SlideShare uma empresa Scribd logo

Fundamentos e Práticas na EaD

Apresentação do Livro Fundamentos e Práticas em EaD/Módulo Pedagógico do Programa Profuncionário

1 de 78
Baixar para ler offline
Fundamentos e Práticas na EaD
Fundamentos e Práticas na EaD
Fundamentos e Práticas na EaD
Fundamentos e Práticas na EaD
Fundamentos e Práticas na EaD
Fundamentos e Práticas na EaD

Recomendados

Apresentação do ProFuncionário
Apresentação do ProFuncionárioApresentação do ProFuncionário
Apresentação do ProFuncionárioRafael Delmonego
 
Tecnologia na Educação e Novas Tendência
Tecnologia na Educação e Novas TendênciaTecnologia na Educação e Novas Tendência
Tecnologia na Educação e Novas TendênciaDaniel Caixeta
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Magda Marques
 
Uso de recursos tecnológicos na educação
Uso de recursos tecnológicos na educaçãoUso de recursos tecnológicos na educação
Uso de recursos tecnológicos na educaçãoPatty Santana
 
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasSlides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasMarily Oliveira
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila libras reformulada completa
Apostila libras reformulada  completaApostila libras reformulada  completa
Apostila libras reformulada completaLiseteLima
 
EJA AULA 3: Quem são os jovens e adultos da EJA? Relação entre pobreza, escol...
EJA AULA 3: Quem são os jovens e adultos da EJA? Relação entre pobreza, escol...EJA AULA 3: Quem são os jovens e adultos da EJA? Relação entre pobreza, escol...
EJA AULA 3: Quem são os jovens e adultos da EJA? Relação entre pobreza, escol...profamiriamnavarro
 
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professorcarmemlima
 
Folder jornada pedagógica 2014 - pedro do rosário
Folder   jornada pedagógica 2014 - pedro do rosárioFolder   jornada pedagógica 2014 - pedro do rosário
Folder jornada pedagógica 2014 - pedro do rosárioAlekson Morais
 
Biografia - Paulo Freire
Biografia - Paulo FreireBiografia - Paulo Freire
Biografia - Paulo FreireCamila Silva
 
Políticas Públicas da Educação
Políticas Públicas da EducaçãoPolíticas Públicas da Educação
Políticas Públicas da EducaçãoCÉSAR TAVARES
 
A importância da tecnologia para educação
A importância da tecnologia para educaçãoA importância da tecnologia para educação
A importância da tecnologia para educaçãoFernanda Damasio
 
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da EducaçãoFormação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da EducaçãoSandraRombi
 
Projeto de Intervenção - O uso do CELULAR em sala de aula
Projeto de Intervenção - O uso do CELULAR em sala de aulaProjeto de Intervenção - O uso do CELULAR em sala de aula
Projeto de Intervenção - O uso do CELULAR em sala de aulaJoemille Leal
 
O uso da tecnologia em sala de aula
O uso da tecnologia em sala de aulaO uso da tecnologia em sala de aula
O uso da tecnologia em sala de aulaDavidcupira
 
Pauta planejamento 2012 1º
Pauta planejamento 2012     1ºPauta planejamento 2012     1º
Pauta planejamento 2012 1ºNethy Marques
 
Plano de aula mídia digital
Plano de aula mídia digitalPlano de aula mídia digital
Plano de aula mídia digitalNeusa Lima
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observaçãoArte Tecnologia
 
Pratica Profissional Supervisionada
Pratica Profissional SupervisionadaPratica Profissional Supervisionada
Pratica Profissional SupervisionadaMadalena10
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolarAnanda Lima
 

Mais procurados (20)

Apostila libras reformulada completa
Apostila libras reformulada  completaApostila libras reformulada  completa
Apostila libras reformulada completa
 
EJA AULA 3: Quem são os jovens e adultos da EJA? Relação entre pobreza, escol...
EJA AULA 3: Quem são os jovens e adultos da EJA? Relação entre pobreza, escol...EJA AULA 3: Quem são os jovens e adultos da EJA? Relação entre pobreza, escol...
EJA AULA 3: Quem são os jovens e adultos da EJA? Relação entre pobreza, escol...
 
