SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Baixar para ler offline
Trabalho realizado por: 7º2
Escola Padre José Rota
Ano letivo 2012/13
Índice
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•

Introdução
O que é o Facebook?
Para que serve?
Perigos do Facebook
Resumo do filme do Facebook
Resumo do filme do Facebook (cont.)
Opinião sobre o filme
Se não existisse o Facebook…
Curiosidades
Bibliografia
Introdução
• Neste trabalho vamos falar sobre o Facebook: a sua origem, quem o criou,
o que é, para que serve, os seus perigos e algumas curiosidades.
Esperemos que gostem 
O que é o Facebook?
• O Facebook é uma rede social. É um site onde cada pessoa pode ter o seu
perfil, ou seja, os seus dados pessoais, as suas fotos, vídeos, links, notas
etc. Foi criado a 4 de Fevereiro de 2004, operado e de propriedade privada
da Facebook Inc., e agora é uma das empresas mais ricas do mundo. Em 4
de Outubro de 2012 o Facebook atingiu a marca de 1 bilhão de usuários
ativos. Em média 316.455 pessoas registam-se, por dia, no
Facebook, desde a sua criação.
Para que serve o Facebook?
• A principal utilidade do Facebook é interligar as pessoas e permitir uma
maior facilidade de comunicação entre estas.
• Os membros desta rede social, visitam perfis, fazem amigos, estabelecem
contactos, deixam comentários, enviam mensagens entre si, numa
palavra, comunicam.
O Facebook é usado por vezes por empresas para alistar empregados, mas
também existem empresas e mesmo repartições do Estado em alguns
países que bloquearam o acesso ao site nas instalações.
• Através desta rede social, também é possível reencontrar velhos amigos,
antigos companheiros de escola, professores, entre outros.
Perigos do Facebook
• O Facebook, como todas as redes sociais, tem um problema: pessoas
desconhecidas. Isto principalmente com crianças e adolescentes é um
perigo. As pessoas podem tentar ter algum contacto com a criança para a
raptarem, e fazerem-lhe mal.
• Outras pessoas podem tentar imitar o teu perfil e fazer-se passar por ti.
Resumo do filme do Facebook
No filme,ele era um analista de sistemas graduado em Havard.
Após Érica Albright ter terminado com ele, no seu quarto, raivoso e bêbado cria um
site de ranking com as raparigas mais bonitas da sua faculdade, com grande acesso em
pouco tempo, derrubando a conexão da internet da sua faculdade.
Conseguiu 22.000 mil acessos numa só noite. Isso fez interesse aos irmãos Winklevoss,
que convidaram Mark para participar num site só para os alunos da faculdade. Mark,
tem outra ideia e cria “The Facebook” com a ajuda do seu amigo Eduardo Savenin que
investiu 15 mil dólares no projeto tornando-se diretor financeiro com 30% da
empresa. “The Facebook” tornou-se um grande sucesso, quando Mark conhece Sean
Parker, o criador do Napster, (um programa em que se descarregava música grátis ) e
recomenda-o a mudar o nome para apenas Facebook.

Zuckerberg fundou o Facebook em 2004, juntamente com Dustin
Moskovitz, Eduardo Saverin e Chris Hughes, quando eram
estudantes da Universidade Harvard.
Resumo do filme do Facebook(cont.)
Mark Zuckerberg fascinou-se com Parker, por levar a vida tão desleixadamente ,não só
por se divertir, mas também pela sua ambição . Foi nesse momento que ele zangou-se
com Eduardo, seu melhor amigo, tirando- o da sua equipa.
Sean, por ambição e querer maiores lucros faz todo possível para se tornar presidente
da empresa. Sean envolve-se num escândalo quando o Facebook já está a fazer
sucesso na internet, com mais de 1.000.000 de seguidores.
Mas o mais curioso é que Mark e Eduardo eram amigos e acabaram num tribunal após
a criação da empresa, pois a falta de ética e ambição de Mark fez com que fosse
aberto um processo que teve como consequência uma indemnização milionária e um
escândalo com proporções mundiais contra o Facebook. Por fim, Mark continua
sozinho tentando reconquistar a ex-namorada (Érica) por meio de seu perfil no
Facebook.
Mark ,em frente ao computador, espera uma resposta de Érica ouvindo “Baby you’re a
Rich Man” dos Beatles.

