Avaliação na EaD: estamos preparados para avaliar?

1.426 visualizações

Publicada em

Uma discussão sobre a necessidade de revisão de conceitos e concepções sedimentados, na busca de alternativas que se ajustem aos pressupostos teóricos de aprender e ensinar a distância.
Convida o leitor para a reflexão sobre as novas dimensões da avaliação na educação a distância, com destaque para a importância das metodologias ativas e os pressupostos andragógicos no processo de revisão de conceitos, políticas e procedimentos que se aproximem das particularidades da
educação a distância.

Publicada em: Educação
2 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Então Rosangela, apesar dos avanços na EaD, mesmo do ponto de vista da regulação, ainda encontramos dificuldades de conceitos, concepções, além da questão cultural que permeia a ação docente no ensino brasileiro. Penso que ainda temos uma estrada a caminhar para compreender melhor as diferenças entre avaliar no presencial e avaliar na aprendizagem mediada. Na minha andança pelo Brasil afora, sinto que o processo avaliativo na EaD ainda é muito próximo do que fazemos no presencial, resultado da formação que recebem os professores e tutores da EaD, infelizmente. Mas penso que isso é questão de tempo para que haja uma mudança nesse cenário.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Sem dúvida não dá para seguir os padrões instituídos para a modalidade presencial. A legislação flexibiliza, mas as instituições e os professores, gestores, estão adequados à avaliação da aprendizagem na modalidade a distancia?
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.426
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
31
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
2
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliação na EaD: estamos preparados para avaliar?

