SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Os micróbios são seres que não conseguimos ver a “olho nu”, ou seja, não os conseguimos ver sem a ajuda
do microscópio. Alguns micróbios são causadores de doenças e são chamados de patogénicos e podem ser
transmitidos para o ser vivo diretamente ou podem contagiar-se de um ser vivo para outro. Eles invadem e
infetam o nosso organismo a partir de feridas abertas ou até as nossas aberturas naturais do corpo.
Existem 4 tipos de micróbios: os Vírus, as Bactérias, os Protozoários e os Fungos.
Os Vírus são partículas que só podem ser obsevadas ao microscópio eletrónico e só realizam as suas funções
dentro de células vivas. Ex. de doenças: Sida,gripes, herpes, hepatites, catapora, varíola, ébola, etc.
As Bactérias são seres unicelulares sem núcleo organizado. Pertemcem ao Reino Monera. Ex. de doenças:
Blenorragia, botulismo, brucelose, antraz, cárie dentária, tétano, tuberculose, etc.
Os Protozoários são seres unicelulares com núcleo organizado que normalmente vivem em ambientes aquáticos.
Pertencem ao Reino Protista. Ex de doenças: Amebíase, Doença do sono, malária, Leishmaniose Visceral,etc.
Alguns Fungos são pluricelulares e outros são unicelulares. Eles vivem á custa dos outros animais parazitando-os e
pertencem ao Reino dos Fungos. Ex de doenças: moniliose, micoses ou “pé-de-atleta”,míldio da videira, etc.
Mas nem todos os micróbios são causadores de doenças. Também existem os micróbios úteis ou não patogénicos
que ajudam o homem a fazer vacinas, medicamentos, antibióticos, a fabricar o pão e a cerveja (leveduras), fabrico
do iogurte e queijo a partir do leite (bactérias lácteas), entre outros.
Para nos proteger contra determinadas doenças, o nosso organismo dispõe de defesas naturais, tanto externas como
internas. As defesas externas impedem a entrada de micróbios. Ex: pele, pestanas, muco, pelos das fossas nasais,
lágrimas, meio ácido no estômago, bactérias úteis no intestino,etc. E as defesas internas destroem os micróbios que
conseguiram entrar dentro do organismo de duas maneiras: Fagocitose, os leucócitos envolvem-nos no seu interior e
destroem-nos, e os Linfócitos produzindo anticorpos ,um tipo de leucócito fabricado na medula óssea vermelha.
Caso o mesmo micróbio atacar o organismo novos anticorpos surgiram para defender o organismo , a isto chama-se
imunidade.
Para além das doenças, também podemos ter hábitos de higiene que nos ajudam a eliminar muitos dos micróbios
como por exemplo: lavar os dentes após as refeições, tomar banho todos os dias, lavar as mãos, limpar a casa, lavar
os lençois das camas semanalmente, deitar os resíduos orgânicos no contentador apropriado, etc.
Mas existem mais três meios de eliminação e proteção dos micróbios:
A Desinfeção - eliminar os micróbios com o uso de substâncias antissépicas (ex: álcool, água-oxigenada, tintura de
iodo ou betadine) que desinfectam feridas.
A Esterilização – Destruição de micróbios, normalmente, através de temperaturas elevadas.
A Vacinação – Permite ao organismo adquirir imunidade a algumas doenças graves produzindo anticorpos para esses
tipos de doenças injectando uma vacina; a vacina é constituída por micróbios patogénicos mortos ou por toxinas de
ação atenuada.
Microorganismos 40

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (19)

Microbios
MicrobiosMicrobios
Microbios
 
MicróBios
MicróBiosMicróBios
MicróBios
 
Sara, miriam e vivi (2)
Sara, miriam e vivi (2)Sara, miriam e vivi (2)
Sara, miriam e vivi (2)
 
Os microrganismos grelha
Os microrganismos grelhaOs microrganismos grelha
Os microrganismos grelha
 
Microorganismos
MicroorganismosMicroorganismos
Microorganismos
 
Condições Favoráveis ao Desenvolvimento dos Micróbios
Condições Favoráveis ao Desenvolvimento dos MicróbiosCondições Favoráveis ao Desenvolvimento dos Micróbios
Condições Favoráveis ao Desenvolvimento dos Micróbios
 