Slogan do filme “ A Rede Social”
Opinião sobre o filme
• Não gostámos muito do filme porque:
• Mark fez de tudo para criar o facebook, tornando alguns dos seus amigos,
inimigos(Eduardo);
• A ideia do facebook surgiu quando outros tiveram uma ideia igual, fazendo
Mark um imitador de ideias e ladrão também;
• O filme acabou mal, porque por mais sucesso e dinheiro que Mark tivesse
conseguido, não substituiu a falta de Érica na sua vida, e ficou á espera de
uma resposta sua.
Se não existisse o Facebook…
• Se não existisse facebook, não iriamos á net com
tanta frequência, e também comunicávamos menos
com os nossos amigos, o facebook é como se fosse
um passatempo para as pessoas, por isso teriam
menos que fazer.
Curiosidades
• A cor do Facebook é azul porque Mark Zuckerberg é daltónico.
• As mulheres são muito comunicativas. Elas costumam partilhar assuntos
no Facebook 21 vezes por mês, e que os homens só fazem 15 vezes, na
média.
Bibliografia
•
•
•
•

http://www.portais.ws/?page=art_det&ida=1202
http://pt.wikipedia.org/wiki/Facebook#Hist.C3.B3ria
http://www.portais.ws/?page=art_det&ida=29541
http://lista10.org/celebridades/10-curiosidades-sobre-mark-zuckerbergdono-do-facebook/
• http://falemossinceramente.blogspot.pt/2011/07/os-perigos-dofacebook.html
• http://pcworld.uol.com.br/noticias/2012/05/21/conheca-15-curiosidadessobre-o-facebook/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os jovens e as redes sociais
Os jovens e as redes sociaisOs jovens e as redes sociais
Os jovens e as redes sociaisKleyson Barbosa
 
Marina Travassos - Do blog ao like
Marina Travassos - Do blog ao likeMarina Travassos - Do blog ao like
Marina Travassos - Do blog ao likeMicrosoft
 
Seminario Redes Sociais
Seminario Redes SociaisSeminario Redes Sociais
Seminario Redes SociaisPedro Ramos
 
Mídias sociais e a evolução da comunicação
Mídias sociais e a evolução da comunicaçãoMídias sociais e a evolução da comunicação
Mídias sociais e a evolução da comunicaçãoAriane Fonseca
 
Trabalho sobre facebook
Trabalho sobre facebookTrabalho sobre facebook
Trabalho sobre facebookKaren Brasil
 
O jovem cristão e a globalização
O jovem cristão e a globalizaçãoO jovem cristão e a globalização
O jovem cristão e a globalizaçãoTeo Silva
 
Apresentação "Mídias Sociais - Panorama geral e Linkedin" por Walisson de Oli...
Apresentação "Mídias Sociais - Panorama geral e Linkedin" por Walisson de Oli...Apresentação "Mídias Sociais - Panorama geral e Linkedin" por Walisson de Oli...
Apresentação "Mídias Sociais - Panorama geral e Linkedin" por Walisson de Oli...Walisson Oliveira
 
E marketing pessoal # Você On line
E marketing pessoal # Você On lineE marketing pessoal # Você On line
E marketing pessoal # Você On lineSaulo Veríssimo
 
Redes Sociais Conceitos E Boas PráTicas
Redes Sociais   Conceitos E Boas PráTicasRedes Sociais   Conceitos E Boas PráTicas
Redes Sociais Conceitos E Boas PráTicasJose Claudio Terra
 
Os perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem Cristão
Os perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem CristãoOs perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem Cristão
Os perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem CristãoSamir Isac Dantas
 
O jovem cristão e o uso da internet
O jovem cristão e o uso da internetO jovem cristão e o uso da internet
O jovem cristão e o uso da internetValdinar Viana
 
Influencia das-redes-sociais-na-nossa-vida
Influencia das-redes-sociais-na-nossa-vidaInfluencia das-redes-sociais-na-nossa-vida
Influencia das-redes-sociais-na-nossa-vidampc04elion
 