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professor
 
Folder jornada pedagógica 2014 - pedro do rosário
Folder   jornada pedagógica 2014 - pedro do rosárioFolder   jornada pedagógica 2014 - pedro do rosário
Folder jornada pedagógica 2014 - pedro do rosário
 
Biografia - Paulo Freire
Biografia - Paulo FreireBiografia - Paulo Freire
Biografia - Paulo Freire
 
Políticas Públicas da Educação
Políticas Públicas da EducaçãoPolíticas Públicas da Educação
Políticas Públicas da Educação
 
A importância da tecnologia para educação
A importância da tecnologia para educaçãoA importância da tecnologia para educação
A importância da tecnologia para educação
 
1 slide modulo 3
1 slide  modulo 31 slide  modulo 3
1 slide modulo 3
 
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da EducaçãoFormação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
 
Projeto de Intervenção - O uso do CELULAR em sala de aula
Projeto de Intervenção - O uso do CELULAR em sala de aulaProjeto de Intervenção - O uso do CELULAR em sala de aula
Projeto de Intervenção - O uso do CELULAR em sala de aula
 
O uso da tecnologia em sala de aula
O uso da tecnologia em sala de aulaO uso da tecnologia em sala de aula
O uso da tecnologia em sala de aula
 
Escola para quem
Escola para quemEscola para quem
Escola para quem
 
Pauta planejamento 2012 1º
Pauta planejamento 2012     1ºPauta planejamento 2012     1º
Pauta planejamento 2012 1º
 
Aula nota 10
Aula nota 10Aula nota 10
Aula nota 10
 
Apresentação eja
Apresentação eja Apresentação eja
Apresentação eja
 
Plano de aula mídia digital
Plano de aula mídia digitalPlano de aula mídia digital
Plano de aula mídia digital
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
 
Pratica Profissional Supervisionada
Pratica Profissional SupervisionadaPratica Profissional Supervisionada
Pratica Profissional Supervisionada
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
 
Clubes juvenis revisao 5
Clubes juvenis revisao 5Clubes juvenis revisao 5
Clubes juvenis revisao 5
 

Destaque

Mobilização de Recursos - Geração de Renda Própria
Mobilização de Recursos - Geração de Renda PrópriaMobilização de Recursos - Geração de Renda Própria
Mobilização de Recursos - Geração de Renda PrópriaMichel Freller
 
Livro Captação De Recursos
Livro Captação De RecursosLivro Captação De Recursos
Livro Captação De RecursosLeonardo Leitao
 
Controladoria prestcontas 052011
Controladoria prestcontas 052011Controladoria prestcontas 052011
Controladoria prestcontas 052011Michel Freller
 
Palestra - Economia Digital - Itaú 2011-05-20 SP
Palestra - Economia Digital - Itaú   2011-05-20 SPPalestra - Economia Digital - Itaú   2011-05-20 SP
Palestra - Economia Digital - Itaú 2011-05-20 SPConrado Adolpho
 
Plano de Captação de Recursos
Plano de Captação de RecursosPlano de Captação de Recursos
Plano de Captação de RecursosABCR
 
Projeto de captação de recurso
Projeto de captação de recursoProjeto de captação de recurso
Projeto de captação de recursophillipbanks
 
Voce ja tem_um_plano_b_conrado_adolpho_versao_10
Voce ja tem_um_plano_b_conrado_adolpho_versao_10Voce ja tem_um_plano_b_conrado_adolpho_versao_10
Voce ja tem_um_plano_b_conrado_adolpho_versao_10Andréia Soares de Sousa
 
Incentivos Fiscais para Captação de Recursos
Incentivos Fiscais para Captação de RecursosIncentivos Fiscais para Captação de Recursos
Incentivos Fiscais para Captação de RecursosMichel Freller
 
