12º ano gramática

283 visualizações

Publicada em

ficha de trabalho

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
283
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

12º ano gramática

  1. 1. 12º ano- Revisão de Classes de Palavras A- Identifique a classe e a respetiva subclasse a que pertencem as palavras destacadas nas frases seguintes: 1. O último canto de Os Lusíadas diz respeito ao regresso dos navegadores a Portugal. 2. O segundo ato de Felizmente Há Luar trata da execução de Gomes Freire de Andrade. 3. A ação inquisitorial teve efeitos catastróficos na população popular portuguesa. 4. Baltasar e Blimunda conheceram-se no Auto-de-Fé, depois de abençoados como marido e mulher pelo padre Bartolomeu Lourenço de Gusmão. 5. Provavelmente os portugueses não teriam vencido a batalha de Aljubarrota se Nun’Álvares e D. João, Mestre de Avis, não tivessem ajudado. 6. Principal Sousa pregava fervorosamente contra os conspiradores e inimigos da pátria. 7. Os assalariadosdoConventode Mafratrabalharammuito para que,pelomenos,abasílica fosse inaugurada na data prevista por D. João V. 8. A rainha D. Maria Ana Josefa não aceitou qualquer relação com o cunhado, o infante D. Francisco. 9. Todas as classessociaisestavamsujeitas à condenação do Santo Ofício, inclusivamente os próprios padres. 10. D. Maria Ana Josefa- “ Não mostrais, D. João, o convento a vossa filha porquê?”. 11. A quintaonde bartolomeu,Baltasare Blimundaconstruíamapassarolafoi restituídaa seudono,o Duque de Aveiro. 12. Os homens que denunciaram (ou contribuíram indiretamente para isso) Gomes Freire foram Morais Sarmento, Corvo e Vicente. 13. Enquanto a Infanta D. Maria Bárbara tinha lições de piano com Scarlatti, o narrador omnisciente aproveita para tecer comentários sobre o seu mau jeito e inaptidão para a música. 14. Nem tempestades nem deuses oponentes impediram os nossos navegadores de chegar à Índia. 15. Quando foram recrutados à força para trabalhar na construção do convento, os trabalhadores não protestaram muito nem se revoltaram colectivamente. 16. Blimunda tanto procurou o seu homem que o encontrou no Auto-de-Fé. 17. D. João V ordenou que fossem aceleradas as obras para a inauguração. 18. Se houvesse alguém honesto na Junta de Regência, Gomes Freire nunca seria executado. 19. Ao regressar a Mafra, Baltasar perguntou ao pai se poderia ficar ali a viver com Blimunda.
  2. 2. 20. A procissãodoCorpo de Deusassemelhou-seàsoutrasprocissõesportuguesassetecentistas, portanto teve santosde váriasigrejas,multidõesaassistir,confrariasinteirasde padrese fradese permitiu a el-rei D. João V surgir magnânimo e faustoso. 21. “Ó rodas, ó engrenagens,r-r-r-r-r-r eterno!” 22. Assim que se ouviam os tambores, os populares sabiam que se aproximava a polícia. 23. Algumaspersonagensde MemorialdoConventosãoconsideradasde forma dupla: personagens da História (reais) e personagens da ficção (inventadas). 24. Em qualquerpoemade RicardoReispodemosencontrar,diretaouindiretamente,influênciasdoEpicurismo e do Estoicismo. 25. Durante a construção do convento, uma tempestade de vento destruiu andaimes e partes da obra já erguidas. 26. Fernando Pessoa escreveu a Adolfo Casais Monteiro. 27. Depois de ter encontrado Baltasar, Blimunda recolheu a sua vontade. 28. Saramago escrevia bastante. 29. Sttau Monteiro deixou uma obra literária maravilhosa e muito interventiva. 30. O recital da Infanta Maria Bárbara mostrou uma menina sem talento para a música. 31. Corvo é um dos oponentes a Gomes Freire. 32. A saia que Matilde vestia, no final, era verde por ser símbolo de esperança. 33. Felizmente há Luar! 34. Memorial do Convento. 35. Os Lusíadas. 36. As caravelas portuguesas pareciam frágeis mas resistiam muito bem às adversidades marítimas. 37. Beresford desprezava a nossa pátria. 38. Principal Sousa queria saber da sua vida e não da nossa. 39. Gomes Freire era um bom líder dos seus soldados. 40. Manuel era o companheiro de Rita. 41. Os pais de Baltasar eram pobres, mas viviam com dignidade. 42. Mafra foi o local escolhido porque aí havia mais espaço do que em Lisboa. 43. Qualquer rainha sofre, quando vê os filhos irem para o estrangeiro para se casarem.
