presença humana nas Américas.” (Pedro Paulo Funari; Francisco Silva Noeli. Pré-História do Brasil, 2002. Adaptado) Considerando o texto, é correto afirmar que a) as populações indígenas brasileiras, pela perspectiva linguística, étnica e cultural, diversificaram-se formando sociedades distintas. b) uma única leva migratória humana chegou à América há milhares de anos e dela descendem as populações indígenas brasileiras atuais. c) a concepção dos autores em relação à Pré-História do Brasil sustenta-se na ideia da construção de uma experiência evolutiva linear. d) os autores descrevem o processo pré-histórico dos indígenas brasileiros como uma trajetória fundada na ideia de progresso cultural crescente. e) as populações indígenas, na época da chegada de Cabral, encontravam-se em um estágio evolutivo comparável à Pré-História Europeia. Resolução De acordo com os autores, a diversidade linguística, étnica e cultural das populações indígenas brasileiras, à época do Descobrimento, resultou de um processo desenvolvido a partir da chegada dos primeiros grupos humanos à região. 14 EE “Desde os primórdios da colonização portuguesa, o desenvolvimento da escravidão indígena, entendida como instituição minimamente estável, foi limitado por diversos obstáculos.” (J. Monteiro, Negros da terra: índios e bandeirantes nas origens de São Paulo. São Paulo: Companhia das Letras,1994. p. 130. Adaptado.) Assinale a alternativa que apresenta um desses obstáculos enfrentados pelos portugueses para implantar a escravidão indígena na colônia. a) A baixa produtividade do trabalho indígena. b) A não adaptação dos índios ao sedentarismo da agri- cultura. c) A preguiça do índio, que o incapacitava para o trabalho. d) A proteção dispensada aos índios pelos bandeirantes. e) A resistência dos próprios índios à escravização. Resolução A resistência dos índios à escravização que os colonos tentavam lhes impor foi maior entre os “bugres” (silvícolas ainda em estado de selvageria) do que entre os nativos já catequizados, embora estes últimos tenham resistido aos bandeirantes na região dos Sete Povos das Missões. 15 CC “Na primeira carta, disse a V. Revma. a grande perse- guição que padecem os índios, pela cobiça dos portugue- ses em os cativarem. Nada há de dizer de novo, senão que ainda continua a mesma cobiça e perseguição, a qual cresceu ainda mais. No ano de 1649, partiram os mora- dores de São Paulo para o sertão, em demanda de uma nação de índios distantes daquela capitania muitas léguas pela terra adentro, com a intenção de os arrancarem de suas terras e os trazerem às de São Paulo, e aí se servirem deles como costumam.” (Pe. Antônio Vieira, Carta ao padre provincial, 1653. Maranhão.) Esse documento do Padre Antônio Vieira revela a) que tanto o Padre Vieira como os demais jesuítas eram contrários à escravização dos indígenas e dos africanos, posição que provocou conflitos constantes com o governo português. b) um dos momentos cruciais da crise entre o governo português e a Companhia de Jesus, que culminou com a expulsão dos jesuítas de Portugal e de todas as suas colônias. c) que o ponto fundamental dos confrontos entre os padres jesuítas e os colonos referia-se à escravização dos indígenas e, em especial, à forma de atuar dos bandeirantes. d) um episódio isolado da ação do Padre Vieira na luta contra a escravização indígena no estado do Maranhão, no qual se recorria à atuação dos bandeirantes para capturar os nativos. e) que os padres jesuítas, em sua oposição à ação dos colonos paulistas, contavam com o apoio do governo português na luta contra a escravização dos indígenas. ENEM/20138 – ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 8
  • 9. Resolução Os jesuítas não se opuseram à escravização de africanos, embora criticassem a forma como os cativos eram tratados; mas sempre foram contrários à utilização de índios como escravos, o que gerou numerosos atritos entre a Companhia de Jesus e os colonos. 16 CC “Os africanos não escravizavam africanos, nem se reconheciam então como africanos. Eles se viam como membros de uma aldeia, de um conjunto de aldeias, de um reino e de um grupo que falava a mesma língua, tinha os mesmos costumes e adorava os mesmos deuses. Quando um chefe entregava a um navio europeu um grupo de cativos, não estava vendendo africanos nem negros, mas uma gente que, por ser considerada por ele inimiga e bárbara, podia ser escravizada. (…) O comércio transoceânico fazia parte de um processo de integração econômica do Atlântico, que envolvia a produção e a comercialização, em grande escala, de açúcar, algodão, tabaco, café e outros bens tropicais, um processo no qual a Europa entrava com o capital, as Américas com a terra e a África com o trabalho, isto é, com a mão de obra cativa.” (Alberto da Costa e Silva, A África explicada aos meus filhos, 2008. Adaptado.) Ao caracterizar a escravidão na África e a venda de escravos por africanos para europeus, nos séculos XVI a XIX, o texto a) reconhece que a escravidão era uma instituição presente em todo o planeta e que a diferenciação entre homens livres e escravos era definida pelas caracte- rísticas raciais dos indivíduos. b) critica a interferência europeia nas disputas internas do continente africano e evidencia a rejeição do comércio escravagista pelos líderes dos reinos e aldeias então existentes na África. c) analisa o tráfico negreiro a partir da constatação da heterogeneidade do continente africano e de suas populações, tornando a escravização de nativos por outros nativos culturalmente explicável. d) afirma que a presença europeia na África e na América provocou profundas mudanças nas relações entre os povos nativos desses continentes, permitindo maior integração e colaboração entre eles. e) considera que os únicos responsáveis pela escravi- zação de africanos foram os próprios africanos, que aproveitaram as disputas tribais para obter ganhos, vendendo seus compatriotas. Resolução O autor demonstra que as diferenças etnoculturais entre os africanos constituíam grandes barreiras à integração entre eles, o que tornava a escravização de uns pelos outros uma prática culturalmente aceitável, já que não havia identificação entre captores e capturados. 17 AA “Praticada em 150 países por, como arriscam alguns, mais de 10 milhões de pessoas, a forma de luta desenvolvida pelos escravos brasileiros vai, enfim, receber do Estado uma ‘reparação histórica’, segundo o Ministério da Cultura. O governo já iniciou as conversa- ções para montar um projeto de resgate, estudo e dimensionamento da capoeira, iniciativa que pode cul- minar em um pedido para que a luta seja considerada ‘patrimônio cultural da Humanidade’.” (Revista Nossa História, out. 2004, n.o 12, p. 08. Adaptado.) A partir das informações acima sobre a capoeira, podemos afirmar que a) constitui uma manifestação cultural do passado que ganha reconhecimento no presente. b) há muito deixou de ser praticada, apesar do seu valor como patrimônio histórico. c) já foi uma forma de resistência dos escravos, atual- mente olvidada pelas autoridades. d) atualmente é pouco valorizada pela população, pois está associada à ideia de marginalidade. e) a capoeira permanece ainda hoje restrita ao nicho cultural dos afrodescendentes. Resolução A capoeira, desenvolvida pelos escravos como uma forma de luta sem armas, veio a constituir um importante elemento de resistência contra a escravidão. Após a Abolição, a prática da capoeira foi criminalizada, o que contribuiu para sua marginali- zação. Nas últimas décadas, porém, foi resgatada como significativa manifestação cultural afro-bra- sileira. 18 DD “Próximo da igreja dedicada a São Gonçalo, nos deparamos com uma impressionante multidão que dançava ao som de suas violas. Tão logo viram o vice-rei, cercaram-no e o obrigaram a dançar e pular, exercício violento e pouco apropriado tanto para sua idade quanto posição. Tivemos nós mesmos que entrar na dança, por bem ou por mal, e não deixou de ser interessante ver ENEM/2013 – 9 ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 9
  • 10. numa igreja padres, mulheres, frades, cavalheiros e escravos a dançar e pular misturados, e a gritar a plenos pulmões ‘Viva São Gonçalo do Amarante!’.” (Le Gentil Barbinais, Noveau voyage autour du monde. Apud J. R Tinhorão, As festas no Brasil Colonial. São Paulo: Ed. 34, 2000. Adaptado.) O viajante francês, ao descrever suas impressões sobre uma festa ocorrida em Salvador, em 1717, demonstra dificuldade em entendê-la, porque, como outras manifestações religiosas do Período Colonial, ela a) obedecia aos preceitos advindos da hierarquia católica romana. b) mostrava a submissão do povo à autoridade constituída. c) denotava o pertencimento dos padres às camadas populares. d) evidenciava um sentido comunitário de partilha da devoção. e) acentuava as diferenças sociais entre escravos e senhores. Resolução O texto demonstra que as distinções sociais, muito presentes na sociedade escravista colonial, podiam diluir-se em situações específicas, como as festivida- des religiosas. 