Como obter financiamentos milionarios a fundo perdido
Como obter financiamentos milionarios a fundo perdidoComo obter financiamentos milionarios a fundo perdido
Como obter financiamentos milionarios a fundo perdidoSEA Tecnologia
 
Incentivos Fiscais Federais para a Captação de Recursos, por Michel Freller
Incentivos Fiscais Federais para a Captação de Recursos, por Michel FrellerIncentivos Fiscais Federais para a Captação de Recursos, por Michel Freller
Incentivos Fiscais Federais para a Captação de Recursos, por Michel FrellerMichel Freller
 
Plano de captação de recursos
Plano de captação de recursosPlano de captação de recursos
Plano de captação de recursosRodrigo Alvarez
 
Marketing Digital: Treinamento Prático Marketing Digital
Marketing Digital: Treinamento Prático Marketing DigitalMarketing Digital: Treinamento Prático Marketing Digital
Marketing Digital: Treinamento Prático Marketing DigitalNWMídia Marketing
 
Apostila refrigeracao domestica
Apostila refrigeracao domesticaApostila refrigeracao domestica
Apostila refrigeracao domesticaroaugustus2010
 

Destaque (20)

Mobilização de Recursos - Geração de Renda Própria
Mobilização de Recursos - Geração de Renda PrópriaMobilização de Recursos - Geração de Renda Própria
Mobilização de Recursos - Geração de Renda Própria
 
Livro Captação De Recursos
Livro Captação De RecursosLivro Captação De Recursos
Livro Captação De Recursos
 
Controladoria prestcontas 052011
Controladoria prestcontas 052011Controladoria prestcontas 052011
Controladoria prestcontas 052011
 
CAPTAÇÃO DE RECURSOS
CAPTAÇÃO DE RECURSOSCAPTAÇÃO DE RECURSOS
CAPTAÇÃO DE RECURSOS
 
E mail marketing
E mail marketing E mail marketing
E mail marketing
 
Palestra - Economia Digital - Itaú 2011-05-20 SP
Palestra - Economia Digital - Itaú   2011-05-20 SPPalestra - Economia Digital - Itaú   2011-05-20 SP
Palestra - Economia Digital - Itaú 2011-05-20 SP
 
Plano de Captação de Recursos
Plano de Captação de RecursosPlano de Captação de Recursos
Plano de Captação de Recursos
 
Projeto de captação de recurso
Projeto de captação de recursoProjeto de captação de recurso
Projeto de captação de recurso
 
Voce ja tem_um_plano_b_conrado_adolpho_versao_10
Voce ja tem_um_plano_b_conrado_adolpho_versao_10Voce ja tem_um_plano_b_conrado_adolpho_versao_10
Voce ja tem_um_plano_b_conrado_adolpho_versao_10
 
Incentivos Fiscais para Captação de Recursos
Incentivos Fiscais para Captação de RecursosIncentivos Fiscais para Captação de Recursos
Incentivos Fiscais para Captação de Recursos
 
Como obter financiamentos milionarios a fundo perdido
Como obter financiamentos milionarios a fundo perdidoComo obter financiamentos milionarios a fundo perdido
Como obter financiamentos milionarios a fundo perdido
 
Elaboração de projetos de bndes e bnb
Elaboração de projetos de bndes e bnbElaboração de projetos de bndes e bnb
Elaboração de projetos de bndes e bnb
 
Incentivos Fiscais Federais para a Captação de Recursos, por Michel Freller
Incentivos Fiscais Federais para a Captação de Recursos, por Michel FrellerIncentivos Fiscais Federais para a Captação de Recursos, por Michel Freller
Incentivos Fiscais Federais para a Captação de Recursos, por Michel Freller
 
Plano de captação de recursos
Plano de captação de recursosPlano de captação de recursos
Plano de captação de recursos
 
Marketing Digital: Treinamento Prático Marketing Digital
Marketing Digital: Treinamento Prático Marketing DigitalMarketing Digital: Treinamento Prático Marketing Digital
Marketing Digital: Treinamento Prático Marketing Digital
 