Microrganismos trabalho
Microrganismos   trabalhoMicrorganismos   trabalho
Microrganismos trabalho
 
Micróbios
Micróbios Micróbios
Micróbios
 
Micróbios
MicróbiosMicróbios
Micróbios
 
Doenças causadas por bactérias
Doenças causadas por bactérias Doenças causadas por bactérias
Doenças causadas por bactérias
 
Micróbios
MicróbiosMicróbios
Micróbios
 
Os microorganismos (1)
Os microorganismos (1)Os microorganismos (1)
Os microorganismos (1)
 
Os microrganismos, higiene e problemas sociais
Os microrganismos, higiene e problemas sociaisOs microrganismos, higiene e problemas sociais
Os microrganismos, higiene e problemas sociais
 
4ºbim microorganismos - para impressão
4ºbim   microorganismos - para impressão4ºbim   microorganismos - para impressão
4ºbim microorganismos - para impressão
 
Os microrganismos
Os microrganismosOs microrganismos
Os microrganismos
 
Os micróbios
Os micróbiosOs micróbios
Os micróbios
 
Micróbios
MicróbiosMicróbios
Micróbios
 
Micróbios
MicróbiosMicróbios
Micróbios
 
Trabalho de grupo microorganismos
Trabalho de grupo microorganismosTrabalho de grupo microorganismos
Trabalho de grupo microorganismos
 

Destaque

Programação dia 25 de junho
Programação dia 25 de junhoProgramação dia 25 de junho
Programação dia 25 de junhoportaldoplanalto
 
Bolsa x hacer
Bolsa x hacerBolsa x hacer
Bolsa x hacerShin Rock
 
Se informa al personal del cesfam garin que se encuentra a disposicion de uds
Se informa al personal del cesfam garin que se encuentra a disposicion de udsSe informa al personal del cesfam garin que se encuentra a disposicion de uds
Se informa al personal del cesfam garin que se encuentra a disposicion de udsCesfamgarin
 
Actividad clase 7 modulo 3-wilbert díaz frías
Actividad clase 7 modulo 3-wilbert díaz fríasActividad clase 7 modulo 3-wilbert díaz frías
Actividad clase 7 modulo 3-wilbert díaz fríaswilbert1984
 
Projeto: Inclusão Digital do Conselho Gestor
Projeto: Inclusão Digital do Conselho GestorProjeto: Inclusão Digital do Conselho Gestor
Projeto: Inclusão Digital do Conselho GestorLABICEDCOM
 
Informativo julho 2012 n4
Informativo julho 2012 n4Informativo julho 2012 n4
Informativo julho 2012 n4VPR S Pedro
 
Comissão Política PSD Cartaxo FUNDAMENTAL
Comissão Política PSD Cartaxo FUNDAMENTALComissão Política PSD Cartaxo FUNDAMENTAL
Comissão Política PSD Cartaxo FUNDAMENTALPsd Cartaxo
 
Gabarito do Simulado do Vale a pena ver de novo - 22 de julho
Gabarito do Simulado do Vale a pena ver de novo - 22 de julhoGabarito do Simulado do Vale a pena ver de novo - 22 de julho
Gabarito do Simulado do Vale a pena ver de novo - 22 de julhoIsaquel Silva
 
Dados da consulta pública para a licitação do Transporte Coletivo
Dados da consulta pública para a licitação do Transporte ColetivoDados da consulta pública para a licitação do Transporte Coletivo
Dados da consulta pública para a licitação do Transporte ColetivoOBlumenauense Notícias de Blumenau
 

Destaque (20)

Programação dia 25 de junho
Programação dia 25 de junhoProgramação dia 25 de junho
Programação dia 25 de junho
 
Bolsa x hacer
Bolsa x hacerBolsa x hacer
Bolsa x hacer
 
Se informa al personal del cesfam garin que se encuentra a disposicion de uds
Se informa al personal del cesfam garin que se encuentra a disposicion de udsSe informa al personal del cesfam garin que se encuentra a disposicion de uds
Se informa al personal del cesfam garin que se encuentra a disposicion de uds
 
Outubro 2009
Outubro 2009Outubro 2009
Outubro 2009
 
Pg 0057
Pg 0057Pg 0057
Pg 0057
 
Litoral sul 22 07-12
Litoral sul 22 07-12Litoral sul 22 07-12
Litoral sul 22 07-12
 