19 CC “São verdades incontestáveis para nós que todos os homens nascem iguais; que o Criador lhes conferiu certos direitos inalienáveis, entre os quais o direito à vida, à liberdade e à busca da felicidade; que, para assegurar esses direitos, se constituíram entre os homens governos cujos poderes emanam do consentimento dos governa- dos; que, sempre que qualquer forma de governo tenda a destruir esses fins, assiste ao povo o direito de mudá-la ou aboli-la, instituindo um novo governo cujos princípios básicos e organização de poderes obedeçam às normas que lhes pareçam mais próprias para promover a segurança e a felicidade gerais.” (Declaração de Independência dos Estados Unidos da América, 1776.) De acordo com o texto, a) a forma de governo estabelecida pelo povo deve ser preservada a qualquer preço, inclusive pela força. b) o reconhecimento dos direitos naturais independe da forma, dos princípios e da organização do governo. c) cabe ao povo determinar as regras sob as quais será governado, podendo derrubar quem as desres- peitarem. d) todos os homens têm direitos e deveres, os quais podem variar de acordo com a origem social de cada um. e) os governantes eleitos pelo povo podem modificar as regras sob as quais ele deva ser dirigido. Resolução A Declaração de Independência dos Estados Unidos, redigida por Thomas Jefferson, consagrou princípios políticos defendidos pelos filósofos iluministas. O trecho transcrito destaca a igualdade jurídica entre os homens, a ideia de contrato entre o Estado (governo) e os cidadãos, a representatividade dos governantes eleitos pelos cidadãos e o direito de rebelião contra um governo opressor. 20 BB “Todo o trabalho é realizado pelos pretos; toda a riqueza é adquirida por mãos negras, porque o brasileiro não trabalha e, quando é pobre, prefere viver como parasita em casa dos parentes ou de amigos ricos, em vez de procurar ocupação honesta.” (Ina von Binzer, Alegrias e tristezas de uma educadora alemã no Brasil, 1887.) Segundo a visão da educadora alemã, a sociedade brasileira, no final do século XIX, caracterizava-se pela a) grande generosidade dos brasileiros brancos ricos, que protegiam os mais pobres de sua própria raça. b) desqualificação das atividades manuais e braçais, consideradas contrárias ao próprio conceito de liberdade. c) desigualdade social e econômica, ainda que houvesse mecanismos institucionais de distribuição de renda. d) predominância de famílias com poucos membros, ainda que procurassem conservar seu caráter patriarcal. e) presença do trabalho assalariado ao lado do escra- vismo, o que favorecia a redução das distinções sociais. Resolução A autora viveu no Brasil de 1881 a 1884, como preceptora dos filhos de um fazendeiro de café fluminense, quando a escravidão já estava declinante na maior parte do País, mas não no Rio de Janeiro. Suas observações destacam traços culturais da sociedade brasileira que se prolongariam para além da abolição da escravatura. ENEM/201310 – ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 14:16 Página 10
  • 11. ENEM/2013 – 11 21 BB “A cafeicultura alcançou a província de São Paulo, adentrando a região do Vale do Paraíba paulista. Cidades como Bananal e Areias tornaram-se, após a década de 1850, as mais ricas vilas da província. Na Fazenda Resgate (em Bananal), cuja sede está preservada ainda hoje, havia 21 quartos, dos quais 5 eram alcovas onde as moças dormiam vigiadas pelos pais. Sua sala de visitas era adornada em estilo rococó. Pertencente ao barão de Aguiar Vallim, a Resgate chegou a colher 1% do café produzido no País.” (Angela Pimenta, “Pá na memória”. Revista Veja, 24/04/1996, edição 1441, p. 122-125. Adaptado.) Com base no texto e em outros conhecimentos sobre o assunto, analise as afirmações a seguir. I. A Fazenda Resgate é um patrimônio histórico representativo do período em que a cafeicultura constituía a grande riqueza da região. II. A decadência da Fazenda Resgate relaciona-se com o descaso do poder público com o patrimônio cultural nacional. III. Localizada no Vale do Paraíba, a Fazenda Resgate e seu proprietário podem ser considerados símbolos da elite agrária do Brasil Império. IV. Sem a produção cafeeira da Fazenda Resgate, a economia brasileira do Segundo Reinado teria entrado em colapso. Assinale a alternativa correta. a) Apenas as afirmações I e II são corretas. b) Apenas as afirmações I e III são corretas. c) Apenas as afirmações I e IV são corretas. d) Apenas as afirmações II e III são corretas. e) Apenas as afirmações III e IV são corretas. Resolução A afirmação II é falsa porque a Fazenda Resgate encontra-se preservada, se bem que tal resultado se deva aos cuidados de seus proprietários, e não à intervenção do Estado. A afirmação IV é falsa por ser obviamente exagerada. 22 DD (Angelo Agostini. In: Carlos Eugênio Marcondes de Moura, A travessia da Calunga Grande. São Paulo: Edusp, 2000, p. 596.) O dia 7 de setembro é uma das datas mais importantes da História Brasileira, pois comemora a Independência do Brasil. Na charge publicada pelo ilustrador e jornalista Angelo Agostini, no século XIX, em alusão à celebração da Independência, o autor a) exalta a fraternidade racial dos brasileiros durante o Império. b) ressalta a proteção dispensada pelo Estado Imperial a indígenas e africanos. c) menospreza o papel de indígenas e africanos na forma- ção da Nação. d) refere-se aos limites dessa libertação para escravos e indígenas. e) exalta a proteção dada pelo governo imperial aos indígenas e negros. Resolução O ilustrador e jornalista italiano Angelo Agostini (1843-1910) fixou-se no Brasil, onde fundou e dirigiu a Revista Ilustrada (1873-98), no Rio de Janeiro. Ideologicamente ligado à vanguarda progressista da época, combateu a escravidão e a Monarquia, apontando as mazelas da sociedade brasileira. Na charge apresentada, Agostini critica a marginalização imposta pelo regime brasileiro aos indígenas e aos negros, ainda que libertos. ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 11
  • 12. ENEM/201312 – 23 CC A transposição do Rio São Francisco, uma das obras de grande porte que mais tem criado polêmica no Brasil nos últimos anos, abrange a área identificada abaixo: A seguir apresenta-se o pluviograma da cidade de Pe- trolina, nas proximidades da área da captação, identificada no mapa com o número (1). (Climatologia, Ed. Oficina de Textos.) Entre as polêmicas que podem ser discutidas, a partir do mapa e do pluviograma, estão corretas: I. A região por onde corre o Rio São Francisco é superúmida, o que permite a retirada de água de seu leito sem maiores prejuízos ao meio ambiente. II. Mesmo com o clima superúmido, a retirada de volu- mes consideráveis do Rio São Francisco pode pre- judicar a pesca, a navegabilidade e a produção de energia elétrica. III. Devido ao reduzido volume de chuvas que se precipi- ta na região, autoridades federais acreditam que a reti- rada de água do rio é possível, permitindo a transposição. IV. Os eixos para retirada de águas do Rio São Francisco permitirão a irrigação de quatro estados da porção setentrional do Nordeste, mitigando o impacto das secas. a) I e II, apenas. b) II e III, apenas. c) III e IV, apenas. d) I e III, apenas. e) II e IV, apenas. Resolução Em I, a análise do gráfico de Petrolina, que fica próxi- ma ao local de retirada de água para a transposição, apresenta a cidade com o clima tropical semiárido, o que torna preocupante o procedimento; em II, da mes- ma forma, o clima da região se apresenta semiárido. 24 DD Notícias de maio de 2013 davam conta que, mais uma vez, grupos indígenas haviam invadido as obras da usina de Belo Monte, interrompendo as obras. Tal fato já havia ocorrido em outras ocasiões. A grande polêmica envolvida nessas invasões diz respeito a) à luta dos grupos indígenas para que a obra seja rapi- damente concluída, pois a energia beneficiaria suas habitações. b) à tentativa de os índios chamarem a atenção para suas más condições de vida. c) à tentativa dos índios em fazer com que a companhia construtora ressarça-os pela ocupação de suas terras. d) ao protesto indígena, pois a construção da barragem inundará áreas contíguas às suas aldeias, alagando florestas, deslocando a tribo e prejudicando a caça. e) à conclusão, por parte dos índios, de que o uso da energia termoelétrica à base de óleo diesel é mais atraente do ponto de vista ambiental. Resolução Geralmente, usinas de grande porte, construídas na Amazônia, causam grandes transtornos ambientais, inundando vastas áreas, alagando florestas, matando animais, deslocando grupos populacionais que aí habi- tam. No caso, a construção da usina de Belo Monte, no Rio Xingu, deslocou várias tribos indígenas que, até hoje, não satisfeitas com as soluções dadas para seus problemas, protestam através de invasões da obra. 25 BB A respeito da segunda formação vegetal mais extensa do Brasil, assinale a alternativa correta: a) A Mata Tropical Atlântica foi destruída pela expansão cafeeira durante o século XIX. b) O Cerrado vem sendo alterado, primeiramente pela criação de gado e, posteriormente, pela agricultura me- canizada de grãos, como a soja. c) A Caatinga foi destruída pela seca que se vem per- petuando desde 2007 e que não cederá até o fim do aquecimento global. J F M A M J J A S O N D Petrolina (PE) 36 32 28 24 20 16 12 8 4 0 Temperatura(°C) 0 50 100 150 200 250 300 350 Precipitação(mm) ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 12