Apostila refrigeracao domestica
Apostila refrigeracao domesticaApostila refrigeracao domestica
Apostila refrigeracao domestica
 
Gerenciamento de Custos - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Gerenciamento de Custos - Ano 2013 - PMBOK 5 ediçãoGerenciamento de Custos - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Gerenciamento de Custos - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
 
Analise de swot rodrigo lopes
Analise de swot   rodrigo lopesAnalise de swot   rodrigo lopes
Analise de swot rodrigo lopes
 
apostila-refrigeracao-frof-fabio-ferraz
apostila-refrigeracao-frof-fabio-ferrazapostila-refrigeracao-frof-fabio-ferraz
apostila-refrigeracao-frof-fabio-ferraz
 
Hackeando o Facebook com Python
Hackeando o Facebook com PythonHackeando o Facebook com Python
Hackeando o Facebook com Python
 

Semelhante a Fundamentos e Práticas na EaD

Linguagens e tecnologias na educação
Linguagens e tecnologias na educação    Linguagens e tecnologias na educação
Linguagens e tecnologias na educação Larissa Santos
 
Mini curso tec_educ
Mini curso tec_educMini curso tec_educ
Mini curso tec_educAlice Lage
 
Video Para Todos Aula 1
Video Para Todos Aula 1Video Para Todos Aula 1
Video Para Todos Aula 1guest0a01a2
 
Video Para Todos Aula 1
Video Para Todos Aula 1Video Para Todos Aula 1
Video Para Todos Aula 1guest6ede59
 
Tecnologias educativas
Tecnologias educativasTecnologias educativas
Tecnologias educativasCarla Torres
 
Comunicação educacional
Comunicação educacionalComunicação educacional
Comunicação educacionalAbiud46101
 
Apresentaçõa power point
Apresentaçõa power pointApresentaçõa power point
Apresentaçõa power pointThais Emanuela
 
Tecnologia Educacional
Tecnologia EducacionalTecnologia Educacional
Tecnologia Educacionaleveelang
 
A influência dos novos media na educação
A influência dos novos media na educaçãoA influência dos novos media na educação
A influência dos novos media na educaçãoMaria Simões
 
V I D E O P A R A T O D O S Aula 1[1]
V I D E O  P A R A  T O D O S Aula 1[1]V I D E O  P A R A  T O D O S Aula 1[1]
V I D E O P A R A T O D O S Aula 1[1]videoparatodos
 
Restinga Sêca - Mônica Rosello Larrondo
Restinga Sêca - Mônica Rosello LarrondoRestinga Sêca - Mônica Rosello Larrondo
Restinga Sêca - Mônica Rosello LarrondoCursoTICs
 
Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...
Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...
Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...Luiza Carvalho
 
Educação, mídia e tecnologia: reflexões críticas e sugestões de intervenções ...
Educação, mídia e tecnologia: reflexões críticas e sugestões de intervenções ...Educação, mídia e tecnologia: reflexões críticas e sugestões de intervenções ...
Educação, mídia e tecnologia: reflexões críticas e sugestões de intervenções ...Giseli Fregolente
 
Informática na educação
Informática na educaçãoInformática na educação
Informática na educaçãorosecleinunes21
 
Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Bianca Santana
 
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Bianca Santana
 
EAD : educação a distância - conceitos
EAD : educação a distância - conceitosEAD : educação a distância - conceitos
EAD : educação a distância - conceitosEAD Amazon
 

Semelhante a Fundamentos e Práticas na EaD (20)

Atv ead 220510-2
Atv ead 220510-2Atv ead 220510-2
Atv ead 220510-2
 
Linguagens e tecnologias na educação
Linguagens e tecnologias na educação    Linguagens e tecnologias na educação
Linguagens e tecnologias na educação
 
Mini curso tec_educ
Mini curso tec_educMini curso tec_educ
Mini curso tec_educ
 
Video Para Todos Aula 1
Video Para Todos Aula 1Video Para Todos Aula 1
Video Para Todos Aula 1
 