  3. 3. 44. Pobres Ana Josefa e Maria Bárbara! Ambas choravam copiosamente, na hora da partida. 45. Para cada dia de trabalho os assalariados levavam o seu farnel. 46. Quando surgiu aquela tempestade tão forte, todos pensavam que os materiais seriam completamente destruídos. 47. Certas personagens que vemos em cena, em Felizmente Há Luar, são apenas figurantes. 48. As procissões religiosas do Memorial do Convento deixam-nos ver toda a pompa e circunstância do clero. 49. O Infante D. Francisco não só era invejoso, mas também era cruel. 50. A descrição da tourada constitui uma das sequências mais sangrentas do romance saramaguiano.
  4. 4. B- Modos e Tempos Verbais Classifique as formas verbais que encontrará destacadas nas frases que se seguem. 1. Os frades do convento tinham encontrado na promessa de D. João V um motivo de grande alegria. 2. D. João V só queria que os trabalhadores do convento acelerassem as obras para que a inauguração decorresse no dia do seu 41º aniversário. 3. Durante a ação do SantoOfício,nemaquelesque tivessemdenunciadobruxase judeus estavam seguros de que a fogueira nunca os iria afetar. 4. D. Miguel Forjaz:” Aqueles que encontrarem o líder dos conspiradores contra a nossa Junta de Regência terão merecida recompensa!” 5. D. Miguel Forjaz: “Felizmente há Luar!” 6. Blimunda procurara Baltasar, durante nove anos, até que finalmente o encontrou num Auto-de-Fé. 7. D. João V para Domenico Scarlatti:” Se tocardes mais uma música oferecer-vos-ei com gosto umas boas iguarias para o jantar, meu caro Scarlatti!” 8. Blimunda para a nuvem de Baltasar: “Vem!” 9. Aindao primeiroatodapeça ia a meioe já o Marechal Beresfordtinha reafirmadooseudesejode recebero dinheiroprometidopelaCoroa,nãose importando com o bem-estardosportuguesesfamintose miseráveis. 10. Nem depois dos pedidos de Matilde, os populares foram capazes de a apoiar. Identifique e classifique agora as formas verbais presentes na seguinte listagem: 1. Tivéssemos inaugurado 2. Felicitastes 3. Teríamos visto 4. Serviriam 5. Celebrardes 6. Dancemos 7. Executara 8. Celebrarei 9. Tenha oferecido
  5. 5. 10. Convidaríeis 11. Convidássemos 12. Encetando 13. Ames 14. Tenham vendido 15. Tendo amado 16. Distribuir 17. Amarmos 18. Cantavam 19. Tinhas visto 20. Temos lido
  6. 6. A Frase complexa Identifique as orações destacadas nas frases que se seguem. 1. Matilde de MelonemconseguiupersuadirPrincipal Sousa a libertar Gomes Freire, nem foi capaz de mover influências no seio da Junta de Regência. 2. RicardoReisfoi o grande heterónimodoClassicismoe doEpicurismo, todavia reconhece Caeiro como o seu verdadeiro mestre. 3. O ortónimo não só sofria com a nostalgia da infância, mas também se angustiava com a idade adulta insatisfatória. 4. Os nossos navegadores foram eficazmente auxiliados pelos deuses adjuvantes, portanto cumpriram a sua missão marítima descobridora. 5. Luís Vaz de Camões invocou as Tágides para que conseguisse escrever em verso os feitos heróicos dos portugueses. 6. Todas as vezes que a viagem marítima parecia bem encaminhada, sofria algum contratempo. 7. Camões acreditava que elevaria o valor dos portugueses com a sua epopeia. 8. Quem lê os poemas de Pessoa ortónimo percebe imediatamente a sua grande multiplicidade de sentimentos. 9. Os poemas heteronímicos, cujos autores são três, mostram influências estéticas amplamente diferentes. 10. As personagens que pertencem ao panteão greco-latino podem dividir-se em adjuvantes e oponentes. 11. D. Miguel Forjaz não aceitaria o poder do povo, ainda que recebesse muito dinheiro por isso. 12. A Índia, onde os navegadores portugueses estabeleceram boas relações comerciais, foi um verdadeiro oásis na economia portuguesa de quinhentos. 13. Portugal não parecia ouvir os apelos de Camões nem se preocupava muito com conhecimentos intelectuais. 14. Nem as ninfas se faziam difíceis, nem os navegadores recusavam seus amores. 15. TétisofereceuaAdamastorumgrande desgostoamoroso, porconseguinte ele enraivecia-se cada vez mais. 16. O Adamastor tanto se isolou que se transformou num monstro horrível. 17. Paulo da Gama afirmou que apoiaria seu irmão em todas as decisões.