  • 13. ENEM/2013 – 13 d) A Mata dos Pinhais foi totalmente destruída quando da ocupação da Região Sul pelos imigrantes europeus não portugueses, que retiraram as araucárias para a expor- tação. e) Os Campos do Sul foram totalmente consumidos pela intensa criação de gado que se estabeleceu a partir do século XVII. Resolução Antes ocupado com gado, o Cerrado passou a inte- ressar aos grandes produtores de grãos devido aos solos planos que seriam facilmente mecanizados. Assim, o gado foi empurrado para o Norte e o Cerrado foi retirado para o plantio de soja. 26 AA Seguem abaixo dois pluviogramas: Sua comparação leva a concluir que a) o volume total de chuvas de Aracaju e Boa Vista são bastante próximos. b) o verão das duas localidades acontece no começo/fim de ano. c) o volume total de chuvas de Boa Vista é a metade do observado em Aracaju. d) as temperaturas médias de Aracaju são 4°C mais elevadas que as observadas em Boa Vista. e) os dois climas possuem estações de chuvas seme- lhantes durante o inverno. Resolução O volume de chuvas de Boa Vista soma um total anual de 1.507,8 mm e o de Aracaju, 1.519,7 mm, por- tanto bastante parecidos. Convém recordar que a ci- dade de Boa Vista se encontra no Hemisfério Norte, o que significa que suas chuvas se concentram no verão boreal (meio de ano) – as temperaturas decrescem em função das chuvas; já Aracaju, no Hemisfério Sul, concentra suas chuvas no inverno austral (meio de ano). O comportamento das temperaturas das duas cidades é bastante próximo, variando, ao longo do ano, entre 26°C e 28°C. 27 EE Segue abaixo um gráfico que deve ser analisado com cuidado: Variação da temperatura no Hemisfério Norte no último milênio. A variação ano a ano (linha cinza-escuro) e de 50 anos (linha preta) da temperatura média da superfície no Hemisfério Norte para os últimos 1 000 anos foi construída a partir de dados históricos e registros de temperatura. A região cinza representa 95% de intervalo de confiança. É provável que a década de 1990 e o ano de 1998 tenham sido o período mais quente do milênio. (Climatologia, Ed. Oficina de Textos.) Sua análise permite concluir que: a) A variação de temperatura permaneceu inalterada ao longo do período analisado, em função da estabilidade inerente ao clima da Terra no período Eoceno. b) Para fins de análise, o período de maior confiabilidade está contido entre os anos 1000 e 1400. c) As análises sempre se basearam em dados obtidos a partir de registros históricos, em termômetros. d) Ao longo do período, os valores de diferença de temperatura em relação às médias sempre foram negativas. e) Nos últimos 200 anos, fatores como o aquecimento global parecem exercer interferência no comportamen- to da temperatura. Aracaju (SE) 4 8 12 16 20 24 28 J F M A M J J A S O N D Temperatura(°C) 400 350 300 200 100 0 Precipitação(mm) 0 250 150 50 ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 13
  • 14. ENEM/201314 – Resolução Em a, observam-se alterações nas médias de tempe- ratura ao longo do milênio analisado; em b, a confia- bilidade dos dados é menor nos primeiros 600 anos, pois o espaço cinza-claro é mais largo; em c, nos primeiros 600 anos de análise, os valores de tem- peratura eram obtidos de forma indireta, com base na análise da evolução de anéis de árvores, corais e núcleos de gelo; em d, próximo do fim do milênio (de 1900 em diante) as diferenças de temperatura em relação às médias se tornam positivas, indicando um processo de aquecimento. 28 EE Quanto ao fenômeno esquematizado abaixo, é possível afirmar: (Climatologia, Ed. De Textos.) a) Não ocorre no Brasil devido ao clima tropical constantemente quente. b) É bastante observável na Amazônia oriental, pois o calor causa a formação de correntes de ar ascen- dentes. c) É uma das explicações para as secas do Sertão do Nordeste. d) É o responsável pela atuação do vento Minuano no Sul do País. e) Pode provocar nebulosidade e chuvas; muito comum na Região Sudeste do Brasil no verão. Resolução O fenômeno em questão é uma cunha da frente quente, quando o ar quente se introduz entre massas de ar frio, fazendo aumentar a nebulosidade, podendo provocar chuvas frontais. 29 CC O gráfico a seguir mostra a evolução de alguns dos índices socioeconômicos da cidade de Porto Velho, capital de Rondônia: (Folha de S.Paulo, 3/3/2013.) Analise as assertivas: I. O crescimento dos índices de Porto Velho é perma- nentemente contínuo, o que torna essa capital a de maior melhoria socioeconômica do País. II. Um dos indicadores positivos de Rondônia é o PIB per capita, o maior do País. III. Obras de infraestrutura, como as usinas de Santo Antônio e Jirau, também colaboram, indiretamente, para a geração de emprego em Porto Velho. IV. Apesar dos visíveis benefícios que as usinas de Santo Antônio e Jirau podem trazer para a região, sobre elas repousam críticas relacionadas a possíveis prejuízos ambientais. A análise dos índices e os seus conhecimentos sobre a situação socioeconômica do Brasil permitem afirmar que estão corretas apenas as assertivas: a) I e II. b) II e III. c) III e IV. d) I e IV. e) II e IV. Resolução Em I, percebe-se que entre 2009 e 2010 houve uma diminuição de valores no índice de emprego e renda e no índice geral; em II, os maiores PIB per capita estão na porção Centro-Sul do País, como em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. Frente fria Ar quente Ar frescoAr frio Frente quente Cunha ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 14
  • 15. ENEM/2013 – 15 30 AA A taxa de alfabetização e a taxa de mortalidade infantil são alguns dos dados estatísticos mais utilizados para analisar os indicadores sociais de uma região. Seguem abaixo es- ses dados para o Brasil: (O Estado de S. Paulo, 24/2/2013.) A análise geral dos dados permite concluir que: a) A situação do analfabetismo vem melhorando no Brasil, com destaque para sua diminuição na Região Nordeste. b) A taxa de mortalidade infantil mantém-se inalterada no Brasil, constituindo o único índice a não apresentar melhorias, comprometendo o futuro do País. c) A Região Sul já eliminou completamente o analfabe- tismo. d) Com o envelhecimento da população, elimina-se a ne- cessidade de matricular novos alunos nos sistemas de ensino. e) As reduções dos índices referidos ocorrem através de um processo natural, o envelhecimento da população, tor- nando desnecessária a aplicação de políticas afirmativas. Resolução As taxas se reduziram nesse período de dez anos, mos- trando uma melhoria generalizada das condições de vida no País. Estão aí envolvidas políticas que apoiam os sistemas educacionais, bem como melhorias na distribuição de renda, permitindo o acesso da popu- lação a condições de vida mais razoáveis. 31 DD As secas constituem uma situação climática recorrente no Nordeste do Brasil. O mapa abaixo mostra a situação em maio de 2013 dos estados mais atingidos pela seca: (Folha de S.Paulo, 5/5/2013.) Pode-se concluir que a) alguns estados da Região Nordeste não são atingidos pela seca, como é o caso do Maranhão, por causa de sua posição próxima à Amazônia úmida. b) o Polígono das Secas é um espaço geográfico que se limita apenas à Região Nordeste do Brasil. c) a seca atinge principalmente os estados meridionais da Região Nordeste, aqueles atravessados pelo vale médio do Rio São Francisco, a área mais seca do Sertão. d) a seca é um fenômeno que atinge principalmente a sub-região do Sertão, mas pode também se estender ao Agreste e ao Meio Norte. e) os estados setentrionais da Região Nordeste são os menos atingidos pela seca, devido à ação da massa equatorial atlântica, úmida, que banha a costa norte desses estados. Resolução Em a, na presente seca, até mesmo o Maranhão teve parte de seus municípios atingidos; em b, o Polígono das Secas abrange também Minas Gerais, na Região Sudeste; em c, o mapa mostra que os estados mais atingidos do Nordeste estão na sua porção seten- trional; em e, a ação da massa equatorial atlântica não consegue atenuar as secas dos estados seten- trionais da região. ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 15
  • 16. 32 BB Assunto sempre discutido dentro da federação brasileira, a representatividade dos estados sempre causa polêmica. Recentemente passou por mudanças, que podem ser observadas no quadro abaixo: (O Estado de S. Paulo, 10/4/2013.) Pelo que se conhece a respeito da representatividade no Brasil e também com base nas informações divulgadas, é possível afirmar: a) O estado do Pará estará super-representado no Con- gresso Nacional, constituindo uma das maiores banca- das de deputados. b) O estado de São Paulo, que não ganhou nem perdeu vagas, ainda possui a maior bancada de deputados do Brasil. c) Por ser a região de maior espaço territorial do País, a Região Norte é aquela que possui o maior número de deputados, o que justifica o aumento de seu número de representantes. d) Devido ao contínuo processo emigratório, a Região Nordeste tende a reduzir constantemente seu número de deputados. e) Em função de sua importância econômica, a Região Sudeste viu acrescido seu número de representantes. Resolução Em a, devido à sua pequena população, o estado do Pará possui uma bancada pequena; em c, o número total de deputados da Região Norte é pequeno em relação aos estados do Nordeste e Centro-Sul em razão de sua população pequena; em d, alguns esta- dos do Nordeste ganharam novos representantes, como foi o caso do Ceará; em e, no Sudeste, o Rio de Janeiro e o Espírito Santo perderam representantes. 33 AA Leia o texto abaixo: Quem diria que a São Paulo árida e cinza tem uma grande história sobre um rio. Uma não, 300 histórias de rio, segundo o geólogo Luiz de Campos Jr., 51, que coordena o projeto Rios e Ruas. Segundo ele, esses cursos de água têm 3.500 km de extensão. “Não se anda mais de 200 metros na cidade sem passar por um desses cursos”, diz Campos. Vamos contar a história de um rio que tem nome de pássaro: o Saracura. Ele nasce escondido, atrás da avenida Paulista, e escorre pela avenida Nove de Julho, depois segue pelo Vale do Anhangabaú, até chegar ao Rio Tamanduateí, ao lado do Mercado Municipal. Para vê-lo, somente seguindo as pistas que restaram sob prédios e rodovias. São as galerias pluviais, os bueiros e os fundos de vale que trazem essas evidências. Na pequena rua sem saída Garcia Fernandes, atrás do hotel Maksoud, impera outro clima. Menos luz, umidade latente e temperatura amena indicam que ali nasce o Saracura. A água é conduzida até uma galeria pluvial e segue assim até chegar ao Tamanduateí. É o que acontece com 99% desses cursos de água. (Folha de S.Paulo, 17/3/2013.) Refletindo a respeito do texto, conclui-se que a) a impermeabilização das cidades altera profundamente a paisagem urbana. b) a canalização de córregos pode evitar as enchentes urbanas. c) uma rede fluvial saudável, ou seja, água sem poluição, só é viável nas áreas rurais. d) não pode haver rede fluvial nos grandes centros urbanos. e) a canalização dos córregos urbanos ajuda a reduzir os volumes de chuva. Perdas e ganhos • Estados que deixarão de ter um deputado: Alagoas. Bancada atual: 9 Espírito Santo. Bancada atual: 10 Pernambuco. Bancada atual: 25 Paraná. Bancada atual: 30 Rio de Janeiro. Bancada atual: 46 Rio Grande do Sul. Bancada atual: 31 • Estados que perdem duas vagas: Paraíba. Bancada atual: 12 Piauí. Bancada atual: 10 • Estados que ganham uma vaga: Amazonas. Bancada atual: 8 Santa Catarina. Bancada atual: 16 • Estados que ganham duas vagas: Ceará. Bancada atual: 22 Minas Gerais. Bancada atual: 53 • Estado que ganha quatro vagas: Pará. Bancada atual: 17 ENEM/201316 – ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 16