Video Para Todos Aula 1
Video Para Todos Aula 1Video Para Todos Aula 1
Video Para Todos Aula 1
 
ijid
ijidijid
ijid
 
Tecnologias educativas
Tecnologias educativasTecnologias educativas
Tecnologias educativas
 
Comunicação educacional
Comunicação educacionalComunicação educacional
Comunicação educacional
 
Mídias Educacionais
Mídias EducacionaisMídias Educacionais
Mídias Educacionais
 
Apresentaçõa power point
Apresentaçõa power pointApresentaçõa power point
Apresentaçõa power point
 
Tecnologia Educacional
Tecnologia EducacionalTecnologia Educacional
Tecnologia Educacional
 
A influência dos novos media na educação
A influência dos novos media na educaçãoA influência dos novos media na educação
A influência dos novos media na educação
 
V I D E O P A R A T O D O S Aula 1[1]
V I D E O  P A R A  T O D O S Aula 1[1]V I D E O  P A R A  T O D O S Aula 1[1]
V I D E O P A R A T O D O S Aula 1[1]
 
Restinga Sêca - Mônica Rosello Larrondo
Restinga Sêca - Mônica Rosello LarrondoRestinga Sêca - Mônica Rosello Larrondo
Restinga Sêca - Mônica Rosello Larrondo
 
Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...
Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...
Tecnologia ou metodologia? Uma análise da EAD como modalidade de ensino-apren...
 
Educação, mídia e tecnologia: reflexões críticas e sugestões de intervenções ...
Educação, mídia e tecnologia: reflexões críticas e sugestões de intervenções ...Educação, mídia e tecnologia: reflexões críticas e sugestões de intervenções ...
Educação, mídia e tecnologia: reflexões críticas e sugestões de intervenções ...
 
Informática na educação
Informática na educaçãoInformática na educação
Informática na educação
 
Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
 
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
 
EAD : educação a distância - conceitos
EAD : educação a distância - conceitosEAD : educação a distância - conceitos
EAD : educação a distância - conceitos
 

Mais de Rafael Delmonego

Apresentação Escola Santo Antonio
Apresentação Escola Santo AntonioApresentação Escola Santo Antonio
Apresentação Escola Santo AntonioRafael Delmonego
 
Formação Continuada em Tecnologia Educacional no Mato Grosso
Formação Continuada em Tecnologia Educacional no Mato GrossoFormação Continuada em Tecnologia Educacional no Mato Grosso
Formação Continuada em Tecnologia Educacional no Mato GrossoRafael Delmonego
 
Uso pedagógico das Redes Sociais
Uso pedagógico das Redes SociaisUso pedagógico das Redes Sociais
Uso pedagógico das Redes SociaisRafael Delmonego
 
Criando um e-mail no GMAIL
Criando um e-mail no GMAILCriando um e-mail no GMAIL
Criando um e-mail no GMAILRafael Delmonego
 
Informática Aplicada à Educação
Informática Aplicada à EducaçãoInformática Aplicada à Educação
Informática Aplicada à EducaçãoRafael Delmonego
 
Introdução à Educação Digital
Introdução à Educação DigitalIntrodução à Educação Digital
Introdução à Educação DigitalRafael Delmonego
 
Evolução dos Computadores
Evolução dos ComputadoresEvolução dos Computadores
Evolução dos ComputadoresRafael Delmonego
 

Mais de Rafael Delmonego (11)

Apresentação Escola Santo Antonio
Apresentação Escola Santo AntonioApresentação Escola Santo Antonio
Apresentação Escola Santo Antonio
 
Linux Educacional 4.0
Linux Educacional 4.0Linux Educacional 4.0
Linux Educacional 4.0
 
Formação Continuada em Tecnologia Educacional no Mato Grosso
Formação Continuada em Tecnologia Educacional no Mato GrossoFormação Continuada em Tecnologia Educacional no Mato Grosso
Formação Continuada em Tecnologia Educacional no Mato Grosso
 