A Influência e os Perigos das Mídias Sociais na vida do Cristão 3.0
A Influência e os Perigos das Mídias Sociais na vida do Cristão 3.0A Influência e os Perigos das Mídias Sociais na vida do Cristão 3.0
A Influência e os Perigos das Mídias Sociais na vida do Cristão 3.0Samir Isac Dantas
 
Midias Sociais e a Igreja do Futuro
Midias Sociais e a Igreja do FuturoMidias Sociais e a Igreja do Futuro
Midias Sociais e a Igreja do FuturoJuliana Paz
 

Mais procurados (19)

Os jovens e as redes sociais
Os jovens e as redes sociaisOs jovens e as redes sociais
Os jovens e as redes sociais
 
Marina Travassos - Do blog ao like
Marina Travassos - Do blog ao likeMarina Travassos - Do blog ao like
Marina Travassos - Do blog ao like
 
Seminario Redes Sociais
Seminario Redes SociaisSeminario Redes Sociais
Seminario Redes Sociais
 
Redes sociais
Redes sociaisRedes sociais
Redes sociais
 
Mídias sociais e a evolução da comunicação
Mídias sociais e a evolução da comunicaçãoMídias sociais e a evolução da comunicação
Mídias sociais e a evolução da comunicação
 
O facebook
O facebookO facebook
O facebook
 
Trabalho sobre facebook
Trabalho sobre facebookTrabalho sobre facebook
Trabalho sobre facebook
 
O jovem cristão e a globalização
O jovem cristão e a globalizaçãoO jovem cristão e a globalização
O jovem cristão e a globalização
 
Apresentação "Mídias Sociais - Panorama geral e Linkedin" por Walisson de Oli...
Apresentação "Mídias Sociais - Panorama geral e Linkedin" por Walisson de Oli...Apresentação "Mídias Sociais - Panorama geral e Linkedin" por Walisson de Oli...
Apresentação "Mídias Sociais - Panorama geral e Linkedin" por Walisson de Oli...
 
E marketing pessoal # Você On line
E marketing pessoal # Você On lineE marketing pessoal # Você On line
E marketing pessoal # Você On line
 
Redes Sociais Conceitos E Boas PráTicas
Redes Sociais   Conceitos E Boas PráTicasRedes Sociais   Conceitos E Boas PráTicas
Redes Sociais Conceitos E Boas PráTicas
 
Os perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem Cristão
Os perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem CristãoOs perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem Cristão
Os perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem Cristão
 
O jovem cristão e o uso da internet
O jovem cristão e o uso da internetO jovem cristão e o uso da internet
O jovem cristão e o uso da internet
 
Influencia das-redes-sociais-na-nossa-vida
Influencia das-redes-sociais-na-nossa-vidaInfluencia das-redes-sociais-na-nossa-vida
Influencia das-redes-sociais-na-nossa-vida
 
A Influência e os Perigos das Mídias Sociais na vida do Cristão 3.0
A Influência e os Perigos das Mídias Sociais na vida do Cristão 3.0A Influência e os Perigos das Mídias Sociais na vida do Cristão 3.0
A Influência e os Perigos das Mídias Sociais na vida do Cristão 3.0
 
ACBredes
ACBredesACBredes
ACBredes
 
Midias Sociais e a Igreja do Futuro
Midias Sociais e a Igreja do FuturoMidias Sociais e a Igreja do Futuro
Midias Sociais e a Igreja do Futuro
 
Facebook
FacebookFacebook
Facebook
 
Rede social (1)
Rede social (1)Rede social (1)
Rede social (1)
 

Semelhante a Origem, utilidade e perigos do Facebook

Facebook, Diogo Bentley nr.6 e Inês Mocho nr.7 9ºE
Facebook, Diogo Bentley nr.6 e Inês Mocho nr.7 9ºEFacebook, Diogo Bentley nr.6 e Inês Mocho nr.7 9ºE
Facebook, Diogo Bentley nr.6 e Inês Mocho nr.7 9ºEInês Mocho
 