  • 17. Resolução Em b, a canalização não evita, necessariamente, as enchentes, é capaz até de exacerbá-las; em c, o tratamento adequado da água e a coleta de esgotos poderiam limpar toda a rede fluvial urbana; em d, a rede fluvial existe, apesar da impermeabilização; em e, as consequências da canalização dos córregos urbanos alteram a umidade das cidades de maneira ainda pouco compreendida. 34 BB Os meses de início de ano são aqueles mais problemáticos para a Região Sudeste. A região é atingida por elevados volumes de chuva, que desencadeiam uma série de fatos. Observe o esquema abaixo: (Folha de S.Paulo, 19/3/2013.) A observação do diagrama mostra que: a) O excessivo volume de chuvas apresenta apenas caráter local. b) A dinâmica atmosférica continental está envolvida no processo. c) As condições ambientais gerais mantêm-se estáveis mesmo no verão. d) Durante o verão, apenas as massas de ar quentes participam do processo de precipitação. e) A massa polar atlântica é a única responsável pelas chuvas de verão. Resolução A observação do diagrama mostra que as volumétricas chuvas de verão envolvem diversos fatores de caráter até global, como o aquecimento das águas oceânicas, a ação da massa polar atlântica, os ventos úmidos litorâneos e a ação das massas de ar úmidas que vêm da Amazônia. 35 AA Atente para o texto sobre a questão do aquecimento atmosférico: De acordo com o Centro Nacional de Dados Climáticos dos Estados Unidos (NCDC), o ano de 2012 foi o mais quente já registrado naquele país. O recorde anterior era de 1998 e foi batido por pouco mais de 0,5°C, valor considerado altíssimo pelos cientistas. Pesquisadores afirmaram que variações naturais provavelmente influíram no calor e na seca que o país enfrentou no decorrer de 2012, mas apontam esses fatores também como consequências do aquecimento global causado pelo lançamento na atmosfera de gases do efeito estufa. (Revista Geografia, n.o 48, Ed. Escala Educacional.) É possível dizer que a) os EUA nunca haviam encarado um ano tão quente ao longo da sua história até 2012. b) a diferença de apenas 0,5°C pode ser desprezada, já que, em termos de calorias, é uma quantidade de energia consideravelmente pequena. c) esse excessivo calor teria sido provocado apenas por fatores naturais. d) apenas as atividades antrópicas são capazes de promover tais alterações. e) a alteração climática observada nos EUA se limitou apenas ao aumento da temperatura. ENEM/2013 – 17 ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 17
  • 18. Resolução Meio grau Celsius a mais significa uma elevada adição de calorias no ambiente, com consequências imprevi- síveis: talvez uma delas seja a seca que os EUA en- frentaram no ano de 2012. Percebe-se também que, além dos aspectos naturais, a atividade humana teve participação na subida da temperatura no território estadunidense. 36 DD No dia 22 de março de cada ano tem-se comemorado o “Dia da Água”. Essa substância crucial para a vida tornou-se um motivo de preocupação mundial. O Brasil possui cerca de 12% da água doce disponível na superfície terrestre. A respeito do desperdício da água no País, foi confec- cionado o seguinte cartograma: (Tabloide Metronews, 22/3/2013.) Com relação ao desperdício de água no Brasil, julgue as assertivas abaixo: I. Devido ao elevado consumo, os estados do Centro-Sul do País são aqueles que mais desperdiçam água. II. O desperdício de água do Nordeste do Brasil é o me- nor entre os estados do País, mostrando a valorização que se dá à água numa região de carência da subs- tância. III. Por causa de sua rede de fornecimento pouco estru- turada, os desperdícios e perdas de faturamento são elevadíssimos na Amazônia brasileira. IV. São Paulo é o estado com menor índice de des- perdício e de perdas de faturamento, já que possui a rede de fornecimento mais bem organizada. Estão corretas apenas: a) I e II. b) II e III. c) II e IV. d) III. e) III e IV. Resolução Em I, o desperdício dos estados do Centro-Sul, com exceção do Rio de Janeiro, é relativamente pequeno; em II, alguns estados do Nordeste apresentam gastos elevados de água, como Maranhão, Pernambuco, Alagoas e Sergipe; em IV, São Paulo apresenta um razoável desperdício de água (de 30,1 a 40%), talvez em razão do consumo exacerbado. Figura para as questões de 37 a 39. (Revista The Economist, 18 a 24 de maio de 2013.) 37 CC A respeito dos elementos envolvidos na charge, analise as assertivas: I. A charge evidencia a boa atuação da União Europeia frente à crise desencadeada a partir de 2011. II. A charge deixa claro que a União Europeia é um fracasso diante da necessidade de enfrentar qualquer recessão. III. A sequência de figuras mostra que os europeus apre- sentam sérias dificuldades para enfrentar recessões (co- mo a atual), enganados que foram, na visão do autor, ENEM/201318 – ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 15:14 Página 18
  • 19. pela criação de uma união econômica que não satisfaz plenamente as necessidades dos países-membros. IV. É impossível estabelecer uma aliança de países euro- peus sob qualquer forma, dada à falta de união entre eles, principalmente quando se deseja criar uma moeda comum, como o Euro. Estão corretas apenas: a) I. b) I e II. c) III. d) IV. e) III e IV. Resolução Em I, sabe-se da dificuldade da União Europeia em resolver a contento os problemas deflagrados pela crise econômica que se desencadeou a partir de 2008 e se tornou mais aguda a partir de 2010; em II, a União enfrenta dificuldades para resolver a crise, mas seria exagero dizer que sua existência seja um fracasso; em IV, mesmo com dificuldades, o Euro tem funcionado satisfatoriamente nos 17 países que o utilizam. 38 CC Na charge, a fala “the light” poderia ser seguida por: a) We ought to watch out for dark tunnels. b) We shall never trespass strange territory. c) The way out is right ahead of us. d) We’d better go back to the light. e) We’d rather stay right here. Resolução Observando as traduções de cada sentença, aquela que faz mais sentido no contexto da charge é “a saída está a nossa frente”. a) Devemos tomar cuidado com túneis escuros. b) Nunca devemos invadir território estranho. c) A saída está a nossa frente. d) É melhor voltar para a luz. e) Nós preferimos ficar aqui. 39 EE We may conclude from the comic strip that a) recession and debt are part of the project. b) a riot is being organized by the European countries. c) only western European countries are allowed in the group. d) bowling fans may join the project. e) debt and recession may jeopardize the European project. Resolução Podemos concluir da charge que a) recessão e dívida fazem parte do projeto. b) um motim está sendo organizado pelos países europeus. c) apenas os países da Europa Ocidental são permi- tidos no grupo. d) os fãs de boliche podem participar do projeto. e) dívida e recessão podem comprometer o projeto europeu. 40 DD A crise cipriota suscita preocupações principalmente na Rússia. Leia a seguir parte do texto escrito pelo ex-minis- tro das finanças da Rússia sobre o assunto: Ainda nos idos de 1998, o governo russo declarou ser necessário acabar com o paraíso fiscal do Chipre. A afir- mação surpreendeu os líderes cipriotas, já que significava a perda de metade do seu volume de negócios. Mas o presidente do Chipre convenceu Boris Iéltsin a não proibir seus cidadãos de enviar divisas ao país. Então, o Chipre era considerado um aliado geopolítico da Rússia, e os países mantinham fortes relações bilaterais. Em 2004, no entanto, a ilha entrou para a União Europeia e, quatro anos depois, para a zona do euro. Mesmo assim, o Chipre ainda não conseguiu decidir seu destino. (Gazeta Russa, 8/5/2013.) Pode-se concluir que: a) O Chipre chegou a pertencer à URSS. b) O Chipre inscreveu-se na CEI, Comunidade dos Esta- dos Independentes, permitindo a livre circulação de dinheiro da Rússia, também membro da CEI. c) Ao entrar na União Europeia, o Chipre abandonou a CEI. d) O Chipre tornou-se um “paraíso fiscal” para o dinheiro russo. e) Boris Iéltsin, ex-presidente da Rússia, cortou relações diplomáticas com o Chipre. Resolução Na condição de “paraíso fiscal”, o Chipre passou a receber capitais russos obtidos através de métodos escusos, o que fragilizou sua relação com a União Eu- ropeia a partir da sua entrada naquela organização. Com a intensificação da crise europeia, o Chipre foi obrigado a sobretaxar as retiradas de valores de seus bancos, atingindo diretamente os depósitos russos. ENEM/2013 – 19 ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 19