Uso pedagógico das Redes Sociais
Uso pedagógico das Redes SociaisUso pedagógico das Redes Sociais
Uso pedagógico das Redes Sociais
 
Criando um e-mail no GMAIL
Criando um e-mail no GMAILCriando um e-mail no GMAIL
Criando um e-mail no GMAIL
 
Criando Blog no Blogger
Criando Blog no BloggerCriando Blog no Blogger
Criando Blog no Blogger
 
Informática Aplicada à Educação
Informática Aplicada à EducaçãoInformática Aplicada à Educação
Informática Aplicada à Educação
 
Introdução à Educação Digital
Introdução à Educação DigitalIntrodução à Educação Digital
Introdução à Educação Digital
 
Hardware e software
Hardware e softwareHardware e software
Hardware e software
 
Evolução dos Computadores
Evolução dos ComputadoresEvolução dos Computadores
Evolução dos Computadores
 
Encontro em Brasília
Encontro em BrasíliaEncontro em Brasília
Encontro em Brasília
 

Último

1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...azulassessoriaacadem3
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...excellenceeducaciona
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Jean Carlos Nunes Paixão
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024excellenceeducaciona
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...azulassessoriaacadem3
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...azulassessoriaacadem3
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
 
Namorar não és ser don .
Namorar não és ser don                  .Namorar não és ser don                  .
Namorar não és ser don .
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
 