Descubra as Palavras
Descubra as PalavrasDescubra as Palavras
Descubra as Palavras
 
Actividad clase 7 modulo 3-wilbert díaz frías
Actividad clase 7 modulo 3-wilbert díaz fríasActividad clase 7 modulo 3-wilbert díaz frías
Actividad clase 7 modulo 3-wilbert díaz frías
 
Projeto: Inclusão Digital do Conselho Gestor
Projeto: Inclusão Digital do Conselho GestorProjeto: Inclusão Digital do Conselho Gestor
Projeto: Inclusão Digital do Conselho Gestor
 
Gilvan
GilvanGilvan
Gilvan
 
Apresentação2
Apresentação2Apresentação2
Apresentação2
 
Apre
ApreApre
Apre
 
Caminhos para a realização profissional
Caminhos para a realização profissionalCaminhos para a realização profissional
Caminhos para a realização profissional
 
Atividade complementar
Atividade complementarAtividade complementar
Atividade complementar
 
Informativo julho 2012 n4
Informativo julho 2012 n4Informativo julho 2012 n4
Informativo julho 2012 n4
 
Organizacion de sistemas
Organizacion de sistemasOrganizacion de sistemas
Organizacion de sistemas
 
Maná da Segunda 23/07/2012
Maná da Segunda 23/07/2012Maná da Segunda 23/07/2012
Maná da Segunda 23/07/2012
 
Comissão Política PSD Cartaxo FUNDAMENTAL
Comissão Política PSD Cartaxo FUNDAMENTALComissão Política PSD Cartaxo FUNDAMENTAL
Comissão Política PSD Cartaxo FUNDAMENTAL
 
Gabarito do Simulado do Vale a pena ver de novo - 22 de julho
Gabarito do Simulado do Vale a pena ver de novo - 22 de julhoGabarito do Simulado do Vale a pena ver de novo - 22 de julho
Gabarito do Simulado do Vale a pena ver de novo - 22 de julho
 
Dados da consulta pública para a licitação do Transporte Coletivo
Dados da consulta pública para a licitação do Transporte ColetivoDados da consulta pública para a licitação do Transporte Coletivo
Dados da consulta pública para a licitação do Transporte Coletivo
 

Semelhante a Microorganismos 40

Biossegurança
BiossegurançaBiossegurança
Biossegurançaclinicansl
 
Trabalhoooocnjana
TrabalhoooocnjanaTrabalhoooocnjana
TrabalhoooocnjanaCarla Gomes
 
Trabalhoooocnjana
TrabalhoooocnjanaTrabalhoooocnjana
TrabalhoooocnjanaCarla Gomes
 
Sebenta de bacteriologia
Sebenta de bacteriologiaSebenta de bacteriologia
Sebenta de bacteriologiaJaime Miguel
 
Licao 1 microrganismos_10_10_2006
Licao 1 microrganismos_10_10_2006Licao 1 microrganismos_10_10_2006
Licao 1 microrganismos_10_10_2006Ruth Oliveira
 
Microrganismos_João Couto_6º CF.pptx
Microrganismos_João Couto_6º CF.pptxMicrorganismos_João Couto_6º CF.pptx
Microrganismos_João Couto_6º CF.pptxMaria Céu Santos
 
Microrganismos_João Couto_6º CF.pptx
Microrganismos_João Couto_6º CF.pptxMicrorganismos_João Couto_6º CF.pptx
Microrganismos_João Couto_6º CF.pptxMaria Céu Santos
 
Bacterias na vida humana 2 ano
Bacterias na vida humana 2 anoBacterias na vida humana 2 ano
Bacterias na vida humana 2 anoitamyr
 
aencsi6_ppt_patogenicos.pptx hhhhhhhhhhhhhhhhhh
aencsi6_ppt_patogenicos.pptx hhhhhhhhhhhhhhhhhhaencsi6_ppt_patogenicos.pptx hhhhhhhhhhhhhhhhhh
aencsi6_ppt_patogenicos.pptx hhhhhhhhhhhhhhhhhhmariagrave
 
Microrganismos Oscar Couto_6º CF.pptx
Microrganismos Oscar Couto_6º CF.pptxMicrorganismos Oscar Couto_6º CF.pptx
Microrganismos Oscar Couto_6º CF.pptxMaria Céu Santos
 

