Ead

195 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
195
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ead

  1. 1. EAD:EAD: Ensino à distânciaEnsino à distância
  2. 2. CONCEITOS BASICOS:CONCEITOS BASICOS:  O QUE É EAD:O QUE É EAD: é um sistema multimídia deé um sistema multimídia de comunicação bidirecional com o aluno afastado docomunicação bidirecional com o aluno afastado do centro docente, em tempo ou espaço, ajudado por umacentro docente, em tempo ou espaço, ajudado por uma organização de apoio.organização de apoio.  Histórico da EAD:Histórico da EAD: Em meados da década de 70Em meados da década de 70 surgem às primeiras Universidades Abertas comsurgem às primeiras Universidades Abertas com design e implementação sistematizadas de cursos adesign e implementação sistematizadas de cursos a distância, utilizando, além do material impresso,distância, utilizando, além do material impresso, transmissões por televisão aberta, rádio e fitas detransmissões por televisão aberta, rádio e fitas de áudio e vídeo. A partir da década de 90 com oáudio e vídeo. A partir da década de 90 com o surgimento da internet, a educação a distância vemsurgimento da internet, a educação a distância vem se aprimorando cada vez mais, através dese aprimorando cada vez mais, através de tecnologias que viabilizam mecanismos detecnologias que viabilizam mecanismos de comunicação tão eficazes capazes de suprir acomunicação tão eficazes capazes de suprir a distância geográfica entre aluno e professor.distância geográfica entre aluno e professor.
  3. 3.  EAD no mundo:EAD no mundo: Segundo Alves (1998), a difusãoSegundo Alves (1998), a difusão da EAD no mundo se deve principalmente à França,da EAD no mundo se deve principalmente à França, Espanha e Inglaterra, pois os centros educacionaisEspanha e Inglaterra, pois os centros educacionais destes países contribuíram bastante para que outrosdestes países contribuíram bastante para que outros pudessem adotar os modelos desenvolvidos. Litto (2002)pudessem adotar os modelos desenvolvidos. Litto (2002) destaca que, ao contrário do que acontece no Brasil,destaca que, ao contrário do que acontece no Brasil, onde há um histórico de controle governamentalonde há um histórico de controle governamental centralizador sobre a educação superior, em outrascentralizador sobre a educação superior, em outras nações havia possibilidades de inovação e, assim, onações havia possibilidades de inovação e, assim, o desenvolvimento de cursos e estratégias de ensinodesenvolvimento de cursos e estratégias de ensino ocorreu mais rapidamente.ocorreu mais rapidamente.
  4. 4. EAD NOEAD NO Brasil:Brasil:  As bases legais para essa modalidade foramAs bases legais para essa modalidade foram estabelecidas pela Lei de Diretrizes e Bases naestabelecidas pela Lei de Diretrizes e Bases na Educação Nacional n°9.394, de 20 de dezembro deEducação Nacional n°9.394, de 20 de dezembro de 1996, regulamentada pelo decreto n°5.622 de 20 de1996, regulamentada pelo decreto n°5.622 de 20 de dezembro de 2005, que revogou os decretos n°2.494dezembro de 2005, que revogou os decretos n°2.494 de 10/02/98, e n°2.561 de 27/04/98, com normatizaçãode 10/02/98, e n°2.561 de 27/04/98, com normatização definida na Portaria Ministerial n°4.361 de 2004.definida na Portaria Ministerial n°4.361 de 2004.
  5. 5. Números da EAD no Brasil:Números da EAD no Brasil:  NO Brasil: Aproximadamente 3 milhõesNO Brasil: Aproximadamente 3 milhões usufruindo;usufruindo;  -1,5 milhões nas empresas;-1,5 milhões nas empresas;  -600.000 no tele curso 2000-600.000 no tele curso 2000  -300.000 no sistema “S”-300.000 no sistema “S”  -200.000 em cursos universitários-200.000 em cursos universitários  -100.000 em cursos por correspondência-100.000 em cursos por correspondência  -300.000 aprendendo via internet, sem curso-300.000 aprendendo via internet, sem curso
  6. 6. Números da EAD noNúmeros da EAD no Mundo:Mundo:  Em 2005 mais de 1,2 milhões deEm 2005 mais de 1,2 milhões de pessoas estudaram a distânciapessoas estudaram a distância O número de instituiçõesO número de instituições autorizadas e credenciadasautorizadas e credenciadas cresceu em 31% e o de seuscresceu em 31% e o de seus alunos em 62%alunos em 62%