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
 

Fundamentos e Práticas na EaD

  • 7. Os 3 estágios do desenvolvimento da tecnologia
  • 11. Mas, o que significa a palavra TECNOLOGIA? Vamos ao Dicionário... Segundo o Dicionário HOUAISS 2001, p. 2683... ... TECNOLOGIA é: 1. Teoria geral e/ou estudo sistemático sobre técnicas, processos, métodos, meios e instrumentos de um ou mais ofícios ou domínio da atividade humana (por ex., indústria, ciência etc.) 2. Técnica ou conjunto de técnicas de um domínio particular. 3. Qualquer técnica moderna e complexa.
  • 20. Certamente você deve estar se perguntando o que tem a ver a linguagem falada e a escrita com o tema desta unidade. Porém, essa breve reflexão tem exatamente o objetivo de lhe mostrar que a fala articulada e a escrita foram fundamentais para a evolução da consciência humana e para a organização do pensamento. Quando o homem definiu padrões de organização da fala, criando os dialetos e mais tarde os idiomas, e criou o alfabeto, organizando daí a escrita, ele estava exatamente desenvolvendo as primeiras tecnologias da comunicação.
  • 21. O surgimento da escrita, além de garantir o registro das ações e pensamentos humanos, possibilitou ao homem transmitir mensagens das mais variadas formas: desde as placas de argila da escrita cuneiforme, na Mesopotâmia, passando pelos pergaminhos no Egito Antigo, o uso do papel na China, o livro impresso, até chegar ao computador.
  • 25. Vocês podem até não achar que são usuários dos mais sofisticados hoje em dia... ...mas certamente já utilizaram um desses aparelhos...
  • 26. Pois bem... a evolução dessas tecnologias, até chegar no nível de sofisticação em que se encontram atualmente, provocou mudanças profundas na chamada sociedade pós-industrial, durante a segunda metade do século XX.
  • 27. Mais um exemplo da evolução tecnológica...
  • 28. A telecomunicação e a comunicação via tecnologias digitais encurtaram distâncias e comprimiram o tempo...
  • 29. Mas esses avanços não têm apenas implicações nas dimensões temporais e territoriais. Decorrentes das mudanças nessas dimensões, a sociedade vem alterando profundamente as suas formas de interação, o que implica novos comportamentos e a modificação ou criação de novos valores, que se configuram pouco a pouco como padrões próprios de um tipo de sociedade profundamente marcada pela cultura tecnológica.
  • 33. Os primeiros gostam de enfatizar essas tecnologias como uma solução para todos os males da humanidade... ...já os segundos acreditam que a maioria dos problemas da atualidade decorre do uso exacerbado dessas tecnologias.
  • 34. A maneira mais correta de estabelecermos essa relação seria, de forma crítica, usá-las na medida de nossas necessidades. E isso não anula as iniciativas de estarmos o tempo todo buscando soluções que as incluam como possibilidade de saída para nossos problemas cotidianos. Portanto, o fantástico mundo das novas tecnologias da informação e da comunicação é uma realidade que não temos como negar, mas o nosso posicionamento em relação aos efeitos da aplicação dessas tecnologias no cotidiano não pode ser nem de deslumbramento desmedido nem de ceticismo exagerado, mas sempre enxergá-las como parte dos avanços, das contribuições e das contradições inerentes à humanidade no seu esforço pelo estabelecimento de uma comunicação eficaz.
  • 37. Além deste curso, você já participou de algum outro à distância? Conhece ou já ouviu falar de alguém que tenha feito algum?
  • 38. O conceito mais objetivo de Educação a Distância é o de uma modalidade de ensino que funciona através de um processo educativo sistemático e organizado que tem como característica fundamental a separação físico-espacial entre professores e alunos, que interagem de lugares distintos, através de meios tecnológicos diversos, que possibilitam uma interação bidirecional, ou seja, uma interação de dupla via.
  • 39. Independente da diversidade de nomes, conforme a cultura de cada região, a educação a distância se apresenta hoje como uma alternativa poderosíssima no combate às distorções provocadas pela incapacidade dos sistemas tradicionais de ensino presencial de atender às demandas cada vez mais crescentes pela formação continuada, e depende, cada vez mais, dos meios tecnológicos da informação e da comunicação.
  • 40. Desde as nossas primeiras referências à EaD, a tratamos como modalidade. Mas aqui caberia uma discussão que é feita por Niskier (1999), em que ele defende que a Educação a Distância é uma modalidade que se afirma cada vez mais como uma tecnologia, “a tecnologia da esperança”
  • 41. Estaria em curso uma transformação dos sistemas de ensino, cuja principal virtude é a possibilidade de solução, através da educação a distância, da enorme defasagem da oferta de ensino no mundo todo, inclusive no Brasil.
  • 43. Muito longe dessa origem remota, no final do século XVIII, meados do século XIX e princípios do século XX, algumas experiências com estudos feitos por correspondência. Até a 2ª Grande Guerra Mundial, várias experiências metodológicas utilizando meios de comunicação em massa foram realizados.
  • 44. O verdadeiro salto só foi dado a partir de meados da década de 60, com a institucionalização de várias ações nos campos da educação secundária e superior, começando pela Europa e expandindo para os outros continentes. Atualmente mais de 80 países adotam a Educação à Distância em todos os níveis de ensino.