  • 20. 41 EE Notícias de 2013 dão conta de que o governo brasileiro volta a encontrar dificuldades para controlar o processo inflacionário. E um dos deflagradores da inflação tem sido o aumento elevado do preço do tomate. Sua produção caiu no Brasil, aumentando a procura, ao mesmo tempo em que a oferta do produto era pequena. Curiosamente descobriu-se que o Brasil importa o produto da... China! Observe o diagrama informativo: (Folha de S.Paulo, 9/4/2013.) A questão do molho envolve a) a importação do tomate in natura. b) a compra do produto de um país próximo ao Brasil, barateando o custo de transporte. c) o cultivo do produto em uma região chinesa de climas úmidos, bastante favoráveis à elevada produtividade. d) a produção de molho na proximidade dos centros consumidores de São Paulo e Rio de Janeiro. e) o fato de que a China também é, surpreendentemente, um exportador de produtos agrícolas. Resolução A China é um dos maiores importadores mundiais de produtos agrícolas, comprando do Brasil, por exem- plo, soja em grandes quantidades. Mas também se converte num exportador de bens agrícolas, produ- zindo o tomate nas regiões semiáridas do Sinkiang (onde se localiza Urumqi). A polpa de tomate deman- da grande período de tempo para deixar o interior da China, chegar ao Brasil e ser industrializada em Goiás para, finalmente, alcançar os consumidores dos gran- des mercados de São Paulo e Rio de Janeiro. 42 BB Dentro da visão global da economia mundial, analise a charge abaixo e assinale a alternativa correta. (Le Monde Diplomatique, maio de 2013.) a) Chineses e estadunidenses mantêm segredos exclu- sivos quando se trata do desenvolvimento tecnológico de arsenais nucleares. b) Muitas vezes os países compartilham tecnologia até mesmo em setores sensíveis, como é o caso da tecnologia militar nuclear. c) Em razão de seu maior atraso tecnológico, a China compra mísseis nucleares dos EUA. d) A China é o maior fabricante mundial de armas nuclea- res, tendo como cliente o setor militar dos EUA. e) Os EUA estão vendendo para a China todo o seu ar- mamento nuclear que é tecnologicamente ultrapassado. Resolução A integração econômica cada vez maior, deflagrada pelo processo de globalização, muitas vezes faz com que países rivais compartilhem, mesmo que invo- luntariamente, tecnologia em setores críticos, como o setor de armamentos. Assim, mísseis nucleares estadunidenses podem conter tecnologia chinesa. ENEM/201320 – ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 20
  • 21. 43 BB Criada em 2012, a Aliança do Pacífico tem mostrado seu crescimento, quando comparada com outros países da América Latina: Crescimento do PIB, em % (Folha de S.Paulo, 27/5/2013.) Estabelecendo comparações entre os membros da Aliança do Pacífico e outras organizações americanas, como o Mercosul, Nafta e Alba, conclui-se que: a) O Mercosul é a organização mais rica, levando-se em conta a somatória dos PIB, em relação à Aliança do Pacífico e ao Nafta. b) Estabelecendo-se uma média dos três anos apre- sentados, nota-se um crescimento médio maior entre os membros da Aliança do Pacífico do que entre os do Mercosul. c) A maior taxa de crescimento observada no período cabe a um membro da Aliança do Pacífico. d) A maior estabilidade média de crescimento no período de três anos analisado pertence ao Peru. e) A maior média de crescimento do período foi a do Uruguai. Resolução Sem dúvida, a organização mais rica é o Nafta, que conta com a economia dos EUA, a maior do mundo. Os países-membros da Aliança do Pacífico apre- sentaram, no período analisado, um crescimento mé- dio de 5,5%, enquanto os membros do Mercosul cresceram 4,5%. A maior taxa de crescimento no período foi observada no Paraguai, membro do Mer- cosul, com 13,1% em 2010. A média de crescimento que manteve a maior estabilidade foi a do Chile, com um crescimento variando em torno de 5,7%. A maior média de crescimento foi a do Peru (7,3%). 44 AANNUULLAADDAA No cartograma abaixo, o autor mostra a construção do que ele denominou “Talude” soviético (que ele chama de Rússia) durante a Guerra Fria na Europa. (Atlas das Relações Internacionais, Ed. Plátano.) ENEM/2013 – 21 ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 27/08/13 13:15 Página 21
  • 22. Com base nos seus conhecimentos e na análise do cartograma, é possível concluir que a) Letônia, Estônia e Lituânia não faziam parte da antiga URSS. b) a antiga Checoslováquia anexou territórios da Ucrânia. c) a Iugoslávia e a Albânia faziam parte do Pacto de Varsóvia. d) a Alemanha manteve, ao final da Segunda Guerra Mun- dial, seu espaço original. e) todos os países do Pacto de Varsóvia foram aliados da antiga URSS durante a Segunda Guerra Mundial. Resolução Foi a Ucrânia – membro da antiga URSS – que anexou territórios da antiga Checoslováquia; a Iugoslávia não entrou para o Pacto de Varsóvia; a Alemanha perdeu territórios para a Polônia ao final da Guerra; Bulgária, Romênia, Hungria e RDA (República Democrática da Alemanha, socialista) – que, a partir de 1955, pas- saram a fazer parte do Pacto de Varsóvia – eram alia- das ou pertenciam à Alemanha nazista. 45 EE Têm surgido no Reino Unido, nesses primeiros meses de 2013, declarações de líderes britânicos, incluindo o primeiro ministro, de que o país pretende revisar a perma- nência do país na União Europeia. A justificativa apre- sentada pelos britânicos para adotar tal postura se relaciona a) ao fato de que o Reino Unido, por se localizar num arquipélago, não pertence à Europa. b) ao prejuízo econômico que o Reino Unido sofre por ter de vender todos os seus produtos, obrigatoriamente, aos membros da União. c) ao destino que os britânicos darão às suas exporta- ções: exclusivamente a China, país que mais comercia com o Reino Unido. d) ao desinteresse que o mercado da União demonstra pelos produtos britânicos. e) a problemas políticos que geraram certas incompa- tibilidades de interesse. A União pretende regulamen- tar o funcionamento da Bolsa de Valores de Londres, o que não é visto com bons olhos pelos britânicos. Resolução O atual governo britânico tem interesse apenas nas possibilidades de comércio com os membros da União, mas não quer a regulação financeira de seu país. ENEM/201322 – ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 22
  • 23. ENEM/2013 – 23 46 DD (USF-SP) – Muito se falou sobre o fato de, no ano de 2012, ter se completado 10 anos da queda das “torres gêmeas” em New York, num ataque terrorista que nem os mais criativos diretores da indústria do cinema seriam capazes de imaginar. Foram dois aviões que colidiram nos edifícios num intervalo de tempo de 15 minutos. (Disponível em: <fotosimagens.net> Acesso em: 10 out. 2011) O primeiro deles, um Boeing 767-223, que é capaz de apresentar na decolagem uma massa de 180 toneladas, apresentava uma velocidade escalar aproximada de 720km/h no momento do impacto e num intervalo de tempo de 1,5s foi desacelerado até parar completamente e se alojar no edifício. Supondo-se que ele apresentasse a massa acima mencionada, a intensidade da força média no impacto do avião com o prédio é da ordem de: a) 104N b) 105N c) 106N d) 107N e) 108N Resolução Fm = mam = m Fm = 180 . 103 . (N) Fm = 24 . 106N = 2,4 . 107N Ordem de grandeza: 107N 47 DD (VUNESP – IFSP) – Para poder pintar o alto de uma parede, um pintor apoia uma escada no chão e na parede como mostra a figura. A escada é homogênea e tem sua massa uniformemente distribuída ao longo de sua extensão. Considerando-se que exista atrito entre a escada e o solo e desprezando-se o atrito entre a escada e a parede, a figura que melhor representa as forças Peso da escada, Normais aplicadas pela parede e pelo piso e Atrito aplicado pelo piso sobre a escada quando ela está em repouso em relação ao piso na posição indicada na figura, sem o pintor sobre ela, é a indicada pela alternativa: ͉ΔV͉ ––––– Δt 200 ––––– 1,5 Ciências da Natureza e suas Tecnologias Questões de 46 a 90 ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 23
  • 24. Resolução → H: força normal aplicada pela parede → P: peso da escada aplicado pela Terra → N: força normal aplicada pelo piso → Fat: força de atrito aplicada pelo piso 48 BB (FACID-PI) – Numa sala que pode ficar na completa escuridão, lâmpadas 1, 2 e 3 com luzes de várias cores podem ser acesas uma de cada vez ou simultanea- mente. Neste ambiente existe um vaso com flores A, B e C. As lâmpadas foram acesas, uma em seguida da outra, observando-se flores com as seguintes cores: Pode-se afirmar que as lâmpadas que foram acesas são: a) amarela, verde e vermelha. b) branca, verde e azul. c) azul, vermelha e amarela. d) branca, azul e verde. e) branca, vermelha e amarela. Resolução 1) Se a flor do vaso B se apresenta branca é porque a luz utilizada pela lâmpada 1 foi branca e a flor do vaso A só pode refletir luz vermelha e a flor do vaso C só pode refletir a luz amarela. 2) A lâmpada 2 usou a luz verde, que foi absorvida pelas flores dos vasos A e C e refletida pela flor do vaso B. 3) A lâmpada 3 usou a luz azul, que foi absorvida pelas flores dos vasos A e C e refletidos pela flor do vaso B. 49 CC (ETEC-SP – 2013) – Em ambulâncias e carros de bom- beiros, a comunicação visual é fundamental, já que precisam de rápido reconhecimento pelos motoristas que trafegam à sua frente e que os verão pelo espelho retrovisor plano de seu veículo. Quem observar diretamente um veículo de bombeiros, como indicado na foto, perceberá que a identificação escrita assume um aspecto curioso. (Disponível em: carrosdebombeiro.blogspot.com.br/2009/12/bombeiros-da- espanha.html. Acesso em: 01 set. 2012.) Se o Centro Paula Souza desejar produzir o mesmo efeito, deverá escrever na parte frontal dos veículos da instituição: Resolução O objeto e a imagem são figuras enantiomorfas (iguais, porém não superponíveis). A B C 1 vermelha branca amarela 2 preta verde preta 3 preta azul preta ENEM/201324 – ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 24