Facebook
FacebookFacebook
FacebookMya1995
 
Redes sociais pelo mundo / Social networks worldwide
Redes sociais pelo mundo / Social networks worldwideRedes sociais pelo mundo / Social networks worldwide
Redes sociais pelo mundo / Social networks worldwideSeduc MT
 
C:\Fakepath\Web2 Redes Sociais
C:\Fakepath\Web2 Redes SociaisC:\Fakepath\Web2 Redes Sociais
C:\Fakepath\Web2 Redes Sociaisnucha2106
 
Web2 redes sociais
Web2 redes sociaisWeb2 redes sociais
Web2 redes sociaisnucha2106
 
Web2 redes sociais
Web2 redes sociaisWeb2 redes sociais
Web2 redes sociaisnucha2106
 
Web2 redes sociais
Web2 redes sociaisWeb2 redes sociais
Web2 redes sociaisnucha2106
 
Web2 Redes Sociais
Web2 Redes SociaisWeb2 Redes Sociais
Web2 Redes Sociaisnucha2106
 
O Facebook no meio profissional
O Facebook no meio profissionalO Facebook no meio profissional
O Facebook no meio profissionalpedrolacerdaa
 
“O CHEFE WHATSAPP” MARK ZUCKERBERG- AGRADECER A USUÁRIOS DO FACEBOOK
“O CHEFE WHATSAPP” MARK ZUCKERBERG- AGRADECER A USUÁRIOS DO FACEBOOK“O CHEFE WHATSAPP” MARK ZUCKERBERG- AGRADECER A USUÁRIOS DO FACEBOOK
“O CHEFE WHATSAPP” MARK ZUCKERBERG- AGRADECER A USUÁRIOS DO FACEBOOKbaixarwhatsappplus
 
Facebook
FacebookFacebook
FacebookLops01
 

Semelhante a Origem, utilidade e perigos do Facebook (20)

Facebook
FacebookFacebook
Facebook
 
Facebook, Diogo Bentley nr.6 e Inês Mocho nr.7 9ºE
Facebook, Diogo Bentley nr.6 e Inês Mocho nr.7 9ºEFacebook, Diogo Bentley nr.6 e Inês Mocho nr.7 9ºE
Facebook, Diogo Bentley nr.6 e Inês Mocho nr.7 9ºE
 
Facebook
FacebookFacebook
Facebook
 
facebook
facebookfacebook
facebook
 
Tic Facebook
Tic FacebookTic Facebook
Tic Facebook
 
Redes sociais 05 e 06
Redes sociais 05 e 06Redes sociais 05 e 06
Redes sociais 05 e 06
 
Redes sociais pelo mundo / Social networks worldwide
Redes sociais pelo mundo / Social networks worldwideRedes sociais pelo mundo / Social networks worldwide
Redes sociais pelo mundo / Social networks worldwide
 
C:\Fakepath\Web2 Redes Sociais
C:\Fakepath\Web2 Redes SociaisC:\Fakepath\Web2 Redes Sociais
C:\Fakepath\Web2 Redes Sociais
 
Web2 redes sociais
Web2 redes sociaisWeb2 redes sociais
Web2 redes sociais
 
Web2 redes sociais
Web2 redes sociaisWeb2 redes sociais
Web2 redes sociais
 
Web2 redes sociais
Web2 redes sociaisWeb2 redes sociais
Web2 redes sociais
 
Web2 Redes Sociais
Web2 Redes SociaisWeb2 Redes Sociais
Web2 Redes Sociais
 
Facebook
FacebookFacebook
Facebook
 
Cases Facebook
Cases FacebookCases Facebook
Cases Facebook
 
Presentation7 (1)
Presentation7 (1)Presentation7 (1)
Presentation7 (1)
 
Presentation7 (1)
Presentation7 (1)Presentation7 (1)
Presentation7 (1)
 
O Facebook no meio profissional
O Facebook no meio profissionalO Facebook no meio profissional
O Facebook no meio profissional
 