  • 46. Na década de 1960, destacam-se as experiências do Movimento de Educação de Base (MEB), ligado à Igreja Católica e também o Projeto SACI/SITERN, no Rio Grande do Norte, na década de 70. Projeto SACI/SITERN atingiu 40 mil alunos e cobria geograficamente 60% do território do Rio Grande do Norte Atuava na Alfabetização de Jovens e Adultos e veiculava as aulas através do rádio, alfatetizando quem residina na zona rural e estavam excluídos do sistema presencial de ensino
  • 47. Podemos ainda registrar várias iniciativas, como o Centro Educativo do Maranhão, o Instituto de Educação do Rio de Janeiro, a Fundação Padre Anchieta, o Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia, a Fundação Roberto Marinho e o Telecurso 2000, entre muitos.
  • 48. Na década de 90, muitas experiências governamentais, não governamentais e privadas foram sido implementadas com sucesso...
  • 50. Analise o que você vivenciou até agora neste curso a distância e compare com o ensino presencial. Liste algumas das diferenças que você identificou a partir da sua reflexão...
  • 51. Ao contrário da educação presencial, a EaD...
  • 52. Observe que a característica central desse conceito é a separação entre professores e alunos, mas, ao mesmo tempo, o estabelecimento de uma comunicação bidirecional, por meio de recursos didáticos e tecnológicos que compensariam as prováveis dificuldades causadas pela separação entre professores e alunos.
  • 57. Kearsley & Moore (1996) definem Educação a Distância como um conjunto de métodos instrucionais em que a ação dos professores são executadas à parte das ações dos alunos, mesmo que haja ações continuadas que se efetivem na presença do aluno. Porém, a comunicação entre professor e aluno deve ser facilitada por meios tecnológicos, sejam eles impressos, mecânicos, eletrônicos ou digitais.
  • 58. Por Educação Aberta, entende-se ser aquela que se estrutura segundo o modelo de aprendizagem aberta, cuja ênfase está numa aprendizagem mais autônoma e flexível, de maior acessibilidade aos estudantes, pois coloca à sua disposição um currículo que pode ser estruturado a partir da escolha do estudante. Além disso, ele pode também optar pela forma e pelo tempo (período) em que vai cursar cada disciplina.
  • 59. Programa de Educação à distância Instituição de Educação à Distância Unidade de Educação à Distância Consórcio de Educação à Distância
  • 60. Programa Um programa pode definir tanto um momento dentro de um curso – peça audiovisual, como programas de rádio, tv ou computador –, quanto designar um rótulo genérico de um conjunto de ofertas de cursos de uma determinada instituição. Curso Já cursos são produzidos em todos os níveis de EaD e definidos com base em cargas horárias pré determinadas, estruturados com base em um desenho que envolve produção de conteúdos direcionados, objetivos definidos, meios tecnológicos etc. (Kearsley & Moore, 1996).
  • 61. A aprendizagem A comunicação Ensino O design O gerenciamento Filosofia institucional
  • 67. Promover o diálogo permanente Orientar o estudante Motivar a aprendizagem e ampliar os conhecimentos Possibilitar a avaliação da aprendizagem
  • 70. Quando falamos que as mídias e ferramentas em EaD confundem-se, de certa forma, com os materiais didáticos, estávamos querendo dizer que, sem os suportes físicos ou digitais através dos quais se opera a comunicação entre professor e alunos a distância, não haveria como pensar e desenvolver materiais didáticos.
  • 72. Sistemas de 1ª Geração – baseadas no texto impresso ou escrito à mão. Encaixa-se nesta classificação o ensino por correspondência. É utilizado desde a década de 20 do século passado e é assíncrona. Definição na página 27
  • 73. Sistemas de 2ª Geração – baseadas na televisão e no áudio. Contavam com a televisão e o rádio para captar leituras ao vivo na sala de aula e transmiti-las a outros grupos de estudantes que algumas vezes usavam o telefone para se comunicar e tirar dúvidas com professores.
  • 74. Sistemas de 3ª Geração – trouxeram os sistemas de primeira e segunda fase juntos, em uma abordagem multimídia, com base em textos, áudio e televisão. Pode-se incluir nesse sistema as tecnologias do vídeo, as teleconferências e as videoconferências, todas bastante utilizadas atualmente.
  • 75. Sistemas de 4ª Geração – desenvolvidas em torno de comunicações mediadas por computador, tais como conferência por computador e correio eletrônico, associadas ao acesso a bancos de dados, bancos de informação e bibliotecas virtuais, com a utilização da instrução orientada por computador, conferências na internet e videoconferências por computador (desktop)
  • 76. Discutir as mídias e ferramentas na EaD é discutir a comunicação no processo de ensino e aprendizagem. E você já sabe que a comunicação é a pedra angular nesse processo, não é verdade?
  • 77. Como sentenciam Kearsley e Moore (1996), em EaD, assim como em qualquer processo de ensino e aprendizagem, as tecnologias são suportes que não têm significação sem a atuação humana.
  • 78. Bibliografia LIMA, Artemilson Alves de Lima. Fundamentos e Práticas na EaD – Profuncionário/Módulo Pedagógico. Rede e-Tec Brasil. Cuiabá-MT, 2012. Disponível on-line em http://migre.me/fpaYW