  • 25. 50 DD O texto a seguir explica o funcionamento de uma geladeira. “No interior da geladeira existe uma serpentina oculta (evaporizador), onde circula um gás muito frio (– 37°C). O calor dos alimentos é transferido para esse gás, que vai aquecendo à medida que percorre a serpentina. Para transferir esse calor para o exterior, usa-se um compressor que, ao aumentar a pressão do gás, aumenta-lhe a temperatura. Esse gás aquecido segue para o condensador (a serpentina visível na parte traseira do frigorífico), onde troca calor com o ar exterior, resfriando o gás e condensando-o. O líquido refrigerador passa então por uma válvula de expansão, que provoca um abaixamento brusco na pressão e consequente vaporização instantânea e resfriamento. Esse gás frio entra na geladeira novamente e completa-se o ciclo.” A respeito do que foi descrito, assinale a alternativa cor- reta. a) Na geladeira, existe uma transferência espontânea de calor de uma fonte fria (interior da geladeira) para uma fonte quente (ambiente externo). b) A geladeira é uma máquina térmica ideal que opera com rendimento de 100%. c) Na geladeira, existe uma transferência espontânea de calor de uma fonte quente (ambiente externo) para uma fonte fria (interior da geladeira). d) Na geladeira, o calor se transfere de uma fonte fria (interior da geladeira) para uma fonte quente (ambiente externo) de modo não espontâneo, isto é, em virtude de um trabalho realizado pelo compressor. e) O compressor transfere energia para o gás na forma de calor. Resolução a) Falsa. A transferência de calor da fonte fria para a fonte quente nunca é espontânea. b) Falsa. Nenhuma máquina térmica pode ter rendimento de 100%. c) Falsa. O fluxo de calor é da fonte fria para a fonte quente graças à realização de trabalho do dispositivo chamado compressor. d) Verdadeira. e) Falsa. A energia é transferida na forma de trabalho. 51 DD (FATEC-SP – 2013) – A tecnologia dos raios laser é utili- zada em inúmeras aplicações industriais, tais como o corte de precisão, a soldagem e a medição de grandes distâncias. Guardadas suas características especiais, o laser pode sofrer absorção, reflexão e refração, como qualquer outra onda do espectro luminoso. Sobre esses fenômenos da luz, é correto afirmar que um feixe de laser, a) ao atravessar do ar para o outro meio, muda a direção original de propagação, para qualquer que seja o ângulo de incidência. b) ao atravessar da água para o vácuo, propaga-se com velocidade maior na água e, por esse motivo, a água é considerada um meio menos refringente que o vácuo. c) ao se propagar em direção à superfície refletora de um espelho convexo, paralelamente ao seu eixo principal, nas condições de Gauss, reflete-se passando pelo foco desse espelho. d) ao se propagar em direção à superfície refletora de um espelho côncavo, paralelamente ao seu eixo principal, nas condições de Gauss, reflete-se passando pelo foco desse espelho. e) ao se propagar em direção à superfície refletora de um espelho côncavo, incidindo no centro de curvatura do espelho, reflete-se passando pelo foco desse espelho. Resolução a) Falso. Se a incidência for normal (i = 0°), não haverá mudança na direção de propagação. b) Falso. A velocidade da luz é máxima no vácuo. c) Falso. Como o foco do espelho convexo é virtual, apenas o prolongamento do feixe de laser passa pelo foco imagem: ENEM/2013 – 25 ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 25
  • 26. d) Verdadeiro. e) Falso. O raio que incide passando pelo centro de curvatura volta sobre si mesmo. 52 AA No quadro abaixo estão as contas de luz e água de uma mesma residência para um dado mês. Além do valor a pagar, cada conta mostra como calculá-lo, em função do consumo de água (em m3) e de eletricidade (em kWh). Observe que, na conta de luz, o valor a pagar é igual ao consumo multiplicado por certo fator. Já na conta de água, existe uma tarifa mínima e diferentes faixas de tarifação. Admita que, no próximo mês, dobrem os consumos de energia elétrica e de água. Os novos valores cobrados para a energia elétrica e para o consumo de água serão respectivamente: a) R$ 197,34 e R$ 44,10 b) R$ 197,34 e R$ 22,90 c) R$ 98,67 e R$ 11,45 d) R$ 394,68 e R$ 22,90 e) R$ 98,67 e R$ 44,10 Resolução 1) A conta de energia elétrica dobra: R$ 197,34 2) O consumo de água no mês de referência foi de 17m3 (10m3 na faixa até 10 e mais 7m3 na faixa de 11 a 20). Se o consumo duplicar, ele será de 34m3. 53 CC (VUNESP) – A figura mostra, simplificadamente, o esque- ma de funcionamento de um seletor de temperatura da água de um chuveiro elétrico. Os dois resistores têm resistências elétricas iguais e constantes, e a chave seletora Ch e os fios de ligação são ideais. Sabe-se que se a chave Ch for ligada na posição inverno, o chuveiro dissipa uma potência de 8800W. Assim, se a chave for ligada na posição verão, o amperímetro ideal da figura indicará uma corrente elétrica, em A, igual a: a) 5,0 b) 15 c) 20 d) 25 e) 30 Resolução 1) P = Na posição verão, a resistência é o dobro e a potência se reduz à metade. PV = 4400W 2) PV = UIV 4400 = 220 IV Companhia de Eletricidade Fornecimento 401kWh x 0,24606 Valor – R$ 98,67 Companhia de Saneamento Tarifas de água / m3 Faixas de consumo Tarifa Consumo Valor – R$ até 10m3 de 11 a 20m3 de 21 a 30m3 de 31 a 50m3 acima de 50m3 5,50 0,85 2,13 2,20 2,36 tarifa mínima 7m3 5,50 5,95 Total 11,45 Faixa Tarifa até 10 de 11 a 20 de 21 a 30 de 31 a 50 R$ 5,50 10 x R$ 0,85 = R$ 8,50 10 x R$ 2,13 = R$ 21,30 4 x R$ 2,20 = R$ 8,80 Total R$ 44,10 U2 –––– R IV = 20A ENEM/201326 – ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 26
  • 27. 54 EE (UFPB) – Boa parte dos aparelhos eletrônicos modernos conta com a praticidade do modo de espera denominado stand-by. Nesse modo, os aparelhos ficam prontos para serem usados e, embora ”desligados”, continuam con- sumindo energia, sendo o stand-by responsável por um razoável aumento no consumo de energia elétrica. Para calcular o impacto na conta de energia elétrica, devido à permanência de cinco aparelhos ininterrupta- mente deixados no modo stand-by por 30 dias con- secutivos, considere as seguintes informações: • cada aparelho, operando no modo stand-by, consome 5J de energia por segundo; • o preço da energia elétrica é de R$ 0,50 por kWh. A partir dessas informações, conclui-se que, no final de 30 dias, o custo com a energia consumida por esses cinco aparelhos, operando exclusivamente no modo stand-by, será de: a) R$ 17,00 b) R$ 15,00 c) R$ 13,00 d) R$ 11,00 e) R$ 9,00 Resolução 1) E = Pot . Δt E = 25W . 24h . 30 = 18 . 103Wh = 18kWh 2) 1kWh ......... R$ 0,50 18kWh ...... C 55 DD (VUNESP) – A figura representa uma bússola colocada sobre um condutor retilíneo ligado a uma fonte de tensão contínua, com a chave C desligada. Nota-se que, nessa situação, a agulha da bússola mostra que a direção do campo magnético da Terra, → BT, no local, coincide com a direção da reta que contém o condutor. Num determinado momento, a chave é ligada e uma cor- rente contínua passa a percorrer esse condutor no mes- mo sentido do campo magnético terrestre. Sabendo-se que o módulo do campo magnético gerado por essa corrente onde está colocada a bússola é igual ao módulo do campo magnético terrestre no local, assinale a alternativa que melhor representa a agulha da bússola, vista de cima, depois da chave ligada. Resolução Vista de cima 56 AA (VUNESP – 2013) – A polia dentada do motor de uma motocicleta em movimento, também chamada de pinhão, gira com frequência de 3600rpm. Ela tem um diâmetro de 4,0cm e nela está acoplada uma corrente que transmite esse giro para a coroa, solidária com a roda traseira. O diâmetro da coroa é de 24,0cm e o diâmetro externo da roda, incluindo o pneu, é de 50,0cm. A figura a seguir ilustra as partes citadas. C = R$ 9,00 ENEM/2013 – 27 ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 27
  • 28. Use π = 3, considere que a moto não derrapa e que a transmissão do movimento de rotação seja integralmente dirigida ao seu deslocamento linear. O módulo da velocidade da moto, em relação ao solo e em km/h, é de: a) 54 b) 62 c) 66 d) 72 e) 90 Resolução 1) Vpinhão = Vcoroa 2π fPi . RPi = 2π fCO . RCO = = ⇒ fCO = . Hz 2) froda = fCO = 10Hz 3) Vbicicleta = 2π froda Rroda Vbicicleta = 6 . 10 . 0,25 (m/s) 57 CC (UNESP) – O gol que Pelé não fez Na copa de 1970, na partida entre Brasil e Tchecoslováquia, Pelé pega a bola um pouco antes do meio de campo, vê o goleiro tcheco adiantado e arrisca um chute que entrou para a história do futebol brasileiro. No início do lance, a bola parte do solo com velocidade de módulo de 108km/h (30m/s) e três segundos depois toca novamente o solo atrás da linha de fundo, depois de descrever uma parábola no ar e passar rente à trave, para alívio do assustado goleiro. Na figura vemos uma simulação do chute de Pelé. (http://omnis.if.ufrj.br/~carlos/futebol/textoCatalogoExpo.pdf. Adaptado.) Considerando-se que o vetor velocidade inicial da bola após o chute de Pelé fazia um ângulo de 30° com a horizontal (sen 30° = 0,50 e cos 30° = 0,85) e desconsi- derando-se a resistência do ar e a rotação da bola, pode-se afirmar que a distância horizontal entre o ponto de onde a bola partiu do solo depois do chute e o ponto onde ela tocou o solo atrás da linha de fundo era, em metros, um valor mais próximo de: a) 52,0 b) 64,5 c) 76,5 d) 80,4 e) 86,6 Resolução O alcance horizontal D é dado por: D = sen 2θ = . 2 sen θ cos θ D = . 2 . 0,50 . 0,85(m) 58 AA (VUNESP – 2013) – A foto ilustra uma estrada de ferro mal construída, na qual as juntas de dilatação não foram devidamente previstas. Os engenheiros evitam acidentes como esses ao prever as dilatações que os materiais vão sofrer, deixando folgas nos trilhos das linhas de trem. Na construção civil, as juntas são feitas com material que permite a dilatação do concreto. Um prédio de 60m com uma estrutura de aço tem um vão de 6,0cm previsto pelo construtor. A variação de temperatura que esse vão permite sem que haja risco para essa estrutura é, em °C, aproximadamente: a) 95 b) 100 c) 105 d) 110 e) 115 Dado: coeficiente de dilatação térmica volumétrica do aço: 31,5 x 10–6 °C–1. 1 ––– 6 3600 –––––– 60 2,0 –––– 12,0 RPi –––– RCO fCO –––– fPi fCO = 10Hz Vbicicleta = 15m/s = 54km/h V0 2 –––g V0 2 –––g (30)2 ––––– 10 D = 76,5m ENEM/201328 – ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 28