  7. 7. O aluno e o professor em EADO aluno e o professor em EAD  Deve ser mais autônomo e independente, capaz de desenvolverDeve ser mais autônomo e independente, capaz de desenvolver capacidade de organizar seu próprio aprendizado e de buscar ocapacidade de organizar seu próprio aprendizado e de buscar o conhecimento. “Tem que ser ativo não apenas ao executar suasconhecimento. “Tem que ser ativo não apenas ao executar suas tarefas de aprender, mas também ao interpretar a refletirtarefas de aprender, mas também ao interpretar a refletir criticamente sobre o que está fazendo quando aprende”criticamente sobre o que está fazendo quando aprende” (PETERS, 2003, p. 72).(PETERS, 2003, p. 72).  Assume o papel de planejador do conhecimento através dosAssume o papel de planejador do conhecimento através dos conteúdos desenvolvidos, estimulador da participação econteúdos desenvolvidos, estimulador da participação e responsável pela interação com os alunos. Deixa de ser o centroresponsável pela interação com os alunos. Deixa de ser o centro e detentor do conhecimento, para ser mediador e socializador.e detentor do conhecimento, para ser mediador e socializador. Sua função tornou-se mais abrangente naSua função tornou-se mais abrangente na EADEAD do que no ensinodo que no ensino presencialpresencial
  8. 8. Como é o aluno em EADComo é o aluno em EAD  ele terá que buscar informação, estudar, formalizarele terá que buscar informação, estudar, formalizar dúvidas, ir atrás das soluções.dúvidas, ir atrás das soluções. Papel do professor em EADPapel do professor em EAD Sua importância é potencializada e suaSua importância é potencializada e sua responsabilidade social aumentada. “Seu lugarresponsabilidade social aumentada. “Seu lugar de saber seria o do saber humano e não o dode saber seria o do saber humano e não o do saber informações” (Alves; Nova, 2003:19),saber informações” (Alves; Nova, 2003:19), sendo a comunicação mais importante do que asendo a comunicação mais importante do que a informação. Sua função não é passar conteúdo,informação. Sua função não é passar conteúdo, mas orientar a construção do conhecimentomas orientar a construção do conhecimento pelo alunopelo aluno ..
  9. 9. EADEAD PRESECIALPRESECIAL Conduzida pelo ProfessorConduzida pelo Professor Predomínio de exposições o tempoPredomínio de exposições o tempo inteirointeiro Processo centrado no professorProcesso centrado no professor Processo como fonte central deProcesso como fonte central de informaçãoinformação Convivência, em um mesmoConvivência, em um mesmo ambiente físico, de professores eambiente físico, de professores e alunos, o tempo inteiroalunos, o tempo inteiro Ritmo de processo ditado peloRitmo de processo ditado pelo professorprofessor Contato face a face entre professorContato face a face entre professor e alunoe aluno Elaboração, controle e correção dasElaboração, controle e correção das avaliações pelo professoravaliações pelo professor Atendimento, pelo professor, nosAtendimento, pelo professor, nos rígidos horários de orientação e salarígidos horários de orientação e sala de aulade aula Acompanhada pelo tutorAcompanhada pelo tutor Atendimento ao aluno, em consultasAtendimento ao aluno, em consultas individualizadas ou em grupo, emindividualizadas ou em grupo, em situações em que o tutor mais ouve dosituações em que o tutor mais ouve do que falaque fala Processo centrado no alunoProcesso centrado no aluno Diversificadas fontes de informaçõesDiversificadas fontes de informações (material impresso e multimeios)(material impresso e multimeios) Interatividade entre aluno e tutor, sobInteratividade entre aluno e tutor, sob outras formas, não descartada aoutras formas, não descartada a ocasião para os “momentosocasião para os “momentos presenciais”Ritmo determinado pelopresenciais”Ritmo determinado pelo aluno dentro de seus própriosaluno dentro de seus próprios parâmetrosparâmetros Múltiplas formas de contato, incluída aMúltiplas formas de contato, incluída a ocasional face a face Avaliação deocasional face a face Avaliação de acordo com parâmetros definidos, emacordo com parâmetros definidos, em comum acordo, pelo tutor e pelo alunocomum acordo, pelo tutor e pelo aluno
  10. 10. E-learningE-learning  O termo e-Learning é fruto maduro de umaO termo e-Learning é fruto maduro de uma combinação ocorrida entre o ensino comcombinação ocorrida entre o ensino com auxílio da tecnologia e a educação a distância.auxílio da tecnologia e a educação a distância. Ambas modalidades convergiram para aAmbas modalidades convergiram para a educação on-line e para o treinamentoeducação on-line e para o treinamento baseado em Web, que ao final resultou no e-baseado em Web, que ao final resultou no e- Learning. http://pt.wikipedia.org/wiki/E-learningLearning. http://pt.wikipedia.org/wiki/E-learning

×