  7. 7. 18. Mal acabe a leitura desta estância, farei um intervalo. 19. A Máquina do Mundo foi um privilégio dado a Vasco da Gama, uma vez que lhe permitiu ver o globo terrestre. 20. O estudo é essencial aos alunos para que consigam as notas esperadas.
  8. 8. Funções Sintáticas Identifique as funções sintáticas dos constituintes destacados na listagem que se segue. 1. Baltasar e Blimunda ficaram chocados com a morte do Padre Bartolomeu de Gusmão. 2. No início do primeiro ato de Felizmente há Luar!, Manuel expressa melancolicamente a sua angústia. 3. Ricardo Reis diz a Lídia que se sente com ele à beira do rio. 4. AlbertoCaeirovoltava das viagens pela natureza com energia renovada e com um sentimento de renascer constante. 5. Pessoa ortónimo foi absorvido pela ceifeira, mulher do povo que cantava inocentemente, enquanto trabalhava. 6. Álvaro de Campos nomeou a máquina sua musa. 7. A mulher de Gomes Freire lutou pela sua libertação até ao fim. 8. Vicente mostrou-se orgulhoso da sua espionagem. 9. Vasco da Gama não foi o mesmo depois da viagem marítima. 10. Pelo que se pode ler no Canto X, as ninfas de vestidos transparentes recompensaram bem os nossos navegadores. 11. O jovem de pele branca, que encontramos no poema Menino de sua Mãe, na verdade “jaz morto e apodrece”, depois de ferido mortalmente na guerra. 12. A obra OsLusíadas, epopeiasublime,permaneceintemporal,entre outrasrazões,pelasintervençõescríticas do poeta Luís Vaz de Camões. 13. Blimunda ficou responsável por recolher vontades. 14. O romance que nós lemos foi Memorial do Convento. 15. D. João V nomeou um assalariado seu intermediário. 16. A viagem marítima decorreu com alguns problemas. 17. As especiarias e a caxemira provêm da Índia. 18. Gomes Freire foi executado depois da decisão injusta. 19. Fernando Pessoa, poeta multifacetado, desdobrou-se em ortónimo e heterónimos.
  9. 9. Atos de fala Identifique os atos de fala presentes nos seguintes enunciados: 1- Alberto Caeiro é o mestre de Ricardo Reis. 2- “Derrama no meu coração / a tua incerta voz ondeando!” 3- Padre da Inquisição –“Ordeno-vos,meusmandatários,que persigaisaté aofimBartolomeuLourençode Gusmão!”. 4- Baltasar Sete-Sóis- “ garanto-te, Blimunda, que esta passarola vai voar em breve!” 5- “ Que mortes, que perigos, que tormentas,/ Que crueldades neles experimentadas!” 6- D. Miguel Forjaz- “Declaro por terminada a conspiração popular contra a honesta e justa Junta de Regência!” 7- DomenicoScarlatti –“ Nãotemas,Blimunda,que te ajudarei apôr essapassarolaa voar e nunca contarei o nosso segredo!” 8- Matilde de Melo –“ principal Sousa, exijo que libertes o meu Gomes Freire!” 9- D. João V- “Nomeio-te, meu pajem, trabalhador do meu convento de Mafra!” 10- Manuel Milho – “Admito, camaradas, que a minha história da rainha e do ermitão simboliza todo o homem e toda a mulher que procura a raiz do seu ser e da sua essência.” 11- Morais Sarmento- “Discordo, Sua Alteza, da ideia de executar o General Gomes Freire de Andrade porque o povo pode-se revoltar contra nós…” 12- Infanta D. Maria Bárbara –“ Meu pai, quero que me mostreis, hoje mesmo, o convento que foi erguido em meu nome!” 13- Um dos sete bispos que baptizou Maria Bárbara- “ Eu te batizo, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo!” 14- Blimunda – “Juro-te, Baltazar Mateus, que nunca te verei por dentro, só olharei para ti, depois de comer!” 15- Gigante Adamastor( para Vascoda Gama)- “Aviso-te que saias,parateubem, daságuas que são minhas, ou eu usarei a minha força!”.

×