  • 29. Resolução ΔL = L0 α Δθ 6,0 . 10–2 = 60 . . 10–6 . Δθ Δθ = °C 59 DD (VUNESP) – Um dos mais belos trabalhos de joalheria é talvez o mais simples deles, o colar de pérolas, em que o joalheiro precisa apenas realizar, com perfeição, furos na direção do diâmetro de cada pérola, atravessá-las por um fino fio e, por fim, adicionar um belo fecho de ouro. Talvez tenha sido nessa bela joia que se tenha engendrado um antigo acelerador de partículas, o Peletron, que, à se- melhança de um acelerador do tipo Van der Graaff, fazen- do circular uma corrente de esferas eletrizadas (pelets), gera uma grande diferença de concentração de cargas elétricas, positivas, no topo da máquina, e negativas, à sua base. Produzidos próximo ao topo da máquina, íons positivos se veem acelerados verticalmente para baixo, movendo-se pelo interior de um duto que, próximo à base, encontra-se mergulhado em um campo magnético que desvia o feixe a 90°, tornando-o horizontal. Tendo como referência o es- quema desenhado, os vetores campo elétrico, no interior da máquina, e o campo magnético, no eletroímã, devem ter os aspectos desenhados, respectivamente, em: Resolução 1) Para acelerar os íons positivos para baixo, o campo elétrico → E deve ter a mesma direção e o mesmo sentido da força elétrica que acelera os íons: vertical para baixo ↓ → E. 2) Para desviar o feixe a 90°, o vetor indução mag- nética é dado pela regra da mão esquerda: 60 AA (VUNESP – UFTM) – Para testar a viabilidade da cons- trução de casas antiterremotos, engenheiros construíram um protótipo constituído de um único cômodo, capaz de acomodar uma pessoa de 90kg. Sob o fundo do piso do cômodo, inúmeros ímãs permanentes foram afixados e igual número de ímãs foi afixado ao piso sobre o qual a casa deveria flutuar. O cômodo, muito leve, somava, com seu ocupante, uma massa de 900kg e, devidamente ocupado, pairava sobre o solo a 3,0cm de distância. Supondo-se que, devido à 31,5 –––– 3 3000 –––––– 31,5 Δθ = 95°C ENEM/2013 – 29 ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 15:14 Página 29
  • 30. disposição dos ímãs, a intensidade da força magnética dependa inversamente do quadrado da distância entre os polos de mesmo nome, no momento em que a pessoa dentro do cômodo o deixasse, a nova distância entre a parte inferior da construção e o solo, em cm, tornar-se-ia, aproximadamente: a) 3,2 b) 4,3 c) 6,1 d) 6,2 e) 9,0 Dado: ͙ෆෆ90 Х 9,5 Resolução Para o equilíbrio: Fmag = P F1 = P1 = 900g F2 = P2 = (900 – 90)g = 810g = = = 61 BB Em um experimento, um pesquisador coletou certa quantidade de água de um lago na qual havia vários exemplares de Paramecium aurelia. Foi dividida em três amostras de igual volume. Na amostra 1, acrescentou água destilada, na amostra 2, acrescentou alguns gramas de cloreto de sódio e na amostra 3, um pouco mais de água proveniente do mesmo lago. O pesquisador re- gistrou a atividade dos vacúolos pulsáteis (ou contráteis) dos Paramecium de cada uma das amostras, e obteve as curvas representadas no gráfico: Pode-se dizer que as curvas I, II e III correspondem, respectivamente, às amostras a) 1, 2 e 3. b) 1, 3 e 2. c) 2, 1 e 3. d) 2, 3 e 1. e) 3, 1 e 2. Resolução Amostra 1 – meio hipotônico: vacúolo em grande atividade (I). Amostra 2 – meio hipertônico: vacúolo fica inativo (III). Amostra 3 – meio isotônico: vacúolo em atividade normal (II). 62 BB Em camundongos, o alelo dominante A determina a cor da pelagem do tipo selvagem aguti (acinzentado), en- quanto o genótipo homozigoto a define a cor preta. Quando uma mutação recessiva em um locus separado está em homozigose (bb), elimina totalmente a pigmen- tação, resultando em camundongos albinos, independen- te do locus a. Considerando o cruzamento entre dois duplos heterozigotos AaBb, identifique os genótipos que determinam a cor preta e o tipo de herança envolvida: a) AABB e aabb (epistasia dominante). b) aaBB e aaBb (epistasia recessiva). c) aaBb e aabb (alelos múltiplos). d) AABB, aaBB e aabb (dominância completa). e) aaBb e aaBB (dominância incompleta). Resolução Um caso de epistasia recessiva com os seguintes fenótipos e genótipos: d1 ΂–––΃ 2 d2 F2 –––– F1 3,0 ΂–––΃ 2 d2 810 –––– 900 9,0 –––– 9,5 3,0 –––– d2 d2 = 3,2cm Fenótipos Genótipos Aguti AABB, AABb, AaBB e AaBb Preto aaBB e aaBb Albino AAbb, Aabb e aabb ENEM/201330 – ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 30
  • 31. 63 DD Algumas décadas atrás, para constatar gestação em mu- lheres, era realizada a reação de Galli-Mainini, que utilizava um sapo como indicador de gravidez. Injetava-se urina da suposta gestante no abdome do anfíbio e, após algum tempo, era verificada a presença de espermatozoides na urina do animal, em decorrência da presença de um determinado hormônio. Atualmente, o teste mais mo- derno, adquirido em farmácias, também utiliza a urina das mulheres para a constatação da gravidez, pois verifica a a) ausência do hormônio estimulante do folículo (FSH), relacionado à ovulação, indicando resultado negativo. b) presença do hormônio luteinizante (LH), relacionado à formação da placenta, indicando resultado positivo. c) ausência de progesterona, relacionada ao término do ciclo menstrual, indicando resultado positivo. d) presença do hormônio gonadotrofina coriônica (HCG), relacionado ao estímulo do corpo amarelo, indicando resultado positivo. e) presença de estrógeno, relacionado à formação do endométrio, indicando resultado negativo. Resolução O teste verifica a presença do hormônio gonadotro- fina coriônica na urina. 64 DD Uma fibra muscular isolada obedece à “Lei do Tudo ou Nada”. Qual gráfico, entre os abaixo apresentados, melhor mostra o grau de contração (X) de uma fibra individualizada em função da intensidade do estímulo (Y) a ela aplicado? Resolução As fibras musculares obedecem à lei do tudo ou nada, ou seja, em resposta a um estímulo elas se contraem ou não, e quando o fazem, atigem máxima inten- sidade. O gráfico da alternativa d representa essa lei. 65 EE Na genealogia abaixo, a pessoa indicada pelo número 4 apre- sentou a doença hemolítica do recém-nascido. Sabe-se que a pessoa indicada pelo número 6 apresenta antígeno Rh em suas hemácias e que as pessoas indicadas pelos números 3 e 7 não apresentam esse antígeno em suas hemácias. A partir da análise desses dados, assinale a alternativa incorreta: a) A pessoa indicada pelo número 1 é Rh positivo. b) A pessoa indicada pelo número 2 é Rh negativo. c) A pessoa indicada pelo número 5 pode ser Rh negativo. d) As pessoas indicadas pelos números 3 e 7 são capazes de produzir anticorpos anti-Rh, caso recebam sangue Rh positivo. e) A pessoa indicada pelo número 6 tem chance de ter descendentes com a doença hemolítica do recém-nas- cido. Resolução A doença hemolítica do recém-nascido só acontece em crianças Rh positivas, filhas de mães Rh nega- tivas. ENEM/2013 – 31 ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 31
  • 32. 66 EE Um aluno, com diabete melito, aplicou insulina após a refeição. A introdução dessa substância na circulação permite a) aumentar a glicemia por um determinado tempo. b) aumentar a secreção de algumas enzimas proteolíticas. c) facilitar a saída de glicose do fígado para regular a glicemia. d) reduzir a digestão de gorduras, com isso diminuindo o risco de infarto. e) facilitar a entrada de glicose nas células. Resolução A insulina facilita a entrada de glicose do sangue nas células. 67 BB Quanto mais próximos entre si estiverem dois pares de alelos num mesmo cromossomo, mais díficil será a permuta entre eles. É que fica menos provável o crossing ocorrer pegando um dos pares, mas não envolvendo o outro. Logo, a taxa de recombinação gênica no linkage é inversamente proporcional à proximidade entre os pares de genes. Quanto mais próximos os genes, menos recombinações ocorrerão entre eles. Os genes DPRS situam-se no mesmo cromossomo e estão linearmente dispostos. Na tabela a seguir, obtida por meio de uma série de cruzamentos-teste, aparecem as frequências de permutação que ocorrem entre os genes. Analisando a tabela, concluímos que a disposição dos genes no cromossomo é: a) DRSP b) PDSR c) RDSP d) SDPR e) DPRS Resolução As distâncias entre os genes são indicadas pelas fre- quências de permutação, daí o seguinte mapa: 68 EE Durante um ato-reflexo, a medula espinal pode fazer o corpo responder a estímulos em uma velocidade sur- preendente. Por exemplo, quando o médico testa os reflexos do paciente realizando um teste patelar, ou seja, batendo com um martelinho em seu joelho, é correto afirmar que 1) a resposta ao estímulo ocorre de forma independente do encéfalo; 2) um neurônio sensitivo e um neurônio motor participam da elaboração da resposta motora; 3) um neurônio associativo faz a conexão entre o neu- rônio sensitivo e o neurônio motor durante a resposta motora. Está (ão) correta (s) apenas: a) 1 b) 3 c) 1 e 3 d) 2 e 3 e) 1 e 2 Resolução A participação de um neurônio associativo ocorre no arco-reflexo composto. O teste patelar envolve um arco-reflexo simples com apenas dois neurônio: sensitivo e motor. Genes Frequências de permutação S – D 2% R – S 9% P – S 8% D – R 11% D – P 6% ENEM/201332 – ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 32