Semelhante a Microorganismos 40 (20)

Microrganismos
MicrorganismosMicrorganismos
Microrganismos
 
Micróbios
MicróbiosMicróbios
Micróbios
 
Biossegurança
BiossegurançaBiossegurança
Biossegurança
 
Trabalhoooocnjana
TrabalhoooocnjanaTrabalhoooocnjana
Trabalhoooocnjana
 
Trabalhoooocnjana
TrabalhoooocnjanaTrabalhoooocnjana
Trabalhoooocnjana
 
Vírus e reino monera
Vírus e reino moneraVírus e reino monera
Vírus e reino monera
 
Microbiologia UNOPAR.pptx
Microbiologia UNOPAR.pptxMicrobiologia UNOPAR.pptx
Microbiologia UNOPAR.pptx
 
1
11
1
 
Sem título 1
Sem título 1Sem título 1
Sem título 1
 
Sebenta de bacteriologia
Sebenta de bacteriologiaSebenta de bacteriologia
Sebenta de bacteriologia
 
Licao 1 microrganismos_10_10_2006
Licao 1 microrganismos_10_10_2006Licao 1 microrganismos_10_10_2006
Licao 1 microrganismos_10_10_2006
 
Microrganismos_João Couto_6º CF.pptx
Microrganismos_João Couto_6º CF.pptxMicrorganismos_João Couto_6º CF.pptx
Microrganismos_João Couto_6º CF.pptx
 
Microrganismos_João Couto_6º CF.pptx
Microrganismos_João Couto_6º CF.pptxMicrorganismos_João Couto_6º CF.pptx
Microrganismos_João Couto_6º CF.pptx
 
Microbios 2
Microbios 2Microbios 2
Microbios 2
 
Bacterias na vida humana 2 ano
Bacterias na vida humana 2 anoBacterias na vida humana 2 ano
Bacterias na vida humana 2 ano
 
aencsi6_ppt_patogenicos.pptx hhhhhhhhhhhhhhhhhh
aencsi6_ppt_patogenicos.pptx hhhhhhhhhhhhhhhhhhaencsi6_ppt_patogenicos.pptx hhhhhhhhhhhhhhhhhh
aencsi6_ppt_patogenicos.pptx hhhhhhhhhhhhhhhhhh
 
Microrganismos Oscar Couto_6º CF.pptx
Microrganismos Oscar Couto_6º CF.pptxMicrorganismos Oscar Couto_6º CF.pptx
Microrganismos Oscar Couto_6º CF.pptx
 
Microbiologia aula
Microbiologia  aulaMicrobiologia  aula
Microbiologia aula
 
Superbacterias
SuperbacteriasSuperbacterias
Superbacterias
 
BIOSSEGURANÇA AULA 1.pptx
BIOSSEGURANÇA AULA 1.pptxBIOSSEGURANÇA AULA 1.pptx
BIOSSEGURANÇA AULA 1.pptx
 

Mais de Sasuke Sakura

Mais de Sasuke Sakura (20)

Estatística
Estatística Estatística
Estatística
 
Era Paleozóica
Era PaleozóicaEra Paleozóica
Era Paleozóica
 
Relatório de ciências
Relatório de ciências Relatório de ciências
Relatório de ciências
 
Facebook
Facebook Facebook
Facebook
 
Estrutura interna da Terra
Estrutura interna da TerraEstrutura interna da Terra
Estrutura interna da Terra
 
Estatística
Estatística Estatística
Estatística
 
Doping
Doping Doping
Doping
 
Cientista
CientistaCientista
Cientista
 
A vizinha
A vizinha A vizinha
A vizinha
 
A nossa estatística (2)
A nossa estatística (2)A nossa estatística (2)
A nossa estatística (2)
 
A nossa estatística
A nossa estatística  A nossa estatística
A nossa estatística
 
A célula
A célula A célula
A célula
 
Um conflito inesperado
Um conflito inesperadoUm conflito inesperado
Um conflito inesperado
 
Resultados (Vulcanismo)
Resultados (Vulcanismo)Resultados (Vulcanismo)
Resultados (Vulcanismo)
 
Resultados 3 (Vulcanismo)
Resultados 3 (Vulcanismo)Resultados 3 (Vulcanismo)
Resultados 3 (Vulcanismo)
 