  1. 1. Avaliação na EaD: estamos preparados para avaliar? Prof. Enilton Ferreira Rocha 1º ENCONTRO EaD - IFSULDEMINAS Muzambinho, Maio de 2014.
  2. 2. Contextualização Agenda As Funções As Modalidades, Critérios e Instrumentos Objetivos da Avaliação A EaD e seus Contextos Avaliação na EaD
  3. 3. Contextualização Agenda As Funções As Modalidades Objetivos da Avaliação, Critérios e Instrumentos A EaD e seus Contextos Avaliação na EaD
  4. 4. 4 Do ponto de vista do aluno OS OBJETIVOS DA AVALIAÇÃO Segundo Luckesi (2001, p. 174), a avaliação da Aprendizagem na escola tem dois objetivos: 1) auxiliar o aluno no seu processo de desenvolvimento pessoal; 2) prestar informações à sociedade acerca da qualidade do trabalho educativo realizado.
  5. 5. 5 OS CRITÉRIOS: a essência!!! O QUE VOU AVALIAR (aprendizagem ou contextos? Ou os dois?) b) COMO VOU AVALIAR ( quais instrumentos?) c) INDICADORES E PESOS ( métricas) d) GESTÃO DE RESULTADOS ( o que precisamos mudar e melhorar continuamente, a partir do diagnóstico diário) 1. Conselho de Classe 2. Pré-teste (diagnóstico) 3. Autoavaliação 4. Avaliação cooperativa 5. Observação 6. Relatório 7. Prova 8. Prova dissertativa OS INSTRUMENTOS
  6. 6. 6 Do ponto de vista da Instituição A avaliação escolar é um:  componente do processo de ensino que visa, através da  verificação e qualificação dos resultados obtidos, determinar a:  correspondência destes com os objetivos propostos e, daí, orientar as decisões em relação às:  atividades didáticas seguintes”. (LIBÂNEO, 1994, p. ) .
  7. 7. Contextualização Agenda As Funções As Modalidades, Critérios e Instrumentos Objetivos da Avaliação A EaD e seus Contextos Avaliação na EaD
  8. 8. 8 AS FUNÇÕES DA AVALIAÇÃO •A visão contínua da avaliação (diagnóstica - diária, tendências, previsões, decisões, ajustes) Em processo • Onde estou, quem sou e para onde quero ir (de propiciar a autocompreensão) Autoavaliação
  9. 9. 9 AS FUNÇÕES DA AVALIAÇÃO • A qualidade na prática avaliativa como elemento de aprofundamento da aprendizagem. Aprofundamento da aprendizagem • descobrir as conexões da aprendizagem. (estilos de aprendizagem e intervenções etc.) Auxiliar a aprendizagem
  10. 10. 10 AS FUNÇÕES DA AVALIAÇÃO • Motivar o crescimento de que modo? • Estou motivando ou desmotivando esse crescimento? A motivação
  11. 11. Contextualização Agenda As Funções As Modalidades Objetivos da Avaliação, Critérios e Instrumentos A EaD e seus Contextos Avaliação na EaD
  12. 12. 12 AS MODALIDADES •Investigativa, previsão, o perfil do aluno e tendências na aprendizagem Diagnóstica
  13. 13. 13 AS MODALIDADES •Diagnóstica diária, o comportamento diante do processo Contínua ou Formativa
  14. 14. 14 AS MODALIDADES •Os resultados, onde nós erramos, o que precisamos mudar para melhorar a qualidade Final ou Somativa
  15. 15. Contextualização Agenda As Funções As Modalidades Objetivos da Avaliação, Critérios e Instrumentos A EaD e seus Contextos Avaliação na EaD
  16. 16. Os três modelos utilizados no Brasil Modelo I - Baseado nos Artefatos da Internet - que recebe o apelido de aprendizagem online, em cujo cenário a presença física do professor não existe. Exemplos: Utilizados nos MOOCs, no e_Learning e mais recentemente nos SPOCs (Small Private Online Courses), cursos on-line e gratuitos para dezenas e até centenas de alunos. Modelo II - Misto – onde as presenças do professor e do aluno são opcionais de acordo com as recomendações do projeto pedagógico do curso ou disciplina ofertada a distância. O modelo mais utilizado. Mais adequado às realidades brasileiras. Modelo III - Semipresencial – caracterizado pela oferta de cursos ou disciplinas presenciais, exigindo as presenças físicas do professor e do aluno, com a opção de momentos virtuais ou a distância, utilizando para isso a mediação tecnológico-digital disponível no ambiente web 2.0. O modelo dos 20% 16 VISÃO SISTÊMICA MODELOS
  17. 17. As gerações de pedagogia da EaD Terry Anderson e Jon Dron 1ª Pedagogia cognitivo- behaviorista de educação a distância 3ª Pedagogia conectivista de educação a distância 2ª Pedagogia socioconstrutivista de educação a distância A visão psicológica de Edward Watson, John Thordike e B. F. Skinner, o comportamento efetivo como base de observações. A ubiquidade de conexões em rede entre pessoas, artefatos digitais e conteúdo (George Siemens (2005a, 2005b, 2007) e Stephen Downes (2007). Interações síncronas e assíncronas entre alunos e entre alunos e professores. (o indivíduo e o meio) Piaget, Jean e Vygotsky, Lev
  18. 18. Contextualização Agenda As Funções As Modalidades Objetivos da Avaliação, Critérios e Instrumentos A EaD e seus Contextos Avaliação na EaD
  19. 19. 19 AVALIAÇÃO NA EaD: pré-requisitos para avaliar • Incentivar a aprendizagem colaborativo-cooperativa, incentivar a autonomia. Articular e fortalecer a aprendizagem pela Busca; do ensino e aprendizagem • Avaliar sem perder de vista a diversidade de realidades socioculturais, socioeconômicas, sociopolíticas, éticas, ideológicas ou religiosas de contexto ou natureza –
  20. 20. 20 AVALIAÇÃO NA EaD: pré-requisitos para avaliar •Apropriar-se de novas competências para o aprendizado em redes sociais, em comunidades virtuais de aprendizagem, no M-Learning, MOOCS, REAs - Recursos Educacionais Abertos etc; da didática das nuvens
  21. 21. 21 AVALIAÇÃO NA EaD: pré-requisitos para avaliar •Investir no domínio das tecnologias educacionais previstas para curso ou atividade mediada tecnologicamente de destreza tecnológico- midiática
  22. 22. 22 AVALIAÇÃO NA EaD: pré-requisitos para avaliar • Desenvolver competências para o olhar diferenciado na avaliação de aspectos cognitivos, físicos, emocionais mais andragógicos ou mais pedagógicos (contínuo pedagógico-andragógico); • considerar os estilos de aprendizagem divergente, assimilador, convergente e acomodador recomendados por Kolb (1976); de estilos de aprendizagem
  23. 23. Aspectos a considerar na EaD (avaliador e avaliado) • Aprendizagem Significativa: por recepção ou por descoberta (Ausubel) • ZDP – Zona de Desenvolvimento Proximal (Vigotsky) • Processo de Assimilação e Acomodação (Piaget) • Psicologia Cognitiva de David Ausubel - Preferência ao Socioconstrutivismo • Aandragogia - Knowles – Educação do Adulto TIPOS DE APRENDIZAGEM (ROCHA, E.F., 17º CIAED, São Luís, 2012)
  24. 24. Aspectos a considerar na EaD (avaliador e avaliado) • Básico: até a web 2.0 – qualificação profissional • Avançado: a partir da web 3.0, interatividade e cooperação, cibercultura, autonomia do participante, humanização da EaD • Especialização • Do pedagógico para o contínuo pedagógico- andragógico CONEXÕES DE CURRÍCULO E VALOR AGREGADO (ROCHA, E.F., 17º CIAED, São Luís, 2012)
  25. 25. Aspectos a considerar na EaD (avaliador e avaliado) • Metodologias Ativas • Ciclo de Aprendizagem Vivencial - CAV(Kolb) • Manipulação de mídias e tecnologias educacionais • Contextos e realidades do participante • DAP – Diagnóstico de Aprendizagem do Participante ou do Candidato (DAC) • O desempenho na régua no Contínuo Pedagógico- Andragógico A VIVÊNCIA (ROCHA, E.F., 17º CIAED, São Luís, 2012)
  26. 26. Aspectos a considerar na EaD (avaliador e avaliado) • Reativa: satisfação ou insatisfação • De aprendizagem: nível de assimilação e acomodação • De comportamento: o que mudou? (Intra e interpessoal); • De competência adquirida: capacidade de intervenção e autonomia AVALIAÇÃO VISÃO PRÁTICA (ROCHA, E.F., 17º CIAED, São Luís, 2012)
  27. 27. Aspectos a considerar na EaD (avaliador e avaliado) • Indicadores de aceitação e boas práticas • Indicadores de desempenho e conformidades • Indicadores de desenvolvimento intelectual e autonomia • Indicadores de destreza midiático-tecnológica • Sistema integrado de decisões AVALIAÇÃO E RESULTADOS (ROCHA, E.F., 17º CIAED, São Luís, 2012)
  28. 28. CONSIERAÇÕES E INDAGAÇÕES!!
  29. 29. Obrigado pela atenção Enilton Ferreira Rocha – WR3 EaD enilton@wr3ead.com.br www.wr3ead.com.br https://www.facebook.com/enped2012

×