O chefe whatsapp
O chefe whatsappO chefe whatsapp
O chefe whatsapp
 
“O CHEFE WHATSAPP” MARK ZUCKERBERG- AGRADECER A USUÁRIOS DO FACEBOOK
“O CHEFE WHATSAPP” MARK ZUCKERBERG- AGRADECER A USUÁRIOS DO FACEBOOK“O CHEFE WHATSAPP” MARK ZUCKERBERG- AGRADECER A USUÁRIOS DO FACEBOOK
“O CHEFE WHATSAPP” MARK ZUCKERBERG- AGRADECER A USUÁRIOS DO FACEBOOK
 
Facebook
FacebookFacebook
Facebook
 

Mais de Sasuke Sakura

Mais de Sasuke Sakura (20)

Estatística
Estatística Estatística
Estatística
 
Era Paleozóica
Era PaleozóicaEra Paleozóica
Era Paleozóica
 
Relatório de ciências
Relatório de ciências Relatório de ciências
Relatório de ciências
 
Estrutura interna da Terra
Estrutura interna da TerraEstrutura interna da Terra
Estrutura interna da Terra
 
Estatística
Estatística Estatística
Estatística
 
Doping
Doping Doping
Doping
 
Cientista
CientistaCientista
Cientista
 
A vizinha
A vizinha A vizinha
A vizinha
 
A nossa estatística (2)
A nossa estatística (2)A nossa estatística (2)
A nossa estatística (2)
 
A nossa estatística
A nossa estatística  A nossa estatística
A nossa estatística
 
A célula
A célula A célula
A célula
 
Um conflito inesperado
Um conflito inesperadoUm conflito inesperado
Um conflito inesperado
 
Resultados (Vulcanismo)
Resultados (Vulcanismo)Resultados (Vulcanismo)
Resultados (Vulcanismo)
 
Resultados 3 (Vulcanismo)
Resultados 3 (Vulcanismo)Resultados 3 (Vulcanismo)
Resultados 3 (Vulcanismo)
 
Resultados 2 (Vulcanismo)
Resultados 2 (Vulcanismo)Resultados 2 (Vulcanismo)
Resultados 2 (Vulcanismo)
 
Material (Vulcanismo)
Material (Vulcanismo)Material (Vulcanismo)
Material (Vulcanismo)
 
Material 3 (Vulcanismo)
Material 3 (Vulcanismo)Material 3 (Vulcanismo)
Material 3 (Vulcanismo)
 
Material 2 (Vulcanismo)
Material 2 (Vulcanismo)Material 2 (Vulcanismo)
Material 2 (Vulcanismo)
 
Introdução (Vulcanismo)
Introdução (Vulcanismo)Introdução (Vulcanismo)
Introdução (Vulcanismo)
 
Conclusão (Vulcanismo)
Conclusão (Vulcanismo)Conclusão (Vulcanismo)
Conclusão (Vulcanismo)
 

Último

Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonRosiniaGonalves
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfSandra Pratas
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.pptDaniloConceiodaSilva
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfSandra Pratas
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxLuisCarlosAlves10
 
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do BrasilMary Alvarenga
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 

Último (20)

Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
 
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 

Origem, utilidade e perigos do Facebook

  • 1. Trabalho realizado por: 7º2 Escola Padre José Rota Ano letivo 2012/13
  • 2. Índice • • • • • • • • • • Introdução O que é o Facebook? Para que serve? Perigos do Facebook Resumo do filme do Facebook Resumo do filme do Facebook (cont.) Opinião sobre o filme Se não existisse o Facebook… Curiosidades Bibliografia
  • 3. Introdução • Neste trabalho vamos falar sobre o Facebook: a sua origem, quem o criou, o que é, para que serve, os seus perigos e algumas curiosidades. Esperemos que gostem 
  • 4. O que é o Facebook? • O Facebook é uma rede social. É um site onde cada pessoa pode ter o seu perfil, ou seja, os seus dados pessoais, as suas fotos, vídeos, links, notas etc. Foi criado a 4 de Fevereiro de 2004, operado e de propriedade privada da Facebook Inc., e agora é uma das empresas mais ricas do mundo. Em 4 de Outubro de 2012 o Facebook atingiu a marca de 1 bilhão de usuários ativos. Em média 316.455 pessoas registam-se, por dia, no Facebook, desde a sua criação.
  • 5. Para que serve o Facebook? • A principal utilidade do Facebook é interligar as pessoas e permitir uma maior facilidade de comunicação entre estas. • Os membros desta rede social, visitam perfis, fazem amigos, estabelecem contactos, deixam comentários, enviam mensagens entre si, numa palavra, comunicam. O Facebook é usado por vezes por empresas para alistar empregados, mas também existem empresas e mesmo repartições do Estado em alguns países que bloquearam o acesso ao site nas instalações. • Através desta rede social, também é possível reencontrar velhos amigos, antigos companheiros de escola, professores, entre outros.
  • 6. Perigos do Facebook • O Facebook, como todas as redes sociais, tem um problema: pessoas desconhecidas. Isto principalmente com crianças e adolescentes é um perigo. As pessoas podem tentar ter algum contacto com a criança para a raptarem, e fazerem-lhe mal. • Outras pessoas podem tentar imitar o teu perfil e fazer-se passar por ti.
  • 7. Resumo do filme do Facebook No filme,ele era um analista de sistemas graduado em Havard. Após Érica Albright ter terminado com ele, no seu quarto, raivoso e bêbado cria um site de ranking com as raparigas mais bonitas da sua faculdade, com grande acesso em pouco tempo, derrubando a conexão da internet da sua faculdade. Conseguiu 22.000 mil acessos numa só noite. Isso fez interesse aos irmãos Winklevoss, que convidaram Mark para participar num site só para os alunos da faculdade. Mark, tem outra ideia e cria “The Facebook” com a ajuda do seu amigo Eduardo Savenin que investiu 15 mil dólares no projeto tornando-se diretor financeiro com 30% da empresa. “The Facebook” tornou-se um grande sucesso, quando Mark conhece Sean Parker, o criador do Napster, (um programa em que se descarregava música grátis ) e recomenda-o a mudar o nome para apenas Facebook. Zuckerberg fundou o Facebook em 2004, juntamente com Dustin Moskovitz, Eduardo Saverin e Chris Hughes, quando eram estudantes da Universidade Harvard.
  • 8. Resumo do filme do Facebook(cont.) Mark Zuckerberg fascinou-se com Parker, por levar a vida tão desleixadamente ,não só por se divertir, mas também pela sua ambição . Foi nesse momento que ele zangou-se com Eduardo, seu melhor amigo, tirando- o da sua equipa. Sean, por ambição e querer maiores lucros faz todo possível para se tornar presidente da empresa. Sean envolve-se num escândalo quando o Facebook já está a fazer sucesso na internet, com mais de 1.000.000 de seguidores. Mas o mais curioso é que Mark e Eduardo eram amigos e acabaram num tribunal após a criação da empresa, pois a falta de ética e ambição de Mark fez com que fosse aberto um processo que teve como consequência uma indemnização milionária e um escândalo com proporções mundiais contra o Facebook. Por fim, Mark continua sozinho tentando reconquistar a ex-namorada (Érica) por meio de seu perfil no Facebook. Mark ,em frente ao computador, espera uma resposta de Érica ouvindo “Baby you’re a Rich Man” dos Beatles. Slogan do filme “ A Rede Social”
  • 9. Opinião sobre o filme • Não gostámos muito do filme porque: • Mark fez de tudo para criar o facebook, tornando alguns dos seus amigos, inimigos(Eduardo); • A ideia do facebook surgiu quando outros tiveram uma ideia igual, fazendo Mark um imitador de ideias e ladrão também; • O filme acabou mal, porque por mais sucesso e dinheiro que Mark tivesse conseguido, não substituiu a falta de Érica na sua vida, e ficou á espera de uma resposta sua.
  • 10. Se não existisse o Facebook… • Se não existisse facebook, não iriamos á net com tanta frequência, e também comunicávamos menos com os nossos amigos, o facebook é como se fosse um passatempo para as pessoas, por isso teriam menos que fazer.
  • 11. Curiosidades • A cor do Facebook é azul porque Mark Zuckerberg é daltónico. • As mulheres são muito comunicativas. Elas costumam partilhar assuntos no Facebook 21 vezes por mês, e que os homens só fazem 15 vezes, na média.