Resultados 2 (Vulcanismo)
Resultados 2 (Vulcanismo)Resultados 2 (Vulcanismo)
Resultados 2 (Vulcanismo)
 
Material (Vulcanismo)
Material (Vulcanismo)Material (Vulcanismo)
Material (Vulcanismo)
 
Material 3 (Vulcanismo)
Material 3 (Vulcanismo)Material 3 (Vulcanismo)
Material 3 (Vulcanismo)
 
Material 2 (Vulcanismo)
Material 2 (Vulcanismo)Material 2 (Vulcanismo)
Material 2 (Vulcanismo)
 
Introdução (Vulcanismo)
Introdução (Vulcanismo)Introdução (Vulcanismo)
Introdução (Vulcanismo)
 

Último

Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 

Último (20)

Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 

Microorganismos 40

  • 1. Os micróbios são seres que não conseguimos ver a “olho nu”, ou seja, não os conseguimos ver sem a ajuda do microscópio. Alguns micróbios são causadores de doenças e são chamados de patogénicos e podem ser transmitidos para o ser vivo diretamente ou podem contagiar-se de um ser vivo para outro. Eles invadem e infetam o nosso organismo a partir de feridas abertas ou até as nossas aberturas naturais do corpo. Existem 4 tipos de micróbios: os Vírus, as Bactérias, os Protozoários e os Fungos. Os Vírus são partículas que só podem ser obsevadas ao microscópio eletrónico e só realizam as suas funções dentro de células vivas. Ex. de doenças: Sida,gripes, herpes, hepatites, catapora, varíola, ébola, etc. As Bactérias são seres unicelulares sem núcleo organizado. Pertemcem ao Reino Monera. Ex. de doenças: Blenorragia, botulismo, brucelose, antraz, cárie dentária, tétano, tuberculose, etc. Os Protozoários são seres unicelulares com núcleo organizado que normalmente vivem em ambientes aquáticos. Pertencem ao Reino Protista. Ex de doenças: Amebíase, Doença do sono, malária, Leishmaniose Visceral,etc. Alguns Fungos são pluricelulares e outros são unicelulares. Eles vivem á custa dos outros animais parazitando-os e pertencem ao Reino dos Fungos. Ex de doenças: moniliose, micoses ou “pé-de-atleta”,míldio da videira, etc. Mas nem todos os micróbios são causadores de doenças. Também existem os micróbios úteis ou não patogénicos que ajudam o homem a fazer vacinas, medicamentos, antibióticos, a fabricar o pão e a cerveja (leveduras), fabrico do iogurte e queijo a partir do leite (bactérias lácteas), entre outros. Para nos proteger contra determinadas doenças, o nosso organismo dispõe de defesas naturais, tanto externas como internas. As defesas externas impedem a entrada de micróbios. Ex: pele, pestanas, muco, pelos das fossas nasais, lágrimas, meio ácido no estômago, bactérias úteis no intestino,etc. E as defesas internas destroem os micróbios que conseguiram entrar dentro do organismo de duas maneiras: Fagocitose, os leucócitos envolvem-nos no seu interior e destroem-nos, e os Linfócitos produzindo anticorpos ,um tipo de leucócito fabricado na medula óssea vermelha. Caso o mesmo micróbio atacar o organismo novos anticorpos surgiram para defender o organismo , a isto chama-se imunidade. Para além das doenças, também podemos ter hábitos de higiene que nos ajudam a eliminar muitos dos micróbios como por exemplo: lavar os dentes após as refeições, tomar banho todos os dias, lavar as mãos, limpar a casa, lavar os lençois das camas semanalmente, deitar os resíduos orgânicos no contentador apropriado, etc. Mas existem mais três meios de eliminação e proteção dos micróbios: A Desinfeção - eliminar os micróbios com o uso de substâncias antissépicas (ex: álcool, água-oxigenada, tintura de iodo ou betadine) que desinfectam feridas. A Esterilização – Destruição de micróbios, normalmente, através de temperaturas elevadas. A Vacinação – Permite ao organismo adquirir imunidade a algumas doenças graves produzindo anticorpos para esses tipos de doenças injectando uma vacina; a vacina é constituída por micróbios patogénicos mortos ou por toxinas de ação atenuada.