  • 33. 69 DD Os esquemas a seguir representam o saco embrionário com núcleos numerados de 1 a 8 e o tubo polínico com núcleos 9, 10 e 11, ambos gametófitos das plantas an- giospermas. O embrião da semente e o endosperma originam-se das fecundações dos núcleos, respecti- vamente: a) 2 + 9 e 11 + 4, 6 e 8 b) 2 + 11 e 10 + 4 e 5 c) 7 + 10 e 9 + 2 e 7 d) 7 + 10 e 11 + 4 e 5 e) 7 + 9 e 10 + 4 e 5 Resolução Considerando-se que os núcleos 6 e 7 são as sinérgides do saco embrionário, temos: 7 é oosfera, 4 e 5, os núcleos polares e 1, 2 e 3, as antípodas. No tubo polínico, temos: 9 – núcleo vegetativo 10 – 1.o núcleo espermático 11 – 2.o núcleo espermático Na dupla fecundação das angiospermas, o embrião (2N) origina-se da fecundação do 1.o núcleo espermá- tico (10) com a oosfera (7). O endosperma triploide provém da união do 2.o nú- cleo espermático (11) com os núcleos polares (4 e 5). 70 CC Analise o texto a seguir. Metade do CO2 produzido pela queima dos combustíveis fósseis chega aos oceanos e pode reagir com a água, aumentando a concentração de hidrogênio H+. Estes íons tiram da água o carbonato, componente importante do esqueleto de animais marinhos como moluscos, corais, equinodermos e protozoários marinhos. O carbonato é fundamentos na formação do a) endoesqueleto de mariscos e caramujos. b) endoesqueleto de ostras, siris e caranguejos. c) endoesqueleto de ouriços e estrelas-do-mar. d) exoesqueleto de lagostas, tubarões e robalos. e) exoesqueleto de camarões, mariscos e aranhas. Resolução Equinodermos (ouriços, estrelas-do-mar, serpentes-do- mar e bolachas-do-mar) têm constituição calcária no seu endoesqueleto. 71 AA Ao deixarem de ser nômades, caçadores e coletores, os humanos se estabeleceram em áreas determinadas e começaram a cultivar plantas. Nesse processo, as paisa- gens naturais foram modificadas, sendo retirada a co- bertura vegetal original para dar lugar às plantas cultivadas. Ao mesmo tempo, começou-se a domesticar animais, entre estes, os gatos. Estudos paleontológicos recentes mostraram que os felinos se aproximavam atraídos por roedores, entre estes, os ratos, que por sua vez eram atraídos pelos grãos que eram colhidos e armazenados. Aponte o gráfico que melhor representa o fluxo de energia da interação entre grãos, ratos e gatos. Resolução O fluxo energético é unidirecional, iniciando-se com os produtores (plantas autótrofas) e daí passando para os consumidores primários (ratos) e destes para os consumidores secundários (gatos). A quantidade de energia é sempre maior nos produtores e diminui progressivamente para os consumidores. ENEM/2013 – 33 ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 33
  • 34. 72 DD As plantas verdes são capazes de aproveitar o nitrogênio inorgânico, ou seja, são autotróficas não só em relação ao carbono, mas também em relação ao nitrogênio. Quando se fala que as plantas são autotróficas em relação ao nitrogênio inorgânico, pode-se dizer que no seu metabolismo utilizam NO– 3 e NH4 + para a biossíntese de: a) carotenoides e vitamina A. b) xantofilas e citocinina. c) lipídios e fosfolipídios. d) aminoácidos e proteínas. e) aminas e celulose. Resolução O nitrogênio inorgânico é utilizado na síntese de ami- noácidos e aminas, a partir dos quais produzem proteí- nas, ácidos nucleicos e outros compostos nitrogenados. 73 DD Francisco foi contratado para trabalhar como jardineiro em uma residência na cidade de São Paulo. Os proprietários do imóvel exigiram que ele mantivesse a grama sempre irrigada e aparada a uma altura específica, o que, dependendo da época do ano, exigiu podas mais ou menos frequentes. Considerando que o balanço entre taxa de fotossíntese e taxa de respiração varia ao longo do ano em razão das diferenças de temperatura, intensidade luminosa e períodos de claro e escuro ao longo das 24 horas do dia, pode-se afirmar corretamente que as podas foram a) mais frequentes entre outubro e dezembro, período no qual a luminosidade intensa determinou o aumento da taxa de fotossíntese, mantendo o gramado no seu ponto de compensação fótica. b) mais frequentes entre dezembro e fevereiro, período no qual o aumento da intensidade luminosa deter- minou um aumento na taxa de respiração. c) menos frequentes entre abril e junho, período no qual as baixas temperaturas determinaram o aumento da taxa de respiração e colocaram o gramado acima de seu ponto de compensação fótica. d) menos frequentes entre junho e agosto, período no qual a diferença entre a taxa de fotossíntese e a taxa de respiração tornou-se menor. e) menos frequentes entre agosto e outubro, período no qual os dias mais curtos em relação às noites levaram a uma taxa de fotossíntese abaixo da taxa de res- piração. Resolução As podas mais frequentes dos gramados deverão acontecer nos períodos de maior crescimento das plantas (primavera e verão) e serão menos frequentes no outono e principalmente no inverno. 74 EE Neste ano, na Região Sudeste o período chuvoso foi mui- to intenso e muitas famílias foram vítimas das enchentes. As chuvas provocaram erosões, desabamentos e uma série de doenças direta ou indiretamente transmitidas pe- las águas acumuladas em enchentes. Sobre essas enfermidades, é correto afirmar que a) a cólera é causada pela bactéria Vibrio cholerae multiplicada no intestino delgado e produtora de uma toxina que induz as células intestinais a liberarem água e sais. Adquire-se a bactéria pela inalação de grandes quantidades de esporos, geralmente presentes nos solos alagados. b) a dengue é provocada por uma bactéria que infecta o mosquito Aedes aegypti na condição de hospedeiro intermediário. c) o botulismo é uma doença bastante comum na época das chuvas em consequência da ingestão de água contaminada. É causada por uma bactéria aeróbica que libera esporos muito resistentes. d) durante as chuvas, os casos de gripe aumentam muito, pois, assim como o resfriado, a bactéria penetra pelas vias respiratórias gerando coriza e tosse e) a leptospirose é uma enfermidade gerada por uma bactéria e transmitida pela urina do rato, com incidência maior nas zonas de saneamento precário, vitimadas por enchentes e alagamentos. Resolução Observemos as características das enfermidades cita- das: – Cólera: bactéria contida na água poluída com fezes de indivíduos doentes. – Dengue: provocada por vírus transmitido pelas fêmeas do mosquito Aedes aegypti. – Botulismo: bactéria que produz a toxina botulínica, encontrada em alimentos contaminados. – Gripe e resfriado: doenças viróticas. – Leptospirose: bactéria encontrada na urina do rato. ENEM/201334 – ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 34
  • 35. 75 CC Hemácias de um animal foram colocadas em meio de cultura em vários frascos com diferentes concentrações das substâncias A e B, marcadas com isótopo de hidrogênio. Dessa forma, os pesquisadores puderam acompanhar a entrada dessas substâncias nas hemácias, como mostra o gráfico apresentado a seguir. Está correto o que se escreveu na alternativa: a) As duas substâncias penetram na célula livremente, por um mecanismo de difusão facilitada, porém a entrada da substância A ocorre por transporte ativo, como indica sua representação linear no gráfico. b) A substância A entra na célula por transporte ativo, enquanto a substância B difunde-se passivamente pela membrana. c) A substância A difunde-se livremente através da membrana; já a substância B entra na célula por um transportador que, ao se saturar, mantém constante a velocidade de transporte através da membrana. d) As substâncias A e B atravessam a membrana da mesma forma, porém a substância B deixa de entrar na célula a partir da concentração de 2 mg/mᐉ. e) A quantidade da substância A que entra na célula é diretamente proporcional a sua concentração no meio extracelular, e a de B, inversamente proporcional. Resolução A substância A penetra livremente através da mem- brana plasmática por simples difusão, enquanto B é transportada por uma proteína de membrana. As questões de números 76 a 78 baseiam-se no texto a seguir. A hidroxocobalamina, que faz parte do complexo B, é usada em altas concentrações como antídoto para o cianeto. O gás, o mesmo que já foi usado no extermínio de judeus nos campos de concentração nazistas, é subproduto da queima de diversos componentes usados na indústria, como o plástico acrílico e a espuma de poliuretano. Esta última, de acordo com os peritos que investigam o incêndio em Santa Maria, foi usada no isolamento acústico da boate. Capaz de matar em poucos minutos, o cianeto bloqueia a cadeia respiratória das células, impedindo que o oxi- gênio chegue aos órgãos e tecidos. Quando usada logo após a exposição, a hidroxocobalamina salva vidas. Informações adicionais: • O gás cianídrico é o cianeto de hidrogênio (HCN) no estado gasoso. • A fórmula estrutural da hidroxocobalamina é: • A massa molar da hidroxocobalamina é aproximada- mente igual a 1,3 x 103 g/mol e a massa molar do cobalto é 59 g/mol. 76 CC Entre as funções orgânicas presentes na hidroxocobala- mina, encontram-se a) álcool e ácido carboxílico. b) álcool e fenol. c) amida e álcool. d) amida e ácido carboxílico. e) amida e fenol. ENEM/2013 – 35 ENEM_PROVA1_24_8_PROF_ALICE 08/08/13 13:48 Página 35